moção de apoio

Сomentários

Transcrição

moção de apoio
MOÇÃO DE APOIO AO POVO E AOS MÉDICOS BRASILEIROS
Toledo, 09 de maio de 2009
Os médicos reunidos no II Encuentro do Foro Iberoamericano de Entidades
Medicas – In memorian: Dr. Marco Antonio Becker – na cidade de Toledo – España,
propõem:
01 - O SUS
O Sistema Único de Saúde (SUS) brasileiro é modelo para o mundo. Constituise em importante política pública social, inclusivista, ancorada em arcabouço legal a
partir da constituição Federal de 1988 no período pós-redemocratização. Seus princípios
são: universalidade, integralidade, equidade, descentralização e controle social. É o
resultado de um século de militância do movimento conhecido como Reforma Sanitária.
No entanto, este patrimônio está duplamente ameaçado:
a) pelo sub-financiamento universal;
b) pela discriminação inter-regional; ambos promovidos pelo Governo Federal do
Brasil.
Por isso, apoiamos o reconhecimento do SUS brasileiro como patrimônio
imaterial da humanidade, e que o Governo do Brasil cumpra a Constituição e as Leis
brasileiras e garanta essa importante política de saúde que contribui para a Justiça
Social, financiando de forma adequada e corrigindo as desigualdades regionais,
repreendendo qualquer forma de discriminação.
O acompanhamento das ações será divulgado nos fóruns internacionais.
02 - PELO FIM DAS FÁBRICAS DE SEQUELADOS NO BRASIL.
Os médicos dedicados à assistência médica às vitimas de trauma não têm
encontrado junto àqueles responsáveis pela gestão dos sistemas de saúde o apoio
devido. Dai resultam mortes e graves seqüelas, de outra forma totalmente evitáveis.
Vimos assim, exigir das autoridades de saúde a justa atenção a esse relevante problema.
Dr. Juan José Rodríguez Sedín (Presidente de Consejo General de Colegios Oficiales de
Médicos).
Dr. Jorge Carlos Jáñez (Presidente de CONFEMEL).
Dr. Francisco Toquero (Consejo General de Colégios Médicos, España).
Dr. José Fumado (Representante Nacional de Atención Primaria Rural).
Dr. José Ramón Huerta (Consejo General de Colégios Médicos, España. Coordinador
del Área de Relaciones Internacionales).
Dr. Rubén Tucci (CONFEMEC0. Argentina. Presidente).
Dr. Leonel Argüello Yrigoyen (Sociedad Nicuaragüense de Medicina General,
Presidente.
Dr. Abdon Toledo (Federación Medica Venezolana. Subsecretario de Finanzas).
Dr. Edson de Oliveira Andrade (Conselho Federal de Medicina do Brasi - CFMl.
Presidente).
Dr. Ricard Guitiérrez (Consejo de Colégios Médicos de España. Vicepresidente).
Dr. Jerônimo Fernández Torrente (Consejo General de Colegios Médicos.
Vicesecretario).
Dra. Dolors Navarro (Foro Español de Bacientes).
Dr. José Luís Gomes do Amaral (Associação Médica do Brasil - AMB. Presidente)
Dr. Mario Fernando Lins (Federação Nacional dos Médicos - FENAM. Secretário
Geral).
Dr. Aldemir Humberto Soares (Associação Medica do Brasil – AMB. Secretário Geral).
Dr. Roberto D’Ávila (Conselho Federal de Medicina do Brasil – CFM. Vice-Presidente)
Dra. Maria Rita de Assis Brasil (Federação Nacional dos Médicos, Brasil – FENAM,
Vice-Presidente do Sindicato dos Médicos do Rio Grande do Sul).
Dr. Leonel Argüello Yrigoyen (Sociedad Nicaragüense de Medicina General,
Presidente).
Dr. Ignacio Berrios (Confederación Medica de La República Argentina.
Vicepresidente).
Dr. Serafin Romero (Colégio Oficial de Médicos de Córdoba. España. Presidente).
Dr. Abdon Toledo (Federación Medica Venezolana. Subsecretário de Finanzas).
Dr. Ruben Gallo (Federación Médica Venzolana. Secretario de Organización).
Dr. Roulan Jiménez Chavarría (Colégio de Médicos y Cirujanos de Costa Rica.
Presidente).
Dra. Lívia Barros Garção (Conselho Federal de Medicina do Brasil – CFM. Secretária
Geral).
José Hiran Gallo (Conselho Federal de Medicina do Brasil – CFM. Tesoureiro).
Dr. Marco Gomez Sancho (Conisión Central de Deontologia Del CGCOM. España.
Presidente).
Ínigo Noriega - Estudiante de Medicina en España.
Lucas de Toca – Estudiante de Medicina en España.