Gerenciamento de Estratégias através do Balanced Scorecard

Сomentários

Transcrição

Gerenciamento de Estratégias através do Balanced Scorecard
Gerenciamento de Estratégias
através do Balanced Scorecard
1
A Fiber Consulting é uma organização brasileira, que
atua desenvolvendo e implementando projetos de
gerenciamento de estratégias. Desenvolveu o FlexSI,
primeiro software na América Latina certificado pelo
BSCOL, sendo o único no Brasil até o momento.
“Fiber Consulting’s FlexSI product is the first product that we
have certified not only in Brazil, but all of Latin America. The
tool not only meets all of the criteria, but it has a nice strategymapping tool and exceptional reporting capabilities”.
Laura M. Downing
vice-president of Balanced
Scorecard Collaborative
>>> Atuação em organizações de diversos segmentos e portes <<<
Companhia
Vale do Rio Doce
O BSC é uma estrutura para a ação estratégica
•
•
•
•
•
Resultado
Mobilizar para a mudança através da liderança da alta administração:
Resultados surpreendentes são decorrência de estratégias ótimas (formulação
e implementação) e liderança
Traduzir a estratégia em termos operacionais: A estratégia deve ser descrita
de forma que as relações entre a visão e a ação fiquem evidentes
Alinhar a organização à estratégia: A estratégia deve ser desdobrada para as
diferentes unidades organizacionais de forma que todos possam entender a
contribuição necessária para o alcance da visão
Transformar a estratégia numa tarefa de todos: A estratégia deve ser
comunicada e as pessoas devem ser educadas de forma que possam contribuir
mais para o sucesso da estratégias. Os mecanismos de incentivos e
remuneração também devem estar relacionados com a estratégia
Transformar a estratégia num processo contínuo: Isso permite o
acompanhamento em tempo real e, se necessário for, promover revisões em
tempo hábil
A Organização com foco na
estratégia = Maturidade no
uso do BSC
Ação
Para avaliar corretamente as eficácias das ESTRATÉGIAS implementadas, a organização precisa traduzir
a sua VISÃO, de forma que possa avaliar o desempenho sob DIFERENTES PERSPECTIVAS. O excelente
desempenho de uma organização na perspectiva financeira poderá estar comprometido a médio e longo
prazo pelo seu baixo desempenho na perspectiva da satisfação dos clientes.
Conceito
Para atingirmos a nossa VISÃO, em que
perspectivas devemos buscar excelência? Qual
é a importância de cada uma dessas
perspectivas para que atinjamos a nossa
VISÃO?
V
I
S
Ã
O
A base para a construção do BSC é composta por:
objetivo, estratégia e indicador
1)
2)
3)
4)
5)
O EB tem objetivos para
Diretriz
alcançar
[ ]
Para isso, formula e implementa
estratégias
OBJETIVO:
Para mensurar se o objetivo
Elevar o nível de
está sendo alcançado e,
emprego
portanto, se a estratégia está
operacional
sendo efetiva, cria indicadores
existente
Estabelece metas e freqüências
Projetos e processos
de coleta de dados e análises
para esses indicadores
[ ]
À luz do desempenho,
redireciona, mantém ou
intensifica os seus esforços
Exemplo
INDICADOR:
Índice de elevação do
nível de emprego...
Pressupostos do BSC enquanto conceito
• O resultado é decorrente da estratégia (formulação e
implementação)
• Resultado adequado é aquele que demonstra que a
organização, cumprindo com elevado grau de
fidelidade a sua missão, está indo em direção à sua
visão
• Os esforços necessários para o alcance da visão
deverão surgir a partir do desdobramento da visão
• Os indicadores devem ser capazes de dizer se o
esforço está produzindo o resultado esperado
• O tomador de decisão tem papel decisivo na
execução da estratégia
O contexto de surgimento do BSC
A efetividade do planejamento
Formalização do planejamento
31%
10%
20%
Ef icaz
Inef icaz
Alt ament e
27%
Alguma coisa
69%
Vagament e
Não t em
43%
Fonte: RSI
O dia-a-dia dos
estrategistas
Fonte:RSI
19%
2%
26%
Coleta de dados
Análise de dados
Discussão de alternativas
Est rat égias
26%
Fonte:RSI
27%
Outras
VISÃO é o estado futuro desejado da organização. Para atingir a VISÃO, a empresa
concebe e implementa ESTRATÉGIAS, de acordo com sua ideologia central. Para
medir a efetividade das estratégias, a organização desenvolve INDICADORES e
MÉTRICAS
Desempenho
Ilustração
Tempo
• Ajuda a concentrar o esforço das
pessoas para uma direção comum
• Torna os esforços da organização
coerentes
• Determina prioridades para a
alocação de recursos
• Permite o alinhamento estratégico
das metas pessoais e departamentais
com . as corporativas
• Serve como referência principal para
avaliar o desempenho organização
A seqüência indutora de sucesso no
desdobramento da visão
|
|
|
|
|
Visão |
Missão |
Perspectivas |
Objetivos Estratégicos |
Temas Estratégicos e Estratégias
|
| Indicadores de Desempenho |
> Composição
> Resultado
> Tendência
| Ação |
> Processos-chave
> Projetos e Planos de ação
(Iniciativas Estratégicas)
> Fatores (internos e externos)
> Eventos
A construção do BSC se dá a partir do desdobramento
da visão e deve estabelecer relação de causalidade até a ação
EXEMPLO
O processo de construção do BSC Institucional do Exército Brasileiro tem o seu
ponto de partida no conjunto de elementos que representa a visão da
organização: valores centrais, missão, fatores críticos de sucesso, metas
audaciosas e declaração eloqüente
•
Patriotismo – amar à Pátria – História, Símbolos, Tradições e Nação - sublimando a determinação
de defender seus interesses vitais com o sacrifício da própria vida.
•
Dever – cumprir a legislação e a regulamentação, a que estiver submetido, com autoridade,
determinação, dignidade e dedicação além do dever, assumindo a responsabilidade pelas decisões
que tomar.
•
Lealdade – cultuar a verdade, sinceridade e sadia camaradagem, mantendo-se fiel aos
compromissos assumidos.
•
Probidade – pautar a vida, como soldado e cidadão, pela honradez, honestidade e pelo senso de
justiça.
•
Coragem – ter a capacidade de decidir e a iniciativa de implementar a decisão, mesmo com o risco
de vida ou de interesses pessoais, no intuito de cumprir o dever, assumindo a responsabilidade por
sua atitude.
Fonte: Portaria 657 de 04/11/2003
O processo de construção do BSC Institucional do Exército Brasileiro tem o seu
ponto de partida no conjunto de elementos que representa a visão da
organização: valores centrais, missão , fatores críticos de sucesso, metas
audaciosas e declaração eloqüente
1. A fim de assegurar a defesa da Pátria:
- contribuir para a dissuasão de ameaças aos interesses nacionais; e
- realizar a campanha militar terrestre para derrotar o inimigo que agredir ou ameaçar a
soberania, a integridade territorial, o patrimônio e os interesses vitais do Brasil.
2. A fim de garantir os Poderes Constitucionais, a Lei e a Ordem:
- manter-se em condições de ser empregado em qualquer ponto do território nacional, por
determinação do Presidente da República, de forma emergencial e temporária, após
esgotados os instrumentos destinados à preservação da ordem pública e da incolumidade
das pessoas e do patrimônio, relacionados no art. 144 da Constituição.
3. Participar de operações internacionais, de acordo com os interesses do País.
4. Como ação subsidiária, participar do desenvolvimento nacional e da defesa civil, na forma da
Lei.
Fonte: Portaria 657 de 04/11/2003
O processo de construção do BSC Institucional do Exército Brasileiro tem o seu
ponto de partida no conjunto de elementos que representa a visão da
organização: valores centrais, missão , fatores críticos de sucesso, metas
audaciosas e declaração eloqüente
•
•
•
•
•
•
•
•
•
•
Comprometimento com a Missão, a Visão de Futuro e os Valores, Deveres e a Ética do Exército.
Coesão, alicerçada na camaradagem e no espírito-de-corpo, capaz de gerar sinergia para motivar e movimentar a Força na
consecução de seus objetivos.
Liderança que motive direta ou indiretamente, particularmente pelo exemplo, o homem e as organizações militares para o
cumprimento, com determinação, da Missão do Exército.
Qualificação profissional e moral, que desenvolva a autoconfiança, auto-estima e motivação dos componentes da Instituição,
reforce o poder de dissuasão do Exército e, ainda, contribua para a formação de cidadãos-soldados úteis à sociedade.
Tecnologia moderna e desenvolvida, buscando reduzir o hiato em relação aos exércitos mais adiantados e a dependência bélica
do exterior.
Equipamento adequado em qualidade e quantidade para conferir, no campo material, o desejado poder de dissuasão à Força
Terrestre.
Adestramento capaz de transformar homem, tropa e comando - desde os escalões elementares – num conjunto harmônico,
operativo e determinado no cumprimento de qualquer missão.
Integração Interforças nas operações combinadas e atividades de cunho administrativo em tempo de paz, compartilhando e
otimizando recursos.
Excelência Gerencial, caracterizada pela contínua avaliação, inovação e melhoria da gestão, que resulte na otimização de
resultados, seja do emprego de recursos, seja dos processos, produtos e serviços a cargo da Força.
Integração à Nação, identificando suas necessidades, interpretando seus anseios, comungando de seus ideais e participando
de suas realizações, conforme nossa Missão Constitucional ou por meio de Ações Subsidiárias.
Fonte: Portaria 657 de 04/11/2003
O processo de construção do BSC Institucional do Exército Brasileiro tem o seu
ponto de partida no conjunto de elementos que representa a visão da
organização: valores centrais, missão , fatores críticos de sucesso,
metas audaciosas e declaração eloqüente
•
Preponderância absoluta da Estratégia de Dissuasão, com incremento da
participação na Projeção do Poder
•
Estrutura e capacitação para ampla participação internacional, em
correspondência à posição de destaque do País
•
Capacidade de manter a lei e a ordem em situações de excepcional nível de
gravidade
•
Equipamento da Força desenvolvido pela indústria, dentro e/ou fora do País,
em atendimento a requisitos estabelecidos antecipadamente pelo EB
•
Disponibilidade de sólida base industrial e material de defesa
•
Larga capacidade de P&D em organizações militares (OM) próprias
Fonte: Diretriz Geral do Comandante do Exército / 2003, pág. 1/5
O processo de construção do BSC Institucional do Exército Brasileiro
tem o seu ponto de partida no conjunto de elementos que representa a
visão da organização: valores centrais, missão , fatores críticos de
sucesso, metas audaciosas e declaração eloqüente
•
Ser uma Instituição compromissada, de forma exclusiva e perene, com o Brasil, o Estado, a
Constituição e a sociedade nacional, de modo a continuar merecendo confiança e apreço.
•
Ser um Exército reconhecido internacionalmente por seu profissionalismo, competência
institucional e capacidade de dissuasão. Respeitado na comunidade global como poder militar
terrestre apto a respaldar as decisões do Estado, que coopera para a paz mundial e fomenta a
integração regional.
•
Ser constituído por pessoal altamente qualificado, motivado e coeso, que professa valores
morais e éticos, que identificam, historicamente, o soldado brasileiro, e tem orgulho de servir
com dignidade à Instituição e ao Brasil.
Fonte: Portaria 657 de 04/11/2003
Para cumprir a sua missão e alcançar a sua visão, o Exército Brasileiro tem um
conjunto de Políticas Específicas e Diretrizes Estratégicas em vigor
Políticas Específicas
(SIPLEx-3)
Diretrizes Estratégicas
(SIPLEx-5)
Pessoal
Pessoal
Logística
Mobilização de pessoal
Mobilização de material
Possibilidade
Logística
Informação
Inteligência
Comando e controle
Comunicações e
informática
Temas estratégicos
Guerra eletrônica
Imagens
Fonte: SIPLEx, pág. 16/52
Informações
operacionais
Informações
i
i
i
Estratégias
Para cumprir a sua missão e alcançar a sua visão, o
Exército Brasileiro tem um conjunto de Políticas Específicas
e Diretrizes Estratégicas em vigor
Possibilidade
Temas estratégicos
Fonte: SIPLEx, pág. 16/52
Políticas Específicas
(SIPLEx-3)
Diretrizes Estratégicas
(SIPLEx-5)
Estruturação
Estrutura da Força
Terrestre
Instrução militar
Instrução militar (SIMEB)
Ensino
Ensino
Cultural
Sistema cultural
Doutrina militar
Doutrina militar terrestre
Ciência e tecnologia
Ciência e tecnologia
Construção
Atividade de construção
Gestão ambiental do EB
Gestão ambiental do EB
Atividade do EB na área
internacional
Atividade do EB na área
internacional
Economia e finanças
Economia e finanças
Estratégias
As atividades do Exército Brasileiro geram os
seguintes produtos:
• Segurança
– Segurança da Pátria como nação independente e soberana
– Garantia da integridade territorial da nação brasileira e paz interna
– Garantia à nação brasileira, de convivência pacífica e respeito no
cenário internacional
• Reserva mobilizável
• Desenvolvimento social
Fonte: Diretriz Geral do Comandante do Exército / 2003, pág.1/5
As atividades do Exército Brasileiro geram
produtos para atender os clientes abaixo
relacionados. LOGO...
•
•
•
•
•
Poderes constituídos
Sociedade
Militares
Família militar
Comunidade internacional
... O Mapa de Contexto do EB, que é um diagrama que representa o processo
organizacional visto da maneira mais consolidada possível, contém,os cinco elementos
tradicionais de um processo: fornecedores, entradas, atividades, saídas e clientes.
Influências ambientais externas: Aspectos macro-econômicos, sociais, tecnológicos, regulatórios, políticos...
Recursos
Recursos
financeiros
Tecnologia
Insumos
Recursos
humanos
Defender a Pátria,
garantir os poderes
constitucionais,
garantir a lei e a ordem,
cooperar com a defesa
civil e com o
desenvolvimento
nacional, participar de
operações
internacionais
. Poderes constitucionais
. Sociedade
. Militares
. Família Militar
. Comunidade internacional
. Segurança
. Reserva mobilizável
. Desenvolvimento social
Inferência
Competidores por recursos
($) no orçamento da União
Influências ambientais externas: Aspectos macro-econômicos, sociais, tecnológicos, regulatórios, políticos...
Recursos
Recursos
financeiros
Tecnologia
. Poderes constituídos
. Sociedade
. Militares
. Família Militar
. Comunidade
internacional
Defender a Pátria, garantir
os poderes constituídos,
garantir a lei e a ordem,
cooperar com a defesa
civil e com o
desenvolvimento
nacional, participar de
operações internacionais
Insumos
. Segurança
. Reserva mobilizável
. Desenvolvimento social
Recursos
humanos
Inferência
Competidores por recursos
($) no orçamento da União
A ESTRUTURA ORGANIZACIONAL mantém as PESSOAS
organizadas e sob disciplina, e estas aplicam o seu CONHECIMENTO
e se utilizam da INFRA-ESTRUTURA e da INFORMAÇÃO E
TECNOLOGIA para executar os PROCESSOS. Os processos geram
os produtos (segurança, reserva mobilizável, desenvolvimento
social) que atenderão aos clientes (Poderes constitucionais,
Sociedade, Militares, Família Militar, Comunidade internacional)
Infra-estrutura
Processos
CLIENTES
-Poderes Constituídos
-Sociedade
-Militares
-Família Militar
MISSÃO: Art 142 CF/88 e Lei 97/99…
1) Def Pátria; 2) Garantia Poderes Constituídos;
3) GLO; 4) Cooperar com a Defesa Civil e com o
Desenvolvimento Nacional;
5) Participar Op Internacionais
OBJETIVOS:
Síntese e Gerais(10) (SIPLEx-3 - Pol Mil Ter)
Re
su
lt a
do
do
lt a
su
Re
CLIENTES
-Poderes Constituídos
-Sociedade
-Militares
-Família Militar
Sistema Exército Brasileiro
Pessoas
FUNÇÕES (DEPARTAMENTOS)
PRODUTO
(Bens e Serviços)
INSUMOS
Métrica:
-Dissuasão
-Projeção de Poder
Economia e Finanças
Logística
Engenharia e Construção
Ciência e Tecnologia
Preparo e Emprego (Operacional)
Ensino
Tecnologia da Informação
Pessoal
Política e Estratégia
Inteligência
-Rec Humanos
-Rec Materiais
-Rec Financeiros
-Rec Tecnológicos
-Informação
-Legislação
Comunicação Social
Informação e tecnologia
Comando e Controle
SEGURANÇA
(Serviço/Bem intangível)
HOMENS (Bem tangível)
-RESERVA MOBILIZÁVEL
(Homens p/ o Combate)
-CIDADÃOS
(Capacitação social)
RF (*)
VAC
Métrica:
-Quantidade
-Qualidade
Centro de Integração Fio
SEF
DEC
D LOG
COTER
SCT
STI
DEP
DGP
VCC
EME
VAC
Comando
VAC
Comando
Centro de Integração Rádio
Comando
Estrutura organizacional
802.11
Fio
Tel
efô
nic
o
(at
é1
km
)
Inversor
Bem e/ou Serviço Dual
802.11
300m
RF
Voz
VAC
Gerador
x
Fio Telefônico
VHF
RF
Troncos C entrais
Dados SD SL
HF
Estratégia é a forma utilizada pela organização para combinar os recursos e
as capacidades internas na criação de proposições de valor sem igual para
os clientes e segmentos de público-alvo almejados (Kaplan & Norton)
Componentes + ativos tangíveis + capital intelectual = Cumprimento da Missão
Infraestrutura
Equipe e
conhecimento
Tecnologia
+
+
Missão
Cumprida
=
Para implementar uma estratégia com sucesso, precisamos descrevê-la, através
do mapa estratégico
Missão e Visão
“EB Scorecard”
Operações
Imagem
Processos
Pessoal e
Tecnologia
Orçamento/
Recursos
Missão e Visão
“EB Scorecard”
Imagem
Operações
Pessoal e
Tecnologia
Processos
Orçamento/
Recursos
Missão e Visão
“EB Scorecard”
Imagem
Operações
Processos
Pessoal e
Tecnologia
Orçamento/
Recursos
Constitucional e Sociedade
(Missão, Imagem e Integração à Nação)
“EB Scorecard”
Operacionalidade
Pessoal e
Conhecimento
Infra-estrutura
e Tecnologia
Recursos e
Orçamento
Institucional
(Tradição, Imagem e Projeção)
Defend Canada & Canadian Interests & Values while
Contributing to International Peace & Security
Achieve the Stated Goals of the Government of Canada (Respond to the new Security Environment)
Provide Defence &
Security Advice
Achieve Desired
International Outcomes
Achieve Desired
Domestic Outcomes
Fulfill Other GOC
Priorities
Provide Appropriate Operational Capabilities (Optimize Defence & Security Capabilities and Enhance Defence Relationships)
Conduct Operations
Develop
Corporate Policy &
Strategy
Command &
Control Forces
Sustain Forces
• Gather Intelligence &
Information
• Provide
Communications
Capability
• Provide Support to
Personnel
• Provide Logistic
Support to Operations
• Participate in Security
Arrangements
Generate Forces
• Provide Global
Deployability
• Generate Trained Personnel
• Cultivate Strategic
Partnerships
• Protect Forces
• Provide Reserve Mobilization
Capability
• Develop Defence
Policy & Advice
• Provide Modern Equipment
• Provide Public
Information
• Provide Required
Infrastructure
• Conduct Defence Research
• Maintain Equipment
• Create Doctrine & Establish
Force Structure
Field a High Quality Defence Team (Put People First)
Develop Decisive
Leaders
Recruit & Retain the
Right People
• Promote Canadian
Values
Effectively Manage Allocated Resources (Maximize Management Effectiveness)
Effectively Manage
the Capital Program
Exercise Effective
Governance
Become the Career
of Choice
Train & Develop
People
Create a Healthy
Defence Culture
Take Care of the
Workforce
Allocate Funds
Correctly
Be a Knowledge
Driven & Continuous
Learning Org
Set Plans &
Priorities
Effectively
* Pending L0 Approval
O Mapa Estratégico Corporativo do EB pode ter 6 perspectivas: O status da organização
INSTITUCIONAL (notadamente no tocante à sua imagem) a qualifica para captar
RECURSOS E ORÇAMENTO que, aplicados segundo princípios rigorosos de
Governança Corporativa que a caracteriza, mantém PESSOAS E CONHECIMENTO e
também a INFRAESTRUTURA E TECNOLOGIA;...
... capaz de garantir a
OPERACIONALIDADE,
que possibilita o
cumprimento da missão
CONSTITUCIONAL do
EB e ao atendimento
dos anseios da
SOCIEDADE
A clareza e coerência do mapa estratégico com seus
elementos (perspectivas, objetivos, temas estratégicos
e/ou estratégias) ligados entre si, dependem,
basicamente, de três fatores:
• Conhecimentos profundos do negócio, incluindo o contexto de
atuação e a realidade que circunda o objeto do mapa estratégico.
Isso deve ser garantido com a participação ativa da alta
administração.
• Domínio do conceito do BSC, estratégia, processos e de
gerenciamento de desempenho de maneira geral, além de outros
conceitos comumente aplicáveis ao longo do processo de
planejamento e formulação de estratégias.
• O uso de um método robusto e seguro para promover o
desdobramento da visão e das estratégias.
MAS, para uma implementação bem sucedida é
necessário observar mais outros três fatores:
• A tecnologia – a ferramenta que materializa o método,
que por sua vez é decorrente do conceito.
• As pessoas – têm papel central, pois são,
simultaneamente, objeto e sujeito do projeto.
• O contexto – inclui as demais variáveis com os
respectivos requerimentos necessários para que o projeto
aconteça. É a arena onde a realidade transcorrerá.
Dar vida ao mapa estratégico significa, em
linhas gerais, executar quatro atividades:
• Criar indicadores de desempenho
– Resultado
– Tendência
– Composição
• Coletar os dados para os indicadores
• Relacionar os objetivos com a ação e outros impactadores
–
–
–
–
Processos
Projetos de melhoria
Fatores
Eventos
• Disponibilizar informações de desempenho para os tomadores
de decisão
A visão e a missão da organização são desdobradas em perspectivas
Visão
Constitucional e
sociedade
Fee
db
ack
est
rat
é
Operacionalidade
gic
o
Infraestrutura e
tecnologia
Co
mu
nic
açã
od
os
Exemplo
1o. passo
Pessoas e
conhecimento
req
uis
ito
s
Recursos e
orçamento
Institucional
Quais objetivos precisamos alcançar para que o nosso
desempenho nessa perspectiva seja considerado suficiente?
Visão
Constitucional e
sociedade
Operacionalidade
Fe
edb
ack
est
rat
ég
ico
Infraestrutura e
tecnologia
Co
mu
nic
açã
od
os
Pessoas e
conhecimento
req
uis
ito
s
Recursos e
orçamento
Institucional
Exemplo
2o. passo
Perspectiva
Objetivos
Operacionalidade Melhorar os
níveis de
operacionalidade
e eficácia da
Força
Quais estratégias devemos formular e implementar para alcançar
os objetivos?
Visão
Constitucional e
sociedade
Operacionalidade
Fe
edb
ack
est
rat
ég
ico
Infraestrutura e
tecnologia
Co
mu
nic
açã
od
os
Pessoas e
conhecimento
req
uis
ito
s
Recursos e
orçamento
Institucional
Exemplo
3o. passo
Objetivo
Estratégias
Melhorar os níveis
1) Gestão da
de operacionalidade
Tecnologia
e eficácia da Força 2) Capacitação,
dimensionamento
e adequação
3) Gerência de
processos
4) Gestão da
logística
Quais são os indicadores cujo resultado evidenciará o alcance dos
objetivos e, portanto, a efetividade da estratégia?
Visão
Constitucional e
sociedade
Operacionalidade
Fe
edb
ack
est
rat
ég
ico
Objetivo
Infraestrutura e
tecnologia
Co
mu
nic
açã
od
os
Pessoas e
conhecimento
req
uis
ito
s
Recursos e
orçamento
Institucional
Exemplo
4o. passo
Indicador de
ocorrência
Melhorar os níveis
• Índice de
de operacionalidade
operacionalidade
e eficácia da Força
– Recursos
Humanos
– Equipamentos
Quais indicadores poderão indicar a tendência do resultado dos
esforços implementados à luz de uma determinada estratégia?
Visão
Constitucional e
sociedade
Operacionalidade
Fe
edb
ack
est
rat
ég
ico
Infraestrutura e
tecnologia
Co
mu
nic
açã
od
os
Pessoas e
conhecimento
req
uis
ito
s
Recursos e
orçamento
Institucional
Exemplo
5o. passo
Indicador de
Ocorrência
•Índice de
operacionalidade
– Recursos
Humanos
– Equipamentos
Indicadores de
Tendência
1) Pontualidade da
manutenção
2) Disponibilidade
de peças de
reposição
Quais são os impactadores-chave (e com qual intensidade
impactam) capazes de interferir nos resultados dos indicadores de
tendência e também nos de ocorrência?
Visão
Constitucional e
sociedade
Operacionalidade
Fe
edb
ack
est
rat
ég
ico
Infraestrutura e
tecnologia
Co
mu
nic
açã
od
os
Pessoas e
conhecimento
req
uis
ito
s
Recursos e
orçamento
Institucional
Indicadores de
Tendência
Impactadores
1) Pontualidade da
manutenção
2) Disponibilidade de
peças de reposição
1) Processos
• Suprimentos
• Gerência de
equipamentos
2) Projetos de melhoria
Exemplo
6o. passo
• PEG
3) Eventos
• Chuvas na zona de
atuação
• Conflitos em outras
regiões
Quais objetivos precisamos alcançar de forma que o
nosso desempenho nessa perspectiva seja considerado
suficiente?
Visão
Constitucional e
sociedade
Operacionalidade
Fe
edb
ack
est
rat
ég
Sequência para desdobramento da Visão e
Missão
ico
Infraestrutura e
tecnologia
Co
mu
nic
açã
od
os
Pessoas e
conhecimento
req
uis
ito
s
Recursos e
orçamento
Institucional
1)
2)
3)
4)
5)
6)
Perspectivas
Objetivos
Estratégias
Indicadores de resultado
Indicadores de tendência
Impactadores-chave
O BSC será o instrumento para a fase de REALIMENTAÇAO /
AVALIAÇÃO constante do SIPLEx
SIPLEx-1
Visão e missão
Missão do
Exército
1a. Fase
2a. Fase
3a. Fase
Avaliação
Política
Estratégica
Ação
SIPLEx-2
SIPLEx-3
Avaliação do
Exército
Política Militar
Terrestre
SIPLEx-1
Concepção
Estratégica
do Exército
SIPLEx-1
Diretrizes
Estratégicas
Planos
Básicos
SIPLEx-1
Planos
Operacionais
Realimentação / Avaliação: BSC
Fonte: SIPLEx, pág. 1/52
Execução
SIPLEx-1
Algumas considerações e vantagens do BSC para o
Exército Brasileiro
•
É decorrente do PEG e funcionará como instrumento de gestão, das estratégias às ações do
dia-a-dia
•
Será utilizado para comunicação do SIPLEx
•
É uma demonstração inquestionável de comprometimento com a qualidade da gestão no setor
público
• Contribui para a posição de vanguarda que o EB tem em termos de
gestão pública no Brasil e cria uma referência para replicação em
outras organizações públicas
•
Aumenta a efetividade do processo de coleta e distribuição da informação voltada para a gestão
(reduz ciclo, aumenta precisão)
Principais Fatores Críticos de Sucesso do
projeto
• Patrocínio e apoio do Alto Comando
• Inserção do BSC no contexto do SIPLEx
• Participação ativa dos órgãos executores na definição dos
indicadores
• Plano de comunicação agressivo, com apoio permanente
da área de comunicação
• Apoio permanente das áreas de Tecnologia da
Informação
Debate