4ª Avaliação - Colégio Oficina

Сomentários

Transcrição

4ª Avaliação - Colégio Oficina
COLÉGIO OFICINA
1
ALUNO(A): __________________________________________________________________________ N°.: ______
3ª SÉRIE-E.M.
TURMA: ____
DATA: ___/___/2015
PROFESSORES: TACYANA, ABDON GUERRA, ZÉ CARLOS, MÁRCIA KALID, JOÃO LUÍS, NOLINHA,
THOMAZ, LUÍS FREITAS, FÁBIO MOTTA, ROBERTO BAHIENSE, EDSON TRANZILLO,
CARIBÉ, MANUEL, DUDU E DANILO
UNIDADE I
GABARITO DA QUARTA AVALIAÇÃO DA UNIDADE
INSTRUÇÕES: –––––––––––––––––––––––––––––––––––––––––––––––––––––––––––––––––––––
· Verifique se este caderno de prova contém um total de 60 (sessenta) questões tipo Múltipla Escolha,
assim distribuídas:








Português – 01 a 12
História – 13 a 19
Geografia – 20 a 26
Biologia – 27 a 33
Física – 34 a 40
Química – 41 a 47
Matemática – 48 a 55
Inglês / Espanhol – 56 a 60.
Caso contrário, reclame ao fiscal da sala um outro caderno completo. Não serão aceitas reclamações
posteriores.
 Para cada questão existe apenas UMA resposta certa. Mais de uma letra assinalada implicará anulação
da questão.
 Marque as respostas primeiro a lápis e depois cubra com caneta esferográfica de tinta azul ou preta.
Não rasure a Folha de Respostas.
 Devolva este caderno de prova ao fiscal da sala.
 Você tem 4 horas 30 minutos (07h30min às 12h) para fazer a avaliação, incluindo a marcação de sua
folha de respostas.
––––––––––––––––––––––––––––––––––––––––––––––––––––––––––––––––––––––––––––––––––––––––
2015Salvador/3ªs/Provas/I unid/20150415_GABARITO da 4ª Aval_1ªUnid_COM ING_ESP.doc – prof&lau
COLÉGIO OFICINA
2
PORTUGUÊS – 01 a 12
A ÚLTIMA ROMÂNTICA
05
10
15
20
Cigarros, isqueiros, copos com drinques coloridos, garrafas vazias – de vodca, do licor de coco Malibu... Às
flores, velas, retratos e mensagens de praxe os fãs acrescentaram em frente à casa de Amy Winehouse esses objetos
que dão prazer, podem viciar e fazem mal à saúde. Para além da homenagem, era uma forma de participar do
universo de excessos da cantora.
É curioso o apelo de Amy num mundo conservador, cada vez mais antitabagista e alerta para os riscos das
drogas – um mundo onde vamos sendo ensinados a comprar produtos sem gordura trans e onde até as garotas de
esquerda consomem horas dentro da academia.
Numa época em que as pessoas são estimuladas a abdicar de certos prazeres na expectativa de durar bastante,
simplesmente para durar, Winehouse fez o roteiro oposto – intenso, autodestrutivo, suicida.
Sob o aspecto clínico, era uma viciada grave, necessitando desesperadamente da ajuda que insistia em
recusar. Uma de suas canções mais famosas trata exatamente disso.
Amy foi presa fácil do jornalismo de celebridades, voltado à escandalização da intimidade dos famosos
(quanto pior, melhor). Foi também, num tempo improvável, a herdeira de Janis Joplin, morta aos 27 em 1970, e de
Billie Holiday, morta aos 44, em 1959, ambas por overdose.
Como suas antecessoras, Amy leva ao extremo o éthos romântico – do artista que vive em conflito
permanente e se rebela contra o curso prosaico e besta do mundo. Na sua figura atormentada e em constante
desajuste, o autoflagelo quase sempre se confunde com o ódio às coisas que funcionam. Numa cultura inteiramente
colonizada pelo dinheiro e que convida à idolatria, fazer sucesso parecia uma espécie de vexame e de vileza, o
supremo fiasco existencial, contra o qual era preciso se resguardar.
Nisso Amy evoca os gênios do romantismo tardio – Lautréamont, Rimbaud e outros poetas do inferno
humano, que tinham plena consciência da vergonha de dar certo.
(SILVA, Fernando de Barros e. Folha de São Paulo, 26/07/2011)
01. A relação entre o título e as ideias expostas nesse artigo evidenciam que o autor
a)
b)
c)
d)
e)
pretende mobilizar os jovens de maneira que eles passem a incorporar hábitos saudáveis em seu cotidiano.
considera que a cantora Amy Winehouse encarnava uma personagem exótica apenas para conquistar a fama.
propõe que a morte de Amy Winehouse deva servir de alerta às celebridades que adotam estilo de vida destrutivo.
tenciona estimular a criação de campanhas que combatam o tabagismo, o alcoolismo e o uso de entorpecentes.
constata que as atitudes autodestrutivas não são exclusivas de artistas do mundo contemporâneo.
02. Considere esta definição:
Pressupostos são conteúdos implícitos que decorrem de uma palavra ou expressão presente no ato de fala
produzido. O pressuposto é indiscutível tanto para o falante quanto para o ouvinte, pois decorre, necessariamente,
de um marcador linguístico, diferentemente de outros implícitos (os subentendidos), que dependem do contexto, da
situação de comunicação.
(Adaptado de FIORIN, J. L. O dito pelo não dito. In: Língua Portuguesa, ano I, n. 6, 2006. p. 36-37.)
A passagem do texto “A última romântica” em que a palavra sublinhada instaura um pressuposto é
a)
b)
c)
d)
e)
“... esses objetos que dão prazer, podem viciar e fazem mal à saúde.”
“... era uma forma de participar do universo de excessos da cantora.”
“... onde até as garotas de esquerda consomem horas dentro da academia.”
“Sob o aspecto clínico, era uma viciada grave...”
“Como suas antecessoras, Amy leva ao extremo o éthos romântico...”
2015Salvador/3ªs/Provas/I unid/20150415_GABARITO da 4ª Aval_1ªUnid_COM ING_ESP.doc – prof&lau
COLÉGIO OFICINA
3
Texto para as questões 03 e 04
“Podemos gostar de Castro Alves ou Gonçalves Dias, poetas superiores a ele; mas a ele só nos é dado
amar ou repelir. Sentiu e concebeu demais, escreveu em tumulto, sem exercer devidamente o senso crítico,
que possuía não obstante mais vivo do que qualquer poeta romântico, excetuado Gonçalves Dias. Mareiam a
sua obra poemas sem relevo nem músculo, versalhada que escorre desprovida de necessidade artística. O que
resta, porém, basta não só para lhe dar categoria, mas, ainda, revelar a personalidade mais rica da geração.”
(Antonio Candido, Formação da literatura brasileira)
03. Com relação a gostar e amar ou repelir, podemos depreender que
a)
b)
c)
d)
e)
gostar de não pressupõe, no texto, nenhuma diferença quanto a amar.
é possível gostar de Castro Alves ou Gonçalves Dias, mas não se pode apreciar o autor não nomeado.
amor ou repulsa implicam envolvimento mais afetivo que racional.
se gosta de Castro Alves ou Gonçalves Dias porque são superiores ao autor em questão.
se ama ou se repele o autor não citado por ele ser inferior aos dois citados.
04. Assinale a expressão que melhor denota o juízo pejorativo de Antonio Candido acerca de boa parte da poesia do
autor não nomeado.
a)
b)
c)
d)
e)
05.
"a ele só nos é dado (...) repelir"
"sentiu e concebeu demais"
"escreveu em tumulto"
"versalhada"
"o que resta"
Se Eu Morresse Amanhã!
Se eu morresse amanhã, viria ao menos
Fechar meus olhos minha triste irmã;
Minha mãe de saudades morreria
Se eu morresse amanhã!
Que sol! que céu azul! que dove n'alva
Acorda a natureza mais louçã!
Não me batera tanto amor no peito
Se eu morresse amanhã!
Quanta glória pressinto em meu futuro!
Que aurora de porvir e que manhã!
Eu perdera chorando essas coroas
Se eu morresse amanhã!
Mas essa dor da vida que devora
A ânsia de glória, o dolorido afã...
A dor no peito emudeceria ao menos
Se eu morresse amanhã!
(Álvares de Azevedo)
Levando em conta a geração poética do romantismo à qual pertence o poeta Álvares de Azevedo, marque a
alternativa que destaca uma característica marcante dessa geração que está presente no poema:
a)
b)
c)
d)
e)
Idealização do ser amado, no caso, a irmã.
Caráter libertador e de revolta social.
Fuga da realidade, expressa através da atração pela morte.
Atração pela morte, por causa de uma desilusão amorosa.
Saudades da infância ao lado da irmã.
2015Salvador/3ªs/Provas/I unid/20150415_GABARITO da 4ª Aval_1ªUnid_COM ING_ESP.doc – prof&lau
COLÉGIO OFICINA
06.
4
AS COUSAS DO MUNDO
A flor baixa se inculca por tulipa;
Bengala hoje na mão, ontem garlopa,
Mais isento se mostra o que mais chupa.
Neste mundo é mais rico o que mais rapa:
Quem mais limpo se faz, tem mais carepa;
Com sua língua, ao nobre o vil decepa:
O velhaco maior sempre tem capa.
Para a tropa do trapo vazo a tripa
E mais não digo, porque a Musa topa
Em apa, epa, ipa, opa, upa.
Mostra o patife da nobreza o mapa:
Quem tem mão de agarrar, ligeiro trepa;
Quem menos falar pode, mais increpa:
Quem dinheiro tiver, pode ser Papa.
(Gregório de Matos Guerra, Seleção de Obras Poéticas)
Em “Para a tropa do trapo vazo a tripa”, pode-se constatar que o poeta teve grande cuidado com a seleção e
disposição das palavras que compõem a sonoridade do verso, para salientar certos fonemas que se repetem
(principalmente os “pês” e os “tês”), utilizando, ao mesmo tempo, palavras que se diferenciam por mudanças
fonéticas mínimas (tropa/trapo/tripa).
Os recursos estilísticos empregados aí foram
a)
b)
c)
d)
e)
07.
personificação e alusão.
paralelismo e comparação.
aliteração e paronomásia.
assonância e preterição.
metáfora e metonímia.
SAÚDE
O conceito de Saúde se alterou ao longo do tempo. Primeiramente, saúde era entendida como sendo o estado de
ausência de doença, tendo o médico, como agente, atuando em um hospital. Neste modelo, o centro das atenções era a
patologia em si. O controle da sua evolução e o retorno ao estado de não doença eram os objetivos de todas as atividades.
Com o desenvolvimento de novas habilidades e conhecimentos, a Medicina foi se fragmentando, dando
05 origem e espaço para outros profissionais de saúde. A atividade ambulatorial se somou às desenvolvidas em
ambiente hospitalar e desta integração surge a noção de sistema de saúde. Aos aspectos físicos, ou biológicos,
foram sendo agregados os psicológicos e os sociais, igualmente reconhecidos como causas de doenças. Desta
forma, a saúde de um simples estado de ausência de doença, passou a ser entendida como sendo um estado de bem-estar físico, mental e social.
10
Não obstante o grande avanço que esta nova definição trouxe para a compreensão do fenômeno saúde, a
visão ainda era estática. A introdução da noção de que a saúde é um processo continuado e interdependente de
preservação da vida, criou uma nova dimensão social. A saúde passou a ser, também, um critério de cidadania.
Assim, todos os cidadãos têm direitos, mas são igualmente responsáveis pela sua manutenção. A saúde, dentro
deste enfoque, ocorre e é consequência de ações realizadas em toda a sociedade. Isto não exime o Estado, o médico
e
outros profissionais de saúde de suas responsabilidades, mas agrega uma variável fundamental de respeito ao
15
indivíduo, doente ou sadio, através do compromisso social solidário na consecução do objetivo maior de garantir
condições dignas de vida a cada ser humano. Este modo de entender a saúde abrange aspectos individuais e
coletivos, envolvendo questões ambientais e sociais.
(Prof. José Roberto Goldim)
2015Salvador/3ªs/Provas/I unid/20150415_GABARITO da 4ª Aval_1ªUnid_COM ING_ESP.doc – prof&lau
COLÉGIO OFICINA
5
Sobre a análise dos aspectos linguísticos que estruturam o texto, está sem suporte o que se afirma em
a) O termo “se” (. 01) pode ser recolocado na sentença, que se reescreve “Alterou-se o conceito de saúde ao longo
do tempo”, em que “o conceito de saúde” funciona como sujeito paciente.
b) “controle” (. 03) e “retorno” (. 03) expressam de forma nominal e abstrata o sentido do verbo com o qual
estão relacionados morfologicamente, sendo formadas pela derivação regressiva.
c) “a noção de sistema de saúde” (. 06) funciona, no contexto, como sujeito do verbo “surgir”.
d) “psicológicos” (. 07) e “sociais” (. 07), sem sofrer nenhum acréscimo (tanto de prefixo quanto de sufixo),
mudam de classe gramatical, tendo em vista o contexto em que se encontram inseridos.
e) “Não obstante” (. 10) introduz uma oração adverbial desenvolvida, possuindo valor concessivo.
08.
Sobre os elementos linguísticos que se articulam no cartaz, é correto afirmar
a) O interlocutor, que se explicita apenas por meio do imperativo afirmativo, é criticado pelo emissor diante de sua
postura apática no processo cidadão de preservação do meio ambiente.
b) A conjunção “Mas”, que introduz o segundo parágrafo, faz uma conexão entre o primeiro e o segundo parágrafo
por meio de uma relação de oposição de ideias.
2015Salvador/3ªs/Provas/I unid/20150415_GABARITO da 4ª Aval_1ªUnid_COM ING_ESP.doc – prof&lau
COLÉGIO OFICINA
6
c) Na oração “incentive a todos a seu redor a agirem da mesma maneira”, o termo “a” assume valores
morfossintáticos diferentes.
d) Na oração “O mundo todo quer comemorar este dia com muita saúde”, o termo “muita” é uma circunstância
adverbial com ideia de intensidade.
e) Na expressão titular “Todo o mundo necessita de saúde”, o termo “todo” funciona como adjetivo e sugere a
ideia de inteireza.
09.
Dúvida
Dois compadres viajavam de carro por uma estrada de fazenda quando um bicho cruzou a frente do carro.
Um dos compadres falou:
— Passou um largato ali!
O outro perguntou:
— Lagarto ou largato?
O primeiro respondeu:
— Num sei não, o bicho passou muito rápido.
Piadas coloridas. Rio de Janeiro: Gênero, 2006.
Na piada, a quebra de expectativa contribui para produzir o efeito de humor. Esse efeito ocorre porque um dos
personagens
a)
b)
c)
d)
e)
reconhece a espécie do animal avistado.
tem dúvida sobre a pronúncia do nome do réptil.
desconsidera o conteúdo linguístico da pergunta.
constata o fato de um bicho cruzar a frente do carro.
apresenta duas possibilidades de sentido para a mesma palavra.
10. Leia a notícia:
Já se criticou com muita razão a proliferação de chavões e frases feitas na chamada crônica esportiva. (...)
Mas há que reconhecer o outro lado da questão: o futebol deve muito de sua poesia à linguagem que se foi criando
ao seu redor (...). Pela magia das palavras, num campo gramado em que só há atletas correndo atrás de uma bola,
surgem de repente folhas secas, chapéus, meias-luas, carrinhos, lençóis, pontes, chuveiros, balões, peixinhos.
SUZUKY, Matinas. Folha de S. Paulo.
O autor do texto demonstra:
a)
b)
c)
d)
e)
ser preconceituoso em relação à linguagem usada pelos atletas, pois valoriza somente a norma padrão.
ser indiferente aos chavões e frases feitas inventados pela crônica esportiva.
desaprovar o uso de expressões poéticas na crônica esportiva.
ter admiração pela linguagem criativa e poética do futebol.
não gostar de futebol e de variações linguísticas.
2015Salvador/3ªs/Provas/I unid/20150415_GABARITO da 4ª Aval_1ªUnid_COM ING_ESP.doc – prof&lau
COLÉGIO OFICINA
7
11.
LAERTE. Disponível em: http://blog.educacional.com.br. Acesso em: 8 set. 2011.
Que estratégia argumentativa leva o personagem do terceiro quadrinho a persuadir sua interlocutora?
a)
b)
c)
d)
e)
Prova concreta, ao expor o produto ao consumidor.
Consenso, ao sugerir que todo vendedor tem técnica.
Raciocínio lógico, ao relacionar uma fruta com um produto eletrônico.
Comparação, ao enfatizar que os produtos apresentados anteriormente são inferiores.
Indução, ao elaborar o discurso de acordo com os anseios do consumidor.
12. Nós, brasileiros, estamos acostumados a ver juras de amor, feitas diante de Deus, serem quebradas por traição, interesses
financeiros e sexuais. Casais se separam como inimigos, quando poderiam ser bons amigos, sem traumas. Bastante
interessante a reportagem sobre separação. Mas acho que os advogados consultados, por sua competência, estão
acostumados a tratar de grandes separações. Será que a maioria dos leitores da revista tem obras de arte que precisam ser
fotografadas antes da separação? Não seria mais útil dar conselhos mais básicos? Não seria interessante mostrar que a
separação amigável não interfere no modo de partilha dos bens? Que, seja qual for o tipo de separação, ela não vai
prejudicar o direito à pensão dos filhos? Que acordo amigável deve ser assinado com atenção, pois é bastante complicado
mudar suas cláusulas? Acho que essas são dicas que podem interessar ao leitor médio.
Disponível em: http://revistaepoca.globo.com. Acesso em: 26 fev. 2012 (adaptado).
O texto foi publicado em uma revista de grande circulação na seção de carta do leitor. Nele, um dos leitores
manifesta-se acerca de uma reportagem publicada na edição anterior. Ao fazer sua argumentação, o autor do texto
a)
b)
c)
d)
e)
faz uma síntese do que foi abordado na reportagem.
discute problemas conjugais que conduzem à separação.
aborda a importância dos advogados em processos de separação.
oferece dicas para orientar as pessoas em processos de separação.
rebate o enfoque dado ao tema pela reportagem, lançando novas ideias.
2015Salvador/3ªs/Provas/I unid/20150415_GABARITO da 4ª Aval_1ªUnid_COM ING_ESP.doc – prof&lau
COLÉGIO OFICINA
8
HISTÓRIA – 13 a 19
13. Sobre as associações de importantes grupos sociais da Idade Média, um historiador escreveu: "Eram ‘cartéis’ que
tinham por objetivo a eliminação da concorrência no interior da cidade e a manutenção do monopólio de uma
minoria de mestres no mercado urbano."
(Jacques Le Goff, A Civilização do Ocidente Medieval.)
O texto caracteriza de maneira típica
a) as guildas medievais formadas a partir da associação de comerciantes e dos grandes artesãos, que tinham o claro
objetivo de controlar as atividades do comércio.
b) a atuação das ordens mendicantes, que, apesar de sua ligação com a Igreja atuava como um grupo organizado,
visando tão somente garantir a arrecadação de verbas para as obras beneficente do papado.
c) as associações de trabalhadores do mesmo ofício que atuavam nas cidades medievais, com o intuito de organizar
as atividades urbanas assegurando para si as benesses da produção e comercialização.
d) o domínio dos senhores feudais que organizavam a vida do feudo de forma autossuficiente cuidando para que
nada faltasse aos seus vassalos.
e) as seitas heréticas fruto das crises, sobretudo depois da epidemia da Peste Negra.
14. (UEL-06) "A capela proporciona uma clara percepção do espaço contido dentro de suas paredes [...]. O traçado
geométrico do conjunto enfatiza a clareza e a funcionalidade que se deve esperar das decisões de um capítulo. A
famosa fachada da capela Pazzi, que repousa, esbelta e ágil, sobre seis colunas coríntias, é um modelo de elegância,
de comedimento decorativo e de sutil manipulação de espaços. Também exemplifica o apreço, tão comum nos
primeiros tempos do Renascimento, pela clareza e pela simplicidade, pela ordem e pela medida, na mente e no
corpo. O artista dividiu a fachada numa série de quadrados relacionados entre si por suas proporções geométricas.
[...] Os quadrados inferiores dessa área também são subdivididos em quatro painéis. A lateral desses painéis é o
chamado número de ouro do edifício, ou seja, a unidade de medida em que se divide exatamente qualquer outra
parte dele [...]".
(LETTS, Rosa Maria. "O Renascimento". Rio de Janeiro: Zahar, 1982. p. 48-49.)
Com base na descrição da Capela Pazzi, obra arquitetônica de Filippo Brunelleschi, e nos conhecimentos sobre o
tema, considere as afirmativas a seguir.
I.
Os elementos utilizados na descrição da capela Pazzi (equilíbrio, harmonia e clareza) compõem as
representações culturais típicas da Europa Renascentista.
II. A Capela Pazzi, em Florença, é um exemplo típico da arquitetura gótica, cuja forma era envolvida por uma
dimensão mais mítica do que racional.
III. Na arquitetura renascentista, o edifício ocupa o espaço baseando-se em relações matemáticas estabelecidas de
tal forma que o observador possa compreender a lei que o organiza, de qualquer ponto que se coloque.
IV. A harmonia renascentista na arquitetura, representada pela complexidade e rebuscamento das formas,
objetivava suscitar emoções que fortalecessem a religiosidade medieval.
Estão corretas apenas as afirmativas:
a)
b)
c)
d)
e)
I e III.
II e IV.
III e IV.
I, II e III.
I, II e IV.
2015Salvador/3ªs/Provas/I unid/20150415_GABARITO da 4ª Aval_1ªUnid_COM ING_ESP.doc – prof&lau
COLÉGIO OFICINA
9
15. (UFPr-06) A Reforma Protestante e a Contrarreforma envolveram aspectos ligados à doutrina da religião cristã e à
forma como se organizava a Igreja Católica com sede em Roma. No contexto desses movimentos, considere as
afirmativas a seguir:
I.
Os protestantes eram contrários à autoridade suprema de um Bispo (Papa) e à intermediação dos padres na
leitura da Bíblia e na confissão do fiel com Deus.
II. Os protestantes eram favoráveis ao celibato dos padres e a concepção de que a salvação depende das obras dos
crentes em favor da fé.
III. As ideias protestantes tiveram grande aceitação por parte dos monarcas portugueses, espanhóis e ingleses, pois
aspiravam essas monarquias se livrarem do poder supranacional do papado.
IV. Os jesuítas foram designados para a ação missionária nas terras da América, Ásia e África, a fim de garantir a
expansão da fé católica.
V. O Concílio de Trento definiu algumas ações para reagir à expansão do protestantismo, como o fortalecimento
dos sacramentos e uma melhor formação do clero para o atendimento dos fiéis.
Assinale a alternativa correta.
a)
b)
c)
d)
e)
Somente as afirmativas II e III são verdadeiras.
Somente as afirmativas I e II são verdadeiras.
Somente as afirmativas I, IV e V são verdadeiras.
Somente a afirmativa IV é verdadeira.
Somente as afirmativas III e V são verdadeiras.
16. (UFMg-06) Sabe-se que Cristóvão Colombo não descobre a América, pois imagina estar chegando à Ásia, à ilha de
Cipango [o Japão], perto da costa da China e da corte do Grão-Cã. O que procurava? As "Ilhas Douradas", Tarsis e
Ofir, de onde saíam as fabulosas riquezas que o rei Salomão explorara [...]. Aliás, o Almirante era um homem
obstinado. Convencido de ter chegado ao Continente Asiático quando desembarcou em Cuba, ele obrigou seus
partidários a partilharem de sua ideia fixa.
GRUZINSKI, Serge. "A passagem do século". 1480-1520: as origens da globalização. São Paulo: Companhia das Letras, 1999. p.21.
Considerando-se as informações desse texto, é CORRETO afirmar que
a) a obstinação de Colombo o levou a atingir as remotas regiões do Japão e da China, onde estariam as riquezas
que – dizia-se – haviam sido exploradas pelo rei Salomão e pelo Grande Cã.
b) a busca das maravilhas relatadas em livros de viagens, desde os tempos medievais, se constituiu em um dos
fatores que incentivaram as grandes navegações no início dos tempos modernos.
c) o desembarque de Colombo em Cuba, na sua segunda viagem, acabou por convencê-lo e a sua frota de que eles
haviam chegado a uma terra ainda por descobrir – possivelmente as famosas "Ilhas Douradas".
d) a descoberta da América foi feita por Américo Vespúcio, uma vez que Colombo, de acordo com novos estudos,
atingiu, na sua primeira viagem, o Continente Asiático, onde foram fundadas feitorias.
17. No processo formativo da modernidade, o Estado Moderno teve no Absolutismo o início de sua configuração.
Nesse sentido, é correto afirmar que o regime absolutista:
a) representa a consolidação do poder dos senhores feudais contra a burguesia, que, desde o século XVI, tentava
instaurar repúblicas democráticas na Europa.
b) expressa os interesses das burguesias mercantis europeias pelo livre cambismo econômico, que as beneficiava
em um contexto de crescimento do comércio colonial.
c) traduz o processo de centralização política, administrativa e militar, com a consequente e drástica redução dos
poderes dos senhores feudais.
d) teve os pensadores Maquiavel, Hobbes e Bossuet, como seus mais destacados críticos, especialmente, quanto ao
excesso de centralização do poder nas mãos dos reis.
e) significa um pacto de poder entre a nobreza e os camponeses, mediante a centralização política, administrativa e
militar nas mãos do rei.
2015Salvador/3ªs/Provas/I unid/20150415_GABARITO da 4ª Aval_1ªUnid_COM ING_ESP.doc – prof&lau
COLÉGIO OFICINA
10
18. (MACK SP/2013) “O Estado sou eu”, frase atribuída ao rei francês Luís XIV, traduzia o grau
de centralização de poderes típica dos Estados absolutistas europeus. Tal forma de organização
política destacava a figura do monarca como bem caracteriza a imagem ao lado.
Assinale a alternativa correta que expressa o papel da monarquia absolutista.
a) O regente, ao aparecer publicamente com trajes suntuosos, exprimia a união entre o poder
temporal e o espiritual, apoiado publicamente pelo Papa em cada aparição pública.
b) O monarca, ao se utilizar da pompa e da suntuosidade, sintetizava os anseios da própria
nação e dos diversos grupos religiosos existentes no território francês.
c) A exposição pública da figura do monarca enfraquecia a nobreza e as tradições
aristocráticas, ao mesmo tempo em que fortalecia os interesses burgueses.
d) O rei, ao simbolizar o próprio Estado francês, consegue articular o anseio do grupo mercantil em ascensão,
articulando-os com os interesses da nobreza nacional.
e) Eliminar as revoltas camponesas francesas, recorrendo ao luxo e majestade configurados na imagem do
monarca, garantia estabilidade a nação.
19. (Cesgranrio/80)
“Cana-de-açúcar: pé no canavial, ponta na moenda” (refrão do Período Colonial)
“Os escravos são as mãos e os pés do senhor” (Antonil – Cultura e Opulência do Brasil por suas Drogas e Minas – 1711)
As duas afirmações acima tocam em pontos essenciais para a compreensão da economia e da sociedade coloniais
porque:
a) deixam transparecer a presença da economia monocultora e da sociedade escravista e revelam a autonomia entre
o cultivo da cana e seu beneficiamento;
b) revelam a utilização em larga escala do trabalho escravo e restringem ao engenho as atividades produtivas do período
colonial;
c) revelam os dois setores que compunham a grande unidade de produção de açúcar, a base agrária e o
beneficiamento, e atestam o caráter da sociedade colonial dividida em senhores e escravos;
d) revelam a importância econômica da grande propriedade durante o período colonial e demonstram a inexistência
de outras formas de exploração do trabalho para além da escravidão;
e) demonstram o caráter dominante do trabalho escravo para a economia colonial e deixa transparecer a figura do
grande proprietário, dono simultaneamente do engenho e do canavial.
2015Salvador/3ªs/Provas/I unid/20150415_GABARITO da 4ª Aval_1ªUnid_COM ING_ESP.doc – prof&lau
COLÉGIO OFICINA
11
GEOGRAFIA – 20 a 26
20.
“O fim da Segunda Guerra trouxe um grande prejuízo ao continente Europeu. Sendo o maior palco dos conflitos, o
Velho Mundo fez parte de números inimagináveis. O conflito contabilizou um gasto total de 413, 25 bilhões de
libras, fabricou mais de 296 mil aviões e 53 milhões de toneladas de equipamentos navais. Por todo o mundo, cerca
de 45 milhões de vidas foram ceifadas, sendo a grande maioria de inocentes.
Por outro lado, existiram aquelas nações que viram no sangrento conflito uma grande oportunidade de ganho
econômico. Os canadenses fabricaram mais de 16 mil aviões e 3 milhões de navios. Em curto espaço de tempo,
ampliou sua indústria de metais pesados, principalmente nas áreas de alumínio, níquel, cromo e aço. Os Estados
Unidos, considerado o maior beneficiário, dobrou o seu parque industrial nos anos de guerra.”
a) Entre os anos de 1943 e 1945, diversas reuniões internacionais foram realizadas com o propósito de selar
diferentes acordos diplomáticos. A Conferência de Yalta criou a ONU e entregou os países Bálticos à URSS.
b) Na Conferência de Potsdam a supremacia da URSS foi reafirmada, o território foi aumentado e a Europa
Oriental passou a fazer parte do território soviético.
c) Após a 2ª Guerra o capitalismo enfrentou uma crise sem precedentes: a queda da Bolsa de Valores foi o ponto de
partida para o surgimento dos Estados Intervencionistas conhecidos como Estados do Bem-Estar Social.
d) Com o final do conflito foi criada a ONU (Organização das Nações Unidas), objetivando a manutenção da paz
entre as nações. Iniciou um período conhecido como Guerra Fria, colocando em lados opostos, Estados Unidos
e União Soviética. Uma disputa geopolítica entre o capitalismo norte-americano e o socialismo soviético, onde
ambos buscavam ampliar suas áreas de influência sem entrar, entre eles, em conflitos armados.
e) Com o consentimento de ambas as nações que ocupavam a Palestina, a ONU divide a área criando os Estados de
Israel e Palestina.
2015Salvador/3ªs/Provas/I unid/20150415_GABARITO da 4ª Aval_1ªUnid_COM ING_ESP.doc – prof&lau
COLÉGIO OFICINA
12
21. A Segunda Guerra Mundial provocou inúmeras transformações no Espaço Geográfico europeu. Entre essas
modificações
a) a URSS Soviética aumentou sua área de influência, ficando toda a Europa Oriental, da Alemanha Oriental à Península
Balcânica, como sua área de influência direta, inclusive todos eles participantes do Pacto de Varsóvia.
b) o mapa da Europa foi mais uma vez refeito: os países Bálticos (Letônia, Estônia e Lituânia ) foram incorporados
à URSS, que passou a ser um país com 15 repúblicas e mais de uma centena de nações.
c) a divisão da Alemanha entre EUA e URSS com o Tratado de Yalta gerou conflitos intensos entre os dois países
culminando com a construção do muro dividindo as duas Alemanhas e dando origem è expressão “Cortina de Ferro”.
d) os países da Europa Oriental foram totalmente incorporados pela URSS passando à condição de Repúblicas da URSS.
e) o Japão após a Guerra foi reconstruído rapidamente já que teve os territórios da Coreia e do Vietnã sob o seu
controle, produzindo matérias-primas para a forte indústria nipônica.
22. Com a incorporação de países do Leste Europeu e a perspectiva de entrada de novos países na União Europeia, a
preocupação se volta para a imigração, uma vez que esses países candidatos, por apresentarem instabilidade
econômica e alto índice de desemprego, são “exportadores” de imigrantes em potencial.
Há vários anos, a Turquia vem negociando a sua entrada para a zona do euro, mas encontra oposição dos países
membros porque
a) esteve ao lado dos regimes totalitários em ambas as Guerras Mundiais, o que aumenta a desconfiança dos paísesmembros em relação à manutenção dos organismos democráticos.
b) defende, uma representatividade igualitária no parlamento da União Europeia com apoio direto da Alemanha.
c) temem o aumento do percentual da força de trabalho oficial na construção civil e na agricultura dos países ricos
com as reformas econômicas e as estatizações realizadas no país.
d) é um país de maioria muçulmana, envolvido ainda em conflitos com o Chipre, país-membro da União Europeia,
e com os curdos, que promovem movimento separatista armado no Leste do país.
e) houve grande crescimento econômico da União Europeia nos últimos anos, fazendo com que as atenções se voltassem
para o desemprego e a redução dos benefícios sociais daqueles que pleiteiam a entrada no mundo globalizado.
23. O ex-presidente do Banco Central americano disse ontem que “um tsunami do crédito que ocorre uma vez por
século” tragou os mercados financeiros. Em audiência na Câmara dos Representantes dos EUA, frisou que as
instituições não protegeram os investidores e aplicações tão bem como ele previa.
Adaptado de O Globo, 24/10/2008
A crise financeira que se intensificou no mundo a partir do mês de outubro de 2008 colocou em xeque as políticas
neoliberais, adotadas por muitos países a partir da década de 1980.
A principal crítica ao neoliberalismo, como causador dessa crise, está relacionada com:
a)
b)
c)
d)
e)
diminuição das garantias trabalhistas.
estímulo à competição entre as empresas.
reforço da livre circulação de mercadorias.
redução da regulação estatal da economia.
a estatização de setores estratégicos da economia.
2015Salvador/3ªs/Provas/I unid/20150415_GABARITO da 4ª Aval_1ªUnid_COM ING_ESP.doc – prof&lau
COLÉGIO OFICINA
24.
13
É Proibido Proibir
(…)
Me dê um beijo meu amor,
Eles estão nos esperando,
Os automóveis ardem em chama,
Derrubar as prateleiras, as estátuas, as estantes,
as vidraças, louças, livros, sim
E eu digo sim
E eu digo não, ao não
E eu digo é
Proibido Proibir
É Proibido Proibir
(Caetano Veloso)
Esse fragmento musical inspirou-se
a) na grande agitação cultural que se instalou nas cidades italianas tomando como parâmetro o movimento
humanista de inspiração greco-romana;
b) nos movimentos libertários conhecidos como a “primavera de Praga” que subverteu a Europa legitimista do
século XX;
c) nas agitações libertárias da Revolução Francesa sobretudo exigindo maior liberdade para as mulheres no
mercado de trabalho;
d) na “Guerra do Vietnã” quando o poder de vários ditadores foram questionados e alguns depostos;
e) nas agitações estudantis de maio de 1968, quando não apenas contestava-se o sistema capitalista como também
o socialismo burocrático proposto pela URSS.
25. Os cartogramas, abaixo, relativos à Europa:
Cartograma I (1914)
2015Salvador/3ªs/Provas/I unid/20150415_GABARITO da 4ª Aval_1ªUnid_COM ING_ESP.doc – prof&lau
Cartograma II (1924)
COLÉGIO OFICINA
14
Cartograma III (1949)
Cartograma IV (2005)
No que se refere aos Países Bálticos (Estônia, Letônia e Lituânia), pode-se afirmar que
I. não estão representados no cartograma I, pois pertenciam ao Império Austro-Húngaro.
II. aparecem no mapa II quando surgem como países independentes, após a 1ª Guerra Mundial.
III. estão representados nos cartogramas II e IV, porém não constam no III, pois estavam integrados à URSS.
Está(ão) correta(s) a(s) afirmativa(s):
a)
b)
c)
d)
e)
26.
todas
nenhuma
apenas I e II
apenas I e III
apenas II e III
O DESTINO DA MENINA QUE FOI A CARA DE UMA GUERRA
Ela se transformou no símbolo da Guerra do Vietnã (1959-1975).
Hoje, Phan Thi Kim Phuc ainda carrega as marcas do bombardeio, mas se
esforça para superar o trauma. A bomba foi lançada sobre seu vilarejo,
quando tinha 9 anos, por soldados do Vietnã do Sul contra tropas nortevietnamitas. A operação foi coordenada por militares americanos.
No regime comunista, Phan obteve a autorização para estudar
medicina em Cuba, onde conheceu seu marido. Na viagem de lua-de-mel, o
avião fez uma escala no Canadá, de onde o casal nunca mais saiu. Nos anos
1990, a vietnamita passou a atuar como ativista de direitos humanos, tornouse embaixadora da Unesco e criou uma fundação. Até hoje, Phan se lembra
dos comentários do então presidente americano Richard Nixon, que duvidava
da autenticidade da foto que correu o mundo, na qual ela foge nua após o
ataque com bomba de napalm.
Adaptado de www.estadao.com.br13/12/2009
2015Salvador/3ªs/Provas/I unid/20150415_GABARITO da 4ª Aval_1ªUnid_COM ING_ESP.doc – prof&lau
http://blogs.estadao.com.br
COLÉGIO OFICINA
15
A Guerra do Vietnã, no sudeste asiático, foi um dos conflitos mais sangrentos do século XX, estando diretamente
relacionado às tensões do contexto internacional, nas décadas de 1960 e 1970.
Sobre esse conflito,
I.
Após a Guerra da Indochina e a 2ª Guerra Mundial, nessa região de colonização francesa, formaram-se novos
Estados nacionais, entre eles, as repúblicas do Vietnã do Norte e do Vietnã do Sul, diplomaticamente
polarizadas, tendo em vista o apoio norte-americano ao governo capitalista do Vietnã do Sul e apoio de países
socialistas ao governo do Vietnã do Norte.
II. O crescimento da ação de guerrilha dos vietcongues ocasionou e justificou o envio de tropas norte-americanas,
ampliando em duração e gravidade o conflito armado e acirrando as divergências político-ideológicas entre o
norte e sul.
III. O Vietnã passava a ser uma questão mundial, tipificadora da bipolaridade da Guerra Fria, mobilizando
opiniões, protestos e críticas em diversas sociedades europeias e americanas.
IV. Ao fim, as tropas do Vietnã do Sul foram vitoriosas. O Vietnã foi dividido territorialmente e politicamente,
adotando o norte, um regime comunista enquanto o sul continuou capitalista.
São verdadeiros os itens:
a) I, II e IV
b) II, III e IV
c) I, II e III
d) III e IV
e) I, II, III e IV
2015Salvador/3ªs/Provas/I unid/20150415_GABARITO da 4ª Aval_1ªUnid_COM ING_ESP.doc – prof&lau
COLÉGIO OFICINA
16
BIOLOGIA – 27 a 33
27. A fermentação lática é utilizada industrialmente na produção de alimentos a partir de leite fermentado. Durante o
processo, bactérias são mergulhadas em leite morno esterilizado e utilizam o açúcar como fonte de energia.
Sobre esse processo, é correto afirmar:
a) Deve-se vedar o recipiente para evitar a entrada de oxigênio, obrigando o lactobacilo a fermentar a lactose.
b) A produção de ácido lático deve-se a um mecanismo pouco eficaz de obtenção de energia devido ao produto
final pobre em energia.
c) O ácido lático excretado pela bactéria aumenta o pH do leite e aglutina as proteínas, formando o coalho que será
transformado no alimento comercializável.
d) Uma ação preliminar é a pasteurização do leite assegurando um ambiente estéril na produção do alimento.
e) O alimento produzido é mais rico em açúcar e mais pobre em proteína que é utilizada pela bactéria como fonte
de energia.
28. O etanol é uma solução tipicamente brasileira que está ganhando o mundo. Além de
seu uso em diversos setores industriais, o etanol é um combustível de alto
desempenho para aplicação em motores de combustão interna. Sua produção
industrial baseia-se quase que exclusivamente na fermentação.
Considerando-se os processos bioquímicos de obtenção de energia nos seres vivos, é
correto inferir:
a) A experiência anaeróbia de obtenção de energia restringe-se aos seres que
precocemente habitaram o planeta ainda sem oxigênio.
b) A fermentação alcoólica, ao oxidar parcialmente moléculas de carboidratos, produz resíduos de alto teor
energético, mas com reduzida lucratividade.
c) Os processos de oxidação parcial do combustível orgânico são realizados apenas por organismos unicelulares
devido à simplicidade metabólica pouco exigente de grandes demandas energéticas.
d) Moléculas inorgânicas funcionam como aceptor final nas fermentações gerando produtos de alto teor energético
e baixo rendimento em ATP.
e) As semelhanças nas rotas bioquímicas da fermentação e da respiração denotam uma evolução que privilegiou o
aumento na capacidade dos seres vivos de extrair a energia armazenada em moléculas inorgânicas.
2015Salvador/3ªs/Provas/I unid/20150415_GABARITO da 4ª Aval_1ªUnid_COM ING_ESP.doc – prof&lau
COLÉGIO OFICINA
17
29. A pluricelularidade evoluiu nos seres vivos como uma forte tendência corporativa entre as células que se manifesta
através da presença:
a) dos tecidos como resultado da especialização celular em prol de uma divisão de funções orgânicas realizadas pelo
indivíduo, cuja demanda energética exigiu um aparato mais sofisticado na obtenção de energia do combustível.
b) do aumento da autonomia celular no desempenho das funções, otimizado pelas variadas fermentações realizadas
pelas bactérias.
c) da versatilidade das células em realizar mecanismos aeróbios e anaeróbios de produção de ATP.
d) da ativação diferenciada dos genes em procariotos heterótrofos fermentadores.
e) do surgimento preliminar dos cloroplastos em relação às mitocôndrias no curso do processo evolutivo.
30. Quando a concentração de O2 no músculo cai, as fibras musculares otimizam tempo realizando a fermentação –
uma estratégia que parece reviver a ação de formas primitivas celulares que até hoje habitam nosso planeta.
O uso desse mecanismo alternativo se justifica:
a) pela alta produtividade de ATP na glicólise anaeróbia.
b) pela falta total ou parcial do aceptor final inorgânico na cadeia respiratória, inviabilizando o fluxo de elétrons e
consequente síntese de ATP acoplada às reações de oxirredução.
c) pela viabilização da glicólise e do ciclo de Krebs, fases independentes da presença de oxigênio.
d) pelo maior aproveitamento da energia do combustível em anaerobiose.
e) pelo alto teor de energia nos resíduos que serão imediatamente reaproveitados.
31. A mais importante inovação metabólica da história do planeta foi a evolução da fotossíntese. Através dela, a vida se
libertou da escassez deste ou daquele componente material. A fotossíntese anaeróbia surgiu nas bactérias.
Garimpando a energia da luz solar, esses primeiros produtores de víveres (provavelmente, coletores de sulfeto de
coloração verde, como o moderno Chlorobium) geraram alimento e energia utilizável para o resto da biosfera.
Foram os primeiros autotrófitos.
(MARGULIS; SAGAN, 2002, p. 113).
O processo metabólico mencionado no texto apresenta algumas particularidades bioquímicas que permitem
diferenciá-lo de outros processos fotoautótrofos.
Pode-se considerar como uma dessas particularidades a
a)
b)
c)
d)
e)
redução das moléculas de CO2 em moléculas orgânicas carregadas de energia química.
utilização do H2S como doador de hidrogênio na redução das moléculas de CO2 em glicose.
liberação de oxigênio como principal resíduo dessa reação.
utilização da clorofila como principal pigmento fixador de energia solar.
produção de biomassa mantenedora das cadeias alimentares dos ecossistemas naturais.
32. Cientistas têm observado como as mudanças climáticas alteram ecossistemas globais. Um experimento de cinco
anos agora revela os detalhes. Pesquisadores expuseram seções de uma pradaria de grama curta ao dobro de CO2
que normalmente recebe. O equilíbrio das espécies de plantas se alterou: a área ficou dominada por arbustos
lenhosos, que aumentaram em 40% e metabolizam o CO2 mais eficientemente que as gramas. Os resultados [...]
confirmam a hipótese de que, em um mundo rico em CO2, os arbustos substituíram a grama no solo americano. A
mudança poderia afetar o gado e outros animais que pastam.
(YAM, 2007. p. 27).
A interpretação dos resultados do experimento permite concluir que
a)
b)
c)
d)
a maior concentração de CO2 torna mais eficiente o processo fotossintético.
o desenvolvimento de arbustos expressa uma inversão em um processo de sucessão.
as espécies endêmicas das pradarias foram substituídas por espécies exóticas.
a modificação atmosférica, disponibilizando à planta maior quantidade de CO2, favorece a síntese de
carboidratos armazenados em estruturas esqueléticas.
e) as plantas arbustivas tornaram-se mais bem adaptadas à maior concentração de CO2.
2015Salvador/3ªs/Provas/I unid/20150415_GABARITO da 4ª Aval_1ªUnid_COM ING_ESP.doc – prof&lau
COLÉGIO OFICINA
18
33. O ficus é uma planta bastante usada em projetos paisagísticos, tem crescimento rápido e pode formar árvores frondosas.
Dois vasos de iguais dimensões receberam, cada um deles, uma muda de ficus, de mesmo tamanho e idade. Um dos
vasos foi mantido na sala-de-estar da residência, e o outro colocado na calçada. Ao longo do tempo, ambas as
plantas receberam os mesmos cuidados com irrigação e adubação, porém a planta da calçada desenvolveu-se
rapidamente, enquanto que a da sala praticamente não cresceu.
Pode-se dizer que, provavelmente,
a) ambas as plantas foram mantidas próximas aos seus pontos de compensação fótica. A planta da calçada permaneceu
em um ambiente com maior concentração de gás carbônico, o que promoveu seu maior crescimento.
b) ambas as plantas foram mantidas acima de seus pontos de compensação fótica. A planta da sala permaneceu em
um ambiente com maior concentração de gás carbônico, o que inibiu seu crescimento.
c) a planta da sala foi mantida abaixo de seu ponto de compensação fótica, enquanto que a da calçada foi mantida
em seu ponto de compensação. A concentração de gás carbônico deve ter tido pouca influência na diferença de
crescimento dessas plantas.
d) a planta da sala foi mantida próxima ao seu ponto de compensação fótica, enquanto que a da calçada esteve
acima de seu ponto de compensação. A concentração de gás carbônico deve ter tido pouca influência na
diferença de crescimento dessas plantas.
e) a planta da sala foi mantida acima de seu ponto de compensação fótica, enquanto que a da calçada foi mantida
abaixo de seu ponto de compensação. A concentração de gás carbônico deve ter tido pouca influência na
diferença de crescimento dessas plantas.
2015Salvador/3ªs/Provas/I unid/20150415_GABARITO da 4ª Aval_1ªUnid_COM ING_ESP.doc – prof&lau
COLÉGIO OFICINA
19
FÍSICA – 34 a 40
34. (UFPE) “Uma pessoa comprou uma balança de chão e, ao chegar em casa, ansiosa para controlar o peso, resolve
testá-la ainda no elevador. Ela concluiu que a balança estava com defeito ao notar um aumento de seu peso.”
Considerando essas informações, identifique a opção correta.
a)
b)
c)
d)
e)
O aumento da indicação da balança pode ocorrer se o elevador está subindo com velocidade constante.
O aumento da indicação da balança pode ocorrer se o elevador está descendo com velocidade constante.
O aumento da indicação da balança pode ocorrer se o elevador está subindo com aceleração constante.
O aumento da indicação da balança pode ocorrer se o elevador está descendo com aceleração constante.
A balança está necessariamente com defeito e deve ser trocada em respeito aos direitos do consumidor.
35. (Mackenzie-SP) O sistema ilustrado ao lado é constituído de fios e
polias considerados ideais.
O atrito é desprezível, bem como a resistência do ar. Num
determinado instante, o conjunto é mantido em repouso e, em
seguida, abandonado.
Nessas condições, podemos afirmar que:
a) os corpos A e B permanecerão em repouso.
b) o corpo A subirá com aceleração de módulo igual a
1
do módulo
8
da aceleração com que o corpo B descerá.
c) o corpo A descerá com aceleração de módulo igual a
1
do
8
módulo da aceleração com que o corpo B subirá.
1
do módulo da aceleração com que o corpo B descerá.
6
1
e) o corpo A descerá com aceleração de módulo igual a do módulo da aceleração com que o corpo B subirá.
6
d) o corpo A subirá com aceleração de módulo igual a
2015Salvador/3ªs/Provas/I unid/20150415_GABARITO da 4ª Aval_1ªUnid_COM ING_ESP.doc – prof&lau
COLÉGIO OFICINA
20
36. (Ufrgs 2012) Assinale a alternativa que preenche corretamente as lacunas do enunciado abaixo, na ordem em que
aparecem.
Para que os seguranças possam controlar o movimento dos clientes, muitos estabelecimentos comerciais instalam
espelhos convexos em pontos estratégicos das lojas.
A adoção desse procedimento deve-se ao fato de que esses espelhos aumentam o campo de visão do observador.
Isto acontece porque a imagem de um objeto formada por esses espelhos é ........ , ........ e ........ objeto.
a) virtual – direta – menor que o
b) virtual – invertida – maior que o
c) virtual – invertida – igual ao
d) real – invertida – menor que o
e) real – direta – igual ao
37. Pequenas esferas, carregadas com cargas elétricas negativas de mesmo módulo Q, estão dispostas sobre um anel
isolante e circular, como indicado na figura I. Nessa configuração, a intensidade da força elétrica que age sobre
uma carga de prova negativa, colocada no centro do anel (ponto P), é F1. Se forem acrescentadas sobre o anel três outras
cargas de mesmo módulo Q, mas positivas, como na figura II, a intensidade da força elétrica no ponto P passará a ser:
a) zero.
b)
1
F1 .
2
c)
3
F1 .
4
d) F1 .
e) 2F1 .
38. Três pequenas esferas carregadas com cargas de mesmo módulo, sendo A positiva e B e C negativas, estão presas
nos vértices de um triângulo equilátero. No instante em que elas são soltas, simultaneamente, a direção e o sentido
de suas acelerações serão melhor representados pelo esquema:
a)
b)
c)
2015Salvador/3ªs/Provas/I unid/20150415_GABARITO da 4ª Aval_1ªUnid_COM ING_ESP.doc – prof&lau
d)
e)
COLÉGIO OFICINA
21
39. O campo elétrico de uma carga puntiforme em repouso tem, nos pontos A e B, as direções e sentidos indicados
pelas flechas na figura a seguir. O módulo do campo elétrico no ponto B vale 24N/C. O módulo do campo elétrico
no ponto P da figura vale, em volt por metro:
a) 3.
b) 4.
c) 3 2.
d) 6.
e) 12.
40. Uma gotícula de água, com massa m = 0,80 × 10-9 kg eletrizada com carga q = 16 × 10-19 C está em equilíbrio no
interior de um capacitor de placas paralelas e horizontais; conforme o esquema abaixo. Nestas circunstâncias, o
valor do campo elétrico entre as placas é:
a) 5 × 109N/C.
b) 2 × 10-10N/C.
c) 12,8 × 10-28N/C.
d) 2 × 10-11N/C.
e) 5 × 108N/C.
2015Salvador/3ªs/Provas/I unid/20150415_GABARITO da 4ª Aval_1ªUnid_COM ING_ESP.doc – prof&lau
COLÉGIO OFICINA
22
QUÍMICA – 41 a 47
CLASSIFICAÇÃO PERIÓDICA DOS ELEMENTOS
1
1A
1
H
I
1,008
3
Li
II
6,941
11
Na
III
IV
VI
VII
2
2A
(Numeração lUPAC)
(Numeração antiga)
4
3
3B
Mg
24,30
20
39,10
37
85,47
55
4
4B
(226)
SÉRIE DOS
ACTNÍDIOS
6
7
8
9
7
7B
8
9
8B
10
11
1B
12
2B
30
C
N
O
16,00
19,00
15
16
17
F
4,003
10
Ne
10,81
13
12,01
14
14,01
Si
P
S
26,98
31
28,08
32
30,97
33
32,06
34
35,45
35
39,95
36
A
C
20,18
18
Ar
28
29
47,88
40
50,94
41
52,00
42
54,94
43
55,85
44
58,93
45
58,69
46
63,55
47
65,38
48
69,72
49
72,59
50
74,92
51
78,96
52
79,90
53
83,80
54
91,22
72
92,91
73
95,94
74
(98)
75
101,1
76
102,9
77
106, 4
78
107,9
79
112,4
80
114,8
81
118,7
82
121,7
127,6
83
84
126,9
85
131,3
86
197,0
200,6
204,4
207,2
209,0
(209)
(210)
(222)
88,91
(223)
5
2
He
27
87,62
56
88
17
7A
26
44,96
39
87
16
6A
25
40,08
38
SÉRIE DOS
LANTANÍDIOS
15
5A
24
22
137,3
6
6B
14
4A
23
21
132,9
5
5B
13
3A
B
Elementos de Transição
Be
9,012
12
23,00
19
V
18
8A
(com massas atômicas referidas ao isótopo 12 do carbono)
178,5
104
180,9
105
183,8
106
186,2
190,2
107
108
192,2
109
195,1
110
(261,1)
(262,1)
(263,1)
(262,1)
(265)
(266)
(269)
60
61
62
63
64
65
66
67
68
69
70
71
144,2
(145)
150,4
152,0
157,3
158,9
162,5
164,9
167,3
168,9
173,0
175,0
94
95
96
97
98
99
100
101
102
103
(244)
(243)
(247)
(247)
(251)
(252)
(257)
(258)
(259)
(260)
SÍMBOLO
ELÉTRONS NAS CAMADAS
NOME DO ELEMENTO
SÉRIE DOS LANTANÍDIOS
57
58
138,9
140,1
59
140,9
SÉRIE DOS ACTINÍDIOS
89
90
91
92
93
(227)
232,0
(231)
238,0
(237)
*As massas atômicas indicadas entre parênteses são relativas à do isótopo mais estável.
DADOS:
1. UNIDADE DE VOLUME
2. UNIDADE DE MASSA
3
1cm = 1 mLKg = 103g
1 = 103cm3 = 1dm3
1m3 = 103 L
T = 103Kg
3. TEMPERATURA E PRESSÃO AMBIENTAIS: 25ºC E 1 ATM
4. CONSTANTE DE AVOGADRO 6 X 1023

5. CONSTANTE UNIVERSAL DOS GASES: 0,082 ATM.L.K–1
6. VOLUME MOLAR NAS CNTP = 22,4 L
41. (ITA-SP) Qual das opções abaixo apresenta a comparação errada relativa aos raios de átomos e íons?
a) raio do Na+ < raio do Na.
b) raio de Na+ < raio do F¯.
c) raio do Mg²+ < raio do O²¯.
d) raio do F¯ < raio do O²¯.
e) raio do F¯ < raio do Mg²+.
2015Salvador/3ªs/Provas/I unid/20150415_GABARITO da 4ª Aval_1ªUnid_COM ING_ESP.doc – prof&lau
COLÉGIO OFICINA
23
42. (UFTM-MG) Dr. Spock, da série de televisão Star Trek® (Jornada nas Estrelas), apresentou aos tripulantes da nave
interestelar Enterprise uma figura com parte da tabela periódica de elementos químicos do planeta Vulcano com
seus símbolos químicos. Ele revelou também que esses elementos são ordenados nesta tabela de acordo com a
mesma periodicidade que os elementos da Terra.
Sobre os elementos do planeta Vulcano são feitas as seguintes afirmações:
I.
II.
III.
IV.
O potencial de ionização do elemento Mc é menor que o do elemento Em.
O cátion monovalente do elemento Em tem raio maior do que o do ânion bivalente do elemento Mc.
O elemento By tem raio atômico menor que o do elemento Jr.
A afinidade eletrônica do elemento Mc é mais alta que a do elemento Jr.
É correto o que se afirma apenas em
a)
b)
c)
d)
e)
I e II.
I e III.
I, II e IV.
III e IV.
II, III e IV.
43. Considerando os seguintes elementos: hidrogênio (Z = 1), sódio (Z = 11), carbono (Z = 6) e enxofre (Z = 16), é
CORRETO afirmar que:
a)
b)
c)
d)
e)
a ligação formada entre átomos de carbono e enxofre é iônica.
a ligação formada entre hidrogênio e sódio é covalente.
o composto formado por hidrogênio e enxofre tem fórmula molecular HS2.
o composto formado por sódio e enxofre é sólido nas condições ambiente.
o composto CH4, formado entre carbono e hidrogênio, apresenta ligações apolares entre esses átomos.
44. (PUC-RS) A molécula de NF3 é polar e a de BC3 é apolar, apesar de ambas apresentarem moléculas formadas pela
combinação de quatro átomos: três ligantes iguais e um átomo central. A explicação para isso está associada ao fato
de que:
a) a molécula de NF3 apresenta ligações polarizadas, enquanto na molécula de BC3 as ligações são apolares.
b) a diferença de eletronegatividade entre os átomos que formam a molécula de NF3 é maior do que a existente
entre os átomos que formam a molécula de BC3.
c) ambas têm a mesma geometria molecular, mas na molécula de NF3 existe um par isolado de elétrons.
d) a molécula de NF3 apresenta simetria molecular, enquanto que a molécula de BC3 é assimétrica.
e) a molécula de NF3 apresenta geometria piramidal trigonal, enquanto que a molécula de BC3 é trigonal plana.
2015Salvador/3ªs/Provas/I unid/20150415_GABARITO da 4ª Aval_1ªUnid_COM ING_ESP.doc – prof&lau
COLÉGIO OFICINA
24
45. (Covest-PE) A compreensão das interações intermoleculares é importante para a racionalização das propriedades
físico-químicas macroscópicas, bem como para o entendimento dos processos de reconhecimento molecular que
ocorrem nos sistemas biológicos. A tabela abaixo apresenta as temperaturas de ebulição (TE), para três líquidos à
pressão atmosférica.
Com relação aos dados apresentados na tabela acima, podemos afirmar que:
a)
b)
c)
d)
e)
As interações intermoleculares presentes na acetona são mais fortes que aquelas presentes na água.
As interações intermoleculares presentes no etanol são mais fracas que aquelas presentes na acetona.
Dos três líquidos, a acetona é o que apresenta ligações de hidrogênio mais fortes.
A magnitude das interações intermoleculares é a mesma para os três líquidos.
As interações intermoleculares presentes no etanol são mais fracas que aquelas presentes na água.
46. Na equação não ajustada de oxidorredução abaixo:
K2Cr2O7 + HC  KC + CrC3 + C2 + H2O
a soma algébrica dos números de oxidação dos elementos componentes da substância ternária é:
a) 5 –
b) zero
c) 2+
d) 5+
e) 11+
47. (UCSAL-BA) O pentóxido de iodo é utilizado na detecção e quantificação do monóxido de carbono, em gases de
escape de motores de combustão, de acordo com a equação química balanceada representada abaixo.
I2O5(s)+5CO(g)  5CO2(g) +I2(s)
Posteriormente, a quantificação do CO pode ser feita, titulando-se o iodo formado, com tiossulfato de sódio. Na
detecção e quantificação do CO,
a)
b)
c)
d)
e)
o I2O5 é o agente redutor.
ocorre a redução do oxigênio.
ocorre a oxidação do átomo de carbono do CO.
o CO2 é o agente oxidante.
ocorre uma transferência de elétrons do I2O5 para o CO.
2015Salvador/3ªs/Provas/I unid/20150415_GABARITO da 4ª Aval_1ªUnid_COM ING_ESP.doc – prof&lau
COLÉGIO OFICINA
25
MATEMÁTICA – 48 a 55
48.
A tabela apresentada mostra a massa m de uma substância radioativa após um tempo t.
Se a relação entre essas grandezas é dada pela lei de decaimento m(t) = c. 2– k.t, em que c e k são constantes, então o valor
que falta para completar a tabela é
a) 68
b) 70
c) 72
d) 75
e) 77
49. Em um experimento, verificou-se que uma substância radioativa se decompunha de acordo com a regra
-t
M(t) = 1215.3 , em que M é a massa (em gramas) restante t horas após o início do experimento. Medindo a massa
T horas após o início, e novamente uma hora depois, observou-se uma redução de 10 gramas na massa.
Assim, o valor de T é igual a
a) 3
b) 4
c) 5
d) 6
e) 7
50. O conjunto solução da inequação 2 x
2 1

4
2x
é
3

a) x  R ;  2  x  
2

5

b) x  R ; x  2 ou x  
2

5


c) x  R ;  x  x  2 
2


5


d) x  R ; x  ou x  2 
2


e) R
2015Salvador/3ªs/Provas/I unid/20150415_GABARITO da 4ª Aval_1ªUnid_COM ING_ESP.doc – prof&lau
COLÉGIO OFICINA
26
51. Sobre funções, equações e inequações, no universo real, considere as afirmativas:
I. Se k .x  h  0 e k  0 então x 
h
.
k
II. O conjunto solução da inequação x 
5
 3 é vazio.
x 1
III. Se a função quadrática f(x) = ax2 + 4x + c admite máximo 5 no ponto de abscissa 1, então 3a + 2c = 0.
Podemos afirmar:
a)
b)
c)
d)
e)
somente a afirmativa I é verdadeira.
somente a afirmativa II é verdadeira.
somente a afirmativa III é verdadeira.
todas as afirmativas são falsas.
somente uma afirmativa é falsa.
52. Sobre a equação 25 – x + 2x = 12, assinale a alternativa verdadeira:
a)
b)
c)
d)
e)
Apresenta uma única solução, e esta é um número natural.
Apresenta uma única solução, e esta é um número inteiro negativo.
Apresenta duas soluções distintas que são números pares.
Apresenta duas soluções distintas que são números inteiros consecutivos.
Não tem soluções inteiras.
53. Uma equipe de especialistas do centro meteorológico de uma cidade mediu a temperatura do ambiente, sempre no
mesmo horário, durante 15 dias intercalados, a partir do primeiro dia de um mês. Este tipo de procedimento é
frequente, uma vez que os dados coletados servem de referência para estudos e verificação de tendências climáticas
ao longo dos meses e anos.
As medições ocorridas nesse período estão indicadas no quadro:
Dia do mês
1
3
5
7
9
11
13
15
17
19
21
23
25
27
29
Temperatura (em ºC)
15,5
14
13,5
18
19,5
20
13,5
13,5
18
20
18,5
13,5
21,5
20
16
2015Salvador/3ªs/Provas/I unid/20150415_GABARITO da 4ª Aval_1ªUnid_COM ING_ESP.doc – prof&lau
COLÉGIO OFICINA
27
Em relação à temperatura, os valores da média, mediana e moda são, respectivamente, iguais a
a) 17 ºC, 17 ºC e 13,5 ºC
b) 17 ºC, 18 ºC e 13,5 ºC
c) 17 ºC, 13,5 ºC e 18 ºC
d) 17 ºC, 18 ºC e 21,5 ºC
e) 17 ºC, 13,5 ºC e 21,5 ºC
54. A quantia de 850 reais deve ser repartida em três parcelas que são inversamente proporcionais aos números 10, 8 e 5.
Qual é o valor de cada parcela?
a) 200 reais, 250 reais e 400 reais.
b) 100 reais, 200 reais e 300 reais.
c) 150 reais, 220 reais e 350 reais.
d) 80 reais, 150 reais e 310 reais.
e) 300 reais, 500 reais e 420 reais.
55. O Canal do Panamá tem 82 km de extensão. No mapa abaixo, cada centímetro corresponde a 20 km reais. Quantos
centímetros representam a extensão do Canal do Panamá nesse mapa?
a) 4,0 cm
b) 3,0 cm
c) 4,1 cm
d) 5,0 cm
e) 6,0 cm
2015Salvador/3ªs/Provas/I unid/20150415_GABARITO da 4ª Aval_1ªUnid_COM ING_ESP.doc – prof&lau
COLÉGIO OFICINA
28
INGLÊS – 56 a 60
Questões 56 a 60
05
10
15
20
25
The idea of “cittaslow” or “slow cities” was inspired
by the Slow Food movement, and it was started by the
mayor of the small Italian town of Greve in Chianti. The
aim of slow cities is to make our towns places where
people enjoy living and working, and where they value
and protect the things that make the town different.
Towns that want to become a Slow City have to reduce
traffic and noise, increase the number of green areas,
plant trees, build pedestrian areas, and promote local
businesses and traditions.
Many other small towns in Italy have joined the
movement, and it has spread to other countries all over
the world. Aylsham in the UK recently became a slow
city, and most people are delighted.
“Slow cities are about having a community life in
the town, so people don’t come home from work,
shut their doors and that’s it,” said a local resident.
“It is not ‘slow’ as in ‘stupid.’ It is ‘slow’ as in the
opposite of ‘frantic’ and ‘stressful.’ It is about
quality of life.”
But not everybody in Aylsham is happy. For
teenagers, who have to go 25 kilometers to Norwich, the
nearest city, to buy tennis shoes or CDs, living in a slow
city is not very attractive. “It’s all right here,” says Lewis
Cook, 16. “But if you want excitement, you have to go
to Norwich. We need more things here for young people.”
Oxenden, C. & Latham-Koenig, C. American English File,
Student Book, p. 71.
56. _________ is absolutely essential for a town to
become a Slow City.
According to the text, the only alternative that does
not complete this blank correctly is
a)
b)
c)
d)
Protecting landmarks.
Cutting down on traffic.
Preserving old customs.
Encouraging reforestation.
e) Attracting foreign investment.
2015Salvador/3ªs/Provas/I unid/20150415_GABARITO da 4ª Aval_1ªUnid_COM ING_ESP.doc – prof&lau
57. Fill in the parentheses with T (True) or F (False).
About Aylsham in the United Kingdom, it’s correct
to say:
( ) It has just become a Slow City.
( ) Some people there are against the movement.
( ) Local teenagers don’t mind going to
neighboring cities in search of excitement.
( ) Its people are aware that, so far, the slow
movement has been restricted to European
countries.
The correct sequence, from top to bottom, is
a)
b)
c)
d)
e)
TTTT
TFFT
TTFF
FFTT
FTTF
58. The alternative containing a pair of opposites is
a)
b)
c)
d)
e)
“enjoy” (. 5) – like.
“spread” (. 12) – moved.
“recently” (. 13) – lately.
“shut” (. 17) – close.
“the nearest” (. 22-23) – the farthest.
59. “It is not ‘slow’ as in ‘stupid.’ It is ‘slow’ as in the
opposite of ‘frantic’ and ‘stressful.’” (. 18-19)
The function word “as” in these sentences has been
used for
a)
b)
c)
d)
giving reason for something.
describing the condition for something to happen.
saying that something is done in the same way.
mentioning that something has already been
talked about.
e) saying that something happens at the same time
as something else does.
60. Considering language use in the text, it’s correct to say:
a)
b)
c)
d)
e)
“our” (. 4) is a possessive pronoun.
The pronoun “they” (. 5) refers to “places” (. 4).
“it” (. 12) is an objective pronoun.
“recently” (. 13) is an adjective.
The Word “tennis” (. 23) functions as an
adjective.
COLÉGIO OFICINA
29
ESPANHOL – 56 a 60
Los impresionistas llegan a Río
Después de una temporada de éxito en São Paulo, donde hubo sesiones extras de madrugada por dos fines
de semana seguidos, llega a Río la exposición más esperada del año en Brasil: los impresionistas del Musée
d’Orsay. La exposición “Impresionismo Paris y la Modernidad” trae 85 obras de los grandes expertos: PierreAuguste Renoir, Vicent van Gogh, Paul Cézanne, Édouard Manet, Claude Monet, Paul Gauguin y Edgar Degas,
que
contemplan la modernidad de la París del final del siglo XIX.
05
La muestra hace parte de la estrategia de proyección internacional del Musée d’Orsay al igual que a otros
grandes museos como el Louvre o el Guggenheim de Nova York. Hay que reconocer que esta es una gran oportunidad
para los apasionados del arte y para quienes estén en Río hasta el término de su temporada, en enero de 2013.
56. El objetivo central del texto es:
a)
b)
c)
d)
e)
cuestionar la importancia del arte impresionista en el mundo.
comparar diversos museos de proyección internacional.
criticar la forma de expresión artística de algunos pintores famosos.
concienciar sobre la importancia del arte desde la infancia.
informar sobre una exposición artística que se realizará en Brasil.
57. Según el primer párrafo del texto, se puede inferir que:
a)
b)
c)
d)
e)
hubo muchos visitantes a la exposición de los impresionistas en Río.
la exposición ha sido un fracaso en Río si comparada a la de São Paulo.
muchas personas han visitado la exposición en São Paulo.
el número de sesiones planeadas para el evento en São Paulo fueron suficientes para el público.
se expondrán 85 obras del mismo pintor impresionista.
58. El segundo párrafo del texto nos permite concluir que:
a)
b)
c)
d)
e)
el Musée d’Orsay es pionero en buscar una proyección internacional.
el objetivo del Musée d’Orsay es propiciar que las personas tengan acceso al arte.
la exposición en Río fue organizada por los grandes museos Louvre y Guggenheim.
la idea es llevar esta misma exposición a otras ciudades como Nova York.
el Musée d’Orsay, con más esta exposición, está intentando lograr envergadura internacional como el Louvre o
el Guggenheim.
59. Sobre los aspectos lingüísticos del texto, se puede afirmar que:
a)
b)
c)
d)
e)
“los” (ℓ. 2) es la forma plural del artículo neutro “lo”.
“siglo” (ℓ. 5) es un período de diez años.
“Hay” (ℓ. 7) denota obligación.
“arte” (ℓ. 8) es un sustantivo masculino.
“es” (ℓ. 7) corresponde al verbo “ser” en la 2ª persona del singular.
60. Es una palabra heterosemántica:
a)
b)
c)
d)
e)
“éxito” (ℓ. 1)
“muestra” (ℓ. 6)
“oportunidad” (ℓ. 7)
“hasta” (ℓ. 8)
“expertos” (ℓ. 3)
2015Salvador/3ªs/Provas/I unid/20150415_GABARITO da 4ª Aval_1ªUnid_COM ING_ESP.doc – prof&lau
COLÉGIO OFICINA
30
GABARITO
 PORTUGUÊS – 01 a 12
 HISTÓRIA – 13 a 19
 GEOGRAFIA – 20 a 26
01. Tipo 1: E
13. Tipo 1: C
20. Tipo 1: D
27. Tipo 1: D
02. Tipo 1: C
14. Tipo 1: A
21. Tipo 1: B
28. Tipo 1: B
03. Tipo 1: C
15. Tipo 1: C
22. Tipo 1: D
29. Tipo 1: A
04. Tipo 1: D
16. Tipo 1: B
23. Tipo 1: D
30. Tipo 1: B
05. Tipo 1: C
17. Tipo 1: C
24. Tipo 1: E
31. Tipo 1: B
06. Tipo 1: C
18. Tipo 1: D
25. Tipo 1: E
32. Tipo 1: D
07. Tipo 1: D
19. Tipo 1: C
26. Tipo 1: C
33. Tipo 1: D
 BIOLOGIA – 27 a 33
08. Tipo 1: E
09. Tipo 1: C
10. Tipo 1: D
11. Tipo 1: E
12. Tipo 1: E
 FÍSICA – 34 a 40
 QUÍMICA – 41 a 47
 MATEMÁTICA – 48 a 55
 INGLÊS – 56 a 60
34. Tipo 1: C
41. Tipo 1: E
48. Tipo 1: C
56. Tipo 1: E
35. Tipo 1: A
42. Tipo 1: D / E
49. Tipo 1: B
57. Tipo 1: C
36. Tipo 1: E
43. Tipo 1: D
50. Tipo 1: A
58. Tipo 1: E
37. Tipo 1: E
44. Tipo 1: E
51. Tipo 1: C
59. Tipo 1: C
38. Tipo 1: C
45. Tipo 1: E
52. Tipo 1: D
60. Tipo 1: E
39. Tipo 1: D
46. Tipo 1: D
53. Tipo 1: B
40. Tipo 1: A
47. Tipo 1: C
54. Tipo 1: A
55. Tipo 1: C
 ESPANHOL – 56 a 60
56. Tipo 1: E
57. Tipo 1: C
58. Tipo 1: E
59. Tipo 1: C
60. Tipo 1: E
2015Salvador/3ªs/Provas/I unid/20150415_GABARITO da 4ª Aval_1ªUnid_COM ING_ESP.doc – prof&lau

Documentos relacionados

4ª Avaliação

4ª Avaliação ALUNO(A): __________________________________________________________________________ N°.: ______ 3ª SÉRIE-E.M.

Leia mais

GABARITO DA SEGUNDA AVALIAÇÃO DA UNIDADE

GABARITO DA SEGUNDA AVALIAÇÃO DA UNIDADE ALUNO(A): __________________________________________________________________________ N°.: ______ 3ª SÉRIE-E.M.

Leia mais

1ª Avaliação

1ª Avaliação ALUNO(A): __________________________________________________________________________ N°.: ______ 3ª SÉRIE-E.M.

Leia mais