Jornal da UJR – Especial EIJAA

Сomentários

Transcrição

Jornal da UJR – Especial EIJAA
FAÇA PARTE DA
JUVENTUDE REBELIÃO!
imperialismo-capitalista é o
sistema econômico da fome, do
desemprego, das guerras e da falta
de dinheiro para a educação pública. O
capitalismo é especialmente cruel com a
juventude, pois ele tolhe nossa criatividade e
nos reprime.
Na maioria dos países do mundo os
governos capitalistas tomam medidas e
aprovam leis que atacam e oprimem a
juventude. No Iraque e na Palestina são
milhares os jovens que morrem vítimas das
bombas americanas e israelenses, mas
também na França os filhos dos imigrantes
são perseguidos pela polícia e não têm
perspectiva de futuro. No Haiti a juventude
enfrenta a fome e a repressão de um exército
de ocupação, comandado pelo Exército
brasileiro, e também nos Estados Unidos a
juventude é a mais afetada com a crise
econômica e o desemprego.
No Brasil essa realidade se confirma.
Violência policial nas favelas e bairros
populares, desemprego e superexploração,
escolas públicas de péssima qualidade e uma
universidade que continua sendo apenas um
sonho impossível para a grande maioria.
Essas são algumas das batalhas que a
juventude brasileira enfrenta no dia-a-dia.
O
sociedade fraterna e melhor se chama
sociedade socialista.
Claro que essa sociedade não virá por
si só, se não tomarmos medidas. Não é
possível derrotar o capitalismo e conquistar
o socialismo lutando sozinho. A classe dos
capitalistas, a burguesia, está organizada no
Estado, na polícia, na justiça dos ricos e nos
partidos burgueses. Para vencer é preciso se
organizar, para fazer uma revolução é
preciso participar de uma organização de
revolucionários.
O socialismo é, fundamentalmente, o
Para vencer é preciso se
organizar, para fazer uma
revolução é preciso
participar de uma
o r g a n i z a ç ã o d e
revolucionários.
contrário do capitalismo, é uma sociedade
sem patrão. Portanto, para conquistar a
sociedade socialista, é preciso fazer uma
revolução que derrote a classe dos burgueses
e construa o poder popular.
Em cada jovem, rebelião!
A União da Juventude Rebelião - UJR
Em cada luta, revolução!
é uma organização política de jovens
revolucionários que lutam pela revolução www.rebeliao.org | [email protected]
socialista no Brasil e no mundo. Lutamos ao
Telefones:
São Paulo: (11) 3426-9591
Rio de Janeiro: (21) 8789-1869
Minas Gerais: (31) 9133-0983
Bahia: (75) 3485-7932
Alagoas: (82) 8852-8688
Pernambuco: (81) 3427-9367
Paraíba: (83) 8815-8215
Rio Grande do Norte: (84) 9421-5717
Ceará: (85) 9996-6489
Piauí: (86) 3081-9472
Pará (91) 8154-0530
Marxismo-Leninismo, teoria e prática da Revolução
Leia,
assine
e divulgue
Um jornal dos trabalhadores a serviço da luta pelo socialismo | www.averdade.org.br
4
UNIÃO DA JUVENTUDE REBELIÃO
CONTRA O IMPERIALISMO E CONTRA O FASCISMO,
LUTE PELO SOCIALISMO!
J
Venha para a UJR
Somos a geração que fará a revolução
Para mudar essa situação precisamos
alcançar uma sociedade nova, onde os frutos
do trabalho pertençam a todos. Essa
l a d o d o
partido da
classe operária brasileira,
o Partido
Comunista
Revolucionário - PCR, fundado em 1966
por Manoel
Manoel Lisboa, fundador do PCR
Lisboa.
Somos jovens comunistas.
Compreendemos o mundo através da teoria
marxista-leninista. Defendemos o princípio
do internacionalismo, da solidariedade com
os movimentos que lutam por liberdade e
contra o imperialismo em diferentes partes
do mundo. Lutamos ao lado dos
trabalhadores, da classe operária, vanguarda
da revolução.
Para fazer parte da UJR é preciso concordar com seu programa e estatutos, contribuir materialmente com a organização e participar de um dos seus núcleos de base.
Envie uma mensagem para
[email protected] ou entre em contato com
um dos telefones abaixo e descubra o
núcleo da UJR mais próximo de você.
Informativo nacional da
União da Juventude Rebelião - UJR
Brasil | 2008 | Edição Especial
www.rebeliao.org | [email protected]
Juventude na luta por seus direitos e pelo socialismo
Nesta Edição:
Cartunista Latuff
participará do Eijaa
Pag. 02
Pag. 02
Eijaa terá acampamento
e passeata contra o imperialismo
Pressão popular liberta
Francisco Caraballo Pag. 03
Faça parte da UJR
Pag. 04
Juventude combatente,
lutando pelo futuro
no presente!
ovens de todo mundo virão ao
Rio de Janeiro, entre os dias 26
de julho e 03 de agosto, para
participar do 21º Encontro
Internacional da Juventude
Antifascista e Antiimperialista.
Será um encontro para
organizar a luta juvenil em escala
internacional. Uma semana de
debates, seminários, atos e
manifestações que vão demonstrar o
repúdio da juventude contra as
guerras imperialistas, a repressão
policial, o desemprego e outros
crimes do capitalismo.
Podem participar do Eijaa
todos e todas que querem mudar essa
situação. Serão mais de 30 países
presentes, trocando experiências e
compartilhando solidariedade.
A União da Juventude Rebelião
- UJR convida a juventude brasileira
a participar do Eijaa para denunciar
os crimes do imperialismo no nosso
país e fortalecer a luta por uma nova
sociedade, livre dessa opressão, a
sociedade socialista.
1
www.eijaa.org
RIO DE JANEIRO SE PREPARA
Opinião de quem estará no 21º Eijaa:
PARA RECEBER O 21º EIJAA
Passeata no México, Eijaa/2004
O E n c o n t r o
Internacional da
J u v e n t u d e
Antifascista e
Antiimperialista teve
início na década de 70.
O encontro ocorre
sempre a cada dois
anos, alternando o
país-sede entre os continentes.
Essa é a primeira vez que o Eijaa acontece no Brasil. O
desenvolvimento da luta da juventude, a necessidade de fortalecer a
sua organização e a importância do país na situação internacional
são alguns dos fatores levados em conta na definição de um paíssede.
A organização do Eijaa é de responsabilidade do Comitê
Preparatório Internacional, conhecido como CPI. Fazem parte do
CPI a União da Juventude Rebelião - UJR, representando o Brasil, a
Juventude Caribe da República Dominicana, a Juventude
Revolucionária do Equador, a União da Juventude Revolucionária
do México, a Juventude Comunista Marxista-Leninista da Espanha,
a Juventude do Trabalho da Turquia e a Juventude Comunista da
Dinamarca. No Brasil foram formados ainda um Comitê
Preparatório Nacional e comitês nos estados.
A programação do Eijaa
Os principais debates do Eijaa acontecem em painéis, sempre
no período da manhã. São debates que discutem a situação das
regiões e sua relação com a situação mundial, ou seja, de que forma
está se desenvolvendo a luta contra o imperialismo e o fascismo nas
diversas regiões do mundo. Os painéis são ótimos espaços para
compreender as diferentes realidades, conhecer outros países.
No período da tarde, além de oficinas, ocorrem encontros
internacionais com o objetivo de debater temas específicos e
realizar trocas de experiências sobre questões como o movimento
estudantil, movimento de mulheres, etc. As noites são reservadas
para as atividades festivas e culturais.
Durante todo o dia, ocorrem programações paralelas com festival de cinema, esportes e exposições.
Durante o Eijaa, haverá ainda uma passeata no Centro da cidade
do Rio de Janeiro. Será o momento de os participantes mostrarem
para a sociedade sua luta contra o imperialismo e o fascismo.
O campus da UFRJ
O encontro
acontecerá no Campus do Fundão da
Universidade Federal
do Rio Janeiro, mais
precisamente na
Faculdade de
Faculdade de Educação Física, local do Eijaa/2008
Educação Física.
A Faculdade conta com espaço para alojamento e realização das
atividades com uma ampla área verde a ser utilizada. Durante o
encontro, será armado o acampamento internacional da juventude
antiimperialista e antifascista.
A União da Juventude Rebelião quer fazer desse 21º Eijaa um
espaço de muita combatividade e elevação da consciência da
juventude. Uma
demonstração da
força dos jovens de
todo o mundo em sua
luta pelo socialismo.
O C o m i t ê
Preparatório Nacional
espera a presença de
mais de 1.000 jovens
vindos de 30 países
diferentes.
Debate durante o Eijaa/2006 na Dinamarca
Cartunista Latuff participará do Eijaa
Carlos Latuff é um artista popular do Brasil.
Rebelde, dedica sua arte a prestar solidariedade
aos movimentos antiimperialistas e antifascistas
do país e de diferentes partes do mundo.
Suas charges dão especial atenção à
resistência do povo palestino e iraquiano e, assim,
animam a luta desses povos na resistência contra o
imperialismo genocida e brutal. Seu trabalho foi
por várias vezes reconhecido pelas organizações
que lutam por uma Palestina livre e contra as
agressões norte-americanas ao Iraque.
Por sua militância, Latuff já foi ameaçado de
morte por organizações da extrema-direita
israelense, indiciado por denunciar o roubo do
dinheiro público à época dos Jogos
Panamericanos do Rio de Janeiro e sofreu outras
tantas perseguições.
Latuff nos disse que espera encontrar no Eijaa
os jovens rebeldes e comunistas de todo o mundo,
espera que esses jovens reacendam a rebeldia que
está em falta.
Charges e outros trabalhos de Latuff podem
ser encontrados em:
http://latuff2.deviantart.com/gallery/
“O Imperialismo mata milhares de jovens
no mundo e só é possivel combatê-lo
organizando os jovens mundialmente. O
Eijaa é um encontro que tem cumprido um
importante papel na luta da juventude
contra o fascismo e o imperialismo. Por isso
participarei do Eijaa no Rio de Janeiro.”
Gregório Gould,
1º Vice-presidente da UBES
e militante da UJR
“O Encontro Internacional da Juventude
Antifascista e Antiimperialista - Eijaa é um
momento ímpar para a juventude que luta contra o
imperialismo, a fome, pelo fim das guerras de
invasão aos países e espoliação dos povos, por
mais justiça no mundo. Um momento onde
podemos sentir todo o poder de organização e
mobilização da juventude rebelde, que luta por
um mundo mais justo, onde as pessoas possam ser
felizes de fato. É por isso que a União dos
Estudantes Secundaristas de Pernambuco se
Thays Santos,
presidente da UESPE solidariza com o Eijaa e participará deste
e militante da UJR
encontro, que ficará marcado na história da luta e
da organização do povo brasileiro.”
“O Eijaa será único para a juventude brasileira.
Vivemos num momento em que as discussões,
mobilizações e lutas contra o imperialismo têm
crescido, e a juventude tem um papel importante
para desmascarar os crimes a que os povos são
submetidos, apontando a saída através da
construção de uma sociedade nova, do socialismo.
O Rio de Janeiro sediará no 21º Eijaa um rico
momento de troca de experiências de jovens
revolucionários de diversas partes do mundo, que
Rafael Pires,
lutaram no levante popular de Oaxaca (México) e
Diretor da UNE
e militante da UJR contra o CPE na França. Em nossa história, a
juventude brasileira já deu inúmeras provas de sua
disposição e consciência. Com certeza, o Eijaa
representa mais um importante capítulo dessa
caminhada pela verdadeira liberdade do povo, pelo
socialismo.”
Informações importantes:
Leve roupas de frio e de calor. Essa é uma época de chuvas
no Rio de Janeiro.
Leve colchão e roupa de cama. Leve também barraca de
campping se for alojar-se no acampamento.
O Eijaa fornecerá um certificado para os que participarem
de 75% de suas atividades. A inscrição custa R$ 80,00.
Você pode fazer sua inscrição como voluntário para
participar das tarefas de tradução durante o Eijaa. Envie
um e-mail para [email protected] e informe endereço,
telefone, e-mail e língua na qual é fluente.
SOLIDARIEDADE INTERNACIONAL
LIBERTA FRANCISCO CARABALLO
N
o dia 18
de abril
deste
ano, ganhou
l i b e r d a d e
condicional o
comunista
revolucionário da Colômbia Francisco Caraballo.
Com 72 anos, Caraballo foi mantido preso nos
últimos 14 anos pelos governos fascistas daquele
país.
A UJR, o Partido Comunista Revolucionário,
a Conferência Internacional de Partidos e
Organizações Marxista-Leninistas - CIPOML e
várias outras organizações de todo o mundo
realizaram uma campanha pela liberdade de
Caraballo, pressionando o atual presidente Álvaro
Uribe a pôr fim a essa prisão autoritária. A libertação
de Caraballo, que é um dos convidados a participar
do 21º Eijaa, é uma vitória para os que lutam por
liberdade e justiça em todo o mundo.
O Partido Comunista da Colômbia (MarxistaLeninista), do qual Caraballo é dirigente, declarou,
através de seu Comitê Executivo, que “a liberdade
condicional que tem o camarada Caraballo é um
triunfo da solidariedade internacionalista, da
CIPOML, da esquerda e das forças democráticas da
Colômbia e do mundo”.
Fortalecer a solidariedade
Este ano, comemoram-se 50 anos da
Declaração Universal dos Direitos Humanos, que
afirma em um dos seus artigos que nenhum ser
humano pode ser preso arbitrária ou injustamente. O
imperialismo, em especial o estadunidense, insiste
em rasgar essa declaração a todo o momento.
É o imperialismo o responsável pelo
crescimento do fascismo no mundo, legalizando os
atos de tortura nos Estados Unidos; condenando à
pena de morte o jornalista Mumia Abul-Jamal;
mantendo cinco patriotas cubanos presos em solo
americano, sem um julgamento justo; mantendo as
vergonhosas e inumanas prisões de Abu Ghraib e
Guantánamo.
Esses e dezenas de outros casos provam que o
imperialismo está velho e perto do fim e não pode
sobreviver senão através da repressão e do fascismo.
É tarefa da juventude e da classe trabalhadora
denunciar todos os crimes do imperialismo e
fortalecer a solidariedade internacionalista em
defesa da justiça e da liberdade.
Latuff: arte a serviço da resistência
2
3