Só falta saber agora qual é a penalização

Сomentários

Transcrição

Só falta saber agora qual é a penalização
TIAGO SOUSA DIAS/CM
DINO
D’SANTIAGO
Conversa sobre o seu novo EP,
um disco “Unplugged” pág. 08
Focus
Cervejaria Trindade
celebra 180 anos pág. 02
Ao vivo
Frances no palco
do edpcooljazz pág. 09
PORTUGAL
quarta-feira
13 julho 2016
ano 11, nº 2576
Lisboa
16° | 31°
77.071
Porto
12° | 26°
pessoas like
www.readmetro.com
Diretor: Diogo Torgal Ferreira
Jornal diário gratuito
Só falta saber agora
qual é a penalização
Nacional. Ecofin decide que Portugal e Espanha serão alvo de sanções por não terem adotado “medidas eficazes” para
corrigirem défices. Comissão Europeia tem 20 dias para propor valores e países dez dias para argumentar contra pág. 04
Mundo
REUTERS
China. Decisão a favor das
Filipinas no caso de disputa
territorial no Mar do Sul
O talentoso Don Cheadle esperou 10 anos para que o projeto da sua
vida, “Miles Ahead”, um ‘biopic’ da lenda do jazz Miles Davis, visse
a luz do dia. Entrevista com um artista de corpo inteiro págs. 10 e 11
Tribunal internacional conclui que
“não existe uma base legal” para
Pequim reclamar direitos históricos.
Manila aplaude decisão pág. 06
Nacional
Internet à beira-mar
Trinta praias de Norte a Sul têm
hotspots de wi-fi gratuito pág. 05
Economia
Mercedes ultrapassa BMW
Marca de Estugarda vende mais
carros que rival da Baviera pág. 07
Sport
Atletismo em destaque
Maior número de portugueses nos
Jogos do Rio estará no tartã pág. 14
www.readmetro.com
QUARTA-FEIRA, 13 DE JULHO DE 2016
FOCUS | 02
Viagem à Idade Média
sem sair da Trindade
Restauração. As mesas de madeira, os candelabros, os hábitos de monge dos gerentes e
uma ementa de excelência: são assim os 180 anos da Cervejaria Trindade, no centro de Lisboa.
São 180 anos de história daquela
que é a mais antiga das cervejarias
portuguesas. Pela Cervejaria Trindade passaram nobres do séc. XIX,
artistas, desportistas ou políticos
da atualidade. De refúgio a esconderijo, ou a simples lugar de
banquetes, são décadas e décadas
de história. Quem para à porta, na
Rua Nova da Trindade, não imagina a dimensão do espaço, fundado
em 1836, no antigo refeitório da
mais antiga Ordem Conventual da
Santíssima Trindade. Com lotação
para mais de trezentas pessoas, sobreviveu a um incêndio e ao terre-
Citação
“O património deste
restaurante é o espaço
onde está inserido:
as ruínas do Convento
da Santíssima Trindade”
Maria Martins, grupo Portugália Restauração
moto de 1755. “Cuidar não é mudar. O edifício foi reconstruído dos
escombros, mantêm-se as paredes
decoradas com painéis de azulejos
do século XIX da autoria de “Ferreira das Tabuletas” ou os quadros
naturalistas em calçada portuguesa, embutidos, de Maria Keil”, diz
ao metro Maria Martins, responsável pelo Gabinete de Comunicação
do grupo Portugália Restauração.
Todo este cenário transporta os
seus visitantes para a Idade Média.
A ementa conventual e tradicional
portuguesa e o próprio espaço,
tornam-na diferente, única e parte do roteiro turístico para quem
visita a cidade de Lisboa.
Mais procurado por estrangeiros, até pela zona em que se localiza, recebeu ao longo destes anos
muitas figuras importantes. Por lá,
passaram políticos como o ex-Presidente da República Jorge Sampaio, ou artistas como Amália Rodrigues, Vitorino, Tony de Matos,
Alfredo Marceneiro ou os Xutos &
Pontapés, como elenca ao metro
Hermínio Patrício.
O “Sr. Hermínio” – como o tratamos – trabalha na Trindade desde os 24 anos. Hoje, com 65, recorda que saiu da tropa diretamente
para aquela casa. “Sempre foi uma
equipa muito boa. Na altura só havia duas casas abertas até às 2h.
Era aqui e a Portugália, na Almirante Reis, por isso, tínhamos
sempre muitos clientes à procura
dos croquetes e das cervejas até
bem tarde”, recorda. Sobre aque-
les que já teve o prazer de atender,
começa a descrição meio tímido,
até que, sem parar, “chuta” nomes
até mais não. “Zeca Afonso esteve
cá até aos últimos dias da vida
dele. A Fafá de Belém vinha cá
sempre, também. Recordo bem a
gargalhada dela que enchia as salas”, diz.
Mas vamos à ementa. Com um
menu de excelência e de inspiração conventual que todos os anos
faz as delícias de mais de 150.000
clientes. Destaque para o Bife à
Trindade, Do Lombo, da Vazia ou
de Alcatra, feito com as mais tenras peças, cortadas com delicadeza, mestria e arte, e regado com o
Molho à Trindade, o ex-líbris da
PATRÍCIA TADEIA
Cervejaria.
Número
150
mil clientes visitam, todos os anos,
a Cervejaria Trindade, já reconhecida como
Património Cultural da Cidade de Lisboa
e Património Relevante de Valor Histórico-Cultural.
DR
PUB
1
www.readmetro.com
QUARTA-FEIRA, 13 DE JULHO DE 2016
04
JORNAL
O ministro das Finanças, Mário Centeno, defendeu ontem ser chegada a altura de os argumentos políticos prevalecerem. © EPA
Sanções estão
desencadeadas
Ecofin. O Conselho de Ministros das Finanças da UE decidiu
ontem que Portugal e Espanha irão ser alvo de sanções por não
terem adotado “medidas eficazes” para corrigirem os défices.
Rui Maria de Araújo
“Peço que
transmita à equipa
portuguesa e ao
selecionador nacional os nossos parabéns e, também,
os nossos agradecimentos pela
forma como nos
inspiraram”
Excerto da carta que o primeiro-ministro timorense escreveu ao
seu homólogo português a transmitir “calorosas felicitações à Seleção Portuguesa e a todos os portugueses” pela vitória alcançada no
campeonato europeu de futebol.
Os Estados-Membros da Zona Euro, aqueles com direito a voto em
sede de Ecofin (Conselho de Ministros das Finanças da UE) nesta matéria, adotaram as recomendações
da Comissão Europeia (CE), que
concluíra que os dois países não
fizeram esforços orçamentais suficientes, falhando assim as metas
Defesa
para a saída dos respetivos Procedimentos por Défice Excessivo
(PDE), que no caso de Portugal era
2015. “As decisões do Conselho
desencadearão sanções, ao abrigo
do PDE”, indicou o Ecofin, reunido
em Bruxelas.
A CE tem 20 dias para propor o
montante das multas – podem ir
PR
JOSÉ COELHO/LUSA
Conselho aprova missões
na RCA e Afeganistão
O Conselho Superior de Defesa
Nacional deu ontem um parecer
favorável às propostas do Governo
de participação nacional na missão
da União Europeia na República
Centro-Africana e na missão das
Nações Unidas no Afeganistão.
Estas decisões foram divulgadas
através de uma nota informativa
lida pelo tenente-general José
Calçada, secretário do Conselho
Superior de Defesa Nacional.
até 0,2% do PIB – cerca de 360 M€ –
e pode ainda haver uma suspensão
dos fundos comunitários a partir
de janeiro de 2017.
Portugal e Espanha, por seu
turno, têm um prazo de dez dias a
contar a partir de hoje para apresentarem os seus argumentos com
vista a uma redução da multa,
que, de acordo com as regras europeias, pode ser reduzida mesmo
até zero, o que é agora o objetivo
dos governos português e espanhol, como já admitiram os respetivos ministros das Finanças.
Marcelo na cerimónia de
20º aniversário da CPLP
A Comunidade de Países da Língua
Portuguesa (CPLP) comemora,
no dia 18, o 20º aniversário, e na
cerimónia estará o Presidente da
República, Marcelo Rebelo de Sousa.
AR. Parlamento
aprova audição sobre
guerra do Iraque
O Parlamento aprovou ontem a audição do ex-Presidente da República
Jorge Sampaio, do ex-primeiro-ministro Durão Barroso e dos ex-ministros da Defesa Paulo Portas e dos Negócios Estrangeiros Martins da Cruz
sobre a guerra do Iraque. Em causa
está um requerimento do PCP. As
audições tiveram os votos favoráveis do PS, PCP e BE, enquanto
PSD e CDS-PP votaram contra.
NACIONAL | 05
30 praias com
wi-fi gratuito
Internet. Desde o início deste mês que várias praias, de Norte
a Sul, têm, além de “free wi-fi”, carregador para o telemóvel.
É assim “desde a Amorosa, em Viana do Castelo, à Praia Verde, no Algarve, passando pelo Lizandro, Baía
de Cascais, Tróia e Arrifana”, informa a Buondi que, este mês, lançou
o Buondi Hotspot. “Localizado no
areal para proporcionar wi-fi gratuito” com “bom alcance – o suficiente
para ligar todos aqueles que estejam
até à distância de um campo de futebol” –, esta é uma iniciativa que está
presente em 30 praias de todo o
País. “Quem chegar à praia com as
baterias em baixo (ou as gastar ao
longo dia) pode igualmente recarregar os dispositivos eletrónicos no
Buondi Hotspot, que disponibiliza
as ligações necessárias alimentadas
a energia solar”, informa a marca.
GNR
Novo estatuto para breve
A ministra da Administração Interna
disse que o estatuto profissional da
GNR está “numa fase significativamente adiantada” e até ao final do
mês vai ser enviada uma proposta
às associações. Segundo Constança
Urbano de Sousa, vai ser criado um
novo diploma que, “de forma justa
e equitativa”, estabeleça um regime
comum de acesso à reforma aos
elementos das forças de segurança.
Ensino
É preciso definir regras
de combate ao insucesso
O alcance é o suficiente para ligar todos
aqueles que estejam até à distância
de um campo de futebol. © ED GREGORY
O presidente da Associação Nacional
de Municípios Portugueses, Manuel
Machado, afirmou que é urgente
definir as regras de funcionamento,
de competências e de financiamento
para a execução do plano estratégico de promoção do sucesso escolar.
As medidas de combate ao abandono e insucesso escolar envolvem
um investimento superior a 100 M€.
TDT. Parecer
é anterior a
novas soluções
técnicas
A Autoridade Nacional de Comunicações (Anacom) esclareceu ontem que o parecer sobre a Televisão Digital Terrestre (TDT) dada
pelo regulador “é anterior ao conhecimento das novas soluções
técnicas que estão agora a ser
implementadas”. Este esclarecimento surge depois de o jornal
Público ter noticiado que a “TDT
só dá para mais três canais”, salientando que o regulador “contraria o Governo, que quer acrescentar quatro canais grátis”.
Citação
“Esta posição é anterior
ao conhecimento das novas
soluções técnicas que estão
agora a ser implementadas
pelo operador de rede”
Anacom – Autoridade Nacional de Comunicações
PUB
www.readmetro.com
QUARTA-FEIRA, 13 DE JULHO DE 2016
MUNDO | 06
Iraque
Atentado com carro
bomba faz seis mortos
Pelo menos seis pessoas morreram
ontem devido a uma explosão
de um carro bomba num mercado
de frutas e verduras a norte de
Bagdade, informou fonte da polícia
iraquiana à agência de notícias EFE.
Itália
Pelo menos 20 mortos
em acidente de comboio
Pelo menos 20 pessoas morreram
ontem na colisão de dois comboios
na região italiana de Apúlia, no
sul. Desconhecem-se as circunstâncias da colisão frontal, que provocou ainda cerca de 30 feridos,
muitos em estado grave.
Ciudadanos abre porta a governo minoritário de Rajoy
A terceira força política mais votada nas eleições legislativas espanholas, Ciudadanos, indicou ontem que não irá inviabilizar um governo minoritário do PP (Partido Popular), abrindo a porta a uma abstenção na votação de investidura
do novo executivo. “Não vamos apoiar nem entrar num governo de Mariano Rajoy” (líder do PP, o mais votado), disse
Albert Rivera, líder do Ciudadanos, acrescentando que “pode haver um governo minoritário com apoios pontuais”. © EPA
EPA
EUA. Sanders
apoia Clinton
publicamente
Bernie Sanders manifestou ontem o
seu apoio oficial à presumível candidata do Partido Democrático Hillary
Clinton e prometeu efetuar todos
os esforços para a ajudar a vencer
as presidenciais de novembro.
“Ela será a designada pelos democratas à presidência e pretendo fazer tudo o que puder para ter a certeza de que ela será a próxima presidente dos Estados Unidos”, disse.
África. Cerca de
4.500 detidos em
operação policial
Cerca de 4.500 pessoas foram detidas numa ação contra o tráfico
de pessoas, drogas e armas numa
operação policial na África Central
e Oriental, anunciou a Interpol.
A operação resultou de uma ação
conjunta das organizações regionais
de polícia da África Austral e Oriental. A ação decorreu nos dias 29 e 30
de junho, envolvendo mais de 1.500
agentes em 22 países.
Pequim sem
“base legal”
China. Um tribunal internacional decidiu ontem a favor das Filipinas no caso das disputas territoriais no Mar do Sul da China.
Mas Pequim insiste que não aceita a mediação de terceiros.
“O tribunal concluiu que não existe
uma base legal para a China reclamar direitos históricos”, disse em
comunicado o Tribunal Permanente
de Arbitragem (TPA), com sede em
Haia, na Holanda.
Pequim reivindica a soberania sobre quase todo o Mar do Sul da China, com base numa linha que surge
nos mapas chineses desde 1940, e
tem investido em grandes operações nesta zona, transformando recifes de corais em portos, pistas de
aterragem e em outras infraestruturas. Vietname, Filipinas, Malásia e
Taiwan também reivindicam uma
parte da zona, o que tem alimentado intensos diferendos territoriais.
Em 2013, as Filipinas levaram o
caso ao tribunal internacional, após
17 anos de negociações terem esgotado todas as vias políticas e diplomáticas. A decisão foi aplaudida por
Manila, que considerara uma “contribuição importante para os esforços continuados para lidar com as
disputas no Mar do Sul da China”.
Já Pequim reafirmou ontem
que “não aceita e não reconhece”
a decisão. “A soberania territorial
da China e os seus direitos e interesses no Mar do Sul da China não
devem ser afetados por decisões
arbitrárias”, afirmou em comunicado o ministério chinês dos Negócios Estrangeiros.
Livre navegação
O presidente do Conselho Europeu,
Donald Tusk, defendeu ontem em
Pequim uma ordem internacional
“assente em regras”.
• Os EUA consideram que a
decisão do Tribunal de Haia é “uma
importante contribuição para uma
solução” das disputas na região.
• “Como prevê a Convenção, a decisão do tribunal é final e legalmente
vinculativa”, disse o porta-voz do
Departamento de Estado, John Kirby.
• Os EUA não têm reivindicações
territoriais sobre a região, mas
querem garantir o direito à livre
passagem num mar que dizem
ser de águas internacionais.
www.readmetro.com
QUARTA-FEIRA, 13 DE JULHO DE 2016
ECONOMIA | 07
Mercedes vende mais
que BMW até junho
As melhores empresas para trabalhar têm um desempenho financeiro superior ao das restantes, sobretudo em períodos de crise, conclui
um estudo da Universidade do
Minho (UMinho) divulgado ontem.
A investigação – que analisou as
100 melhores empresas para trabalhar nos EUA – “provou que as melhores empresas para trabalhar são
mais resilientes em períodos conturbados, pois a sua performance financeira e o seu risco face às oscilações do mercado não são afetados”.
Automóvel. Pela primeira vez desde 2005, a Mercedes superou
o número de vendas da BMW, tendo ultrapassado mesmo
o milhão de vendas nos primeiros seis meses deste ano.
Segundo o grupo Daimler, as vendas da Mercedes aumentaram 12%
no primeiro semestre comparativamente com o período homólogo,
ficando um pouco acima de um
milhão de viaturas.
As vendas da BMW, por seu
lado, cresceram 5,8% face ao ano
passado, para 986.000 automóveis.
De acordo com a agência Bloomberg, a Mercedes prepara-se para
atingir o objetivo de superar a
BMW como maior vendedora de
automóveis de luxo quatro anos
antes do previsto.
No mês passado, a tendência de
crescimento manteve-se. As vendas
da Mercedes cresceram 11%, para
188.444 unidades, e as da BMW
9,7%, para 189.097 automóveis. Em
junho, a Audi manteve a terceira
posição do pódio das marcas de
luxo, com um aumento de 7,4% das
vendas, para 169 mil unidades.
Também o grupo PSA suplantou
a fasquia do milhão de vendas no
primeiro semestre deste ano no
mercado europeu: as vendas cresceram 7,4%, para cerca de 1,06 milhões de automóveis.
As vendas da Peugeot aumentaram 7,9% para 601 mil unidades,
sobretudo graças ao modelo 2008,
enquanto as da Citroën cresceram
7,2% para 414 mil viaturas. Já as
vendas da DS subiram 0,7%.
Estudo. Quanto
melhor para
trabalhar, mais
resiste à crise
Citação
Em junho deste ano, a tendência de
crescimento nas vendas de automóveis
manteve-se, face ao ano passado. © REUTERS
“Há uma relação entre um
bom local para trabalhar com
a sua capacidade de resistir
e recuperar de adversidades”
Ana Carvalho
coautora com Nelson Areal, do estudo
PUB
O dia a dia
dos mercados
Petróleo
Ouro
Psi-20
$48,36
(+4,69%)
1.358,25
(+0,16%)
5.310,60
(-1,81%)
Euro para:
Dólar 1,106; Libra 0,834; Real 3,640
Empresas
Triumph prepara venda
da fábrica de Sacavém
A Triumph está a preparar a venda
da sua fábrica de Sacavém de roupa
interior feminina a uma empresa
suíça, disse ontem fonte oficial
do grupo alemão à agência Lusa.
Irlanda.
Crescimento
revisto para
26,3% em 2015
O gabinete central de estatísticas
(CSO) da Irlanda anunciou que
reviu em alta o crescimento do país
em 2015, passando-o de 7,8% para
26,3%, número que causou surpresa.
Segundo dados de março, o crescimento do PIB da Irlanda tinha ficado em 7,8% em 2015, impulsionado
pelos setores da indústria e da construção, mas não era esperado que
o CSO divulgasse agora novos números, com o crescimento a atingir
um nível surpreendente.
O gabinete constatou “um aumento do número de aviões importados pela Irlanda para atividades
de locação” e “um enorme aumento
no capital das empresas”.
Novo Banco
Baixos impostos
BdP nomeia António
Ramalho presidente
António Ramalho vai ser o novo
presidente do Conselho de Administração do Novo Banco, anunciou
ontem o Banco de Portugal (BdP).
“Somos uma economia
pequena e, se conseguimos
um grande aumento de ativos,
é isto o que acontece”
Jack Allen
Analista da Capital Economics, sobre a deslocalização
da sede de algumas empresas para a Irlanda
2
www.readmetro.com
QUARTA-FEIRA, 13 DE JULHO DE 2016
08
CULTO
O EP foi apresentado no B.Leza no passado dia 5 de julho, data escolhida pelo músico por assinalar a Independência de Cabo Verde. © DR
Omar Rodríguez-López
“Na altura certa,
vamos querer
muito trazer os
The Mars Volta de
regresso, também.
Há muitas coisas
para fazer aí”
Cedric Bixler-Zavala, o vocalista,
tinha anunciado o fim da banda
em 2013. Mas, aparentemente, há
mais coisas a fazer nos The Mars
Volta. Em entrevista à Rolling Stone,
o guitarrista Rodríguez-López
– que vai editar até ao fim do ano
12 álbuns a solo! – diz que está
a esvaziar as gavetas de música parada para, eventualmente, avançar
para mais projetos colaborativos....
incluindo os seus The Mars Volta.
‘Fazemos parte de
uma geração forte’
Música. “Unplugged” é o título do novo EP de Dino D’Santiago.
São seis temas, gravados ao vivo, que resultam de uma fusão
entre o batuku e o funaná e o universo do jazz e blues.
“Eva” andou a viajar pelo mundo
nos últimos três anos. O álbum de
Dino D’Santiago foi um sucesso em
palcos de Nova Iorque, Coreia do
Sul, Brasil, Angola, Cabo Verde, Alemanha, Holanda e França.
De regresso a Portugal, o artista
luso-cabo-verdiano, que cresceu na
Quarteira, lança agora um EP que
recria estes concertos. “Todas as
pessoas me diziam que gostam mais
da energia de um concerto ao vivo”,
começa por contar Dino ao metro.
“A ideia do EP surgiu depois de um
espetáculo que fiz para os refugia-
dos há dois anos. Um dos refugiados
que assistiu ao concerto, do Gana,
dedicou-se à música por inteiro desde esse dia. Para o assinalar, todo o
dinheiro das vendas do EP através
do Bandcamp reverte para a formação artística dos refugiados”, diz.
Mas Dino já pensa no próximo
álbum, que deve sair até ao fim do
ano e que vai contar com o seu dedo
artístico noutra área, dado que também é um apaixonado pela ilustração. O artista, que participou em
projetos como os Expensive Soul e
Nu Soul Family, confessa que a “par-
tilha de palco com outros músicos”
é algo que vai querer ter sempre.
“Quando olho para o Carlão, Sam
the Kid, com carreiras sólidas, sinto
que fazemos parte de uma geração
forte, que vai elevar a nossa música.
Temos de aproveitar a ligação com
os mais de 200 milhões de pessoas a
falar português para a nossa música
PATRÍCIA TADEIA
ir mais longe.”
Citação
“O concerto do Summer Stage
Festival, em Nova Iorque, foi
aquele sonho que achas que
nunca acontece. Sempre sonhei
tocar em NY. Foi a cena da vida”
Dino D’Santiago, músico
09
Frances estreia-se hoje
no festival edpcooljazz
Os britânicos Wild Beasts, os escandinavos Liima e Bloom – o novo
projeto de JP Simões – apresentam-se em outubro no Musicbox, em
Lisboa, no festival Jameson Urban
Routes. Os primeiros nomes do
cartaz desta 10.ª edição, a realizar
de 24 a 30 de outubro, incluem ainda Gold Panda, EGBO e Live Now.
Os ingleses Wild Beasts editam
em agosto o álbum “Boy King” e
Bloom marca a nova viragem de JP
Simões pelas canções em inglês. O
disco, com edição no outono, vai
chamar-se “Tremble Like a flower”.
Música. Depois do arranque de ontem com o concerto de Jill
Scott, a 13ª edição do festival edpcooljazz, que se prolonga por
várias datas até dia 27, continua hoje com a cantora inglesa.
Frances vai atuar nos Jardins Marquês de Pombal, onde vai dar a conhecer as suas melodias ao piano
e uma voz arrebatadora. O seu disco de estreia, depois de três EP, de
onde saiu o êxito “Grow”, está previsto mais para o fim do ano, mas
Frances está já a apresentar novas
músicas, incluindo “Say It Again”,
o seu mais recente single escrito a
meias com Greg Kurstin (co-autor
de “Hello”, de Adele).
Em conversa com o metro a propósito da estreia em Portugal, a jovem cantora e compositora de 22
anos diz-se muito entusiasmada
com a ocasião, que afirma ser muito especial. “Aluguei um piano mui-
Festival
to grande! Vai ser, talvez, o maior
concerto que já fiz. [O tema] ‘Grow’
tem sido muito bem recebido por
cá e eu não fazia ideia (risos). E depois procurei no Google o espaço
onde ia tocar e fiquei: ‘Oh, não!
Temos de ter tudo em grande, para
fazermos um espetáculo especial.”
Da edição deste ano, fazem parte ainda The Cinematic Orchestra
e Salvador Sobral (dia 17); Seal e os
HMB (dia 20); Stacey Kent e Marta
Ren (dia 21); Koop Oscar Orchestra
e Nouvelle Vague (dia 23), Omara
Portuondo e Diego el Cigala – primeira parte com Luís Represas e
Paulo Flores – (a 26); e ainda Marisa
Monte com Carminho (dia 27). B.M.
Galardão
Bilhetes para dia 16 do
SBSR estão esgotados
João Fazenda vence
Prémio de Ilustração
Os bilhetes para o último dia da
22ª edição do festival de música
Super Bock Super Rock (SBSR), que
começa amanhã e termina sábado
no Parque das Nações, Lisboa, estão
esgotados, anunciou a organização.
O autor João Fazenda venceu por
unanimidade o Prémio Nacional
de Ilustração 2015 com o livro
ilustrado “Dança”, revelou
ontem a Direção-Geral do Livro,
Arquivos e Bibliotecas.
Mac DeMarco a aquecer para Lisboa
O músico canadiano tocou, segunda-feira à noite, no Montreux Jazz
Lab, na Suíça. Esta semana, Mac DeMarco passará ainda por palcos da
Alemanha, Luxemburgo e Bélgica, seguindo depois, finalmente, para
Lisboa onde atuará, sexta-feira, no festival Super Bock Super Rock. © EPA
Musicbox.
Jameson
Urban Routes
divulga cartaz
Tome nota
Os bilhetes para o concerto de Frances
custam €25 – mais informações e programa
completo em www.edpcooljazz.com. © DR
O festival Jameson Urban
Routes terá à venda diferentes
tipos de bilhetes, para sessões
diárias de concertos e DJ sets,
e passes para os sete dias.
PUB
www.readmetro.com
QUARTA-FEIRA, 13 DE JULHO DE 2016
10
“O instinto foi criar
um filme que fosse
uma espécie de jazz”
7ª arte. O ator Don Cheadle embarcou numa verdadeira
jornada para trazer de volta a imagem e a memória de um
dos grandes génios da história da música. “Miles Ahead” é o
filme em que Miles Davis gostaria de ter participado, afiança.
JOHN MIGUEL SACRAMENTO EM HOLLYWOOD
Imagina-se que Don Cheadle se
tenha acomodado à ideia de ser
considerado subalterno interpares.
A vida que escolheu fica em Hollywood e, por estranho que pareça, a
disposição animada não equivale a
ouro faiscante na indústria que fabrica luzes coloridas para nos entreter. Donald, o grande, apareceu
num ecrã à sua altura no início dos
anos 90, no filme “Devil in a Blue
Dress”. Indomável, roubou todas as
cenas a Denzel Washington. Desde
então até agora, trabalhou apenas
com os melhores, entre eles o elenco e equipa técnica responsável
por “Crash”, de Paul Haggis, uma
história sobre várias correntes de
racismo numa sociedade próspera.
Em “Hotel Rwanda”, atente-se
ao seu civismo e compaixão num
cenário de apocalipse. Mas os convites para fazer de protagonista continuaram raros. Felizmente, a TV
veio socorrer esta carreira empurrada para as margens – em “House of
Lies”, por exemplo, Cheadle merece
mais tempo de antena para exibir
a orquestra que são os seus dons de
rapidez e surpresa na arte de acrescentar novidades e dizer cada frase.
Para o novo “Miles Ahead”, que
amanhã se estreia e que, além
de protagonizar, vem com guião
Sobre os génios
“O contrato que temos com os
génios ainda não mudou, pois
não? Por vezes, o grande génio
vem acompanhado de grandes
reviravoltas emocionais”
e realização da sua autoria, criou
uma peça que honra o material de
origem. Miles teria ido ao cinema
ver isto. A obra do artista jazz é
pegada no seu todo, cortada aos pedaços de maneira diferente, atirada
para o ar, reconstruída. Não se
admirem se a imagem disser 1958
e a música ilustrar o ano de 1978.
O importante era, como Miles fazia,
criar um momento novo.
Foi convidado para a representação
quando a produção já estava planeada
e a postos, ou assumiu o centro das
operações desde o início? Há muitos
filmes que só são viabilizados se um
ator reconhecível se juntar à ideia…
A primeira vez que ouvi falar num
projeto deste tipo, foi em 2006
quando, numa cerimónia para
o Rock and Roll Hall of Fame,
um dos sobrinhos do Miles Davis
disse: “Sim, há planos para fazer
finalmente uma biografia do Miles.
O Don Cheadle já está a bordo.”
Mas não fazia ideia do que estavam
a falar. Claro que tinha ouvido
boatos. Havia histórias que circulavam, guiões começados e acabados.
E, por causa disso, havia uma afinidade da minha parte face ao projeto. Não era estranho a biografias.
Já tinha feito de Sammy Davis e,
por causa de uma cena de bateria
nesse trabalho, tinha aprendido
alguma música da época.
Como chegaram ao tom
certo para esta abordagem?
As propostas que me tinham
posto na mesa pareciam todas requentadas. Havia nelas muita coisa banal, ideias que já haviam sido exploradas noutras narrativas
biográficas. O meu instinto ia
no sentido de criar algo mais
livre, um filme que fosse também
ele uma espécie de jazz, inovador,
expressivo. A estrutura era criar
vários momentos da vida dele.
Os produtores olharam para mim
e só perguntaram: “Pois, isso seria
ótimo. Mas quem é que vai conseguir criar essa linguagem jazz no
cinema?” Só pensei: “Se não há
ninguém, acho que vou ter
que ser eu a concretizar a ideia.”
Que razões o levaram
a concentrar-se especificamente
nesta fase da vida do Miles Davis?
Pusemos as nossas energias naquele período porque inclui alguns
dos anos mais interessantes da sua
carreira. O que aqui temos é um
homem que, ao longo de 30 anos,
desde a década de 40, tinha revolucionado a música umas três ou quatro vezes. Um génio de grande produção, variedade, talento e visão,
com uma presença em palco que
sempre foi muito demonstrativa.
Contudo, o filme vai olhar para o
momento em que, depois daquelas
revoluções todas, o Miles fica em
silêncio. Deixa praticamente de tocar. Para nós, que estamos a tentar
contar uma história, esse mistério
era o desafio maior. Qual o valor e o
significado do silêncio numa força
daquelas? Como é que vamos
colocar esse silêncio num filme
sobre um músico? Mais: quando
é que essa sua fase vai acabar?
Como é que vai acabar? Outra
das grandes orientações ia no
sentido de executar um filme
que o Miles quisesse protagonizar.
E que relação tinha com o trompete?
É a relação de uma vida. Fiz sempre
parte de grupos musicais. A minha
relação mais direta vem por via
do jazz. Cheguei a ganhar bolsas
de estudo para me especializar
em jazz. Mas, aos 17 anos de idade,
tinha a certeza que nunca iria ter
disciplina para seguir esse sonho.
Sobre o silêncio
“O filme olha para o momento
em que o Miles fica em
silêncio. Qual o valor
e o significado do silêncio
numa força daquelas?”
A que ponto de especialidade chegou?
No filme usamos o som do Miles
Davis. Mas ainda tive que aprender
os solos. Sou eu a tocar.
Era importante mostrar
familiaridade com os instrumentos.
E em relação ao temperamento
tempestuoso dele, descobriu algo?
A personalidade dele manifestou-se
de várias maneiras. As histórias dependem muito de quem as contam.
Acho que aquilo que ele era dependia bastante da relação que tinha
contigo, do momento em que
se encontrava, hora do dia, etc.
Nisso, não me parece diferente
de qualquer outro artista que
preza acima de mais nada a sua
criatividade. Não me parece
que a reputação dele deva ser
importunada por causa de algumas
histórias. O contrato que temos
com os génios ainda não mudou,
pois não? Por vezes, o grande
génio vem acompanhado de
grandes reviravoltas emocionais.
E qual foi a descoberta
musical mais inesperada?
Não sabia que nos anos de 1989,
1990 e 1991, pouco antes de falecer,
estava a trabalhar com Prince. Havia também isso no Miles sempre a
liderar o diálogo, tentar compreender as coisas novas que se iam
fazendo. Como artista, relacionei-me muito bem com esse princípio.
É importante mantermo-nos na
berma do abismo, sentir desconforto. Ele acreditava na necessidade
absoluta de estarmos presentes em
cada momento das nossas vidas.
CINEMA | 11
www.readmetro.com
QUARTA-FEIRA, 13 DE JULHO DE 2016
LAZER | 12
OBJETO DE CULTO
Herge del Rio. Festival
Afia-lápis
Ficha técnica
METRO PORTUGAL Título licenciado à Cofina Media, S.A. pertencente
à PROPRIEDADE Metro International, S.A., EDITORA Cofina Media, S.A.
Capital Social €22.523.420,40 Contribuinte 502 801 034, registada na
C.R.C de Lisboa nº 502 801 034, Principal acionista Cofina, SGPS, S.A.
(100%) CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO Paulo Fernandes (Presidente),
João Borges de Oliveira, Luís Santana, Alda Delgado, António Simões
Silva DIRETOR GERAL COMERCIAL Hernani Gomes DIRETORA GERAL
DE MARKETING Isabel Rodrigues DIRETOR DE PRODUÇÃO António
Simões da Silva DIRETOR COMERCIAL ONLINE José Frade DIRETOR DE
INFORMÁTICA Rui Taveira DIRETOR DE RECURSOS HUMANOS Nuno
Jerónimo DIRETORA ADMINISTRATIVA E FINANCEIRA Alda Delgado
DIRETOR DE CIRCULAÇÃO E ASSINATURAS João Ferreira de Almeida
DIRETORA RESEARCH Ondina Lourenço SEDE: Administração,
Redação, Publicidade Rua Luciana Stegagno Picchio, 3, 1549-023 Lisboa Tel. 210 494 000 E-mail: [email protected] N.º registo
ERC: 124635, Depósito Legal: 220825/04, ISSN 2183-7228, Tiragem
média 70.000 Periodicidade Diária Distribuição Gratuita Impressão Lisgráfica, Impressão e Artes Gráficas S.A. Rua Consiglieri Pedroso 90,
Casal de Santa Leopoldina, 2730-053 Queluz de Baixo DEPARTAMENTO COMERCIAL DIRETOR COMERCIAL Ricardo Branco Diretora-adjunta Ana Silveira Agências Adriana Macedo, Daniel Barata, Margarida
Rego, Paula Tavares, Raquel Pinto; Diretos João Pedro Rodrigues (Team
Leader), Filomena Mestre, Helena Sanhudo, Luís Farinha Planeamento
Maria da Luz Veiga Tel. 210 494 204/210 494 815; Fax 210 493 134
PORTO Tiago Medeiros (Coordenador), Gabriela Raposo Tel. 225 322
309 Fax 225 322 399 E-mail [email protected] Ativações e Eventos Tânia Sant’ Ana (Team Leader), Carlota Montenegro,
David Fernandes, Mafalda Esteves, Maria Barbosa DESIGN GRÁFICO
Joana Pio, Rui Gonçalves DIRETORA MARKETING Isabel Rodrigues
Diretor-adjunto João Aleixo Gestor de Produto Gonçalo Sousa Passatempos Marta Tavares ([email protected]) CHEFE DE DISTRIBUIÇÃO José Magalhães Distribuição António Caldeira, Orlando
Lopes (Porto) DIRETOR Diogo Torgal Ferreira Editor Executivo Magalhães Afonso Coordenador Bruno Martins Redação Luís Carmo, Patrícia
Tadeia, Rui Alexandre Coelho, Raquel Madureira (Porto) Editora gráfica
Sónia Santos Grafismo Rita Alves, Túlio Vasco Fotografia João Ferrão
Assistente Ana Rodrigues Revisão Catarina Poderoso.
ESTATUTO EDITORIAL O METRO é um jornal diário de informação
geral, publicado de segunda a sexta-feira, com distribuição gratuita, de
âmbito regional com enfoque maior nas áreas de Lisboa e Porto. No
METRO a informação é independente de forças sociais, políticas ou
religiosas, com a opinião restrita às colunas devidamente assinaladas
como tal. Procuramos um jornalismo objetivo em que a imparcialidade
seja evidente. O METRO dará todas as notícias relevantes no âmbito da
sociedade, economia, política nacional e internacional, embora esteja
particularmente focado nos assuntos regionais que afetam as populações da Grande Lisboa e do Grande Porto, e ainda nas áreas do
desporto e da cultura. No METRO prometemos não escrever de mais,
e a não nos esticarmos num texto quando a informação relevante não
o obrigue. Escrever curto e claro é uma exigência para os nossos jornalistas de modo a simplificar a vida do leitor. O METRO usa maioritariamente conteúdos pesquisados e escritos pelos seus jornalistas,
gráficos e fotógrafos, mas também recorre a agências de informação
nacional e internacional. LEI DA TRANSPARÊNCIA disponível no site
HTTP://WWW.MICROSITES.XL.PT/METRO/ESTATUTO/INDEX.HTML
Correio do leitor
vídeo do dia
twitter do dia
Convidado especial do canal
africano SuperSport para
comentar a final do Euro 2016,
Vítor Baía viveu intensamente
o momento do golo mágico de
Éder no minuto 109 do jogo.
MARIA DE JESUS RODRIGUES, ODIVELAS
@Rui_Zink
[Rui_Zink]
“Não consigo
dormir. Tenho de
confessar. Fiquei tão
feliz como quando
Saramago ganhou o Mundial.”
Venha escrever connosco. Entre em
facebook.com/metroportugal
Horizontais: 1. Episcopal. Juntar. 2. Execrável. Além disso.
3. Possui. Enfurecer. 4. Suspiro. Brisa. Espaço circunscrito sem
matéria. 5. Designativa de limite (prep.). Qualquer animal,
usado para fins experimentais. 6. Altar cristão. Aguardente do
melaço. 7. Cada de um dos lados do ângulo reto no triângulo
retângulo. Pátria. 8. Usado geralmente. Contr. da prep. de com
o art. def. a. Sobre (prep.). 9. Batráquio anuro semelhante à rã.
Espaço de 12 meses. 10. Insignificância (fig.). Levar ou chegar
ao ponto de saturação. 11. Culto. Substância amarelada que
aparece nos pontos lacrimais e nos bordos da conjuntiva.
Palavras cruzadas
A nossa SELEÇÃO
de brincadeira
a GANHADORA
PARABÉNS RAPAZES. Foi preciso ir
a França ganhar a Taça. Há 12 anos
não ganhámos por o Sr. Scolari não
substituir o Figo. Todo ele era água
– o que não admira pela idade –,
mas não ganhámos por isso. O País
gastou o que tinha mais o que não
tinha e com essa falha perdemos.
Porém, esta Seleção foi toda diferente: além dos empates, os prolongamentos e o muito, muito
sofrimento! Há, no entanto, uma
nota a realçar: quando se quer
muito uma coisa é só trabalhar
com afinco por ela, Deus faz o
resto. Carecíamos disto como do
pão p’ra boca, por razões várias –
além de dizermos ao Mundo que
esta-mos aqui e valemos…
PARABÉNS, PORTUGAL.
bolso” começaram a surgir,
em Valência. Hoje em dia, basta
olharmos para uma prateleira
de supermercado e vermos mil
e um feitios de afia-lápis.
Só que há um detalhe:
este Objeto tão útil
tem uma ergonomia de
pesadelo. Apesar de toda
a evolução, o seu design
continua a ser um pesadelo
para os canhotos. Para um
destro, o sentido de rotação
ao afiar um lápis é da
esquerda para a direita.
Para um canhoto, é ao contrário,
gerando assim um movimento
antinatural para 11% da população
mundial.
CATARINA PODEROSO
Verticais: 1. Calçado, com cano maior ou menor. Apoderar-se de. 2. Representação mental. Aquelas. Assisti. 3. Anuência.
Variedade de porco doméstico. Obrigações do Tesouro (abrev.).
4. Parte mais larga da enxada. Distraídas (fig.). 5. Combinar,
ajustar. Coleção de cartas geográficas. 6. Recitar. Parceiro.
7. Trabalho de agulha. Conjunto de bens próprios que a mulher
leva quando se casa. 8. Papel de menor importância, numa
representação teatral. A unidade. 9. Noroeste (abrev.).
Leito. Centésima parte do hectare. 10. Avançar. Designa dor,
admiração, repugnância (interj.). Relativo aos rins.
11. Raciocinar. Dilação.
Sudoku
•••••
Solução cruzadas
Horizontais: 1. Bispal, Unir. 2. Odiável, Ora. 3. Tem, Irar.
4. Ai, Ar, Vácuo. 5. Até, Cobaia. 6. Ara, Rum, 7. Cateto, Lar.
8. Usual, Da, Em. 9. Sapo, Ano. 10. Avo, Saturar. 11. Rito,
Remela.
Verticais: 1. Bota, Ocupar. 2. Ideia, As, Vi. 3. Sim, Tatu, OT.
4. Pá, Aéreas. 5. Avir, Atlas. 6. Ler, Par. 7. Lavor, Dote.
8. Rábula, Um. 9. No, Cama, Are. 10. Ir, Ui, Renal.
11. Razoar, Mora.
E eis que chegou a altura de vos apresentar o programa do Festival de Verão
Mais Pequeno do Mundo. Sábado, 16 de julho: 21h30 “Todo o Mundo Devia Ter
Uma Amante”, uma encenação de Rui Germano; 23h concerto: Darko/Zé
Manel. Domingo, 17 de julho: 10h workshop Pintura com Tim Madeira; Mozart Living Statue; 18h conversa com a atleta olímpica
Susana Feitor; 19h inauguração da exposição de pintura de Rui
Germano. Sábado, 23 de julho: 19h aula de ioga; 20h jantar de
paelha orientado por Ricardo Passos; 21h30 concerto “EnCanto
Contratenores” com Luís Peças e João Ferreira; 23h30 concerto
Maria João Fura. Domingo, 24 de julho: 10h workshop
cozinha vegetariana com Isabel Seabra; 10h30 mural
coletivo orientado por Tim Madeira; 17h espetáculo
com Palhatiko; 18h apresentação do livro “AMOR” de
Luís Osório; 19h30 fados. Organizem-se e apareçam!
1945 – Espanha
Aguça, afiadeira, aguçadeira,
apara-lápis, afiador, afia-lápis e
tantos outros nomes que viemos
a descobrir ter este bom
e velho amigo de todos
os estojos que se prezem.
A sua invenção é atribuída
ao espanhol Ignacio
Urresti, que era funcionário
de uma empresa de
fabrico de armas. O afia
era então uma caixa com
manivela que, com os seus
imponentes 1,29 quilos,
passou a fazer parte da parafernália
dos escritórios de todo o mundo.
Foi na década de 1970 que
os primeiros afia-lápis “versão de
Solução sudoku
PEQUENOS ANÚNCIOS
‡&UpGLWR3HVVRDO
‡3DJDPHQWRGtYLGDV
‡+LSRWHFDVH2XWURV
CONSOLIDAD
Reduza prestaçõO
até 60%
es
7HO
Avª Júlio Dinis n.º 14 2º-B 1050-131 Lisboa (junto ao Campo Pequeno)
Ex: 20.000€ a 96 meses =299€ /mês – total : 29.315,8€. TAN :9% e TAEG:11,1% S/seguro
Emprestimos concedidos por entidades autorizadas. Mediador independente
MULTICREDITO
EMPRÉSTIMOS
COMPRO
Loiças, CD, DVD BLU-RAY, Discos, Vinil, Brinquedos,
Colecções Philae, Miniaturas de carros, aviões, entre
outras, Serviços de Jantar, Chá, Café, peças de
Decoração, Porcelanas, Vista Alegre, Casquinhas,
Estanhos, Latões, Rendas, Colchas, Toalhas, Lençóis.
E TAMBÉM... Amigos do Livro, Círculo de Leitores,
Europa América, Ediclube, Alfa, Verbo, Livros das
Selecções do Reader’s Digest, Banda Desenhada,
Astérix, Lucky-Luke, Tintim, Disney, Sabrinas, Júlias,
Biancas, Vampiros, Argonautas, Enciclopédias Várias
E... POSTAIS
CADER
ER
RNETAS de
e CROMOS
e CADERNETAS
Professor FOFANA
Médium Espiritual
Especialista em todos os trabalhos ocultos. Consulte
o Prof. Fofana e exponha os seus problemas de amor,
família, trabalho, negócios, saúde, álcool, droga. Se
sofre de depressão, doenças espirituais, bruxarias,
tem inveja, mau olhado, má sorte e não sabe como os
resolver? O Prof. Fofana tem o dom de o ajudar! Todos
os problemas têm solução. Marque já a sua consulta e
peça o seu amuleto: sorte, sucesso, protecção, etc.
Telf: 910 450 789 - 218 030 406
Tel.: 96 315 12 99
9 | 91 39
397
97
7 64 72
MediCredite
CONSULTORIA IMOBILIÁRIA
Compra / Venda / Arrendamento
Contacte-nos! 966 584 394 - MEDIAÇÃO FINANCEIRA
Crédito Pessoal
Crédito Empresarial
Crédito Automóvel
C/ ou S/ problemas bancários
ANÁLISES GRATUITAS
PRECISA
DE DINHEIRO?
Tem imóvel?
Contacte-nos!
Férias? Sonhos por realizar?
As melhores condições
sem recurso a crédito.
DINHEIRO – PENHORAS
HIPOTECAS
Ligue-nos!
T: 936 489 474
T: 966 584 393
MEDIADOR INDEPENDENTE
Exemplo de Crédito: 5.000€ a 84 meses
Valor total do Crédito para
o consumidor: 6.724€.
Taxa de juro: 8,90. TAEG: 10,80.
Crédito concedido por entidades autorizadas.
[email protected]
medicreditefinanci.wix.com/imobiliária
RAPIDEZ SEGURANÇA SIGILO
Exemplo de crédito 27.000€ a 96 meses - valor
total do crédito para o consumidor 43.910.64€;
TAN 12,55 e TAEG 14,90. Crédito concedido por
entidades autorizadas. Mediador independente.
sASTRÓLOGO MESTRE DABO VIDENTE
ATENÇÃO CASOS
DE AMOR EM POUCOS
DIAS
MÁXIMA COMPETÊNCIA E SIGILO ABSOLUTO
ESPECIALISTA EM CIÊNCIAS OCULTAS. ACABE DE VEZ COM
O SEU SOFRIMENTO NÃO DESANIME! NÃO DESISTA!
O SEU CASO TEM SOLUÇÃO UM GRANDE VIDENTE ESPIRITUALISTA E CONSELHEIRO, CONHECIDO POR
GRANDES PERSONALIDADES NO MUNDO INTEIRO PELOS BONS RESULTADOS OBTIDOS NOS PROBLEMAS
MAIS COMPLICADOS NOS ÚLTIMOS ANOS. MESTRE DABO É UM DOS MAIS APRECIADOS EM ÁFRICA E NA
EUROPA COM PODERES EFICAZES. AJUDA A RESOLVER DE IMEDIATO E DEFINITIVAMENTE QUALQUER
PROBLEMA DIFÍCIL OU GRAVES COM EFICÁCIA: AMOR, O SEU CASAMENTO ESTÁ EM CRISE? QUER RECUPERAR O SEU MARIDO/MULHER, NAMORADO/NAMORADA OU AMANTE, AMARRA A VOCÊ QUEM DESEJAR:
MARIDO/MULHER NAMORADO/NAMORADA OU AMANTE E ACABAM-SE OS PROBLEMAS, AFASTAMENTO
TOTAL DE PESSOAS INDESEJADAS. AJUDA A RESOLVER PROBLEMAS FAMILIARES, NEGÓCIOS, SEXUAIS,
ENGRAVIDAR, HERANÇAS, SORTE, FUTURO, VÍCIOS, INFERTILIDADE, CASAS ASSOMBRADAS, DESTRÓI
BRUXARIAS E MAL DE INVEJA, MAGIA NEGRA, ETC.
RESULTADO POSITIVO EM 48 HORAS – TRABALHO GARANTIDO NA PRESENÇA OU À DISTÂNCIA COM TOTAL EFICÁCIA
E HONESTIDADE – CONSULTA PESSOALMENTE POR MARCAÇÃO OU POR TELEFONE. PAGAMENTO APÓS RESULTADO.
GRANDE LISBOA (CAIS DO SODRÉ) 96
349 77 07 – 91 718 80 27 – 21 241 55 43
3
SPORT
www.readmetro.com
QUARTA-FEIRA, 13 DE JULHO DE 2016
Medalhados em foco
na Seleção para os Jogos
Atletismo. Foi ontem apresentada a Seleção Nacional de
Atletismo que vai disputar os Jogos do Rio. Entre os 25 eleitos
estão os portugueses medalhados nos Europeus de atletismo.
As campeãs europeias em Amsterdão Sara Moreira (meia-maratona)
e Patrícia Mamona (triplo salto), a
medalha de prata dos 10.000 metros
Dulce Félix e os bronze Jéssica
Augusto (meia-maratona) e Tsanko
Arnaudov (peso) são os destaques na
lista do atletismo olímpico nacional,
modalidade que mais representantes leva aos Jogos (5 a 21 de agosto).
A apresentação da Seleção foi feita no Centro de Alto Rendimento,
no Jamor, sendo que dois dos atletas
já apurados estão em dúvida, por
lesão: Yazaldes Nascimento (100m
masculinos) e Rui Pedro Silva (maratona masculina). “Vão ser avaliados
para perceber se estão em condições
PUB
14
Jéssica Augusto, Dulce Félix, Tsanko
Arnaudov, Patrícia Mamona e Sara Moreira
estiveram na apresentação. © MÁRIO CRUZ/LUSA
de estar no Rio de Janeiro”, informou Paulo Reis, responsável pelo
setor masculino do atletismo.
Outras das 25 atletas selecionadas foi Filomena Costa, mas como
suplente na maratona, lugar que recusou. “Tomei uma decisão, muito
pensada, apoiada por pessoas muito
importantes para mim, a minha família, amigos e o meu grande clube
Associação Jardim da Serra. Sei que
também tenho muitas pessoas que
gostariam que eu fosse, mas a minha decisão passou por não aceitar
o lugar de suplente”, escreveu a atleta, na sua conta do Facebook.
Filomena Costa lamentou que
não tenham sido cumpridos os
critérios de seleção, uma vez que
detinha melhor marca do que
Jéssica Augusto (2h28m00s contra
2h28m53s da atleta do Sporting),
uma das três selecionadas para a
R.A.C.
prova da maratona.
15
Jogos. Jamaica
confirma Bolt,
Contador diz
“não” ao Rio
Futebol
Alex Telles no FC Porto
O lateral esquerdo Alex Telles chegou ontem à Cidade Invicta para
assinar pelo FC Porto. O esquerdino brasileiro de 23 anos cumpriu
exames médicos e sexta-feira deve
seguir para estágio na Alemanha
integrado na comitiva azul e branca. Alex Telles vem do Galatasaray,
tendo jogado na temporada
passada pelos italianos do Inter,
a título de empréstimo.
O bicampeão olímpico dos 100, 200
e 4x100 metros, Usain Bolt, foi confirmado pelo Comité Olímpico da
Jamaica no Rio’16, depois de ter
estado ausente da sua seleção, por
lesão. Bolt consta na lista de 59
atletas jamaicanos, para as provas
de 100, 200 e 4x100 metros, e pode,
no Rio, tornar-se no primeiro a vencê-las três vezes seguidas.
De fora dos Jogos está o ciclista
espanhol Alberto Contador, que sofreu várias lesões devido a quedas
no Tour, que entretanto abandonou.
Futsal
Deo regressa ao Sporting
O brasileiro Deo está de volta a
Alvalade. Depois de duas épocas nos
russos do KPRF Moscovo, o ala de
33 anos foi ontem apresentado no
clube que já tinha defendido quase
toda a carreira (2002-2014). “É como
se estivesse a chegar pela primeira
vez, só que existe uma grande
diferença: agora conheço a grandeza
do Sporting e a paixão dos adeptos
pelo futsal”, disse, ao site do clube.
Marca
Matthews vence, Froome intocável
Chris Froome surge em segundo lugar na foto, mas no regresso à estrada do
pelotão da Tour conservou o primeiro posto da geral. Quanto à etapa, a décima, entre Escaldes e Engordany, foi ganha por Michael Matthews (OricaBikeExchange), australiano de 25 anos que se estreou a vencer na prova. © EPA
9,88s
foi a marca que deu a Bolt vaga nos 100m. Nos 200,
usou um atestado médico para garantir presença – uma
norma da Federação Jamaicana de Atletismo permite-lhe indicar um nome para os Jogos em casos clínicos.
PUB
PUB

Documentos relacionados

ENTREVISTA: RANGDA

ENTREVISTA: RANGDA RANGDA Conversa com o trio de ilustres antes dos concertos pág. 08

Leia mais