Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de SP

Сomentários

Transcrição

Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de SP
:: Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de SP ::
1 of 1
http://www.agencia.fapesp.br/boletim_print.php?data[id_materia_boleti...
Imprimir | Fechar
AGÊNCIA FAPESP
Agência de Notícias da Fundação de
Amparo à Pesquisa do Estado de São
Paulo
13/06/2008
Campanha Scout tem novo balão
13/06/2008
Por Thiago Romero
Agência FAPESP – O Spirale, lançado na
segunda-feira (9/6) da base instalada no
Aeroporto Domingos Rego, em Timon (MA),
pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais
(Inpe) e pelo Centro Nacional de Estudos
Experimento Spirale no quarto
Espaciais (CNES) da França, foi o quarto
lançamento da campanha
experimento lançado no mês de junho no
Scout (foto: divulgação/Inpe)
âmbito da campanha Scout, conduzida por
pesquisadores dos dois países.
Depois de voar por cerca de sete horas em um balão de 150 mil metros
cúbicos, o experimento Spirale (Infrared Absorption Spectroscopy by
Tunable Diode Lasers, na sigla em inglês), que pesa 511 quilos e chegou a
atingir 33,6 mil metros de altitude, foi resgatado próximo à cidade de
Coivaras, no Piauí.
O Spirale é formado por um conjunto de espectrômetros desenvolvidos por
laboratórios da Universidade de Orléans e do Centro Nacional de Pesquisa
Científica (CNRS). Seu objetivo foi fazer medições dos perfis verticais de
concentrações de gases minoritários e aerossóis.
A campanha de balões Scout é fruto do programa de cooperação
estabelecido entre o CNES e a Agência Espacial Brasileira (AEB), que tem
término previsto para o fim deste mês. Ao todo serão lançados do Maranhão
sete experimentos científicos, de vários países da União Européia, para,
entre outros objetivos, o estudo da camada de ozônio, previsão de
mudanças climáticas e a validação de instrumentação dos satélites Metop e
Envisat da Agência Espacial Européia (ESA).
Assinado em 2007, o acordo entre as entidades brasileira e francesa prevê,
em cinco anos, o lançamento de dezenas de balões para o desenvolvimento
de pesquisas atmosféricas na região equatorial brasileira.
“O acordo faz parte de um consórcio europeu capitaneado pela CNES, que
promove várias campanhas de lançamento de balões ao redor do mundo.
Recentemente, as pesquisas têm ocorrido com mais intensidade na África e
América Latina”, disse Saulo Freitas, pesquisador do Centro de Previsão do
Tempo e Estudos Climáticos do Inpe, à Agência FAPESP.
Os sete experimentos da campanha Scout, segundo Freitas, têm foco no
estudo da troposfera superior e da estratosfera inferior. “A grande
quantidade de nuvens nos trópicos promove a intensa troca de gases da
troposfera para a estratosfera e vice-versa. A meta desses estudos é tentar
entender o estado químico e a variabilidade de gases como ozônio,
monóxido de carbono e metano nessas regiões”, explicou.
A campanha Scout teve início em 30 de maio com o lançamento do
experimento OPC (Optical Particle Counter, na sigla em inglês), que voou
por cerca de três horas e foi resgatado próximo à cidade de Altos (PI). O
segundo vôo ocorreu no dia 1º de junho com o experimento Triple, que
consistiu em um conjunto de instrumentos da Universidade de Frankfurt, da
Forschungszentrum Jülich e da Universidade de Reims, para medição de
vapores de água envolvidos na química do ozônio na estratosfera.
A meta do terceiro experimento, o Mipas-B, lançado no dia 5 de junho, foi
medir as propriedades dos gases residuais e das nuvens na camada
troposférica e na estratosfera por meio de técnicas de sensoriamento
remoto. Todos os lançamentos foram realizados a partir da base instalada
no Aeroporto Domingos Rego.
Segundo Freitas, o quinto balão da campanha será lançado dentro de
poucos dias. “Essa fase de coleta de dados observacionais será seguida por
sucessivas pesquisas no Inpe voltadas à validação de diferentes tipos de
modelos numéricos de química da atmosfera”, disse.
“Uma das grandes vantagens é que pesquisadores do instituto estão
aprendendo muito com essa parceria, devido à oportunidade de se
especializar em novas técnicas de lançamento de balões estratosféricos, com
instrumentação eletrônica, que envolvem tecnologias que o Brasil ainda não
domina”, destacou.
AGÊNCIA FAPESP - R. Pio XI, 1500 - Alto da Lapa - CEP 05468-901 - São Paulo-SP Brasil
Tel: (+55) 11 3838 4000 Fax. (+55) 11 3838 4117 - E-mail: [email protected]
13/6/2008 08:33