re v ista - Confenar

Сomentários

Transcrição

re v ista - Confenar
revista
Janeiro/Fevereiro 2014 | ano 10 | Número 56
Confederação Nacional das Revendas Ambev e das Empresas de Logística da Distribuição
Entrevista
Economista do Bradesco faz
análise para 2014
Tome Nota
Confira dicas de boas
práticas na área Fiscal
Especial
Ideias eficazes aplicadas
com sucesso nas revendas
Índice
ial
DIRETORIA EXECUTIVA
Presidente
Victor Cirne de Simas
Diretores Vice-Presidentes
Carlos Eduardo Lang
Sergio M. de Paiva Moura
Diretoria
Adriana Cássia Neves
Ataíde Gil Guerreiro
Bento Luiz Assalve
Luiz Carlos Marques
Roberta Bergamaschi de Oliveira
REVISTA CONFENAR
Direção Geral
Victor Cirne de Simas
Coordenação Geral
Adriana Cássia Neves
Nino Feoli Anele
[email protected]
Departamento Comercial
Antonio Carlos Perreto
[email protected]
(11) 9931-7330
Coordenação Editorial
Angélica Consiglio (MTB 24182)
[email protected]
Ana Paula Oliveira
[email protected]
Textos
Elaine Alves (edição)
Gisele Macedo
Danilo Moreira
[email protected]
Design Gráfico
Felipe Serafim
Leonardo Melo
Concepção do Projeto
PLANIN
(11) 2138-8900
www.planin.com
Impressão: Coan Indústria Gráfica
Tiragem: 5.000 exemplares
Periodicidade: bimestral
Sugestões ou Críticas
[email protected]
CONFENAR
Rua Guararapes, 1.855 - 6º andar
Brooklin - São Paulo/SP - 04561-004
Tel. (11) 5505-2521
www.confenar.com.br
A Revista Confenar é distribuída para toda a
rede de revendas Ambev, principais pontos de
venda do País, entidades empresariais, associações representativas do segmento de distribuição de bebidas e representantes do governo,
além de toda a indústria fornecedora de produtos, insumos e soluções para a rede Confenar.
4
Editorial
Victor Simas fala sobre a importância da Rede de
Revendas na distribuição de bebidas pelo País
6
Pronta Entrega
Iniciativas que agitaram a Rede de Revendas em
todo o Brasil
15
Diário de Bordo
Panificadora Ubirajara é referência no interior de
São Paulo
16
Entrevista
Economista do Bradesco traz as perspectivas
econômicas para 2014
18
Especial Planejamento Confenar
Saiba mais sobre as metas da Confederação para
este ano
20
Capa
Em ano de Copa e movimentação na economia,
revendedores contam como se preparam para
atender às demandas do setor
26
Especial Soluções Eficazes
Confira as iniciativas que beneficiam as
operações na revenda
29
Perfil
Conheça a trajetória de Mateo Pedro Marcon, da
Distribuidora de Bebidas Cruzeiro (MT)
30
Boas Ideias
Revendas investem em ações sustentáveis e
conscientização no consumo de bebidas
32
Negócio Certo
Veja os acordos que beneficiam os associados da
Confenar em todo o Brasil
35
38
Ambev em Foco
Fique por dentro das novidades da Companhia
39
Tome Nota
Consultora Fiscal da HBSIS apresenta dicas de boas
práticas na área
40
De Olho na Mídia
Notícias em que a Confenar e a Rede de Revendas
foram destaque
41
,seõçulos saneuqeP
sednarg
sodatluser
Eu Recomendo
Leitores da Revista Confenar indicam seus livros,
filmes e sites preferidos
Saideira
Divirta-se com a nossa seção interativa
Janeiro/Fevereiro 2014 |
3
Editorial
O valor da
Rede de Distribuição
C
omeço este ano pedindo para que façam um pequeno exercício: imaginem um produto espetacular, fabricado dentro
dos padrões de qualidade e requinte, que ofereça satisfação ao
consumidor e atenda às suas necessidades e, além disso, atenda
também aos seus desejos. Não se prendam a um item específico, apenas imaginem que ele existe e está na expedição da unidade industrial onde foi produzido. Agora pensem no potencial
do consumidor desse produto, suas necessidades e desejos de
consumo, mas que está geograficamente a muitos quilômetros de
distância da cena descrita acima.
Resolver essa equação é o desafio da nossa Rede de Distribuição. Interligar o fornecedor aos mercados consumidores, anulando a distância física e atendendo às expectativas dos clientes.
Nesse desafio reside a maior qualidade e diferencial competitivo
da nossa Rede de Distribuidores, pois somos especiais, somos
“donos” e operadores do mesmo mercado ao longo de muitos
anos e, com isso, conhecemos os hábitos do setor e das pessoas, sejam elas clientes ou consumidores finais. Somos “donos” desse mercado porque cuidamos dele,
desenvolvemos e agregamos valor aos produtos que vendemos e, sendo assim, nos tornamos um capital
inestimável para qualquer indústria.
No entanto, a operação de um mercado durante um longo tempo poderia resultar em acomodação ou
algum imobilismo, mas sempre reinventamos, nos adaptando a novas regras, ajustando modelos, investindo
cada vez mais em estrutura, tecnologia e processos, dando velocidade e precisão, sem nunca esquecer a
importância das pessoas em nossas operações.
Cuidamos cada vez mais de nossos times, em relação à saúde e à segurança, mas sem esquecer da
capacitação e qualificação. A nossa Rede de Distribuição tem mantido investimentos constantes, sejam no
mercado ou na estrutura, buscando alcançar sempre os melhores resultados de custo operacional e produtividade, além do desenvolvimento de parcerias, que geram resultados econômicos vantajosos.
Somos especiais e reconhecidos como agregadores de valor e fonte de inspiração para quem deseja ter
uma Rede de Distribuição forte, capaz, eficiente e comprometida com os objetivos. Somos construtores de
resultados espetaculares e, por isso, seremos sempre reconhecidos pela Ambev e pelo segmento de Logística e
Distribuição ao qual pertencemos.
Victor Simas
Presidente da Confenar
4
Cartas
la
irotidE
Queremos te ouvir!
Queremos saber a sua opinião sobre a nossa revista! Para participar, envie um
e-mail para [email protected] com seu elogio, crítica ou sugestão de
pauta. Nessa seção, vamos publicar todos os comentários enviados pelos leitores
sobre o nosso informativo.
Aguardamos a sua opinião sobre esta edição! Até mais.
“Gostei muito da matéria especial S.O.S. Negociação Estratégica, publicada
na edição nº54, com depoimentos do consultor Renato Hirata e do ex-capitão
do Bope Rodrigo Pimentel, abordando os conceitos de guerras e confrontos
comparados ao dia a dia das revendas. Hoje, acima de tudo, a importância
do foco na estratégia é essencial para ter bons resultados. Saber olhar para
o próprio negócio, analisar os concorrentes e entender o mercado em que
você está inserido é mais do que prever, é diagnosticar onde você está e para
onde pode ir, sem correr riscos, ou seja, com planejamento. Isso é a chave do
sucesso. A abordagem da matéria e as dicas foram ótimas. Parabéns!”
José Ivan Maia, coordenador de Comunicação e Marketing
Institucional da Univale, de Estrela (RS).
Confe der
cional
ação Na
das
3 | ano
utubro 201
sas
das Empre
Ambev e
Revendas
A A RTE
DA
a
de Logístic
10 | Núm
da Dis
ero 54
revi sta
revi sta
Setembro/O
tribuição
Confe der
Nov
Nov
emb
emb
ro/D
ro/D
eze
eze
mbr
mbr
oo201
201
33||ano
ano10
9 | Núm
ação Na
cional da
s Revend
as
Ambev e
das Empre
sas
GUERRA
ES A
NDEDOR
600 REVE
MAIS DE AMBUCO
13 LEVOU
RN
ENAR 20 LINHAS, EM PE
NF
CO
GA
AGENDA
PORTO DE
Faça Chu
v
ou Faça a
Sol
Como au
m
alta tempo entar a produtivi
dade na
rada
de Logístic
a
da Distrib
uiç
ero 55
ão
Pronta
EditorialEntrega
Confenar anuncia nova
gerente geral
P
ara melhorar a prestação de
serviços e atendimento à Rede
de Revendas, a Confenar contratou uma nova executiva para
desempenhar as atividades administrativas e financeiras. Fabiana
Pascios é administradora de empresas e possui MBA em relações
internacionais pela Fundação
Getulio Vargas – FGV. Com conhecimento e experiência profissional em grandes empresas, ela
é especialista em desenvolvimento
de processos, sistemas administrativos e em gestão financeira.
Fabiana terá como principal
função seguir com o atendimento
das demandas, na concretização
de metas e objetivos, aos controles
administrativos e financeiros, manter e rever procedimentos junto ao
presidente Victor Simas, além de
agregar conhecimento que trouxe de outras empresas. “Meus
dias têm sido de muita realização
dentro da Confenar, conhecendo
o potencial da Confederação,
tendo em vista o grande e rico
contato com os conselheiros e a
maneira como esses profissionais
dirigem a entidade. Para mim, é
mais do que uma oportunidade
profissional, é a chance de ampliar e aplicar os conhecimentos
de uma carreira construída com
dedicação e que busca excelência e crescimento permanentes.
Crescer, inovar e motivar é o tripé
em que me baseio nesta nova fase
profissional, da qual espero as
melhores realizações possíveis.”
Cargnelutti participa do
1º Encontro Rosário Ideal
A
revenda Cargnelutti, de Rosário do Sul
(Rio Grande do Sul), participou do 1º
Encontro Rosário Ideal, realizado na igreja
matriz da cidade. Promovido pelo Centro
Empresarial de Rosário do Sul (CER), o
evento abordou temas voltados para Educação, Empreendedorismo e Desenvolvimento. Deputados gaúchos, secretários e
empresários da cidade participaram do
encontro. O gerente Administrativo, Nelson
Paszkiewicz, ministrou uma palestra em que
apresentou cases da revenda, abordando
o histórico, portfólio de produtos e a importância da distribuidora para a economia e
desenvolvimento da região.
6
Revendedores do Nordeste
participam do Cenário 2013
N
os dias 5 e 6 de dezembro,
a cidade de Salvador (Bahia)
recebeu a segunda edição do
Cenário 2013, evento promovido
pela Assorev-NE e que tem como
objetivo a integração dos associados e confraternização de fim
de ano. O encontro teve a participação de 29 revendedores,
dentre eles, o presidente da Confenar, Victor Simas e o presidente
da Assorev-NE, André Cirne. Os
temas englobaram questões jurídicas, financeiras, assuntos de gestão e economia. Quatro palestras
foram realizadas e ministradas
por Luanna Azevedo (Jurídico),
Adriana Benevides (Gestão de
Competências), Marcos Heringer
(Indicadores Financeiros) e André
Torretta (Economia).
Para celebrar o encontro, no
dia 5, os convidados participaram de um coquetel na cobertura
do hotel e, no dia 6, desfrutaram
de um delicioso almoço no restaurante Barbacoa Salvador. Todos
saíram do evento muito satisfeitos
e com o espírito renovado.
Victor Simas, Raimundo Guarita, da Disvale
(PI), e Dede Frota, da Disfrota (CE)
Programe-se! Vem aí o
Agenda Confenar 2014
A
Confenar já definiu a data do Agenda Confenar 2014. O evento
acontecerá entre os dias 6 e 9 de agosto, no Hotel Bourbon, em
Atibaia, interior de São Paulo. A diretoria de Comunicação e Marketing
já está trabalhando na montagem da programação. Os fornecedores
que têm interesse em participar podem contatar a Área de Negócios da
Confederação pelo e-mail [email protected]
Janeiro/Fevereiro 2014 |
7
Pronta
EditorialEntrega
Revendas celebram o Natal
com ações especiais
U
ma das palavras que mais representam o Natal é a solidariedade. Pensando nisto, o Comitê
de Responsabilidade Social da
revenda Disfonte, de Passo Fundo
(Rio Grande do Sul), organizou uma
ação especial com seus colaboradores e presenteou 60 crianças da
ONG Agentes do Amor Divino, entidade que promove o bem-estar e a
melhoria da qualidade de vida de
pessoas em situação de vulnerabilidade social. A entrega dos presentes
aconteceu no dia 19 de dezembro,
e teve a participação do mascote
da revenda, o Disfontinho, que fez a
alegria da criançada. Com o Natal
Solidário, a revenda encerra o ano
com a certeza de que o maior presente de Natal foi receber a imagem
da alegria estampada no rosto das
crianças. Além disso, a revenda celebrou a chegada do Natal e Ano
Novo com a entrega de deliciosas
cestas natalinas aos seus colaboradores, que também desfrutaram de
uma confraternização entre os departamentos da empresa, além de
sorteios de prêmios e a realização
de um amigo secreto.
Já a revenda Vale Beer, de São
José dos Campos (São Paulo), em
parceria com a empresa Super
Trans, promoveu o Natal Solidário.
Vários brinquedos foram doados
para as crianças em situação de vulnerabilidade social, assistidas pelo
Projeto Sócio-educativo “Fazendo
Arte e Pensando no Futuro”, localizado no bairro Parque Meia Lua. Os
funcionários trouxeram as doações e
encheram de alegria e sonhos o Natal dos pequenos. Para a gerente de
8
Disfonte no Natal Solidário
Confraternização na Disfonte
Gente & Gestão da revenda, Nanci
Freitas, o exercício da solidariedade
é muito importante para a empresa.
“Dessa forma motivamos a conscientização quando colocamos o lado
humano em primeiro lugar, da mesma forma que tratamos os nossos
colaboradores”, finaliza.
A solidariedade também esteve
presente no Natal da distribuidora
União, de Ijuí (Rio Grande do Sul).
A revenda participou do almoço de
encerramento das atividades do projeto “Oficina dos Sonhos” e da comemoração natalina na Associação
Vale Beer
Casci presenteou colaboradores
Representantes da revenda União no Natal da Apae
dos Pais e Amigos dos Excepcionais
(Apae). Além disso, a distribuidora
realizou doações em dinheiro e refrigerantes. A oficina é um projeto promovido pela Secretaria Municipal
de Desenvolvimento Social (SMDS),
e atende 95 alunos da Associação
de Pais e Amigos dos Deficientes
Visuais (Apadevi), da Apae e da
Associação dos Pais e Amigos dos
Surdos de Ijuí (Apasi). O objetivo é
inserir os alunos no convívio social,
por meio da edificação de sonhos.
Realizado no dia 10 de dezembro,
o almoço recebeu uma apresentação especial sobre o nascimento de
Jesus Cristo, encenada pelos alunos
da instituição.
Já a revenda L.F. de Oliveira, de
Montenegro (Rio Grande do Sul),
L.F. de Oliveira entrega presentes para colaboradores e seus filhos
promoveu uma grande confraternização recheada de atividades para a
diversão geral. Os funcionários participaram de um torneio de futebol,
enquanto os filhos dos colaboradores confeccionaram cartas para o
Papai Noel, enfeitaram a árvore de
Natal, brincaram na cama elástica e
na piscina de bolinhas, além de se
maquiarem com seus personagens
favoritos. Após o almoço, a festa recebeu a visita ilustre do Papai Noel,
que após transmitir uma mensagem
especial, entregou presentes para
todos os colaboradores e seus filhos.
A revenda Casci, de Carazinho
(Rio Grande do Sul), celebrou o
Natal com um grande almoço de
confraternização para os 120 funcionários no restaurante Q’assado.
Na ocasião, os colaboradores mais
antigos receberam homenagens,
distribuídas de acordo com o tempo de empresa de cada um deles.
Os funcionários com 5 a 10 anos
de casa receberam uma placa de
bronze. Já aqueles com mais de
dez anos foram presenteados com
uma placa diferenciada. A premiação foi realizada pelo diretor titular,
Ademar Castelli. Além disso, todos
os convidados foram contemplados
com um kit chimarrão. Foi a maneira dos sócios agradecerem a todos
pela união e esforço na busca das
conquistas diárias, além de reforçar
o espírito natalino.
Janeiro/Fevereiro 2014 |
9
Pronta
EditorialEntrega
Rede de Revendas do RS
celebram o fim de ano
E
ntre os dias 10 e 11 de dezembro, a Assorev-RS reuniu
as revendas do Rio Grande do Sul
para celebrar o final de ano no Hotel Fazenda Pampas, em Canela
(Rio Grande do Sul). No encontro
também foi realizada uma homenagem a Roberto de Oliveira, um
dos sócios da distribuidora Daniel,
localizada na mesma cidade.
Roberto se despede da revenda
após mais de 50 anos de atuação
no ramo de bebidas. “Ao longo de
todos esses anos foram muitas lutas, dificuldades e desafios, assim
como muitas vitórias, aprendizados
e realizações que nos permitiram
fortalecer nossas marcas, a operação e o crescimento profissional.
Desejo muito sucesso para todos”,
afirmou, no comunicado de despedida para a rede. Ele também
agradeceu à família, ao irmão e
sócio, Inácio, aos colegas, a Asso-
rev-RS, a Confenar e à Ambev, por
todo o apoio durante a sua trajetória de sucesso e conquistas.
Roberto, com o irmão e sócio, Inácio
Reunião da Rede de Revendas do RS e Assorev-RS
União realiza treinamento de
direção defensiva e pilotagem
A
revenda União, de Ijuí (Rio
Grande do Sul), realizou o
treinamento de Direção Defensiva
e Pilotagem Segura para o setor
de Vendas, no auditório do Hotel
Jardim Europa (parte teórica) e na
pista do CFC Pizzuti (parte prática). As atividades foram ministradas pelo técnico de Segurança
do Trabalho e do Trânsito Gustavo
Martins, da empresa COMBATE
Serviços Especializados.
Iniciativa da área de Gente &
10
Gestão e Segurança no Trabalho,
o treinamento é realizado semestralmente pela revenda e tem como
objetivo prevenir incidentes e acidentes, aprimorar a formação dos
condutores de veículos leves, ensinar
técnicas de segurança e habilidades
para a direção defensiva consciente, estimular o comportamento seguro, transmitir valores e conceitos de
dignidade do ser humano, passar
noções de igualdade de direitos no
trânsito, e incentivar a responsabili-
dade social e atitudes pró-ativas no
trânsito e no meio ambiente.
Univale promove a
Semana do Motorista
A
Univale, de Estrela (Rio
Grande do Sul), promoveu
uma semana especial em homenagem aos motoristas. A revenda realizou diversas palestras
que abordaram assuntos como,
direção defensiva, doenças sexualmente transmissíveis e qualidade de vida.
Segundo a gerente de Gente &
Gestão, Vanessa Konrad, um dos
principais objetivos do evento
também foi valorizar a profissão.
“Sabemos da importância dessa
função na Univale. Por isso, temos a obrigação de reconhecer
o valor dos profissionais”, afirma.
Para a técnica de Segurança do
Trabalho Tatiane Backes, a programação bem elaborada buscou orientar cada vez mais esse
profissional, fundamental para o
sucesso da revenda. “Temos um
bom time de motoristas, mas queremos levar mais informação e
reforçar as orientações do dia a
dia”, finaliza.
L.F. de Oliveira realiza treinamento
de Primeiros Socorros
A
L.F. de Oliveira, de Montenegro (Rio Grande do Sul),
realizou um treinamento de Primeiros Socorros com seus colaboradores. O foco foi voltado para
a prevenção e ações necessárias
no pronto atendimento. Segundo o instrutor especializado em
Primeiros Socorros, José Carlos
Rodrigues, o treinamento habilita
e qualifica os funcionários diante de situações emergenciais. “É
muito importante que os colaboradores tenham segurança na
imobilização na maca rígida,
no que fazer mediante parada
cardiorrespiratória, AVC e convulsões. A atenção e preocupação
dos treinados em compreender
e praticar as técnicas demonstradas foi surpreendente!”, afirma.
O treinamento atingiu 100% do
seu objetivo, com boa avaliação
pelos participantes.
Janeiro/Fevereiro 2014 |
11
Pronta
EditorialEntrega
Univale lança novo site
O
s clientes da revenda Univale, de Estrela (Rio Grande
do Sul), receberam um presente
inovador no final de ano: a distribuidora lançou seu novo portal.
Com mais conteúdo de acesso
prático e interativo, o portal apresenta uma estrutura de navegação simples e acessível, na qual
é possível visualizar e conhecer
produtos, informações históricas
e institucionais, novidades sobre
o mercado, fatos relevantes da
distribuidora, acesso às vagas de
emprego, dicas de sites e cidades em que a distribuidora atua
com os produtos Ambev.
A revenda União, de
Ijuí (Rio Grande do
Sul), celebrou o Dia
da Criança com um
incentivo à Educação.
Foram entregues cerca de
130 presentes, entre brinquedos e kit’s de material
escolar aos filhos dos colaboradores, com idades
entre 0 e 14 anos.
12
Segundo o coordenador de Comunicação e Marketing da Univale,
José Ivan Maia, o novo site é mais um
importante canal de comunicação
A revenda AM, de Ipatinga (Minas Gerais),
renovou parte da sua
frota de caminhões de
entrega e adquiriu cinco
veículos ¾. A medida faz
parte da preparação da
distribuidora para o aumento das vendas de fim
de ano, além da busca por
melhorias na produtividade, agilidade da entrega e
atendimento aos clientes.
criado pela empresa. “Utilizamos também o Facebook e outros instrumentos
para levar a informação aos nossos
clientes e colaboradores”, finaliza.
A Univale, de Estrela
(Rio Grande do Sul),
comemorou o Dia do
Homem. Os colaboradores receberam um
cartão com uma mensagem especial. A data
relembra a importância
do papel do homem na
sociedade, como pais,
esposos e trabalhadores.
Celebrado mundialmente
no dia 19 de novembro.
União realiza treinamentos
sobre atendimento ao cliente
A
revenda União, de Ijuí (Rio Grande do Sul), realizou com suas
equipes uma série de treinamentos
voltados ao atendimento ao cliente.
O objetivo foi orientar as áreas sobre
a importância de um atendimento
com qualidade, levando em consideração fatores como a importância
do acolhimento, dos cuidados com a
apresentação pessoal, da comunicação, atendimento telefônico, postura
profissional, administração de conflitos e relacionamento interpessoal
com colegas e clientes. O primeiro
treinamento aconteceu no dia 9 de
novembro com a equipe de Distribuição e outros dois foram realizados
nos dias 21 e 27 do mesmo mês,
com as equipes do Administrativo,
Financeiro e Gente & Gestão. Todos
os treinamentos foram ministrados
pela psicóloga da revenda, Bibiana
Bührer De Marchi.
A psicóloga Bibiana De Marchi, no treinamento às equipes Administrativo,
Financeiro e Gente & Gestão
Treinamento com a equipe de Distribuição
Janeiro/Fevereiro 2014 |
13
Pronta
EditorialEntrega
Cledisbel promove ação
solidária para idosos
A
equipe da revenda Cledisbel, de União dos Palmares
(Alagoas), arrecadou materiais
de limpeza e de higiene pessoal
para doar à Casa do Pobre Santo Antônio, instituição filantrópica
da região que cuida de idosos.
As doações foram entregues à di-
retora do abrigo, Ana Paula Camilo, que agradeceu o nobre gesto:
“Os idosos estão muito felizes com
a doação e pela calorosa visita.”
Para a coordenadora de
Gente e Gestão da revenda,
Ana Paula Correia, a ação
contribuiu, ainda mais, para
a união dos colaboradores da
Cledisbel. “Nossa equipe foi
envolvida pelo sentimento de
solidariedade e amor ao próximo. É muito gratificante receber
em troca o sorriso e abraço dos
idosos durante nossa visita, isso
não tem preço”, acrescentou.
Penacol recebe alunos especiais
A
revenda Penacol, de Presidente Prudente (São Paulo)
recebeu uma visita muito especial
em dezembro. Os alunos com
necessidades especiais do Programa de Educação para o Trabalho – Trampolim do Senac de
Presidente Prudente (São Paulo),
conheceram as instalações da revenda, e viram na prática o que
estão aprendendo no curso de Logística. Após a visita, os estudantes fizeram desenhos contando o
que viram na empresa.
14
Diário de Bordo
Panificadora Ubirajara conquista
paladares no interior de São Paulo
E
m 1982, o português Amorim
Diogo inaugurou uma padaria no bairro Ubirajara, no município de Fernandópolis, interior
de São Paulo. Na época, o
proprietário decidiu incrementar
o negócio com outros produtos,
como itens de mercearia. As
novidades garantiram ao estabelecimento uma posição de
destaque em sua região e a preferência da freguesia. No começo dos anos 90, ele pediu ao
filho, então com 23 anos, para
assumir a administração da empresa. Amorim Alexandro Mendes Diogo, atualmente com 41
anos, é o proprietário do local.
“Desde pequeno, sempre traba-
lhei com meu pai. Três anos depois de eu assumir o comando,
ele faleceu”, lembra.
Mesmo diante da perda do
pai, Diogo encontrou forças
para ampliar ainda mais o negócio da família e decidiu fazer história na cidade. Hoje, com um
público diversificado, o local se
tornou uma grande referência na
região. Em um espaço de 160
metros quadrados, o estabelecimento oferece serviços de panificadora e também “serve-festa”,
em que o cliente pode locar o
ambiente para comemorações.
“O cliente vai até a Panificadora Ubirajara para curtir uma
tarde tranquila com amigos e
familiares, seja bebendo
uma Skol gelada ou um
bom chope Brah-
ma e degustando os nossos deliciosos lanches, tortas, pizzas e
outros petiscos”, comenta. Além
dessas delícias, o cardápio
também inclui ótimas opções
de quitutes, principalmente salgados, itens de confeitaria, espetinhos, caldos (dobradinha,
salmão e mocotó) e porções
especiais, com destaque para a
de calabresa e a de presunto e
queijo. “Chego a encomendar
uma grande quantidade de cerveja Skol e chope Brahma por
semana, e os dois se esgotam
logo”, comemora Diogo.
A Panificadora Ubirajara é
cliente da revenda Dibral, localizada na mesma cidade e
funciona de segunda a sábado,
das 5h às 22h, e aos domingos, das 6h às 13h.
Entrevista
Editorial
Oportunidades para
os negócios em 2014
Os investimentos voltados à infraestrutura e aos eventos esportivos que
acontecerão no País serão destaque neste ano
Os mercados
de distribuição
e logística
devem se
destacar pelos
investimentos
que serão
realizados
a partir do
programa de
concessões. O
de consumo
ainda cresce em
ritmo elevado,
favorecido
pelos ganhos
de renda e pela
expansão do
crédito
16
E
m entrevista exclusiva para a Revista Confenar, o economista e diretor
Departamental do Branco Bradesco, Octávio de Barros, fala sobre as
perspectivas para a economia brasileira em 2014 e os impactos dos grandes eventos esportivos que serão realizados no País.
Revista Confenar: O ano de
2013 foi de boas perspectivas,
mas de resultados não tão bons
para a economia do Brasil. Por
que isso aconteceu?
Octávio Barros: Foi um ano com
vários choques que geraram volatilidade, prejudicando o lado real
da economia. O mais importante
deles, a meu ver, foi a sinalização,
por parte do Federal Reserve (banco central dos EUA), de redução
dos estímulos monetários. Esse tema
ganhou força a partir de maio, em
um momento no qual havia temores
com o risco de um pouso forçado
na China. Os países emergentes
sentiram bastante os efeitos desse
cenário, principalmente em termos
de elevação das taxas longas de
juros e depreciação cambial. Do
ponto de vista doméstico, vale a
pena destacar as manifestações populares de junho, em um contexto
de maior pressão inflacionária. Os
movimentos de rua derrubaram a
confiança empresarial no Brasil, assim como o rebaixamento da perspectiva do País junto às agências
de classificação de risco. Também
tenho a tese de que 2013 foi um
ano de forte ajuste do setor privado,
depois de três anos consecutivos de
redução nas margens de lucros.
RC: Quais são as perspectivas
para o cenário econômico em
2014?
OB: Bem, a virada do ano trouxe notícias melhores de crescimento
econômico nos EUA e na Europa,
além da dissipação das preocupações mais pessimistas com a China.
A redução de estímulos monetários
nos EUA, a partir deste mês, já estava no radar, ao contrário do que
ocorreu em maio passado, e deve
acontecer de forma bastante gradual, e com a sinalização de que
os juros básicos continuarão baixos
até pelo menos 2015. Também
acredito que boa parte do ajuste
do setor privado já tenha ocorrido,
o que abre espaço para que os ganhos de produtividade fiquem mais
evidentes. Para 2014, trabalhamos
com uma previsão de Produto Interno
Bruto (PIB) de 2,1%, Índice Nacional
de Preços ao Consumidor Amplo
(IPCA) de 5,87% e Selic em torno de
11,5% em dezembro. O tema inflação ainda deve ser acompanhado
com lupa, principalmente pelo risco
de câmbio. Fechamos 2013 com
câmbio de R$ 2,40/US$.
RC: Quais setores da economia
devem crescer e quais devem ficar
em alerta? Por quê?
OB: Do lado positivo, destaco o
setor de construção civil, principalmente no que se referem aos desdobramentos das concessões do
ano passado, e o de petróleo, com
o incremento da produção doméstica. Também vale a pena mencionar
tudo o que for ligado à Copa, como
bebidas, turismo e eletrodomésticos.
Não vejo setores com problemas sérios neste ano, mas creio que o de
automóveis deverá ter um desempenho inferior ao de 2013, por conta
da redução dos estímulos tributários,
o que é natural, mas não enxergo
nada catastrófico.
RC: Como você avalia o ano
de 2014 para o setor de distribuição e logística, assim como o
de consumo?
OB: Os mercados de distribuição e logística devem se destacar
pelos investimentos que serão realizados a partir do programa de
concessões. O de consumo ainda
cresce em ritmo elevado, favorecido pelos ganhos de renda e pela
expansão do crédito.
RC: Ano de Copa do Mundo no
Brasil e também eleições. Como esses dois importantes acontecimentos podem impactar a economia
brasileira em 2014?
OB: No que tange à Copa, os
impactos sobre a atividade econômica setorial tendem a ser positivos.
Do lado dos preços, talvez tenhamos
alguma pressão localizada, mas que,
segundo o próprio Banco Central,
será ligeiramente inflacionária. Em
relação às eleições, acredito que o
Brasil chegou a um momento no qual
elas são irrelevantes do ponto de vista
institucional, ou seja, o País não vai
parar à espera de uma definição.
RC: Embora todas as empresas e a população sejam diretamente afetadas pelos resultados
da economia, como as empresas
podem se blindar para evitar
surpresas diante de resultados
não esperados?
OB: Na minha experiência com
o setor privado, aprendi que o mais
importante, nesse caso, é continuar buscando, de forma incansável,
ganhos de eficiência. Essa é a recomendação, tanto para os momentos
bons quanto para os ruins.
RC: O que esperar de 2014, especialmente para os negócios?
OB: Deve ser um ano em que o
crescimento do PIB como um todo
será parecido com o resultado de
2013, mas as oportunidades de
investimentos em infraestrutura e os
eventos esportivos contribuirão para
novas oportunidades. É importante
saber que nem sempre o crescimento do PIB expressa o ritmo de expansão de algumas empresas e setores.
No mais, acredito que, feito o ajuste nos últimos anos, o setor privado
tende a colher resultados melhores
daqui pra frente.
Janeiro/Fevereiro 2014 |
17
Especial
Editorial
Confenar
destaca objetivos para este ano
N
o final do ano passado, a Confenar definiu suas metas para 2014 com foco
em duas prioridades: aumentar a rentabilidade e perpetuar a Rede de
Revendas. Dentre os objetivos estabelecidos destacam-se os programas
de desenvolvimento para os colaboradores, evolução dos canais
de mídia – Revista, Jornal Mural e TV Confenar – e maior
acompanhamento do desempenho e produtividade
das revendas.
O vice-presidente da Confenar, Karl Lang, atuará na
busca das metas definidas, acompanhando de perto as
atividades de desenvolvimento. “Trabalharei junto aos
comitês como facilitador na busca das metas propostas no final do ano passado. É importante frisar que
estamos monitorando mensalmente as atividades dos
comitês e seus resultados”, acrescenta.
Uma das metas da Confederação para este ano envolve
um maior acompanhamento das atividades. O diretor Administrativo-Financeiro e membro do Comitê de Tecnologia e
Informação, Luiz Carlos Marques, afirma que estará à frente
da criação de um modelo para monitorar os indicadores de
desempenho e produtividade.
“O objetivo é estabelecer um ranking para comparação dos
resultados, bem como disseminar e dar relevância aos revendedores
com os melhores desempenhos em cada indicador”, explica. Segundo ele, este
modelo permitirá que todas as revendas compartilhem e analisem informações,
verifiquem meios e práticas que possam ajudá-las no alcance de suas metas, além
de contribuir para a continuidade do negócio.
18
Segundo o presidente da Confenar, Victor Simas, cada diretoria
ou grupo de trabalho (Comitê de Vendas e Relações Comerciais;
Comitê de Remuneração e Operações etc.) possui um plano específico, que será acompanhado por uma nova ferramenta. “É um sistema
de gestão, que além de garantir maior e
melhor visibilidade do desenvolvimento de
cada projeto, possibilitará mais integração
entre as ações para tornar o valor da Rede
de Revendas mais evidente”, diz.
Já o diretor da Área de Negócios, Bento Luiz
Assalve, planeja ações mais presenciais, como
visitar feiras que estarão acontecendo no País,
atento também às novidades de eventos internacionais. “Pretendo também programar visitas de
nossas Assorevs e Revendedores para conhecer fábricas e montadoras de nossos principais fornecedores,
desenvolver novos negócios para a Rede de Revendas e procurar
junto com nossos patrocinadores e fornecedores mais produtos
customizados”, acrescentou.
Um dos focos da diretora de Gente e
Capacitação, Roberta Bergamaschi de
Oliveira, será nos projetos de desenvolvimento da Rede: “A nossa gente precisa estar em constante evolução. Por isso,
o nosso planejamento está focado na
capacitação das pessoas. Estamos em
negociação junto à instituições de São
Paulo para desenvolver um programa
voltado a esses profissionais, em um formato de PDG (Programa de Desenvolvimento Gerencial) ou MBA.
Também realizaremos um projeto customizado para a Rede de Revendas, voltado para a Governança,
seguindo o que foi feito em 2012.
Formaremos uma nova turma do
curso White Belt com a
Fundação Vanzolini, além
de projetarmos, mais
adiante, turmas de Green
Belt. A ação Passivo Zero,
realizado em 2012 para
a área de Operações,
será complementada e
ampliada, para oferecer
o suporte necessário para
todas as áreas das revendas”, diz ela.
Para este ano, a diretora de Marketing e
Comunicação, Adriana Neves, afirma que
já existe um planejamento para ampliar as
mídias e utilizar mais canais alternativos.
“Com certeza teremos novidades na comunicação. No ano passado tivemos uma
grande evolução das mídias da Confederação (Revista, Jornal Mural e TV Confenar).
O destaque com certeza ficou para a Revista, que a cada edição é aprimorada,
trazendo assuntos pertinentes para a Rede
de Revendas”, afirma.
Janeiro/Fevereiro 2014 |
19
Capa
Editorial
20
Rumo a um
2014
PRODUTIVO
E
ste ano promete! Não é apenas o otimismo de um País que receberá um dos
mais importantes eventos do planeta, a Copa do Mundo, nos meses de junho
e julho, mas a previsão de diversos especialistas. Com o Brasil em evidência no
cenário mundial, os produtos comercializados no mercado nacional também ganham destaque, especialmente entre os turistas.
De acordo com uma pesquisa da consultora Ernst & Young, a Copa do Mundo
deve inserir R$ 142 bilhões no País, além de criar 3,6 milhões postos de trabalho.
Os sete milhões de turistas estrangeiros esperados para o período devem trazer
cerca de R$ 22 bilhões de reais para a economia brasileira, segundo estimativa
do Instituto Brasileiro de Turismo (Embratur).
O reajuste do salário mínimo para R$ 724,00 também criará um momento
favorável para o consumo, já que, segundo a pesquisa do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), esse aumento deve
acrescentar mais R$ 28,4 bilhões na economia.
O Carnaval também promete movimentar os negócios no País. Segundo levantamento do Ministério do Turismo, a expectativa é que a festa atraia 6,4 milhões
de turistas, especialmente nas cidades do Rio de Janeiro, Recife e Salvador, podendo incrementar mais de R$ 6,1 bilhões no mercado nacional.
Dentro desse cenário, o setor de bebidas é apontado por especialistas como
um dos mais promissores em relação ao aquecimento econômico. Para atender à
crescente demanda por produtos, as distribuidoras devem estar preparadas, com
a força de um time que entra em campo motivado para alcançar os melhores
resultados nas vendas.
Janeiro/Fevereiro 2014 |
21
Capa
Editorial
Victor Simas, presidente da Confenar – revenda Disbecol (Caicó – RN)
“Na revenda começamos o ano em uma velocidade maior que a esperada. Logo, estamos ainda mais otimistas. Precisamos aproveitar cada momento e oportunidade, com reforço na estrutura e com muita atenção para
não desperdiçar energia. Temos um território consolidado e outro em expansão. Acredito que vamos crescer acima da média de mercado. Aliás, esse
é o nosso objetivo e todos os planos estão alinhados nesse sentido. Fizemos
também uma readequação, com uma ampliação no time de Vendas e de
Operações. Agora o foco será no custo e na produtividade. É claro que o
fato de recebermos a Copa será uma ocasião de incremento de vendas,
porém o ano não pode girar em torno desse evento, já que teremos outros.
Por isso, devemos tirar todo o proveito das ocasiões.”
Victor Simas, presidente da Confenar
Karl Lang, vice-presidente da Confenar – revenda Litorânea (Praia
Grande – SP)
“Na revenda temos certa cautela em relação ao crescimento da economia, especialmente pela atitude do governo que, desde 2013, adotou a
política de aumento da taxa básica de juros, o que influencia diretamente o
crescimento da economia. Outro ponto que merece atenção é a inflação,
fator que limita o poder de compra da população, impacta na demanda e
também nos nossos custos. Ainda sim, teremos grandes eventos que devem
alavancar o volume de vendas neste ano. Com isso, temos expectativas
muito boas em relação ao consumo.
O verão ajuda bastante no crescimento de nosso negócio, pois atendemos cidades litorâneas que dependem do clima. O fato de o Carnaval ser no início de março também ajuda, pois esticará a temporada e
Karl Lang, vice-presidente da Confenar
aumentará as vendas. Temos também planos para ampliar os negócios
da revenda, com a aquisição de novos veículos e principalmente equipamentos de informática.
Também já planejamos algumas ações adicionais. Aumentamos a nossa frota e o nosso Quadro de Lotação de
Pessoal (QLP) para o atendimento dessa demanda, investimos em tecnologia na área de Logística (instalamos as
ferramentas RoadShow e HB.MDM – softwares de gestão e monitoramento de Distribuição e Logística) e ajustamos
o modelo de hora trabalhada, sempre respeitando a legislação e nossos colaboradores. A revenda possui uma
distância média de rota de cerca de 150 quilômetros e isso nos obriga a ter foco na produtividade, além da necessidade de renovar constantemente a frota.”
22
Roberta Bergamaschi de Oliveira, diretora de Gente e Capacitação da
Confenar – revenda L.F. de Oliveira (Montenegro – RS)
“Acredito que 2014 será um ano de crescimento, tanto no volume quanto
na rentabilidade. Na revenda criamos um sonho para 2014, que é disseminado para todo o time. Existe uma convicção muito forte de onde queremos
chegar e o que é necessário para alcançar esse sonho. A ativação constante desse objetivo, por parte das lideranças com suas equipes, é o que
irá manter a motivação de todos. Na revenda temos o anseio de ampliar o
negócio, e vemos neste ano a oportunidade ideal para que isso aconteça.
Tanto a Copa do Mundo quanto as eleições, por meio de programas, ativações e campanhas, irão movimentar o mercado, possibilitando um incrível
incremento em nosso segmento. Só o fato do Mundial ser no Brasil irá trazer
uma energia diferente, com resultados que nunca se viu.”
Roberta Bergamaschi de Oliveira,
diretora de Gente e Capacitação
Luiz Carlos Marques, diretor Administrativo-Financeiro – revenda
Cerville (Barueri – SP)
“Do ponto de vista econômico, acredito que este será um ano de
muitas oportunidades e ganhos para quem estiver estruturado. Também
será desafiador, diferente dos outros, já que a Copa do Mundo exige
um planejamento específico, para aproveitar da melhor forma possível
o aumento no volume de consumo, principalmente no primeiro semestre
de 2014. Por isso, vamos ratificar a condição de excelência em nossa
atividade, prestando o melhor atendimento em Vendas e na Distribuição, garantindo abastecimento de todo o mercado.
Pretendemos aumentar a equipe no período, já que prevemos muitos desafios logísticos. Certamente encontraremos mais restrições, especialmente nos
centros urbanos, já que serão mais carros e pessoas circulando em dias de
jogos. Em virtude desses fatores, realizamos avaliações sobre a necessidade
de redimensionar nossa equipe Operacional e a frota de Entrega e Puxada.”
Luiz Carlos Marques, diretor Administrativo-Financeiro
Adriana Neves, diretora de Marketing e Comunicação – revenda
Conebel (São José do Rio Preto – SP)
“O ano chegou com uma expectativa positiva, de muita distribuição.
Recentemente, mudamos de prédio e realizamos ajustes de estrutura. Agora, estamos investindo em vasilhames, estoques, fluxo de caixa e outros
itens da operação. Não haverá acréscimo de pessoal, mas a frota deverá
ser reforçada (contratação terceirizada). Em maio, vamos estar preparados
para atender à demanda da Copa do Mundo, que trará benefícios não só
para as cidades-sede, mas também para os negócios. As eleições também
movimentarão o ramo, já que geram empregos e renda, fatores que irão se
converter em consumo e na criação de um círculo produtivo no mercado.”
Adriana Neves, diretora de Marketing e
Comunicação
Janeiro/Fevereiro 2014 |
23
Capa
Editorial
Bento Luiz Assalve, diretor da Área de Negócios – revenda Atlântica
(Guaratinguetá – SP)
“Acredito que será um ano de muitas oportunidades, tanto para a
revenda quanto para o setor de bebidas. A política comercial alinhada
com a Ambev no primeiro ‘Verão Sem Aumento’ já trouxe bons resultados. No Vale do Paraíba, região do interior de São Paulo, onde atuamos, a perspectiva para este ano é de 7% de crescimento em nossos
volumes de produtos Ambev.
Esperamos atingir nossos objetivos em share e criamos uma fidelização ainda maior com os clientes parceiros. Preparamos a ampliação do pátio de logística (adquirindo novos implementos de cavalos
mecânicos e carretas de 28 pallets para Puxada e caminhões para
Bento Luiz Assalve, diretor da Área
Entrega) e, se necessário, também vamos fazer contratações frete spot
Negócios
(transportadores extras para frete). Junto com a Ambev, planejamos um
‘esquenta’ antes do período dos jogos da Copa do Mundo. Teremos
vários eventos regionais que demandarão uma ação com mais colaboradores e, sem dúvida, trará grandes
resultados para toda a cadeia – consumidor, cliente e revenda.
Em relação a 2014, certamente o Mundial será o principal evento. Quanto às eleições, espero que o
governo tome medidas concretas para que possamos aquecer a economia de forma sustentável, tenha o
controle da inflação e que haja um crescimento em nosso PIB, o que poderia ajudar ainda mais a fechar o
ano com melhor performance e novos investimentos no País.”
Veriano Lima Júnior, presidente da Assorev-CN – revenda Lima (Rio
Verde – GO)
“A região em que atuamos depende exclusivamente do mercado agrícola
e estamos otimistas em relação à safra. Com essa demanda, em conjunto
com os eventos da Copa do Mundo e as campanhas eleitorais, nosso ano
será muito bom. Como somos operadores logísticos, neste ano temos a meta
de substituir 50% de nossa frota, além de expandir nossos negócios.”
Veriano Lima Júnior, presidente da
Assorev-CN
24
Joelson Zandoná, presidente da Assorev-RS – revenda Disfonte (Passo
Fundo – RS)
“Com os grandes eventos programados para este ano, a economia estável e o fortalecimento do poder de consumo da população com o reajuste
do salário mínimo, vislumbramos uma perspectiva muito favorável. Uma decisão importante para a consolidação da Disfonte foi a aquisição de uma
nova área de atuação, na região de Lagoa Vermelha, a 90 quilômetros
de Passo Fundo, que engloba 18 municípios. Em 2014, temos meses de
grandes desafios, mas também de muitas oportunidades.
Há um longo caminho para colher tudo o que plantamos, assim como os
investimentos em infraestrutura, desenvolvimento da equipe e fortalecimento
do mercado.
Joelson Zandoná, presidente da AsEstamos muito focados no Programa de Excelência da Ambev (PEX) e nas
sorev-RS
diretrizes das áreas de Gente & Gestão, Operacional e Segurança. Aguardamos o lançamento do programa para início de março, logo após o Seals
(evento que premia as melhores revendas de destaque do ano), no rumo do tão sonhado título de Embaixador da
Ambev. Esperamos um crescimento significativo em nosso volume por meio do incremento da área de atuação, lançamento do formato litrinho, o sucesso da Brahma Zero, novos produtos e embalagens, aliados às ações agressivas
de mercado, ganho de share, a iniciativa do ‘verão sem aumento’, controle no preço final para o consumidor (TTC)
e grande desempenho de nosso time no mercado. Este será um ano histórico para o negócio.”
André Cirne – presidente da Assorev-NE – revenda Cirne
(Mossoró-RN)
“Esperamos que seja um ano muito bom, já que teremos vários ciclos de
eventos como, por exemplo, o Carnaval, a Copa do Mundo, Festa de São
João e as eleições. Na reta final de 2013, aumentamos nossa base de atendimento e incluímos mais profissionais na equipe de Vendas. Iremos expandir
a frota de Entrega, caso a perspectiva de vendas se confirme, além de outros
investimentos que serão feitos para suprir a demanda por nossos produtos.”
André Cirne – presidente da Assorev-NE
Janeiro/Fevereiro 2014 |
25
Especial
Editorial
Pequenas soluções,
grandes
resultados
26
R
eduzir custos é um dos grandes desafios de todas as empresas. Sim, porque reduzindo
gastos, a margem de lucro aumenta, é possível abrir espaço para
novos investimentos, o negócio
cresce e as condições de trabalho
dos colaboradores podem melhorar. Além disso, reduzir custos
envolve muito mais do que gastar
menos, pois aumentando vendas,
preenchendo lacunas e otimizando processos também é possível
ganhar objetividade e espaço no
mercado. Confira seis ideias que
foram colocadas em prática por
revendas da Rede de associadas
à Confenar. Todos os projetos foram aprovados na segunda fase
do treinamento Six Sigma, graduação White Belt da Confenar.
Redução Freteiro de Puxada
O gerente de Operações e Distribuição da L.F. de Oliveira, de Montenegro (Rio Grande do Sul), Mariel
Couto, notou que todos os meses a
revenda precisava contratar fretes
terceirizados para a Puxada. Até aí,
tudo bem, já que isso é uma prática
comum do ramo. Mas, Mariel percebeu que havia uma semelhança
nessas contratações: todas ocorriam
na segunda quinzena do mês.
Para resolver a equação, a revenda resolveu colocar seus caminhões
próprios para trabalhar com toda
a capacidade no início do mês,
prevendo a demanda que sempre
ocorria na segunda quinzena. “Investigando o processo, observamos
que poderíamos reduzir esse custo,
aumentando a nossa produtividade
de Puxada e linearizando o volume
durante todo o mês”, explica.
“O novo processo foi positivo,
pois tivemos uma considerável redução nos gastos com freteiro”,
finaliza Mariel.
O gerente Comercial da Incobel, Valdir
Luchtenberg Júnior
PROCAD - Visita e Volume de
Vendas
Todo mundo sabe que para
vender é preciso manter contato
direto e regular com os clientes.
Na Incobel, de Rio do Sul (Santa
Catarina), a equipe de Vendas tinha a sua disposição um software
(PROCAD) para registrar e confirmar as visitas dos vendedores
aos PDVs. O gerente Comercial
da Revenda, Valdir Luchtenberg Júnior, notou que os números desses
registros estavam baixos, ora por
falta da visita in loco, ora por displicência da equipe que não tratava a leitura dos adesivos com a
devida importância. “Entendemos
que esse era um problema crônico
na área e também conseguimos
identificar algumas falhas de gestão da ferramenta”, diz Júnior.
Para reverter essa situação, o
departamento investiu em treinamentos para conscientizar os vendedores sobre a importância da
visita aos PDVs e também da leitura dos adesivos. “Esses dados são
super importantes para a análise
de tempos e movimentos no PDV
e podem ser estudados, além de
serem utilizados para traçar uma
estratégia comercial”, explica o
gerente Comercial.
Além disso, foi estabelecida
uma meta financeira de vendas
para alavancar os resultados das
visitas e o projeto funcionou, pois
além de bater a meta, eles a superaram em 50%. O percentual
de visitas registradas pelo sistema
PROCAD chegou a 92%. “No andamento do projeto, percebemos
evoluções nos indicadores de produtividade, como a positivação e
coberturas. Com isso, conseguimos aumentar o número de embalagens por PDV, o que resultou em
aumento do volume de vendas,
principalmente nos pontos em que
as leituras dos adesivos não aconteciam”, finaliza.
O gerente de Operações e Distribuição da L.F.
de Oliveira, Mariel Couto
Janeiro/Fevereiro 2014 |
27
Especial
Editorial
al, que procurava os trabalhadores para consertar a folha
de ponto. Para solucionar esse
problema, a revenda implantou
um novo processo de acerto na
marcação do ponto: o colaborador deve solicitar um formulário, preenche-lo com os dados
necessários e validar o documento com seu gestor direto.
“De certa forma, ‘burocratizar’ o
sistema de acerto do ponto fez
com que o colaborador ficasse
mais atento às suas marcações.
Os erros de fato diminuíram,
passando de 36 para apenas 5
por semana, em media”, explica a gerente.
Além disso, os ganhos podem
ser ainda maiores, considerando-se que há menos chances de
pagamento indevido de horas
extras, por conta dos erros de
marcação de ponto. “As novas
rotinas se tornaram uma solução
na gestão do tempo na área de
Gente e Gestão”, finaliza.
Inadimplência
No setor Financeiro da L.F. de
Oliveira foi preciso pensar em
uma solução para diminuir o número de pagamentos atrasados
e inadimplência dos clientes. O
percentual de inadimplência,
em alguns meses, chegou a
3%. A ideia foi estabelecer uma
nova rotina de processos no setor, com a renovação de normas
e fluxos do contas a receber,
além da definição de novas formas de pagamentos e prazos
para os clientes.
Para que o projeto desse certo,
a revenda contou com o apoio de
todas as áreas, principalmente a
de Vendas, que adotou uma nova
postura frente aos seus clientes.
“Com essas ações, conseguimos
diminuir o percentual de inadimplência para menos de 1%, contribuindo para um contas a receber
mais ativo e saudável”, explica a
autora do projeto e gerente da revenda, Roberta Oliveira.
A gerente Administrativo, Deisi Vianna, da
L.F. de Oliveira
Erro de Marcação
Na revenda L.F. de Oliveira, a Gerente Administrativa,
Deisi Vianna, foi responsável
por implementar uma solução
que acabaria, ou pelo menos
reduziria, o número de erros
de marcação no ponto dos colaboradores. Com mais de 60
funcionários, era comum que
durante a semana ocorressem,
em média, 36 erros na marcação do ponto – geralmente o
funcionário se esquecia de marcar o ponto em alguma entrada
ou saída.
Fazer os ajustes desses horários demandava uma pessoa da
equipe do departamento Pesso-
28
A gerente da L.F. de Oliveira, Roberta Oliveira
Perfil
lairo
tidE
Família unida na vida
e nos negócios
A
entrada de Mateo Pedro Marcon no ramo de bebidas ocorreu após uma fatalidade, seguida
de um gesto solidário de seus familiares. Na época em que trabalhou
como caminhoneiro, em 1988,
Mateo sofreu um assalto em que
roubaram a sua carreta, deixandoo sem rumo. Para ajudá-lo a se erguer novamente, a família se uniu e
comprou a Distribuidora de Bebidas
Cruzeiro, localizada em Primavera
do Leste (Mato Grosso), onde ele
teve a oportunidade de encontrar
uma nova chance profissional, detendo 1% da sociedade. “Para que
eu voltasse a trabalhar meus dois irmãos, Carlos e Nelso, juntaram-se,
com mais uma pessoa, e compraram a distribuidora”, explica.
No início, a revenda só representava a Skol e, em 1999, expandiu-se e conquistou o título de
trimarca, sendo a segunda do País
a conseguir tal feito. No ano de
2006, a distribuidora foi surpreendida pela entrada de um concorrente na cidade, o que desestabilizou o negócio. Foi preciso a união
de todos os colaboradores, o trabalho conjunto com as três marcas
e o apoio da Ambev para que a
revenda voltasse a conquistar share. “Tínhamos 70% de share e chegamos a ficar com apenas 32%
naquele período. Investimos pesado para reconquistar o mercado.
Atualmente, temos 65% de share”,
conta. Hoje, Marcon já conquistou
20% da sociedade e administra a
revenda junto com o irmão mais velho, Nelso Marcon.
Aos 51 anos, ele é conhecido
por sua simpatia, facilidade para
fazer novas amizades e por manter
constante contato com amigos de
longa data. “Sou o tipo de pessoa
que liga para saber como estão,
mando mensagens e gosto de estar
próximo de quem amo. Preparar um
churrasco aos domingos tornou-se
uma das minhas atividades preferidas e minhas especialidades são
costelão e carneiro”, diz.
Gaúcho, nascido em Guaporé
(Rio Grande do Sul), ele mudou
com a família para o Mato Grosso há 34 anos, antes mesmo do
município de Primavera do Leste ser
emancipado, em busca de melhores condições de vida. Lá, ele conheceu a esposa, Elaine Lúcia Mar-
con, com quem é casado há 28
anos, seu braço direito na revenda
e responsável pelo Financeiro. O
casal teve três filhos. O mais velho,
Marcondes Tiago, de 26 anos, trabalha no Operacional da revenda
e o do meio faleceu quando ainda
era criança. Há seis anos, eles conheceram Gabriel em um abrigo
temporário da cidade. O menino
nasceu com diversas complicações
e com a saúde debilitada. Comovidos com a situação do bebê, o
casal decidiu adotá-lo. “Eu tinha
medo de algumas situações, mas fui
resistente. Hoje, sei que foi a melhor
coisa que nos aconteceu. Ser pai
adotivo é fantástico”, ressalta.
Mateo se orgulha da história que
construiu no ramo de bebidas. Tudo
que conseguiu foi por meio de seu
trabalho na revenda, tanto as conquistas materiais, quanto àquelas
que não podem ser estimadas, que
são os clientes, amigos e também
o fato de a revenda ser um ponto
de referência na cidade. “Trabalhar
no ramo de bebidas é um grande
aprendizado. Às vezes enfrentamos
dificuldades, mas, ainda assim,
vale a pena”, completa.
Distribuidora de Bebidas
Cruzeiro Ltda.
Primavera do Leste (Mato Grosso)
Funcionários: 70
Distribuição de hectolitros: 9 mil ao
mês (média)
Frota: Dois caminhões (Puxada), e
12 veículos (Entrega)
Janeiro/Fevereiro 2014 |
29
Boas
Ideias
Editorial
Programa reforça consumo
consciente de bebida alcoólica
A
revenda Univale, de Estrela (Rio Grande do Sul), é
uma das empresas participantes
do “Programa Vida Mais Viva,
sem álcool para menores de 18
anos”, projeto comunitário que
tem como objetivo conscientizar e
incentivar um estilo de vida mais
saudável entre os jovens. Para divulgar a ação, a distribuidora colocou cartazes do tema nos PDVs
dos 52 municípios gaúchos que
atende, alertando aos empresários sobre a importância e a responsabilidade dessa iniciativa.
Entre os clientes que apoiam
o projeto está a rede de postos
de combustível Fórmula, que
tem nove unidades no Estado.
O gerente Luciano Rohr, da filial
de Lajeado (Rio Grande do Sul),
aprovou a ação. “É uma questão de conscientização. Temos
que divulgar a lei que proíbe
o consumo de bebidas alcoólicas por menores de 18 anos,
algo que também reforço com
os meus filhos. Por isso, acredito que devemos plantar essa
semente desde cedo em nos-
sos jovens. Os Postos Fórmula
com certeza fazem questão de
apoiar esse importante programa”, afirma.
Para o supervisor de Trade
Marketing da Univale, Deoclécio Pelegrini, a revenda atua no
segmento de bebidas alcoólicas,
mas precisa ter a responsabilidade de orientar seus clientes sobre
o consumo adequado dos produtos. “A Univale sempre será
parceira de projetos como esse,
que, acima de tudo, auxiliam no
cumprimento da lei”, comenta.
Deoclécio Pelegrini (Univale) e Luciano Rohr (Posto Fórmula- Lajeado/RS) divulgando a ação
30
AM recebe certificação
por destinação de resíduos
A
revenda AM, de Ipatinga (Minas Gerais), recebeu certificação de destinação de resíduos da
empresa de reciclagem Eco Vale,
após doar sucatas eletrônicas
como computadores, impressoras
e teclados – materiais eletrônicos
sem utilização e que estavam armazenados na distribuidora. A
medida faz parte da política da
distribuidora de buscar alterna-
tivas sustentáveis aos resíduos,
para evitar que metais pesados
contaminem o meio ambiente.
O diretor-presidente da AM,
Amantino Alves, ressalta a importância da destinação correta dos
materiais não utilizados. “Os eletroeletrônicos não devem ser jogados
no lixo comum quando perdem sua
vida útil, pois os itens utilizados na
composição desses equipamentos
muitas vezes são tóxicos. A chamada sucata eletrônica deve ser
recolhida e enviada às empresas
especializadas na reciclagem desses produtos”, explica.
Ele também destaca que a reciclagem evita a superlotação de
lixões e aterros sanitários, além
de recolocar matérias-primas no
ciclo de produção, criando mais
empregos e renda.
Equipe AM – o auxiliar de Informática Jobson Batista (com o certificado) e o técnico em Informática
Clayton Fernandes (de blusa azul) – com os colaboradores da Eco Vale
Janeiro/Fevereiro 2014 |
31
Negócio
Editorial Certo
MGI TECH apresenta nova
solução em TI para as revendas
A
MGI TECH traz à Rede de
Revendas Confenar o exclusivo pacote para smartphone Samsung Galaxy SIII mini e acessórios
de ponta. O pacote contempla
capa flip, que protege o aparelho e aumenta sua autonomia por
um longo período (devido à bateria com capacidade de 5000
mAh), além de contribuir para a
redução do tempo de recarga,
possibilitando mais tranquilidade
ao usuário durante a sua rota.
O serviço inclui garantia estendida para o Galaxy SIII mini,
com cobertura de 24 meses e
SLA (Nível de Serviço) em que
o equipamento será reparado,
em caso de defeito coberto pelo
fabricante*, em até cinco dias
úteis, com frete de retorno por
conta da MGI TECH. “O serviço tem como objetivo melhorar
a manutenção, o tempo de reparo, além de diminuir custos
com backup. Normalmente, as
empresas não costumam ter esse
atendimento para smartphones
e, por isso, desenvolvemos essa
solução como um diferencial
para atendimento às revendas”,
explica o diretor de Vendas da
MGI TECH, Luiz Alberto Ferreira.
Os distribuidores associados à
Confenar também têm um desconto especial, além de um pacote de
soluções que incluem hardware,
acessórios e serviços com condições que chegam a até 30% de
desconto. Para consultar esse pacote e obter mais detalhes, basta
acessar o site da Confenar, na
Área de Negócios.
Segundo o executivo da Área
de Negócios e Parcerias da Confenar, Nino Feoli Anele, esta parceria com a MGI TECH ganhou
importância estratégica na medida em que atende a Rede de Revendas, para equipar a força de
vendas dentro das novas características técnicas do Sistema de
Vendas da Ambev. Cerca de 600
equipamentos já foram comercia-
lizados desde dezembro. A MGI
foi fundada em 1991, em Suzano (interior de São Paulo). Desde
então, a empresa diversificou suas
atividades, firmando um sólido
relacionamento com fabricantes
líderes no mercado de tecnologia, aumentando seu portfólio e
oferecendo para seus clientes as
melhores soluções de infraestrutura
de tecnologia da informação.
Em 2012, nasce a MGI TECH,
resultado da fusão entre a MGI
e a Rogetech. Hoje, a empresa
conta com uma rede superior a
100 canais revendedores e integradores de soluções. Parceira da
Confenar há dez anos, a empresa se orgulha de contribuir com
o dia a dia das revendas. “Levar
aos revendedores equipamentos e
soluções para automação de suas
equipes de Vendas, aliando tecnologia e eficiência em suas rotinas
de campo, é o que nos motiva a
manter essa parceria a cada ano
que passa”, completa Ferreira.
*Em caso de dúvidas entre em contato com
a MGI TECH e consulte os termos e condições do contrato.
32
Pneuac-Pirelli oferece
alta tecnologia em pneus
P
ara fornecer pneus com tecnologia de ponta às revendas,
a Confenar tem uma grande parceira neste segmento, a PneuacPirelli, presente no mercado brasileiro há mais de 60 anos. A
empresa oferece às distribuidoras associadas à Confederação
pneus para caminhões, ônibus,
carros de passeio e motos, que
proporcionam mais economia e
agilidade às frotas.
A Pneuac-Pirelli conta com um
portfólio completo de pneus de
passeio (Cinturato P1, Cinturato
P7 e Scorpion Verde All Season)
com menor resistência ao rolamento. Essa característica ajuda a
economizar até 6% de combustível
e emitir dez gramas a menos de
CO2 por quilômetro rodado.
Entre os serviços oferecidos às
revendas, destaca-se a plataforma Fleet Solution, um pacote de
soluções tecnológicas destinadas
às frotas de caminhões e ônibus.
“Esse pacote foi lançado recentemente, junto à nova geração de
pneus do segmento, a linha 01
Series”, explica o CEO da empresa, Ivo Yoshioka. A empresa também comercializa rodas de alumínio para caminhões, que pesam
menos da metade de uma roda de
aço e, por isso, possibilitam aos
veículos carregarem um volume
maior de mercadorias.
A parceria garante também
vantagens em relação ao preço.
“Para a parceira com a Confenar
trabalhamos com um preço em média 10% inferior à tabela”, afirma.
Além disso, a empresa possui uma
equipe técnica que realiza atividades de alinhamento, balanceamento e diagnóstico técnico em
algumas das revendas que mais
utilizam os produtos. “Essa parceria é muito importante para nós,
pois fortalece o relacionamento
com os operadores de referência
nesse setor. Outra vantagem é o
benefício que trazemos aos associados Confenar, que adquirem
pneus para sua frota com condições especiais”, explica.
A revenda Univale, de Estrela
(Rio Grande do Sul), é cliente
Pneuac-Pirelli há três anos. Entre os produtos utilizados pela
distribuidora estão pneus para a
frota de entrega, modelo FG85
– 275/80R22,5, que, segundo
o diretor Operacional da revenda, Rui Grave, proporcionam ótimos resultados de desempenho
para os veículos. “Os produtos
Pneuac-Pirelli sempre correspondem às nossas necessidades.
Pela nossa proximidade com a
loja (que fica em Lajeado), essa
parceria traz muitas vantagens
para a revenda, especialmente
no atendimento diferenciado,
agilidade para a entrega do produto, preço e prazo de negociação diferenciada. Praticamente
eliminamos o estoque de pneus
na revenda”, ressalta.
A Pneuac-Pirelli é uma rede
própria que representa o Grupo
Pirelli no Brasil. A empresa atua
com as marcas Pneuac, Abouchar e Campneus.
Janeiro/Fevereiro 2014 |
33
Negócio
Editorial Certo
Rodofort fornece produtos especiais
para o transporte de bebidas
F
abricante de implementos rodoviários e referência nacional no transporte de bebidas, a
Rodofort traz soluções em equipamentos para a rede de revendas,
como reboques, semirreboques,
bitrens e rodotrens. A empresa
atua nas categorias de furgões
(alumínio e lonado), transportes
de bebidas, cargas secas, basculantes, canavieiros, graneleiros,
porta-contêiner e projetos especiais. A rede de assistência técnica da empresa, em plena expansão, está presente nas principais
cidades do País e faz a venda de
peças, além de manutenção corretiva e preventiva.
Para as revendas, a empresa
oferece o semirreboque Sider
Asa Delta de 28 pallets para
transporte de bebidas de grandes distâncias, que possibilita a locomoção de pallets em
grandes quantidades. Outro
item que a empresa oferece é
a carroceria para bebidas Roll
Up de seis, oito e dez pallets,
ideal para o transporte urbano e
adaptado para distribuição de
bebidas nos grandes centros.
Completando a lista, está o furgão lonado sobrechassis para
transporte de bebidas. “Todos
os produtos estão de acordo
com as exigências Ambev, que
envolvem padrões de segurança
para o operador e que garantem a integridade física da carga transportada”, explica o gerente da rede de distribuidores
Rodofort, Victor Romeu.
34
As revendas podem se beneficiar das condições de financiamento por meio de CDC e Finame Leasing. A fábrica também
oferece a possibilidade de pagamento com o preço à vista ou
dividido em até quatro parcelas.
“A primeira é paga no pedido,
a segunda no ato da entrega,
e a terceira e quarta parcelas
são, respectivamente, para 28
e 56 dias após a entrega”, reforça Romeu.
A revenda Dilasa, de Lagoa
Santa (Minas Gerais), adquiriu
três semirreboques Asa Delta
sider de 28 pallets. Segundo o
diretor da revenda, Bruno Nassif, o produto garantiu ganhos na
Puxada. “A parceria entre Confenar e Rodofort tem como prin-
cipal diferencial a redução do
custo de aquisição, customização do equipamento, bem como
ótima condição de pagamento.
Os produtos são desenvolvidos,
dimensionados e aprovados
para o negócio de bebidas, aumentando a agilidade, volume
transportado e a disponibilidade
dos mesmos”, afirma Nassif.
Segundo Romeu, a parceria
também estreita o relacionamento da empresa com as revendas
e a Confenar. “Estar próximo
das revendas é essencial, pois
elas são o espelho do mercado,
o que nos permite verificar e antecipar as tendências e necessidades de nossos clientes para
atendê-los com a máxima qualidade e excelência.”
Ambev em
lairFoco
otidE
Sabrina Sato é a musa do
Carnaval da Brahma 2014
A
apresentadora e modelo Sabrina Sato irá representar o Carnaval da Brahma, que em 2014
contará com três camarotes: Rio de
Janeiro, São Paulo e Salvador. A
musa marcará presença na capital
paulista e na cidade carioca. Em
Salvador, Claudia Leitte será a embaixadora do espaço.
O público poderá frequentar os
camarotes Brahma de São Paulo
e Salvador por meio da compra
de passaportes. Já o do Rio de
Janeiro é destinado somente para
convidados, mas o conceito é o
mesmo nas três praças: promover
um evento exclusivo, que reúne
serviço all inclusive e shows que
podem ser assistidos ao lado de
celebridades, além de uma vista
privilegiada dos desfiles das escolas de samba.
O evento é uma iniciativa
da Central de Camarotes, joint
venture entre a BBHouse e a
Playcorp. A previsão é que,
somente os Camarotes Brahma
de São Paulo e Salvador deverão
receber mais de 30 mil pessoas
nos dias de funcionamento.
Sabrina Sato, no Camarote Rio, na edição 2013
Ambev
Editorial em Foco
David Luiz estreia nova campanha
da PEPSI® no Brasil
O
jogador da Premier Ligue
do Chelsea e da seleção
brasileira, David Luiz, é o garoto
propaganda da nova campanha
da PEPSI®, com o conceito “Pode
ser Agora”, estimulando as pessoas a não deixarem para depois o que pode ser vivido agora. Esse é o primeiro anúncio da
marca em 2014 exclusivamente
para o Brasil.
“Estou entusiasmado ao me unir
à PEPSI® em uma campanha para
o público brasileiro. Tenho certeza que os consumidores irão se
identificar com a brincadeira feita
no filme”, comenta o jogador. O
craque também entrou para a seleção global de estrelas de futebol
de 2014 da PEPSI®, ao lado de
grandes nomes como Messi, Van
Persie, Wilshere, Agüero, Ramos
e Gomez, entre outros.
Criada pela AlmapBBDO e
produzido pela Sentimental Fil-
mes, a campanha já é veiculada
nas cidades de São Paulo, Rio
de Janeiro, Porto Alegre, Salvador e Belo Horizonte e também
na Internet (www.pepsi.com).
Guaraná Antarctica cria aplicativo
que avalia publicação de vídeos
A
o navegar na Internet, já se
perguntou como tal pessoa
teve coragem de postar determinado vídeo? Pensando nisso,
a Guaraná Antarctica lançou o
aplicativo The Post Brothers, ferramenta que possibilita aos internautas consultarem seus amigos se devem publicar um vídeo
na rede ou não.
Novidade no Brasil, o aplicativo foi criado pela agência
DM9DDB e está disponível na
Fan Page da marca no Facebook. Antes de publicar o post,
36
o internauta acessa a ferramenta e envia o vídeo para três
amigos, que o recebem ocultamente, fazem suas avaliações, e
respondem se deve ou não ser
publicado. É possível também
fazer brincadeiras com o criador do vídeo.
Para mais informações sobre
o aplicativo, acesse o novo site
de Guaraná Antarctica (www.
guaranaantarctica.com.br) ou
a Fan Page da marca no Facebook (www.facebook.com/
guaranaantarctica).
l
H2OH!® lança Limoneto em
campanha com temática ousada
A
H2OH!® lançou em janeiro
a campanha do seu novo
sabor, o H2OH! ® Limoneto,
com um vídeo que discute as
relações sociais familiares que
fogem dos estereótipos da sociedade. Intitulado “Affair”, o
novo comercial retrata um jovem casal que vive em situação
de igualdade dentro de casa.
Enquanto o marido cozinha, a
esposa chega do trabalho e insinua um suposto “affair” entre
ela e uma colega de trabalho
do rapaz. Criada pela AlmapBBDO, o vídeo é veiculado
em TVs fechadas e abertas no
horário nobre.
Summer Beats Festival agita
casas noturnas
A
Skol Beats, cerveja que revolucionou o mercado no quesito agitação, promove o Summer
Beats Festival, evento que leva
o melhor da música eletrônica a
diferentes cidades brasileiras, em
um ambiente que combina uma
boa balada ao melhor das noites
de verão. A festa marcou presença em 30 casas noturnas em janeiro. Dentre as opções, o público
pode saborear a Beats Extreme,
último lançamento da Skol que potencializa a experiência noturna.
Para mais informações sobre o
evento, acesse www.skol.com.
br/summerbeatsfestival/.
Janeiro/Fevereiro 2014 |
37
Eu
recomendo
Editorial
Você tem alguma sugestão de livro, filme ou site para compartilhar
com os leitores da Revista Confenar? Então envie um e-mail para
[email protected] com a sua recomendação.
Livro: Os segredos da proposta irresistível
Escrito pelo coordenador do Programa de Desenvolvimento Executivo em Negociação da HSM Educação, Renato Hirata, a obra ensina
diversas técnicas exclusivas, que transformam simples proposições em
convites poderosos e interessantes, baseadas nas estratégias de grandes
negociadores. As técnicas abordadas tem como objetivo a criação de
um estado interno nas pessoas, que torne qualquer atividade motivadora
e que impulsiona a tomada de boas decisões. O livro é um verdadeiro
manual de persuasão e influência no mundo empresarial.
Autor: Renato Hirata
Editora: Para Todos | Ano: 2011
Filme: O homem que mudou o jogo
Baseado no livro “Moneyball: The art of winning an unfair game”, de Michael Lewis, que teve origem em uma história real, o filme conta a trajetória
de Billy Beane (Brad Pitt) como gerente do Oakland Athletics, time de baseball com pouca expressão no esporte e em dificuldades financeiras. Com o
desafio de conquistar o título na liga nacional, Beane adota um novo sistema
de gestão em que aplica economia e estatística no futebol. Com a ajuda do
recém-formado em Economia Peter Brand (Jonah Hill), ele cria um programa de
estatísticas para o clube, desafiando os meios tradicionais de administração.
Quem recomenda: Nelson Paszkiewicz, gerente Administrativo da revenda
Cargnelutti, de Rosário do Sul (Rio Grande do Sul). “Eu achei muito interessante
toda a garra e estratégia que ele adotou para alavancar o time.”
Direção: Bennett Miller | Ano: 2012
Site: Livemocha
Com 16 milhões de participantes em todo o mundo, o Livemocha é uma
das redes sociais mais famosas para o aprendizado de idiomas. Estão disponíveis para aprendizado 38 línguas, inclusive as menos conhecidas dos
brasileiros, como búlgaro, croata, urdu e híndi. O aluno contará com diversos exercícios em vídeos, áudios e imagens. É possível treinar a escrita, pronúncia e leitura, além de poder conversar com membros de outros países e
enviar lições para que os mesmos as corrijam e vice-versa. A comunidade
oferece cursos gratuitos nos níveis básico e intermediário. Os avançados
são pagos. Em ano de Copa e com a previsão da alta de turistas, essa
é uma dica interessante para aprimorar seus conhecimentos em idiomas.
Link: http://livemocha.com/
38
airoNota
Tome
tidE
Boas práticas na área Fiscal
V
ocê já se perguntou o que
é necessário para alinhar as
informações fiscais mensalmente, garantindo que sejam enviadas ao fisco sem divergências?
A conciliação fiscal é muito
importante porque permite às
empresas ajustar e harmonizar
a combinação ou composição
de diferenças. Esse processo
auxilia o usuário na conferência
de lançamentos entre sistemas,
verificando se os movimentos
na plataforma de origem estão
devidamente escriturados no sistema de destino (gerador das
informações fiscais em meio digital para envio ao fisco).
Em primeiro lugar, é importante que sejam utilizados todos os
recursos disponíveis pelo sistema fiscal. Eles auxiliam na auditoria dos lançamentos, antes
mesmo de gerar as informações
digitais para envio ao fisco.
Nos casos em que houver interface entre dois ou mais sistemas,
é necessário garantir que as informações sejam as mesmas em
todos, por meio da conciliação
de movimentos.
Outro ponto importante é a
conferência cadastral dos clientes e fornecedores com os quais
são realizadas as transações.
A veracidade nas informações
cadastrais dos participantes,
desde o CNPJ até o CEP, evitam qualquer tipo de problema
no momento da validação dos
arquivos digitais.
Há, ainda, o registro de inventário, em que o saldo de
mercadoria em estoque de determinado período deve retratar
as transações de entrada e saída
ocorridas. Todas as transações
devem ser registradas por meio
de documento fiscal, evitando
notificações por diferenças apresentadas entre o saldo físico em
estoque e o saldo calculado pelos documentos fiscais.
Outras práticas recomendadas:
O usuário final, responsável
pelo processo de escrituração
fiscal, precisa estar alinhado
com o contador da revenda.
A ligação entre o fornecedor
do sistema, usuário e contador
deve estar em perfeita harmonia para que o processo fiscal
seja maximizado pela da utilização das ferramentas disponibilizadas pelo sistema.
A escrituração fiscal é o resultado de todos os movimentos ocorridos durante um determinado período na empresa. Logo, se algo for
iniciado de forma inconsistente, o
resultado será incoerente. Já se o
processo for executado corretamente, muitos transtornos podem
ser evitados no fechamento fiscal
de cada período.
É importante que
sejam utilizados
todos os recursos
disponíveis pelo
sistema fiscal.
Eles
auxiliam na
auditoria dos
lançamentos,
antes mesmo
de gerar as
informações
digitais para
envio ao fisco
Paula Ramos
é consultora Fiscal da HBSIS
Informática
Janeiro/Fevereiro 2014 |
39
De Olho na Mídia
Editorial
Confira as principais notícias da Confenar que foram
destaque na Imprensa.
Mídia:
Mídia:
“
Iniciativa de distribuição da Confenar
garante verão repleto de bebidas
A Confenar incentiva suas revendas a
colocarem em ação estratégias especiais
que garantem a distribuição de bebidas no
período de alta temporada, compreendido
entre os meses de dezembro e fevereiro.
A ocasião é caracterizada pelo aumento
do consumo de bebidas e exigem que as
revendas elaborem práticas que possam
facilitar o fluxo e deixar os pontos de venda
abastecidos. [...]
Mobilidade urbana e cenário logístico
É necessário entender melhor a realidade da
mobilidade urbana no Brasil, que influencia diretamente
a economia nacional e reflete na qualidade de vida (e
no bolso) dos cidadãos. [...]
11/12/2013
“
“ “
30/12/2013
Mídia:
Revendas da Confenar definem estratégia
para o verão
Mídia:
“
O potencial logístico do Brasil e
seus desafios
Embora haja muito para melhorar e investir,
o Brasil é o principal distribuidor de bebidas da
América do Sul, graças ao seu tamanho e à sua
capacidade de consumo. Os investimentos na
malha rodoviária decorrentes desse potencial,
de uma forma ou de outra, são realizados por
meio de concessões para empresas privadas
ou diretamente por obras do poder público.
Porém, estão longe de atender à necessidade.
Cabe a cada um dos agentes que atuam
nesse setor uma parcela de responsabilidade
para que esse quadro se modifique, de maneira
mais rápida, e o País e a sociedade brasileira
possam estar preparados para um fluxo cada
vez maior de materiais e produtos. [...]
6/11/2013
“
“
O processo envolve aspectos como infraestrutura,
estoque, armazém, frota e profissionais, além da área
Comercial, política de preços e contratação de mão de
obra. O planejamento acontece no início do segundo
semestre e a execução se inicia logo no começo da
temporada de verão, para que os consumidores comecem
a estação com seus “estoques” cheios.
10/12/2013
“
Mídia:
“
Confenar traz dicas para uma vida mais
segura e saudável
Os cuidados com a segurança são essenciais não
apenas para evitar acidentes, mas também para garantir
a saúde. Ficar ligado a pequenos procedimentos de rotina
pode ser uma maneira eficaz de ter uma vida sem riscos.
Seja no trabalho, em casa ou no trânsito, é preciso muita
atenção e respeito às normas de segurança. Afinal, tão ou
mais importante que qualquer tarefa ou compromisso do dia
a dia é optar sempre por atitudes seguras.
20/11/2013
“
Labirinto
Ajude este caminhão a econtrar o
caminho correto para chegar ao PDV.
D
C
B
A
Chegada
Resposta: c
Janeiro/Fevereiro 2014 |
41

Documentos relacionados

paixão nacional

paixão nacional Os Comitês também estão trabalhando intensamente, e muito do que estão fazendo terá seu desdobramento em agosto, em nosso evento anual. Para finalizar esta mensagem, queremos reforçar a nossa enorm...

Leia mais

Baixar PDF

Baixar PDF “Doe brinquedos, ganhe sorrisos”, a Univale, de Estrela (Rio Grande do Sul), arrecadou diversos donativos que foram entregues à Associação dos Menores de Arroio do Meio (Amam), no Rio Grande do Sul...

Leia mais