BOLETIM MUNICIPAL

Сomentários

Transcrição

BOLETIM MUNICIPAL
BOLETIM MUNICIPAL
N/06
BOLETIM
MUNICIPAL
Município de Vila Real de Stº António
Maio 2008
Distribuição Gratuita
N/06
Obras
Acção Social
Cultura
Desporto
Nova Morgue em
funcionamento
Mais de 150 munícipes
operados em Cuba
ARPA – III Festival
Internacional de Teatro em
VRSA
Mundialito de Futebol em
VRSA até 2012
Índice
Município de Vila Real de Stº António
PLANEAMENTO
Município de Vila Real de Stº António
PLANEAMENTO
BOLETIM
Município de Vila Real de Stº António
MUNICIPAL
Editorial
03
Obras
04_14
o0
Ambiente
15_18
Acção Social
19_22
04_ Requalificação da Estrada Nacional 125, actual Avenida
Fernando Salgueiro Maia
05_ Construção do novo edifício da Câmara Municipal
06_ Rotunda António Aleixo
_ Pavilhão Multiusos
07_ Requalificação Urbana de VRSA
_ Entrada Norte de Vila Real de Santo António
08_ Inauguração da Morgue de VRSA
09_ Construção de Jazigos e melhorias no cemitério municipal
10_ Futuros Empreendimentos de habitação a custos controlados
_ Melhoria na sinalética e condições de circulação
11_ Obras em Monte Gordo
_ Obras de melhoria no mercado de Monte Gordo
12_ Parque Infantil em Monte Gordo
_ Duches na praia e arranjos nos jardins
13_ Rotunda em Vila Nova de Cacela
_ Repavimentação de arruamentos na freguesia de Vila Nova
de Cacela
14_ Pavilhão Gimnodesportivo de Vila Nova de Cacela
_ Ponte sobre o Rio Seco
Cultura/
Eventos
23_40
15_ Encontro de Educação Ambiental “II Dia Aberto ao Ambiente”
_ Exposição “Uma Nova Cidadania Ambiental”
16_ Campanha Coastwatch 2007/2008
17_ Vaivém Oceanário
_ Apresentação sobre o Composto Nutriverde
18_ Concurso Escolar: recolha de óleos alimentares usados
_ Projecto: Caixas-ninho para aves insectívoras – Controlo da
Lagarta do Pinheiro
19_ Apoio à recuperação de casas degradadas a estratos sociais
desfavorecidos
20_ Entre Fevereiro e Março mais de 100 pacientes receberam
tratamento médico em Cuba
22_ Banco de Voluntariado em Vila Real de Santo António procura
colaboradores
23_ UTL – Seminários e actividades
24_ Monte Gordo com passagem de ano em grande
25_ Carnaval infantil juntou cerca de 800 crianças
_ Carnaval em VRSA atrai milhares de foliões
Economia/
Projectos
41_44
Desporto
45_51
26_ David Bisbal cantou para 20 mil pessoas no dia da mulher
27_ Comemorações do 20º aniversário de elevação a cidade
28_ XXXIV aniversário do 25 de Abril
29_ II Concurso de Fado Amador de Vila Real de Santo António
30_ Via Sacra Cantada
31_ Comemorações do dia da fundação da cidade
32_ III Festival Internacional de Teatro do Algarve em VRSA
33_ Prémio Internacional de Poesia Palavra Ibérica 2008
– Amadeu Baptista vence edição portuguesa
_ Bolsa de Investigação “Manuel Cabanas” é homenagem ao
Mestre
34_ Edição de livro “Patrimónios do nosso brincar. Brinquedos e
jogos das 4 Cidades”
_ Colecção Patrimónios. Estão cá fora os dois primeiros
números
35_ Dia Internacional dos monumentos e sítios em Cacela e Vila
Real de Santo António
36_ Fábrica de Sonhos
37_ I Encontro de Pintura Rápida juntou cerca de 40 pintores dos
dois lados da fronteira
_ II Memorial Gastronómico
_ Mercado mensal de Vila Real de Santo António
38_ Passos Contados – passeios pedestres de interpretação da
paisagem
_ Exposição Cerâmicas Islâmicas de Cacela Velha
39_VRSA nas páginas dos livros
_ Vila Real de Santo António promoveu encontro entre Oriente
e Ocidente
40_ Festa dos Vizinhos
41_ Encontro das Cidades Iluministas
_ III Fórum Empresarial realizou-se em Vila Real de Santo
António
42_ Ocupação turística de VRSA com tendência positiva
43_ Jogos do Baixo Guadiana decorreram em Maio
44_ Interreg III B – Thon. Doc
_ Urb-Al – Rede 13 – “Entrepreneurship Network: Ciudades em
Fomento de la Cultura Emprendedora”
45_ XV Mundialito de Futebol Feminino
46_ III Festival Internacional de Papagaios na Praia da Manta Rota
_ Maior festival de ginástica do País passou pela nossa cidade
47_ Baja Terras D´el Rei em Monte Gordo
48_ Portugueses destacam-se em Vila Real de Santo António
49_ Futuro do Mundialito passa por Vila Real de Santo António
50_ Taça dos Clubes Campeões de Atletismo em VRSA
51_ Mundial F2000 no Rio Guadiana
Ficha Técnica
Edição: Câmara Municipal de Vila Real de Sto António / www.cm-vrsa.pt
Impressão: Gráfica Comercial
Coordenação: Gabinete de Apoio ao Presidente
Tiragem: 15000 exemplares
Fotografia: Arquivo CM VRSA e Mário Rolla
Design e Paginação: t s r www.teaser.pt
Do conteúdo da presente edição, de entre as muitas
acções e actividades realizadas ao longo dos últimos
meses, gostaria de salientar duas que considero estarem profundamente associados à natureza e aos
objectivos que nos propusemos atingir no decurso do
nosso mandato autárquico.
São eles, em primeiro lugar, a deslocação de mais de
175 munícipes a Cuba para receberem tratamento
oftalmológico. Para além do sucesso das intervenções esta iniciativa da Câmara Municipal deu origem
a um debate nacional sobre a prestação de cuidados
de saúde por parte do Estado. Como consequência
da nossa iniciativa, foram já disponibilizadas verbas
a nível ministerial para aumentar o número de intervenções em muitos hospitais públicos, e as clínicas
privadas para não perderem este mercado baixaram
substancialmente os preços das intervenções na área
da oftalmologia.
Em segundo destacaria a realização do Mundialito de
Futebol 2008 na nossa cidade. Com mais de 2000 participantes esta festa do desporto rei deslocou ao Complexo Desportivo Municipal as melhores equipas nacionais
e estrangeiras, num evento ímpar que eleva o espírito
desportivo ao seu mais elevado grau. Já garantimos a
realização desta prova no nosso concelho até 2012.
Passados mais de dois anos de mandato, Vila Real continua a mudar!
Ao nível dos equipamentos, inaugurámos recentemente
a Casa Mortuária. Esta estrutura vem dar mais dignidade ao momento de dor que é a despedida de alguém querido!
Continuamos também a avançar com grandes obras,
a ex-EN 125, actual Avenida Salgueiro Maia, está neste momento numa fase muito avançada de execução.
Torna-se imperativo dotar esta zona de expansão da
cidade de condições de segurança para automóveis e
peões! Não esqueçamos que este era um dos troços
mais perigosos daquela que foi por muitos considerada durante muitos anos, a estrada negra da Europa.
A nova iluminação, as ciclovias e as bolsas de estacionamento permitirão aos condutores uma condução
mais segura. Aos moradores e peões ficam as garantias dos passeios, das bermas sem poças de água, e
do seu espaço de vida mais qualificado.
Neste inicio do Verão importa chamar á atenção para os eventos que estamos a preparar, continuamos
a colocar Vila Real de Santo António no mapa dos
locais mais procuradas no Verão, pela qualidade
das praias, dos espectáculos, por sabermos receber bem. A economia local agradece e em todos os
eventos que organizámos temos recebido o apoio e
estímulo dos comerciantes e empresários locais.
Trabalhando todos desta forma, não tenho dúvidas
que o nosso município ganhará mais competitividade e mais desenvolvimento.
O Presidente da Câmara
Luís Filipe Soromenho Gomes
Município de Vila Real de Stº António
PLANEAMENTO
EDITORIAL
0
o
Município de Vila Real de Stº António
OBRAS
A decorrer a bom ritmo
0
Requalificação da estrada nacional 125
Actual Avenida Fernando Salgueiro Maia
A primeira fase da obra de Requalificação Urbana da ex- EN - requalificação urbana e paisagística: o projecto acaba
125, no troço entre a Rotunda do Monte Fino e a entrada da com uma situação insustentável de ausência de passeios e
Cidade, está a decorrer a bom ritmo. A primeira fase da obra condições mínimas de circulação pedonal e ciclável; as zonas
encontra-se em fase adiantada de execução, estando previs- marginais da estrada, em terra batida, passarão a dispor de
ta para breve a intervenção no segundo troço, compreendi- passeios, ciclovia e zonas formais de estacionamento; as indo entre Monte Fino e as Casas da Audiência.
fraestruturas eléctricas serão objecto de profunda remodeA autarquia acredita ser uma obra de grande importância lação, com a eliminação de cabos aéreos e a criação de um
para dotar a entrada da cidade de melhores condições de se- sistema de iluminação pública coerente com os usos previsgurança e qualidade de vida.
tos, dando especial atenção aos que têm directamente a ver
Trata-se, de facto, de uma obra que vem resolver um conjun- com os movimentos pedonais e a sua visibilidade por parte
to de problemas antigos aos mais diferentes níveis:
dos condutores; o sistema de drenagem foi reformulado, corrigindo disfunções que se faziam sentir nesta zona urbana;
- segurança rodoviária: o troço em apreço surge como um
dos pontos negros da EN 125, tendo ocorrido nos últimos - qualidade de vida: numa zona com características marcaanos um número elevado de acidentes rodoviários com uma damente urbanas, a colocação de novo mobiliário urbano, a
triste contabilidade de feridos graves e vítimas mortais; a instalação de vegetação, um novo sistema de infraestrutuobra em curso acautelou este aspecto, prevendo uma veloci- ras eléctricas, a substituição das actuais bermas em terra por
dade média de 50 Km/h, o que implicou uma redução signifi- faixas de passeio protegidas, a garantia de segurança na tocativa da largura da via e uma cuidada sinalização rodoviária; mada e largada de passageiros afectos ao serviço de transpor outro lado, e não obstante as necessárias limitações à portes públicos, o reforço de padrões de segurança nas zocirculação rodoviária, o projecto prevê a construção de duas nas de atravessamento pedonal ou a implementação de um
rotundas intermédias que possibilitam a inversão de marcha circuito de ciclovia próprio, são alguns exemplos de aspectos
que garantem a melhoria dos aspectos relacionados com a
nos percursos com características mais urbanas;
qualidade de vida da população residente.
Construção
do novo edifício
da Câmara
Municipal
As obras de construção/recuperação
do edifício da Câmara Municipal estão
a decorrer desde Maio de 2007 e encontram-se em fase avançada.
A empreitada prevê a completa remodelação do edifício, garantindo as condições adequadas de trabalho e recepção aos munícipes, e enquadra-se no
processo de valorização do património
iluminista da cidade, repondo a volumetria e a área do projecto original do
século XVIII.
Município de Vila Real de Stº António
PLANEAMENTO
obras
o
Município de Vila Real de Stº António
OBRAS
0
Rotunda
António Aleixo
No dia 13 de Maio, dia da Cidade, ficou
concluída a obra de beneficiação da rotunda António Aleixo.
A rotunda foi embelezada com dois
símbolos marcantes da cidade, o poeta António Aleixo e a Praça Marquês de
Pombal.
Esta intervenção melhorou um espaço
importante na entrada da cidade.
Pavilhão
Multiusos
No dia 13 de Maio de 2007 foi lançada
a primeira pedra do Pavilhão Multiusos.
Ao fim de um ano a obra avançou consideravelmente.
Um espaço pensado para receber
eventos culturais e desportivos, assim
como congressos e feiras.
A obra tem um custo de 3.450.000,00€
e prevê-se a sua conclusão em meados
do próximo ano.
o
Requalificação Urbana de VRSA
A Câmara Municipal continua o processo de requalificação
urbana de várias zonas da cidade.
A Praceta dos Ideais, a Rua dos Combatentes da Grande
Guerra e a urbanização Cidade Nova, são alguns exemplos
de processos com obras no terreno e que incluem a melhoria de pavimentos degradados e a necessitar de recuperação urgente como de melhorias paisagística, através da
introdução de elementos arbóreos e equipamentos de mobiliário urbano, e infraestruturais como a iluminação pública e a intervenção ao nível da melhoria das condições de
escoamento de águas pluviais.
Entrada Norte
de Vila Real de
Santo António
As obras de Requalificação da Entrada
Norte da Cidade de Vila Real de Santo
António, já avançaram consideravelmente, faltando alguns arranjos paisagísticos a nível de jardinagem.
Esta intervenção contribuiu consideravelmente para enriquecer uma das
entradas da cidade, na zona da Barquinha.
Tratam-se de espaços urbanos que se encontravam algo
desorganizados e sem cuidados de integração paisagística
ou urbanística, sendo maioritariamente utilizados como zonas de passagem e estacionamento.
Os espaços de estacionamento passam a estar devidamente delimitados, assim como os espaços pedonais, implicando o redesenho dos espaços de estacionamento tendo em
conta a criação de uma circulação pedonal fluída.
Estes projectos visam melhorar o espaço público geral,
criando novos equipamentos, zonas verdes e uma integração plena na envolvente.
Município de Vila Real de Stº António
PLANEAMENTO
obras
Requalificação urbana de várias zonas da cidade
Município de Vila Real de Stº António
obras
Município de Vila Real de Stº António
OBRAS
PLANEAMENTO
Vila Real de Stº António já tem nova casa mortuária
00
Inauguração da Morgue de VRSA
No dia 13 de Maio, Dia da Cidade, foi
inaugurada a nova Casa Mortuária de
Vila Real de Santo António.
Trata-se de um obra de grande importância para todos os vila-realenses que
há muitos anos reclamavam melhores
condições para velarem os seus entes
queridos.
O novo edifício da casa mortuária, cuja
área total é de 400 m2, foi criado de
forma a reflectir o espírito deste tipo
de equipamento e proporcionar a me-
lhor integração com a zona envolvente.
Localiza-se entre o Centro de Saúde e
as Piscinas Municipais, numa zona da
Cidade pensada para albergar equipamentos colectivos.
Formalmente concebido para transmitir a tranquilidade característica de
um espaço espiritual e de reflexão, as
salas de velórios viram-se para o pátio
Sul, nas quais a luz se reflecte uniformemente para o interior. Em oposição,
a sala de espera abre-se para um pátio/
jardim, que serve de refúgio a quem aí
permanece.
O projecto dos espaços exteriores assenta num ponto essencial: criar privacidade e recato associado a uma
imagem de sobriedade, solidez, dignidade e conforto que se coadunem com
o contexto de utilização deste equipamento.
O projecto foi elaborado pela Gabinete
de Apoio Técnico de Tavira.
Construção
de jazigos
e melhorias
no cemitério
municipal
A Câmara Municipal tem estado a realizar diversas obras de
melhoramento e requalificação do cemitério da cidade.
Estão a ser efectuadas pinturas e arranjos na calçada, entre
outras pequenas obras há muito necessárias, em especial a
nível de segurança para quem visita o local.
Entretanto iniciaram-se em meados do mês de Maio as obras
para construção de 350 jazigos, de forma a aumentar a capacidade do cemitério, antes de ser esgotada a actual capacidade dos jazigos individuais, anteriormente construídos.
Esta obra terá um custo aproximado de 150.000,00 €.
Município de Vila Real de Stº António
obras
0
Município de Vila Real de Stº António
obras
10
Futuros Empreendimentos
de Habitação a Custos Controlados
A Câmara Municipal celebrou um protocolo de cooperação
com a FENACHE – Federação Nacional de Cooperativas de
Habitação Económica, F.C.R.L. a 17 de Fevereiro de 2006,
no sentido de contribuir para a resolução do problema da
Habitação no Concelho.
No âmbito deste protocolo, que prevê a cedência de terrenos à UNIFARO (União de
Cooperativas de Habitação
Económica, FCRL) irão ser
construídos sete novos empreendimentos de habitação
a custos controlados. Esta
construção será da responsabilidade da Câmara Municipal e da UNIFARO e tem
por objectivo criar uma habitação condigna para famílias
carenciadas, promovendo a sua integração na sociedade,
reforçando a solidariedade social e qualificando também o
espaço urbano.
Está prevista a construção de habitação para alienação, a
custos controlados, nos seguintes locais:
Melhoria na sinalética e condições de circulação
No passado mês iniciou-se a
substituição e alteração dos locais dos sinais de trânsito que
existem na cidade, tendo como
objectivo melhorar a circulação de peões, em especial os
de mobilidade reduzida.
Obras em Monte Gordo
Continuam a decorrer as obras de requalificação urbana de Monte Gordo.
A primeira fase da obra está em fase
de conclusão.
A terceira fase iniciou-se há cerca de
dois meses, estando no momento a
serem executadas as infra-estruturas
(novas redes de águas e esgotos). Esta
fase tem um prazo de execução previsto de aproximadamente sete meses.
O projecto que no seu conjunto prevê
uma intervenção alargada aos níveis
da requalificação urbana, paisagística e
infraestrutural, assume uma particular
relevância no que respeita à completa
remodelação da rede de drenagem de
águas pluviais, visando, entre outros aspectos, a correcção dos problemas associados às inundações da zona urbana.
Obras de melhoria
no mercado de
Monte Gordo
Estão a ser realizadas algumas obras de requalificação
e melhoria no mercado municipal de Monte Gordo, que
visam criar melhores condições de higiene, segurança e
mobilidade.
Município de Vila Real de Stº António
obras
11
Município de Vila Real de Stº António
Obras
PLANEAMENTO
12
Parque Infantil
em Monte Gordo
Foi construído um Parque Infantil na zona poente ao Casino
de Monte Gordo.
É um equipamento há muito desejado pelas crianças da freguesia como também por todas aquelas que nos visitam durante todo o ano, em particular no período de férias.
A obra teve um custo de cerca de 36.600 €.
Duches na praia e arranjos nos Jardins
Visando a melhoria da qualidade das nossas praias foram colocados duches e lava-pés ao longo das praias do concelho.
Iniciou-se também a requalificação dos jardins públicos, tendo como objectivo criar melhores condições e qualidade de
vida das populações.
Rotunda em Vila Nova de Cacela
Iniciou-se recentemente o procedimento de concurso público para
a construção de uma rotunda em Vila Nova de Cacela, no entroncamento da Estrada Municipal 509 com a Estrada Nacional 125.
Esta obra concretizará um velho anseio da população do concelho, que desde há muitos anos exigem melhores condições
de segurança e de circulação no local.
O projecto foi desenvolvido pela Câmara Municipal de Vila Real de Santo António com base no estudo de Beneficiação da
Estrada Nacional 125, entre Cacela e o Limite dos Concelhos
Repavimentação de
arruamentos na freguesia
de Vila Nova de Cacela
de Castro Marim e Vila Real de Santo António, desenvolvido
pela Estradas de Portugal, em Janeiro de 2007.
Com o objectivo de melhorar a funcionalidade da rotunda,
incluiu-se no projecto uma ciclovia e um percurso pedonal.
Toda a zona foi objecto de estudo de integração paisagística,
tendo-se também aproveitado a oportunidade para implantar
colectores de águas residuais e águas pluviais para melhorar
as suas condições de escoamento.
A autarquia tem estado a efectuar em várias zonas da freguesia de
Vila Nova de Cacela repavimentações, assim como abertura e regularização de valetas em terra, abertura e regularização e execução
de valetas revestidas em betão, melhorando diversos arruamentos
que necessitavam de intervenção.
Município de Vila Real de Stº António
PLANEAMENTO
Município de Vila Real de Stº António
obras
13013
13
Município de Vila Real de Stº António
obras
PLANEAMENTO
14
14
Pavilhão Gimnodesportivo
de Vila Nova de Cacela
Está a decorrer a bom ritmo a construção do Pavilhão Gimnodesportivo de Vila Nova de Cacela, pelo que se prevê que
o mesmo esteja concluído no final do mês de Julho.
O Pavilhão Gimnodesportivo irá servir a população do concelho e a Escola EB 2,3 de Vila Nova de Cacela.
Com esta iniciativa a autarquia investirá cerca de 1.200.000 €.
Esta obra vai suprir uma lacuna nesta freguesia em matéria
de equipamentos desportivos, que há muito era esperada
pela população.
O pavilhão será constituído por:
- pavilhão desportivo de 44X25m para prática de diferentes modalidades;
- sala especializada de 14X16m;
- bancada para público, telescópica, com capacidade para 201 lugares sentados;
- balneários, Vestiários, Sanitário, para atletas e professores;
- instalações Sanitárias, para o público;
- áreas de utilização comum, designadamente: Bar, Salas de Formação, Sala de Professores e de Primeiros Socorros;
- áreas técnicas;
- obras de Urbanização – movimento de terras, estacionamentos, circulações, vedações, coberto vegetal, redes de águas,
de esgotos, de electricidade, de iluminação pública e de telefones.
Ponte sobre o Rio Seco
Está a ser construída a ponte sobre o Rio Seco.
A referida ponte insere-se no Caminho Agrícola que estabelece a ligação entre Monte do Pomar e Corte António Martins
e irá permitir o atravessamento do vale deste rio, assegurando a continuidade da ligação entre estes dois locais.
Esta obra é constituída por um pórtico de três tramos, com
dois tramos extremos de 15,00 m de vão e um tramo central
com 30,00 m.
Trata-se de uma intervenção de especial significado, que
vem contribuir para a melhoria das condições de vida numa
área rural da freguesia de Vila Nova de Cacela.
Encontro de Educação
Ambiental “II Dia Aberto ao Ambiente”
Decorreu no Centro Cultural António
Aleixo a Exposição “Uma Nova Cidadania Ambiental”, que pretendeu divulgar
os trabalhos realizados pelos alunos do
Agrupamento de Escolas de Vila Nova
de Cacela a toda a comunidade local,
no âmbito dos programas educativos
de cariz ambiental, tais como o Progra- construídos com base na reutilização
ma ECO-ESCOLAS, PREAA e Projecto de materiais até quadros elaborados
Latitude 60º. Alguns dos trabalhos fo- com o tangram. De destacar alguns dos
ram elaborados com base no ecodesign trabalhos realizados pela aluna Joana
e reflectiam sobre elementos da Natu- Afonso, retratos a carvão, sob o tema
reza, moda e arte. Foram diversos os “Sentir a Natureza”.
materiais expostos, desde Ecopontos
Exposição
“Uma Nova Cidadania Ambiental”
O II Dia Aberto ao Ambiente realizou-se na
Escola EB 2,3 Infante D. Fernando de Vila
Nova de Cacela. A iniciativa, organizada pelo Núcleo de Ambiente da Escola, no âmbito do Programa Regional de Educação
Ambiental pela Arte e do Programa EcoEscolas, teve como tema chave “Repensar
o Património Ambiental do Algarve a partir
das Novas Gerações”.
O encontro contou com a participação, entre outras, do Dr. Élio Vicente, Director de
Ciência e Educação do Zoomarine com a
intervenção “Contribuições do Zoomarine
para a biodiversidade marinha” e do Professor Dr. Adelino Canário da Faculdade de
Ciências do Mar da Universidade do Algarve com a intervenção “ As Novas perspectivas da investigação científica para proteger
os Recursos Naturais da Ria Formosa”.
Município de Vila Real de Stº António
ambiente
15
Município de Vila Real de Stº António
AMBIENTE
16
Campanha Coastwatch 2007/2008
Finalizou mais uma Campanha Coastwatch no concelho de
VRSA. Este projecto, que decorreu durante vários meses, implementou no terreno a monitorização da zona litoral do concelho pelos vários grupos participantes, alunos, escoteiros e
grupo de adultos da UTL.
Participaram nesta campanha duas turmas do Agrupamento
de Vila Nova de Cacela, uma turma do Agrupamento de Monte Gordo, duas turmas de Vila Real de Santo António, uma da
Escola Secundária de VRSA, o grupo de Escoteiros de VRSA
e uma turma de adultos da UTL (Universidade dos Tempos
Livres). A área monitorizada vai desde a frente ribeirinha de
VRSA, na Av. da República, até à zona de Cacela Velha e Fábrica, início da Ria Formosa.
O Município de Vila Real de Vila Real de Santo António, é co-
ordenador desta campanha, a nível local, garantindo o apoio
às escolas participantes.
Este projecto tem como principais objectivos melhorar o
conhecimento da situação ambiental do litoral português e,
sobretudo, sensibilizar as escolas, outras instituições e população em geral para os problemas resultantes dos impactos
da actividade humana na faixa litoral. Dentro deste quadro a
sensibilização dos mais jovens relativamente a esta problemática é fundamental, sendo este facto o fundamento principal do projecto.
O levantamento da informação obtém-se a partir do preenchimento de um questionário, em trabalho de campo, por cada troço de 500 metros, num total de 5 Km por cada Bloco.
Vaivém Oceanário
O Vaivém do Oceanário de Lisboa esteve em VRSA, instalado na
zona ribeirinha, junto à Capitania e permitiu a visita de grupos
escolares e da população em geral, num conjunto de actividades associadas ao mundo dos oceanos.
O Vaivém é um veículo dotado de equipamentos de áudio, vídeo
e de um quiosque multimédia, que recria os ambientes marinhos e tem como missão promover o conhecimento dos Oceanos, sensibilizar todos sem excepção para a sua conservação,
levando-os a alterar os seus comportamentos.
Ao longo de vários dias foram realizadas acções de educação
ambiental destinadas a educadores e professores, com temas
concretos como as pescas e a sustentabilidade dos oceanos, as
alterações climáticas e o impacto do Homem sobre o planeta.
Nos workshops foram distribuídos materiais e realizadas demonstrações de actividades educativas, ferramentas de trabalho sobre aquelas temáticas concretas na sala de aula.
Apresentação
sobre o Composto
Nutriverde
No âmbito da Feira Algarve Jardim e a convite da ALGAR – Valorização e Tratamento de Resíduos Sólidos, S.A. a Câmara Municipal participou no Seminário “Nutriverde, investigação e
aplicações – Casos práticos”. A Câmara Municipal foi convidada
a dar a conhecer a todos os participantes a sua experiência e resultados na utilização de Nutriverde. O Nutriverde é um fertilizante 100% natural produzido pela ALGAR através do processo
da compostagem, onde os resíduos verdes provenientes de cortes de relva, podas, entre outros, são transformados num composto 100% vegetal e ideal para ser utilizado como fertilizante.
Todo o processo é um processo natural em que a intervenção
do homem serve somente para acelerar, controlar e monitorizar.
Em substituição de grandes quantidades de químicos a Câmara Municipal optou por utilizar o Nutriverde que além das vantagens ambientais tem muitas outras vantagens, tais como, a
ausência de cheiro, a maior facilidade de trabalho e uma maior
retenção de água no solo, bem como um bom desenvolvimento
das plantas.
De referir que, a Câmara Municipal de Vila Real de Santo António além de encaminhar os resíduos verdes provenientes de
particulares (recolhidos porta-a-porta quando solicitado), encaminha também para compostagem todos os resíduos verdes
provenientes da manutenção dos espaços verdes do concelho.
A apresentação foi feita por um funcionário do sector dos jardins de Vila Real de Santo António, Sr. Manuel Pereira, com o
apoio dos serviços técnicos da Divisão de Ambiente e Resíduos Sólidos. De referir que a escolha do orador foi feita tendo por
base a grande experiência e trabalho no terreno feito pelo encarregado e toda a sua equipa.
Município de Vila Real de Stº António
AMBIENTE
17
Município de Vila Real de Stº António
AMBIENTE
PLANEAMENTO
Concurso Escolar:
Recolha de Óleos
alimentares Usados
No dia 7 de Abril teve início o concurso escolar alusivo à recolha
de óleos alimentares usados (OAU). Aderiram a este concurso
alunos dos Agrupamentos Verticais das Escolas de Vila Nova de
Cacela e VRSA, num total de 230 alunos distribuídos por 11 turmas do 1.º ao 9.º ano.
Os alunos participantes só têm de depositar as garrafas com o
OAU que trazem das suas casas (familiares, amigos e/ou vizinhos) no Oleão que se encontra na sua escola. Posteriormente
a Câmara Municipal recolhe o óleo e entrega-o a uma empresa
licenciada que o reencaminha para uma Unidade de transformação de Biodiesel.
De cada vez que aluno faz uma entrega de OAU o professor(a)
responsável confirma a quantidade e faz o registo no “Caderno
de Registos” do aluno, caderno fornecido pela Câmara Municipal aos respectivos participantes. Deste modo é possível controlar as quantidades de OAU por cada aluno e por turma e fazer-se
a confrontação dos dados registados nos “Cadernos de registos”
com as quantidades recolhidas pela Autarquia.
18
Projecto: Caixas-ninho para Aves Insectívoras
– Controlo da Lagarta do Pinheiro
A Reserva Natural do Sapal de Castro Marim e Vila Real de
Santo António (RNSCMVRSA) em colaboração com a Câmara
Municipal de VRSA, professores e alunos da Escolas EB 2,3 D.
José I e Secundária estão a desenvolver uma acção de educação ambiental relacionada com o controlo da praga da Processionária do pinheiro/Lagarta do pinheiro (Thaumetopoea
pityocampa) na Mata Nacional das Dunas Litorais de VRSA.
O controlo da praga será conseguido através do aumento da
população da espécie insectívora Chapim-real (Parus major)
na área florestal, ave que se alimenta principalmente da lagarta-do-pinheiro. O projecto consiste na recuperação e colocação de cerca de 350 caixas ninho de madeira, especialmente planeadas para a população de Chapim-real existente
na MNDLVRSA, incrementando assim a sua nidificação. A
Câmara Municipal disponibilizou todas as madeiras necessárias para a construção dos ninhos e uma vigilante da natureza da RNSCMVRSA efectuou cinco sessões de sensibilização
intituladas “Porquê Proteger as Aves Insectívoras” junto dos
alunos participantes.
A acção seguinte consistirá na colocação das caixas efectuadas pelos alunos na Mata, contando para isso com o apoio de
elementos da RNSCMVRSA.
A Câmara Municipal nos últimos anos tem estado a apoiar as famílias mais desfavorecidas com a melhoria das condições habitacionais.
O apoio à recuperação de casas degradadas surge com o intuito
de dar resposta a um grupo da população que reside em habitações antigas com más condições de habitabilidade.
O programa de apoio à recuperação de casas degradadas tem
por objectivos melhorar as condições de habitabilidade e, consequentemente, a qualidade de vida no Concelho, a estratos social
economicamente desfavorecidos. Pretende ainda contribuir para
a recuperação e requalificação do património habitacional de Vila Real de Santo António.
O apoio corresponde à realização de obras de conservação da
habitação e ao pagamento integral da obra.
Este apoio é atribuído a proprietários, arrendatários ou usufrutuários, desde que reúnam um conjunto de critérios gerais de acesso e de selecção, nomeadamente, residência no concelho há pelo
menos 2 anos; não sejam proprietários de outros prédios urbanos; situação de comprovada carência económica, entre outros.
Maioritariamente as solicitações prendem-se com intervenções
a nível de coberturas, paredes, pavimentos, canalizações e saneamento básico.
No decorrer do ano de 2007 deu-se resposta a 31 famílias carenciadas, espalhadas pelas três freguesias do nosso Concelho.
Estas medidas não só melhoram a qualidade de vida no Concelho,
1919
como estão a contribuir para a recuperação e requalificação do
património habitacional de Vila Real de Santo António.
Com estas intervenções a Câmara Municipal despendeu o valor
de 731.785,93€.
No ano 2008 os pedidos de apoio para a recuperação de casas
degradadas continuam a surgir diariamente e a Câmara continua
a dar resposta a estas necessidades. Assim, e só nos primeiros
meses do ano, já foram intervencionadas mais de duas dezenas
de habitações a várias freguesias do concelho. O valor total das
obras realizadas até ao momento é de 428.059,55 €
Para além das obras já realizadas, existem mais de 49 pedidos
que já mereceram visitas técnicas e aprovação para serem apoiados, estando actualmente em fase de medição e orçamentação.
Município de Vila Real de Stº António
Município de Vila Real de Stº António
PLANEAMENTO
Acção social
Apoio à recuperação
de casas degradadas
a estratos sociais
desfavorecidos
Município de Vila Real de Stº António
Acção social
20
Entre Fevereiro e Março mais de 100
pacientes receberam tratamento
médico em Cuba
Ao longo de um mês, a autarquia levou a Cuba cerca de 100
munícipes para receberem tratamento médico, em especial
oftalmológico.
A deslocação destes pacientes insere-se no âmbito de um
acordo de geminação com o município de La Playa, localizado na área metropolitana de Havana.
No quadro desse acordo, o município transfere para o município de Playa uma verba de 50 mil euros, para serem investidos, sobretudo, no domínio das infra-estruturas educacionais.
Segundo o Presidente Luis Gomes ”alguns destes pacientes
estão há anos em listas de espera para operações no Algarve
para serem submetidos a cirurgias. Graças a este protocolo,
os tempos de espera não excedem as duas semanas, entre
o momento da inscrição e o momento da operação” refere
o autarca, que sublinha o facto de as operações ocorrerem,
muitas vezes, no dia seguinte ao da chegada.
A autarquia já levou a Cuba cerca de 150 munícipes para
tratamento, com sucesso, num processo que se tem caracterizado essencialmente pela deslocação da esperança das
pessoas que há muito esperavam pela resolução dos seus
problemas.
21
Município de Vila Real de Stº António
Acção social
Município de Vila Real de Stº António
ACÇÃO SOCIAL
22
Banco de
Voluntariado
em Vila Real de Santo António
procura colaboradores
A Câmara Municipal de Vila Real de Santo António, através da
Divisão de Acção Social está a desenvolver o projecto de Voluntariado, para o qual convida todos os interessados a participarem.
Trata-se de uma iniciativa que procura criar um conjunto de
acções de interesse social e comunitário no âmbito de apoio a
indivíduos, famílias e da comunidade em geral. Outro dos objectivos deste banco de voluntariado é o de criar um local de
encontro entre as entidades do Concelho que possam acolher
voluntários e as pessoas interessadas em prestar esse serviço.
O projecto está aberto a todos aqueles que queiram fazer a diferença, comprometendo-se por uma causa com o seu trabalho e dedicação. Poderão inserir-se nesta actividade pessoas
de qualquer grau etário desde que tenham vontade de prestar
o seu contributo em áreas como a educação, saúde, desporto,
cultura, protecção civil, ciência, acção social, entre outras.
O Presidente da Câmara Municipal, Luís Gomes, lança o desafio “todos temos algo do melhor de nós próprios para oferecer. Através de simples gestos poderemos ajudar quem mais
necessita e sabemos que muitos munícipes desejam colaborar
neste projecto que acredito ser de grande valor social e humano. Deixo o convite a todos quantos queiram fazer parte desta
iniciativa.”
As inscrições estão a decorrer na Divisão de Acção Social da
Câmara Municipal de Vila Real de Santo António.
Para mais informações contactar a Divisão de Acção Social:
Tel. 281 510 085
UTL - Seminários e actividades
A Universidade de Tempos Livres tem vindo a chegar a um
cada vez maior número de pessoas. O mais recente pólo, na
Corte António Martins, veio satisfazer uma necessidade há
muito reivindicada pela população. A UTL pretende ser muito mais do que um simples espaço de formação, às aulas deve-se somar o convívio, o diálogo e o enriquecimento pessoal
e intelectual com actividades extra-formação. O gabinete de
animação sócio-cultural da UTL desenhou um plano de actividades, que tem como objectivo a concretização de uma
convivialidade e sociabilidade que promova veículos de informação, discussão e interacção. Um périplo pelas actividades idealizadas pelo gabinete de animação sócio-cultural facilmente sublinhará a preocupação por temas da actualidade,
cidadania e saúde.
A criação de um grupo de teatro, com formação teatral, o
clube de cinema, as exposições, workshops, palestras, sessões de esclarecimento, marchas-passeio e visitas de estudo
têm tido um importante substrato de fortalecimento dos la-
ços de convívio, de consciência cidadã e de participação naquilo que é hoje a UTL: um espaço de todos e para todos.
Município de Vila Real de Stº António
cultura/eventos
23
Município de Vila Real de Stº António
cultura/eventos
24
Mais de 20 mil pessoas
deram as boas vindas ao
novo ano sob o céu iluminado
de Monte Gordo
Monte Gordo
com passagem
de ano em grande
A passagem de ano em Monte Gordo foi um sucesso, tendo
superado todas as expectativas dos mais de vinte milhares
de visitantes.
O excelente programa musical - Xutos & Pontapés, Alquimia
e Só Pra Contrariar, e os DJs Illegal , Flip D’ Palm, Nuno Dourado e Yves Larock – e o espectacular fogo-de-artifício que
durou 20 minutos, fizeram vibrar todos quantos escolheram
a baía de Monte Gordo para passar a noite de réveillon.
Ao todo foram três dias de festa, plenos de música e de motivos para comemorar, em que num total de 50 mil pessoas
no total dos três dias de festa que deram as boas vindas ao
novo ano, sob o céu estrelado de Monte Gordo.
Vila Real de Santo António é o local ideal para uma passagem de ano inesquecível que começa a ganhar tradição no
Algarve como destino de eleição para o entrar no ano novo
em festa com um programa de espectáculos cheios de alegria e animação.
No dia 01 de Fevereiro, cerca de 800 crianças dos infantários e
escolas de Vila Real de Santo António coloriram as principais ruas
da cidade. O desfile de Carnaval infantil alertou para a problemática das alterações climáticas e contou com a presença de uma
das personagens mais conhecidas do universo infantil – o Ruca.
Cada turma apresentou os trajes elaborados pelos alunos com a
ajuda dos professores e funcionários das escolas. Seguiu-se muita animação e um lanche oferecido pela Junta de Freguesia de
Vila Real de Santo António.
Também na Freguesia de Monte Gordo e de Vila Nova de Cacela,
o desfile de Carnaval infantil animou as principais ruas daquelas
Freguesias. Em Monte Gordo, cerca de 300 alunos saíram da Escola rumo ao Casino de Monte Gordo e na escadaria deste apresentaram os seus trajes à comunidade. Após o desfile de todas as
turmas, a Junta de Freguesia de Monte Gordo ofereceu um lanche a cada menino.
Em Vila Nova de Cacela, o desfile contou com a presença de 200
crianças que fizeram uma visita ao mercado e regressaram ao
Largo Manuel Cabanas. A música carnavalesca acompanhou o
corso e no local de chegada houve distribuição de lanches pela
Junta de Freguesia de Vila Nova de Cacela, muita animação e folia.
Carnaval em VRSA atrai
milhares de foliões
Marisa Cruz brilhou no corso carnavalesco
O Carnaval no concelho de Vila Real de Santo António, este ano
dedicado ao tema “As Energias Renováveis”, atraiu milhares de
foliões, não só do Algarve e do resto do país, como da vizinha Espanha.
Para a história deste ano fica, não só a elevada afluência de público, como a participação da modelo e apresentadora Marisa Cruz
que, desafiando as condições meteorológicas que, sobretudo no
Domingo dia 03, se fizeram sentir em todo o país, animou, com a
sua alegria contagiante, a multidão que se deslocou a Vila Real de
Santo António para se divertir e para a ver.
Quem assistiu ao corso teve a possibilidade de contemplar os 10
originais carros alegóricos e dançar ao som do alegre grupo de
samba “Samba Brasil” e do trio eléctrico animado pela banda
“Água na Boca”.
Com menos tradição que outros no país e mesmo no Algarve, o
Carnaval de Vila Real de Santo António já marcou pela diferença,
pela enorme alegria vivida, prometendo muita folia e animação
nos próximos anos.
25
Município de Vila Real de Stº António
cultura/eventos
Carnaval Infantil juntou
cerca de 800 crianças
Município de Vila Real de Stº António
CULTURA/EVENTOS
26
David Bisbal cantou para 20 mil
pessoas no dia da mulher
No âmbito das comemorações do Dia da Mulher, Vila Real de
Santo António preparou algumas actividades dedicadas ao
público feminino, cujo ponto alto foi o concerto de David Bisbal, que reuniu mais de 20 mil pessoas.
Ao longo de três dias Vila Real de Santo António tornou-se a
“Cidade da Mulher”.Na Praça Marquês de Pombal foi instalada
uma tenda com 200 m2 que funcionou como um grande “salão de beleza”.
No dia 8 de Março, Dia Internacional da Mulher, pelas 21H30,
teve início o espectáculo musical, tendo estado a primeira
parte a cargo do grupo musical cubano “Los Angels de la Habana”
David Bisbal entrou em palco pelas 22h30 e cantou para mais
de 20 mil pessoas, aquecendo a noite e o coração de milhares
de fãs que estavam presentes. Foi a primeira vez que o cantor
espanhol actuou em Portugal.
David Bisbal foi finalista, em 2001, da edição espanhola do
concurso Operação Triunfo.
Esta iniciativa da Câmara Municipal de Vila Real de Santo António pretendeu homenagear todas as mulheres, não só do concelho, mas de todo o país, oferecendo-lhes a possibilidade de se
dedicarem exclusivamente a si próprias durante três dias.
No âmbito do projecto “À Descoberta das 4 Cidades”, nos
dias 10 e 11 de Março, a cidade de Vila Real de Santo António
recebeu cerca de 300 crianças do Fundão, Marinha Grande
e Montemor-o Novo.
Este ano, as comemorações alusivas à elevação a cidade realizaram-se em Vila Real de Santo António e contaram com
a presença dos representantes dos quatro Municípios, bem
como de toda a comunidade escolar envolvida no projecto.
No dia 11 de Março, a Praça Marquês de Pombal encheu-se
de balões com cores representativas de cada Município e
contou com a presença da Banda Filarmónica e da Fanfarra
dos Bombeiros de Vila Real de Santo António e com a actuação da Associação dos Amigos do Tocá Arrufar.
De seguida, no Arquivo Histórico Municipal, realizou-se a
sessão solene, com a presença dos representantes da cada
Município.
As crianças dos vários municípios passaram dois dias muito
animados, com jogos, passeios e muita diversão preparada
pela autarquia especialmente para eles.
Comemorações
do 20.º aniversário
de elevação a cidade
Município de Vila Real de Stº Antónioo
CULTURA/EVENTOS
27
Município de Vila Real de Stº António
CULTURA/EVENTOS
28
XXXIV
aniversário
do 25 de Abril
No dia 25 de Abril, o Município de Vila Real de Santo António
comemorou o 34º Aniversário da “Revolução dos Cravos”.
As comemorações tiveram início com o hastear das bandeiras,
largada de pombos e distribuição de cravos, na Praça Marquês de Pombal.
No Centro Cultural António Aleixo decorreu a Sessão Solene,
seguindo-se a inauguração da Exposição Fotográfica “Abril
Saiu à Rua” e da exposição “Palavras Clandestinas”, montada
com base no espólio de Martins Coelho.
No âmbito das comemorações foi também inaugurada a Avenida Fernando Salgueiro Maia, num troço da Ex- Estrada 125,
compreendido entre Monte Fino e a Rotunda do Encalhe.
As comemorações do dia da liberdade encerraram com um
espectáculo às 22 horas, na Praça Marquês de Pombal, com o
cantor Fausto. Após o concerto, decorreu o habitual espectáculo pirotécnico na Avenida da República.
Grandioso espectáculo de Fado
marca final do Concurso
II Concurso
de Fado Amador
de Vila Real de Santo António
Com um grandioso espectáculo de Fado, marcado pela presença dos fadistas convidados Joana Amendoeira e Hélder
Moutinho, encerrou o II Concurso de Fado Amador de Vila
Real de Santo António.
A final, realizada no Centro Cultural António Aleixo, foi marcada por uma enorme afluência de público que pôde assistir,
não só à revelação de novas vozes para o Fado, como a uma
actuação única dos fadistas convidados.
Organizado pelo Município, com o apoio da Associação de
Beneficência “A Manta”, o Concurso foi aberto a todos os interessados, subdivididos em dois escalões: O 1º Escalão corresponde a todos os participantes com idades entre os 8 e
os 20 anos; e no 2º Escalão inserem-se os participantes com
idades a partir dos 21 anos.
Os vencedores do 1º Escalão desta segunda edição foram
Vanessa Ferreira (1º lugar), Melissa Dourado (2º lugar) e Tiago Duarte (3º lugar).
Relativamente ao 2º Escalão, os vencedores foram Elsa Gerónimo, Fernando Romão (2º lugar), e Neusa Brito (3º lugar).
Todos os vencedores receberam prémios em dinheiro, tendo os primeiros classificados sido premiados com €350,00,
os segundos com €200,00 e os terceiros classificados com
€100,00.
Município de Vila Real de Stº Antónioo
CULTURA/EVENTOS
29
Município de Vila Real de Stº António
CULTURA/EVENTOS
30
Via Sacra
Cantada
No dia 21 de Março, realizou-se na Praça Marquês de Pombal,
em Vila Real de Santo António a Via Sacra cantada com a participação de Nuno da Câmara Pereira e Nayra Madeira, seguindose a procissão do enterro, pelas ruas da cidade.
A Via Sacra foi composta por 15 Estações e interpretada por
dois artistas, nomeadamente, Nuno da Câmara Pereira (Fado)
e Nayra Madera (Flamenco), que interpretaram sete estações
cada um, de forma alternada, tendo sido a 15ª interpretada conjuntamente.
As 15 Estações forma assinaladas por uma Cruz iluminada por
um archote, dispostas à volta da Praça Marques de Pombal e
a via sacra iniciou-se junto á Igreja, tendo sido conduzida pelo
Pároco da Igreja de Nossa Senhora da Encarnação, que após
cada oração junto da Estação respectiva aguardou pelo Cântico
Sacro.
Logo após a 14ª estação teve início a Procissão do Enterro que
manteve o percurso dos anos anteriores. Durante esse período,
no centro da praça, foram interpretados, ao Piano, vários trechos de música Sacra de vários Compositores Clássicos.
Com a chegada da Procissão do Enterro à Praça, retomou-se
a Via Sacra, na última Estação e após a interpretação conjunta dos Artistas foi finalizada com o Avé-Maria de Schubert, um
momento alto para finalizar a Via Sacra.
Comemorações do dia da fundação da cidade
No dia 13 de Maio comemorou-se em Vila Real de Santo António o 234º aniversário da fundação da cidade.
As comemorações iniciaram-se com o hastear das bandeiras e
seguiu-se a sessão solene, no edifício da Casa da Câmara, que
começou com a homenagem aos melhores alunos das escolas
do concelho. De seguida teve lugar a apresentação dos livros
“Sobre as Imagens” de Amadeu Baptista – vencedor do prémio de
poesia Palavra Ibérica e “Manuel Cabanas – Vida e Obra” de Luís
Romão – vencedor da Bolsa de Investigação Manuel Cabanas.
Um dos momentos altos da sessão foi a conferência proferida
pelo Dr. António Arnaut, o impulsionador do Serviço Nacional
de Saúde na qualidade de Ministro e seu grande defensor. O
Dr. António Arnaut, na sua intervenção e evidenciou o trabalho
do Presidente da Câmara pela sua intervenção e preocupação
em melhorar as condições de saúde de centenas de pessoas. O
mesmo referiu esta atitude do executivo camarário como de
grande fraternidade e solidariedade para com os munícipes.
Considerou ainda lamentável o facto de o Estado não tratar
condignamente e em pé de igualdade os seus cidadãos e por
esta razão exortou os autarcas a fazê-lo.
A sessão foi encerrada pelo Presidente da Câmara Municipal,
Luís Gomes, que apresentou um resumo do trabalho realizado
pelo executivo neste mandato e a importância de alguns pro-
jectos que se encontram em curso, tendo em vista um desenvolvimento sustentado do concelho.
No final da manhã teve lugar a inauguração da Avenida Município de Playa, tendo o Presidente da autarquia descerrado
a placa inaugural acompanhado pelo Embaixador da República de Cuba em Portugal.
Seguiu-se a inauguração da nova Casa Mortuária, obra de grande importância e valor para todos os vila-realenses que há muitos anos reclamavam melhores condições para velarem os seus
entes queridos.
A parte da tarde foi marcada pela sétima edição do cortejo
histórico e etnográfico que percorreu algumas das principais
artérias da cidade, tendo-se iniciado junto do Arquivo Histórico Municipal e culminando na Praça Marquês de Pombal, onde,
uma Feira Iluminista transformou o centro histórico da cidade,
num mercado típico do século XVIII, recriando o ambiente dos
mercados da época, com artesanato, uma exposição de aves
de caça, fazendo alusão a um dos desportos mais populares da
época praticada pela nobreza, um espaço de animação infantil
com jogos da época, o toque de classe dos realejos e os usos e
costumes do séc. XVIII.
O dia de comemorações terminou com um espectáculo musical
que levou ao palco da Praça Marquês de Pombal a voz e presença inconfundíveis do cantor Camané, seguindo-se um espectacular fogo de artifício sobre o Rio Guadiana.
Município de Vila Real de Stº António
CULTURA/EVENTOS
31
Município de Vila Real de Stº António
CULTURA/EVENTOS
III Festival Internacional
de Teatro do Algarve em VRSA
32
Vila Real de Santo António mostrou pela terceira vez o Festival Internacional de Teatro do Algarve.
Entre os dias 27 de Março e 6 de Abril, a cidade pombalina
foi a capital do teatro da região.
O Centro Cultural António Aleixo foi palco deste evento que
reuniu companhias de Espanha, Brasil e Portugal, num total de
100 actores e técnicos.
O programa teve início com a peça de Fernando Mendes, “O
Peso Certo” e ao longo dos vários dias subiram ao palco do
Centro Cultural António Aleixo diversos actores.
Do festival fizeram ainda parte algumas peças de teatro dedicadas à infância e workshops de interpretação do gesto, artes
de circo e corpo e movimento.
O Arpa – Artes de Palco – Festival Internacional de Teatro do Algarve é uma organização da Companhia de Teatro
Fech’Ópano com o apoio da Câmara Municipal de Vila Real
de Santo António que se está a tornar cada vez mais uma referência no panorama do teatro regional e nacional.
Amadeu Baptista foi o vencedor da
edição portuguesa do Prémio Internacional de Poesia Palavra Ibérica 2008,
prémio entregue pelo Presidente da
Câmara Municipal na sessão solene do
dia 13 de Maio.
O Prémio foi instituído pela Câmara
Municipal de Vila Real de Santo António
e pelo Ayuntamiento de Punta Umbria,
contando com a colaboração do «Sulscrito – Círculo Literário do Algarve».
Um júri constituído por José Mário Silva,
António Carlos Cortez e Fernando Esteves Pinto, decidiu, por unanimidade,
atribuir o prémio à obra intitulada «Sobre as Imagens», da autoria de Amadeu Baptista. Esta obra foi escolhida
entre um conjunto de 138 originais, em
português, apresentados a concurso.
O vencedor da edição espanhola do
Prémio Internacional de Poesia Palavra
Ibérica foi Rafael Camarasa Bravo, com
33
a obra intitulada «El sitio justo».
Recorde-se que a este Prémio podem
concorrer todos os escritores, nacionais
e estrangeiros, desde que as obras a
concurso sejam apresentadas em português ou espanhol. Cada concorrente
poderá participar apenas com um original, com um mínimo de trinta páginas e
um máximo de quarenta.
A veia poética portuguesa destacou-se
na edição deste ano, tendo sido apresentadas a concurso 138 originais em
português, vindos de Portugal, Brasil,
Canadá e Inglaterra, face aos 48 originais em castelhano, provindos de Espanha, México, Brasil e França.
Bolsa de investigação “Manuel Cabanas”
é homenagem ao Mestre
No dia 13 de Maio, no decorrer da Sessão Solene comemorativa
do aniversário da fundação da cidade, foi entregue o prémio ao
vencedor da Bolsa de Investigação “Manuel Cabanas - 2007”,
promovida pelo Município de Vila Real de Santo António, seguida
de uma breve apresentação do livro de Luís Romão, vencedor do
prémio.
A “Bolsa de Investigação Manuel Cabanas”, destina-se a incentivar e reconhecer a pesquisa sobre a vida e obra do artista Manuel Cabanas.
Com a instituição desta Bolsa, a Autarquia Vila-realense pretende homenagear e divulgar a obra do artista Manuel dos Santos
Cabanas, nascido a 11 de Fevereiro de 1902 na Freguesia de Vila
Nova de Cacela, concelho de Vila Real de Santo António, autor de
uma notável colecção de xilogravuras, artista plástico, benemérito, activista político e lutador antifascista.
Actualmente, muitos dos seus trabalhos encontram-se expostos
na Galeria Manuel Cabanas, situada no Centro Cultural António
Aleixo, em Vila Real de Santo António.
Município de Vila Real de Stº António
Amadeu Baptista vence edição
Portuguesa
CULTURA/EVENTOS
Prémio Internacional de Poesia Palavra Ibérica 2008
Município de Vila Real de Stº António
PLANEAMENTO
CULTURA/EVENTOS
34
Edição do livro “Patrimónios do nosso brincar.
Brinquedos e jogos das 4 cidades”
Antigamente, não era preciso muito para a
brincadeira, desde que a imaginação não faltasse, porque a natureza oferecia o que tinha:
terra, água, lama, frutos, ramos e ... espaço.
Subir às árvores, ir aos ninhos e aos pássaros,
apanhar grilos, nadar no rio, escorregar pelas
pedras, jogar ao botão. Brinquedos não os
havia ou eram poucos... E os que havia, eram
inventados, construídos ali, no momento, ao
sabor da vontade, pelas crianças ou então pelos pais e avós. As matérias-primas utilizadas
eram as que estavam à mão: de um pedaço
de cortiça um boi, dos bugalhos as panelas,
das canas ou paus de sabugos as espingardas
para iraos pássaros. Também os desperdícios
da casa (trapos, restos de lã, botões, latas) se
transformavam em bonecas, bolas ou carros.
Os utensílios eram extensões do corpo. A mão
na navalha, na agulha ou na tesoura procurava, com o engenho – irmão da necessidade –,
as formas possíveis para as brincadeiras.
A Câmara Municipal apresentou ao público o livro “Patrimónios do nosso brincar.
Brinquedos e jogos das 4 cidades”. Edita-
do pelos municípios de Vila Real de Santo
António, Fundão, Marinha, Montemor-oNovo, no âmbito do projecto “À Descoberta das 4 Cidades”, com a preciosa colaboração de crianças, professores e seus
familiares, o livro reúne nas palavras de
João Amado, autor do prefácio, “registos
paciente e criteriosamente recolhidos e
registados junto de fontes genuínas, fragmentos de histórias de vida, rastos quase
arqueológicos do imaginário infantil que
acompanhou, durante milhares de anos, a
evolução da humanidade…”.
Colecção Patrimónios.
Estão cá fora os dois primeiros números
Mourinhos e Mouras Encantadas de Cacela, nº1 / Por terras de Cacela. Em tempos que já lá vão, nº2
fazeres e vivências comuns ao Algarve Rural.
No primeiro livro Mourinhos e Mouras Encantadas de Cacela, reúnem-se mais de uma
dezena lendas recolhidas por Maria Emília
Fernandes junto dos mais velhos, com informações preciosas sobre a tradição oral, o
imaginário popular e suas ligações ao território local. Narrativas de encontros com mouras
encantadas, serpentes, mourinhos de barrete
encarnado, em Cacela que nos aproximam
de uma cartografia antiga onde o imaginário
popular e o maravilhoso assinalam lugares mágicos, que os antigos associavam a estranhos
acontecimentos ou personagens.
O número 2 da colecção “Por terras de Cacela.
Em tempos que já lá vão” de Maria Emília FerLançada em 2007, a colecção Patrimónios nandes e Maria do Natal Gonçalves, foi apreabre um espaço para a edição de memórias sentado ao público no Centro de Investigação e
e registos dos muitos e diversos “patrimónios” Informação do Património e Cacela.
de Vila Real de Santo António. Pequenos livros “Aqui se identificam e descrevem” – nas palaque serão o ponto de partida para a descober- vras de José Carlos Barros, Vice Presidente da
ta e conhecimento de sítios, tradições, saberes- CMVRSA e autor do Prefácio – “enquanto re-
gistos de uma memória colectiva – tradições
e memórias, portanto, transmitidas oralmente e que fazem parte de um importante património imaterial, num processo de recuperação de práticas e vivências passadas.
E é assim que vamos relembrar ou tomar
conhecimento de um conjunto de tradições,
orações, jogos, versos ou expressões caídas
em desuso: as arredoiças da Mata de Santa
Rita no dia de Santa Maria; os contratos da
Páscoa; as milagrosas curas de Santa Rita em
tempo de lua cheia; os bailes de Vila Nova de
Cacela com os pipis da tabela procurando
impressionar as meninas e as mamãs das
meninas fazendo chocalhar nas algibeiras as
moedas de tostão; os versos de chacota ditos
nas chocalhadas; a memória da hora em que
se cruzam as folhas da oliveira; as práticas divinatórias na noite e dia de S. João.
Coisas tão próximas ainda de nós e simultaneamente (às vezes estranhamente) tão distantes e ausentes.”
Dia internacional dos monumentos
e sítios em Cacela e Vila Real de Santo António
No dia 18 de Abril comemorou-se o Dia Internacional dos Monumentos e Sítios. Para assinalar a data o Centro de Investigação e
Informação do Património de Cacela/ Câmara Municipal de Vila
Real de Santo António preparou algumas actividades:
Apresentação do jogo “Aventura em Cacela Velha”
Foi apresentado às escolas o jogo pedagógico “Aventura em Cacela
Velha”, recém-editado com o co-financiamento do ProAlgarve. Tratase um pequeno jogo de tabuleiro que propõe aos mais novos uma série de tarefas relacionadas com a história e património de Cacela Velha.
O jogo foi apresentado por 2 personagens ligadas à história de
Cacela Velha, o poeta Ibn Darraj e um arqueólogo, que visitaram
as escolas básicas do concelho ao longo do dia para dinamizar o
jogo com as crianças.
Lançamento do Livro “Cacela, Terra de Levante.
Memórias da Paisagem Algarvia”
Pela tarde, no Arquivo Histórico Municipal, foi lançado o Livro “Cacela, Terra
de Levante. Memórias da Paisagem Algarvia” da autoria de Cristina Garcia.
Cacela é um caso de estudo que abrange distintos Algarves: a serra, o barrocal e orla costeira. História de um território feita de transumâncias, este
livro é uma viagem em que se cruzam os textos antigos, usos e costumes
e modelos de organização do espaço. Regista as manifestações físicas do
património que representam formas de habitarem diferentes épocas e reflectem os valores da memória e singularidade do Levante Algarvio.
O livro foi apresentado pelo antropólogo Pedro Castro Henriques e
contou com a presença do Presidente da Câmara Municipal e da Governadora Civil de Faro, Dra. Isilda Gomes.
Município de Vila Real de Stº António
CULTURA/EVENTOS
35
Município de Vila Real de Stº António
PLANEAMENTO
CULTURA/EVENTOS
36
Fábrica de sonhos
A Câmara Municipal, de forma a incentivar os jovens artistas do
concelho, criou o projecto “Fábrica de Sonhos”.
O projecto iniciou-se em 2007 com uma acção de formação, divulgação dos conhecimentos adquiridos e promoção de Jovens músicos e/ou bandas de garagem, visando proporcionar aos jovens com
talento na área musical a possibilidade de exibirem o seu trabalho,
estimular a sua formação artística e ainda a possibilidade de se lançarem no meio musical.
A formação musical de continuidade, a divulgação dos conhecimentos adquiridos com a exibição do seus trabalhos através de actuações em público, e a terceira e a edição de um CD que servirá de
suporte para a promoção dos indivíduos e/ou bandas de garagem
foram os grandes objectivos prosseguidos neste âmbito.
“Diz que é uma espécie de oficina de teatro” é o nome do projecto,
que resulta de uma iniciativa conjunta do pelouro da juventude da
Câmara Municipal com a Companhia de Teatro Fech´ Ó Pano.
Esta oficina decorre em diferentes etapas durante 6 meses, incluindo
formação de base nas artes cénicas e a posterior apresentação de
uma peça no final do verão. Após a mesma serão escolhidos os melhores actores que integrarão os cursos do Laboratório de Artes Cénicas
do Algarve – de que faz parte a Companhia de Teatro Fech´ Ó Pano.
Cera de 40 pintores portugueses e espanhóis juntaram-se,
no dia 25 de Maio, em Vila Real de Santo António para participarem “I Encontro de Pintura Rápida – Cidades Irmãs”.
O Encontro foi organizado pela Associação de Desenvolvimento da Baixa de Vila Real de Santo António (ADB – VRSA) e
contou com a participação dos municípios de Ayamonte e de
Vila Real de Santo António e do Ateneo de Ayamonte.
Pintar, ao ar livre, o centro da cidade, foi o objecto deste Encontro, que ocorreu no quadro do acordo da geminação existente entre as duas cidades das margens do Guadiana
Com encontro marcado para a Praça Marquês de Pombal, os
participantes retrataram aspectos do centro urbano.
Os trabalhos vão estar em exposição no Arquivo Histórico de
VRSA, de 21 de Junho a 4 de Julho e posteriormente na Casa
da Cultura de Ayamonte.
Os Encontros de Pintura Rápida vão realizar-se alternadamente em cada uma das cidades, estando previsto que o
próximo decorra no dia 20 de Setembro, em Ayamonte.
Mercado mensal
de Vila Real de
Santo António
No primeiro domingo de cada mês realiza-se o Mercado Mensal de Vila Real de Santo António. O mercado inicia-se a partir
das 9h00, na Praça Marquês de Pombal e nas artérias comerciais
do centro da cidade, conta disponibilizar aos visitantes artesanato, antiguidades, vestuário e acessórios, artigos para criança, artigos náuticos,
II Memorial
gastronómico
II Memorial Gastronómico de Vila Real de Santo António decorre
em catorze restaurantes do centro da cidade, de 13 a 22 de Junho
de 2008.
O evento consiste na recuperação e valorização da gastronomia
típica local, trazendo à mesa dos restaurantes as especialidades
tradicionais vila-realenses, acentuando o seu carácter único e diferenciador e introduzindo alguma inovação.
A Associação de Desenvolvimento da Baixa de Vila Real de Santo
António (ADB-VRSA), ao promover esta iniciativa pela segunda vez,
pretende estimular os restaurantes locais do centro urbano a apostarem na diferenciação e valorização da gastronomia típica de Vila
Real de Santo António, como componente atractiva da oferta económica da cidade. Alguns factores inovadores estão já presentes
nos menus apresentados, fruto da formação de activos que têm
vindo a decorrer na Escola de Hotelaria e Turismo local, envolvendo mais de 60 profissionais dos restaurantes do centro.
Durante estes dias, os restaurantes participantes vão ter à disposição dos clientes, em paralelo com a sua ementa habitual, um menu
tradicional específico, que consta deste programa.
livraria, instrumentos musicais, bicicletas e outros, enquanto o comércio
tradicional do centro urbano exporá os seus artigos na rua, junto aos
estabelecimentos. Pretende-se também uma interacção com os restaurantes locais, através da divulgação dos seus menus durante o certame.
A organização pertence à Associação de Desenvolvimento da Baixa de Vila
Real de Santo António (ADB – VRSA) e conta com o apoio da Câmara Municipal, da Associação Cultural de V.R.S.A. e da ACRAL.
O mercado mensal de Vila Real de Santo António conta com animação de
rua e nele participam apenas empresas e estabelecimentos do concelho.
Este evento de carácterperiódico surge na sequência das Feiras de Stocks
já realizadas, organizadas pela ADB – VRSA, em que vários expositores manifestaram interesse na realização de um mercado mensal.
Município de Vila Real de Stº António
CULTURA/EVENTOS
I Encontro de Pintura
Rápida juntou cerca de
40 pintores dos dois
lados da fronteira
37
Município de Vila Real de Stº António
PLANEAMENTO
CULTURA/VENTOS
38
Passos contados – passeios pedestres de
interpretação da paisagem
Começou em Abril em Cacela a 2ª edição do ciclo anual de passeios pedestres de interpretação da paisagem “Passos Contados”.
Passos Contados... porque os caminhos, os lugares, as vidas contam estórias. O Centro de Investigação e Informação do Património de Cacela / CMVRSA propõe este ano novas experiências de
interpretação e descodificação das paisagens culturais do sotavento algarvio. Nesta segunda edição iremos à descoberta de plantas
medicinais e aromáticas, da fauna e flora da Ria Formosa; atravessaremos quintas, hortas e pomares no barrocal, com as arquitectas
Marta Santos e Marta Almeida; conheceremos saberes-fazeres da
serra, testemunhos megalíticos em Cacela, com os arqueólogos
David Calado e Nuno Inácio, e conheceremos memórias da pesca
e indústria conserveira em Vila Real de Santo António com o historiador Hugo Cavaco.
Exposição Cerâmicas
Islâmicas de Cacela Velha
Escavações arqueológicas realizadas entre 1998 e 2001 em Cacela
Velha – um importante núcleo urbano na região entre os sec. X e XIII
– puseram a descoberto, sob um cemitério cristão, vestígios de um bairro residencial islâmico do período almóada (1ª metade do séc. XIII).
De entre os materiais encontrados nas escavações arqueológicas,
os fragmentos cerâmicos são os mais abundantes, os que resistem
mais tempo e aqueles que encerram informação mais rica sobre a
vida, usos e costumes, bem como sobre a alimentação e o universo
sócio-religioso das populações que antes de nós ocuparam o nosso
território. O espólio cerâmico identificado em Cacela Velha compõese maioritariamente de louça de cozinha com sinais de fogo (panelas e potes), louça de mesa (tigelas e tigelinhas com decoração
vidrada) e alguns exemplares de recipientes de armazenamento e
contentores de fogo. O maior número de fragmentos foi identificado nas estruturas habitacionais, especialmente na área da cozinha,
onde as mulheres se dedicavam à confecção dos alimentos.
Hoje estas cerâmicas não cumprem já as funções para as quais
foram produzidas. Não são já objectos para usar, para cozinhar
alimentos ou para armazenar água, mas falam-nos da “vida social
dos grupos” revelada pelo seu “uso das coisas”.
Na exposição CERÂMICAS ISLÂMICAS DE CACELA VELHA que
inaugurou no dia 16 de Maio, podemos recuar do tempo e, a partir
da observação e do estudo das cerâmicas islâmicas identificadas
nas escavações arqueológicas, aproximarmo-nos do quotidiano
das populações que aí habitaram há 800 anos.
A exposição está patente no Centro de Investigação e Informação
do Património de Cacela, na antiga escola primária de Santa Rita,
até Julho de 2008 e pode ser visitada de segunda a sexta-feira das
9.00 às 12.30 e das 14.00 às 17.00.
VRSA nas páginas dos livros
No âmbito do projecto “Vila Real de Santo
António nas páginas dos livros” e dando
continuidade ao mesmo, realizou-se no
dia 17 de Maio, no Centro Cultural António
Aleixo, mais um encontro com os autores
e lançamento da revista “Criatura”.
Alguns dos maiores escritores portugueses
estão a escrever sobre o concelho de Vila
Real de Santo António. A iniciativa “Vila Real de Santo António nas Páginas dos Livros”,
vai posteriormente reunir contos em edição
própria, originando assim uma biblioteca
em que as gentes, as paisagens e todos os
aspectos do concelho que suscitaram a
curiosidade e motivarem os escritores, estejam representados.
As páginas dos livros vão viver-se antes de
serem escritas, num contacto directo entre
os escritores e as gentes de Vila Real de
Santo António, que esperamos seja inspirador para os criadores literários. Os escritores estiveram presentes no Centro Cultural
para uma tertúlia, de modo a obterem mais
informações e contacto com pessoas do
concelho que lhe possam transmitir um
pouco dos seus saberes e experiências.
O convite da Câmara Municipal de Vila
Real de Santo António, foi endereçado a
vários escritores, e os convidados desta
edição foram Miguel Real e Golgona Anghel. Entre outros já foram convidados para integrarem o projecto Pedro Mexia, A.M.
Pires Cabral, e António Manuel Venda.
Na mesma sessão decorreu o lançamento da revista Criatura, apresentada pelos directores Diogo Vaz Pinto, Ana Antunes e David Teles Pereira.
Vila Real de Santo António promoveu
Encontro entre Oriente e Ocidente
Decorreu a primeira sessão do Congresso Itinerante Internacional sob o título “Itinerários e Reinos: uma descoberta do mundo.
O Gharb al-Andalus na obra do geógrafo al-Idrisi”, reuniu, em Vila Real de Santo António, cerca de 100 participantes de Portugal,
Marrocos e Espanha.
Neste Congresso, com posterior continuação temática em Sevilha
e Ceuta, foi analisada a obra do geógrafo árabe do sec. XII Al-Idrisi, e feita uma reflexão sobre a importância do seu trabalho para o
desenvolvimento de algumas ciências na época moderna, como a
Geografia, a Botânica e a Cartografia.
Enquanto geógrafo, Al-Idrisi foi também viajante. Percorreu o Algarve, antigo Garb al-Andaluz, de que deixou valiosas descrições
de alguns dos seus principais núcleos populacionais, como Cacela.
Foi também esse legado ao nível do conhecimento do Algarve durante o período islâmico que se pretendeu aprofundar.
Este encontro reuniu especialistas de países europeus e do mundo árabe das duas margens do Mediterrâneo (Portugal, Espanha,
França, Marrocos, Egipto, Síria, Iraque) – um mundo sem fronteiras
que al-Idrisi retratou na sua obra.
Neste Congresso foi homenageada outra importante figura da cultura hispano-árabe, o poeta Ibn Darraj, nascido em Cacela no sec.
X. A homenagem foi prestada com a colocação de uma placa evo-
cativa e foram declamados num recital de poesia, alguns dos seus
poemas em diversas línguas (árabe, berbere, hebraico, português,
castelhano, francês). Uma homenagem que antecipa um encontro
de cultura e poesia mediterrânica em torno do seu legado, que se
pretende dinamizar de forma regular em Cacela Velha.
Município
MunicípiodedeVila
VilaReal
RealdedeStº
StºAntónio
António
PLANEAMENTO
CULTURA/EVENTOS
39
39
Município de Vila Real de Stº António
PLANEAMENTO
CULTURA/VENTOS
40
Festa dos Vizinhos
A Câmara Municipal aderiu no passado dia 27 de Maio de 2008,
pela 2.ª vez consecutiva, à Comemoração do Dia Europeu dos Vizinhos, procurando desta forma promover e estimular os laços de
solidariedade e espírito de vizinhança/ inter-ajuda entre os moradores dos bairros sociais.
A realização da festa só foi possível com o apoio e colaboração dos
parceiros locais , nomeadamente, juntas de freguesia, escolas, associações, grupos columbófilos, supermercados, padarias, entre outros,
aos quais deixamos desde já o nosso sincero agradecimento.
O dia da festa foi uma autêntica azáfama, mas considera-se que o
esforço despendido valeu a pena uma vez que o balanço foi bastante positivo. Este ano realizou-se 4 festas, nas três freguesias
do concelho: Vila Real de St. António, Vila Nova de Cacela (Manta
Rota) e Monte Gordo, sendo que nesta última, realizaram-se duas
festas – na sede de freguesia e na Aldeia Nova, aderindo à iniciativa
cerca de 500 pessoas.
Infelizmente, devido ao mau tempo, alguns dos locais inicialmente
previstos para a realização da festa foram alterados, nomeadamente, na freguesia de Vila Real de Santo António, onde a festa
realizou-se no pavilhão onde funciona o Programa Escolhas Vivas,
que existe no próprio bairro; e na freguesia de Monte Gordo, onde
a festa realizou-se no Centro Comunitário, que se situa nas imediações dos três bairros sociais da freguesia; em Manta Rota e Aldeia
Nova os locais das festas mantiveram-se.
As actividades desenvolvidas no evento foram variadas, desde os
jogos tradicionais, ao teatro, passando pela educação física e também pela animação musical.
Toda a festa foi pensada e organizada sem qualquer tipo de custo,
apelando essencialmente à colaboração por parte da população e
também dos parceiros/ patrocinadores. O balanço considera-se
bastante positivo e espera-se que, para o ano, mais festas possam
surgir, apelando para isso à solidariedade e espírito de vizinhança
da população.
Encontro das Cidades Iluministas
Por iniciativa do município de Ferrol (Galiza)
foi criada desde há alguns anos a Associação Internacional de Cidades e Entidades
do Iluminismo ( AICEI ), estrutura a que hoje pertencem cidades de Espanha, Portugal
( Vila Real de Santo António ), França, Perú,
Guatemala e Colômbia, num total de mais
de uma dezena de municípios, que conta
com uma direcção eleita da qual o nosso
município tem uma das vice-presidências.
Iniciada com bastante informalidade, esta
importante Associação tem vindo a consolidar a sua existência de forma a constituir
hoje um presença incontornável no tratamento, divulgação e consolidação de experiências em torno da defesa e divulgação
do património iluminista, presente nas suas
diversas expressões, em cidades construídas na segunda metade do século XVIII.
O V Encontro Internacional realizado este
ano na capital da Guatemala, no qual o Dr.
João Horta a convite dos organizadores foi
um dos oradores destacados, constituiu, no
plano da consolidação da Associação, um
importante salto abrindo-se claras perspectivas para que os objectivos para que
foi criada se reforcem e ampliem, designadamente através de uma rede de informação que possa constituir um roteiro cultural
com capacidade de atracção turística.
III Fórum Empresarial realizou-se em Vila Real de Santo António
Relações económicas
transfronteiriças entre
Andaluzia/Algarve e
Alentejo estiveram
em debate
Com alto patrocínio da Câmara Municipal, realizou-se em Vila Real de
Santo António, o III Fórum Empresarial “Oportunidades de Negócios e
Cooperação entre Empresas Espanholas e Portuguesas no Âmbito das
Relações Transfronteiriças Andaluzia / Algarve e Alentejo”.
O objectivo do Fórum foi a discussão não só do panorama actual das relações económicas transfronteiriças entre a Andaluzia e Algarve e Alentejo como, sobretudo, a apresentação
dos agentes económicos de ambos os lados da fronteira, de
forma a poderem ser detectadas oportunidades de negócios
e de cooperação, entre empresas espanholas e portuguesas.
Para além da sessão de abertura que contou com a presença do Presidente da Câmara Municipal de Vila Real de Santo António, Luís Gomes, da Governadora Civil de Faro, Isilda
Gomes, de Antonio Llanos, Conselheiro Económico e Comercial da Embaixada Espanha em Portugal, de Sérgio Moreno,
Conselheiro de Turismo, Comercio e Desporto do Governo
da Andaluzia, de Enrique Santos, Presidente da Câmara de
Comércio e Industria Luso-Espanhola e Presidente da FEDECOM e da Directora Geral da Extenda, Teresa Sáez Carrascosa, o Fórum decorreu numa lógica de discussão sectorial.
No III Fórum Empresarial foram discutidos temas como o Sector da Agricultura e das Pescas, o Sector Imobiliário, o Sector do Turismo e o Sector
das Energias e do Ambiente. As mesas sectoriais contaram com a presença de algumas personalidades de referência no sectorem debate.
No final do Fórum foram apresentadas por Teresa Sáez Carrascosa, Directora Geral da Extenda, por Enrique Santos, Presidente
da Câmara de Comercio e Industria Luso Espanhola e por Dr. Luís
Cavaco, Director Geral da ADRAL - Agência de Desenvolvimento
Regional do Alentejo as principais conclusões dos debates.
A Câmara Municipal organizou uma recepção aos participantes,
seguida de uma visita à cidade e a infra-estruturas municipais,
acção que pretendeu ser um cartão de visita do concelho, de
forma a capitalizar a presença de várias empresas para a atracção de investimento privado em Vila Real de Santo António.
MUNICÍPIO DE VILA REAL DE STº ANTÓNIO
ECONOMIA
PROJECTOS
41
Município de Vila Real de Stº António
ECONOMIA
PROJECTOS
42
Ocupação turística de VRSA
com tendência positiva
O concelho de Vila Real de Santo António tem mantido a tendência vindo a desenvolver, com a criação de uma série de eventos culturais e desportivos que têm atraído ao concelho cada vez mais
positiva que se tem vindo a verificar nos últimos dois anos.
De acordo com a Associação dos Hotéis e Empreendimentos Turísti- turistas, não só nacionais como estrangeiros”, afirma João Rocos do Algarve (AHETA), no seu boletim mensal de Janeiro, a única su- drigues, Vereador com o pelouro da Promoção Turística.
bida importante na taxa de ocupação global média/quarto no Algarve “Eventos como a Passagem de Ano, o Carnaval o Mundialito
de Futebol, o Troféu Internacional do Guadiana, o Festival da
verificou-se na zona Faro/Tavira/Monte Gordo, na ordem dos 5,7%.
Esta zona, onde se insere o concelho de Vila Real de Santo António, Juventude de Cacela Velha, as X Milhas do Guadiana, ou as
obteve a taxa de ocupação média/quarto mais elevada do Algarve no Noites da Moura Encantada, para referir apenas alguns, são
mês em análise, com 52,2%, face à média de 33% verificados na região. exemplos do que temos vindo a desenvolver para captar mais
Os valores verificados em Janeiro deste ano seguem em linha com turismo e de qualidade”, acrescenta João Rodrigues.
a tendência verificada nesta zona nos últimos anos. O concelho de Outra promoção que o Município realiza frequentemente é esVila Real de Santo António tem sido um exemplo da zona em análise, tar presente em Feiras de Turismo, como a Feira realizada este
mantendo crescimentos sustentados e permanentes das suas taxas ano na cidade do Porto “Algarve Convida”, onde recebe bastantes visitantes que após um breve conhecimento de alguns
de ocupação turística, com especial destaque para Monte Gordo.
“A estas taxas de ocupação não é alheia a estratégia de promo- dos maiores pontos de interesse e do que o concelho tem para
ção que a Câmara Municipal de Vila Real de Santo António tem oferecer ficam com vontade de o visitar pessoalmente.
No âmbito do Programa de Cooperação Transfronteiriço Espanha – Portugal 2007/2013
Jogos do Baixo Guadiana
decorreram em Maio
Jogos do Baixo
Guadiana com uma
semana de festa e
actividades
A primeira edição dos Jogos do Baixo Guadiana, um evento
desportivo que juntou portugueses e espanhóis, decorreu de
16 a 23 de Maio.
O projecto é coordenado pela Odiana – Associação para o
Desenvolvimento do Baixo Guadiana, tem como objectivo
principal a dinamização desportiva, cultural, e recreativa,
para toda a região do Baixo Guadiana, lusa e espanhola.
Os Jogos do Baixo Guadiana pretendem incentivar a prática
desportiva na região, criando um evento de referência aberto à participação de vários escalões etários, e aumentando a
troca entre praticantes desportivos numa região transfronteiriça permitindo a divulgação da zona e da sua oferta.
O evento contou com um vasto programa de actividades de
lazer, recreação e convívio, no qual participaram pessoas de
todas as idades.
Ténis, BTT, skate, xadrez, padel, petanca, vela, golfe, atletismo, basquetebol, kitesurf, futebol de sete, pesca desportiva
e aeromodelismo foram algumas das modalidades desportivas presentes na iniciativa, além de actividades populares
como a travessia a nado do Guadiana e a tradicional “apanha
do pato”.
A organização deste projecto juntou, além da Associação
Odiana, os municípios de Alcoutim, Castro Marim, Vila Real
de Santo António, Mértola, os municípios espanhóis de Ayamonte e Cartaya, a Mancomunidad de Municípios de Beturia.
Município de Vila Real de Stº António
ECONOMIA
PROJECTOS
43
44
Município de Vila Real de Stº António
ECONOMIA
PROJECTOS
Interreg III b – Thon.Doc
O Município de Vila Real de Santo António organizou, entre os dias
6 e 8 de Março, a 5ª Reunião Transnacional do Projecto THON.DOC.
onde estiveram presentes todos os sócios do Projecto, a saber:
• Préfecture d´Héraklion;
• Préfecture de Lesvos;
• Ayuntamiento de Cartaya;
• Departamento de Agricultura y Pescas de Andalucía;
• Commune de Ventotene;
• Institut de Recherche sur les Activités Tertiaires du Conseil
National de la Recherche
• Station Zoologique de Naples ;
• Université de Rome «La Sapienza» ;
• Commune de Mazara del Vallo ;
• Município de Vila Real de Santo António.
A reunião deste Projecto, que tem como finalidade promover
o atum na sua vertente turística, serviu para conhecer o desenvolvimento das acções levadas a cabo por cada parceiro,
visto que o Projecto encerrará em finais de Junho deste ano.
No que diz respeito a V.R.S.António, a grande aposta será a
criação de um Certificado de Qualidade para a Muxama de
Atum, um produto artesanal 100% natural, produzido na Cidade de Vila Real de Santo António, ou seja, pretende-se provar
que a Muxama de atum é um produto originário de V.R.S.A.
Neste momento, a Universidade do Algarve está a elaborar
um estudo territorial para se conhecer todo o ambiente marinho da região do Algarve, bem como para analisar se é possível afirmar a questão anterior.
Está em fase de preparação um guia turístico comum a todos os
sócios, bem como a elaboração de um pacote turístico que, posteriormente, será entregue aos operadores turísticos de cada
região para que possam comercializar a todos os turistas interessados em conhecer um pouco da história e cultura do atum.
Será também criado, até final do Projecto, um livro de receitas tradicionais de todos os países membros inseridos neste Projecto e
ainda brochuras promocionais, publicação do estudo realizado pela Universidade do Algarve e realização de uma feira gastronómica.
Para além da reunião, todos os sócios tiveram oportunidade de visitar
o farol de Vila Real de Santo António, bem como o Arquivo Histórico
onde visualizaram um filme sobre a história do atum e a exposição
sobre a indústria conserveira que está patente naquele espaço.
Urb-Al – Rede 13 - “Entrepreneurship Network: Ciudades en Fomento
de la Cultura Emprendedora”
Nos dias 11, 12 e 13 de Março decorreu em Vila Real de Santo António a reunião de encerramento do Programa Comunitário América-Latina/Europa Urb-Al, Rede 13, Projecto “Entrepreneurship Network: Ciudades en Fomento de la Cultura Emprendedora”, onde
estiveram presentes os seguintes sócios do Projecto:
• Municipalidad de San Xavier – Bolivia;
• Municipalidad de Curuzú Cuatiá – Argentina;
• Municipalidad de Puerto Montt – Chile;
• Ayuntamiento de Terrassa – Espanha;
• Ayuntamiento de Getafe – Espanha;
• Município de Vila Real de Santo António.
Este projecto procurou, fundamentalmente, criar uma rede de
governos locais da América Latina e da Europa, que procura-
ram trabalhar no desenvolvimento da cultura empreendedora,
mediante a aplicação de políticas locais para maior dinamismo
económico das PME, cooperando, incentivando, apoiando, consensualizando e regulando, de forma a obter uma dinâmica consolidada, que promova novos agentes económicos e sociais.
Neste sentido, foi possível reforçar a orientação de aproveitamento das oportunidades que potenciam o incremento do desenvolvimento da economia local e regional, visando criar condições para a
competitividade concelhia, entendendo-se competitividade como
a capacidade de desenvolver um tecido produtivo forte.
No decorrer dos trabalhos os sócios assistiram a uma conferência
denominada “Inovar para Competir”, na Universidade do Algarve e
efectuaram uma visita a algumas empresas da região.
XV Mundialito
de Futebol
Feminino
Vila Real de Santo António foi uma das localidades contempladas para acolher o XV Mundialito de Futebol Feminino entre os
dias 5 e 12 de Março, aquela que é considerada como a 4.ª prova
mais importante do Calendário do Futebol Feminino Mundial.
A selecção norte-americana de futebol feminino venceu o XV
Mundialito do Algarve, ao bater na final a Dinamarca por 2-1, em
Vila Real de Santo António, arrecadando pela quinta vez o troféu.
A formação dos Estados Unidos, vencedora das edições do
Mundialito de 2003, 2004, 2005 e 2007, confirmou o seu
favoritismo no torneio e na final , evidenciando ao longo do
encontro maior disciplina táctica, frente a uma equipa que discutiu o resultado até ao fim, apesar de na segunda parte ter
perdido fulgor.
Município de Vila Real de Stº António
DESPORTO
45
Município de Vila Real de Stº António
DESPORTO
III Festival Internacional
de Papagaios na Praia
da Manta Rota
A praia da Manta Rota recebeu o III Festival Internacional de Papagaios do
Sotavento Algarvio (FISA), que contou com cerca de 100 participantes.
O evento contou com a presença de vários convidados e equipas
de renome na pilotagem de papagaios estáticos e acrobáticos, asas
de tracção e kitesurf. Destaque para a presença do francês Bastien
Bastos, conhecido por Magic Bastos, que apesar de ser portador de
uma limitação física grave, (é paraplégico), pratica kitesurf, snowboard, snowkiting, wakeboard, e planador.
Durante todo o fim-de-semana decorreram várias exibições comentadas de pilotos/riders com mais experiência, de modo a explicar ao público presente um pouco do funcionamento destes equipamentos desportivos.
Quem foi até à Praia da Manta Rota teve a oportunidade de experimentar os vários equipamentos, com a ajuda dos os pilotos internacionais presentes. Para os mais novos um espaço de atelier para
aprenderem a “Pintar Papagaios”.
O evento é uma organização da EOLIS, empresa de Cabanas de Tavira especializada em actividades de kitesurf, windsurf e papagaios,
com o apoio do Clube Recreativo Cabanense, do empreendimento
Costa de Cabanas, da Associação do Sotavento Algarvio e da autarquia de Vila Real de Santo António.
46
Maior festival de ginástica do
país passou pela nossa cidade
No dia 12 de Abril passou pela Praça Marquês de Pombal, o
Festival Internacional de Ginástica e Fitness do Algarve.
Na iniciativa, estiveram presentes ginastas nacionais e internacionais, de
todas as idades, que apresentaram exibições de acrobática, trampolins,
aeróbica, ginástica com aparelhos, dança jazz, rítmica, hip-hop e fitness.
Em simultâneo, decorreram masterclasses e workshops de várias vertentes desportivas dirigidas não só aos participantes deste evento, como à população em geral que desejasse participar.
A organização pertenceu à Federação de Ginástica de Portugal, em parceria com a Associação do Sotavento Algarvio e
autarquia de Vila Real de Santo António.
Baja Terras D´el Rei
em Monte Gordo
Nos dias 4, 5 e 6 de Abril, realizou-se o rally
TT Ibérico, Baja Terras d´El Rei, organizado
pelo Clube Automóvel do Algarve, com o
apoio da autarquia.
A prova começou com a Super Especial de
Castro Marim e prosseguiu por trilhos e
caminhos rurais em Serras do Sotavento
algarvio para terminar com a etapa que levou os concorrentes até Espanha, antes de
regressarem a Monte Gordo.
Com este formato, o público teve a oportunidade de ver várias vezes todas as equipas:
60 em Autos, 69 em Motos e 47 em Quad´s,
os quais, atravessaram os concelhos de Vila
Real Santo António, Castro Marim, Tavira,
Alcoutim, Loulé, Mértola e Almodôvar.
O piloto Miguel Barbosa, ao volante de um
Proto Dessoude, foi o vencedor da Baja
Terras d´el Rei e confirmou a liderança do
campeonato português de todo-o-terreno,
que pontua também para o Troféu Ibérico.
Refira-se que a Baja Terras d´el Rei conta
com o patrocínio da CARMIM, através dos
vinhos Terras d´el Rei e Monsaraz, Câmara
Municipal de Vila Real de Stº António e Castro Marim, Solverde – Casinos do Algarve o
apoio do Iberotel, da Xesequipa e da Selénia.
Município de Vila Real de Stº António
DESPORTO
47
Município de Vila Real de Stº António
DESPORTO
Começa a ser preparado Mundialito de 2009
48
Portugueses destacam-se
em Vila Real de Santo António
Vila Real de Santo António despediu-se em grande da Edição de
2008 do Mundialito de Futebol, com três equipas portuguesas
a chegarem às finais das categorias do torneio.
Sport Lisboa e Benfica, que venceu a final da categoria de Pré
Escolas (contra o F.C. Barcelona) e Sporting Clube de Portugal
que chegou às finais nas categorias Escolas (onde perdeu contra o Real Betis de Sevilha) e Infantis (onde não conseguiu vencer o Ajax AC), foram as equipas portuguesas em destaque no
Mundialito de 2008.
Também o S.C. Olhanense (vencedor do Torneio de Consolação
de Pré Escolas) e o C.D. Odiáxere (vencedor do Torneio de Consolação Escolas) estiveram em grande na competição.
Este evento desportivo para jovens promessas do futebol Mundial
reuniu, em Vila Real de Santo António, cerca de 112 equipas e 2.000
participantes, dos quais 1.200 nacionais e 800 estrangeiros.
Futuro do Mundialito passa por Vila Real de Santo António
Para a edição de 2009, que já começou a ser preparada, o ob- equipas técnicas, deslocaram-se, para assistir ao torneio, mais
jectivo é chegar às 150 equipas, provindas de todos os conti- de 2.500 familiares provindos de cerca de 30 Países.
nentes, existindo já contactos com equipas da Oceânia, o único “O sucesso da edição de 2008 prova que o Mundialito de Futecontinente ainda não presente no Mundialito.
bol em Vila Real de Santo António é já uma referência internaA edição de 2009 do Mundialito de Futebol (a terceira a rea- cional na modalidade”, afirma Luís Gomes, Presidente da Câlizar-se no concelho) é já fruto do protocolo assinado entre o mara Municipal de Vila Real de Santo António.
Município de Vila Real de Santo António, através da VRSA, SGU “Este é um evento que atrai à região um grande número de tu– Sociedade de Gestão Urbana, EM, SA e o Club Internacional de ristas que vêm colmatar a sazonalidade da procura turística em
Deportes Ricardo Godoy que garante a realização do Mundiali- Vila Real de Santo António e nos concelhos limítrofes. No futuro,
to de Futebol naquele concelho algarvio até 2012.
com a importância crescente que o Mundialito está a observar,
Recorde-se que a edição de 2008 do Mundialito esgotou a ca- será um evento incontornável para a região do Algarve”, conclui
pacidade hoteleira do Concelho, já que, para além dos atletas e Luís Gomes.
Município de Vila Real de Stº António
DESPORTO
49
Município
Município de
de Vila
Vila Real
Real de
de Stº
Stº António
António
PLANEAMENTO
DESPORTO
50
Taça dos Clubes Campões de
Atletismo em VRSA
Nos dias 24 e 25 de Maio, o Complexo Desportivo de Vila Real de
Santo António recebeu a 34ª edição Taça dos Clubes Campeões
Europeus de Atletismo, que trouxe até à cidade alguns dos maiores
nomes do desporto nacional e internacional.
Os portugueses Francis Obikwelu e Naide Gomes, em representação do Sporting Clube de Portugal, são os principais nomes nacionais de uma galeria de 800 atletas masculinos e femininos, 20 dos
quais olímpicos.
Estiveram presentes no Complexo Desportivo 32 equipas, mais de
800 atletas e duas dezenas de competidores olímpicos, o que faz
desta prova uma das maiores e das melhores provas de atletismo
realizadas em Portugal.
Entre as modalidades em prova, contaram-se o salto em altura e
comprimento, corrida de obstáculos, lançamento do martelo e do
dardo e outras tantas disciplinas que já estão a despertar o interesse de várias cadeias internacionais de televisão.
A Taça dos Clubes Europeus de Atletismo de Pista foi realizada pela primeira vez em 1975, em Liège, começando por ser apenas uma
competição masculina. A prova chegou ao Algarve em 1995, a Vila
Real de Santo António, onde regressou em 1997 e 2000.
Mundial de F2000
no Rio Guadiana
O Rio Guadiana recebeu no mês de Maio o Grande Prémio de Portugal F2000, em motonáutica.
Vila Real de Santo António foi, pelo segundo ano consecutivo, o local escolhido para receberesta prova, que contou com milhares de espectadores.
O sueco Jonas Anderson (Team Sweden) triunfou na jornada inau-
gural do Campeonato do Mundo de F2, após acesa luta com o
campeão em título, o inglês Colin Jeff.
A prova é organizada pela Associação Naval do Guadiana e conta
com o patrocínio da Câmara Municipal de Vila Real de Santo António e com o apoio da Federação Portuguesa de Motonáutica.
Município de Vila Real de Stº António
PLANEAMENTO
DESPORTO
51
51
O ALGARVE
COMEÇA AQU
I.
O desporto, os grandes eventos, a paisagem,
a descoberta do património, praias paradisíacas, eis apenas algumas das razões que fazem
de Vila Real de Santo António um lugar que
apetece visitar durante todo o ano.
UMA VIsItA QUE MARCA ...
www.cm-vrsa.pt

Documentos relacionados