Biologia - Curso Positivo

Сomentários

Transcrição

Biologia - Curso Positivo
BIOLOGIA
COMENTÁRIO DA PROVA
A prova de Biologia da segunda fase do processo seletivo da UFPR/2014 foi elaborada com o claro
objetivo de avaliar o candidato num cenário composto por diferentes graus de exigência e ampla
diversidade de conteúdos. As questões foram estruturadas no sentido de se englobar grande parte do
universo das competências e habilidades, que norteiam atualmente o ensino das ciências da natureza.
Os gráficos e esquemas utilizados em algumas questões foram adequadamente explorados, mostrando
equilíbrio entre texto e solicitação de respostas, sem privilegiar demasiadamente o senso comum e a
simples memorização.
Ao concluir este breve comentário, não poderíamos deixar de elogiar a equipe de elaboradores
desta prova que muito contribuiu para que o vestibular da UFPR se coloque entre os melhores do país.
Professores de Biologia do Curso Positivo
1
BIOLOGIA
Resolução:
CHARQUE = O salgamento junto com a secagem ao sol provocam a morte dos decompositores por
desidratação (perda de água por osmose).
PICLES = O meio ácido (vinagre), em que os alimentos são conservados, provoca a desnaturação de
enzimas e proteínas presentes no metabolismo dos decompositores.
COMPOTA = A adição de açúcar deixa do meio hipertônico provocando a morte dos decompositores por
desidratação (perda de água por osmose).
2
BIOLOGIA
Resolução:
Porque a fase embrionária que se implanta na parede do útero (nidação) é a blástula (blastocisto). Mórula e
gástrula não se fixam na parede do útero (nidação). A blástula consegue se fixar no útero porque possui
trofoblasto que é o início da formação da placenta e esta se fixa no útero.
Resolução:
Porque são formados por células de linhagens (origens) diferentes.
3
BIOLOGIA
Resolução:
Vitamina D
A vitamina D atua na absorção de cálcio nos intestinos.
4
BIOLOGIA
Resolução:
· Notocorda
· Tubo neural dorsal
· fendas branquiais na faringe
· Cauda pós-anal
Essas características são encontradas na fase embrionária de primatas, aves e peixes, fase larval das
ascídias e durante toda a vida (larva e adulta do anfioxo).
5
BIOLOGIA
Resolução:
I. Artéria
II. Capilar
III. Veia
Resolução:
I. Artéria – parede muscular, espessa e elástica para suportar as variações de pressão provocadas pelas
contrações do coração.
II. Capilar – parede finíssima, formada por uma única camada de células epiteliais a fim de nutrir as células.
III. Veia – parede mais fina e menos elástica que a artéria. Apresenta válvulas internas que impedem o
refluxo de sangue. Transporta sangue dos tecidos do corpo para o coração.
6
BIOLOGIA
Resolução:
O organismo pode pertencer aos reinos Fungi, Plantae ou Animalia
Resolução:
Fungi:
· Estrutura corpórea composta por filamentos denominados hifas, compondo o micélio.
· Parede celular constituída por quitina.
· Nutrição heterotrófica por absorção e digestão extracorpórea.
Plantae:
· Estrutura corpórea constituída por tecidos verdadeiros.
· Nutrição autotrófica fotossintetizante.
· Embriões compactos dependentes do organismo genitor.
Animalia:
· Nutrição heterotrófica por ingestão e digestão intracorporal.
· Início do desenvolvimento embrionário caracterizado por estrutura celular oca (blástula).
· Ausência de parede celular.
Obs.: Considerando a proposta de classificação de Whittaker, 1979 (atualmente empregada nos livros
didáticos do Ensino Médio), poderíamos citar também o reino Protista, no qual as algas multicelulares apresentam-se como organismos de nutrição autotrófica e sem tecidos verdadeiros.
7
BIOLOGIA
Resolução:
Sim. Nota-se nos gráficos que a aplicação do hormônio Ethrel, provocou a diminuição da razão entre flores
masculinas e femininas, fato que resultou num aumento do rendimento das sementes por planta.
Resolução:
É justamente nas flores femininas que se encontram os óvulos, cujo desenvolvimento, após o processo de
fecundação, resulta na formação das sementes. Assim, com o aumento do número de flores femininas em
relação às masculinas, tem-se um rendimento maior de sementes por plantas.
8
BIOLOGIA
Resolução:
1. A noradrenalina é o principal neurotransmissor do sistema nervoso periférico simpático.
2. A acetilcolina é o principal neurotransmissor do sistema nervoso periférico parassimpático.
3. a acetilcolina é o neurotransmissor que atua nas sinapses neuromusculares (placa motora).
Resolução:
A acetilcolina diminui a frequência dos batimentos cardíacos (bradicardia).
Resolução:
A noradrenalina aumenta a frequência dos batimentos cardíacos (taquicardia).
9
BIOLOGIA
Resolução:
X: Uma árvore bem grande.
Y: Insetos herbívoros.
Z: Animais insetívoros.
Resolução:
Porque a energia sempre diminui na medida em que é transferida de um nível trófico para outro. Uma vez
que “Z” representa o nível dos produtores desta pirâmide, a energia não pode aumentar para o nível de “Y”,
conforme está representado.
10
BIOLOGIA
Resolução:
Considerando:
XP = alelo P no cromossomo X para a cor preta
XA = alelo A no cromossomo X para a cor amarela
Entre os alelos XP e XA não há dominância pois, quando juntos, nas fêmeas, ambos se manifestam,
porém em células diferentes, pelo mecanismo de inativação de um dos cromossomos X das fêmeas
(hipótese de Lyon). Isso leva à formação de pelos pretos em algumas regiões e, em outras, pelos amarelos.
Pais: XPY
XAXP
Macho
Fêmea cálica
malhado de
(amarelo, preto
preto e branco
e branco)
Filhos: XAXP
XPXP
XAY
50% fêmeas
50% fêmeas
50% machos
cálicas
malhadas de preto
e branco
malhados de
amarelo e branco
Resolução:
Para ser cálico, o animal deve possuir um alelo para preto, um para amarelo (cada um situado num
cromossomo X das fêmeas), além do gene autossômico para a cor branca. Nos machos, só existe um
cromossomo X e, assim, ou ele será preto ou amarelo, não podendo ter as duas cores ao mesmo tempo,
além do branco que não está no cromossomo X e sim em um autossomo e que pode se manifestar ou não.
Machos: XAY = malhado de amarelo com branco
XPY = malhado de preto com branco
11

Documentos relacionados