Consciencia a respeito do HIV entre homens latinos imigrantes no

Сomentários

Transcrição

Consciencia a respeito do HIV entre homens latinos imigrantes no
Conhecimento a respeito do HIV/VIH entre imigrantes latinos no Canadá
Barry D Adam, Cristian Rangel, Angel Serrano Sánchez e Gerardo Betancourt
Introdução: Falantes de espanhol de identidade gay,bissexual ou homens que fazem sexo com homens
(HSH) parecem apresentar índices de infecção ao HIV/VIH mais altos do que outros HSH no Canadá.
Nesta primeira etapa à respeito de latinos HSH no Canadá o estudo Cuéntame conduziu uma investigação
online seguida de entrevistas de aprofundamento com homens gays latinos através de uma pesquisa com
bases na comunidade e organizada por profissionais de prevenção de língua espanhola e portuguesa,
assim como pesquisadores nativos do espanhol e do português.
Metodologia: Vinte e cinco homens (sendo oito do México, seis da Colombia e dez de diferentes países )
foram entrevistados em profundidade a respeito de suas experiências de imigração e suas relações em
potencial nas quais havia o poder de decisão do que tange a prática de sexo seguro.
Resultados: Homens notadamente acima de trinta e cinco anos que eram sexualmente ativos nos anos
oitenta e início dos anos 90, afirmam terem tido conhecimento a respeito do HIV/VIH em seus países de
origem em função do sensacionalismo da cobertura dos órgãos de comunicação à respeito da “peste
rosa”, assim como através de suas redes de contato pessoais, incluindo amigos que se tornaram soropositivos para o HIV/VIH. Estes homens recebiam pouca ou nenhuma informação a respeito do
HIV/VIH. Por outro lado, homens com menos de trinta e cinco anos afirmam terem aprendido nas escolas
ou em ONG’s a respeito do HIV/VIH, embora tal conhecimento , em geral, não tenha sido específico para
HSH. A maioria dos homens receberam informação específica para gays no Canadá.
Conclusões: De um modo geral, HSH falantes do espanhol no Canadá apresentam um perfil similar aos
homens nascidos neste país, a saber, uma grande diferença geracional no que se refere a experiência com
o HIV/VIH. Homens mais jovens mostram ter recebido boa educação a respeito do HIV/VIH em seus
países de origem antes de chegarem ao Canadá, assim como demosntram ter um alto nível de consciência
a respeito do HIV/VIH já no Canadá. Estes achados sugerem que a consciência a respeito do HIV/VIH
entre homens latinos é boa, embora qualitativamente distinta em termos geracionais. Da mesma forma,
esta consciência não dá conta, por si só, das diferenças nas taxas de infecção.

Documentos relacionados

Folha informativa sobre o VIH e a Lei: Riscos, Direitos e Saúde

Folha informativa sobre o VIH e a Lei: Riscos, Direitos e Saúde direitos civis fundamentais,  aumentando a sua vulnerabilidade ao  VIH. 

Leia mais