A importância do vento nos descobrimentos

Сomentários

Transcrição

A importância do vento nos descobrimentos
A importância do vento nos descobrimentos
O vento sempre foi importante. Desde que foram criados os primeiros barcos à vela
que o homem começou a explorar melhor esse elemento. Em Portugal sempre foi
muito explorado o vento e o mar devido à enorme zona costeira que acabava por dar
alimento à maior parte da população. Graças a este fator os portugueses desde muito
cedo investiram nos barcos à vela e em forma de os tornar maiores e melhores. No
caso destes o vento teve destaque no período dos descobrimentos (a partir do século
XV) com o uso de caravelas, naus, barcas e outras demais.
As caravelas foram um grande avanço porque tinham velas triangulares (velas latinas)
que permitiam bolinar. Apesar de muitas pessoas acharem que bolinar é navegar
contra o vento não é exatamente isso pois seria impossível navegar contra ele.
Na verdade a embarcação,
graças ao mecanismo das
velas, anda aos ziguezagues
de forma a não ficar parada
nos dias em que o vento
soprasse
contrário
à
embarcação. Deste modo os
marinheiros
arranjaram
forma de navegar mesmo
em situações com vento
pouco favorável.
Já noutro tipo se situações o vento também fazia a diferença como por exemplo
quando não existia (calmarias). Neste caso os marinheiros teriam de fazer um trabalho
físico maior pois em vez de ser a força do vento a mover o barco eram os homens que
tinham de remar para não ficarem parados. Em situações extremas não se poderiam
mover podendo ficar dias a fio parados no mesmo sítio.
Gonçalo Silva - nº 7- 8º B

Documentos relacionados

Importância do Vento para a Navegação

Importância do Vento para a Navegação Quando os ventos eram favoráveis, a viagem era rápida, mas se os ventos fossem contrários, impediam o navio de seguir em frente. Os europeus, em especial os portugueses, souberam capitalizar essa c...

Leia mais