Dor Ciática

Сomentários

Transcrição

Dor Ciática
Ciática. Dor lombociática. Hérnia discal.
A ciática é a dor nas costas que se estende até abaixo do nível do joelho. A perna pode ficar dormente. Pode surgir
subitamente, ou ao longo de alguns dias. A dor pode ser muito forte, impedir de dormir e até mesmo de caminhar.
A causa é a irritação de um ou mais nervos que vão para a perna, porque os discos que existem entre as vértebras
deslocam-se do seu sítio (herniam) e comprimem o nervo. Por isso costuma-se dizer que há hérnia do disco ou hérnia
discal.
Pode acontecer por um traumatismo ou esforço súbito e também pelo desgaste causado pela própria idade. Muitas vezes a
causa resulta da compressão do nervo ao tentar deslocar um peso com as costas dobradas.
A maioria das pessoas têm hérnias discais a partir dos 40 anos, que não provocam qualquer dor porque não contactam
com o nervo e não precisam de tratamento. Também pode haver dor sem que exista uma hérnia.
O que deve fazer?
 Perante uma dor com estas características consulte o
seu médico. Ele irá examiná-lo e decidirá se necessitará
de realizar alguns exames complementares e qual o
tratamento adequado. Siga rigorosamente as suas
indicações.
 Evite a dor. Se lhe dói estando sentado, deite-se, e se
começar a doer deitado, caminhe um pouco. Caminhe
sem dor e a cura será mais rápida.
 Levante-se da cama sempre devagar, sentando-se
primeiro.
 Descanse de lado com uma almofada entre as pernas.
 Aplique calor na zona dolorosa durante 20 minutos
várias vezes por dia.
 Saiba que a dor forte normalmente só dura uns dias. Se
a ciática tiver sido muito intensa, poderá prolongar-se
algumas semanas.
 Algumas pessoas aproveitam esse tempo para fazer
coisas como ler, ouvir rádio ou música.
 Se tiver excesso de peso ou obesidade é importante
que tente perder uns quilos.
 Em alguns casos é necessário fazer tratamentos de
reabilitação das costas.
EVITE
 O repouso prolongado na cama durante mais de 1-2
semanas. Isso atrasa a cura. Alterne sempre com algum
movimento, como um pequeno passeio.
 Levantar, carregar e descarregar pesos enquanto não
tiverem passado alguns meses desde que se sentiu bem.
 Permanecer de pé, parado, muito tempo. É melhor
caminhar.
USF de Tornada
Tel. Geral: 262 836 005; Tel. Enfermagem: 262 836 024
Adaptado de Guia Prático de Saúde - APMGF
Revisto em março 2016
PARA QUE NÃO VOLTE A ACONTECER
 Levante os pesos do chão sem se inclinar. Agache-se,
segure nos pesos e levante-os.
 Em certas ocasiões, se tiver de fazer trabalhos que
impliquem risco para as suas costas, durante um tempo,
pode usar uma cinta. As melhores são as de motorista ou
as antigas de lã. Não use a cinta durante muitas horas.
 Faça exercício todos os dias: alongamentos,
caminhadas, hidroginástica, nadar de costas, andar de
bicicleta (no entanto, o volante deve ser elevado). Evite
saltar, não pratique aeróbica nem desportos como o
basquetebol.
 Pratique exercícios fáceis para relaxar as costas. Veja as
figuras desta página.
 Mude frequentemente de tarefa e de posição no
trabalho.
 Se notar algum desconforto ao realizar algum exercício
ou tarefa, descanse um pouco.
 Use uma cama firme, não muito dura.
 Sente-se com os joelhos um pouco mais altos que o
traseiro e com as costas bem apoiadas.
Quando consultar o seu Médico de Família?
 Se a dor o acordar a meio da noite ou durar mais de 6
semanas.
 Se lhe doerem as duas pernas simultaneamente.
 Se perder força na perna.
 Se além da dor aparecer febre.
Onde encontrar mais informação?
http://www.fisterra.com/material/pacien/index.asp
http://medlineplus.gov/spanish/

Documentos relacionados

Hérnia de disco ou Protusão discal, e agora? - ANSEF

Hérnia de disco ou Protusão discal, e agora? - ANSEF A protusão discal precede a hérnia de disco, a evolução da protusão discal se não for tratada corretamente provavelmente evoluirá para uma hérnia de disco. “A hérnia é uma protusão discal, porém a...

Leia mais