Modelo missal I - Solar da Levada

Сomentários

Transcrição

Modelo missal I - Solar da Levada
Oração Universal
Celebração do Matrimónio
de
Lídia e Francisco
Cântico de Ofertório: Arioso – J.S. Bach
Liturgia Eucarística
Cântico: Sanctus + Benedictus – Mozart
Prece Eucarística
Rito da Comunhão
Bênção Nupcial
Cântico da Paz: Instrumental – Somewhere over the rainbow
Cântico de Comunhão: Panis Angelicus – C. Franck
Acção de Graças: Júpiter – G. Holst
Cântico Final: Dueto das Flores – Lêo Delibes
Sé Catedral
de Braga
14 de Fevereiro de 2009
O Casamento
Lídia e Francisco, nascestes juntos e juntos ficareis para sempre,
mesmo quando as asas brancas da morte dispersarem os vossos
dias.
Sim. Sempre juntos até na silenciosa memória de Deus. Mas que
haja espaço na vossa comunhão e que os ventos de céu dancem
no meio de vós.
Amai-vos um ao outro, mas não façais do amor uma obrigação,
mas antes um mar vivo entre as praias das vossas almas.
Enchei cada um o copo do outro, mas não bebais por um só
copo.
Partilhai o pão, mas não comais a mesma fatia.
Cantai e dançai juntos, partilhai a alegria mas que permaneça
cada um sozinho, como estão sozinhas as cordas do alaúde,
enquanto nelas vibra a mesma harmonia.
Dai os vossos corações mas não os deixeis à guarda um do
outro. Porque só a mão da vida os pode guardar.
Permanecei sempre juntos, mas nunca demasiado próximos:
porque os pilares do templo elevam-se distanciados e o carvalho e
o cipreste não crescem à sombra um do outro.
Khali Gibran in “O Profeta”
O amor nunca acabará. As profecias desaparecerão, as línguas
cessarão e a ciência findará. Porque a nossa ciência é imperfeita e a
nossa profecia também é imperfeita. Mas quando vier o que é
perfeito, o que é imperfeito será abolido. No tempo em que eu era
criança, falava como criança, sentia como criança, pensava como
criança: mas, quando me tornei homem, eliminei as coisas de
criança. Hoje vemos como por um espelho, de maneira confusa,
mas então veremos face a face.
Hoje conheço de maneira imperfeita. Então, conhecerei
exactamente como também sou conhecido.
Agora subsistem estas três: a fé, a esperança e o amor.
Mas o maior de todos é o amor.
Palavra do senhor.
“Aleluia” – W.A. Mozart
Rito do Matrimónio
Sacerdote: Francisco e Lídia, viestes aqui celebrar o vosso
Matrimónio.
É de vossa livre vontade e de todo o coração que pretendeis fazêlo?
Noivos: É sim.
1ª Leitura
Leitura do Livro de Tobias
(8,5-11)
Na noite do casamento, Tobias disse a Sara: “Levanta-te, minha
irmã; vamos rezar, pedindo ao Senhor que nos conceda a sua
misericórdia e a sua protecção.
Ela levantou-se e começaram a rezar para obter misericórdia e
protecção.
Disse Tobias: “Bendito sois, Deus dos nossos pais. Bendito é o
vosso nome por todas as gerações. Louvem-Vos os céus e todas
as criaturas, por todos os séculos. Vós criastes Adão e lhe destes
Eva por esposa, como auxilio e amparo; e de ambos nasceu o
género humano. Vós dissestes: “Não é bom que o homem esteja
só; façamos-lhe uma auxiliar semelhante a ele”.
Senhor, bem sabeis que não é por paixão, mas com intenção
pura, que tomo esta minha prima por esposa. Tende piedade de
mim e dela e fazei que cheguemos juntos a uma ditosa velhice”.
Palavra do Senhor
Sacerdote: Vós que seguis o caminho do Matrimónio, estais
decididos a amar-vos e a respeitar-vos, ao longo da vossa vida?
Noivos: Estou sim.
Sacerdote: Estais dispostos a receber amorosamente os filhos
como dom de Deus e a educá-los segundo a lei de Cristo e da sua
Igreja?
Noivos: Estou sim.
Consentimento
Sacerdote: Uma vez que é vosso propósito contrair Matrimónio, uni
as mãos direitas e manifestai o vosso consentimento na presença de
Deus e da sua Igreja.
Noivo: Eu, Francisco, recebo-te por minha esposa a ti Lídia, e
prometo-te ser-te fiel, amar-te e respeitar-te, na alegria e na tristeza,
na saúde e na doença, todos os dias da nossa vida.
Salmo Responsorial – Sal. 127 (128), 1-2-3-4-5
“Aclamai o Senhor “- M. Carneiro
Noiva: Eu, Lídia, recebo-te por meu esposo a ti Francisco, e
prometo-te ser-te fiel amar-te e respeitar-te, na alegria e na tristeza,
na saúde e na doença, todos os dias da nossa vida.
2ª Leitura
Leitura da Primeira Epistola de São Paulo
aos Coríntios
Aceitação do Consentimento
Sacerdote: Confirme o Senhor, benignamente, o consentimento que
manifestastes perante a sua Igreja, e se Digne enriquecer-vos com a
sua bênção.
Não separe o homem o que Deus uniu.
Ainda que eu falasse as línguas dos homens e até dos anjos, se
não tiver amor, sou como bronze que soa ou címbalo que tine.
Ainda que eu tenha o dom da profecia e conheça todos os
mistérios e toda a ciência, ainda que possua a fé em plenitude, a
ponto de transportar montanhas, se não tiver amor, nada sou.
Ainda que distribua todos os meus bens em esmolas e entregue
a fim de ser queimado, se não tiver amor, de nada me aproveita.
O amor é paciente, o amor é benigno, não é invejoso, o amor
não se ufana, não se ensoberbece, não é inconveniente, não
procura o seu interesse, não se irrita, não suspeita mal, não se
alegra com a injustiça, mas rejubila com a verdade.
Tudo desculpa, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.
Bênção e entrega das Alianças
Sacerdote: Abençoe o Senhor estas alianças, que ides entregar um
ao outro como sinal de amor e fidelidade.
Esposo: Lídia, recebe esta aliança como sinal do meu amor e da
minha fidelidade.
Em nome do Pai e do Filho, e do Espírito Santo.
Esposa: Francisco, recebe esta aliança como sinal do meu amor e
da minha fidelidade.
Em nome do Pai e do Filho, e do Espírito Santo.

Documentos relacionados

RITUAL DE CASAMENTO SEM MISSA

RITUAL DE CASAMENTO SEM MISSA Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: “Nem todo aquele que Me diz ‘Senhor,  Senhor’ entrará no reino dos Céus, mas só aquele que faz a vontade  de  meu Pai  que  está nos Céus. Todo aquel...

Leia mais