File

Сomentários

Transcrição

File
Entrevista Histórica
A nossa personagem é D. Maria I ou D. Maria Pia, cujo cognome é a “Piedosa”.
Esta criou a Casa Pia e muitas outras escolas e instituições primárias.
Clara de Sousa – Boa noite! Este jornal é da tarde! Desculpem…!
Realizadora – Corta!!!! Luz, câmara, acção!
Clara de Sousa – Boa noite! Este é o jornal da noite, eu sou a Clara de Sousa! Vamos em
directo, para Casa Pia, onde está a minha colega Manuela Moura Guedes.
Manuela Moura Guedes – Boa noite! Eu sou a Manuela Moura Guedes e estou em directo
da Casa Pia, para entrevistar D. Maria I.
D. Maria I – Boa noite! Pode começar a fazer as perguntas! Sabe… esta é a minha
primeira entrevista, por isso, estou um pouco nervosa e não sei muito bem como se faz...
M.M.G – Porque acha que lhe meteram o cognome de “Peidosa”?
D.M – Peidosa? Isto deve ser para os apanhados! Oh sua incompetente, sou Piedosa…
apesar de dar alguns punsss…
M.M.G – Então porque acha que lhe meteram o cognome de “Piedosa”?
D.M - Hmm… Deve ser porque eu tenho mesmo muita piada! A dona Manuela não acha!
M.M.G - Será que é mesmo por isso?
D.M - Não…
M.M.G - Ah…Ah…Ah! Mas até tem muita piada!
D.M - Eu sei!
M.M.G – Então, não é a “Piedosa”, porque criou muitas instituições de caridade, como a
Casa Pia?
D.M - Não, que ideia!!? Eu criei a Casa Pia para que os pedófilos fossem para lá se
aproveitarem dos miúdos desfavorecidos!
(Perante a resposta da rainha, a entrevistadora ficou em estado de choque)
M.M.G – Mas, isso é crime, sabia?
D.M - Nem sei por que é que reagiu assim, está mas é a fazer uma tempestade num copo
de água!
M.M.G - Sabia que Carlos Cruz foi condenado a sete anos de cadeia?
D.M - Oh, esse BB…, hum, estava-me sempre a estragar os planos! Uma vez, ele ao
apresentar o telejornal quase se “chibava” todo, e não o mandei matar por pouco! Lá por o
meu cognome ser piedosa não quer dizer que o seja!
M.M.G – Mas então não devia ter esse cognome!
D.M - Pois, mas as pessoas são estúpidas e não sabem ter o bico calado!
M.M.G - Como é que as crianças iam ter à casa Pia?
1
D.M – Oh! Mas a senhora é mesmo burrinha! Até parece que não sabe!
M.M.G - E não sei mesmo!!
D.M - Ah…Ah…Ah! Nós subornávamos os pais dos miúdos e sabe que naquele tempo era
difícil e nós dávamos-lhes dinheiro…
M.M.G - Mas pagavam aos pais das crianças para ficarem com elas?
D.M - Sim, claro. Naquele tempo era assim! Olhe, posso fazer-lhe uma perguntinha?
M.M.G - Sim, claro!!
D.M - Você é moura?
M.M.G - Ah!? De onde tirou essa ideia?
D.M - Da minha cabeça, ia ser de onde??
M.M.G - Agora diga a sério!!
D.M - Foi do seu nome!
M.M.G (corada) - Pois, claro! Cabeça a minha!...
D.M - Olhe, eu acho que, o que fiz durante toda a minha vida, foi muito bom e o mais
importante é que eu fui feliz!
M.M.G – Clara, passo agora a emissão para ti.
Clara de Sousa – Obrigada Manuela. Tenha uma boa noite e uma óptima semana!
Realizadora – Corta!
Trabalho realizado pelas alunas do 8.º C:
Ina Certan Nº9
Joana Santos Nº11
Márcia Dias Nº13
Maria Torre Nº14
Rosa Costa Nº19
Na disciplina de Língua Portuguesa
Prof: Paulo Almeida
2010/2011
2