ato penitencial - Outeiro da Glória

Сomentários

Transcrição

ato penitencial - Outeiro da Glória
ATO PENITENCIAL
Canto de entrada
P. Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo.
A. Amém.
P. A graça, a misericórdia e a paz de Deus Pai e de Jesus Cristo, seu Filho, na verdade e no
amor, estejam convosco.
A. Bendito seja Deus, que nos reuniu no amor de Cristo.
P. Irmãos, peçamos a Deus, que nos chama a conversão, a graça de uma frutuosa e
verdadeira penitência. (Silêncio).
P. Senhor, por vossa misericórdia, livrai-nos de todos os nossos pecados, para que,
recebendo o vosso perdão, vos sirvamos com liberdade de espírito. Por Cristo, nosso
Senhor, na unidade do Espírito Santo.
A. Amém.
Leitura da carta de São Paulo aos Efésios (Ef. 5,1-14)
Irmãos, sede imitadores de Deus, como filhos que ele ama. Vivei no amor, como Cristo nos amou e se
entregou a si mesmo a Deus por nós, em oblação e sacrifício de suave odor. A devassidão, ou qualquer
espécie de impureza ou cobiça sequer sejam mencionadas entre vós, como convém a santos. Nada de
palavras grosseiras, insensatas ou obscenas, que são inconvenientes; dedicai-vos antes à ação de graças.
Pois, sabei-o bem, o devasso, o impuro, o avarento - que é um idólatra – são excluídos da herança no
reino de Cristo e de Deus. Que ninguém vos engane com palavras vazias. Tudo isso atrai a cólera de
Deus sobre os que lhe desobedecem. Não sejais seus cúmplices. Outrora éreis trevas, mas agora sois luz
no Senhor. Vivei como filhos da luz. E o fruto da luz chama-se: bondade, justiça, verdade. Discerni o
que agrada ao Senhor. Não vos associeis às obras das trevas, que não levam a nada; antes,
desmascarai-as. O que essa gente faz em segredo, tem vergonha até de dizê-lo. Mas tudo o que é
condenável torna-se manifesto pela luz, e tudo o que é manifesto é luz. É por isso que se diz: “Desperta,
tu que dormes, levanta-te dentre os mortos e sobre ti Cristo resplandecerá”. Palavra do Senhor.
A. Graças a Deus.
Salmo responsorial (Sl. 118[119], 9-16)
Refrão: Ó Senhor vós sois bendito para sempre; os vossos mandamentos ensinai-me!
1-Como um jovem poderá ter vida pura?
Observando, ó Senhor, vossa palavra.
De todo o coração eu vos procuro,
Não deixeis que eu abandone a vossa Lei!
3-Com meus lábios, ó Senhor, eu enumero
Os decretos que ditou a vossa boca.
Seguindo vossa lei me rejubilo
Muito mais do que em todas as riquezas.
2-Conservei no coração vossas palavras,
a fim de que eu não peque contra vós.
Ó Senhor, vós sois bendito para sempre;
Os vossos mandamentos ensinai-me!
Aclamação ao Evangelho
4-Eu quero meditar as vossas ordens,
Eu quero contemplar vossos caminhos
Minha alegria é fazer vossa vontade;
Eu não posso esquecer vossa palavra.
Evangelho
P. O Senhor esteja convosco.
A. Ele está no meio de nós.
P. Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo João.
A. Glória a vós, Senhor!
Naquele tempo, disse Jesus aos seus apóstolos: “Eu vos dou um novo mandamento: amai-vos uns aos
outros. Como eu vos amei, assim também vós deveis amar-vos uns aos outros. Nisto todos conhecerão
que sois meus discípulos, se tiverdes amor uns aos outros. Se guardardes os meus mandamentos,
permanecereis no meu amor, assim como eu guardei os mandamentos de meu Pai e permaneço no seu
amor. Eu vos disse isto, para que a alegria esteja em vós e a vossa alegria seja plena. Este é o meu
mandamento: amai-vos uns aos outros, assim como eu vos amei. Ninguém tem amor maior do que
aquele que dá sua vida pelos amigos”.Palavra da salvação.
A. Glória a vós, Senhor!
Homilia (Em seguida, pode ser feito um exame de consciência)
Rito de reconciliação
P. Irmãos e irmãs, lembrados da bondade de Deus, nosso Pai, confessemos os nossos
pecados para alcançar a sua misericórdia.
A. Confesso a Deus Todo-Poderoso e a vós, irmãos e irmãs, que pequei muitas vezes
por pensamentos e palavras, atos e omissões, por minha culpa, minha tão grande
culpa. E peço a Virgem Maria, aos anjos e santos e a vós, irmãos e irmãs, que rogueis
por mim a Deus, nosso Senhor. Amém.
P. Supliquemos humildemente ao Cristo Salvador, nosso advogado junto ao Pai, que
perdoe nossos pecados e nos purifique de todo mal.
A. Senhor, tende piedade de nós.
- Senhor, que fostes enviado para evangelizar os pobres e salvar os corações arrependidos, tende piedade
de nós.
- Senhor, que não viestes chamar os justos, mas os pecadores, tende piedade de nós.
- Senhor, que perdoastes muito àquela que muito amou, tende piedade de nós.
- Senhor, que não recusastes o convívio dos publicanos e pecadores, tende piedade de nós.
- Senhor, que reconduzistes sobre os vossos ombros a ovelha perdida, tende piedade de nós.
- Senhor, que não condenastes a adúltera, mas lhe dissestes: “Vai em paz!”, tende piedade de nós.
-Senhor, que chamastes o publicano Zaqueu à conversão e à vida nova, tende piedade de nós.
- Senhor, que prometestes o paraíso ao ladrão arrependido,tende piedade de nós.
- Senhor, que vivendo à direita do Pai, sempre intercedeis por nós, tende piedade de nós.
P. Agora, como o próprio Cristo nos ordenou, peçamos juntos ao Pai que perdoe os nossos pecados
assim como nos perdoamos uns aos outros:
A. Pai nosso...
P. Ó Deus, que quisestes socorrer a nossa fraqueza, concedei-nos receber com alegria a
renovação que trazeis e manifestá-la em nossa vida. Por Cristo, nosso Senhor.
A. Amém.
(O Sacerdote sai para o lugar onde receberá a confissão individual dos fiéis)

Documentos relacionados