Montevideo, Uruguay, 28 de Marzo de 2008

Сomentários

Transcrição

Montevideo, Uruguay, 28 de Marzo de 2008
Mar del Plata, Argentina, 23 de Outubro de 2008.
ATA DA REUNIÃO DO GRUPO DE PROFESSORES
DA ÁREA DE PROJETOS
das Faculdades e Escolas de Arquitetura da Arquisur
Dentro do Encontro ARQUISUR realizado na cidade de Mar del Plata, Argentina, durante os dias 22 e
24 de Outubro de 2008 estiveram presentes:
Arq. Esteban ROSSI - FAUD - UNMdP – Argentina
Arq. Hugo SANTELLA - FAUD - UNMdP - Argentina
Arq. Juan Manuel ESCUDERO - FAUD - UNMdP - Argentina
Arq. Roberto JAKUBOWICZ - FAUD - UNMdP - Argentina
Arq. Luis ZINO - FAQ - UDELAR – Uruguai
Arq. Stella Maris ROMERO - FADA - AsPy - Paraguai
Arq. Lucia CALCAGNO – FADU – UBA – Argentina
Arq. Anália MMC Amorim – FAU USP – Brasil
Arq. Edelmiro SPERANZA – FADU – UBA – Argentina
Arq. Ida de los RIOS – FADA – Assunção
Arq. Beatriz DANÓN – UNLAR – La Rioja
Arq. Sebastin CALDERON – UNLAR – La Rioja
Arq. Anibal ANDRADE – FAUD – Argentina
Arq. Jose Luis LOPEZ RIVAS – FAUD - Argentina
Retomando as considerações no temário abordado no Encontro em Assunção em 2007, torna-se
oportuno e adquire relevância colocar no centro do debate as modalidades pedagógicas e didáticas
que foram implementadas nos Seminários de Projetos.
A indagação sobre perguntas que foram formuladas:
A projetualidade é um ato isolado (individual ou coletivo)?
É possível instrumentar uma projetualidade participativa como esquema educativo de Seminário?
Estamos crescendo em forma interdisciplinária ou mantemos formações fechadas?
Como manipulamos a complexidade temática do Seminário em relação ao desenvolvimento das
matérias teóricas?
Dentro disso concebem-se três eixos de debate e discussão:
1. Instalação de um Projeto Final de Curso nos planos de estudo do curso de arquitetura.
2. Abordagem de temas e níveis de complexidade crescente no Seminário de Projetos nos
diferentes níveis de formação (ciclo inicial, ciclo intermédio, ciclo final).
3. Consideração da possibilidade de estabelecer o tema “Hábitat e Moradia Social” a nível de
projeto nos cursos superiores da carreira.
Foram expostas as seguintes apresentações:
1. Projeto Final de Curso
a. Luis Zino – Seminário Vertical de Arquitetura FA – UDELAR
2. Proposta para Trabalho de Final de Curso
a. Juan Manuel Escudero – Seminário de Desenho Arquitetônico – FAUD – UNMdP
3. O Urbano e o Ambiental, uma constante dos seminários
a. Stella Maris Romero – Cátedra de Projeto: Desenho Urbano FADA – AsPy
4. Ferramentas Metodológicas para o Desenho Arquitetônico
a. Edelmiro Speranza – Seminários de Introdução ao Desenho - UBA
Quadro Síntese:
1
Objetivos em Comum
Linhas gerais
Assimetrias
2
Investigação Teórica
Teoria
3
e/ou
Prática
Síntese Integradora
Seminários de Final de Curso Sequência
vs cronológica
Junta Avaliadora
4
Construção do Projeto de Experiências
Final de Curso
Avaliação externa dos seminários.
Permita medir pertinência na tomada
de decisões dos alumos.
Modos de Conformação da Junta
Avaliadora
–
Externa
e
Interdisciplinária
Intervenção nas trocas de ciclos
Estudantes + Comunidade – Talca –
Pequena escala
Investigação / Projeto / Estágios
Coordenadores entre Tese ou Pasta Técnica
Interdisciplinária
áreas
Integração do conhecimento
Tese – extracurricular
5
6
7
8
9
Medição
das
responsabilidades
Pensamento Crítico/Reflexivo
e Auto-C/R
Complexidade Crescente
vs
Complexidade como Recurso
Ausência social do arquiteto
Pensamento Projetual
10 Experiências
Moradia
Hábitat
Equilíbrio
com
sociedade
Objetivação
Processos
Seminários
a Desvirtuada relação entre realidade e
proposta acadêmica
Tempos de maduração individual
Estudantes nômades
Processo com escalas
Temas e suas inter- Estudo do caso
relações
A escala é falsa, apresenta-se com o
Prática
Teoria
Prática
e Holística
Complexidade
problema
Memória histórica das decisões
Escassa participação social
Essencialidade da mensagem
Intelectualizar o observado
Construção conceitual
Crítica – Autocrítica
Elaboração – Reelaboração
Planta / Corte / Vista
Cidade / Arquitetura
Hábitat / Arquitetura
Assina-se a presente em conformidade no lugar e data antes mencionados.