muita animação na passagem de ano

Сomentários

Transcrição

muita animação na passagem de ano
N.º 1184 Semanário 07 de janeiro de 2015
Ano XXII
Preço: € 0,60
www.jornaldascaldas.com e-mail: [email protected] Telefone: 262 844 443
Diretora:
Clara Bernardino
Autorizado pelos CTT a circular em invólucro fechado de plástico
Aut. nº 52 DE 034501DCE
Pode abrir-se para verificação postal
2501-216 CALDAS DA RAINHA
TAXA PAGA
CALDAS, NAZARÉ, SÃO MARTINHO DO PORTO E PENICHE
MUITA ANIMAÇÃO NA PASSAGEM DE ANO
Págs. 2 e 3
1º BEBÉ
DO ANO
NAS CALDAS
CHAMA-SE
MARIA
Pág. 5
o
u
q
n
I
it
ér
BANHO
DE ANO
NOVO
NA FOZ
DO ARELHO
Pág. 4
RUA HERÓIS DA GRANDE GUERRA DEVE MANTER TRÂNSITO?
Pág. 9
2
DESTAQUE
JORNAL DAS CALDAS
07 de janeiro 2015
Passagem de ano na região
| Francisco Gomes/Rui Miguel |
Praça da Fruta bem composta (foto João Carlos)
Simulação de neve (foto Rui Miguel)
Passagem de ano
na Praça da Fruta
com CiKlone e
simulação de neve
A Praça da Fruta, nas Caldas da Rainha, foi palco de
festa de passagem de ano,
com muita gente no tabuleiro
de um dos mais emblemáticos pontos da cidade.
A animação esteve a cargo da banda CiKlone, de Penafiel, que pela primeira vez
fez a sua atuação nas Caldas
da Rainha, até cerca das
duas da manhã.
O presidente da Câmara,
Tinta Ferreira, pelas 23h45,
desejou a todos os presentes
e a todos os caldenses um
feliz 2015.
A seguir às doze badaladas da meia-noite houve
um espetáculo piró-musical.
Apesar da noite fria, a praça
esteve bem composta e não
faltou simulação de neve.
Discurso de Tinta Ferreira antes da meia-noite (foto João Carlos)
Fogo de artifício nas Caldas (foto João Carlos)
Banda CiKlone nas Caldas (foto João Carlos)
Dança e alegria (foto Rui Miguel)
Palco montado junto ao tabuleiro da Praça da Fruta (foto João Carlos)
DESTAQUE
07 de janeiro 2015
JORNAL DAS CALDAS
3
Passagem de ano na região
| Francisco Gomes/Rui Miguel |
80 mil pessoas no areal da Nazaré (Foto CMN)
Fogo de artifício na Nazaré (Foto CMN)
80 mil na Nazaré
Milhares de pessoas estiveram na Nazaré para festejar a passagem de ano e
participar no evento de rua,
com música e fogo de artifício, organizada pela Câmara
Municipal e Nazaré Qualifica.
As estimativas oficiais
apontam para cerca de 80 mil
pessoas que se deslocaram,
de vários pontos do país e
do estrangeiro, para a festa,
que é já “uma tradição”, segundo afirmaram muitos dos
que ali brindaram a chegada
de 2015.
O presidente da Câmara, Walter Chicharro saudou
o “bom ambiente” vivido na
Nazaré durante a noite e madrugada, e fala em “sucesso
total e aposta ganha nos três
palcos, na tenda com música
revivalista dos anos 80-90,
e nos restantes, que foram,
igualmente, bastante frequentados”.
A festa da Passagem de
Ano à beira-mar na Nazaré,
com música, muita animação
e fogo de artifício, é uma das
maiores da região, e tornouse numa tradição para muitos
visitantes e turistas estrangeiros que, com antecedência,
reservam alojamento nas unidades hoteleiras e a refeição
de fim de ano na restauração
local.
“Tratou-se de mais um
importante evento para a dinamização da economia local
nesta época do ano”, afirmou
Walter Chicharro.
O autarca agradeceu, ainda, o trabalho das autoridades e entidades envolvidas
“que contribuíram fortemente
para uma festa bem-sucedida”, que decorreu sem o registo de incidentes com grande gravidade.
São Martinho com
baía iluminada
O Município de Alcobaça
organizou, pelo quinto ano
consecutivo, a passagem
de ano junto à Baía de São
Martinho do Porto. Residentes, visitantes e turistas foram convidados a assistir ao
espetáculo piromusical que
iluminou a Baía à meia-noite.
Mas ao longo da noite não
faltaram diversão e animação
musical.
Uma festa até às tantas da madrugada (Foto CMN)
Animação
em Peniche
Em Peniche a festa na
rua, em frente à Câmara, com
a banda Xeques Orquestra,
do Carvalhal-Bombarral, terminou pelas 2h35, mas a animação prosseguiu no recinto
dos Bombeiros.
O fogo de artifício encan-
Baía de São Martinho iluminada (foto Carla Almeida)
Fogo de artifício em Peniche (foto Carlos Tiago)
tou os muitos participantes
nos festejos.
Na TVI, a cantora caldense Rebeca e suas bailarinas festejaram
a passagem de ano no final da Casa dos Segredos
Banda Xeques Orquestra animou em Peniche
4
DESTAQUE
JORNAL DAS CALDAS
07 de janeiro 2015
Primeiro banho do ano na Foz do Arelho
| Francisco Gomes |
Um jogo em que todos se aplicam
Primeiro banho do ano na Foz
O grupo Phoz Plage celebra em 2015 meio-século a
jogar à bola no areal da praia
da Foz do Arelho todos os domingos, tendo cumprindo no
dia de Ano Novo, altura em
que também se reúne, a tradição de ir ao banho no mar,
depois do jogo.
“É muito agradável a malta continuar com estas brincadeiras. Eu venho de um
tempo que em que o cabo de
mar roubava-nos a bola e levava-a para capitania, porque
era proibido jogar futebol na
praia”, recordou João Filipe,
um dos elementos que está
desde o início da formação
do Phoz Plage.
“Continua o espírito de
grande camaradagem e há
uma grande renovação, porque estão a aparecer muitos
jovens. Nas Caldas não se
encontra um grupo como o
nosso”, adiantou, fazendo
notar que apesar de alguns,
como ele, já não jogarem,
pela idade, continuam a com-
parecer pela amizade.
“Quem perde tem de carregar as balizas mas todos
vão à água e a seguir comemos sonhos e bolo-rei e bebemos champanhe”, descreveu Luís Faustino, um dos 42
participantes no convívio na
manhã de 1 de janeiro.
Apesar da água gélida,
que o sol não chegou a aquecer, esta é “a melhor maneira
de começar o ano”, indicou
Pedro Silva, outro dos jogadores.
Depois do jogo, a ida ao mar da Foz
Apesar da água gélida, os jogadores não fugiram ao banho
Foto de grupo com o placard dos 50 anos do Phoz Plage
Carlos Rosada, 75 anos, António Leitão, 66 anos, João Filipe, 79 anos,
Roberto Lança, 77 anos, e Adelino Silva, 78 anos
Houve tempo para um brinde com champanhe
DESTAQUE
07 de janeiro 2015
JORNAL DAS CALDAS
5
Banho de Ano Novo
Maria foi o primeiro bebé
após corrida em Peniche
a nascer este ano
nas Caldas
| Francisco Gomes |
Corrida pela marginal de Peniche
Depois de uns dias de frio
de rachar seria expectável
uma fraca participação no 1º
banho de Ano Novo em Peniche, mas foi precisamente
o contrário que aconteceu,
tendo aparecido muitas pessoas.
Dia maravilhoso de Sol a
convidar à corrida, com uma
volta à Península de Peniche,
tendo partida e a chegada na
Praia da Gamboa, onde a
temperatura do ar rondava,
pelas 10h, os nove graus, e a
água do mar os doze graus.
Carlos Tiago
É o primeiro filho de Catarina Caetano, de 29 anos, e Claudino Bernardino, de 30 anos
Ida ao banho
Maria Caetano Bernardino foi o primeiro bebé a nascer este ano na unidade das
Caldas da Rainha do Centro
Hospitalar do Oeste, marcava
no relógio meia-noite e trinta
e cinco minutos. Foi um parto
de cesariana, sendo o primeiro filho de Catarina Caetano,
de 29 anos, operária da indústria de marroquinaria, e
Claudino Bernardino, de 30
anos, carpinteiro, residentes
em Carvalhal Benfeito, nas
Caldas da Rainha.
“Demorou treze horas mas
estou muito feliz”, contou a
mãe da criança, que pesa
3,305 quilogramas. O marido
sente-se “o homem mais feliz
do mundo”. “É uma sensação
que não se explica, mas estou a gostar bastante”, afirmou, adiantando que viveu
na passagem de ano “um duplo festejo”.
Os avós de Maria estavam
emocionados. Do lado paterno, há muito que se esperava
um neto. “Temos três filhos
e foi o mais novo a dar-me
a primeira neta. Já esperava
isto há muito tempo”, relatou
João Acácio, avô paterno.
“Não posso estar mais feliz”,
confessou Maria Alzira, avó
paterna.
Os avós maternos já sabem onde é que o almoço do
primeiro dia do ano vai ser
sempre passado. “Vai ser na
casa da Maria [para celebrar
o aniversário]”, apontou Paula Caetano, avó materna, que
acredita que o nascimento “é
o prenúncio de que vai ser
um ano bom”. “Vai ser muito
mimada, assim como a minha
filha foi”, declarou António
Caetano, avô materno.
No primeiro dia do ano
nasceram no hospital das
Caldas da Rainha quatro bebés.
Concerto de ano novo
obrigou a duas sessões
no CCC
n
A temperatura da água do mar rondava os doze graus
Júlia Valentim
e Adelino Mota
Os destemidos sem frio
O CCC das Caldas da Rainha lançou o desafio às instituições caldenses para que
juntassem sinergias e realizassem um concerto de Ano Novo
em conjunto.
Cerca de 200 intérpretes,
cantores e músicos deram
um verdadeiro espetáculo que
contagiou todos quantos assistiram, nas duas sessões reali-
Espetáculo muito elogiado
zadas no passado domingo no
CCC e que ficaram esgotadas.
Estiveram em palco em simultâneo, sob direção do maestro Adelino Mota, o Coral
de Caldas da Rainha, Orfeão
Caldense, Coro da Universidade Rainha D. Leonor, alunos
do Coro do Conservatório e a
Banda Comércio e Indústria.
A cantora Júlia Valentim tam-
bém mostrou os seus dotes
vocais.
As cinco instituições de
Caldas da Rainha esmeraram-se para realizar este
concerto de Ano Novo, que
face à enorme procura de bilhetes, a dois euros, obrigou
a mais uma sessão do que o
previsto (uma às 16h e outra
às 18h).
6
OCORRÊNCIAS
JORNAL DAS CALDAS
07 de janeiro 2015
Incêndio na cave do prédio
abandonado junto à EDP
| Francisco Gomes |
Conselhos sobre como
evitar furtos em casa
enviados pela GNR
junto da fatura da água
| Marlene Sousa |
Incêndio na urbanização Quinta das Oliveiras
Um incêndio na urbanização Quinta das Oliveiras, que
se encontra abandonada, em
frente à EDP, na entrada sul
das Caldas da Rainha, originou um grande aparato de
meios de socorro na tarde da
passada segunda-feira.
O alerta para o fogo no rés
do chão e cave chegou aos
bombeiros às 14h28, tendo
sido mobilizados para o local
28 elementos das corporações das Caldas da Rainha e
Óbidos, para além do INEM
e da PSP.
O fumo chegou a ser tal
ordem que a estrada em
frente teve de ser cortada a
dada altura, para não haver
acidentes. Os bombeiros
extinguiram facilmente o
fogo e o maior trabalho foi
na ventilação da extensa
cave, o que demorou algum tempo, até para confirmar se havia alguém na
área incendiada, revelou
ao JORNAL DAS CALDAS o
segundo comandante, José
António.
Apesar do edifício ser ocupado por sem-abrigo não foi
encontrado ninguém e apenas houve danos materiais.
O fogo terá começado
numa fogueira num compartimento de arrumações,
onde estava lixo e restos das
obras.
Os bombeiros extinguiram facilmente o fogo e o
maior trabalho foi na ventilação da extensa cave
A GNR, em colaboração
com o Município das Caldas da Rainha, distribuiu
junto com a fatura da água
dos Serviços Municipalizados, no final do ano, um
documento aconselhando a
adoção de várias medidas
de segurança relativamente
às residências.
Milhares de famílias das
Caldas receberam nas suas
casas uma nota da GNR
com informação importante
para evitar furtos. Muitas
pessoas no final do ano tiram férias. A noite de fim de
ano é também uma altura
que as pessoas saem de
casa para festejar a vinda
do ano novo e aumenta o
risco de roubos residenciais.
O primeiro conselho
dado pela GNR é de confirmar que as portas e janelas
estão bem fechadas sempre que as pessoas saem.
É recomendada também a
colocação de um óculo e
uma corrente de segurança
na porta.
Segundo a GNR, não se
deve deixar entrar pessoas
suspeitas ou desconhecidas, sem ter a certeza de
quem são, sendo aconselhado a ter sempre à mão
os números de telefone
para se poder comunicar
com alguém, principalmente com a GNR ou PSP.
Quando as pessoas se
ausentarem de suas casas
por vários dias, devem informar GNR ou outra autoridade policial.
Apanhado em flagrante
a assaltar casa no Campo
| Francisco Gomes |
No primeiro dia do ano,
um indivíduo foi apanhado
em flagrante a assaltar uma
casa, no Campo, nas Caldas
da Rainha. Após denúncia do
proprietário, foi detido pela
GNR.
No dia 3, na Benedita,
ocorreu um furto no interior
de um estabelecimento de
restauração e bebidas, tendo
sido furtados vários maços
de tabaco.
Ainda antes do fim do ano,
no dia 29 de dezembro, na
Benedita, foi detido um indivíduo por ofensas à integridade física, injúrias e coação a
agente de autoridade, tendo
sido presente ao Tribunal
Judicial de Alcobaça.
No dia 31, em Tornada, nas Caldas da Rainha,
no âmbito de fiscalização
rodoviária, foi detido um
indivíduo por posse de estupefacientes.
Entre 29 de dezembro
e 4 de janeiro, o destacamento da GNR das Caldas da Rainha registou 26
acidentes, com 9 feridos
leves. Foram testados 720
condutores, tendo sido detetados 27 com uma taxa
de alcoolémia superior ao
legalmente permitido. Foram detidos dois condu-
tores que guiavam veículos
ligeiros sem habilitação legal.
A Operação “Ano Novo
Seguro” decorreu entre 31
de dezembro e 4 de janeiro,
tendo-se registado nesse
período 17 acidentes, sendo
doze colisões e cinco despistes, originando oito feridos
graves. Foram testados 260
condutores, tendo sido detetados 19 com uma taxa de
alcoolémia superior ao legalmente permitido, e detido o
condutor de um veículo ligeiro sem habilitação legal.
A Secção de Programas
Especiais da GNR realiza no
dia 8, a partir das 9h30, na
EB 2/3 S. Martinho de Porto, duas ações de sensibilização sobre o tema “Segurança na Internet”.
A PSP das Caldas da
Rainha deteve no dia 2, pelas 12h30, um homem com
44 anos por introdução em
espaço vedado ao público
(residência desabitada) e
por situação ilegal em território nacional.
No dia 3, pelas 13h, a
PSP de Peniche deteve um
homem com 33 anos, em
virtude de ter na sua posse
1300 doses individuais de
haxixe, que valeriam cerca
de 390 euros).
Milhares de famílias das Caldas
receberam nas suas casas uma nota da GNR
sobre como evitar furtos nas residências
Não se deve deixar escrito
na porta, janela ou caixa do
correio algo que indique a ausência e não deixar acumular
correspondência na caixa do
correio, pedindo a um vizinho
ou amigo que a recolha.
Para moradores em novas
residências a GNR considera
importante antes de pensar
em instalar-se na nova casa
verificar as seguintes medidas de segurança: Se existe
iluminação adequada no prédio ou vivenda que pretende
e nas áreas circundantes; Se
as garagens têm proteção
adequada e com sistemas
de abertura de portas e controlo à distância; Se a nova
residência está equipada
com sistema de deteção de
incêndios; Procurar informar-
se sobre o local e a vizinhança; Quando se instalar numa
nova residência que já tenha
tido outros moradores, mude
as fechaduras; Guarde num
local seguro todas as cópias
das chaves da residência;
Mande instalar nas portas
exteriores correntes de segurança; Procure conhecer
todos os vizinhos e coopere
com eles em todos os aspetos de segurança comuns do
prédio; Inclua na sua agenda
telefónica contactos úteis,
como os bombeiros, dos serviços de emergência médica
e das forças de segurança
da sua área de residência de
modo a contactá-los rapidamente em qualquer situação
de urgência.
n
Atropelamento
mortal
A equipa da viatura médica de emergência e reanimação da unidade das Caldas
da Rainha do Centro Hospitalar do Oeste participou nas
operações de socorro a um
homem de 37 anos, que viria
a morrer na sequência dos ferimentos sofridos ao ser atropelado na EN 114, próximo
da ponte dos Figueiredos, na
Zona Industrial de Rio Maior,
à entrada da cidade, cerca de
meia-noite e meia do passado sábado.
O homem foi colhido por
um veículo ligeiro de passageiros, cuja condutora não
se apercebeu que a vítima
caminhava ao longo da estrada, numa zona sem iluminação.
Quando os meios de
socorro, entre os quais os
bombeiros de Rio Maior,
chegaram ao local, a vítima,
residente naquela cidade,
já se encontrava em paragem cardiorrespiratória.
O corpo foi transportado
para o Gabinete do Instituto
de Medicina Legal de Torres Vedras para ser autopsiado. A GNR investiga as
causas do acidente.
SOCIEDADE
07 de janeiro 2015
JORNAL DAS CALDAS
O que espera de 2015?
| Adriana Aguiar/Carina Duarte |
Que 2014 não foi um ano fácil, é algo que se ouve da boca de quase todos. E 2015, como vai ser?
Que expectativas para o novo ano? Recolhemos 16 comentários nas ruas das Caldas.
Pedro Lira
35 anos
Estudante/Trabalhador
“Espero emprego e reconhecimento, porque estudo e trabalho
para obter resultados”
Andreia Batista
31 anos
Enfermeira
“Espero saúde e trabalho,
porque com estas duas coisas temse tudo”
Carlos Machado
38 anos
Talhante
“Não tenho grandes expetativas em relação a este novo ano,
acho que vai ser igual”
Rosinha Fragoso
76 anos
Reformada
“Espero que Passos Coelho não
ganhe as eleições, de forma a que
o país melhore”
Ricardo Vicente
24 anos
Desempregado
“Se não for pior já não é mau,
mas não tenho muitas expectativas”
Dimas Andrade
55 anos
Gerente Comercial
“Espero mais saúde e paz”
Maria Mouzinho
68 anos
Funcionária pública aposentada
“Espero que melhore a nível de
austeridade, pobreza e saúde”
Bruna Santos
23 anos
Bilheteira
“Espero que haja menos probleza e mais felicidade”
Rosa Capinha
51 anos
Reformada
“Espero que haja saúde e
paz, e que as coisas mudem para
melhor”
José Gomes
68 anos
Reformado
“Não tenho grandes expectativas. A tendência é piorar”
Paula Simões
46 anos
Desempregada
“Espero que seja um ano melhor”
Alexandra Mota
19 anos
Estudante
“Espero que haja mais dinheiro
e mais saúde”
Mário Capinha
76 anos
Reformado
“Espero que tudo seja melhor”
Carla Fialho
42 anos
Doméstica
“As expetativas são boas. Há
que haver esperança”
Tiago Bom-Homem
31 anos
Motorista
“Espero um ano com mais paz
e amor para toda a gente”
Vitor Barros
36 anos
Desempregado
“Espero que termine a crise”
7
8
SOCIEDADE
JORNAL DAS CALDAS
07 de janeiro 2015
Motards levaram presentes a crianças
no hospital das Caldas
| Francisco Gomes |
Grupo foi de mota até ao hospital
Impedidas de passar a
consoada em casa e em
família, as crianças internadas ou à espera de serem
consultadas no hospital das
Caldas da Rainha receberam
prendas na véspera de natal.
O grupo motard São Rafael
visitou o serviço de pediatria
e a urgência pediátrica e entregou-lhes lembranças.
A iniciativa, elogiada pelos
pais de recém-nascidos, bebés, petizes e adolescentes,
serviu como “miminho para
alegrar as crianças que passam o natal doentes e alguns
fora das suas residências”,
frisou Cláudia Gomes, do
grupo motard, que distribuiu
jogos, bonecos e livros.
Apareceram de mota, ora
não formassem um grupo
motard, mas a beleza das
máquinas não pôde ser apreciada pelas crianças no hospital. Lá dentro, a maioria das
crianças, de tenra idade, talvez não se tenha apercebido
da agitação, mas para os pais
foi uma grande surpresa.
A iniciativa começou quando a familiar de um elemento
do grupo motard esteve quase a passar o natal no hospital. “Todos nos sentimos
muito tristes com essa possibilidade e resolvemos dar
uma alegria aos meninos que
estão no hospital”, contou
Cláudia Gomes.
da sede, na Zona Industrial
das Caldas da Rainha, em direção à costa atlântica, com
passagens por Peniche, Areia
Branca, Vimeiro, St.ª Cruz,
Ericeira e Mafra, ao longo de
203 quilómetros.
Foi entretanto anunciado
Chegada ao hospital causou surpresa
que a 5ª concentração motard organizada pelo grupo
terá lugar nos dias 29, 30 e
31 de maio, na sua sede. Atuarão as bandas Bico D'Obra,
Terabytes e Trotil, haverá um
show erótico e passeio de
motas e clássicas.
Entrega de lembranças na sala de espera
Um dia diferente no hospital
Passeio inaugural
de 2015
O grupo motard São Rafael organizou no passado
dia 4 o passeio inaugural de
2015, com saída pela manhã
Boa disposição para dar alegria
Motards percorreram a área pediátrica
SOCIEDADE
07 de janeiro 2015
JORNAL DAS CALDAS
9
A Rua Heróis da Grande Guerra
deve continuar aberta ao trânsito?
| Adriana Aguiar/Carina Duarte |
Com a conclusão do parque de
estacionamento subterrâneo na
Praça 25 de Abril, cuja inauguração
está prevista para fevereiro deste
ano, a Câmara e a Assembleia Municipal das Caldas da Rainha vão
discutir se a Rua Heróis da Grande Guerra, a principal artéria que
atravessa a cidade, se deve manter
aberta ou não ao tráfego automóvel ou em que moldes. O JORNAL
DAS CALDAS antecipa esse debate,
reunindo aqui 15 opiniões da população, notando-se um equilíbrio de
posições, ligeiramente favorável à
continuação como está, mas confirmando-se que não é um assunto
consensual.
Custódio Sousa
63 anos
Gerente de loja
“Cargas e descargas como antigamente, assim as pessoas podem andar
mais descansadas, sendo mais seguro
andar com as crianças. Se a cidade estiver estacionamentos e estiver bem sinalizada não se justifica passar o resto
do trânsito. O centro da cidade é para as
pessoas e não para os carros”
Nome: Soraia Silveira
Idade: 38 anos
Profissão: Psicóloga
“Deve continuar como está, com o
trânsito, para ter uma maior facilidade de
chegar a vários pontos da cidade”
Isabel Teles
39 anos
Gerente de loja
“Deve passar todo o tipo de trânsito
porque assim cativa as pessoas a conhecerem as lojas que existem no centro da
cidade de forma a não irem diretamente
para os centros comerciais”
Tânia Paulo
31 anos
Florista
“Para além de facilitar os negócios,
o trânsito na cidade também fica menos
complicado”
Fátima Morgado
49 anos
Empregada de Balcão
“A rua deve servir para todo o tipo de
trânsito, para que as pessoas que aqui
passem aproveitem para ver as lojas e
terem conhecimento que elas existem”
Almerindo Almeida
53 anos
Empresário
“Acho que só devem ter acesso cargas e descargas. As cidades são para as
pessoas e não para os automóveis. Ao
passar todo o tipo de trânsito estarão a
regredir”
Rute Dias
40 anos
Florista
“A fácil mobilidade é vantajosa para
as vendas, por isso a rua deve ter trânsito automóvel”
Nome: Alexandra Bastos
Idade: 48 anos
Profissão: Ajudante de Lar e Centro
de dia
“Devia ser como a Rua das Montras
ou então apenas para cargas e descargas. Com o trânsito todo torna-se caótica”
Fernanda Silva
47 anos
Florista
“Todo o tipo de trânsito. É melhor para
os negócios”
Matilde Pires
73 anos
Reformada
“Deve estar aberta ao trânsito para
ser mais fácil a mobilidade”
Vanusia Silva
43 anos
Gerente de loja
“Deve ser aberta a todo o trânsito,
para dar mais vida à cidade e mais movimento ao centro”
Sandra Moreira
31 anos
Doméstica
“A estrada não está devidamente preparada para tanto trânsito, por isso só se
deve permitir cargas e descargas”
Nome: Isabel Carvalho
Idade: 61 anos
Profissão: Ajudante de Lar e Centro
de dia
“Só para cargas e descargas, para os
peões poderem andar à vontade nesta
rua”
Ruben Reis
21 anos
Desempregado
“Defendo que seja apenas para cargas e descargas, de forma a que não
seja tão movimentada e as pessoas possam andar à vontade”
Emanuel Moreira
51 anos
Empresário
“Só cargas e descargas”
10
SOCIEDADE
JORNAL DAS CALDAS
07 de janeiro 2015
Óbidos celebra
Feriado Municipal
Escola Rafael
Bordalo Pinheiro celebra
origem há 130 anos
O Agrupamento de Escolas Rafael Bordalo Pinheiro organiza, no decorrer do mês
de janeiro, dois colóquios com o intuito de
comemorar os 130 anos da edificação das
escolas a que está associado, de forma
indelével, Rafael Bordalo Pinheiro.
A Escola de Desenho de Caldas da
Rainha/Escola Rainha D. Leonor iniciou
as suas funções em janeiro de 1885, em
edifício cedido para o efeito pela Câmara Municipal de Caldas da Rainha. Desde
essa data e decorridos 130 anos, a completar em janeiro de 2015, a escola tem
contribuído para a construção do saber
de muitas gerações de jovens, bem como
para o desenvolvimento do comércio e indústria da região.
No decorrer deste período, a escola
foi-se adaptando a novas realidades, mas
sempre respeitando a matriz artística, tecnológica e cultural idealizada pelo fundador.
Com a comemoração do aniversário da
fundação da “Escola de Desenho de Caldas da Rainha/Escola Rainha D. Leonor”
pretende-se não só dar notícia do aconte-
cimento, como dar satisfação a uma divida
de gratidão, a todos quantos no decorrer
deste percurso, foram artífices na construção deste projeto formativo.
O programa, a decorrer no auditório do
Agrupamento de Escolas Rafael Bordalo
Pinheiro, contará no dia 9 de janeiro, pelas
20h30, com Cristina Horta – Contributos de
Manuel Mafra e Rafael Bordalo Pinheiro
no processo de formação e evolução para
a industrialização; João Paulo Cotrim – A
obra artística de Rafael Bordalo Pinheiro
nas suas várias facetas direcionando-as
para a caricatura; Isabel Castanheira – A
“pegada” de Rafael Bordalo Pinheiro na
cidade; Moderação: José Manuel Pereira
da Silva.
No dia 30 de janeiro, pelas 20h30, é a
vez de João Bonifácio Serra – A cerâmica de Bordalo no contexto do século XIX;
Mário Tavares – A Indústria e o Ensino em
Caldas da Rainha; Rui Lopes – “Reformas
Educativas do último quartel do século XIX/
Início do século XX; Moderação: José Manuel Pereira da Silva.
Pub.
/‰”‘š|Œ|)‰œ—›
(GUVCGO *QPTCFG
5CPVQ#PV£Q
^&',#0'+41
?HNL;>;MFCPL?M
5':6#
('+4#
5$#&1
&1/+0)1
*#$'4674#&#8'0&#
&1%*174+‡1
&74#06'#/#0*ƒ
/š5+%#)4#8#&#
*$#+.'%1/
*#$'4674#&#8'0&#
&1%*174+‡1
*/+55#5')7+&#
&'241%+55ƒ1
*#$'4674#&1
4'56#74#06'
*#$'4674#&1
4'56#74#06'
*$#+.'%1/
*#%67#‡ƒ1&#
$+%1
&B1$4#
.14&B5
5'48+‡1&'4'56#74#06'
512#&#2'&4#%#.&18'4&'
(4#0)1#55#&1%*174+‡1#55#&1
1437'564#
.+)'+4#
/106'
1.+8'66
5#061101(4'
#21+1,706#&'(4')7'5+#
&'5#.+4&'/#615
&74#06'#5%'4+/“0+#54'.+)+15#51#44#+#.'56#4'0%'44#&1
„|+.„*6„«\+|*\+|/|./+*/„(6„|,+.|2*01„/|„*0/|++..+/|1.„*0|+/|/0+/
O ponto alto das celebrações será a intervenção do presidente
da Câmara sobre a Visão Óbidos para 2015
O concelho de Óbidos vai
celebrar o seu Feriado Municipal no dia 11 de janeiro. A
sessão solene, o ponto alto
das celebrações, acontece
pelas 18 horas, no Espaço
Ó, com a intervenção do presidente da Câmara Municipal
de Óbidos, Humberto Marques, e a Visão Óbidos para
2015.
Ao longo dos restantes
dias do mês acontecerão vários eventos associados ao
Feriado Municipal de Óbidos,
que comemora a Tomada de
Óbidos aos Mouros, nesse
dia, pelas hostes de D. Afonso Henriques, em 1148, sendo este o primeiro feriado municipal do ano a ser celebrado
no calendário nacional.
Programa:
9 janeiro
17h30 -
Pub.
Homenagem
aos atletas da SupAcademy
Campeões nacionais de SUP
- (Salão Nobre do Paços do
Concelho de Óbidos)
20h30 - Jantar de Funcionários no Pavilhão dos Arcos
10 janeiro
Open Day - Espaço com Ó
Grande - Espaço Ó (atividades durante todo o dia)
10h00 - 2ª etapa do VI Circuito de Escolas de Natação
do Oeste - Piscina Municipal
de Óbidos
11 janeiro - Feriado Municipal
16h00 - Visita à Rede de
Livrarias de Óbidos (encontro
na Grande Livraria de São
Tiago)
17h30 – Lançamento do
FOLIO – Festival Literário
Internacional de Óbidos, Ler
Devagar e Câmara Municipal
de Óbidos (Espaço Ó)
18h00 – Visão Óbidos
2015 – Intervenção do Pre-
sidente da Câmara Municipal
de Óbidos (Espaço Ó)
17 janeiro
Tradicional Festa de Santo Antão
18 janeiro
Prova de Atletismo, Corta Mato da Vila - Complexo
Desportivo - Organização
Município de Óbidos e Clube
de Atletismo de Óbidos
24 janeiro
Melhor Idade, a Arte e a
Comunidade - Encontro com
EnredArte
15h30 - Santuário Senhor
da Pedra
21h00 - Auditório Municipal da Casa da Música
30 janeiro
Prémios do Concurso de
Tasquinhas do Mercado
n
CULTURA
07 de janeiro 2015
JORNAL DAS CALDAS
11
Pub
38º aniversário
da Associação do Campo
A Associação de Cultura e Recreio do Campo celebrou o 38º aniversário entre os dias 27 e 29 de dezembro, momento aproveitado para a
inauguração do novo bar do salão da coletividade.
O bolo de aniversário foi partido no dia 29, acompanhado de champanhe. Na ocasião o sócio mais antigo e o sócio mais novo presentes
marcaram o simbolismo da data. Foi também sorteado o cabaz de ano
novo.
No dia 28 houve almoço convívio seguido de atuação dos Cavaquinhos da Areco, do Coto.
A associação, no dia 27, promoveu à noite um espetáculo musical
no bar, com o trio Music Box, constituído Manuel Jorge, nos teclados, a
cantora Elsie Cunha e António Freitas, na bateria digital.
Bolo de aniversário
Inauguração do novo bar do salão da coletividade
Atuação do trio Music Box
Almoço e atuação dos Cavaquinhos da Areco
Teatro e ilustração
no espetáculo ArvoreSer
ArvoreSer é um espetáculo onde o teatro se cruza com
a ilustração em tempo real,
concebido
especialmente
para o público de idade préescolar e do 1º ciclo. O ponto
de partida para a criação é o
romance de Ítalo Calvino, “O
Barão Trepador”, história fantástica sobre um rapaz que
certo dia decide subir para
cima das árvores e nunca
mais pôr o pé no chão, enquanto for vivo. Promessa
que mantém.
Partindo desta personagem e da sua particular escolha de vida, a dramaturgia
evoca algumas ideias mar-
cantes do romance, usando
alguns excertos do texto original, e elaborando a partir
daí situações e dinâmicas
que privilegiam a relação da
intérprete com a ilustração e
a ilustradora.
A ilustradora e a intérprete
brincam entre o desenho e a
palavra. Um corpo que conta e um corpo que desenha.
Um corpo que desenha num
corpo que conta. Sem grandes artifícios, numa dinâmica
que procura a envolvência
do público através do poder
de sugestão de uma imagem
que se vê nascer, e de uma
história onde o que parece
impossível se torna real.
A ilustração performativa, devido ao seu caráter in
loco, faz com que a ligação
entre a narrativa e o desenho
se intensifique de um modo
profundo e instantâneo. A
interpretação e a ilustração
fundem-se num novo organismo e, como numa dança,
os emissores reorganizam-se
mutuamente, reduzindo a sua
essência à força do momento
presente, ao imprevisto do
instante, único e irrepetível,
em que a sua fruição volátil e
efémera se faz em comunhão
com o público.
No final da apresentação,
n
quando esta é feita para público escolar, ficará um legado, que será a ilustração
concebida em cena, sobre a
qual as crianças em conjunto
com os educadores podem,
posteriormente, intervir fisicamente, colorindo a imagem/
memória do espetáculo a que
assistiram.
O evento tem lugar no CCC
das Caldas da Rainha, no dia
1 de fevereiro, às 16h30. Os
bilhetes para crianças com
menos de 12 anos custam
três euros e meio. O bilhete
geral é cinco euros.
Festa das Janeiras em Alvorninha
O Centro de Desenvolvimento D. José da Cruz Policarpo é palco, a 11 de janeiro, pelas 16h30, da Festa das Janeiras,
havendo celebração da missa às 15h, concerto da banda da Sociedade Filarmónica de Alvorninha e atuação do rancho
folclórico e etnográfico “Os Azeitoneiros”. Haverá café d’avó e velhoses.
O rancho e a filarmónica são as entidades organizadoras.
Cardo Mariano (Silybum marianum L.)
Planta originária do mediterrâneo que cresce também na Europa Central, na América e no sul da Austrália.
O Cardo mariano tem sido estudado pelo seu efeito hepatoprotector. A componente responsável pela ação protetora do fígado é
a silímarina. A silímarina encontra-se no fruto, sementes e planta
do cardo mariano, encontrando-se em maior concentração no fruto
e nas sementes.
A silimarina impede o dano dos radicais livres actuando como
antioxidante, ela não só impede a depleção de glutationa (GSH)
induzida pelo álcool e outras toxinas hepáticas, como demonstra
aumentar a GSH basal do fígado. Isto é extremamente útil quando
a exposição a substâncias tóxicas é alta, devido ao papel vital da
glutationa nas reações de desintoxicação.
Na Europa o cardo-mariano é um medicamento fitoterápico popular, confirmado por provas científicas sólidas de como é possível
evitar e reverter os danos ao fígado.
Pela sua actividade com anti-oxidante, a aplicação da silímarina
está a ser estudada noutras patologias, como por exemplo a proteção hepática durante os tratamentos com quimioterapia, onde tem
demonstrado bons resultados.
O Cardo mariano pode ser utilizado nas disfunções hepáticas e
vesícula biliar, proteção hepática contra a intoxicação por ingestão
de bebidas alcoólicas e outros agentes tóxicos, cirrose, dificuldades digestivas e hepatites.
O uso de silímarina é segura durante a gravidez e aleitamento.
Ricardo Clímaco – Licenciado em Naturologia
12
CULTURA
JORNAL DAS CALDAS
07 de janeiro 2015
Pimpões realizaram mais
de 150 festas em 2014
D.A.M.A. atuam no CCC
Francisco M. Pereira (Kasha), Miguel Coimbra e
Miguel Cristovinho são o núcleo central dos D.A.M.A.
Coletividade tem 15 pacotes de festas à escolha
Foi com muita satisfação
que os Pimpões chegaram
às 166 festas de aniversário
e de animação infantil durante o ano de 2014.
“É muito gratificante observar esta evidente evolução,
que demonstra a confiança
depositada pelas famílias na
qualidade que é oferecida
e muitas são já as crianças
que repetem, ano após ano,
o seu aniversário connosco”,
comenta a direção.
Para ir ao encontro de
todas as idades e gostos, a
coletividade tem neste momento mais de 15 pacotes de
festas ao dispor dos aniversariantes, que poderão ainda
ser ajustadas à sua vontade.
Realiza animações fora
das Caldas da Rainha, em
casa própria ou espaço alugado.
Para além das festas de
aniversário também dispõe
de animação infantil em casamentos e batizados, a
qualquer dia da semana e a
qualquer hora, mediante disponibilidade das salas.
João Pedro Pais
no Dia dos Namorados
João Pedro Pais apresenta no CCC das Caldas da
Rainha, “Improviso”, um concerto intimista, integrado no
Festival do Dia dos Namorados “Às Vezes o Amor”, uma
festa de música e emoções
repartidas por oito cidades
portuguesas. No mesmo dia,
à mesma hora (22h), o amor
espalha-se de Norte a Sul.
Portugal fica mais amoroso.
Com música para todos os
gostos. Música que não troca
o bom e complicado “amo-te”
pelo musicalmente mais fácil
“I love you”. No dia 14 de fevereiro, oito amados nomes e
projetos da música portuguesa fazem da paixão canções
derramadas em oito palcos
diferentes. Haverá acima de
tudo música para preencher
os corações que se apaixo-
Nas Caldas, o cantor vai espalhar amor
nam.
Nas Caldas da Rainha,
João Pedro Pais subirá ao
palco com alguns dos músicos que o têm acompanhado
nos últimos anos e com quem
preparou especialmente este
espetáculo: Rui Almeida, piano e teclas e Sérgio Mendes
nas guitarras.
O bilhete custa 15 euros.
Festa do Campo
em honra de S. Brás
A festa do Campo em honra de S. Brás decorre nos
dias 15, 16, 17, 18 e 19 de
janeiro
O programa é o seguinte:
- 15 Jan - 21h Leilão das
Bandeiras
- 16 Jan - 19h Abertura do
Restaurante; 22h Baile com
Bico D’Obra
- 17 Jan - 14h Arraial pela
aldeia com a Banda de Santa Catarina – recolha das
n
ofertas; 21h Atuação dos
Terabytes; 22h Baile com os
Lord’s
- 18 Jan - 14h Cerimónias
religiosas. Missa seguida de
procissão acompanhada pela
Banda de Santa Catarina;
17h Arraial com a Banda; 19h
Abertura do Restaurante, com
animação pelo duo Vasco Lopes e Liliana; 22h Espetáculo
com Academia da Rebeca
- 19 Jan -13h Mega Cozido
n
à Portuguesa; 15h Animação
com o Acordeonista Vasco
Lopes; 18h Apresentação do
balanço provisório da Festa.
Os possíveis lucros revertem a favor do novo telhado
para o salão da Associação
de Cultura e Recreio do Campo ACRC.
Os festejos são promovidos pela associação com a
colaboração da União de Beneficência do Campo.
Os D.A.M.A. atuam no
CCC das Caldas da Rainha no dia 31 de janeiro, às
21h30.
Francisco
M.
Pereira
(Kasha), Miguel Coimbra e
Miguel Cristovinho são o núcleo central dos D.A.M.A.,
banda oriunda de Lisboa, que
se destaca pelas suas canções contagiantes, empatia
com o público e energia das
atuações ao vivo.
D.A.M.A., sigla para a expressão “Deixa-me Aclarar-te
a Mente, Amigo”, começou
por ser um projeto de pop/
rap, tendo vindo, progressivamente, a libertar-se de quaisquer restrições musicais,
procurando sempre escrever
músicas com que as pessoas
se identifiquem mas que, acima de tudo, transmitam uma
mensagem positiva.
É constituído por Francisco Pereira – voz; Miguel
Coimbra – voz; Miguel Cristovinho – voz, Guitarra e Ukulele; João Almeida – Baixo;
Guilherme Silva – Bateria;
Pedro Castro – Guitarras;
Francesco Meoli - Teclados e
Harmónica.
O bilhete geral custa dez
euros.
Diabo na Cruz
tocam nas Caldas
Os Diabo na Cruz apresentam-se no CCC das Caldas da Rainha no dia 7 de
fevereiro, às 21h30. Em destaque o novo álbum homónimo, editado no final de 2014.
Depois de nos últimos
anos se terem apresentado
quase exclusivamente em
grandes concertos ao ar livre, onde se contam festivais
e festas populares, os Diabo
na Cruz começam por apresentar o seu novo trabalho
numa digressão entre janeiro
e abril.
Do novo disco, já se conhecem “Vida de Estrada”, e
mais recentemente “Ganhar
o Dia”, músicas de avanço,
que inundaram as rádios e
se tornaram rapidamente em
novos sucessos da banda.
A banda é composta por
Bernardo Barata, João Pinheiro, João Gil, Manuel Pinheiro, Sérgio Pires e Jorge
Cruz.
O bilhete custa dez euros.
n
Banda vai tocar no CCC
Museus caldenses
recebem 400 brinquedos
O Museu da Cerâmica e o Museu José Malhoa aderiram à campanha de Natal, promovida pela Direção Regional de Cultura do Centro. A participação dos cidadãos foi
muito positiva, tendo os dois Museus recebido cerca de 400 brinquedos, que foram entregues à Santa Casa da Misericórdia e à Ordem do Trevo.
CULTURA
07 de janeiro 2015
JORNAL DAS CALDAS
13
Presépio na Foz do Arelho muito elogiado
| Francisco Gomes |
Mulheres a lavar e estender roupa
Crianças a brincar
O presépio montado ao pé
da Junta da Freguesia da Foz
do Arelho recebeu bastantes
visitas e foi muito elogiado
por quem ali se deslocou
para ver a iniciativa da autarquia, com a colaboração de
alguns habitantes.
Em 2013, o presidente da
Junta acabado de ser eleito,
Fernando Sousa, teve a ideia
de o fazer pela primeira vez
no Jardim Francisco Almeida
Grandella.
Em 2014 quis novamente
dedicar a todos os habitantes
da vila, ampliando o espaço.
Incumbiu o artista Xarepo
(Hernâni Machado) de criar
uma vila maior, fazendo as
casas temáticas, e Miká (Maria Neto) de criar os habitan-
tes da mesma.
Após muito empenho,
dedicação e trabalho em
equipa, nasceu o presépio,
que tem a particularidade de
conter, para além o estábulo
com as figuras natalícias, um
castelo, crianças a brincar,
mulheres a lavar e estender
roupa, um agricultor a malhar
as espigas de milho, entre
outros cenários.
Pastores
Agricultor a malhar espigas de milho
Castelo
Pub.
Estábulo com as figuras natalícias
CONSULTÓRIOS MÉDICOS DE CALDAS
DA RAINHA, LDA.
ESPECIALIDADES
UNIDADE CARDIOVASCULAR
- Dr. ERNESTO CARVALHO
DR. ERNESTO CARVALHO
- CONSULTAS
- ELECTROCARDIOGRAMAS
- ECOCARDIOGRAMAS
- ELECTROCARDIOGRAMAS COM PROVA DE ESFORÇO
- HOLTER (ELECTROCARDIOGRAMA DINÂMICO DE 24 HORAS)
- MAPA (MONITORIZAÇÃO CONTÍNUA DA PRESSÃO ARTERIAL)
ANÁLISES
CLINICAS
Horário de 2ª a 6ª feira das 8h30 às 10h30
Acordo com ARS, ADSE, PT/ACS, Multicare, CGD,
Advancecare, Medis, SAD-PSP, ADM
ECOGRAFIAS PÉLVICAS / GINECOLÓGICAS
- DR. PAULO SANTOS
CLINICA GERAL
DR. ANTÓNIO RAFAEL
DRª HELENA ALMEIDA
DR. LUCÍLINO FERREIRA
DR. LUÍS GAMBINO
DR. JOSÉ PIMENTA
ESTUDO DOPPLER VASCULAR DOS MEMBROS
INFERIORES
ARTERIAL / VENOSO
HORÁRIO
DE FUNCIONAMENTO
Segunda a Sexta-Feira
das 10h00 às 21h00
CARDIOLOGIA
Dr. Ernesto Carvalho
CIRURGIA GERAL
Dr. Augusto Mansoa
CIRURGIA Vascular/Angiologia
Dr. Ricardo Pereira
DERMATOLOGIA
Dra. Fernanda Neves
ENDOCRINOLOGIA
Dr. Luís Raposo
GASTRENTEROLOGIA
Dr. António Curado
ANGIOLOGIA
Dra. Helena Manso
NUTRICIONISTAS
Dra. Ana Pires
Dra. Andreia Gil
OTORRINO (ouvidos)
Dr. Joel Casso
PEDIATRIA
Dra. Luisa Bernardino
MEDICINA INTERNA
Dra. Joana Louro
NEFROLOGIA
Dr. Bordalo
NEUROLOGIA
Prof. Dr. José Pimentel
PNEUMOLOGIA
Dr. Marco C. Silva
POLISONOGRAFIA
Estudo do sono
PSICOLOGIA
Dra. Dora Afonso
Dra. Cláudia Vaz
PSIQUIATRIA
Dr. Vitor Henriques
REUMATOLOGIA
UROLOGIA
Rua António Sérgio lote 51 r/c - drt (atrás do tribunal) - 2500-130 CALDAS DA RAINHA - Telef.: 262840 390 / 262 833 668 Fax: 262 840 399
14
CULTURA
JORNAL DAS CALDAS
07 de janeiro 2015
II Workshop
de Fotografia Analógica
Em poucos anos a fotografia digital destronou completamente o filme e o papel
fotográfico. Ampliadores e tinas de revelação deram lugar
aos computadores e impressoras digitais. Mesmo para os
resistentes da gelatina/sal de
prata, tornou-se difícil adquirir
equipamentos e consumíveis
para a prática desta técnica
que é, de certa maneira, a
verdadeira fotografia.
Passado o deslumbramento inicial do digital, parece haver agora maior um interesse
pela fotografia analógica —
um pouco à semelhança da
"redescoberta" do vinil em
relação ao CD. Se o digital
oferece vantagens indiscutíveis em termos económicos e
em rapidez em grande parte
das áreas de aplicação da
fotografia, a verdade é que o
processo tradicional continua
a oferecer um desafio criativo
muito interessante.
Daí a razão do II Workshop
de Fotografia Analógica, que
vem na sequência do realizado em março de 2014, e que
se vai centrar nas técnicas de
ampliação a preto e branco.
As pessoas interessadas em
frequentá-lo deverão por isso
Festa em honra do Senhor
Jesus dos Aflitos
levar negativos já revelados
para imprimir em papel. Podem ser trabalhados negativos de pequeno, médio e
grande formato (até 10x15).
O evento tem lugar no
Centro Cultural e de Congressos das Caldas da Rainha no dia 31 de janeiro e 1
de fevereiro, das 10h às 13h
e das 14h30 às 18h30.
O formador é Joaquim
António Silva e as inscrições
custam 30 euros. Mais informações pelo e-mail [email protected]
n
“Um silêncio assim azul”
Entre 15 de janeiro e 21 de março, Dulce Nunes, artista plástica que vive e trabalha nas
Caldas da Rainha e fez o mestrado em Artes Plásticas na Escola Superior de Arte e Design das
Caldas da Rainha, depois de uma residência nos Açores, vai realizar uma exposição na Galeria
Fonseca Macedo, em Ponta Delgada.
“Um silêncio assim azul” é o nome da mostra, que poderá ser vista de segunda a sábado, das
14h às 19h.
A artista estará presente na inauguração, marcada para dia 15, às 18h30.
Banda Filarmónica
de Óbidos dá as Boas Festas
Banda de A-da-Gorda percorreu as ruas da aldeia
dando os votos de boas festas (foto João Carlos)
A-da-Gorda, em Óbidos,
viveu entre 3 e 6 de janeiro
a festa em honra do Senhor
Jesus dos Aflitos.
No primeiro dia houve futebol entre casadas e solteiros,
e entre casados e solteiros,
para além de animação e karaoke com Nuno F & Gina.
No domingo de manhã, a
banda da União Filarmónica
de A-da-Gorda percorreu as
ruas da aldeia dando os votos de boas festas, seguindose um almoço-convívio dos
músicos, sócios da filarmónica e população nos antigos
armazéns do vinho. Da parte
da tarde realizaram-se concertos com SeptEnsemble,
Orquestra Sinfonietta do concelho de Óbidos e banda da
Concerto nos antigos armazéns do vinho
deA-da-Gorda (foto João Carlos)
União Filarmónica de A-daGorda.
A festa ficou completa no
dia 6, com missa na capela
de Santo António em honra
do Senhor Jesus dos Aflitos.
Banda holandesa
estreia-se nas Caldas
A Sociedade Musical e Recreativa Obidense (SMRO) recuperou um costume
muito antigo de desejar as boas festas aos
seus amigos e sócios, interagindo com as
crianças, comerciantes locais e turistas
que no passado domingo estavam em
Óbidos.
O cortejo realizou-se de manhã fora do
castelo e à tarde na rua Direita e outras
artérias da vila.
Filarmónica no
quartel dos bombeiros
A maleta do escultor
no Centro de Artes
Entre 12 e 30 de janeiro, no Centro de Artes das Caldas da Rainha, realiza-se a iniciativa “A maleta do escultor”.
Através de uma história relacionada com a escultura e de um jogo, os participantes
vão descobrir de uma forma dinâmica e interativa as principais ferramentas e materiais
que o artista utiliza para fazer as suas obras de arte.
O público-alvo são as crianças do pré-escolar e do 1º ciclo, sendo as inscrições gratuitas (tel. 262840540) e limitadas ao mínimo de 6 e máximo de 25.
A sessão tem duração de duas horas, decorrendo de segunda a sexta, das 10h às
12h.
Leia em
www.oesteglobal.com
A estreia dos holandeses
Vitamin X (hardcore, punk,
rock, trash) em Portugal está
marcada para este mês de
janeiro, com três concertos
divididos entre Porto, Lisboa
e Caldas da Rainha.
O primeiro acontece a 16
de janeiro, no bar Parqe, nas
Caldas da Rainha, e tem início pelas 21h40, estando a
primeira parte assegurada
por três bandas da cidade:
Challenge, Anger Feeds e
BAD.
A banda de Amsterdão é
constituída por Marc Emmerik na guitarra, Marko Korac
na voz, Alex Koutsman no
baixo e Danny na bateria.
O bilhete custa seis euros.
Vitamin X é composta por quatro elementos
A doutrina espírita
perante a arte musical
n
n
No mês do 12º aniversário do Centro de Cultura Espírita de Caldas da Rainha, na próxima sexta-feira, às 21h, vai decorrer a conferência espírita “A doutrina espírita perante a arte
musical”, com o convidado Paulo Fregedo.
Esta palestra terá lugar na sede do Centro de Cultura Espírita, no Bairro das Morenas,
em Caldas da Rainha.
As entradas são livres e gratuitas.
CULTURA
07 de janeiro 2015
JORNAL DAS CALDAS
Casal do Rei com o melhor presépio de Vidais
| Francisco Gomes |
Entrega do 1º prémio
A assembleia de freguesia foi quem lançou a ideia
do
concurso
"Presépios
da minha aldeia" e a Junta
executou-a. Reuniu com associações da terra e elaborou o primeiro concurso de
presépios da freguesia de
Vidais, que decorreu entre 8
de dezembro e 6 de janeiro.
Foi criado um roteiro pelas
aldeias com presépios, permitindo que os visitantes conhecessem as povoações. “A
freguesia tem vindo a perder
habitantes e estamos preocupados, e temos de pensar em
algo que sirva de bom convívio, e esta é apenas uma das
iniciativas com esse objetivo”,
relatou o presidente da junta,
Virgílio Filipe.
O autarca considerou
que houve “uma boa adesão
das associações e grupos e
alegra-me ver que o povo da
freguesia gosta de mostrar as
suas aldeias”.
Foram montados nove
presépios no Arco da Memória, Casal do Rei, Ribeira
de Crastos, Cortém, Carrasqueira, Mosteiros e Vidais
(três, da associação local,
dos meninos da catequese e
do centro paroquial). A junta
também elaborou um presépio, que não está a concurso.
Apenas três dos principais
lugares não tiveram presépio:
Rabaceira, Matoeira e Boavista. “Há quem agora tenha
pena, mas espero que para o
próximo ano participem”, disse Virgílio Filipe, que indicou
que “a ideia é mostrar as aldeias e divulgar a freguesia, e
que as pessoas encarem isto
com um espírito de encontro
e união entre todos”, indicou
Entrega do 3º prémio
Entrega da menção honrosa
Entrega do 2º prémio
o presidente da junta.
“O objetivo era para pôr a
mexer um bocadinho as aldeias, algumas das quais não
têm associações (como é o
caso de Ribeira de Crastos
e Cortém). Houve uma boa
aceitação e cada uma fez o
que podia”, relatou o autarca.
“Sentimos as pessoas empolgadas na montagem”, contou
o presidente da junta.
A vereadora da cultura,
Conceição Pereira, classificou o evento “inédito, diferente e brilhante, por fazer
com que as pessoas se encontrem”.
Tinta Ferreira, presidente da Câmara das Caldas,
apontou que a iniciativa teve
“muito interesse para o concelho”, destacando a “envolvência social”. “Os presépios
apresentados têm muita dig-
nidade”, comentou.
Os presépios foram instalados em locais públicos, com
iluminação, suportada pelas
associações ou por particulares.
Um júri, constituído pelo
diretor dos museus municipais, José Antunes, pelo coordenador do Museu Malhoa
e Museu da Cerâmica, Carlos Coutinho, e pelo escultor
Vítor Reis, avaliou os presépios, relevando o seu enquadramento espacial, o envolvimento das comunidades e o
trabalho final.
Todos receberam placards
de participação (Associação
Cultural, Recreativa e Desportiva do Arco da Memória,
Associação Recreativa, Cultural e Desportiva do Casal
do Rei, moradores do lugar
de Ribeira de Crastos, Centro
de Dia da Paróquia de Vidais,
meninos da catequese da
Paróquia de Vidais, Associação Desportiva e Cultural de
Vidais, Associação de Desenvolvimento Local da Carrasqueira, Os amigos de Cortém
e a Associação Recreativa,
Desportiva e Cultural de Mosteiros).
Foram entregues prémios
monetários: o primeiro lugar
(Associação Recreativa, Cultural e Desportiva do Casal
do Rei) recebeu 300 euros, o
segundo (moradores do lugar
de Ribeira de Crastos) 200
euros e o terceiro (Os amigos
de Cortém) 100 euros. Foi
ainda entregue, excecionalmente, uma menção honrosa
aos meninos da catequese
da Paróquia de Vidais.
Presépio do Casal do Rei
Presépio de Ribeira de Crastos
Presépio de Cortém
Presépio da catequese de Vidais
15
16
PUBLICIDADE
JORNAL DAS CALDAS
07 de janeiro 2015
ESCOLA RAFAEL
BORDALO PINHEIRO
COMEMORAÇÃO DOS
1885/2015
130
ANOS
Escola de Desenho de Caldas da Rainha | Escola Rainha D. Leonor
PROGRAMA
9 JANEIRO
SEXTA-FEIRA -
20:30 h
COLÓQUIOS
Cristina Horta – Contributos de Manuel Mafra e Rafael Bordalo Pinheiro no processo de
AUDITÓRIO DA ESCOLA SEDE DO AGRUPAMENTO
formação e evolução para a industrialização
João Paulo Cotrim – A obra artística de Rafael Bordalo Pinheiro nas suas várias
facetas direcionando-as para a caricatura
Isabel Castanheira – A “pegada” de Rafael Bordalo Pinheiro na cidade
Moderação: José Manuel Pereira da Silva
30 JANEIRO
SEXTA-FEIRA -
20:30 h
João Bonifácio Serra – A cerâmica de Bordalo no contexto do século XIX
Mário Tavares – A Indústria e o Ensino em Caldas da Rainha
Rui Lopes – “Reformas Educativas do último quartel do século XIX/Início do século XX
Moderação: José Manuel Pereira da Silva
Rua Almirante Gago Coutinho, 2500-207
Caldas da Rainha
Tel. 262 870070
ECONOMIA
07 de janeiro 2015
JORNAL DAS CALDAS
17
Opticalia com marcas de moda exclusivas abre nas Caldas
| Marlene Sousa |
A equipa - Inês Alves, Mafalda Lourenço, Marina Jorge e Cristina Mendonça
Os médicos Teresa Cenicante e Paulo Cenicante
A empresa Opticalia de
serviços óticos e a Visão XXI
especializada em serviços oftalmológicos, foi inaugurada
nas Caldas da Rainha no passado dia 20 de dezembro.
Situada na rua mais emblemática da cidade, na Almirante Cândido dos Reis n. 81
(Rua das Montras) a Opticalia, faz parte de um grupo espanhol que chegou a Portugal
em 2012, e que já é conhecido pelo seu “dinamismo, qualidade, moda atual e, acima
de tudo, diversificação”.
A sessão de inauguração
contou com a presença de
ilustres convidados que visitaram o novo espaço moderno e acolhedor. Dispõe de
atendimento personalizado
tendo como objetivo apostar
na qualidade mas também
na diversificação de produtos
como forma de surpreender e
dar mais oferta aos clientes.
A Opticalia tem uma variada gama de produtos óticos
como óculos graduados, óculos de sol, lentes de contacto
e líquidos de manutenção.
Oferce uma vasta gama de
lentes, armações e óculos
de sol, parte delas de marcas
Pub.
de prestígios como Ray-ban,
Vogue, Prada, Carrera, Hugo
Boss, Gucci e lentes Essilor,
Indo e Zeiss. Contam ainda
com marcas exclusivas como
Mango, Pepe Jeans, Custo
Barcelona, Pull&Bear, Davidelfin, Amichi, El Caballo ou
Javier Larrainzar.
Tem também um coleção
dedicada aos mais pequenos,
com materiais de primeira
qualidade, (leve, resistente e
hipoalérgica), que dotam os
modelos das características
perfeitas para serem utilizados por crianças.
O aconselhamento estético
e técnico também não é descuidado e a simpatia é o cartão de visita da Opticalia das
Caldas que com esta abertura
criou três postos de trabalho.
Mafalda Lourenço, responsável pelo projeto Opticalia e
também pela Ótica Milénio diz
que a abertura do novo espaço pretende criar sinergias
entre as duas óticas. “Fomos
à procura de um mercado diferente daí a Opticalia, pelo
dinamismo, moda, pela oferta
de campanhas que são muito
atrativas e pela localização
fantástica”, disse, Mafalda
Lourenço que pretende trabalhar em parceria com a
Ótica Milénio. “Os clientes
já perceberam que nos dois
espaços que se complementam podem ter a mesma
prestação de serviços com
um leque de escolha muito
maior”, sublinhou, a responsável, acrescentando que
não há repetição de coleções
porque são distintas.
Foi há cerca de quatro
anos que abriu a Ótica Milénio e Mafalda Lourenço fez
um balanço muito positivo.
“Superou as expetativas e
continua a crescer”, apontou.
A Visão XXI é especializada em consultas de oftalmologia com o especialista
Paulo Cenicante que continua presente na Clínica Instituto Médico Saúde XXI nas
Caldas da Rainha. “Estou a
dividir o meu tempo entre os
dois espaços. Nas manhãs
estou na Visão XXI e à tarde
na Saúde XXI”, disse, Paulo
Cenicante, revelando que no
que diz respeito ao serviço de
oftalmologia não deixa de ser
o mesmo projeto com o mesmo rigor e profissionalismo.
Este responsável frisou que
existe uma separação muito
nítida entre os serviços médicos da área de oftalmologia e
a vertente comercial da ótica.
“Uma pessoa que vai ao
médico é livre de comprar os
óculos onde quiser, isto é a
postura que eu acho correta e
faço questão de explicar isso
aos meus doentes”, afirmou,
o médico especialista.
A Visão XXI tem também
consultas de optometria com
a técnica superior Marina
Jorge. “A optometria é uma
licenciatura nas ciências da
visão e faz uma avaliação da
visão. A oftalmologia é uma
especialidade de medicina
que estuda e trata as doenças relacionadas à visão”, explicou, Paulo Cenicante.
Tanto a Opticalia como
a Visão XXI estão equipados
com toda a nova tecnologia e
equipamento de topo. O investimento que foi superior a 300
mil euros, tendo como objetivo a melhoria da oferta dos
serviços óticos oftalmológicos prestados nas Caldas da
Rainha. Têm acordos com
várias seguradoras de saúde
e com a Associação Nacional
dos Óticos.
Este estabelecimento está
aberto de segunda a sextafeira das 9h30 às 19h00 e
aos sábados das 9h00 às
13h30.
Está instalada em Alfeizerão, na Rua 25 de Abril,
a Ótica Milénio, que também tem estabelecimento
na Benedita (Ótica XXI). A
gerência da Clinovisão tem
também como estratégia expandir a Opticalia abrindo
outras lojas.
Situada na rua mais emblemática da cidade,
na Almirante Cândido dos Reis n. 81 (Rua das Montras)
18
MAIS OESTE RÁDIO
JORNAL DAS CALDAS
07 de janeiro 2015
POLÍTICA
07 de janeiro 2015
JORNAL DAS CALDAS
19
Progressão na carreira autorizada
a 44 funcionários da Câmara do Bombarral
O Tribunal Administrativo
de Leiria anulou uma decisão da câmara do Bombarral
que impedia a progressão na
carreira de 44 trabalhadores
do município, de acordo com
uma sentença a que a Lusa
teve acesso na semana passada.
A sentença considera «totalmente procedente» a ação
encetada pelo Sindicato dos
Trabalhadores da Administração Pública (STAL) em representação de 44 trabalhadores
da câmara do Bombarral.
Em outubro de 2009, por
deliberação do executivo então liderado por Luís Camilo
Duarte (independente eleito
pelo PSD), foi aplicada aos
trabalhadores a Opção Gestionária para efeitos de progressão na carreira, o que
permitiu a sua passagem
para o escalão seguinte ao
que em que se encontravam,
com o consequente aumento
remuneratório.
A decisão, tomada no final
do mandato, veio, no entanto,
a ser considerada nula pelo
executivo atual, liderado por
José Manuel Vieira (PSD),
que entendeu existirem ilegalidades no processo e de-
terminou que os funcionários
fossem reposicionados no
escalão que anteriormente
ocupavam.
A decisão foi contestada pelos trabalhadores, os
quais pediram ao tribunal a
impugnação da deliberação
que determinou a nulidade
da aplicação da Opção Gestionária e, consequentemente «o reposicionamento dos
trabalhadores em posição
remuneratória inferior», pode
ler-se no processo.
Uma pretensão atendida
pelo Tribunal Administrativo e Fiscal de Leiria (TAFL),
cuja sentença determinou a
anulação da segunda deliberação do executivo, considerando entre outros pontos
que os trabalhadores não foram ouvidos sobre a decisão
que travou as progressões
na carreira e diminui os vencimentos.
Contactado pela Lusa, o
vice-presidente da câmara,
Nuno Mota (PSD), afirmou
que o gabinete jurídico da
autarquia «está a analisar a
sentença que é muito extensa [52 páginas] e só depois
decidirá se irá ou não recorrer».
De acordo com Nuno
Mota, a câmara desconhece
quantos dos 175 funcionários
da autarquia poderão estar
abrangidos pelo reposicionamento já que «alguns cumpriam os requisitos e progrediram na carreira e noutros
casos a situação já não se
aplica, porque já se reformaram».
Independentemente dos
valores que a autarquia tenha
que pagar aos trabalhadores,
o anterior presidente, e atual
vereador, Luís Camilo (agora eleito pelo PS) discorda
da possibilidade da câmara
recorrer da sentença, já que
«esta situação já trouxe graves prejuízos quer para os
trabalhadores quer para a
própria câmara onde há um
ambiente de desconfiança e
de desmotivação».
Nos documentos analisados pelo tribunal, a Opção
Gestionária incluía 158 funcionários, 60 dos quais atingiram em 2010 a pontuação
necessária para a alteração
do seu posicionamento.
Os restantes verão a sua
posição revista se a câmara
não recorrer da sentença,
mas, segundo Nuno Mota,
Auditoria à câmara
da Nazaré diz que há
dívidas não declaradas
do anterior executivo
Uma auditoria externa encomendada pela câmara da
Nazaré conclui pela existência de 5,3 milhões de euros
em dívidas não declaradas
pelo anterior executivo municipal, mas o então presidente diz que as faturas foram
registadas, embora fora do
prazo legal.
A auditoria, a que a Lusa
teve acesso, incidiu sobre os
registos contabilísticos referentes ao período entre janeiro de 2011 e outubro de 2014
e conclui pela existência de
diferenças entre “os passivos
evidenciados nos vários mapas de reporte contabilístico
e as listagens de faturas registadas”.
De acordo com o relatório, faturas relativas a dívidas
decorrentes de aquisições de
bens e serviços, efetuadas
entre 2003 e 2011, no valor
de 3 049 176,31 euros, só foram registadas “entre 2012 e
31 de outubro de 2014”.
Ainda segundo o mesmo
relatório, a situação repetiu-se
nos anos seguintes, com dívidas no valor de 1 233 074,90
euros, datadas de 2012, a só
aparecerem registadas em
2013, e dívidas de 2013, no
valor de 1 023671,97, só registadas em 2014.
A auditoria, encomendada
pelo atual presidente, Walter
Chicharro (PS) à empresa
BDO & Associados “veio demonstrar que não foi declarada dívida superior a cinco
milhões de euros, o que já
não deveria existir, de acordo
com a lei geral, e que se torna ainda mais gravoso após
a publicação da Lei dos Compromissos”.
Contactado pela Lusa, o
anterior presidente, Jorge
Barroso (PSD), afirmou não
ter havido “qualquer ocultação de dívida” já que “o registo das faturas foi feito, embora não na altura certa”.
O então presidente disse
ter também, enquanto líder
do executivo, “encomendado
uma auditoria externa, por
considerar que os serviços
estavam a ter dificuldade em
controlar toda a dívida” e da
qual terá saído “o conhecimento desses valores em
dívida que foram registados
assim que possível”.
Nesse sentido, afirmou
que “esta auditoria [da BDO]
não encontrou nada que não
fosse já do conhecimento de
toda a gente”.
O atual executivo camarário tinha impedido a passagem para o escalão seguinte
a decisão só será divulgada
durante o mês de janeiro.
PS quer
indemnização aos
trabalhadores
Em comunicado, a concelhia do PS, refere que espe-
ra que a maioria PSD "saiba
reconhecer a tempo o grave
erro que cometeu e rapidamente repare a situação, pagando aos trabalhadores o
que lhes é devido".
Para os socialistas, "os
maiores atrasos na resolução
deste assunto só contribuirão
para agravar a desconfiança
entre os trabalhadores e a
sua entidade patronal e aumentar os custos e consequente dificuldade financeira
na liquidação destes compromissos".
Nas contas do PS e agora que o município perdeu a
ação judicial, ao fim de quatro
anos, os custos para a autarquia "ultrapassam os 600 mil
euros".
Orçamento da Nazaré
aprovado com
48,8 milhões de euros
A Assembleia Municipal
da Nazaré aprovou, a 30 de
dezembro, por maioria (14 a
favor e 9 contra) as Grandes
Opções do Plano para o
triénio 2015-2017, documento que inclui o Plano Plurianual de Investimentos e o Plano
de Atividades, assim como
o Orçamento do Município
da Nazaré para o exercício
económico de 2015.
Com um orçamento de
48,8 milhões de euros, a
gestão
autárquica
(PS)
aponta a sua atuação para a
economia e emprego, educação e formação, juventude,
cultura e desporto, solidariedade e ação social, qualidade
de vida urbana e reabilitação
urbana e patrimonial da Nazaré e gestão de candidaturas
a fundos comunitários, entre
outras áreas, num novo ano
que será marcado, como admite, por “dificuldades”.
“Reconhecemos que as
metas são ambiciosas, mas
não são mais que as efetivas necessidades locais (…),
devendo 2015 ser, ainda, um
ano de “dificuldades e constrangimentos”, com o esforço da atual gestão autárquica
voltado para “aliviar a pressão
da dívida” ao mesmo tempo
que se irá deparar com “os
constrangimentos
exigidos
às populações”.
De acordo com a nota
introdutória do documento,
este “reflete as opções estratégicas definidas pelo executivo, conjugado com o Plano
de Ajustamento Financeiro,
aprovado pela Câmara e Assembleia Municipal da Nazaré, em outubro de 2012, e
que atualmente se encontra
em análise pela DireçãoGeral do Tribunal de Contas,
para concessão do visto dos
respetivos empréstimos no
âmbito do PAEL – Programa
de Apoio à Economia Local”.
Autarcas do PS contra ausência
de obras em Santo Onofre
n
Apesar das dificuldades
esperadas, a atual gestão
autárquica elege como objetivos de atuação “equilibrar as
contas municipais, garantir a
operacionalidade dos equipamentos municipais e garantir
as funções básicas municipais”.
“Este executivo ambiciona transformar a Nazaré
num município que trilhe os
caminhos do desenvolvimento (…), um território focalizado na atividade marítima,
sem descurar a riqueza que
a terra nos dá. Este é um
concelho repleto de história,
com enorme potencial para
proporcionar qualidade de
vida aos seus munícipes, moradores e visitantes, amigo
do ambiente e focalizado no
Planeamento do meio rural
e urbano”, lê-se ainda no
documento que apresenta as
Grandes Opções do Plano.
“2015 é o ano do fim de umas obras que deveriam ter terminado nos princípios de 2014. Agora que se prepara por aí uma volúpia de inaugurações, não nos esqueçamos dos fundamentos desta obra: Executar um programa de regeneração urbana investindo um orçamento milionário apenas numa das freguesias, deixando na sombra metade da cidade não é apenas uma
oportunidade perdida. É uma idiotia completa”, manifestam os vereadores do PS na Câmara das Caldas, Rui Correia e Jorge Sobral.
20
OPINIÃO
JORNAL DAS CALDAS
Luis Manuel Tudella
Características da moeda
Anv: Apresenta no centro
do campo a figura do poeta
Fernando Pessoa, sob um
fundo constituído por um padrão em que se repete a frase "A minha Pátria é a minha
Língua". No campo inferior,
representa-se o mar e, por
cima deste, o escudo nacional assente na esfera armilar; junto ao bordo inferior da
moeda, encontra-se a legenda "República Portuguesa 2009".
Rev: Apresenta no campo
central a imagem estilizada
de Camões e o valor facial
em duas linhas "2,50 Euro";
como elementos de fundo,
surgem linhas que se cruzam com mapas antigos, no
campo inferior é representado o mar e na orla da moeda
inscreve-se a legenda "Língua Portuguesa e Património
Cultural".
Autor: José Simão.
Moeda corrente:
Valor facial 2,50 Euro;
CN; Dia. 28 mm; Peso 10 g.;
Bordo serrilhado. Cunhagem
150.000 exemplares.
Moedas de Prata proof;
Valor facial 2,50 Euro; Ag:
925/1000 de toque; Dia 28
mm; Peso 12 g.; Bordo serrilhado. Cunhagem de 15.000
exemplares.
07 de janeiro 2015
A última moda
Numismática
Moedas Portuguesas
Comemorativas do Euro
A língua portuguesa, também designada português,
é uma língua românica flexiva tendo a sua origem no
galaico-português falado no
Província da Galiza e no norte de Portugal. Com a criação do Reino de Portugal em
1139 e a expansão para o sul
como parte da Reconquista
deu-se a difusão da língua
pelas terras conquistadas e
mais tarde, com as descobertas portuguesas, para o
Brasil, África e outras partes do mundo. O português
foi utilizado, naquela época,
não somente nas cidades
conquistadas pelos portugueses, mas também por muitos
governantes locais nos seus
contactos com outros estrangeiros poderosos. Especialmente nessa altura a língua
portuguesa também influenciou várias línguas.
É uma das línguas oficiais
da União Europeia, do Mercosul, da União de Nações SulAmericanas, da Organização
dos Estados Americanos, da
União Africana e dos Países
Lusófonos. Com aproximadamente 280 milhões de falantes, o português é a 5ª língua
mais falada no mundo, a 3ª
mais falada no hemisfério
ocidental e a mais falada no
hemisfério sul da Terra.
Durante a Era dos Des-
cobrimentos, os marinheiros
portugueses levaram o seu
idioma para lugares distantes. A exploração foi seguida
por tentativas de colonizar
novas terras para o Império
Português e, como resultado, o português dispersou-se
pelo mundo. Brasil e Portugal
são os dois únicos países
cuja língua primária é o português. Entretanto, o idioma é
também largamente utilizado
como língua franca nas antigas colónias portuguesas de
Moçambique, Angola, GuinéBissau, Cabo Verde e São
Tomé e Príncipe, todas situadas no continente africano.
Além disso, por razões históricas, falantes do português
são encontrados também
em Macau, Timor-Leste e em
Goa, mas em escala ínfima.
O português é conhecido
como "a Língua de Camões"
(em homenagem a uma das
mais conhecidas figuras literárias de Portugal, Luís Vaz
de Camões, autor de "Os
Lusíadas". Miguel de Cervantes, o célebre autor espanhol,
considerava o idioma "doce e
agradável”.
Fernando Pessoa disse:
«A minha pátria é a língua
portuguesa». O seu génio expressou-se também, inúmeras vezes, em língua inglesa – mas aquele que viria a
tornar-se o mais internacional
dos escritores portugueses
sabia que cada língua tem a
sua cor, a sua luz e a sua música própria.
Fontes:pt.wikipedia.org/
wiki/Língua portuguesa; História da língua portuguesa e
galaico-portuguesa; INCM;
coleção particular do autor.
Pagar 12 euros
sem ter gasto luz
Recebi uma fatura detalhada da EDP,
referente a uma garagem particular, nas
Caldas da Rainha.
O consumo foi
zero, mas o que se
paga são 12,03 euros!
Até cobram contribuição audiovisual e
tudo! Com negócios
destes, também eu!
Fernando
Santa-Bárbara
Fatura mostra como é o que valor foi atingido
n
Como é importante conhecer a moda! Roupas para
elas, automóveis para eles
são uma presença obrigatória nas páginas das revistas
e jornais. Há no entanto uma
lacuna antropológica lamentável. Não se fala na moda
da alma. Sim! Não nos faltará um figurino que nos guie
no bem estar da alma? Que
é adequado à alma humana
usar neste tempo que nos
toca viver?
Sem dúvida que o tema
da família está de moda. A
unidade do casal deve estar
sempre presente nas várias
estações da vida e deve ser
oferecida à sociedade como
um bem precioso. A harmonia
entre os pais é uma riqueza
para os filhos e deve ser respeitada e fomentada por parentes, amigos, patrões e colegas de trabalho. Já muito
se tem falado e escrito sobre
os mártires da indissolubilidade do matrimónio, começando por S. João Batista, embora José do Egito também
tenha ficado para a história
ao resistir às seduções da
mulher do faraó, arriscando
o cativeiro caso surgisse um
falso testemunho por despeito, como veio a suceder. José
respeitou o casamento do
faraó. E ainda não existiam
sacramentos!
A moda da defesa da uni-
dade matrimonial ganhou
um novo impulso no séc. XX
graças ao martírio do Pe. Maximiliano Kolbe. Este sacerdote, agora santo, deu a sua
vida em troca da de um outro prisioneiro, no campo de
concentração de Auschwitz,
porque este tinha mulher e
filhos. Com esse gesto, S.
Maximiliano protegeu não só
a unidade do casal como a
da família. Aquele prisioneiro
voltou para a sua mulher e
filhos. Todos juntos de novo!
Por isso, poderíamos chamar
a S. Maximiliano, com justiça,
o protetor da unidade familiar.
Este é um facto conhecido, mas os nossos tempos
foram bem marcados por esta
moda de embelezar a alma.
Os episódios são muitos e
variados, embora não sejam
objeto de notícias mediáticas.
Quantas mulheres não levam
uma vida cheia de dificuldades, devido aos maltratos e
infidelidades do marido, por
amor aos filhos? E o mesmo
se pode dizer em relação aos
homens com as suas mulheres. A heroicidade destas
pessoas tem valor acrescentado, pois a sua paciência e
generosidade não é protegida nem respeitada pelas
leis humanas e nem sequer
compreendida. A sua fortaleza é considerada fraqueza e,
por vezes, os conselhos de
falsos amigos vão no sentido
de imitar o comportamento
agressivo e infiel do cônjuge.
A moda para empresários,
também iniciada no séc. XX,
consiste em dar trabalho a
pessoas casadas, homens
ou mulheres, facilitando-lhes
horários compatíveis com as
suas responsabilidades familiares. Isto porque também os
empresários devem aspirar à
santidade, sacrificando lucros
desonestos ou a exploração
dos seus colaboradores. E
até os vizinhos idosos podem
“usar” modelos de santidade
familiar, ao ajudarem a entreter as crianças do seu prédio, ao se oferecerem para
ficar com o bebé constipado
enquanto a mãe vai às compras, etc.
Os acessórios são um
complemento importante. Um
sorriso de compreensão fica
a condizer em qualquer momento de convívio e as palavras obrigada, se faz favor e
perdão, sugeridas pelo Papa
Francisco, devem ter lugar de
honra no trato familiar.
Assim, aqui deixo estas
poucas sugestões da moda a
seguir, com a garantia de que
ficará bem à alma de qualquer um.
Isabel Vasco Costa
Vamos todos fazer greve?
O Homem, na sua busca por uma vida melhor nas
relações interpessoais, vai
buscando
mecanismos,
processos e ferramentas
que permitam uma coexistência pacífica, onde os direitos de uns e de outros
não sejam espezinhados.
Com o advento da liberdade
do ser humano, vão-se criando Leis dos Homens que,
procuram essa equidade de
direitos e deveres.
Quando o diálogo falha, geralmente as pessoas
revoltam-se e fazem greve,
não trabalhando, paralisando, prejudicando aqueles que
nos prejudicam.
E se todos fizermos greve… espiritual?
Os regimes políticos, democráticos, buscam, pelo
menos em teoria, ir de encontro aos anseios da sociedade,
procurando leis justas e equitativas, que sirvam a todos
de igual modo. Mesmo nesse
trajeto, os desencontros de
opinião são muito grandes e,
quando extremadas as posições, existem mecanismos
de se tentar “forçar” o “opositor” a ceder ao nosso ponto
de vista.
Um desses mecanismos
é a greve, um direito social
consagrado na “Lei Fundamental” do país. As pessoas
não trabalham, provocando
prejuízos àqueles que os prejudicam, acabando todos por
serem prejudicados.
A greve, mecanismo abençoado para que os trabalhadores não sejam escraviza-
dos pelos patrões, não deixa
de refletir uma certa inferioridade da evolução social da
humanidade.
Com bom senso e, não fazendo ao próximo o que não
gostaríamos que nos fizessem, como Jesus de Nazaré
aconselhava, colocando-nos
na posição do outro, facilmente os pontos de vistas
seriam ultrapassados, se os
interesses comuns estivessem acima dos interesses
pessoais. No entanto, o egoísmo, mãe de todos os defeitos que o ser humano possui,
ainda vige no coração do Homem, que assim, estertora na
vida, procurando equilíbrio e
equidade onde ela não está
– nos interesses de um determinado grupo ao qual se
pertença.
Tal posição egoísta (mesmo que corporativa) conduz a
lutas, a posições extremadas,
como se a vida fosse uma batalha constante de uns contra
os outros.
Na sua miopia espiritual, o
homem faz da vida um fardo,
quando as suas energias poderiam ser canalizadas para
o bem comum.
Quando assim for, as leis
dos homens aproximar-se-ão
das leis divinas (veja-se “O
Livro dos Espíritos” de Allan
Kardec) e assim, evoluindo
espiritualmente, o bem comum estará acima dos interesses pessoais, já que o
egoísmo será paulatinamente
transmutado em fraternidade,
à medida que o homem for
evoluindo em espiritualidade.
Nessa altura, não fará sentido a greve constar das leis
dos homens, pois todos os
conflitos serão solucionados
com bom senso, equilíbrio e
senso do bem comum.
Com o fluir da Vida, através das múltiplas reencarnações, esse estado social será
uma realidade, à medida que
Espíritos mais evoluídos forem voltando à Terra, no lugar
dos Espírito egoístas que,
reencarnarão em planetas
menos evoluídos e mais de
acordo com a sua evolução
moral.
Até lá, podemos ir fazendo
o nosso trabalho de casa.
Por isso, propomos que,
em 2015 todos nós façamos
greve ilimitada, à satisfação
dos nossos interesses egoístas, façamos greve ilimitada
ao orgulho, ao ódio, à vaidade, à inveja, à intolerância, à
incompreensão, à maldade, à
maledicência, à violência de
todo o matiz, içando bem alto
a bandeira da Paz que todos
dizemos querer como envoltório social.
Façamos pois a nossa
parte.
A cada um de acordo com
as suas obras, já nos dissera,
há mais de dois mil anos, Jesus de Nazaré.
Se levarmos por diante
este desiderato, teremos sem
sombra de dúvidas, a mais
bela e abençoada greve de
todos os tempos, em toda a
Humanidade!
José Lucas
OPINIÃO
07 de janeiro 2015
Seguros para
equipamentos eletrónicos
Com o constante desenvolvimento tecnológico, os
computadores pessoais, os
portáteis e os telemóveis são
produtos cada vez mais aliciantes e necessários, e temse verificado uma tendência
para a procura de seguros
destes bens.
Esta procura justifica-se
pelo valor destes produtos,
pelo aumento da criminalidade em particular os furtos
deste tipo de equipamentos,
bem como, pelo facto de aumentar as garantias relativamente ao produto adquirido,
já que a garantia legal de dois
anos se limita a cobrir defeitos de fabrico, anomalias
que surjam, e estes seguros
procuram abranger outras
eventualidades, como por
exemplo o roubo, furto, danos acidentais. Por isso, estes seguros são vistos como
um complemento à garantia
legal. Na maioria dos casos
é um serviço associado às lojas, e a subscrição dos seguros é efetuada no momento
da aquisição.
Contudo, este tipo de seguros sofrem diversas limitações no que toca às coberturas propriamente ditas.
Geralmente, os contratos
de seguros de computadores,
telemóveis referem que ficam
garantidas as coberturas de
roubo, furto (por arrombamento) e danos acidentais,
mas excluem uma série de
situações relacionadas com
estas coberturas.
Em muitos casos excluem
a situação de furto simples,
ou seja, a simples subtração
do produto, o simples desaparecimento do equipamento seguro. Referindo que
apenas cobrem situações de
furto por arrombamento. O
exemplo típico deste tipo de
furto é o assalto a um veículo com o intuito de furtar um
computador ou telemóvel que
se encontra no seu interior.
Ainda assim, nos arrombamentos de veículos para
furtar bens que estão no seu
interior, a seguradora apenas
se responsabilizará se esta
situação ocorrer durante o
dia e se o equipamento estiver em lugar oculto, pois caso
contrário consideram que o
consumidor facilitou o furto,
ou seja, foi negligente e não
teve os devidos cuidados.
Acrescentamos ainda que
só estamos perante uma
situação de roubo caso se
demonstre que foi empregue
violência. A simples subtração de coisa alheia, sem que
haja violência, perfaz uma situação de furto simples.
Estamos perante seguros
que são vantajosos no sentido de que o consumidor tem
uma garantia mais alargada
do produto adquirido, embora
com algumas limitações.
Neste sentido, aconselha-se uma leitura atenta do
contrato proposto pela seguradora, de modo a perceber
quais as situações que exatamente estão cobertas pelo
seguro, e assim decidirem de
forma mais consciente se valerá a pena pagar mais para
ter aquele seguro. Deverão
ter em atenção as exclusões
aplicáveis às coberturas previstas no contrato.
Como consumidores deverão ter uma atitude preventiva, e adquirir estes serviços
apenas se estiverem esclarecidas as suas condições de
cobertura.
Caso tenham subscrito um
seguro deste tipo e ocorra um
roubo, ou um furto devem fazer prova do sinistro através
dos seguintes documentos
ou informação: uma carta,
dirigida à seguradora, descrevendo especificamente as
circunstâncias do sinistro, e a
fatura de compra do equipamento seguro.
Ingride Pereira
Jurista da DECO
JORNAL DAS CALDAS
21
ORA TOMA! é um espaço
dedicado inteiramente à opinião dos leitores.
O parecer dos nossos leitores é relevante e por isso
queremos que todos participem nesta iniciativa do JORNAL DAS CALDAS.
Partilhe ideias ou situações que considera importantes denunciar. Não hesite
e envie-nos as fotos e texto
para:
[email protected]
Depois da celebração
da passagem de ano na
Praça da Fruta, em algumas ruas em redor eram
visíveis os vestígios de
uma noite bem regada,
com garrafas no chão ou
no parapeito de janelas.
Será que os foliões que
estiveram no centro da
cidade das Caldas da Rainha não sabem que o lixo
se deve meter nos respetivos contentores ou não os
encontraram?
Em caso de dúvida, contacte a Delegação Regional
de Santarém da DECO, sita
na Rua Pedro de Santarém,
nº 59 – 1º Dto., ou através do
telefone 243 329 950.
Garrafas do festejo da passagem
de ano na Praça da Fruta
n
Nós que somos vizinhos
temos de nos ajudar
A história verídica passouse há muitos anos, mas é
sempre atual.
Numa aldeia do Estado de
Michigan nos Estados Unidos, um camponês ia para
casa no seu carro, já muito antigo e em mau estado,
mas o dinheiro não dava para
comprar outro.
Ao passar viu um carro de
marca Ford, topo de gama na
altura, e dentro o dono – nada
mais nada menos que o dono
da Fábrica Ford, um magnate
da indústria automóvel, muito contrariado porque o carro
avariou.
O camponês parou, saiu
do seu carro e aproximou-se
do carro de Henry Ford.
- Senhor Ford, precisa de
alguma coisa?
Henry Ford um pouco surpreendido, perguntou:
- O senhor conhece-me?
- Sim, diz o camponês, eu
moro com a minha mulher e
os meus filhos no casebre
mesmo ao lado do seu palacete, aqui na vila.
- Henry Ford então pediulhe: pode dar-me uma boleia
até casa, para eu mandar cá
o meu motorista ver se resolve o problema?
- Com todo o gosto, senhor Ford, só que vai notar a
falta de conforto no meu velho calhambeque.
- Isso não conta, o que
conta é o favor que me fez.
- Mas senhor Ford, se nós
que somos vizinhos não nos
ajudamos, mal vai o mundo.
Deixando o seu passageiro em casa, o camponês dirigiu-se para o seu casebre.
Na manhã seguinte, quando ia a sair para o seu trabalho, encontrou à sua porta
um magnífico carro de marca
Ford, com esta mensagem:
«se nós que somos vizinhos
não nos ajudamos, mal vai o
mundo».
Como disse esta história
verdadeira, mas antiga, serve-me para uma outra recente do mesmo teor.
Morava num apartamento
de uma casa, onde também
vivia no seu a senhoria.
Dávamos de um modo excelente. Recordo, que quando mudamos, o meu pai que
andava adoentado ao fim de
16 dias faleceu. O vizinho do
andar de cima, que era paralítico, foi o primeiro a aparecer para apresentar condolências.
Se alguém ao fazer o
jantar sentia a falta de uma
cebola, por exemplo, batia à
porta do vizinho e resolvia o
seu problema.
A minha mãe adoeceu
gravemente, com uma doença oncológica e não era con-
veniente deixá-la só. Quando
acontecia que a empregada
externa já tinha saído e eu
precisava de qualquer coisa, bastava ligar o telefone e
pedir a uma vizinha se me ia
comprar o necessário para eu
não deixar a minha mãe só.
O filho mais novo da senhoria fez 18 anos e ia dar
uma festa. A senhoria andou
por todos os andares a pedir
compreensão para algum barulho feito fora de horas. Pediu também se deixávamos
ocupar a nossa garagem com
algum carro dos convidados.
Mas as coisas mudaram
para pior, se bem que me
pareça que estão a melhorar.
A senhoria resolveu transformar o prédio em propriedade
horizontal e de uma a mandar, passaram a mais de 20.
Ninguém se cumprimentava ao cruzar nas escadas
ou no elevador; 40 cm de um
carro colocado fora da garagem dava logo queixa ao
administrador, por algum morador quezilento, etc.
Registo com agrado que
as coisas estão a melhorar –
talvez porque, nós os antigos
moradores, já temos mais cabelos brancos do que tínhamos na altura….
Maria Fernanda Barroca
Abrigo sénior em Peniche vandalizado
O abrigo sénior, na Ribeira Velha, em Peniche, foi constantemente vandalizado desde a sua
montagem, há quatro anos. É lamentável que os vândalos escolham como alvo um equipamento
pago com dinheiros públicos. Chegou a hora da Junta de Freguesia de Peniche e/ou a Câmara
Municipal decidirem o que fazer. Continuar a reparar este abrigo vezes sem conta ou, pura e
simplesmente, retirá-lo deste local, para que a imagem transmitida a quem visita Peniche seja
bem diferente.
Porcaria e só porcaria
No tempo de El-Rei, grupos de cortesãos, íntimos de Sua Majestade, influenciavam nocivamente nos negócios do
Reino.
Eram as camarilhas...
... Que, implantada a República, grassam País fora, raiando por todo o Mundo,
agora bem estruturadas com redes sociais, internet e outras trampas resultantes da computorização... e... cuidado!...
com drones e robot’s, não tarda nada, a
escravatura e a pena de morte vão ser a
vida comum.
P.P.P. com, cada vez mais, privatiza-
ções, enchem, com rentáveis ações, os
cofres das camarilhas que nos esfolam
com trabalho precário, embebedando-nos
com raspadinhas, donativos (?!!!), endeusamento de narcisos, que, usando a autolatria, se lambem em museus e estátuas
que enxovalham os antigos e verdadeiros
heróis, recorrendo a barrigas de aluguer
para se lavarem de ser filhos da p...
José Luiz Cavaco Ferreira
22
REGIONAL
JORNAL DAS CALDAS
07 de janeiro 2015
Espetáculo “Uma Viagem
ao Mundo da Disney”
Concerto de Ano Novo
em Peniche
beleza da igreja enaltecida neste concerto
Atuação no Teatro Eduardo Brazão
A banda do Círculo de Cultura Musical Bombarralense apresentou na noite do passado sábado o espetáculo “Uma Viagem ao Mundo da Disney”, no Teatro Eduardo Brazão, no Bombarral.
Em palco estiveram cerca de 50 músicos, com a participação dos cantores Marcel Falé e
Pedro Barreto.
Temas dos filmes Shrek, Tarzan, A pantera cor de rosa, entre outros, foram ouvidos.
Festa de Santo Amaro
em Alfeizerão
Entre 14 e 18 de janeiro
vai decorrer a Festa de Santo Amaro, em Alfeizerão. Um
evento tricentenário, também
conhecido como Festa dos
Pinhões.
O Dia do Balão é a 14 de
janeiro, altura em que, pelas
22h, é feito o lançamento do
balão, seguindo-se a atuação
da Banda Filarmónica do Cadaval, no coreto.
A 15 de janeiro, Dia de
Santo Amaro, pela manhã
haverá recolha dos tabuleiros, onde se incorporará a
juíza da festa, com acompanhamento da filarmónica. Às
14h30 será celebrada missa
na capela de Santo Amaro,
havendo depois procissão e
atuação da banda. Às 22h
será lançado fogo de artifício e pelas 22h30 atua Bico
d’Obra, seguindo-se dj Jay
C.
O Dia de Santo Amarrado é a 16 de janeiro, com a
filarmónica do Cadaval a percorrer de manhã as principais
ruas da vila. Às 14h30 haverá missa e depois procissão,
com regresso das imagens
à igreja matriz, terminando
na capela. Pelas 17h, atua
a banda e pelas 19h será a
cerimónia da entrega da bandeira à futura comissão de
festas. À noite atuam o Grupo
AF e o dj Hugh Bernardo.
A 17 de janeiro celebra-se
o Dia da Música da Fatia e da
Nazaré. Pelas 13h30 ocorre
a concentração da tradicional
n
Música da Fatia, pelas 16h
atua o Rancho “Tá-Mar” da
Nazaré e às 18h30 o grupo
de folclore “Nazaré Mar”. A
banda Xeques e o dj Crunxer
animam a noite.
No Dia de Encerramento,
pelas 9h30 haverá passeio
pedestre, e à tarde palhaços
Pedrito & Companhia, duo AZ
+ I e sorteio dos prémios das
rifas. Pelas 21h atua Custódio Gonçalves, acompanhado
das suas bailarinas, havendo
ainda baile com AZ + I até à
meia-noite.
Haverá serviço de restaurante para almoços e jantares, e quermesse. A organização cabe à comissão de
festas de Alfeizerão 2014/15
“Alfeizerão Dinâmica”.
talhões individuais, a título
gratuito e temporário, árvores
de fruto distribuídas pela horta, pontos de água coletivos
destinados à rega das culturas, tanque para aproveitamento de águas pluviais, instalação de equipamento de
apoio para armazenamento
de utensílios e produtos hortícolas e um espaço destinado
à compostagem.
A população em geral
pode concorrer, dando-se
Coro dos Antigos Orfeonistas da Universidade de Coimbra
cantar com eles no Céu. Mas
um pouco do Céu já se ouve,
quando vós cantais”.
n
Candidaturas abertas
para a horta comunitária
de Peniche
Até 16 de janeiro estão
abertas as candidaturas para
a Horta Comunitária de Peniche, equipamento municipal composto por 30 talhões
individuais com a área de 30
m2 cada. Situa-se no Sítio da
Bica (próximo das piscinas
municipais) e é um espaço
que se destina ao desenvolvimento de atividades agrícolas de subsistência.
Os 30 utilizadores selecionados beneficiarão de
Decorreu no passado sábado, na Igreja de São Pedro, em Peniche, o Concerto
de Ano Novo promovido pela
Câmara Municipal de Peniche, com a participação do
Coro dos Antigos Orfeonistas
da Universidade de Coimbra.
Este Coro, constituído por
antigos estudantes da Universidade de Coimbra, garantiu
um serão com um reportório
primorosamente selecionado,
cujas interpretações fizeram
recordar as palavras proferidas pelo Papa Francisco, no
Vaticano, aos membros do
Coro: “Dos Anjos, diz-se que
cantam no Céu... Nós andamos a ensaiar na terra, para
prioridade a residentes com
proximidade do local de implementação da horta comunitária, beneficiários do rendimento social de inserção,
desempregados, famílias numerosas (com seis ou mais
elementos) e idosos com
mais de 65 anos.
Os candidatos devem preencher uma ficha no setor de
planeamento e intervenção
social da Câmara de Peniche.
Igreja cheia
Público aplaudiu bastante
Carlos Tiago
REGIONAL
07 de janeiro 2015
AIRO divulga candidaturas
aos fundos europeus
do Portugal 2020
A Associação Industrial da
Região Oeste está a divulgar que as empresas podem
candidatar-se aos fundos europeus do Portugal 2020.
O Programa Operacional
Competitividade e Internacionalização (COMPETE 2020),
abriu no dia 30 de dezembro
o período de apresentação
de candidaturas a dois concursos, no âmbito dos Incentivos à Qualificação e Internacionalização das PME, que
decorre até 13 de fevereiro
e cujos resultados serão conhecidos em maio.
Estes primeiros concursos
destinam-se a Projetos Conjuntos de Internacionalização
(Aviso N.º 1) e Projetos Conjuntos de Qualificação das
PME (Aviso N.º 2). Os Projetos Conjuntos são programas
estruturados de intervenção
num conjunto de PME, visando a capacitação das mesmas por via da superação de
um problema ou desafio que
é comum a um conjunto de
empresas ou fileira. Envolvendo no mínimo 10 PME,
são promovidos por entidades públicas ou privadas sem
fins lucrativos, de natureza
associativa e com competências específicas dirigidas às
PME, por exemplo pelas associações empresariais.
Estes concursos integram-
se no eixo II do Programa
Operacional da Competitividade e Internacionalização
que visa o reforço da competitividade das PME. O desenvolvimento e reforço das capacidades internas das PME
nos domínios da internacionalização e da qualificação
constituem prioridades desse
eixo, com vista ao aumento da base e da capacidade
exportadora e da visibilidade
internacional das PME, bem
como à melhor preparação
das PME para desenvolverem processos de inovação,
críticos para a sua competitividade.
“corre um abaixo-assinado
para resolver o problema que
afeta a população que tem
que se deslocar à Nazaré
para ser atendida pelo médico”, disse à Lusa o presidente
da junta, José Filipe (PS).
De acordo com o autarca
a situação “arrasta-se desde
2011” quando o polo de saúde foi encerrado por “falta de
médico e enfermeiro”.
A falta do médico acabou
por ser colmatada com a contratação de um clínico que
está a dar as consultas na
Nazaré, disse o autarca, lembrando que não há pessoal
administrativo suficiente.
Além do abaixo-assinado
em que a população exige a
23
Adega Cooperativa
da Vermelha em busca
de novos mercados
n
População de Famalicão
quer Centro de Saúde
reaberto
A Assembleia Municipal da
Nazaré aprovou uma moção
em que a população exige
ao Governo a reabertura do
Centro de Saúde de Famalicão, encerrado desde 2011
por falta de médico e pessoal
administrativo.
“A população está revoltada e indignada por, até à
presente data, não ter sido
solucionado este problema”,
refere uma moção que exige a reabertura do polo de
Famalicão da Unidade de
Saúde.
A moção, aprovada por
unanimidade na Assembleia
Municipal, na semana passada, foi proposta pela junta de
freguesia de Famalicão, onde
JORNAL DAS CALDAS
reabertura do polo em regime de permanência, a junta
vai agora enviar ao Ministério
da Saúde a moção em que
exige “o fim da situação de
discriminação que se vive na
freguesia” com mais de 1.400
habitantes, dos quais cerca
de 900 inscritos como utentes
daquela extensão de saúde.
Édefendida a “vinculação
de pessoal administrativo
adequado” num prazo de 30
dias, após os quais será promovida “uma mobilização da
população para fazer valer
a defesa dos seus direitos
numa manifestação” a realizar junto à residência do
primeiro-ministro, conclui a
moção.
Recolha de alimentos,
mantas e brinquedos
para canil
n
O grupo de voluntários do canil/gatil do Município da Nazaré promove uma recolha de
alimentos, mantas e brinquedos para o canil.
As ofertas podem ser entregues até 11 de janeiro no INN bar, na avenida Manuel Remígio, na Nazaré.
Baile em Rocha Forte
O Centro Cultural Desportivo e Recreativo de Rocha Forte, no concelho do Cadaval,
nos dias 23 e 24 de janeiro vai ter um baile a cargo do teclista Alexandre e do duo musical
Rodrigo e Filipa, respetivamente. As atuações terão início às 22h30.
A adega do concelho do Cadaval tem cerca de 600 associados a entregar uvas
Após ter eleito os novos
órgãos sociais, a Adega Cooperativa da Vermelha, agora
liderada por Rui Soares, está
empenhada em alcançar novos mercados internacionais
e, ao mesmo tempo, em consolidar os mercados onde já
está inserida. Integram ainda
a nova direção da adega Hélder Joaquim e Mário Rui Ribeiro, cabendo a presidência
da Assembleia Geral a Gonçalo Daniel.
Trata-se do terceiro mandato de Rui Soares como
diretor daquela cooperativa
vinícola, sendo que nos dois
anteriores esteve na qualidade de tesoureiro e vice-presidente.
Possuindo, em termos
globais, acima de um milhar
de sócios, a adega do concelho do Cadaval tem todavia
no ativo (ou seja, a entregar
uvas) cerca de 600 associados. “Este ano, até teve
menos, pois devido às condições climatéricas houve menos produção”, revelou Rui
Soares.
Outro fator que poderá
ter originado algum decréscimo produtivo teve que ver
com a reconversão verificada
nalgumas parcelas de vinha.
Porém, diz o responsável, “a
estimativa é de, no futuro, haver mais produção”.
“Este ano recebemos,
aproximadamente, cinco mil
toneladas de uva, enquanto
no ano passado essa quantidade situou-se nos sete
mil”, afirmou. Já no que toca
à quantidade de vinho escoado, a mesma salda-se entre 10 a 12 milhões de litros.
“Chegámos a comprar algum
vinho não só às nossas congéneres como a particulares,
para fazer face à procura por
parte dos nossos clientes.
Felizmente, temos clientes
em quase todo o hemisfério”,
realçou.
Segundo o presidente,
os vinhos da adega estão
atualmente presentes em
mercados tão diversos como
Inglaterra, Holanda, França,
Guiné, São Tomé, Moçambique, Angola, Brasil, Rússia,
Polónia, Macau, China e Lituânia.
“Estamos a tentar expandir
para outros países, tais como
a Argélia, África do Sul e Colômbia”, aponta o dirigente,
estando a adega a desenvolver um trabalho promocional
relevante nesse domínio.
Detentora de vários prémios ao longo dos tempos,
a adega recebeu o galardão
Prata, no 4.º Concurso de
Vinhos Leves da Região de
Lisboa (parceria da CVR Lisboa com o Município do Cadaval), decorrido no âmbito
da Festa das Adiafas 2014. O
vinho comemorativo dos 50
anos da adega (completados
em 2013) arrecadou o prémio
Ouro no Concurso de Vinhos
de Lisboa de 2014, organizado pela CVR Lisboa. Fora
de portas, Rui Soares refere
ainda uma medalha de Ouro
alcançada na Rússia e uma
de Prata na China.
Farmácias de serviço
Caldas da Rainha
Dia 7, Quarta – Maldonado (R. Sangreman Henriques, 12)
Dia 8, Quinta – Rosa (Av. 1.º de Maio)
Dia 9, Sexta – Perdigão (Bairro da Ponte)
Dia 10, Sábado – Rainha (Av. Engº Marcelo Morgado, 1-3)
Dia 11, Domingo – Caldense (Praça 5 de Outubro)
Dia 12, Segunda – Central (Praça da República)
Dia 13, Terça – Maldonado (R. Sangreman Henriques, 12)
O Jornal das Caldas não se responsabiliza por alterações
no calendário das farmácias de serviço das Caldas da Rainha
Registe-se gratuitamente e leia
em www.jornaldascaldas.com
24
DESPORTO
JORNAL DAS CALDAS
07 de janeiro 2015
Morgadinho acaba
Ricardo
carreira como futebolista Santo sai
do Caldas
| Francisco Gomes |
Hugo Morgado Dias (Morgadinho), antigo jogador do
Caldas Sport Clube e atualmente no Murteirense, resolveu terminar a sua carreira
desportiva como atleta.
“Chegou o dia. O dia que
ansiava não chegar, que pensava que ainda estava bem
distante, mas não. Desde que
cheguei a Associação Murteirense, tive vários problemas
de adaptação ao relvado sintético, em meia época foram
algumas as lesões, senti-me
sempre condicionado, e neste
momento encontro-me novamente lesionado. Uma lesão
grave que me impedirá de
dar o meu contributo à equipa nos próximos meses. Sei
que todos fizeram um grande
esforço para que fizesse parte do plantel Murteirense esta
época, e como não acho justo não poder contribuir para
ajudar o Murteirense a alcançar os seus objetivos, decidi
por término à minha carreira
desportiva como jogador”,
anunciou.
O jogador deixou “uma palavra de gratidão para todos
os clubes que representei,
em especial para o Caldas
Sport Clube, onde me formei e passei grande parte da
minha carreira, onde cresci
como homem, como atleta,
onde adquiri valores e competências que ficarão para o
resto da vida”.
“A todos aqueles que partilharam, vivenciaram, acompanharam e que conhecem
a minha maneira de estar e
de ser no futebol, sabem que
O jogador sénior Ricardo
Espírito Santo chegou a acordo com o Caldas Sport Clube
para obter a sua desvinculação,
revelou a newsletter da coletividade.
O Caldas Sport Clube desejou ao jovem atleta “as maiores
felicidades em futuros projetos,
quer pessoais quer desportivos”.
Futebol - Sorteios AFL
Torneio Distrital – Grupo B - 1ª Fase Infantis Sub-13 – Fut. 7 – 2014/2015 Série C
Equipas: Caldas S.C. “B”, A.E. Óbidos, Biblioteca I.R., G.D. Alcobaça “B”, G.D. Peso,
G.D.C. A-Dos-Francos, U.D. Turquel e U.R. Bárrio.
Campeonato Distrital – 2ª Fase Infantis Sub-13 – Fut. 7 – 2014/2015 Série F
Equipas: Caldas S.C. “A”, Eas – Acad Fut. Marinha Grande “A”, A. Beneditense C.D. e
G.D. Atouguiense.
2ª eliminatória da Taça Distrital Leiria – Juvenis – Futebol Onze
14/02/2015
Jogos: Beneditense – Avelarense; AE Óbidos – S. Lisboa Marinha “B”; Caldas “A” – GC
Alcobaça “A”; Marrazes – Sporting Pombal “A”; Marinhense “B” – S. Lisboa Marinha “A”;
Castanheira Pera – Sporting Pombal “B”; Areco/Coto – União Leiria “B”; GC Alcobaça “B” –
UD Batalha.
Hugo Morgado Dias (Morgadinho),
antigo jogador do Caldas
defendi sempre com o máximo empenho vontade, rigor
e profissionalismo a camisola
que vestia, sempre com o máximo respeito e honestidade
pelo adversário”, comentou.
Morgadinho revelou que
irá continuar ligado à área
desportiva, nomeadamente
no treino com jovens atletas.
O anúncio da sua despedida como jogador motivou um
rol extenso de comentários
de ex-colegas, que elogiaram
Morgadinho pela sua postura
ao longo da carreira de futebolista.
n
Futebol – Juvenis “B”
Campeonato Distrital 1ª Divisão – Série D- 8ª jornada
Caldas 2 AE Óbidos 1
O Caldas recebeu na
Quinta da Boneca a equipa
do Óbidos. Tratava-se de
jogo entre o 1º e o 3º classificado, por isso a importância
do resultado era enorme. O
Óbidos apresentou-se numa
toada mais defensiva e procurava acima de tudo não
sair com um resultado desfavorável.
Os caldenses, que precisavam dos três pontos para
continuarem na busca do seu
objetivo, entraram em campo
a pressionar tentando chegar
cedo ao golo.
Apesar do domínio alvinegro, que não conseguia
chegar à finalização, foi do
Óbidos a primeira grande
oportunidade de golo, através de uma grande penalidade marcada a seu favor, mas
que o atleta do Óbidos desperdiçou rematando por cima
da Baliza.
Ao intervalo registava-se o
nulo, apesar do esforço para
Jogador chegou a acordo para a
desvinculação (foto newsletter CSC)
contrariar essa situação.
A segunda parte foi diferente, mais intensa e com
mais oportunidades de golo
de ambas as partes e com
uma grande incerteza quanto
ao resultado final até ao último segundo.
O Caldas entrou bem, pois
aos sete minutos da segunda
parte e após excelente jogada coletiva chegaria ao 1-0
por Adriano.
Manteve o caudal ofensivo
na procura do golo da tranquilidade e o Óbidos iria aproveitar a situação em lance de
contra-ataque para chegar à
igualdade ao minuto 62.
O Óbidos voltou a fechar
espaços, a tentar reduzir a
velocidade de jogo, mas o
Caldas não estava satisfeito
com o resultado e procurou
de forma intensa chegar à
vantagem.
Ao minuto 77, após jogada
algo confusa na área do Óbidos, Santana marcaria o golo
da vitória caldense.
De acordo com a newsletter do clube, foi uma vitória justa dos Pelicanos, pelo
querer pela determinação e
espirito de sacrifício desta
equipa, que assim conseguiu
atingir o objetivo deste jogo,
derrotando o líder e reduzindo a diferença para um ponto
na classificação.
A equipa obidense tem 19
pontos em oito jogos, com
seis vitórias, um empate e
uma derrota, enquanto que
o Caldas tem 18 pontos, com
seis vitórias e duas derrotas.
Atrás vêm o Atouguiense com
16 pontos, o Beneditense
com 15, o GD Peso com 15,
o Coto com 7, o Turquel com
4 e o Nadadouro com 0.
Na próxima jornada, no
dia 10, às 15h30, o Óbidos
defronta o Beneditense, o
Turquel recebe o Peso, o
Atouguiense joga em casa
com o Caldas e o Nadadouro
recebe o Coto.
2ª eliminatória da Taça Distrito Leiria – Iniciados – Futebol Onze
14/02/2015
Jogos: EAS Acad. Fut. “B” – Marinhense “A”; UD Batalha “A” – Portomosense; AC Avelarense – Caldas “B”; GD Santo Amaro – Guiense; “Os Nazarenos” – GD Peniche; AC Carnide
– União Leiria “B”; Ansião – EAS Acad. Fut. “A”; AC Marinhense “B” – Marrazes “A”.
Futebol - Campeonato Nacional Feminino
Albergaria, 0
A-dos-Francos, 0
Albergaria e A-dos-Francos anularam-se na partida
do passado domingo. O Albergaria entrou mais pressionante na partida, apresentando mais posse de bola,
mas pouco a pouco o A-dosFrancos foi equilibrando o
jogo, tendo inclusive disposto da primeira oportunidade
para marcar. A primeira parte pautou-se pelo equilíbrio,
sem grandes oportunidades
de golo.
Na segunda parte, o Albergaria acabou por ter mais
tempo a bola, mas aos 15
minutos, uma avançada de
A-dos-Francos isolou-se e na
cara da guarda-redes falhou
oportunidade flagrante.
Também o Albergaría dispôs de boas oportunidades
para marcar, mas a guardaredes de A-dos-Francos
apresentou-se em muito bom
nível.
Na reta final da partida,
duas boas chances, uma para
cada equipa. Na cobrança de
um livre, A-dos-Francos enviou a bola à trave, quando já
se gritava golo. Logo de seguida, o Albergaria beneficiou
de um penalti, mas a guardaredes de A-dos-Francos fez
uma espetacular defesa que
garantiu o empate final.
Taça Distrital
de Juniores
Femininos
A-dos-Francos, 1
Ouriense, 2
a Taça Distrital, numa partida
onde entrou a ganhar logo no
primeiro minuto. O jogo foi-se
desenrolando de forma equilibrada, mas dois autogolos
da equipa de A-dos-Francos
permitiram a reviravolta no
marcador ainda na primeira
parte. Momentos de infelicidade para as jovens jogadoras da casa, que de alguma
forma perturbaram a sua exibição até ao intervalo.
Na segunda parte, A-dosFrancos assumiu o jogo, tentando inverter o resultado,
mas desperdiçou algumas
boas oportunidades para o
fazer. O resultado é penalizador para a equipa da casa,
particularmente pelo que fez
na segunda parte.
A-dos-Francos perdeu no
sábado em jogo a contar para
Noite de Fados do Caldas
n
O Caldas Sport Clube anunciou que em fevereiro vai realizar a sua já habitual "Noite de
Fados". O naipe de artistas está quase concluído e o clube publicará oportunamente o dia e o
cartaz do evento.
DESPORTO
07 de janeiro 2015
JORNAL DAS CALDAS
25
Campeonato Nacional de Seniores - Série F
Caldas Sport Clube - 0 União de Leiria-0
Entrada das equipas em campo
Campo da Mata
Árbitro: Pedro Ferreira;
Assistentes: Fernando Pereira e Paulo Miranda
Caldas: Luís Paulo, Hemiliano, Ronny, Almeida (cap),
Militão, Esgaio, Fábio Sabino,
Paulo Inácio, Frias, Simões e
João Rodrigues.
Suplentes: Maurício, Clemente, Tiago, Danny, Farinha, Marcelo e Telmo.
Treinador: Luís Brás; Adjunto: Pedro Jordão; Massagista: Álvaro da Fonte; Delegado: Jorge Reis.
U. Leiria: Vítor Braga, Vitali, André Sousa, Seidi, Nelson
Sousa, Filipe Brigue, Laranjeiro, Yuri, Fábio Coça, André
Perry e Miguel Fernandes.
Suplentes: Ricardo Andrade, Cédric, Jorge Neves, Pedro Emanuel, Diego, Zézinho
e Hélio Val.
Treinador: Jorge Casquilha.
Substituições: Caldas - Rui
Almeida (Telmo- 45 M- 1P),
Hemiliano (Tiago Lopes-36
M- 2P) e Simões (Esgaio44M- 2P). Leiria - Fábio Coça
(Pedro Emanuel-30 M-2P)
Disciplina: U. Leiria - Amarelos para André Sousa-6M2P, Fábio Costa-16 M-2P e
Pub.
Miguel Fernandes-36M-2P.
O derby da 16ª jornada
não foi além do nulo, com o
Caldas melhor na primeira
parte. A União de Leiria acordou na segunda parte.
Para Jorge Casquilha,
treinador leiriense, “só houve
uma equipa que quis ganhar,
que foi a União de Leiria, que
assumiu as despesas do primeiro ao último minuto, e o
Caldas fez o papel dele, que
foi só queimar tempo, com
muitas paragens de jogo, e a
defender o resultado, porque
o empate deixava tudo igual,
com o Caldas na nossa frente. Foi um jogo que já estávamos à espera que fosse assim da parte do adversário”.
O técnico reconheceu
também que “não conseguimos materializar as oportunidades, duas ou três flagrantes que tivemos”, apontando
que “tivemos um golo mal
anulado que podia fazer toda
a diferença, o árbitro cometeu esse erro e acabou por
penalizar e muito a União de
Leiria”.
Luís Brás, treinador do
Caldas, manifestou que “acima de tudo entendo que foi
Jogo equilibrado
um jogo muito equilibrado,
prevíamos que não iam existir muitas ocasiões de golo.
De alguma forma as equipas
anularam-se
taticamente.
Aceito o resultado por aquilo
que aconteceu durante os 90
minutos”.
Rui Miguel
Resultados:
Sertanense-1
Alcanenense- 0
Torreense-3
Eléctrico-0
Fatima-0
Mafra-5
Ouriense-1
Riachense-2
Caldas-0
U.Leiria-0
Claque leiriense
Classificação:
1º Mafra-33 P
2º Caldas- 30P
3º U.Leiria- 30P
4º Sertanense- 27P
5º Torreense- 27P
Próxima jornada:
6º Eléctrico-15P
7º Alcanenense- 20P
8º Fátima- 13P
9º Riachense- 7P
10º Ouriense-5P
Sertanense- vs.- U.Leiria
Alcanenense- vs.- Torreense
Electrico- vs.- Faáima
Mafra- vs.- Ouriense
Riachense- vs.- Caldas
Melhores marcadores:
1º Fábio Sabino- Caldas- 10
2º Ivan- Sertanense- 9
3º Romário- Fátima- 6
26
PUBLICIDADE
JORNAL DAS CALDAS
07 de janeiro 2015
PUBLICIDADE
07 de janeiro 2015
JORNAL DAS CALDAS
27
Aluga-se
T1 na Fonte Luminosa
Tel: 919 921 522
Empresa com sede em Caldas da Rainha encontra-se a recrutar:
TÉCNICO DE INFORMÁTICA (m/f)
Caldas da Rainha
Principais Responsabilidades
- Assegurar o bom funcionamento e manutenção da infra-estrutura informática
e de comunicações da empresa;
- Suporte técnico interno a redes, servidores, hardware, software e sistema de gestão ERP;
- Prestar o apoio necessário aos restantes utilizadores e aos processos administrativos e
contabilísticos.
Perfil
- Formação superior na área de Tecnologias de Informação (preferencial);
- Conhecimentos de administração de sistemas Microsoft Windows Server 2008/2012,
Exchange Server 2010, Active Directory; Soluções de Backups e Storage; BD SQL Server;
TCP/IP, Switching, Routing (VLANs, Trunks) e SIP;
- Conhecimentos de SAP serão valorizados;
- Elevado sentido de responsabilidade, dedicação e polivalência;
- Facilidade de relacionamento interpessoal, boa capacidade de comunicação
e de resolução de problemas.
Solicitamos o envio de candidaturas para [email protected] com a
referência ‘Técnico de Informática’.
Serviço de apoio
domiciliário ao idoso
Cuidados de higiene
e outros apoios
a ótimos preços!
PRECISA-SE
Cabeleireira com ou
sem experiência
e esteticista com
experiência.
Peniche
Contacto: 916 317 992
TEL: 962 023 950
ALUGA-SE
T1 na Fonte Luminosa Tel: 914 820 857
PEDRO CAETANO
CONSTRUÇÃO CIVIL
ARRENDAM-SE
PEDREIRO,
LADRILHADOR,
PINTURAS
APLICAÇÃO DE CHÃO
FLUTUANTE
Armazéns no imaginário
com 250 e 300 m2.
Casas de banho,
5 m de pé direito.
TEL: 910 401 002
Tel: 965 080 570
28
DESPORTO
JORNAL DAS CALDAS
07 de janeiro 2015
Futsal - Juniores
CALDAS SPORT CLUBE
Casa do Benfica 14
Louriçal 2
Os juniores da Casa do
Benfica das Caldas da Rainha venceram, convenceram
e deliciaram com a qualidade
exibicional quem esteve presente no Pavilhão Rainha D.
Leonor, na tarde do passado
domingo.
Num jogo em que o resultado ainda poderia ter sido
mais desequilibrado, todos
os atletas presentes puderam
dar o seu contributo e com
golos de belo efeito, sendo de realçar que estiveram
neste lote de jogadores três
juvenis.
CALENDÁRIO DE JOGOS SEMANAL
SEMANA: 10 a 11 JAN.2015
ga das duas equipas foi o que
mais valeu.
Um golo apontado por Ricardo Gonçalves na conclusão da talvez melhor jogada
coletiva do encontro fez o
resultado.
A equipa de Alvorninha
ainda dispôs de dois livres
diretos, mas com Hugo a
defender e assim a manter a
vantagem, que valeu os três
pontos.
SÁBADO - 10.JAN.2015
HORA
EQUIPA
ADVERSÁRIO
C/F
CAMPO
COMPETIÇÃO
09H30
09H30
09H30
11H00
11H00
Traquinas "B"
Traquinas A2
Infantis "12"
Traquinas A1
Infantis "13-B"
Bárrio
Alcobaça
UD Leiria
AE Óbidos
A dos Francos
C
C
C
F
C
Qª Boneca
Qª Boneca
Qª Boneca
Óbidos
Qª Boneca
Iº Torneio D. - 3ªJ
C. Distrital - Gr B -1ª J
11H00
Infantis "13-A"
E. Académica
C
Qª Boneca
C. Distrital - 2ªF -1ª J
12H15
15H00
15H30
Benjamins "A"
Juniores
Juvenis "A"
Atouguiense
Alverca
Peniche
C
C
F
Qª Boneca
Qª Boneca
Peniche
C. Nacional - 16ª J
15H30
Juvenis "B"
Atouguiense
F
Atouguia Bª.
C. Distrital - 9ª J
15H30
F. Feminino (jun)
A dos Francos
C
Gaeiras
C. Distrital - 5ª J
16H00
Veteranos
E. Amadora
F
Amadora
Particular
17H30
Iniciados "B"
Portomosense
C
Qª Boneca
C. Distrital - 9ª J
Resultados:
Loures-6 SL.Cartaxo-3
Real-2 Caldas-0
O Elvas-0 Sintrense-2
F.C.Alverca-4 AC.Santarém-1
Mfra-0 Marinhense-1
21H30
Futsal
Sobrado
F
Batalha
C. Distrital - 12ª J
HORA
EQUIPA
ADVERSÁRIO
C/F
CAMPO
09H00
Iniciados "C"
Bombarralense
C
Qª Boneca
C. Distrital - 8ª J
11H00
Iniciados "A"
Salvaterresnse
C
Qª Boneca
C. Nacional - 18ª J
Classificação:
1º U.Leiria-46P
2º Cade-34P
3º Cartaxo-33P
4º L.Marinha-30P
5º Torreense- 29P
6º Salvaterrense- 25P
7º Caldas-23P
8º Moçarriense-13P
9º Portalegrense-12P
10º DC.Branco-4P
Classificação:
1º Alverca- 31P
2º GS.Loures-29P
3º Real-29P
4º Marinhense- 26P
5º Caldas-26P
6º Sintrense-16P
7º O Elvas-14P
8º Mafra-13P
9º AC.Santarém-11P
10º SL.Cartaxo-9P
15H00
Seniores
Riachense
F
Riachos
C. Nacional - 17ª J
Próxima jornada:
Caldas- vs.- Salvaterrense
Cade-vs.- U.Leiria
Torreense- vs- SL.Cartaxo
DC.Branco- vs.- Moçarriense
Portalegrense- vs.- SL.Marinha
Próxima Jornada:
Marinhense- vs.- O Elvas
Sintrense- vs.- Real
Caldas- vs.- Alverca
AC.Santarém- vs.- SL.Cartaxo
Mafra- vs.- GS.Loures
Seniores vencem
pela margem
mínima
A equipa de seniores da
Casa do Benfica das Caldas
da Rainha deslocou-se a Alvorninha e venceu por 0-1,
numa partida nem sempre
bem disputada, onde a entre-
Futebol - Campeonato Nacional iniciados A - Série E
Resultados:
Moçarriense-1 Caldas-2
U.Leiria-3 Portalegrense-1
SL.Cartaxo-5 DC.Branco-1
SL.Marinha-2 Torreense-1
Salvaterrense-3 Cade-2
Pub.
n
Futebol - Campeonato Nacional de Juniores
A - 2ª Divisão- Série D
Iº Torneio D. - 4ªJ
IIº Torneio D. - 1ªJ
Iº Torneio D. - 4ªJ
Iº Torneio D. - 7ªJ
C. Distrital - 9ª J
DOMINGO - 11.JAN.2015
COMPETIÇÃO
2º Passeio Todo Terreno
Motos e Quads na Benedita
O 2º Passeio Todo Terreno Motos e Quads na Benedita vai realizar-se no dia 8 de fevereiro, numa organização dos bombeiros voluntários da Benedita e do Team Parte Manetes.
O programa é o seguinte: 8h. Concentração / Pequeno-Almoço; 9h. Partida; 11h. Reforço
Alimentar; 13h. Almoço
Haverá banhos quentes e lembranças.
Inscrições pelo e-mail [email protected] Mais informações pelo tlm. 964
590 046
DESPORTO
07 de janeiro 2015
Pub.
Basquetebol
Primeiro título da época
para os Pimpões
Enquanto as outras equipas aguardam novos calendários ou a disputa das
Fases Finais Distritais, Caldas da Rainha recebeu a
Fase Final do Campeonato
Distrital de Sub-16 Masculinos.
Sem ter sofrido qualquer
derrota esta época e garantindo assim o direito desportivo de receber, em casa, a
Fase Final, a equipa caldense estreou-se disputando a
primeira partida no sábado
contra o 4º classificado –
Sporting Clube Marinhense,
num ambiente fantástico
como raramente – com bancadas cheias de adeptos de
ambas as equipas.
Devido à paragem de três
semanas nas competições
e às tradicionais festividades de Natal e passagem de
ano, ambas as equipas entraram mal no jogo, falhando
muitos passes e cestos, com
vantagem para os Pimpões
de 9-7 no 1º período. No
entanto, as equipas foram
ganhando ritmo de jogo e
ao intervalo o resultado era
de 27-20, com tudo ainda
em aberto. Já o regresso do
descanso trouxe outro alento
aos caldenses, muito mais
assertivos, obtendo um parcial de 26-9 e colocando já
claro quem venceria o jogo.
Após o último parcial de 2215, os caldenses garantiram
o lugar na final com o resultado de 75-44. No outro jogo,
a equipa do Juncal venceu a
equipa do BC Lis num jogo
igualmente pouco consegui-
do por 48-30.
O 2º dia começou com
o encontro entre BC Lis
e Marinhense, tendo a
equipa de Leiria garantido
o 3º lugar com uma vitória
por 70-57, num jogo muito bem disputado, com
constantes alternâncias
no marcador, e com o resultado a fixar-se apenas
nos últimos 5 minutos.
Seguidamente,
Pimpões e Juncal acedem ao
campo e cedo fica claro o
favoritismo dos caldenses,
ainda que a resposta dos
visitantes não permitisse
que o resultado fosse
mais expressivo que 1912 no 1º período. Já no
2º período, os caldenses
regressam ao ritmo alucinante a que nos habituaram ao longo da época,
exibindo uma condição
física sem paralelo no distrito, a que não será alheio
o treinador Nuno Martins,
também ele ex-campeão
distrital nos Pimpões, ser
um jovem licenciado em
treino desportivo com especialização em basquetebol. Num ambiente perfeitamente ensurdecedor,
o marcador foi solidificando a diferença: parciais
de 23-11, 22-10 e 30-1,
levando a um pesado –
ainda que justo – resultado de 94-34.
Em ambiente de festa,
esta geração de jovens
caldenses revalidaram o
título de Campeão Distrital
de Sub-16 Masculinos e
Equipa caldense
comemoraram não só com o
seu treinador mas, de forma
sentida e reconhecida, chamando ao centro do pavilhão
o técnico Henrique Martins,
com quem foram campeões
distritais de Sub-14 Masculinos na época transata.
Seguidamente teve lugar
a entrega de prémios aos juízes e aos 4º, 3º, 2º e 1º classificados, entregues respetivamente por Sara Jerónimo
– diretora dos Pimpões, Susana Chust – vice-presidente dos Pimpões, Ana Monteiro – vice-presidente da
Associação de Basquetebol
de Leiria, e Fernando Brites
– Ppresidente da Associação
de Basquetebol de Leiria.
No próximo fim de semana, Caldas da Rainha volta a
receber uma Fase Final Distrital, desta feita no escalão
de Sub-18 Masculinos, que
terá lugar no Pavilhão Rainha D. Leonor.
Calendário:
Campeonato Distrital –
Fase Final – Sub-19 Femininos
Soutocico x Pimpões
–10/01/15 – 15h00 (Pavilhão
Eduardo Gomes – Pombal)
Campeonato Distrital –
Fase Final – Sub-18 Masculinos
Pimpões x Marinhense –
10/01/15 – 15h00 (Pavilhão
Rainha D. Leonor – Caldas
da Rainha)
Campeonato Nacional da
1ª Divisão – Série Centro/Sul
– Séniores Masculinos
Odivelas x Pimpões –
10/01/15 – 20h30 (Pavilhão
Municipal Susana Barroso –
Pontinha)
n
Melhor onda de 2014 foi surfada
no concelho de Óbidos
A zona do Béltico, também conhecida por Belgas,
no concelho de Óbidos, tem
a melhor onda de 2014. A
onda foi surfada, em outubro passado, pelo norteamericano Kolohe Andino e
foi considerada, pela revista
STAB australiana, a melhor
do ano. O atleta fez um tubo,
seguido de um aéreo, tendo
a mesma onda sido capa da
norte-americana Surfing Magazine, a revista mais prestigiada de surf, a par da Surfer,
também dos EUA. Segundo
Kolohe Andino, esta foi “a
melhor onda” da sua vida.
Na listagem das 12 melhores ondas de 2014, aparece uma onda surfada por
Benjamim Sanchis, na Nazaré, em dezembro, onde a
revista australiana questiona se não terá sido a maior
onda alguma vez surfada.
Ainda de acordo com a
STAB, a terceira melhor onda
foi surfada por Kelly Slater,
em outubro, também na re-
O norte-americano Kolohe Andino numa onda surfada nos Belgas
gião Oeste, em Peniche,
onde o surfista fez um aéreo 540, uma manobra com
grande grau de dificuldade e
cujas filmagens foram virais
nas redes sociais, um pouco
por todo o mundo.
JORNAL DAS CALDAS
29
30
DESPORTO
JORNAL DAS CALDAS
Diretora
Clara Bernardino
Chefe de Redação
Francisco Gomes
[email protected]
Redação
Francisco Gomes (CP 2162)
[email protected]
Marlene Sousa (CP 3200)
[email protected]
Regional
Redação do
JORNAL DAS CALDAS
Redação do
REGIÃO DA NAZARÉ
Colaboradores
Inês Lopes
Rui Miguel
José Lucas
António Bento
Luis Tudella
Coordenação Gráfica
Inês Lopes
Publicidade/Marketing
José Nascimento
[email protected]
José Paulo Paz
[email protected]
Consultor Jurídico
Mapril Bernardes
Administração,
Redação e Publicidade
Rua Heróis da Grande Guerra, 84 - 1º
Apartado 122 – 2501-216
Caldas da Rainha
Telefone - Geral
262 84 44 43 – 96 842 21 44
Fax
262 84 40 22
Publicidade
262 180 185
Redação
262 844 443
E-Mail Redação
[email protected]
[email protected]
E-Mail Publicidade
[email protected]
E-Mail Administrativo
[email protected]
www.jornaldascaldas.com
Propriedade
SOCAPITAL, LDA.
Sede: Av. Victor Gallo, 72
2430-171 Marinha Grande
NIPC: 507203879
Capital Social: 50.000 euros
Editora
MEDIOESTE, Lda.
Sede: Rua Heróis da Grande
Guerra, 84 - Apartado 122 2500-216 Caldas da Rainha
NIPC: 507205277
Capital Social: 100.000 euros
Delegação: Rua Mouzinho
Albuquerque - Apartado 20 2450-901 Nazaré
Registo JC no ICS/ERC N.º 116.092
ISSN 1646-9623
Depósito Legal N.º 290.680/09
N.º de registo de empresa
jornalística 216.787
Assinatura Anual
Portugal: 20 euros
Europa: 45 euros
Resto do Mundo: 69 euros
Semanário
Sai às quartas-feiras
Impressão
FIG
Indústrias Gráficas, SA
Coimbra
Tiragem média mensal:
44.000 exemplares
FUNDADORES
Jaime Duarte da Costa
Avelino Neves António
Nota: os artigos de opinião assinados são da
exclusiva responsabilidade do autor, não expressando
necessariamente a linha editorial deste jornal.
07 de janeiro 2015
Caldas da Rainha
ACCCRO - 262832203
Biblioteca Municipal – 262841728
Bombeiros Voluntários -262840550/262840555
Caldas Sport Clube – 262832319/262832918
Câmara Municipal – 262839700
CEIDRO – 262841968
CENCAL – 262840110
CENEL (EDP) – 262830600 – Avarias – 800506506
Centro da Juventude – 262840900
Centro de Artes – 262840540
Centro Cultural e de Congressos – 262889650
Centro de Emprego (IEFP) – 2627837450
Centro Hospitalar / Hospital Termal – 262830300
Complexo Desportivo Municipal – 262845460
CTT – 262840040
CP – Comboios Portugal – 262836633/808208208
DRARO – 262840140
DREL – 262833203
EBI 123 Sta. Catarina – 262927866
EBI 123 Sto. Onofre – 262840690
Emergência – 112
Escola Básica n.º 2 (Avenal) – 262842861
Escola Básica n.º 3 (Encosta do Sol) – 262842931
Escola D.João II – 262843700
Escola de Sargentos do Exército – 262 842 113
Escola Secundária Rafael Bordalo Pinheiro – 262870070
Escola Secundária Raul Proença – 262840560
Escola Superior de Arte e Design – 262830900
Escola Técnica Empresarial do Oeste – 262842247
Escola Tecnologia e Gestão Industrial – 262839332
Expoeste – 262843713
GNR – 262845043
Montepio Rainha D.Leonor – 262837100/262832092
Museu da Cerâmica – 262840280
Museu de José Malhoa – 262831984
Mais Oeste Rádio – 262889030
Pavilhão Gimnodesportivo – 262824027
Pavilhão Rainha D.Leonor – 262843300
Piscina Escolar Municipal – 262832888
Pronto-socorro – 262823691/262823713
PSP – 262870360/ fax 262870361/2
Repartição de Finanças – 262832620
Rodoviária Tejo – 262831067
S.I.R Pimpões – 262877740
Segurança Social – 262832335
Serviços Médicos Sociais – 262832618/262832647
Sporting Clube Caldas – 262843332
Táxis Caldas da Rainha - Praça da República - 262 832 455
R. Engº Duarte Pacheco - 262 831 098
Táxis Alvorninha - 917 520 420
Táxis Foz do Arelho - (8 lugares) - 915 443 993
Táxis – Foz do Arelho – 919304824
Táxis – Nadadouro – 262979401
Táxis - Nadadouro - 919917827
Tribunal do Trabalho – 262837250
Tribunal Judicial da Comarca – 262840640
TSF Caldas – 262837290/262837297
UCSP Caldas da Rainha - 262840443
USF Rainha D. Leonor - 262870388
USF Rafael Bordalo Pinheiro – 262840448
USF Tornada - 262836005
Óbidos
Bombeiros Voluntários – 262959728 – (urgências)
262959144
Câmara Municipal – 262955500
GNR – 262959149
Óbidos.Com - 262950194/927517403/927517374
Bombarral
Bombeiros Voluntários – 262601601
Câmara Municipal – 262609020
GNR – 262605241
Junta de Freguesia - 262605886
UCSP Bombarral - 262600130
Benedita
Bombeiros Voluntários – 262925500
Junta de Freguesia - 262929493
USF Santa Maria - 262925490
Alfeizerão
Ambulância – 262999888
Junta de Freguesia - 262999290
UCSP Litoral - 262999687
São Martinho do Porto
Bombeiros Voluntários – 262985100/262989201
GNR – 262995030
Junta de Freguesia - 262989188
Juntas de Freguesia Caldas da Rainha
A-dos-Francos – 262949058
Alvorninha – 262930548
Carvalhal Benfeito – 262927865
Coto – 262836888
Foz do Arelho – 262979432
Landal – 262949730
N.Sra.Pópulo – 262832729
Nadadouro – 262979108
S.Gregório – 262930614
Salir de Matos – 262877732
Salir do Porto – 262980682
Serra do Bouro – 262978084
Sta. Catarina – 262927259
Sto. Onofre – 262823601
Tornada – 262881430
Vidais – 262930401
Juntas de Freguesia Óbidos
A-dos-Negros – 262958602
Amoreira – 262969334
Gaeiras – 262958671
Olho Marinho – 262969103
São Pedro – 262959977
Santa Maria – 262958802
Sobral da Lagoa – 262968630
Usseira – 262950588
Vau – 262968670
Material roubado
de McNamara pode ser
entregue no restaurante
“A Celeste”
Garrett McNamara voltou
a apelar a quem tenha na
sua posse o disco rígido roubado em dezembro a uma
equipa de norte-americanos
que acompanhou o surfista em mais uma passagem
pela Nazaré que o devolva,
mediante a recompensa de
800 euros, podendo deixar
o material no restaurante “A
Celeste”.
“Não serão feitas perguntas. Celeste não irá contar
a ninguém quem devolveu,
nem a mim, nem à polícia”,
garantiu.
O restaurante é o local
que McNamara costuma frequentar, nutrindo grande afeto pela proprietária, a “dona
Celeste”.
Entre os objetos furtados
estão lentes, câmaras, um
computador portátil e um disco rígido, contendo imagens
inéditas de McNamara a sur-
A “dona Celeste” e McNamara
far as ondas gigantes, obtidas por uma câmara GoPro
instalada no seu capacete.
Oferta de bilhetes
aos sócios do Caldas
n
A direção do Caldas Sport Clube informa os sócios que aqueles que pagarem, de uma só
vez, um ano de quotização de 2015, terão direito a cinco bilhetes para qualquer jogo do clube,
durante a época 2014/2015.
Quem fizer o pagamento, de uma só vez, de seis meses de quotas, terá direito a dois bilhetes
para qualquer jogo do clube durante a mesma época.
Associação Juvenil sem fins lucrativos:
Clube formador Grau I
230 Atletas inscritos no total
35 Monitores de Xadrez
Formação em todos os
Agrupamentos Escolares
 Cem actividades anuais em
espaço público
 Cento e cinquenta acções de
formação escolares anuais

Competição
permanente
por
Solução: 1. Te5 Ce4 (Rh6)
2.Tf6#
via informática diferida
 70 Locais para jogar
Problema n. º 187
Tema: Mate de Cavalos
Mate em dois lances




Samuel Tonelo Rebelo
Treinador Grau 2 de Xadrez
Solução: 1. Ce7+ Rh8
2. Cf7 #
Telefone: + (351) 914170050
www.tabuleirodecores.com
Árbitro Nacional de Xadrez
Presidente da Direcção da ASSOCIAÇÃO TABULEIRO DE CORES
PUBLICIDADE
07 de janeiro 2015
JORNAL DAS CALDAS
31
ÚLTIMA
JORNAL DAS CALDAS
07 de janeiro 2015
Estado dá luz verde à Câmara das Caldas
Concessão termal por 70 anos
e cedência do Parque e da Mata por 50
| Francisco Gomes |
A Direção Geral do
Tesouro e Finanças (DGTF)
comunicou que aceitou a contraproposta da Assembleia
Municipal de que seja concessionada à Câmara das
Caldas a gestão do Hospital
Termal e do Balneário Novo,
com os direitos de exploração da água mineral natural,
por um período de 70 anos,
em vez dos 50 anos da proposta inicial. Sobre a cedência do Parque e da Mata e
todos os edifícios incluídos
nestes espaços, com excepção do Museu José Malhoa,
a DGTF não deu aval para a
gestão durante 70 anos, apenas autorizando 50.
“Na opinião da DGTF,
a nossa proposta não era
sustentável financeiramente”, revelou o presidente da
Câmara, Tinta Ferreira.
O assunto vai agora ser
avaliado pela Assembleia
Municipal, para ser aceite ou
efetuada nova proposta. A
data ainda não foi marcada.
A próxima reunião só deveria
ocorrer em Fevereiro, mas
poderá haver uma convocaPub.
Autorizada gestão do Hospital Termal e do Balneário Novo por 70 anos
ção extraordinária, dada a urgência da decisão, para uma
reunião ainda este mês.
O autarca não é favorável
a uma contraproposta, explicando que “é preferível deci-
dir pela aceitação senão demoramos muito mais tempo”.
De qualquer forma cabe aos
deputados municipais decidir
e Tinta Ferreira adiantou que
“não deixarei de fazer contatos informais para melhorar
as condições”.
Relativamente
ao
Pavilhões do Parque e ao
antigo casino, vai ser lançado
um concurso internacional,
em conjunto ou em separado,
para que um apareça um privado disponível para requalificar o espaço e dar-lhe uso,
como hotel ou residências
termais, pelo período em que
vigorar a gestão da Câmara.
Sobre a Igreja de Nossa
Senhora do Pópulo, Tinta
Ferreira disse que “os edifícios religiosos não estão previstos nos autos de cedência,
embora me tenha sido transmitido que a intenção que
a gestão seja concedida à
Igreja”.
O Museu do Hospital e
Caldas continua a pertencer ao Centro Hospitalar do
Oeste (CHO). O Município
disponibilizou-se para fazer a
gestão do espaço, se o CHO
assim o desejar.
Obras
na Lagoa
de Óbidos
O PSD do distrito de
Leiria manifesta a sua
“grande satisfação” com a
abertura do concurso para
as obras da dragagem
e requalificação de margens da Lagoa de Óbidos,
no valor aproximado de 5
milhões de euros, sem as
quais a Lagoa podia entrar
em “colapso” dentro de
poucos anos.
Fernando Costa, presidente da distrital de Leiria
do PSD, agradece “a todos os que se envolveram,
há anos a esta parte, por
estas importantes obras,
nomeadamente à atual
equipa do Ministério do
Ambiente”.
Associação
MVC com
nova sede
A Associação MVC Viver o Concelho vai inaugurar no próximo sábado,
pelas 16h30, a sua nova
sede, na Rua Henrique
Sales, 36, nas Caldas da
Rainha, sendo este ato
aberto a todos os que quiserem participar.
A sede até agora era na
mesma rua, mas no número 50.

Documentos relacionados