Lista 3o ano 1o G.G-Rev.Rus.Crise29.Fas.2oGG

Сomentários

Transcrição

Lista 3o ano 1o G.G-Rev.Rus.Crise29.Fas.2oGG
Lista – 3o ano – Mundo Contemporâneo – Guerras. Prof. David Nogueira
1. (Ufsc 2015) A anexação da Crimeia pela Rússia, a guerra civil na Síria, a permanente
tensão no Iraque e o fortalecimento nacionalista na Europa despertam um antigo debate: uma
crise regional é capaz de provocar um conflito global, como ocorreu há cem anos?
Estudiosos consideram remota a chance do enredo que levou à Primeira Guerra, cuja origem é
uma crise localizada entre a Sérvia e o Império Austro-Húngaro após o assassinato do
arquiduque Francisco Ferdinando, em Sarajevo.
O complexo sistema de alianças na Europa levou a uma reação em cadeia que provocou a
ampliação do conflito. Em quatro anos, a guerra matou ao menos 11 milhões de pessoas.
Ao mesmo tempo, desmantelou impérios, instigou o nacionalismo étnico, delimitou novas
fronteiras na Europa e desencadeou a Segunda Guerra (1939-1945).
“A guerra é o ponto de partida para compreendermos o contexto atual da Europa e do mundo.
Marcou o início da era em que vivemos. Depois de 100 anos, ainda estamos lidando com
consequências políticas e sociais dela”, diz Stephen Badsey, do departamento de História e
Estudos sobre Guerra da Universidade de Wolverhampton.
COLON, Leandro. 100 anos da 1a Guerra. Folha de São Paulo, 28 jun. 2014. Sessão Mundo,
p. A17.
a) Cite três novos países europeus resultantes dos tratados assinados com o fim da Primeira
Guerra Mundial.
b) A economia brasileira sofreu alguns impactos em decorrência da Primeira Guerra Mundial.
Cite e explique um deles.
2. (Fuvest 2015) Observe o mapa.
a) Explique uma razão do expansionismo japonês nas décadas de 1930 e 1940.
b) Aponte um país atual da região da antiga Indochina Francesa, destacada no mapa, e
caracterize sua posição no contexto industrial mundial do século XXI.
3. (Uerj 2015) Os mapas constituem uma representação da realidade. Observe, na imagem
abaixo, dois mapas presentes na reportagem intitulada Um estudo sobre impérios, publicada
em 1940.
Página 1 de 52
Lista – 3o ano – Mundo Contemporâneo – Guerras. Prof. David Nogueira
O uso da cartografia nessa reportagem evidencia uma interpretação acerca da Segunda
Guerra Mundial.
Naquele contexto é possível reconhecer que essa representação cartográfica tinha como
finalidade:
a) criticar o nacionalismo alemão
b) justificar o expansionismo alemão
c) enfraquecer o colonialismo britânico
d) destacar o multiculturalismo britânico
4. (Ufg 2014) Analise o cartaz a seguir.
Página 2 de 52
Lista – 3o ano – Mundo Contemporâneo – Guerras. Prof. David Nogueira
Elaborado durante a Guerra Civil Espanhola (1936-1939), o cartaz apresentado transmite uma
imagem de família estruturada sobre um princípio que
a) redefiniu o papel social da mulher em decorrência de sua mobilização para a luta.
b) elegeu o Estado como centro irradiador das relações entre homens e mulheres.
c) adotou a ideologia liberal para a formação da família nuclear.
d) pregou o sacrifício feminino como meio de proteção moral da família.
e) defendeu a organização hierárquica familiar como modelo para a luta política.
5. (Pucrj 2015) Cem anos após o seu início, a Grande Guerra ainda se apresenta como um
desafio para os historiadores que procuram entender a dimensão do conflito. Duas grandes
alianças político-militares se enfrentaram e, por seu poder destrutivo, é comum que 1914-1918
seja mencionado como o fim de uma era. Sobre a I Guerra Mundial, faça o que se pede.
a) Explique uma razão que levou à formação de uma das alianças que se enfrentaram no
conflito;
b) Cite duas mudanças ocorridas no cenário social e político do pós-guerra
6. (Unesp 2014) 1. Exigimos, baseando-nos no direito dos povos a disporem de si mesmos, a
reunião de todos os alemães em uma Grande Alemanha.
2. Exigimos a ab-rogação [revogação] dos Tratados de Versalhes e de Saint-Germain.
3. Exigimos territórios para a alimentação de nosso povo e para o estabelecimento de seu
excedente de população.
4. Não pode ser cidadão senão aquele que faz parte do povo. Não pode fazer parte do povo
senão aquele que tem sangue alemão, qualquer que seja sua confissão.
Consequentemente, nenhum judeu pode fazer parte do povo.
5. Aquele que não é cidadão não pode viver na Alemanha senão como hóspede e deve ser
submisso à legislação aplicável aos estrangeiros.
(Programa do Partido Nacional-Socialista dos Trabalhadores Alemães, 1920. In: Kátia M. de
Queirós Mattoso. Textos e documentos para o estudo da história contemporânea (1789-1963),
1977. Adaptado.)
Explique as origens da exigência contida no item 2 do Programa do Partido Nacional-Socialista
dos Trabalhadores Alemães e cite duas ações, realizadas pelos nazistas após sua chegada ao
poder, que derivaram do que é proposto nos itens 4 e 5 desse Programa.
7. (Uerj 2012)
A Primeira Guerra Mundial provocou uma reorganização político territorial da Europa, como se
observa nos mapas. Duas ideias orientaram essa reorganização: a do Estado-nação e, no caso
da fronteira russa, a do cordão sanitário.
A partir da análise dos mapas, identifique a mudança ocorrida na organização política europeia
após a Primeira Guerra.
Página 3 de 52
Lista – 3o ano – Mundo Contemporâneo – Guerras. Prof. David Nogueira
Em seguida, indique o motivo que levou ao estabelecimento da política do cordão sanitário
naquele momento.
8. (Ufjf 2011) Observe o mapa abaixo:
O mapa retrata a África partilhada por países europeus em um processo conhecido como
imperialismo.
a) Analise as repercussões desse processo de desenvolvimento do capitalismo desde o final
do século XIX.
b) Relacione os impactos desse processo sobre as origens da Primeira Grande Guerra
Mundial.
9. (Fuvest 2011) Este livro não pretende ser um libelo nem uma confissão, e menos ainda uma
aventura, pois a morte não é uma aventura para aqueles que se deparam face a face com ela.
Apenas procura mostrar o que foi uma geração de homens que, mesmo tendo escapado às
granadas, foram destruídos pela guerra.
Erich Maria Remarque, Nada de novo no front. São Paulo: Abril, 1974 [1929], p.9.
Publicado originalmente em 1929, logo transformado em best seller mundial, o livro de
Remarque é, em boa parte, autobiográfico, já que seu autor foi combatente do exército alemão
na Primeira Guerra Mundial, ocorrida entre 1914 e 1918. Discuta a ideia transmitida por “uma
geração de homens que, mesmo tendo escapado às granadas, foram destruídos pela guerra”,
considerando:
a) As formas tradicionais de realização de guerras internacionais, vigentes até 1914 e, a partir
daí, modificadas.
b) A relação da guerra com a economia mundial, entre as últimas décadas do século XIX e as
primeiras do século XX.
10. (Uema 2015) Em seu discurso sobre a anexação da região da Crimeia, nos primeiros
meses de 2014, o presidente russo Vladimir Putin afirmou que “no coração e na mente das
pessoas, a Crimeia sempre foi uma parte inseparável da Rússia”.
Página 4 de 52
Lista – 3o ano – Mundo Contemporâneo – Guerras. Prof. David Nogueira
Fonte: Disponível em: <http://exame.abril.com.br/mundo/notícias/15-frases-de-vladimir-putinsobre-a-anaexacao-da-crimeia#2>. Acesso em: 19 ago. 2014.
O texto se insere nos conflitos recentemente deflagrados na Ucrânia, envolvendo projetos
separatistas em regiões como a Crimeia e os interesses russos no país. Ao afirmar que “(...) no
coração e na mente das pessoas”, a Crimeia “sempre” foi parte da Rússia, Vladimir Putin está
fazendo referência a um período histórico em que toda a região (Rússia, Ucrânia e Crimeia e
outras Nações) compunha um mesmo país.
a) Qual o nome da associação dos países citados no texto que perdurou entre os anos de 1922
a 1991?
b) Explique UMA razão para a dissolução dessa associação de países.
11. (Ufpr 2014) Atente para este cartaz de propaganda produzido na União Soviética nos anos
1930, que diz “Seja como o Grande Lênin foi” (1938). Estabeleça a diferença entre o plano
econômico de Lênin para a nascente União Soviética e o plano econômico aplicado por Joseph
Stalin, ao suceder Lênin, e responda: por que Stálin e Lênin são retratados juntos nestas
propagandas?
12. (Unesp 2013) O Governo Provisório foi deposto; a maioria de seus membros está presa. O
poder soviético proporá uma paz democrática imediata a todas as nações. Ele procederá à
entrega aos comitês camponeses dos bens dos grandes proprietários, da Coroa e da Igreja...
Ele estabelecerá o controle operário sobre a produção, garantirá a convocação da Assembleia
Constituinte para a data marcada... garantirá a todas as nacionalidades que vivem na Rússia o
direito absoluto de disporem de si mesmas.
O Congresso decide que o exercício de todo o poder nas províncias é transferido para os
Soviets dos deputados operários, camponeses e soldados, que terão de assegurar uma
disciplina revolucionária perfeita. O Congresso dos Soviets está persuadido de que o exército
revolucionário saberá defender a Revolução contra os ataques imperialistas.
(Proclamação do Congresso dos Soviets, outubro de 1917. Apud Marc Ferro. A Revolução
Russa de 1917, 1974.)
Página 5 de 52
Lista – 3o ano – Mundo Contemporâneo – Guerras. Prof. David Nogueira
O documento, divulgado em outubro de 1917, relaciona diversas decisões do novo governo
russo.
Quais eram as principais diferenças políticas e sociais entre o governo que se iniciava
(Congresso dos Soviets) e o que se encerrava (Governo Provisório)? Cite uma das realizações
do novo governo, explicando o contexto em que se deu.
13. (Unicamp 2012) A Primeira Guerra Mundial abalou profundamente todos os povos
envolvidos, e as revoluções de 1917-1918 foram, acima de tudo, revoltas contra aquele
holocausto sem precedentes, principalmente nos países do lado que estava perdendo. Mas em
certas áreas da Europa, e em nenhuma outra mais que na Rússia, foram mais que isso: foram
revoluções sociais, rejeições populares do Estado, das classes dominantes e do status quo.
(Adaptado de Eric Hobsbawm, Sobre História. São Paulo: Companhia das Letras, 1998, p. 262263.)
a) Relacione a Primeira Guerra Mundial e a situação da Rússia na época.
b) Cite e explique um princípio da Revolução Russa de 1917.
14. (Uerj 2011) Cuba e as reformas do bloco socialista: back to the future?
Os líderes cubanos excitaram a imaginação do mundo ao lançarem em setembro o mais
radical pacote de medidas. As reformas cubanas trazem logo à mente duas grandes ondas de
reforma na antiga União Soviética: a Nova Política Econômica - NPE, nos anos 1920, e o início
da Perestroika, em meados dos anos 1980. Em ambas, inicialmente, as medidas tomadas e o
espírito condutor eram bastante parecidos, mas os resultados das duas foram completamente
diferentes. Qual desses caminhos seguirá Cuba, em um mundo cada vez mais globalizado?
Ângelo Segrillo
Adaptado de O Globo, 19/09/2010
No mundo contemporâneo, países socialistas viveram situações de crise, contornadas por
meio da promoção de reformas, como as mencionadas no texto.
Aponte um princípio comum à Nova Política Econômica e à Perestroika. Em seguida, indique
principal resultado de cada uma dessas políticas promovidas pelo governo soviético.
15. (Unicamp 2011) Existem épocas em que os acontecimentos concentrados num curto
período de tempo são imediatamente vistos como históricos. A Revolução Francesa e 1917
foram ocasiões desse tipo, e também 1989. Aqueles que acreditavam que a Revolução Russa
havia sido a porta para o futuro da história mundial estavam errados. E quando sua hora
chegou, todos se deram conta disso. Nem mesmo os mais frios ideólogos da guerra fria
esperavam a desintegração quase sem resistência verificada em 1989.
(Adaptado de Eric Hobsbawm, “1989 – O que sobrou para os vitoriosos”. Folha de São Paulo,
12/11/1990, p. A-2.)
a) No contexto entre as duas guerras mundiais, quais seriam as razões para a Revolução
Russa ter simbolizado uma porta para o futuro?
b) Identifique dois fatores que levaram à derrocada dos regimes socialistas da Europa após
1989.
16. (Unesp 2010) A Revolução Russa é o acontecimento mais importante da Guerra Mundial.
(LUXEMBURGO, Rosa. A revolução russa. Lisboa: Ulmeiro, 1975.)
A frase de Rosa Luxemburgo, polonesa então radicada na Alemanha, associa diretamente a
ocorrência da Revolução Russa com a Primeira Guerra Mundial.
Indique e analise possíveis vínculos entre os dois processos, destacando os efeitos da Guerra
na vida interna da Rússia.
17. (Unicamp 2015) Observe o gráfico e responda às questões.
Página 6 de 52
Lista – 3o ano – Mundo Contemporâneo – Guerras. Prof. David Nogueira
a) Qual a relação existente entre as duas linhas apresentadas no gráfico?
b) Apresente dois motivos para a crise financeira de 1929.
18. (Uerj 2014) A liberdade política é esta tranquilidade de espírito que provém da opinião que
cada um tem sobre a sua segurança; e para que se tenha esta liberdade é preciso que o
governo seja tal que um cidadão não possa temer outro cidadão. Quando o poder legislativo
está reunido ao poder executivo, não existe liberdade. Tampouco existe liberdade se o poder
de julgar não for separado do poder legislativo e do executivo.
Montesquieu. O espírito das leis, 1748.
O direito eleitoral ampliado, a dominação do parlamento, a debilidade do governo, a
insignificância do presidente e a prática do referendo não respondem nem ao caráter, nem à
missão que o Estado alemão deve cumprir tanto no presente como no futuro próximo.
Jornal Kölnishe Zeitung, 04/08/1919. Adaptado de REIS FILHO, Daniel Aarão (org.). História do
século XX. Volume 2. Rio de Janeiro: Record, 2002.
Os trechos apresentam aspectos do pensamento político em duas épocas distintas: o
liberalismo proposto por Montesquieu no século XVIII e a crise do liberalismo na crítica de um
jornal alemão na recém-estabelecida República de Weimar.
Identifique um dos princípios liberais expresso no texto de Montesquieu e a opinião no texto do
jornal alemão que contradiz esse princípio. Apresente, também, um fator que explique a crise
do liberalismo no período entre as duas grandes guerras.
19. (Pucrj 2013) “O que aconteceu, como muitas vezes acontece nos booms de mercados
livres, era que, com os salários ficando para trás, os lucros cresceram desproporcionalmente, e
os prósperos obtiveram uma fatia maior do bolo nacional. Mas como a demanda da massa não
podia acompanhar a produtividade em rápido crescimento do sistema industrial [...] o resultado
foi superprodução e especulação. Isso por sua vez provocou o colapso [do sistema econômico
mundial]”
(HOBSBAWM, E. A era dos extremos)
O trecho acima se refere à crise econômica ocorrida em 1929. Considerando a avaliação
apresentada, faça o que se pede.
a) Caracterize duas medidas tomadas pelo governo americano no combate à crise.
b) Explique como a crise mundial afetou a economia brasileira.
20. (Pucrj 2012) “No campo da política mundial, eu dedicarei esta nação à política da boa
vizinhança – uma vizinhança que resulte do respeito mútuo e, devido a isso, respeite o direito
Página 7 de 52
Lista – 3o ano – Mundo Contemporâneo – Guerras. Prof. David Nogueira
dos outros – uma vizinhança que respeite suas obrigações e respeite a santidade dos seus
acordos para com todos os seus vizinhos do mundo inteiro”.
Discurso de posse de Franklin D. Roosevelt, em 1933.
Fonte: http://educaterra.terra.com.br/voltaire/mundo/eua_vizinhanca.htm
a) Apresente dois objetivos da política de Roosevelt, relacionando-os ao contexto mundial do
entre-guerras.
b) Identifique dois efeitos da política inaugurada por esse discurso para as relações entre os
países americanos no contexto da Segunda Guerra Mundial.
21. (Unifesp 2011) Numa quinta-feira, 24 de outubro de 1929, 12.894.650 ações mudaram de
mãos, foram vendidas na Bolsa de Nova Iorque. Na terça-feira, 29 de outubro do mesmo ano, o
dia mais devastador da história das bolsas de valores, 16.410.030 ações foram negociadas a
preços que destruíam os sonhos de rápido enriquecimento de milhares dos seus proprietários.
A crise da economia capitalista norte-americana estendeu-se no tempo e no espaço. As
economias da Europa e da América Latina foram duramente atingidas. Franklin Delano
Roosevelt, eleito presidente dos Estados Unidos em 1932, procurou combater a crise e os seus
efeitos sociais por meio de um programa político conhecido como New Deal.
a) Identifique dois motivos da rápida expansão da crise para fora da economia norteamericana.
b) Caracterize de maneira geral o New Deal e apresente uma de suas medidas de combate à
crise.
22. (Uerj 2011) Durante os últimos três meses, visitei uns vinte estados deste belo país
extraordinariamente rico. As estradas do oeste e do sudoeste pululam de pessoas famintas
pedindo carona. As fogueiras dos acampamentos dos desabrigados são visíveis ao longo de
todas as estradas de ferro. Os fazendeiros estão sendo pauperizados pela pobreza das
populações industriais, e as populações industriais, pauperizadas pela pobreza dos
fazendeiros. Nenhum deles tem dinheiro para comprar o produto do outro; consequentemente
há excesso de produção e carência de consumo, ao mesmo tempo e no mesmo país.
Relato feito em 1932 por Oscar Ameringer à Câmara dos Representantes dos Estados Unidos.
Adaptado de MARQUES, A. M. et al. História contemporânea através de textos. São Paulo:
Contexto, 1990.
O depoimento acima faz referência a efeitos da Crise de 1929 para a sociedade norteamericana. Apresente dois fatores que contribuíram para deflagrar essa crise e cite seu
principal desdobramento para a economia europeia naquele momento.
23. (Ufscar 2010) Se nem todas as grandes crises econômicas, como a atual, que,
periodicamente acometem o capitalismo, levam a uma transformação no seu funcionamento,
todas as grandes transformações pelas quais ele passou foram desencadeadas por uma
grande crise.
Situe historicamente e explique as crises que levaram ao chamado capitalismo
a) com participação estatal (keynesiano).
b) desregulado (neoliberal).
24. (Fuvest 2010) Franklin D. Roosevelt assumiu a presidência dos Estados Unidos, no ano de
1933, em meio a uma grave crise econômica, iniciada em 1929; também Barak Obama
deparou com um problema similar ao se tornar presidente do mesmo pais, em 2009.
a) Com relação ao governo Roosevelt, indique as medidas adotadas por ele para fazer frente à
crise de 1929.
b) Com relação à crise de 2008, enfrentada pelo presidente Obama, indique os principais
fatores que a desencadearam e como ela se manifestou.
Página 8 de 52
Lista – 3o ano – Mundo Contemporâneo – Guerras. Prof. David Nogueira
25. (Udesc 2009) Em 1929, com a queda da bolsa de valores de Nova Iorque, ocorreu uma
das mais graves crises econômicas do século XX, responsável em parte pela revisão do
sistema capitalista, o qual abandonou as tradicionais propostas liberais de controle cambial e
deflação.
Do ponto de vista do consumo de bens móveis, de que maneira a Crise de 1929 se relaciona
com o desenvolvimento do sistema de moda?
26. (Fuvest 2015)
Os cartazes acima circularam durante a Guerra Civil Espanhola (1936-1939).
a) Identifique, em cada um dos cartazes, um elemento que permita associá-los,
respectivamente, às principais forças políticas envolvidas nessa guerra.
b) Caracterize as principais propostas das forças políticas representadas nos cartazes.
27. (Fuvest 2013) Observe a foto abaixo, tirada no Gueto de Varsóvia, em 1943, durante a
ocupação nazista da Polônia.
a) Por que o menino porta uma estrela nas costas e o que essa estrela representava nas zonas
de domínio nazista?
Página 9 de 52
Lista – 3o ano – Mundo Contemporâneo – Guerras. Prof. David Nogueira
b) Explique a dinâmica de funcionamento do Gueto de Varsóvia e o que ele representou na
dominação nazista da Polônia.
28. (Uerj 2013) O filme O Ovo da Serpente tem como cenário a cidade de Berlim, no ano de
1923. Trata-se, sobretudo, de uma fábula de advertência. Dez anos antes da subida dos
nazistas ao poder, já se podia ver um fantasma rondando as vielas da Alemanha e pressupor
que, em meio à desordem, à crise econômica e ao vácuo político, uma semente de radicalismo
e violência estava para brotar. Como afirma um dos personagens, a vitória só chegaria em
alguns anos, quando os jovens do país se tornassem adultos e se vissem cansados de viver
em uma terra amargurada. Ao cabo da trama, sentencia-se que o fascismo era uma ameaça
perceptível: “É como o ovo de uma serpente. Através das finas membranas, você pode
claramente discernir o réptil já perfeito”.
O filme O ovo da serpente retrata o contexto de crise alemã após a Primeira Guerra Mundial,
que favoreceu a subida ao poder de Hitler, principal figura do Partido Nazista.
Retire do texto dois problemas da sociedade alemã que contribuíram para a ascensão do
nazismo ao poder em 1933. Indique, também, a ação tomada pelo Partido Nazista em relação
a cada um desses problemas.
29. (Ufmg 2013) Analise o trecho:
Em 1933, Hitler exercia um fascínio alucinado na população alemã. Não era para menos: uma
ideologia simplista devolvia aos alemães o prestígio ufanista que a derrota na Primeira Guerra
Mundial havia tirado. O respaldo de Hitler tinha suas raízes no apelo com que sua ideologia
manipulava o lado emocional e místico das massas.
SÁTIKO, Angélica; WUENSCH, Ana Miriam. Pensando melhor: iniciação ao filosofar. São
Paulo: Saraiva, 1997, p. 289. (Adaptado).
A partir da analise do trecho e considerando outros conhecimentos sobre o assunto,
a) RELACIONE o desfecho da Primeira Guerra Mundial com ascensão do nazismo na
Alemanha.
b) APRESENTE duas características da política nazista.
c) EXPLIQUE o papel desempenhado pela propaganda política no regime nazista na
Alemanha.
30. (Ufpr 2012) “(...) O totalitarismo difere essencialmente de outras formas de opressão
política que conhecemos, como o despotismo, a tirania e a ditadura”.
Página 10 de 52
Lista – 3o ano – Mundo Contemporâneo – Guerras. Prof. David Nogueira
(Arendt, Hannah. As origens do totalitarismo. São Paulo: Cia das Letras, 1989, p. 512).
Explique a especificidade do totalitarismo nazista, destacando seu contexto de
desenvolvimento e suas características principais.
31. (Uerj 2012) Exibido pela primeira vez em outubro de 1940, o filme “O Grande Ditador”, de
Charles Chaplin, faz uma crítica a um projeto político vigente na época.
Observe abaixo o fotograma de uma cena do filme e o discurso apresentado em seu final:
A aviação e o rádio nos aproximou. A própria natureza dessas coisas é um apelo eloquente à
bondade do homem, um apelo à fraternidade universal, à união de todos nós. Neste mesmo
instante a minha voz chega a milhares de pessoas pelo mundo afora. Milhões de
desesperados: homens, mulheres, criancinhas, vítimas de um sistema que tortura seres
humanos e encarcera inocentes. Aos que podem me ouvir eu digo: não desespereis! A
desgraça que tem caído sobre nós não é mais do que o produto da cobiça em agonia, da
amargura de homens que temem o avanço do progresso humano. Os homens que odeiam
desaparecerão, os ditadores sucumbem e o poder que do povo arrebataram há de retornar ao
povo. E assim, enquanto morrem homens, a liberdade nunca perecerá.
Discurso final do filme “O Grande Ditador”
Adaptado de www.pedagogiaemfoco.pro.br
Identifique o projeto político-ideológico criticado e apresente duas características desse projeto
que se opunham aos ideais defendidos no discurso final.
32. (Ufg 2012) Com o fim da Segunda Guerra Mundial, os historiadores, que se voltaram para
o estudo dos conflitos armados ocorridos na primeira metade do século XX, denominaram a
Guerra Civil Espanhola, ocorrida entre 1936 e 1939, de "Ensaio Geral".
Tendo em vista esta afirmação, explique
a) os princípios políticos defendidos pelas duas forças envolvidas na Guerra Civil Espanhola;
b) o motivo para a utilização da denominação “Ensaio Geral” no contexto do pós-Segunda
Guerra Mundial.
33. (Unesp 2011) Em 1922, Ele marcha sobre Roma. Ele é a Itália em movimento. A
Revolução prossegue. Depois de meio século de letargia, a nação cria seu próprio regime.
Surge o Estado dos italianos. Seu poder manifesta-se. Suas virtudes vêm à tona. Seu império
está em formação.
Esse grande renascimento (...) terá o nome Dele. Em todo o mundo se inaugura um século
italiano: o século de Mussolini.
Página 11 de 52
Lista – 3o ano – Mundo Contemporâneo – Guerras. Prof. David Nogueira
(Augusto Turati (1928), citado por Donald Sassoon. Mussolini e a ascensão do fascismo,
2009.)
O perfil de Benito Mussolini foi escrito em 1928 e mostra algumas características do fascismo
italiano. Identifique, a partir do documento, como esse perfil de Mussolini, traçado pelo autor do
texto, caracteriza a ideologia fascista e se opõe aos princípios políticos democráticos.
34. (Ufrj 2011) Cresce a oferta de material neonazista em alemão na internet
Relatório do Jugendschutz.net (literalmente “proteção da juventude”), uma iniciativa de
governos estaduais para a proteção de jovens usuários da internet, aponta que extremistas de
direita usam cada vez mais a rede mundial de computadores para divulgar suas ideias,
combinar ações e conquistar novos adeptos.
Em 2009 foram registrados 1872 sites da cena neonazista com conteúdo em alemão,
237 a mais do que no ano anterior e 839 a mais do que em 2005. Também a oferta de sites
dedicados ao partido extremista NPD cresceu, passando de 190 para 242 entre 2008 e 2009.
Segundo Stefan Glaser, responsável pela área que monitora o extremismo de direita na
Jugensdschutz, ‘a internet é o meio de propaganda por excelência para os extremistas de
direita’.
Ainda segundo o relatório, cerca de 70% do conteúdo extremista disponível em alemão
em 2009 estava armazenado em servidores fora da Alemanha, principalmente nos Estados
Unidos.”
Fonte: adaptado de www.dw-world.de em 24.08.2010.
A difusão do ideário nazista, agora facilitada pelas novas mídias, preocupa crescentemente
não só as autoridades como também boa parte da sociedade alemã.
Explique dois princípios ideológicos marcantes do nazismo entre 1920 e 1945.
35. (Unicamp 2011) Quando Colin Powell chegar às Nações Unidas hoje para defender a
guerra contra Saddam Hussein, as Nações Unidas planejam cobrir a obra-prima de Picasso,
“Guernica”, com uma capa azul. Repórteres e câmeras irão cercar o secretário de Estado
(cargo equivalente ao de ministro das Relações Exteriores) na entrada do Conselho de
Segurança das Nações Unidas, onde a reprodução de “Guernica” está pendurada. De fato,
Powell não pode convencer o mundo sobre a necessidade de bombardear o Iraque cercado
por mulheres, homens, crianças, touros e cavalos aos gritos e mutilados.
(Adaptado de Maureen Dowd, “Powell without Picasso”.
http://www.nytimes.com/2003/02/05/opinion/powell-without-picasso.html. Acesso em
06/12/2010.)
a) Quais eram as mensagens incompatíveis entre a fala de Colin Powell e a obra Guernica de
Picasso?
b) Identifique os acontecimentos políticos associados à obra Guernica.
Página 12 de 52
Lista – 3o ano – Mundo Contemporâneo – Guerras. Prof. David Nogueira
36. (Unb 2011) Nürembergue sediou, em setembro de 1935, as festividades do Partido
Nacional Socialista alemão, ocasião em que Adolf Hitler discursou a respeito do papel da arte
na sua política de estado. Durante o período nazista de 1933 a 1945, o governo alemão
promoveu um estilo de arte oficialmente aprovado, que se embasava em um modelo romântico
e realista. Os nazistas constataram que a arte poderia não somente conter mensagem política,
mas também ser importante meio de criar e induzir desejos e sonhos no povo alemão,
controlando o seu comportamento. Tal providência, habilmente implementada pelo governo,
resultou em uma estética de Estado de conceitos estereotipados, antissemita e conservadora.
As esculturas foram o melhor meio de expressão da obsessão nazista com a raça e a biologia.
Por intermédio da sua expressão corporal, essas obras ofereciam um modelo de identidade
ideal ao povo alemão. Além disso, ao serem exibidas nos espaços públicos, as esculturas eram
mais suscetíveis à influência política que as pinturas, destinadas, principalmente, ao
recolhimento dos interiores. Josef Thorak e Arno Brecker foram os principais artistas
representantes da arte oficial do regime nazista. Algumas de suas obras estão ilustradas nas
figuras abaixo.
A partir das informações apresentadas, julgue os itens a seguir.
a) As figuras evidenciam influência da arte clássica grega e romana na arte do período nazista.
b) A monumentalidade das estátuas coadunava-se com os desfiles megalomaníacos nazistas,
cujo objetivo era impressionar os espectadores presentes, transmitindo, entre outras
mensagens, a sensação de poder do Estado alemão.
c) O caráter estritamente pessoal, particular e subjetivo do realismo socialista soviético é uma
das características que diferencia a arte soviética do regime stalinista da arte do período
nazista.
d) Os tipos humanos utilizados como modelos das estátuas nazistas eram pessoas comuns,
legítimas representantes da raça ariana, retratadas de maneira não idealizada.
Página 13 de 52
Lista – 3o ano – Mundo Contemporâneo – Guerras. Prof. David Nogueira
37. (Uerj 2010)
Havia um projeto fascista, uma utopia capaz de seduzir homens e mulheres, de arrastar
multidões para além das interpretações esotéricas e hipnóticas de um líder único.
Francisco Carlos Teixeira da silva
In: REIS FILHO, Daniel A.; FERREIRA, Jorge; ZENHA, Celeste (orgs.). O século XX – o tempo
das crises. Rio de Janeiro. Civilização Brasileira, 2000.
Durante o período do entre guerras, a ideologia fascista teve uma significativa capacidade de
atração sobre indivíduos e grupos de diversas regiões do mundo.
Tendo em vista o contexto social e econômico desse período, indique e explique uma prática
dos regimes fascistas que tenha mobilizado o apoio popular.
38. (Uerj 2015) Um novo memorial foi inaugurado no campo de concentração nazista de
Mauthausen, na Áustria, com a presença de três chefes de Estado: o austríaco Heinz Fischer,
o húngaro Janos Ader e o polonês Bronislaw Komorowski, além da ministra israelense da
Justiça, Tzipi Livni. O novo memorial - “Mauthausen, lugar de um crime” - inclui duas
exposições que revelam o dia a dia do campo de concentração através de entrevistas com 48
sobreviventes. No total, duzentas mil pessoas, procedentes de quarenta países, incluindo cerca
de cinquenta mil judeus, foram detidas até 1945 em Mauthausen. Ao menos noventa mil
morreram devido ao extenuante trabalho nas minas de granito, à má nutrição, às doenças e às
execuções.
Adaptado de notícias.r7.com, 05/05/2013.
Página 14 de 52
Lista – 3o ano – Mundo Contemporâneo – Guerras. Prof. David Nogueira
O Holocausto vem sendo cada vez mais associado à memória histórica de sociedades
europeias. Indique duas repercussões do Holocausto para o contexto internacional posterior ao
fim da Segunda Guerra Mundial (1939-1945). Indique, também, a importância simbólica da
criação de memoriais como o citado na reportagem.
39. (Uerj 2014)
O personagem Capitão América, criado em 1941, é um cidadão norte-americano, voluntário na
experiência para criar supersoldados que defendam o mundo de ameaças.
Identifique o conflito internacional em curso na época da criação do personagem. Em seguida,
aponte duas medidas adotadas, nos anos de 1941 e 1942, pelo governo dos E.U.A. com
relação ao conflito.
40. (Fuvest 2014)
Página 15 de 52
Lista – 3o ano – Mundo Contemporâneo – Guerras. Prof. David Nogueira
As duas imagens acima foram divulgadas durante a Segunda Guerra Mundial,
respectivamente, na União Soviética e na Alemanha.
a) Indique semelhanças e diferenças de maior relevância entre elas, no tocante à relação
forma-­‐conteúdo.
b) Qual era a situação político-­‐militar vivida por esses países, no momento em que os cartazes
foram produzidos?
41. (Uerj 2013)
Página 16 de 52
Lista – 3o ano – Mundo Contemporâneo – Guerras. Prof. David Nogueira
O cartaz acima, divulgado pelo Comitê de Coordenação e Produção de Guerra norteamericana durante a Segunda Guerra Mundial (1939-1945), tornou-se um dos símbolos dos
esforços patrióticos frente ao conflito armado. Nele, retratava-se também um novo ideal para a
condição feminina.
Explicite duas repercussões da Segunda Guerra Mundial para o mundo do trabalho na
sociedade norte-americana.
TEXTO PARA A PRÓXIMA QUESTÃO:
O privilégio de iniciar o primeiro julgamento da história por crimes contra a paz no mundo
impõe uma grave responsabilidade. Os crimes que procuraremos condenar e punir foram tão
1
premeditados, tão maléficos e devastadores, que o mundo civilizado não pode tolerar que
2
sejam ignorados, uma vez que este não seria capaz de sobreviver à repetição daqueles. Que
quatro grandes nações, arrebatadas pela vitória e ainda ofendidas pela injúria, optem por evitar
a vingança e entreguem voluntariamente à lei os seus inimigos capturados é um dos mais
significativos tributos já pagos pelo Poder à Razão. O senso comum da humanidade exige que
a lei não se restrinja a punir os pequenos crimes da gente miúda. A lei deve atingir também
aqueles que detenham grandes poderes e que os usem de forma deliberada e articulada para
pôr em ação males os quais não deixam ileso nenhum lar deste mundo. É um caso dessa
magnitude que as Nações Unidas apresentarão a Vossas Excelências.
Robert H. Jackson. “Opening address for the United States.” In: Office of United States chief
counsel for prosecution of axis criminality. Nazi conspiracy and aggression. Washington: United
States Government Printing Office, 1946, p. 114 (tradução com adaptações).
42. (Unb 2011) A partir do texto, extraído do discurso proferido na abertura do Tribunal
Internacional de Nürembergue, em 1945, julgue os itens a seguir.
a) Vários réus levados à Corte Penal de Nürembergue, entre 1945 e 1946, foram julgados
culpados por crimes contra a humanidade, condenação que já se havia tornado comum na
Europa, desde a promulgação da Declaração Universal dos Direitos Humanos pela
Assembleia Nacional francesa, em 1791.
b) Entre os crimes julgados pelo referido tribunal, está o de extermínio sistemático de milhões
de pessoas que pertenciam a grupos considerados politicamente indesejáveis pelo regime
nacional-socialista alemão. Os judeus europeus foram as principais vítimas do Holocausto e,
em menor escala, também foram perseguidos cidadãos da Polônia e da União Soviética,
pessoas com deficiências físicas, comunistas e socialdemocratas alemães, homossexuais,
bem como testemunhas de Jeová.
c) Entre as causas que levaram o Partido Nacional-Socialista a conquistar o poder na
Alemanha no período que antecedeu a Segunda Grande Guerra, destaca-se o
ressentimento generalizado da sociedade alemã devido às indenizações de guerra impostas
no Tratado de Versalhes. Tais indenizações inviabilizaram, na década de 20 do século
Página 17 de 52
Lista – 3o ano – Mundo Contemporâneo – Guerras. Prof. David Nogueira
passado, o crescimento econômico e sacrificaram a vida social desse país fato que marcou
todo o período denominado República de Weimar. A crise econômica e social da Alemanha,
nessa época, justificou a posterior ofensiva militar nacional-socialista em busca da ampliação
dos limites territoriais do terceiro Reich.
d) O pagamento, pela Alemanha, das indenizações estipuladas no Tratado de Versalhes foi
concluído apenas em 2010, a título de comemoração pelo quadragésimo aniversário da
reunificação alemã.
43. (Ufg 2010) Observe a imagem.
A imagem refere-se a uma cena de Alô, Amigos, filme lançado por Walt Disney, em 1943.
Nessa cena, Zé Carioca apresenta o Rio de Janeiro para o Pato Donald, ao som da música
“Aquarela do Brasil”, uma composição de Ary Barroso. Na cena, o encontro entre os dois
personagens simboliza a aproximação entre Brasil e Estados Unidos, nos anos de 1940. Diante
do exposto, explique:
a) o principal interesse que orientou a aproximação entre Brasil e Estados Unidos;
b) com base na imagem como o personagem Zé Carioca expressa uma visão sobre a cultura
brasileira no período.
44. (Unicamp 2009) Os animais humanizados de Walt Disney serviam à glorificação do estilo
de vida americano. Quando os desenhos de Disney já eram famosos no Brasil, o criador de
Mickey chegou aqui como um dos embaixadores da Política da Boa Vizinhança. Em 1942, no
filme Alô, amigos, um símbolo das piadas brasileiras, o papagaio, vestido de malandro, se
transformou no Zé Carioca. A primeira cópia do filme foi apresentada a Getúlio Vargas e sua
família, e por eles assistida diversas vezes. Os Estados Unidos esperavam, com a Política da
Boa Vizinhança, melhorar o nível de vida dos países da América Latina, dentro do espírito de
defesa do livre mercado. O mercado era a melhor arma para combater os riscos do
nacionalismo, do fascismo e do comunismo.
(Adaptado de Antonio Pedro Tota, "O imperialismo sedutor: a americanização do Brasil
na época da Segunda Guerra". São Paulo: Companhia das Letras, 2000, pp. 133-138, 185186.)
Página 18 de 52
Lista – 3o ano – Mundo Contemporâneo – Guerras. Prof. David Nogueira
a) De acordo com o texto, de que maneiras os personagens de Walt Disney serviam à política
externa norte-americana na época da Segunda Guerra Mundial?
b) Como o governo Vargas se posicionou em relação à Segunda Guerra Mundial?
45. (Ufrgs 2015) Sobre a Primeira Guerra Mundial (1914-1918), considere as afirmações
abaixo.
I. Caracterizou-se pela chamada "guerra de trincheiras", que resultou em um nível de
mortandade sem precedentes na história europeia, como demonstrado na Batalha do
Somme, ocorrida na França.
II. Valeu-se da chamada "guerra química", com a utilização de substâncias letais como o gás
mostarda e o fosgênio, amplamente empregada tanto pela Tríplice Aliança como pela
Tríplice Entente.
III. Caracterizou-se como o primeiro conflito em que a aviação militar e a guerra aérea tiveram
um papel fundamental.
Quais estão corretas?
a) Apenas I.
b) Apenas I e II.
c) Apenas I e III.
d) Apenas II e III.
e) I, II e III.
46. (Espm 2015) “Foi um período caracterizado por rápidas investidas. Os alemães invadiram
a Bélgica, cuja resistência heroica, notadamente em Liège, possibilitaria a plena mobilização
dos franceses e dos russos. Apesar dos esforços franceses, 78 divisões germânicas armadas
com artilharia pesada chegaram às vizinhanças de Paris. Graças à extrema habilidade do
general Joffre, os alemães foram obrigados a recuar até o vale do Rio Marne, onde em
setembro foi disputada a primeira batalha do Marne com a participação de 2 milhões de
homens.”
(Luiz Cesar Rodrigues. A Primeira Guerra Mundial)
A primeira batalha do Marne tratada no texto deve ser relacionada com:
a) a Blitzkrieg, estratégia de guerra alemã que combinava o rápido avanço de tropas de
infantaria com o apoio aéreo e de blindados;
b) a guerra de trincheiras, cenário que dominou todo o curso da Primeira Guerra Mundial;
c) a guerra de movimento, adotada no início da Primeira Guerra Mundial pelos alemães,
estratégia que fazia parte do chamado Plano Schlieffen;
d) a primeira batalha em que se registrou o emprego do gás como arma, recurso utilizado pelos
alemães;
Página 19 de 52
Lista – 3o ano – Mundo Contemporâneo – Guerras. Prof. David Nogueira
e) o sucesso do plano escolhido pelos alemães para derrotar rapidamente a França, pois com
a vitória na Batalha do Marne os alemães conquistaram Paris.
47. (Uerj 2015) O patriotismo é o amor pelos seus; o nacionalismo é o ódio pelos outros.
GARY, Romain (1914-1980). Citado por Henri Deleersnijder. O Globo, 28/07/2014
A frase do escritor francês Romain Gary ajuda a compreender como reivindicações de
autonomia de povos e sociedades variadas acabam por ocasionar disputas territoriais e
políticas.
Um exemplo dessa situação é a eclosão da Primeira Guerra Mundial (1914-1918), para a qual
contribuiu o seguinte fator:
a) difusão do domínio soviético
b) expansão do ideal pangermânico
c) agravamento das crises balcânicas
d) crescimento das ações antissemitas
48. (Unicamp 2015) O relato a seguir é parte da biografia de um homem que passou sua
infância no atual Mali.
Em novembro de 1918, a África, como a metrópole, festejou o fim da Grande Guerra Mundial e
a vitória da França e seus aliados (…). Estávamos orgulhosos do papel desempenhado pelos
soldados africanos na frente de batalha. (…) Os sobreviventes que voltaram em 1918- 1919
foram a causa de um novo fenômeno social que influiu na evolução da mentalidade nativa.
Estou falando do fim do mito do homem branco como ser invencível e sem defeitos.
BÂ, Amadou Hampâté. Amkoullel, o menino fula. São Paulo: Palas Athena/Casa das Áfricas,
2003, p. 312-313.
Considerando o relato acima, é correto afirmar que
a) a presença dos soldados africanos contribuiu para construir uma identidade africana
sustentada nos princípios bélicos do imperialismo europeu.
b) a presença de soldados africanos nos conflitos contribuiu para o questionamento do mito da
superioridade do homem branco.
c) o autor, ao apresentar a fragilidade do homem branco, instaurou um discurso inverso de
superioridade dos africanos.
d) o autor, ao apresentar o norte da África como parte da França, exaltou o projeto imperialista
francês e suas estratégias de integração cultural.
49. (Upe 2015) No início de 1914, o Estado Otomano estava sob o firme controle do Comitê
União e Progresso, sobretudo dos ministros Talaat Paxá, do Interior, Djemal Paxá, da Marinha
e Enver Paxá, da Guerra. Apesar de seus procedimentos autoritários, eles contavam com
bastante apoio popular. Em agosto, iniciada a Grande Guerra, escolheram ombrear-se com a
Alemanha, apesar das opiniões divergentes no gabinete governamental.
(GONÇALVES, José Henrique Rollo. O Império Otomano e as Rivalidades Imperialistas. In:
SILVA, Francisco Carlos Teixeira da (ORG). Impérios na História. Rio de Janeiro: Campus
Elsevier, 2009, p. 220.)
O relato acima destaca um momento bastante singular da história do Império Turco Otomano.
Sobre esse período, assinale a alternativa CORRETA.
a) Com o fim da Grande Guerra, os territórios do Império Turco Otomano ficaram sob a égide
da Organização das Nações Unidas e tiveram reconhecido seu direito à autodeterminação.
b) Os britânicos, logo após o fim da guerra, prometeram independência aos árabes e
construíram um lar nacional para os judeus na Palestina, mediante a declaração de Balfour.
c) Ao aliar-se à Tríplice Entente na Primeira Guerra Mundial, o Império Turco Otomano saiu
fortalecido do conflito tanto política quanto economicamente, o que lhe proporcionou uma
sobrevida até a Segunda Guerra Mundial.
Página 20 de 52
Lista – 3o ano – Mundo Contemporâneo – Guerras. Prof. David Nogueira
d) Uma consequência direta da Grande Guerra foi o estabelecimento de uma República TurcoGrega com sede em Istambul e liderada por Mustafá Kemal.
e) A Grande Guerra exauriu todos os recursos do sultanato, deixando-o definitivamente à
mercê das grandes potências, que, entre 1915 e 1917, negociaram a futura partilha do seu
território.
50. (Uern 2015) Eram 3h30 de 26 de agosto de 1914, em Rozelieures, na região de Lorena,
fronteira com a Alemanha, quando Joseph Caillat, soldado do 54º batalhão de artilharia do
exército da França, escreveu: “Nós marchamos para frente, os alemães recuaram.
Atravessamos o terreno em que combatemos ontem, crivado de obuses, um triste cenário a
observar. Há mortos a cada passo e mal podemos passar por eles sem passar sobre eles,
alguns deitados, outros de joelhos, outros sentados e outros que estavam comendo. Os feridos
são muitos e, quando vemos que estão quase mortos, nós acabamos o sofrimento a tiros de
revólveres”. Quando Caillat escreveu aquela que seria uma de suas primeiras cartas do front a
seus familiares, a Europa estava em guerra havia exatos 32 dias – e acreditava-se que não por
muito mais tempo.
(Disponível em: http://infograficos.estadao.com.br/public/especiais/100-anos-primeira-guerramundial/.)
O texto citado descreve o triste cenário da Primeira Grande Guerra. Dentre as consequências
da Primeira Guerra Mundial, iniciada há 100 anos, além das irreparáveis perdas humanas e
materiais, assinale a alternativa correta.
a) A ascensão da Europa como continente hegemônico mundial e oficial propagador da política
imperialista.
b) A profunda modificação do equilíbrio europeu, com o desaparecimento de impérios como o
austríaco e o otomano.
c) A concretização da unificação da Itália e da Alemanha, únicas nações europeias que até
então não possuíam soberania nacional.
d) O estabelecimento da bipolaridade entre EUA e URSS, que marcaria todo o século XX
através do que se denominou “Guerra Fria”.
51. (Fgvrj 2015) Sobre a participação brasileira na Primeira Guerra Mundial, é correto afirmar:
a) O governo brasileiro declarou guerra à Alemanha, em 1914, após o torpedeamento de um
navio, carregado de café, que acabara de deixar o porto de Santos.
b) O governo brasileiro manteve-se neutro ao longo de todo o conflito devido aos interesses do
ministro das relações exteriores Lauro Muller, de origem alemã.
c) A partir de 1916, o Exército brasileiro participou de batalhas na Bélgica e no norte da França
com milhares de soldados desembarcados na região.
d) O Brasil enviou uma missão médica, um pequeno contingente de oficiais do Exército e uma
esquadra naval, que se envolveu em alguns confrontos com submarinos alemães.
e) Juntamente com a Argentina, o governo brasileiro organizou uma esquadra naval
internacional incumbida de patrulhar o Atlântico Sul contra as ofensivas alemãs.
52. (Mackenzie 2014) Os reflexos da Primeira Guerra Mundial para economia brasileira,
durante o governo de Wenceslau Brás (1914–1918), ocasionaram
a) o aumento do deficit orçamentário, pois para corrigir os problemas financeiros do governo
anterior, Wenceslau Brás teve de recorrer a um novo Funding Loan.
b) a ampliação da produção industrial brasileira e a criação de novas fábricas para suprir o
mercado nacional, devido à queda das importações de produtos industrializados
estrangeiros.
c) a sensível diminuição na produção industrial brasileira, devido à enorme evasão de mão de
obra das indústrias, pois grande contingente de operários foi enviado, como soldados, para
lutar no conflito.
d) o aumento de empréstimos e investimentos em diversos setores da nossa economia, por
parte de banqueiros e industriais estrangeiros que, temerosos dos rumos do conflito mundial,
passaram a investir no país.
Página 21 de 52
Lista – 3o ano – Mundo Contemporâneo – Guerras. Prof. David Nogueira
e) a drástica redução dos investimentos no setor industrial e a queda de sua produção, uma
vez que o governo brasileiro incentivou os produtores agrícolas a aumentarem suas safras a
fim de abastecer o mercado externo.
53. (Enem 2014) Três décadas – de 1884 a 1914 – separam o século XIX – que terminou com
a corrida dos países europeus para a África e com o surgimento dos movimentos de unificação
nacional na Europa – do século XX, que começou com a Primeira Guerra Mundial. É o período
do Imperialismo, da quietude estagnante na Europa e dos acontecimentos empolgantes na
Ásia e na África.
ARENDT, H. As origens do totalitarismo. São Paulo Cia. das Letras, 2012.
O processo histórico citado contribuiu para a eclosão da Primeira Grande Guerra na medida
em que
a) difundiu as teorias socialistas.
b) acirrou as disputas territoriais.
c) superou as crises econômicas.
d) multiplicou os conflitos religiosos.
e) conteve os sentimentos xenófobos.
54. (Mackenzie 2014) A respeito da Primeira Guerra Mundial (1914–1918), analise o texto e a
imagem que se seguem.
[Na França](...) a bandeira tricolor, ou seja, o repúdio da bandeira branca (a monarquia) e da
bandeira vermelha (o socialismo), e a soma das duas cores ao azul simbolizam
emblematicamente um consenso que reunia laicos e cristãos. Os padres se revelaram oficiais
tão bons quanto os professores. (...). A França e a Alemanha, duas nações cristãs, se
massacraram durante mais de quatro anos. Hoje é possível apontar certa ingenuidade nesse
ardor patriótico: no entanto, foi ele que permitiu a vitória à França e, para os alemães, evitou
que suas forças armadas se desintegrassem em 1918.
Gerard Vincent. Uma história do segredo
Página 22 de 52
Lista – 3o ano – Mundo Contemporâneo – Guerras. Prof. David Nogueira
Em 1º plano, globo terrestre com mancha de sangue alastrando a partir da França; por detrás,
soldado francês tentando, com dificuldade, fixar nesse ponto uma bandeira um pouco
esfarrapada com a palavra “Liberté” (“Liberdade”). O soldado veste uma farda de cor azul; a
bandeira é branca, com letras vermelhas, mesma cor do sangue que escorre sobre o globo.
Vermelho, azul e branco são as cores da bandeira francesa.
Pela análise do texto e da imagem, conclui-se que uma ideologia está por trás, tanto da
discussão realizada no excerto, quanto na montagem e na organização do cartaz. Essa mesma
ideologia esteve não somente entre as causas da Grande Guerra, mas também nas
insatisfações que levariam à Segunda Guerra Mundial (1939–1945). Trata-se do
a) internacionalismo.
b) socialismo.
c) nacionalismo.
d) liberalismo econômico.
e) nazifascismo.
55. (Espm 2014) As imagens apresentadas são emblemáticas de um devastador conflito e
fizeram o crítico literário, ensaísta, tradutor, ficcionista e poeta Walter Benjamin afirmar:
Em vista de tais armas o ritmo do conflito bélico vindouro será ditado pela tentativa não só de
defender-se, mas também de suplantar os terrores provocados pelo inimigo por terrores dez
vezes maiores.
(Walter Benjamin. “As armas do futuro”. In: Ilustríssima/ Folha de São Paulo, 28/07/2013)
As imagens e o texto remetem para:
a) Guerra Civil Norte-Americana.
b) Guerra dos Boeres.
c) Guerra Civil Espanhola.
d) Primeira Guerra Mundial.
e) Guerra Fria.
56. (Uemg 2014) Em 2014, completaremos 100 anos do início da primeira guerra mundial.
Esta teve como força motivadora o assassinato de Francisco Ferdinando, que era o príncipe
herdeiro do império Austro-Húngaro. Com o fim da guerra, foram assinados vários acordos de
Página 23 de 52
Lista – 3o ano – Mundo Contemporâneo – Guerras. Prof. David Nogueira
paz, que, entre outras consequências, levaram ao desmembramento desse império, criando
uma nova estrutura geográfica na Europa.
Essa nova estrutura geográfica estabeleceu
a) o surgimento do império Russo como consequência do pós-guerra, determinado pelo
Tratado de Versalhes, o que garantiu a hegemonia do capitalismo na Europa.
b) a extinção da Romênia do cenário político, cujo território foi incorporado pela Inglaterra, que
teve direito de explorar suas minas e sua economia.
c) o surgimento da Tchecoslováquia, Polônia, Iugoslávia, Hungria, Lituânia, Letônia, Finlândia e
Estônia, bem como o desaparecimento da Sérvia, Bósnia e Montenegro.
d) a extinção da Alemanha e o fortalecimento da França e da Inglaterra, sendo que a França
passou a dominar terras da Alemanha, e a Inglaterra fortaleceu seus laços com a Rússia.
57. (Pucrj 2013) Em 1914, as tensões políticas entre as principais potências europeias levaram
a uma guerra que se tornou, ao longo dos anos seguintes, um dos mais trágicos momentos da
história da humanidade.
Em relação à Primeira Guerra Mundial, é INCORRETO afirmar que:
a) a Grande Guerra foi travada em duas frentes de combate e em ambas a perda de vidas
humanas alcançou a dimensão de verdadeiros massacres.
b) na guerra de 1914-1918, foram utilizadas novas tecnologias de comunicação e transportes,
proporcionando um avanço científico acelerado.
c) por envolver grandes potências coloniais a Grande Guerra atingiu populações não europeias
o que deu ao conflito uma dimensão mundial.
d) através de bombardeios aéreos, racionamentos de alimentos e produtos, a guerra envolveu,
em grande escala, a população civil dos países em conflito.
e) a Grande Guerra decorreu da tensão política e ideológica entre americanos e soviéticos na
disputa por áreas de influência no continente europeu.
58. (Ufrgs 2015) Em 1942, o governo brasileiro decretou estado de guerra contra a Alemanha
e a Itália, enviando, em 1944, tropas para o continente europeu.
Com relação à participação brasileira na Segunda Guerra Mundial, é correto afirmar que
a) a experiência da Força Expedicionária Brasileira (FEB), durante a Primeira Guerra Mundial
(1914-1918), foi decisiva para o sucesso da expedição brasileira.
b) a tomada de Monte Castello, na Itália, foi a principal conquista militar realizada pelos
pracinhas da FEB.
c) o Brasil, durante o período em que permaneceu neutro em relação aos conflitos, não
permitiu a instalação de bases militares norte-americanas em seu território.
d) a participação do Brasil na guerra, contra os regimes nazifascistas, estava em consonância
com a forma de governo democrática assumida por Getúlio Vargas, desde 1937.
e) a participação do Brasil junto aos aliados concedeu ao país um assento permanente no
Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas.
59. (Espcex (Aman) 2015) Nos primeiros anos da década de 1930, o mundo assistiu a uma
grave crise econômica que atingiu boa parte do mundo capitalista. Para combatê-la o governo
dos Estados Unidos da América adotou um conjunto de medidas que ficou conhecido como
New Deal. Esse programa
a) diminuiu a intervenção do Estado na economia.
b) aumentou a intervenção do Estado na economia.
c) retirou a presença do Estado da economia.
d) tornou a economia americana mais liberal.
e) provocou a quebra da Bolsa de Valores de Nova Iorque, dando origem ao episódio que ficou
conhecido como a “quinta-feira negra”.
60. (Fgv 2015) Esses anos [pós-guerra] também foram notáveis sob outro aspecto, pois à
medida que o tempo passava, tornava-se evidente que aquela prosperidade não duraria.
Dentro dela estavam contidas as sementes de sua própria destruição.
(J. K. Galbraith, Dias de boom e de desastre In J. M. Roberts (org), História do século XX,
1974, p. 1331)
Página 24 de 52
Lista – 3o ano – Mundo Contemporâneo – Guerras. Prof. David Nogueira
Segundo Galbraith,
a) a crise do capitalismo norte-americano em 1929 não abalou os seus fundamentos porque foi
gerada por ele mesmo, isto é, o funcionamento da economia provocou a superprodução
agrícola e industrial, a especulação na bolsa de valores, e a expansão do crédito, o que
garantiu os lucros aos empresários, diminuindo a desigual distribuição de renda com o recuo
do desemprego.
b) a época referida no texto diz respeito à crise dos anos 1950, pós-Segunda Guerra, portanto
externa ao capitalismo dos Estados Unidos, uma vez que os Estados europeus, endividados
e destruídos, continuaram a contrair empréstimos e a comprar produtos norte-americanos, e
os empresários, internamente, especularam na bolsa de valores, para minimizar os efeitos
do desemprego.
c) nos fins dos anos 1920, com a economia desorganizada pela Primeira Guerra Mundial, o
capitalismo norte-americano cresceu rumo à superprodução, com investimentos na indústria,
à restrição ao crédito e ao controle da especulação na bolsa de valores, pois a crise foi
motivada apenas por motivos internos, o que facilitou a intervenção do Estado.
d) a crise de 1929 foi gerada pelo próprio funcionamento do capitalismo nos Estados Unidos
dos anos 1920, em um clima de euforia com o aumento da produção, a especulação na
bolsa de valores, a concentração de renda e o crédito fácil, sem intervenção do Estado,
apesar da diminuição das importações europeias e dos crescentes índices de desemprego.
e) a crise dos anos pós-Segunda Guerra Mundial mostrou a importância da ação do Estado, na
medida em que a intervenção reduziu os desequilíbrios causados pelo próprio
funcionamento da economia norte-americana, isto é, preservou o lucro dos empresários,
baixou os índices da produção agrícola e industrial, e controlou os altos níveis do
desemprego.
61. (Uerj 2015)
Meu romance, 1984, foi concebido como uma mostra das perversões que regimes políticos já
realizaram parcialmente ou podem realizar.
George Orwell. Adaptado de pt.wikipedia.org.
Página 25 de 52
Lista – 3o ano – Mundo Contemporâneo – Guerras. Prof. David Nogueira
O romance 1984, de George Orwell, publicado em 1948, apresenta um mundo de impérios em
conflito e uma sociedade em que todos são observados pelo poder central − o Big Brother.
No contexto internacional da época dessa publicação, o escritor britânico direcionou uma crítica
ao seguinte sistema:
a) socialismo
b) capitalismo
c) anarquismo
d) totalitarismo
62. (Pucrj 2015) Considerando a ideologia do partido Nacional-Socialista na Alemanha nos
anos 1930 e 1940, examine as afirmativas:
I. Um dos pilares da ideologia nacional-socialista era seu apelo ao anticomunismo e a rejeição
ao projeto político que estava em curso na União Soviética.
II. O nacional-socialismo alemão conseguiu ter sucesso econômico rápido devido a medidas
direcionadas para o livre comércio e para a liberdade cambial. Com isso houve a
estabilização da moeda após a crise da hiperinflação e um período de crescimento
acelerado da economia.
III. O partido Nacional-Socialista foi vitorioso nas eleições de 1932, o que demonstrou a seus
líderes que a democracia – mesmo com falhas – era o melhor sistema político para realizar
seus projetos.
IV. O ideário do nacional-socialismo sempre deixou clara a ideia de “pureza racial”. Com isso,
desde os primeiros anos de governo, foram emitidas diversas leis contra judeus,
homossexuais e ciganos, consideradas – entre outras – como populações “impuras”.
Assinale:
a) se somente as afirmativas I e III estiverem corretas
b) se somente as afirmativas II e III estiverem corretas
c) se somente as afirmativas II e IV estiverem corretas
d) se somente as afirmativas I e IV estiverem corretas
e) se somente as afirmativas III e IV estiverem corretas
63. (Ueg 2015) “Os olhos do mundo estão sobre vocês”
(Dwight Eisenhower)
A frase acima foi dita pelo comandante das tropas aliadas durante o chamado “Dia D”. No dia 6
de junho de 2014, comemoraram-se os 70 anos do Desembarque da Normandia, um dos
episódios mais conhecidos da II Guerra Mundial. A importância desse acontecimento se deve
ao fato de que ele
a) possibilitou que os exércitos britânico e americano apressadamente evitassem a conquista
da Europa Ocidental pelo exército soviético.
b) permitiu a abertura de uma nova frente de batalha pelo exército Aliado e iniciou a libertação
da Europa do jugo nazista.
c) demonstrou a superioridade técnica do exército nazista, que, liderado por Romell, antecipou
o local do desembarque e infligiu pesadas baixas aos aliados.
d) viabilizou a libertação de Paris pelo exército da resistência francesa, liderado pelo experiente
herói de guerra, Charles de Gaule.
64. (Fgv 2015) A respeito da situação da França, durante a Segunda Guerra Mundial, é correto
afirmar:
a) A chamada República de Vichy englobava a parte da França cujo governo resistiu aos
interesses alemães até o final da guerra.
b) Na República de Vichy, o marechal Phillippe Petáin liderou a resistência contra as forças
militares nazistas.
c) Vichy tornou-se a capital de toda a França governada por um colegiado formado por
alemães e franceses.
d) Na República de Vichy, o slogan Liberdade, Igualdade e Fraternidade foi substituído por
Trabalho, Família e Pátria.
Página 26 de 52
Lista – 3o ano – Mundo Contemporâneo – Guerras. Prof. David Nogueira
e) A esquerda francesa colaborou com o governo de Phillippe Petáin, adotando a tática da
frente ampla contra o nazismo.
65. (Unesp 2015) A influência e o domínio do povo pelo “partido”, isto é, por alguns recémchegados (os ideólogos comunistas procedem dos centros urbanos), já destruiu a influência e a
energia construtiva desta promissora instituição que eram os sovietes. No momento atual, são
os comitês do partido e não os sovietes que governam a Rússia. E sua organização padece de
todos os defeitos da organização burocrática.
KROPOTKIN, Piotr. “Carta a Lênin (04.03.1920)”. Textos escolhidos, 1987.
As críticas do anarquista Kropotkin a Lênin, presentes nessa carta de 1920, indicam a sua
a) crença de que o partido bolchevique consiga reconhecer o poder supremo dos sovietes e
extinguir a injustiça social, a hegemonia burguesa e o autoritarismo.
b) insatisfação em relação à diminuição da influência das associações de soldados e
trabalhadores e ao aumento da influência política das lideranças bolcheviques.
c) disposição de anular a influência dos sovietes, para que o Estado russo seja eliminado e se
instale uma nova organização política, baseada na supressão de toda forma de poder.
d) avaliação de que o partido social-democrata se tornou, após a Revolução de Outubro de
1917, o único grupo político capaz de conter as manifestações sociais e reestruturar o
Estado russo.
e) discordância diante do esforço organizativo do país, empreendido pelos bolcheviques, e sua
aposta no retorno da monarquia parlamentar derrubada pela Revolução de Outubro de 1917.
66. (Ufpr 2015) O lema dos bolcheviques a partir de abril de 1917 era “Paz, Pão e Terra”,
conhecido também como Teses de Abril. Assinale a alternativa que identifica e justifica
corretamente qual entre as palavras do lema tem correspondência direta com os
acontecimentos da Primeira Guerra Mundial.
a) A palavra é “Paz”, pois reivindicava que a Rússia conduzisse o Tratado de Versalhes, e
retirasse vantagens dos países perdedores.
b) A palavra é “Terra”, pois reivindicava que a Rússia fizesse reforma agrária nas terras
conquistadas durante o conflito.
c) A palavra é “Terra”, pois reivindicava que a Rússia anexasse territórios para a constituição
da União das Repúblicas Socialistas Soviéticas.
d) A palavra é “Paz”, pois reivindicava que a Rússia se retirasse imediatamente da guerra, para
livrar sua população do sofrimento e iniciar uma nova ordem socialista.
e) A palavra é “Pão”, pois reivindicava que a Rússia se retirasse da guerra para cessar o
desabastecimento que ocorreu no país após a invasão alemã.
67. (Enem 2014) Ao deflagrar-se a crise mundial de 1929, a situação da economia cafeeira se
apresentava como se segue. A produção, que se encontrava em altos níveis, teria que seguir
crescendo, pois os produtores haviam continuado a expandir as plantações até aquele
momento. Com efeito, a produção máxima seria alcançada em 1933, ou seja, no ponto mais
baixo da depressão, como reflexo das grandes plantações de 1927-1928. Entretanto, era
totalmente impossível obter crédito no exterior para financiar a retenção de novos estoques,
pois o mercado internacional de capitais se encontrava em profunda depressão, e o crédito do
governo desaparecera com a evaporação das reservas.
FURTADO, C. Formação econômica do Brasil. São Paulo: Cia. Editora Nacional, 1997
(adaptado).
Uma resposta do Estado brasileiro à conjuntura econômica mencionada foi o(a)
a) atração de empresas estrangeiras.
b) reformulação do sistema fundiário.
c) incremento da mão de obra imigrante.
d) desenvolvimento de política industrial.
e) financiamento de pequenos agricultores.
68. (Ufrgs 2014) Em 1932, Franklin Delano Roosevelt foi eleito presidente dos Estados Unidos,
em meio à maior crise econômica experimentada por aquele país até então.
Página 27 de 52
Lista – 3o ano – Mundo Contemporâneo – Guerras. Prof. David Nogueira
Considere as seguintes afirmações a respeito de seu governo.
I. A implementação do chamado New Deal consistia em um conjunto de medidas
governamentais destinadas a sanar os problemas econômicos do país, como, por exemplo, a
realização de diversas obras públicas e a criação do seguro-desemprego para os
trabalhadores sem ocupação.
II. Os Estados Unidos mantiveram-se em uma posição de neutralidade até dezembro de 1941,
quando o ataque japonês a Pearl Harbour forçou-os a entrar no conflito, ao lado dos Aliados,
contra as forças do Eixo.
III. A “Lei Seca”, que proibia a venda e o consumo de álcool em todo o território norteamericano, foi anulada pelo Congresso.
Quais estão corretas?
a) Apenas I.
b) Apenas II.
c) Apenas I e III.
d) Apenas II e III.
e) I, II e III.
69. (Udesc 2014) Analise as proposições que se referem ao período entre a I e a II Guerra
Mundial na Europa, e marque (V) para verdadeira e (F) para falsa.
(
(
(
(
) As condições do tratado de paz que encerrou a I Guerra Mundial e obrigou a Alemanha a
pagar pesadas indenizações de guerra foi um dos fatores que contribuiu para a ascensão
do partido de Adolf Hitler ao poder.
) Com a necessidade dos homens irem para o front de guerra, as mulheres foram
convocadas a trabalhar em postos de trabalhos, normalmente ocupados pelos homens,
como por exemplo, nas indústrias metalúrgicas e de armamentos.
) O período do entre guerras foi marcado por revoltas e greves dos trabalhadores em
muitos países europeus, devido às condições de trabalho e à carestia. Em muitos países
este foi um fator que levou governos autoritários e nacionalistas ao poder.
) Este período foi marcado pelo surgimento da televisão, meio de comunicação que foi
muito utilizado pelos governantes para fazer propaganda de suas políticas sociais
durante a II Guerra Mundial.
Assinale a alternativa que contém a sequência correta, de cima para baixo.
a) F – V – V – V
b) V – V – V – F
c) V – V – F – V
d) V – V – V – V
e) V – F – V – V
70. (Uerj 2014)
Página 28 de 52
Lista – 3o ano – Mundo Contemporâneo – Guerras. Prof. David Nogueira
A fita branca, que venceu o Festival de Cinema de Cannes em 2009, conta a história de uma
comunidade rural na Alemanha, entre 1913 e 1914, onde estranhos e violentos incidentes
começam a ocorrer. O diretor do filme comentou: “Não ficaria feliz se o filme fosse visto apenas
como um filme sobre um problema alemão. Ele significa mais que isso. É um filme sobre as
raízes do mal. É sobre um grupo de crianças que são doutrinadas com alguns ideais e se
tornam juízes dos outros – justamente daqueles que empurraram aquela ideologia goela abaixo
delas.”
Maurício Stycer. Adaptado de colunistas.ig.com.br, 24/10/2009.
A Primeira Guerra Mundial (1914-1918) provocou transformações nas vidas de crianças e
jovens europeus. Uma dessas transformações é apresentada no filme A fita branca e está
associada ao que o diretor denominou de “raízes do mal”.
Nas décadas de 1920 e 1930, os efeitos dessas raízes do mal se manifestaram no seguinte
processo histórico:
a) expansão do comunismo
b) difusão do etnocentrismo
c) ascensão do totalitarismo
d) renascimento do liberalismo
71. (Fgv 2014) Observe os dois cartuns.
Página 29 de 52
Lista – 3o ano – Mundo Contemporâneo – Guerras. Prof. David Nogueira
Sobre as imagens, é correto afirmar que
a) a assinatura do acordo de não agressão entre Hitler e Stalin, em 1939, é o último movimento
alemão para trazer a União Soviética para o seu lado, uma vez que os planos anteriores
foram neutralizados pelo imenso poderio militar dos Aliados, temerosos do avanço
germânico que, em 1941, invade a União Soviética e a Inglaterra.
b) a aproximação entre Berlim e Moscou, em 1939, não resultou em um acordo de proteção às
intenções expansionistas de ambos os lados, pois continuaram em lados opostos,
monitorando-se reciprocamente até que, em 1941, com as vitórias sucessivas dos Aliados, o
Terceiro Reich, de forma apressada, garante o precioso apoio da União Soviética.
c) o Terceiro Reich alemão faz dois movimentos no sentido de conseguir o apoio soviético:
inicialmente, um acordo de não agressão com Stalin em 1939, para evitar a sua
aproximação com os Aliados e, em 1941, outro que consegue sua integração ao Eixo,
antecipando-se à diplomacia britânica que, imobilizada, não esboça resistência.
d) após a ocupação da Renânia, da anexação da Áustria, da Tchecoslováquia, a Alemanha
assina um acordo de não agressão mútua com a União Soviética para neutralizá-la, uma vez
que conta com o imobilismo da Inglaterra em relação ao seu expansionismo, que culmina,
em 1941, na invasão da União Soviética.
e) em 1939, depois de invadir a Polônia, Hitler se aproxima da União Soviética de forma
cuidadosa, pois teme os planos expansionistas de Stalin, até então apoiados pelos Aliados
que, a partir de 1941, com as sucessivas vitórias, retiram essa ajuda, obrigando o Estado
Soviético a aceitar a parceria com o Terceiro Reich.
72. (Unesp 2014) A viagem levou uns vinte minutos. O caminhão parou; via-se um grande
portão e, em cima do portão, uma frase bem iluminada (cuja lembrança ainda hoje me
atormenta nos sonhos): ARBEIT MACHT FREI – o trabalho liberta.
Descemos, fazem-nos entrar numa sala ampla, nua e fracamente aquecida. Que sede! O leve
zumbido da água nos canos da calefação nos enlouquece: faz quatro dias que não bebemos
Página 30 de 52
Lista – 3o ano – Mundo Contemporâneo – Guerras. Prof. David Nogueira
nada. Há uma torneira e, acima, um cartaz: proibido beber, água poluída. Besteira: é óbvio que
o aviso é um deboche. “Eles” sabem que estamos morrendo de sede [...]. Bebo, e convido os
companheiros a beber também, mas logo cuspo fora a água: está morna, adocicada, com
cheiro de pântano.
Isto é o inferno. Hoje, em nossos dias, o inferno deve ser assim: uma sala grande e vazia, e
nós, cansados, de pé, diante de uma torneira gotejante, mas que não tem água potável,
esperando algo certamente terrível acontecer, e nada acontece, e continua não acontecendo
nada.
(Primo Levi. É isto um homem?, 1988.)
A descrição, por Primo Levi, de sua chegada a Auschwitz em 1944 revela
a) o reconhecimento da própria culpa, por um prisioneiro recolhido a um campo de
concentração nazista.
b) o alívio com o fim da viagem em direção à prisão e a aceitação das condições de vida
existentes no campo de concentração.
c) a expectativa de que, apesar dos problemas na chegada, houvesse tratamento digno aos
prisioneiros dos campos de concentração.
d) a falta de entendimento do funcionamento do campo de concentração e a disposição de
colaborar com as autoridades nazistas.
e) a sensação de horror, angústia e submissão que caracterizavam a condição dos prisioneiros
nos campos de concentração nazistas.
73. (Unicamp 2014) Em 1942, os estúdios Disney produziram o desenho “Alô Amigos”, que
apresenta a personagem Zé Carioca. Dois anos depois surgiu uma nova animação: The Three
Caballeros, conhecida no Brasil como “Você já foi à Bahia?”. Nos desenhos citados, o Brasil e
a América Latina são mostrados de forma simpática, através de estereótipos. Para entender
esses desenhos e o esforço de Walt Disney, devemos considerar o seguinte contexto:
a) a Segunda Guerra Mundial e a política de boa vizinhança.
b) o avanço da Guerra Fria e o episódio da Crise dos Mísseis de Cuba.
c) a política do “Big Stick” e os resultados da diplomacia do dólar.
d) o avanço do populismo e a tentativa de Truman de barrar esta influência.
74. (Unesp 2014) No final da primavera de 1921, um grande artigo de Lenin define o que será
a NEP [Nova política econômica]: supressão das requisições, impostos em gêneros (para os
camponeses); liberdade de comércio; liberdade de produção artesanal; concessões aos
capitalistas estrangeiros; liberdade de empresa – é verdade que restrita – para os cidadãos
soviéticos. [...] Ao mesmo tempo, recusa qualquer liberdade política ao país: “Os mencheviques
continuarão presos”, e anuncia uma depuração do partido, dirigida contra os revolucionários
oriundos de outros partidos, isto é, não imbuídos da mentalidade bolchevique.
(Victor Serge. Memórias de um revolucionário, 1987.)
O texto identifica duas características do processo de constituição da União Soviética:
a) a reconciliação entre as principais facções social-democratas e a implantação de um sistema
político que atribuía todo poder aos sovietes de soldados, operários e camponeses.
b) o reconhecimento do fracasso político e social dos ideais comunistas e o restabelecimento
do capitalismo liberal como modo de produção hegemônico no país.
c) a estatização das empresas e dos capitais estrangeiros investidos no país e a
nacionalização de todos os meios de produção, com a implantação do chamado comunismo
de guerra.
d) a aguda centralização do poder nas mãos do partido governante e o restabelecimento
temporário de algumas práticas capitalistas, que visavam à aceleração do crescimento
econômico do país.
e) o fim da participação russa na Guerra Mundial, defendida pelas principais lideranças do
Exército Vermelho, e a legalização de todos os partidos socialistas.
75. (Udesc 2014) Leia o documento abaixo:
Página 31 de 52
Lista – 3o ano – Mundo Contemporâneo – Guerras. Prof. David Nogueira
“Um terço do país se encontra submetido a um regime de vigilância especial, isto é, fora da lei.
As forças policiais, sejam visíveis ou secretas, aumentam dia a dia. Nas prisões e nas colônias
penais, além das centenas de milhares de criminosos comuns, há uma enorme quantidade de
condenados políticos, e agora ali se encontram até mesmo os operários. [...] As perseguições
religiosas nunca foram tão frequentes nem tão cruéis. Em todas as cidades e centros
industriais, agrupam-se tropas enviadas, de armas nas mãos, contra o povo. [...] Apesar do
orçamento do Estado, que aumenta de maneira desmesurada [...], essa intensa e terrível
atividade do governo acentua de ano a ano o empobrecimento da população agrícola, isto é, os
cem milhões de homens sobre os quais repousa a potência da Rússia. Por esta razão, a fome
agora é um fenômeno normal. O descontentamento geral de todos os grupos sociais e sua
hostilidade para com o governo também são um fenômeno normal.”
Carta do escritor Leon Tolstoi ao czar Nicolau II, 16 de janeiro de 1902. In: SALOMONI,
Antonella. Lênin e a Revolução Russa. 2. ed. São Paulo: Ática, 1997. p. 16-17.
Analise as proposições considerando as informações da carta acima e o contexto histórico da
Rússia, no início do século XX.
I. Leon Tolstoi, em sua carta, está criticando o governo do Czar russo devido às perseguições
políticas e religiosas e por causa da pobreza, na qual viviam milhões de pessoas na Rússia.
II. Apesar do crescimento industrial e urbano, ocorrido no final do século XIX e início do século
XX, a maioria da população russa vivia em condições miseráveis no campo, uma vez que
muitos camponeses não eram proprietários das terras nas quais trabalhavam.
III. O governo da Rússia, neste período, era uma monarquia absolutista, governado pelo Czar.
Este tipo de governo é caracterizado pela divisão igualitária do poder entre o monarca e os
representantes eleitos pelo povo.
IV. Nas duas primeiras décadas do século XX, na Rússia, ocorreram inúmeras revoltas
populares, entre as quais a que ficou conhecida como Domingo Sangrento, que ocorreu em
janeiro de 1905, quando centenas de pessoas foram mortas, durante uma manifestação que
reivindicava direito à greve, melhores condições de vida e convocação de uma Assembleia
Constituinte.
Assinale a alternativa correta.
a) Somente as afirmativas I, II e III são verdadeiras.
b) Somente as afirmativas II, III e IV são verdadeiras.
c) Somente as afirmativas I, III e IV são verdadeiras.
d) Somente as afirmativas I, II e IV são verdadeiras.
e) Todas as afirmativas são verdadeiras.
76. (G1 - cftmg 2013) Em 18 de janeiro de 1930, a capa do jornal norte-americano The
Saturday Evening Post trazia uma ilustração na qual todos os personagens observavam
atentamente um cartaz com as cotações da Bolsa de Valores.
Página 32 de 52
Lista – 3o ano – Mundo Contemporâneo – Guerras. Prof. David Nogueira
A imagem satiriza o período imediatamente anterior à quebra da Bolsa, no qual a sociedade
norte-americana vivenciou um
a) ímpeto especulativo que afetava todas as camadas sociais.
b) clima de decadência que atingia os grandes investidores.
c) impulso econômico que impossibilitava o pleno emprego.
d) estado de miséria que afligia as grandes parcelas da população.
77. (Uepb 2013) Em 1933, Franklin Delano Roosevelt tomou posse para cumprir mandato
como o 32° presidente dos Estados Unidos da América. Os EUA experimentavam a mais
aguda de todas as suas crises, em consequência do “Crack da Bolsa de Nova York de 1929”.
Para se ter ideia da extensão dos danos, um quarto da força de trabalho norte-americana
estava desempregado, sem contar os trabalhadores subempregados e os que tinham desistido
de procurar emprego.
Assinale a única alternativa INCORRETA.
a) Roosevelt foi eleito uma vez e reeleito mais três vezes seguidas — caso único na história
americana. Mas isso só foi possível pelas circunstâncias da época. A grande depressão e a
2ª Guerra Mundial criaram as condições para que ele obtivesse até mesmo um quarto
mandato, encerrado precocemente devido à sua morte, em abril de 1945.
b) Roosevelt recebeu apoio total para governar. O Congresso americano e o Judiciário foram
fundamentais para que o “New Deal” fosse um sucesso. A Suprema Corte dos EUA julgou o
plano constitucional e deu plenos e absolutos poderes para que Roosevelt governasse, de
tal forma que ele tomava decisões sem ter que consultar os outros poderes.
c) Roosevelt foi eleito presidente dos EUA não aceitando a visão de que crises são
movimentos normais da economia. Ele defendia que a economia americana vivia um estado
patológico incomum e que nenhuma teoria econômica poderia justificar o sofrimento da
população.
d) Roosevelt teve como marca maior de seus governos o chamado “New Deal” (novo contrato),
que não defendia um conjunto de medidas pré-estabelecidas, mas que o governo deveria se
comprometer a assumir a responsabilidade de agir pela prosperidade da economia e pela
melhoria do bem-estar da população.
e) Roosevelt foi eleito por ter oferecido ao povo americano um projeto pelo qual o governo
interviria na economia com os instrumentos necessários para que se pudesse combater a
grande depressão. Em sua posse ele pronunciou a frase, que se tornaria o lema de seu
governo: “ Não há o que temer, senão o próprio medo.”
Página 33 de 52
Lista – 3o ano – Mundo Contemporâneo – Guerras. Prof. David Nogueira
78. (Unesp 2013) Leia.
A Itália deseja a paz, mas não teme a guerra.
A justiça sem a força é uma palavra sem sentido.
Nós sonhamos com a Itália romana.
Os três lemas acima foram amplamente divulgados durante o governo de Benito Mussolini
(1922-1943) e revelam características centrais do fascismo italiano:
a) a perseguição aos judeus, a liberdade de expressão e a valorização do direito romano.
b) o culto ao corpo, o pacificismo e a ânsia de voltar ao passado.
c) o nacionalismo, a valorização do espírito clássico e o materialismo.
d) a beligerância, o culto à ação e o esforço expansionista.
e) o revanchismo, a socialização da economia industrial e a perseguição aos estrangeiros.
79. (Fuvest 2013) Quando a guerra mundial de 1914-1918 se iniciou, a ciência médica tinha
feito progressos tão grandes que se esperava uma conflagração sem a interferência de
grandes epidemias. Isso sucedeu na frente ocidental, mas à leste o tifo precisou de apenas três
meses para aparecer e se estabelecer como o principal estrategista na região (...). No
momento em que a Segunda Guerra Mundial está acontecendo, em territórios em que o tifo é
endêmico, o espectro de uma grande epidemia constitui ameaça constante. Enquanto estas
linhas estão sendo escritas (primavera de 1942) já foram recebidas notificações de surtos
locais, e pequenos, mas a doença parece continuar sob controle e muito provavelmente
permanecerá assim por algum tempo.
Henry E. Sigerist, Civilização e doença. São Paulo: Hucitec, 2010, p. 130-132.
O correto entendimento do texto acima permite afirmar que
a) o tifo, quando a humanidade enfrentou as duas grandes guerras mundiais do século XX, era
uma ameaça porque ainda não tinha se desenvolvido a biologia microscópica, que anos
depois permitiria identificar a existência da doença.
b) parte significativa da pesquisa biológica foi abandonada em prol do atendimento de
demandas militares advindas dessas duas guerras, o que causou um generalizado
abandono dos recursos necessários ao controle de doenças como o tifo.
c) as epidemias, nas duas guerras mundiais, não afetaram os combatentes dos países ricos, já
que estes, ao contrário dos combatentes dos países pobres, encontravam-se imunizados
contra doenças causadas por vírus.
d) a ameaça constante de epidemia de tifo resultava da precariedade das condições de higiene
e saneamento decorrentes do enfrentamento de populações humanas submetidas a uma
escala de destruição incomum promovida pelas duas guerras mundiais.
e) o tifo, principalmente na Primeira Guerra Mundial, foi utilizado como arma letal contra
exércitos inimigos no leste europeu, que eram propositadamente contaminados com o vírus
da doença.
80. (Unicamp 1997) A charge a seguir (extraída Antonio Pedro, A SEGUNDA GUERRA
MUNDIAL, São Paulo, Editora Atual/Campinas, Editora Unicamp (co-edição), 1986, p. 14)
retrata de forma crítica a assinatura, em 23 de agosto de 1939, de um pacto de não-agressão.
Página 34 de 52
Lista – 3o ano – Mundo Contemporâneo – Guerras. Prof. David Nogueira
a) Identifique os personagens do desenho e os países que respectivamente representam.
b) Relacione esse pacto à deflagração da Segunda Guerra Mundial.
Página 35 de 52
Lista – 3o ano – Mundo Contemporâneo – Guerras. Prof. David Nogueira
Gabarito:
Resposta da questão 1:
[Resposta do ponto de vista da disciplina de Geografia]
a) Os tratados assinados com o fim da primeira guerra resultam na definição de novos países
como Hungria, Polônia, Tchecoslováquia e Finlândia.
b) Dos impactos na economia brasileira em decorrência da primeira guerra mundial, pode-se
citar: o desenvolvimento da produção industrial, particularmente no setor químico e ferrogusa, atendendo aos países que, em guerra, deslocam sua indústria para a produção bélica;
o aumento da inflação que gera insatisfação social estabelecendo o contexto das greves em
1917 e 1918; o aumento da exportação de matéria-prima como borracha, cacau e café.
[Resposta do ponto de vista da disciplina de História]
a) Podemos citar Polônia, Iugoslávia, Tchecoslováquia e Finlândia.
b) O Brasil precisou adotar o sistema de industrialização por substituição de importação, uma
vez que as fábricas europeias – de onde o Brasil importava quase tudo o que consumia –
estavam paradas. Nesse sentido, a Primeira Guerra Mundial contribuiu para incrementar a
economia brasileira através do aumento da industrialização.
Resposta da questão 2:
a) No século XIX, o Japão saiu de um período praticamente feudal e iniciou a “Era Meiji”,
baseada no capitalismo e na industrialização. A expansão do Japão na década de 1930 foi
impulsionada pela depressão econômica naquele período. O imperialismo japonês tinha o
objetivo de expandir mercados consumidores e ter acesso às matérias primas para o
desenvolvimento industrial como carvão mineral e ferro. A expansão japonesa atingiu parte
da China (a exemplo da Mandchúria), Coreia, península da Indochina, Nova Guiné e parte
das ilhas da Oceania. Na década de 1940, durante a Segunda Guerra Mundial, o Japão
aliou-se ao eixo, também integrado pela Alemanha nazista e a Itália fascista.
b) Na Indochina Francesa, localizam-se nações como Vietnã, Camboja e Laos. Dentre os quais
destaca-se o Vietnã. No período da Guerra Fria, o Vietnã chegou a ser fragmentado em Vietnã
do Norte (socialista) e Vietnã do Sul (capitalista). Após o término da Guerra do Vietnã e retirada
dos Estados Unidos na década de 1970, o país foi unificado e tornou-se totalmente socialista
com economia planificada e partido único. Principalmente a partir da década de 1990, o Vietnã
aplicou o estilo chinês e promoveu uma abertura da economia introduzindo elementos
capitalistas e atraindo investimentos de transnacionais. O país tem obtido um elevado
crescimento econômico com exportações de produtos industrializados com baixo custo. Do
ponto de vista diplomático, houve uma reaproximação com os Estados Unidos.
Resposta da questão 3:
[B]
[Resposta do ponto de vista da disciplina de História]
A primeira representação, que mostra o território alemão até certo ponto “pequeno” ante outros
países europeus, ao trazer a inscrição “Alemanha, a nação agressora?”, em parte, justifica a
tentativa de expansão territorial alemã.
[Resposta do ponto de vista da disciplina de Geografia]
A cartografia apresenta elementos técnicos e elementos políticos e ideológicos. Neste caso, os
mapas são utilizados no contexto da 2ª Guerra Mundial para justificar o expansionismo da
Alemanha, uma vez que uma das potências adversárias, o Reino Unido, tinha um império com
colônias em diversos continentes (Índia, Canadá, Austrália, parte da África etc.).
Resposta da questão 4:
[A]
[Resposta do ponto de vista da disciplina de História]
A guerra Civil Espanhola ocorreu entre 1936 e 1939. De um lado havia a falange que defendia
Página 36 de 52
Lista – 3o ano – Mundo Contemporâneo – Guerras. Prof. David Nogueira
o general ditador Francisco Franco e de outro as brigadas internacionais que defendiam o
governo popular. As guerras que ocorreram na primeira metade do século XX contribuíram
para redefinir o papel social da mulher no sentido da resistência que consiste em se mobilizar
para a luta ou no campo econômico para exercer funções no mundo do trabalho. Somente a
proposição [A] contempla esta ideia.
[Resposta do ponto de vista da disciplina de Sociologia]
A partir do momento em que se vive uma guerra e que a grande parte dos homens está em
combate, as mulheres passam a assumir papeis mais complexos nas famílias e na sociedade
civil. O cartaz corresponde a uma propaganda que tem como intenção fazer as mulheres
operárias assumirem uma posição revolucionária nesse contexto, apoiando os combatentes em
defesa da “liberdade”. Desta maneira, somente a alternativa [A] pode ser considerada correta.
Resposta da questão 5:
a) A formação das alianças político-diplomáticas foi um processo que antecedeu a guerra e,
mesmo ao longo do conflito, os interesses de cada nação levaram a uma frequente
reconfiguração dos acordos. Referimo-nos a dois grandes blocos de países: a Tríplice
Aliança formada pelo Império alemão, pelo império Austro-húngaro e pelo império Turcootomano (em 1915 a Bulgária declara guerra à Sérvia e se junta à Aliança), e a Tríplice
Entente reunindo França, Inglaterra e Rússia – essa aliança também contou com o apoio de
outros países como Sérvia, Itália, Japão, Estados Unidos, Portugal e mesmo o Brasil. Em
1917, a Rússia envolvida no processo revolucionário iniciou negociações para firmar uma
paz em separado com seus adversários. Assim sendo, o candidato poderá apresentar as
seguintes argumentações:
- O forte sentimento nacional frequentemente alimentado pelos governos europeus foi
criando diversas crises diplomáticas que permitiram que algumas potências se
distanciassem: casos da Alemanha e França ou de Áustria e Rússia. Em contrapartida,
essas rivalidades nacionais foram criando a base para a aproximação – muitas vezes
meramente instrumental – entre países com tradições políticas muito diferentes como foi o
caso da aliança entre franceses e russos.
- A disputa por territórios dentro da Europa também contribuiu para a formação das alianças.
Notadamente as tensões entre alemães e franceses na sua fronteira (em especial na
Alsácia-Lorena) e entre os russos e os sérvios com os turcos, austríacos e búlgaros nos
Bálcãs, proporcionaram a criação de antagonismos e alianças que levaram a Guerra.
- A competição por territórios coloniais, em um período de intenso crescimento industrial no
qual eram urgentes mercados, mão de obra e matérias-primas, levou a muitas tensões
militares e diplomáticas entre os países envolvidos na chamada segunda revolução
industrial. Pode-se mencionar, como exemplo, que os governos da Inglaterra e França
estavam dispostos a “fechar” o espaço colonial a novas potências e lutavam para
estabilizar seu controle nos continentes africano e asiático isolando os interesses
expansionistas alemães.
b) O fim da Grande Guerra provocou uma extensa reconfiguração nas bases sociais e
geopolíticas do Ocidente e de sua extensa área de influência. Para alguns historiadores, o
conflito marca o fim de uma era. Desse modo, o candidato poderá citar:
- A redefinição do mapa político europeu após a assinatura dos tratados de paz. Como
resultado da vitória da Tríplice Entente, os grandes impérios derrotados (o alemão, o
austro-húngaro e o turco-otomano) foram desmembrados e deram origem a diversos novos
países, como a Estônia, a Lituânia, a Letônia, a (nova) Polônia, a Tchecoslováquia, a
Hungria separada a Áustria entre outros.
- A crise política na Rússia não pode ser dissociada do enorme e desastroso esforço de
guerra empreendido pelo Império czarista. O surgimento de uma nova configuração
ideológica com o surgimento de um Estado socialista também pode ser citado pelo
candidato.
- A participação de tropas coloniais e a expansão do conflito para o norte da África, Palestina,
Iraque, Pérsia e China fez com que ideias nacionalistas e anti-imperialistas tomassem lugar no
repertório político das populações locais. A luta de independência nacional ganha um impulso
importante com o envolvimento dessas populações e regiões na dinâmica do conflito.
Resposta da questão 6:
Página 37 de 52
Lista – 3o ano – Mundo Contemporâneo – Guerras. Prof. David Nogueira
Os Tratados de Versalhes e de Saint-Germain foram assinados após a Primeira Guerra como
forma de “punição” aos países derrotados no conflito. A Alemanha foi o país que mais sofreu
sanções a partir desses dois tratados. De acordo com o Tratado de Versalhes, a Alemanha
tinha seu exército reduzido, sua indústria bélica paralisada e perdeu alguns territórios, como
Alsácia-Lorena. Já o Tratado de Saint-Germain previa a desintegração do Império AustroHúngaro.
Os judeus eram considerados pelos nazistas como uma raça “deformada”, capaz de ameaçar a
pureza da raça ariana. Perseguidos por questões econômicas e religiosas, os judeus não eram
considerados cidadãos alemães e, por isso, estava submetido à legislação aplicada aos
estrangeiros.
Resposta da questão 7:
A derrota dos Impérios centrais – alemão e austríaco – determinou o surgimento de novas
nações no leste europeu, como a Tchecoslováquia e a Hungria e, ao mesmo tempo, a
desintegração do Império Turco, garantiu a formação de novas nações árabes no Oriente
Médio, ainda que sob tutela de Inglaterra e França.
A Revolução Russa de 1917 e a formação da União Soviética criaram uma nova situação na
Europa, de ameaça ao capitalismo e às potencias até então dominantes, que se preocuparam
em promover o isolamento da nação comunista.
Resposta da questão 8:
a) A partilha da África levou ao fortalecimento das potências europeias, mais especialmente
Inglaterra e França. O capitalismo entra em sua fase monopolista, aproveitando-se da
disponibilidade de matérias-primas, mercados consumidores e mercados de trabalho
provenientes das colônias africanas.
b) Para além de uma série de outros conflitos que acabaram por contribuir para a eclosão da
Primeira Guerra Mundial destaca-se o clima de disputa em torno da partilha da África, bem
como de sua expansão para a Ásia. A Alemanha, pouco beneficiada com a partilha de
territórios e incomodada com a expansão inglesa, buscou se fortalecer estendendo sua área
de influência à Europa central.
Comentário:
a) Pode-se considerar também que o capitalismo entra em uma fase imperialista, pois
necessita de conquistas que não são apenas econômicas, de mercados, mas principalmente
militares, com a utilização da força militar e a imposição de novos padrões culturais,
religiosos e comportamentais, que envolvem um novo ritmo de consumo.
b) A Grande Guerra é entendida como uma disputa imperialista, que envolveu as grandes
potências e arrastou países diretamente dependentes, como a Áustria e Rússia. A
desigualdade da “partilha afro-asiática”, que limitou o desenvolvimento do capitalismo alemão e
fortaleceu Inglaterra e França, foi determinante para o início do conflito.
Resposta da questão 9:
a) Antes da Primeira Guerra Mundial as batalhas eram caracterizadas por “guerras de
movimento”, com o deslocamento de grande contingente humano, com armas pessoais e
enfrentamentos “corpo-a-corpo” nos quais os indivíduos eram decisivos. Com o avanço da
tecnologia bélica durante a Primeira Guerra Mundial, houve grande modificação nos
conflitos, com a percepção de que as armas de destruição em massa é que determinavam
as possibilidades de vitória, com a destruição da infraestrutura inimiga e não
necessariamente com a eliminação do exército adversário.
b) A Primeira Guerra Mundial foi um conflito que tem forte relação ao momento vivido pelo
capitalismo do final do século XIX e início do XX, pois um dos principais motivos geradores do
conflito foi a disputa imperialista entre as nações europeias, envolvidas no neocolonialismo
com o objetivo de explorarem matéria-prima, mão de obra barata e garantir mercado
consumidor, instalando suas indústrias e ampliando o poderio econômico. Portanto foi a
Página 38 de 52
Lista – 3o ano – Mundo Contemporâneo – Guerras. Prof. David Nogueira
expansão do capitalismo em sua fase imperialista, com intensa disputava por territórios na
África e Ásia que deu origem à Grande Guerra.
Resposta da questão 10:
a) URSS (União das Repúblicas Socialistas Soviéticas).
b) Durante o governo de Mikail Gorbachev, a URSS passava por uma grave crise
socioeconômica. Para solucioná-la, Gorbachev criou dois planos de recuperação chamados
Glasnot e Perestroika. Mesclando renovação econômica (abertura ao capital estrangeiro, corte
nos gastos, incentivo à industrialização) e abertura política (fim da censura, volta do
pluripartidarismo), os planos não surtiram o efeito desejado por Gorbachev. A transição do
Socialismo para o Capitalismo, difícil por si só, foi mais dificultada pelas oposições ao governo
de Gorbachev, impostas, principalmente, por comunistas e por partidários de Boris Ieltsin.
Diante disso, as Repúblicas Bálticas foram as primeiras a se separar da URSS, sendo
seguidas, depois, por várias outras repúblicas.
Resposta da questão 11:
A diferença entre os planos econômicos de Lênin e Stálin é grande: para recuperar a abalada
economia russa do pós Primeira Guerra, Lênin promoveu a NEP (Nova Política Econômica),
que propunha uma “mistura” entre medidas socialistas e capitalistas buscando superar a
economia agrária e promover a industrialização russa. Já Stálin buscou estatizar a economia
russa através dos PLANOS QUINQUENAIS, procurando promover empregos a partir de uma
forçada modernização econômica.
O cartaz mostra Lênin e Stálin juntos porque, na tentativa de aproximar sua imagem da de
Lênin, Stálin promovia cartazes como esse, buscando o apoio popular que Lênin tinha.
Resposta da questão 12:
A Revolução Russa ocorreu em duas etapas. A partir de fevereiro de 1917, formou-se um
governo provisório, que aboliu a monarquia e desenvolveu uma política de tendência liberal,
porém preservou a Rússia na Primeira Guerra. O Partido Bolchevique – comunista – tomou o
poder em outubro e formou o governo soviético sob o comando de Lênin. Umas das primeiras
medidas adotadas foi a retira do país da guerra, além de outras que colocaram a Rússia no
caminho do socialismo.
Resposta da questão 13:
a) Quando do início da guerra, a Rússia era um país atrasado, absolutista, apoiado na
autocracia czarista, e que procurava se desenvolver industrialmente, apoiado em capitais
externos, notadamente ingleses e franceses. O envolvimento do país na guerra foi
responsável pela ruína da economia, por desabastecimento e grande miséria, determinantes
para as rebeliões de operários e deserções de soldados, que formaram a base do
movimento revolucionário de 1917.
b) Pode-se considerar que os princípios revolucionários que nortearam a tomada do poder
pelos bolcheviques, foram expostos por Lênin nas “Teses de Abril” e sintetizadas na frase “Paz,
pão e terra”, que exigia a saída da guerra, a formação de um governo baseado nos sovietes
que garantisse o abastecimento das cidades e a realização de uma reforma agrária.
Resposta da questão 14:
Um dos princípios:
• abertura para a iniciativa privada em pequena escala.
• manutenção do controle estatal sobre os setores-chave da produção.
A NPE permitiu contornar a crise e consolidou a orientação socialista soviética.
A Perestroika conduziu à desintegração da União Soviética e ao fim do socialismo nos países
do bloco sob sua influência direta.
Resposta da questão 15:
a) A Revolução Russa representou, no início do século, a possibilidade de construção de
Página 39 de 52
Lista – 3o ano – Mundo Contemporâneo – Guerras. Prof. David Nogueira
sociedades mais justas e igualitárias, de destruição de um modelo capitalista opressor e
concentrador de riquezas e estimulou milhões de pessoas, principalmente trabalhadores e
jovens, em diversos países do mundo, a uma luta política pela construção de um novo
mundo.
b) O ano de 1989 tornou-se emblemático para a crise do socialismo, com a “queda do muro de
Berlim”, símbolo da divisão do mundo em blocos antagônicos, que é a principal característica
da Guerra Fria. A queda do muro apenas refletiu a crise do modelo soviético, estagnado há
décadas, tanto que foi mais uma festa do que uma revolução. A crise do modelo soviético está
associada à incapacidade da antiga URSS manter sua política de corrida armamentista que
tentava acompanhar os Estados Unidos e pela debilidade de seu potencial industrial.
Resposta da questão 16:
A formação de sindicatos, partidos e soviets antecede a Guerra e a Revolução, dada as
precárias condições econômicas e políticas da Rússia dos Czares. No entanto, a Grande
Guerra serviu para agudizar as contradições e a pobreza e permitiu que se ampliasse a
discussão política sobre os governantes da época e sobre as possibilidades de mudança. O
Partido Bolchevique se opôs à guerra e a identificou como a grande responsável pela miséria
dos trabalhadores, utilizando-a em sua propaganda política.
Resposta da questão 17:
a) Fica claro, através do gráfico, que produção industrial e emprego estão DIRETAMENTE
relacionados. Se um vai bem, o outro acompanha.
b) DOIS MOTIVOS: crise na produção industrial, devido ao excesso de mercadoria sem
compradores e manutenção dos altos valores das ações na Bolsa de Valores (especulação),
o que contribuiu para a queda de Bolsa de Valores de Nova York.
Resposta da questão 18:
Um dos princípios liberais: a divisão dos poderes em três, como forma de não concentrar o
poder nas mãos de apenas uma pessoa;
Opinião do jornal que contradiz o princípio: "a dominação do parlamento, a debilidade do
governo, a insignificância do presidente";
Com a crise econômica que abateu o mundo no período entre-guerras, o sistema liberal entrou
em colapso, com especial destaque para a Crise de 1929, nos EUA. Em países europeus já
debilitados pela Primeira Guerra, como a Alemanha, a crise econômica fortaleceu a formação
de regimes de extrema direita, como o Fascismo.
Resposta da questão 19:
a) Após vencer as eleições F.D. Roosevelt, com apoio do congresso americano, criou e
aprovou uma série de leis que foram nomeadas de New Deal ("Novo Acordo"). Estas leis
forneceriam ajuda social às famílias e pessoas que necessitassem, forneceriam empregos
através de parcerias entre o governo, empresas e os consumidores. Diversas agências
governamentais foram criadas para administrar os programas de ajuda social. A mais
importante delas foi a Federal Agency Relief Administration, criada em 1933, que seria
responsável pelo fornecimento de fundos aos governos estatais, para que estes
empregassem tais fundos em programas de ajuda social. Outros órgãos governamentais
similares foram criados com o intuito de administrar e/ou empregar trabalhadores na
construção de obras públicas. Outros órgãos foram criados com o intuito de organizar
programas de recuperação, como a Agricultural Adjustment Administration, com o intuito de
regular a produção de produtos agropecuários em uma dada fazenda. Outro órgão similar, o
National Recovery Administration, criada em 1933, passou a reforçar leis antimonopólio,
estabeleceu salários mínimos e limites na carga horária de trabalho.
b) Um dos aspectos mais relevantes da crise foi a queda dos preços agrícolas. Para países
como o Brasil, cuja pauta de exportações nesse momento era dominada pela produção de
café, a baixa nos preços e a perda de liquidez do mercado internacional atingiu profundamente
a estrutura econômica do país.
Página 40 de 52
Lista – 3o ano – Mundo Contemporâneo – Guerras. Prof. David Nogueira
Resposta da questão 20:
a) Foram objetivos do governo Roosevelt no contexto do entre-guerras:
- o estímulo do panamericanismo;
- cooperação diplomática baseada no princípio da “Boa Vizinhança”;
- ampliação das trocas comerciais entre os países americanos.
A relação com o contexto do entre-guerras esteve associada à maior integração entre os
países americanos com vistas à cooperação e garantia de matérias primas para a entrada
dos Estados Unidos na Guerra. Tendo em vista a crise econômica de 1929, a ampliação do
comércio interamericano, em bases de cooperação e amizade, ajudaria igualmente a
recuperação dessas economias.
b) A partir do início da Segunda Guerra Mundial:
- foram realizadas Conferências Interamericanas (Panamá/1939, Havana/1940 e Rio de
Janeiro/1942) que reafirmaram o panamericanismo e a cooperação mútua;
- formou-se uma solidariedade continental ao repúdio norte-americano ao ataque japonês às
bases de Pearl Harbour;
- realizou-se a Conferência de janeiro de 1942, tendo em vista o rompimento das relações
diplomáticas com os países do Eixo;
- ocorreu o aumento do intercâmbio cultural, incentivado pela criação do Escritório para a
Coordenação de Assuntos Interamericanos, dirigido por Nelson Rockfeller; e,
- intensificou-se o comércio de bens materiais e culturais, assim como as ações na área de
saúde pública.
Resposta da questão 21:
a) Um motivo mais geral é o fato de existir, desde o final do século XIX, um modelo
capitalismo monopolista, integrado internacionalmente. Além disso, grande parte dos países
europeus dependia de investimentos de empresas estadunidenses no processo de
recuperação de suas economias, abaladas pela Grande Guerra.
b) Foi um programa econômico intervencionista baseado nas teorias econômicas de John
Maynard Keynes, que pregava a importância do Estado como agente de definição da
economia – e não o mercado como nas teorias liberais.
Dentre as medidas adotadas, as mais destacadas são:
- realização de obras públicas.
- reforma no setor agrícola, garantindo aos produtores recursos.
- Política trabalhista com um salário mínimo.
Resposta da questão 22:
Dois dos fatores:
• especulação financeira.
• superprodução agrícola.
• superprodução industrial.
• desaceleração do consumo.
• quebra da Bolsa de Nova York.
• reaquecimento das economias europeias.
A crise econômica e financeira, iniciada com a falência de empreendimentos agrícolas e
industriais dependentes de capitais norte-americanos, repatriados em função da quebra da
Bolsa de Nova York.
A superprodução que caracterizou a economia estadunidense nos anos 20 está
relacionada ao grande impulso da indústria durante a Primeira Guerra Mundial, que manteve
seu ritmo acelerado de produção, mesmo com a recuperação europeia.
Os efeitos da crise de 29 foram sentidos em praticamente todo mundo. Na Europa, os
países dependentes dos Estados Unidos para a recuperação, tiveram novamente suas
economias abaladas e conheceram um processo marcado por falências e desemprego.
Resposta da questão 23:
a) O capitalismo “keynesiano”, caracterizado por grande intervenção do Estado na
economia segundo os princípios do economista inglês John Maynard Keynes, desenvolveuse a partir da crise de 1929 e sua principal manifestação foi o New Deal, programa de
Página 41 de 52
Lista – 3o ano – Mundo Contemporâneo – Guerras. Prof. David Nogueira
recuperação implementado pelo governo dos Estados Unidos a partir de 1934, a partir do
qual exerceu grande controle sobre o sistema financeiro, sobre as atividades produtivas e
sobre as relações de trabalho.
b) O capitalismo desregulado ou neoliberal é aquele onde o Estado não aparece como agente,
ou seja, é a própria dinâmica do mercado (Lei da oferta e da procura) que determina as
relações de produção, os preços, as condições de compra ou venda, considerando-se que,
nesse caso o papel do Estado é “mínimo”, apenas de fazer cumprir as leis e zelar para a
manutenção da livre concorrência. O neoliberalismo foi impulsionado pelos governos dos
Estados Unidos e Inglaterra a partir dos anos 70, fruto da crise do capitalismo internacional
provocada pela crise do petróleo.
Resposta da questão 24:
a) No início do governo do presidente norte-americano Franklin Roosevelt, foi implantado o
New Deal, plano econômico visando à recuperação da economia estadunidense, frente aos
efeitos da crise iniciada em 1929. Entre outras medidas, destacam-se: a criação de grandes
obras públicas visando à geração de emprego e renda e ampliação da infraestrutura; a
criação do salário-desemprego; a administração de Reassentamento que transferiu famílias
que ocupavam terras de qualidade inferior; a Lei de Assistência Civil à Conservação e ao
Reflorestamento, que criava frentes de trabalho para os jovens e desempregados; a Lei do
Ajustamento Agrícola, que subsidiava os fazendeiros que reduzissem a sua produção; a
concessão de financiamentos a fazendeiros e industriais e supervisão do sistema financeiro
pelo governo federal.
b) Podem ser apontados como fatores da crise de 2008-09: a especulação financeira e a má
gestão da de grandes corporações favorecidas por preceitos neoliberais.
A crise começou no setor imobiliário norte-americano e atingiu, inicialmente bancos, indústrias
e as bolsas de valores nos Estados Unidos, mas logo se espalhou pelo mundo, ocasionado
recessão econômica e altos índices de desemprego. Para minimizar os efeitos da crise e na
medida do possível, reverter esse processo, vários governos adotaram práticas
intervencionistas como programas de isenções fiscais e aportes financeiros visando salvar
empresas e evitar o aumento do desemprego.
Resposta da questão 25:
Na década de 1920, a moda já estava livre dos espartilhos do século XIX. As saias já mostram
mais as pernas e o colo. Na maquiagem, a tendência era o batom. A boca era carmim, em
forma de coração. A maquiagem era forte nos olhos, as sobrancelhas eram tiradas e o risco
pintado a lápis. A tendência era ter a pele bem branca. Foi a época de Hollywood em alta, e a
maioria dos grandes estilistas da época, como Coco Chanel e Jean Patou, criaram roupas para
grandes estrelas. Foi uma década de prosperidade e liberdade, animada pelo som das jazzbands e pelo charme das melindrosas, as mulheres modernas da época, que frequentavam os
salões e traduziam em seu comportamento e modo de vestir o espírito da também chamada
Era do Jazz.
Resposta da questão 26:
a) Elemento 1 - força política de direita, nacionalista: suástica alemã;
Elemento 2 - força política de esquerda, republicana: foice e martelo.
b) Propostas nacionalistas: implantação de um regime totalitarista, derrubando a República
espanhola;
Propostas republicanas: defesa da República e implantação de ideais socialistas na Espanha.
Resposta da questão 27:
a) Após a “Noite dos Cristais”, em 1938, o líder nazista Reinhard Heydrich, recomendou que
todos os judeus fossem obrigados a usar uma identificação para diferenciá-los do restante
da população. Esse sistema de identificação foi adotado na Polônia, a partir de 1939,
quando todos os judeus acima de 12 anos passaram a ser obrigados a costurar uma Estrela
de Davi amarela em suas roupas.
Página 42 de 52
Lista – 3o ano – Mundo Contemporâneo – Guerras. Prof. David Nogueira
b) Após a invasão da Polônia pelos nazistas, em 1940, um pequeno distrito no sudoeste de
Varsóvia foi escolhido para o confinamento de cerca de 400.00 judeus. Cercado por um muro
havia apenas uma entrada e saída do “gueto”. No começo a população confinada tinha uma
vida difícil, mas com um pequeno nível de conforto, e aos poucos as condições foram piorando,
com a chegada de novos contingentes de judeus, com a maioria vivendo em precárias
condições de vida.
Resposta da questão 28:
Dois dos problemas e respectiva ação:
• desordem social / instauração do Estado corporativo e centralizador para enfrentar a crise das
propostas liberais
• crise econômica / intervencionismo estatal para controlar os conflitos entre capital e trabalho
• vácuo político / fim do sistema político representativo liberal, com o estabelecimento do
partido único e fortalecimento de Hitler como liderança nacional
Resposta da questão 29:
a) Adolf Hitler utilizou o orgulho ferido dos alemães após a assinatura do Tratado de
Versalhes, que representou uma grande humilhação para a Alemanha, para despertar o
sentimento nacionalista no povo, que apoiaria o seu partido político, o nazismo.
b) Anticomunismo, militarismo. Pode-se citar ainda: antissemitismo, antiliberalismo,
antiparlamentarismo, superioridade da raça ariana, expansionismo em busca do “espaço
vital”, xenofobia, nacionalismo exacerbado e totalitarismo.
c) Na Alemanha, desenvolveu-se um culto à imagem do líder, sendo implantada a censura a
todos os meios de comunicação. Com isso, houve o fortalecimento do regime nazista.
A propaganda era conduzida pelo Ministro da Educação do Povo e da Propaganda, Joseph
Goebells, e tinha como meta exercer severo controle sobre a Educação e a comunicação, com
o objetivo de consolidar a aprovação popular do Partido Nazista, da doutrina do Partido e do
Führer. Seus métodos eram sensacionalistas e desonestos, seguindo a filosofia de que “uma
mentira dita cem vezes torna-se verdade”.
Resposta da questão 30:
Terminada a Primeira Guerra Mundial, realizou-se a Conferência de Paris, que considerou a
Alemanha como responsável pela guerra e impôs à mesma o pagamento de indenizações, a
perda de colônias e territórios na Europa e sua desmilitarização. Tais imposições geraram
grave crise econômica no país, agravadas posteriormente pela crise de 29. Essa situação de
crise, entendida como fruto das imposições, aguçou o sentimento nacionalista e de vingança
por parte da população.
Em 1919, foi fundado o Partido Nazista, tendo Adolf Hitler como líder. O nazismo surgiu como
uma ideologia totalitária, que se baseava no controle do Estado sobre a organização da
economia e da sociedade, contra o liberalismo e o socialismo apoiada em ações repressivas e
em forte propaganda, considerando a supremacia da raça ariana e um forte discurso
antissemita.
Resposta da questão 31:
O projeto político é o fascismo, que se expressou na Alemanha através da doutrina nazista
defendida por Adolf Hitler, onde é retratado de forma caricata no filme de Chaplin. O projeto
fascista pressupõe um Estado Totalitário, controlador da estruturação econômica com uma
política intervencionista, da organização social – com a proibição de associações livres entre os
homens –, e de controle sobre a produção cultural – imprensa, rádio, universidade e editoração
–, representando a ausência de liberdade, exaltada no discurso.
Resposta da questão 32:
a) As forças envolvidas no conflito e seus princípios eram:
– republicanas, auxiliadas pelas brigadas internacionais, orientavam-se pela defesa dos
princípios políticos democráticos. Essa orientação democrática congregava diversas
tendências (anarquistas, trotskistas, stalinistas, liberais);
– nacionalistas, auxiliadas pelos governos fascistas, defendiam um modelo político
autoritário, que se amalgamasse aos valores tradicionais, ligados às instituições como
Página 43 de 52
Lista – 3o ano – Mundo Contemporâneo – Guerras. Prof. David Nogueira
família, Exército e Igreja. O objetivo era impedir que as transformações iniciadas pelo regime
republicano se efetivassem.
b) O motivo para o uso da denominação “Ensaio Geral” relaciona-se ao fato de que apenas
com a ocorrência da Segunda Guerra Mundial pôde-se projetar uma compreensão por meio
da qual se associou Guerra Civil Espanhola e Segunda Guerra Mundial. Isso porque as
forças envolvidas na Guerra Civil Espanhola eram plurais e foram, a posteriori, identificadas
com outras forças políticas, exatamente as que se encontravam no conflito armado de 19391945. Nesse sentido, as forças republicanas e as brigadas internacionais passaram a estar
relacionadas aos países Aliados (Inglaterra, Rússia, Estados Unidos e França), assim como
as forças nacionalistas aos países do Eixo (Alemanha, Itália e Japão).
Vale ressaltar que as forças “republicanas” não eram coesas. Havia a preocupação comum de
evitar a ascensão do fascismo ao poder, no entanto não defendiam um projeto comum, ao
contrário, as divisões no interior desse grupo eram muito acentuadas. Não podemos considerar
que grupos anarquistas, trotsquistas ou stalinistas defendiam o liberalismo.
Resposta da questão 33:
O autor do texto faz uma grande exaltação do líder fascista, identificando características de
sua personalidade com as da nação. As principais características do perfil de Mussolini estão
relacionadas ao dinamismo dado por ele e por seu movimento ao país exaltando a liderança
pessoal como necessária para a formação de um império. Percebe-se a necessidade de
centralização do poder na figura de um líder, o Duce, desprezando as formas democráticas
coletivas e organização e exercício do poder.
Resposta da questão 34:
O candidato poderá desenvolver, entre outros, dois dos seguintes princípios: o antissemitismo,
ou seja, o ódio e perseguição aos judeus; o racismo, ao considerar como seres inferiores todos
aqueles que não fossem de origem ariana, como os próprios judeus, ciganos, eslavos etc; o
totalitarismo, ou seja, a defesa de que a vida social e o indivíduo devam estar inteiramente
submetidos aos interesses de um Estado autoritário, o que autorizaria a este eliminar as
liberdades individuais; as forças políticas de oposição e a democracia representativa; o
militarismo, como instrumento de defesa de uma ordem que assegure a obediência ao Estado;
garanta um aparato repressivo capaz de impedir qualquer tipo de oposição a suas diretrizes e
sirva de base para uma política expansionista; o unipartidarismo, a concepção de que um único
partido inteiramente identificado com as orientações do Estado totalitário é capaz de
representar a sociedade; o pan-germanismo, produto de um nacionalismo extremado que
defendia a organização de todos os alemães em um único Estado germânico que fosse a
expressão da superioridade da raça ariana.
Resposta da questão 35:
a) Colin Powell defenderá uma postura belicista dos Estados Unidos, que pretendem (2003)
invadir e ocupar o Iraque, enquanto que o famoso quadro de Picasso é um libelo contra a
guerra, uma obra que denuncia as atrocidades cometidas durante a Guerra Civil Espanhola
quando o avião alemão bombardeou a vila de Guernica.
b) A Guerra Civil Espanhola está associada ao processo de modernização da Espanha, dirigido
pelos republicanos, com apoio dos grupos de esquerda e rechaçado pelos grupos
conservadores – latifundiários, Igreja e militares – que apoiaram a ascensão do fascismo na
Espanha, em uma época em que ele também se afirmava na Alemanha, Itália e Portugal.
Resposta da questão 36:
a) Correto – a preocupação com o corpo humano e sua descrita de forma realista
aproximam essas obras àquelas produzidas na antiguidade.
b) Correto – toda a arte nazista está associada diretamente ao fortalecimento dos ideais e do
Estado comandado por Hitler.
c) Incorreto – em muitos aspectos pode existir aproximação entre a arte dos dois países,
principalmente no que toca a exaltação do ideal do Estado; apesar de serem Estados
diferentes do ponto de vista de classe.
Página 44 de 52
Lista – 3o ano – Mundo Contemporâneo – Guerras. Prof. David Nogueira
d) Incorreto – os tipos humanos são idealizados, normalmente pessoas de porte atlético, que
representem vigor e força.
Resposta da questão 37:
Uma prática e respectiva explicação:
• política de massas / realizar rituais e cerimônias grandiosos, criando a ideia da participação
ativa de todos na construção de uma nova sociedade mais igualitária
• fortalecimento da identidade nacional / estimular o nacionalismo como forma de
contrabalançar a crise de identidade dos indivíduos, principalmente dos trabalhadores
desempregados
• construção de uma comunidade idealizada / pregar o resgate de um passado nacional,
contrapondo-o ao isolamento das sociedades modernas urbano-industriais
• união entre o trabalho e o capital / construir o discurso da valorização da capacidade do
Estado de disciplinar a luta de classes, organizando de forma harmoniosa e corporativa a
sociedade em prol do bem comum e nacional
Fazer uma propaganda popular, feita para as massas e repetitiva era o objetivo constante de
Hitler. A propaganda nazista buscava atingir o emocional das grandes massas, gerar uma
concepção apaixonada sobre a mensagem emitida. Na propaganda nazista, entre outras
práticas predominou a cinematografia e o crescimento político do partido nazista deveu-se
sobretudo, à intensa utilização do cinema. Segundo o ministro da Propaganda de Hitler, Joseph
Goebbels, o cinema era o meio mais moderno de influenciar a população na época.
Além do cinema, os eventos aparatosos onde se difundiam os símbolos do nazismo, a noção
de ordem e o nacionalismo, também contribuíam significativamente para a identificação do
povo alemão com o nazismo.
Resposta da questão 38:
Entre as repercussões do Holocausto para o contexto internacional podemos citar a
criminalização internacional do nazismo, apoio à criação do Estado de Israel na Palestina,
criminalização de ações discriminatórias de raças, povos e etnias, denúncia e condenação
internacional, no contexto do Tribunal de Nuremberg, dos crimes contra a humanidade
cometidos pelo Estado Nazista, Criação da ONU e da Declaração Universal dos Direitos
Humanos, etc. A criação de memoriais possui uma importância simbólica ao promover a
valorização das memórias e o reconhecimento dos crimes cometidos para as novas gerações,
estimular a condenação de ações de perseguição e de extermínio, em especial os genocídios,
bem como provocar a reflexão sobre a importância do respeito às diferenças étnicas, culturais,
religiosas, etc.
Resposta da questão 39:
O conflito: Segunda Grande Guerra Mundial;
Duas medidas adotadas: em 1941, depois do ataque à base de Pearl Harbor, pelo Japão, os
EUA entram em definitivo na Guerra, ao lado dos aliados. A entrada norte-americana foi
fundamental para que os países aliados conseguissem a virada rumo à vitória na Guerra.
Resposta da questão 40:
a) Semelhanças: o uso das artes gráficas em propagandas visando mobilizar o povo com
objetivo militar e político no contexto da II Guerra Mundial. Diferenças: na questão do
conteúdo e da forma. A imagem soviética está em estilo realista fazendo um apelo ao
nacionalismo bielorrusso contra os alemães. A segunda imagem, o pôster alemão utiliza-se
de estilo surreal para inspirar medo e horror em relação aos inimigos.
b) Em 1943, o exército soviético, no contexto da Batalha de Stalingrado, iniciou-se uma
contraofensiva dos russos para retomar regiões ocupadas pelos nazistas, tais como a BieloRússia. No ano de 1944, a Alemanha, praticamente derrotada, passa a ser comprimida e
Página 45 de 52
Lista – 3o ano – Mundo Contemporâneo – Guerras. Prof. David Nogueira
pressionada de todos os lados pelas tropas dos aliados (o Dia D, por exemplo) culminando na
derrota do Eixo em 1945.
Resposta da questão 41:
Duas das repercussões:
• ampliação dos turnos de trabalho em face das necessidades de guerra
• maior emprego da mão de obra feminina na indústria fabril e na indústria bélica
• necessidade de ampliar o emprego da mão de obra feminina como parte do esforço de guerra
• diminuição do contingente de mão de obra masculina disponível em função do recrutamento
militar
Resposta da questão 42:
a) Incorreta – a prática de julgamentos individuais, por tribunais internacionais é recente,
posterior à Segunda Guerra Mundial e à criação da ONU.
b) Correta – de fato, a proposição apresenta os motivos e os principais grupos atingidos pelos
acusados, representantes do governo nazista, principalmente durante a Segunda Guerra.
c) Incorreta – provavelmente o gabarito oficial considere a afirmação incorreta por conta da
expressão “todo o período”. Se a ideia geral da proposição está correta, houve uma pequena
recuperação da Alemanha, perceptível até 1929 quando da crise internacional, responsável
pela retirada da ajuda e de investimentos de outras nações.
d) Incorreta – o pagamento das indenizações de guerra, imposto pelo Tratado de Versalhes,
foram suspensos com a ascensão de Hitler ao poder.
Resposta da questão 43:
a) Apesar de os Estados Unidos há muito tempo considerarem as Américas sua área de
influência política e cultural, no contexto da década de 1940, o principal interesse que
orientou a aproximação entre Brasil e EUA foi a participação brasileira na Segunda Guerra
Mundial, determinada, especialmente, após a entrada dos Estados Unidos no conflito, em
1941, e o afundamento de navios brasileiros, em 1942. Antes mesmo do envio da FEB
(Força Expedicionária Brasileira) à Itália, o Brasil contribuía com os Aliados, comercializando
matérias-primas (borracha, minérios de ferro) e cedendo bases militares (em Natal, Belém,
Salvador e Recife, dentre outras).
b) Os elementos simbólicos utilizados por Walt Disney indicam uma imagem sobre a cultura
brasileira, afirmada pela “Política da Boa Vizinhança”, que contribuía para a “americanização
do Brasil”. Assim, no caso de Zé Carioca, personagem criado por Walt Disney, ocorre a
associação entre as características do personagem e as do “povo brasileiro” como sinônimo de
“carioca” (natural da cidade do Rio de Janeiro). Nesse sentido, o papagaio falante, imagem
estereotipada do brasileiro, representava a malandragem, a alegria e a boemia, características
associadas também à cidade, cuja vida urbana evocava o prazer (a cachaça, a praia e o
carnaval).
Resposta da questão 44:
a) De acordo como o texto, a importância os personagens de Walt Disney serviam para
glorificar o estilo de vida americano e propagar a Política de Boa Vizinhança na defesa do livre
mercado como uma forma de combater o nacionalismo, o fascismo e o comunismo.
b) O governo Vargas procurou manter uma política de neutralidade até 1942. Porém, quando
navios brasileiros foram torpedeados por submarinos alemães, o Brasil entrou na guerra contra
o Eixo. A presença brasileira no conflito se deu pelo envio de tropas da FEB para combaterem
na Europa e pela permissão do governo brasileiro para a instalação de bases militares no
Nordeste para as o uso forças aliadas.
Resposta da questão 45:
[E]
Página 46 de 52
Lista – 3o ano – Mundo Contemporâneo – Guerras. Prof. David Nogueira
As três afirmativas estão corretas. Guerra de Trincheiras, Guerra Química e Guerra Aérea
foram utilizadas no curso da Primeira Guerra.
Resposta da questão 46:
[C]
Somente a proposição [C] está correta. A questão remete a ao Plano Schlieffen e a Batalha de
Marne no contexto da Primeira Guerra Mundial. O Plano Schlieffen foi uma estratégia alemã
criada em 1905 que previa a guerra em duas frentes, concentrando todo o esforço bélico
primeiramente no Ocidente e depois no Oriente, sem dividir-se. Assim, os alemães invadiram a
França, porém foram surpreendidos por um ataque Russo no oriente. A França salvou-se do
forte ataque alemão na Batalha de Marne e com o fracasso do Plano Schlieffen terminava a
guerra de movimento e começava a guerra de trincheiras.
Resposta da questão 47:
[C]
As questões envolvendo a região dos Bálcãs (território próximo à Grécia), que se
desenrolavam desde a desintegração do Império Turco Otomano, envolvendo conflitos
nacionalistas entre sérvios, croatas e bósnios, foram fatores fundamentais para o início do
conflito, uma vez que a guerra começa por conta do assassinato do príncipe do Império AustroHúngaro por um grupo terrorista sérvio.
Resposta da questão 48:
[B]
Somente a alternativa [B] está correta. A questão remete as consequências da Primeira Guerra
Mundial, 1914-1918. O texto aponta para um aspecto importante ocorrido a partir do fim da
Primeira Guerra Mundial em 1918. Nações europeias pediram apoio de suas colônias na
África, ou seja, “colonizador e colonizado” lutaram juntos nos campos de batalha. Ao findar a
guerra, a Tríplice Entente formada pela França, Inglaterra e Rússia conseguiu êxito diante da
Tríplice Aliança constituída pela Alemanha, Itália e Império Austro-Húngaro. A Europa como um
todo sofreu muito com os efeitos da guerra, surgindo uma nova potência econômica, os EUA.
Isto contribuiu para relativizar o “Europocentrismo” e valorizar outras culturas fora da Europa. A
América Latina buscou compreender e valorizar suas raízes, o Brasil entrou no Movimento
Modernista ressaltando os elementos nacionais. O fato de soldados africanos lutarem juntos
aos europeus contribuiu sobremaneira para o fortalecimento da mentalidade nativa,
desenvolvendo um nacionalismo que culminou no processo de independência da África, Ásia e
Oceania denominado de “Descolonização”. As demais alternativas estão incorretas.
Resposta da questão 49:
[E]
A participação turca-otomana na Primeira Guerra contribuiu para acentuar os problemas do
Império, em especial a difícil administração de um enorme território e a falta de capacidade de
acompanhar a evolução tecnológica do século XX. Após o fim da Primeira Guerra, em especial
depois Revolta Árabe, a partilha do Império Turco Otomano foi sacramentada em 1920, com a
assinatura do Tratado de Sèvres.
Resposta da questão 50:
[B]
O fim da Primeira Guerra modificou o mapa da Europa, fazendo desaparecer antigos Impérios
e originando a formação de novos países. Podemos citar, dentro desse processo, os casos do
(1) Império Turco Otomano, que foi desmembrado após a Primeira Guerra através do Tratado
de Sévres, dando origem a 40 novos países. E (2) do Império Austro-Húngaro, que foi
desmantelado por uma série de lutas de independência promovidas por grupos étnicos que se
aproveitaram do fato de a Tríplice Entente vencer a guerra, deixando os países que
Página 47 de 52
Lista – 3o ano – Mundo Contemporâneo – Guerras. Prof. David Nogueira
compunham a Tríplice Aliança fragilizados. Surgiram, dessas independências, a Áustria, a
Hungria, a Tchecoslováquia, a Iugoslávia e a Albânia.
Resposta da questão 51:
[D]
Somente a proposição [D] está correta. A questão remete a participação do Brasil na Primeira
Guerra Mundial, 1914-1918. O Brasil entrou na Guerra somente em 1917 após a entrada dos
Estados Unidos no conflito apoiando a Tríplice Entente, Inglaterra, França e Rússia. O Brasil
era governado pelo presidente Venceslau Brás e havia muitas manifestações dos
trabalhadores vinculados a ideias anarquistas como a grande greve de 1917 em São Paulo.
Nosso país enviou uma missão médica composta por civis e militares, um grupo de militares e
uma esquadra naval, porém a participação do exército e da marinha foi bem modesta.
Resposta da questão 52:
[B]
Com a guerra, a produção europeia de produtos importados pelo Brasil cessou, o que nos
obrigou a iniciar a produção dos gêneros que estávamos habituados a comprar, dando início ao
processo conhecido como Industrialização de Substituição de Importações.
Resposta da questão 53:
[B]
A divisão dos continentes Africano e Asiático, durante o processo conhecido como
Neocolonialismo, acirrou as disputas entre as potências europeias, uma vez que alguns países,
como a Alemanha e a França, ficaram descontentes com a divisão.
Resposta da questão 54:
[C]
De fato, tanto a Primeira Guerra quanto a Segunda Guerra foram marcadas pela defesa do
nacionalismo em diversos países. E tanto o texto quanto a imagem fazem alusão ao
nacionalismo ao destacar a bandeira francesa.
Resposta da questão 55:
[D]
Foi na Primeira Guerra Mundial que surgiram as armas de destruição em massa. Como
mostram as imagens, nesse período se desenvolveram armas químicas e o tanque de guerra.
A partir de então, a guerra deixa de envolver idealismo e paixões nacionalistas.
Resposta da questão 56:
[C]
Somente a alternativa [C] está correta. A Primeira Guerra Mundial começou em junho de 1914.
O estopim foi o assassinato do príncipe herdeiro do trono Austro-Húngaro Francisco
Ferdinando. Entre as causas da Guerra estava o choque de países imperialistas
industrializados, o nacionalismo forte, o Revanchismo Francês, a questão marroquina, a
questão Balcânica, entre outros motivos. Entre as consequências da guerra podemos citar o
Tratado de Versalhes que considerou a Alemanha culpada, o fim de velhos impérios (Alemão,
Russo, Austro-Húngaro e Turco Otomano) e o surgimento de novos países. O império AustroHúngaro foi desmembrado pelo Tratado de “Saint Germain” em vários países como os países
do leste europeu Tchecoslováquia, Polônia, Iugoslávia, Hungria, Romênia, entre outros. As
demais alternativas estão incorretas. O Império Russo já existia. A Romênia não foi extinta do
cenário político e não foi incorporada pela Inglaterra. A Alemanha não foi extinta.
Resposta da questão 57:
[E]
Página 48 de 52
Lista – 3o ano – Mundo Contemporâneo – Guerras. Prof. David Nogueira
Americanos e soviéticos não estiveram em combate disputando áreas de influência na Europa
durante a I Grande Guerra.
Resposta da questão 58:
[B]
A participação brasileira na Segunda Guerra foi efetiva, com o envio de pracinhas da Força
Expedicionária Brasileira. Os militares brasileiros, inclusive, foram decisivos para a vitória
aliada na Batalha do Monte Castello, travada entre 1944 e 1945.
Resposta da questão 59:
[B]
Somente a proposição [B] está correta. Em 1929 ocorreu a “Grande Crise” de produção que
quebrou a bolsa de valores de Nova York e todo o mundo capitalista (exceto a URSS liderada
por Stálin). Em 1932 Franklin Delano Roosevelt, do Partido Democrata, foi eleito presidente
dos EUA. Apoiado nas ideias do economista inglês Keynes, Roosevelt criou o New Deal, um
plano economista para tirar o país da crise. Tal plano consistia em uma intervenção do Estado
na economia atuando na gerando empregos, moradia, transportes, entre outros. As demais
alternativas estão incorretas. Foi a crise do Estado liberal e o surgimento do Welfare State ou o
Estado do bem estar social.
Resposta da questão 60:
[D]
Somente a proposição [D] está correta. A questão remete a crise de 1929 no EUA. Após a
Primeira Guerra Mundial, a Europa estava em profunda crise econômica. Este continente até
então dominava o mundo no campo econômico, político e cultural. Assim, com a crise
econômica europeia este “vazio de poder” foi ocupado pelos EUA, país que mais se beneficiou
com a primeira Guerra. A década de 1920 nos USA foi caracterizada por uma profunda euforia
e otimismo. Aumento da produção industrial e agrícola, crédito fácil, especulação financeira na
bolsa de valores e prevalecia a lei de Say, ou seja, o liberalismo econômico com a não
intervenção do Estado na economia. Acontece que a Europa adotou o protecionismo e
começou a melhorar sua economia diminuindo a importação de produtos dos EUA. Enquanto
isso, a produção estadunidense crescia muito e começou a faltar mercado consumidor. O
resultado foi a crise de 1929, quebrou os EUA e todo o mundo capitalista, exceto a URSS que
vivia o comunismo Stalinista.
Resposta da questão 61:
[D]
A caracterização do Big Brother, aquele que tudo vê, tudo ouve e tudo controla, encaixa-se na
definição de um governo totalitário que, em sua essência, controla a vida dos cidadãos em
prol do bem do Estado maior.
Resposta da questão 62:
[D]
A afirmativa [II] está incorreta porque o rápido crescimento da economia alemã baseou-se no
incentivo a obras públicas e ao estabelecimento de empresas privadas na Alemanha;
A afirmativa [III] está incorreta porque as eleições de 1932 foram vencidas por Paul von
Hindenburg, que pertencia a um partido independente, e não ao Partido Nacional-Socialista.
Resposta da questão 63:
[B]
Página 49 de 52
Lista – 3o ano – Mundo Contemporâneo – Guerras. Prof. David Nogueira
Durante praticamente toda a Segunda Guerra a França esteve sob ocupação nazista, fruto de
sua rendição, o que significava matérias primas indústrias para a Alemanha e a impossibilidade
da nação francesa lutar. O famoso “Dia D” representa o inicio da expulsão dos alemães e a
libertação da França. A partir desse momento tropas estadunidenses e britânicas passaram a
avançar em direção ao território inimigo.
Resposta da questão 64:
[D]
A República de Vichy, governo nazista fundado na França após a invasão alemã no país,
vigorou de 1940 a 1944. Em 1944, o governante Pétain modificou o lema nacional originado na
Revolução Francesa Liberdade, Igualdade e Fraternidade por Trabalho, Família e Pátria.
Resposta da questão 65:
[B]
Somente a alternativa [B] está correta. A questão remete a Revolução Russa de 1917. O texto
do anarquista Kropotkin a Lênin faz uma crítica ao fato dos sovietes que eram os conselhos
dos soldados e trabalhadores terem perdido poder e influência em detrimento do aumento do
poder das lideranças do partido Bolchevique. Os sovietes representavam a participação
popular. Os comitês do partido dominam o povo e os sovietes que possuíam uma energia
construtiva perderam espaço. Vale dizer que os anarquistas desde o início da revolução
criticaram muito a forma como o partido Bolchevique conduzia a política. O governo comunista
após a revolução de outubro de 1917 massacrou muitos anarquistas e opositores ao novo
regime. Sob, o governo de Stálin, 1924-1953, a URSS aprofundara o caminho rumo ao
capitalismo de Estado: uma burguesia de Estado aliada à tecnocracia falava em nome do
proletariado. Em 1945, a URSS avançou sobre o Leste Europeu e o mesmo sistema de partido
e Estado foi instituído. As demais alternativas estão incorretas.
Resposta da questão 66:
[D]
Somente a proposição [D] está correta. A questão remete a Revolução Russa 1917. Em
fevereiro de 1917 ocorreu a revolução liberal menchevique acabando com o velho Império
Russo, no entanto o governo provisório manteve o país na guerra. Lênin que estava na Europa
retornou a Rússia e viu sua pátria em profunda crise econômica e social. Em Abril de 1917,
elaborou as teses de abril caracterizado nas palavras “Paz, Pão e Terra”, ou seja, sair da
guerra (paz), fazer uma reforma agrária (terra) e produzir alimentos (pão) para melhorar o
sofrimento do povo dentro da perspectiva comunista. Em outubro de 1917, ocorreu a
Revolução Vermelha do Partido Bolchevique. As demais alternativas estão incorretas.
Resposta da questão 67:
[D]
Durante a Grande Depressão, no chamado período entre-guerras, o Brasil se viu obrigado a
promover o que foi chamado de processo de industrialização de substituição de importações,
ou seja, na falta de produtos vindos de fora, o país teve que suprir a produção. Esse processo
ajudou a amenizar os prejuízos advindos do café, uma vez que os países em crise
suspenderam a compra do nosso principal produto de exportação.
Resposta da questão 68:
[E]
Somente a proposição [E] está correta. A questão remete a “Crise de 1929” que quebrou a
economia dos EUA e de todo o mundo capitalista. Em 1932, Franklin Delano Roosevelt, do
Partido Democrata foi eleito presidente dos EUA, criou o “New Deal”, um plano econômico
apoiado nas ideias do economista inglês Keynes. O plano visava recuperar a economia através
de uma intervenção estatal. Um dos objetivos era gerar empregos através da criação de obras
públicas, bem como seguro desemprego, aposentadoria, entre outros. Quando começou a
Página 50 de 52
Lista – 3o ano – Mundo Contemporâneo – Guerras. Prof. David Nogueira
Segunda Guerra Mundial em setembro de 1939, os EUA mantiveram-se neutros. Porém, após
o episódio de Pearl-Harbor quando os japoneses atacaram a base dos EUA no Havaí em
dezembro de 1941, os Estados Unidos entraram na guerra contra o eixo. A “Lei seca” foi
aprovada nos EUA em 1920. Apesar da proibição, o comércio ilegal permaneceu o que levou a
revogação da mesma em 1933 pelo governo Roosevelt.
Resposta da questão 69:
[B]
A última proposição é falsa porque a maior veículo de comunicação usado durante a Segunda
Guerra foi o rádio, e não a televisão.
Resposta da questão 70:
[C]
Algumas ideias devem ser associadas para o entendimento da questão, como a formação de
uma nova ideologia, o elemento que reforça o processo controlador e opressor e a época, as
décadas de 20 e 30 do século passado, caracterizada pela ascensão de modelos totalitários,
não apenas o nazismo na Alemanha, mas o fascismo em outras nações e o stalinismo na
União Soviética.
Resposta da questão 71:
[D]
As gravuras tratam do Pacto de Não Agressão Mútua assinado entre Alemanha e URSS e do
imobilismo inglês para impedir essa aliança. Com a assinatura desse pacto, Hitler conseguiu
afastar URSS e Inglaterra, encontrando na primeira uma conivência para a invasão da Polônia,
por exemplo.
Resposta da questão 72:
[E]
Somente a proposição [E] está correta. Auschwitz foi um grande campo de concentração
localizado no sul da Polônia, região dominada pelo III Reich. Considerado um grande símbolo
do holocausto, morreram neste campo de concentração mais ou menos um milhão e trezentas
mil pessoas sendo a grande maioria de judeus no contexto da Segunda Guerra Mundial. A
rotina no campo de concentração feria todos os princípios dos direitos humanos, muita
humilhação, privação de alimentos, angústia e submissão conforme citação do autor. As
demais alternativas estão incorretas. Não há o reconhecimento da própria culpa por parte do
prisioneiro. Não havia tratamento digno dentro do campo de concentração.
Resposta da questão 73:
[A]
A política da boa vizinhança, estabelecida no governo de Roosevelt, era uma tentativa de
aproximação política e econômica entre os EUA e os países da América Latina. Para tanto, era
preciso que houvesse um intercâmbio cultural entre os dois lados. Por isso, os estúdios Disney
lançaram animações retratando personagens latino-americanos, como o Zé Carioca.
Resposta da questão 74:
[D]
Somente a proposição [D] está correta. Lênin e Trotsky lideraram a Revolução Russa em
outubro de 1917 com ideias comunistas apoiadas no pensamento de Marx. O comunismo
soviético foi caracterizado por uma excessiva centralização do poder nas mãos do Estado. Foi
implantado o comunismo de guerra, 1918-1921, com a estatização dos meios de produção. O
comunismo de guerra foi implantado em um contexto de guerra civil entre brancos (não
comunistas) e vermelhos (comunistas) e, desta forma, a política não foi bem sucedida. Lênin,
em 1921, criou a NEP (Nova Política Econômica) mesclando elementos comunistas e
Página 51 de 52
Lista – 3o ano – Mundo Contemporâneo – Guerras. Prof. David Nogueira
capitalistas para recuperar a economia. Segundo Lênin, era preciso “dar um passo para trás
para depois dar dois passos para frente”. As alternativas [A], [B], [C] e [E] estão incorretas. Não
ocorreu a conciliação entre facções socialdemocráticas para a revolução de outubro de 1917
na Rússia. Em 1921 com a adoção da NEP, Lênin não adotou o capitalismo liberal como modo
de produção hegemônico. O comunismo de guerra foi anterior a implantação da NEP.
Resposta da questão 75:
[D]
[III] Falsa, pois o governo absolutista do Czar russo era marcado pela total concentração de
poder nas mãos do czar, sem participação de representantes eleitos pelo povo.
Resposta da questão 76:
[A]
O período anterior à quebra da bolsa de Nova York foi marcado por uma superprodução das
indústrias norte-americanas e por uma grande falta de mercado para essas mercadorias, o que
fez com que a cotação das empresas norte-americanas sofressem grandes mudanças na
Bolsa, causando especulação e a posterior quebra da mesma.
Resposta da questão 77:
[B]
Apesar do apoio do poder Legislativo norte-americano para a aprovação do New Deal, o plano
não teve vida tão fácil nos EUA. Em 1936, inclusive, devido a pressões dos grandes líderes de
negócios, o plano de reestruturação de Roosevelt foi considerado inconstitucional pelo governo
americano.
Resposta da questão 78:
[D]
A primeira frase parece moderada, mas apresenta o país preparado e sem temer uma eventual
guerra. A segunda frase destaca a importância da força para a execução da justiça e não se
refere à força das leis, mas sim à força no sentido da violência e da autoridade do Estado
fascista. A terceira frase resgata e valoriza o momento histórico de maior projeção da Itália, a
época do Império Romano, marcada pelo expansionismo e pela subordinação de diversos
povos.
Resposta da questão 79:
[D]
Apesar dos diferentes graus de intensidade e localidade – mais forte e endêmico no leste – o
tifo foi uma doença que influenciou as Guerras Mundiais na medida em que atingiu grande
parte da população, agravando as condições dos civis, que direta ou indiretamente, produziam
para a guerra, e também de parcela significativa dos soldados. Se durante a Segunda Guerra
Mundial o problema da doença em si foi menor, sua somatória com uma destruição maior das
cidades também foi causadora de grande mortalidade, e grande parte pela facilidade de
contaminação de água e alimentos.
Resposta da questão 80:
a) Hitler e a Alemanha e Stálin e a Rússia
b) Por trás desse acordo estavam as pretensões de ambos em relação ao leste europeu, que
permitiu a partilha da Polônia e evitou momentaneamente uma luta em duas frentes.
Página 52 de 52