Animação e convívio no Dia da Família da Local 506

Сomentários

Transcrição

Animação e convívio no Dia da Família da Local 506
Director: Vasco M. C. Evaristo
PORTUGUESE-CANADIAN NEWSPAPER
Telefone: 416 534-3177
Fax: 416 588-6441
Membro do Grupo de Publicações Sol
Proud Member of the Sol Publishing Group
E-mail: [email protected]
$1.50
Ano XXVIII – Edição 1445
Terça-feira, 19 de Julho de 2016
www.voicenews.ca
Animação e convívio no
Dia da Família da Local 506
11
2 | 19 de Julho de 2016
QUALIDADE
canadá
Serviços secretos canadianos
abrem conta no Twitter
É o presente e o futuro, e ninguém lhe pode escapar:
a presença nas diversas redes sociais da internet. Que o
digam os serviços secretos canadianos que abriram, a 13
de Julho, uma conta na rede Twitter.
O Serviço de Inteligência e Segurança do Canadá
(SISC - CSIS, na sigla inglesa) abriu a conta com uma
mensagem bem-humorada: “Agora, é a tua vez de nos
seguires”.
O objectivo é dar a conhecer ao grande público um
pouco mais sobre o trabalho do SISC, explicou o director
Michel Coulombe, que acrescentou: “Falar publicamente
sobre a natureza do nosso trabalho nem sempre é fácil,
mas queremos que o Serviço de Inteligência e Segurança
seja mais acessível.”
Às 18h00 desse dia, a conta do SISC na rede social
Twitter já tinha mais de três mil seguidores e, por sua
vez, o Serviço de Inteligência e Segurança do Canadá já
estava a seguir 17 entidades oficiais, entre as quais as suas
congéneres norte-americanas CIA e FBI.
BREATHE
THROUGH
A STRAW
FOR 60
SECONDS.
When your lungs
are killing you,
that’s cystic fibrosis.
To learn more
and support
cystic fibrosis
research, visit
drowningontheinside.ca
SEM IGUAL
Terra Nova e Labrador:
Ontário:
É perigoso caminhar em
Portugal Cove-St. Philip’s
30.000 gatos selvagens à
solta no Condado de Norfolk
Fazer uma pequena caminhada segura em Portugal
Cove-St. Philip’s é algo quase impossível, dizem os
habitantes da cidade. Simplesmente, eles não se sentem
seguros, e querem alterar este estado de coisas.
Um grupo de pais organizou-se para tentar modificar
a actual situação – ou seja, melhorar as estradas, que são
estreitas, sinuosas e cheias de buracos.
Reuben Hennebury, membro da associação “Portugal
Cove-St. Philip’s Seguro”, está sobretudo preocupado com
uma secção da Rua Portugal Cove, onde estão situadas
duas lojas de conveniência, dois centros de dia, a sede da
Real Legião Canadiana e também um centro de saúde.
Segundo Hennebury, um acidente registado naquela
área, há duas semanas, deixou claro que é apenas uma
questão de tempo até que alguém morra.
Hennebury diz que a sua associação se sente frustrada,
porque não consegue chegar à fala com as autoridades
provinciais, que são as proprietárias da estrada.
O Conselho da cidade partilha este sentimento de
frustração: “Chegar a um acordo com o governo da província tem sido difícil. Foi-nos dito pelo Departamento
de Transportes e Infra-estruturas que as estradas são para
os automóveis, e não para as pessoas. E eles não farão
nada para nos ajudarem a separar os peões do enorme
volume de tráfego automóvel nas ruas principais.”, disse
o presidente da Câmara, Gavin Will.
O edil disse ainda que a Câmara já instalou sinais luminosos que indicam aos condutores a velocidade a que
circulam, vai construir passeios à volta da nova escola
na Rua Thorburn, e concluiu dizendo que fazer obras
mais avultadas é absolutamente impossível sem a ajuda
financeira do governo da província.
O Condado de Norfolk, no Sul da província do Ontário,
está à procura de ajuda para resolver o problema de
milhares de gatos que andam à solta.
O condado, situado na margem Norte do Lago Erie, tem
uma população de cerca de 65.000 pessoas e, segundo as
últimas estimativas, cerca de 30.000 gatos que circulam
livremente naquela região.
No passado mês de Maio as autoridades fizeram um
anúncio público, oferecendo 50.000 dólares para a
melhor proposta que fosse
apresentada para implementar um programa de
controlo dos gatos. Mas a
única proposta entregue,
pela Simcoe and District
Humane Society, foi considerada incompleta e,
por isso, Norfolk continua
sem solução para a praga
de gatos.
Os grupos de protecção dos animais fazem uma
distinção entre os gatos domesticados, que já viveram
com alguém que os estimava, mas fugiram ou foram
abandonados, e os gatos selvagens, que nasceram em
liberdade ou já viveram durante muito tempo em liberdade absoluta.
Os gatos selvagens formam normalmente colónias que,
por vezes, chegam a ter mais de 100 indivíduos. Apesar
de existirem voluntários que “tomam conta” desta colónias, alimentando-as e tratando das suas necessidades no
campo da saúde, encontrar um lar de acolhimento para
estes animais não é sequer uma opção, porque tendo
estado muito tempo em liberdade, tentar confiná-los
a um espaço físico iria criar neles muito stresse, o que
originaria comportamentos violentos.
A Sociedade de Prevenção da Crueldade Contra os
Animais do Ontário (SPCCAO - OSPCA, na sigla inglesa) diz que o único método “economicamente viável
e humano” de resolver este problema é apanhar os gatos
com armadilhas e castrá-los.
“Deixamos a natureza seguir o seu curso, mas damoslhe uma ajuda, diminuindo o número de crias que nascem
anualmente.”, disse Alison Cross, da SPCCAO.
Gripe das aves detectada no
Sul do Ontário
A Agência de Inspecção
Alimentar do Canadá estabeleceu uma zona de quarentena
no Sul do Ontário, depois de
ter sido detectado um caso
de gripe das aves, na semana
passada, numa quinta onde são
criados patos, próximo de St.
Catharines.
A agência anunciou também que 14.000 patos vão ser
mortos, por ter sido detectado
o vírus H5N2 naquela empresa
de criação comercial de aves.
As autoridades responsáveis pela segurança alimentar
no país esclareceram que não
foi detectado mais nenhum
caso de gripe das aves em
qualquer outra área dentro
da zona de quarentena, mas
continuam atentas e vigilantes
relativamente a essa possibilidade.
A gripe das aves não constitui qualquer risco para as
pessoas, se os produtos forem
devidamente manuseados e a
carne das aves for cozida. Para
além disso, a gripe das aves
raramente constitui qualquer
risco para as pessoas que não
tenham contacto directo com
as aves infectadas.
Desde Outubro do ano passado que não havia qualquer
notificação sobre casos de
gripe das aves, no Canadá.
Director: Vasco M. C. Evaristo
PORTUGUESE-CANADIAN NEWSPAPER
Weekly Newspaper | Jornal Semanário
Published, owned and operated by:
VOICE PORTUGUESE CANADIAN NEWSPAPER PUBLISHING INC.
Contributing Writers/Corpo Redactorial: Alexandra Faria, Alice
Perinú, António Perinú, Fátima Martins, Francisco G. Amorim, Hélio B.
Lopes, Humberto P. da Silva, Isabel Alves, Joaquim F. António, Manuel
Fernandes, Mário Saturno, Noémia Gomes, Vasco M. C. Evaristo
Todo o trabalho literário e de arte gráfica neste jornal é da pertença
exclusiva de Voice newspaper o qual se reserva todos os direitos de autor.
Publications Mail Registration No. 7333
O Jornal Voice declina toda a adesão ideológica, política e responsabilidades legais. Assim, todos os artigos (opiniões emitidas e
teses expostas) serão sempre e exclusivamente da inteira responsabilidade dos seus signatários, não reflectindo necessariamente as
ideias deste jornal. Contudo, o Jornal Voice reserva-se o direito
de não publicar textos (ou omitir trechos de textos) que possam,
de qualquer forma, ferir intencionalmente a integridade moral de
quem quer que seja e ainda de dar ou não resposta às opiniões
emitidas.
977 College Street – Toronto, ON M6H 1A6 | T: 416 534-3177 | F: 416 588-6441 | E-mail: [email protected] | www.voicenews.ca
19 de Julho de 2016 | 3
QUALIDADE
SEM IGUAL
portugal
Politécnicos de Porto, Lisboa e Coimbra não assinam acordo com o Governo
Os politécnicos de Porto, Lisboa e Coimbra não assinaram
o “compromisso para a legislatura”, firmado sábado entre
Governo e instituições de Ensino Superior e que reconhece a
estas entidades “autonomia efetiva”, por “razões individuais”,
segundo a tutela.
Em declarações à margem da assinatura daquele contrato,
que ocorreu em Guimarães, o ministro da Ciência e Ensino
Superior, Manuel Heitor, desvalorizou a falta de acordo com
aqueles politécnicos, que segundo o governante queriam uma
“nova redistribuição” de verbas.
Presente na assinatura do referido contrato entre Governo,
Universidades e Politécnicos, o primeiro-ministro, António
Costa, elogiou as linhas do acordo e alertou que perante uma
“encruzilhada” Portugal não se pode voltar a “enganar” e
escolher o “caminho” do desinvestimento no ensino e na
ciência.
“Queremos criar condições para que Portugal esteja na
Europa e temos hoje aqui um leque muito alargado de instituições que vieram afirmar o desejo colectivo de fazer de
Portugal um país melhor, expondo o esforço colectivo face a
interesses individuais. Houve três dirigentes que optaram pelos
seus interesses individuais”, disse Manuel Heitor.
Questionado sobre a que “interesses individuais” se referia,
o titular da pasta do Ensino Superior explicou que os três
politécnicos “queriam que houvesse uma nova redistribuição
de verbas tirando verbas a uns para dar a eles”.
“Não podemos estar a tirar a umas instituições para dar a
outras”, afirmou.
A discursar na cerimónia de assinatura daquele “compromisso para a legislatura”, António Costa salientou a importância das metas e “compromissos” firmados e da visão que
representam para Portugal alertando que o país não se pode
“voltar a enganar” nas escolhas que faz.
“Temos que aprender com aquilo que foi o exemplo das
últimas décadas. Quando, perante a encruzilhada, escolhemos o
caminho certo, investindo no conhecimento, ciência e inovação,
o país cresceu. Quando, perante a encruzilhada, escolhemos
o caminho errado, que foi desinvestir na educação, formação,
ciência, na cultura, o país não progrediu”, apontou.
“O caminho é este, é este que é investir no conhecimento e
desde logo nas instituições do Ensino Superior”, concluiu.
Com o contrato sábado firmado, o Governo “reconhece”,
segundo informação veiculada pelo ministério da Ciência, que
a estabilidade do financiamento público e o aprofundamento
da autonomia são absolutamente determinantes para a efectiva
implementação e concretização do processo de reforma do
sistema de ensino superior”.
O Governo salienta que o acordo, que “reconhece a autonomia efectiva das instituições num contexto de co-responsabilização reforçada,” visa também “reduzir o insucesso e
o abandono escolar para níveis de referência internacionais,
reforçar o nível de internacionalização, em articulação com
agendas de investigação e desenvolvimento, e alargar a base
social de recrutamento dos estudantes do ensino superior”.
Para isso o contrato prevê um programa de estímulo ao
emprego científico em Portugal, incluindo a contratação de
pelo menos três mil docentes e investigadores até 2019 pelas
instituições de ensino superior públicas, “de modo a contribuir efectivamente para o rejuvenescimento dos seus corpos
docente e de investigação”.
Câmara de Lisboa distingue 63 lojas históricas mas não promete salvá-las
A Câmara de Lisboa vai
começar por distinguir 63 estabelecimentos da cidade com
o selo “Lojas com história” e
definir medidas de apoio no
âmbito deste programa, mas
reconhece que só isso não
chega para assegurar a sua
sobrevivência.
“Não temos a veleidade de
achar que salvaremos as lojas
com esta distinção nem que ela
resolve, só por si, o problema
da sustentabilidade financei-
ra”, admitiu o vice-presidente
da autarquia, Duarte Cordeiro
(PS), em declarações à agência
Lusa.
O autarca sustentou, por
isso, que “têm de ser feitas
mais coisas, mais projectos,
e tem de haver mais envolvimento” dos comerciantes para
as dinamizar, evitando o seu
encerramento.
Duarte Cordeiro falava à
Lusa a propósito da proposta
que vai ser debatida na reunião
camarária privada de quartafeira referente à atribuição
da distinção “Lojas com
história”.
Em causa estão 63 “lojas
óbvias” que, pela preservação
de elementos patrimoniais
materiais, culturais e históricos, são as primeiras a serem
classificadas no âmbito do
programa iniciado no ano passado, assinalou o autarca.
Desta lista fazem parte
espaços como A Ginjinha
Sem Rival, Aníbal Gravador,
Brasileira, Casa Macário,
Confeitaria Nacional,
Farmácia Barreto, Ferragens
Guedes, Florista Pequeno
Jardim, Hospital das Bonecas,
Leitão e Irmão, Londres Salão,
Luvaria Ulisses e Manteigaria
Silva.
Duarte Cordeiro explicou que “em Setembro ou
Outubro” será aprovada uma
segunda lista, que também se
enquadra nas primeiras 100
lojas a serem classificadas.
Posteriormente, quando
estiver em vigor o regulamento
municipal sobre a classifica-
(estudos, consultoria e ‘marketing’).
O fundo tem uma dotação
inicial de 250 mil euros, mas
cada candidatura não pode
ultrapassar os 25 mil euros,
sendo que a autarquia só suporta até 80% do total.
“No caso de o montante
Acrescem a Ourivesaria
Sarmento, os Pastéis de
Belém, a Pastelaria Mexicana,
Pastelaria Versailles, a Pérola
do Rossio, a Retrosaria Bijou
e a Tabacaria Mónaco, entre
outros estabelecimentos.
A escolha foi feita pela
Faculdade de Belas Artes
da Universidade de Lisboa,
parceira no projecto.
Depois de aprovada pelo
grupo de trabalho da autarquia,
com representantes das áreas
da economia e inovação, urbanismo e cultura, a proposta
teve o aval do conselho consulmou que no dia em que o tivo do programa, composto
seu Executivo tomou posse por associações e personali“tinham chegado às empre- dades ligadas à cidade.
sas, do Portugal 2020, quatro
milhões de euros”, enquanto
hoje esse valor já “ultrapassou
os 200 milhões de euros”, com
o objectivo de chegar aos 450
até ao final deste ano.
Por seu lado, José Costa, no
discurso no âmbito da apresentação da Howa Tramico
declarou ainda que pretende
dar “a conhecer a mão-deobra qualificada [de Viana do
Castelo] (...)”.
ção, terão de ser as entidades
a candidatar-se, clarificou o
autarca, precisando que a distinção tem a validade de dois
anos, podendo ser renovada.
Esse regulamento, que
estabelece as regras relativas
à candidatura e atribuição da
distinção, também estará em
debate na reunião, através
da sua submissão a consulta
pública por 30 dias.
O mesmo acontece com o
regulamento do fundo municipal criado para apoiar as lojas
distinguidas, em áreas como a
arquitectura e restauro (conservação de fachadas), cultura
(iniciativas para divulgar as
lojas) e economia e comércio
que temos estimado não ser
suficiente, vamos privilegiar
negócios de restauração com
volume de negócios abaixo
dos 500 mil euros e outro tipo
de comércio com volumes
de facturação abaixo de 150
mil euros”, apontou Duarte
Cordeiro.
O responsável adiantou que
este processo “é a prova de que
é possível fazer uma classificação criteriosa e rigorosa” dos
estabelecimentos históricos, o
que, na sua óptica, “conferirá
segurança ao processo legislativo que está em curso [na
Assembleia da República],
com vista à protecção das lojas
com estas características”.
Uma medalha de bronze e três menções
honrosas para Portugal nas Olimpíadas
Internacionais de Matemática
Portugal conquistou uma medalha de
bronze nas Olimpíadas Internacionais
de Matemática (OIM), em Hong Kong,
de onde traz também três menções honrosas, anunciou sexta-feira a Sociedade
Portuguesa de Matemática (SPM).
Bruno Carvalho, aluno do 12.º ano na
Escola Secundária do Padrão da Légua,
em Matosinhos, foi o responsável pelo
resultado que conduziu à medalha de
bronze, tendo ficado posicionado no 184.º
lugar entre mais de 600 participantes,
segundo a mesma fonte.
Os outros cinco elementos da equipa
portuguesa (Alberto Pacheco, David
Correia, Duarte Nascimento, Henrique
Navas e Pedro Fernandes) obtiveram
menções honrosas pelo desempenho
na 57.ª edição das OIM, realizada na
Ásia.
A competição decorreu entre 6 e 15
de Julho, com a participação de mais de
112 países.
No próximo ano, será o Brasil a receber
a iniciativa, de 12 a 24 de Julho, no Rio
de Janeiro.
Portugal participou pela primeira
vez nas OIM em 1989 e, desde então,
conquistou três medalhas de ouro (em
2011, 2012 e 2013), quatro de prata, 27
de bronze e 28 menções honrosas.
O ciclo das competições internacionais
em 2016 fica completo com as Olimpíadas
Ibero-Americanas de Matemática, que
terão lugar no Chile, de 23 de Setembro
a 1 de Outubro, de acordo com a SPM.
Viana do Castelo prevê criação de 500 empregos
até primeiro trimestre de 2017
O presidente da Câmara
Municipal de Viana do Castelo,
José Maria Costa, disse sextafeira que prevê que, até ao primeiro trimestre de 2017, seja
possível criar 500 novos postos
de trabalho no concelho, fruto
de novos investimentos.
Em duas visitas ao que
serão as futuras fábricas da
Howa Tramico Automotive,
na zona industrial do Neiva,
e da Eurostyle Systems, do
grupo GMD, no Parque
Empresarial de Lanheses,
José Maria Costa frisou que o
concelho já captou 60 milhões
de euros de investimento.
O autarca, dirigindo-se ao
primeiro-ministro, António
Costa, disse que gostaria de
“poder ver no Portugal 2020
aquilo que é o apoio aos municípios que estão a fazer um
trabalho - como é o caso no
Alto Minho - de acolhimento
empresarial, mas acima de
tudo também que o sistema
de incentivos pudesse apoiar
investimentos como este”.
Na apresentação do grupo
GMD, António Costa afir-
4 | 19 de Julho de 2016
QUALIDADE
SEM IGUAL
19 de Julho de 2016 | 5
QUALIDADE
SEM IGUAL
actualidade
Nem sempre é fácil fazer uma chamada de
telemóvel em Vila Velha de Ródão
Fazer uma simples chamada de telemóvel na freguesia
de Perais, em Vila Velha de
Ródão, ainda é uma autêntica
aventura devido à insuficiente
cobertura das redes móveis
nacionais e há mesmo quem
pondere recorrer aos serviços
móveis espanhóis.
milhões de euros, é o rosto do
desalento.
À agência Lusa disse que só
se apercebeu deste “problema
gravíssimo” quando começou
a pedir as licenças ao município
de Vila Velha de Ródão e nas
vistorias finais: “Começámos a
comprar os equipamentos, hoje
Herdade da Urgueira
À chegada à Herdade da
Urgueira, um empreendimento
de turismo rural localizado na
freguesia de Perais, em Vila
Velha de Ródão, distrito de
Castelo Branco, os telemóveis
são de imediato contemplados
com a seguinte mensagem:
“Desejamo-lhes uma boa
estadia! Info preços em roaming. Valores em cêntimos c/
IVA. Comunicações recebidas
(...)”.
Carlos Lourenço, o mentor
deste projecto de turismo rural,
onde investiu mais de dois
em dia está tudo informatizado,
tanto no alojamento como no
restaurante, isso é uma coisa
básica nos tempos que correm,
e verificámos que era um drama total a parte das redes [de
comunicação móvel]. Desde
então para cá tem sido muito
difícil”.
O empresário sublinha
mesmo que já ponderou recorrer aos serviços móveis de
telecomunicações da vizinha
Espanha.
“Aqui, o ‘roaming’ está a
cair de imediato porque o sinal
dos nossos vizinhos espanhóis
é muito mais forte do que o nosso. Já ponderamos recorrer aos
serviços do país vizinho. Há
certos dias então que a Internet,
que vem via satélite, além de
ser fraca, é muito lenta...é um
caos”, sustentou.
O problema não afecta
apenas a zona do empreendimento de turismo rural, a
funcionar há um ano, mas
toda a freguesia de Perais que
inclui ainda as localidades
de Alfrívida, Monte Fidalgo,
Balsinha e Vale Pousadas.
E, se em alguns casos
quase que por “milagre” o
sinal da rede móvel de telecomunicações ainda dá um
“ar da sua graça”, outros há
em que ele é completamente
inexistente.
“Já contactámos o município, a quem pedimos a sua colaboração. Foram receptivos
e manifestaram de imediato
vontade para resolver o assunto. Contudo, já lá vai um
ano e o problema ainda não
foi resolvido. A parte mais
negra para quem nos visita é a
parte das telecomunicações”,
explica.
Segundo este responsável,
mais de 90% dos visitantes
reclamam e manifestam o seu
descontentamento, precisamente por causa do serviço
de comunicações, excepto um
ou outro caso que até “acham
piada”.
O presidente da Câmara
de Vila Velha de Ródão,
Luís Pereira, está revoltado
com a atitude da Autoridade
Nacional de Comunicações
(ANACOM), com quem já
tentou, por diversas vezes,
agendar uma reunião para
abordar a questão da cobertura
do serviço da rede móvel na
freguesia.
O autarca escreveu esta semana uma carta ao presidente
da ANACOM, através da qual
lamenta a “falta de interesse
e consideração” que aquela
entidade “manifesta pela
população do concelho e, nomeadamente pela freguesia de
Perais”, que, em pleno século
XXI, se encontra privada de
acesso a um serviço básico.
Luís Pereira explicou que
foram feitas diversas tentativas de contacto telefónico
com a ANACOM, no sentido
de agendar uma reunião para
discutir o assunto e, como até
agora não obteve resposta, decidiu expor o caso, por escrito,
ao presidente desta entidade.
Até lá, quer a população
de Perais, com cerca de 770
habitantes, quer os visitantes,
vão continuar privados de serviço de rede móvel nacional,
ou, então, têm que recorrer ao
‘roaming’.
Câmara de Santo Tirso
baptiza parque municipal
com nome “Sara Moreira”
A Câmara de Santo Tirso anunciou que vai baptizar
o parque municipal com o nome ‘Sara Moreira’, numa
homenagem à atleta que se sagrou campeã europeia da
meia-maratona e que é natural deste concelho.
Em comunicado enviado
às redacções após uma cerimónia de boas-vindas a Sara
Moreira que decorreu na
Câmara de Santo Tirso, distrito do Porto, o presidente
da autarquia tirsense aponta
que o executivo tomou esta
decisão tendo em conta os “feitos desportivos” alcançados
por uma atleta que “tanto tem projectado o município”.
“A Sara Moreira nunca negou as suas origens, a sua
freguesia e o seu concelho. Por isso, é, sem dúvida, uma
grande embaixadora do município em todo o mundo”,
refere Joaquim Couto.
O parque municipal que passará a ter o nome ‘Sara
Moreira’ é actualmente conhecido como parque da
Rabada.
6 | 19 de Julho de 2016
QUALIDADE
opinião
A garotinha que conheci…
Quando me via, atirava-me um olhar pleno de
sorrisos amorosos.
admiração e, enlaçando com frágeis bracitos o meu
Na minha já longa existência, nunca possui
pescoço, enchia-me de doces beijinhos.
tamanha amizade. Amizade de menininha que
Era pequenina, de tez cor de centeio – daquele
despertava para a vida. Vida que ainda podia contar
centeio moreno que só se encontra em morenas
pela mãozinha rechonchuda….
terras de Trás-os-Montes.
Deus ofereceu-me essa amizade infantil, muito
Tinha olhos castanhosantes de ter a minha própria
escuros; lábios rubros como
criança: carne da minha carne;
cerejas, sempre húmidos;
sangue de meu sangue…
Por Humberto Pinho da Silva
narizinho curto, levemente
Quando a velhice chega
achatado; e sedosos cabelos
e
a
tarde adormece, na luz
“Quando a velhice chega, e a tarde adormeclaros, com belos reflexos de
ensanguentada
do crepúsculo
ce, na luz ensanguentada do crepúsculo, que
oiro velho.
que antecede a morte, a meantecede a morte, a memória, acorda para
Trazia – quase sempre –
mória acorda para o passado;
o passado; para passado que passou, e nos
vaporoso vestidinho imacupara passado que passou e nos
ladamente branco, de meiapersegue sempre, como sonho
persegue sempre, como sonho, que entristece
manga, com leve renda, igualque entristece e alegra.
e alegra.”
mente branca, nos bordos.
Vejo agora – com nitidez
Parecia uma princepezinha
que me confunde – cenas,
moura; princepezinha encantada que encantava todos com o diálogos, companheiros de brinquedo de outrora, como se
olhar ternuroso e feiticeiro.
fossem crianças; como se tivessem as mesmas linhas juveA seu pensar, eu era uma figura misteriosa. Aparecera do nis, a mesma graciosidade, os mesmos gestos imprecisos, as
nada. Viera de longe, longe paragem; de cidade banhada pelo mesmas expressões interrogativas…
imenso oceano; oceano que ela mal conhecia… mas alguém
Por sortilégio, que desconheço, todo o passado nasce e
em que, logo compreendera, podia confiar. Abrir o pequenino renasce dentro de mim, como se nada houvesse mudado;
coração, ansioso de ser amado e, quiçá, de amar.
então, no meu rosto envelhecido, nos meus lábios descorados,
E, no entanto, a diferença de idade, sendo colossal… aflora a sombra de um sorriso: sorriso do passado, sorriso
não nos apartava; ao invés: aproximava-nos ainda mais; de saudade…
permitindo afectos, sem malícia humana; sem reprovações
Hoje, lembrei-me dessa garotinha que se sumiu no mundo,
hipócritas de línguas linguareiras.
como se sumiram, um a um, todos os meus lindos sonhos de
Sempre que nos encontrávamos – e eram tantas vezes!… meninice; mas que para sempre ficaram retidos, na retina, como
– sempre havia novidade para narrar e mostrar.
lembrança saudosa, ainda que esfumada, de velhos tempos
Tudo nos servia de conversa; até simples infantilidades!… em que, inseguro e hesitante, buscava um novo rumo, ainda
E se a boca se fechava, nossos olhos indiscretos falavam em incerto, para a minha vida; então triste e solitária; plena de
silencio e cruzavam-se e recruzavam-se, em felizes e festivos ilusões e fantásticas fantasias…
Coisa de outro tempo
Num dia destes, Vital Moreira mostrou-se dea direita cavaquista, e como depois abandonou o
cepcionado com a ida de Durão Barroso para a
Governo de Portugal para seguir para a liderança da
Goldman Sachs, salientando que, mal-grado tudo,
União Europeia. Imagino o júbilo, por exemplo, de
tal não deixa de surpreender negativamente. E é a
gente da Opus Dei com esta mudança, para mais com
verdade, mesmo depois de se ter podido ver o que
aquela polémica logo surgida com certo comissário
foi a trajectória política do ora chairman do banco
proposto, mas que nunca chegou a sê-lo e que era,
em causa.
precisamente, da Opus Dei. E
Acontece que até comistambém é bom não esquecer
sários da famigerada União
que Durão Barroso tem vindo
Por Hélio Bernardo Lopes
Europeia já se mostraram
a ensinar, como convidado e
decepcionados com esta conde há muito, em universidades
“Quase com toda a certeza, a generalidade
tratação. A verdade, porém,
católicas, seja nos Estados
da nossa classe política apoiou a sua [Durão
é que nos foi há uns dias
Unidos, em Portugal ou em
Barroso] fuga da governação portuguesa para
dado ouvir a Pedro Santana
Moçambique. Se a isto juna liderança da União Europeia, sendo que seria tarmos o concurso de António
Lopes a colocação desta
questão: mas o que poderia
Guterres a Secretário-Geral
muito elementar perceber o que se iria dar no
ir fazer um ex-Presidente
das Nações Unidas, já só
futuro com a sua presença neste lugar.”
da Comissão Europeia? Dar
alguém incapaz de perceber
aulas?! Infelizmente, António
a resolução de uma equação
Vitorino e Clara de Sousa esqueceram-se desta outra pergunta: do primeiro grau não compreenderá o que se está a passar
e Bill Clinton, ou George W. Bush?
no mundo deste século. Para já não referir os convites do
Como muito bem referiu Vital Moreira, uma tal realidade Presidente Marcelo Rebelo de Sousa para o Conselho de
não tem precedente na história dos seus antecessores, para lá Estado, ou as mais recentes ditas premonições do Euro 2016.
do facto de se tratar de um banco de investimento que está Um sistema de condições muito elementares. Por tudo isto
sob jurisdição das agências de regulação financeira da União e como refere Vital Moreira, esta mais recente polémica de
Europeia e da Comissão Europeia, a que Durão Barroso pre- Durão Barroso dificilmente poderia ter pior em matéria de
sidiu, mas também porque a Goldman Sachs é talvez o maior conflito de fidelidades e de interesses.
símbolo do mais agressivo capitalismo financeiro global,
Por fim, esta realidade simples, mas de que ninguém fala:
sem grandes escrúpulos quanto ao respeito pela regulação quase com toda a certeza, a generalidade da nossa classe
financeira internacional ou pelos interesses dos países onde política apoiou a sua fuga da governação portuguesa para a
tem negócios, como mostrou na assistência às manigâncias liderança da União Europeia, sendo que seria muito elemenorçamentais dos governos gregos antes da crise, e ainda porque tar perceber o que se iria dar no futuro com a sua presença
a Goldman Sachs está em litigância agressiva contra o Banco neste lugar. E quantos outros não fizeram já o mesmo, com
de Portugal e contra o Novo Banco, no valor de centenas as notáveis excepções de comunistas e bloquistas? E o que
de milhões de euros, por causa da resolução do BES. Tudo, têm a dizer de tudo isto Eanes, Soares, Sampaio e Cavaco?
pois, coisas sem importância para os valores que estiveram E os nossos líderes religiosos? E os militares de Abril?
na base da apreciação feita por Durão Barroso.
Onde pára agora toda essa gente? Um dado é certo: temos a
Acontece, porém, que Vital Moreira poderia ainda juntar o democracia, sempre presente naqueles dias de romaria sem
modo como o antigo líder do PSD se passou do MRPP para esperança...
www.voicenews.ca | [email protected]
SEM IGUAL
Correspondente do Brasil:
Como orar
Por Mário Eugénio Saturno
“Não basta, portanto, perguntar-nos o quanto oramos, devemos também perguntar-nos
como oramos, ou melhor, como
é o nosso coração: é importante examiná-lo para avaliar os
pensamentos, os sentimentos,
e erradicar a arrogância e a
hipocrisia.”
Na primeira quarta-feira de Junho, o Papa Francisco
discorreu sobre a parábola do fariseu e do publicano (cf.
Lc 18,9-14), em que Jesus nos ensina como ter a atitude
certa para rezar e como invocar a misericórdia do Pai.
Os dois protagonistas da parábola sobem ao templo
para orar, mas eles agem de modos muito diferentes. O
fariseu reza em pé (v. 11) e faz uso de muitas palavras.
A sua oração parece, sim, uma oração de agradecimento
dirigida a Deus, mas em verdade é uma exposição de seus
próprios méritos, com um senso de superioridade em relação aos “outros homens”, descritos como “ladrões, injustos,
adúlteros”, como aquele que estava lá, “este publicano”
(v. 11). Aquele fariseu reza, na verdade, para si próprio!
Em vez de ter diante dos olhos o Senhor, tem um espelho.
Embora estando no templo, não sente a necessidade de
prostrar-se diante da majestade de Deus.
Ele enumera as boas obras realizadas: é irrepreensível,
observante da Lei, além da obrigação, jejua “duas vezes
por semana” e paga o dízimo de tudo o que possui. Em
suma, mais do que orar, o fariseu congratula-se com a
própria observância dos preceitos. No entanto, a sua atitude e as suas palavras estão longe do modo de agir e de
falar de Deus, que ama todos os homens e não despreza
os pecadores. O contrário do que faz o fariseu. Em suma,
o fariseu, que se sente justo, negligencia o mandamento
mais importante: o amor a Deus e ao próximo.
Não basta, portanto, perguntar-nos o quanto oramos;
devemos também perguntar-nos como oramos, ou melhor,
como é o nosso coração: é importante examiná-lo para
avaliar os pensamentos, os sentimentos, e erradicar a arrogância e a hipocrisia. Mas, eu pergunto: é possível orar
com hipocrisia? Não. Apenas, devemos orar colocandonos diante de Deus assim como nós somos. Não como o
fariseu que orava com arrogância e hipocrisia.
Todos somos vítimas do frenesim do ritmo diário, muitas
vezes à mercê dos sentimentos, atordoados, confusos. É
necessário aprender a reencontrar o caminho do nosso
coração, recuperar o valor da intimidade e do silêncio,
porque é lá que Deus nos encontra e nos fala. Somente
a partir daí podemos, por sua vez, encontrar os outros e
falar com os demais. O fariseu foi ao templo, confiante,
mas não se deu conta de ter perdido o caminho do seu
coração.
O publicano, ao contrário, apresenta-se no templo com
ânimo humilde e contrito: “ficou à distância, não ousava
sequer levantar os olhos ao céu, mas batia no peito” (v.
13). A sua oração é muito curta: “Ó Deus, tende piedade
de mim que sou pecador”. Na verdade, os cobradores de
impostos – os publicanos – eram considerados pessoas
impuras, submissas aos governantes estrangeiros e o povo
não gostava deles. A parábola ensina que alguém é justo
ou pecador não pela própria condição social, mas pela
maneira que se relaciona com Deus e com os irmãos. Os
gestos de penitência e as poucas e simples palavras do
publicano testemunham a sua consciência sobre a sua
mísera condição. A oração dele é essencial, confiante
somente de ser um pecador necessitado de piedade.
Se o fariseu não pedia nada porque já tinha tudo, o
publicano só podia mendigar a misericórdia de Deus. No
fim, precisamente ele, tão desprezado, torna-se um ícone
do verdadeiro crente. Jesus conclui a parábola com uma
frase: “o publicano foi para casa justificado, porque todo
aquele que se exalta será humilhado, e quem se humilha
será exaltado” (v. 14 ).
Mário Eugénio Saturno é Tecnologista Sénior do
Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) e
congregado mariano
19 de Julho de 2016 | 7
QUALIDADE
SEM IGUAL
opinião
Correspondente do Brasil:
Felgueiras convida estilistas
para reflectir sobre o design
na industria de calçado
Felgueiras assinalou no sábado os 25 anos da sua
escola profissional, com estilistas e modelos nacionais que vão reflectir sobre o design na afirmação
do concelho como o maior produtor e exportador de
calçado do país.
“Já que somos lideres no sector, queremos passar
do saber fazer, para o saber conceber”, destacou o
presidente da Câmara, Inácio Ribeiro.
Em declarações à Lusa, o autarca sublinhou que a
evocação dos 25 anos do estabelecimento coincide
com o dia em que se realiza mais uma edição da gala
de calçado, conhecida como “Descalço”, com a apresentação das novas colecções e desfile das principais
marcas exportadoras de Felgueiras.
Um “pouco” do Brasil ou... Brasil louco
Loucura ou insanidade são a mesma coisa. Descaso e corrupção andam paralelos; ignorância, egoísmo e incompetência
rolam de braços dados. E por aí vai.
Se em qualquer alguém não gostar, por exemplo de um
político, pode pagar-lhe um fim-de-semana no Rio de Janeiro
a “Cidade Maravilhosa”, porque as chances de se livrar dele
são muito mais altas do que ganhar na lotaria. Vejamos a capa
da VEJA desta semana:
Por Francisco G. de Amorim
“Vamos ver como fica o Rio pós olimpíadas.
O custo para manter algumas das estruturas erguidas para este evento já começa a
aparecer: uma delas parece, segundo fontes
oficiais, irá custar, só para se manter, mais de
R$ 100.000.000 – cem milhões de reais – por
ano. Mas tudo se resolve. Há milagres para dar
e vender. Perdão, só para vender.”
Para quem não acredita no que escrevo, ou para quem
acredita que pode comprar um milagrito, aqui vai a sugestão
( já passou esta data, mas logo, logo, terá outra, ou outras):
Inácio Ribeiro sublinhou que faz sentido associar
os dois momentos, porque daquela escola saíram
nos últimos 25 anos alguns dos melhores técnicos
que hoje são importantes, nas empresas locais, ao
nível do design e do estilismo das principais marcas
exportadoras de Felgueiras.
Por isso, assinalou, foram convidados estilistas
e modelos, de renome nacional e internacional, na
Casa das Artes, reflectirem sobre a importância do
design no contexto de crescimento que a indústria
tem evidenciado.
Os estilistas Anabela Baldaque, Diogo Miranda,
Nuno Baltazar são alguns dos principais rostos que
participarão no evento intitulado “À conversa com
a moda”.
“Será uma conversa que pretende traçar o caminho
feito pela moda em Portugal e projectar as tendências
para os próximos anos”, explicou o autarca.
A Actividade dirige-se aos industriais, alunos dos
cursos de moda e design e investidores na área.
Ao cair da noite, nos jardins da Praça da República,
realizou-se mais uma edição da gala anual de estilismo
e calçado “Descalço”.
Os manequins Jonathan Sampaio e Francisca
Miguel foram dois dos nomes que abrilhantaram
a passerelle, que contou ainda com a presença de
Andreia Teles, como apresentadora.
Além das colecções das principais empresas do
concelho, desfilarão modelos desenvolvidos por
alunos da Escola Profissional de Felgueiras.
As empresas de calçado sedeadas em Felgueiras
representam mais de 60 por cento da exportação
nacional de calçado, estando entre as que mais têm
crescido, nos últimos anos, nas vendas para o mercado
externo e na criação de emprego.
www.voicenews.ca
[email protected]
T: 416 534-3177
F: 416 588-6441
977 College St, Toronto
Tenho escrito muitas vezes que a Síria é aqui: média de
60.000 homicídios por ano! Só.
Mas agora temos as Olimpíadas: Fizeram-se obras e mais
obras, tudo super-facturado, para não sair do padrão e:
- Inaugurou-se uma ciclovia, beirando e por cima do mar.
Coisa linda. Num lugar onde o mar, com alguma frequência
vem bater com muita força contra o paredão. As vigas de
sustentação não previam estas ondas, e a via não estava bem
fixada à estrutura. Em muitos lugares, em vez de quatro parafusos só colocaram um. Unzinho. Veio a primeira onda forte,
derrubou parte da via e matou dois ciclistas. O prefeito disse
que ia apurar responsabilidades. Só esqueceu de dizer que ele
é o responsável primeiro. Não mandou vigiar a obra.
- Inaugurou-se o BRT, um tipo de metro de superfície, com
ónibus (autocarros) articulados. No segundo dia começou a sair
a capa de asfalto, o tal de BRT teve que sair da sua via exclusiva
e acabada de fazer, para se remendar outro “erro técnico”.
- Há poucos dias inaugurou-se o VLT (Veículo Leve sobre
Trilhos, eléctrico). Lindão. Já ficou parado umas quantas vezes
porque falta a energia eléctrica.
- Despoluição da Baía da Guanabara! Mentira. Não se fez.
Compraram alguns barcos especiais para isso, mas... faltou o
dinheiro para o combustível! Agora, só agora, descobriram
que nas praias – isto é, nas águas do mar da baía – descobriuse uma bactéria, aliás uma super bactéria, resistente a tudo o
que se conhece.
Pesquisado o problema constatou-se que vem de esgotos
mal tratados pela CEDAE, a companhia estadual de água e
esgotos, que são despejados directamente na baía!
Os atletas do mar... alguns já disseram que vão navegar
de máscara anti-gases. Regatas “à la guerra de 1914-18”:
máscaras!
Mas não há-de ser nada.
Há uns dois anos eu vi – repito, eu vi – escrito nas janelas
de uma “igreja”:
SÁBADO PROMOÇÃO DE MILAGRES
Os milagres aqui, nessas igrejas, é um tipo de mercadoria
que podia ser vendida nos supermercados.
Num bairro, bairrinho, com 700 x 700 metros, classe média
baixa, ruas traçadas em rectas cruzando em 90°, muito comércio, todas as ruas e passeios esburacados, carros estacionados
nos dois lados, um ignorante, como eu, desconhecendo esta
“organização”, caiu lá dentro e andou meio tempo de ré. Só
neste pedacinho do Rio existem nove – 9 – “igrejas” dessas,
sacando o dinheiro dos fiéis que gritam e choram durante as
operações “comerciais”.
Nomes e endereço retirados por... precaução!
A estes pastorinhos só lhes faltam as asas de anjinhos!
Falar de economia ou política é pura perca de tempo. Vai
só o parecer dum “zémané” qualquer:
- o presidente interino pertence àquele grupo dos “macacos
japoneses”, de que tanto tenho falado: “não sabe nada, não
viu nada, não ouviu nada”, e para complicar a situação, não
encontra um único colaborador que não tenha telhados de
vidro. E pior, para tentar fazer passar algum decreto ou lei
no cão-greço tem que negociar com a banditagem: io te do
um poco a te tu me dai um poco a mé.
Possivelmente uns 70 a 80% dos políticos, ou até mais,
estão metidos em roubalheiras até acima dos cabelos. A Justiça
– desta vez com letra maiúscula – parece ter acordado, mas
não pode prender todos de uma vez. Paralisaria, ainda mais
se possível isso fosse, o país, e não há cadeias para todos.
Temos que aguardar pelo menos uns dois anos mais para ver
a casa começar a ficar arrumada.
Mas a endemia corrupta é como a super-bactéria da baía
da Guanabara: muito resistente!
Vamos ver como fica o Rio pós Olimpíadas. O custo para
manter algumas das estruturas erguidas para este evento já
começa a aparecer: uma delas parece, segundo fontes oficiais,
irá custar, só para se manter, mais de R$ 100.000.000 – cem
milhões de reais – por ano.
Mas tudo se resolve. Há milagres para dar e vender. Perdão,
só para vender.
www.fgamorim.blogspot.com
8 | 19 de Julho de 2016
QUALIDADE
MADEIRA
‘Estado da Região’ foi
debate “histórico”, diz PRG
O presidente do Governo Regional da Madeira, Miguel
Albuquerque, disse sexta-feira (15) no encerramento do
primeiro debate sobre o ‘Estado da Região’ que o mesmo
foi “histórico” na realidade parlamentar e autonómica.
“O debate permitiu um
olhar global sobre os diversos sectores da governação
e não nos podem acusar
de falta de acção”, salientou, acrescentando que o
Governo Regional “não vai
vacilar nem fazer desvio às
linhas de rumo traçadas”.
Miguel Albuquerque exigiu aos partidos de esquerda
- PS, PCP e BE - para que,
no próximo orçamento que
o Governo da República irá apresentar a Bruxelas depois
do Verão, “salvaguardem os interesses da Região”.
“Exerçam as competências que têm no âmbito da
República”, afirmou.
No encerramento do debate do ‘Estado da Região’,
o deputado do PCP, Ricardo Lume, considerou que os
últimos 15 meses de governação de Miguel Albuquerque
representam “mais do mesmo”.
“Estes últimos 15 meses do PSD dito renovado é tempo
mais do que suficiente para demonstrar o desnorte deste
Governo”, salientou o deputado comunista, enquanto o
independente Gil Canha considerou que o actual Governo
Regional representa uma continuidade das políticas dos
anteriores executivos de Alberto João Jardim e defendeu
“a necessidade” de a Região se libertar “do silvado jardinista”.
José Manuel Coelho, do PTP, disse que o PSD “renovadinho” continua preso à oligarquia herdada do jardinismo” e Roberto Almada, do BE, frisou que, passados 15
meses, a Região “está pior que antes” e o actual Governo
“não trouxe melhorias substanciais para os madeirenses
e porto-santenses”.
Por sua vez, o líder parlamentar do PS, Jaime Leandro,
acusou o Governo de Miguel Albuquerque de “não cumprir
as promessas” que fez ao eleitorado.
“É um saco de promessas que não é capaz de cumprir.
Promete mas não resolve”, observou.
Élvio Sousa, do Juntos pelo Povo, lembrou que, passados 15 meses de governação, “as promessas do Governo
foram proferidas na terra e não no mundo celestial” e Lopes
da Fonseca, do CDS-PP, considerou que “um ano e meio de
governação deu para perceber que este Governo também
foi capturado pelos mesmos lobbies e grupos de interesse
que dominam o PSD e o Governo há 40 anos”.
Por último, o líder do Grupo Parlamentar do PSD, Jaime
Filipe Ramos, realçou que o debate “deu para perceber o
esforço do Governo Regional”.
“No debate assistimos a uma oposição que apenas vê
os problemas, mas não apresenta soluções alternativas
credíveis”, afirmou.
Revisão do Estatuto
Político-Administrativo é
prioridade para Conselho
Regional do PSD-Madeira
O Conselho Regional do PSD decidiu sábado que o
próximo objectivo do partido é a revisão do Estatuto
Político-Administrativo da Região Autónoma da Madeira
(EPARAM).
Em termos parlamentares e legislativos, o III Conselho
Regional traçou como “objectivo que se segue” a revisão
do EPARAM cujos trabalhos já começaram no seio da
Comissão Eventual para a Reforma do Sistema Político
regional.
As prioridades nessa revisão são, entre outras, a clarificação das competências legislativas da Região, a criação
de um sistema fiscal próprio e competitivo e o reforço e
partilha do Domínio Público Marítimo entre o Estado e
a Região.
Um novo enquadramento da relação institucional entre
Estado e Região, o aprofundamento do sistema de incompatibilidades e de impedimentos, a criação de um registo de
interesses e a limitação do número de mandatos por parte
do presidente do Governo Regional [actualmente não tem
limite e o líder do partido quer limitar a três mandatos] são
outras prioridades do PSD.
O Conselho Regional considerou que a reforma do
sistema político na Madeira [revisão do Regimento da
Assembleia Legislativa da Madeira] trouxe “uma melhoria
efetiva na qualidade da acção e da participação dos actores
políticos e partidários regionais” e que o debate sobre o
Estado da Região, que se realizou pela primeira vez em 40
anos na sexta-feira, “resumiu a competência do trabalho
desenvolvido pelo Governo Regional”, empossado a 20
de Abril de 2015.
O Conselho lembra que o comício de Verão do PSDMadeira está agendado para o dia 19 de Agosto na ilha do
Porto Santo e convida os madeirenses e porto-santenses
a participarem na Festa Popular na Herdade do Chão da
Lagoa no próximo domingo que terá a presença política
do presidente do partido, Pedro Passos Coelho.
O Conselho do PSD condenou o ataque terrorista de
Nice.
SEM IGUAL
Galardão internacional para
o Rum Agrícola da Madeira
A qualidade do rum agrícola da Madeira (aguardente
de cana-de-açúcar) produzido pela empresa J. Faria &
Filhos, Lda. foi, mais uma vez, reconhecida internacionalmente com a atribuição de quatro medalhas no
International Spirits Challenge 2016, que decorreu em
Londres, o maior e mais prestigiado concurso de bebidas
espirituosas do Mundo.
Assim, a Branca Rum Agrícola da Madeira 50% vol.
foi distinguida com a Medalha de Ouro, sendo a primeira
vez que esta distinção é atribuída a um rum português.
Foram igualmente premiados o Lido Rum, com a
Medalha de Prata e, pelo segundo ano consecutivo, a
Branca Destilação Especial com a Medalha de Prata e a
Aguardente 970 - 6 anos com a Medalha de Bronze.
Banif:
Miguel Albuquerque diz
que vai ajudar lesados “na
medida do possível”
O presidente do Governo
Regional da Madeira, Miguel
Albuquerque, disse sextafeira que vai continuar a
influenciar as autoridades
governativas e financeiras,
“na medida do possível”, no
sentido de ajudar os lesados
do Banco Internacional do
Funchal (Banif).
“Relativamente aos bancos, quero dizer que o que
tenho feito é tentar, na medida
do possível, influenciar os
decisores que têm o poder
financeiro no sentido de
salvaguardar os direitos dos
lesados do Banif”, disse na
Assembleia Legislativa da
Madeira, no debate do Estado
da Região, ao responder a
uma questão colocada pelo
deputado independente (exPND), Gil Canha.
O deputado independente perguntou a Miguel
Albuquerque se era ou não
verdade que tentava mediar
soluções para os lesados do
Banif, mas idêntica atitude
já não assumia relativamente
aos lesados do Banco Espírito
Santo.
“É verdade ou mentira se
andou na Venezuela, na companhia de algumas pessoas
ligadas ao sistema financeiro,
a vender o sistema português
como se este fosse o paraíso
na terra?”, questionou Gil
Canha.
O presidente do executivo regional considerou que
aquilo que se passou no
sistema financeiro português
foi uma catadupa de “casos
escandalosos” desde o BPN,
o Banco Espírito Santo (BES)
e o Banif.
Reconheceu haver lesados
que foram “genuinamente
enganados”, mas também
lembrou que houve outros
que aplicaram “deliberadamente” dinheiro em aplicações de risco.
“Temos um problema
no nosso país, é que estas
situações vão-se arrastando
e é pena que não tenhamos
um sistema judicial como
nos Estados Unidos porque
se alguma destas criaturas
fosse dentro das grades,
isto seria muito melhor”,
concluiu.
Albuquerque garante que a
Região recuperou credibilidade
“A Região recuperou a sua credibilidade junto das instituições,
dos cidadãos e dos mercados”, afirmou Miguel Albuquerque no
final da intervenção de abertura do debate do Estado da Região.
O presidente do Governo Regional fez um balanço pormenorizado dos resultado da governação no último ano.
Começou por referir o “desagravamento fiscal” com um efeito
de 7,5% na taxa de IRS do primeiro escalão, nos combustíveis
e a adaptação da redução do IVA na restauração e a reposição
dos salários da função pública.
Nos transportes, afirma que “depois de muito barulho e
muita demagogia, o certo é que os madeienses pagam 86 euros
para a viagem de ida e volta ao continente e os estudantes 65
euros e a verdade é que nenhuma das catástrofes anunciadas
ocorreram”.
Albuquerque também lembrou o subsídio de mobilidade para
o Porto Santo, com um acréscimo de 7.000 visitantes.
No turismo, destaca a importância das acções desenvolvidas
para garantir que 2015 fosse o melhor ano turístico de sempre
na Madeira.
Abordando o sector das pescas e agricultura, o presidente
do GR referiu o Proderam 2020, com 179 milhões de euros,
a abertura, este ano, da Escola Agrícola da Madeira, em São
Vicente e a negociação, com os Açores, para alargamento da
área de captura do peixe-espada preto.
Albuquerque foi particularmente crítico em relação ao BE e
ao PCP que acusou de colocar em causa o Centro Internacional
de Negócios.
A descida das taxas de desemprego e o reforço de verbas
para programas de apoio social também foram referências
importantes no discurso.
O sector da saúde, neste primeiro ano de governo o mais
problemático, também apresemta dados positvos, segundo
Albuquerque que recorda a entrega da candidatura do novo
hospital a obra de interesse comum.
19 de Julho de 2016 | 9
QUALIDADE
SEM IGUAL
açores
Lajes:
Vasco Cordeiro reuniu com Congressistas dos EUA na Terceira
O Presidente do Governo
dos Açores reuniu sábado com
uma delegação do Comité
de Supervisão e Reforma
Governamental da Câmara dos
Representantes do Congresso
Congresso dos Estados Unidos
à Ilha Terceira, depois do
Comité de Apropriações, em
Agosto de 2015, e do Comité
de Inteligência, em Maio do
mesmo ano.
dos Estados Unidos, sensibilizando este grupo de
Congressistas para a relevância
estratégica que a Base das
Lajes assume no âmbito do
relacionamento entre os dois
países.
Neste encontro, que decorreu
no âmbito de uma visita à Ilha
Terceira de 11 Congressistas
norte-americanos que integram
aquele Comité, liderados pelo
Republicano Jason Chaffetz,
foi ainda abordada a capacidade da Base das Lajes para acolher novas valências que sirvam os interesses de Portugal
e dos Estados Unidos.
Esta é a terceira visita de
delegações de Comités do
Segundo Vasco Cordeiro,
o Governo dos Açores está
disponível e interessado em
analisar e apoiar todas as
potencialidades de cooperação entre os dois países,
nomeadamente nas áreas da
investigação oceanográfica,
espacial e climática.
O Presidente Regional
considerou, no entanto, que é
importante que essa perspectiva de cooperação futura não
faça esquecer as necessidades
do presente, que resultam
dos impactos que derivam
da redução do contingente
norte-americano na Base das
Lajes e que ainda necessitam
de soluções concretas, da
responsabilidade de Portugal
e dos Estados Unidos.
O Comité de Supervisão e
Reforma Governamental da
Câmara dos Representantes
dos Estado Unidos é a entidade
que se encontra a desenvolver
uma das investigações internas sobre os fundamentos do
Pentágono de sedear o Joint
Analysys and Inteligence
Complex (JAIC) na Base de
Croughton, no Reino Unido.
Recorde-se que, além de
última das quais em Maio deste
ano, em Washington.
Na ocasião, o Presidente do
Governo destacou a contratação prevista de cerca de 70
trabalhadores portugueses que
completarão o novo quadro do
destacamento militar dos EUA
na Base das Lajes, assim como
o facto de todas as cessações de
contratos de trabalho se terem
efectuado por mútuo acordo,
não se tendo registado despedimentos puro e simples.
vários contactos desenvolvidos de forma reservada desde
o final de 2012, quando foi
anunciada a redução do contingente militar e civil norteamericano na base aérea da
ilha Terceira, Vasco Cordeiro
participou, ainda, em quatro
reuniões da Comissão Bilateral
Permanente do Acordo de
Cooperação e Defesa entre
Portugal e os Estados Unidos, a
Além disso, relativamente à
componente ambiental, Vasco
Cordeiro defendeu, na mesma
ocasião, a necessidade de os
Estados Unidos da América
“fazerem mais e mais rapidamente”, não apenas para
garantir a integral limpeza e
mitigação em relação às zonas já conhecidas, como para
prevenir impactos ambientais
futuros.
Conhecimento científico é “primeiro passo”
para se definir política marítima
O Secretário Regional do Mar, Ciência
e Tecnologia afirmou sábado, nas Lajes do
Pico, que “o conhecimento científico dos
ecossistemas marinhos é o primeiro passo
para se definir política marítima”.
Fausto Brito e Abreu falava após um
mergulho no talude insular das Lajes do
Pico a bordo do submarino LULA1000,
um dos 10 veículos tripulados existentes
no mundo com capacidade para mergulhar
a 1.000 metros de profundidade.
“O mergulho a 1.000 metros de profundidade permitiu
observar e registar espécies
e habitats sensíveis e ainda
pouco conhecidos”, salientou
o Secretário Regional, frisando que “o mar profundo dos
Açores, com milhões de quilómetros quadrados, esconde
aos nossos olhos paisagens
submersas que só há poucas
décadas começámos a desvendar”.
“O mapeamento dos fundos oceânicos,
dos habitats e das espécies que neles
habitam é essencial para conhecermos
as potencialidades e os serviços que os
ecossistemas marinhos nos proporcionam”, defendeu Brito e Abreu.
Nesse sentido, o Secretário Regional
do Mar referiu que “o conhecimento
dos ecossistemas marinhos permite aos
governos definirem medidas de conservação adequadas”, acrescentando que as
descobertas do LULA1000 contribuem
para “as políticas de gestão e conservação
de habitats no nordeste atlântico”.
O LULA1000, com capacidade para
três tripulantes, está a ser usado para
projectos de documentação e de pesquisa
de espécies do mar profundo dos Açores,
mas também para a realização de vídeos
“de elevadíssima qualidade” dirigidos ao
grande público, que “está cada vez mais
desperto para a importância de conhecer
e preservar as maravilhas naturais que o
mar dos Açores encerra”.
O titular da pasta do Mar destacou, por
isso, a importância deste equipamento
para a “promoção dos Açores”, acrescentando que “várias cadeias internacionais
de televisão já vieram ao arquipélago
filmar os nossos fundos submarinos”,
como a BBC, a ITV, a National Geographic
ou a NHK.
A propósito, Brito e Abreu lembrou o
documentário ‘Life at the Extreme - Deep/
Azores’, produzido nas ilhas do Faial e
do Pico, que fez sucesso no Reino Unido
e que mostra um mergulho no submarino
LULA1000.
“Alguns dos estudos científicos realizados no mar dos Açores só foram possíveis graças a este submarino tripulado”,
afirmou, indicando que os mergulhos a
decorrer ao largo do sul do Pico têm como
objectivo o mapeamento de habitats e a inventariação de espécies de profundidade,
bem como o seu registo audiovisual.
O LULA 1000, operado pela Fundação
Rebikoff-Niggeler, já realizou mais de
70 mergulhos em múltiplos habitats do
mar dos Açores e tem desvendado e
mapeado ambientes marinhos até então
desconhecidos.
“A Fundação Rebikoff-Niggeler tem
contribuído para afirmar os Açores como
uma região marítima rica em biodiversidade e interessada em explorar e preservar
o seu meio marinho”, frisou
Brito e Abreu, acrescentando
que “a exploração científica
dos oceanos é hoje um objectivo que todas as nações,
e regiões, marítimas estão
empenhadas em cumprir”.
O Secretário Regional afirmou que os Açores “afirmamse no contexto nacional e
internacional como uma potência em ciências do mar”,
acrescentando que “o futuro
centro de investigação internacional dos
Açores, que incluirá o Observatório do
Atlântico, dará uma maior centralidade
e visibilidade às ciências do mar que se
produzem na Universidade dos Açores actualmente, e nos centros de investigação,
como o IMAR e o Okeanos”.
O Governo Regional, através da
Direcção Regional dos Assuntos do Mar,
tem colaborado com a Fundação RebikoffNiggeler, contratando 20 horas de imersão
por ano ao submarino LULA1000 para
estudos oceanográficos.
A Fundação Rebikoff-Niggeler está
sedeada no Faial desde 1994 e foi considerada, em 2000, instituição de utilidade
pública pelo Governo Regional.
Museu Francisco
Lacerda vai ter novas
instalações na Calheta
As obras na antiga fábrica de conservas na Calheta,
em S. Jorge, para onde vai ser transferido o Museu
Francisco Lacerda, vão custar 3,6 milhões de euros,
anunciou sexta-feira o Governo dos Açores, indicando
que a empreitada foi adjudicada.
Uma nota do gabinete de imprensa do executivo
açoriano adianta que a empreitada de adaptação da
antiga fábrica de conservas ‘Marie d’Anjou’ terá um
prazo de execução de 450 dias, acrescentando que
com a publicação deste despacho em Jornal Oficial, na
próxima semana, ficam concluídos os procedimentos
necessários à adjudicação da empreitada, cujo processo
se iniciou a 30 de Março.
As atuais instalações debatem-se com a exiguidade
de espaços e outras condições que condicionam a
conservação do acervo existente, a aquisição de novo
espólio e a capacidade de captação de diferentes públicos, através do Serviço Educativo e de iniciativas
culturais, de acordo com a Secretaria Regional da
Educação e Cultura.
O museu vai ser deslocalizado para a antiga fábrica
de conservas, situada em frente ao porto da Calheta.
Segundo o executivo açoriano, o empreendimento
vai desenvolver-se por três núcleos, relacionados com
a ilha, a música e a indústria conserveira, e procurará
dar resposta às crescentes necessidades de reformulação e redimensionamento do espaço físico do Museu
Francisco Lacerda.
Este projecto será levado a cabo nos terrenos e edifício industrial da antiga fábrica de conservas ‘Marie
D’Anjou’ e vai também associar-se à requalificação
imobiliária desta vila jorgense, acrescenta a nota.
Francisco de Lacerda (1869-1934), que dá nome ao
museu, foi musicólogo e maestro e possui uma vasta
obra, tendo desenvolvido a sua carreira, predominantemente, como chefe de orquestra, em Portugal, onde
foi um dos fundadores da Filarmónica de Lisboa,
Suíça e França.
Em 2012, o Governo Regional adjudicou o projecto
de arquitectura e especialidades para a reabilitação
e remodelação da antiga fábrica junto ao porto da
Calheta, na ilha de São Jorge, para onde vai transferir
o museu.
A Secretaria Regional da Educação e Cultura adquiriu, em 1984, o actual edifício do museu para nele ser
instalada a Casa Etnográfica que, em 1991, é inaugurada
com a designação de Museu de São Jorge.
Desde 2008, tem como patrono o musicólogo, compositor e maestro natural da ilha de São Jorge.
As colecções que integram o acervo do museu são,
sobretudo, de carácter etnográfico e datam dos séculos
XIX e XX, abrangendo a cerâmica, os têxteis/tecelagem, a agricultura, a pecuária e o mobiliário, sendo de
destacar, igualmente, uma colecção relativa ao maestro
Francisco de Lacerda.
10 | 19 de Julho de 2016
QUALIDADE
portugueses no mundo
SEM IGUAL
Jack Martins quer ser o novo congressista luso-americano em Washington
O luso-americano Jack
Martins foi presidente de
Câmara de Mineola, tornouse senador estadual e agora
acredita que se pode tornar o
novo congressista do estado de
Nova Iorque na Câmara dos
Representantes nas eleições
de Novembro.
“A luta do nosso tempo
acontece em Washington.
E acontece nestas eleições.
Vamos decidir qual o lugar do
governo na nossa sociedade e
isso vai influenciar a vida dos
nossos filhos”, disse Martins
à Lusa.
O político republicano de 49
anos é filho de imigrantes de
uma aldeia chamada Alheira,
nos arredores de Barcelos, que
se estabeleceram na cidade
de Mineola, estado de Nova
Iorque, nos anos 60.
“Estão muito orgulhosos
do meu percurso e sentem
que fizeram a escolha certa”,
garante. “Em que outro país o
filho de um casal de imigrantes
teria a oportunidade de se candidatar para um cargo público
ao mais alto nível?”
Jack Martins é actualmente
senador estadual em Nova
Iorque, representando o sétimo
distrito desde 2010.
Antes disso, foi durante oito
anos presidente da Câmara de
Mineola, no mesmo estado,
para onde os pais imigraram
nos anos 60.
“Éramos uma família típica
de imigrantes. As prioridades
dos meus pais eram o trabalho
e proporcionar oportunidades para os filhos. Foi nesse
ambiente que cresci, junto da
comunidade portuguesa, em
que, honestamente, não havia
muito envolvimento político”,
lembra.
O apoio da comunidade,
no entanto, foi essencial nas
suas primeiras eleições. Os
imigrantes portugueses angariaram fundos, tornaram-se
voluntários e compareceram
nas urnas em massa.
“Muitas comunidades recentes pensam que não se devem envolver porque sentem
que não pertencem. Quando
essa transição acontece, quando decidem que esta é sua
terra, que vão participar e ter
voz activa no governo, isso é
muito importante. Com a nossa
comunidade, felizmente, isso
aconteceu no fim dos anos 90
início dos anos 2000, quando
me preparava para candidatar”,
explica.
Nice/Atentado:
Portugueses participam nas homenagens
grupo extremista Estado
“É chocante, é muito
Islâmico.
chocante. Ser ao pé da porta,
“Por enquanto não conhe- torna-nos mais sensíveis”,
A portuguesa Fátima, entre lágrimas, deslocou-se ço ninguém envolvido, mas testemunha a portuguesa,
tentando conter algumas
na manhã de sábado a um
lágrimas, para acrescentar vádos memoriais às vítimas
rias questões retóricas sobre
do atentado de quinta-feira,
a imprevisibilidade dos actos
em Nice (França), que têm
terroristas.
aumentado e incluem cada
Em vários cantos da marvez mais peluches.
ginal da cidade da Costa
Com o trânsito já aberto
francesa os memoriais impronuma faixa da avenida marvisados são cada vez maiores
ginal, onde um homem lançou
e enchem-se, além de flores,
um camião sobre a multidão e
de mensagens, velas e bandeimatou, pelo menos 84 pessoras francesas, de peluches que
as, a portuguesa acompanha
não deixam esquecer as, pelo
o marido que deposita um
menos, 10 crianças e jovens
desenho de homenagem às
vítimas ao lado de dezenas provavelmente virei a saber mortas nos festejos do feriado
de alguém, porque foi tanta nacional de França.
de mensagens.
As mensagens expressam
Enquanto o marido acende gente”, comenta à Lusa.
Da varanda da sua casa viu tristeza, solidariedade, prepequenas lamparinas, Fátima,
habitante de Nice há oito partes do fogo-de-artifício e ces, mas também pedidos
anos, emociona-se a comen- ouviu sirenes, mas foi pelo para “parar os massacres”,
tar a tragédia que aconteceu telefone e pela televisão que recordações de que crianças
na sua cidade de adopção e ficou a conhecer os pormeno- estão a ser mortas e que as
pessoas “estão cansadas da
entretanto reivindicado pelo res do ataque.
carnificina”.
Até ao momento cinco
pessoas foram detidas: a
ex-mulher do homicida e
quatro homens alegadamente
próximos do cidadão tunisino
abatido pela polícia após o
ataque.
A imprensa local tem
relatado várias operações
policiais junto da estação
ferroviária e na casa do homicida, localizada na zona
este da cidade, acrescentando
que se desconhece se o ataque
aconteceu com a ajuda de
cúmplices.
O registo oficial de vítimas
portuguesas neste ataque
continua a ser de apenas um
ferido, reafirmou sábado à
Lusa o secretário de Estado
das Comunidades, José Luís
Carneiro, indicando ser a
informação que os serviços
consulares portugueses receberam das autoridades
francesas até ao momento.
Das contas provisórias da
tragédia de Nice fazem ainda
parte mais de 200 feridos.
Por Paula Lagarto
O presidente do Comité
Republicano Nacional do
Congresso (NRCC), Greg
Walden, disse este mês que
“Jack Martins passou a sua
carreira política a lutar pelas
famílias e negócios de Long
Island e é a escolha perfeita
para representar o terceiro
distrito de Nova Iorque”.
Martins sente que tem
“a oportunidade de ir para
Washington e fazer a diferença.”
“Existe uma tensão hiperpartidária que faz com que
nada seja feito. As coisas
arrastam-se e as decisões não
são tomadas, mesmo que todos
concordem que seguimos na
O responsável republicano
disse que “Jack tem um percurso cheio de sucessos, que
incluem repelir o desastroso
imposto para o MTA [Agência
de Transportes], o aumento
do apoio financeiro para as
escolas e a descida dos impostos sobre rendimento para os
níveis mais baixos dos últimos
60 anos.”
Esta é a primeira vez que
o luso-americano concorre a
um cargo nacional, procurando
substituir o democrata Steve
Israel, que se vai retirar depois
de 16 anos no cargo.
direcção errada. Se há algo que
trouxe a todos os locais por
onde passei foi a capacidade
de trabalhar com os outros e
conseguir que as coisas sejam
feitas”, explica.
Martins não tem medo que
o candidato do seu partido,
Donald Trump, prejudique a
sua eleição.
“Vou votar no candidato do
meu partido. Discordarei de
Trump em alguns temas e o
meu adversário vai discordar
de Clinton em outras. Mas
concorro sozinho. Não abraço
mais ninguém e certamente que
ninguém fala por mim”, diz.
Martins acredita que os
responsáveis políticos devem
ter cuidado com os movimentos populistas que surgem nos
Estados Unidos e na Europa e
não os desvalorizar.
“Assistimos a este movimento populista e acho que
é extremamente poderoso.
Alguns gostam de falar em polarização, mas acho que é mais
correcto dizer que as pessoas
estão ansiosas, preocupadas e
até zangadas com a incapacidade do governo em resolver
assuntos que são muito importantes para elas”, diz.
Quando se candidatou por
Mineola, Martins precisou
conquistar um eleitorado de
20 mil pessoas. Para o Senado,
o número aumentou para 320
mil pessoas. Agora, na corrida
à Câmara dos Representantes,
o número ultrapassa os 710 mil
eleitores.
A mudança de escala, no
entanto, não assusta o político, que integra o grupo de
11 políticos que o partido
Republicano destaca como
uma promessa para as eleições
de Novembro.
“A minha história é sempre
a mesma. Filho de uma família
de imigrantes. Dono de um
pequeno negócio. Marido e
pai. A única diferença é que a
estamos a contar a mais pessoas
e que, entretanto, o currículo
cresceu”, conclui.
Nice/Atentado:
Restaurante de portugueses foi
refúgio para cerca de 50 pessoas
Por Paula Lagarto
Um restaurante de portugueses foi o
refúgio na noite de quinta-feira em Nice
para “umas 50 pessoas”, que fugiam ainda
sem saber que tinha ocorrido um novo ataque terrorista em França e que matou, pelo
menos, 84 pessoas.
“Parecia uma emboscada. Uns fugiam rua
acima, uns fugiam rua abaixo. Diziam que
tinham que fugir, mas nem sabiam do quê”,
relata Francisco, o único dos três portugueses
que ainda estava na zona, onde um homem
franco-tunisino atirou um camião para cima
da multidão que festejava o feriado nacional
de França na Promenade des Anglais.
Mesmo encerrado, o restaurante abriu
as portas para abrigar dezenas de pessoas
“desorientadas, a chorar”.
Francisco foi desafiado para estar nesta
cozinha especializada em peixe por Tomás
Rocha, que por seu lado aceitou um convite
de um português proprietário de quatro
restaurantes na chamada parte velha de
Nice e que já prevê uma grande quebra no
movimento de turistas, pelo menos, até à
próxima semana (esta).
“Se fosse outro dia, nem estávamos
aqui a ter esta conversa. Estava com muito
trabalho e o restaurante cheio”, diz Tomás
à Lusa, escusando-se, porém, a fazer comparações com outros anos, já que esta é o
seu primeiro Verão nesta parte da Costa
Azul de França.
Mas por detrás do balcão, onde afia a faca,
sabe que as mesas naquele e noutros restau-
rantes costumam estar todas reservadas e que
na manhã de sexta-feira a padaria, da qual é
cliente, o restaurante da frente, a farmácia
e o Mercado das Flores estavam fechados,
ao contrário do que é habitual.
“E vieram vestidos de preto esta manhã”,
completa Rita, a terceira portuguesa nesta
cozinha.
Os portugueses notaram também os
habitantes da cidade “mais tristes e cabisbaixos”.
Estar longe da terra natal, fez diminuir
a ansiedade destes portugueses, porque rapidamente perceberam que estavam todos
bem. Mas o nervosismo era muito maior em
Portugal, com os telefones a tocarem para
os seus saberem informações.
Numa volta pelas ruas estreitas da cidade
velha ouviam-se risos e línguas diversas
dos veraneantes, mas muitas mesas vazias e
empregados de braços cruzados à porta.
Nas praias de seixos cinzentos, pelas
20:00 locais havia vários resistentes, incluindo no mar azul, enquanto do outro lado
da estrada estão as infraestruturas montadas
para o início do festival de jazz da cidade.
Por ali, um jovem norte-americano segura
uma caixa de papelão aberta a publicitar
‘abraços grátis’ e garante que, depois de duas
horas, já abriu os braços 87 vezes.
“Há por aqui pessoas magoadas e quero
dar felicidade. Quero espalhar amor. E um
único abraço pode mudar qualquer coisa”,
garante o jovem, entre um sorriso e uma boa
noite a quem por ali passa e poderá será o
88.º abraçado do dia.
19 de Julho de 2016 | 11
QUALIDADE
SEM IGUAL
comunidade
LIUNA Local 506:
Animação e convívio no Dia da Família
Por Isabel Alves
Uma semana depois da sua congénere Local 183, também a
sindical LIUNA Local 506 promoveu o seu convívio anual para
sócios e familiares designado por Dia da Família, certame que sábado (16) atraiu milhares de pessoas ao seu Centro de Formação
Profissional em Richmond Hill, a norte de Toronto.
Por volta das 11h00 da manhã o recinto abriu as portas para
receber os filiados desta sindical do sector da construção civil,
muitos deles portugueses e luso-descendentes que, acompanhados pelos seus familiares, vieram para desfrutar a custo zero das
múltiplas diversões e comes-e-bebes fornecidos por empresas
contratadas pela central sindical.
Uma espécie de feira popular ocupava a maior parte do recinto com um variado leque de actividades para os mais novos,
começando por animais – incluindo os sempre favoritos póneis
– passando por palhaços, animadores, ilusionistas, insufláveis,
cordas slides, paredes de escalada, escorregas gigantes, casas
assombradas, carrosséis, uma roda gigante, um comboio e
ainda pinturas faciais.
Se a diversão foi uma constante, as guloseimas também não
faltaram à festa. com refrescantes gelados e granizados, para
além do algodão doce, completando o vasto leque de ofertas
que eram completamente gratuitas para todos.
Em jeito de piquenique, havia cachorros quentes e hambúrgueres, bem como outras frutas e sobremesas, que podiam ser
degustadas em enormes tendas que ofereciam sombra, mesas
e cadeiras para descansar e
comer.
políticas dos diferentes níveis de governo e este sábado não foi
excepção, tendo-se escutado breves discursos dos vereadores
Denzil Minnan-Wong, Anthony Perruzza, César Palacio e
Ana Bailão, da Câmara Municipal de Toronto.
Os edis cumprimentaram o público e os organizadores, e
A dada altura, a um pequeno palco preparado para
o efeito subiram alguns dos
elementos do Executivo da
“506” para dirigirem algumas
palavras à multidão, entre
eles o administrador Carmen
Principato, assim como os
luso-canadianos Tony do Vale
e Luís Pimentel, que desempenham, respectivamente, as
funções de secretário-tesoureiro e vice-presidente, com
o presidente Roly Bernardini,
o secretário Nick Repole e o
director Peter Glaze a completarem o elenco, sendo que
se encontrava ausente outro
director, Jack Eustáquio,
que à data se encontrava em
Portugal.
Roly Bernardini, no papel
de mestre-de-cerimónias,
começou por indicar a génese daquele convívio que
pretende reunir e aproximar
os sócios e as suas famílias
para além do local de trabalho,
sendo seguido por Carmen
Principato que anunciou que
nos próximos anos este certame terá de ser redireccionado
para outra localização uma vez que estão previstas obras de
expansão daquele Centro de Formação, a começar já em
meados de Setembro.
O administrador da “506” deixou ainda saudações a todos,
com especial ênfase para os reformados que destacou como
construtores da organização e do país.
A grandiosidade do evento atrai todos os anos entidades
aludiram à mais recente reunião da Assembleia Municipal,
durante a qual indicaram ter ficado decidido que o município
vai investir fortemente em habitação social e nas estradas com
o objectivo de melhorar as condições para os habitantes.
Também a deputada federal Julie Dzerowicz enunciou,
em nome do governo de Justin Trudeau, haver uma forte
preocupação em fortalecer a classe média do país, bem como
no melhoramento das infra-estruturas nacionais, pelo que as
estratégias irão certamente manter o sector da construção
civil activo.
Por fim Laura Albanese, que desde o dia 13 de Junho
é ministra da Cidadania e Imigração do Ontário, deixou
saudações em nome dos restantes elementos do governo e
sublinhou que também a província adoptou medidas com vista
à criação e reformulação de muitas das suas infra-estruturas,
o que irá contribuir para reforçar o emprego no sector e será
altamente benéfico para os sócios do sindicato.
Centro da LCCS inicia construção de elevador para deficientes
A organização caritativa
Luso-Canadian Charitable
Society (LCCS) anunciou ter
iniciado ontem, segunda-feira
(18), a construção de um novo
elevador de grande porte para
servir os utentes do seu Centro
para Deficientes em Toronto.
Na quinta-feira (14), uma
cerimónia simbólica oficializou o começo das obras,
na qual participou a ministra
da Cidadania e Imigração do
Ontário, Laura Albanese, em
nome do governo provincial
que recentemente contribuiu, através da organização
Ontario Trillium Foundation
(OTF), com 75.000 dólares
para o projecto.
Durante o evento, que teve
por mestre-de-cerimónias
um dos utentes deste centro,
Walter Mateus, foi destacada a
necessidade do novo elevador
que vai permitir a deslocação
de pessoas e equipamento
entre os diferentes pisos do
Centro, especialmente camas
e artigos volumosos.
O comendador Jack
Prazers, que preside à LCCS,
fez questão de agradecer a
todos quantos têm contribuído
ao longo dos anos para esta organização, que subsiste quase
exclusivamente de donativos
de particulares e empresas para
o seu funcionamento diário.
Entretanto, e no que toca
a este projecto específico, a
ministra Albanese expressou
a sua satisfação em saber
que a verba contribuída pela
OTF irá “dar aos adultos com
deficiência a oportunidade de
acessarem mais programas,
estimular um maior convívio
e finalmente dar-lhes mais tem devotado, indicando que
Presente ao evento este- signadamente os portugueses
independência num ambiente com um elevador de maior ve ainda o cônsul-geral de e seus descendentes radicados
seguro”.
porte vão poder continuar “a Portugal em Toronto, Luís neste país.
O Centro da LusoCanadian Charitable Society
em Toronto presta serviços a
mais de 150 pessoas adultas
com deficiências cognitivas
ou motoras e é um de dois
a cargo da LCCS – o outro
localizado em Hamilton –
sendo que em breve será
complementado por uma
terceira localidade, na zona
de Mississauga/Brampton,
por forma a dar resposta às
necessidades, sobretudo, da
comunidade lusófona, mas
também de outras etnias.
A organização mantêm
um portal na internet (www.
Por seu turno, Jack Prazeres servir melhor não só os nossos Barros, que enalteceu os res- lusoccs.org) onde disponibilimostrou-se entusiasmado em utentes como todos os que ponsáveis pela projecto e os za informações sobre os seus
ver crescer a obra a que se visitam” o Centro.
que para ele contribuem, de- serviços.
12 | 19 de Julho de 2016
QUALIDADE
SEM IGUAL
19 de Julho de 2016 | 13
QUALIDADE
SEM IGUAL
actualidade
Lisboa espera retorno de
10 milhões de euros com regata
de maiores veleiros do mundo
O presidente da Câmara
de Lisboa, Fernando Medina,
disse que a presença dos 50
maiores veleiros do mundo na
regata The Tall Ships Races
deve gerar um impacto económico para a cidade de 10
milhões de euros.
Na cerimónia de apresentação da regata, que decorreu
sexta-feira (15) na Casa da
Balança, em Lisboa, Fernando
Medina considerou, contudo,
que “o valor do evento é superior ao impacto económico”.
“A nível de projecção da cidade. Vai ser televisionado por
milhões de pessoas em todo o
mundo. Tem esta capacidade
de nos aproximar mais do mar,
do Tejo e de corresponder a
essa ambição identitária que
as pessoas sentem [de ligação
ao mar] e isso não tem preço”,
sustentou.
Para o autarca, a importância da regata The Tall Ship
Races, que decorre de 22 a
25 de Julho, está relacionada
com o número de visitantes
em Lisboa, que deverá ser
superior a um milhão de
pessoas.
“É um grande evento da
cidade. Nestes dias vamos
ter provavelmente mais de
um milhão de pessoas que
podem deslocar-se ao Tejo
para ver alguns dos mais belos
barcos do mundo. Podem ser
visitados em várias horas, na
parte externa e interior e vão
poder ouvir as histórias desses
veleiros”, afirmou.
Além disso, acrescentou,
tem também uma importância
desportiva e cultural, uma vez
que vai contar com a participação de 500 jovens, que
vão fazer uma das etapas da
regata a bordo dos veleiros,
e porque simboliza a ligação
dos portugueses ao mar.
“Tem a importância de simbolizar a nossa ligação ao mar
e conseguir ser uma peça dessa
política tão importante que é
a ligação ao mar, de natureza
económica, ambiental, estratégica e identitária. Os portugueses têm uma relação muito
forte com o mar”, disse.
Para o presidente da
Associação Portuguesa de
Treino de Vela (APORVELA),
João Lúcio, a regata destaca-se
sobretudo pela participação de
5.000 tripulantes, sendo que a
maioria são jovens entre os 15
e 25 anos.
“É uma forma de dar experiência de mar aos jovens,
dar-lhes treino de mar e a
oportunidade de terem uma
experiência de vida única”,
ressalvou.
Dos 50 veleiros em competição, nove são portugueses
e 500 tripulantes são jovens
distribuídos por diversas embarcações.
The Tall Ships Races é uma
competição de vela que se
realiza anualmente para dar
oportunidades de formação
a jovens de todo o mundo. A
primeira regata foi realizada
entre Torbay (Reino Unido)
e Lisboa em 1956.
“Faz 60 anos que esta regata
veio a Lisboa. Estamos na origem destas regatas que se têm
mantido ao longo de 60 anos.
Poucas capitais no mundo
terão recebido uma frota desta
dimensão. Gostam sempre de
visitar Lisboa, mas concentrálos todos ao mesmo tempo foi
uma grande sorte, ainda que
a sorte dê bastante trabalho”,
sublinhou João Lúcio.
Este ano as embarcações
vão ter bandeira azul, numa
simbologia ligada à preocupação ambiental.
Além disso, vai ainda haver
uma homenagem aos pescadores portugueses, com os
navios Creoula, Santa Maria
Manuela e a Caravela Vera
Cruz a desfilarem na abertura
do evento.
A competição, que passa
por quatro portos (1.955
milhas náuticas), começa em
Antuérpia (Bélgica), de 7 a
10 de Julho. Segue-se Lisboa,
Cadiz (Espanha), de 28 a 31 de
Julho, e Corunha (Espanha),
de 11 a 14 de Agosto.
Operação Marquês:
Novas suspeitas surgem à medida que
“as velhas vão falindo”, diz Sócrates
A defesa de José Sócrates considerou sextafeira que o surgimento de novas suspeitas
do Ministério Público na Operação Marquês
tornou-se “recorrente à medida que as ‘velhas’
vão falindo” e os prazos para encerrar o inquérito são “sucessivamente violados”.
Esta posição dos advogados José Araújo e Pedro
Delille surge após o Ministério
Público (MP) ter dirigido na
quarta-feira buscas a sociedades do grupo PT, residências
de antigos gestores daquela
empresa e a um escritório de
advogados no âmbito da Operação Marquês,
em busca de “eventuais ligações entre circuitos
financeiros investigados neste inquérito e os
grupos PT e Espírito Santo”.
“Há muito que se percebeu a táctica do
Ministério Público – novas suspeitas para justificarem novos adiamentos”, refere a defesa
do antigo primeiro-ministro socialista, em
comunicado.
Reagindo à nova linha de investigação do
MP, os advogados sublinham que as velhas e as
novas suspeitas têm “em comum” a “ausência
de factos concretos, susceptíveis de contradição
e de prova, o registo especulativo e o método
da sua divulgação”.
“O MP nunca confrontou,
como era seu dever legal, o
engenheiro José Sócrates
com as ditas suspeitas e com
factos que lhes dessem substância – limitou-se a atirá-las
para o espaço público através
dos jornais. Não são suspeitas, são insultos,
não é um processo, é uma perseguição”, criticam, lembrando que, depois da “lenda do
Grupo Lena e da lamentável invenção de Vale
de Lobo”, surge agora a Portugal Telecom
e negócios dela, nomeadamente na OPA da
Sonae e na compra da participação na Oi,
no Brasil.
António Zambujo e Marco Paulo no
cartaz da Feira de Santiago, em Setúbal
Marco Paulo, António Zambujo,
Deolinda e Cuca Roseta são algumas das
atracções musicais da Feira de Santiago que
foi sexta-feira apresentada e que decorre
de 29 de Julho a 7 de Agosto, no Parque
das Manteigadas, em Setúbal.
A abertura musical da Feira de Santiago
está a cargo de Tiago Bettencourt, a que se
seguem os Deolinda, no sábado, e Carolina
Deslandes, na segunda-feira, espectáculos
que têm sempre início pelas 23:00.
António Zambujo sobe ao palco na
terça-feira, Carlão na quarta-feira, Cais
Sodré Funk Connection, na quinta-feira,
e Cuca Roseta na sexta-feira, ficando o
encerramento da Feira de Santiago, no
domingo, dia 07 de Agosto, a cargo do
cantor Marco Paulo, com uma carreira de
meio século mas que continua a arrastar
muitos fãs em cada espetáculo.
Muitos grupos e artistas setubalenses,
como os Alcorrazes, os Massacotes, Jorge
Nice, Quim Gouveia e Rita Caleiro, entre
muitos outros, completam o elenco musical
da feira de Santiago de 2016.
Com um orçamento de
400 mil euros, a edição deste
ano da Feira de Santiago,
dedicada ao tema `Setúbal,
Cidade Europeia do Desporto
2016´, vai ter uma forte componente desportiva, com
uma gala boxe, outra de
Kickboxing (a 29 e 30 de
Julho) e uma apresentação
de Dança Desportiva (dia
01 de Agosto), entre outras
iniciativas.
Uma exposição que assinala os 110 anos do nascimento do fotógrafo setubalense Américo Ribeiro
é outro destaque na edição
da Feira de Santiago, onde,
a exemplo do ano passado,
são esperados mais de 300
mil visitantes durante os dez dias do
certame.
Logo à entrada, os visitantes poderão
apreciar o pavilhão do município, um espaço com 250 metros quadrados, que também
é dedicado ao tema do certame, `Setúbal,
Cidade Europeia do Desporto 2016´.
Como salientou a presidente da Câmara
de Setúbal, Maria das Dores Meira, na
conferência de imprensa de apresentação
do evento, “a Feira de Santiago continua
a ser uma dos mais importantes eventos
da cidade de Setúbal”.
14 | 19 de Julho de 2016
QUALIDADE
actualidade
Ministra do Mar anuncia obras de
aprofundamento do acesso ao porto de Viana
A ministra do Mar, Ana Paula Vitorino,
anunciou sexta-feira que o Governo
aprovou o aprofundamento do acesso ao
porto de Viana do Castelo, a completar
até 2018, bem como a criação de um novo
acesso rodoviário.
lado as acessibilidades terrestres”.
“Por isso, o Governo tomou a decisão
de avançar com dois projectos fundamentais para desbloquear os constrangimentos e lançar a indústria naval de Viana do
Castelo ao mundo. O Governo tomou a
Numa cerimónia relativa à construção
de dois navios-hotel nos estaleiros da
West Sea, antigos Estaleiros Navais de
Viana do Castelo, Ana Paula Vitorino
reconheceu haver “dois factores críticos
que estão identificados relativamente ao
porto de Viana do Castelo”, por um lado
“acessibilidades marítimas e por outro
decisão de aprofundar o canal de acesso
ao porto de Viana do Castelo, permitindo
atingir um mercado muito mais elevado
em termos de embarcações”, afirmou
a governante, perante uma plateia que
incluía os responsáveis da West Sea e
também o primeiro-ministro, António
Costa.
Ana Paula Vitorino adiantou ainda
que se vai “avançar imediatamente com
a concretização do novo acesso rodoviário
ao porto de Viana do Castelo” e realçou
que com o desenvolvimento destes projectos vai ser possível fazer “de Viana
do Castelo um ‘ex-libris’ daquilo que é
a indústria do mar”.
Momentos antes, o presidente da
Câmara Municipal de Viana do Castelo,
José Maria Costa, havia frisado ser “de
inteira justiça que, no âmbito do que são
as competências próprias da administração central em parceria com a gestão do
Portugal 2020, sejam solucionadas de uma
vez” as questões dos acessos rodoviários
bem como do limite de calado do porto.
Ao encerrar a cerimónia, António
Costa sublinhou ao autarca que, com a
aprovação dos novos projectos, só fica
a faltar sorte: “Só lhe basta desejar um
pouco de boa sorte, porque quanto ao
resto já tem tudo do que precisa: uma
cidade de excelência, uns estaleiros de
excelência, uma gente de excelência, o
que é que pode querer mais?”
SEM IGUAL
PSD quer manter as sete
Câmaras que detém no distrito
de Braga e conquistar outras
A manutenção das sete Câmaras que o partido detém
e a conquista de outras, entre as quais Guimarães e
Barcelos, são os objectivos do PSD para as próximas
autárquicas no distrito de Braga, apontou sexta-feira (15)
o líder distrital.
José Manuel Fernandes, que foi reeleito esta noite
presidente da Distrital do PSD em lista única, disse ainda
que Amares é outra Câmara que está “seguramente na
mira” dos sociais-democratas.
“Não vamos perder nenhuma das Câmaras que actualmente detemos e vamos conquistar outras”, afirmou, em
declarações à Lusa.
No distrito, o PSD é actualmente poder em Braga,
Famalicão, Esposende, Póvoa de Lanhoso, Vieira do
Minho, Celorico de Basto e Vila Verde.
O PS também tem sete Câmaras, designadamente
Guimarães, Barcelos, Fafe, Amares, Cabeceiras de Basto,
Vizela e Terras de Bouro.
“Seria muito bom para o distrito que as duas Câmaras
do Quadrilátero Urbano que não são do PSD [Barcelos
e Guimarães, ambas socialistas] tivessem uma dinâmica
semelhante às que são do PSD”, referiu José Manuel
Fernandes.
O foco da Distrital estará, assim, na conquista daquelas
duas Câmaras, sendo que, no caso de Barcelos, o PSD quer
aproveitar a cisão registada no seio do PS local.
“Em Barcelos, vimos assistindo a um espectáculo degradante por parte do PS, a que o PSD vem contraponto
uma postura de serenidade, em defesa dos interesses das
populações”, disse ainda José Manuel Fernandes.
No caso de Amares, o PSD local já anunciou que deverá
apostar no actual autarca socialista, Manuel Moreira, que
entretanto até já chamou para o seu executivo o líder local
social-democrata.
“No fundo, o PSD já é, de certa forma, poder na Câmara
de Amares, uma questão que queremos oficializar nas
próximas Autárquicas”, disse José Manuel Fernandes,
garantindo que nenhuma das Câmaras detidas pelos socialistas está descurada.
Dos actuais presidentes da Câmara eleitos pelo PSD
no distrito de Braga, apenas o de Póvoa de Lanhoso,
Manuel Baptista, não se poderá recandidatar, devido à
lei de limitação de mandatos.
19 de Julho de 2016 | 15
QUALIDADE
SEM IGUAL
cultura
Oeste Fest reúne portugueses
D.A.M.A., Expensive Soul e
The Gift na Foz do Arelho
Música com a Lagoa de
Óbidos como cenário é a
proposta do Oeste Fest, festival que, de quinta-feira a
domingo, reúne, na praia da
Foz do Arelho, nomes como
os D.A.M.A, Expensive Soul
e The Gift.
como “O Rei do Improviso”,
Slimcutz e Ace e Dj Paulux,
a fechar a noite.
Salmoura, Mundo Secreto e
Expensive Soul (autores de “O
amor é mágico”) completam o
cartaz de sexta-feira, ficando
a animação da madrugada
“Dias de verdadeira animação, com o melhor da música
nacional e muitas actividades”
é a promessa dos organizadores para a 3.ª edição do Oeste
Fest, festival que terá lugar na
Foz do Arelho, concelho das
Caldas da Rainha, nos dias 21
a 24 de Julho.
Bandas emergentes e DJ’s
marcam o primeiro dia de festival, em que sobem ao palco
os MASTIFF / Wise Native,
NTS (diminutivo de Não
tem Significado), conhecido
a cargo dos DJ’s GNTK e
Paulux.
O rock alternativo dos
J.F.T.I. (JáFoiTudoInventado)
abre o programa de sábado, a
noite mais forte do festival,
em que subirão depois ao
palco os The Gift, D.A.M.A.
e, pela madrugada, Mastiksoul
e kevu.
No domingo, Dj Paulux
começará, às 18:00, a aquecer
o ambiente para uma aula de
Mega Zumba, com uma Color
Party pelo meio, naquele que
será, segundo os organizadores do festival, “o Sunset
mais ritmado e colorido do
Oeste”.
Além da zona de espectáculos onde se situará o
palco principal, o recinto do
festival contará ainda com
um espaço diurno de acesso
gratuito (praça do concelho),
onde decorrerão diariamente
diferentes espectáculos cénicos, concertos, ‘workshops’,
demonstrações desportivas e
acções de sensibilização ambiental e gastronómica.
Zumba, ‘yoga’, ‘fitness’,
‘padle board’, ‘windsurf’,
‘surf’, escalada e canoagem
são algumas das actividades
em que os festivaleiros poderão participar.
O público terá ainda acesso gratuito a um parque de
campismo.
O Oeste Fest terá entradas
grátis na quinta-feira e no
domingo.
No sábado e no domingo,
o público poderá optar entre o
bilhete de um dia (15 euros)
ou de dois dias (25 euros), à
venda na Loja Cabovisão, nas
Caldas da Rainha, no recinto
do festival e através da BOL
- BilheteiraOnline.
Colecção de arte de David Bowie com
400 peças vai a leilão em Novembro
Cerca de 400 objectos de arte da colecção
privada do músico e cantor britânico David
Bowie, falecido em Janeiro, aos 69 anos,
vão ser leiloados em Londres, a 10 e 11 de
Novembro, anunciou a leiloeira internacional
Sotheby’s.
Entre as obras – que estarão em exposição pública durante dez dias antes do leilão
– encontram-se criações de artistas como
Damien Hirst e Henry Moore.
No conjunto estão 267 pinturas, na
sua maioria de artistas do século XX, do
Reino Unido, cujo valor global ascende a
dez milhões de libras (quase 12 milhões
de euros).
Intitulado “#BowieCollector”, o leilão vai
dividir-se em três partes, duas delas com arte
moderna e contemporânea, e uma terceira
centrada em peças do desenhador italiano
Ettore Sottsass e do Grupo Memphis.
David Bowie morreu a 10 de Janeiro, em
Nova Iorque, vítima de cancro, dois dias após
lançar o seu derradeiro álbum, “Blackstar”,
gravado quando já se encontrava doente.
O autor de temas como “Life on Mars”
e “Space Oddity” escondeu dos olhos do
público a sua faceta de coleccionador de
pintura, escultura e móveis, que agora se
revelam pela primeira vez.
No leilão será possível adquirir trabalhos
de autores como Graham Sutherland, Frank
Auerbach, Stanley Spencer, Patrick Caufield
e Peter Lanyon, Marcel Duchamp, Henry
Moore, peças de arte africana contemporânea, arte marginal e surrealismo, movimentos
pelos quais Bowie - que também arriscou a
pintura - tinha um gosto especial, como os
trabalhos do chamado “Grupo Gugging”,
feitos por pacientes da clínica psiquiátrica
de Viena.
A peça mais valiosa é “Air Power” (1984),
um ‘graffiti’ de Jean-Michel Basquiat, com
um preço estimado entre 2,5 e 3,5 milhões
de libras (2,9 e 4,1 milhões de euros).
Bowie comprou esta pintura, que mostra rostos agressivos sobre um fundo em
vermelho intenso sobre diferentes tons de
castanho, um ano depois de protagonizar o
filme “Basquiat” (1996), no qual interpretou
o artista da ‘pop art’ Andy Warhol.
UNESCO inclui obra de Le Corbusier na lista
do Património Mundial
A UNESCO incluiu domingo na lista dos locais de
Património Mundial as obras
do arquitecto franco-suíço Le
Corbusier, incluindo a cidade
indiana de Chandigarh, depois
de ter sido retomada a reunião
do Comité do Património
Mundial em Istambul.
A lista inclui 17 locais de
sete países - França, Suíça,
Bélgica, Alemanha, Argentina,
Japão e Índia - para mostrar
a riqueza de toda a obra de
Charles-Edouard JeanneretGris, mais conhecido como
Le Corbusier.
A UNESCO tinha suspendido no sábado a reunião
do Comité do Património
Mundial em Istambul, na sequência da tentativa de golpe
militar na Turquia, mas o encontro foi retomado domingo
de manhã.
A reunião arrancou no
passado domingo para analisar 20 candidaturas à lista de
Património Mundial e deverá
terminar na quarta-feira.
Marés Vivas:
Banda britânica James encerrou
último dia com novo álbum
A banda britânica James encerrou o terceiro
e último dia do Festival Marés Vivas, na Praia
do Cabedelo, em Vila Nova de Gaia, com a
apresentação do seu 14.º álbum, “Girl At The
End Of The World”, editado em Março.
Com 30 anos de carreira, James é uma das
bandas ‘indie’ mais influentes, que se popularizou com temas como “Sit Down”, “She’s a
Star”, “Laid” ou “Getting Away With It (All
Messed Up)”.
Liderada por Tim Booth, a banda foi formada em 1982, esteve activa até 2001 e, depois
de um interregno de seis anos, regressou aos
palcos em 2007, tendo vendido, até ao momento, cerca de 25 milhões de álbuns.
Pelo palco principal, passou ainda o português Rui Veloso, com temas de 35 anos de
carreira que marcaram várias gerações.
“Não há estrelas no céu”, “Chico Fininho”,
“Jura”, “Porto Covo”, “Anel de Rubi” ou
“Nunca me esqueci de ti” são alguns dos
maiores êxitos do cantor, compositor e guitarrista que elevou o rock nacional.
Em 2015, Rui Veloso comemorou 35 anos
de carreira e lançou a compilação “O Melhor
de Rui Veloso” com os temas inéditos “Do
Meu País” e “Romeu e Juliana”.
Também o cantor e compositor inglês
Tom Odell, apontado pela crítica como uma
das maiores revelações europeias actuais,
surpreendeu o público com uma sonoridade
à base de piano.
Com 25 anos, o artista lançou, em Junho, o
seu novo trabalho, “Wrong Crowd”, que fala
de solidão, tentação e do que é ser jovem, em
11 músicas inéditas e da sua autoria.
Pela primeira vez no festival, a cantora e
compositora Beth Orton, vencedora de um
Brit Award, veio mostrar músicas do mais
recente disco, “Kidsticks”.
James Bay e Kodaline entusiasmaram
na segunda noite do Marés Vivas
Já o britânico James Bay e os compatriotas
Kodaline haviam entusiasmado na noite de
sábado milhares de fãs, no segundo dia do
Festival Marés Vivas, em Vila Nova de Gaia,
o mais vocacionado para o público jovem.
Um dia depois de Elton John e os D.A.M.A
terem animado a Praia do Cabedelo, a energia
de James Bay em palco teve a singularidade de
empolgar as diversas gerações entre os 30.000
que voltaram a lotar o recinto: nem as várias
centenas com confortável assento na bancada
resistiram a dançar, ininterruptamente.
O vencedor do Brit Awards Critic’s Choice
- os prémios da crítica britânica, os mais importantes entregues pela indústria discográfica
inglesa - alternou músicas intimistas com
outras mais ritmadas, invariavelmente com
atitude ‘irrequieta’ que preenchia o palco e
em permanente contacto com o público.
“Let it go” e “Scars” foram alguns dos temas
do álbum de estreia “Chaos and the Calm”
mais cantados pela plateia, maioritariamente
feminina, mas o êxtase chegou no último tema,
“Hold back the river” cantado com o artista
envergando uma camisola do FC Porto.
Seguiu-se o quarteto inglês Kodaline, num
registo menos energético, compensado no
diálogo com o público que vibrava a cada uma
das insistentes referências a Portugal.
Cantar com a bandeira nacional a envolver
o corpo e dar os parabéns a Portugal pelo
título Europeu de futebol foi ‘mel’ para um
jovem público que mostrou ser conhecedor
de todas as letras.
A banda ‘indie’ teve sempre companhia de
voz, principalmente em “High Hopes”, “All I
Want”, “Love Like This” e “One Day”.
“Foram dois concertos muito bons. São
duas das bandas de que mais gosto. Ainda
assim, acho que o James Bay tem outro carisma
em palco, pelo que gostei mais dele”, disse
à Lusa Renata Soares, estudante amarantina
de 19 anos.
O segundo dia começou a aquecer com
o ‘rapper’ Jimmy P, num registo de vigor e
energia muito semelhantes a Dengaz, que
apresentou o terceiro disco de originais “Para
Sempre” e homenageou a selecção de futebol
com o tema “Eu Consigo”.
“Temos muito boa música portuguesa e
tanto Jimmy P como o Dengaz mostraram
estar à altura deste festival, ao qual não falhei
uma única noite nos últimos cinco anos”, referiu Renato Soares, engenheiro de 29 anos,
de Espinho.
A noite terminou com Lost Frequencies,
com o DJ e produtor musical belga de 22 anos
a destacar-se com os singles “Are you with me”
e “Reality” mesclados com muitos remixes de
populares temas da musica dance.
O XIV festival Marés Vivas terminou sábado com os ‘veteranos’ Rui Veloso e James,
bem como Tom Odell e Beth Orton.
16 | 19 de Julho de 2016
QUALIDADE
cplp – lusofonia
Febre-amarela com 73 novos casos suspeitos
em Angola na primeira semana de Julho
Angola registou 73 novas
situações suspeitas de febreamarela na primeira semana
de Julho, mas os consecutivos indicadores semanais da
Organização Mundial de Saúde
(OMS) demonstram que a epidemia começa a apresentar um
número decrescente de casos.
Segundo o mais recente
relatório da OMS, que está a
apoiar o combate à epidemia e
a tentar travar o seu alastramento, foram contabilizados até 8
de Julho 3.625 casos suspeitos
de febre-amarela em Angola,
contra os 3.552 contabilizados
até ao final de Junho.
Deste total, 876 foram laboratorialmente confirmados
como casos de febre-amarela,
refere o documento, com data
de 15 de Julho.
Desde 5 de Dezembro há
igualmente registo de 357 mortes atribuídas à epidemia de
febre-amarela, mais dois casos
no espaço de uma semana.
As autoridades de saúde da
província de Luanda iniciam
sexta-feira a última fase de vacinação contra a febre-amarela
na capital, que deverá chegar a
mais 400.000 pessoas, permitindo atingir até 19 de Julho
uma cobertura quase total.
Em declarações à agência
Lusa, a directora provincial de
Saúde de Luanda, Rosa Bessa,
explicou que a operação envolve no terreno 269 brigadas
e 3.000 técnicos.
“A vacinação total nunca
é possível, mas esperamos
que seja bem próximo disso”,
explicou a responsável, acrescentando que esta última campanha, denominada de “assalto
final”, visa essencialmente
vacinar quem ficou de fora das
acções anteriores.
A província de Luanda conta
com quase sete milhões de habitantes e desde Fevereiro 92%
da população já foi vacinada
contra a doença.
De acordo com a OMS,
Angola já recebeu cerca de
14 milhões de vacinas contra
a febre-amarela e vacinou
mais de 11 milhões de pessoas desde Fevereiro, numa
população-alvo estimada em
24 milhões.
Aquela organização das
Nações Unidas assumiu a
19 de Junho que a resposta
à epidemia de febre-amarela
em Angola, que se propaga
desde Dezembro, levou pela
primeira vez à ruptura das reservas mundiais de emergência
da vacina.
O país regista casos suspeitos de febre-amarela em
todas as 18 províncias, tendo
sido realizadas campanhas de
vacinação, além de Luanda,
em Benguela, Huambo, Huíla,
Cuanza Norte, Cuanza Sul,
Lunda Norte e Uige. Segundo
a OMS, a campanha de vacina-
SEM IGUAL
Jogos CPLP:
Vitórias de Portugal nos Europeus
saudadas por ministros
ção será alargada a outras zonas
afectadas pela epidemia.
A doença já se propagou de Angola à vizinha
As vitórias de Portugal nos europeus de
A vitória de Portugal também foi enalteRepública Democrática do
futebol e de hóquei em patins foram domin- cida pelo ministro da Juventude e Desporto
Congo (RDCongo), que rego saudadas na abertura da conferência de de Moçambique, Alberto Nkutumula, que
gista, segundo as últimas
ministros da Juventude e do Desporto da é também presidente cessante da confeinformações disponibilizadas
rência de ministros, que pediu uma salva
CPLP, na ilha cabo-verdiana do Sal.
à OMS, até 11 de Julho, um
“A alegria sentida hoje pelos portugueses de palmas.
total de 1.798 casos suspeitos
“As vitórias de Portugal estão a orgucom a vitória no Euro2016, em França,
e 85 vítimas mortais.
perpassa todos os países da comunidade”, lhar a CPLP”, completou o ministro da
Também foram levados
disse o presidente da Assembleia Nacional presidência do Conselho de Ministros e
casos para o Quénia (dois) e
de Cabo Verde, Jorge Santos, que presidiu do Desporto de Cabo Verde, Fernando
a China (11), com a OMS a
a conferência, que ocorre no âmbito dos Elísio Freire.
sinalizar a ameaça de propaOs X Jogos da CPLP arrancaram nesjogos da Comunidade de Países de Língua
gação global da doença através
Portuguesa (CPLP), que arrancaram do- te dia nas cidades de Espargos e Santa
de viajantes não imunizados
Maria, na ilha cabo-verdiana do Sal, com
mingo na ilha do Sal.
contra a doença.
O chefe da casa parlamentar cabo-ver- a presença de cerca de 500 atletas, que vão
As campanhas de vacinação
diana aproveitou a ocasião para apresentar competir nas modalidades de futebol, atleem Angola recorrem ao apoio
as “felicitações a Portugal pela vitória histó- tismo, andebol, taekwondo, basquetebol,
dos militares e contam com
rica no Euro2016”, enaltecendo a presença natação e voleibol de praia.
ajuda financeira e técnica da
Portugal venceu pela primeira vez o
de futebolistas oriundos ou descendentes
OMS e da comunidade interdos restantes países da comunidade na título europeu de futebol, no passado dia
nacional, para a aquisição de
10, ao vencer a anfitriã França na final do
equipa das ‘quinas.
vacinas, tendo arrancado em
“São prova bastante da nossa história Euro2016, com um golo de Èder, no proLuanda, foco da epidemia, nos
comum e do sentimento de pertença ao longamento, e no sábado sagrou-se Campeã
primeiros dias de Fevereiro.
espaço e cultura lusófonas”, salientou europeia de hóquei em patins, em Oliveira
A transmissão da doença é
de Azeméis, pela 21.ª vez.
Jorge Santos.
feita pela picada do mosquito
(infectado) “aedes aegypti”,
que segundo a OMS, no início
desta epidemia, estava presente
em algumas zonas de Viana, CPLP/20 anos:
Luanda, em 100% das casas.
Trata-se do mesmo mosquito responsável pela transmissão da malária, a principal
causa de morte em Angola,
traçados”, sustentou o chefe
O Presidente moçambica- de novos desafios.
e que se reproduz em águas no defendeu domingo que a
Na mensagem, dirigida de Estado de Moçambique,
paradas e na concentração Comunidade dos Países de ao secretário-executivo da um dos países fundadores da
de lixo.
Língua Portuguesa (CPLP) CPLP, o moçambicano Murade CPLP.
Segundo Nyusi, a comunitranscendeu nos últimos 20 Murargy, Filipe Nyusi destaca
anos “questões essencialmente que as realizações da organi- dade conseguiu ainda superar a
histórico-linguísticas” e espera zação resultaram de um “tra- sua descontinuidade geográfique a organização seja elevada balho árduo e determinado” e ca, com nove estados-membros
também da “enorme vontade em quatro continentes, e conpara “novos patamares”.
Numa mensagem difundida de dar vitalidade aos valores solidar-se como “uma organipor ocasião dos 20 anos da fun- e princípios que nortearam” a zação com uma palavra a dizer
no concerto das nações”.
dação da CPLP, que neste dia sua criação.
“Unidos por uma língua e
A CPLP foi fundada em
se assinalavam, Filipe Nyusi
considera que a organização por um passado partilhado, Lisboa a 17 de Julho de
conseguiu alcançar uma agen- e por uma visão de futuro 1996 por Angola, Brasil,
da de “factores de paz, progres- comum, fizemos das nossas Cabo Verde, Guiné-Bissau,
so e bem-estar sociocultural” relações de amizade e soli- Moçambique, Portugal e São
dos seus povos e transmitiu dariedade um instrumento de Tomé e Príncipe, a que se jundeterminação e empenho dos concertação político-diplo- taram Timor-Leste, em 2002, e
estados-membros na superação mática em prol dos objectivos Guiné Equatorial, em 2014.
PR moçambicano diz que organização
transcendeu agenda linguística
Um em cada dois brasileiros prefere que Temer
fique no poder até 2018, revela sondagem
Metade dos brasileiros (50%) considera ser
melhor para o país que o Presidente interino
Michel Temer permaneça no poder até às presidenciais de 2018, enquanto quase um terço
(32%) apoia o regresso de Dilma Rousseff,
segundo uma sondagem.
A sondagem, divulgada domingo, realizada pelo
Datafolha nos dias 14 e 15 de
Julho, contou com uma amostra de 2.792 pessoas.
Segundo os resultados, 58%
dos brasileiros querem que
Dilma Rousseff seja definitivamente suspensa, contra 35%
que se opõem à sua destituição definitiva.
A sondagem revela igualmente que um em
cada três brasileiros (33%) desconhece o nome
do actual Presidente, contra 65% que responderam correctamente. Segundo os dados revelados
pelo jornal Folha de São Paulo, que pertence
ao mesmo grupo do instituto Datafolha, 2%
citaram nomes errados.
Meses depois de ter chegado ao poder, a taxa
de aprovação de Michel Temer atingiu apenas
14%, mais um ponto percentual do que a que
Dilma Rousseff granjeava um mês antes de
ser suspensa.
Michel Temer tornou-se
Presidente interino depois de
Dilma Rousseff ter sido afastada do Palácio do Planalto a
12 de Maio, por decisão do
Senado, acusada de várias
manobras para maquilhar as
contas públicas nos últimos
anos.
O processo está actualmente
nas mãos de uma comissão de senadores, que
deverá apresentar a 2 de Agosto um relatório em
que recomendará a destituição da governante
ou o arquivamento do processo.
Consoante a decisão, Temer poderá então
concluir o mandato, que termina a 1 de Janeiro
de 2019, mas se Rousseff for absolvida, recuperará o poder após a publicação da sentença.
19 de Julho de 2016 | 17
QUALIDADE
SEM IGUAL
internacionais
Nice/Atentado:
Breves Internacionais
300 metros de homenagens e insultos
Por Paula Lagarto
“Arde no inferno” é a frase
inscrita, entre outros duros
insultos, em xistos cinzentos
colocados sobre uma mancha
de alcatrão na avenida marginal
de Nice, França, como recado
ao homem que na quinta-feira
à noite atirou um camião sobre
a multidão.
O assassino de, pelo menos,
84 pessoas foi abatido pela
polícia e na manhã de domingo
era alvo de desprezo. As pedras
iguais às que enchem as praias
vizinhas foram colocadas lado
a lado e transmitem injúrias,
como aquelas em que o homem que lança um caule com
espinhos no local deve estar
a pensar.
Naquela mancha isolada no
chão não há velas, nem flores,
nem peluches, nem bandeiras,
nem ajuntamento de pessoas.
Há quem passe, leia e siga o seu
caminho para então se demorar,
um pouco mais à frente, nos
memoriais improvisados sobre
o alcatrão.
Onde repousaram cadáveres
na noite do feriado nacional
francês agora há muitos ramos
de flores, bandeiras, pequenos
brinquedos e palavras, muitas,
de lamento e solidariedade,
incluindo a frase no dialecto
local, a língua niçarda: “Nissa
la Bella” (Nice, a Bela), e além
de “Je suis Nice” (Eu sou Nice),
vários “Je suis le monde” (Eu
sou o mundo).
Com a circulação de trânsito
ainda muito condicionada na
zona, o quadro electrónico
utilizado habitualmente para
informações de trânsito desta
vez apresenta as três palavras
que servem de lema à república francesa: “Liberdade,
Igualdade e Fraternidade”.
Param por ali turistas de
toalha de praia na mão, ciclistas
que desmontam das bicicletas,
corredores que suspendem o
treino, famílias com crianças,
quase todos em silêncio ou, em
murmúrio, deixam a questão
“como é possível” e o comentário “é demasiado triste”.
Nas inúmeras mensagens
em papel ou em tecidos brancos nos vários memoriais
lê-se a interrogação “porquê
as crianças?”, enquanto se
notam cada vez mais os peluches e brinquedos deixados
em memória dos 10 menores
que se contabilizam entre os
84 mortos, número que ainda
pode aumentar.
Uma bonequinha tricotada,
com asas, foi pendurada numa
árvore, com a sua autora, uma
britânica, a deixar um recado
para a utilidade desta “Tulip”
de lã: “dar conforto aos lindos
pequenos anjos que não tinham
asas na Terra”.
Mesmo ao lado de um peluche do urso Pooh há um grande
ramo de flores que se destaca
com uma faixa a anunciar que
aquela é a homenagem de uma
federação local de mesquitas
islamitas.
Mas há conversas de tom
mais político, duas moradoras
de Nice notam à Lusa como
a popularidade do Presidente
François Hollande se vai ressentir ainda mais e os grupos
nacionalistas vão capitalizar
popularidade. “Isto é bom é
para fazer política”, diz uma
das moradoras, referindo-se à
origem tunisina do assassino
e à reivindicação, entretanto,
do ataque pelos extremistas
do Estado Islâmico.
E tudo em aproximadamente 300 metros.
As dezenas de veículos de
directos de canais de televisão
foram retirados dali e durante
a manhã de domingo já eram
poucos os jornalistas a procurar mais testemunhos de mais
uma tragédia reivindicada por
terroristas.
Ficará a memória, os olhares
e gestos entre as pessoas, como
as de duas mulheres vestindo
fardas da Protecção Civil que
transportam garrafas de água e
copos de plástico para oferecer
a quem se detém nas homenagens, sob um sol de 24 graus e
com uma humidade de 65%.
Seis polícias baleados em
Baton Rouge, EUA, múltiplos
disparos ouvidos no local
Pelo menos três polícias morreram e três outros ficaram
feridos em Baton Rouge, no estado norte-americano do
Louisiana, depois de terem sido baleados, avançaram
os meios de comunicação social americanos, citados
pela AFP, que referiram terem sido ouvidos múltiplos
disparos no local.
“Estão em muito mau estado”, reportou a estação de
televisão WAFB, sobre os polícias feridos.
O canal televisivo mostrou imagens de um vídeo da
polícia a chegar ao local dos incidentes em Baton Rouge,
no qual se ouviam múltiplos disparos e se viam carros de
civis a afastar-se daquele ponto.
O tiroteio aconteceu depois de vários dias de tensão na
cidade devido à morte de uma pessoa de raça negra às mãos
da polícia, o que gerou protestos em todo o país, incluindo
Dallas, no Texas, onde cinco polícias foram assassinados
por um jovem negro no passado dia 7 de Julho.
Tentativa de Golpe de Estado na Turquia
Duas centenas de mortos, mais de 1.150 feridos e cerca de 200 ‘rebeldes’
que já se renderam, segundo novo balanço
Um novo balanço da tentativa de golpe de Estado na Turquia
deu conta de cerca de 250 mortos e 1.150 feridos, indicou a
agência estatal turca Anadolu, que adianta também que 200
militares sublevados se renderam às autoridades.
O balanço precedente indicava cerca de 90 mortos ligados ao
golpe militar que, segundo as informações oficiais, parece ter
sido inviabilizado, sobretudo com a rendição de grande parte
dos militares rebeldes.
Cerca de 200 deles, que se encontravam na sede das Forças
Armadas turcas, renderam-se às autoridades, elevando para
1.563 o número de militares detidos.
Governo pede extradição de militares revoltosos
que fugiram para a Grécia
A Turquia pediu também a extradição de oito militares revoltosos que fugiram para a Grécia num helicóptero, segundo
anunciou sábado o ministro dos Negócios Estrangeiros turco
a uma estação televisiva.
“Pedimos à Grécia para extraditar os oito traidores o mais
rápido possível”, disse o chefe da diplomacia turca, Mevlut
Cavusoglu, à estação televisiva HaberTurk, na sequência da
tentativa fracassada de golpe de Estado de sexta-feira à noite
na Turquia.
Os oito homens aterraram num helicóptero militar turco
na Grécia, pedindo asilo, segundo já tinha revelado a polícia
grega anteriormente.
A Turquia foi alvo de uma tentativa de golpe de Estado
na sexta-feira à noite, mas o primeiro-ministro turco, Binali
Yildirim, disse no domingo que a situação no país “está com-
pletamente sob controlo”.
O último balanço aponta para cerca de 250 mortos entre
civis e forças leais ao regime de Erdogan, 1.440 feridos e 2.839
militares revoltosos detidos.
De acordo com a agência espanhola EFE, o primeiro-ministro
turco adiantou que apenas 20 militares revoltosos morreram no
decurso da tentativa de golpe de Estado, números que contrariam o balanço inicialmente avançado pelas Forças Armadas do
país, que apontavam para 104 mortes de militares revoltosos,
abatidos pelas forças leais ao presidente Erdogan.
Milhares de venezuelanos cruzam fronteira
com Colômbia para comprar bens essenciais
Milhares de venezuelanos cruzaram, este sábado, a
fronteira com a cidade de Cúcuta, no norte da Colômbia,
para comprar alimentos e medicamentos que escasseiam
na Venezuela, aproveitando a breve reabertura da passagem
pedestre, encerrada há quase um ano.
Foi a segunda vez este mês que o governo do Presidente
da Venezuela, Nicolás Maduro, decidiu reabrir a passagem
fronteiriça, desde que, no passado dia 5, mais de meia
centena de mulheres romperam o cordão de segurança da
Guarda Nacional Bolivariana (GNB, polícia militar) e foram
até Cúcuta para comprar medicamentos e alimentos.
Israel disparou dois mísseis contra ‘drone’ sírio
O exército israelita disparou dois mísseis Patriot contra
um ‘drone’ “infiltrado” vindo da Síria, anunciou o exército
em comunicado.
Turquia: Erdogan promete eliminar “os vírus” no
Estado após tentativa de golpe
O Presidente turco, Recep Erdogan, prometeu eliminar
“os vírus” facciosos no Estado, ao dirigir-se a uma multidão
de simpatizantes depois da tentativa fracassada de golpe de
Estado de sexta-feira.
Turquia: Detido um dos juízes do Tribunal
Constitucional e adjunto militar do presidente
A Turquia deteve um dos 17 juízes do Tribunal
Constitucional do país, depois do golpe de Estado falhado
de sexta-feira à noite, informaram os media locais.
Detido foi também o adjunto militar do Presidente turco, no
âmbito da investigação sobre a tentativa de golpe de Estado,
noticiou a agência noticiosa pró-governo turco Anadolu.
PR lamenta encurtamento da presença de
Hollande devido à tragédia em Nice
O Presidente da República português lamentou o encurtamento da visita do seu homólogo francês, François Hollande,
a Portugal, na terça-feira, adiantando que várias iniciativas
foram canceladas, o que considerou compreensível devido
ao atentado de Nice.
Brexit: Ministro britânico diz não poder oferecer
garantias aos recém-chegados da UE
O ministro britânico encarregado da saída da União
Europeia (UE) afirmou não poder garantir que os imigrantes
europeus que chegam a partir de agora até à saída oficial do
bloco terão direito a permanecer no Reino Unido.
Nice/Atentado: Pelo menos 17 estrangeiros entre
vítimas mortais já identificadas
Pelo menos 17 estrangeiros estão entre as 84 vítimas
mortais provocadas no ataque de quinta-feira à noite em
Nice, no sul de França, segundo informação confirmada por
governos de vários países.
18 | 19 de Julho de 2016
QUALIDADE
DESPORTO
Judoca português David Reis conquista ouro
na Taça Europeia de juniores
O judoca português David Reis conquistou sábado a medalha de ouro, enquanto Mariana Esteves e Maria Siderot
alcançaram a de bronze, no primeiro dia
da Taça Europeia de juniores de judo, a
decorrer em Gdynia, na Polónia.
David Reis (-66 kg) derrotou nas eliminatórias o polaco Szymon Jasinski, o ucraniano Oleksandr Moisei e o letão Edgaras
Lizunas, e na meia-final superiorizou-se
ao atleta ucraniano Bogdan Iadov, que
tinha sido medalha de bronze na Taça
europeia de juniores de Praga2015.
Na grande final, o atleta do Sporting foi
mais forte do que o bósnio Petar Zadro e
conquistou a medalha de ouro.
Mariana Esteves (-52kg), que actualmente ocupa a segunda posição no
‘ranking’ mundial de juniores, impôs-se à
romena Diana Truica no primeiro confronto, mas, na meia-final, não conseguiu superar a vencedora da medalha de ouro Taça
Europeia de juniores da Corunha2016,
e número 17 do ‘ranking’ mundial de
juniores, a alemã Patrícia Szekely.
No último desafio do dia, Mariana
Na meia-final, a atleta Amber Gersjes,
Esteves conquistou o terceiro lugar ao da Holanda, mostrou-se mais forte que
vencer a atleta belga Amber Ryheul, por a judoca lusa, mas na luta pela terceira
‘yuko’.
posição Maria Siderot foi mais forte
que a holandesa Kim Akker, alcançando
assim a medalha de bronze.
Entretanto, Catarina Costa (-48 kg)
derrotou a atleta da casa Weronika
Krawczyk por ‘ippon’ nas eliminatórias, mas a seguir cedeu frente à judoca
italiana Michela Fiorini, que viria a conquistar o ouro, enquanto Patrícia Matias
perdeu o combate inaugural frente à
italiana Michela Fiorini e foi relegada
para as repescagens, onde acabou por
defrontar a colega Catarina Costa.
Neste confronto luso, a vitória
sorriu para Patrícia Matias, que não
Judoca português David Reis
conseguiu superar a holandesa Kim
Na categoria de -48 kg, Maria Siderot Akker, primeira classificada na Taça
entrou bem na competição, ao vencer a no- Europeia de juniores Coimbra2016, na
rueguesa Michelle Harefallet no primeiro luta seguinte.
combate, por ‘ippon’, e na ronda seguinte
Patrícia Matias e Catarina Costa terimpôs-se à belga Marine Baumans, numa minaram as suas prestações em sétimo e
decisão aplicada por castigos.
nono lugares, respectivamente (...).
Sporting perde com Zenit e já leva nove golos
sofridos em três jogos
O Sporting sofreu no sábado nova derrota no estágio
que está a efectuar na Suíça,
desta vez frente ao Zenit de
São Petersburgo, por 4-2, voltando a evidenciar debilidades
defensivas que explicam os
nove golos sofridos em três
jogos. Aliás, a defesa ‘leonina’ começou cedo a ‘meter
água’, iam decorridos oito
minutos, quando o espanhol
Javi Garcia, na sequência de
um canto curto, abriu o marcador, saltando mais alto do
que os centrais do Sporting e
cabeceando para o fundo da
baliza à entrada da pequena
área.
O Sporting respondeu de
imediato, por Gelson Martins,
de longe o melhor jogador dos
‘leões’ na tarde de sábado, a
fazer um grande trabalho no
flanco direito para oferecer o
golo a Bruno César, que se
limitou a encostar com o pé
esquerdo para o fundo das
redes da equipa russa.
No entanto, a organização defensiva dos ‘leões’
não tardaria a comprometer
novamente, aos 16 minutos, quando o veterano Yuri
Zirkhov recolocou o Zenit
na frente do marcador, numa
jogada que nasceu no flanco
esquerdo e culminou com uma
diagonal interior do internacional russo a ganhar espaço
para finalizar à entrada da
área entre Zeegelar e Rúben
Semedo, que partilham responsabilidades no lance.
Um minuto volvido, o mesmo Rúben Semedo voltou a
comprometer, ao oferecer literalmente o golo a Kerzhakov,
que se limitou a aplicar um
‘chapéu’ a Azbe Jug, à saída
deste de entre os postes.
O Sporting ainda conseguiu reduzir pelo seu melhor
jogador, Gelson Martins,
único agitador que fez oscilar
a defesa russa, aos 37 minutos,
numa fase do jogo em que
estava claramente ‘por cima’,
a forçar o Zenit a defender no
seu último terço do campo.
Na segunda parte, Jorge
Jesus fez entrar Podence e
Slimani para os lugares de
Barcos e do novo reforço
argentino Alan Ruiz, que
confirmou em detalhes ter
um pé esquerdo notável, mas
também peso a mais e mobilidade a menos, pelo menos
nesta fase da época. O treinador ‘leonino’ ainda lançou
Matheus, aos 63 minutos, para
a posição de Bruno César, e
João Palhinha e Iúri Medeiros
aos 68, em detrimento do
sérvio Petrovic, que voltou
a não impressionar, e Gelson
Martins, mas o Sporting foi
forçado a defender mais na
segunda parte perante a pressão exercida pelo Zenit.
O quarto golo dos russos,
que estão numa fase mais
adiantada da preparação,
na ponta final do jogo, por
Djordjevic, aos 85 minutos,
acabou por ajustar o resultado
ao desenrolar do jogo.
Este jogo com o Zenit é
o terceiro do Sporting no
estágio de pré-época que
decorre na Suíça, depois de
ter perdido por 4-1 com os
franceses do Mónaco e de
ter vencido os suíços Stade
Nyonnais por 3-1.
Mourinho estreia-se no United com vitória por
2-0 sobre o Wigan Athletic
José Mourinho estreou-se sábado no
comando técnico do Manchester United
com uma vitória frente ao Wigan Athletic,
recém-promovido à I Liga inglesa de
futebol, por 2-0.
Os dois golos foram marcados no início do segundo
tempo por Will Keane e
Andreas Pereira, numa vitória confortável a despeito
de José Mourinho não poder
contar com 14 jogadores que
estiveram a representar os seus
países, quer no Euro2016 quer
na Copa América, e que ainda não estão à
disposição do técnico português.
No entanto, não deixa de ser um
arranque vitorioso de José Mourinho,
cujo nome foi entoado pelos cerca de
5.500 adeptos dos ‘red devils’ presentes
no estádio do Wigan durante o primeiro
minuto da partida.
O primeiro golo do United resultou de
uma oferta do guarda-redes do Wigan,
Jussi Jääskeläinen, que deixou a bola ao
alcance de Juan Mata, que cedeu a bola
a Keane finalizar.
Dez minutos mais tarde, o
United ampliou a
vantagem com um
golo que resultou
claramente de uma
jogada trabalhada
por Mourinho na
primeira semana
de treinos, um livre
cobrado por Juan Mata para a zona de
penálti, onde surgiu Ander Herrera, cujo
remate foi defendido pelo guarda-redes do
Wigan, proporcionando a recarga vitoriosa do brasileiro Andreas Pereira.
De resto, foi um jogo típico de préépoca, com Mourinho a proceder a sete
substituições ao intervalo e a terminar o
jogo com um ‘onze’ totalmente diferente
do que iniciou a partida.
De salientar que um dos reforços
escolhidos por José Mourinho, o central
da Costa do Marfim Bailly, proveniente
do Villarreal, de Espanha, jogou mais
tempo do que todos os outros, justamente
82 minutos.
Mourinho vai ter à sua disposição os
14 internacionais cedidos às respectivas
selecções antes da partida de hoje (terçafeira) para a China, onde os ‘red devils’
vão defrontar o Borússia Dortmund,
em Xangai, e o Manchester City, em
Pequim.
Alguns desses 14 internacionais, nomeadamente os ingleses Chris Smalling,
Wayne Rooney e Marcus Rashford, já
viajarão para a China, mas Mourinho já
fez saber que não os irá utilizar nos dois
jogos, enquanto o internacional sueco
Zlatan Ibrahimovic irá permanecer em
Manchester para cuidar da sua condição
física.
SEM IGUAL
Guarda-redes Ricardo Nunes
reforça Desportivo de Chaves
por empréstimo do FC Porto
O guarda-redes Ricardo Nunes vai reforçar o Desportivo
de Chaves, da I Liga portuguesa de futebol, por empréstimo
do FC Porto por um ano, anunciou o clube na sua página
oficial.
O jogador, de 34 anos, que na época passada alinhou pelo
Vitória de Setúbal, igualmente por empréstimo do FC Porto,
já representou Académica, União de Leiria e Varzim.
Ricardo Nunes é o 13.º reforço da equipa de Trás-osMontes, ainda com um plantel em construção.
O emblema ‘azul-grená’ às ordens de Jorge Simão terminou neste dia o estágio de pré-época em Melgaço, distrito
de Viana do Castelo.
Benfica, masculinos, e
Sporting, femininos, lideram
nacional de atletismo
O Benfica, no sector masculino, e o Sporting, no feminino, terminaram sábado a primeira jornada do Nacional da I
Divisão, que se está a realizar em Setúbal, com apreciáveis
vantagens, confirmando o favoritismo.
Os ‘encarnados’ somaram 74 pontos, contra 64 do
Sporting e 51 da Juventude Vidigalense, que completou o
pódio, enquanto, no sector feminino, o Sporting lidera com
84 pontos, contra 61 da J. Vidigalense e 55 do Benfica, que
apresentou uma equipa feminina muito desfalcada e sem
corredoras de 3000 m obstáculos e 5000 m.
Individualmente, a nota de maior destaque vai para Tiago
Aperta, do Benfica, que obteve a melhor marca nacional
do ano no dardo, com 73,02. Diogo Ferreira passou 5,50
no salto com vara e tentou depois, sem êxito, o recorde
nacional a 5,71.
Das dez provas, oito foram ganhas por atletas do Benfica
(5) e do Sporting (3). As excepções foram os 100 m, com
vitória de Ancuiam Lopes (J. Vidigalense), e os 1500 m,
com triunfo de Nuno Lopes (CA Seia).
No sector feminino, destaque para a presença de Sara
Moreira nos 5000 m. Seis dias depois de se sagrar campeã
europeia da meia-maratona, triunfou com 15m 34,93s e mais
de um minuto de vantagem sobre a segunda classificada.
O Sporting ganhou nove das onze provas, só “permitindo”
triunfos alheios no comprimento, por Evelise Veiga (J.
Vidigalense) e nos 3000 m obstáculos, por Joana Soares
(J. Serra).
Está a disputar-se em conjunto o Nacional da II Divisão,
liderado pelo Gira Sol (masculinos) e Maia AC (femininos).
Vencedores das provas:
MASCULINOS:
• 100 m (v:-3,6) - Ancuiam Lopes (J. Vidigalense) 10,57
• 400 m - Ricardo Santos (Benfica) 48,10
• 1500 m - Nuno Lopes (CA Seia) 4.09,49
• 5000 m - Eduardo Mbengani (Sporting) 14.24,61
• Vara - Diogo Ferreira (Benfica) 5,50
• Comprimento - Bruno Costa (Benfica) 7,27 (0,0)
• Peso - Tsanko Arnaudov (Benfica) 19,34
• Dardo - Tiago Aperta (Benfica) 73,02
• 5000 m marcha - João Vieira (Sporting) 20.23,70
• 4x100 m - Sporting 41,04
• Pontuação (1.ª jornada): 1.º Benfica, 74; 2.º Sporting, 64;
3.º J. Vidigalense, 51; 4.º CA Seia, 41; 5.º J. Serra e SC
Braga, 38; 7.º Srª Desterro, 32; 8.º Estreito, 21.
• II Divisão: 1.º Gira Sol, 53; 2.º Campismo, 52; 3.º Esc.
Movimento, 47.
FEMININOS:
• 100 m (v:-3,7) - Lorène Bazolo (Sporting) 11,79
• 400 m - Cátia Azevedo (Sporting) 53,09
• 1500 m - Amélia Vitorino (Srª Desterro) 4.44,24
• 5000 m - Sara Moreira (Sporting) 15.34,93
• 3000 obst. - Joana Soares (J. Serra) 10.46,75
• Altura - Anabela Neto (Sporting) 1,72
• Comprimento - Evelise Veiga (J. Vidigalense) 6,19
(+4,0)
• Disco - Irina Rodrigues (Sporting) 57,36
• Martelo - Vânia Silva (Sporting) 58,53
• 3000 m marcha - Vitória Oliveira (Sporting) 13.20,52
• 4x100 m - 1.º Sporting 44,85
• Pontuação (1.ª jornada): 1.º Sporting, 84; 2.º J. Vidigalense,
61; 3.º Benfica, 55; 4.º Srª Desterro, 54; 5.º Grecas, 42; 6.º
Estreito, 40; 7.º J. Serra 31,5; 8.º Marítimo, 22,5.
• II Divisão: 1.º Maia AC, 74; 2.º ADRE Palhaça, 56; 3.º
UC Eirense, 53.
19 de Julho de 2016 | 19
QUALIDADE
SEM IGUAL
desporto
Portugal é Campeão da Europa de hóquei em patins ao fim de 18 anos
João Rodrigues (capitão de Portugal): “Nunca tínhamos
estado a perder neste campeonato e a equipa acusou isso
mesmo. Mas, felizmente, Portugal recuperou bem e viemos
para a segunda parte com uma nova cara para fazer aquilo que
tínhamos feito até agora.
Ao fim de 18 anos, Portugal sagrou-se sábado Campeão da
Europa de hóquei em patins, ao bater na final a campeã em
título, Itália, por 6-2.
A última vez que a selecção nacional havia conseguido o feito
tinha sido em 1998, em Paços de Ferreira, sendo que, depois
disso, conquistou o título mundial, precisamente em Oliveira
de Azeméis, em 2003.
A equipa portuguesa entrou muito nervosa em rinque, e os
golos madrugadores da selecção italiana vieram ainda intensificar esse estado de espírito.
de todo o Europeu, entrou muito mais concentrado no segundo
tempo e não tardou em reduzir a desvantagem.
A partir desse momento, a Itália foi perdendo o controlo e a
concentração, permitindo a Portugal impor o seu jogo e fazer
a reviravolta.
A dois minutos do fim, a
selecção lusa já tinha uma
vantagem confortável (5-2) e
começou a festa no Pavilhão.
Jogo disputado no Pavilhão
Além disso, aliado ao nervosismo, Portugal encontrou pela
frente um guarda-redes italiano intransponível, muito eficaz e
concentrado.
A selecção lusa, a perder por 2-0, optou pelos remates a meia
distância e, mesmo nesse capítulo, a sorte não esteve do lado
da formação comandada por Luís Sénica, saindo muitas bolas
ao poste ou a rasar a baliza.
A desvantagem, bem como a postura, manteve-se até ao
intervalo, deixando em desespero os cerca de 3.000 mil espectadores presentes no Pavilhão Dr. Salvador Machado, em
Oliveira de Azeméis.
Mas, na segunda parte, a situação alterou-se por completo.
Portugal, ao nível do que tem vindo a apresentar ao longo
Dr. Salvador Machado, em
As ilações que podemos tirar daqui são que o futuro é
Oliveira de Azeméis.
risonho.
Este título europeu é um fechar de um ciclo menos bom no
Declarações:
hóquei em patins. Foram 18 anos sem ganhar. Fomos muitas
Luís Sénica (Seleccionador vezes postos em causa, mas neste momento o estado do hóquei
de Portugal): “Temos várias gerações que cruzam este trabalho fala por si.
Respeitem a modalidade, valorizem o que é nosso. O hóquei
desde 2004 e era importante, pelo aquilo que temos feito na
formação, pelos títulos que temos conquistado, pela hegemonia faz parte da nossa cultura, da nossa tradição.
Agora, vamos aproveitar este momento, desfrutar, porque o
que se tem montado, era importante ligar à equipa sénior.
E esta equipa sénior foi fantástica. E eu acho que criámos hóquei em patins está bem.”
Hélder Nunes (jogador de Portugal): “Foi com muito soaqui definitivamente uma ponte para o futuro.
frimento que conseguimos esta vitória. Nunca tínhamos estado
A partir de agora é o limite.
É muito fácil liderar esta equipa. Foram humildes, foram a perder neste campeonato. Estar a perder 2-0 numa final não
determinados. Não é fácil jogar contra a Itália, campeã europeia, é fácil, mas tivemos nervos de aço, humildade. Demos a vida
com um hóquei cínico. Só uma equipa determinada faria o que uns pelos outros e o resultado está à vista.
Representa muito este título europeu. Este é o primeiro de
Portugal fez na segunda parte.
Sou um homem grato. A partir de agora estaremos muito mais muitos títulos e espero que para Portugal seja o primeiro de
uma montanha.”
perto de conquistar aquilo que conquistámos aqui hoje.”
Benfica goleia Derby County e
conquista Algarve Football Cup
O Benfica venceu sábado o
Derby County, por 4-0, com
golos de Nélson Semedo,
Rui Fonte, André Almeida e
Salvio, e conquistou o torneio
Algarve Football Cup, disputado no Estádio Algarve.
O Campeão nacional justificou plenamente a vitória
e o primeiro troféu da época,
mostrando consistência e
intensidade no seu terceiro
teste da pré-temporada, perante uma equipa do segundo
escalão inglês que não deu
trabalho a Paulo Lopes.
Face ao ‘nulo’ com o
Vitória de Setúbal, na quintafeira, o técnico Rui Vitória fez
quatro mudanças, chamando
Lisandro, André Almeida,
André Horta e Cervi para os
lugares de Luisão, Grimaldo,
João Teixeira e Pizzi, mas
mantendo o esquema de
sempre (4-4-2).
O domínio do Benfica
foi intenso durante toda a
primeira parte, com quase
todos os jogadores envolvidos na manobra atacante,
quer através de jogo interior
quer através de jogo exterior, especialmente pela ala
direita.
Foi exactamente através
desse flanco que surgiu o primeiro golo dos ‘encarnados’,
aos 16 minutos, com uma
bola que sobrou para Nelson
Semedo, à entrada da área,
assinar um remate imparável
para o guardião inglês.
O Benfica continuou pressionante e desperdiçou mais
ocasiões até ao intervalo,
nomeadamente por Nelson
Semedo (27), neste dia
mais desinibido do que no
jogo com os setubalenses, e
Gonçalo Guedes (42 e 44).
Os dois treinadores fizeram 17 substituições ao
intervalo, trazendo equipas
completamente diferentes,
mas o Campeão português
voltou a entrar melhor, chegando ao segundo golo aos 54
minutos, num cabeceamento
de Rui Fonte, após cruzamento da esquerda de Pizzi.
Hóquei em patins/Europeu: Marcelo garante
tratamento homogéneo a Campeões Europeus
O Presidente da República assegurou
domingo que a selecção portuguesa de
hóquei em patins vai ter o mesmo tratamento que as suas similares de futebol ou
de atletismo, recentemente condecoradas,
após conquistarem títulos europeus.
À margem da inauguração do monumento
do centenário da aviação militar portuguesa, em Vila Nova da Rainha, Azambuja,
Marcelo Rebelo de Sousa, que vai receber
os hoquistas lusos terça-feira, no Palácio de
Belém, disse que “aplicar-se-á o critério que
tem valido para todas as situações”.
“Será exactamente o mesmo tratamento
que tem havido, homogeneamente, na-
quelas situações”, afirmou, depois de ter
condecorado com a Ordem do Mérito a
selecção portuguesa de futebol e vários
representantes das “quinas” recentemente
medalhados em campeonatos europeus.
Portugal sagrou-se sábado, pela 21.ª vez,
campeão europeu de hóquei em patins, ao
vencer em Oliveira de Azeméis a Itália
por 6-2.
A selecção lusa já não conquistava um
Europeu há 18 anos, depois do título em
Paços de Ferreira, e continua a ser quem
mais títulos tem, agora com 21, contra os
16 da Espanha, terceira classificada na
prova.
Benfica inicia defesa
do título em Tondela,
na primeira jornada da
Liga 2016/17
Pouco depois, aos 63,
André Almeida, num espectacular remate de pé direito,
aumentou a vantagem para
o Benfica, que descansou
até final e ainda marcou, no
último minuto, por Salvio, a
passe do sérvio Zivkovic, o
último reforço a estrear-se
nesta pré-época.
O tricampeão nacional Benfica abre a edição
2016/17 da I Liga de futebol com uma deslocação
a Tondela, na jornada inaugural, marcada para
14 de Agosto, conforme sorteio sexta-feira (15)
realizado em Santa Maria da Feira.
No ‘Kick-Off ’, organizado pela Liga
Portuguesa de Futebol Profissional no Europarque,
ficou ainda a saber-se que o Sporting, segundo
classificado da temporada anterior, é o único dos
três ‘grandes’ que joga em casa na primeira ronda,
recebendo os madeirenses do Marítimo.
O FC Porto, terceiro classificado, desloca-se
a Vila do Conde, para defrontar o Rio Ave, sexto
na tabela do ano futebolístico anterior.
Renato Sanches ‘Jogador
Revelação’ na época
2015/16, Rui Vitória
‘Melhor Treinador’
A Liga Portuguesa de Futebol
Profissional (LPFP) atribuiu o prémio
de ‘Jogador Revelação’ da edição
2015/16 a Renato Sanches, enquanto
Rui Vitória foi considerado ‘Melhor
Treinador’.
www.voicenews.ca
[email protected]
20 | 19 de Julho de 2016
QUALIDADE
TEMPOS LIVRES
HORÓSCOPO
SEM IGUAL
Mexilhões com Alho e
Ervas Aromáticas
CARNEIRO 21 de Março a 20 de Abril
Amor: Não dê importância a pormenores, tranquilize-se, evite desestabilizar uma relação. Finanças:
Pode descobrir novos problemas, reflicta para encontrar soluções adequadas. Saúde: Período pautado por grande instabilidade emocional e dificilmente se sentirá satisfeito.
TOURO 21 de Abril a 20 de Maio
Amor: Tenha força para reagir a acontecimentos
negativos e sentirá que tudo está bem. Finanças:
Novos impulsos surgirão para a sua carreira ou vida
económica. Não se descontrole face à incompetência de alguns colegas. Saúde: Problemas de estômago, não recuse tratamentos.
GÉMEOS 21 de Maio a 20 de Junho
Amor: Influências luminosas perspectivam que não
lhe serão colocados obstáculos fortes ou inultrapassáveis. Finanças: Apesar de sentir que está muito
favorecido, não brinque com a sua segurança económica, um dia não são dias. Saúde: Terá um período preenchido de coisas boas.
CARANGUEJO 21 de Junho a 22 de Julho
Amor: Movimentações positivas. Demonstre afectos sem reservas. Finanças: Boas perspectivas neste
plano, responda afirmativamente a novos desafios.
Saúde: Faça terapias que não incidam apenas sobre problemas específicos, melhore globalmente as
suas energias.
LEÃO 22 de Julho a 22 de Agosto
Amor: Não se deixe abalar por uma ruptura e prepare-se para iniciar um novo ciclo de vida. Finanças:
Acontecimentos inesperados podem alterar alguns
dos planos mas nada estará perdido. Saúde: Tenha
atenção a acidentes mesmo em pequenas deslocações, reforce medidas de segurança.
VIRGEM 23 de Agosto a 22 de Setembro
Amor: As relações estão mais estáveis e seguras,
portanto não provoque conflitos. Finanças: É boa
altura para fazer pedidos ou estabelecer contactos,
embora algumas respostas possam surgir apenas
mais tarde. Saúde: Faça exames de rotina e mais
exercício físico.
BALANÇA 23 de Setembro a 22 de Outubro
Amor: A sua relação deve ser avaliada, não é o melhor momento para fazer grandes alterações na sua
vida. Finanças: Pode sentir parte do seu protagonismo ameaçado, faça por manter a seriedade e competência. Saúde: Tome atenção a reacções do seu
organismo podem ser indicadoras de problemas.
IngredienteS (para 4 pessoas):
•
•
•
•
•
•
•
•
900 g de mexilhões
1 rodela de limão
6 colheres de sopa de azeite
2 chalotas finamente picadas
1 dente de alho finamente picado
1 colher de sopa de salsa picada
1/2 colher de chá de colorau
1/4 de colher de chá de piripiri em pó
CONFECÇÃO:
Esfregue os mexilhões e
rejeite os que tiverem as cascas partidas ou que estejam
abertos e que não se fechem
quando se lhes dá uma pancada.
Deite os mexilhões numa
caçarola grande, junte 2,5 dl
de água e as rodelas de limão.
Deixe ferver cerca de 3-4
minutos e retire os mexilhões à medida que forem abrindo.
Rejeite os que não abrirem.
Tire os mexilhões das cascas e escorra-os sobre papel de
cozinha.
Aqueça o azeite numa frigideira grande, junte os mexilhões
e deixe saltear cerca de 1 minuto, mexendo. Retire-os e reserve.
Deite as chalotas e o alho na frigideira, tape e deixe cozer
cerca de 5 minutos, sobre lume brando, para amaciar.
Retire do calor, adicione a salsa, o colorau, o piripiri e os
mexilhões com os sucos que largaram.
Aqueça rapidamente.
Retire do calor, tape e deixe assim 1 a 2 minutos, para os
aromas se misturarem antes de servir.
ESCORPIÃO 23 de Outubro a 21 de Novembro
Amor: As coisas mais importantes não serão as mais
visíveis. Analise melhor intenções que podem consubstanciar um momento privilegiado. Finanças:
Siga os seus impulsos e conseguirá trilhar os melhores caminhos. Saúde: Boas energias e optimismo
vão estar em destaque. Período muito favorável.
SAGITÁRIO 22 de Novembro a 21 de Dezembro
Amor: Esteja mais aberto a novos sentimentos e
emoções. Na vida sentimental os indicadores são
muito bons. Finanças: Período muito competitivo,
a tendência de êxito pessoal é inequívoca. Saúde:
Bom período para se ocupar de questões estéticas,
tende a sentir-se de bem com a vida.
CAPRICÓRNIO 22 de Dezembro a 19 de Janeiro
Amor: Nem tudo corre sobre rodas mas conseguirá
definir melhor o que sente e, talvez, tomar decisões
importantes. Finanças: Não ceda a facilidades. Tudo
deve ser levado a cabo com grande esforço e rigor.
Saúde: Tende a alguns problemas em dormir bem.
Faça uma vida mais calma.
ANEDOTAS
AQUÁRIO 20 de Janeiro a 18 de Fevereiro
Amor: Embora com calma e coerência não deixe
nada por dizer ou manifestar, só assim encontrará
paz de espírito. Finanças: Bom momento para pôr
assuntos em ordem sobretudo se envolvem burocracias. Saúde: Tente andar mais a pé e sentirá maior
energia.
No enterro de um grande industrial, um indivíduo desconhecido soluça. Um membro
da família aproxima-se dele e
pergunta-lhe, em voz baixa:
— O senhor parece-me muito comovido. É da família?
— Não, mas é exactamente
por isso que estou tão triste.
PEIXES 19 de Fevereiro a 20 de Março
Amor: Se tiver dúvidas sobre sentimentos ou comportamentos é altura de fazer perguntas de forma
directa. Nada de insinuações. Finanças: Deve estabelecer objectivos e lutar com afinco. Não conseguirá nada sem esforço. Saúde: Modere excessos ou
pelo menos tome algumas precauções.
Pensamento da Semana
“Para cá da queda do corpo e da abalada da
alma, fica a obra e o que de vida presente
sempre dela se depreende.”
- Sebastião da Gama (1924-52), escritor,
poeta e professor português.
SOLUÇÕES PASSATEMPOS
O presidente de um País
em comício dirige-se ao seu
povo:
- Camaradas assinamos o
tratado de paz ontem como
sabem o País está destruído,
vamos ter que trabalhar muito. Para isso, vamos trabalhar
48h por dia, sim?
- Sim! Sim! Sim! – grita o
povo numa única voz.
O ajudante de campo chama
o presidente à atenção:
- Mas Sr. presidente o dia só
tem 24 horas.
Diz o presidente:
- Eu sei pá, mas vamos ter
que trabalhar também durante a noite…
Diz um:
- É injusto!
Pergunta outro:
- O quê?
O primeiro:
- Se há o ” Dia da Mulher”,
o ”Dia da Mãe”, o ”Dia do
Pai”, porque é que ainda
não instituíram o ”Dia do
Político”?!
O outro:
- Mas, para isso teriam de
acertar uma data!
O primeiro:
- Qual seria a dificuldade?!
Que dizes ao dia 1 de Abril…
19 de Julho de 2016 | 21
QUALIDADE
SEM IGUAL
Póvoa de Varzim atribui
primeira Medalha de Mérito
Desportivo a Bruno Alves
A Câmara Municipal da Póvoa de Varzim vai criar
uma Medalha de Mérito Desportivo do Município e o
futebolista poveiro Bruno Alves será o primeiro atleta
a recebe-la.
O anúncio foi feito pelo presidente da Câmara da cidade nortenha que, em breve, fará a sugestão ao executivo
para que o jogador, que recentemente se sagrou campeão
da Europa de futebol, possa ser oficialmente distinguido
pela sua cidade natal.
“Farei a sugestão que Bruno Alves seja o primeiro atleta
a ser reconhecido com a Medalha de Reconhecimento
Desportivo em data a combinar, e o dia ideal será na nossa
Gala Desportiva da Póvoa de Varzim, que reúne os atletas
de todo o concelho”, vincou Aires Pereira.
O autarca lembrou que, actualmente, o regulamento de
distinções do município não contempla um reconhecimento específico para o mérito desportivo, mas que a dinâmica
dos vários atletas locais já o vem a justificar.
“Temos, na Póvoa de Varzim, uma dinâmica desportiva excepcional. Muitos atletas têm sido reconhecidos
nacional e internacionalmente e faz todo o sentido criarmos uma Medalha de Mérito Desportivo para atribuir e
reconhecer os nossos talentos”, vincou o presidente da
Câmara poveiro.
A proposta da criação da distinção será levada à próxima
Assembleia Municipal, para que, a breve termo, Bruno
Alves possa receber a medalha.
“Depois de passarem todas estas emoções, terá outro
valor a atribuição. É necessária alguma maturação até para
que as pessoas se apercebam, efectivamente, o que esta
conquista representou”, vincou o Aires Pereira.
Bruno Alves já tinha agradecido o apoio que sentiu
de todos os poveiros durante a sua participação no Euro
2016, em França.
“Foi muito bom trazer este título para a cidade, que
merece por tantos talentos que tem dado ao Desporto, e
que faz parte da construção do êxito do futebol português”,
disse à sua chegada à cidade.
O jogador, natural da Póvoa de Varzim, vincou que “ter
o reconhecimento das pessoas pelo trabalho desenvolvido,
e por ter, também, representado os poveiros na Selecção,
é muito gratificante”.
CLASSIFICADOS | EVENTOS
CLUBES & ASSOCIAÇÕES
CÂMARA DE COM. DE MOÇAMBIQUE PARA O CANADÁ E E.U.A.
Convida todos os empresários interessados em participar na Feira Internacional
de Moçambique (FACIM) o favor de manifestarem a sua intenção e fazer a
inscrição através do site www.canamoz.com ou pelo telefone 416-536-7753.
A Feira decorre do dia 29 de Agosto até ao dia 3 de Setembro.
CASA DA MADEIRA COMMUNITY CENTRE
1621 Dupont Street West, Toronto. Tel.: 416-533-2401
Sábado e domingo, 23 e 24 de Julho: Festa do Chicharro e da Sardinha, no
Madeira Park, com actuação do conjunto Rosas Negras. Sábado e domingo,
13 e 14 de Agosto: Festa da Nossa Senhora do Monte, no Madeira Park. Informações: 416-795-7553.
CASA DOS AÇORES DO ONTÁRIO
1136 College Street, Toronto. Tel.: 416-603-2900
Terça-feira, 19 de Julho: Torneio de Golf, às 11h00 no Glen Eagle Golf Club
(15731 Regional Rd, Caledon). Informações: 289-997-8946.
CONSULADO GERAL DE PORTUGAL EM TORONTO
438 University Avenue, 14th floor, Toronto. Tel.: 416-217-0966 ext. 227
*Programa “Portugal no Coração”, destina-se a cidadãos portugueses com
mais de 65 anos de idade, residentes fora da Europa e que por razões de carência económica, não visitam o país há mais de 20 anos. As fichas resultantes
da pré-selecção devem ser remetidas à DGACCP/EMI até ao próximo dia 5
de Setembro.*
GANADARIA SOL E TOIROS
Sábado, 23 de Julho: Corrida das Mulheres (última corrida da temporada),
às 16h00, na Praça de Toiros Monumental Vítor Mendes (Dundalk). Com as
cavaleiras Verónica Cabaço, Cláudia Almeida e Andreia Oliveira e o Grupo
de forcados amadores do Canadá. Informações: 416-795-3600, 416-768-4444
e 416-669-4424.
ORAÇÕES
AO GLORIOSO SÃO GERALDO
POR GRAÇA ALCANÇADA
Ó São Geraldo cujo coração foi formado na escola divina do Coração de
Jesus, a vossa caridade atraiu todos
aqueles que tiveram a felicidade de vos
conhecer. Vós fostes o pai dos pobres,
o amigo dos operários, dos enfermos,
o refúgio dos aflitos, o socorro dos necessitados, o salvador dos que correm
perigo, a luz dos ignorantes, o sustentáculo das almas tentadas, o libertador
dos possessos, o guia no caminho da
perfeição, o protector das vocações
religiosas, o incansável missionário das almas transviadas, todos esses títulos, ó Irmão muito amado, fazem nascer em meu
coração a maior confiança em Vós. Pois também eu preciso de
um pai, de um irmão, de um amigo, de um consolador, de um
protector, enfim, que possa patrocinar os meus interesses. É a
vós, ó terno amigo de Jesus, que se elevam as minhas preces.
Recusar-vos-eis a atender-me? Será frustrada a minha confiança em vós? Certamente não! Vós bem sabeis que seu desejo...
(indica-se a graça a obter). Em nome de Jesus e Maria, delícias
do Vosso coração ó São Geraldo, atendei-me e ouvi a minha súplica. Assim seja, Reze 9 Avé-Marias e 3 Glórias ao Pai em honra da SSMª Trindade. Faça uma boa acção em favor de um irmão necessitado e procure participar na sua comunidade. - V.N.
APELOS/AVISOS |
NOTICES
PLEASE: Louise Mogyorosi is
looking for Nuno Pinho who is about 14 or
15 years old now. They lost contact about
10 years ago when Louise Mogyorosi
moved back to Hungary and Nuno went to
Portugal with his father. Contact: Louise
Mogyorosi at: 011 36 46 352 742 or Erika
at: 905-804-8697 here in Mississauga and
1445
I will pass info. Thank you!
PRECISA-SE |
HELP WANTED
SENHORAS precisam-se para limpar casas durante o
dia. Têm que ter cartão de trabalho e carta de condução
canadiana. $11.25/hora. Para mais informações é favor
1436-45
contactar: 416-781-5324
CARPINTEIRO de framing precisa-se com alguma ex1442-45
periência. Contactar Joe: 416-873-5013
B Serra and Sons Roofing está a contratar
pessoal qualificado para trabalhar em telhados planos,
para posição permanente a tempo inteiro. Salário entre
os $26.00 e os $38.00 à hora, consoante a experiência.
Contactar pelo telefone: 416-658-9222 ou pelo email:
1442-45
[email protected]
GENERAL labours precisam-se com alguma experiência para companhia de construção. Contactar Cynthia:
1443-46
416-660-6275 ou 416-740-7826
PESSOAS precisam-se para trabalhar em telhados planos comerciais, com o mínimo de 5 anos de experiência. Para entrada imediata. Favor contactar Hugo Casais:
1444-45
647-209-1142
Se gosta de escrever e fazer reportagens,
temos uma oportunidade para si.
REPÓRTERES/JORNALISTAS
O Grupo de Publicações Sol, responsável pela edição e publicação dos Jornais Sol Português, Golo e
Voice, está em expansão e procura novos elementos
para integrar a sua equipa no ramo de jornalismo de
reportagem.
Estamos a abrir oportunidades a novos talentos e a
compilar uma lista de candidatos interessados em
cobrir diferentes eventos, particularmente aos finsde-semana, em diferentes dias e horários.
Oportunidades para indivíduos com diferentes
graus de experiência e habilitações, sendo apenas
essencial o domínio da língua portuguesa escrita e
falada e o gosto pela comunicação escrita e fotográfica.
Os(as) candidatos(as) têm de ser pessoas flexíveis,
responsáveis e capazes de representar o jornal para
onde escrevem com profissionalismo e dedicação.
Se acha que esta descrição se aplica a si, contactenos. Envie currículo com carta de apresentação
indicando a posição a que se está a candidatar para:
Recursos Humanos,
Sol Português Publishing Inc.
• E-mail: [email protected]
• Fax: 416 538-7953
Agradecemos antecipadamente a todos os candidatos
pelo interesse demonstrado, mas só nos será possível
contactar os que forem seleccionados para entrevista.
PADARIA em Maple precisa de padeiro ou ajudante
e senhora com experiência para balcão. Favor contactar:
1445
905-303-7900
T-SHIRT printing operator (man/woman)
wanted. Also willing to train. $20/hour.
Call Daniel at Zip Graphix:
1445-48
905-604-6711 (1-855-216-6187)
EMPREGADOS para a área de escavação e concrete
1445-46
precisam-se. Contactar: 416-617-5148
BRICKLAYERS e carpinteiros para cofragens e
serventes precisam-se. Favor contactar António Araújo:
1445-46
416-997-5121
22 | 19 de Julho de 2016
QUALIDADE
saúde e ciência
SEM IGUAL
Alunos de Guimarães controlam Adultos com necessidades especiais
constroem barco para crianças de Lisboa
peso e comem mais fruta com
Um grupo de pessoas diversas escolas de Lisboa competências e capacidades
com necessidades especiais integradas no projecto.
para execução de um projecto
ajuda de professores
construíram um barco que
Numa primeira fase, os que qualquer um de nós pode
Centenas de crianças de sete escolas de
Guimarães passaram a controlar o excesso de
peso e a aumentar consumo de fruta após nove
meses de intervenção dos professores na sala
de aula, revela um estudo científico.
Um estudo científico pioneiro em Portugal
para combater a obesidade infantil demonstrou
que nove meses de intervenção em sala de aula
serviram para as crianças diminuírem de peso
e aumentarem o consumo de fruta ao almoço
e jantar na sobremesa.
O estudo, realizado com uma amostra de
464 crianças entre os 6 e os 12 anos de idade
- 239 meninas e 225 rapazes – de sete escolas do 1.º Ciclo de Guimarães, concluiu que
“globalmente houve uma menor proporção
de excesso de peso nas crianças do grupo de
intervenção” e passaram a consumir maior
quantidade de fruta ao almoço e ao jantar
como sobremesa, avançou sexta-feira à Lusa
Rafaela Rosário, autora da investigação.
A investigação, intitulada “Obesidade em
Crianças - implementação e avaliação de um
programa de intervenção na escola”, foi o
resultado de uma tese de doutoramento em
Estudos da Criança publicada este mês na
revista Public Health.
O programa de intervenção na escola fez
com que as crianças aumentassem o consumo
de produtos hortícolas e tivessem uma maior
qualidade alimentar em termos genéricos,
particularmente a nível da moderação de sódio e na adequação de produtos hortícolas”,
acrescentou Rafaela Rosário, professora da
Escola de Enfermagem da Universidade do
Minho, e que trabalhou em parceria com
as Faculdades de Ciências da Nutrição e
Alimentação, Medicina e Desporto, da
Universidade do Porto.
O programa obedeceu a duas lógicas. A
educação e formação de professores em sessões e ‘workshops’ de formação acreditados
pelo Ministério da Educação, pelo Conselho
Científico Pedagógico da Formação Contínua,
e a intervenção dos professores na sala de
aula junto das crianças, abordando os tópicos
previamente discutidos.
No programa alimentar foi introduzido o
consumo de fruta como sobremesa e registouse um aumento ao almoço, o que é sinal que
a própria escola se envolveu neste processo,
mas também ao jantar, um aspecto relevante,
porque as crianças foram o motor de mudança
no seio familiar e esse aspecto deixou-nos
particularmente satisfeitos e com expectativas
e com vontade de continuar a estudar este
domínio”, contou Rafaela Rosário.
Os professores receberam 12 sessões de
treino, cada uma com três horas
de duração. A formação consistiu,
por exemplo, em dar informações
sobre nutrição, alimentação saudável, a importância de beber água
e de confeccionar cozinhados
saudáveis.
Depois das sessões, os professores foram encorajados a
desenvolver actividades na sala
de aula com base nos tópicos das
sessões e os resultados indicam
que as crianças passaram a comer
mais fruta como sobremesa ao almoço e ao
jantar.
“O nosso estudo mostra que um programa
de nutrição implementado com o apoio dos
professores com formação em nutrição ajudou efectivamente a melhorar o consumo de
fruta depois das principais refeições”, lê-se
na revista Public Health.
Este trabalho dá sequência a um conjunto
de trabalhos resultantes da intervenção de
educação alimentar para prevenir a obesidade
infantil, que de acordo com o meu melhor
conhecimento são os “primeiros e únicos
estudos publicados em Portugal a mostrar
que podemos travar a obesidade infantil e
melhorar a alimentação em escolas portuguesas”, adiantou à Lusa Pedro Moreira, director
da Faculdade de Nutrição e Alimentação da
Universidade do Porto e orientador do trabalho
académico.
Os investigadores pretendem dar continuidade ao estudo debruçando-se agora em
crianças com faixas etárias anteriores, porque
aos seis anos já se verifica uma prevalência
de excesso de peso e obesidade elevada”,
avançou à Lusa Rafaela Rosário, referindo
que pretende também fazer uma tentativa de
contacto com o Ministério da Educação para
dar continuidade ao projecto.
O estudo ganhou em Junho deste ano e
durante o European Obesity Summit em
Gotemburgo, (Suécia), o prémio ‘New
Investigator Award for Childhood Obesity
Research da European Association for the
Study of Obesity, um galardão para investigadores com menos de 35 anos.
vai servir para dar aulas de
vela a crianças de escolas
públicas de Lisboa, num
projecto apoiado pela Câmara
Municipal.
adultos receberam formação
e foram depois às escolas ser
instrutores das crianças.
“Este projecto é o único que
eu conheço em Portugal que
O barco “BIP/ZIP” tem o
mesmo nome do projecto da
Câmara de Lisboa de intervenção em bairros prioritários
que apoiou financeiramente a
sua construção, em parceria
com o Clube Náutico Boa
Esperança e instituições como
o Centro de Paralisia Cerebral
Calouste Gulbenkian e o
GIRA - Grupo de Intervenção
e Reabilitação Activa.
Foram os adultos com
deficiência, nomeadamente
paralisia cerebral, que construíram a embarcação que
sexta-feira foi lançada ao Tejo
pela primeira vez, na Doca do
Espanhol, em Alcântara, e que
servirá para dar aulas de vela
a mais de 400 crianças das
tem as pessoas com deficiência a deslocarem-se a escolas
normais, da rede pública. É um
projecto onde as pessoas com
deficiência são os professores
dos alunos nas escolas”, explicou à Lusa Carlos Caetano, responsável pelo Clube Náutico
Boa Esperança.
Joana Nina, do grupo GIRA,
exemplificou que os dez utentes que participam no projecto,
em conjunto com outros do
Centro de Paralisia Cerebral,
já foram a uma escola da Alta
de Lisboa para construir um
caiaque com alunos com necessidades educativas especiais.
O projecto representa “sobretudo o ser útil para a
sociedade, o ser capaz, o ter
fazer, independentemente da
nossa qualidade de vida, dos
nossos percursos de vida e de
todas as nossas capacidades de
saúde”, destacou Joana Nina.
Para a vereadora da Câmara
de Lisboa Paula Marques, responsável pelos BIP/ZIP, este
barco “tem particular sabor”
por ser “a desconstrução do
preconceito” relativamente a
pessoas “com necessidades
especiais”, que “pensaram, tiveram formação, construíram,
deram formação a outras pessoas e concretizaram um sonho
deles e um sonho também das
crianças”.
Actualmente o Clube
Náutico conta com sete embarcações semelhantes, preparadas para iniciação de
aprendizagem e competição,
que podem ser velejadas por
crianças dos 9 aos 11 anos.
Carlos Caetano revelou
que o organismo já está a
trabalhar com outras três
Câmaras - Almada, Seixal e
Moita -, para alargar projecto,
porque este “não é só uma terapia ocupacional”, mas serve
também para integrar pessoas
portadoras de diferença.
O Clube está ainda em
negociações com parceiros de
universidades e empresas para
a construção de mais embarcações, “que serão sempre feitas
por pessoas com necessidades
especiais”, acrescentou.
Urgência de Mirandela renovada
com 280 mil euros
Os utentes do Hospital de Mirandela, no
distrito de Bragança, dispõem de melhores
condições de atendimento no serviço de
urgência renovado com um investimento de
280 mil euros, divulgou a Unidade Local de
Saúde (ULS) do Nordeste.
Segundo a responsável pelo serviço, aquela
que é a segunda maior urgência do distrito de
Bragança está a funcionar desde quinta-feira
(14) “num espaço completamente renovado,
que oferece mais conforto e melhores condições de atendimento aos utentes que ali se
deslocam para receber assistência”.
Este serviço foi alvo de trabalhos de
beneficiação, orçados em cerca de 280 mil
euros, que “incidiram na reorganização do
espaço e no incremento da capacidade técnica instalada, tendo em vista a melhoria das
condições assistenciais, a segurança e o bemestar dos utentes”, explica a administração,
em comunicado.
A melhoria das instalações é acompanhada
também do reforço de equipamento com a instalação de um aparelho de TAC (Tomografia
Computorizada) neste serviço, “para que
todos os utentes que necessitem deste exame
radiológico possam fazê-lo mais rapidamente
e com uma maior comodidade”.
Até aqui, os doentes que necessitavam de
fazer este exame tinham de deslocar-se da
unidade do Serviço Nacional de Saúde ao
hospital privado da Terra Quente, ao qual
estava contratualizado o serviço.
Segundo a ULS do Nordeste, a TAC agora instalada na urgência “ irá também dar
apoio a todo o Internamento do Hospital de
Mirandela, sendo por isso considerado um
investimento fundamental na melhoria dos
cuidados prestados nesta unidade”.
A ULS informa ainda que “todos os espaços
de atendimento aos utentes foram completamente renovados, desde a sala de emergência,
sala de observações, sala de pequena cirurgia,
gabinetes médicos e de enfermagem, às salas
de espera para adultos e crianças”.
A par das melhorias nas instalações, também
foram implementados novos circuitos pedonais
e viários, tendo sido criado um circuito exclusivo
para o Serviço de Urgência Médico-Cirúrgica.
A circulação dentro do parque da Unidade
Hospitalar de Mirandela foi igualmente foi
alterada, no sentido de facilitar a mobilidade
aos transportes de emergência, aos utentes e
aos colaboradores da ULS do Nordeste.
“Este investimento insere-se na política levada a cabo por este Conselho de Administração,
tendo em vista a melhoria das condições de
assistência prestadas aos seus utentes e a humanização dos cuidados de saúde na ULS do
Nordeste”, lê-se na informação prestada.
A Câmara de Mirandela, liderada pelo socialdemocrata António Branco, também deu conta,
na página oficial da Internet, do que considera
“uma significativa intervenção”.
Autarquia lembra que foi resultado de “um
longo processo negocial” que acabou por identificar a reabilitação deste serviço de urgência
como prioritária no âmbito do Mapeamento
dos Investimentos em Infraestruturas de Saúde
realizado, em Outubro de 2015, pela Comissão
de Coordenação e Desenvolvimento Regional
do Norte, Administração Regional de Saúde
do Norte e as comunidades intermunicipais
do Norte.
19 de Julho de 2016 | 23
QUALIDADE
SEM IGUAL
24 | 19 de Julho de 2016
QUALIDADE
tesouros nacionais
SEM IGUAL
S. Paio de Oleiros/Feira:
Maior presépio do mundo,
recordista do Guiness,
destruído pelo fogo
O presépio mecânico que a empresa Cavalinho
vinha dinamizando em S. Paio de Oleiros, na Feira, e
que detinha o recorde do Guiness de maior do mundo,
foi sexta-feira à tarde destruído pelo fogo em menos
de uma hora.
Manuel Jacinto Azevedo, mentor do projecto que
surgiu em 2004 e que no Natal de 2015 terá recebido
cerca de 750.000 visitantes em regime de entrada
gratuita, declarou à Lusa que “ardeu tudo”.
Tínhamos lá mais de 10.000 peças, um património
irrecuperável, e não sobrou nada”, descreveu.
Segundo informação disponibilizada pelo Comando
Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Aveiro,
o incêndio terá ficado a dever-se às elevadas temperaturas registadas nessa tarde, pelo que o recinto de
4.000 metros quadrados do presépio ficou arruinado
em pouco mais de 45 minutos.
“É o suficiente para destruir tudo, dada a grande
carga térmica dentro do pavilhão”, garantiu a fonte do
CDOS. Para isso contribuiu também o teor altamente
inflamável dos materiais utilizados nos diversos cenários e áreas temáticas do presépio, constituído na sua
maior parte por madeiras, tecidos, flores artificiais,
pequenos brinquedos e peças de artesanato.
Combatido por 83 bombeiros e 24 viaturas das corporações de Espinho, Esmoriz, Ovar, Feira, S. João da
Madeira, Fajões e Lourosa, o fogo ficou controlado,
mas, segundo o CDOS, as operações prolongaram-se
com o trabalho de duas retro-escavadoras, para “ajudar
ao arrefecimento do material”.
Manuel Jacinto Azevedo admitiu que “o fumo tóxico
é um problema”, mas, revelando que esse risco estava
a ser acautelado, afirmou: “A única consolação disto
tudo é saber que ninguém se aleijou. Além do mais, se
fosse a fábrica [de carteiras, calçado e marroquinaria]
a arder, ia ser muito pior, porque dela está muita gente
dependente”.
Quanto aos prejuízos, o empresário não adianta valores, mas garante: “Não há seguro que pague o que aqui
ardeu. Era um espólio antigo, de peças únicas, criadas
especificamente para nós, muitas por artesãos que já
não existem, e esse património perdeu-se todo”.

Documentos relacionados

Fé transformou festa do Senhor Santo Cristo na maior

Fé transformou festa do Senhor Santo Cristo na maior Weekly Newspaper | Jornal Semanário Published, owned and operated by: VOICE PORTUGUESE CANADIAN NEWSPAPER PUBLISHING INC.

Leia mais