CELEBRANDO SANTIDADE

Сomentários

Transcrição

CELEBRANDO SANTIDADE
CELEBRANDO
SANTIDADE
O PODER DA RESSURREIÇÃO
DEVOÇÕES DA PÁSCOA A PENTECOSTES
IGREJA DO NAZARENO REGIÃO ÁFRICA
Igreja do Nazareno Região África 2 Adaptado pela Região de África
Igreja do Nazareno
Novembro de 2011 para
INICIATIVA DE CELEBRANDO A SANTIDADE 2012
Vindo da Região Eurasia (Europa-Ásia)
INICIATIVA DA IGREJA MISSIONAL,
Recursos para Crescimento Pessoal
3 CONTEÚDO
Parte 1: Como pode ter um Tempo de Devoção
6
Parte 2: O Poder da Ressurreição
Devoções de Páscoa e Pentecostes
10
APÊNDICE
11
PODER DA RESSURREIÇÃO
12
PRIMEIRA SEMANA
Perguntas Adicionais
13
17
SEGUNDA SEMANA
Perguntas Adicionais
19
24
TERCEIRA SEMANA
Perguntas Adicionais
24
29
QUARTA SEMANA
Perguntas Adicionais
31
37
QUINTA SEMANA
Perguntas Adicionais
37
42
SEXTA SEMANA
Perguntas Adicionais
43
48
SÉTIMA SEMANA
Perguntas Adicionais
49
53
4 5 COMO É QUE PODE TER O TEMPO DE DEVOÇÃO
por Dr Richard J Krejcir
Na Sua Palavra Ministra
6 www.churchleadership.org
7 COMO É QUE PODE TER O TEMPO DE DEVOÇÃO PARA COMEÇAR: Como é que pode chegar perto do curacao de Deus pela construção duma
profunda relação com Deus!
A primeira Epístola de S. Pedro fala acerca de humildade, que é caracterizada pela aceitação de
crescer em Cristo, recebendo estudo, e experiência de crescer. Dois dos melhores meios para fazer isto
são o tempo de devoção pessoal e fazer parte de um grupo de estudo bíblico. Pedro nos diz que
devemos ser humildes perante um ao outro para que conheçamos a graça de Deus, e não estarmos
opostos a Deus. Depois, asseguir ele diz que é melhor sermos humildes não somente um ao outro mas
perante Deus. Isto está mesmo direitissimo. Isto é muito essencial – para ser um Cristão e Igreja
abençoados, para crescimento Cristão e da igreja, não pelos numerous, mas para aquilo que é
importante – discipulado, que é aprender, estudar, e crescer em Cristo, indo a um estilo de vida de
adoração!
Como é que eu posso desenvolver o tempo de qualidade com o nosso Senhor para que eu
possa ser um Cristão profundo e mais maduro?
Aqui estão nove ideias para te levar para uma direcção certa:
A. OBJECTIVO: Veja onde você está espiritualmente (Actos 22:8-10; Filipenses 2:13) e determine
para onde voce quer ir. E depois, traça um objectivo, e entenda o seu objectivo. O teu objectivo deve
ser completo, isto é, completo em Cristo (Colossenses 1:28), ou dizer de outra maneira, ser um cristão
maduro, uma pessoas que as suas atitudes e acções são parecidas com as de Cristo (Efésios 4:13).
Onde está o seu espírito e para onde você que ir? E não somente para onde voce quer ir, mas também
para onde Deus te chama para ir?
B. PROCESSO: Compreender que há um PROCESSO (Salmos 16:11; 73:28; Provérbios 16:9;
Hebreus 11:1-6) no serviço. Isto não acontece numa noite, e não podes encontrar dentro duma garrafa,
fora da prateleira ou por sentar num banco. O processo é um dos principais construtores do
crescimento. É sobre a viagem assim como o destino. Passar tempo sozinho com Deus é um passo
essencial para alcançar o seu objectivo. Assim, a jornada é tão importante, se não mais, do que o
destino, porque em nossa caminhada estamos aprendendo e crescendo! Se acabamos de chegar no
objectivo sem lutas de lá chegar, não teremos construído nenhuma intimidade, força ou maturidade!
Certifique-se que os seus objetivos são semelhantes aos de Deus! Nunca devemos permitir que nossos
pressupostos e orgulho possam obscurecer o Seu caminho!
C. PLANO: Planeje com antecedência (Isaías 26:3; Marcos 1:35). Isto não acontece
automaticamente. Você deve planear as suas devoções para que sejam mais efectivas. Você pode
comprar muitos programas preparados para devoções nas livrarias cristãs ou senta-se no Domingo e
decide exactamente que parágrafos ou capítulos que você vai ler durante os sete dias da semana
seguinte. Fazendo assim, irá evitar o problema de gastar metade do tempo da sua devoção tentando
decidir o que vai estudar nesse dia. Você pode usar o mapa de leitura biblica, livros devocionais de
qualidade, ou um guia pré-escrito, mas tenta não apenas mergulahr-se neles. Você vai encontrar mais
da sua experiência por ter um plano.
D. CONTEÚDO: Põe no seu tempo devocional variedades e consistência (Salmos 16:8-11) no que
voce estuda. Em um mês, você pode estudar uma Epístola. Depois, passa um mês ou dois numa
passagem narrativa como 1 Samuel. Depois pode voltar para o Novo Testamento e estudar uma
passagem doctrinária como Romanos. Em seguida, mude novamente para um profeta menor, como
Joel. Tente ler toda a Bíblia em seu estudo devocional dentro de um ano, ou dois no máximo. Não fique
apenas numa secção, como as Epístolas, e não ignore o Antigo Testamento, porque você não pode
entender o Novo Testamento sem o Antigo Testamento! Não use o mesmo plano ano após ano. Parem
com esse, e tente novos. Faça o mesmo com os seus livros devocionais. Misture-os. Se você tiver um
bom como o Meu Maior Extremo para Sua Alteza, lei-o todo o ano, leia o outro, e depois volte para ou
anterior no ano seguinte. Câmara no ano seguinte. Quando formos muito consistente, pode se
transformar em retórica, e então você terá um hábito, não um tempo com Cristo!
E. Foco: Separe um tempo cada dia, concentrando-se no propósito do seu crescimento e
maturidade (Salmos 119:130; Isaías 42:16; João 4: 23-24; 15), e faça disso uma prioridade. Fazendo
isto, será capaz de “Ir para ele” com paixão e vigor. Permita que Cristo te transforme através da Sua
Palavra. A ATITUDE é essencial. Tem que começar com a atitude própria! Você vai perante um DEUS
Santo!!! Normalmente, é bom passer maoir parte do seu tempo devocional examinando de perto poucos
8 COMO É QUE PODE TER O TEMPO DE DEVOÇÃO versiculos, não correndo com múltiplas passagens. Isto vai lhe ajudar a manter-se no foco. Algumas
pessoas acham melhor tomar notas, escrever perguntas e perguntar a um mentor. Acrescentando,
voce pode reservar um dia da semana que em vez de ler poucos versículos e tomar nota, voce vai ler
um capítulo ou dois de diferentes passagens sem tomar notas. Seja qual for o meio que escolher, deve
sempre manter-se no foco e não tente morder mais do que voce pode mastigar!
F. MATERIAIS: Procure ter mellhor pessoal que você poder, e compre uma boa Bíblia (Efésios
4:1-3) de fácil e compreensível tradução como Tradução Nova Vida. Considere a utilização de uma
Bíblia de Estudo. Eu prefiro a Biblia de Estudo de Reformação (The Reformation Study Bible). Para
estudos mais sérios use a NVI ou NASB ou NKJV. Os melhores livros adicionais são My Utmost for His
Highest escrito por Chambers, e Evening by Evening escrito por Spurgeon. Você pode ter um bloco de
notas que pode ser utilizado exclusivamente para coisas que fazem parte da tua relação com Deus e
outros crentes, e pode escrever o que você aprendeu e algumas perguntas que tiver.
G. LUGAR OU SALA: Escolhe um lugar calmo (Lucas 5:16) para estudar onde você está e livre de
distrações. Tire todas as distrações. Feche todas as cortinas, feche as portas, desligue o televisor e
radio, tire todos os trabalhos por fazer na sua secretária, tira o telefone dendo está fixado, e tranca o
gato (se tiver) na casa de banho. Assim voce poderá concentrar-se melhor e ter um melhor tempo de
qualidade com Ele. Seja sincero sobre o seu encontro com Deus!
H. TEMPO: Selecione um bom tempo (Efésios 2:18). Escolha um tempo para as tuas devoções
quando estiver numa boa. Normalmente, muido cedo demanhã é melhor, porque as distrações de fora
são mínimas a esta hora. Se você não é uma pessoa da alvorada, faça quando você esta mais
vigilante. D6e a Deus o teu melhor! Põe de lado “x” número de minutos para estudar, e “y” número de
minutos para oração. Seja flexível a liderança do Espírito a esta estrutura! Quando voce tiver pouca
atenção distancia-se como eu costume fazer, e depois quebra durante o dia. Talvez ler o Velho
Testamento demanhã, a passagem do Novo Testamento a hora do almoço, depois leia a devoção e
pratica uma oração de intercessão antes de ir a cama. Lembre-se, este tempo é santo, o que quer dizer
que deve ser separado para tal e apenas para Deus. Quando voce estiver apenas devotado para o seu
plano e tempo, aí haverá pouco tempo para Cristo. O plano é a ferramenta para o crescimento, e não o
próprio crescimento.
I. COMPARTILHAR: O que você aprendeu (Salmos 55:14; Mateus 18:20; Romanos 12; 2 Coríntios
12:18). Aprendemos também fazendo e compartilhando. O que nós fomos dados é normal não
significando que é somente para nós, é uma oferta que continua sendo dada e por sua vez nós
ajudamos os outros! Um coração de boa vontade, um espírito susceptível de receber ensino, a boa
vontade e prontidão para compartilhar são eesencias para o discípulo do nosso Senhor!
Destes nove preceitos, vemos que apartir do character de Cristo virá a conducta de Cristo, se
escolhermos segui-Lo. Depois, esses valores do nosso andamento diário que manejam os nossos
procedimentos, vontade, em volta, influência aos outros e edifica o nosso carácter. Você não pode
liderar onde voce nunca esteve, ou quando voce não conhece a direcção par ir. Isto é o que faz com
que discipulado seja tão essencial no aspecto de ser Cristão. Somos chamados, não apenas para
visualizar discipulado, mas para fazer, não apenas para falar dele, mas para fazer. Alguém não pode
apenas pensar do jantar e satisfazer a fome. Os ingredientes devem ser colecionados, a comida deve
ser preparada. Depois é consumida. O cristão que quer se tornar mais profundo e mais maduro, e a
igreja eficaz terá a Escritura e a chamada do Senhor a sério, e depois implementá-lo para a função de
aplicá-lo em suas vidas!
APLICAÇÕES: Aqui estão alguns pensamentos a considerar sobre mudar e aplicar o seu tempo
devocional para ação:
A. Você nunca será capaz de experimentar completamente o valor completo de um momento
devocional até que você se discipline a aplicar o que aprendeu. Estude com determinação de que Deus
vai lhe dar uma aplicação. Então, estar disposto e capaz de pôr em ação, sem medo ou receio. Permita
que a sua confiança em Cristo seja real e exercida!
B. Faça suas aplicações mensuráveis. Pense em quem, o quê, onde, quando, como e porquê, como,
"Eu vou começar a mostrar mais amor ao meu vizinho, perguntando se há algo que eu possa comprar
para eles na loja a próxima vez que for às compras."
9 COMO É QUE PODE TER O TEMPO DE DEVOÇÃO C. As vezes você vai ver quatro ou cinco formas específicas de como a passagem que você estudou
pode ser aplicada. É melhor escolher uma que você quer aplicar a partir da Palavra nesse dia e fazê-lo.
Se você tentar implementar três ou mais formas, você provavelmente irá ficar frustrado e falhar. Se
você não pode decidir, mantenha o primeiro que aparece, ou a área onde você precisa de mais ajuda.
D. Faça com que as suas aplicações de curto alcance, como as coisas que você vai fazer no dia
seguinte ou dentro de uma semana. Periodicamente, Deus lhe dará uma aplicação que você vai
precisar de trabalhar por um longo tempo. Quando isso acontece, se alegre e louve a Deus, porque isso
vai te edificar. Ao mesmo tempo, continue a trabalhar na aplicações novas e de curto alcance. Vê-los
como pequenos passos de bebé que eventualmente se transformarão em uma maratona. Deixe Deus
fazer uma obra nova em você a cada dia, e seja grato porque Ele quer trabalhar em você.
CONCLUSÃO:
Há várias maneiras que podemos fazer devoções e estudar a Bíblia de forma eficaz. Não há "melhor"
maneira, só que o fazemos! Muitos cristãos sentem que tudo o que tem que fazer para o seu
crescimento espiritual é sentar em um banco, ligar a televisão ou rádio, ou, naturalmente, receber os
seus conhecimentos para ser um cristão. No entanto, esta não é a forma de transformar as nossas
vidas. Você não pode mais crescer profundamente em Cristo, sem qualquer esforço, como você pode ir
a um supermercado e ficar na seção do produto e tornar-se um pepino. Para ser um cristão maduro e
que cresce, nós devemos ler e entrar na Palavra de Deus. Fazemos isso através da oração, trabalho
duro, disciplina, concentração, aplicação e mais oração!
Leve isso para o coração: Jesus nunca pediu que ninguém faça nada sem capacita-los com o poder de
fazê-lo. Que este seja o seu motivo encorajador (Mateus 28:20)!
Lembre-se, Cristo te ama e quer o melhor para você. Seu caminho é o melhor caminho, e precisamos
de tê-Lo e a perspectiva da eternidade em mente, e não os nossos sentimentos e desejos limitados!
"O homem sem o Espírito não aceita as coisas que vêm do Espírito de Deus, porque lhe são loucura, e
ele não pode entendê-las, porque elas se discernem espiritualmente. O homem espiritual discerne
todas as coisas, mas ele próprio não está sujeito ao juízo de qualquer homem. "(1 Corintios 2:14-15)
Algumas passagens para considerar no discipulado ou aconselhamento que não são opcionais, mas
um comando: Provérbios 18:24; Mateus 7:18-24; 10:1- 42; 19:28-30; 28:16-20; Marcos1:1-5; 1:35 –
2:12; Lucas 9:23-25; 48; Lucas 14:26-27; João 8:31; 12:20-26; João 14; 15; 1 João 5:3; Romanos 12; 1
Coríntios 3:5-11; 12; Gálatas 6:1-10; 2 Timoteo 2:7; 1 Pedro 3:15
10 O PODER DA RESSURREIÇÃO O PODER DA RESSURREIÇÃO
Devoções da Páscoa a Pentecostes
Por Gary Moore
Escrituras foram tiradas da Bíblia Sagrada, NOVA VERSÃO INTERNACIONAL®. Copyright © 1973,
1978, 1984 por Biblica, Inc. All rights Reserved Worldwide. Usado com permissão.
11 O PODER DA RESSURREIÇÃO APÊNDICE
A Região de África recomenda este devocional para usar para devoções familiars. A Família é um
grupo pequeno básico e natural e vai se beneficiar mais deste recurso.
Pais são encorajados a envolverem intencionalmente as crianças e os jovens na discussão. Para esse
propósito, providenciamos perguntas adicionais para muitos dias no fim de cada semana de devoção. .
O propósito é de encorajar uma interação familiar para mais natural possível para evitar a tentação de
focalizar-se apenas numa faixa etária. É importante para os líderes prepararem-se lendo as perguntas
suplementares antes de fazer o devocional a cada dia, assim vão saber como enquadrar todos os
membros da familia.
Use o mais possível que poder a Bíblia da Criança para ler as escrituras (Biblegateway.com). Seria
bom se você adaptasse as orações para que as crian,cas possam repetir depois dos pais.
Dr Gary Moore é o autor das primeiras seis semanas devocionais. Devocionais para Sete Semanas
foram contribuídas pelos seguintes indivíduos da Iniciativa da Celebração de Santidade na Região de
África:
Dr Stan A Toler (SAT), Superitendente Geral em Jurisdição na Região de África, Dr Filimao Chambo
(FMC), Director Regional de África, Rev P Collin Elliott (PCE), Coordenador das Estratégias do Campo
Meridional, e Dr Louis E Bustle (LEB), Director da Missão Geral. As iniciais de cada contribuinte podem
ser encontradas no fim de cada devocionais.
É a nossa oração que durante estas próximas semanas de estudo e reflexão, você possa experimentar
novamente a victória e poder da Sua vida e ressurreição, e que você possa com a Igreja do Nazareno
em toda África, Celebrar Santidade!
12 O PODER DA RESSURREIÇÃO O PODER DA RESSURREIÇÃO
Quando você pensa da ressurreição, o que lhe aparece na mente? Para muitos de nós é um evento
que teve lugar a 2,000 anos passados. Discutimos isto na Páscoa, mas como nós usamos isto na nossa
linguagem de origem? Provavelmente não muitas vezes. Podemos falar de um divertidor, um atleta ou
um politico que “ressurgiu” o seu ou sua carreira, mas muitas vezes, ressurreição é uma palavra
religiosa que tem pouco a ver com a nossa vida diária.
Para as próximas sete semanas, vamos caminhar juntos para descobrirmos mais sobre a ressurreição.
No entanto, não queremos que isso seja apenas um exercício intelectual. Vamos aprender o que a
Palavra de Deus nos diz sobre esse poder da ressurreição, mas se isso é tudo o que fazemos, não vai
ser uma viagem muito proveitosa para qualquer um de nós.
O Poder da Ressurreição que Paulo descreve em Filipenses 3: 10-11 é de mudança de vida. Muitos de
vocês irão concordar, mas você só está pensando sobre o que Deus faz por nós quando nos
deparamos com Cristo e vêm a Ele o perdão e a vida eterna. Isso é mudança de vida. No entanto, o
poder da ressurreição que Paulo descreve no contexto de conhecer Cristo tem o poder de mudar a
forma como vivemos a cada dia. Essa é uma afirmação ousada. Pode até ser aquela com que você
discorda.
Esta jornada é sobre a descoberta de como esse poder da ressurreição pode ser mudança de vida em
todas as áreas de nossas vidas. Eu estou pedindo a cada um de vocês para estarem abertos e
permitirem que Deus lhes mostre como este poder da ressurreição abre a chave para viver com a
vitória, significado, propósito, realização e poder.
Talvez este seria um bom momento para orarmos juntos.
"Senhor, sabemos que você tem nos abençoado, nos amou, nos perdoou, e nos escolheu. Nós
queremos viver nossas vidas de uma forma que lhe agrade. Nós queremos Lhe conhecer, Jesus, e o
poder da sua ressurreição. Amém ".
13 O PODER DA RESSURREIÇÃO PRIMEIRA SEMANA
“Para o conhecer, e o poder da sua ressureição, e a comunhão dos seus sofrimentos,
conformando-me com ele na sua morte; para, de algum modo, alcançar a ressurreição dentre os
mortos.” Filipenses 3:10-11.
PRIMEIRA SEMANA
O que você pensa quando você ouve na palavra "poder"? Claro que, geralmente depende do contexto.
Se você estiver falando de desporto, eu tenho certeza que existem nomes de equipes ou indivíduos que
imediatamente vêm à sua mente. Quando você pensa em política você pode pensar de um presidente
ou um primeiro-ministro. Quando você pensa de personalidades poderosas você pode pensar de Madre
Teresa de Calcutá ou Gandhi. Há muitos de outros contextos em que falamos sobre o poder.
Quando você ouvir as palavras "poder espiritual", o que vem à sua mente? Muitos de nós podem
pensar na fé, cura, libertação, milagres, ou profecia. Nós certamente não estaríamos errados, como
essas coisas podem ser associados com o poder espiritual. Então, vamos nos dar um pequeno teste.
Se as coisas que eu acabei de mencionar são expressões de poder espiritual, como você avaliaria sua
própria vida? Quanta fé, cura, libertação, milagres e profecia você vê no trabalho em sua vida? Para
muitos de nós a resposta seria "não muito" ou "certamente não é suficiente.
Vamos olhar para outra área associada com o poder espiritual. Lembre-se das palavras de Jesus antes
de ascender ao Pai, em Atos 1:8 "Mas recebereis a virtude do Espírito Santo que virá sobre vós, e
sereis minhas testemunhas em Jerusalém, em toda a Judéia e Samaria, e até os confins da terra." Ah,
nem sequer quriamos ouvir isso. Quando se trata de testemunhar sabemos que estamos muito atrás,
poder ou não poder.
Gostamos da idéia de poder espiritual, mas muitos de nós temos de admitir e espero que possamos
continuar a trabalhar bem e deixar o fim de poder para outra pessoa, como pastores ou missionários ou
evangelistas. Muitos de nós estamos estão apenas a tentar sobreviver, para colocar um pé na frente do
outro e torná-lo para amanhã, só para fazer a mesma coisa novamente.
Nós amamos a Deus e estamos conscientes da Sua presença e da graça, mas quantos de nós
realmente pode caracterizar nossas vidas como poderosas, pelo menos em um contexto espiritual?
Acredito que podemos viver uma vida espiritualmente poderosa onde estamos. Deus nos deu tudo que
é necessário através de Seu Filho, Jesus Cristo. Talvez só precisamos olhar para os lugares certos.
Como qualquer outro membro da raça humana, às vezes mudo as coisas ao redor da casa. Eu sei que
você achar difícil de acreditar, mas não acontece ocasionalmente. Ser quem eu sou (o macho da
espécie), normalmente eu começou a olhar em mesmo sem pedir qualquer ajuda. Normalmente, não
encontro. Finalmente, engolo meu orgulho masculino, pergunto a minha esposa se ela pode me ajudar
a encontrá-lo. No que aparentemente não leva tempo, ela vai encontrar a coisa que falta. Porquê? Ela
sabe como olhar nos lugares certos. Então, vamos levar algum tempo para pedir ao Espírito Santo para
nos ajudar a procurar nos lugares certos.
Oração do Dia:
"Querido Deus, eu estou ciente da tua presença e graça. Você me deu tudo necessário através de seu
filho, Jesus Cristo. Durante os próximos dias, por favor me ajuda a procurar em todos os lugares certos
para viver uma vida espiritualmente poderosa aqui onde estou. Amém ".
SEGUNDA SEMANA
Então, o que é este o poder da ressurreição? Vamos dar uma vista nos versos em Filipenses 3: 10-11.
O versículo 10 começa com as palavras, "Eu quero conhecer Cristo." Leia Filipenses 3:8-9,
concentrando-se no versículo 8, "... eu considero tudo como perda, comparado com a suprema
grandeza do conhecimento de Cristo Jesus, meu Senhor." Wow! Essa é uma declaração poderosa.
Vamos ser honestos e fazer a pergunta que realmente queremos perguntar: "Será que Paulo realmente
quer dizer o que ele disse?" Como conhecer a Cristo significa muito para ele que ele até podia dizer
qualquer outra coisa é disperdício comparando a isso?
14 O PODER DA RESSURREIÇÃO Nossa tendência neste momento é dizer que ele é o apóstolo Paulo e eu sou eu, então eu não posso
chegar a esse nível de relacionamento com Deus. Eu não acredito nisso! Você pode e eu também
posso. Como? Ao deixar o poder da ressurreição de Deus, mediante Jesus Cristo, transformar sua vida.
Vamos olhar de perto o nosso versículo da Bíblia. A palavra "conhecer" no versículo 10 é uma palavra
interessante. Quando usamos esta palavra em nosso contexto cultural, podemos perder o que Paulo
está realmente dizendo. Quando alguém pergunta se você conhece alguém, como você costuma
responder? Muitas vezes você vai responder que sim, mesmo que a pessoa seja apenas um conhecido.
Quando pressionado, você pode qualificar ainda mais dizendo algo como: "Bem, eu não o conheço
muito bem, mas eu sei quem ele é."
A palavra que Paulo usa no versículo 10 nunca teria sido usada nesse contexto. O verbo que ele usa
para "conhecer" na língua grega levou com ele o significado de mais próximo, relacionamento mais
íntimo possível. Na verdade, esta palavra foi muitas vezes utilizada na cultura grega como a palavra
para relaxões sexuais. Para usar esta palavra no contexto de "conhecer a Cristo" significava a relação
mais próxinma e íntima que Paulo compartilhou. Também implica que Paulo era conhecido nesta
relação da mesma forma.
Qual é o relacionamento mais próximo e íntimo que você compartilha agora? Se você é casado, espero
que seja com o seu cônjuge. Como essa relação tornou-se tão próxima e íntima? Tome alguns
momentos pensando sobre como este relacionamento foi desenvolvido. Ao fazer isso, você começará a
entender o que Paulo quer dizer com "conhecer a Cristo." Então, pergunte a si mesmo como o seu
relacionamento com Cristo está se desenvolvendo. Você está indo pelo mesmo processo com Cristo,
que você atravessou com seu cônjuge? Pense em como você pode começar a mudar seu
relacionamento com Jesus para que você possa começar a dizer como Paulo: "Eu quero conhecer
Cristo."
Oração do dia:
"Senhor, eu não quero dizer: 'Bem, eu realmente não O conheço muito bem" Mas eu quero dizer:' Eu O
conheço "Só posso desenvolver este relacionamento íntimo com você, tornando-me mais e mais como
você. Ajude-me, Senhor, para lhe conhecer de momento a momento e dia-a-dia. Amém ".
TERCEIRO DIA
Não podemos experimentar o poder da ressurreição sem conhecer a Cristo. É por isso que João 15:4 é
como uma ajuda para nós. Esta é a passagem em que Jesus declara aos seus discípulos que Ele é a
videira e nós somos os ramos. Ele diz no versículo 4: "Permaneça (habitar, morar, viver) em mim, e eu
permanecerei em vós. Nenhum ramo pode dar fruto por si mesmo, mas deve permanecer na videira.
Nem se pode dar fruto se não permanecerdes em mim "(minhas adições). Trazendo isso em nosso
versículo em Filipenses, podemos ver que a terminologia de Paulo de estar na videira é "conhecer a
Cristo." Dando frutos, que neste caso está experimentando o poder da ressurreição, é resultado de
estar na videira ou conhecer a Cristo.
O que é esse poder da ressurreição? Para responder a essa pergunta, precisamos olhar para nossa
situação e entender por que muitas vezes nos sentimos impotentes, mesmo que sejamos cristãos. Para
nossos propósitos, iríamos definir um cristão como sendo um "em Cristo" (2 Coríntios 5: 17) e um
seguidor activo de Jesus Cristo. Se isso não descrevê-lo, agora seria um bom momento para parar e
pedir a Jesus para entrar em sua vida para que você possa começar a conhecê-Lo. Isso começa com o
arrependimento e a confissão. 1 João 1:9 diz: "Se confessarmos (arrepender-se) os nossos pecados,
ele (Jesus Cristo) é fiel e justo para nos perdoar os pecados e purificar (purificar) nos de toda injustiça"
(minhas adições).
Qual é a nossa condição? O que é que nos impede de viver com o poder espiritual? Nós provavelmente
poderiamos alistar um monte de coisas, a maioria delas externas. Com isto, quero dizer coisas como as
nossas circunstâncias, situações de vida, a falta de conhecimento bíblico, a igreja, ou oportunidades.
Alguns destes fatores podem estar contribuindo, mas em si mesmos, eles não são as razões para a
nossa falta de poder espiritual.
Não, há duas coisas que nos impedem de poder espiritual, ou o poder da ressurreição que Paulo fala
dele e demonstra. Quando temos tempestades que trazem ventos fortes, que muitas vezes
15 O PODER DA RESSURREIÇÃO experimentamos cortes de energia e ficamos sem energia por um tempo. Em muitos lugares do mundo,
esta é uma ocorrência comum, com interrupções com duração de dias.
O que nos mantém um pouco com falta de energia perpétua espiritual? É o pecado e a morte. Quando
examinamos nossas vidas, podemos traçar nossa falta de poder espiritual para esses dois inimigos.
Tire alguns momentos para reflexão e oração. O que você realmente pensa sobre o pecado e a morte?
Seja honesto, faça uma reflexão séria.
Oração do Dia:
"Eu oro hoje que eu possa procurá-lo e que eu possa realmente olhar para minha vida e descobrir o
que pode estar impedindo-me do poder espiritual ou o poder da sua ressurreição que Paulo fala sobre
ele. Eu quero permanecer em você para dar frutos. Amém ".
QUARTO DIA
Depois de pensar e refletir, você pode discordar de que o pecado e a morte são as coisas que nos
impedem de experimentar o poder espiritual. Como conhecer a Cristo no poder de Sua ressurreição
realmente faz alguma diferença? Bem, vamos olhar para esses dois assassinos poderosos e ver como
eles afetam a nossa capacidade de viver e experimentar o poder da ressurreição.
O que é pecado e como ele nos afeta? A primeira declaração básica sobre o pecado é que é separação
de Deus. Nos três primeiros capítulos de Gênesis, podemos ver como o pecado nos separa de Deus.
Por que isso? É porque Deus é santo e o pecado não pode estar na presença do Deus Santo. Lembrese quando Moisés estava na presença de Deus e temia morrer? Ele sabia que o homem é pecador e se
se estivesse exposto para a santidade de Deus iria morrer. Isaías teve quase a mesma experiência
quando ele disse em Isaías 6:5, "Ai de mim." Por que ele estava chorando ai? Isaías tinha medo de
morrer, porque ele sabia que estava imundo, e ainda não tinha visto o Deus Santo.
Desde a época de Adão, todos nós nascemos com uma natureza pecaminosa. Romanos 5:12 diz:
"Portanto, assim como o pecado entrou no mundo por um homem, e pelo pecado a morte, assim
também a morte passou a todos os homens, porque todos pecaram." Em outras palavras, ter nascido
com a doença do pecado e é fatal. Romanos 3:23 diz que "todos pecaram e estão destituídos da glória
de Deus." Romanos 6:23 acrescenta: "O salário do pecado é a morte." Você pode estar se
perguntando: "O que isso tudo tem a ver comigo? "A resposta é: tudo.
Deixe-me perguntar, como você iria agir e viver se o pecado não fosse um problema, se é algo que
você sabia que foi derrotado e não tinha nenhum poder sobre você? Eu sei, alguns de vocês estão
pensando que isso está perto de heresia e é perigoso. Bem, é perigoso sim, pois a visão da
ressurreição do pecado só pode liberar alguns para viver num novo poder vitorioso. Quando Jesus
morreu na cruz, o que Ele levou com ele? Leia Colossenses 2: 13-15. O que Jesus queria levar consigo
para a cruz? Ele levou tudo o que estava em oposição a nós, que é o pecado. 1 Pedro 2:24 diz: "Ele
levou os nossos pecados em seu corpo sobre o madeiro, para que nós, mortos para os pecados,
vivamos para a justiça."
Eu tenho uma outra passagem para que você possa ver e ler. É 1 João 3:4-10. Você leu isso? Eu
nunca posso ler essa passagem, sem dizer WOW! Preste atenção à última parte do versículo 8, "A
razão pela qual o Filho de Deus se manifestou era para destruir as obras do diabo." Nossa salvação, o
perdão e purificação do pecado e a vida eterna, não foi a principal razão pela qual Jesus veio à terra. É
consequencia da destruição do trabalho do diabo. Agora, de acordo com estas escrituras, se Jesus
realizou o que Ele veio fazer, então que poder é que o pecado tem sobre nós?
A ressurreição de Jesus concluíu este trabalho de destruir o que o inimigo estava tentando fazer. A
ressurreição validou a morte de Jesus. Portanto, validou tudo, Sua morte cumpriu, incluindo poder e
vitória sobre o pecado para aqueles que estão "em Cristo". Aleluia e Sim! Vivendo no poder da
ressurreição significa viver em liberdade do pecado.
Oração do Dia:
"Obrigado Jesus por ter levado todos os meus pecados quando você foi pregado e morto naquela
árvore para mim! Obrigado, porque eu posso viver livremente em você. Por favor ajude-me a não
esquecer o significado do poder da sua ressurreição. Amém ".
16 O PODER DA RESSURREIÇÃO QUINTO DIA
Tenho certeza que você ainda está pensando sobre toda a discussão do pecado. Você pode estar
pensando que a notícia não pode ser tão bom. Bem, o poder da ressurreição é boa. Vamos falar um
pouco mais sobre esta questão na próxima semana, quando nós olharmos como temos o poder da
ressurreição. Hoje, vamos olhar para a segunda questão que nos impede de poder da ressurreição: a
morte.
Ninguém quer falar sobre a morte. Conscientemente ou subconscientemente, que pode ter comprado a
filosofia que só acontece uma vez na vida, então é melhor pegar por tudo o que podemos conseguir.
Com essa mentalidade, o que fazemos quando confrontados com o tema da morte? Nós ignorámos.
Ou, em muitos casos, tentamos enganar a ela negando-a. Como fazemos isso? Oh, em muitos
aspectos, não todos eles, mas empréstimos com a noção de que temos de fazer tudo antes de morrer.
Por que temos que morrer? Bem, por causa do pecado. Em Gênesis 2:17, Deus diz a Adão e Eva que
eles "não devem comer da árvore do conhecimento do bem e do mal, porque no dia em que dela
comeres, certamente morrerás." Até este ponto em seu relacionamento com Deus , Adão e Eva não
enfrentam a perspectiva da morte. Assim, a implicação é que eles foram criados para viverem para
sempre; que eles foram criados à imagem de Deus (ver Gênesis 1:27). A realidade é que Adão e Eva
morreram. Não de imediato, mas enfrentaram a morte daquele dia em diante. A razão: o pecado, a sua
própria desobediência a Deus. Como já vimos, Romanos 5:12 diz que o pecado e a morte entraram no
mundo através de Adão e que todos nós apanhamos a doença e experimentamos as consequências
dessa doença: a morte (Romanos 6:23).
Pense em Jesus na cruz, se você quiser. Não é uma imagem agradável. Quanto mais olharmos, mais
preocupante é. Devemos estar lá. Deveriamos ser nós pendurados. Não é certo, para aquele que é
inocente ser condenado injustamente? Existe alguma coisa em nossas vidas que podem causar
indignação mais justa do que quando uma pessoa inocente é falsamente condenada? E, no entanto,
cada vez que olhamos para a cruz, Jesus é o único pendurado lá, não eu, não você. Nós ainda estamos
tentando entrar em acordo com 2 Coríntios 5:21, "Aquele que não tinha pecado, ele o fez pecado por
nós; para que, nele fossemos feitos justiça de Deus." Por que Deus fez isso? Nós já vimos a resposta:
para destruir a obra do diabo, para remover a condenação de morte por aqueles que estão em Cristo,
para nos tirar do corredor da morte e dar-nos uma perspectiva eterna.
Espere um minuto, você diz. Você cometeu um erro. Ele morreu para nos dar a vida eterna, não uma
perspectiva eterna, seja o que fôr.
Não, eu não cometi um erro. Nem Deus. Ele, por Cristo, restaurou-nos para a possibilidade original de
viver com Ele eternamente. É por isso que aqueles de nós que estão em Cristo "estão sendo
transformados em Sua semelhança com glória cada vez maior, que vem do Senhor, que é o Espírito" (2
Coríntios 3:18).
Se você soubesse que você iria viver para sempre, que a morte não ia ser um problema, como isso
mudaria a maneira como você vive? Ah, você diz, mas nós vamos morrer. A Bíblia não ensina que "o
homem está destinado para morrer uma só vez e depois disso o juízo" (Hebreus 9:27)? Sim, realmente,
mas para aqueles que experimentaram o poder da ressurreição, essas palavras significam algo
diferente. Muitos de nós colocamos nossas apostas nesta vida. Eu tenho que fazer tudo, ver tudo, sentir
tudo, realizar tudo e acumular tudo, porque o meu tempo está se esgotando. Céu? Não é exatamente
onde eu vou passar tempo sentando na eternidade numa nuvem tocando harpa?
Abra sua Bíblia e leia Filipenses 3:18-21. Vivendo no poder da ressurreição significa que temos um
ponto de vista diferente. É o ponto de vista do reino dos céus / Deus. A MORTE NÃO É A RESPOSTA
FINAL. Se isso for realmente verdade, então realmente muda tudo. Isto é sobre aquilo que é esta
jornada. Como é que viver no poder da ressurreição muda a maneira como eu vivo?
Oração do Dia:
"Eu louvo a Deus porque hoje a morte não é a resposta final para mim. Por favor, mostre-me o modo de
viver para fazer a diferença e viver no poder da ressurreição. Deixe-me ser transformado em sua
semelhança. Amém ".
17 O PODER DA RESSURREIÇÃO SEXTO DIA
Hoje eu gostaria que você refletisse sobre o que leu para os primeiros cinco dias. Escreva como sua
vida poderia mudar se o pecado e a morte fossem basicamente removidos como obstáculos. Mesmo
que você não concorde, no entanto, fazê-lo de qualquer maneira. Basta ver o que você pode alcançar.
Como pode a sua perspectiva na vida mudar se você pudesse realmente viver no poder da
ressurreição?
Oração do Dia:
"Estou refletindo sobre você hoje, Senhor, sobre o que você me mostrou ao longo dos dias passados.
Por favor, deixe-me ver como minha vida pode mudar se eu realmente vivo no poder da Sua
ressurreição. Amém ".
SÉTIMO DIA
Hoje eu gostaria que você tivesse algum tempo sozinho e abrisse sua Bíblia em Salmos 103. Olhe para
este Salmo através dos olhos do poder da ressurreição. Lê-o, cantá-o, deixá-o falar para você. Tenha
um ótimo dia. Até amanhã, quando começarmos a responder à pergunta: "Como faço para obter o
poder da ressurreição?"
Oração do Dia:
"Seu amor maravilhoso para mim é incrível, todas estas misericórdias que vêm da sua mão, todas
essas promessas que estão escritas neste Salmo, pode ser meu, como eu acredito e vejo através dos
olhos de seu poder. Amém ".
PERGUNTAS ADICIONAIS DE DISCUSSÃO PARA FAMÍLIAS:
Ressuscitar significa trazer de volta à vida, o poder é ser capaz de fazer. Portanto, o poder da
ressurreição é a capacidade de ser e de fazer as coisas porque o poder que trouxe Jesus de volta dos
mortos está trabalhando em nossas vidas.
Para ajudar as crianças a entender e se acostumarem com esta frase, você pode mandar fazer a
seguinte ação cada vez que "O poder da ressurreição" é mencionado:
•
levante os braços abaixo da cintura a cabeça acima com palmas para cima
•
em seguida, puxe os braços para baixo para flexionar os músculos
PRIMEIRO DIA:
1. Pensas você que ainda existem homens e mulheres com o poder real hoje? Podes dizer alguns
nomes que te vem a mente?
2. Pense nas características que lhes fazem com que eles ainda estejam firmes do que os outros.
3. Voc6e acha que pedir ajuga e direcção implica fraqueza?
SEGUNDO DIA
1. Quem é o teu melhor amigo? Como é que voces tornaram-se amigos intimos? Foi assim que Paulo
conheceu Jesus. O que podes fazer para que Deus possa ser o seu melhor amigo?
2. Para ter um relacionamento intimo com alguém, temos que estar comprometidos com eles. O que
você acha que é comprometimento?
3. Como é que a pessoa pode comprometer-se com Deus para poder conhecê-Lo?
TERCEIRO DIA
Arrependimento significa abandoner o pecado e voltar-se a Deus. Assim começamos a viver da
maneira como Jesus vivia. Confessar os pecados é quando percebemos e admitimos a Deus que
fizemos alguma coisa errada e pedimos que Ele nos perdoe. Pecados são todas coisas erradas que
fazemos que não agradam a Deus. Pessoas fazem coisas erradas porque parece que foram nascidas
com uma doença chamada pecado que lhes obriga a fazer coisas erradas.
1. Quais são as coias erradas que fazes que deixam Deus zangado?
2. Porque é que Deus enviou Jesus?
18 O PODER DA RESSURREIÇÃO 3. Reflita em que pecado pode estar na sua vida que pode tornar-se obstáculo para o poder espiritual
mover-se livremente.
4. O que é que significa estar morto espiritualmente?
QUARTO DIA
1. Esta correcto que Jesus tenha sido castigado pelas coisas erradas que fizemos?
2. O que é que o pecado faz a ti?
3. A “libertação do pecado” significa que nunca mais iremos pecar ou que temos o poder de resistir a
tentação quando vem a nós?
4. Segundo 1 João 3: 4-10, como é possível conhecer aqueles que são “ filhos do Diabo” dos “Filhos
de Deus”?
5. O que é que isto sugere acerca do recurso do poder do Cristão?
QUINTO DIA
1. Porque é que você pensa que as pessoas não gostam de falar sobre a morte?
2. O que é que Filipenses 3: 18-21 diz sobre o lugar em que os Cristãos pertencem? Como isso muda
o nosso conceito de morte?
SEXTO DIA
1. Faça um desenho mostrando você com o poder de Deus na sua vida.
2. Considere as formas como Deus ajudou-lhe a ser victorioso nesta semana.
SÉTIMO DIA
1. O que é que você vê sobre Deus em Salmos 103?
2. O que é que você vê sobre você neste Salmos?
19 O PODER DA RESSURREIÇÃO SEGUNDA SEMANA
“Permanecei em mim, e eu permanecerei em vós. Como não pode o ramo produzir fruto de si
mesmo, se não permanecer na videira, assim, nem vós o podereis dar, se não permanecerdes
em mim. João 15:4.
PRIMEIRO DIA
Eu lembro-me de ter ouvido uma história sobre um jovem que estava viajar da para a Inglaterra. Ele
tinha vindo para a América da Inglaterra como um menino com seus pais e há muito tempo vem
planejando visitar sua terra natal. Isso foi antes de viajar de avião ser comum, então ele fazia reserva
num navio de cruzeiro de Nova York para a Inglaterra. Ele salvou seus tostões por anos até que
finalmente ele poderia pagar um bilhete no cruzeiro. Quando o navio partiu, ele estava dentro, e ele mal
podia acreditar que o seu sonho estava realmente se tornando realidade.
Quando chegou a hora do jantar, o jovem se recolheu ao seu quarto, pegou um pouco de queijo e
biscoitos que ele havia trazido, pois ele estava com um orçamento muito apertado e não queria
desperdiçar nada. O queijo e os biscoitos gostosos e ele estava tão animado porque não se importava
de comer queijo e biscoitos para uma viagem de 12 dias.
À medida que os dias passavam, o jovem fez um amigo e os dois, muitas das vezes sentavam-se nna
cadeira do bordo e conversavam. Um dia eles falaram até que era hora de jantar e seu amigo
perguntou ao jovem se ele iria vê-lo na sala de jantar. O jovem pensou com saudade da sala de jantar,
por agora, os biscoitos foram encharcado e o queijo era velho. Ele disse ao seu amigo, "Oh, eu daria
qualquer coisa para poder comer na sala de jantar, mas eu não tenho dinheiro extra, então é melhor eu
ir para meu quarto e comer o meu queijo e biscoitos."
Seu amigo olhou para ele com espanto. "Você não tem um bilhete para ser um passageiro deste
navio?" Ele perguntou.
"Claro
que
sim",
respondeu
o
jovem.
"Como
poderia
eu
estar
aqui?"
Seu amigo gentilmente explicou: "Você não percebe que o seu bilhete dá direito a comer na sala de
jantar todas refeições? Está incluído na sua tarifa. "
Esta história lembra-me de tantos cristãos que eu conheço ou ouvir falar. Nós estamos a tentar fazer
com Jesus na nossa caminhada como queijo e biscoitos, quando Ele nos ofereceu muito mais. O poder
espiritual que tem sido ausente, o poder da ressurreição de que fala Paulo, está disponível para todos
nós. A questão então é como vamos conseguir isso?
Muitos de nós têm respondido a uma chamada, uma mensagem, ou uma apresentação do evangelho
de algum forma. De uma forma ou moda, nós aprendemos que, se pedimos Jesus para nos perdoar,
Ele realmente nos perdoará de nossos pecados e viverá em nosso coração. Se fizemos esta oração,
então fomos "nascidos de novo", "salvos", ou "tornamo-nos cristãos." Tudo isso é verdade. Como é
surpreendente e fantástico, o convite que Jesus nos faz. A base bíblica geralmente citada é João 3:16.
Nenhuma verdade poderia ser melhor do que está explicado lá.
Many of us have responded to a call, a message, or a gospel presentation of some kind. In some form
or fashion, we learned that if we asked Jesus to forgive us, He would indeed forgive us of our sins and
live in our heart. If we prayed that prayer, then we were “born again,” “saved,” or “became a Christian.”
All of this is true. As amazing and astounding as it may seem, that is the invitation Jesus gives us. The
scriptural basis usually cited is John 3:16. No truth could be greater than what is explained there.
É importante, no entanto, compreender a palavra "acreditar" no Novo Testamento, é sempre uma
palavra de ação. Em outras palavras, quando você lê a palavra acreditar na Bíblia, ela está vindo do
ponto de vista que você faz o que você acredita e você acredita no que você faz. (Tiago 2:14-19)
Reflete sobre sua própria experiência de salvação. Pode a sua jornada com Cristo ser caracterizada
pelos versículos de Tiago 2?
Oração do Dia:
"Obrigado Senhor por me convidar para a sua mesa de salvação e poder. Eu quero fazer isso na minha
viagem espiritual com você e não quero perder este poder espiritual. Amém ".
20 O PODER DA RESSURREIÇÃO SEGUNDO DIA
Quando convidamos as pessoas para a igreja ou tentamos compartilhar o evangelho com eles, muitas
vezes, tentamos torná-lo o mais fácil possível para eles acreditarem. Lembre-se que na semana
passada, quando olhamos para Romanos 6:23, "Porque o salário do pecado é a morte?" Bem, o resto
do versículo diz: "mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna em Cristo Jesus nosso Senhor." A
salvação é um dom e vem absolutamente pela graça (Efésios 2:8-9).
Vamos olhar para trás em João 3:16 de ontem. Se o recurso for "acreditar" em Jesus Cristo para que eu
possa receber a vida eterna, por que é que eu preciso do poder da ressurreição? Certamente vou
precisar do poder quando eu morrer, mas não antes disso. Se as únicas palavras sobre o "bilhete de
navio de cruzeiro" não perecem mas para ter a vida eterna, então como eu sei o que esta a faltar?
Assim como o jovem comendo biscoitos velhos e queijo no navio, eu preciso de ler o que mais esta
coberto pelo bilhete.
Como é que Jesus chamou as pessoas para se tornarem "cristãs" ou serem "salvos" ou "nascerem de
novo?" Na verdade, Ele não o fez. Oh, Ele disse a Nicodemos que ele teria de "nascer de novo" (que
literalmente significa nascer de cima ou nascido do Espírito). Mas observe o que Jesus também disse
neste versículo (João 3:3). Ele disse que nenhum homem pode ver o reino de Deus se não nascer do
Espírito. Eu gostaria que você lesse Mateus 4:18-22. O que Jesus disse a André, Pedro, Tiago e João?
"Vem e segue-me." Em Lucas 5:27-31, Jesus chama Levi (Mateus), da mesma forma, "Segue-me."
Você pode dizer que aqueles eram seus discípulos, Jesus se referiu a eles de forma diferente do que
apenas pessoas comuns como você e eu. Se você realmente quiser uma visão de como Jesus chamou
as pessoas para a vida do poder da ressurreição, leia Mateus 19:16-26. Agora, contraste com a forma
como apresentamos o evangelho às pessoas. Quando o jovem disse que ele tinha guardado os
mandamentos que Jesus alistou, não só teriamos baptizado a ele como também colocar-lhe na Junta
da Igreja! Qual foi o apelo final de Jesus? "Vem e segue-me."
O fato é que não podemos seguir a Jesus com nossa própria força. É por isso que, quando lhe foi
perguntado em Mateus 19:25: "Quem pode ser salvo?" Ele respondeu: "Para o homem (ser salvo e
viver no poder da ressurreição) é impossível, mas com Deus tudo é possível" (minha adição).
Refletir novamente sobre a sua própria resposta ao evangelho. Será que você responde para se tornar
cristão, ir para o céu, ter seus pecados perdoados ou para seguir Jesus?
Oração do Dia:
"Querido Senhor, eu não quero segui-lo com minha própria força, eu seria tolo para fazê-lo. Mas, eu sei
que posso seguir-te como eu acredito e como você escreveu, "com o homem é impossível, mas
consigo todas as coisas são possíveis." Amém ".
TERCEIRO DIA
Uma das minhas passagens favoritas de toda a Bíblia é encontrada em Mateus 16:13-28. Abre lá
agora e vamos lê-lo juntos. Nesse momento Jesus compartilha com os seus discípulos vem no meio de
alguns grandes dias. Jesus acalmou uma tempestade, expulsou demônios, levantou uma menina
dentre os mortos, curou muitas pessoas e alimentou os cinco mil. As Cabeças dos discípulos podem ter
sido girando no poder de Deus. Enquanto eles estavam tentando digerir todas essas coisas, Jesus
lançar fora a questão mais importante que qualquer homem jamais tem que responder ... "Quem vocês
dize mque eu sou?"
Por que é que essa pergunta é mais importante para nós? Só que, todas as nossas vidas, toda a terra,
todo o céu e toda a eternidade dependem da resposta dessa pergunta.
A resposta que Pedro deu foi a correta: "Tu és o Cristo, o Filho do Deus vivo." Jesus sabia que ninguém
poderia dizer isso, por isso Ele explicou o que realmente significa confissão: é o segredo para viver no
poder da ressurreição. Na verdade, Jesus diz que através destas pessoas da "Ressurreição" Ele vai
edificar a Sua Igreja e o que a igreja vai ser (versículos 18-19). Ele, então, lhes diz o que vai acontecer
e Pedro repreende. Por que é que Pedro repreendeu Jesus? Pedro repreendeu Jesus porque Pedro
ainda tinha seu própria plano e ainda não entendia o plano da ressurreição.
No versículo 24, chegamos na parte central da vida do poder da ressurreição. A primeira qualificação é
"ele deve negar a si mesmo". Evidentemente, isso não é tão atraente como "não perecível" e ganhar "a
21 O PODER DA RESSURREIÇÃO vida eterna." Na verdade, essas duas coisas são inerentes à chamada de Jesus ao negar a nós
mesmos. O que é que estamos a negar? A nossa identidade? A nossa personalidade? Nossas
paixões? Nossos sonhos?
Tem havido através dos tempos muita confusão sobre a auto-negação. Realmente, não é auto-negação
da forma com muitos pensam normalmente. Para muitos, o conceito de auto-negação significa dar algo,
como talvez para a Quaresma ou para outros fins. Esses tempos podem ser úteis, mas não é isso que
Jesus está nos chamando para fazer nesta passagem.
Até nós encontrarmos Jesus, nós vivemos nossas vidas para nós mesmos. Mesmo que os outros
possam nos controlar até certo ponto, ainda estamos com a intenção do nosso próprio plano. É um
plano que se encaixa ou tenta encaixar-se neste mundo. É um plano que é esta cheio em poucos anos
que temos neste planeta e queremos aproveitar ao máximo. Muitas vezes, quando Deus mostra o que
vai acontecer, esperamos que a sua presença possa nos ajudar a cumprir nosso plano. Isto é, Deus
nos ajudará a ser mais feliz, mais saudável, mais bem-sucedido, mais rico ou qualquer outra coisa que
estamos tentando realizar nos nossos planos. Conhecer a Cristo pode ajudar em algumas ou todas
essas áreas, mas o apelo de Jesus é muito mais do que isto.
A chamada para negar a nós mesmos é o apelo para anular o nosso plano. Lembre-se o que Paulo
disse sobre ser um cidadão do reino dos céus? Essa cidadania é o plano que Jesus está nos chamando
para cumprir. Não é sobre nós, é sobre Jesus e o que Ele está fazendo.
Aqui está outra seção da Bíblia para nos ler: Filipenses 2:1-11. No versículo 7, ele diz que Jesus "se fez
nada", que literalmente significa que Jesus "esvaziou-se." Ele esvaziou-se de quê? Sua divindade? Sua
filiação? Não. Jesus se esvaziou de seus privilégios - os privilégios que tinha à mão direita do Pai, os
direitos da glória. Ele se despojou de seu plano para que Ele pudesse ser redentor. Os versículos 10 e
11 dessa passagem poderiam ter acontecido sem os nove primeiros versículos. Jesus estaria dentro de
seus direitos para que todo joelho se dobrasse e toda língua confessasse. Ele não teria de vir à Terra
na carne, se tornar um servo ou morrer na cruz. Se Ele tivesse exercido esses direitos, não teria havido
redenção para você ou para mim.
Para negar a nós mesmos, então, é esvaziarmo-nos dos nossos direitos do nosso próprio plano para
que possamos juntarmo-nos com Jesus na sua missão de redenção. Podemos facilmente dizer: "Bem,
eu quero a vida não perecível e eterna, mas eu realmente não quero a missão." Segundo Jesus, isso
não é uma opção, à luz da Sua resposta ao jovem rico. Você diz: "Eu não posso fazê-lo." Nem eu. Mas
porque Jesus morreu na cruz e ressuscitou, nós podemos fazê-lo por "conhecer Cristo." Chama-se o
poder da ressurreição.
Oração do Dia:
"Ajuda-me hoje, Senhor, para que eu possa ser capaz de ver de que maneira eu preciso negar-me,
para não perder o foco das coisas que eu preciso deixar de lado para segui-lo. Eu quero que os Seus
sonhos sejam meus sonhos, sua paixão seja minha paixão. Eu não quero andar longe deste
compromisso com você porque eu quero continuar procurando você, saber mais de você. Amém ".
QUARTO DIA
Ontem vimos a primeira parte da chamada de Jesus para a vida do poder da ressurreição. Hoje
olhamos para a segunda parte encontrada em Mateus 16:24. Depois que Jesus nos chama para
negarmos a nós mesmos, Ele diz que devemos "tomar a sua cruz." Como fazemos isso? Eu pensava
que Jesus morreu na cruz duma vez por todas para que nunca mais tivesse de fazer isso. Como eu
posso tomar a sua cruz?
Vamos voltar aos nossos versículos-chaves para esta caminhada, Filipenses 3:10-11. "Quero conhecer
Cristo, o poder da sua ressurreição e na comunhão de participação em seus sofrimentos." O que é que
isto significa no mundo?
Na verdade, este mundo não significa nada, porque não faz qualquer sentido. Uma chamada para o
sofrimento não vai atrair muitas pessoas para seguirem a Deus. É realmente por isso que Jesus está
nos chamando para tomar a sua cruz? A razão pela qual Jesus nos faz negar nosso próprio plano é
para estaremos prontos para tomar a sua cruz. Com o nosso próprio plano, nunca fariamos isso.
Lembre-se, o plano de Deus é de reconciliação e redenção. Em Colossenses 1:20, lemos: "e por meio
22 O PODER DA RESSURREIÇÃO dele (Jesus Cristo) reconciliasse consigo mesmo todas as coisas, sejam as coisas na Terra ou que
estão nos céus, estabelecendo a paz pelo seu sangue, derramado na cruz" (minha adição).
Lembre-se de choro de Davi no Salmo 51? Leia o versículo 10. Davi sabia que a única solução seria
Deus criar um novo coração - um coração que batia depois do coração de Deus. David estava fazendo
a obra de Deus, mas com seu próprio plano. Agora, David queria que seu próprio coração batesse com
o coração de Deus. Como é que esse coração era ou parecia? David sabia que iria ter um espírito reto
(v. 10), alegria (v. 12), um coração para os perdidos (v. 13), um coração para a adoração (vv. 14-15), e
um coração humilde (v . 17).
Este é o foco da cruz de Cristo, que Ele nos pede para levarmos para cima. Nós precisamos de levar se
não queremos, mas se não o fizermos, nós nunca vamos conhecer a Cristo em Seu poder de
ressurreição. Lembre-se, um dos assassinos do poder foi o pecado. Esta doença do pecado que todos
nós apanhamos quando nascemos (Leia Romanos 5:12) devem ser limpos a fim de que tenhamos um
coração para Deus e tomem a sua cruz. Quando estamos prontos para nos identificarmos plenamente
com Cristo, estamos prontos para tomar a sua cruz. O poder da ressurreição se torna possível quando
lemos Gálatas 5:24: ". Aqueles que pertencem a Cristo Jesus crucificaram a carne com as suas paixões
e concupiscências". Devido a isso, porque Jesus ressuscitou dos mortos, Ele providenciou poder e
limpeza da nossa natureza pecaminosa.
Ele purifica o nosso coração do plano do pecado, que é tudo sobre mim. Agora, com este coração novo
Davi descreveu em Salmos 51, nós podemos "viver segundo o Espírito" e "mantermo-nos em sintonia
com o Espírito" (Gálatas 5:24-25). A palavra-chave no versículo 24 é "pertencer". Não posso pertencer
a Cristo até que eu negue o meu próprio plano e assegurar-me ao Seu. Então eu estou santificado ou
separado para uso sagrado, como Jesus orou para que sejamos em João 17:17. Basta pensar, por
meio do poder da ressurreição que eu possa ter um coração que bate depois de Deus. Reflita um pouco
e verificque o seu batimento cardíaco. Fisicamente, o seu batimento cardíaco deve ser algo em torno de
72 batimentos por minuto. Espiritualmente, o seu coração deve bater, com preocupação, alegria, para
os perdidos, com louvor e com humildade. Como você está a fazer?
Oração do Dia:
"Quero que o coração da cruz de Cristo, porque Ele me pede para levá-la para cima. Eu quero que o
meu coração seja cheio do Seu Espírito, cheio de Sua alegria, eu quero ter um coração para os
perdidos, uma paixão por eles. Mas, acima de tudo eu quero um coração humilde. Eu quero o seu
coração, Deus. Amém ".
QUINTO DIA
O que significa saber a comunhão de participação em seus sofrimentos? Vamos olhar para trás, Mateus
16:24 para a terceira parte da chamada de Jesus para uma vida de poder da ressurreição. Ele chamanos da mesma forma que Ele chamou André, Pedro, Tiago, João e Mateus: "Segue-me." Lembre-se de
quantas vezes Pedro queria seguir Jesus, só para ter Jesus a lhe dizer que ele não estava pronto e ele
ainda não podia fazer? Ele ainda não estava completamente no plano de Deus. Lembre-se, plano de
Deus é de reconciliação e redenção. Se vamos continuar esse caminho, vamos passer por sofrimentos.
Eu tinha sido apenas um pastor por cerca de 18 meses quando comecei a aprender esta lição. Eu
gostava de pregar e liderar pessoas e fazer essas coisas, mas eu ainda tinha que aprender que essas
coisas são realmente única preparação para entrar na comunhão de participação nos sofrimentos de
Cristo. Recebi uma chamada num domingo à tarde de um membro da nossa igreja. Esta mulher era
professora da escola dominical naquela cidade por um longo tempo. Ela me contou sobre uma mulher
jovem que ela havia ensinado alguns anos atrás, que agora estava casada pela segunda vez.
O homem com que ela casou-se também ja tinha se casado antes, tiveram sete filhos que estavam
criando juntos. Naquele dia, ela e o marido tiveram uma discussão. Depois de um tempo, ele entrou no
campo na fazenda onde viviam. Ela tirou uma arma da casa e foi a procura dele. Quando ela não
poderia encontrá-lo, ela pegou a arma e se matou.
A professora da escola dominical queria saber se eu podia sair e visitar a família. Devo confessar que
não queria. O colégio e seminário não haviam me preparado para uma situação como essa e eu não
tinha idéia do que fazer ou dizer. Quando cheguei, os pais do homem estavam lá, juntamente com os
sete filhos.
23 O PODER DA RESSURREIÇÃO Depois de alguns momentos difíceis, eu percebi que nenhum deles eram seguidores de Cristo e,
provavelmente, não foram felizes. Então eu senti um toque leve do Espírito Santo e perguntei ao marido
se ele queria ir para fora. Nós passamos algum tempo fora, só nós dois. Eu percebi que não tinha
quaisquer palavras ou versos bíblicos, que ele pudesse ouvir. Tudo que eu podia fazer era sentar com
ele e tentar entrar em sua dor e sofrimento com ele. Isso era muito mais difícil do que dar-lhe algumas
palavras de "sabedoria", ele não poderia ter e nem ter ouvido. Naquele momento era o único caminho
para a reconciliação para aquele homem e Deus.
Para seguir Jesus nesse caminho significa que teremos de ver os outros como Ele os vê. Isso é o que
Paulo queria dizer quando escreveu em 2 Coríntios 5:16: "Então, de agora em diante a ninguém
conhecemos de um ponto de vista do mundo." Ele foi ver as pessoas a partir de um novo coração que
batia com um plano de reconciliação e redenção . Devo adverti-lo, esse coração vai quebrar facilmente.
As coisas que partem o coração de Deus são agora as mesmas coisas que vão quebrar o seu coração.
É aí que a parte comunhão vem. Nossa comunhão com Cristo torna-se rica nestes casos.
Em nenhuma outra instância que eu saiba é que vamos chegar a conhecê-lo tão bem. Nós não temos
que olhar para estas ocasiões. Se estamos seguindo a Cristo, se tivermos tomado a sua cruz, se
negamos o nosso próprio plano e ficamos no plano dele, vamos experimentar as coisas que quebram o
coração d’Ele.
No nosso pastorado anterior, passamos um tempo de sofrimento com uma família na igreja. Através de
um vírus raro sua filha de 15 anos, estava às portas da morte por 10 dias. Nosso relacionamento com
esta família era bom, embora às vezes nós não vemos olho a olho em certas coisas na igreja. Como
nós passamos horas e horas juntos naquele hospital, no entanto, começamos com a comunhão na
partilha dos sofrimentos de Cristo. A boa notícia é que a filha milagrosamente recuperou e é uma
mulher jovem e saudável hoje. A melhor notícia é que nossas vidas foram alteradas, passando por isso
juntos. Nós os vimos há alguns meses, quase 10 anos depois, e há uma comunhão entre nós, que
permanece rico e macio.
À medida que seguimos Cristo, nossa comunhão com Ele cresce. O poder da ressurreição que vence o
pecado e a morte, purifica-me, e me capacita a ser um servo de Deus e "conhecer a Cristo e o poder da
sua ressurreição e na comunhão de participação em seus sofrimentos."
Oração do Dia:
"Querido Jesus, peço que me faça querer ser mais e mais como você, para ver o mundo ao meu redor
através de seus olhos. Eu quero o meu coração a bater com um plano de reconciliação e redenção. Eu
quero as mesmas coisas que quebram seu coração para quebrar o meu. Como eu sigo você Eu quero
que a minha relação com você cresça. Amém ".
SEXTO DIA
Leve o seu lápis e papel de novo e reflita sobre sua jornada com Cristo. Leia Mateus 16:13-28. Como
você respondeu a pergunta de Jesus quando Ele diz: "Quem dizeis que eu sou?" Como você tem
respondido a chamada para negar a si mesmo, tomar a Sua cruz e segui-Lo?
Oração do Dia:
"Eu te louvo por me deixar ver quem você é, o Filho do Deus vivo! Por isso eu quero ser o único a
negar a mim mesmo, tomar a minha cruz e seguir-Lhe todos os dias. Obrigado. Amém ".
SEXTO DIA
Hoje leia e medite sobre Salmos 37. Deus nos chama para alegrarmo-nos n’Ele. Creio que isto é parte
do segredo do poder da ressurreição, do conhecimento de Cristo. Feliz Alegria! Até amanhã, quando
começarmos a olhar para o poder da ressurreição e sua vocação.
Oração do Dia:
"Querido Senhor, eu quero me alegrar em Ti, esperar em você e manter seus caminhos. Eu quero que
você seja a minha força em momentos de dificuldade, porque eu sei que você vai me libertar. Amém ".
PERGUNTAS DE DISCUSSÃO ADICIONAIS PARA FAMÍLIAS:
24 O PODER DA RESSURREIÇÃO RIMEIRO DIA:
1. Já pediu que Jesus perdoe os seus pecados?
2. O que é que você faz para mostrar aos outros que Jesus vive no seu coração?
3. Quais são as outras formas que você pode usar para mostrar o amor de Deus atraves das ações e
não por palavras?
4. Reflita na sua experiência de salvação. A sua jornada com Cristo pode ser caracterizada pelos
versículos de Tiago 2?
5. O seu “caminhar” é o que voce “fala”?
SEGUNDO DIA
1. Porque é que o jovem na história não seguiu a Jesus?
2. O que te fez decider em ser Cristão?
3. O que voce acha que é a diferença entre ter os teus pecados perdoados e seguir a Jesus?
4. Já descobriu que não pode seguir a Jesus com sua própria força?
TERCEIRO DIA
Ter uma agenda é ter seus próprios planos. Negar nossa identidade é deixar de lado o que os outros
pensam que você é. Negar a nossa personalidade é deixar de lado o que pensamos que somos. Negar
as nossas paixões e deixar de lado aquilo que mais nos preocupa. Negar nossos sonhos é deixar de
lado o que queremos fazer ou ser.
1. O que você quer fazer quando crescer?
2. Quais são as coisas ou sonhos que mais te preocupam?
3. Quem é Jesus para ti?
4. Estas dispostos a deixar de lado todos os seus planos e sonhos e seguir a Jesus se Ele lhe
perguntar?
5. O seu direito na sua agenda traz alegria?
QUARTO DIA
1. Que tipo de curacao David queria em Salmos 51:10?
2. Como é que o coração gostaria desse amor?
3. Como é que você, como David, pode ter um coração como esse?
4. O seu coração foi limpo da agenda do pecado, que ‘e tudo sobre si?
QUINTO DIA
A agenda de Deus é uma da reconciliação – para nos trazer de volta a Ele, e redenção – para perdoar
os nossos pecados. Esse caminho vai incluir sofrimento.
1. Já alguma vez estiveste com alguém que estava ferida ou muito zangada? Como se sentiu? Como
é que voce pode mostrar o amor de Deus a pessoas que estão feridas? Como é que isto lhe faz
sentir perto de Jesus?
2. Como é que Deus usa uma situação ou um acontecimento para trazer a si ou outra pessoa próxima
de si mais perto d’Ele?
3. Tens algum problema neste momento que Deus pode usar para trazer Glória a Ele?
TERCEIRA SEMANA
“Porque pela graça sois salvos, mediante a fé, e isso não vem de vós; é dom de Deus; não de
obras, para que ninguém se glorie. Pois somos feitura dele, criados em Cristo Jesus para boas
obras, as quais Deus de antemão preparou para que andássemos nelas: Efésios 2:8-10.
PRIMEIRO DIA
Você se sente a ser chamado para alguma coisa? Neste momento você está dizendo provavelmente eu
me sinto chamado para ser missionário em Havai ou talvez uma bela ilha do Caribe. Há muita confusão
sobre a nossa vocação na vida. As pessoas têm por vezes, usado e abusado do conceito da chamada
de Deus. E, como sabemos, as pessoas fazem todo o tipo de coisas loucas e até terríveis, em nome de
Deus.
O que significa então, ser chamado por Deus? O que isso tem a ver com a vida no poder da
ressurreição? Eles andam juntos e nossa chamada de Deus é onde nós realmente vivemos a vida no
25 O PODER DA RESSURREIÇÃO poder da ressurreição. De tudo o que sabemos de Deus, podemos ter confiança de que se Deus nos
chama para alguma coisa, Ele nos dará a graça e poder para cumprir essa chamada. Vamos olhar
novamente para os nossos versículos-chave, Filipenses 3:10-11. Olhe para a última parte do versículo
10: "Tornar-se semelhante a ele na sua morte."
Como nos tornamos semelhantes a Cristo em sua morte? Temos que morrer na cruz, como Ele fez?
Bem, alguns devem, mas eu não acho que é o que Deus está nos chamando para fazer. Em
Colossenses 2:12, lemos: "... tendo sido sepultados com ele no batismo e ressuscitados com Ele
através de sua fé no poder de Deus, que o ressuscitou dentre os mortos." Lembre-se, descobrimos que
negarmos a nós mesmos e negar pecar, ou sermos limpos da natureza pecaminosa, está movendo-nos
da agenda do pecado para a agenda de Deus. O poder da ressurreição nos liberta para abraçar o plano
de Deus para nossas vidas. E vemos que, enquanto estivermos nesta terra, a nossa agenda é juntar-se
a Deus em Sua missão, redentora de reconciliação.
De acordo com Filipenses 2, Jesus desistiu de seus direitos à direita do Pai para se tornar redentor. Ele
nos pede para ter a mesma atitude e mentalidade como Jesus (v. 5). Então, tornando-se semelhante a
Jesus em Sua morte está se juntando a ele na sua missão e morrendo pela nossa própria agenda. É
olhar a vida através da perspectiva eterna do poder da ressurreição. Isto então prepara-nos para a
nossa chamada de Deus. Tire alguns momentos e reflita sobre a chamada que Você crê que Deus lhe
deu. Como você tem reagido?
Oração do Dia:
"Eu oro hoje que você vai me dar a confiança se você me chama para alguma coisa, você vai me dar a
graça e poder para cumprir a sua chamada em minha vida. Amém ".
SEGUNDO DIA
Como sabemos que Deus tem uma chamada para cada um de nós? Nós pensamos da igreja como
"corpo de Cristo", e com razão. No entanto, a palavra igreja no Novo Testamento significa literalmente
"os chamados para fora." Podemos nos perguntar: "Chamados para fora de quê?" A resposta seria
chamada para fora da agenda do pecado para uma nova chamada - a missão de reconciliação. Não
somos apenas chamados de algo, mas para alguma coisa.
Vamos ler juntos Hebreus 5:11-6:03. Por que tantas vezes ficamos consumindo leite ao invés de passar
para alimentos sólidos? Por que dão voltas e voltas com os "ensinamentos elementares" até que
tenhamos discutido, argumentamos sobre eles e dividimos-nos sobre eles? Por que é que nós nunca
movemo-nos para a maturidade?
Há muitas razões, mas a maior delas, na minha opinião, é não ter começado a viver no poder da
ressurreição. Relaciona-se com o que falamos na semana passada a respeito de João 3:16. Estamos
mais preocupados com "não perecível" e ter "vida eterna" do que com o que é Deus até agora. Nosso
foco principal é estamos salvos de que - a punição pelos nossos pecados - do que porque é que somos
salvos para - a vida no poder da ressurreição.
Portanto, o foco da nossa vida cristã é, geralmente, "Você está salvo?" O foco de Jesus seria: "Você
está me seguindo, negando a si mesmo, e carregando a minha cruz?" Isso pode soar como se nós
estivessemos a chegar perto de um evangelho de obras, e não graça. Longe disso! Somos salvos pela
graça e andamos no Espírito pela graça. O único trabalho que realmente fazemos é dizer "sim" a Jesus
quando Ele nos chama para segui-Lo.
Sim, vem pela graça de Deus agindo em nós. Quando estamos realmente capturados pela graça, nós
desejamos seguir a Cristo. Muitas vezes ouvi pessoas, quando confrontadas com algumas das suas
fraquezas, dizerem, "Eu estou debaixo da graça." Eu não acho que é realmente graça em tudo. Ele está
dizendo: "Senhor, eu ouço o que você está dizendo, mas eu ainda tenho a minha própria agenda. Dáme graça o suficiente para que eu possa continuar a fazer minhas próprias coisas", que na verdade não
é a graça.
Uma vida vivida no poder da ressurreição é uma resposta à graça de Deus em minha vida e do mundo.
Passe algum tempo hoje refletindo e meditando sobre a graça de Deus.
Oração do Dia:
26 O PODER DA RESSURREIÇÃO "Querido Senhor, eu quero ficar focalizado na minha vida eterna com você negando a mim mesmo e
tomando a minha cruz. Sou salvo pela sua graça e eu ando em seu espírito pela graça. Amém ".
TERCEIRO DIA
Uma das minhas músicas favoritas fala sobre a graça. Algumas das palavras são mais ou menos
assim:
"Sua graça ainda me surpreende. Seu amor é um mistério.
Cada dia, ajoelho-me, por que sua graça ainda me surpreende."
Nós ainda estamos a falar sobre a nossa vocação. Somos chamados pela graça. Deus não nos chama
para alguma coisa, porque Ele acha que seria bom para Ele ou porque nós merecemos. Não, Ele nos
chama por Sua graça, em seguida, prepara-nos para cumprir essa chamada. Nesse sentido, a nossa
vocação tem pouco a ver com a gente e tem tudo a ver com Deus. Na verdade, a vida no poder da
ressurreição é sempre sobre Deus, não sobre nós. É por isso que é tão necessário conhecer e
experimentar a purificação da natureza pecaminosa. Até que nós experimentemos essa limpeza, ainda
estamos todos sobre nós mesmos, não importa o quanto tentemos seguir a Deus. Quando
entendermos que através da ressurreição e morte de Jesus, o trabalho do diabo foi destruído, podemos
permitir que o sangue de Jesus nos purifique de toda injustiça (1 João 1:9).
Abre Gálatas 5:16-26. Veja como Paulo contrasta claramente a agenda do pecado e da agenda do
Espírito. Não há ambos/e aqui. É claramente ou/ou. Você vê, quando eu vim para o lugar de negar a
mim mesmo (a minha própria agenda), e carregar a cruz de Cristo (dizendo sim à Sua agenda), eu
posso seguir a Cristo (viver pelo Espírito, versículos 16, 25). Isto é o que Jesus quer dizer quando diz
que devemos ser batizados com o Espírito Santo (Atos 1:5). Através do poder da ressurreição, o
Espírito Santo pode encher nossas vidas. A palavra original para o batismo era para ser mergulhado
num corante ou tinta e mudar totalmente. Nós agora somos capazes de ser totalmente imersos em
Cristo e madar de uma agenda (a natureza do pecado) para outra (missão de Deus).
Como falamos na semana passada, às vezes tomamos o poder que Jesus fala dele em Atos 1 sobre o
Espírito Santo e tentamos trazê-lo como nossa própria agenda. Nós deixamos de lado o poder do
Espírito Santo para coisas como sinais e maravilhas. Sinais e maravilhas podem muito bem ser uma
parte da vida vivida no poder da ressurreição. No entanto, eles vão ser um subproduto da vida no
Espírito. O poder que Jesus descreve é poder de "viver uma vida digna da vocação que receberam"
(Efésios 4:1).
Paulo caracterizou essa vida de ressurreição de outra maneira em 2 Coríntios 5:14, quando disse: "Por
amor de Cristo nos constrange. Se sua vida está ainda centrada em si mesmo e na sua agenda, o amor
não vai ser uma motivação poderosa. Os versículos 14-15 são uma grande expressão de alguém que
foi totalmente transformada pela graça de Deus. Porque Cristo morreu por nós, morremos para os
nossos próprios caminhos. A alternativa a esse caminho é viver para os outros, assim, uma vida
motivada e obrigada pelo amor.
Agora estamos prontos para olhar mais para a chamada que Deus tem para nós. Em preparação para
amanhã, leia Efésios 2:10.
Oração do Dia:
"Meu coração deseja que você me equipe para cumprir a sua chamada na minha vida, para viver uma
vida digna da vocação que recebi. Eu quero ter uma vida motivada e obrigada pelo seu amor. amém
27 O PODER DA RESSURREIÇÃO QUARTO DIA
Efésios 2: l0 é outro versículo para memorizar: "Pois somos feitura dele, criados em Cristo Jesus para
boas obras, as quais Deus de antemão preparou para nós."
Que declaração. Outra maneira de traduzir "obra" seria com a palavra "obra-prima". A maioria de nós
provavelmente não pensa em nós mesmos como uma obra-prima, mas Deus sabe. Por quê? Porque
Ele nos fez. Alguns de vocês provavelmente acham que vocês poderiam ter feito um trabalho melhor se
Deus tivesse perguntado a sua opinião primeiro, que Deus poderia ter feito você mais adequado para a
vida que você viveu de acordo com sua própria agenda. Porém, de acordo com este versículo, Ele tinha
outra coisa em mente.
Olhe para a última frase nesse versículo: "Deus de antemão preparou" Em antecipação do que, você
pergunta? Bem, isso significa, literalmente, que antes de Deus criar o mundo, Ele sabia que você iria
existir e quando você viveria. Você não é um erro. Você não é uma surpresa para Deus. Deus sabia
que você estaria em Sua terra agora e Ele preparou a si e à terra para sua vida hoje.
Vocês foram "criados em Cristo Jesus para boas obras." Em outras palavras, Deus tem projetado você
especificamente para obras, serviço e ministério. Quando vemos a palavra "ministério", imediatamente
a nossa mente irá pensar em ser um pastor evangelista, ou missionário. Em certo sentido, somos todos
um pouco dessas coisas, mas a visão de Deus é muito maior do que isso. Tente olhar o retrato grande
por um momento. Deus está no processo de reconciliação de todas as coisas, nos céus e na terra, até
mesmo através do que Cristo fez na cruz (Colossenses 1:20).
Onde você se encaixa nesse quadro? Alguns de nós pensam do ministério como apenas dentro da
igreja. Há muitos ministérios "dentro" da igreja, para ter certeza. No entanto, a igreja ou os líderes da
igreja também estão a equipar as pessoas para fazer o trabalho do ministério que Deus os chamou
para fazer. É verdade que uma parte da sua vocação é fazer parte do corpo de Cristo local. Estamos,
de acordo com Paulo em Efésios 4, batizados no corpo de Cristo. Seu objetivo é muito maior, somos
chamados para sermos uma parte do corpo de Cristo global.
Abre 2 Coríntios 5:11-21. Há um monte de coisas boas lá, mas concentre-se nos versículos 18 a 20.
Paulo diz que todos nós que estamos "em Cristo" somos chamados para a mensagem e ministério da
reconciliação. Temos sido apontados embaixadores, Deus faz seu apelo através de nós. Essas são
palavras assombrosas. Um embaixador é uma chamada. Na maioria dos países cada embaixador é
nomeado pessoalmente pelo presidente ou primeiro-ministro. Nós fomos designados para esta missão
por Deus para sermos embaixadores de Cristo. Esta é a nossa vocação.
Espere, você diz. Isso significa que todos temos a mesma chamada. Duma forma geral, sim temos. No
entanto, Deus, em Sua infinita sabedoria nos deu muitas maneiras para cumprir a sua chamada. Pense
hoje sobre que tipo de embaixador você é para Cristo.
Prayer of the day:
"Eu nunca teria pensado em mim como uma obra-prima, mas eu sou grato que você pode ver no mais
fundo e me considerar como tal. Antes da criação do mundo você sabia exatamente como eu viria a
ser, e você ainda me amava. Estou comprometido para ser um embaixador para você. Amém ".
QUINTO DIA
Ontem, descobrimos que somos chamados para sermos embaixadores de Cristo que deu a mensagem
e ministério da reconciliação. Vamos voltar a Efésios 2:10. Deus nos fez em Cristo para as boas obras
que Ele criou, chamou e equipou-nos para fazer. Estas boas obras são, no contexto do panorama geral
- nossa chamada como embaixadores no ministério da reconciliação. Na vida de ressurreição, estamos
na agenda com Deus na Sua missão de redenção e reconciliação.
Há algumas coisas que temos de considerar enquanto conquistamos esta chamada: compromissos
divinos, oportunidade e paixão. Estas são todas as maneiras que Deus usa para cada um de nós para
cumprir o que Ele nos chamou para cumprir o porquê da Sua chamada segundo Efésios 2:10 e dentro
do contexto de 2 Coríntios 5:18-20.
28 O PODER DA RESSURREIÇÃO De que é que você está apaixonado na vida? O que é que faz o teu motor arrancar? O que excita ou
desafia você? Se sua resposta for "nada", você pode querer consultar o médico e ver se você ainda
está vivo. O mais provável é que você pensou em muitas coisas que você pode estar apaixonada,
dependendo da situação e das circunstâncias. Que coisas são essas? Pegue num pedaço de papel e
alistá-os. Tenta trazer essas coisas para o contexto da sua chamada em Cristo. No início, isso pode ser
difícil porque algumas das suas paixões, provavelmente, não parecem espirituais.
Lembre-se quando olhamos para Davi em Salmos 51? Começamos a ver o que um coração
apaixonado por Deus se parece. Na vida da ressurreição, o coração bate por Deus e com Deus. Nós,
no entanto, trouxemos uma série de paixões da nossa agenda antiga que precisa ser purificada e limpa.
Então, Deus pode usá-los para ajudar a cumprir a nossa chamada. Deixem-me partilhar um exemplo.
Eu cresci com uma paixão pelo desporto. Eu gostava de praticar desporto, assistir, falar e ler sobre
desporto e sonhar sobre desporto. Isso não é incomum para muitos meninos em nosso país. Quando
fiquei mais velha, a paixão se tornou ainda mais forte. O que eu não percebi foi que essa paixão que eu
tinha para o desporto estava competindo com Deus para o meu coração. Isso continuou mesmo depois
que comecei o ministério pastoral.
Uma tarde de domingo eu assisti um evento desportivo e eu estava realmente para esse evento. Tenso,
eu segui a ação com cada movimento. No final, a equipe que eu estava apoiando perdeu. O fim estava
próximo e controverso. Eu ainda estava pensando sobre esse jogo enquanto dirigia e pregava no culto
do Domingo anoite, e estava afetado pelo jogo.
Quando eu refleti sobre esse dia, percebi que minha atitude não era agradável a Deus. Isso começou a
fazer com que eu procurasse ver onde a minha verdadeira paixão encontra-se.
Eu ainda gosto de jogar e assistir desporto. No entanto, agora eles estão no contexto da vida de
ressurreição. Eles fazem parte do quadro maior. E adivinhem? Deus é capaz de usar o nosso interesse,
por vezes, para cumprir sua missão e ministério da reconciliação. Se o nosso coração realmente bate
com Deus, Ele pode ter outros interesses e paixões menores e usá-los como parte das "boas obras"
que Ele criou para nós.
Um dos nossos objetivos no ministério de pequenos grupos é permitir que as paixões e os interesses
possam conduzir a formação de alguns dos pequenos grupos. As pessoas podem se reunir em torno de
seus interesses e paixões e cumprirem parte do ministério da reconciliação.
Qual é a grande paixão da sua vida? Jesus quer estar lá. Leia Mateus 5:8 e 6:19-24. Sinceramente
pergunte a Deus, onde está o teu tesouro.
Oração do Dia:
"Como tenho trabalhado nessas duas últimas semanas sobre esses devocionais fui aprendendo a
conhecer mais sobre você e saber o que você pede de mim quando você me chama. Eu quero estar
mais e mais apaixonado sobre o que preciso para cumprir sua missão e ministério da reconciliação.
Amém ".
SEXTO DIA
Ontem vimos a paixão como uma das formas em que podemos cumprir a chamada que Deus nos deu.
Mais uma vez, todos nós somos chamados para a mensagem e ministério da reconciliação como
embaixadores de Cristo. Assim como nós não temos todos as mesmas paixões e interesses nem temos
as mesmas oportunidades.
O que quero dizer quando digo oportunidade? Bem, a oportunidade pode ser a família em que vivemos,
o lugar onde trabalhamos, o bairro em que vivemos, a escola ondse estudamos, ou outros locais em
nossa vida que são uma parte de quem somos. No curso da vida, em cada uma dessas áreas, temos
oportunidades para sermos embaixadores de Deus e sermos parte da sua missão no ministério da
reconciliação.
Pode-se dizer que você tem oportunidades muito limitadas nestas áreas. Talvez você não pode falar de
religião com sua família, talvez você trabalhar para o governo e não pode mencionar Deus. Na
passagem da Escritura que nós chamamos a Grande Comissão (Mateus 28:19-20), Jesus nos diz para
29 O PODER DA RESSURREIÇÃO fazer discípulos de todas as nações ou pessoas. Às vezes lemos essa passagem com a ênfase em "ir":
ir para o mundo inteiro. É verdade que estamos a fazer isso, mas poderia ser traduzido como "tempo de
ir." Em outras palavras, Jesus disse, ao ir sobre as atividades normais da vida, realizar a minha missão.
Você é Seu embaixador na sua família, no seu trabalho, no seu bairro, e na sua escola. É aí que Ele
tem você e é aí que Ele preparou boas obras, antecipadamente do mundo, para você fazer.
As oportunidades estão ao nosso redor, mas muitas vezes não as procuramos. Por exemplo, quando
você estiver procurando por um vespa (veículo) e você tem um modelo específico em mente, o que de
repente você vê em todo o caminho? É isso mesmo! Você vê o modelo que você está procurando para
comprar. Eles estavam lá o tempo todo, mas sua mente e interesses não foram apenas introduzidos em
vê-los. Assim é com oportunidades para ser embaixador de Deus onde você está.
Quando você está vivendo em sua própria agenda, o que você está pensando? Em Você. Todas as
oportunidades que você vê são realmente tudo sobre você. Quando vivemos no poder da ressurreição,
a agenda do pecado (egocentrismo) sai e não vivemos mais para nós mesmos, mas para Ele (Cristo),
que morreu por aqueles que recebem sua nova vida (oportunidades) (2 Coríntios 5: l5) . Nós não vemos
mais de um ponto (agenda pecado, auto-centrado) de vista mundano, mas de um poder da
ressurreição, o ministério da reconciliação, ponto de vista do embaixador.
Quero referir-me à vespa novamente. Se você tem uma vespa, mas agora você está à procura de um
Honda, você vai estar à procura de oportunidades para ver Hondas. Você vai vê-los porque eles estão
todos ao seu redor. Oportunidades para cumprirmos a chamada de Deus estão à nossa volta.
Precisamos apenas olhar através dos olhos de um embaixador de Cristo.
Quando vivemos no poder da ressurreição, não é sobre nós. Nós não temos de ver onde tudo se
encaixa. Às vezes Deus nos permite, mas podemos confiar n’Ele que nada é desperdiçado. Afinal, se
Ele te criou antes da criação do mundo como obra sua e obra-prima e que foram criados em Cristo
Jesus para boas obras, então Ele tem alguns compromissos divinos, já em seu livro para você.
Oração do Dia:
"Por favor, querido Senhor, deixe-me ver o mundo em que vivo através de seus olhos. Eu quero usar
minhas oportunidades todos os dias para vê-lo e ser seu embaixador onde quer que eu esteja. Use-me
de uma forma apaixonada para fazer a diferença para você. Amém ".
SÉTIMO DIA
Leve a sua Bíblia e leia o Salmos 16. Como você pensa sobre as linhas de contorno para você, talvez
você possa escrever a sua chamada como você a vê. Em seguida, aliste algumas das suas paixões e
veja como elas podem ser usadas no contexto da chamada de Deus. Aliste algumas oportunidades
que, talvez, até agora você não tenha visto como oportunidades. Pense em todos os compromissos
divinos que você pode ter faltado ou outros que agora sabe que eram incumbência divina de Deus.
Amanhã vamos começar a olhar para o poder da ressurreição e como isso afeta nossos
relacionamentos.
Oração do Dia:
"Hoje eu recebo a sua palavra como uma bênção quando eu posso dizer a você: 'Você vai me mostrar
o caminho da vida; na tua presença há plenitude de alegria, na tua mão direita há delícias
perpetuamente." Como eu posso não querer encontrar as oportunidades para servi-lo melhor? Amém ".
PERGUNTAS DE DISCUSSÃO ADICIONAIS PARA FAMÍLIAS:
PRIMEIRO DIA:
1. Você acha que Deus está lhe pedindo para fazer alguma coisa? (Dê tempo para as crianças
expressarem seus pensamentos.)
2. Quando Deus nos chama, o que Ele nos dá para termos a certeza de que podemos cumprir a sua
chamada?
3. Que desejos você acha que Deus tem para você?
SEGUNDO DIA
30 O PODER DA RESSURREIÇÃO 1. Graça é a bondade de Deus e favor para nós que não podemos ganhar. Como é que a sua vida é
diferente por causa da graça e do perdão de Jesus mostrado através da Sua morte na cruz por
você?
2. Como você pode fazer a diferença sabendo que Deus o chamou (escolheu você)?
TERCEIRO DIA
1. A palavra original para o batismo significava ser mergulhados num corante e mudar totalmente. O
que muda em nós quando somos batizados?
2. O amor de Cristo nos obriga. O que você pode fazer hoje para mostrar o amor de Cristo para
alguém sem desejo de recompensa?
QUARTO DIA
1. Quais são alguns dos ministérios que fazemos dentro da igreja para agradar a Deus, servindo e
cuidando dos outros?
2. O que significa ser um embaixador de Cristo? Que tipo de embaixador é você? Os outros vêem e
ouvem a Cristo por te conhecerem?
QUINTO DIA
1. Quais são as três coisas que Deus nos dá para realizar a Sua chamada?
2. O que você tanto gosta de fazer que podia fazer o tempo todo?
3. Qual é a sua maior paixão (prazer/alegria)?
4. De que forma Deus pode usar a sua paixão no ministério para o mundo?
SEXTO DIA
1. Se você tivesse uma única oportunidade de testemunhar a alguém e você fosse o único que poderia
dizer-lhe sobre Jesus, o que você diria?
2. Quais são algumas das oportunidades que Deus lhe deu como Seu embaixador? O que você fez?
31 O PODER DA RESSURREIÇÃO QUARTA SEMANA
“E, assim, se alguém está em Cristo, é nova criatura, as coisas antigas já passaram; eis que se
fizeram novas.” 2 Coríntios 5:17
PRIMEIRO DIA
Temos vindo a falar nas três semanas passadassobre o poder da ressurreição. Os dois inimigos
gigantes de nossa alma - o pecado e a morte - se tornaram impotentes pela obra de Jesus na cruz.
Colossenses 2:15 diz: "E, tendo despojado os poderes e autoridades, fez deles um espetáculo público
deles, triunfando deles pela cruz." Aleluia, amém, e sim. O poder do pecado e a natureza pecaminoza
podem ser quebrados e limpar nossas vidas e o poder do Espírito Santo pode nos enquadrar na
agenda de Deus, ou seja, na Sua missão de redenção e reconciliação.
Relacionamentos podem estar onde a borracha proverbial encontra a estrada. A maioria dos nossos
assuntos, problemas, inquietações, e as dificuldades podem ser rastreados para relacionamentos de
alguma maneira, forma ou modelo. É difícil conviver com as pessoas, não é? Então, como é que vamos
trazer o poder da ressurreição em nossos relacionamentos?
O nosso melhor modelo, é claro, é Jesus. Mas às vezes temos problemas com isso, porque Jesus é
Deus, e bem, que lhe dá uma vantagem. Bem, isso é verdade. Jesus também era Deus na carne,
Emanuel. Ele foi plenamente Deus e plenamente homem. Eu não sei tudo o que significa, mas sei que
Ele tinha pais e irmãos e primos e amigos e colegas e até inimigos. Assim, ele deve saber alguma
coisa. Talvez devêssemos olhar para Ele, para saber como lidar com nossos relacionamentos.
Nós estivemos nisso por algum tempo agora, então chegamos ao ponto em que podemos ser um pouco
honestos com nós mesmos e com Deus? Vamos tentar, esta bem? Aqui está o que eu quero que você
faça. Pegue aquele pedaço de papel que você tem estado a trabalhar nele, e vamos fazer um pouco de
exercício.
Vamos alistar nossos relacionamentos. Quais? Bem, comece com o seu cônjuge se fôr casado. (Se
você é divorciado e não voltou a casar, em seguida, comece com o seu ex-cônjuge).
Se você não é casado, então comece com um noivo, namorado, namorada. Em seguida, vá para os
pais ou filhos, ou o que compõe sua família imediata. Vamos também incluir os seus colegas de
trabalho ou colegas da escola. Em seguida, inclui um vizinho e um amigo ou dois. Se você tem
inimigos, incluí-os também, apenas para diversão. Agora, abre Mateus 7:12 e leia o versículo. Avalie
essas relações numa escala de 1-10, sendo 10 a mais alta, à luz do verso. Veja como você faz. Vamos
verificar novamente amanhã.
Oração do Dia:
"Ninguém disse que seria fácil ter relações com todas essas pessoas, mas você fez. Você mesmo tinha
inimigos contra você e você abençoou. Hoje me ajude a encontrar maneiras de abençoar as pessoas e
trazer o poder da ressurreição nos meus relacionamentos. Amém ".
SEGUNDO DIA
A maioria de nós sabe a regra de ouro: "Faça para os outros o que você gostaria que fizessem para
você." Sabemos, também, uma outra versão que diz assim: "Faça aos outros antes que eles façam
para você". Como você fez na escala de ontem? Não pergunte, você diz. OK, não vou perguntar, mas
eu acho que Deus fará. Não porque Ele quer devorar-te, mas porque Ele quer ajudá-lo. Ele quer que
nos possamos ver que o poder da ressurreição se destina a ajudar-nos onde nós mais precisamos: em
nossos relacionamentos.
Alguma vez você já se perguntou por que realmente os relacionamentos são tão difíceis? Você marcou
muito alto em seus relacionamentos, não é? Um casamento que começou com duas pessoas que
tinham muito amor um pelo outro acaba como um campo de batalha constante de postos de amarração,
sarcasmos e acusações. O que acontece? Por que é tão difícil?
Vamos olhar novamente para os nossos dois assassinos poderosos: o pecado e a morte. Reabre a
Bíblia em Gálatas 5:16-26. Olhe especialmente para os versículos 19-21. Essa é a agenda do pecado,
lembra-se? Você teria que concordar que a agenda da natureza pecaminosa é um egocêntrico. É tudo
32 O PODER DA RESSURREIÇÃO sobre si mesmo. Confira: inveja, discórdia, ódio, ciúme, raiva, ambição egoísta, dissensões, facções,.
Quer dizer, isso são algumas funções atraentes e bonitas do material da personalidade. Agora veja o
verso 17: "a natureza pecaminosa deseja o contrário ao Espírito." Nós estabelecemos que cada pessoa
nasce no mundo com a doença do pecado - a natureza do pecado (Romanos 5:12). Embora possamos
realmente gostar de alguém, ou até mesmo amar alguém, quem vence no final? Personalidade.
Vejamos um exemplo de como isso funciona na vida de alguém. Revisite David no Salmos 51. David é
uma boa pessoa. Deus o chamou para ser rei de Israel. Ele está cumprindo essa chamada e fazendo
muito bem. Ele é um soldado maravilhoso, cheio de coragem (ver sua batalha com Golias). Ele é
mesmo um bom líder espiritual e conduz o seu povo no culto. Mas, ele começa a ter problemas com
relacionamentos. Sua relação com Saul azeda, o que certamente não era tudo culpa dele. Então, por
inveja e cobiça, ele despreza as relações que ele tem com suas mulheres e comete adultério com BateSeba. Seu relacionamento com ela é baseada no sexo e autoridade. Então, seu relacionamento com
seu marido, Urias, se transforma em engano e finalmente assassinato. O que aconteceu?
David finalmente reconheceu que a sua natureza pecaminosa foi levando-o na ordem do dia errado. Ele
pensou que estava na agenda de Deus, mas quando as fichas foram para baixo, ou em seu caso,
quando o calor estava virado para cima, ele foi para si mesmo. Foi por isso que ele disse no Salmos
51:5: "Certamente eu era pecador no momento do nascimento, pecador desde o tempo que minha mãe
me concebeu." Enquanto nossa agenda do pecado domina, nossos relacionamentos realmente não tem
chance. Lembre-se, a natureza pecaminosa deseja o que é contrário ao Espírito.
Louvado seja Deus, o poder da ressurreição pode nos purificar desta natureza pecaminosa e podemos
orar com Davi: "Cria em mim um coração puro, ó Deus." Quando começamos a viver na realidade de
que o poder da ressurreição destruiu as obras do diabo (l João 3:8), sabemos que podemos ter
esperança para nossos relacionamentos. Talvez a regra de ouro pode tornar-se realmente de ouro.
Antes de final de hoje, leia o Salmos 51 e ore a Deus para revelar a você o que Ele quer que você veja.
Oração do Dia:
"Cria em mim um coração puro, ó Deus, e renova um espírito firme dentro de mim. "Esta foi a oração de
Davi para Você e é também a minha enquanto caminhamos juntos através destas semanas de
crescimento para conhecer-Lhe. Seu poder de ressurreição pode limpar-me. Amém ".
TERCEIRO DIA
Deus limpou nossos corações, da natureza pecaminosa. O poder do pecado para nos dominar foi
destruído através daquilo que Jesus fez na cruz e através da ressurreição. Mateus 5:8 diz: "Bemaventurados os puros de coração, porque verão a Deus." Se fosse para nós, teríamos escrito de forma
diferente, certo? Nós teríamos dito algo como: "Bem-aventurados os puros de coração, porque eles
devem fazer grandes coisas para Deus." Ou, talvez, "Bem-aventurados os puros de coração, porque
eles realmente amam o seu próximo." Mas "ver Deus"? Isso é sobre o quê é?
Por agora, devemos entender. Para ver Deus significa que estamos recebendo a mensagem certa.
Estamos vendo quem é Deus, estamos vendo o que Ele está prestes (conciliar todas as coisas nos
céus e na terra, para si mesmo através do que Cristo fez), e nós estamos vendo a nossa chamada no
ministério da reconciliação. Nós não podemos ver estas coisas, temos que ver a Deus primeiro. Para
ver Deus com um coração puro é ver Deus através dos olhos de Cristo e não nossos olhos. Para ver
Deus com um coração puro é querer uma coisa: Ele! Não é sobre nós, é sobre Ele
Agora, se alguns de nós forem realmente honestos, podemos querer sair do navio agora. Afinal de
contas, tem que haver alguma coisa para mim. Se for só sobre Deus, eu não quero isso. Aqui é a coisa
que realmente surpreende sobre a graça de Deus, Seu amor e Seu carácter: Ver a Deus com um
coração puro, tudo o que eu realmente queria foi feito. Eu não posso dizer que realmente entendem
isso, mas eu tenho experimentado isso. O que você realmente quer na vida? Vamos lá, seja honesto. É
só você e Deus. É felicidade, sucesso, prazer, diversão, alimentação, coisas materiais, fama e
significado? Agora, quantas coisas destas tens alcançado? Se você tiver conseguido alguns deles,
mesmo por pouco tempo, como é que te faz sentir? Eu garanto que só provoca mais fome de mais
daquilo que tem, não é? Essa é a coisa realmente enganosa sobre a agenda da natureza do pecado você nunca pode realmente alcançá-lo. Uma vez que você acha que tem, ele só não é suficiente.
33 O PODER DA RESSURREIÇÃO Olhe para o que todas essas coisas fazem para os relacionamentos. Enquanto essas relações estão
ajudando você a obter o que você pensa que você quer na agenda do pecado, então eles são bons,
pelo menos para você. Mas, se você não está chegando lá, o que está impedindo de fazer isso?
Provavelmente é alguém. Enquanto você começa o seu caminho e os outros em sua volta fazem o que
você acha que devem fazer, você pode conviver com ninguém. Quando eles têm as suas próprias
agendas auto-centradas, os conflitos vão começar.
Agora, porém, seu coração foi purificado pelo sangue de Jesus. Você não tem que viver desse jeito.
Parte do problema é que nós desenvolvemos hábitos e maneiras que nos relacionamos com as
pessoas. Esses hábitos e modos são baseados no "velho homem" (2 Coríntios 5:17) com a agenda do
pecado egocêntrico dirigindo o show. Agora precisamos de ver como Jesus quer que a gente olhe para
os relacionamentos. Passe algum tempo refletindo sobre a forma como você trata as pessoas ao seu
redor. Peça ao Espírito Santo para ajudá-lo a ser honesto e olhar com os olhos de um coração puro.
Oração do Dia:
"Eu acredito que meu coração foi purificado pelo sangue de Jesus. Espírito Santo ajuda-me a olhar
honestamente com os olhos de um coração puro, ver a Deus através dos olhos de Cristo, não com os
meus olhos. Eu quero desejar uma coisa que é você. Não é sobre mim, é sobre você. Amém ".
QUARTO DIA
Abra sua Bíblia no Sermão da Montanha, em Mateus 5-7. Jesus começou o Seu ministério com as
mesmas palavras que João Batista começou seu ministério, "Arrependei-vos, pois o reino dos céus está
próximo" (Mateus 4:17). Esta foi completamente uma declaração tanto quanto é hoje. O resto das
palavras de Jesus e da vida eram uma explicação e demonstração deste reino. Algumas pessoas
através dos séculos têm reivindicado o Sermão da Montanha de que não era realmente para este
mundo, mas foi uma explicação de um dia por vir. É fácil entender porque alguns podem ve-lo desta
forma. Se olharmos para esta passagem com os olhos da agenda do pecado e egoísmo, não há
maneiras das palavras de Jesus fazerem sentido. No entanto, se olharmos sob a perspectiva do poder
da ressurreição, então podemos deixar Jesus dirigir-nos em nossos relacionamentos.
Olhe para Mateus 5:43-48. Ao ler esse parágrafo, o que você acha? Ele faz soar um pouco
sobrenatural, não é? Amai os vossos inimigos? Quem pode fazer isso? Ore por aqueles que vos
perseguem e mentindo, disserem todo mal contra vós? Quem poderia seguir esses mandamentos?
Novamente, se nós estamos olhando do ponto de vista da natureza pecaminosa e da sua agenda, não
faz sentido. Essa agenda é sobre si mesmo, me primeiro lugar, e auto-preservação. À luz do que, eu
tenho que lidar com os meus inimigos nesse sentido, seja o que possa significar. Mas Jesus disse para
amá-los. A palavra que ele usa para o amor traz consigo um significado de boa vontade ativa. Em
outras palavras, não é apenas para tolerar meu inimigo, mas para aplicar a regra de ouro. Agora, como
podemos fazer isso no mundo? Bem, nós não fazemos isso no mundo, mas no poder da ressurreição.
Agora precisamos aplicar esse poder da ressurreição. Filipenses 2:3 diz: "humildemente considerem os
outros superiores a vós mesmos." Isso significa os nossos inimigos? Bem, não vejo nenhuma restrição
nisso, então isso deve significar os nossos inimigos. Lembre-se, em Filipenses 2:6 que desistimos dos
direitos, assim como Jesus fez, para que possamos ser redentor. Neste caso, de que direitos nós
desistimos? Nós desistimo do direito de fazer juízo, embora outros possam ter nos tratado de forma
errada, e o direito de olhar para nós mesmos. Isso vai permitir que amemos o nosso inimigo com boa
vontade ativa e redentora para ser como embaixadores do ministério da reconciliação.
Outro lugar para aplicar isto é 2 Coríntios 5:15-16. Olhando através do poder da ressurreição, podemos
ver que este inimigo é aquele que Cristo morreu por ele, por isso também podemos considerá-lo dessa
maneira, ao invés de um inimigo de acordo com a carne. Isso é fácil? Não! É possível? Sim, porque
esta é a maneira que Jesus nos tratou. Romanos 5:8 diz: "Mas Deus prova o seu próprio amor para
conosco nisto, quando éramos ainda pecadores (inimigos), Cristo morreu por nós" (minha adição).
Se Cristo tivesse nos visto através de uma agenda mundana, de maneira nenhuma Ele teria morrido
por nós. Com o poder da ressurreição de Jesus em nós, podemos olhar para Ele e amar da mesma
maneira. Se pudermos fazer isso com o nosso inimigo, imagine como podemos aplicar isso com nosso
cônjuge, família, amigos e colegas.
34 O PODER DA RESSURREIÇÃO Leia Mateus 5-7 lentamente. Deixe Deus trazer alguns nomes e rostos a sua mente e mostrar como
você pode começar a aplicar o poder da ressurreição.
Oração do Dia:
"Eu quero seguir o seu exemplo de humildade, não fazendo nenhuma exceção. Eu quero ser redentor
como o embaixador do ministério da reconciliação. Você me mostrou que, enquanto eu ainda era um
pecador, Cristo morreu por mim. Deixe-me ver através de seus olhos para que eu possa aplicar o poder
da ressurreição. Amém ".
QUINTO DIA
Como foi a sua viagem no Sermão da Montanha? Nem tudo foi fácil ultrapassar, não é? Alguém disse
que velhos hábitos custam para morrer. Isto é certamente verdadeiro quando se trata de
relacionamentos. Nossas vidas foram moldadas por nossas relações e aprendemos os mecanismos
para responder a essa forma. Infelizmente, muito do que aprendemos é destrutivo, mas lembre-se que
Deus fez. No poder da ressurreição Ele destruiu a obra do diabo. Nossas vidas podem agora ser vividas
no poder dessa luz e não sob o domínio da natureza pecaminosa. Lembre-se, não temos de andar de
acordo com a natureza do pecado. Nós fomos libertos e podemos caminhar segundo o Espírito no
poder da ressurreição.
Vamos começar com a Oração do Senhor em Mateus 6:9-15. Concentre-se em versículos 12 e 14-15.
Se existe alguma coisa que vai anular o poder da ressurreição, é aqui mesmo nestas frases de Jesus.
Jesus é muito sério sobre o perdão e nós também devemos ser. Nosso perdão custou um grande preço
e Jesus não nos quer levá-lo de ânimo leve. Antes de tudo, pense sobre como você está perdoado. 1
João 1:9 diz que através do sangue de Jesus, todos os nossos pecados estão perdoados. Como
perdoado? Lembre-se de alguns dias atrás, quando você leu Salmos 103. O que quer dizer? O
versículo 3 diz que o Senhor "perdoa todos os seus pecados." O versículo 10 diz o Senhor "não nos
trata segundo os nossos pecados, nem nos retribui segundo as nossas iniqüidades (pecado)" (minha
adição).
Então o versículo 12 acrescenta: "na medida em que o oriente está longe do ocidente, tanto que Ele
removeu as nossas transgressões de nós." Eu não sei sobre você, mas isso mostra como Deus é muito
sério sobre o perdão. Custou muito, através do sangue de Jesus, mas abrange tudo e mais alguma
coisa. Entendeu? Na verdade, já em Mateus 6, Jesus diz que você não receber o perdão até que você
dê . Leia o versículo 15 novamente.
Soa quase como o evangelho de obras de novo, não é. Não, nosso perdão foi dado quando Jesus
gritou da cruz: "Pai perdoa-lhes, eles não sabem o que estão fazendo", era uma oferta irrevogável que
foi validada por Sua ressurreição. O que o versículo 15 significa? Isso significa que se eu não estou
disposto a perdoar alguém por aquilo que eles fizeram para mim, ainda estou na natureza pecaminosa,
agenda egocêntrica. Estou bloqueando o fluxo da graça perdoadora de Jesus de alcançar-me e me
purificar. Jesus explica isso mais completamente em Mateus 7:1-2.
Ele nos diz nestes versículos que não devemos julgar. Parece bom, mas não funciona muito bem, não
é? Estamos cheios de julgamento, e nós aprendemos a disfarçá-lo tão bem. Pelo menos nós pensamos
que temos. Nós podemos julgar sem uma palavra, apenas um aceno leve da cabeça, uma piscada de
olho, um sorriso torto oportuno, uma quase desconhecida "tsk" ou clique da língua. Muitas maneiras
pelas quais podemos julgar. Jesus diz no versículo 2, "Com a medida que usarem, também será usada
para medir vocês." Isso é como falar de perdão no capítulo 6. A graça foi dada, cabe a nós de recebêla.
Provavelmente mais cristãos estão ligados com a falta de perdão, amargura, ressentimento e raiva do
que quaisquer outras coisas. Estes são assassinos de relacionamento. Eles anulam a graça - recebê-lo,
bem como dar-lhe.
Por que nos apegamos a estas coisas? Parte do problema é que nós tentamos brincar de Deus. Nós
não confiamos em Deus para tratar as pessoas de forma justa. Não importa que Ele não nos trate
segundo os nossos pecados (lembre-se do Salmos 103). Nós não confiamos em Deus para cuidar de
pessoas que nos ferem. A falta de perdão é basicamente a falta de vontade de libertar alguém de nosso
35 O PODER DA RESSURREIÇÃO julgamento. Lembre-se, com a medida que usamos será medido de volta para nós. De acordo com
Jesus, não vamos receber mais graça ou perdão do que estamos dispostos a dar.
Outra razão pela qual estas coisas bloqueiam o fluxo da graça é que ainda reagem no antigo estilo de
vida, a agenda da natureza pecaminosa. Quando verdadeiramente descobrir a profundidade do amor
de Deus e da profundidade incrível do poder da ressurreição, podemos chegar ao lugar onde ele não é
sobre nós. Se não é sobre nós, podemos abster-se de julgar os outros. Podemos liberar os outros do
nosso julgamento e perdoá-los. Lembre-se, seu coração tem sido purificado pelo sangue de Jesus e
sua vida no poder da ressurreição não é mais sobre você. Não viva assim por mais tempo, vá em frente
e perdoe. Liberte alguém da sua sentença e deixe a graça de Deus inundar dentro de si.
Oração do Dia:
"Oh, isso é tão bom ouvir! Eu tenho sido limpo pelo sangue de Jesus. Não há nenhuma razão para
continuar a viver de forma diferente do que a forma como Jesus o fez! Eu quero libertar alguém do meu
julgamento e deixar a graça de Deus inundar-em! Como é impressionante Ele, Ele é o único que pode
fazer isso por nós. Eu quero viver minha vida à luz desse poder! Amém ".
SEXTO DIA
De todos os lugares que o poder da ressurreição precisa ser aplicada, é certamente no relacionamento
conjugal. Agora, se você não se casar, fique conosco. Estou certo de que você tem um relacionamento
próximo com alguém e você pode viver no poder da ressurreição nesse relacionamento.
Se você é casado, pare por um momento e pense sobre o seu casamento. Na escala de 1 a 10, 10
sendo o mais alto, o que você daria o seu casamento? Agora, não pode é uma boa idéia escrever,
porque o seu cônjuge pode pedir para vê-lo e que possa causar mais problemas, por isso guarde para
si. Como é que o seu relacionamento conjugal viveu às suas expectativas? Isso é geralmente uma
questão sem vitória, porque muitas culturas definim as expectativas pouco realistas sobre o que o
casamento deveria ser, e geralmente não há nenhuma maneira de viver até ele.
Temos de definir o relacionamento conjugal no contexto do que aprendemos até agora. A velha agenda
do pecado eu-primeiro, egocentrismo foi destruído pela morte e ressurreição de Cristo. Nossa natureza
pecaminosa foi limpa, a nossa vida foi reconfigurada em torno de Cristo, e a cruz de Sua agenda e Sua
chamada na nossa vida - o ministério da reconciliação. Como podemos levar isso em nosso
casamento? A melhor pergunta seria: "Como podemos fazer para não levarmos isso em nosso
casamento?"
Um dos mais claros ensinamentos sobre o casamento na Bíblia é encontrada em Efésios 5. No
versículo 25 lemos: "Maridos, amai a vossas mulheres, como Cristo amou a Igreja e se entregou por
ela." Eu não acho que essa advertência foi exclusivamente para os maridos, mas também para
mulheres que amam seus maridos.
Pelo que já aprendemos, percebemos que seria impossível amar nosso cônjuge desta maneira,
enquanto seguimos os ditados da nossa natureza pecaminosa. A agenda velha da natureza
pecaminosa não se entrega para qualquer um. Pode fazer sacrifícios de algum tipo, mas estes estão
sempre com um olho para ver como esses sacrifícios podem beneficiar a si mesmo no final.
Agora, com o poder da ressurreição de Jesus definindo nossa agenda, vemos o casamento de forma
diferente. Não é sobre nós, mas sobre Cristo. Basta pensar que diferença isso faz. Somos livres para
liberar o nosso cônjuge das nossas expectativas. Porquê? Porque a graça de Deus foi oferecido sem
expectativas nossas. (Lembre-se de Jesus na cruz.) Somos livres para libertar o nosso cônjuge do
nosso julgamento. Estamos completamente perdoados, nós perdoamos completamente. Jeremias
31:34 declara que o Senhor disse: "Eu me lembrarei dos seus pecados." Então, quando Paulo diz em 1
Coríntios 13:5 que o amor "não mantém nenhum registro dos erros", ele nos dá um padrão para aplicar
o poder da ressurreição . Nós não marcamos pontuações no relacionamento conjugal, ou em qualquer
outro relacionamento, para essa matéria.
O relacionamento conjugal é verdadeiramente um laboratório de teste para viver a vida no poder da
ressurreição. A boa notícia é que Deus está torcendo por nós, Ele está aplaudindo por nós. Ninguém
está mais interessado que o nosso casamento seja mergulhado no poder da ressurreição do que do
próprio Deus. Leia Efésios 5:26-27 novamente. Lembre-se de nossa vocação na vida do poder da
ressurreição, o ministério redentor da reconciliação. Nosso objetivo final no casamento é para ser a
36 O PODER DA RESSURREIÇÃO vitrine para esta missão redentora que Deus está no universo. Assim como um dia Cristo vai totalmente
resgatar sua noiva, a igreja, assim temos nós de viver a redenção no nosso relacionamento conjugal.
Oração do Dia:
"Querido Senhor, eu quero amar minha esposa como você amou a Igreja e se entregou por ela. Eu
quero libertar livremente o meu cônjuge das minhas expectativas, porque a sua graça foi oferecida sem
expectativas de mim. Amém ".
SÉTIMO DIA
Sente-se com a sua caneta e papel novamente e comece a refletir sobre seus relacionamentos. Olhe
para essas relações com a lente do poder da ressurreição. Que tipo de coisas você pode mudar? Onde
é que você precisa dar a graça do perdão e libertar os outros do seu julgamento? Vá até o seu
relacionamento conjugal. Se o seu cônjuge está a fazer este estudo, passem algum tempo juntos,
discutindo o vosso casamento, do ponto de vista da ressurreição em Mateus 5-7, Efésios 5:21-33 e 1
Coríntios 13.
Quando você está disposto a permitir que a verdade dessas escrituras possa chegar viva em sua vida,
então você descobriu o poder da ressurreição.
Oração do Dia:
"Eu quero encontrar a sua graça para minha vida. Eu preciso dar a graça do perdão e libertar os outros
do meu julgamento. Eu estou perdoado por causa do seu amor por mim, porque você morreu e
ressuscitou. Obrigado pelo privilégio que me deram para fazer esta minha promessa mais uma vez.
Amém ".
37 O PODER DA RESSURREIÇÃO PERGUNTAS DE DISCUSSÃO ADICIONAIS PARA FAMILIAS:
PRIMEIRO DIA:
1. Quais são os relacionamentos mais importantes na sua família? No service ou na escolar? Na
Igreja? Porque?
SEGUNDO DIA
1. Enquanto voce lê Salmos 51, consegue ver formas pelas quais a sua natureza pecaminosa levoulhe para uma agenda errada?
2. Pode se imaginar vivendo na realidade do poder da ressurreição?
TERCEIRO DIA
1. Que outras maneiras de se relacionar com as pessoas mostram ou demonstram hábitos ou
maneiras do "velho homem" que você precisa de trabalhar neles com a ajuda do Espírito Santo.
2. Para que ministério Deus nos chamou?
QUARTO DIA
1. Você crê e pratica a Regra de Ouro?
2. Como é possível amar os nossos inimigos?
3. Quando você canta, "É tudo sobre Você Jesus, é tudo sobre Você!" É isso que você realmente
quer? Explique sua resposta.
QUINTO DIA
1.
2.
3.
4.
5.
Já alguma vez zangou com alguém?
Tem tido dificuldades para perdoar as pessoas?
Antes, você já considerou este assunto perdão/julgamento?
Pense em duas pessoas que precisam de seu perdão. Por que é tão importante perdoar?
Quem Jesus perdou que O fez o nosso melhor modelo?
SEXTO DIA
1. Pais são encorajados a usar o devocional para avaliar o relacionamento familiar com os seus filhos
Segundo Efásios 5:22-6:4. O casal pode ter um tempo para fazer o devocional que se aplica apenas
para o relacionamento conjugal.
2. Qual é a área do seu relacionamento que é um desafio maior para si?
3. Estas disposto a deixar que Deus faça por si?
4. Estas disposto a submeter à Ele hoje esta área específica?
QUINTA SEMANA
Numa visão espiritual, o mundo se parece com o quê?
“Se porém, andarmos na luz, como ele está na luz, mantemos comunhão uns com os outros, e o
sangue de Jesus, seu filho, nos purifica de todo pecado.” 1 João 1:7, 9
PRIMEIRO DIA
Em Atos 1:8 lemos: "Mas recebereis a virtude do Espírito Santo que virá sobre vós, e sereis minhas
testemunhas em Jerusalém, em toda a Judéia e Samaria, e até os confins da terra." Estas foram as
palavras de Jesus pouco antes de ele subiu para o Pai. No versículo 11, nós ouvimos o pronunciamento
dos anjos que haviam aparecido aos discípulos: "Esse Jesus, que foi tirado de vocês para o céu, voltará
do mesmo modo que o vistes subir para o céu." Estamos entre estes dois versículos. Esse é o lugar
onde vivemos.
Jesus descreve a nossa missão. Ele diz que com esse poder da ressurreição, os discípulos estavam
prestes a experimentar no dia de Pentecostes, se tornariam Suas testemunhas, ou embaixadores como
Paulo coloca. Jesus faria seu apelo através de nós. Gostaríamos de pregar a mensagem da
reconciliação, o fato de que Deus não prende os pecados dos homens contra eles. Deus está no
processo de reconciliação de todas as coisas nos céus e na terra para Si mesmo através do que Cristo
fez na cruz (Colossenses 1:20).
38 O PODER DA RESSURREIÇÃO Para cumprir essa missão, Deus criou a igreja - os "chamados para fora" - para realizar o ministério da
reconciliação. Eu acho que devemos nos perguntar: "Como é que a igreja está a fazer?" Se olharmos
para o mundo e todos os seus problemas, é provável que venha com a conclusão de que não estamos
fazendo muito bem. Somente Deus pode determinar isso. Mas eu concordo que a igreja de Jesus Cristo
poderia ter um efeito maior no mundo. Precisamos de nos perguntar porque é que não estamos a ver a
missão de Deus a ser feita da maneira que esperamos.
Alguns de vocês podem pensar que não estão realmente interessados em como a igreja está fazendo
no mundo. Você está apenas a tentar colocar um pé na frente do outro e torná-lo de dia para dia. Você
vai deixar a igreja para os pastores. Você sente que precisa se concentrar apenas para fazer passar o
dia. Você acabou de descubrir o maior obstáculo para viver no poder da ressurreição.
Vamos fazer revisão por um momento. O poder da ressurreição está a viver na realidade aplicada do
que Jesus fez com os dois grandes inimigos do poder espiritual, o pecado e a morte. De acordo com 1
João 3:8, Jesus veio para destruir a obra do diabo. Pela Sua morte e ressurreição, Ele fez vàrias coisas.
Nós podemos viver livre da tirania do pecado. Podemos viver e caminhar segundo o Espírito. Como já
discutimos antes, a vida no poder da ressurreição não é sobre mim, mas sobre Deus. Nós
provavelmente concordamos com tudo isto, simplesmente não vivemos assim.
Vamos ler 2 Coríntios 5:14-15. Leia esses dois versículos. Se o amor de Cristo me constrange, ele me
constrange a fazer o quê? A resposta é o que vimos em Atos 1:8. Seu amor me constrange ao mundo
que Ele veio para reconciliar consigo mesmo. Todo o poder, amor e graça é dada para o efeito. É por
isso que Paulo pode dizer no versículo 14, "estamos convencidos de que um morreu por todos" e que
não devemos viver para nós mesmos, mas para Aquele que por eles morreu e ressuscitou.
Você está convencido de quê? Que convicções direcionam as energias e o foco da sua vida? Passe
algum tempo com o Senhor e peça para que Ele te mostre o Seu mundo
Oração do Dia:
"Querido Pai, obrigado por não segurar os meus pecados contra mim. Eu não quero viver para mim,
mas para você que morreu por meus pecados e ressuscitou. Seu amor me constrange a ver através de
seus olhos um mundo em necessidade de reconciliação. Amém ".
SEGUNDO DIA
Se analisarmos os versículos bíblicos que vimos ontem, vamos descobrir que a vida no poder da
ressurreição não é possível se não estarmos na missão da reconciliação de Deus. Lembra-se quando
falamos sobre a nossa chamada? Estar na missão reconciliadora de Deus não significa que tenho que
ir para a África ou ser pastor. Lembre-se dos elementos-chave da chamada: paixão, oportunidade e
nomeação divina? Todos esses elementos estão presentes neste momento, onde quer que estejas e
em qualquer que seja a sua situação e circunstâncias.
Muitos de nós sentem-se como se Deus não podesse os usar. Se pensamos desta maneira, acabamos
de perder o segredo do poder da ressurreição. Às vezes não temos nada para dar, tudo o que podemos
fazer é mostrar-se e deixar que Deus faça o resto, há outros momentos em que podemos estar
activamente envolvidos. Uma vez que estamos vivendo no poder da ressurreição, estamos fazendo a
missão e o ministério da reconciliação, não importa o que está acontecendo nem onde estamos.
2 Coríntios 5:16 diz: "Então, de agora em diante a ninguém conhecemos de um ponto de vista do
mundo." Como podemos fazer isso? Porque a nossa vida já não gira em torno de nós (lembre-se a
agenda velha natureza pecaminosa), é tudo sobre Deus. Lembre-se do novo coração que Davi orou por
ele emSalmos 51, aquele que bate com alegria, paixão pelos perdidos, e uma paixão para cantar
louvores a Deus? Pelo sangue de Jesus e por Sua ressurreição, a natureza do pecado podem ser
purificados e nosso coração pode ser preenchido e saturado com o Espírito Santo de Cristo. Um dos
problemas que vivemos é que nós temos vivido segundo a carne por tanto tempo que temos um monte
de velhos padrões pelos quais vivemos. Voltamos para as mesmas crenças antigas e hábitos que
estamos acostumados.
Para podermos seguir em frente na vida do poder da ressurreição, temos que permitir que Deus nos
ajude a desenvolver mecanismos que são consistentes com a vida no poder da ressurreição. Talvez
39 O PODER DA RESSURREIÇÃO você possa passar alguns momentos pensando sobre a paixão, oportunidade e compromissos divinos e
como você pode dar espaço para eles em sua vida.
Oração do Dia:
"Querido Senhor, que meu coração possa estar cheio e saturado com o Espírito Santo. Eu quero ter o
coração novo que Davi orou quando ele orou para o arrependimento. O que bate com alegria, tem uma
paixão pelos perdidos e uma paixão para cantar louvores a Deus. Amém ".
40 O PODER DA RESSURREIÇÃO TERCEIRO DIA
2 Coríntios 5:17 diz: "Portanto, se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram,
tudo se fez novo!" A maioria de nós provavelmente já leu assim "os nossos pecados foram perdoados e
eles se foram . "Isso é verdade e é parte do significado. Mas há mais do que isso. Esta "nova criação" é
a criação à imagem de Deus que Gênesis fala sobre ela quando Deus fez Adão e Eva. É também aqui
onde 2 Coríntios 3:18 quer chegar quando diz "estão sendo transformados à sua imagem (Jesus
Cristo), com glória cada vez maior" (minha adição). A nossa cidadania foi alterado e agora somos
cidadãos do céu (Filipenses 3:20).
Porque é que muitos de nós não experimentaram esta transformação na medida em que Deus destina?
Mesmo que tenhamos a possibilidade de vida no poder da ressurreição, a nossa "mente esta (ainda)
nas coisas terrenas" (Filipenses 3:19 - minha adição). Olhe o que encontramos em 1 João 2:15-16 "Não
ameis o mundo nem coisa alguma no mundo ... Para tudo no mundo - a concupiscência da carne, a
concupiscência dos olhos e a soberba do que ele tem e faz - não provém do Pai, mas do mundo "Nós
vivemos de acordo com estes princípios mundanos por um longo tempo e se tornaram nossos padrões.
Uma das áreas que nos impede de realmente entrarmos na vida no poder da ressurreição é o dinheiro.
Como usamos o dinheiro, o que queremos do dinheiro e o que pensamos do dinheiro é de vital
importância no processo de transformação que Deus está nos levando para experimentarmos a vida no
poder da ressurreição. O que Deus tem a dizer sobre como devemos ver e usar o dinheiro como Seus
seguidores?
É bom começarmos por ver em Mateus 6:19-24. Provavelmente não é a primeira vez que li essa
passagem, mas vamos olhar para ele como seguidores de Jesus no poder da ressurreição. Não é sobre
nós, é sobre Deus, que Ele é, e o que Ele está fazendo. Você pode perguntar se nós temos mesmo de
olhar para o dinheiro desta forma? Sim. Existem algumas frases-chave da passagem: "ajuntai para vós
tesouros no céu", "onde está o teu tesouro, ali estará o seu coração também", e "Ninguém pode servir a
dois senhores ... Não podeis servir a Deus e ao dinheiro . "
Eu não acho que podemos negar que o dinheiro é um deus em grande parte do mundo.
A maioria das pessoas não iria sair e dizer isso, mas nós agimos assim. Assim, devemos nos fazer a
seguinte pergunta: Onde está o nosso tesouro? Normalmente, o dinheiro segue o seu caminho para
onde está o nosso tesouro. Pense sobre isso. De uma forma ou outra, você encontra uma maneira para
fazer o dinheiro disponível para onde o seu tesouro está. Se você está tendo problemas para localizar
exatamente onde está o teu tesouro, siga o rastro do dinheiro. Você gasta o dinheiro com o quê, você
pode pagar ou não?
Uma das estatísticas mais perturbadoras que li recentemente é que menos de 10 por cento das
pessoas que freqüentam a igreja regularmente dízimam. Você pode perguntar: "Porque é que eu devo
dar o dízimo?" O dízimo significa literalmente "um décimo". Como Deus fez uma aliança com o povo de
Israel, o dízimo passou a fazer parte desse pacto. Em Levítico 27:30 Deus chama o povo de Israel para
trazer "o dízimo de tudo, desde a terra, seja de grãos do solo ou dos frutos das árvores, pertence ao
SENHOR, é sagrado para o SENHOR." Dizimar é trazer os primeiros frutos para o armazém do Senhor
(Malaquias 3:10).
Alguns argumentaram que o dízimo é uma lei do Velho Testamento e que no Novo Testamento
estamos debaixo da graça. Jesus disse duas coisas que indicam que o dízimo ainda é para nós.
Quando os fariseus questionaram Jesus sobre o pagamento de impostos, Ele olhou para a moeda e
respondeu: "Dê a César o que é de César e a Deus o que é de Deus." O que pertence a Deus, de
acordo com Levítico 27:30? O dízimo. No Sermão da Montanha, Jesus diz em Mateus 5:17, "Não pense
que eu vim abolir a Lei ou os profetas; não vim para abolir, mas para cumprir."
Tome alguns minutos e pensando onde está o teu tesouro. Se você não sabe, pede a Deus para ajudálo a localizá-lo. Lembre-se, na vida do poder da ressurreição, a vida dos puros de coração, Jesus é o
nosso tesouro. Quantos hábitos preciso de mudar? Vamos continuar a discussão do dinheiro amanhã.
Oração do Dia:
"Hoje, enquanto conversávamos sobre onde está oo meu tesouro peço-lhe por favor que me ajude a
não esquecer de onde minhas bênçãos vêm. Eu não quero que o dinheiro seja obstáculo para estar
41 O PODER DA RESSURREIÇÃO com você, ter as minhas decisões da vida girando em torno do dinheiro. Mas eu quero dar livremente
para você, porque tudo vem de ti. Amém ".
QUARTO DIA
Vimos em Mateus 6 que não podemos servir a dois senhores, não podemos servir a Deus e ao
dinheiro. Paulo escreveu a Timóteo em 1 Timóteo 6:10: "Porque o amor ao dinheiro é raiz de todos os
tipos de mal." A maioria de nós dizemos rápidamente: "Ah, eu não amo o dinheiro." Alguns iriam
acrescentar, "Eu só gosto do que o dinheiro faz e compra." Uma das declarações mais surpreendentes
e perspicaz sobre o dinheiro vem do homem mais rico que o mundo já conheceu, Salomão. Aqui está o
que ele tinha a dizer em Eclesiastes 5:10, "Quem ama dinheiro nunca tem dinheiro suficiente, quem
ama a riqueza nunca está satisfeito ..." Essas são palavras poderosas. Infelizmente, o amor onipresente
de dinheiro em nosso mundo nos afetou e não temos certeza se acreditamos ou não essas palavras.
Ontem começamos a falar sobre o dízimo. Uma das coisas que nós estabelecemos a partir da Palavra
de Deus é que o dízimo é santo e que pertence a Deus. Em outras palavras, a décima parte do que eu
ganho e o que eu faço nem sequer pertence a mim. Ela pertence a Deus. Já alguma vez ouviu um
pastor a dizer num culto na igreja, "Vamos agora recolher os dízimos e ofertas"? Os dízimos não são
uma oferenda. Eles já pertencem a Deus. Tudo o que damos a Deus acima e além do dízimo é uma
oferta. Nós oferecemos o dízimo a Deus como parte de nossa adoração, mas não é uma oferta na
forma como culturalmente pensa-se sobre ofertas.
Pegue na sua Bíblia e abre em Malaquias 3:6-12. Malaquias é o último livro do Antigo Testamento.
Nossa primeira reação depois de ler esta passagem é, provavelmente, "ISHI!" Muitos de nós
provavelmente ensinou – ou foi ensinado - que dar a Deus é opcional. Se eu estou realmente
comprometido e se posso pagar, talvez eu vou dar alguma coisa. Afinal, sou salvo pela graça, por isso
o que importa se eu dou ou não? Obviamente, isso significa muito para Deus. Se os cristãos não
dizimam, então advinha o que esta a acontecer? Estamos a sero desobedientes e estamos a roubar a
Deus! Será que as bênçãos de Deus estarão sobre nós e a nossa terra? De acordo com a Sua Palavra,
absolutamente que não. Coisa muito séria, não é?
Não para apenas lá. Volte para os versículos 10-12 novamente. Deus tem uma grande bênção para o
seu povo e sua terra, se eles forem em dízimar. A casa do Dízimo é como a maioria das igrejas que
seguem Jesus operam. Nós não temos quaisquer doações, investimentos ou dinheiro provenientes de
fontes denominacionais. A única maneira de operar é pela fidelidade e obediência do povo de Deus a
cada semana.
Eu não sei onde você está na questão do dízimo. Se você tem sido fiel e obediente, então você
conhece a bênção e você está no caminho de permitir que Deus o abençoe e lhe dê a mentalidade
bíblica de dinheiro. Se você não dá o dízimo regularmente ou no todo, então eu lhe encorajo a começar
imediatamente. "Oh", você diz, "nunca poderíamos pagar." Não, você não pode pagar não. Deus leva a
sério e assim também devemos fazer.
Aqui está uma coisa que precisamos lembrar sobre a vida no poder da ressurreição. Quando chegamos
a um lugar de desobediência, temos apenas um curto-circuito no poder. Quando somos purificados da
natureza pecaminosa e cheios do Espírito Santo, há agora um padrão mais elevado que devemos ser
responsáveis por fazer. Ouça o que Tiago tem a dizer em Tiago 4:17, "Qualquer pessoa, então, quem
sabe o bem que ele deveria fazer (obediência) e não faz, comete pecado" (minha adição). O que nós
precisamos fazer a partir daí é se arrepender, o que significa uma mudança de mentalidade e uma
mudança de direção, em seguida, ser obediente ao que já sabemos.
Tenha alguns minutos a sós com Deus. Peça a Ele para mostrar se existem áreas de desobediência em
sua vida. Se o dízimo é uma dessas áreas, peça a Deus para ajudá-lo a ter a coragem e determinação
para começar ou para ser consistente.
Oração do Dia:
"Querido Senhor, eu não quero nunca mais que o dízimo seja um problema entre nós. Eu quero dar o
que você pede de mim e muito mais. Eu sei que a obediência é uma grande parte de nosso
relacionamento, e que eu só posso fazer isso com você. Amém ".
42 O PODER DA RESSURREIÇÃO QUINTO DIA
Vamos voltar para Atos 1:8. Também seria um bom versículo para memorizar. O poder que Deus nos
dá na vida do poder da ressurreição é para sermos suas testemunhas e embaixadores no mundo.
Como você se sente sobre isso? Você pode pensar que é suficiente para responder a chamada que
Deus lhe deu através de Efésios 2:10, que você não está realmente preocupado com o mundo. Por que
devemos estar envolvidos em alcançar o mundo?
Vamos reflector na Grande Comissão em Mateus 28:19-20. Somos ordenados nestes versículos para
fazermos discípulos de todas as nações, de todos os povos. Esse foi também o ímpeto de Atos 1:8. Eu
não acho que os discípulos de Jesus tinham alguma idéia do que significava quando Jesus disse isso a
eles. Eles estavam preocupados com a sobrevivência. Pelo menos nesse ponto, eles estavam
preocupados. Quando eles foram cheios do poder da ressurreição no dia de Pentecostes, tudo mudou.
Deus começou a levá-los a lugares e pessoas que nem sabia que existiam.
Nós vivemos numa terra maravilhosa. Estamos autorizados a provar e experimentar muito da graça do
nosso planeta. Eu sei que é fácil de tomar isso como concessão. Na verdade, como nós seguimos a
agenda da natureza pecaminosa, como Salomão diz, nunca estamos satisfeitos. Agora, no entanto,
estamos em uma outra agenda, somos constrangidos pelo amor de Deus. Estamos convencidos de que
Cristo morreu por todos e que Ele nos deu a mensagem e ministério da reconciliação. Nós olhamos
com olhos diferentes do que antes quando estávamos na nossa agenda antiga (2 Coríntios 5:16).
Se a vida não é realmente sobre nós, mas sobre Deus, que Ele é e que Ele está fazendo, então
realmente não importa o quanto temos, não é? Oh, agora espere um minuto. Isso é um pouco radical,
você não acha? Sim, eu suponho que é. Veja, importa a Deus o quanto deste mundo você tem. Sua
preocupação é como usá-la. Agora, se o tesouro do seu coração é Cristo, e o seu coração bate com o
poder da ressurreição d’Ele, então onde essas coisas vão fluir? Tome um momento e, lentamente, leia
as seguintes palavras de Jesus em Lucas 12:48: "De todos que foi dado, muito será exigido; e de quem
foi confiado com muito, muito mais será pedido."
O que estes versículos contem, é como nós vemos o dinheiro e as coisas materias no mundo. Nossa
missão é unir a Deus em Sua reconciliação de todas as coisas nos céus e na terra a si mesmo através
do que Jesus fez por meio de Sua morte e ressurreição. Devemos estar envolvido, através da oração,
dinheiro, indo, dando aos nossos filhos, ou qualquer outra forma na missão global de Deus. Devemos
porque podemos. Deus vai esperar e exigir mais. Sim, essa é uma responsabilidade. É também um
grande privilégio e bênção. Eu já vi isso com meus próprios olhos e não há nada igual a isso. Vamos
todos a bordo e deixe o rio fluír.
Oração do Dia:
"Por favor, Pai, faça-me um bom mordomo do que você tem que me foi confiado. Como ser humano,
talvez eu sinto que não posso fazer isso, mas agora que eu posso ver com olhos diferentes do que
costumava, eu sei que você sempre vai me guiar e deixar o rio fluír. Amém "
SEXTO E SÉTIMO DIAS
Espero que você possa deixar algum tempo hoje para ficar quieto diante do Senhor. Leve a sua Bíblia e
leia lentamente Mateus 5, 6 e 7. Leia algumas das outras passagens que têm destacado esta semana.
Anote o que você acha que Deus foi lhe dizendo. Que tipo de mudanças Deus está lhe chamando para
fazer? Quais são as áreas de desobediência que podem estar a bloquear o fluír do poder da
ressurreição?
Oração do Dia:
"Querido Senhor, há tanta coisa para olhar, assim como para mudar, mas eu sei que sua bênção está
transbordando em mim. Obrigado pela maneira que você me ensinou através destas semanas para que
eu possa ver as mudanças que eu preciso de fazer para estar mais perto de Si e ser obediente a Si.
Amém ".
PERGUNTAS DE DISCUSSÃO ADICIONAIS PARA FAMÍLIAS:
PRIMEIRO DIA:
1. Qual é a nossa missão?
2. Qual é o obstáculo para a nossa caminhada no poder da ressurreição?
43 O PODER DA RESSURREIÇÃO SEGUNDO DIA
1. Que idade você deve ter antes que Deus possa de uras?
2. Quem pode lhe ajudar a fazer o que é correcto, mesmo quando é difícil?
3. Quais são algumas das velhas crenças e padrões que você precisa de Deus para te ajudar a
mudar?
TERCEIRO DIA
1. De que coisas terrenas você pode pensar? Como é que essas coisas dificultam a sua concentração
em Jesus?
2. O dízimo se aplica ao tempo, talento e dinheiro. Como você gasta o seu tempo? Como você usa o
seu talento? Como você gasta o seu dinheiro?
3. Baseado em suas respostas, onde está o teu tesouro agora?
4. O que você está disposto a deixar para que Deus mude?
QUARTO DIA
1.
2.
3.
4.
O que é uma oferta? Quando você dá uma oferta?
O que é o dízimo?
A quem pertence o dízimo?
Quantos anos você deve ter para dar o seu dízimo a Deus?
QUINTO DIA
1.
2.
3.
4.
Se Deus quer nos usar para ajudar a levar o mal e torná-lo bom, o que devemos fazer?
O que Deus te confiou para fazer?
O que Deus tem te dado que Ele pode querer que você compartilhe com os outros?
O que você compartilhou, até agora, e o que você precisa para trabalhar na partilha?
SEXTA SEMANA
Como Posso Manter o Foco?
“Rogo-vos pois, irmãos, pelas misericórdias de Deus, que apresenteis o vosso corpo por
sacrifício vivo, santo e agradável a Deus que é o vosso culto racional. E não vos conformeis com
este século, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual
seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus.”
Romanos 12:1-2.
PRIMEIRO DIA
O que vem à sua mente quando você pensa do futuro? Para alguns de nós que pode nos fazer pensar
em tirar alguns dias para relaxar, para outros, nas próximas cheias, ciclone ou terremoto. Como você
acha que Deus quer que olhemos para o futuro? Será que isso importa? Afinal, Jesus não disse em
Mateus 6:34, "Portanto, não se preocupe com o amanhã, pois amanhã cuidará de si mesmo. Cada dia
tem problemas suficientes por si só. "
Estou certo de que Jesus quer para que nós possamos viver um dia de cada vez. Vamos olhar para o
retrato grande por um momento. Na semana passada, nós olhamos para Atos capítulo um. Vimos que
estamos a viver entre o versículo 8 e versículo 11. Estamos vivendo entre a vinda do Espírito Santo
com o poder da ressurreição e quando Jesus voltar da mesma maneira em que Ele foi.
Estamos num tempo entre as duas vindas. Vivemos da realidade do que ocorreu na Sua primeira vinda
e nós vivemos na esperança e certeza da Sua segunda vinda. Esses dois eventos enquadram a nossa
existência, o nosso propósito e nossa esperança. É por isso que é importante para nós viver como um
cidadão do reino dos céus. Sabemos que a linha antiga, "Estamos a viver no mundo, mas não do
mundo." Fácil de dizer, mas como temos vindo a caminhar juntos nas últimas semanas, vemos que não
é tão fácil de fazer.
Temos vindo a aprender o que é essa vida no poder da ressurreição, também sabemos quão distante
estamos. Actualmente, podemos não estar muito longe. Ouiça as palavras de Paulo em Filipenses 1:6,
“Estou plenamente certo de que aquele que começou boa obra em vós há de completá-la até ao Dia de
Cristo.”
44 O PODER DA RESSURREIÇÃO Novamente, esta vida é pela graça, e Deus tem graça suficiente para terminar a boa obra em nós que
Ele já começou. No entanto, Ele precisa de nossa cooperação. Isso vem através da nossa obediência.
Olha o que Atos 5:32 diz: "... o Espírito Santo, que Deus deu àqueles que lhe obedecem." Em outras
palavras, o segredo para manter a vida do poder da ressurreição é simplesmente obedecer a Deus.
Enquanto fazemos, o Seu poder continua a encher-nos e levar-nos à Sua missão.
Por outro lado podemos ver o que acontece quando desobedecemos a Deus. O poder é um curtocircuito e temos que cuidar do problema antes que continuemos com a nossa jornada. O apóstolo João
descreveu essa vida do poder em curso, nos seguintes termos: "Mas se andarmos na luz, como Ele
(Jesus) está na luz, temos comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus, Seu Filho, purifica
(limpa) nos de todo pecado "(1 João 1:7 - minhas adições).
Andar na luz é a obediência a Deus. Essa era a luz que Jesusandou nela. Nós sabemos que quando
Jesus orou Ele disse que tinha feito tudo o que o Pai lhe tinha mandado para fazer (João 17).
Curiosamente, João diz que quando andamos nesta luz, temos comunhão uns com os outros. O que
significa isto? Estamos simplesmente vivendo nossos relacionamentos de acordo com este poder da
ressurreição. (Ver semana 4.) À medida que caminhamos nesta luz através da obediência, o sangue de
Jesus continua a fluir em nós com o seu poder de limpeza. O que ele está a nos limpar? A natureza do
pecado, ou toda a injustiça, como João diz em 1 João 1:9.
Então, como podemos fazer este trabalho? Bem, na verdade nós não fazêmos funcionar, Deus faz.
Podemos desfazer, se não permitirmos que Deus faça o que Ele quer que nos façamos. Queremos
passar o resto desta semana vendo algumas maneiras de crescer neste poder da ressurreição.
Oração do Dia:
"Enquanto você traz o seu trabalho de conclusão em mim, eu quero andar em sua luz, para ser
obediente a tudo o que você tem para mim. Eu quero viver meus relacionamentos de acordo com o
poder da ressurreição. Deixe o seu sangue fluír em mim com seu poder da purificação. Amém ".
SEGUNDO DIA
Abre Romanos 12:1-2 (este é mais um versículo que você deve considerar para memorização). Como
esses versículos nos ajudam a crescer na vida do poder da ressurreição? Queremos dar uma vista de
olhos nesses dois versículos dos poderes-embalados e ver o que Deus nos está dizendo.
Versículo 1 começa com a palavra "portanto". Agora, isso é um conhecimento incrível. Por que é
importante? Quando essa palavra aparece, significa que devemos olhar para a frase que antecedeu.
Nos últimos 11 capítulos, Paulo foi descrevendo a grande obra da graça de Deus que tem realizado em
e através de Jesus Cristo. Paulo descreve o quão desesperada e sem solução (ele até chama-nos de
mortos) a nossa situação é sem Deus e como estamos profundamente mergulhados no pecado. Porém,
Ele nos dá uma boa notícia, e diz que a graça de Deus é maior do que o nosso pecado e nossa
situação desesperadora. Ele continua a dizer que podemos ser livres da condenação do corredor da
morte e nós podemos realmente seguir o Espírito de Cristo.
Agora, ele diz no versículo 1, olhe com os olhos maravilhosos da misericórdia e graça de Deus. OK,
esperamos que nós podemos fazer isso, mas o que devemos procurar? Bem, de acordo com o resto do
versículo 1, Paulo diz que Deus está nos chamando para o culto. Um convite à adoração? Espere um
minuto, passamos semanas na vida do poder da ressurreição, esclarecendo a nossa missão e a nossa
chamada. Estamos prontos para chegar ao nosso trabalho de adoração. Vocês podem dizer que não
notou um convite à adoração. Vamos olhar um pouco mais.
Paulo diz que devemos "oferecer nossos corpos como sacrifício vivo." Quando vemos as palavras
"oferecer" e "sacrifício" na Bíblia, normalmente tem a ver com adoração. No Antigo Testamento, o povo
tinha que trazer um sacrifício, geralmente um animal, como uma oferta a Deus. Este animal seria morto
e oferecido a Deus para que Ele pudesse ouvir suas orações, receber o seu sacrifício e perdoar seus
pecados. Agora, somos chamados a trazer os nossos corpos como sacrifício vivo. Isso não é uma
contradição? Em termos bíblicos, como pode ser um sacrifício, se ele ainda está vivo? Jesus fez o
verdadeiro sacrifício. Nós lemos estas palavras em Hebreus 10:10, "Nessa vontade é que temos sido
santificados, mediante a oferta do corpo de Jesus Cristo uma vez por todas."
O sacrifício de Jesus na cruz foi perfeito e não precisa ser repetido novamente. Pense sobre isso,
porém: Na vida do poder da ressurreição, onde está Jesus? 2 Coríntios 4:10 diz: "Nós sempre
45 O PODER DA RESSURREIÇÃO carregamos em nosso corpo a morte de Jesus, para que a vida de Jesus também possa ser revelada
em nosso corpo." Então, o corpo vivo que estamos apresentando na adoração é um órgão em que
Jesus vive. É por isso que a próxima frase pode ser verdade no versículo 1, "santo e agradável a
Deus." Nossa apresentação de adoração só pode ser santa e agradável a Deus por causa de Cristo em
nós.
Tire alguns minutos para pensar sobre a adoração. Como você definiria adoração? Quão importante
você acha que o culto é na vida do poder da ressurreição? Vamos continuar a nossa discussão de culto
amanhã.
Oração do Dia:
"Eu quero que a minha vida seja santa e agradável a você. Eu quero te adorar em verdade. Eu quero
viver a vida do poder da ressurreição, apresentando-me em adoração a você todos os dias. Eu quero
olhar com os olhos maravilhosos de misericórdia e graça de Deus. Amém ".
TERCEIRO DIA
Estamos procurando maneiras de crescer na vida do poder da ressurreição. Nossos versículos-chave
de hoje são Romanos 12: 1-2. Talvez você já memorizou estes versículos.
Ontem, vimos que devemos oferecer nossos corpos como sacrifícios vivos para Deus em adoração.
Porque Cristo fez o sacrifício expiatório pelos pecados de todo o mundo (1 João 2:2), e levamos a vida
e morte de Cristo em nosso corpo, podemos fazer uma oferta a Deus que é santa e agradável a Ele.
Paulo então continua a dizer que este é um ato espiritual de adoração. Algumas versões podem dizer
um ato espiritual de serviço. Em certo sentido, o sacrifício que estamos trazendo é um lembrete de que
nós morremos para o velho modo de vida (da ordem do dia a natureza do pecado). Fomos limpos e
livres do domínio desse antigo modo de vida e agora entramos na vida do poder da ressurreição. O
ministério ou serviço que Deus nos chamou para fazer é a missão e ministério da reconciliação. Nós
somos embaixadores de Cristo. Estamos trazendo nossos corpos fortificados e agradecidos pelo amor
de e a pessoa de Jesus Cristo, a Deus em adoração. Por outro lado, adoração é oferecermo-nos para a
missão e o ministério que Deus nos chamou. Este é o nosso sacrifício vivo.
Para chegar diante de Deus em adoração sem nenhum interesse em sua missão e ministério seria uma
adoração inaceitável a Ele. A adoração não é sobre nós, trata-se de Deus. Não seria santa e agradável
a Ele, e nem seria um ato espiritual de adoração se fosse sobre nós. Da mesma forma, se nos
aproximamos de Deus na adoração, mas enquanto somos desobedientes no dízimo, como pode ser
agradável a Ele? Pense sobre os caminhos errados que às vezes pensamos sobre a adoração.
Quando estamos habituados a seguir a agenda da natureza pecaminosa, que é tudo sobre nós, então a
audiência fica confusa. Nós fazemos cultos de adoração e pensamos que somos a audiência e que
talvez Deus vai aparecer e abençoar o culto. Na vida do poder da ressurreição, Deus é o público. Ele
sempre vai aparecer, essa não é a questão. A única questão é se Ele vai ficar satisfeito.
Quando temos a adoração corporativa, que é quando o corpo de Cristo se reúne expressamente para o
propósito de adorar a Deus, pode ser uma experiência maravilhosa. Uma das maneiras de crescer
neste poder da ressurreição é para ser um participante ativo da adoração corporativa. Jesus diz em
João 4:24, "Deus é espírito, e os seus adoradores o adorem em espírito e em verdade." Adorar a Deus
em espírito significa adorá-Lo com o meu coração, com minhas emoções, com os meus afetos, com os
meus desejos, e com as minhas paixões. Qualquer coisa menos do que isso, de acordo com Jesus, não
será aceitável a Deus. Nós também devemos adorar em verdade. Deus está a nos formar e a
transformar-nos pela Sua Palavra e devemos permitir que a Sua Palavra possa nos moldar. Para adorar
a Deus em espírito sem levar em conta a verdade nos levará a sermos emocionais, instáveis, e
pessoas sentimentais. Adorar a Deus em verdade sem espírito nos levará a sermos estéreis e pessoas
infrutíferas.
Adoração, seja ela corporativo ou pessoal, deve levar-nos à cruz de Jesus. É aí que realmente
começamos a ver como Deus é e quem Ele é. É lá, na adoração na cruz, vemos o suficiente de graça
para realmente fazer-nos humildes. Toda a outra humildade é falsa. É somente através da adoração na
cruz que a luz se torna brilhante o suficiente para realmente lidar com o nosso orgulho. É na cruz, em
adoração, onde a convicção de que Cristo morreu por todos nós podemos realmente ter raiz. É na cruz
46 O PODER DA RESSURREIÇÃO na adoração e comunhão que eu posso realmente sentir a comunidade no corpo de Cristo. É aí que
começo a ver os outros a partir do ponto de vista da ressurreição ao invés de uma perspectiva do
mundo.
Se eu negligenciar a adoraçãoo, se eu não entrar em adoração, se eu não envolver o meu próprio eu
no mais profundo da adoração, se eu não adorar em espírito e em verdade, se eu não vir para o culto
como um sacrifício vivo - então eu não tnho esperança de conhecer e experimentar a vida do poder da
ressurreição.
Agora, pegue a sua música de adoração favorita e sua Bíblia e passe algum tempo adorando Cristo na
cruz.
Oração do Dia:
"Você conhece o meu coração e você sabe o meu ser, esta é minha parte favorita do dia. Isto é,
quando o culto ganha vida para mim, quando eu sei que você fala ao meu coração. Eu quero te adorar
com meu coração, com emoções, com as minhas afeições, os meus desejos e minhas paixões. Eu
quero continuar a viver a vida do poder da ressurreição. Amém ".
QUARTO DIA
Vamos continuar a ler Romanos 12:1-2. Temos visto e, espero que tenhamos respondido ao convite à
adoração no versículo 1. Versículo 2 nos move de adoração para a jornada diária de caminhar na vida
do poder da ressurreição. Jesus destruiu a obra do diabo com a Sua vinda, morte e ressurreição. Os
dois grandes inimigos que causam falta de energia - o pecado e a morte - foram derrotados e
conquistadas através da ressurreição. Não temos mais que viver sob o domínio da agenda da natureza
pecaminosa, que é tudo sobre mim. Não temos mais que viver sob a condenação de morte, somos
cidadãos do céu. A vida assume uma perspectiva eterna. Esta vida não é tudo que existe. Nós temos
uma vocação, somos feitura de Deus, temos sido comissionados como embaixadores em missão de
Deus de reconciliar todas as coisas nos céus e na terra para Ele mesmo.
Também reconheceu que desde que nascemos na condição do pecado e sua agenda, temos
desenvolvido maus hábitos e respostas a maior parte da vida e situações da vida. A boa notícia é que
não tem que ficar lá! Isso é o que o versículo 2 tem tudo a ver. "Não se amoldem ao padrão deste
mundo." JB Phillips, em sua tradução do Novo Testamento, assim se expressou: "Não deixe o mundo
comprimir você em seu molde" Na verdade, é ai onde nós todos estavamos. Mas agora, somos novas
criaturas em Cristo (2 Coríntios 5:17). Como então podemos proceder para não nos conformarmos mais
com os valores do mundo, objetivos, paixões e prazeres? É ali mesmo na segunda parte da frase: Invés
de sermos conformados, estamos a ser transformados. Transformados em quê? 2 Coríntios 3:18
explica claramente: "E nós (novas criaturas em Cristo Jesus), que, com o rosto desvendado todos
refletem a glória do Senhor, somos transformados à sua imagem (de Cristo) com glória cada vez maior,
que vem do Senhor, que é o Espírito "(minhas adições).
Há poucos dias lemos que está a ser remodelados à imagem em que fomos originalmente criados - à
imagem de Deus. Essa transformação será completa quando deixarmos este mundo e recebermos
nosso novo corpo (l Coríntios 15). A nossa viagem leva-nos à glória, como também Cristo aumenta
enquanto nós diminuimos. Cristo completou esta obra na cruz pelo qual Ele criou um novo coração em
nós limpo e puro (Mateus 5:8), mas agora temos que ser transformados à Sua semelhança. Isso é tudo
o que a vida no poder da ressurreição é.
Como é que esta transformação ocorre? Paulo nos diz que é pela renovação de nossas mentes. O que
significa isso? Como é que a nossa mente pode ser renovada?
Aprender outro idioma é difícil. Não deve apenas aprender o vocabulário, mas a sintaxe é diferente, a
ordem das palavras é por vezes diferente. Em suma, tudo é diferente. Então, quando você ouvir alguém
a dizer alguma coisa ou você lê alguma coisa numa outra língua, você filtra segundo a sua linguagem e
descobre o que é. Isso é o que costumamos fazer com Deus: Através do nosso filtro tentamos descobrir
os Seus caminhos, Suas palavras, Seus mandamentos, mesmo Suas promessas. Eles nos são dados
em outra língua, a língua do reino de Deus, a língua do poder da ressurreição. Ainda assim, filtrámos
através de todos os padrões deste mundo, o mundo da agenda da natureza pecaminosa. Quando você
faz isso com uma outra língua, para dizer alguma coisa você pode fazer muita confusão
47 O PODER DA RESSURREIÇÃO No entanto, se você perseverar e usar a língua o suficiente, chega um dia em que você percebe que já
não traduz mentalmente tudo através do seu filtro de linguagem própria. Sua mente, pelo menos em
termos de linguagem, tem sido renovada. É aí que Deus quer nos levar à vida do poder da ressurreição.
Amanhã vamos continuar olhando para o versículo 2.
Oração do Dia:
"Querido Senhor, ajuda-me a ser transformado em sua semelhança; renovar minha mente, me faz uma
nova criatura. Eu não quero estar conformado, mas transformado. Obrigado, porque você vai fazer isso
na minha vida para que eu possa viver a vida do poder da ressurreição. Amém ".
QUINTO DIA
Como podemos mantermo-nos na conformação, em vez de transformamo-nos pela renovação de
nossas mentes? Voltemos ao exemplo da aprendizagem de uma língua. A primeira coisa que você
precisa para aprender uma língua é motivação. Muitos estudantes do ensino médio e universitários
levam um ano ou dois para aprender uma língua estrangeira, mas a maioria deles nunca aprendem a
falar a língua, por duas razões. Primeiro, é apenas uma classe, entre muitas, por isso seu objetivo é
receber uma nota, não para aprender a língua. Segundo, eles não são colocados em posição de usar a
língua. E você? Que lingua você teve na escola? Você pode usá-la hoje?
Muitos cristãos são como estes alunos. Deus fala com os valores, carácter, propósitos e paixões do
reino de Deus. No entanto, muitas vezes abordamos a Bíblia como se fosse uma classe na escola.
Lemos apenas o suficiente para sobreviver (esperamos) e tudo o que realmente queremos é o crédito
(Deus, você viu que eu li um capítulo da Bíblia hoje na minha vida atarefada?) E uma nota (é o
suficiente para eu entrar no céu?). Mas as coisas que lemos e ouvimos não fazem muito sentido.
Ficamos confusos e muitas vezes saimos com conclusões erradas. Fizemos algumas tentativas, mas
certamente não fomos transformados.
Nós fazemos a mesma coisa com a oração. Vamos ser honestos. A maioria das suas orações são
sobre o quê? Você? Donde é que você acha que veio? Lembre-se que a agenda da velha natureza
pecaminosa que é egocêntrica e tudo sobre você? As suas orações soam assim como essa? A
linguagem da oração não é sobre a aprendizagem de certas palavras ou frases que o direito de som ou
o falar em línguas ou qualquer dessas coisas. A linguagem da oração é o coração de Deus - que Ele é,
o que Ele é, e o que Ele está fazendo no mundo. Lembre-se de Davi em Salmos 51? Ele percebeu que
todos esses anos não estava a falar a linguagem de Deus. Ele acreditava que se pudesse ter um
coração limpo, ele poderia falar a língua de alegria, missão e louvor.
Deus poderia dar-lhe um coração puro num instante, mas sua mente tinha de ser renovada para ele
falar a linguagem de Deus.
No versículo 2 Paulo escreve: "Então, você será capaz de testar e aprovar o que é a vontade de Deus."
Na escola é comum fazer um teste para mostrar o quanto você aprendeu. Uma das perguntas mais
freqüentes é: "Como posso conhecer a vontade de Deus?" Você e Deus precisam estar a falar a
mesma língua. Você deve chegar ao ponto onde você não está apenas lendo cada versículo da Bíblia,
cada oração, cada ensinamento e cada impressão através da lente da agenda da velha natureza
pecaminosa.
Outro ingrediente necessário para aprender uma língua é a perseverança. Você tem que estar lá. Não
há encurtamento para aprender uma língua. É de um dia, uma linha de cada vez. Não há encurtamento
para aprender a língua da vida do poder da ressurreição. Ouça o que Paulo acrescenta: "Sua boa,
agradável e perfeita vontade" Não é fantástico? Não é que a vontade de Deus não é perfeito. É que o
nosso entendimento é menos do que perfeito como estamos a ser renovados em nossa mente e
transformados. À medida que crescemos na nossa vida do poder da ressurreição, a clareza, visão,
força e perfeição da vontade de Deus cresce em nós.
Agora, você pode pensar que isto é muito dificil para si. Assim como aprender outra língua, você tem
que perseverar e você acabará por apreciar e se comunicar com outro grupo de pessoas. Se isto é
muito difícil para si, então você deve voltar para a terceira semana e olhar para a sua chamada
novamente. Sendo transformado pela renovação da vossa mente não é opcional para a vida vivida no
48 O PODER DA RESSURREIÇÃO poder da ressurreição. A boa notícia é que você pode fazê-lo. Deus chamou você para ele. Ele
agraciou-lhe por isso. Ele equipou-lo por isso. Ele vai te ver através disso.
Eu quero que você tenha alguns momentos de libertação em sua jornada. Você pode ser transformado.
Na verdade, Deus já fez todo o trabalho por meio de Cristo e Sua morte e ressurreição. Nós apenas
temos que intencionalmente dizer "sim" a Ele todos os dias e vamos começar a conhecer a Sua boa,
agradável e perfeita vontade.
Oração do Dia:
"Eu sinto muito, Senhor, porque às vezes eu tratei a Bíblia como se fosse um assunto da escola, lendoo apenas para fazer mal, com uma nota de aprovação. Eu quero aprender o idioma e ser capaz de
comunicar com você. Eu quero perseverar em Si para aprendr bem. Por favor, renove e transforme a
minha mente. Amém ".
SEXTO DIA
Como forma de revisão, volte para as páginas deste caderno e reve as passagens da Escritura que nós
discutimos juntos. Lê-as, pense sobre elas, ore sobre elas. Marque as passagens que você acha que
Deus quer que você memorize. Faça um compromisso para fazer isso. Isso pode ser um dos primeiros
passos para a renovação da sua mente. Então para a próxima semana em seu tempo de oração, não
ore sobre si mesmo. Não peça nada. Basta falar com Deus e ouvir. Falar sobre Ele e ouvi-Lo.
Oração doDia:
"Senhor, hoje eu estou animado para ser capaz de ouvi-lo falar através de sua Palavra, a sua criação,
família, amigos e música. Obrigado por me deixar te louvar em todos os sentidos. Na minha vida é tudo
sobre você. Amém ".
SÉTIMO DIA
Tem sido uma alegria para mim essa jornada consigo estas semanas. Leve o espaço abaixo e em suas
próprias palavras escreva o seu retrato da vida no poder da ressurreição. Depois de ter escrito, em
seguida, faça uma aliança com Deus que com Sua ajuda você vai viver essa vida de ressurreição. Uma
coisa que eu sei é que Deus vai manter essa aliança. Não há nada mais que Ele quer do que você viver
no poder da ressurreição.
Oração do Dia:
"Hoje, Pai, eu quero te agradecer por me ajudar enquanto trabalhamos juntos nestas últimas semanas
para entender o poder da ressurreição. Eu quero viver uma vida transformada para fazer a tua vontade
e seguir Seu caminho. Eu te amo e oro para que eu seja fervoroso para encontrá-Lo e ver tudo e todos
ao meu redor através de seus olhos. Amém ".
PERGUNTAS DE DISCUSSÃO ADICIONAIS PARA FAMÍLIAS:
PRIMEIRO DIA:
1. Sabes de algumas áreas em que você não quer fazer o que Deus quer que voce faça?
2. O que significa “andar na luz”?
3. Queres completamente fazer da Obediência um estilo de vida?
SEGUNDO DIA
1.
2.
3.
4.
Recorda-se do que é Graça??
Qual é a nossa adoração para Deus?
O que é que nós devemos apresentar a Deus como sacrifício vivo?
Quão importante voce pensa que é a adoração na vida do poder da ressurreição?
TERCEIRO DIA
1. Quando vamos a Deus em adoração verdadeira, em que é que devemos estar interessados?
49 O PODER DA RESSURREIÇÃO 2. Onde devemos adorar para começarmos a ver como Deus é e quem Ele é? here must we worship
to begin to see what God is like and who He is?
3. O que vai acontecer se neglegenciarmos a adoração?
QUARTO DIA
1. Quais são as duas áreas (ex: fala, relacionamento, costumes) onde VOCÊ vê melhoria desde que
você começou a seguir a Cristo?
2. Quais são as outras duas áreas que ainda precisas de trabalhar nelas com a ajuda do Espírito
Santo para ser transformado à Sua semelhança?
QUINTO DIA
1. Peça a direcção de Deus e Sua vontade hoje nas duas áreas que identificaste ontem.
SÉTIMA SEMANA
“Mas recebereis poder, ao descer sobre vós o Espírito Santo, e series minhas testemunhas tanto
em Jerusalém como em toda a Judéia e Samaria e até aos confins da terra” Atos 1:8.
PRIMEIRO DIA
O fundador do Exército da Salvação, General William Booth previsto no final do século 19 que a igreja
se afastá da vida de santidade se o reavivamento não acontecer. Booth destacou que o tempo viria em
que haveria:
•
Cristianismo sem Cristo
•
Perdão sem arrependimento
•
Salvação sem regeneração
•
Religião sem espírito Santo
•
Politica sem Deus
•
Céu sem Inferno
Como pastor, eu muitas vezes leio as palavras Booth e grito por um reavivamento. Sempre e sempre
orei por um reavivamento de santidade na minha igreja local. Frequentemente, eu orei por 2 Crônicas
7:14 para se tornar uma realidade em meu coração, assim como na vida de minha igreja. Na verdade,
eu preparei uma mensagem que pedia a generosidade em dar, evangelismo cativante e viver a
santidade.
Santidade é o que a igreja precisa de todo o mundo!
Você está com fome de avivamento? Você está disposto a abrir seu coração para um movimento do
Espírito Santo em sua igreja local? Se assim, junte-se aos nazarenos em toda a África e ao redor do
mundo em oração para que Deus envie um avivamento de santidade radical para a nosso grande
igreja. SAT
Oração do Dia:
"Pai, hoje oramos como os discípulos em Atos 4:31 para a renovação e para que o Espírito Santo nos
encha. Nós acreditamos que você quer sacudir nossas vidas, bem como sua igreja. Encha nossos
corações para falarmos ousadamente no poder do Espírito Santo. Amém ".
SEGUNDO DIA
Uma das qualidades que distinguem uma igreja local é a ênfase na evangelização. Na verdade, ela não
pode ser um plano opcional da igreja, deve ser uma prioridade essencial. Cada igreja que prega a
santidade deve estar centralizada em ganhar almas.
Fui levado a Cristo por um professor da Escola Dominical quando eu tinha quatro anos de idade. Irma
Shook fechou o tempo de aula dizendo, "meninos e meninas, eu vos ensinei esta lição de hoje para
lhes dizer que Jesus Cristo é o Salvador do mundo e aqui está como você pode aceitá-lo". Ela
desdobrou o plano de salvação e nos levou a oração de um pecador e eu aceitei Cristo.
50 O PODER DA RESSURREIÇÃO A vida de santidade era evidente na vida da minha professora. Ela fez bem atraente e ela levou muitos
meninos e meninas a fé em Cristo. Por causa da sua influência divina em minha vida, eu tenho há anos
compartilhados os ACCs simples de Evangelismo com muitas pessoas como um plano de salvação:
Admitir que você pecou. Romanos 3:23
Acreditar que Jesus Cristo pode lhe salvar. João 1:12
Confessar que ele é o Senhor da sua vida. Romanos 10:9-10
Meu amigo, o Dr. Louie Bustle, muitas vezes pregou sobre o tema Cada Um Ganha Um. Eu amo a sua
paixão pelas almas. Sua mensagem é um lembrança de que os cristãos de santidade são crentes
cheios do Espírito que não podem manter silêncio sobre o amor de Cristo.
Que Deus nos dê uma nova paixão pelas almas a fim de que possamos cumprir o mandamento de
Mateus 28:18-20.
SAT
Oração do Dia:
"Querido Deus, me dê uma paixão pelas almas e um desejo ardente de cumprir o seu mandamento
para "ir e fazer discípulos de todas as nações ... ensinando-os a obedecer a tudo o que vos tenho
ordenado ". Abre meus olhos para ver uma oportunidade de falar com alguém hoje de seu grande amor
e salvação. Amém ".
TERCEIRO DIA
“…Exercita-te, pessoalmente, na piedade… piedade para tudo é proveitosa, porque tem a promessa da
vida que agora é e da que há de ser”
1 Timótio 4:7-8.
O Futebol da FIFA, Copa do Mundo 2010 foi um evento temporário que cativou, literalmente, o mundo
inteiro. Havia aqueles de nós que assistiram os jogos e aplaudiram os jogadores e, claro, com grandes
expectativas de que as nossas equipas individuais iriam suceder! Mas haviam aqueles que trabalharam
duro para prepararem-se para oferecerem um desempenho de classe mundial. Os jogadores passaram
dias e meses de treinamento, treinamento para serem os melhores jogadores da equipe, o melhor
jogador do torneio, o homem do jogo, e com a esperança de que a sua equipa podesse ser vencedora
da Copa do Mundo de 2010.
Vi alguns homens a chorarem como bebês no final de cada jogo, quando perdiam. Havia um sentimento
de decepção, um sentimento de ter falhado em sua nação e fãs ao redor do mundo. O objetivo no
campo era para ser o melhor equipa de futebol e os vencedores da Copa do Mundo.
Gostaria de saber o que o mundo seria se os cristãos ao redor do globo fossem tão apaixonados pela
Santidade bíblica. Eles passavam horas lendo, escutando e meditando na Palavra de Deus, gastam
tempo em oração e jejum, passam tempo na presença do Senhor com um único objetivo - treinar para
ser piedoso
É verdade que nós somos salvos e santificados pela fé em Jesus Cristo. As disciplinas espirituais, como
Paulo aponta, são essenciais para o nosso crescimento contínuo em Cristo e caminhar na santidade.
Temos agendas lotadas e muitas vezes boas desculpas para deixar de estudar a Palavra e para passar
tempo em oração e jejum. Esperamos desenvolver e crescer no nosso conhecimento do Senhor nos
negócios, família, igreja e outras responsabilidades. A verdade é, sim, vamos desenvolver em nossa
compreensão da Palavra de Deus nestas áreas específicas. Vamos testemunhar milagres e
testemunhos vitoriosos. Mas, ao mesmo tempo, é muito mais importante que não negligenciemos a
nossa caminhada cristã com o Senhor.
Quando nós treinamos em piedade, tudo o que fazemos terá um fluxo de graça e do Espírito de Deus
FMC
Oração do Dia:
"Pai, dá-me uma fome e sede de sua Palavra para que eu possa crescer no Seu conhecimento. Faça
minha vida um canal através do qual o Espírito Santo e graça fluirão para os que me rodeiam hoje.
Amém "
51 O PODER DA RESSURREIÇÃO QUARTO DIA
“Por esta razão, pois, te admoesto que reavives o dom de Deus que há em ti...Porque Deus não nos
tem dado espírito de covardia, mas de amor e moderação” 2 Timóteo 1:6-7.
As palavras "reavivar" poderiam ser usadas para as palavras no versículo 6. A palavra reavivar sugere
que alguma coisa deve acontecer; alguma coisa deve ser feita para acender, avivar ou despertar a
igreja. A questão é: o que podemos fazer para avivar a igreja? Quem deve avivar a igreja? Quais são as
características de uma igreja avivada?
Em junho e julho de 2010 durante a Copa do Mundo, eu tive uma visão rápida como seria o interesse
de reavivar a Santidade Bíblica. A Copa do Mundo de 2010 foi precedida de relatórios e sentimentos
mistos sobre a sabedoria de sediar o evento na África do Sul. Mas o interesse na Copa do Mundo de
2010, realizada na África do Sul era grande porque os organizadores foram eficazes em avivar o
mundo. Milhares de pessoas vieram para a África do Sul para fazerem parte da copa do mundo. Quanto
mais pessoas ouviam e aprendiam sobre o evento, maior era a sede e fome em conhecer e aprender
mais sobre futebol e maior era o seu desejo de experimentá-lo. Houve grande emoção e entusiasmo
sobre o futebol em todos os lugares.
O que seria necessário para reavivar o interesse em tal santidade bíblica? Precisamos reacender o
interesse em santidade bíblica agora. Se nossas casas e igrejas podem se tornar uma vitrine de
santidade nesta geração, acredito que as pessoas vão querer saber, conhecer e experimentar a
santidade.
A influência do pecado no nosso mundo hoje cria dificuldades nas pessoas em acreditar que a
mudança é possível. Corrupção, luta pelo poder, falta de confiança em alguns líderes, as pessoas em
cargos de confiança que são uma decepção e constrangimento, são apenas alguns exemplos do que
vemos no mundo secular. Infelizmente, por vezes, encontramos tendências semelhantes na igreja. O
pecado está destruindo o mundo! Isso torna difícil para muitas pessoas na geração de hoje de imaginar,
muito menos acreditar que a prática da santidade bíblica é possível.
Estou convencido de que algo precisa acontecer que vai reavivar o interesse pela santidade bíblica
nesta geração. Estou orando para que o interesse em aprender, conhecer e experimentar a santidade
bíblica serão reavivadas em nossas igrejas locais e casas. Oro para que haja reavivamentos de
santidade que vão ocorrer em toda a África. Mas o mais importante, eu oro: "Senhor, procure o meu
coração, traga-me de joelhos, levam-me a confissão e arrependimento nas áreas em que eu possa ter
desobedecido e duvidado de tua Palavra. Senhor, faça em mim e através de mim a tua vontade! Que
eu possa fielmente, pela graça de Deus vivo, pregar e ensinar a santidade bíblica. Senhor, reavive o
interesse em santidade bíblica em mim e através de mim. "Então, podemos dizer com o Apóstolo Paulo:
“Pois não me envergonho do evangelho, porque é o poder de Deus para a salvação de todo aquele
que crê, primeiro do Judeu e também do grego; visto que a justice de Deus se revela no evangelho, de
f’e em fé, como está escrito: ‘O justo viverá pela fé’”
FMC
Oração do Dia:
"Querido Senhor, visite nossas casas e igrejas hoje. Ligue-nos à confissão e arrependimento, e nos
ajude a responder em obediência à sua chamada. Senhor, unge-nos, sua igreja, para ser a sua voz que
proclame fielmente a mensagem de santidade bíblica hoje. Vamos esperar com fé em você, Senhor,
por um reavivamento poderoso! Amém ".
52 O PODER DA RESSURREIÇÃO QUINTO DIA
“…Estou plenamento certo de que aquele que começou boa obra em vós há de completá-la até o Dia
de Cristo Jesus” Filipenses1:6.
Como crentes em Cristo devemos ter dentro de nós o desejo de santidade, e permitir que Deus nos
purifique. No Antigo Testamento, o candelabro de ouro que foi usado no Tabernáculo foi feita de uma
única peça de ouro puro batido. O castiçal foi purificado pelo fogo e moldado em um vaso de honra.
Tornou-se um vaso de luz no Tabernáculo e mantida a Óleo Santo unção que foi vertida numa tigela no
topo. Deus tem fogo para queimar a escória em cada cristão, se não resistir à Sua correção suave.
Temos de estar confiantes de que Deus irá produzir um belo trabalho no tempo devido se não tivermos
desfalecido.
Os cristãos que não são sensíveis à vontade de Deus em breve perderão a sua integridade, crescem
calejados e acabam em derrotados. Paulo teve alguém que deixou a equipe do ministério. O nome
Demas foi mencionado por Lucas em Colossenses 4:14. Mas, descobrimos que Demas deixou Paulo e
depois foi para Tessalônica (2 Timóteo 4:10). Isso aconteceu enquanto Paulo estava na prisão, mas
Paulo afirma que Demas deixou porque 'amava o mundo presente ". Demas era muito ligado ao mundo.
Ele não cortou as transgressões secretas que acabariam por destruí-lo.
Paulo falou muito bem sobre um homem cheio Espírito em Filipos chamado Epafrodito. Ele era
respeitado e apreciado pela Filipenses e Paulo, um homem que foi confiado com os seus dons
sacrificiais para Paulo e um fiel ministro com ele. Ele foi fiel e comprometido com seu ministério e outros
cristãos. Epafrodito permaneceu fiel ao ministério, mesmo no meio da aflições físicas
Quando as circunstâncias se tornam difíceis, stressantes e insuportáveis, seremos como Demas ou
Epafrodito?
A caminhada cristã não é mundana ou normal. Precisamos de ser estimulados, tendo uma unidade
para ir além do normal, aparecer acima das tradições, denunciando as falhas do passado, e negando a
nós mesmos. Podemos aprender a ir além daquilo que percebemos como nossos limites até o ponto
onde o Espírito Santo dentro de nós assume e nos capacita.
PCE
Oração do Dia:
"Pai Celestial, oramos para que o poder do seu Espírito Santo nos possa mover para um nível superior
de maturidade. Ansiamos ser mais parecidos com Jesus. Dê-nos um desejo de aprender, de ir além de
nós mesmos para onde o seu Espírito Santo pode capacitar-nos a seguir em frente com você e fazer a
tua vontade no poder de sua força. Amém ".
SEXTO DIA
É possível viver uma vida vitoriosa sem pecado intencional. A promessa de Deus para Tiago em 4:17
define o pecado "se soubermos fazer o bem e não fazê-lo, é pecado". Assim, o pecado é um mal
intencional que fazemos.
Você vai descobrir que existem dois tipos de pecado. Um deles é o ato de fazer errado ou não fazer o
que deveríamos. Este é o ato de pecado que precisamos ser perdoados. Isso leva ao arrependimento e
afastar-se do pecado cometido. Na verdade temos poder suficiente para não pecar mesmo sem o
enchimento do Espírito Santo. O outro tipo de pecado é o pecado carnal, natural ou princípio do pecado
que todos nós nascemos com ele mas devemos ser purificados dele. Através da segunda obra da graça
Deus purifica o coração de nossa soberania ou auto-natureza carnal. Esta é a obra da graça que nos dá
o poder de Deus para viver no Espírito (ver Lucas 24:49, Atos 1:8, Efésios 3:16 - 20).
Santidade é o coração do Evangelho. Deus é santo e Ele espera que sejamos santos. Ele providenciou
um trabalho de graça para nos levar a um relacionamento santo de caminhar com Ele numa companhia
Santa dia após dia. Esta é a razão pela qual Jesus morreu. Ele não morreu só para nos trazer perdão,
mas uma relação de santificar-nos santos e nos encher do amor santo nos capacitando a viver em
comunhão ininterrupta.
Claro, há uma vida a ser disciplinada depois de sermos santificados. Santificação purifica o nosso
coração de todo o pecado que nos permite viver uma vida santa. Isto é feito através do sangue
purificador de Jesus que foi derramado na cruz por cada pessoa. Hebreus 13:12 diz: "E assim, Jesus
também sofreu fora da porta da cidade para fazer o povo santo através de seu próprio sangue".
53 O PODER DA RESSURREIÇÃO Quando nossos corações são purificados através do enchimento com o Espírito Santo, Ele aperfeiçoa
os motivos de nossos corações, para nos trazer a uma relação de amor que nos permite seguir o que
Jesus disse no Grande Mandamento, de amar a Deus com todo nosso coração e amar o nosso próximo
como a nós mesmos.
Espero que você siga Hebreus 12:14 e busque a santidade até que tenha recebido a experiência de ser
santificado. Este é um trabalho especial de graça que vai ajudá-lo a viver sem pecado intencional. Você
pode chegar ao lugar onde você não vai querer cometer pecado nem ofender o seu Jesus, a quem você
ama com todo seu coração. LEB
Oração do Dia:
"Jesus, purifique o meu coração hoje da minha agenda própria e o desejo de fazer as coisas do meu
jeito. Santifica o meu coração e minha vida; enche-me com o amor santo para viver em comunhão com
você e em paz com os outros, e ser santo como Tu és Santo. Amém ".
SÉTIMO DIA
“mas recebereis poder, ao descer sobre vós o Espírito Santo, e series minhas testemunhas tanto em
Jerusalém como em toda a Judéia e Samaria e até aos confins da terra” Actos 1:8.
Jesus dá a cada crente uma grande promessa, essa promessa é de que o Espírito Santo irá descer
sobre nós. Todos aqueles que foram perdoados em Cristo tem o Espírito Santo. O Espírito Santo
enche-nos e toma posse de nós. Em outras palavras, somos enchidos pelo amor transbordante de
Deus ou ação do Espírito Santo.
Esta promessa do poder é um aspecto Divino que é duplo. Primeiro, é o poder que permite que a
pessoa santificada viva uma vida victoriosa todos os dias sem pecar contra Deus.É com o poder do
espírito Santo que nos enche com o amor total para Deus para que não ofendamos a Ele
desobedecendo-O. É um relacionamento de amor.
O Segundo aspect deste poder é o que está centralizado em nos capacitar para sermos testemunhas.
Isto é para cada crente. Não diz que teremos o dom de evangelismo mas que todos os crentes
santificados ter`ao o poder Divino para dizer aos outros o que Deus fez em nós. Outros irão ver que
nossas vidas foram transformadas e cheias do amor de Deus que o nosso espirito e a nossa vida
espalham o testemunho de que existe alguma coisa diferente e atrativa sobre nós.
Existe também o aspect de que Deus nos envia para o mundo para fazer a diferença. Vemos o quanto
o mundo está perdido e queremos levar o amor de Deus a eles. O plano de Deus é de alcançar o
mundo atravéz de nós. Nós crentes sanctificados podemos fazer a diferênça na vida das pessoas
perdidas no mundo.
LEB
Oração do Dia:
“Pai, obrigado pelo poder que temos atravéz do Espirito Santo para vivermos em victória e dizer aos
outros sobre o seu amor e salvação. Amen.”
PERGUNTAS DE DISCUSSÃO ADICIONAIS PARA FAMÍLIAS:
PRIMEIRO DIA
1. O que é Avivamento?
2. O que é Avivamento de Santidade?
3. O que vai acontecer se seguirmos as instruções de Deus em 2 Crónicas 7:14? Em Actos 1:8?
SEGUNDO DIA
1. Qual é o trabalho mais importante da igreja local?
2. O que devemos fazer para sermos salvos?
3. O que devemos fazer depois de sermos salvos?
TERCEIRO DIA
1. Quanto tempo os jogadores gastaram no treinamento para a Copa do Mundo de Futebol 2010?
2. Quanto tempo devemos nós como cristãos gastar em treinamento para sermos piedosos?
3. Que mais devemos fazer para treinarmos a sermos piedosos?
54 O PODER DA RESSURREIÇÃO 4. O que acontece quando treinamo-nos em piedade?
O que é santidade bíblica?
QUARTO DIA
1.
2.
3.
4.
O que ajudou a África do Sul a avivar o mundo para a Copa do Mundo de 2010?
O que podemos fazer para avivar a igreja?
Quem deve avivar a igreja?
Como pode descrever uma igreja que foi inflamada ou avivada?
QUINTO DIA
1. Porque é que Demas deixou o ministério?
2. O que é que ajudou Epafrodito a ser fiel e comprometido com o seu ministério?
3. Como é que o Espírito Santo pode ajudar-nos se nós permitimos?
SEXTO DIA
1. Como Deus faz-nos santos?
SÉTIMO DIA
1. Qual é a promessa maior que Jesus dá a cada crente?
2. O que é que o Espírito Santo ajuda-nos a fazer na nossa relação de amor com Deus?
3. O que é que o Espírito Santo ajuda-nos a fazer no mundo?
55 

Documentos relacionados