Dezembro 2009

Сomentários

Transcrição

Dezembro 2009
Informações Suplementares
ao Relatório de Análise
Econômica e Financeira
Dezembro
2009
1
BRADESCO CONSOLIDADO
Sumário
Sumário
Capítulo
1 – Informações Corporativas ................................................................................................................................... 3
Organograma Societário ................................................................................................................................. 4
Organograma Funcional .................................................................................................................................. 6
Principais Ratings ............................................................................................................................................ 8
Principais Rankings ....................................................................................................................................... 10
Segmentação do Mercado ............................................................................................................................ 10
Bradesco Corporate ...................................................................................................................................... 10
Bradesco Empresas ...................................................................................................................................... 10
Bradesco Private ........................................................................................................................................... 12
Bradesco Prime ............................................................................................................................................. 12
Bradesco Varejo ............................................................................................................................................ 13
Banco Postal e Bradesco Expresso .............................................................................................................. 13
Rede de Atendimento .................................................................................................................................... 16
Canais de Atendimento Bradesco Dia & Noite .............................................................................................. 18
Clientes Correntistas ..................................................................................................................................... 24
Contas de Poupança ..................................................................................................................................... 24
Recursos Administrados ................................................................................................................................ 25
Gerenciamento de Riscos ............................................................................................................................. 25
Cartões .......................................................................................................................................................... 49
Área Internacional.......................................................................................................................................... 52
Soluções de Cash Management ................................................................................................................... 56
Serviços Qualificados para o Mercado de Capitais....................................................................................... 58
Processos Corporativos ................................................................................................................................ 61
Reconhecimentos .......................................................................................................................................... 65
2 – Responsabilidade Socioambiental ................................................................................................................... 66
A Organização Bradesco e a Responsabilidade Socioambiental ................................................................. 67
Recursos Humanos ....................................................................................................................................... 73
Treinamento e Desenvolvimento ............................................................................................................... 83
Fundação Bradesco....................................................................................................................................... 90
Programa Bradesco Esportes e Educação ................................................................................................... 96
Eventos Socioculturais .................................................................................................................................. 97
Balanço Social – Exercícios de 2009 e de 2008 .......................................................................................... 98
3 – Empresas Operacionais ................................................................................................................................. 100
Bradesco Consórcios .................................................................................................................................. 101
Banco Bradesco Financiamentos ................................................................................................................ 109
Bradesco S.A. Corretora de Títulos e Valores Mobiliários .......................................................................... 111
Banco Bradesco BBI ................................................................................................................................... 114
Bradesco Arrendamento Mercantil - Leasing .............................................................................................. 117
4 – Relatório dos Auditores Independentes ...................................................................................................... 119
Relatório dos Auditores Independentes sobre a Revisão Limitada das Informações Contábeis
Suplementares incluídas no Relatório de Análise Econômica e Financeira ............................................... 120
2
BRADESCO CONSOLIDADO
Capítulo 1 – Informações Corporativas
1 – Informações Corporativas
3
BRADESCO CONSOLIDADO
Capítulo 1 – Informações Corporativas
• Organograma Societário
Principais Acionistas
(1) A administração do Bradesco (Diretoria e Conselho de Administração) compõe a Mesa Regedora da Fundação Bradesco, Órgão
Deliberativo máximo desta Entidade
Data-base: 31.12.2009
4
BRADESCO CONSOLIDADO
Capítulo 1 – Informações Corporativas
Principais Controladas e Coligadas
Data-base: 31.12.2009
5
BRADESCO CONSOLIDADO
Capítulo 1 – Informações Corporativas
• Organograma Funcional
Assembleia Geral de Acionistas
Conselho Fiscal
Conselho da Administração
Lázaro de Mello Brandão – Presidente
Antônio Bornia – Vice Presidente
Mário da Silveira Teixeira Júnior
Márcio Artur Laurelli Cypriano
João Aguiar Alvarez
Denise Aguiar Alvarez
Luiz Carlos Trabuco Cappi
Carlos Alberto Rodrigues Guilherme
Ricardo Espírito Santo Silva Salgado
Auditoria Interna
Comitê de Auditoria
Comitê de Controles Internos e
Compliance
Comitê de Gestão Integrada de Riscos
e Alocação de Capital
Comitê de Conduta Ética
Comitê de Remuneração
Diretor–Presidente
Luiz Carlos Trabuco Cappi
– Governança de TI
Aurélio Conrado Boni
TI - Tecnologia
Laércio Albino Cezar
Maurício Machado de Minas
Cartões e Financeira
Arnaldo Alves Vieira
– Processamento e
Comunicação de Dados
– Serviços Centralizados
– TI Grupo Segurador
– Desenvolvimento de
Sistemas
– Nova Arquitetura de
Sistemas
– Tecnologia do Negócio
– Pesquisa e Inovação
Tecnológica
– Bradesco Cartões
– BF Promot. de Vendas (Bradesco
Financiamentos-“Finasa”)
– Visanet, Visa Vale e Fidelity
Gestão Corporativa
Milton Matsumoto
Crédito e Financiamentos
Sérgio Socha
– Crédito
– Empréstimos e Financiamentos
– Leasing
Tesouraria, Finanças,
Estudos
Econômicos e Investimentos
Julio de Siqueira Carvalho de
Araujo
– Tesouraria
– Pesquisa e Estudos Econômicos
– Jurídico
– Controles Internos e
Compliance
– Gestão de Riscos
– Ouvidoria
– Segurança Corporativa
– Secretaria Geral
– Investimentos
– Recursos Humanos
Gestão de Pessoas, O&M e
PMO
José Luiz Acar Pedro
Banco de Investimento,
Corretoras, Securities e
Private
Norberto Pinto Barbedo
– Treinamento
– Organização e Métodos
–Tarifas sobre Serviços (Suporte)
– BBI
– Câmbio
– Corretoras no País
– Bradesco Securities
– Agências e Subsidiárias no Exterior
– Private
6
BRADESCO CONSOLIDADO
Controladoria
Domingos Figueiredo de Abreu
Capítulo 1 – Informações Corporativas
– Contadoria Geral
– Planejamento, Orçamento e Controle
– Auditoria Fiscal (Gestão Fiscal)
– Relações com o Mercado
• Relações com Investidores
• Responsabilidade Socioambiental
– Patrimônio
Suporte Operacional,
Consórcio e
Promotora de Vendas
José Alcides Munhoz
Administração de Recursos
de Terceiros e Produtos e
Serviços
José Guilherme Lembi de Faria
Rede de Atendimento
Odair Afonso Rebelato
– Compras
– Segurança, Transportes e Numerário
– Controle Operacional
– Consórcios
– BP – Promotora de Vendas (Bradesco
Promotora)
– BRAM
– Comercialização de Produtos e Serviços
– Varejo
– Prime
– Postal
– Bradesco Expresso
– PAAs, PABs e PAEs
Marketing, Custódia,
Tarifas e Recuperação de
Crédito
Ademir Cossiello
– Marketing
Empresas e Corporate
Sérgio Alexandre Clemente
– Empresas
– Corporate
– Planejamento e Operações PJ
Canais de Atendimento e
Inteligência Competitiva
Candido Leonelli
– Ações e Custódia
– Recuperação de Créditos
– Tarifas sobre Serviços (Gestor)
– Bradesco Dia & Noite (Internet PF e PJ,
Autoatendimento, Fone Fácil e Bradesco
– Para Relacionamento com Clientes (POBJGestor)
– Scopus Serviços
– Scopus Soluções
– Vida e Previdência
Seguros, Previdência e
Capitalização
Marco Antonio Rossi
– Auto/RE
– Saúde, Dental e Mediservice
– Capitalização
– BSP - Affinity
Data-base: 31.12.2009
7
BRADESCO CONSOLIDADO
Capítulo 1 – Informações Corporativas
• Principais Ratings
a) Banco
FITCH RATINGS
MOODY´S INVESTORS SERVICE
Escala Global
Moeda Estrangeira (1)
Escala Nacional
Moeda Local (1)
IDR –
Probabilidade de
Inadimplência do
Emissor C. Prazo
IDR –
Probabilidade de
Inadimplência do
Emissor L.Prazo
IDR –
Probabilidade de
Inadimplência do
Emissor C. Prazo
Nacional (1)
Individual
Suporte
IDR –
Probabilidade de
Inadimplência do
Emissor L. Prazo
A
1
AAA
F1
AAA
F1
A/B
2
AA
F2
AA
F2
AA(bra)
B
3
A
F3
A
F3
B/C
4
BBB
B
BBB+
C
5
BB
C
C/D
B
D
CCC
D/E
E
Escala Global
Depósito Moeda
Estrangeira
Dívida
Moeda
Estrangeira
L. Prazo C. Prazo L. Prazo
C. Prazo L. Prazo
(2)
(2)
STANDARD & POOR’S
Escala Nacional
Depósito Moeda
Local
Moeda Local
L. Prazo C. Prazo L. Prazo C. Prazo
(2)
(2)
Aaa
P-1
Aaa
Aaa
F2(bra)
Aa
P-2
Aa
Aa
P-2
Aa.br
A(bra)
F3(bra)
A
A
A1
P-3
B
BBB(bra)
B(bra)
Baa3
Baa2
Baa
NP
BB
C
BB(bra)
C(bra)
Ba
Ba
Ba
RD
B
D
B(bra)
D(bra)
B
B
D
CCC
CCC(bra)
Caa
CC
CC
CC(bra)
C
C
C(bra)
RD
RD
D
D
Escala Global – Rating de Contraparte
Força
Financeira
Moeda Estrangeira
Moeda Local
AUSTIN RATING
Escala Nacional
Rating de
Contraparte
L. Prazo C. Prazo L. Prazo C. Prazo L. Prazo C. Prazo
(1)
(1)
(1)
Escala Nacional
Longo
Prazo
(1)
AAA
A-1
AAA
A-1
brAAA
brA-1
BR-2
A-
AA
A-2
AA
A-2
brAA
brA-2
AA
A.br
BR-3
B+
A
A-3
A
A-3
brA
brA-3
Baa.br
BR-4
B
BBB
B
BBB
B
brBBB
Ba.br
B-
BB
B-1
BB
B-1
B
B.br
C+
B
B-2
B
Caa
Caa
Caa.br
C
CCC
B-3
Ca
Ca
Ca
Ca.br
C-
CC
C
C
C
C
C.br
Escala
Global
Rating de
Emissor (1)
AAA
AAA
A-2
AA
AA
A
A-3
A
A
brB
BBB
B
BBB
BBB-
brBB
brC
BB
C
BB
BB
B-2
brB
brSD
B
D
B
B
CCC
B-3
brCCC
brD
CCC
CCC
CCC
CC
C
brCC
CC
CC
CC
D+
brSD
C
C
C
DDD(bra)
D
brD
DD(bra)
D-
D(bra)
E+
AAA(bra) F1+(bra)
A
Curto
Prazo
Governança
Corporativa
(3)
R & I Inc.
P-3
NP
P-1
Aaa.br
BR-1
A-1
AAA
E
Rating
Soberano
do Brasil
BBB-
F3
BBB-
Baa3
BBB-
A-3
BBB+
A-2
brAAA
BBB-
Os ratings concedidos ao Bradesco correspondem aos mais altos índices de avaliação atribuídos a bancos brasileiros.
(1) Sinais de mais (+) e de menos (-) são utilizados para identificar uma melhor ou pior posição dentro de uma mesma escala de rating.
(2) São acrescentados modificadores numéricos 1, 2 e 3 a cada classificação genérica de Aa a Caa, denotando de menor a maior risco na mesma categoria.
Este é o primeiro rating de governança corporativa concedido na América Latina. A avaliação reconhece que o Bradesco adota ótimas práticas de governança corporativa, com uma política de
(3)
relacionamento marcada por alto grau de qualidade, transparência e ética.
Ratings considerados especulativos ou abaixo do nível satisfatório de risco (na coluna em que se encontram).
8
BRADESCO CONSOLIDADO
Capítulo 1 – Informações Corporativas
b) Seguradora e Capitalização
Seguros
Fitch Ratings
Capitalização
Standard & Poor’s
Standard & Poor’s
Escala Nacional
Escala Global
Escala Nacional
Escala Nacional
Rating Nacional de Força
Financeira de
Seguradora(1)
Rating Internacional de
Força Financeira de
Seguradora(1)
Rating de Capacidade
Financeira América
Latina(1)
Rating de Emissor
América Latina(1)
AAA(bra)
AAA
brAAA
brAAA
AA(bra)
AA
brAA
brAA
A(bra)
A
brA
brA
BBB(bra)
BBB+
brBBB
brBBB
BB(bra)
BB
brBB
brBB
B(bra)
B
brB
brB
CCC(bra)
CCC
brCCC
brCCC
CC(bra)
CC
brCC
brCC
C(bra)
C
brSD
brSD
DDD(bra)
DDD
brD
brD
DD(bra)
DD
D(bra)
D
(1)
Sinais de mais (+) e menos (-) são utilizados para identificar uma melhor ou pior situação dentro de uma mesma
escala de rating.
Ratings considerados especulativos ou abaixo do nível satisfatório de risco (na coluna em que se encontram).
Em 22 de setembro de 2009, a agência de classificação de risco Moody´s Investors Service (“Moody´s”) elevou
os ratings de dívida do governo brasileiro (ratings soberanos) em moeda local e estrangeira de Ba1 para Baa3,
grau de investimento. Segundo a Moody´s, tal medida foi um reconhecimento da capacidade de absorção de
choques e da forte flexibilidade econômica e financeira do País, entre outros elementos.
Em consequência dessa medida e na mesma data, a Moody´s elevou alguns de nossos ratings, como segue: o
rating de depósito de longo prazo em moeda estrangeira, de Ba2 para Baa3 (grau de investimento), o rating de
depósito de curto prazo em moeda estrangeira, de Not Prime (NP) para Prime-3 (P-3) e o rating de dívida de
longo prazo em moeda estrangeira de Baa3 para Baa2.
Em linhas gerais, um rating em grau de investimento denota que a instituição é considerada de baixo risco e
que tem condições de honrar com seus compromissos externos, independentemente dos movimentos do
governo.
O Rating soberano de um país é uma avaliação sobre a capacidade e a vontade daquele país em honrar todas
as suas obrigações existentes e futuras até o vencimento.
9
BRADESCO CONSOLIDADO
Capítulo 1 – Informações Corporativas
• Principais Rankings
Fonte
Pesquisa “Forbes The World’s
Leading Companies”
Pesquisa “Forbes The World’s
Leading Companies”
Pesquisa “Forbes The World’s
Leading Companies”
Pesquisa “Forbes The World’s
Leading Companies”
Critério
Posição
Data da
Divulgação
Bancos/Forbes 2000*
1° (Brasil)
Março de 2009
Bancos/Forbes 2000*
22° (Mundo)
Março de 2009
Geral/Forbes 2000*
3° (Brasil)
Março de 2009
Geral/Forbes 2000*
78º (Mundo)
Março de 2009
(*) Forbes 2000: as companhias são classificadas na lista The World’s Leading Companies de acordo com um critério
composto, em que são considerados receita, lucro, ativo e valor de mercado.
• Segmentação do Mercado
Direcionando suas ações para o relacionamento, o processo de segmentação no Bradesco alinha-se à
tendência de mercado que consiste em reunir grupos de clientes de um mesmo perfil, permitindo, assim,
atendimento diferenciado e crescentes ganhos de produtividade e rapidez. Tal processo proporciona ao Banco
maior flexibilidade e competitividade na execução de sua estratégia de negócios, dando dimensão às
operações, tanto para pessoas físicas e jurídicas, em termos de qualidade e especialização, quanto para
demandas específicas das mais diversas faixas de clientes.
• Bradesco Corporate
Missão e Valores
A missão do Bradesco Corporate é buscar a excelência na gestão de clientes, antecipando soluções e
estabelecendo vínculos duradouros, perpetuando a geração de riqueza para nossos acionistas, colaboradores
e a comunidade.
O Bradesco Corporate contempla valores que permeiam o trabalho desenvolvido no dia a dia. São eles:
−
−
−
−
−
−
−
trabalho em equipe;
busca contínua por inovação e excelência no atendimento a clientes;
transparência em todas as ações;
compromisso com o autodesenvolvimento;
aderência às orientações estratégicas;
criatividade, flexibilidade e iniciativa; e
agilidade na entrega aos clientes.
Histórico e Conquistas
Em 1999, o segmento Corporate foi instituído com o objetivo de atender aos clientes do seu mercado-alvo.
Pautado em uma concepção “de cliente” e não “de produto”, esta vertente mantém uma gestão de
relacionamento centralizada, oferecendo, além dos produtos tradicionais, soluções estruturadas – Tailor Made
e de Mercado de Capitais, por meio de Gerentes que possuem visões de risco, mercado, setores econômicos e
relacionamento.
10
BRADESCO CONSOLIDADO
Capítulo 1 – Informações Corporativas
O compromisso absoluto do Bradesco Corporate com a qualidade, essência de um trabalho de longo prazo, foi
ganhando reconhecimento a partir do ano 2000, com a conquista da certificação ISO 9001:2000, referência de
excelência em eficiência na prestação de serviços avaliada pelos clientes. A partir da adoção de práticas
consagradas pelo mercado, seu Sistema de Gestão vem se aperfeiçoando. Prova disto foi a conquista, em
2006, do Prêmio Gestão Banas de Qualidade; em 2007, do Prêmio Paulista de Qualidade da Gestão –
Medalha de Ouro, que reconhece empresas que se utilizam das melhores práticas de excelência em gestão,
eficiência e qualidade; e em 2008, do troféu Governador do Estado de Excelência da Gestão, prêmio máximo
no estado de São Paulo, entregue à empresa que melhor utiliza os critérios de excelência mundial.
A preocupação em buscar soluções com alto valor agregado para a Instituição está refletido por meio das
parcerias com grandes redes varejistas para financiamento de pessoas físicas, viabilizadas em função do
relacionamento, do entendimento da cadeia produtiva, do setor econômico e da sinergia entre os segmentos do
Banco.
Os recursos administrados de ativos (créditos, títulos e fianças) e passivos (depósitos, fundos e carteiras)
totalizaram R$ 185,6 bilhões.
Mercado-alvo
Os 1.213 grupos econômicos que constituem o mercado-alvo do Bradesco Corporate, composto, em sua
maioria, por grandes grupos que apresentam faturamento acima de R$ 350 milhões/ano, estão distribuídos em
São Paulo (Capital e Interior), Rio de Janeiro, Minas Gerais, Paraná, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Goiás,
Pernambuco e Bahia.
• Bradesco Empresas
O Bradesco Empresas foi implantado com o objetivo de atender empresas com faturamento entre R$ 30
milhões e R$ 350 milhões/ano, por meio de suas 68 Agências exclusivas presentes nas principais capitais
brasileiras e posicionadas estrategicamente no Território Nacional da seguinte forma: Sudeste (41), Sul (16),
Centro-Oeste (4), Nordeste (5) e Norte (2).
Visa oferecer o melhor gerenciamento dos negócios como: Empréstimos, Financiamentos, Investimentos,
Comércio Exterior, Operações de Hedge, Cash Management e Operações Estruturadas, buscando a satisfação
dos seus clientes e resultados para a Organização.
A equipe do Bradesco Empresas conta com 375 Gerentes inseridos no Programa de Certificação da Anbima,
além de 145 Gerentes Assistentes, atendendo, de modo personalizado, em média 37 grupos econômicos por
Gerente de Relacionamento. Isto resulta em 12.067 grupos econômicos em todos os setores da economia.
O Bradesco Empresas administra recursos, entre operações de crédito, depósitos, fundos e cobrança, na
ordem de R$ 58,4 bilhões.
Na busca constante do aprimoramento da excelência em gestão, o Departamento Bradesco Empresas e a
Agência Empresas Santo Amaro possuem, respectivamente, a certificação da NBR ISO 9001:2000 no escopo
“Gestão do Relacionamento com Clientes do Segmento Bradesco Empresas” e “Relacionamento com Clientes
do Bradesco Empresas da Agência Empresas Santo Amaro – SP”, da Fundação Carlos Alberto Vanzolini. Pela
manutenção efetiva dos modelos de gestão, em novembro de 2008, tais escopos foram re-certificados na
norma pela mesma Fundação.
Destacamos, ainda, o reconhecimento pelo Instituto Paulista de Excelência e Gestão (IPEG) ao Bradesco
Empresas, com o Prêmio Paulista de Qualidade em Gestão (PPQG), ciclo 2008, atestando o compromisso do
Banco com qualidade no atendimento e a satisfação do cliente.
11
BRADESCO CONSOLIDADO
Capítulo 1 – Informações Corporativas
• Bradesco Private
O Bradesco Private Banking, composto por profissionais altamente qualificados e especializados, oferece a
seus clientes - pessoas físicas de elevado patrimônio, holdings familiares e empresas de participações, com
disponibilidade mínima de R$ 2 milhões para investimentos - exclusiva linha de produtos e serviços, visando
sempre à valorização de seu patrimônio, por meio da maximização de resultados. Para tanto, busca a solução
financeira mais adequada para cada perfil de cliente, utilizando o conceito “Tailor Made”, fornecendo
assessoria de alocação de ativos, orientação tributária e sucessória.
O Bradesco Private Banking, focado, permanentemente, na maior proximidade com a sua base de clientes,
conta com 10 escritórios, localizados nas capitais de São Paulo e Rio de Janeiro, e nas praças de Belo
Horizonte, Blumenau, Brasília, Curitiba, Fortaleza, Porto Alegre, Recife e Salvador.
O Bradesco Private é certificado tanto pela ISO 9001:2008 com escopo na “Gestão de Relacionamento de
Pessoas Físicas de Alta Riqueza Líquida”, quanto pela “[email protected]” (Data Protection Label - 2007 edition)
conferido pelo IQNet (International Quality Network) com escopo na “Gestão de Privacidade de Dados
Utilizados no Relacionamento com Clientes de Alta Riqueza Liquida”. Foi reconhecido pela revista Euromoney,
janeiro de 2009, pelo segundo ano consecutivo, como o melhor Private Banking do Brasil.
• Bradesco Prime
O Bradesco Prime apresenta o conceito inovador de relacionamento entre banco e cliente, tendo como
público-alvo pessoas físicas com renda a partir de R$ 6 mil ou com investimento igual ou superior a R$ 70 mil.
Oferece um relacionamento muito mais completo, por meio do atendimento personalizado, compromisso com a
qualidade dos produtos e serviços, e dedicação integral às necessidades de seus Clientes. A proposta de valor
do segmento pauta-se nas seguintes premissas:
- Atendimento Personalizado: prestado por Gerentes de Relacionamento, profissionais qualificados e
certificados pela ANBIMA (Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais) e
dedicados a prestar assessoria financeira completa, que administram uma carteira reduzida de clientes.
- Espaços Exclusivos: o cliente Prime conta com uma rede de Agências Exclusivas que oferecem todo
conforto e privacidade na hora de realizar seus negócios. Também tem à sua disposição toda a rede de
Agências Bradesco distribuídas pelo Brasil, incluindo os equipamentos de Autoatendimento – Bradesco Dia &
Noite e Banco24Horas, em todo o território nacional.
- Produtos e Serviços Exclusivos: o Prime dispõe do mais completo conjunto de produtos e serviços
diferenciados, como: Internet Banking (www.bradescoprime.com.br), Central de Atendimento, Consultor OnLine, Fundos de Investimento, Linhas Especiais de Crédito, Planos de Previdência, Cartões de Crédito, entre
outros.
- Programa de Fidelidade Bradesco Prime: criado para valorizar ainda mais o relacionamento do Cliente com
o Banco. Ao adquirir produtos e serviços, são acumulados pontos que podem ser convertidos em benefícios
tais como: 12 dias sem juros no cheque especial; até 40% de redução na taxa do cheque especial e redução
de até 100% nas Cestas de Serviços Bradesco Prime.
Além dos diferenciais já comentados, destacamos a PrimeTV. Lançada em julho de 2009, é um canal exclusivo
de TV, totalmente digital, via satélite, com alta definição de imagem e qualidade de som. A nova tecnologia
possibilitou a criação de uma grade de programação personalizada e específica para o cliente Prime. A
programação é diversificada e inclui jornalismo, economia, artes, entretenimento, além de notícias do mercado
financeiro, que se intercalam com comerciais, divulgação de produtos, serviços e eventos do PrimeArts.
12
BRADESCO CONSOLIDADO
Capítulo 1 – Informações Corporativas
Ao longo de sua existência, investindo em tecnologia, no aprimoramento do relacionamento com os clientes e
na capacitação de seus profissionais, o Prime conquistou posição de destaque no mercado brasileiro de alta
renda e consolidou-se como o maior segmento em rede de atendimento, com 259 Agências estrategicamente
posicionadas para atender mais de 419.250 clientes.
Desde 2005, o Departamento Bradesco Prime está certificado pela Fundação Carlos Alberto Vanzolini na
norma NBR ISO 9001:2000, no escopo “Gestão do Segmento Bradesco Prime”, o que fortalece o compromisso
do Banco com a melhoria contínua dos processos e a busca da satisfação dos clientes.
• Bradesco Varejo
O Bradesco é um tradicional Banco de Varejo que atende, com qualidade, a todas as camadas da população.
O esforço empreendido pela Organização está refletido na busca pela democratização dos produtos e serviços
bancários visando promover a inclusão social e a melhor distribuição de renda. São mais de 20 milhões de
clientes correntistas entre pessoas físicas e jurídicas que realizam, diariamente, milhões de transações em
nossa Rede de Atendimento.
A ampla Rede de Atendimento Bradesco estende-se por todas as regiões em diferentes horários,
proporcionando comodidade por meio das Agências, Postos de Atendimento, Agências do Banco Postal e
Bradesco Expresso, além de milhares de equipamentos de Autoatendimento.
Para tornar esse atendimento ainda mais fácil e prático, transações diárias são realizadas de maneira segura
em canais como o Fone Fácil, o Internet Banking e o Bradesco Celular. Seu diferencial é que funcionam 7 dias
por semana, dia e noite, podendo ser acessados com agilidade e confiabilidade.
O Varejo tem dispensado atenção especial ao crescimento da base de clientes e da carteira de empréstimos. A
criação de produtos e serviços financeiros sob medida para os perfis dos clientes demonstra a constante busca
pela excelência no atendimento, valorizando o estreitamento de relacionamento por meio da identificação das
necessidades de mercados e grupos específicos.
Investimos significativamente no treinamento de nossos profissionais, visando qualificá-los para atender de
maneira personalizada e eficiente, ampliando a fidelização do cliente ao Banco.
O Bradesco Varejo conta com 3.090 Agências, 2.741 Postos de Atendimento (PAB/PAE) e uma Agência
Digital, com ambiente informatizado e serviço de courier. Nesta agência, uma equipe de Gerentes qualificados
atende aos seus clientes, independentemente de sua localização geográfica, das 8 às 20 horas, 7 dias por
semana.
• Banco Postal e Bradesco Expresso
Cada vez mais o Bradesco está presente na vida do Brasileiro, onde quer que ele esteja, seja nos grandes
centros urbanos ou nas mais longínquas cidades, até então excluídas do sistema financeiro. Por meio do
Banco Postal e do Bradesco Expresso, o Banco vem contribuindo para o desenvolvimento socioeconômico de
todos os municípios, de maneira mais homogênea.
Banco Postal
O Banco Postal é a marca por meio da qual o Bradesco oferece seus produtos e serviços em parceria com a
Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos – ECT. Tem se destacado dos demais Correspondentes, pela
abrangência, portfólio de produtos e serviços ofertados e o papel social que desempenha na comunidade.
13
BRADESCO CONSOLIDADO
Capítulo 1 – Informações Corporativas
Presente em mais de 5 mil municípios brasileiros, com 6.067 agências instaladas, o Banco Postal vem abrindo
espaço para que milhões de brasileiros ingressem no sistema bancário.
Cerca de 1,8 mil agências foram instaladas em praças até então desassistidas por bancos, beneficiando
milhões de pessoas, que tiveram a oportunidade do atendimento bancário em uma instituição regulamentada e
próxima de suas residências, principalmente dos beneficiários do INSS que passaram a receber seus
benefícios nas próprias localidades onde residem, sem a necessidade de percorrer longas distâncias em
barcos ou estradas precárias e nem gastar boa parte de seus proventos no trajeto até uma agência bancária.
A expansão do Banco Postal difundiu também o uso dos cartões de débito e de crédito e a filiação de
estabelecimentos à Rede Visa, melhorando o atendimento das próprias Agências Postais.
Além dos benefícios para as populações das localidades, o Banco Postal se firmou como um importante ponto
de apoio para os clientes do Bradesco que podem realizar suas transações bancárias em todo o Brasil.
Possibilita também o desenvolvimento socioeconômico dos municípios onde está presente, na medida em que
facilita a circulação do dinheiro na própria praça, atraindo novos comerciantes e maior oferta de bens e
mercadorias.
Serviços Disponíveis:
−
−
−
−
−
−
−
−
−
Recepção e encaminhamento de propostas de abertura de contas;
Recepção e encaminhamento de propostas de empréstimos, financiamentos e cartões de crédito;
Saques em conta corrente, poupança e INSS;
Depósitos em conta corrente e poupança;
Consulta de saldo de conta corrente, poupança e INSS;
Recebimento de títulos de cobrança bancária;
Recebimento de contas de consumo;
Recebimento de tributos municipais, estaduais e federais (DARF), FGTS e GPS; e
Licenciamento de veículos dos Estados da Bahia e Rio Grande do Sul.
Quantidade de Agências do Banco Postal
2006
2007
2008
2009
Março
Junho
Setembro
Dezembro
Março
Junho
Setembro
Dezembro
Março
Junho
Setembro
Dezembro
Março
Junho
Setembro
Dezembro
5.502
5.533
5.548
5.585
5.639
5.709
5.753
5.821
5.851
5.882
5.924
5.946
5.959
6.011
6.038
6.067
14
BRADESCO CONSOLIDADO
Capítulo 1 – Informações Corporativas
Bradesco Expresso
O Bradesco Expresso tem possibilitado ao Banco ampliar sua participação no segmento de correspondente,
por meio de parcerias firmadas com supermercados, farmácias, magazines, lojas de departamentos e outras
redes varejistas.
Em 31 de dezembro de 2009, a Rede do Bradesco Expresso totalizava 20.200 unidades implantadas.
Além dos ganhos diretos pela remuneração recebida, há também ganhos indiretos para o lojista principalmente
pelo incremento das vendas, proporcionado pelo maior fluxo de pessoas, potenciais consumidores dos
produtos comercializados no estabelecimento, abrindo possibilidades, ainda, para fidelização do cliente.
Aos clientes e à comunidade em geral, o Bradesco Expresso proporciona a comodidade do atendimento
bancário mais próximo da residência ou do local de trabalho, em estabelecimentos com os quais se identificam
e já possuem relacionamento, e com horário de atendimento ampliado em relação ao funcionamento das
agências bancárias.
Para o Banco, trata-se do melhor caminho para se chegar aos clientes de baixa renda, em especial, a
população não bancarizada, promovendo inserção bancária, na medida em que muitas unidades são
instaladas em locais desprovidos de agências bancárias tradicionais.
Quantidade de Unidades do Bradesco Expresso
2006
2007
2008
2009
Março
Junho
Setembro
Dezembro
Março
Junho
Setembro
Dezembro
Março
Junho
Setembro
Dezembro
Março
Junho
Setembro
Dezembro
5.038
5.748
7.039
8.113
9.084
9.699
10.657
11.539
12.381
13.413
14.562
16.061
16.710
17.699
18.722
20.200
Quantidade de transações realizadas em Correspondentes (Banco Postal + Bradesco Expresso)
– em milhares
2006
2007
2008
2009
1° Trim.
2° Trim.
3° Trim.
4° Trim.
1° Trim.
2° Trim.
3º Trim.
4° Trim.
1º Trim.
2° Trim.
3º Trim.
4º Trim.
1º Trim.
2° Trim.
3º Trim.
4º Trim.
92.103
96.921
111.566
125.560
125.558
142.133
155.368
160.477
163.528
172.937
171.131
173.777
170.207
174.230
184.010
188.422
15
BRADESCO CONSOLIDADO
Capítulo 1 – Informações Corporativas
• Rede de Atendimento
2008
Setembro
Pontos de Atendimento – Próprios
Agências
- Bradesco
- Banco BBI
- Banco Bradesco Financiamentos
- Banco Bankpar
- Banco Alvorada
- Bradesco Cartões
PABs
PAEs
PAAs
Promotora de Vendas (Filiais Bradesco Financiamentos)
Pontos Externos – Máquinas de Autoatendimento
Total dos Pontos de Atendimento – Próprios
Pontos de Atendimento – Terceiros
Pontos Assistidos da Rede Banco24Horas(*)
Banco Postal
Bradesco Promotora (Correspondentes)
Credicerto Promotora de Vendas (Filiais BMC)
Bradesco Expresso (Correspondentes)
Total dos Pontos de Atendimento – Terceiros
Total dos Pontos de Atendimento no País (Próprios +
Terceiros)
Agências no Exterior
Subsidiárias no Exterior
Total Geral de Pontos de Atendimento (País + Exterior)
Bradesco Financiamentos – Revendas Conveniadas
BMC – Lojas e Pontos de Vendas
Total de Pontos contendo Máquinas de
Autoatendimento no País – Rede Própria +
Banco24Horas (incluso no total)(*)
Máquinas de Autoatendimento
Próprias
Banco24Horas
Total de Máquinas de Autoatendimento
2009
Dezembro
Setembro
Dezembro
3.235
3.218
1
16(1)
1.185
1.561
902
216
3.074
10.173
3.359
3.339
1
15(1)
2
1
1
1.183
1.523
1.032
156
3.296
10.549
3.419
3.394
1
20
2
1
1
1.194
1.539
1.338
64
3.569
11.123
3.454
3.429
1
20
2
1
1
1.190
1.551
1.371
55
3.577
11.198
4.378
5.924
1.078
13
14.562
25.955
4.732
5.946
883
16.061
27.622
5.980
6.038
753
18.722
31.493
6.486
6.067
670
20.200
33.423
36.128
38.171
42.616
44.621
5
7
36.140
21.726
11.376
5
7
38.183
22.366
11.505
4
7
42.627
23.692
-
4
7
44.632
22.639
-
14.160
14.945
16.682
17.268
28.092
4.850
32.942
29.218
5.306
34.524
30.414
6.764
37.178
30.657
7.300
37.957
PAB (Posto de Atendimento Bancário) – posto localizado em uma empresa e que possui funcionário do Banco.
PAE (Posto de Atendimento Eletrônico em Empresas) – posto localizado em uma empresa com atendimento eletrônico.
PAA (Posto Avançado de Atendimento) – posto localizado em município desassistido de agência bancária.
(*) Em dezembro de 2009, havia 1.455 pontos sobrepostos entre a Rede Própria e a Rede Banco24Horas.
Rede de Atendimento – Quantidade de Agências
2004
3.004
2005
2.921
Dezembro
2006
2007
3.008
3.160
2008
3.359
2009
3.454
16
BRADESCO CONSOLIDADO
Capítulo 1 – Informações Corporativas
Agências do Bradesco – Market Share
Região/Estado
Norte
Acre
Amazonas
Amapá
Pará
Rondônia
Roraima
Tocantins
Total
Nordeste
Alagoas
Bahia
Ceará
Maranhão
Paraíba
Pernambuco
Piauí
Rio Grande do Norte
Sergipe
Total
Centro-Oeste
Distrito Federal
Goiás
Mato Grosso
Mato Grosso do Sul
Total
Sudeste
Espírito Santo
Minas Gerais
Rio de Janeiro
São Paulo
Total
Sul
Paraná
Rio Grande do Sul
Santa Catarina
Total
Total Geral
Bradesco
Dezembro/2008
Total do
Market Share
(1)
(%)
Mercado
Bradesco
Dezembro/2009
Total do
Market Share
Mercado(1)
(%)
5
61
5
51
20
3
16
161
37
159
33
315
95
19
92
750
13,5
38,4
15,2
16,2
21,1
15,8
17,4
21,5
5
63
5
53
21
3
16
166
41
167
37
334
101
23
96
799
12,2
37,7
13,5
15,9
20,8
13,0
16,7
20,8
13
216
96
69
22
70
8
16
13
523
131
797
385
239
186
504
128
156
168
2.694
9,9
27,1
24,9
28,9
11,8
13,9
6,3
10,3
7,7
19,4
12
218
96
70
23
70
9
17
13
528
137
822
399
246
246
534
123
165
169
2.841
8,8
26,5
24,1
28,5
9,3
13,1
7,3
10,3
7,7
18,6
36
117
66
61
280
336
581
262
239
1.418
10,7
20,1
25,2
25,5
19,7
37
122
67
63
289
343
605
282
248
1.478
10,8
20,2
23,8
25,4
19,6
42
306
301
1.237
1.886
384
1.930
1.813
6.292
10.419
10,9
15,9
16,6
19,7
18,1
43
307
306
1.291
1.947
403
1.945
2.017
6.773
11.138
10,7
15,8
15,2
19,1
17,5
199
173
137
509
3.359
1.309
1.519
904
3.732
19.013
15,2
11,4
15,2
13,6
17,7
203
178
143
524
3.454
1.356
1.578
946
3.880
20.136
15,0
13,1
15,1
13,5
17,2
(1) Fonte: Unicad – Informações sobre Entidades de Interesse do Banco Central. (em 2009, refere-se a novembro).
Rede de Atendimento – Agências – Market Share
Região
Dezembro – %
2008
2009
Norte
Nordeste
Centro-Oeste
Sudeste
Sul
Total
21,5
19,4
19,7
18,1
13,6
17,7
20,8
18,6
19,6
17,5
13,5
17,2
17
BRADESCO CONSOLIDADO
Capítulo 1 – Informações Corporativas
• Canais de Atendimento Bradesco Dia & Noite
Os clientes Bradesco possuem ampla acessibilidade para consulta de suas operações, realização de
transações financeiras e aquisição de produtos e serviços disponibilizados com alta tecnologia pelos Canais
Autoatendimento, Fone Fácil, Internet e Bradesco Celular.
Reafirmando o compromisso com a responsabilidade social, as pessoas portadoras de necessidades especiais
podem contar com os Canais de Atendimento Bradesco Dia & Noite, como segue:
− Internet Banking para deficientes visuais;
− Atendimento personalizado aos deficientes auditivos, por meio da linguagem digital no Fone Fácil; e
− Acesso para os deficientes visuais e cadeirantes no Autoatendimento.
Os Canais de Atendimento Bradesco Dia & Noite receberam o Prêmio Relatório Bancário na categoria “Política
de Segurança”, pelo uso das chaves de segurança para acesso.
Bradesco Dia & Noite – Autoatendimento
O Bradesco possui Rede Própria de Autoatendimento que, em 31 de dezembro de 2009, totalizou 30.657
máquinas, estrategicamente distribuídas por todo o País. Esta rede proporciona acesso rápido e prático ao
diversificado leque de produtos e serviços. Além disso, os clientes Bradesco portadores de cartões de conta
corrente ou poupança podem utilizar as 7.300 máquinas do Banco24Horas para operações de saque, emissão
de extratos, consulta de saldo, empréstimo e transferência entre contas.
Pontos Assistidos por Máquinas de Autoatendimento
Itens
Total Rede Própria
- Agências, PABs, PAEs e PAAs
- Pontos Externos
Total Banco24Horas
(*)
Total Geral
2008
Setembro
Dezembro
9.782
10.213
6.708
6.917
3.074
3.296
4.378
4.732
14.160
14.945
2009
Setembro
Dezembro
10.702
10.782
7.133
7.205
3.569
3.577
5.980
6.486
16.682
17.268
(*) Inclui 1.455 pontos sobrepostos entre a rede própria e Banco24Horas, em dezembro de 2009.
18
BRADESCO CONSOLIDADO
Capítulo 1 – Informações Corporativas
Distribuição da Rede de Autoatendimento
NORTE
Total de Máquinas: 1.944
NORDESTE
Total de Máquinas: 6.135
CENTRO OESTE
Total de Máquinas: 2.539
SUDESTE
Total de Máquinas: 23.215
SUL
Total de Máquinas: 4.124
Obs.: inclui máquinas do Banco24Horas.
Autoatendimento – Quantidade de Transações – milhões
Destaque do 4° trimestre de 2009
• Estão disponíveis 11.071 máquinas com o sistema de leitura biométrica "Segurança Bradesco na
Palma da Mão", com 28,0 milhões de utilizações até este período.
• Prêmio E-finance
Implantação das novas telas nas máquinas de Autoatendimento.
• Prêmio Relatório Bancário
O sistema de leitura biométrica "Segurança Bradesco na Palma da Mão", foi premiado na categoria
“Inovação”.
19
BRADESCO CONSOLIDADO
Capítulo 1 – Informações Corporativas
Bradesco Dia & Noite – Fone Fácil
O Fone Fácil possibilita acesso telefônico dia e noite, 7 dias por semana, em que o cliente, por meio de
atendimento eletrônico e personalizado, pode obter informações, realizar transações e adquirir produtos e
serviços relacionados à sua conta corrente, poupança, cartões de crédito e demais produtos disponíveis neste
canal.
Por meio de números específicos, clientes e usuários tem acesso a diversas centrais de atendimento
telefônico, sendo as principais: Internet Banking, Net Empresa, Consórcio, Previdência Privada, Bradesco
Financiamentos, Cobrança e Alô Bradesco.
Fone Fácil – Quantidade de Ligações – milhões
Fone Fácil – Quantidade de Transações – milhões
20
BRADESCO CONSOLIDADO
Capítulo 1 – Informações Corporativas
Destaques do 4° trimestre de 2009
• Disponibilização do serviço de oferta e cadastramento no DDA - Débito Direto Autorizado.
• Prêmio Padrão em Qualidade em Contact Center 2009
Premiado como a melhor empresa na qualidade das operações de Contact Center no Brasil, na
categoria “Bancos de Varejo”
• IX Prêmio ABT – A Excelência no Relacionamento com o Cliente
Premiado em 3 categorias: “campanha motivacional dos operadores”, “diferencial na qualidade do
atendimento à rede de agências” e “atendimento completo e inovador aos clientes”.
• Prêmio TOP Consumidor
Certificação TOP Consumidor, como reconhecimento às práticas satisfatórias utilizadas na
solução de problemas junto a seus consumidores.
Bradesco Dia & Noite – Internet
O Portal Bradesco é composto por um conjunto de 68 sites, sendo 48 institucionais e 20 transacionais, que
permitem a seus usuários, onde quer que estejam, acesso a diversos produtos e serviços. Os clientes e
empresas realizam suas transações com segurança utilizando o sistema de Chaves de Segurança Bradesco –
Eletrônico e Cartão.
Internet Banking – Quantidade de Usuários Cadastrados – milhões
21
BRADESCO CONSOLIDADO
Capítulo 1 – Informações Corporativas
Internet – Quantidade de Transações – milhões(*)
Serviços
Bradesco Internet Banking
ShopInvest Bradesco
Shopcredit
Bradesco Net Empresa
Bradesco Cartões
Net Empresa - Webta
Bradesco - Cidadetran
Website
www.bradesco.com.br
www.shopinvest.com.br
www.shocredit.com.br
www.bradesco.com.br
www.bradescocartoes.com.br
Web Transmissão de arquivos
www.cidadetran.com.br
Transações Realizadas
4º trimestre de 2009
441,6 milhões
4,6 milhões
12,3 milhões
211,1 milhões
32,6 milhões
1.099,8 milhões
9,9 milhões
Destaques do 4º trimestre de 2009
• Disponibilização de Teleconferência e Videochat com investidores e analistas no site de Relações com
Investidores.
• Disponibilização de relação de Feiras e Eventos no site Bradesco Rural.
• Implantação dos novos sites American Express Transacional e Bradesco Promotora.
• Lançamento do Portal Bradesco Fornecedores.
• Disponibilização do serviço de Cadastramento no DDA - Débito Direto Autorizado, nos sites Pessoa
Física e Jurídica com o envio de aviso e do título de cobrança por infoemail.
• Implantação do game investidor no site Click Conta, que ensina de forma didática usuários a investir.
• Implantação do serviço Análise de Perfil do Investidor - API no site ShopInvest que auxilia a montar
uma carteira de investimentos adequada ao perfil de cada cliente.
• Implantação do “Assistente Digital Bradesco” para auxiliar o cliente a realizar diversos tipos de
serviços.
• Implantação do Simulador de Fiança de Aluguel no site Bradesco Imóveis, que permite ao cliente
calcular valores de comissão e carta de fiança.
• Prêmio E-finance 2009:
Foram premiados na categoria Internet Banking os seguintes projetos:
9 Avisos de operações de câmbio aos clientes por e-mail;
9 Implantação do disparador automático (ON STOP) de ordens de compra e venda de ações, nova
tabela de rentabilidade e nova nota de corretagem;
9 Consulta de contrato de câmbio;
9 Implantação do novo site Bradesco Prime;
22
BRADESCO CONSOLIDADO
Capítulo 1 – Informações Corporativas
9 Implantação de cadastramento de números de celulares pré-pagos para utilização em recargas
futuras;
9 Implantação da nova sistemática para solicitação de cópia de documentos;
9 Disponibilização no site Click Conta Bradesco, de um leque completo de transações e serviços
exclusivos ao público jovem; e
9 Implantação do novo site ShopFácil Prime.
• Prêmio Intangíveis Brasil - PIB
Prêmio recebido na categoria de Tecnologia da Informação e Internet, reconhecendo as empresas que
melhor gerenciam seus ativos intangíveis e investiram na geração de valor aos acionistas, clientes,
colaboradores, fornecedores, governo e comunidades durante o ano de 2009.
• Prêmio Relatório Bancário
O site de Relações com Investidores foi premiado como o melhor da categoria.
Bradesco Dia & Noite – Bradesco Celular
O Bradesco Celular oferece consulta de saldo, extrato, agendamento e pagamento de boleto, recarga de
celular pré-pago, transferência, empréstimo, cotação e acompanhamento de ordem de compra e venda ações,
entre outros. Conta, ainda, com a proteção da Chave de Segurança Bradesco para autenticação das
transações a débito.
Além disto, disponibiliza a Recarga Direta Bradesco, serviço que permite recarregar celulares pré-pagos por
meio do próprio aparelho, mesmo se não houver créditos para efetuar ligações. Oferece também o Serviço de
Mensagens Bradesco, no qual o cliente cadastrado recebe informações de texto em seu celular sobre
transações realizadas por meio de seus cartões de crédito e débito.
Bradesco Celular – Quantidade de Transações (milhões)
Destaque do 4º trimestre de 2009
• Disponibilização de acesso, por meio do iPhone, a consultas de saldos e extratos, agendamentos e
pagamentos, transferências e recarga de celular para clientes Prime.
• Disponibilização da Click Conta Bradesco por meio do iPhone.
• Ativação da chave de segurança no Bradesco Celular.
• Lançamento do projeto piloto de M-Payment NFC - Near Field Communication.
• Prêmio Relatório Bancário
Premiação das tecnologias de recarga direta com reconhecimento de voz e projeto piloto SMS
Banking, na categoria inovação.
23
BRADESCO CONSOLIDADO
Capítulo 1 – Informações Corporativas
• Clientes Correntistas
Ao final do ano de 2009, o saldo das Contas Correntes da Organização Bradesco foi de R$ 34,6 bilhões,
representando acréscimo de 25,4% em comparação ao saldo de fechamento do 4º trimestre de 2008.
No decorrer de 2009 foram realizadas diversas melhorias em produtos e serviços relacionados às Contas
Correntes, dentre os quais destacamos a reformulação completa dos extratos de Conta Corrente para Pessoa
Jurídica disponibilizados por meio do canal Net Empresa, o lançamento do talão de cheques com 10 folhas e a
implantação do sistema automático de controle de estoque de cheques.
Destacamos, ainda, a iniciativa do Bradesco como primeira empresa brasileira a apoiar o “Programa Jovens
Embaixadores”, realizado pela Embaixada dos Estados Unidos da América no Brasil, que consiste em
proporcionar intercâmbio cultural para jovens carentes que se destacam em suas comunidades.
O ano também foi marcado pela presença do Bradesco no cenário internacional por meio do apoio a Imagine
Cup 2009, considerada a copa do mundo de informática, realizada pela Microsoft. A final da competição
ocorreu no Egito e o apoio do Bradesco à delegação brasileira foi decisivo para a conquista do melhor
resultado do País em sete edições.
Quantidade de Clientes Correntistas
Pessoa Física (PF)
Março/2008
Junho/2008
Setembro/2008
Dezembro/2008
Março/2009
Junho/2009
Setembro/2009
Dezembro/2009
18.165.395
18.744.167
18.916.545
19.006.560
19.144.466
19.304.475
19.509.294
19.727.897
Pessoa Jurídica (PJ)
Total (PF + PJ)
981.840
1.015.140
1.085.441
1.074.283
1.090.971
1.108.178
1.166.001
1.182.088
19.147.235
19.759.307
20.001.986
20.080.843
20.235.437
20.412.653
20.675.295
20.909.985
• Contas de Poupança
O saldo das Contas de Poupança da Organização Bradesco, no final de 2009, somou R$ 44,2 bilhões, com
crescimento de 16,9% sobre o saldo no mesmo período do ano anterior, representando 17,7% de participação
no mercado do SBPE – Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimos.
Depósitos de Poupança – R$ bilhões
2004
24,8
2005
26,2
Dezembro
2006
2007
27,6
32,8
2008
38,9
2009
44,2
A rentabilidade acumulada da poupança em 2009 (TR + 0,5% a.m.) foi de 6,92%. Com os atuais níveis das
taxas de juros no mercado, a Poupança continua a ter uma maior atratividade, além de ser um porto seguro
para o investidor.
Participação no SBPE – em percentuais
2004
19,5
2005
19,3
Dezembro
2006
2007
18,3
17,4
2008
18,0
2009
17,7
24
BRADESCO CONSOLIDADO
Capítulo 1 – Informações Corporativas
Quantidade de Contas de Poupança – em milhares
2004
34.668
2005
35.144
Dezembro
2006
2007
35.175
34.623
2008
35.796
2009
37.694
• Recursos Administrados
No 4º trimestre de 2009, reiterando sua posição de destaque frequente nos mais conceituados rankings de
Fundos de Investimento, a BRAM – Bradesco Asset Management recebeu as seguintes premiações:
Líder no ranking Melhores Fundos Institucionais com 10 Fundos classificados como Excelentes, pela Revista
Investidor Institucional com avaliação da Luz Engenharia, publicado em outubro de 2009.
Maior número de Fundos 5 estrelas pelo ranking Melhores Fundos de Previdência Privada da Revista Valor
Investe e da Agência de Rating Standard & Poor’s, publicado em novembro de 2009.
6 Fundos classificados com 5 estrelas no ranking Melhores Fundos para 2010, publicado pela Revista Valor
Investe com avaliação da Standard & Poor’s, em dezembro de 2009.
• Gerenciamento de Riscos
A Organização Bradesco considera o gerenciamento de riscos fundamental em todas as suas atividades,
utilizando-o com o objetivo de adicionar valor aos seus negócios, na medida em que proporciona suporte às
áreas de negócios no planejamento de suas atividades, maximizando a utilização de recursos próprios e de
terceiros, em benefício dos seus stakeholders e da sociedade.
A atividade de gerenciamento de riscos é altamente relevante em virtude da crescente complexidade dos
serviços e produtos ofertados e da globalização de seus negócios, motivo pelo qual a Organização está
sempre aprimorando seus processos, utilizando como referência as melhores práticas internacionais, a
regulação local e as recomendações do Novo Acordo de Capital.
São realizados consideráveis investimentos em ações relacionadas aos processos de gerenciamento riscos,
especialmente na capacitação do quadro de funcionários, com o objetivo de elevar a qualidade da execução
dos referidos processos e de garantir o foco necessário, intrínsecos a estas atividades, que produzem forte
valor agregado. Nesse contexto, a Organização possui três grandes pilares que sustentam toda a atividade de
gerenciamento de riscos: i) governança corporativa; ii) estrutura de gerenciamento; e iii) metodologia de
gerenciamento de riscos.
Governança Corporativa
A Governança Corporativa da Organização Bradesco conta com a participação de todos os seus níveis
hierárquicos, tendo por finalidade otimizar o desempenho da companhia e proteger os stakeholders, como
acionistas, investidores, clientes, empregados, fornecedores etc., bem como facilitar o acesso a capital,
agregar valor à empresa e contribuir para sua sustentabilidade, envolvendo, principalmente, aspectos voltados
à transparência, equidade de tratamento e prestação de contas. Esta estrutura, sempre alinhada com as
melhores práticas de mercado, tem como base as diretrizes estabelecidas pelo Conselho de Administração.
Nesse contexto, o gerenciamento de riscos da Organização é realizado por meio de decisões colegiadas,
apoiando-se em Comitês Estatutários e Executivos específicos. Este processo conta com a participação de
todas as camadas contempladas pelo escopo de Governança Corporativa, que compreende desde a Alta
Administração até as diversas áreas de negócios, operacionais, produtos e serviços.
25
BRADESCO CONSOLIDADO
Capítulo 1 – Informações Corporativas
Escopo da Governança
Políticas - Diretrizes
Comitê de Gestão Integrada de Riscos e
Alocação de Capital
Comitê de Auditoria
Comitê de Controles Internos e Compliance
Comitês Executivos de Gestão de Riscos de
Mercado e Liquidez, Crédito e Operacional
Comitê Executivo de Gestão de Riscos do
Grupo Bradesco de Seguros e Previdência
Administração da Organização
Banco Central
Políticas e Diretrizes
Estrutura de Gerenciamento de Riscos
A estrutura de gerenciamento de riscos da Organização Bradesco permite que os riscos de Crédito, Mercado,
Liquidez e Operacional, entre outros, sejam efetivamente identificados, mensurados, mitigados, acompanhados
e reportados de modo integrado, envolvendo a Alta Administração.
Com o intuito de obter sinergia ao longo do processo de gerenciamento de riscos há, permanentemente, um
fórum de alto nível na Organização. Essa instância, denominada Comitê de Gestão Integrada de Riscos e
Alocação de Capital, é um órgão estatutário, presidido pelo Diretor-Presidente da Organização, que tem por
atribuição assessorar o Conselho de Administração na aprovação de políticas institucionais e limites de
exposição a riscos no âmbito da Organização.
Subsidiando o Comitê de Gestão Integrada de Riscos e Alocação de Capital existem os Comitês Executivos de
Gestão de Riscos de a) Crédito, b) Mercado e Liquidez e c) Operacional, existindo ainda os Comitês
Executivos das áreas de negócios, que, dentre suas atribuições, sugerem, a partir de decisões colegiadas, os
limites de tolerância a seus respectivos riscos e elaboram planos de mitigação a serem submetidos ao Comitê
de Gestão Integrada de Riscos e Alocação de Capital e ao Conselho de Administração.
Destaca-se a existência do Departamento de Controle Integrado de Riscos – DCIR, área independente e com
foco nas atividades de mensuração e acompanhamento dos Riscos de Crédito, Mercado, Operacional e a
integração entre eles, refletindo o compromisso da Organização com o tema. Seu objetivo é fazer a conversão
26
BRADESCO CONSOLIDADO
Capítulo 1 – Informações Corporativas
das recomendações propostas pelo Novo Acordo de Capital com as melhores práticas de Governança
Corporativa e regulamentações pertinentes.
Estrutura de Gerenciamento de Riscos
CONSELHO FISCAL
ASSEMBLEIA GERAL DE
ACIONISTAS
COMITÊ DE GESTÃO INTEGRADA DE
RISCOS E ALOCAÇÃO DE CAPITAL
CONSELHO DE
ADMINISTRAÇÃO
COMITÊ EXECUTIVO DE IMPLANTAÇÃO
DE BASILEIA II
COMITÊ DE CONTROLES INTERNOS E
COMPLIANCE
PRESIDÊNCIA
COMITÊ EXECUTIVO DE GESTÃO DE
RISCOS DE MERCADO E LIQUIDEZ
COMITÊ DE AUDITORIA
COMITÊ EXECUTIVO DE GESTÃO
DE RISCO DE CRÉDITO
INSPETORIA GERAL
DIRETORIA EXECUTIVA
COMITÊ EXECUTIVO DE GESTÃO DE
RISCO OPERACIONAL
DEPARTAMENTO DE CONTROLE
INTEGRADO DE RISCOS
RISCO INTEGRADO E
ALOCAÇÃO DE CAPITAL
RISCO DE CRÉDITO
RISCO DE MERCADO E
LIQUIDEZ
COMITÊ EXECUTIVO DE GESTÃO DE
RISCOS DO GRUPO BRADESCO DE
SEGUROS E PREVIDÊNCIA
RISCO OPERACIONAL
Metodologia de Gerenciamento de Riscos
A Organização aborda o gerenciamento de todos os riscos inerentes às suas atividades de modo integrado,
dentro de um processo de aprimoramento continuo, visando acompanhar a evolução dinâmica dos negócios e
minimizar a existência de lacunas que possam comprometer a qualidade deste gerenciamento.
A escolha da metodologia leva em consideração a necessidade de evolução rápida e constante, assim como o
perfil de atividades do nosso conglomerado e a estrutura disponível para o gerenciamento dos riscos aos quais
a Organização está exposta. Além da Governança Corporativa e da Estrutura de Gerenciamento de Riscos,
vale destacar que a estrutura de Controles Internos é outro elemento importante no aprimoramento da nossa
metodologia.
27
BRADESCO CONSOLIDADO
Capítulo 1 – Informações Corporativas
A metodologia adotada é constituída pelas seguintes etapas:
Risco de Crédito
Risco de Crédito consiste na possibilidade de ocorrer perdas associadas ao não cumprimento, pelo tomador ou
contraparte, de suas respectivas obrigações financeiras nos termos pactuados, bem como à desvalorização de
contrato de crédito decorrente da deterioração na classificação de risco do tomador, à redução de ganhos ou
remunerações, à vantagens concedidas na renegociação, aos custos de recuperação e a outros valores
relativos ao descumprimento de obrigações financeiras da contraparte.
Controle do Risco de Crédito
Visando à mitigação do Risco de Crédito, a Organização atua, continuamente, no acompanhamento dos
processos das atividades de crédito, no aprimoramento, aferição e elaboração de inventários de seus modelos,
bem como no monitoramento de concentrações e na identificação de novos componentes que ofereçam riscos
de crédito.
Adicionalmente, o direcionamento dos esforços, focado na utilização de modelos avançados de mensuração de
riscos e na melhoria contínua dos processos, reflete no desempenho da carteira de crédito nos diversos
cenários, tanto em resultados, quanto em robustez.
28
BRADESCO CONSOLIDADO
Capítulo 1 – Informações Corporativas
O controle e gestão do Risco de Crédito é realizado pela área de Risco de Crédito, que, dentre as principais
atividades, destacamos:
− backtesting e calibração dos modelos utilizados para mensuração de riscos da carteira de crédito;
− participação ativa no processo de melhoria de modelos de classificação de riscos de clientes;
− acompanhamento de grandes riscos por meio do monitoramento periódico dos principais eventos de
inadimplência;
− acompanhamento do provisionamento frente às perdas esperadas e inesperadas;
− revisão contínua de processos internos, inclusive papéis e responsabilidades, capacitação e demandas de
tecnologia da informação; e
− participação na avaliação de riscos, quando da criação ou revisão de produtos e serviços.
Além destes acompanhamentos, no âmbito operacional são realizadas duas reuniões mensais com a Diretoria
Executiva e Diretores das principais áreas gestoras e de Controladas.
A primeira, reunião de “Acompanhamento da Carteira de Crédito e Recuperações”, tem como principal objetivo,
o posicionamento quanto à evolução da carteira de crédito, inadimplência, provisionamento, recuperações,
concentrações etc.
A segunda, reunião do “Comitê Executivo de Gestão de Risco de Crédito”, de característica deliberativa, tem as
seguintes atribuições:
− avaliar e recomendar estratégias, políticas, normas e metodologias de mensuração de risco ao Comitê de
Gestão Integrada de Riscos e Alocação de Capital;
− realizar acompanhamento e avaliação do Risco de Crédito e das medidas tomadas para a mitigação de
riscos;
− acompanhar e avaliar alternativas para mitigação de risco de concentrações de créditos;
− acompanhar a implantação e implementação de metodologias, modelos e ferramentas de gestão
corporativa de Risco de Crédito;
− avaliar a suficiência de provisão para devedores duvidosos, para cobertura das perdas esperadas sobre as
operações de crédito;
− acompanhar as movimentações e desenvolvimentos do mercado de crédito, avaliando implicações, riscos e
oportunidades para a Organização; e
− posicionar regularmente o Diretor-Presidente e o Comitê de Gestão Integrada de Riscos e Alocação de
Capital sobre suas atividades e fazer recomendações que julgar importante.
Além disso, todo o processo de controle do Risco de Crédito abrange a revisão periódica dos projetos voltados
ao atendimento das melhores práticas de mercado e aos requerimentos do Novo Acordo de Capital. Visando o
aprimoramento no processo de gestão, todas as ações em andamento são monitoradas e procura-se identificar
e sanar novas lacunas ou necessidades que possam surgir.
Concessão de Crédito
Sob responsabilidade do Departamento de Crédito, o processo de crédito da Organização atende às
determinações do Comitê Executivo de Crédito e do Bacen, além de pautar-se nos objetivos de segurança,
qualidade, liquidez e diversificação na aplicação dos ativos de crédito.
Na constante busca por agilidade e rentabilidade nos negócios, utilizamos metodologias direcionadas e
adequadas em cada segmento que o Banco atua, orientando a concessão de operações de crédito e a fixação
de limites operacionais, quando adequados.
29
BRADESCO CONSOLIDADO
Capítulo 1 – Informações Corporativas
Políticas de Crédito
Dentro das normas e da Política de Crédito, as Agências têm seus valores de alçada variáveis, conforme o
porte e as garantias das operações, cujo enquadramento automático é verificado frente ao risco global do
cliente/grupo econômico.
As propostas de crédito tramitam por um sistema automatizado e parametrizado, em contínuo processo de
aprimoramento, com o propósito de fornecer subsídios imprescindíveis para a análise, a concessão e o
acompanhamento dos créditos concedidos, minimizando, assim, os riscos inerentes a estas operações.
Para a concessão de créditos massificados, os sistemas especialistas de Credit e Behavior Scoring
possibilitam maior agilidade e confiabilidade, além da padronização de procedimentos no processo de análise e
deferimento dos créditos.
O Comitê Executivo de Crédito instalado na Matriz tem por objetivo a tomada de decisões colegiadas sobre
consultas de limites ou operações propostas na Organização, previamente analisadas e com parecer do
Departamento de Crédito.
Os negócios são diversificados, pulverizados e destinados a indivíduos e empresas que demonstrem
capacidade de pagamento e idoneidade, procurando sempre ampará-los com garantias condizentes com os
riscos assumidos, considerando as finalidades e os prazos dos créditos concedidos.
Metodologia utilizada para avaliação dos clientes e da Carteira de Crédito
A metodologia de avaliação de risco de crédito, além de fornecer subsídios ao estabelecimento de parâmetros
mínimos para concessão de crédito e gerenciamento de riscos, possibilita a definição de políticas de crédito
diferenciadas em função das características e do porte do cliente. Com isto, oferece embasamento tanto para a
correta precificação das operações, quanto para a definição de garantias adequadas a cada situação.
A classificação de risco de crédito dos grupos econômicos/clientes da Organização, em consonância com o
compromisso de constante aperfeiçoamento metodológico, está sendo ampliada para uma escala de dezessete
níveis. Destes, treze representam as operações de curso normal, proporcionando, inclusive, maior aderência
aos requisitos previstos no Novo Acordo de Capital (Basileia II).
As classificações de risco para grupos econômicos - pessoas jurídicas - fundamentam-se em procedimentos
estatísticos e julgamentais parametrizados, informações quantitativas e qualitativas. São efetuadas de modo
corporativo e acompanhadas periodicamente, com o objetivo de preservar a qualidade da carteira de crédito.
30
BRADESCO CONSOLIDADO
Capítulo 1 – Informações Corporativas
Para as pessoas físicas, as classificações de risco tomam por base variáveis cadastrais, como renda,
patrimônio, restrições e endividamento, além do histórico de relacionamento com o Banco, valendo-se também
de modelos estatísticos de avaliação de crédito.
Ficam mantidos os critérios estabelecidos pela Resolução nº 2.682, do Conselho Monetário Nacional, para a
constituição das provisões cabíveis, conforme equivalência de ratings demonstrada no quadro a seguir:
Classificação Basileia II
AA1
AA2
AA3
A1
A2
A3
B1
B2
B3
C1
C2
C3
C2
C3
D
E
F
G
H
Classificação Resolução
nº 2.682
AA
A
B
C
D
E
F
G
H
Provisionamento
A constituição da Provisão para Devedores Duvidosos (PDD) atende às exigências regulamentares definidas
nas Resoluções nos 2.682 e 2.697 do CMN e Circulares complementares do Bacen. O processo de
classificação das operações de crédito para fins de cálculo da provisão regulamentar é composto por:
− avaliação e classificação do cliente/grupo econômico: são considerados aspectos quantitativos, tais como
indicadores econômicos e financeiros, e qualitativos como dados cadastrais e comportamentais, ligados à
capacidade dos clientes de honrarem seus compromissos;
− classificação da operação: avaliação da classificação do cliente associada ao tipo, grau de liquidez e
suficiência e tipo da(s) garantia(s); e
− reclassificação por atraso e por renegociação.
A Organização Bradesco entende ser necessário o estabelecimento de provisões excedentes às
regulamentares para absorver possíveis impactos de uma eventual aceleração da inadimplência não capturada
pelos modelos de classificação das operações de crédito. O cálculo destas provisões anticíclicas é realizado a
partir da maior amplitude percentual das operações de curso anormal com rating de E a H ocorrida nos últimos
dois anos e aplicada sobre a perda estimada da carteira para os próximos doze meses. Estas provisões
excedentes são alocadas nas operações de crédito existentes, complementando a provisão mínima por rating
determinada pelo Bacen.
31
BRADESCO CONSOLIDADO
Capítulo 1 – Informações Corporativas
Risco de Mercado
O risco de mercado consiste na possibilidade de perda por oscilação de preços e taxas de mercado, uma vez
que as carteiras ativa e passiva da Organização podem apresentar descasamentos de prazos, moedas e
indexadores.
O processo de gerenciamento de risco de mercado no Bradesco permite embasar decisões estratégicas da
Organização com grande agilidade e alto grau de confiança, realizando-o por meio de metodologias
condizentes com as melhores práticas internacionais e alinhado às recomendações do Novo Acordo de Capital.
Definição de Limites
As propostas de limites de riscos são validadas em Comitês específicos de negócios e submetidas à aprovação
do Comitê de Gestão Integrada de Riscos e Alocação de Capital, observando os limites definidos pelo
Conselho de Administração, conforme as características das operações, as quais são segregadas nas
seguintes Carteiras:
− Carteira Trading: consiste em todas as operações com instrumentos financeiros e mercadorias, inclusive
derivativos, detidas com intenção de negociação ou destinadas a hedge de outros instrumentos da carteira
de negociação, e que não estejam sujeitas à limitação da sua negociabilidade. As operações detidas com
intenção de negociação são aquelas destinadas à revenda, obtenção de benefícios a partir de variação de
preços, efetivas ou esperadas, ou realização de arbitragem.
− Carteira Banking: operações não classificadas na Carteira Trading. Consistem nas operações estruturais
provenientes das diversas linhas de negócio da Organização e seus respectivos hedges.
Controle e Acompanhamento do Risco de Mercado
O cumprimento dos limites é monitorado pela Área de Controle de Risco de Mercado, que é independente à
gestão do negócio e disponibiliza diariamente relatórios gerenciais de controle das posições às áreas de
negócio e à Alta Administração, além de reporte semanal e apresentações periódicas ao Conselho de
Administração.
O risco de mercado é acompanhado pelas reuniões dos Comitês Executivos de Tesouraria e de Gestão de
Riscos de Mercado e Liquidez. Além disso, há o acompanhamento do Comitê de Gestão Integrada de Riscos e
Alocação de Capital, que também é responsável pela realização de reuniões extraordinárias para análise de
posições e situações, caso os limites de tolerância à exposição a riscos sejam ultrapassados, levando ao
Conselho de Administração as medidas e estratégias adotadas para validação.
As reuniões do Comitê Executivo de Tesouraria são semanais e nelas são abordados os seguintes itens:
− Reportar e acompanhar os resultados, comportamentos e riscos das diversas carteiras e indexadores
mantidos pela Organização, inclusive das reservas de liquidez;
− Definir estratégias de atuação de Tesouraria para a otimização dos resultados, baseadas na análise dos
cenários político-econômicos nacional e internacional;
− Validar as propostas de limites de tolerância à exposição a riscos para Tesouraria, a serem submetidas à
aprovação do Comitê de Gestão Integrada de Riscos e Alocação de Capital e do Conselho de
Administração; e
− Validar a proposta da política de liquidez, a ser submetida à aprovação do Comitê de Gestão Integrada de
Riscos e Alocação de Capital e do Conselho de Administração.
Já as reuniões do Comitê Executivo de Gestão de Riscos de Mercado e Liquidez são realizadas, no mínimo,
trimestralmente, sendo que as principais atribuições deste Comitê são:
− Garantir o cumprimento da Política de Gestão de Riscos de Mercado e Liquidez da Organização;
− Assegurar a efetividade do processo de gerenciamento de riscos de mercado e liquidez no âmbito
Organizacional;
32
BRADESCO CONSOLIDADO
Capítulo 1 – Informações Corporativas
− Aprovar e reportar ao Comitê de Gestão Integrada de Riscos e Alocação de Capital as metodologias,
modelos e ferramentas de mensuração adotados, além dos critérios/modelo de marcação a mercado
discutidos no âmbito da Comissão de Marcação a Mercado;
− Avaliar e submeter à validação do Comitê de Gestão Integrada de Riscos e Alocação de Capital: a política,
a estrutura, papéis e responsabilidades das Dependências envolvidas no processo de gerenciamento dos
riscos de mercado e liquidez, bem como as revisões executadas, de acordo com a periodicidade
estabelecida na regulamentação; e
− Validar e reportar ao Comitê de Gestão Integrada de Riscos e Alocação de Capital o comportamento dos
resultados, backtestings dos modelos e outras matérias que julgar pertinente.
Dentre as principais atividades da Área de Controle de Risco de Mercado destaca-se:
−
−
−
−
Acompanhar, calcular e analisar o risco de mercado das posições da Organização;
Acompanhar os limites de Gestão de Resultados estabelecidos para as posições pela Alta Administração;
Realizar acompanhamento dos modelos adotados para mensuração dos riscos de mercado;
Elaborar análises de sensibilidade e simular resultados em cenários de estresse para as posições da
Organização;
− Atender às demandas dos órgãos reguladores em relação ao cálculo e ao envio de informações pertinentes
à exposição ao risco de mercado, bem como da exigência de capital resultante; e
− Analisar e acompanhar a evolução dos mercados, envolvendo operações, cotações e liquidez dos ativos,
incluindo métodos de apreçamento e avaliação de operações estruturadas e derivativos, além de sistemas
de cálculo de volatilidades e correlações.
Modelos de Mensuração do Risco de Mercado
A mensuração e o controle do risco de mercado são feitos por meio de metodologias de VaR, EVE, Teste de
Estresse e Análise de Sensibilidade, além de limites de Gestão de Resultados e Exposição Financeira.
Para apuração do risco da Carteira Trading é utilizada a metodologia de VaR Paramétrico para o horizonte de 1
dia, com nível de confiança de 99% e volatilidades e correlações calculadas a partir de métodos estatísticos
que atribuem maior peso aos retornos recentes.
Com relação à Carteira Banking, a mensuração do risco de taxa de juros é feita a partir da metodologia EVE, a
qual mede o impacto econômico sobre as posições, de acordo com os cenários elaborados pela área
econômica da Organização, que buscam determinar movimentos positivos e negativos que podem ocorrer nas
curvas de taxas de juros sobre nossas aplicações e captações.
Análise do Risco de Mercado
No 4° trimestre de 2009, a economia mundial prosseguiu em trajetória de recuperação, de forma heterogênea,
com maior dinamismo dos países emergentes - em especial os asiáticos - enquanto os países desenvolvidos
têm registrado recuperação mais lenta. A grande maioria das medidas excepcionais adotadas para combater a
crise do final de 2008 e início de 2009, incluindo as baixas taxas de juros, as políticas monetárias quantitativas
expansionistas e as políticas fiscais expansionistas, continuaram em vigor. Os bancos centrais, especialmente
nos centros financeiros internacionais, têm sinalizado a manutenção dos juros em níveis baixos por um período
prolongado, mas já começam a indicar sua estratégia de saída para políticas monetárias quantitativas. De todo
modo, tanto a política monetária quanto a política fiscal deverão, na maior parte dos países, continuar em
posição expansionista nos próximos trimestres.
A recuperação da atividade não tem se dado de maneira uniforme entre os países, se mostrando ainda lenta
em diversos países desenvolvidos. Boa parte da volatilidade observada no 4º trimestre de 2009 decorreu da
intercalação de dados fortes e fracos de atividade, ainda que com predominância dos sinais de recuperação.
Os mercados mais sensíveis a esses indicadores de atividade foram os de ações e de juros.
A solvência fiscal de países mais duramente atingidos pela crise ganhou destaque como fator de risco no 4º
trimestre de 2009, principalmente em relação aos países desenvolvidos. Em especial, países da Europa foram
33
BRADESCO CONSOLIDADO
Capítulo 1 – Informações Corporativas
afetados por temores quanto à sustentabilidade de suas dívidas públicas. Os problemas em torno da dívida de
Dubai também afetaram os mercados. Tais eventos tiveram impacto relevante sobre a volatilidade observada
nos mercados de crédito e de moedas.
No cenário interno, o Banco Central do Brasil decidiu manter a taxa de juros inalterada no trimestre, encerrando
o ciclo de flexibilização monetária. As políticas de estímulos à demanda interna continuaram a vigorar e
surtiram resultados positivos, com a economia indicando sinais não apenas de consolidação da recuperação,
mas também de aceleração da atividade. Ainda que o resultado do PIB do 3º trimestre tenha ficado abaixo das
estimativas do mercado, o robusto crescimento dos componentes de demanda agregada e outros dados de
atividade corroboraram a leitura de recuperação vigorosa da economia. O forte ritmo de expansão levou a um
aumento das taxas de juros de mercado frente à expectativa de aumento da taxa básica de juros ainda no 1º
semestre de 2010. De outro lado, o mercado acionário foi favorecido pela rápida recuperação da atividade,
apesar da volatilidade ocasionada principalmente por eventos externos, como discutimos acima.
A tendência de apreciação do real levou o governo a aplicar um Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) de
2% sobre a entrada de capital destinado à aplicação em renda fixa e renda variável no mercado brasileiro. Já
em novembro, a cobrança de IOF de 1,5% passou a incidir sobre a emissão de ADRs (American Depositary
Receipts). A interrupção da depreciação do dólar no mundo e a perspectiva de significativo aumento do déficit
em conta corrente do Brasil se somaram às medidas tributárias e acabaram por resultar em reversão de parte
da apreciação da taxa de câmbio no final de 2009. Vale notar, também, que no final de 2009 o governo
regulamentou o Fundo Soberano do Brasil, indicando a disposição de que o governo possa adquirir dólares no
mercado também através desse fundo.
VaR - Carteira Trading
A queda da volatilidade no 4º trimestre de 2009 em comparação com o 3º trimestre de 2009, tanto no mercado
interno como no externo, foi o principal motivo da redução do VaR no período analisado, já que houve também
uma menor exposição da carteira.
Fatores de Riscos
Pre-fixado
IGP-M
IPCA
Cupom Cambial Interno
Moeda Estrangeira
Renda Variável
Soberanos/Eurobonds e Treasuries
Outros
Efeito Correlação/Diversificação
VaR no Final do Trimestre
VaR Médio no Trimestre
VaR Mínimo no Trimestre
VaR Máximo no Trimestre
Dez08
76.236
18
267.651
13.991
23.070
4.499
170.532
61
(112.617)
443.441
550.624
221.038
750.559
Mar09
16.282
54
66.173
7.338
10.159
12.021
88.015
57
(70.887)
129.212
206.152
120.399
417.290
Jun09
5.680
154
69.167
876
6.709
2.952
34.619
94
(35.176)
85.075
91.597
58.111
123.059
Set09
3.541
221
13.061
372
1.444
5.495
15.417
25
(14.105)
25.471
48.284
21.345
87.731
R$ mil
Dez09
10.351
289
2.799
179
954
7.766
9.250
24
(11.556)
20.056
27.648
16.588
35.732
Backtesting - Carteira Trading
A metodologia aplicada e os modelos estatísticos existentes são validados diariamente utilizando-se técnicas
de backtesting. O backtesting compara o VaR diário calculado tanto com o resultado obtido com as mesmas
posições utilizadas no cálculo do VaR (resultado hipotético) quanto com o resultado já considerando a
movimentação do dia para o qual o VaR foi estimado (resultado efetivo). Seu principal objetivo é monitorar,
validar e avaliar a aderência do modelo de VaR, sendo que o número de rompimentos deve estar de acordo
com o intervalo de confiança previamente estabelecido na modelagem. O gráfico a seguir mostra o VaR diário
e o resultado correspondente dos últimos 12 meses, no qual os resultados adversos superaram o estimado
apenas uma vez, ou seja, o número de rompimentos está dentro do limite definido pelo nível de confiança do
modelo adotado, prova de sua consistência.
34
BRADESCO CONSOLIDADO
Capítulo 1 – Informações Corporativas
Obs.: os pontos localizados abaixo da linha representam os rompimentos do modelo estatístico de VaR utilizado,
considerando o resultado hipotético, uma vez que no resultado efetivo não houve rompimentos.
Análise de Estresse - Carteira Trading
Com o objetivo de estimar a possível perda não contemplada pelo VaR, a Organização avalia diariamente os
possíveis impactos nas posições em cenários de estresse. A análise de estresse (Stress Analysis) é uma
ferramenta que busca quantificar o impacto negativo de choques e eventos econômicos que sejam
desfavoráveis financeiramente às posições da instituição. Sendo assim, cenários de estresse são elaborados a
partir de dados históricos e prospectivos, para os fatores de risco em que a carteira Trading possui posição.
Desta forma, considerando o efeito de diversificação entre os fatores de risco, a possibilidade de perda média
estimada em situação de estresse seria de R$ 489 milhões no 4° trimestre de 2009, sendo que a perda máxima
estimada seria de R$ 585 milhões.
Análise de Estresse
da Carteira Trading
No Final do Trimestre
Médio no Trimestre
Mínimo no Trimestre
Máximo no Trimestre
R$ mil
Com Diversificação
Set09
Dez09
482.348
399.537
654.958
488.729
414.537
374.839
902.825
585.487
Dez08
1.859.921
1.892.689
609.924
2.755.070
Sem Diversificação
Mar09
Jun09
Set09
1.827.137
1.552.225
843.784
1.792.199
1.743.066
1.182.133
1.501.861
1.385.308
812.973
2.251.277
2.133.368
1.606.768
Dez09
631.700
789.771
596.790
963.064
Além do acompanhamento e controle do VaR e da análise de estresse, é feita, diariamente, a análise de
sensibilidade (Sensitivity Analysis) das posições da Carteira Trading, que mede o efeito do movimento das
curvas de mercado e dos preços na carteira.
Gerenciamento de Risco de Liquidez
O Risco de Liquidez consiste na possibilidade da Organização não possuir recursos financeiros suficientes
para honrar seus compromissos em razão dos descasamentos entre pagamentos e recebimentos,
considerando as diferentes moedas e prazos de liquidação de seus direitos e obrigações.
O conhecimento e o acompanhamento deste risco são cruciais, sobretudo para possibilitar a liquidação, pela
Organização, das operações em tempo hábil e de modo seguro.
A Organização tem uma Política de Liquidez onde estão definidos os níveis mínimos que a Organização deve
manter, assim como os instrumentos para gestão da liquidez em cenário normal e em cenário de crise. A
política e os controles estabelecidos atendem plenamente ao que dispõe a Resolução nº 2.804 do CMN.
35
BRADESCO CONSOLIDADO
Capítulo 1 – Informações Corporativas
Controle de Risco de Liquidez
O controle é realizado diariamente e de maneira independente pelo Departamento de Controle Operacional
(DCO), que é responsável pela consolidação e distribuição das posições - algumas atualizadas em tempo real ao Departamento de Controle Integrado de Riscos, ao Departamento de Tesouraria e à Diretoria Executiva.
Os diversos relatórios contemplam informações históricas, que permitem avaliar o comportamento e nível de
liquidez mantido, assim como simulações para o período de tempo de, no mínimo, um ano. As simulações são
realizadas a partir das informações dos cenários produzidos pelo Departamento de Pesquisas e Estudos
Econômicos.
Risco Operacional
O Risco Operacional é o risco de perda resultante de processos internos, pessoas e sistemas inadequados ou
falhos e de eventos externos. Essa definição inclui o Risco Legal, mas exclui o Estratégico e o de Imagem.
Controle de Risco Operacional
O controle do risco operacional está fundamentado na elaboração e implantação de metodologias, critérios e
ferramentas que padronizam a forma de coleta e tratamento dos dados históricos de perdas, e encontra-se
alinhado com as regulamentações do Bacen, recomendações do BIS – Bank for International Settlements e
melhores práticas de mercado.
O controle do risco operacional está apoiado na implantação de um sistema corporativo, denominado ROCI –
Risco Operacional e Controle Interno, que tem a capacidade e a vantagem de armazenar e integrar, em base
de dados única, as informações de riscos operacionais (modelos quantitativos) e controles internos (modelos
qualitativos) atendendo, inclusive, aos requisitos estabelecidos na Lei Americana Sarbanes-Oxley, Seção 404.
Este sistema incrementará o processo de controle do Risco Operacional da Organização, à medida que
possibilita a realização de cálculos para alocação de capital, relacionados às Metodologias Padronizadas e,
sobretudo, aperfeiçoa as atividades de captura, enquadramento e monitoramento, e fortalece o processo de
análise, mensuração e mitigação de perdas, exercido pela Área de Risco Operacional. Atende, ainda, aos
requerimentos contemplados nas Resoluções n°s 2.554/98, 3.380/06 e 3.490/07 do CMN, que dispõem sobre a
implantação do sistema de controles internos, da estrutura de gerenciamento de risco operacional e do
Patrimônio de Referência Exigido (PRE), respectivamente, e nas Circulares n°s 3.078/03 e 3.383/08 do Bacen,
que regulamentam o Sistema de Controles Internos em administradoras de consórcios e o cálculo da parcela
de alocação de capital para risco operacional, respectivamente e, adicionalmente, às recomendações
contempladas no Novo Acordo de Capital.
O controle de risco operacional, realizado de maneira centralizada e padronizada nas dependências, congrega
todas as atividades da Organização, inclusive as do Grupo Bradesco de Seguros e Previdência. Como
resultado dessa estratégia, foi possível obter sinergia e racionalização dos recursos, com a convergência na
implantação dos conceitos de Basileia II e Solvência II, unificando os critérios no âmbito da Organização em
conformidade com a Resolução n° 3.380/06 do CMN e a Circulares nº 3.383/08 e 3.476/09 do Bacen, quanto
ao Consolidado Econômico Financeiro.
Metodologia Adotada pela Organização
Em atendimento ao disposto na Circular nº 3.383/08 do Bacen, a Organização adotou a Metodologia
Padronizada Alternativa para cálculo da parcela do Patrimônio de Referência Exigido (PRE) referente ao Risco
Operacional (POPR).
A Metodologia Padronizada Alternativa, bem como as Linhas de Negócio e a documentação dos processos que
suportam esse método de abordagem, que proporciona maior conhecimento dos produtos e serviços da
Organização e convergência dos conceitos adotados pelos demais riscos (crédito e mercado), foram validadas
pelo Comitê Executivo de Gestão de Risco Operacional em 16 de maio de 2008, aprovadas pelo Conselho de
36
BRADESCO CONSOLIDADO
Capítulo 1 – Informações Corporativas
Administração em 26 de maio de 2008, e informadas ao Bacen em 27 de maio de 2008, de acordo com o
Comunicado n° 16.913.
Conforme definido pela Circular 3.383/08 e Circular 3.476/09 ressaltamos que, a partir de junho 2010, a
alocação de capital passará a contemplar o Consolidado Econômico-Financeiro, para o qual estamos
preparados para considerar na referida parcela o IEP – Indicador de Equivalência Patrimonial.
O valor da alocação de capital de Risco Operacional para o 1º semestre de 2010, e o valor simulado para o
Consolidado Econômico-Financeiro referente ao 2º semestre de 2010 encontram-se demonstrados na seção
“Apuração do Patrimônio de Referência Exigido” desse relatório.
Metodologia Avançada de Risco Operacional
Com base nas recomendações contidas no Novo Acordo de Capital, que contemplam as regulamentações
divulgadas por intermédio da Resolução n° 3.380 e do Comunicado 19.217/09 e informações de perdas
armazenadas em nossa base de dados, estamos empenhados na construção de modelos proprietários para
gerenciamento e cálculo do valor da alocação de capital pela Metodologia Avançada (AMA – Advanced
Measurement Approach).
Para atingir este objetivo, utilizamos a metodologia LDA (Loss Distribution Approach), que compreende a
estimação da distribuição de severidade (valor da perda) e de frequência (número de eventos) para cada Linha
de Negócio e Evento de Perda.
Em nossa metodologia de simulação de perdas agregadas consideramos a possibilidade de utilizar a
correlação entre os eventos de perda ou linhas de negócio, o que permite determinar o capital exposto à
parcela de risco operacional. Indicadores chave de risco, de controles, base de dados externa, e análise de
cenários são utilizados para estimarmos modelos de perda que considerem modificações em ambientes de
negócios e controles. Constantemente, buscamos aprimorar essas informações com os Departamentos e
Empresas Ligadas da Organização, com intuito de realizar a calibragem dos modelos e estudos praticados
internamente.
Em 2008, a Organização se tornou membro do consórcio mundial de base de dados de perdas operacionais
denominado ORX (Operational Riskdata eXchange Association). Desde o 1º trimestre de 2009 realizamos o
envio trimestral de informações com linha de corte (de valores) a partir de 20.000 euros. A utilização das
informações disponibilizadas pelo ORX tem nos auxiliado em cálculos de análises de cenários e comparações
do posicionamento da Organização frente a grandes players globais em relação a eventos de risco operacional.
Para melhor compreensão dos quadros seguintes, demonstramos as 8 categorias de Eventos de Perda e as 9
Linhas de Negócio que compõem a matriz 8 x 9 adotada em nosso modelo interno para a análise do
comportamento de perdas operacionais.
Eventos de Perdas
Linhas de Negócio
Fraudes Internas
Fraudes Externas
Recursos Humanos
Relações Comerciais
Eventos Externos
Tecnologia da Informação
Processos
Regulatório
Finanças Corporativas
Negociação e Vendas
Varejo
Comercial
Pagamentos e Liquidações
Serviços de Agente Financeiro
Administração de Ativos
Corretagem de Varejo
Corporativa
37
BRADESCO CONSOLIDADO
Capítulo 1 – Informações Corporativas
Análise de Risco Operacional
A base histórica de dados de perdas advindas de risco operacional atende ao mínimo previsto no Comunicado
19.217/09 do Banco Central do Brasil. A partir da obtenção dessas informações, efetuamos os cálculos
relativos à abordagem avançada para alocação de capital, com foco no Consolidado Econômico-Financeiro.
A seguir, demonstramos o perfil de nossa base de eventos de risco operacional focado na distribuição de
frequência e severidade.
Comparação de Perdas Ocorridas – por Valor
38
BRADESCO CONSOLIDADO
Capítulo 1 – Informações Corporativas
Comportamento dos Eventos de Perda – por Valor
Comportamento dos Eventos por Linhas de Negócios – por Valor
* Demais Linhas de Negócio: Negociação e Vendas, Administração de Ativos, Corretagem de Varejo e Corporate Finance.
39
BRADESCO CONSOLIDADO
Capítulo 1 – Informações Corporativas
Gerenciamento de Continuidade de Negócios – GCN
Plano de Continuidade de Negócios - PCN é um documento que contempla o conjunto estruturado de ações
descrevendo como a Organização responderá a um evento para garantir que as funções críticas do negócio
retornem a um nível de operação aceitável dentro de um prazo desejável.
O objetivo principal do PCN é formalizar as ações a serem tomadas, para que, em momentos de crise, a
recuperação, a continuidade e a retomada sejam efetivas, buscando evitar e/ou minimizar perdas financeiras
para a Organização e clientes. Portanto o alcance de um PCN é mais abrangente do que o conceito de
contingência que representa uma solução temporária para a manutenção dos processos críticos de uma
atividade de negócio, quando os sistemas que os suportam falharem ou estiverem inacessíveis.
O assunto passou a ser tratado de maneira corporativa a partir de 2006, quando foram definidas as atribuições
e responsabilidades gerais em 3 níveis: Estratégico – Comitê Executivo de Risco Operacional; Tático – DCIR –
Departamento de Controle Integrado de Riscos; e Operacional – todas as Dependências da Organização.
Metodologia
A abordagem metodológica, aplicada ao desenvolvimento dos trabalhos internos, está apoiada em normativos
internos e recomendações extraídas dos principais institutos nacionais e internacionais, a saber:
NBR 15999:1 – Norma Brasileira sobre Gestão da Continuidade de Negócios;
BCI – The Business Continuity Institute – GRB; e
DRII – Disaster Recovery Institute International – USA.
Modelo de Gestão e Acompanhamento da Continuidade de Negócios
A Gestão de Continuidade de Negócios está fundamentada na elaboração de planos para as diversas
atividades essenciais da Organização, utilizando metodologias e ferramentas que uniformizam o formato de
coleta e tratamento dos dados, bem como a documentação dos processos de PCN.
A metodologia Bradesco para desenvolvimento de PCN contempla 6 fases:
ƒ
ƒ
ƒ
ƒ
ƒ
ƒ
Fase 1: Apresentação – Conscientização
Fase 2: Planejamento – Definições de escopo, proposta de trabalho e responsáveis
Fase 3: Desenvolvimento – execução dos relatórios de análise de impacto, visual e tomada de decisão
Fase 4: Simulação e Testes – Preparo e execução de testes programados de continuidade
Fase 5: Manutenção – Manutenção do plano já implantado
Fase 6: Simulação – Preparo e execução de testes não programados
Atualmente existem 10 sites alternativos destinados exclusivamente para atender aos PCNs, com localizações
geográficas distintas, totalizando 200 posições. Adicionalmente, existem locais alternativos que totalizam
mais 178 assentos.
Gerenciamento Integrado de Riscos
O gerenciamento integrado dos riscos tem por finalidade obter, de modo consolidado, o melhor entendimento,
controle e dimensionamento dos riscos inerentes aos negócios da Organização, bem como a apuração do
capital necessário para suportar as atividades, visando maximizar o retorno ao acionista e à sociedade.
Para auxiliar as principais áreas no que tange ao processo e a efetividade do gerenciamento integrado dos
riscos há uma área voltada exclusivamente para este fim no Departamento de Controle Integrado de Riscos –
DCIR, denominada Superintendência de Risco Integrado.
40
BRADESCO CONSOLIDADO
Capítulo 1 – Informações Corporativas
Gerenciamento Integrado de Riscos
Entre as principais atribuições dessa Superintendência, destacam-se:
−
−
−
−
−
−
−
−
Assessorar o Comitê de Gestão Integrada de Riscos e Alocação de Capital;
Consolidar o Capital Econômico e Regulamentar frente aos riscos;
Acompanhar os Limites de Exposição aos riscos;
Contribuir para a definição do escopo, relevância e fronteiras entre os riscos;
Apurar as concentrações e correlações entre os riscos;
Contribuir na padronização das informações, metodologias e indicadores;
Realizar simulações visando a otimização de resultados frente aos riscos; e
Monitorar as alterações de perfis de riscos em função de novos processos, atividades ou produtos e
serviços.
Novo Acordo de Capital
Fundamentos e Estrutura
Uma das principais funções dos bancos centrais dos diversos países é a supervisão do sistema financeiro sob
sua jurisdição, por meio de normas e práticas prudenciais no sentido de evitar e mitigar eventuais crises
bancárias que possam afetar profundamente as economias locais.
Com a globalização e a criação de novos e complexos produtos financeiros, uma crise bancária em um
determinado país pode trazer efeitos nas atividades bancárias e econômicas de outros países. Com isso, surge
a necessidade de alinhar os mecanismos e as práticas de supervisão dos diversos bancos centrais, de modo a
garantir a solvência do mercado financeiro internacional. Com esse objetivo, o Comitê de Basileia para
Supervisão Bancária divulgou, em 1988, o Acordo de Capital de Basileia (Basileia I) instituindo o requisito de
capital mínimo em relação ao risco de crédito. Apesar da aplicação desse acordo não ser obrigatória, diversos
países, observando os aspectos prudenciais, aderiram a ele espontaneamente. Posteriormente, em 1996, o
Comitê de Basileia acrescentou o risco de mercado como mais um fator de risco a ser considerado na alocação
de capital.
Diante da evolução do cenário bancário mundial e da aceleração do ritmo de integração dos diversos mercados
financeiros, por meio de complexos e sofisticados instrumentos, surgiu a necessidade de aprimoramento nas
regras de exigência de capital. Após mais de seis anos de estudos, o Comitê de Basileia publicou em 2004 o
Novo Acordo de Basileia (Basileia II), que tem como principal característica a introdução do conceito e
importância de se utilizar as melhores práticas de gestão dos riscos nas organizações, com a recomendação
de um arcabouço formado de processos, estruturas e metodologias necessárias à gestão efetiva no dia a dia
41
BRADESCO CONSOLIDADO
Capítulo 1 – Informações Corporativas
dos riscos aos quais uma organização está sujeita. Este novo acordo baseia-se em uma estrutura conhecida
como “os três pilares”:
O Primeiro Pilar propõe melhorias e aperfeiçoamentos nas regras para mensuração dos riscos, permitindo a
utilização de modelos internos para apurá-los, o que melhora a mensuração da exposição aos riscos, além da
introdução da exigência de capital para cobertura do risco operacional.
O Segundo Pilar estabelece os princípios de supervisão bancária, os critérios para o tratamento dos riscos não
cobertos pelo Pilar I e definições e procedimentos de gerenciamento por parte da administração.
O Terceiro Pilar recomenda aos bancos a divulgação de um conjunto mínimo de informações, aumentando a
transparência das instituições, de modo que o mercado possa realizar uma avaliação melhor fundamentada
nos riscos incorridos por cada uma destas instituições no exercício das suas atividades.
Novo Acordo de Capital no Brasil
Baseado nas recomendações do Novo Acordo de Capital, o Bacen publicou as regulamentações necessárias
para adequação da legislação em vigor e, a partir de 1º de julho de 2008, o Sistema Financeiro Nacional
passou a operar sob as regras do Novo Acordo de Capital, na abordagem padronizada. Para a abordagem
avançada, ou seja, adoção dos modelos internos pelas instituições financeiras, o cronograma publicado pelo
Bacen prevê o início dos períodos de solicitação de autorização para o uso dos modelos proprietários a partir
de junho de 2010 para risco de mercado, dezembro de 2012 para risco de crédito e junho de 2013 para risco
operacional.
Os esforços do Bacen no intuito de prover maior estabilidade ao Sistema Financeiro Nacional, levaram o Brasil
a integrar, a partir do 1º trimestre de 2009, o Comitê de Basileia para Supervisão Bancária e a ter o Presidente
do Banco Central do Brasil, o sr. Henrique Meirelles, eleito para o cargo de representante da América Latina no
Conselho Diretor do Banco de Compensações Internacionais (BIS) em janeiro de 2010. Estas conquistas são o
reconhecimento da permanente busca pela adoção das melhores práticas da supervisão bancária brasileira e
reflete a maior importância do Brasil no cenário macroeconômico mundial.
Novo Acordo de Capital na Organização
Pelo conhecimento prático da importância do gerenciamento de risco para atingir seus objetivos, desde o início
a Organização acreditou que a implantação do Novo Acordo de Capital, juntamente com a implementação das
melhores práticas de mercado, resultaria em significativo aprimoramento nos processos de gerenciamento de
riscos. Por isso, desde 2003, a partir dos documentos consultivos divulgados pelo Comitê de Basileia e dos
exercícios de impactos quantitativos (QIS – Quantitative Impact Study) para implantação deste novo acordo, a
Organização, preparou, de maneira integrada, a sua adequação aos requisitos propostos por tais documentos.
42
BRADESCO CONSOLIDADO
Capítulo 1 – Informações Corporativas
Em 2004, com a publicação do documento definitivo sobre o Novo Acordo de Capital (International
Convergence of Capital Measurement and Capital Standards), foi estabelecido um plano de implementação
interno. Sob a coordenação do Departamento de Controle Integrado de Riscos - DCIR, o plano envolve
diversas áreas da Organização e tem acompanhamento de uma estrutura de PMO (Project Management
Office), sob a responsabilidade do Departamento de Organização e Métodos.
Todos os trabalhos seguem orientações de um Comitê Executivo específico, designado pelo Conselho de
Administração, sob a coordenação do Diretor-Presidente da Organização, demonstrando o total
comprometimento de nossa administração com a implantação do Novo Acordo de Capital.
Gerenciamento de Capital
O gerenciamento de capital visa otimizar a relação risco versus retorno de modo a minimizar perdas, por meio
de estratégias de negócios bem definidas, em busca de maior eficiência na composição dos fatores que
impactam a alocação de capital. Para isso, exige-se que instituições financeiras mantenham permanentemente
o valor do Patrimônio de Referência (PR) compatível com os riscos de suas atividades. O Patrimônio de
Referência Exigido (PRE) é o valor que, sob a ótica regulamentar, reflete os riscos das atividades da
Organização.
O valor do PRE é calculado considerando, no mínimo, a soma das seguintes parcelas:
PRE = Pepr + Pjur + Pacs + Pcom + Pcam + Popr
Risco de Crédito
Risco de Mercado
Trading
Risco Operacional
Pepr = parcela referente à exposição ponderada pelo fator de ponderação de risco a elas atribuídos;
Pjur = representa o risco das operações sujeitas à variação de taxa de juros;
Pacs = reflete o risco das operações sujeitas à variações do preço de ações;
Pcom = reflete o risco das operações sujeitas à variação do preço de commodities;
Pcam = reflete o risco das exposições em ouro, em moeda estrangeira e em operações sujeitas à variação
cambial; e
Popr = parcela referente ao risco operacional.
Apuração do Patrimônio de Referência (PR)
Demonstrativo de Cálculo
Base de Cálculo
Patrimônio Líquido
Redução de Créditos Tributários conforme Resolução n° 3.059 do CMN
Redução dos ativos diferidos conforme Resolução n° 3.444 do CMN
Redução dos ganhos/perdas de ajustes a valor de mercado em DPV e
derivativos conforme Resolução n° 3.444 do CMN
Adicional de Provisão pela Resolução n° 2.682/99 do CMN (3)
Minoritários/Outros
Patrimônio de Referência Nível I
Soma dos ganhos/perdas de ajustes a valor de mercado em DPV e
derivativos conforme Resolução n° 3.444 do CMN
Dívidas Subordinadas/Outros
Patrimônio de Referência Nível II
Patrimônio de Referência Total (Nível I + Nível II)
Dedução dos Instrumentos de Captação, conforme Resolução n° 3.444
do CMN
Patrimônio de Referência
Consolidado
(1)
Financeiro
Consolidado
Econômico-financeiro
Total (2)
41.754
(321)
41.754
(354)
1.328
3.002
164
45.927
1.328
3.003
798
46.529
(1.328)
10.951
9.623
55.550
(1.328)
10.951
9.623
56.152
(86)
55.464
(224)
55.928
(1) Inclui somente empresas financeiras.
43
BRADESCO CONSOLIDADO
Capítulo 1 – Informações Corporativas
(2) Inclui empresas financeiras e não financeiras.
(3) O índice de Basileia terá os seguintes impactos já identificados para o ano de 2010 (simulações realizadas com database 31.12.2009): a) A partir de 1º de janeiro, a apuração da parcela de alocação de capital do Risco Operacional do
Conglomerado Financeiro será calculada com o multiplicador (fator “Z”) igual a 1,0, conforme Circular nº 3.383 do
Bacen, e neste cenário, o Índice de Basileia seria de 17,47% para o Conglomerado Financeiro, e 17,55% para o
Conglomerado Econômico-financeiro; b) A Resolução nº 3.825/09 do CMN revoga, a partir de 1° de abril, a Resolução
nº 3.674 do CMN, que permite a adição integral da provisão adicional para devedores duvidosos na apuração do
Patrimônio de Referência, e neste cenário, o Índice de Basileia seria de 16,53% para o Conglomerado Financeiro, e
16,61% para o Conglomerado Econômico-financeiro; c) A partir do 2º semestre, será considerado na alocação de
capital o Risco Operacional das não financeiras, e neste cenário, o Índice de Basileia seria de 16,17% para o
Conglomerado Financeiro, e 16,25% para o Conglomerado Econômico-financeiro.
Apuração do Patrimônio de Referência Exigido (PRE)
Apresentamos, a seguir, a evolução da alocação de capital para o Consolidado Financeiro e Econômicofinanceiro, com base em 30 de setembro de 2009 e 31 de dezembro de 2009, na abordagem padronizada:
R$ milhões
Risco de Crédito
Produtos
Operações de Crédito (Não Varejo)
Operações de Crédito (Varejo)
Garantias Prestadas
Créditos Tributários
Compromisso de Crédito
Operações de TVM
Outros Ativos
Total Alocado
Risco de Mercado
Parcelas
Taxa de Juros
Pre-fixada em Real
Cupom de Moeda Estrangeira
Cupom de Índice de Preços
Cupom de Taxa de Juros
Ações
Commodities
Exposição em Ouro, Moedas Estrangeiras e Câmbio (1)
Total Alocado
Financeiro
Set/09
Dez/09
Econômico-financeiro
Set/09
Dez/09
9.149
4.238
3.819
1.818
1.567
3.470
7.423
31.484
9.709
4.812
4.014
1.702
1.831
3.598
7.246
32.911
9.110
4.223
3.825
2.117
1.584
5.180
5.594
31.634
9.688
4.792
4.021
1.973
1.846
5.242
5.485
33.046
396
59
27
310
26
2
423
290
123
20
147
37
3
330
401
64
27
310
26
2
428
290
123
20
147
37
3
330
32
199
264
295
220
42
72
8
1.133
32
199
264
295
220
42
72
8
1.133
32
199
264
295
220
42
72
8
1.133
32
199
264
295
220
42
72
8
1.133
53.840
33.040
20.800
17,9%
55.464
34.374
21.090
17,7%
53.500
33.195
20.305
17,7%
55.928
34.509
21.419
17,8%
(2)
Risco Operacional
Linhas de Negócio
Finanças Corporativas
Negociação e Vendas
Varejo
Comercial
Pagamentos e Liquidações
Serviços de Agente Financeiro
Administração de Ativos
Corretagem de Varejo
Total Alocado
Principais Valores
Patrimônio de Referência (PR)
Patrimônio de Referência Exigido (PRE)
Margem (PR - PRE)
Índice de Basileia
(1) A exposição em ouro, moeda estrangeira e em ativos e passivos sujeitos à variação cambial apurada ficou abaixo de 5% do Patrimônio
de Referência. Assim, de acordo com a Circular nº 3.389 do Bacen, a alocação de capital é igual a zero.
44
BRADESCO CONSOLIDADO
Capítulo 1 – Informações Corporativas
(2) Refere-se ao Conglomerado Financeiro. A partir do 2º semestre de 2010 será contemplado o Consolidado Econômico-financeiro.
Conforme Circular nº 3.383 do Bacen, a partir de 1.7.2009 foi aplicado um multiplicador de 0,80 sobre o valor apurado para Risco
Operacional.
No Novo Acordo de Capital, abordagem padronizada, a margem (PR - PRE), em 31 de dezembro de 2009, era
de R$ 21,4 bilhões no Consolidado Econômico-financeiro e o Índice Basileia encerrou o ano em 17,8%. O
Patrimônio de Referência Exigido (PRE) atingiu o montante de R$ 34,5 bilhões, apresentando variação de
4,0% em relação a setembro. Este aumento deve-se, principalmente, ao crescimento orgânico das operações
de crédito da organização e da consolidação das operações do Banco Ibi, compensadas parcialmente pela
menor exigência de capital para risco de mercado. Para risco operacional, o valor de R$ 1,133 bilhão
permaneceu fixo ao longo do 2º semestre de 2009.
Acompanhamento do Índice de Basileia e da Margem (PR-PRE)
O Índice de Basileia, para o Consolidado Econômico-financeiro, encerrou dezembro em 17,8%, dos quais
14,8% sob o Nível I do PR. A margem (PR – PRE) atingiu o montante de R$ 21,4 bilhões, proporcionando à
Organização um significativo conforto quanto à alavancagem, o que possibilita um incremento de até R$ 243
bilhões em operações de crédito.
Impactos no Índice de Basileia
De acordo com as determinações do Bacen, publicadas no final do ano de 2009, destacamos as principais
alterações a serem consideradas na apuração do Índice Basileia no ano de 2010:
9 A partir de 1º de janeiro de 2010, a parcela de alocação do Risco Operacional para o Conglomerado
Financeiro será calculada com o multiplicador (fator “Z”) igual a 1,0;
9 Para o 2º trimestre de 2010, na apuração do Patrimônio de Referência, não deverá ser considerada a
provisão adicional para devedores duvidosos; e
9 A partir do 2º semestre de 2010, será considerado na apuração da Alocação do Capital o Risco Operacional
para as empresas não financeiras.
45
BRADESCO CONSOLIDADO
Capítulo 1 – Informações Corporativas
Apresentamos estas modificações e seus respectivos impactos no Índice de Basileia a seguir:
Gerenciamento de Controles Internos e Compliance
Com o objetivo de aprimorar a estrutura de Governança Corporativa, em linha com as melhores práticas do
mercado, em dezembro de 2009, o Departamento de Gestão de Riscos e Compliance foi desmembrado,
criando duas novas unidades: Departamento de Controles Internos e Compliance e Departamento de Controle
Integrado de Riscos.
Tal decisão teve por objetivo o fortalecimento da independência e incremento do foco nas atividades de
gerenciamento de riscos corporativos (modelos quantitativos), de controles internos e compliance (modelos
qualitativos).
Assim, o Departamento de Controles Internos e Compliance, que se reporta a um Diretor Executivo e este ao
Diretor-Presidente, congrega as Áreas e respectivas atividades a seguir descritas:
• Área de Controles Internos
Com base em política definida e aprovada pelo Conselho de Administração, a Organização mantém
atualizados todos os componentes do sistema de controles internos, visando à mitigação das possíveis perdas
potenciais advindas de exposição ao risco, fortalecimento de processos e procedimentos voltados à
Governança Corporativa. Também estabelecemos metodologias e critérios para identificação, classificação,
avaliação e acompanhamento de riscos e seus respectivos controles.
A Área responde pela elaboração e divulgação de instruções de caráter técnico, critérios e procedimentos
relacionados a controles internos e compliance a todos os Agentes de Compliance alocados nos
departamentos e empresas ligadas da Organização Bradesco, além de assessorá-los.
Os Agentes de Compliance respondem pela execução das atividades de identificação, classificação, avaliação
e monitoramento dos riscos e controles, assim como pela execução de testes de aderência e elaboração de
planos de ação, segundo modelos definidos pela Área de Controles Internos e Compliance.
46
BRADESCO CONSOLIDADO
Capítulo 1 – Informações Corporativas
É, também, de responsabilidade da Área de Controles Internos coordenar e/ou participar no desenvolvimento
de ações voltadas ao fortalecimento da cultura ética dos colaboradores, segundo orientações advindas do
Comitê de Conduta Ética da Organização Bradesco.
Metodologia de Gestão Corporativa de Controles Internos
Com uma estrutura de pessoas dedicada, bem como investimentos em tecnologia, em treinamento e
reciclagem de pessoal, pode-se afirmar que a gestão de controles internos e compliance na Organização
Bradesco é efetiva e está alinhada aos padrões internacionais, de maneira a atender os requerimentos
estabelecidos pelos órgãos reguladores nacionais e estrangeiros.
Neste contexto, a Organização obteve, em junho de 2009, conforme Formulário 20-F arquivado na SEC – U.S.
Securities and Exchange Commission, a certificação dos seus controles internos, auditados pela
PricewaterhouseCoopers, voltados à elaboração das demonstrações financeiras referentes ao exercício fiscal,
findo em 31 de dezembro de 2008, de acordo com o disposto na Lei Americana Sarbanes-Oxley – Seção 404,
de 2002.
A Organização exerce, de modo abrangente, o gerenciamento de seus principais riscos com base em uma
metodologia que congrega 8 grandes atividades dispostas numa sequência lógica de execução que, quando
concluída, permite que ela afirme que seu Sistema de Controles Internos é efetivo. Para os processos
operacionais, tal metodologia está alinhada com a estrutura de ERM – Enterprise Risk Management do COSO
– Committee of Sponsoring Organizations, do COBIT – Control Objectives for Information and Related
Technology para os ambientes de Tecnologia da Informação; e dos requerimentos do ELC (Entity Level
Controls) estabelecidos pelo PCAOB - Public Company Accounting Oversight Board, para aspectos voltados à
Governança Corporativa. Cada um deles encontra-se em conformidade com as regulamentações do Banco
Central do Brasil, aos princípios recomendados pelo Comitê de Basileia e à Seção 404 da Lei Sarbanes-Oxley.
47
BRADESCO CONSOLIDADO
Capítulo 1 – Informações Corporativas
A Metodologia de Avaliação de Riscos e Controles reúne as seguintes atividades:
Atividade 1
Formalizar o
Processo
Atividade 8
Reportar
Atividade 7
Atividade 2
Identificar Eventos
de Riscos
Aplicar
Autoavaliação
Corporativa
Atividade 3
Atividade 6
Avaliar
Riscos
Executar Testes
de Aderência
Atividade 5
Responder a
Riscos
Monitorar
Atividade 4
Avaliar Controles
Agir sobre Riscos
• Atividade 1 – Formalizar o Processo – documentar os fluxos dos processos operacionais referentes a
produtos, serviços e atividades;
• Atividade 2 – Identificar Eventos de Riscos – identificar os eventos de riscos em potencial, sejam eles de
origens externas, internas ou ambas;
• Atividade 3 – Avaliar Riscos / Responder a Riscos / Avaliar Controles – classificar e mensurar a
exposição a risco inerente, estabelecer o respectivo tipo de resposta (Aceitar, Evitar, Mitigar ou Transferir o
risco), identificar a existência e avaliar a adequação do desenho e da efetividade do controle associado;
• Atividade 4 – Agir sobre Riscos – identificar gaps, elaborar e acompanhar a implementação de planos de
ação para correção de anomalias ou aperfeiçoamento de controles existentes;
• Atividade 5 – Monitorar – exercer monitoramento sobre o desenho do processo e o comportamento de
seus riscos e controles frente às perdas associadas;
• Atividade 6 – Executar Testes de Aderência – assegurar, mediante a execução formal de testes de
aderência, que a definição do controle é adequada e que a atividade de controlar vem sendo exercida de
maneira efetiva;
• Atividade 7 – Aplicar Autoavaliação Corporativa – aplicar
assertivas aos colaboradores da
Organização com o objetivo de avaliar os graus de conhecimento, entendimento e observância sobre
assuntos envolvendo integridade, valores morais e éticos, políticas e normas inerentes ao gerenciamento de
riscos e controles internos; e
• Atividade 8 – Reportar – reportar às instâncias competentes os resultados das avaliações e o
comportamento de riscos e controles.
48
BRADESCO CONSOLIDADO
Capítulo 1 – Informações Corporativas
Análise e Reporte de Diagnóstico dos Controles Internos
Os riscos e controles da Organização são inventariados nos escopos de Processo e de Gestão e alcançam os
ambientes operacionais, de tecnologia e de gestão de acesso à informação, perfazendo, para o ano de 2009,
um total de 1.788 controles chaves, que correspondem a 33.801 testes de aderência planejados para serem
executados ao longo do exercício.
Consoante ao estabelecido na Política, o gerenciamento dos controles internos é exercido por intermédio de
atividades direcionadas à identificação, classificação, mensuração de riscos, avaliação de controles,
monitoramento e reporte regular dos resultados ao Comitê de Controles Internos e Compliance, órgão
estatutário que, entre outras, possui as seguintes atribuições:
a) avaliar a efetividade e conformidade do Sistema de Controles Internos da Organização;
b) avaliar se as recomendações de melhorias nos controles internos foram devidamente implementadas pelos
gestores;
c) certificar a conformidade de normas, procedimentos, regulamentos e leis aplicáveis; e
d) apreciar os relatórios emitidos pelos Órgãos Reguladores e Auditorias Interna e Externa no tocante às
deficiências dos controles internos e respectivas providências das áreas envolvidas.
Semestralmente, o Comitê de Controles Internos e Compliance emite um parecer sobre a efetividade
Sistema de Controles Internos mantido na Organização, e o submete à aprovação do Conselho
Administração, em reunião específica sobre o assunto. Os diagnósticos sobre a efetividade do Sistema
Controles Internos também são regularmente submetidos à avaliação do Comitê de Auditoria, por meio
reuniões.
do
de
de
de
Prevenção à Lavagem de Dinheiro e ao Financiamento ao Terrorismo
A Organização mantém políticas, processos e sistemas específicos para prevenir e/ou detectar a utilização de
sua estrutura, produtos e serviços para a lavagem de dinheiro e o financiamento do terrorismo. Investimentos
significativos são feitos no treinamento de seus colaboradores, com programas em diversos formatos, tais
como a disponibilização de cartilha, vídeos, curso e-learning e palestras presenciais, inclusive específicas para
áreas nas quais as atividades as requerem. O Comitê Executivo de Prevenção e Combate à Lavagem de
Dinheiro e ao Financiamento ao Terrorismo reúne-se, trimestralmente, para avaliar o andamento dos trabalhos
e a necessidade de adoção de novas medidas com o intuito de alinhar o Programa de Prevenção e Combate à
Lavagem de Dinheiro e ao Financiamento ao Terrorismo da Organização às normas estabelecidas pelos
órgãos reguladores e às melhores práticas nacionais e internacionais.
• Cartões
2008
Setembro
Quantidade de Cartões – em milhares
(*)
Crédito
Débito
2009
Dezembro
81.618
34.685
46.933
83.243
35.260
47.983
2008
3º Trim.
Faturamento de Crédito (*)
– R$ milhões
Quantidade de Transações de
Crédito (*) – em milhares
4º Trim.
Setembro
88.421
37.569
50.852
Dezembro
132.854
79.557
53.297
2009
Dezembro
Acumulado
3º Trim.
4º Trim.
Dezembro
Acumulado
11.907
12.641
46.704
13.336
17.626
55.303
154.300
161.105
607.373
175.910
222.531
722.569
(*) Inclusive pré-pagos e Private Label .Informações do Ibi incluídas a partir do 4º trimestre de 2009.
49
BRADESCO CONSOLIDADO
Capítulo 1 – Informações Corporativas
Cartões de Crédito
Ao disponibilizar para seus clientes a mais completa linha de Cartões de Crédito do País, o Bradesco consolida
seu posicionamento de banco universal também nesta linha de negócios. O mix de produtos e serviços conta
com os cartões de crédito Visa, American Express, Mastercard e Private Label, que se destacam pela
amplitude dos benefícios e comodidades aos seus associados.
O Bradesco lançou o cartão de crédito Visa Copa do Mundo FIFA 2010, uma edição especial para pessoas
físicas, correntistas ou não, tendo como principal atrativo a associação à Copa do Mundo 2010 na África do
Sul.
Cartões Private Label
Neste mercado, o Bradesco atua na emissão de cartões por meio de acordos operacionais e joint ventures com
rede de lojas varejistas, que atuam nos segmentos de eletrodomésticos, supermercados, lojas de
departamento, vestuário, farmácia e cosméticos. Destacam-se os acordos com a Casas Bahia, Comper,
Carone, Dois Irmãos, G. Barbosa, Coop, LeaderCard, Esplanada (Grupo Deib Otoch), Luigi Bertolli, Panvel,
Drogasil, O Boticário e Colombo. Os acordos são formas de valorizar e fidelizar clientes, viabilizando o acesso
aos produtos e serviços bancários.
Incorporamos, a partir do 4º trimestre deste ano, os números do Ibi, importante emissor de cartões de crédito
com destacada posição no segmento Private Label, com parcerias com os Shoppings Iguatemi Belém, Metrô
Tatuapé, Canoas, Center Lapa, e no segmento de supermercados, vestuário, farmácia, postos de combustíveis
com C&A, Makro, Modelo, Arco-Íris, Cattan, Clube Angeloni e Camisaria Colombo.
Base de Cartões de Crédito – em milhares
79.557
34.685
35.260
37.569
Set/08
Dez/08
Set/09
Dez/09
Faturamento de Cartões de Crédito – R$ milhões
55.303
46.704
11.907
12.641
3º trim 2008
4º trim 2008
13.336
Dezembro
Acumulado
3º trim 2009
17.626
4º trim 2009
Dezembro
Acumulado
50
BRADESCO CONSOLIDADO
Capítulo 1 – Informações Corporativas
Cartões de Débito
O Bradesco encerrou dezembro de 2009 com 53,3 milhões de Cartões de Débito.
Base de Cartões de Débito – em milhares
46.933
47.983
Set/08
Dez/08
50.852
Set/09
53.297
Dez/09
Cartões Refeição e Alimentação
Em parceria com outros emissores e com a Visa International, o Bradesco constituiu a CBSS – Cia. Brasileira
de Soluções e Serviços, que emite os cartões Visa Vale, e participa ativamente na distribuição de seus cartões.
Receitas de Cartões
As receitas de serviços de cartões atingiram, em 2009, R$ 3.423 milhões.
Ativos Financeiros de Cartões
No 4º trimestre de 2009, os ativos gerados pelos Cartões de Crédito, que incluem financiamentos ao portador,
antecipações a estabelecimentos e créditos de compras à vista ou parceladas, aumentaram 37,2% em relação
ao mesmo período de 2008, finalizando o trimestre com R$ 21,9 bilhões.
Ativos de Cartões de Crédito – R$ milhões
51
BRADESCO CONSOLIDADO
Capítulo 1 – Informações Corporativas
Responsabilidade Socioambiental
Desde 1993, o Bradesco Cartões fomenta ações socioambientais e humanitárias, repassando para as
entidades filantrópicas parte das anuidades dos cartões. Destacam-se as parcerias na emissão dos Cartões
SOS Mata Atlântica, AACD, APAE, Casas André Luiz e Cartão Amazonas Sustentável.
• Área Internacional
A Área Internacional apresenta a seguinte estrutura:
9 Unidades (Agências e Subsidiárias) no Exterior
Agências:
Subsidiárias:
Nova York
Grand Cayman
Nassau
Buenos Aires
Luxemburgo
Tóquio
Grand Cayman
Hong Kong
- Bradesco
- Bradesco (2)
- Bradesco
- Banco Bradesco Argentina S.A.
- Banco Bradesco Luxembourg S.A.
- Bradesco Services Co., Ltd.
- Cidade Capital Markets Ltd.
- Bradesco Trade Service Ltd.
12 Unidades Operacionais e 13 Plataformas de Câmbio no Brasil
Belo Horizonte, Blumenau, Campinas, Curitiba, Fortaleza, Manaus, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro,
Salvador, São Paulo e Vitória. Contempla também as 13 Plataformas de Câmbio localizadas no ABC (São
Paulo), Belém, Caxias do Sul, Franca, Goiânia, Guarulhos, Joinville, Jundiaí, Londrina, Novo Hamburgo,
Ribeirão Preto, Santos e Sorocaba.
Nas demais regiões do País, a Área Internacional é representada, no que tange a prospecção de novos
negócios e oportunidades junto aos clientes/potenciais clientes, pelas Unidades de Negócio e
Agências/Plataformas dos segmentos Corporate, Empresas e Varejo Pessoa Jurídica.
Encerrado o exercício de 2009, os números obtidos neste ano comprovam mais uma vez que, apesar das
dificuldades apresentadas no período, em função da crise internacional, a Organização Bradesco, aqui
representada por sua Área Internacional, mantém o compromisso assumido no apoio à expansão,
fortalecimento e consolidação do mercado de câmbio e do comércio exterior brasileiro. Os números
apresentados a seguir mais do que atestam este comprometimento.
Exportação
Finalizado o ano de 2009, dada a continuada retração da atividade econômica mundial, o mercado brasileiro de
exportação apresentou um recuo no volume contratado da ordem de 22,7%. O Bradesco, no entanto, por meio
de sua Área Internacional, contratou o montante de US$ 37,9 bilhões em operações de exportação durante
este ano, apresentando uma redução de apenas 11,7% em comparação a 2008, quando o volume operado
atingiu US$ 42,9 bilhões.
Como resultado, o market share obtido nesta modalidade evoluiu cerca de 3,1 pontos percentuais, passando
de 22,1% em 2008 para 25,2% em 2009.
Isoladamente, cabe ressaltar o recorde na participação do Bradesco neste mercado que ocorreu em abril,
quando atingiu a marca de 30,1%.
52
BRADESCO CONSOLIDADO
Capítulo 1 – Informações Corporativas
Financiamentos às Exportações Brasileiras
Acompanhando a redução observada nos fechamentos de câmbio de exportação, o total de financiamentos
concedidos aos exportadores brasileiros no período janeiro/dezembro de 2009, atingiu US$ 12,5 bilhões contra
US$ 16,5 bilhões em 2008, uma redução de 24,2%.
Importação
Da mesma forma que o mercado de exportação, porém em menor proporção, o mercado importador brasileiro
também apresentou queda no volume de contratação de câmbio de importação no decorrer de 2009, (-) 4,0%.
Inversamente ao comportamento do mercado, a Área Internacional do Bradesco apresentou evolução de
10,3% nos fechamentos de câmbio na modalidade. Em termos de valores, o total em 2009 atingiu US$ 24,7
bilhões contra US$ 22,4 bilhões em 2008.
Este comportamento permitiu que o market share no exercício de 2009 atingisse 18,4% contra 16,0% no ano
anterior, registrando crescimento de 2,4 pontos percentuais. Também nesta modalidade, os expressivos
volumes negociados permitiram que o Bradesco alcançasse, em maio, sua mais importante marca, ou seja,
22,3% de participação neste mercado, performance até então nunca alcançada.
Financiamento às Importações Brasileiras
Apesar das incertezas que permearam o mercado de comércio exterior e câmbio no decorrer de 2009, os
importadores continuaram a procurar por financiamentos a importação, principalmente nos últimos meses do
ano. Ao longo de 2009, a Área Internacional concedeu US$ 2,6 bilhões em financiamentos desta modalidade
contra US$ 2,3 bilhões no ano anterior, evolução de 13,0%.
Volume de Fechamento de Câmbio - US$ bilhões
53
BRADESCO CONSOLIDADO
Capítulo 1 – Informações Corporativas
Mercado de Exportação
Mercado de Importação
Ao final de 2009, a Área Internacional exibe em sua Carteira de Ativos o expressivo montante de US$ 16,2
bilhões, composto pelos valores dos Financiamentos às Exportações e Importações, Garantias Internacionais
Prestadas, incluindo as Cartas de Crédito de Exportação Confirmadas, Empréstimos/Financiamentos às
Empresas Brasileiras e a Bancos no Exterior e Linhas Compromissadas, apresentando evolução de 10,6%
comparado ao saldo de US$ 14,7 bilhões registrado no encerramento de 2008.
O quadro a seguir apresenta, de modo analítico, os saldos dos produtos que compõem os Ativos da Área
Internacional nas datas-base 31 de dezembro de 2008 e 31 de dezembro de 2009:
Carteira de Comércio Exterior
Financiamento à Exportação
Câmbio Comprado Exportação – Letras a Entregar
Câmbio Comprado Exportação – Letras Entregues
Pré-Pagamento de Exportação
Repasse de Recursos tomados por meio do BNDES
– EXIM
Nota/Cédula de Crédito à Exportação – NCE/CCE
Cambiais e Documentos a Prazo em Moeda Estrangeira
Proex
Total do Financiamento à Exportação
Financiamento à Importação
Financiamentos em Moeda Estrangeira
Desconto de Saque de Importação
Créditos Abertos para Importação
Total do Financiamento à Importação
Garantias
Garantias Internacionais Prestadas
Total de Garantias Internacionais Prestadas
Total da Carteira de Comércio Exterior
Empréstimo por meio das Agências no Exterior
Financiamentos a Bancos no Exterior
Linhas Compromissadas
Total Geral
Dezembro de 2008
US$
R$
milhões
milhões
Dezembro de 2009
US$
R$
milhões
milhões
4.410
632
3.071
10.302
1.477
7.176
2.780
310
4.584
4.838
539
7.981
1.005
2.348
1.531
2.665
1.519
1
10.638
3.548
2
24.853
1.691
48
10.944
2.944
83
19.050
875
591
532
1.998
2.045
1.380
1.243
4.668
1.339
669
797
2.805
2.331
1.165
1.387
4.883
770
770
13.406
792
26
453
14.677
1.799
1.799
31.320
1.851
60
1.059
34.290
642
642
14.391
1.388
10
451
16.240
1.118
1.118
25.051
2.417
17
786
28.271
O funding necessário para o financiamento do comércio exterior é obtido junto à comunidade financeira
internacional, por meio de linhas de crédito concedidas por bancos correspondentes no Exterior. Ao final de
2009, cerca de 83 bancos, com destaque para os americanos, asiáticos e europeus, concediam linhas
comerciais ao Bradesco.
54
BRADESCO CONSOLIDADO
Capítulo 1 – Informações Corporativas
Em 31 de Dezembro de 2009, o saldo em ser das captações via emissões de títulos no mercado de capitais
internacional totalizam US$ 5,2 bilhões. A tabela a seguir contempla as principais captações em ser na data
mencionada.
Emissões no Exterior em Destaque – Data-base: Dezembro de 2009
Emissões em Destaque
US$
Saldo
(em milhões)
150,0
17.12.2001
15.12.2011
Yen
17.500,0
25.4.2002
17.4.2012
Moeda
Dívida Subordinada
Dívida Subordinada (equivalente na data de emissão a US$ 133,2
milhões)
Dívida Subordinada
Dívida Subordinada (equivalente na data de emissão a US$ 275,9
milhões)
Floating Rate Notes
Floating Rate Notes
Fixed Rate Notes (equivalente na data de emissão a US$ 100,0 milhões)
Securitização Série MT 100 – 2004 – 1 – Fixed Rate (*)
Securitização Série MT 100 – 2007 – 1 – Floating Rate (*)
Securitização Série MT 100 – 2007– 2 – Floating Rate (*)
Securitização Série MT 100 – 2007– 3 – Floating Rate (*)
Securitização Série MT 100 – 2007– 4 – Floating Rate (*)
Securitização Série MT100 – 2008 – 1 – Floating Rate (*) (1)
Securitização Série MT100 – 2008 – 2 – Floating Rate (*)
Securitização Série MT100 – 2009 – 1 – Floating Rate (*)
Securitização Série MT100 – 2009 – 2 – Floating Rate (*)
Securitização Série MT100 – 2009 – 3 – Fixed Rate (*)
Securitização Série MT100 – 2009 – 4 – Fixed Rate (*)
Divida Subordinada
Títulos Perpétuos (2)
(*) International Diversified Payment Rights Company.
(1) Sujeito à revisão anual do período de carência.
(2) Títulos perpétuos subordinados, júnior, não cumulativos.
Emissão
Vencimento
US$
500,0
24.10.2003
24.10.2013
Euro
225,0
15.4.2004
15.4.2014
US$
US$
R$
US$
US$
US$
US$
US$
US$
US$
US$
US$
US$
US$
US$
US$
125,0
100,0
226,8
48,0
250,0
250,0
200,0
200,0
500,0
500,0
100,0
75,0
75,0
50,0
750,0
300,00
11.12.2004
8.8.2005
3.10.2005
28.7.2004
11.6.2007
11.6.2007
20.12.2007
20.12.2007
6.3.2008
19.12.2008
20.3.2009
17.12.2009
17.12.2009
17.12.2009
29.9.2009
3.6.2005
11.12.2014
4.8.2015
4.1.2010
20.8.2012
20.5.2014
20.5.2014
20.11.2014
20.11.2014
20.5.2015
20.2.2015
20.2.2015
20.11.2014
20.02.2017
20.02.2020
29.9.2019
Perpétuo
As Agências e Subsidiárias no Exterior têm como objetivo o apoio aos clientes brasileiros, pessoa física ou
jurídica, em suas necessidades no mercado externo. Essas unidades também atuam na obtenção de recursos
no mercado internacional para repasses a clientes, principalmente por meio do financiamento às operações de
comércio exterior brasileiro.
O quadro a seguir demonstra os saldos contábeis de ativos e patrimônio líquido das Unidades no Exterior, nas
datas-base 31 de dezembro de 2008 e 31 de dezembro de 2009:
Agências e Subsidiárias no Exterior
Bradesco Nova York
Bradesco Grand Cayman
Bradesco Grand Cayman 2(1)
BMC Grand Cayman(2)
Bradesco Nassau
Cidade Capital Markets Ltd. – Grand Cayman
Bradesco Services Co., Ltd. – Tóquio
Banco Bradesco Argentina S.A.
Banco Bradesco Luxembourg S.A.
Total
Dezembro de 2008
Total de
Patrimônio
Ativos
Líquido
2.942
180
9.808
2.621
433
433
45
45
25
25
37
37
1
1
36
29
678
163
14.005
3.534
US$ milhões
Dezembro de 2009
Total de
Patrimônio
Ativos
Líquido
3.343
200
12.167
3.128
1.747
1.747
26
26
38
38
49
29
664
176
18.034
5.344
(1) Aumento de capital em 9 de junho de 2009 no valor de US$ 1,3 bilhão.
(2) Em 27 de março de 2009, o BMC Grand Cayman foi incorporado pelo Bradesco Grand Cayman.
55
BRADESCO CONSOLIDADO
Capítulo 1 – Informações Corporativas
• Soluções de Cash Management
Dentre as principais soluções de produtos e serviços disponibilizadas pelo Bradesco, destacamos:
Soluções de Recebimentos
Cobrança Bradesco
Líder de mercado, com participação de 29,74% (Fonte: Sisbacen - data-base: setembro de 2009), a Cobrança
Bradesco destaca-se pela abrangência e diversas modalidades, atendendo às necessidades das empresas,
independentemente do seu porte. As soluções disponibilizadas proporcionam comodidade, praticidade e
segurança, além de reduzir custos, maximizando os resultados dos clientes. Ao Banco, a Cobrança gera
receitas com tarifas e floating, além de diversas oportunidades de outros negócios.
Com o DDA – Débito Direto Autorizado o produto ficou ainda mais atraente, pois os clientes passam a contar
com a tecnologia e a segurança dos canais eletrônicos Bradesco, para a realização de suas consultas,
agendamentos e pagamentos dos seus compromissos.
Arrecadações
Desenvolvidos com elevado padrão de eficiência e qualidade, os serviços de arrecadações atendem à dupla
finalidade. De um lado, buscam a satisfação dos clientes com soluções adequadas e inovadoras na quitação
de tributos; de outro, prestam efetiva colaboração aos Órgãos do governo no âmbito da União, Estados e
Municípios, além de Concessionárias de Serviços Públicos. Nossos serviços destacam-se pela rapidez e
segurança no repasse das informações processadas e valores arrecadados. O Bradesco é líder entre os
bancos privados na arrecadação dos seguintes tributos:
• DARF – Documento de Arrecadação de Receitas Federais – a arrecadação nos canais de atendimento teve
participação de 21,19% no mercado(1);
• DAS – Documento de Arrecadação do Simples Nacional: participação de 16,88% no mercado(1); e
• GPS – Guia da Previdência Social: participação de 14,35% no mercado(2).
(1) Fonte: Receita Federal/Serpro
(2) Fonte: INSS/Febraban
Soluções de Pagamentos
Pag-For Bradesco (Pagamento a Fornecedores), Bradesco Net Empresa e Pagamento Eletrônico de
Tributos
Com base na filosofia da eficiência, as soluções de pagamentos, viabilizadas por meio dos produtos Pag-For
Bradesco, Bradesco Net Empresa e Pagamento Eletrônico de Tributos, atendem às exigências de todos os
clientes, possibilitando o pagamento de fornecedores, tributos e transferências eletrônicas pela Internet ou por
troca de arquivos, com agilidade e segurança.
Soluções de Gestão de Caixa
Para facilitar ainda mais o dia a dia do fluxo de caixa das empresas, o Bradesco dispõe de soluções para
auxiliar a gestão do contas a receber e a pagar. São soluções que imprimem maior eficiência e modernidade,
proporcionando alta performance na geração de resultados.
Dentre as principais soluções estão o Office Banking Bradesco Plus, Conciliação Bancária, Net Finanças
Condomínio e Caixa Centralizado.
Para os clientes pessoas físicas, foi lançado recentemente o Net Finanças Pessoais, que disponibiliza ao
usuário ferramentas de controle e gestão das suas finanças, totalmente gratuito.
56
BRADESCO CONSOLIDADO
Capítulo 1 – Informações Corporativas
Sempre atento às tendências de mercado, o Bradesco está credenciado como Autoridade de Registro para
emissão do Certificado Digital, assinatura eletrônica reconhecida para ser usada com tranquilidade em diversas
situações que requerem veracidade, autenticidade e fé pública. Esse certificado pode ser utilizado na
assinatura eletrônica de contratos em geral, operações de câmbio, transferências de arquivos e outras
finalidades que necessitem segurança eletrônica.
Soluções para Cadeias Produtivas
A atuação do Banco na Área de Cadeias Produtivas tem a missão de buscar soluções personalizadas,
observando as características de cada setor de atividade, facilitando o relacionamento e interligação entre
todos os integrantes – empresas, seus clientes, fornecedores, distribuidores e funcionários – gerando, com isto,
ampliação da base de clientes do Banco, aumento do volume de negócios e a fidelização.
Por meio da concentração de esforços em clientes estratégicos, os chamados “âncoras setoriais”, tais soluções
identificam oportunidades para atuação no financiamento e prestação de serviços a todos os integrantes do
fluxo produtivo, por meio de ação comercial estruturada e encaminhada, em sinergia com os Departamentos
Gestores, Segmentos Comerciais e Coligadas. Seu foco no atendimento das necessidades específicas de cada
setor, cria uma posição competitiva e sustentável pela diferenciação na estruturação de soluções
customizadas.
Gestão de Negócios e Relacionamento com o Poder Público
Para atender a Administração Pública, o Bradesco dispõe de Área específica com atendimento especializado a
Entes e Órgãos dos Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, nos âmbitos Federal, Estadual e Municipal,
além das Autarquias, Fundações Públicas, Empresas Públicas e de Economia Mista, Forças Armadas
(Exército, Marinha e Aeronáutica) e Forças Auxiliares (Polícias Federal, Militar e Civil), Notários e
Registradores, identificando oportunidades de negócios, disponibilizando produtos e serviços e estruturando
soluções sob medida.
Um site exclusivo, www.bradescopoderpublico.com.br, foi desenvolvido para esses clientes, apresentando
Soluções Corporativas de Pagamentos, Recebimentos, RH e Tesouraria aos Governos Federal, Estadual e
Municipal, atendendo as necessidades e expectativas dos Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário. O portal
também reserva um espaço exclusivo aos Servidores Públicos e Militares e traz todos os produtos e serviços
que o Bradesco disponibiliza a esses clientes.
O relacionamento é realizado por meio de Plataformas de atendimento exclusivas, localizadas em todo o
território nacional e dispõe de Gerentes de Relacionamento especializados para atender esses clientes.
Dados Estatísticos
Soluções de Recebimentos
Soluções de Pagamentos
(*)
Setor Público
Tributos
Água, Luz, Telefone e Gás
Previdência Social(1)
Total
3º Trim.
151,2
56,4
97,0
25,5
56,0
15,5
304,6
2008
4º Trim.
154,6
60,6
96,0
23,4
57,1
15,5
311,2
Quantidade de Documentos Processados - em milhões
2009
Exercício
3º Trim.
4º Trim.
Exercício
592,9
156,9
165,7
616,9
214,2
67,1
72,7
256,6
383,2
104,6
105,3
413,9
97,9
26,8
25,4
106,1
223,8
61,9
63,7
244,3
61,5
15,9
16,2
63,5
1.190,3
328,6
343,7
1.287,4
(1) Total de Beneficiários: mais de 5,308 milhões de Aposentados e Pensionistas (corresponde a 19,62% dos beneficiários
vinculados ao INSS).
(*) Inclui concessionárias de serviços públicos, estatais e privadas.
57
BRADESCO CONSOLIDADO
Capítulo 1 – Informações Corporativas
• Serviços Qualificados para o Mercado de Capitais
O Bradesco, por meio do Departamento de Ações e Custódia, é um dos principais prestadores de Serviços
Qualificados para o Mercado de Capitais, sendo líder nacional em Custódia Qualificada, conforme o Ranking
Anbima de Custódia de Ativos – Mercado Doméstico.
Contando com uma equipe de profissionais especializados, a oferta de serviços é feita em total aderência às
demandas dos clientes e às diretrizes dos reguladores e autorreguladores, tendo como principais pilares o
relacionamento e a parceria de longo prazo.
O Bradesco Custódia conta com 10 Certificações relacionadas à Gestão da Qualidade ISO 9001:2008 e 3
certificações referentes à Proteção de Dados [email protected], que ampliam as estruturas de controles e reforçam
a eficácia dos processos.
Os principais serviços prestados compreendem: Escrituração de Ativos (Ações, BDRs – Brazilian Depositary
Receipts, Cotas de Fundos de Investimento, Certificados de Recebíveis Imobiliários – CRIs e Debêntures);
Custódia Qualificada de Títulos e Valores Mobiliários; Custódia de Ações para Lastro de DRs - Depositary
Receipts; Controladoria de Fundos de Investimento (Fundos ‘Instrução CVM 409’ e Fundos Estruturados) e
Carteiras Administradas; Administração Fiduciária para Fundos de Investimento; Fundos Offshore; Custódia e
Representação para Investidores Estrangeiros; Banco Mandatário; Depositário e Agente de Compensação.
Nossos Serviços:
1 – Escrituração de Ativos
1.1 – Ações
Pioneiro desse segmento no País, o Bradesco mantém à disposição serviços que reúnem todos os
procedimentos relativos à escrituração de ações, atendendo a mais de 3 milhões de acionistas.
O Sistema Bradesco de Ações Escriturais foi desenvolvido para atender as empresas de capital aberto ou
fechado, em todas as suas necessidades relacionadas ao registro e atualização das ações emitidas, seja na
forma Escritural ou Nominativa. Pelo site www.bradescocustodia.com.br a empresa poderá acessar, on-line e
em tempo real, as posições de seus acionistas, os dados cadastrais e bancários e as movimentações
acionárias, bem como consultar os proventos deliberados, pagos e/ou pendentes de seus investidores.
Diariamente, o sistema disponibiliza a base total de acionistas das empresas, demonstrando a posição de
ações registradas nos livros da Instituição Financeira Depositária e/ou na CBLC – Câmara Brasileira de
Liquidação e Custódia. O Bradesco oferece, ainda, aos investidores das empresas para as quais presta os
serviços de Escrituração de Ações, atendimento personalizado por meio da Rede de Agências em todo o
território nacional.
1.2 – BDRs – Brazilian Depositary Receipts
Pioneiro e responsável pelo desenvolvimento do serviço de depositário de BDRs negociados em Bolsa, o
Bradesco oferece, no seu serviço de escrituração de BDRs, o registro do Programa na CVM e no Bacen, o
controle das emissões e dos cancelamentos de BDRs e a administração de todos os eventos, além do
atendimento personalizado aos investidores, por meio da Rede de Agências.
58
BRADESCO CONSOLIDADO
Capítulo 1 – Informações Corporativas
1.3 – Cotas de Fundos de Investimento
O Sistema Bradesco de Cotas Escriturais foi desenvolvido para atender as necessidades dos clientes nas
atividades relativas à escrituração das cotas de Fundos Administrados. O sistema agrega recursos técnicooperacionais voltados ao controle de dados cadastrais dos cotistas, ao registro das movimentações e
pagamento de rendimentos, bem como à emissão de relatórios gerenciais.
1.4 – Debêntures
O Bradesco registra a emissão das debêntures, controla as movimentações, realiza o processamento dos
pagamentos dos direitos concedidos aos debenturistas e controla os saldos das debêntures registradas no
SND – Sistema Nacional de Debêntures, além de fornecer à empresa emissora com diferentes relatórios
gerenciais.
1.5 – Banco Mandatário (Debêntures/Notas Promissórias)
O Bradesco, na qualidade de Banco Mandatário, é responsável pela confirmação financeira de todos os
pagamentos e movimentações efetuadas pelo emissor junto a Cetip S.A. – Balcão Organizado de Ativos e
Derivativos, por meio do SND e/ou da BM&FBovespa S.A – Bolsa de Valores, Mercadorias e Futuros, por meio
do sistema Bovespa FIX.
1.6 – Principais indicadores no 4° trimestre de 2009
Ações Escriturais
Debêntures Escriturais
Cotas Escriturais
Brazilian Depositary Receipt – BDR
236 empresas, com valor de mercado de R$ 788,021 bilhões, reunindo
mais de 3 milhões de acionistas.
93 empresas com 122 emissões, totalizando o valor atualizado de
R$ 126,305 bilhões.
124 fundos fechados, com valor atualizado de R$ 15,701 bilhões.
3 programas, com valor de mercado de R$ 155,223 milhões.
2 – Custódia, Controladoria e Administração de Fundos de Investimento e Carteiras
Administradas
Destinada aos gestores de recursos, fundos de pensão, seguradoras e entidades de previdência, a prestação
de serviços qualificados tem apresentado crescimento contínuo, fundamentada nas parcerias com nossos
clientes, no investimento em tecnologia e processos, e num amplo leque de soluções inovadoras e adaptáveis
às diferentes peculiaridades deste negócio.
2.1 – Custódia Qualificada de Títulos e Valores Mobiliários
O serviço de Custódia Qualificada compreende a liquidação física e financeira dos ativos, sua guarda, bem
como a administração e informação de eventos associados a esses ativos. Também engloba liquidação
financeira de derivativos, contratos de permutas de fluxos financeiros, swap e operações a termo, bem como o
pagamento das taxas relativas ao serviço prestado, tais como, mas não limitadas a, taxa de movimentação e
registro dos depositários e câmaras e sistemas de liquidação. Neste segmento são realizadas atividades que
expressam relação com os seguintes fatores: controle e exercício dos direitos referentes aos eventos de renda
fixa e renda variável, e do fluxo de pagamentos e recebimentos dos ativos depositados; liquidação física das
operações de renda fixa, renda variável e mercado futuro; manutenção dos registros dos investidores junto aos
agentes depositários; conciliação dos ativos com as clearings e bancária de contas correntes; operações no
mercado de balcão em nome dos investidores; atualização diária do patrimônio e controle dos ativos
depositados na CBLC, Selic, Cetip e BM&FBovespa.
2.2 – Controladoria e Administração de Fundos de Investimento e Carteiras Administradas
O Bradesco, além da prestação do serviço de Custódia, conta com a melhor estrutura na prestação do serviço
de Controladoria para Fundos de Investimento e Carteiras Administradas.
59
BRADESCO CONSOLIDADO
Capítulo 1 – Informações Corporativas
Neste segmento, são realizadas as seguintes atividades: controle das movimentações do caixa, do risco e do
enquadramento legal e de política de investimentos; conciliação bancária e dos ativos de renda fixa negociados
junto ao Selic ou Cetip, e de ativos de renda variável negociados nas Bolsas de Valores e Mercadorias; registro
das operações de compra e venda de ativos integrantes do portfólio dos Fundos/Carteiras; e contabilização dos
ativos, provisões e movimentação de cotistas. Tais atividades visam a elaboração dos balancetes e relatórios
periódicos para demonstração dos resultados enviados aos órgãos competentes e aos cotistas, e são
monitoradas por uma equipe de controle que verifica os atendimentos relativos aos aspectos legais e
contratuais; à política de investimentos e às regras específicas do cliente, visando a eliminação dos riscos
envolvidos e garantindo a qualidade total dos serviços prestados.
Por meio da coligada BEM DTVM, oferecemos os serviços de Administração Fiduciária para Fundos de
Investimento de Terceiros, que compreende a elaboração de regulamentos e prospectos, convocação e
instauração de assembleias, manutenção da documentação legal e acompanhamento das alterações
normativas, assim como interação com os órgãos competentes no fluxo de informações e documentos.
2.3 – Custódia de Ações para Lastro de DRs – Depositary Receipts
O Bradesco lançou o primeiro programa de DR brasileiro. A prestação desse serviço compreende o registro do
Programa na CVM e no Bacen, o controle das emissões e dos cancelamentos, o recebimento dos direitos
sobre as ações e a remessa dos recursos ao exterior. Além disso, realiza, junto ao Banco Depositário, a troca
de informações relativas às deliberações ocorridas em assembleias das empresas emissoras dos DRs.
2.4 – Agente de Compensação
Agente de Compensação é um serviço prestado para Corretoras de Títulos e Valores Mobiliários, Seguradoras
e Fundos de Investimento. Nesse serviço, o Bradesco é responsável, perante a CBLC, pela liquidação física e
financeira das operações registradas na BM&FBovespa, de acordo com os limites operacionais diários
estabelecidos em função das garantias apresentadas pelos respectivos clientes frente ao volume e tipo das
operações realizadas em bolsa.
2.5 – Principais indicadores no 4° trimestre de 2009
R$ 562,919 bilhões em ativos custodiados (fundos, carteiras, DRs e fundos
de recebíveis).
R$ 625,092 bilhões distribuídos em 8.288 fundos de investimento e carteiras
administradas.
R$ 84,652 bilhões em 13 programas.
Custódia
Controladoria
Depositary Receipt – DR
Evolução dos Ativos Custodiados – R$ bilhões
2007
Mar
Ativos Custodiados
Jun
324,7 375,3
2008
Set
Dez
423,5
428,0
Mar
Jun
Set
428,8 443,0 404,8
2009
Dez
Mar
Jun
Set
Dez
382,3
415,1
454,0
532,3
562,9
3 – Fundo de Investimento em Direitos Creditórios – FIDC
O serviço compreende as seguintes atividades: recepção e análise da documentação que comprova a
existência dos Direitos Creditórios; verificação dos Direitos Creditórios, análise dos critérios de elegibilidade do
Fundo; liquidação física e financeira das aquisições e vendas dos Direitos Creditórios e demais ativos da
carteira do Fundo, verificação dos índices de concentração e demais obrigações descritas no regulamento do
Fundo.
FIDC
R$ 9,790 bilhões em 66 FIDCs.
60
BRADESCO CONSOLIDADO
Capítulo 1 – Informações Corporativas
4 – Fundo de Investimento em Participações – FIP
O Bradesco tem atuação de destaque na realização dos serviços de Custódia, Controladoria e Administração
Fiduciária para fundos de investimento em participações. Tais atividades consistem na validação e conciliação
dos estoques, liquidação das operações, controle, precificação, contabilização, atualização do patrimônio dos
fundos e enquadramento das posições em conformidade com sua política de investimento. Devido à
peculiaridade de seus ativos, os FIPs têm tratamento específico, sendo seu portfólio constituído por
investimentos em colocações privadas de empresas de capital fechado, gerando a necessidade de análise da
documentação societária da empresa objeto do investimento, previamente à liquidação.
5 – Depositário
Depositário é um serviço prestado pelo Banco Bradesco que, como entidade independente, concorda em
receber, guardar em custódia, atender e liquidar operações em favor das partes contratantes, de acordo com o
pactuado em contrato, para maior conforto de obrigações financeiras garantidas ou assumidas, mantendo o
controle e a supervisão por meio de Conta Vinculada, também denominada “Escrow Account”.
Depositário
1.396 contratos com volume financeiro de R$ 5,305 bilhões.
• Processos Corporativos
Área de Ouvidoria
A Organização Bradesco sempre teve a filosofia de dar voz aos clientes e usuários dos produtos e serviços
bancários criando, pioneiramente, em abril de 1985, o serviço Alô Bradesco. Criado cinco anos antes do
lançamento do Código de Defesa do Consumidor, foi o primeiro canal de comunicação do mercado financeiro
para sugestões e reclamações. Este canal contribuiu para aprimorar essas relações e tem se mantido como
importante instrumento estratégico, por conta da transparência no relacionamento.
Como evolução, em julho de 2005, o Bradesco implementou a Área de Ouvidoria, centralizando todas as
manifestações registradas nos diversos canais, inclusive aquelas provenientes do Banco Central e do Procon.
Em atendimento à norma do Conselho Monetário Nacional, publicada por meio da Resolução nº 3.477, de
26.7.2007, pelo Bacen, instituiu o atendimento de 2º nível para que os clientes que desejarem, possam ter
reexaminada a solução dada à sua reclamação registrada anteriormente no Alô Bradesco, SAC – Serviço de
Apoio a Clientes ou pelo canal Internet, opção “Fale Conosco”.
Também faz parte da missão da Ouvidoria identificar oportunidades de melhorias nos processos, produtos e
serviços prestados aos clientes e usuários, por meio da análise das principais reclamações e suas
reincidências registradas junto ao conglomerado. A Ouvidoria atua em conjunto com gestores desses produtos
para que sejam tomadas ações para correção definitiva dos problemas apontados, as quais são apresentadas
como propostas de melhorias ao Conselho de Administração. Semestralmente, o relatório do Diretor de
Ouvidoria contemplando histórico das reclamações de 2ª Instância é preparado e enviado ao Bacen, conforme
determina Resolução nº 3.477 e Circular 3.370.
Gestão da Qualidade – Certificações NBR ISO 9001:2008
A Organização Bradesco adota Sistemas de Gestão como ferramentas que auxiliam na condução e operação
de seus processos de maneira transparente e sistemática.
Um sistema de Gestão inclui a estrutura organizacional, as atividades de planejamento, responsabilidades,
práticas, procedimentos, processos e recursos para o desenvolvimento, implementação, realização, revisão e
manutenção das políticas da Organização.
O Sistema de Gestão da Qualidade Bradesco – SGQB é uma importante ferramenta da Organização, com a
finalidade de melhorar, continuamente, o desempenho dos processos, levando em consideração as
necessidades de todas as partes interessadas. Por meio do SGQB, as Dependências demonstram sua
61
BRADESCO CONSOLIDADO
Capítulo 1 – Informações Corporativas
capacidade para fornecer produtos e/ou serviços que atendam aos requisitos do cliente e aos requisitos
regulamentares aplicáveis, buscando aumentar a satisfação do cliente.
A Organização Bradesco conta com um grupo de profissionais altamente qualificado, responsável pela
definição da metodologia do Modelo de Gestão Corporativo Bradesco e gestão do processo de implantação.
Quantidade de Certificações NBR ISO 9001:2008
Na permanente busca de proporcionar a seus clientes e usuários a facilidade e comodidade que só um Banco
Completo pode oferecer, a Organização Bradesco alcançou o reconhecimento da Certificação NBR ISO
9001:2008 em 211 processos.
Em dezembro de 2009, todos os processos certificados foram atualizados na nova versão NBR ISO 9001:2008,
sendo que o prazo para conclusão desse processo é até 14 de novembro de 2010.
Base: dezembro de 2009
As certificações ISO 9001 são comprovações formais de que todas as atividades relacionadas aos processos
certificados foram planejadas, implantadas e controladas de acordo com a norma de reconhecimento
internacional.
As certificações ISO 9001 motivam a Organização a avançar nas práticas de gestão da qualidade, as quais
representam grande diferencial na gestão do negócio e contribuem nos aspectos de sustentabilidade e de
governança corporativa, construindo uma base sólida para a adoção de critérios de excelência em seus
processos.
Selo de Proteção e Privacidade de Dados – [email protected]
[email protected] – Selo de Proteção e Privacidade de Dados é um conjunto de requisitos reconhecido
internacionalmente, voltado para o gerenciamento da proteção e privacidade dos dados nas organizações.
O Sistema de Gestão de Proteção de Dados Bradesco tem por objetivo padronizar o gerenciamento da
proteção, minimizando riscos relacionados à violação na proteção de dados e falhas na segurança da
informação, atendendo a requisitos legais internos, e proporcionando a melhoria contínua dos processos de
proteção e privacidade de dados.
Tendo em vista seu pioneirismo na inovação tecnológica, a Organização Bradesco investe, constantemente,
em TI, com cuidado especial no que diz respeito à segurança da informação em todos os níveis. Por este
motivo, estabelece procedimentos no trato ético dos dados pessoais coletados para quaisquer finalidades,
inclusive com o estabelecimento da Política Corporativa de Segurança da Informação e da Norma Corporativa
de Segurança da Informação.
62
BRADESCO CONSOLIDADO
Capítulo 1 – Informações Corporativas
As certificações evidenciam essa prática e reafirmam a permanente preocupação da Organização com a
segurança e proteção dos dados de seus clientes e usuários. Das 18 certificações [email protected] concedidas
no
Brasil,
15
pertencem
à
Organização
Bradesco.
(Fonte:
http://www.iqnetcertification.com/index.php?page=dbregorg&liv1=1&liv2=&liv3= -consultada em dezembro de 2009).
Certificações [email protected] da Organização Bradesco:
• Fax Fácil
• Fone Fácil
• Home Broker
• Internet Banking
• Private
• Custódia – Boletamento de Passivos
• Custódia – Boletamento de Ativos
• Custódia – Privacidade de Dados de Relatórios
• WebTA – Transferência de Arquivos
• NetEmpresa
• ShopCredit
• Comércio Eletrônico – Pessoa Física
• Comércio Eletrônico – Pessoa Jurídica
• Cartões
• Gestão da Privacidade das Senhas
Gestão de Segurança da Informação – Certificações ISO/IEC 27001:2006
O Sistema de Gestão de Segurança da Informação tem por objetivo fornecer a estrutura para estabelecer a
proteção da informação contra diversos tipos de ameaças para garantir a continuidade do negócio, minimizar o
risco, maximizar o retorno sobre os investimentos e as oportunidades de negócio.
A implantação de um Sistema de Gestão de Segurança da informação estabelece a definição, planejamento e
implementação de um conjunto de mecanismos (controles, políticas, procedimentos, estrutura organizacional e
tecnologia) e práticas que visam proteger a informação das ameaças que possam comprometer a continuidade
das atividades de negócio, por meio da prevenção e redução dos riscos e impactos gerados por incidentes de
segurança.
A Organização Bradesco estabeleceu uma Política Corporativa de Segurança da Informação e faz
investimentos nessa área, o que reflete sua preocupação com este importante ativo que necessita ser
adequadamente protegido.
Em 2009, a Organização conquistou a primeira certificação na NBR ISO/IEC 27001:2006, passando a figurar
entre as 16 empresas certificadas no Brasil, que possui atualmente 23 certificados (Fonte:
http://www.iso27001certificates.com/).
O escopo certificado é “Sistema de Gestão de Segurança da Informação” abrangendo os processos
relacionados a segurança lógica visando à garantia das senhas de acesso aos aplicativos e à infraestrutura
tecnológica interna do Banco, sob administração do Departamento de Processamento e Comunicação de
Dados (DPCD) área de Gestão de Segurança e Contingência.
Metodologia para Mapeamento e Documentação de Processos
A Metodologia para Mapeamento e Documentação de Processos tem caráter corporativo e seu objetivo é
permitir às Dependências mapear e documentar os processos dos produtos e serviços sob sua gestão, de
maneira sistematizada e padronizada.
O resultado da documentação é armazenado em uma Base de Dados Corporativa específica, a partir da qual
são atendidas, concomitante, as demandas de documentação requeridas para atender:
−
−
−
−
−
Custeio ABC (Activity Based Costing - Custeio Baseado em Atividades);
Sistema de Gestão da Qualidade Bradesco – NBR ISO 9001:2008;
Controles Internos e Compliance;
Seção 404 da Lei Sarbanes-Oxley; e
Melhoria Contínua de Processos.
63
BRADESCO CONSOLIDADO
Capítulo 1 – Informações Corporativas
A metodologia estabelece uma estrutura padrão de documentos, a qual é adotada pelas Dependências e que
permite a visão dos processos a partir dos produtos e serviços, a saber:
−
−
−
−
−
−
Organograma;
Árvore de Produtos e Serviços;
Diagrama de Contexto;
Macrovisão dos Processos;
Fluxo dos Processos; e
Detalhamento das Atividades.
A estrutura definida para a Metodologia, associada às informações de produtos e serviços permite, de modo
efetivo, realizar uma análise e diagnóstico para que sejam desenvolvidos trabalhos voltados à melhoria de
processos e atendimento aos requisitos dos sistemas de gestão.
Programa de Custeio Baseado em Atividades – Activity-Based Costing
Com o objetivo de apoiar o Banco em ações de melhorias de processos e de otimização dos recursos
produtivos, como práticas recomendadas para a redução de custos, adotamos o modelo de “Custeio Baseado
em Atividades” – ABC (Activity-Based Costing), que mensura o custo e o desempenho das atividades, recursos
e objetos de custeio.
Portanto, o conhecimento das atividades, associado à medida do consumo de recursos por essas atividades,
possibilita uma análise mais precisa da relação de custo e benefício de cada processo produtivo e de cada
centro de resultado da Organização.
Destacamos que, pela aplicação do “Custeio Baseado em Atividades”, já atingimos os seguintes objetivos:
melhoria na forma de apropriação de custos aos produtos, canais e clientes; suporte aos estudos de formação
e negociação de tarifas; subsídio aos sistemas de rentabilidade de produtos, unidades e clientes; apoio aos
estudos de terceirização, fusão e compartilhamento; e suporte aos estudos de racionalização de custos.
Programa de Gerenciamento Baseado em Atividades – Activity-Based Management
Buscando explorar as potenciais aplicações da base de informações do “Custeio Baseado em Atividades”,
estamos implantando gradativamente um modelo de Gestão de Custos por meio do “Gerenciamento Baseado
em Atividades” – ABM (Activity-Based Management). Com isto, pretendemos evoluir, rapidamente, para a
prevenção de custos com postura pro-ativa na identificação de oportunidades.
Concomitantemente à melhoria dos processos, é possível integrar, harmoniosamente, os desempenhos
operacionais aos objetivos estratégicos, para criar e/ou sustentar vantagens competitivas e valor, tanto para os
clientes quanto para os acionistas.
Assim, a missão futura do modelo de “Gerenciamento Baseado em Atividades” é dar sustentação permanente
ao planejamento e controle dos processos de negócios do Banco, de modo a promover o aperfeiçoamento
contínuo dos aspectos táticos e operacionais, bem como apoiar o seu direcionamento estratégico.
Sistema de Gestão Integrada – ERP
Em busca de melhores resultados e ampliação da capacidade de gestão dos recursos da Organização e com o
intuito de sempre proporcionar apoio adequado ao trabalho, o Bradesco adotou um dos mais modernos
conceitos de integração de processos organizacionais, o Sistema de Gestão Integrada – ERP, solução mySAP
Business Suite.
A implementação desse sistema representa inovação no tocante à forma de tratar a cadeia de valor que
suporta a indústria financeira no Bradesco, contemplando dimensões de análises voltadas aos Processos, às
Pessoas, à Estrutura Organizacional e à Tecnologia.
Inicialmente, foram contemplados os processos relativos a Recursos Humanos, Treinamento, Compras de
Materiais e Serviços, Contas a Pagar, Recebimento Físico e Fiscal, Ativo Fixo e a Contabilidade que os
64
BRADESCO CONSOLIDADO
Capítulo 1 – Informações Corporativas
sustenta, além do processo de Controle de Disponibilidade, para o efetivo acompanhamento de despesas
administrativas do Banco.
Na sequência foram implementados os processos de Gestão de Obras, de Manutenção, de Auditoria e
Consolidação de Demonstrações Financeiras.
Atualmente, estamos implementando os processos de Gestão de Numerário, de Imóveis, de Suprimentos
(Leilão e Cotação Eletrônica) e Contabilidade Bancária.
A adoção do Sistema de Gestão Integrada para os processos já implementados possibilitou às áreas
alcançadas por essa tecnologia a renovação dos processos e a revisão das estruturas organizacionais, além
da capacitação de mais de 85 mil usuários no sistema, por meio de treinamentos presenciais e e-learning.
Como principais benefícios para o Bradesco, a implementação do Sistema de Gestão Integrada proporcionou à
Organização a padronização dos processos em diversas áreas, agilidade na tomada de decisão, segurança
das operações, minimização de custos operacionais e aumento de produtividade. Esses fatores são de grande
importância para o crescimento da Organização, principalmente em um momento de extrema competitividade
na área financeira, o que nos faz buscar métodos de administração cada vez mais eficazes para a
alavancagem de todo o potencial de negócios do Bradesco.
• Reconhecimentos
O Bradesco é o banco mais rentável da América Latina e dos Estados Unidos, com retorno de 1,20% sobre
seus ativos, segundo levantamento da consultoria Economática.
É destaque no ranking dos melhores fundos de previdência da revista ValorInveste, do jornal Valor Econômico,
como instituição financeira com o maior número de fundos 5 estrelas, três ao todo.
O Banco e a Fundação Bradesco foram destaque na 9ª edição do prêmio As 100 + Inovadoras em TI nas
categorias “Finanças: Bancos e Seguradoras” e “Serviços Diversos”, respectivamente. O reconhecimento é da
IT Mídia e a revista InformationWeek.
Foi eleito, mais uma vez, uma das empresas-modelo do Brasil em responsabilidade social corporativa, de
acordo com o Guia Exame de Sustentabilidade 2009, editado pela revista Exame com apoio da Fundação
Getulio Vargas de São Paulo.
Campeão do Prêmio Intangíveis Brasil 2009, da revista Consumidor Moderno, na categoria “Tecnologia da
Informação” e “Internet”, que reconhece as empresas que melhor gerenciam seus ativos intangíveis.
É o banco privado mais admirado do Brasil, segundo ranking As Empresas de Maior Prestígio no Brasil 20092010, iniciativa da revista Época Negócios em parceria com o Grupo Troiano de Branding.
Figura entre as 10 marcas mais conceituadas no mercado nacional, segundo pesquisa da Superbrands em
levantamento realizado pela BrandFinance.
É a Empresa que Mais Respeita o Consumidor, na categoria “Bancos”, segundo pesquisa da revista
Consumidor Moderno, em parceria com a Shopper Experience.
É o melhor banco em gestão de pessoas, segundo pesquisa anual As Melhores na Gestão de Pessoas,
divulgada no Valor Carreira, do jornal Valor Econômico em parceria com a Hewitt Associates.
Figura no grupo das 12 Melhores Empresas para Trabalhar no Brasil, segundo levantamento do instituto Great
Place to Work publicado na edição especial do jornal O Estado de S. Paulo.
65
BRADESCO CONSOLIDADO
Capítulo 2 – Responsabilidade Socioambiental
2 – Responsabilidade
Socioambiental
66
BRADESCO CONSOLIDADO
Capítulo 2 – Responsabilidade Socioambiental
• A Organização Bradesco e a Responsabilidade Socioambiental
Estratégia de Sustentabilidade
Buscamos, de maneira permanente, incluir a sustentabilidade em nosso dia a dia e em nossas práticas
empresariais. Isto significa levar em consideração não apenas aspectos econômicos, mas também ambientais
e sociais. Para isso, damos ênfase especial na capacitação e no crescimento de nossos funcionários, que
constituem o alicerce de nossa atuação.
Em relação ao nosso posicionamento estratégico para a sustentabilidade, direcionamos nossas ações em três
grandes pilares: finanças sustentáveis, gestão responsável e investimentos socioambientais.
- Finanças sustentáveis, com iniciativas como inclusão bancária (cada vez mais pessoas têm acesso a
serviços bancários), utilização de critérios socioambientais nas análises de concessão de crédito e oferta de
uma diversificada gama de produtos socioambientais, que abrangem linhas de crédito, investimentos, cartões,
seguros, títulos de capitalização e previdência.
- Gestão responsável, com ações pautadas por uma Política de Responsabilidade Socioambiental, pela
valorização e desenvolvimento dos funcionários e pelo compromisso com o Pacto Global, os Objetivos do
Milênio e os Princípios do Equador, materializando-se na presença do Banco em índices de sustentabilidade
(Índice de Sustentabilidade Dow Jones, da Bolsa de Valores de Nova York, e ISE – Índice de Sustentabilidade
Empresarial, da BM&FBovespa) e em numerosas certificações e reconhecimentos.
- Investimentos socioambientais, com o objetivo de apoiar o desenvolvimento humano no que tange a
educação, meio ambiente, cultura e esporte e também apoiar o movimento da sociedade a favor da
sustentabilidade, destacam-se entre nossas ações a Fundação Bradesco, o Programa Bradesco Esportes e
Educação, a Fundação Amazonas Sustentável e outras ações com foco em educação, cultura e conservação,
preservação e recuperação do meio ambiente.
Assim, nas práticas e nos negócios da Organização, é possível gerar resultados que beneficiem todos os
nossos públicos de interesse, criando valor sustentável em nossas relações.
Saiba mais sobre as iniciativas do Bradesco no site www.bradesco.com.br/rsa.
EPC - Empresas para o Clima
O Bradesco tornou-se membro da plataforma brasileira Empresas pelo Clima (EPC), do Centro de Estudos em
Sustentabilidade da Fundação Getulio Vargas (GVCes). Lançada em outubro de 2009, a iniciativa - que conta
com adesão voluntária - reúne líderes setoriais do Brasil que buscam identificar soluções contra as mudanças
climáticas.
Representantes das organizações debaterão questões relevantes para diversos setores da economia,
elaborando sugestões e demandas para a linha de negociações internacionais brasileiras. A iniciativa também
tratará de temas específicos como agronegócio, energia, florestas, serviços, indústria e transportes.
O EPC apoiará estratégias, políticas, sistemas de gestão das emissões de gases de efeito estufa (GEEs) e
posicionamento de empresas sobre o marco regulatório para a economia de baixo carbono no País.
Empresa-modelo Guia Exame de Sustentabilidade 2009
O Bradesco, pelo 2º ano consecutivo, está entre as 20 empresas-modelo do Guia Exame de Sustentabilidade edição 2009. A lista é definida com base em uma metodologia desenvolvida pela Fundação Getulio Vargas, e
leva em conta critérios financeiros e socioambientais, além de compromissos, transparência, conduta e
governança corporativa.
O Bradesco foi destaque por acelerar a inclusão bancária da base da pirâmide, principalmente por meio da
atuação do Banco Postal, uma parceria com os Correios que conta com um rede que se espalha por mais 5 mil
municípios em todo o Brasil.
67
BRADESCO CONSOLIDADO
Capítulo 2 – Responsabilidade Socioambiental
O Banco Postal possibilita abertura de contas e acesso a produtos e serviços, como pagamento de contas e
recebimento de aposentadoria, além de facilitar a concessão de crédito para a população de baixa renda.
Permanência no ISE
Pelo quinto ano consecutivo o Bradesco continua a integrar o Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE) da
Bolsa de Valores, Mercadorias e Futuros (BM&FBovespa).
O ISE é referência para fundos de investimento que levam em conta práticas de sustentabilidade e de
governança ao montarem seus portfólios, e reúne 43 ações de 34 empresas reconhecidas pelo
comprometimento com os aspectos sociais, econômicos e ambientais. As empresas listadas são consideradas
capazes de gerar valor aos acionistas, pois apresentam melhor capacidade de superar riscos econômicofinanceiros e socioambientais.
Workshop Bradesco e Financial Coalition
O Bradesco aderiu a Financial Coalition Against Child Pornography (Coalizão Financeira contra Pornografia
Infantil) em novembro de 2008, com o objetivo de trazer à discussão o tema da pornografia infantil na Internet
no Brasil.
Ao final de 2009, o Bradesco promoveu o workshop ‘Unindo Forças para Proteger Nossas Crianças’ com o
objetivo de construir um processo para impedir o uso ilegal de sistemas de pagamentos nos sites de
pornografia infantil.
Neste evento, que contou com a presença de representantes de diversas instituições financeiras e ONGs, a
diretora executiva da Financial Coalition, Sra. Catherine J. Cummings, foi convidada a falar sobre a perspectiva
mundial e avanços em relação ao assunto e o Sr. Thiago Tavares Oliveira, diretor presidente da SaferNet
Brasil, discursou sobre a situação do Brasil e qual o papel dos Bancos em relação ao problema.
Monitor de Sustentabilidade – Relatórios de Sustentabilidade
O Bradesco apoiou a divulgação de uma pesquisa sobre relatórios de sustentabilidade realizada por Ricardo
Voltolini, jornalista, consultor em sustentabilidade e publisher do site Idéia Socioambiental.
Os resultados finais foram apresentados no evento ‘Relatórios de Sustentabilidade: Evolução, Cenários e
Tendências’, realizado em dezembro de 2009 no Hotel Maksoud Plaza, em São Paulo, que também contou
com a presença de Gláucia Térreo, representante do GRI no Brasil.
Acesse o site www.ideiasustentavel.com.br para consultar os resultados apresentados no evento.
Além dos fatos marcantes acima relatados que referem-se ao 4º trimestre, também mereceram destaque em
2009:
Criação da Área de Gestão de Crédito de Carbono
A Organização criou, em janeiro de 2009, uma Área de Crédito de Carbono, para intensificar sua atuação
nesse mercado e viabilizar novos negócios. Com a criação dessa área, ofereceremos às empresas clientes
mecanismos que possibilitam o planejamento, o financiamento e a execução de projetos redutores da emissão
de gases de efeito estufa, tais como a melhoria da eficiência na utilização/transmissão de energia, no
desenvolvimento de novas tecnologias energéticas limpas, na substituição de combustíveis poluentes por
energia limpa e renovável (eólica, solar e biomassa, entre outras) e nos reflorestamentos.
Prêmio Golden Peacock Global Award for Corporate Social Responsibility 2009
O Bradesco é a 1ª empresa brasileira a ser premiada com o Golden Peacock Global Award for Corporate
Social Responsibility, considerado uma referência mundial em responsabilidade socioambiental corporativa,
oferecido em parceria pelo Conselho Mundial de Governança Corporativa do Reino Unido (UK's World Council
for Corporate Governance) e pelo Institute of Director (IoD) da Índia.
68
BRADESCO CONSOLIDADO
Capítulo 2 – Responsabilidade Socioambiental
O reconhecimento foi oferecido ao Bradesco por suas diretrizes empresariais de sustentabilidade, relatadas ao
júri do prêmio por meio da atuação da Fundação Bradesco, o maior projeto de investimento social privado do
País.
Para saber mais sobre o prêmio Golden Peacock Global Award, acesse www.goldenpeacockawards.com.
Bradesco e Mitsubishi UFJ fecham parceria para financiar projetos de crédito de carbono
A Organização Bradesco firmou uma parceria com o grupo japonês Mitsubishi UFJ Financial Group, que
estruturará (por meio de financiamento, planejamento e execução) projetos de empresas interessadas em
reduzir a emissão de Gases de Efeito Estufa (GEEs) na atmosfera e, com isso, gerar créditos de carbono.
Ao Bradesco caberá financiar projetos de tecnologia limpa, seguindo os conceitos do Mecanismo de
Desenvolvimento Limpo (MDL – criado pelo Protocolo de Kyoto para reduzir as emissões de GEEs), bem como
arcar com as despesas de registro junto a ONU, responsável pela emissão dos créditos de carbono. A
comercialização dos créditos será responsabilidade de ambas as instituições financeiras.
Bradesco é líder em políticas climáticas
No dia 28 de setembro, o Bradesco recebeu o “Prêmio Época de Mudanças Climáticas 2009” como uma das
empresas líderes no monitoramento e redução dos impactos gerados por suas atividades no meio ambiente.
O reconhecimento, uma iniciativa da revista Época, tem como objetivo destacar as empresas mais engajadas
na redução das emissões de gases de efeito estufa.
Bradesco lança Política da Voluntariado
Foi criada a Política de Voluntariado Bradesco, a qual estabelece as premissas básicas que orientam as ações
voluntárias a serem desenvolvidas pelos funcionários de todas as Unidades da Organização Bradesco em prol
de comunidades e entidades carentes. Além disso, foram estabelecidas diretrizes e orientações para atuação
voluntária na Organização por meio do documento Programa Voluntários Bradesco.
Contribuições do Bradesco para a Preservação do Meio Ambiente
Ciente da necessidade de manter suas instalações adequadas, e levando em consideração aspectos
ambientais, o Bradesco tem adotado medidas práticas que contribuem para a preservação do meio ambiente.
A Organização procura permanentemente aplicar novas tecnologias que minimizem o impacto nos
ecossistemas. Busca também o comprometimento das empresas contratadas com os objetivos do Banco, bem
como uma contínua sensibilização do quadro de funcionários na busca da ecoeficiência.
1) Programa de Compensação das Emissões de Carbono
Com o objetivo de compensar suas emissões de Gases de Efeito Estufa (GEE), o Bradesco foi o primeiro
banco a inventariar suas emissões diretas e indiretas. A médio prazo, a proposta é obter a participação de toda
a cadeia de negócios do Bradesco, incluindo clientes, fornecedores e outros públicos relacionados.
Na primeira fase do programa, foi realizado o inventário das emissões de GEE, referente às operações da
Cidade de Deus, Matriz do Bradesco, em Osasco (SP), calculadas de acordo com a metodologia do GHG
Protocol e ISO 14064. Em 2007, o Bradesco ampliou o escopo do inventário das emissões de GEE para toda a
Organização. Posteriormente, no início de 2008, o Bradesco foi pioneiro ao receber a certificação ISO 14064,
norma referente às Mudanças Climáticas.
2) Racionalização do Consumo de Recursos
Visando à racionalização do consumo de energia elétrica e de água, o Bradesco mantém uma área dedicada à
gestão do consumo destes recursos estratégicos. Suas atribuições consistem no gerenciamento dos contratos
de demanda de energia elétrica com as concessionárias e na permanente pesquisa de novas tecnologias, mais
eficientes e racionais para os equipamentos, contemplando a política de preservação do meio ambiente.
69
BRADESCO CONSOLIDADO
Capítulo 2 – Responsabilidade Socioambiental
Sempre atento ao assunto, o Bradesco investe na sensibilização da Rede de Agências. Para tanto, indica
metas de consumo para cada unidade, baseadas no porte, na quantidade de equipamentos instalados, no
número de funcionários e no acompanhamento dos resultados. Além disso, divulga informações sobre o uso
racional de energia e água, por meio de circulares, periódicos internos, Intranet, dentre outros.
a. Energia Elétrica
Nas Agências, foram instalados temporizadores para desligamento automático de lâmpadas e dos luminosos,
permitindo a facilidade de utilização em horários programados. O desligamento de luminárias de áreas não
utilizadas e o uso da luz natural também são incentivados.
Cuidados semelhantes são adotados na aquisição e instalação de sistemas de condicionamento de ar, tais
como os aparelhos com termo-acumulação, que reduzem o consumo de energia nos horários de maior
demanda. Os funcionários são orientados a otimizar o uso de elevadores, condicionadores de ar e demais
equipamentos que consomem energia elétrica. Além disso, cerca de 250 lâmpadas de mercúrio instaladas nos
postes da Cidade de Deus foram substituídas por outras de vapor de sódio. Cerca de 60 mil lâmpadas de 40
watts foram substituídas por outras de 32 watts, reduzindo, substancialmente, o consumo de energia, sem a
perda da eficiência luminosa. Também foram instalados reatores eletrônicos, que consomem menos energia
que os convencionais, e promovidos desmembramentos de circuitos e consequentes ajustes nos quadros
gerais de eletricidade, permitindo o desligamento por área. Desde 2008, em áreas de circulação, sanitários e
halls das Dependências da Cidade de Deus, lâmpadas comuns têm sido substituídas por fluorescentes
compactas, proporcionando maior eficiência luminosa e baixo consumo, até o momento, cerca de 1.630
lâmpadas foram substituídas.
b. Água
O uso racional de água também é uma preocupação da Organização. Por esta razão, as Dependências são,
periodicamente, orientadas a respeito do acompanhamento mensal do consumo e da manutenção, a fim de
evitar eventuais vazamentos em válvulas, descargas e torneiras. Medidas técnicas que contribuem para a
redução do consumo de água têm sido adotadas, como, por exemplo, a substituição de torneiras mecânicas
por automáticas nas Dependências da Cidade de Deus, Prédios Administrativos e em Agências quando de
reformas e manutenções.
Desde 2008 têm sido preparados tanques para captação e armazenamento de água pluvial na Cidade de Deus
e na Avenida Paulista, destinada à rega de jardins e à lavagem de calçadas. Atualmente estão em atividade
sete tanques, os quais, até o final de 2009, recolheram 1.435m³ de água. Mais dois tanques com a mesma
finalidade estão em construção.
A Organização estuda a possibilidade de reuso da água vinda do tratamento parcial do esgoto gerado na
Matriz, visando à rega e sua utilização em torres de ar-condicionado. Os estacionamentos da Cidade de Deus
têm sido reformados para melhorar a capacidade de absorção de água pluvial, inclusive com a retirada de
muretas para melhor drenagem. Na recuperação de calçadas e passeios, tem sido utilizado material permeável
próprio para a pavimentação desses locais, também para uma melhor absorção da água da chuva pelo solo.
3) Destinação dos Resíduos Sólidos
a. Papel e Papelão
Em 2009, foram recolhidas cerca de 2.600 toneladas de papel e papelão nos principais Centros
Administrativos, onde é feita a coleta seletiva. O Bradesco estuda a possibilidade de implementar a coleta
seletiva em outras regiões e métodos para aferir a quantidade de papel consumido, incluindo papel de
escritório e formulários, focando na redução do consumo destes materiais.
No que se refere aos pedidos de impressos e formulários por meio do site Suprimentos On-Line, de acordo
com valores gastos no ano anterior, foi estabelecida uma média mensal de requisição por usuário. De posse
dessa informação, os pedidos acima da média são analisados e o requisitante contatado, visando à redução
70
BRADESCO CONSOLIDADO
Capítulo 2 – Responsabilidade Socioambiental
das quantidades solicitadas. Considerando que os gastos são acompanhados e as Dependências estimuladas
a reduzir os custos, por extensão, espera-se a redução do consumo.
Com esse objetivo, a partir de maio de 2008, foi implantado no site Suprimentos On-Line, uma ferramenta de
controle de gastos com materiais gráficos e de escritório. Essa rotina possibilita às Agências e Gerências
Regionais visualizar em forma de extrato a média mensal de gastos, requisições ocorridas e saldo, evitando
custos desnecessários. Igualmente há expectativa na redução do consumo.
O Bradesco também padronizou os dispensadores e respectivos consumíveis (papéis toalha, higiênico e
sabonete líquido), utilizados nos sanitários da Cidade de Deus e nos Prédios Administrativos. Aferições
realizadas constataram que, mesmo com a necessidade de instalação de mais equipamentos e com o aumento
da “população” na Cidade de Deus (funcionários e empresas prestadoras de serviços), houve redução no
consumo. Além dos aspectos econômicos e da melhoria da qualidade, esta medida contribui para o consumo
consciente, já que o novo sistema de liberação de papéis toalha e higiênico inibe o desperdício e reduz o
consumo.
b. Metais, Vidros e Plásticos
Na Cidade de Deus e nos Centros Administrativos, o Bradesco mantém a coleta seletiva de metais, vidros e
plásticos. Desde 2007, 82 toneladas desses materiais foram enviadas para reciclagem, oriundos do processo
de manutenção. Esta prática é incentivada e aprimorada por meio de campanhas e ações internas. O objetivo é
estendê-la para outros Centros, bem como aumentar a quantidade de materiais coletados, aprimorando a
metodologia de medição para obtenção dos dados.
Em 2009, a gestão de dez prédios administrativos foi centralizada na Cidade de Deus, o que possibilitará
melhor monitoramento dos resíduos gerados e o descarte ecologicamente correto desse tipo de material.
Adicionalmente, houve a ampliação da quantidade de contratos de manutenção e prestação de serviços com
cláusulas específicas, voltadas à sustentabilidade, nas quais é destacada a corresponsabilidade na destinação
adequada dos resíduos utilizados. Encontra-se em estudo o projeto de centralização de mais vinte e três
prédios, que possibilitará a adoção dessas ações.
Têm sido utilizados sacos plásticos biodegradáveis em todas as Dependências. Este material sofre degradação
completa em curto período de tempo, minimizando os impactos ao meio ambiente. Na Cidade de Deus e nos
Centros Administrativos são utilizados sacos nas cores correspondentes aos resíduos recolhidos, para facilitar
o processo de reciclagem desses materiais.
c. Lâmpadas
Desde 2007, aproximadamente 80 mil lâmpadas provenientes da Cidade de Deus e Prédios Administrativos
tiveram o descarte ecologicamente correto.
d. Resíduos Tecnológicos
Em 2008, a Organização deu início a gestão de resíduos tecnológicos oriundos da manutenção e substituição
de equipamentos eletroeletrônicos visando à reciclagem e à destinação adequada. Desde então,
aproximadamente 460 toneladas foram descartadas corretamente.
e. Outros Resíduos
Na Cidade de Deus há cerca de 115.000m² de área verde, cerca de 4.100 árvores catalogadas, com programa
de reposição e plantio. Na manutenção dessas áreas é utilizada uma máquina para triturar folhas e galhos
secos originados da varredura. O material triturado (aproximadamente 2 toneladas/mês) é reaproveitado como
adubo e aplicado na jardinagem, contribuindo com o enriquecimento natural do solo e evitando o descarte em
aterros. As podas de grama também são utilizadas como insumo.
71
BRADESCO CONSOLIDADO
Capítulo 2 – Responsabilidade Socioambiental
4) Utilização de Produtos Sustentáveis
a. Programa de Uso do Papel Reciclado
Fundamentado na convicção de que o Bradesco tem muito a contribuir para a difusão da responsabilidade
ambiental, o Programa foi implementado, progressivamente, na Organização. A opção pelo uso de papel
reciclado foi feita após longas negociações com fornecedores e, mesmo não representando uma otimização de
custos, o resultado benéfico para o meio ambiente foi o fator preponderante para a troca. O papel reciclado tem
sido utilizado intensamente, inclusive na produção dos materiais de comunicação interna e externa, como
cartazes, revistas, circulares, cartões de visita, extratos distribuídos aos clientes e talões de cheques. O uso
desse tipo de material alcançou cerca de 90% do papel consumido pela Organização.
Entretanto, na busca contínua por melhores práticas, foi realizado estudo minucioso sobre as diferentes opções
de papel existentes no mercado, no qual se verificou as vantagens oferecidas pelo papel branco alcalino com
selo FSC – Forest Stewardship Council, uma das certificações mais reconhecidas no mundo.
b. Cartuchos Remanufaturados
Há vários anos o Bradesco utiliza cartuchos remanufaturados nas impressoras, visando, além da economia,
reduzir a poluição ambiental. Esse material tem sido atendido por meio do Site Suprimentos On-Line. Em razão
da instalação de impressoras, cuja operação exige cartuchos originais, atualmente 83% dos cartuchos são
remanufaturados.
c. Madeira Certificada
Atualmente nossas Dependências são atendidas com mobiliário confeccionado por empresas possuidoras do
Certificado FSC ou que garantem que a madeira utilizada se origina de reflorestamento. As Dependências
também são supridas com lápis fabricados com madeira certificada. Essa matéria prima, além de minimizar a
degradação do meio ambiente, contribui para o combate à exploração de madeira ilegal e de origem predatória.
d. Limpeza com Produtos Biodegradáveis
Produtos biodegradáveis são utilizados na limpeza e conservação geral na Cidade de Deus. As empresas
contratadas são estimuladas a aplicar produtos dessa natureza, o que passará a ser um dos requisitos
ponderados em futuras renovações contratuais.
Esta medida faz parte de um programa de melhoria que busca a padronização de produtos biodegradáveis, a
diluição adequada, em conformidade com as orientações do fabricante, e a obrigatoriedade da apresentação
de informações sobre produtos químicos aplicados nas Dependências da Organização.
5) Construções Sustentáveis
O Bradesco construiu uma agência bancária no bairro de Perdizes, em São Paulo, atendendo aos melhores
preceitos da sustentabilidade no segmento da construção civil. Todas as etapas do projeto - planejamento,
construção e operação da agência - tiveram como referência conceitos que minimizam os impactos
socioambientais: prevenção à poluição, reuso de água, eficiência energética, reciclagem, transporte alternativo,
entre outros. A edificação deverá receber as certificações que levam em consideração critérios de
sustentabilidade Leadership in Energy Environmental Design (LEED) e United States Green Building Council
(USGBC).
O Bradesco também construiu o Centro de Desenvolvimento Esportivo Bradesco Esportes e Educação, no
Jardim Cipava, em Osasco, SP. O projeto foi desenvolvido contemplando premissas semelhantes às adotadas
na construção da agência no bairro de Perdizes, que igualmente deverá obter a Certificação LEED.
72
BRADESCO CONSOLIDADO
Capítulo 2 – Responsabilidade Socioambiental
• Recursos Humanos
A base de sustentação dos negócios da Organização Bradesco é o reconhecimento do valor do desempenho e
do potencial realizador das pessoas.
Propiciamos aos nossos colaboradores oportunidades de desenvolvimento profissional contínuo, em um
ambiente saudável, seguro e ético, em que há clareza no tocante aos compromissos e objetivos do Banco.
Acreditamos em nossa capacidade de promover crescimento sustentado para as pessoas e por meio delas.
Queremos manter um modelo de excelência em Gestão de Recursos Humanos, pautado pelo respeito e
transparência em nossas relações, pelo contínuo investimento no desenvolvimento, compartilhamento do
conhecimento e valorização do ser humano, sem discriminação.
Adotamos uma política que privilegia a carreira fechada, em que o ingresso acontece nos cargos iniciais e as
oportunidades de crescimento são destinadas ao quadro de colaboradores, permitindo acesso a todos os
níveis hierárquicos.
Essa garantia de oportunidade de desenvolvimento profissional permite que os colaboradores percebam a
possibilidade de ocupar todos os postos: chefia, supervisão, gerência e também da alta direção. Isto
caracteriza um fator motivador para todo o quadro, estimulando a criatividade, a inovação e a busca incessante
de conhecimento e atualização. Dessa forma, o êxito profissional de um colaborador está intimamente
vinculado a seu esforço e dedicação.
Incentivar nossos profissionais a superarem seus limites e estimular sua criatividade em busca de soluções,
visando à autorrealização, satisfação dos clientes e a expansão dos negócios, tem sido prioridade para o
Bradesco e constitui uma das premissas de nossa Política de Gerenciamento dos Recursos Humanos.
Equipes criativas e inovadoras, altamente capacitadas e com oportunidades de encarreiramento superam
metas e apresentam os excelentes resultados que têm destacado nossa Organização.
O estímulo à criatividade e o investimento na capacitação profissional e pessoal de nossos colaboradores são
elementos fundamentais para o sucesso do Bradesco, contribuindo, decisivamente, para a solidez de sua
marca e para a realização de suas estratégias de mercado.
Nossa atuação está inserida e se expande continuamente por todo o País, possibilitando oportunidades de
trabalho em todos os ramos de atuação.
Um Banco que contempla, por meio de seus clientes e parceiros, uma estratificação que é a própria expressão
da estrutura social brasileira, tem como fundamental compromisso o respeito à diversidade cultural e étnica do
País, a qual faz parte de sua visão estratégica, conduzindo a um significativo desempenho organizacional.
Certificação em Normas Internacionais
Conquistamos, no ano de 2006, a certificação da Norma OHSAS 18001:1999 de Segurança e Saúde
Ocupacional para o Edifício Av. Paulista, que permite estabelecer e desenvolver condições que contribuam
para um ambiente de trabalho seguro e saudável.
Na busca da ampliação da certificação do Sistema de Gestão em Segurança e Saúde Ocupacional, em
dezembro de 2007, aumentamos o escopo certificando o Edifício Itapeva, passando as certificações para nova
versão OHSAS 18001:2007, em maio de 2008. Conquistamos também, em maio de 2009, a certificação para o
nosso Centro de Tecnologia da Informação – CTI, instalado na Cidade de Deus – Osasco.
Alinhado ao conceito de sustentabilidade inserido em nossa estratégia de negócios, implementamos, em 2006,
o Sistema de Gestão de Responsabilidade Social Bradesco, fundamentado na Norma Internacional SA 8000®.
Essa Norma estabelece requisitos em conformidade com a Política de Gerenciamento dos Recursos Humanos
da Organização Bradesco e tem por objetivo promover a melhoria contínua das relações e do ambiente de
73
BRADESCO CONSOLIDADO
Capítulo 2 – Responsabilidade Socioambiental
trabalho, estendendo o compromisso de respeito aos Direitos Humanos, Direitos da Criança e Direitos
Fundamentais do Trabalho aos seus fornecedores.
Requisitos de Responsabilidade Social – Norma SA 8000®.
1.
2.
3.
4.
5.
6.
7.
8.
9.
Trabalho Infantil
Trabalho Forçado
Segurança e Saúde Ocupacional
Liberdade de Associação e Direito à Negociação Coletiva
Discriminação
Práticas Disciplinares
Horário de Trabalho
Remuneração
Sistema de Gestão
No 1º semestre de 2007, obtivemos o certificado na Norma SA 8000®:2001, sendo o primeiro, dentre as
instituições financeiras das Américas, a receber uma certificação internacional em Responsabilidade Social.
O Banco Bradesco foi certificado na Norma SA 8000®:2008 no gerenciamento dos recursos humanos que
atuam nas áreas de negócios e empresas ligadas, localizadas no Prédio da Av. Paulista, nº 1.450, SP-Capital e
no Departamento de Recursos Humanos, na Cidade de Deus, em Osasco-SP, matriz do Bradesco.
Em setembro de 2009, obtivemos a atualização da certificação na versão 2008.
Em continuidade ao projeto de expansão da Norma SA 8000, em dezembro de 2009 fomos recomendados na
certificação de todas as dependências da Matriz na Cidade de Deus, envolvendo cerca de 11 mil colaboradores
e 3.500 fornecedores.
Melhor lugar para se Trabalhar
Nos últimos anos, temos compartilhado com todos os nossos colaboradores a satisfação e a importância de
estarmos incluídos em índices pautados na qualidade das relações e do ambiente de trabalho.
Em 2009, cerca de 5.000 funcionários, em todos os níveis da estrutura, de todas as linhas de negócios e
atividades, responderam voluntariamente às pesquisas sobre clima organizacional por meio de questionários e
entrevistas. Eles avaliaram itens como ambiente de trabalho, benefícios, remuneração, desenvolvimento
profissional, ética, cidadania e a responsabilidade social das empresas.
Buscamos promover a transparência, o respeito e a confiança, de modo a garantir um clima organizacional
motivador e desafiador. Nos últimos anos, o reconhecimento em diversos rankings que consideram estes
indicadores prova que estamos no caminho certo.
Integramos, pelo décimo ano, a lista do Guia Você S/A-Exame – As Melhores Empresas para Você Trabalhar,
na qual fomos homenageados por sermos uma das treze empresas a constar este número de vezes no
ranking. Além de fazer parte deste seleto grupo, fomos reconhecidos, por 4 anos, como uma das 50 Melhores
Empresas para a Mulher Trabalhar. Em 2006, fomos considerados como uma das Melhores Empresas para
Executivos do País.
O Guia Você S/A-Exame é considerado o maior e mais amplo levantamento sobre clima organizacional do País
e, desde 2006, apresenta o índice de felicidade no trabalho, no qual nos destacamos por proporcionar aos
nossos colaboradores um ambiente corporativo positivo, primando pelo bem-estar de todos.
Mais uma vez, em 2009, o Bradesco foi eleito uma das 100 Melhores Empresas para Trabalhar no Brasil, em
pesquisa elaborada pelo Great Place To Work Institute, publicada em edição especial da revista Época.
Pelo segundo ano consecutivo, figuramos na lista das 10 Melhores Empresas em IDHO – Indicador de
Desenvolvimento Humano Organizacional, sendo a primeira instituição financeira a integrar a lista.
74
BRADESCO CONSOLIDADO
Capítulo 2 – Responsabilidade Socioambiental
Constamos por duas vezes a lista das 20 Melhores em Práticas de Recursos Humanos pela revista Melhor, e
pela terceira vez consecutiva na lista as Melhores para Executivos, da revista Época Negócios, que por sua
vez, apresenta as empresas nas quais o grupo executivo, formado por Diretores, Gerentes e Supervisores,
relata sentir mais satisfação em trabalhar.
Pelo sexto ano consecutivo, fomos destaque na pesquisa As Melhores na Gestão de Pessoas da revista Valor
Carreira, editada pelo jornal Valor Econômico, sendo o primeiro, entre os bancos, a figurar neste ranking.
Em 2009, conquistamos o segundo lugar entre as empresas com mais de 4.000 funcionários.
Estes resultados reconhecem nosso compromisso não apenas com os clientes, mas também para com os
nossos colaboradores.
Por meio do aprimoramento de talentos com treinamento profissional, incentivando a formação educacional e
mantendo uma estrutura organizacional justa e dinâmica, procuramos oferecer condições para que cada
funcionário possa crescer e construir uma sólida carreira a partir de uma política de relacionamento marcada
pelo respeito e valorização.
Política de Gerenciamento dos Recursos Humanos da Organização Bradesco
Reafirmamos o compromisso com os nossos colaboradores formalizando diretrizes para o gerenciamento e
desenvolvimento de nossos recursos humanos, por meio da Política de Gerenciamento dos Recursos
Humanos da Organização Bradesco, cujas premissas básicas são:
1. Cumprir todas as exigências, normas regulamentadoras e convenções legais pertinentes às relações e
ambiente de trabalho, aplicáveis às nossas atividades;
2. Assumir o compromisso público de defesa e proteção aos Direitos Humanos, Direitos da Criança e Direitos
Fundamentais do Trabalho, alinhado a Princípios, Padrões e Tratados conclamados nacional e
internacionalmente;
3. Respeitar a diversidade e dignidade do ser humano, preservando a individualidade e privacidade, não
admitindo a prática de atos discriminatórios de qualquer natureza, no ambiente de trabalho e em todas as
nossas relações, com público interno e externo;
4. Assegurar o bom relacionamento entre todos os profissionais da Organização, manter ambiente de trabalho
seguro e saudável e propiciar condições para níveis ótimos de desempenho e produtividade;
5. Contribuir para a melhoria da qualidade de vida dos colaboradores, oferecendo condições para o equilíbrio
entre trabalho, saúde e família;
6. Incentivar nossos profissionais a superarem seus limites e estimular sua criatividade em busca de soluções,
visando à autorrealização, satisfação dos clientes e expansão dos negócios;
7. Promover o constante desenvolvimento e aperfeiçoamento das potencialidades técnicas e comportamentais
de nossos colaboradores e disponibilizar mecanismos favoráveis que lhes permitam administrar seu plano
de crescimento, pessoal e profissional, a fim de garantir a melhoria contínua dos processos de gestão; e
8. Garantir prioridade de oportunidades para o crescimento profissional das pessoas, pelo investimento e
desenvolvimento permanentes das competências internas, pela valorização e respeito ao conhecimento e
formação profissional, adquiridos ao longo da carreira.
Comunicação Interna
Para que nossos colaboradores sejam participantes efetivos da estratégia de expansão de resultados da
Organização, investimos fortemente em nossa comunicação interna.
Simultaneamente e de qualquer ponto do País, nossos colaboradores recebem informações relevantes por
meio da Intranet, correio eletrônico interno e e-mail.
Diariamente, disponibilizamos o informativo “Sempre em Dia”, com matérias sobre o direcionamento
estratégico do Banco, lançamento de produtos, práticas de qualidade e foco dos negócios.
Cartilhas, cartazes e revistas são publicadas periodicamente e endereçadas a cada funcionário.
75
BRADESCO CONSOLIDADO
Capítulo 2 – Responsabilidade Socioambiental
Produzidas segundo os melhores padrões de qualidade, as edições em vídeo da TV Bradesco abordam,
mensalmente, mensagens institucionais e orientações técnicas. Criada em 1990, a TV Bradesco figura entre os
mais antigos projetos de televisão corporativa do País.
As metas anuais e estratégias organizacionais são divulgadas em reuniões com a Presidência, das quais
participam os Diretores, Gerentes Regionais, Gerentes de Agências e de Departamentos da Organização.
Todos os assuntos tratados são transmitidos às respectivas equipes.
Objetivando proximidade, agilidade e transparência na comunicação entre o Departamento de Recursos
Humanos e o quadro de colaboradores, disponibilizamos o ALÔ RH, um canal que orienta sobre os assuntos
de recursos humanos, além de receber sugestões, reclamações e denúncias abrangendo funcionários,
fornecedores e demais partes interessadas. O canal oferece a opção de sigilo absoluto, inclusive na
investigação dos relatos, evitando retaliação.
O padrão de atendimento do ALÔ RH pressupõe pleno entendimento das dúvidas e o correto encaminhamento
- de imediato, ou de no máximo, em 72 horas - da manifestação, por meio de telefone, e-mail, correio eletrônico
interno ou fax. Desta maneira, constitui-se um efetivo processo de diálogo e interação da empresa com seus
colaboradores.
Em 2009, o ALÔ RH registrou 74,7 mil atendimentos, incluindo esclarecimento de dúvidas, sugestões e
reclamações.
O Departamento de Recursos Humanos mantém em sua estrutura funcional a área de Relações Sindicais, que
tem como missão manter um canal permanente de diálogo e interação com os representantes do movimento
sindical, em âmbito nacional, recebendo manifestações, esclarecendo dúvidas e viabilizando uma relação
caracterizada pela facilidade de acesso, agilidade e pró-atividade entre as partes.
Gestão de Pessoas
Área com atuação focada no mapeamento do capital humano por meio de entrevistas individuais com os
colaboradores e discussões junto às respectivas lideranças. Tem-se como objetivo identificar as competências
corporativas e essenciais para o desempenho da função atual e também orientar para o alcance de novas e
maiores responsabilidades. Oferecer feedback, apoiar, orientar e direcionar para o crescimento profissional nos
aspectos técnicos e comportamentais, potencializará as características positivas a fim de aprimorar novas
habilidades para o alcance de objetivos e resultados com embasamento, consistência e alta performance.
Neste processo já foram mapeados mais de 59,5 mil colaboradores.
Com base nesse conhecimento, líderes e colaboradores adquirem condições de compartilhar ações voltadas à
melhoria do desempenho individual e da equipe, efetivando na prática o feedback, o aprimoramento
profissional com a ampliação de uma melhor atuação, retenção dos talentos e melhores resultados em curto,
médio e longo prazos.
A gestão das competências envolve o colaborador e a respectiva liderança, por meio de acompanhamento
constante, elaboração e efetivação de planos de desenvolvimento individuais que motivam e norteiam a novos
desafios.
Respeito à Diversidade – Inclusão Social
Respeitamos a diversidade e dignidade do ser humano, preservando a individualidade e privacidade, não
admitindo a prática de atos discriminatórios de qualquer natureza no ambiente de trabalho e em todas as
nossas relações, com público interno e externo.
A valorização da diversidade está incorporada à Política de Gerenciamento dos Recursos Humanos da
Organização Bradesco. As diretrizes do relacionamento com os colaboradores baseiam-se na valorização dos
profissionais e atendem aos princípios do Pacto Global, entre outros normativos internacionais de direitos
humanos.
76
BRADESCO CONSOLIDADO
Capítulo 2 – Responsabilidade Socioambiental
O sucesso do Bradesco baseia-se no esforço coletivo, no qual cada funcionário contribui para que a
Organização possa inovar e se renovar constantemente, abraçando cada vez mais as possibilidades da
diversidade, valor presente em seu dia a dia, por meio da amplitude de clientes, abrangência geográfica e
quadro de colaboradores nas mais diversas localidades.
Estar presente nos diversos lugares do território brasileiro demonstra o compromisso do Bradesco em atender
igualmente a todos os públicos com os quais se relaciona.
O Bradesco tem ido muito além da comercialização de produtos e serviços, no intuito de conhecer melhor os
mais variados grupos de pessoas da sociedade e, assim, garantir um atendimento direcionado às suas
necessidades e trabalhar em prol do desenvolvimento sustentável do País.
Visando contribuir efetivamente com a melhoria da relação da empresa com seus diferentes públicos, bem
como manter a demografia interna equilibrada, tanto na atração quanto na retenção de talentos, foi constituído
o Grupo de Trabalho para a Valorização da Diversidade, formado por representantes de diversas áreas, que
discutem ações na busca destes resultados.
Acreditar nas pessoas, compreender e acolher as diferenças são valores que estão presentes de maneira
pioneira na história do Bradesco, que trabalha para ser cada vez mais um agente de desenvolvimento.
Este tema está amplamente amparado no Código de Ética e na Política Corporativa de Responsabilidade
Socioambiental da Organização.
Etnia
Encerramos o ano de 2009 com 15.989 colaboradores afrodescendentes, sendo que 7.869 ocupam posições
de liderança.
Desde 2005, somos parceiros da Universidade da Cidadania Zumbi dos Palmares – Unipalmares, em um
programa de capacitação profissional que visa a contratação de estagiários para atuarem em importantes
áreas do Banco. A Unipalmares, por meio da ONG Afrobrás, tem a missão de promover a inclusão dos
afrodescendentes no ensino superior do Brasil.
O Programa é dividido em vários módulos e tem duração de 2 anos. Conta também com a parceria de
instituições conceituadas como a FGV, USP, FIPE, Fipecafi e FIA.
Os alunos trabalham em áreas técnicas e de negócios do Banco, recebendo treinamento para que se
desenvolvam como cidadãos e profissionais qualificados para o mercado de trabalho.
O Programa, que iniciou com 30 estagiários, foi ampliado e conta, atualmente, com 59 alunos.
Cabe salientar que após o término do estágio, a Organização privilegia os estagiários que apresentam
interesse e avaliação positiva, admitindo-os como funcionários.
Inclusão de Pessoas com Deficiência
O Bradesco foi um dos bancos patrocinadores do Programa de Qualificação Profissional Febraban realizado no
período de 2003 a 2004, que qualificou profissionais com deficiência a exercerem atividades no mercado de
trabalho.
Objetivando a contratação e retenção de pessoas com deficiência, estabelecemos parcerias com entidades
especializadas e focadas na inclusão desses profissionais, qualificando-os e criando oportunidades de trabalho
na Organização.
Desde 2007, firmamos parceria com consultoria especializada, desenvolvemos e implementamos o Programa
Bradesco de Inclusão de Pessoas com Deficiência, cujo principal objetivo é contribuir para a sedimentação de
uma cultura organizacional inclusiva.
77
BRADESCO CONSOLIDADO
Capítulo 2 – Responsabilidade Socioambiental
No Call Center da Organização há uma célula específica, constituída por funcionários com deficiência visual, os
quais atuam em atendimento ativo, permitindo assim, o pleno desempenho das atividades por estes
profissionais.
Atualmente, temos em nosso quadro de colaboradores 1.581 pessoas com deficiência.
Por meio do nosso site, no link Oportunidades de Carreira, oferecemos um canal exclusivo para captação de
currículos de pessoas com deficiência.
Devido a importância do tema, foi constituído um Grupo de Trabalho permanente, focado nas questões que
envolvem acessibilidade. Uma das ações desenvolvidas pelo grupo foi a elaboração de um videotreinamento
sobre o assunto, direcionado a todo o quadro de funcionários.
Para facilitar o relacionamento e o convívio com pessoas com deficiência, lançamos, em 2008, para todo o
quadro de colaboradores, a cartilha Inclusão Social – O Bradesco e a Inclusão de Pessoas com Deficiência,
(para mais informações sobre essa cartilha, acesse nosso site de Responsabilidade Socioambiental –
www.bradesco.com.br/rsa).
Em fevereiro de 2009, o Bradesco, por meio do Programa de Capacitação Profissional e Inclusão de Pessoas
com Deficiência do Setor Bancário, em parceria com a Febraban, realizou mais de 130 contratações de
pessoas com deficiência. Estes funcionários, além de terem sua primeira oportunidade de trabalho, também
terão acesso ao desenvolvimento escolar e profissional.
Do total de contratados, 92 colaboradores foram destinados ao Aprimoramento Educacional (para os que
possuem ensino médio completo) com duração de 3 meses, e os demais ao Supletivo do Ensino Médio
(voltado às pessoas que não concluíram o ensino médio) com duração de 12 meses. Posteriormente, todos
receberão mais 3 meses de qualificação voltada ao setor bancário.
Oportunidades para Mulheres
Encerramos o ano de 2009 com um contingente de 41.095 funcionárias, que correspondem mais de 48% do
quadro, sendo que 19.559 destas mulheres ocupam cargo de liderança, inclusive na Diretoria e no Conselho de
Administração.
No segmento Prime, 74% do quadro são mulheres.
Programa de Estágio
Com o objetivo de proporcionar reais oportunidades de desenvolvimento profissional, a Organização Bradesco
oferece estágio em todas as áreas de atuação e de negócios, permitindo ao aluno relacionar o aprendizado
acadêmico com a atividade prática, preparando-o efetivamente para atuar no mercado de trabalho. Atualmente,
o programa beneficia 715 alunos e vários são contratados pela Organização.
Programa de Trainees
Alunos do curso de Informática da Fundação Bradesco têm oportunidade de iniciar carreira profissional como
funcionários do Departamento de Desenvolvimento de Sistemas da Organização. Para tanto, os estudantes
contam com um programa estruturado, dirigido a partir de abordagens técnicas e comportamentais, com
vivência teórica em sala de aula e prática no Departamento. Todos os alunos aprovados no processo seletivo
são contratados.
Programa Adolescente Aprendiz
O Programa Adolescente Aprendiz foi implantado na Organização em 2004 e é realizado em parceria com a
Fundação Bradesco e outras entidades qualificadas, contemplando Centros Administrativos e Agências em
todo o País.
O Programa prevê a contratação de jovens na faixa etária de 16 a 24 anos e tem o objetivo de proporcionar o
desenvolvimento pessoal e profissional dos adolescentes.
78
BRADESCO CONSOLIDADO
Capítulo 2 – Responsabilidade Socioambiental
Encerramos o ano de 2009 com 1.324 Aprendizes e já proporcionamos o Programa para 2.986 jovens.
Programa Jovem Cidadão
No sentido de fortalecer nossas ações na área da Responsabilidade Social, firmamos parceria com o Governo
do Estado de São Paulo por meio do Programa Jovem Cidadão – Meu Primeiro Emprego.
O objetivo é proporcionar aos estudantes, com idade entre 18 e 21 anos, que estejam regularmente
matriculados e com frequência efetiva no Ensino Médio do sistema público do ensino estadual, oriundos de
famílias em situação de maior vulnerabilidade social, sua primeira experiência profissional. O Programa
preocupa-se em preparar este aluno para o exercício da cidadania, por meio de estágio remunerado.
Já participaram do Programa 644 jovens.
Segurança e Saúde Ocupacional
O Bradesco é uma empresa que desenvolve ações de saúde, prevenção de doenças e segurança, visando
otimizar as condições de trabalho.
O aspecto da segurança e saúde ocupacional é abordado em duas premissas da Política de Gerenciamento
dos Recursos Humanos da Organização:
− Assegurar o bom relacionamento entre todos os profissionais da Organização, manter o ambiente de
trabalho seguro e saudável e propiciar condições para níveis ótimos de desempenho e produtividade; e
− Contribuir para a melhoria da qualidade de vida dos colaboradores, oferecendo condições para o equilíbrio
entre trabalho, saúde e família.
O Bradesco oferece a seus colaboradores um ambiente de trabalho adequado e condições para um completo
bem-estar físico, mental e emocional.
Investimos em programas e metodologias que permitem mapear e identificar as causas de sintomas e doenças
que se manifestam nas relações e ambiente de trabalho, visando à promoção da saúde e prevenção de
doenças, de maneira ampla.
Os
temas
abrangem
Lesões
por
Esforço
Repetitivo,
Estresse,
Dependência
Química
(Alcoolismo/Drogas/Tabagismo),
Obesidade,
Doenças
Cardiovasculares,
Doenças
Sexualmente
Transmissíveis, AIDS, entre outros. Essas campanhas são realizadas mensalmente por meio da revista
Interação e na Semana Interna de Prevenção de Acidentes do Trabalho (Sipat).
Desde a contratação, nossos funcionários recebem informação e orientação sobre comportamentos e posturas
adequadas à manutenção da saúde e melhoria na qualidade de vida.
O Bradesco é membro ativo do Conselho Empresarial Nacional de Prevenção ao HIV/AIDS – CEN, que tem
por objetivo promover e fortalecer a resposta à epidemia no ambiente de trabalho, disseminando informações
sobre maneiras seguras de evitar a infecção pelo vírus HIV a uma parcela considerável de trabalhadores, seus
familiares e à comunidade em geral. Outro ponto de destaque em relação à qualidade de vida é a busca do
equilíbrio entre a vida pessoal e profissional do funcionário. Preocupamo-nos constantemente com a jornada de
trabalho de nossos funcionários para que não ultrapassem seu horário contratual e possam cumprir com seus
compromissos pessoais e de lazer.
Com o objetivo de oferecer um ambiente adequado e maior suporte emocional aos funcionários, criamos no
Call Center Santa Cecília, na cidade de São Paulo, a Sala de Descompressão. Trata-se de um espaço
reservado, com infraestrutura diferente de outros ambientes da Organização. Nele o funcionário encontra
conforto e materiais que o auxiliam no relaxamento e amenizam os impactos causados pelo dia a dia, dentro e
fora da central de atendimento. O local está disponível a todos que eventualmente passem por situações
relacionadas a aspectos psicológicos e emocionais.
79
BRADESCO CONSOLIDADO
Capítulo 2 – Responsabilidade Socioambiental
Desta forma, entendemos que o Sistema de Gestão de Segurança e Saúde Ocupacional Bradesco reafirma o
compromisso com a segurança e saúde de seus colaboradores, com a adoção de programas de gestão
ergonômica e de conscientização sobre a importância da segurança e saúde no ambiente de trabalho.
Como forma de estabelecer um padrão corporativo de gestão de segurança e saúde ocupacional, o Banco teve
seu Centro Administrativo localizado no prédio da Av. Paulista e o Centro de Tecnologia de Informação – CTI,
na Cidade de Deus, em Osasco-SP, matriz do Bradesco, certificados pela OHSAS 18001, cuja evolução será
de maneira gradativa para os demais locais de trabalho.
Benefícios
Nosso modelo de gerenciamento é pautado pela crença nas pessoas.
Reconhecemos no valor do desempenho e no potencial realizador das pessoas a base de sustentação dos
negócios da Organização Bradesco.
Sabemos que para um melhor desempenho as pessoas precisam ter perspectivas e confiança no futuro,
necessidades básicas atendidas e tranquilidade com o bem-estar da família. Por esse motivo, estruturamos um
pacote de benefícios que, muito além das disposições legais, tem por objetivo proporcionar aos nossos
colaboradores e seus dependentes, segurança e conforto no suprimento de necessidades básicas,
desenvolvimento profissional e condições especiais de crédito para aquisição de bens de consumo e imóveis.
Essa estratégia de gestão contribui para um ambiente de trabalho mais saudável, produtivo e participativo,
propiciando condições para níveis ótimos de desempenho e melhores resultados.
Os benefícios diferenciados proporcionados a nossos colaboradores constituem um fator de atração e retenção
de talentos para a Organização, além de contribuir para o reconhecimento do Banco Bradesco como uma das
melhores empresas para se trabalhar no Brasil.
Seguro Saúde e Odontológico
Nossos colaboradores e seus dependentes dispõem de Seguro Saúde e Odontológico com prêmios totalmente
custeados pelo Banco. O Seguro Saúde inclui tratamentos não tradicionais como diálise, transplantes de
órgãos, acupuntura, homeopatia, correção de miopia, RPG, válvula cardíaca, fisioterapia e tratamento da AIDS
(com reembolso de medicamentos prescritos para o tratamento da doença).
O Seguro Odontológico inclui tratamento preventivo, cirúrgico, restaurador, odontopediátrico, endodôntico,
periodontal e protético. Implantes são oferecidos a custos mais baixos que os de mercado, por meio de
convênios.
Em 2009, o número de atendimentos médicos e hospitalares foi de 4.122.506 e os atendimentos odontológicos
somaram 578.001.
Plano de Previdência Complementar
Disponibilizamos a nossos colaboradores um Plano de Previdência Complementar, em que a Organização
participa com 50% das parcelas mensais, inclusive no 13º salário.
O Plano garante cobertura ao aposentado ou aposentada, ao viúvo ou viúva do(a) aposentado(a) e aos filhos
menores até 21 anos, ou até 24 anos, se forem universitários.
Seguro de Vida em Grupo, Acidentes Pessoais e Assistência Funeral
Todos os funcionários do Bradesco têm acesso ao Seguro de Vida em Grupo, Acidentes Pessoais e
Assistência Funeral, com custos subsidiados. Aos funcionários aposentados pelo INSS, dispensados sem justa
causa, é oferecida a opção de continuar na apólice, com custos subsidiados.
80
BRADESCO CONSOLIDADO
Capítulo 2 – Responsabilidade Socioambiental
Serviço Social e Assistência Psicológica
Nossos colaboradores e seus dependentes dispõem de acompanhamento do Serviço Social e Atendimento
Psicológico em situações de necessidade e emergência.
Os atendimentos são realizados nas mais diversas situações: tratamentos médicos, acidentes, morte na
família, liberação de empréstimos especiais, eventos traumáticos e transtornos emocionais. Esta iniciativa
demonstra a preocupação do Bradesco com o bem-estar de seus colaboradores no momento em que
enfrentam problemas pessoais.
Em 2009, foram realizados 12,1 mil atendimentos sociais e psicológicos.
Fornecimento de Lanches
Nossos colaboradores recebem lanches, gratuitamente, todos os dias de trabalho.
Em 2009, investimos R$ 41,6 milhões, envolvendo a distribuição de 27,2 milhões de lanches.
Medicamentos
Para os estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Santa Catarina e Rio Grande do Sul há convênios com grandes
redes de farmácia, que permitem adquirir medicamentos a preços reduzidos.
Vacinação contra a Gripe
O Bradesco realiza campanha anual de vacinação contra a gripe, oferecendo a vacina gratuitamente a seus
colaboradores, e a preços subsidiados aos dependentes. Na campanha de 2009, foram aplicadas 64.861
doses da vacina, com um custo superior a R$ 1,9 milhão.
Atividades de Lazer
Mantemos na Cidade de Deus, em Osasco, uma área destinada às atividades de lazer e recreação de nossos
funcionários e seus dependentes. O ambiente conta com piscinas, pista de atletismo, campo de futebol e
quadras poliesportivas (basquete, vôlei, tênis, futebol e squash).
Em 2009, registramos 47,5 mil acessos a nossas instalações.
Empréstimo Social
Por meio da Caixa Beneficente, oferecemos assistência financeira aos nossos colaboradores, concedendo-lhes
empréstimos com taxas subsidiadas, destinados a situações emergenciais, gastos com educação, aquisição de
aparelhos ortopédicos, óculos, funerais, psicólogos, psiquiatras, fonoaudiólogos, entre outros.
Linhas de Crédito
Oferecemos aos nossos colaboradores opções de crédito com taxas especiais para:
•
•
•
•
•
•
•
Cheque especial;
Crédito pessoal – on-line, normal, com garantia de veículos e com garantia de imóveis;
Crédito imobiliário,
CDC – veículos, motos, MBA/Pós graduação, outros bens e serviços;
Leasing – veículos e outros bens;
Antecipação de Imposto de Renda;
Antecipação de 13º salário.
81
BRADESCO CONSOLIDADO
Capítulo 2 – Responsabilidade Socioambiental
Cabe ressaltar que os parentes em primeiro grau (pais e filhos) de funcionários da Organização, podem
usufruir dos mesmos benefícios quando da contratação das seguintes operações:
• Crédito imobiliário;
• CDC – veículos;
• Leasing – veículos.
Canal de Compras on-line
O ShopFácil Funcionário é um shopping on-line, de acesso restrito, que oferece benefícios aos funcionários da
Organização Bradesco.
É um portal de compras com descontos especiais negociados diretamente com os fornecedores de diversos
produtos ou serviços. São firmadas parcerias com algumas empresas, por meio das quais os funcionários têm
acesso a preços e condições de pagamentos diferenciados.
Outros Benefícios previstos em lei e na Convenção Coletiva dos Bancários:
−
−
−
−
−
−
−
Vale-Transporte
Vale-Refeição
Vale-Alimentação
Licença Maternidade/Paternidade/Gala/Falecimento
Auxílio Funeral
Auxílio Creche/Babá
Verba de Requalificação Profissional
Recursos Humanos – Dezembro de 2009
Em 31 de dezembro de 2009, o Bradesco, incluindo suas empresas controladas, possuía 85.072 funcionários.
A tabela a seguir demonstra a quantidade de funcionários nos últimos períodos:
Dezembro
2006
2007
63.163
65.050
13.577
17.054
76.740
82.104
2004
62.013
11.631
73.644
2005
61.347
12.534
73.881
Amex Brasil
Controladas
Subtotal Amex
-
-
442
2.124
2.566
Banco BMC
-
-
73.644
73.881
Banco Bradesco
Controladas
Subtotal Bradesco
Total
2008
69.411
17.211
86.622
2009
68.962
16.110
85.072
-
-
-
-
669
-
-
79.306
82.773
86.622
85.072
Destacamos a seguir, alguns indicadores do capital humano do Bradesco, em dezembro de 2009:
Gênero
Masculino
52%
Feminino
48%
Faixa Etária
Até 30 anos
51%
De 31 a 40
24%
anos
De 41 a 50
20%
anos
Acima de 50
5%
anos
Tempo no Grupo
Até 5 anos
44%
De 6 a 10
18%
anos
De 11 a 20
18%
anos
Acima de 20
20%
anos
Formação
Ensino Médio
13%
Superior
Outros
Tipo de Cargo
86%
Não
Comissionados
49%
1%
Comissionados
51%
82
BRADESCO CONSOLIDADO
Capítulo 2 – Responsabilidade Socioambiental
• Treinamento e Desenvolvimento
A crença no valor das pessoas e na capacidade de desenvolvimento de cada indivíduo é um dos valores
declarados da Empresa, viabilizados por meio de ações de capacitação que buscam contribuir para a formação
e desenvolvimento dos seus profissionais.
Treinamento dentro da Organização Bradesco é uma filosofia, uma cultura enraizada desde a sua fundação.
Os profissionais desenvolvem-se ao longo da carreira bancária e podem assumir postos mais elevados dentro
da hierarquia, na medida em que o aproveitamento dos talentos internos é uma realidade.
A cultura da carreira fechada suscita a importância dos profissionais estarem preparados para assumirem
novos desafios. Desta forma, a Organização possui o Departamento de Treinamento, responsável por todas as
ações de formação e desenvolvimento dos profissionais, por meio da disseminação de conhecimentos,
desenvolvendo programas de treinamento alinhados às estratégias organizacionais e à velocidade das
mudanças exigidas pelo mercado. Os profissionais são continuamente treinados/capacitados para o
desempenho de suas funções e para o desenvolvimento de suas competências, mas também são estimulados
a se autodesenvolverem, como meio de estarem preparados para os desafios organizacionais e
mercadológicos.
Com base nessa cultura, é importante ressaltar que os investimentos em treinamento e desenvolvimento de
pessoas crescentes a cada ano evidenciam a importância conferida à qualificação da equipe como diferencial
para o sucesso dos resultados organizacionais. Entre outros, estes aspectos fazem do Bradesco um Banco
Presente, que respeita o cliente, demonstra suas diversas ações com transparência e credibilidade traduzidas
pela cultura de capacitação, comprometimento e envolvimento dos seus colaboradores. Portanto, podemos
afirmar que os recursos investidos em treinamento, por não serem sazonais, proporcionam uma linha de
permanente formação e preparo da equipe. A abrangência de seus conteúdos (técnicos, operacionais,
comportamentais e de negócios), disponibilizados por meio de todas as mídias disponíveis no mercado,
presencialmente ou a distância (Vídeos, Cartilhas e e-Learning), proporciona a flexibilidade para envolver e
engajar todos os nossos colaboradores para o total alinhamento às necessidades e estratégias da Organização
e do próprio mercado.
Responsável pelo processo de “Desenvolvimento e Gestão de Treinamento da Organização Bradesco”, o qual
é certificado pela NBR ISO 9001:2000, desde dezembro de 2002, o Departamento de Treinamento busca, por
meio das mais modernas mídias de capacitação, fortalecer o compromisso de contribuir para o
desenvolvimento e valorização do quadro de funcionários e colaboradores, por meio da busca contínua da
qualidade.
No ano de 2009, foram investidos R$ 86,8 milhões, 32% superior à média de investimentos dos últimos 5 anos,
com o objetivo de dar continuidade aos principais programas de treinamento destinados às diversas áreas da
Organização e à implementação de novos programas, que visam a atender às estratégias de negócios
corporativos.
É neste contexto diferenciado de gerenciamento do conhecimento, que a Organização Bradesco privilegia o
fortalecimento das competências internas e o desenvolvimento de talentos, como suporte à missão descrita na
política interna de gestão de pessoas: “Reconhecendo que as pessoas são a base de sustentação do nosso
negócio, temos por missão atrair, desenvolver, reconhecer, administrar, prestigiar e estimular os talentos da
Organização Bradesco, por meio da construção permanente de uma relação integrada de valor entre as
atividades corporativas”.
No período de janeiro a dezembro de 2009, os treinamentos realizados atingiram 2.016.868 participações nas
diversas mídias disponibilizadas: TreiNet (como é chamado o e-Learning do Bradesco), Videotreinamento,
Cartilhas e Cursos Presenciais. Foram disponibilizados 2.089 diferentes cursos.
O alto volume de participações em programas de treinamento presenciais e a distância, bem como a
quantidade de carga-horária de treinamento destinada a cada colaborador, permitem a troca de experiências e
compartilhamento de informações entre o quadro de profissionais da Organização, que tem sua continuidade
no dia a dia de trabalho.
83
BRADESCO CONSOLIDADO
Capítulo 2 – Responsabilidade Socioambiental
Cursos Presenciais
Em 2009, contamos com mais de 176 mil participações em cursos presenciais, destacando-se as ações para o
segmento Varejo, que envolveram mais de 40 mil participações em diversos programas. Ressaltamos o curso
de “Crédito no Varejo”, planejado em parceria com o Sebrae, com foco na análise e concessão de crédito para
micro e pequenas empresas, que tem o objetivo de contribuir para o crescimento e fortalecimento financeiro
desse público no mercado competitivo.
O curso de “Negócios em Crédito”, que foi implementado para os Gerentes de Contas Pessoa Jurídica e
Pessoa Física do segmento Varejo, é um curso avançado na linha da concessão de crédito com qualidade,
focado na identificação das necessidades dos clientes de suas carteiras comerciais.
Na busca contínua da excelência na prestação de nossos serviços, contamos com seguintes cursos –
“Atendimento: Uma Nova Visão Empresarial”; “Workshop para Caixas”; e “Formação para Pré-Atendentes”.
Todos tratam especificamente da qualidade do atendimento e do preparo e conscientização das equipes
ligadas diretamente ao atendimento de novos clientes.
Destacaram-se, ainda, os cursos: “Relacionamento Interpessoal”, “Comunicação Verbal e Marketing Pessoal”,
e “Técnicas de Percepção”, para diversos níveis hierárquicos, que visam o aprimoramento de competências
comportamentais, essenciais ao desenvolvimento de suas atribuições.
Temos também a realização de importantes cursos em parceria com entidades educacionais renomadas no
País, tais como; “Noções Básicas de Direito” – Faculdade de Direito do Largo São Francisco/USP,
“Administração e Finanças” – FGV, “Economia e Mercados e Intermediação Financeira” – FIPE/USP. Estes
cursos ampliam a visão globalizada e de mercado dos profissionais que atuam em diversos segmentos e que
estão diretamente empenhados no relacionamento e nos negócios corporativos. Destacamos o lançamento do
“Programa de Agronegócios: Oportunidades e Riscos”, que tem como finalidade desenvolver a visão comercial
dos profissionais da rede para que efetuem o adequado planejamento e acompanhamento dos
negócios/resultados em agronegócios, com foco na identificação de oportunidades e riscos e no atendimento
das necessidades e expectativas dos clientes.
Outros trabalhos que merecem destaque são os “Programas de Planejamento Estratégico para Gerentes de
Agências Primeira Gestão”, com foco no processo de gestão de resultados e o “Programa de Preparação e
Integração para Novas Agências”, envolvendo profissionais que atuarão em novas agências do Banco, nos
Segmentos Varejo e Prime, que buscam ampliar a visão dos colaboradores sobre o segmento de mercado em
que estão focados, para que possam desenvolver as competências comportamentais e de relacionamento –
essenciais para a identificação das necessidades e expectativas específicas de seus clientes, revendo as
políticas e as estratégias de atendimento e de negócios desses segmentos.
Com o objetivo de fortalecer as questões relacionadas ao planejamento estratégico e gestão de resultados
disponibilizamos aos Gerentes Regionais dos segmentos Prime e Varejo o “Programa de Gestão de
Resultados”, que visa a padronizada implementação de metodologias e métricas de acompanhamento e
controle que possam maximizar resultados.
Outra ação para o Segmento Prime que merece destaque é o “Programa de Desenvolvimento Gerencial para
Gerentes de Relacionamento”, que preparou as equipes para a execução de suas responsabilidades e
atribuições neste Segmento, com foco nas necessidades dos clientes e melhoria contínua da Qualidade do
Atendimento. Também destacamos o programa “Especialização Comercial em Crédito Imobiliário”, com ênfase
em aspectos comerciais e estratégicos e foco no processo de consultoria.
Intensificamos a realização de Programas como “Consultoria Financeira e de Negócios”, desenvolvido em
parceria com a FIA, que capacitou e instrumentalizou as equipes de Gerentes de Relacionamento Prime, com
técnicas e metodologias que favoreceram seu desempenho como consultores financeiros e de negócios.
Destacamos também o “Programa de Desenvolvimento de Competências” atualmente disponibilizado aos
segmentos Bradesco Prime e Varejo, com foco na instrumentalização e sensibilização dos profissionais
envolvidos sobre as competências desejadas para a liderança Bradesco.
84
BRADESCO CONSOLIDADO
Capítulo 2 – Responsabilidade Socioambiental
Demos sequência ao processo de capacitação para o Bradesco Empresa desenvolvendo o “Módulo Avançado
de Crédito”, cujo objetivo é aprimorar os conhecimentos de crédito e a capacidade de análise dos riscos
pertinentes aos processos e decisões de crédito. Foram também intensificados os Programas de “Formação
para Gerentes Assistentes - Módulo de Produtos e Serviços”, “Captação e Aplicação de Recursos”, “Crédito e
Negociação” para os profissionais que atuam nos segmentos Bradesco Empresas e Corporate.
Para a área de Operações PJ – Corporate e Empresas, disponibilizamos programas que buscam sensibilizar
os participantes sobre a importância da gestão de serviços e processos, provendo um conjunto de
conhecimentos e instrumentos que fortaleçam o resultado de suas atuações. Também focamos a capacitação
da equipe nos aspectos de segurança, por meio dos programas “Básico de Grafoscopia” e “Prevenção a
Fraudes – Documentoscopia e Grafoscopia” e o “Programa de Aprimoramento de Gerentes Operacionais PJ”,
que destaca aspectos técnicos e comportamentais essenciais ao desenvolvimento de suas atribuições.
Oferecemos também o “Programa de Desenvolvimento de Habilidades para Supervisores de Processamento e
Operações PJ”, que visa capacitar os profissionais para o exercício das funções de gestão de pessoas,
processos e riscos, com foco em qualidade, segurança e agilidade.
As ações de treinamento voltadas aos Departamentos do Banco e suas Empresas Ligadas ganharam destaque
por conta das mais de 131 mil participações em diversos eventos externos – realizados por empresas
especializadas, que oferecem vagas abertas ao público em geral e eventos internos, desenvolvidos por
consultores especializados e também por equipes de instrutores, funcionários da Organização.
Na agenda trimestral são disponibilizados cursos com conteúdos destinados ao desenvolvimento de
competências comportamentais, tais como: “Técnicas de Liderança”, “Técnicas de Reunião”, “Técnicas de
Apresentação” e “Atendimento: Uma Nova Visão Empresarial”, além daqueles para atendimento de legislações
específicas, como: “CIPA”, “Brigada de Incêndio” e “Desfibrilador Externo Automático”.
Especificamente para os cargos gerenciais, são disponibilizados cursos que privilegiam o desenvolvimento das
competências organizacionais como empreendedorismo, relacionamento, comunicação, liderança, trabalho em
equipe, flexibilidade, visão globalizada, entre outras, por meio dos cursos: “Relacionamento Interpessoal”,
“Comunicação Verbal e Marketing Pessoal”, “Desenvolvimento de Habilidades Gerenciais”, “Economia e
Mercados”, “Intermediação Financeira”, “Administração e Finanças” e “Liderança Coaching”.
Dentre as diversas ações desenvolvidas para os profissionais de Departamentos, destacam-se:
• Treinamentos para desenvolvimento das competências organizacionais para profissionais do Departamento
Jurídico;
• Treinamentos para desenvolvimento de líderes ao Departamento de Controle Operacional;
• Palestras sobre “Qualidade no Atendimento e Mudanças” direcionadas aos profissionais do Departamento
de Câmbio;
• Elaboração de Laudos para a equipe de Gestão de Pessoas do Departamento de Recursos Humanos e
treinamento sobre os Princípios do Equador para funcionários de áreas diretamente envolvidas com a
Análise de Risco Socioambiental; e
• Centenas de participações dos profissionais em cursos externos, seminários e congressos sobre as mais
diversas especialidades.
Demos continuidade aos dois novos cursos lançados em 2008 para a grade de Departamentos e Empresas
Ligadas: “Técnicas de Liderança”, com ênfase no desenvolvimento de habilidades interpessoais, maior
motivação e melhores práticas de liderança, destinado aos líderes em formação; e “Liderança Coaching,
Empreendedorismo e Resultados”, cujo objetivo é desenvolver, nos gerentes, a consciência sobre o seu papel
de formadores de equipes e multiplicadores de conhecimentos.
Neste ano, realizamos treinamento aos funcionários de Departamentos da Matriz no “Workshop SA 8000 –
Conceitos Básicos” e no “Treinamento a Distância - Norma SA 8000 de Responsabilidade Social” dos mesmos
Departamentos e das Dependências localizadas no Prédio da Av. Paulista. São dois treinamentos com o
objetivo de divulgar o Sistema de Gestão de Responsabilidade Social Bradesco e sedimentar os requisitos da
Norma SA 8000 de Responsabilidade Social, que trata da qualidade das relações no ambiente de trabalho.
85
BRADESCO CONSOLIDADO
Capítulo 2 – Responsabilidade Socioambiental
Dentre as diversas ações para preparar o quadro de funcionários no uso das melhores práticas da
comunicação escrita e oral, nas diversas situações profissionais, desenvolvemos a palestra “Novo Acordo
Ortográfico da Língua Portuguesa” para cerca de 550 funcionários de Departamentos e Empresas Ligadas. O
objetivo do evento foi apresentar as mudanças inseridas na Língua Portuguesa com o Novo Acordo, pois,
embora o Brasil tenha até 2012 para se adequar às nova regras, estamos nos mobilizando para antecipar a
aplicação dessas regras em todos os materiais de treinamento da Organização.
Também neste período, os treinamentos para as áreas de Tecnologia da Informação envolveram mais de 8 mil
participações presenciais em treinamentos técnicos, que visam melhorar a performance do armazenamento e
disponibilidade das informações aos clientes internos e externos.
O Programa de Gerenciamento de Projetos teve continuidade com o objetivo de prover soluções que garantam
qualidade aos sistemas de tecnologia. Além disso, treinamos profissionais para buscarem a certificação PMP –
Project Management Professional. Como diferencial competitivo, os processos de “Certificação em Qualidade
de Software”, os quais apresentam diversas técnicas de engenharia de software e os conceitos sobre
qualidade do produto, têm tido continuidade com a participação de profissionais que deverão somar-se aos
demais funcionários já certificados anteriormente. Destacamos, também, a “Certificação de Especialistas em
Pontos de Função”, que qualifica os funcionários para mensuração de sistemas de acordo com a técnica
padrão do mercado internacional.
Dentre as diversas ações desenvolvidas no assunto Gerenciamento de Projetos, destaca-se o curso “MS
Project 2007 Avançado” para funcionários certificados PMP, ministrado pelo “Chair” do PMI – Project
Management Institute, o mais alto cargo da maior organização do mundo voltada ao gerenciamento de
projetos.
Iniciamos a 2ª turma de capacitação para profissionais do Departamento de Tecnologia do Negócio nas
melhores práticas de mercado internacional para a função de Analista de Negócios.
Para treinar os profissionais da área de Desenvolvimento de Sistemas no curso “Método Ágil de
Desenvolvimento de Sistemas por Aquisição”, utilizamos a metodologia do treinamento colaborativo on-line via
Internet, com o objetivo de promover aumento da maturidade dos profissionais na aplicação dos métodos e
técnicas de desenvolvimento ágil integradas ao uso das ferramentas de gestão.
Com o objetivo de antecipar a preparação e formação de novos profissionais, criando um clima de renovação e
qualificação técnica para atuação nas áreas de TI, estamos promovendo “Programas de Capacitação em TI
para Trainees e Estagiários”.
Também nas áreas de TI temos vários funcionários participando de cursos de MBA, Pós ou Mestrado, focados
em TI, em turmas abertas em diversas instituições de ensino renomadas do País. Além disso, temos duas
turmas fechadas de MBA, uma no curso “Gestão Empresarial”, com ênfase em Tecnologia nos Negócios, em
parceria com a FIA/USP O objetivo do curso é fornecer-lhes as habilidades gerenciais e negociais necessárias
para atuarem, de maneira integrada, no âmbito da empresa, com os mercados nacional e internacional e com a
sociedade. A outra turma, no curso “Sistemas Corporativos de Alta Performance - Mainframes e Servidores de
Grande Porte”, em parceria com a FIAP, tem o objetivo de obter um amplo entendimento das alternativas de
sistemas de alto desempenho atualmente existentes no mercado.
Importante destacar que o Treinamento para a Bradesco Seguros e Previdência, o qual envolveu mais de 82
mil participações presenciais, também teve continuidade neste ano, traduzido pela marca UniverSeg (Universo
do Conhecimento do Seguro), consolidando novas ações que refletem a grandeza do projeto, dos quais
podemos mencionar:
Atualização de profissionais, em nível gerencial, com foco nos aspectos regulatórios (legislação), fluxo de
processo e técnicas regulatórias de sinistros, buscando eficácia na gestão operacional bem como o
desenvolvimento do pensamento estratégico com vistas ao sustento da competitividade do negócio, em que se
destacam: “Gerenciamento do Seguro Saúde” e o “Aperfeiçoamento para Gestores Comerciais” em parceria
com o Ibmec/Rio.
86
BRADESCO CONSOLIDADO
Capítulo 2 – Responsabilidade Socioambiental
Para as especificidades técnicas, foram formatados workshops com o objetivo de promover discussões e
análises de produtos e procedimentos internos, como: “Contabilidade de Seguradoras”, em parceria com a
Fipecafi; “Painel de Discussões – Automóvel”; “Radiologia”, que apresentou novas técnicas de tomografia
computadoriza para os profissionais da Bradesco Dental; “Regulação de Sinistro Auto” e “Direito do Seguro”,
que enriqueceram o conhecimento e as habilidades na condução das atividades técnicas/operacionais.
Complementando os programas básicos de aprimoramento com o objetivo de elevar o desempenho do
segmento, elaboramos o curso de “Resseguro Intermediário”, dando sequência ao programa “Resseguro” de
2008 e a preparação dos profissionais da CTA (Central Técnica de Atendimento), para a função Técnica de
Seguro no atendimento via telefone.
Tiveram continuidade os cursos de “Qualidade e Perfil de Mercado” e “Desenvolvimento das Relações
Interpessoais”, para os profissionais da Seguradora, e os cursos de “Estratégias Competitivas de Atendimento”,
“Regulação e Liquidação de Sinistros Auto e RE”, que visam a certificação técnica Susep, Resolução nº 115 do
CNSP.
Direcionamos também o curso de “Técnicas de Liderança” para os Gerentes Operacionais da Bradesco
Auto/RE, visando a atender necessidade de desenvolvimento das competências de Liderança.
Em parceria com a Escola de Negócios Ibmec, implementamos duas novas turmas do MBA, In Company,
“Gestão de Negócios com Ênfase em Seguros”, contemplando entre Rio de Janeiro e São Paulo, 83
participações.
Para os corretores que comercializam os produtos da Bradesco Seguros no mercado segurador e nas
Agências do Banco, continuamos com cursos básicos, tais como: “Automóvel”, “Equipamentos”, “Residencial”,
“Empresarial”, “Saúde”, “SPG (Saúde para Pequenos Grupos)”, “Dental”, “Vendas Aplicadas” e “Comunicação
& Desenvolvimento Profissional”, que visam muní-los com informações que diferenciam nossos produtos em
relação aos da concorrência, como argumento de venda. Reunimos os corretores Masters – que assistem as
Agências com maior potencial de venda – no 1º Encontro de Corretoras Masters da Bradesco Auto/RE para
trabalhar estratégias comerciais e ferramentas de gestão comercial para alavancar as vendas de seguros.
Realizamos também o projeto “Papo de Seguro”, palestra com o objetivo de trabalhar oportunidades de
negócios no canal Banco, melhoria de processos e comercialização de produtos para os corretores que atuam
nas agências do Banco.
Realizamos o programa “Bradesco Auto/RE parceria: Europ Assistance” que consiste em preparar os
atendentes da empresa Europ Assistance nos procedimentos e normas da organização visando eficácia no
atendimento de Assistência 24h para o segurado de Auto/RE.
Complementamos a programação de 2009 com a realização do 3º Encontro de Gestores de TI, 1º Encontro de
Reguladoras de Sinistro/Vistoria Prévia, 1º Seminário dos profissionais Operacionais de TI e 5º Encontro da
Superintendência Técnica de Ramos Elementares, todos com foco na melhoria de procedimentos e
compartilhamento das estratégias de cada área e do negócio desse segmento.
O Atendimento às necessidades da Bradesco Vida e Previdência (BVP) foi evidenciado com a realização do
programa preparatório para Certificação LOMA para superintendentes e gestores da BVP. LOMA é uma
associação internacional que desenvolve pesquisas e atividades educacionais para aprimorar as operações
das companhias de seguros e previdência. A designação profissional da LOMA é considerada um padrão de
excelência para os profissionais da indústria de seguros e serviços financeiros.
Outro destaque foi a realização do curso sobre “Alternativas de Investimentos e Previdência Complementar”,
com o objetivo de capacitar os participantes quanto a realidade de um atendimento com foco no objetivo e perfil
do investidor, proporcionando harmonia entre as diversas opções de investimentos disponíveis e de
previdência complementar.
87
BRADESCO CONSOLIDADO
Capítulo 2 – Responsabilidade Socioambiental
Quantidade de Participações Presenciais nos Últimos Trimestres
2007
2008
2009
1° Trim.
2° Trim.
3° Trim.
4° Trim.
1° Trim.
2° Trim.
3° Trim.
4° Trim.
1° Trim.
2° Trim.
3° Trim.
4° Trim.
22.870
45.313
47.234
40.885
25.513
52.914
54.243
46.880
30.033
48.761
50.134
47.932
Parcerias com Universidades e Escolas de Ensino Superior
Desde 1996, em parceria com instituições como FIA, FIPE, Fipecafi, FGV e Ibmec, certificamos profissionais da
Organização em cursos de MBA, Pós-Graduação, Especialização e Mestrado, importantes para a manutenção
da qualidade das informações prestadas e para que a capacitação do quadro esteja alinhada às mais
modernas práticas de gestão.
Em 2009 iniciamos uma turma de “MBA Controller” (Fipecafi) com 32 participações, uma turma de “MBA
Gestão Empresarial com Ênfase em Tecnologia nos Negócios” (FIA) com 33 participações, duas turmas de
“MBA Gestão de Negócios com Ênfase em Seguros” (Ibmec) com 83 participações, quatro turmas de MBA
“Negócios Bancários” (FGV) com 163 participações e foi concluída uma turma de MBA em “Sistemas
Corporativos de Alta Performance – Mainframe” (FIAP), que atendeu a 32 profissionais.
Certificação em Produtos de Investimentos
Os programas preparatórios para o exame de Certificação em Produtos de Investimentos continuam em
andamento e são elaborados, especialmente, para os funcionários que necessitam obter a certificação, após
estudo do material disponibilizado previamente.
Em 2009, continuamos a utilizar o Treinamento Telepresencial no curso preparatório da certificação CPA 10 da
Anbima.
Seguindo esta metodologia, as aulas são ministradas no estúdio em São Paulo e transmitidas via satélite, por
um canal de TV Corporativa, para as unidades receptoras sediadas em várias localidades, possibilitando o
recebimento da informação por um grande público alvo.
Esse recurso possibilita maior ganho de escala, pois permite que o curso seja ministrado para uma maior
quantidade de profissionais, em relação ao método presencial tradicional.
No período de janeiro a dezembro de 2009, foram certificados 3.966 profissionais. O índice médio de
aprovação alcançado pelo Bradesco, neste período, foi de 61,0%, enquanto o índice do mercado ficou em
51,3%. Este fato reforça o cuidado que a Organização tem em preparar adequadamente os profissionais e
também o envolvimento demonstrado pelos funcionários diante do processo de certificação.
Esses números propiciaram a certificação de 24.875 profissionais diretamente envolvidos no atendimento aos
clientes da Rede de Agências e aos investidores qualificados, atendendo a Resolução n° 3.158/03, do
Conselho Monetário Nacional.
88
BRADESCO CONSOLIDADO
Capítulo 2 – Responsabilidade Socioambiental
TreiNet – Treinamento por meio da Intranet / Internet
O TreiNet, ferramenta de capacitação diferenciada, possibilita a disseminação de novos conhecimentos, de
maneira indistinta e rápida, a todo o quadro de profissionais da Organização. Configura-se como um grande
instrumento de desenvolvimento pessoal e profissional.
Prova disso são as mais de 4,7 milhões de participações nos 162 cursos disponibilizados desde a sua
implantação no ano 2000. Neste ano, já foram mais de 1,3 milhão de participações, o que representa, em
média, mais de 1 curso por mês para cada funcionário da Organização.
Neste ano foram lançados 39 novos títulos, onde destacamos os cursos: “Ética”, “Inovação”, 6 títulos para
compor o assunto Anbima além da avaliação que complementa a renovação da certificação do funcionário,
“DDA - Débito Direto Autorizado”, “Caixa Encadeamento de Transações”, “Cliente Razão de Ser do Bradesco”
e 2 cursos de Gestão de Projetos.
O objetivo dos cursos é a disponibilização de conhecimento ao quadro, focando as atividades operacionais, de
negócios, de gestão e a responsabilidade social, mantendo a sintonia da Organização com a sociedade e o
mercado, trazendo novas opções de negócios e incremento da rentabilidade.
No aprendizado do idioma inglês, o treinamento on-line também tem sido um diferencial, possibilitando a
participação de cerca de 1.500 colaboradores em cursos que vão do nível básico ao avançado.
Por meio do Portal da Fundação Bradesco, estão disponíveis alguns cursos do TreiNet para clientes que
possuem Conta Universitária Bradesco. Além disso, através do site 100% Corretor da Bradesco Seguros e
Previdência, o TreiNet está disponível para corretores e concessionários que comercializam os produtos de
seguros da Organização.
Quantidade de Cursos no TreiNet
Dezembro
2000
2001
2002
2003
2004
2005
2006
2007
2008
2009
5
8
10
15
31
53
77
101
123
162
Cartilhas e Videotreinamento
Em função da capilaridade e da quantidade de colaboradores da Organização, outras metodologias de
treinamento são utilizadas, como Cartilhas e Videotreinamentos. Através destas mídias atendemos demandas
das diversas áreas da Organização, em assuntos normativos, conceituais e operacionais, visando a orientação
dos colaboradores.
Disponibilizamos nove Videotreinamentos, são eles: “Programa de Objetivos Prime e Varejo”, “Leasing”,
“Modelos de Gerenciamentos de Clientes”, “Segurança Bradesco na Palma da Mão”, “Pré-Atendimento”,
“Combate à ’Lavagem’ de Dinheiro e Financiamento ao Terrorismo – Finasa”, “Gestão e Controle de Processos
Jurídicos”, “Análise de Perfil do Investidor” e “Débito Direto Autorizado”.
Onze cartilhas também foram lançadas sobre temas como “Canais de Conveniência”, “Responsabilidade Social
Norma SA 8000”, “Atendimento Gerencial Pessoa Jurídica”, “Ferramenta de Apoio ao Gerente de Contas”,
“Prévia de Previsão para Perdas de Crédito”, “Débito Direto Autorizado”, “Encadeamento de Transações”,
“Operações de Crédito com Clientes Fornecedores do Poder Público”, “Gestão e Controle de Processos
Jurídicos”, “Análise de Perfil do Investidor” e “Composição da Taxa de Juros”.
Responsabilidade Social e Empresarial
Demos continuidade aos projetos que privilegiam a valorização humana, tais como: Adolescente Aprendiz,
Jovem Cidadão e Programas de Estágios com estudantes de várias universidades, dentre eles, o Programa
Bradesco Unipalmares (Universidade da Cidadania Zumbi dos Palmares). Esses programas beneficiam jovens
no início de suas carreiras, proporcionando-lhes capacitação, inclusão social e desenvolvimento pessoal e
89
BRADESCO CONSOLIDADO
Capítulo 2 – Responsabilidade Socioambiental
profissional. Ainda neste contexto, desenvolvemos treinamentos preparatórios em Libras – Língua Brasileira de
Sinais, para os colaboradores que atuam no atendimento direto a clientes, incluindo os portadores de
necessidades especiais auditivas, a fim de garantirmos a acessibilidade deste público em nossas Agências.
Quantidade de Participações em Treinamento – milhares
2004
467
2005
619
Exercícios
2006
2007
1.168
1.021
2008
1.537
2009
2.017
Recursos Investidos em Treinamento – R$ milhões
2004
53
2005
52
Exercícios
2006
2007
58
75
2008
91
2009
87
• Fundação Bradesco
Histórico
A Fundação Bradesco, entidade sem fins lucrativos, com sede na Cidade de Deus, Osasco/SP, foi fundada em
1956 e declarada de Utilidade Pública Federal pelo Decreto n° 86.238, em 30.7.1981.
Consciente de que a educação deve corresponder à igualdade de oportunidades e à realização pessoal e
coletiva, a Fundação Bradesco mantém atualmente 40 Escolas, instaladas prioritariamente em regiões de
acentuada carência socioeconômica, em todos os Estados brasileiros e no Distrito Federal.
Objetivos e Metas
A missão principal da Fundação Bradesco é proporcionar ensino formal e de qualidade para crianças, jovens e
adultos, para que possam alcançar sua realização pessoal por meio do trabalho e do efetivo exercício da
cidadania.
Nos últimos dez anos, realizou 2.229.662 atendimentos em seus cursos presenciais e a distância,
proporcionando educação gratuita e de qualidade a crianças, jovens e adultos.
Ação pioneira de investimento social da Organização, a Fundação Bradesco desenvolve amplo programa
socioeducacional em suas 40 Escolas, instaladas prioritariamente em regiões de acentuada carência
socioeconômica, em todos os Estados brasileiros e no Distrito Federal. Em 2009, a Fundação superou 431 mil
atendimentos em diversos segmentos de atuação, dos quais 108.825 alunos em suas escolas próprias, na
Educação Básica – da Educação Infantil ao Ensino Médio e Educação Profissional Técnica de Nível Médio;
Educação de Jovens e Adultos; e Formação Inicial e Continuada. Aos cerca de 50 mil alunos da Educação
Básica, também foram assegurados, gratuitamente, alimentação, assistência médico-odontológica, uniforme e
material escolar.
Além desses benefícios, por intermédio da Escola Virtual, seu portal de e-learning, e dos Centros de Inclusão
Digital (CIDs), foram realizados mais de 300 mil atendimentos em outros cursos presenciais e a distância.
O índice de aprovação dos alunos das Escolas da Fundação Bradesco atingiu o patamar de 95,5% na média
dos últimos cinco anos, equivalente aos melhores parâmetros internacionais.
90
BRADESCO CONSOLIDADO
Capítulo 2 – Responsabilidade Socioambiental
Áreas e Formas de Atuação
Educação Básica
A Educação Básica, que consiste na Educação Infantil, no Ensino Fundamental (1° ao 9° ano) e no Ensino
Médio, constitui mais de 46% do atendimento anual em suas Escolas, em que são oferecidos gratuitamente,
além do ensino, material escolar, uniforme, alimentação e assistência médico-odontológica.
A Fundação Bradesco reflete constantemente sobre as tendências pedagógicas contemporâneas e traz novos
desafios para as suas práticas, com o objetivo de que tais reflexões envolvam todas as unidades escolares e
proponham interação constante entre elas.
A Escola é concebida como espaço privilegiado para o exercício da cidadania. O aluno é considerado um ser
original, criativo e produtor de cultura; que aprende na vida social e no espaço escolar. Suas potencialidades e
necessidades de interagir e refletir sobre a diversidade de conhecimento são contempladas nas salas de aula.
Por meio de currículo integrado, a Fundação Bradesco busca proporcionar aos alunos o acesso ao
conhecimento na sua complexidade prática e teórica, compreendendo que o processo de desenvolvimento é
dialético e construtivo.
Para que isso ocorra são propiciadas diversas oportunidades de formação continuada aos educadores,
incluindo cursos presenciais e a distância. Paralelamente à formação de professores, há produção de materiais
e recursos didáticos.
Educação Profissional Técnica de Nível Médio
Com o compromisso de oferecer educação profissional capaz de garantir ao aluno o direito ao permanente
desenvolvimento de aptidões para a vida produtiva e social, a Fundação Bradesco estruturou os currículos de
seus cursos em consonância com o novo modelo de ensino profissionalizante vigente no País. Estes
consideram, sobretudo, as demandas do mercado e da sociedade dentro de uma perspectiva inovadora,
oferecendo preparação para o trabalho.
A partir das áreas profissionais de Agropecuária, Gestão, Indústria (Eletrônica) e Informática, vários cursos
foram organizados e têm sido oferecidos de acordo com as necessidades das regiões nas quais as Escolas
estão localizadas.
A estrutura curricular desses cursos procura assegurar estreita relação entre o mundo do trabalho, o
conhecimento e a cidadania, com o objetivo final de formar o cidadão criativo, produtivo e empreendedor, além
de estimular nos alunos a necessidade de aprendizagem permanente.
Ao possibilitar aos alunos, em geral, oriundos de classes sociais menos favorecidas, a participação em cursos
cujos currículos propiciam a inserção e a reinserção no mercado de trabalho, a Fundação Bradesco contribui
para o acesso ao emergente e mutável mundo do trabalho.
Formação Inicial e Continuada
A Fundação Bradesco oferece gratuitamente esta modalidade com o objetivo de atender às necessidades de
atualização e qualificação de trabalhadores com diferentes níveis de escolaridade. São mais de 100 opções de
cursos livres, com programas flexíveis, que permitem alterações de acordo com a realidade do mercado de
trabalho, nas áreas profissionais de Gestão, Imagem Pessoal (Moda e Embelezamento Pessoal), Indústria
(Elétrica, Eletrônica e Tecnologia Gráfica), Informática, Lazer e Desenvolvimento Social, Turismo e
Hospitalidade (Serviços de Turismo, Hospedagem e Alimentação). Na área de Agropecuária, oferece cursos
que incluem técnicas de Inseminação Artificial.
Educação de Jovens e Adultos
Jovens e Adultos de diversas regiões e, muitas vezes, com histórias de vida parecidas são, em sua maioria,
trabalhadores e donas de casa que não tiveram oportunidade de ingressar ou permanecer na Escola até a
91
BRADESCO CONSOLIDADO
Capítulo 2 – Responsabilidade Socioambiental
conclusão de seus estudos. Com a Fundação Bradesco, eles podem ser alfabetizados, concluir o Ensino
Fundamental e o Ensino Médio, preparando-se para ingressar na faculdade, conseguir melhores condições
profissionais e, acima de tudo, ampliar seus conhecimentos.
A Educação de Jovens e Adultos atua em dois segmentos: Alfabetização de Jovens e Adultos e Telecurso de
Ensino Fundamental e Médio.
O Telecurso é oferecido nas Escolas próprias e nas sedes de empresas que estabelecem convênios com a
Fundação Bradesco, oferecendo curso flexível em relação aos horários, uma vez que as salas são levadas até
as empresas, respeitando as variadas jornadas e poupando o deslocamento do aluno até a Escola. Outro
motivo do bom desempenho está relacionado ao investimento da Fundação Bradesco em recursos técnicopedagógicos.
Atendendo aos pais de alunos das Escolas da Fundação Bradesco, o curso de Alfabetização está apoiado na
concepção socioconstrutivista, que torna o alfabetizando sujeito ativo no processo de aprendizagem. Os temas
tratados em aula despertam interesses e motivam os estudantes, garantindo o sucesso do curso.
Preparar o indivíduo para adquirir melhores condições de vida, baseado no saber organizado, é o objetivo
primeiro da Fundação Bradesco, pois a Instituição acredita que somente desta maneira é possível formar
cidadãos participativos e conscientes de seu papel na sociedade.
Educação a Distância – Escola Virtual
Mantido pela Fundação Bradesco desde 2001, o portal de e-learning “Escola Virtual” propicia a ampliação do
atendimento de suas 40 Escolas para além das localidades onde estão instaladas, garantindo presença em
38% dos municípios brasileiros. O projeto é uma parceria com provedores de conteúdo de prestígio
internacional.
A partir do conceito de mediação pedagógica, em que o aluno é o principal agente condutor de sua
aprendizagem, a Escola Virtual oferece, atualmente, mais de100 cursos a distância e semipresenciais na área
de Tecnologia da Informação. O portal permite trocas de experiências, conhecimento e informação por meio de
ferramentas on-line, como chats, conferências e campus virtual.
Em 2009, foram atendidos mais de 200 mil usuários.
Inclusão Digital
Por meio dos Centros de Inclusão Digital (CIDs), a Fundação Bradesco promove acesso rápido e fácil às novas
tecnologias de informação aos moradores das comunidades do entorno de suas Escolas.
Além de servir como núcleo de aprendizagem e qualificação profissional, oferecendo cursos de curta e média
duração similares aos ministrados nas Escolas da Fundação Bradesco, os CIDs funcionam como um fórum de
discussão dos problemas locais, articulando-se com empresas parceiras da Organização Bradesco, Escolas da
Rede Pública de Ensino, Universidades e Centros de Pesquisa nacionais e internacionais como a Universidade
de São Paulo – USP e o MIT – Media Lab (EUA).
A Fundação Bradesco encerrou o ano de 2009 com 109 CIDs e mais de 100 mil atendimentos oferecidos a
usuários com os mais diversificados perfis: indígenas, afrodescendentes, jovens, adultos, idosos, moradores de
comunidades urbanas e rurais de todas as regiões do País.
Fatos Relevantes
A Fundação Bradesco apoiou o lançamento da Plataforma dos Centros Urbanos realizado pelo UNICEF Fundo das Nações Unidas para a Infância, em São Paulo. A ação é resultante de uma parceria nacional entre
governos, sociedade civil e setor privado pelos direitos das crianças e dos adolescentes das comunidades
populares de cidades brasileiras.
92
BRADESCO CONSOLIDADO
Capítulo 2 – Responsabilidade Socioambiental
Principais Reconhecimentos
Golden Peacock Global Award for Corporate Social Responsibility: Promovido pelo Conselho Mundial de
Governança Corporativa do Reino Unido (UK's World Council for Corporate Governance) e pelo Institute of
Directors (IoD) da Índia, o reconhecimento foi oferecido ao Bradesco por suas diretrizes empresariais de
sustentabilidade, relatadas ao júri do prêmio por meio da atuação da Fundação Bradesco.
Febrace – Feira Brasileira de Ciências e Engenharia: Projetos de estudantes do 8º ano do Ensino
Fundamental, do Ensino Médio e de Cursos Técnicos de escolas públicas e particulares de todo o País
participaram da feira promovida pela Universidade de São Paulo (USP), com o objetivo de estimular novas
vocações em Ciências e Engenharia por meio do desenvolvimento de projetos criativos e inovadores. A
Fundação Bradesco esteve representada com 29 projetos e, pelo sétimo ano consecutivo, conquistou
importantes premiações, dentre as quais se destacam as seguintes:
• Prêmio Estudantil para Excelência em Geociências
Projeto: Análise comparativa da germinação e crescimento de três variedades de cana-de-açúcar com o uso de
diferentes dosagens de substratos no plantio – Unidade Escolar de Bodoquena/MS
• 1º Lugar – Destaque em Relevância Social
Projeto: De uma cuca legal nasceu a “Praça do Coco” – Unidade Escolar de Campinas/SP
• 1º Lugar – Ciências Agrárias e Credencial para Intel ISEF 2009
Projeto: Dispositivo eletrônico com sensor de umidade para acionamento de sistemas de irrigação – Credencial
para Intel ISEF 2009 – Unidade Escolar de São João Del Rei/MG
Prêmio Executivo de TI do Ano: Representada por seu Chief Information Officer (CIO), Sr. Nivaldo Tadeu
Marcusso, a Fundação Bradesco foi reconhecida na categoria Serviços Diversos. A premiação, concedida pela
Revista Information Week, está em sua 8ª edição.
Medalha João Alfredo Corrêa de Oliveira: Concedida à Fundação Bradesco pelo Tribunal Regional do
Trabalho da 6ª Região, essa é uma das mais altas condecorações do Tribunal e homenageia pessoas ou
instituições nacionais que se destacam no âmbito judiciário brasileiro.
4º Prêmio Construindo a Igualdade de Gênero – Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres e Fundo
de Desenvolvimento das Nações Unidas para a Mulher e Instituições Parceiras. Uma aluna da 3ª série do
Ensino Médio da Unidade Escolar de Osasco I/SP foi premiada na categoria Redações para Estudantes do
Ensino Médio.
Campeonato Regional de Robótica – 2009 First Lego League (FLL), promovido pela First do Brasil e Lego
Education no Bradesco Instituto de Tecnologia (BIT), em Campinas/SP: as equipes das Unidades Escolares
receberam as seguintes premiações:
• 1º Lugar Projeto de Robô – Unidade Escolar de Campinas/SP
• 1º Lugar Pesquisa Científica – Unidade Escolar do Jardim Conceição – Osasco/SP
• 1º Lugar Missões, Desafios Robóticos e Campeã Regional 2009 (Champion´s Award) – Unidade
Escolar de Osasco I/SP
• 1º Lugar Torcida – Unidade Escolar de Osasco II/SP
X Concurso Nacional de Cartazes, promovido pela Secretaria Nacional Antidrogas (SENAD). Uma aluna do
3º ano do Ensino Fundamental da Unidade Escolar de Manaus/AM conquistou o 3º lugar com o tema “A família
na prevenção ao uso de drogas”.
52º Concurso Cientistas de Amanhã – Instituto Brasileiro de Educação, Ciência e Cultura da Unesco –
Comissão São Paulo. O projeto “Dispositivo eletrônico com sensor de umidade para acionamento de sistemas
de irrigação”, desenvolvido por um aluno da Unidade Escolar de São João Del Rei/MG, foi classificado entre os
10 finalistas.
93
BRADESCO CONSOLIDADO
Capítulo 2 – Responsabilidade Socioambiental
O Sr. Lázaro de Mello Brandão, Presidente da Fundação Bradesco, foi homenageado com o Prêmio Os BemSucedidos, concedido pela Revista Banco Hoje na categoria Responsabilidade Social, pelo trabalho
educacional da Fundação Bradesco.
O Museu Histórico Bradesco foi finalista na etapa regional Sudeste do Prêmio ABERJE 2009, na categoria
Responsabilidade Histórica e Memória Empresarial com o case: Museu Bradesco: 25 Anos – o passado com
respeito, o futuro como conquista.
Prêmio Microsoft Educadores Inovadores: O projeto “Barreiro – Fruticultura Doméstica em Miniaterro
Sanitário Controlado”, da Unidade Escolar de Canuanã/TO, foi finalista na etapa nacional em duas categorias:
Inovação em Comunidade e Educador Inovador (Educação Básica), vencendo a primeira. Na etapa sulamericana da premiação, durante o Fórum Interamericano de Educadores Inovadores, ocorrido na Argentina,
obteve o 2º lugar, na categoria Votação Popular. Na etapa mundial, alcançou o 3º lugar na categoria Inovação
em Comunidade.
Representada por seu Chief Information Officer (CIO), Sr. Nivaldo Tadeu Marcusso, a Fundação Bradesco
classificou-se em 1º lugar na categoria Educação e ocupou a 3ª posição na classificação geral dos “100 IT
Leaders 2009” no Prêmio IT LEADERS 2009, realizado pela Revista Computerworld, em parceria com a
Consultoria International Data Corporation (IDC).
Prêmio 100 + Inovadoras de TI, promovido pela revista Information Week Brasil – IT Mídia: a Fundação
Bradesco destacou-se como instituição inovadora em Serviços Diversos da Área de TI.
Selo Escola Solidária 2009: 33 Escolas da Fundação Bradesco conquistaram o reconhecimento por ações do
Voluntariado Educativo, em avaliação do Instituto Faça Parte, em parceria com o Ministério da Educação
(MEC), Conselho Nacional de Secretários de Educação (CONSED), União Nacional dos Dirigentes Municipais
de Educação (UNDIME) e UNESCO.
Localização das Escolas
A maioria das unidades está instalada em bairros periféricos e outras na zona rural, onde há carência
acentuada nas áreas educacional e assistencial. As Escolas oferecem oportunidade de estudos a milhares de
pessoas, em todos os quadrantes do País.
Escolas
Aparecida de Goiânia-GO
Bagé-RS
Boa Vista-RR
Bodoquena-MS
Cacoal-RO
Campinas-SP
Canuanã-TO
Caucaia-CE
Ceilândia-DF
Cidade de Deus – Osasco-SP
• Unidade I
• Unidade II
• Postos de Educação de
Jovens e Adultos
Formação Inicial e Continuada
Conceição do Araguaia-PA
Cuiabá-MT
Feira de Santana-BA
Garanhuns-PE
Alunos
2.087
2.237
2.591
1.785
2.471
4.072
1.699
2.382
3.477
4.121
2.798
3.510
5.782
2.678
2.305
1.077
888
Escolas
Alunos
Gravataí-RS
Irecê-BA
Itajubá-MG
Jaboatão-PE
Jardim Conceição-Osasco-SP
João Pessoa-PB
Laguna-SC
Macapá-AP
Maceió-AL
Manaus-AM
Marília-SP
Natal-RN
Paragominas-PA
3.574
2.727
2.517
2.800
3.036
2.342
1.867
2.273
2.283
2.580
3.280
2.286
2.441
Paranavaí-PR
Pinheiro-MA
Propriá-SE
Registro-SP
Rio Branco-AC
2.013
2.041
2.244
2.495
2.512
Escolas
Rio de Janeiro-RJ
Rosário do Sul-RS
Salvador-BA
São João Del Rei-MG
São Luis-MA
Teresina-PI
Vila Velha-ES
(*)
Total
Alunos
4.151
1.209
2.383
2.564
2.493
2.435
2.319
108.825
(*) Realizado 2009
94
BRADESCO CONSOLIDADO
Capítulo 2 – Responsabilidade Socioambiental
Fundação Bradesco – Um Projeto de Educação do Tamanho do Brasil
Origem de Recursos
Os recursos para o custeio das atividades da Fundação Bradesco são provenientes de rendas exclusivas de
seu próprio Patrimônio.
– Recursos aplicados nos últimos 10 anos (*)
– Recursos aplicados em 2009
R$
R$
1,657 bilhão
237,760 milhões
(*) Em valores nominais que, atualizados até dezembro de 2009 pela taxa CDI/Selic, equivalem a R$ 3,218 bilhões.
Cursos – Nível de Ensino
Educação Básica
Educação de Jovens e Adultos
Formação Inicial e Continuada
Subtotal
Educação a Distância (CIDs e Escola Virtual)
Total do Atendimento
Atendimento Realizado em 2009
% sobre o Total
N° de Alunos
50.030
11,58%
17.063
3,95%
41.732
9,66%
108.825
25,19%
323.112
74,81%
431.937
100,00%
95
BRADESCO CONSOLIDADO
Capítulo 2 – Responsabilidade Socioambiental
Perfil dos Alunos – Base: Realizado em 2009
- Funcionários e Filhos de Funcionários da Organização Bradesco
- Alunos da Comunidade
- Total
13,39%
86,61%
100,00%
Evolução do Número de Alunos – Atendimento nas Escolas
Ano
1980
1981
1982
1983
1984
1985
1986
1987
1988
1989
Evolução
de Alunos
13.080
14.586
17.550
22.100
26.000
33.000
36.250
40.000
44.000
53.000
Ano
1990
1991
1992
1993
1994
1995
1996
1997
1998
1999
Evolução
de Alunos
68.500
70.225
78.000
85.000
92.204
95.321
95.726
95.857
97.368
98.134
Ano
2000
2001
2002
2003
2004
2005
2006
2007
2008
2009
2010*
Evolução
de Alunos
100.772
102.762
103.322
105.671
107.699
107.944
108.151
109.794
110.830
108.825
111.890
(*) Previsão
• Programa Bradesco Esportes e Educação
A Organização Bradesco, por meio da ADC Bradesco – Esportes e Educação, manifesta seu apoio ao
desenvolvimento da cidadania e inclusão social de crianças e adolescentes, com idades entre 9 e 18 anos.
Em seus mais de 21 anos de existência, o Programa estabeleceu diversas parcerias, destacando-se a
realizada com a Prefeitura Municipal de Osasco, que contribui para a ampliação do seu alcance social.
Profissionais da ADC Bradesco e de parceiros conveniados respondem pela realização das atividades em
escolas da rede pública municipal, escolas particulares, Centros Esportivos da Prefeitura, unidade do SESIOsasco e na Fundação Bradesco, atendendo, gratuitamente, mais de 2.000 meninas em 38 Núcleos de
Formação e de Especialistas, nas modalidades Vôlei e Basquete.
Grande parte das jovens assistidas vêm de famílias carentes.
O principal objetivo do Programa é o desenvolvimento dessas crianças e adolescentes, por meio de uma
atividade saudável como a prática esportiva e ações de educação, saúde e bem-estar, que as auxiliem na
conscientização sobre cidadania, para que se tornem protagonistas de suas vidas, permitindo que façam
escolhas responsáveis na atuação perante a sociedade.
96
BRADESCO CONSOLIDADO
Capítulo 2 – Responsabilidade Socioambiental
O Programa Bradesco Esportes e Educação apoia também o processo educacional formal, ao adotar como
exigência para as meninas, a matrícula e frequência no ensino regular.
Nos Núcleos de Formação, todas as alunas têm acesso garantido à educação esportiva de qualidade,
independente de suas características físicas como peso, altura ou habilidades esportivas.
As atividades das crianças e adolescentes nos Núcleos de Especialistas, além do aprendizado esportivo,
contam com acompanhamento médico, psicológico, fisioterápico e nutricional, bem como com informações e
orientações regulares sobre higiene, stress, adolescência, prevenção ao uso de drogas, doenças sexualmente
transmissíveis e gravidez precoce, transformando estes Núcleos em verdadeiros centros de cidadania.
O Programa também oferece, de acordo com as categorias, uma estrutura de apoio com benefícios como
seguro de vida, plano de saúde, bolsa auxílio, bem como todo material esportivo utilizado nos treinamentos e
competições.
A prática esportiva, além de contribuir para uma vida mais saudável, acaba sendo responsável pela formação
de atletas de alto nível, possibilitando o desenvolvimento de carreira pelo possível ingresso em equipes de
Categoria Adulta, Profissional e, até mesmo, de defenderem o País em seleções brasileiras, como já propiciado
em muitos casos desde a criação deste programa.
Vale destacar que o Programa Bradesco Esportes e Educação foi o primeiro a receber recursos da Lei de
Incentivo Fiscal, disponibilizados pelo Estatuto da Criança e do Adolescente, pelo acordo firmado entre o
Conanda – Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente e o Ministério do Esporte no ano de
2003, constituindo-se, portanto, em exemplo de sucesso de parceria privada com o governo, contribuindo
concretamente para o desenvolvimento do País, por meio de ações combinadas de esporte, educação e
cidadania.
• Eventos Socioculturais
O Bradesco deu continuidade durante o 4º trimestre a uma série de apoios e patrocínios a eventos
socioculturais que muito contribuíram para a divulgação e o engrandecimento da cultura brasileira. Com a
inauguração de um espaço que leva sua marca, o Teatro Bradesco, o Banco reafirmou sua Presença no
compromisso de contribuir para a valorização e o desenvolvimento da cultura no Brasil. Instalado em São
Paulo-SP, o Teatro Bradesco tem como objetivo reunir os mais variados tipos de manifestações culturais,
vindas de todas as partes do Brasil e do exterior, colaborando decisivamente para o enriquecimento cultural de
milhares de pessoas.
Ainda no período, importantes peças teatrais tiveram suas temporadas de apresentação prorrogadas ou
mesmo levadas para outras cidades do País, como Ensina-me a Viver, Alma Boa de Setsuan, Esta é A Nossa
Canção, Música Segunda, entre outras. O Bradesco encerrou as comemorações do Ano França no Brasil
patrocinando a Exposição O Pequeno Príncipe na Oca, em São Paulo.
O Bradesco promoveu a realização da 5ª edição do Prêmio Bravo! Prime de Cultura, em São Paulo-SP,
premiação que tem como objetivo escolher os melhores do ano nas diversas áreas da arte, como, por exemplo,
melhor filme nacional, melhor livro, exposição de arte, peça de teatro, show, espetáculo.
A turnê brasileira do Cirque du Soleil, com o espetáculo Quidan, que teve patrocínio do Bradesco, passou por
Belo Horizonte-MG e Curitiba-PR. Já a Orquestra Sinfônica Brasileira realizou uma série de apresentações nas
cidades do Rio de Janeiro-RJ e São Paulo-SP, além da Orquestra Sinfônica de Campinas-SP.
Os eventos musicais “Desafio das Bandas”, em Salvador-BA, o Festival de Música de Itajaí-SC, o 1º Festival de
Corais do Alto do Vale do Itajaí-SC, o Show Presença Musical, em São Paulo-SP, e o Fun Music - Festival
Universitário de Música, que percorreu diversas cidades do interior paulista, também contaram com patrocínio
do Banco.
97
BRADESCO CONSOLIDADO
Capítulo 2 – Responsabilidade Socioambiental
Eventos que tradicionalmente recebem apoio do Banco foram realizados no período, como o Círio de Nazaré,
em Belém-PA, a Marejada Festa Portuguesa e do Pescado, de Itajaí-SC, e o Festival Bento em Dança, de São
José do Rio Preto-SP. O Bradesco apoiou ainda a realização de diversos eventos beneficentes, como o Jantar
Projeto Amigos do Bem, o Jantar de Gala Instituto McDonald e o Torneio de Golfe Projeto L.A.R.
• Balanço Social – Exercícios de 2009 e de 2008
1) Base de cálculo
(1)
Receita líquida (RL)
Resultado operacional (RO)
(2)
Folha de pagamento bruta (FPB)
(2)
2) Indicadores sociais internos
Alimentação
Encargos sociais compulsórios
Previdência privada
Saúde
Segurança e medicina no trabalho
Educação
Cultura
Capacitação e desenvolvimento profissional
Creches e auxílio-creche
Participação nos lucros ou resultados
Outros
Total – Indicadores sociais internos
2008 – R$ mil
2009 – R$ mil
15.772.280
7.788.840
(2)
7.389.021
R$ mil
% sobre FPB % sobre RL
620.279
1.282.672
269.476
344.101
93.846
45.245
550.456
163.263
3.369.338
8,4
17,4
3,6
4,7
1,3
0,6
7,4
2,2
45,6
20.373.854
9.997.703
7.966.338
3,9
8,2
1,7
2,2
0,6
0,3
3,5
1,0
21,4
691.785
1.376.365
266.519
392.502
86.784
42.929
650.023
176.030
3.682.937
3) Indicadores sociais externos
(*)
Educação
Cultura
Saúde e saneamento
Esporte
Combate à fome e segurança alimentar
Outros
Total das contribuições para a sociedade
Tributos (excluídos encargos sociais)
Total - Indicadores sociais externos
R$ mil
% sobre RO % sobre RL
15.597
0,1
62.743
0,9
0,4
4.981
0,1
23.052
0,3
0,2
147
23.044
0,3
0,2
129.564
1,7
0,8
4.378.778
56,2
27,8
4.508.342
57,9
28,6
R$ mil
4) Indicadores ambientais
Investimentos relacionados com a
produção/operação da empresa
Investimentos em programas e/ou projetos
externos
Total dos investimentos em meio
ambiente
R$ mil
R$ mil
Quanto ao estabelecimento de “metas anuais”
para minimizar resíduos, o consumo em geral na
produção / operação e aumentar a eficácia na
utilização de recursos naturais, a empresa:
(
(
(
(
% sobre RO % sobre RL
9.216
53.161
1.127
17.292
640
31.040
112.476
6.366.806
6.479.282
% sobre RL
8,7
17,3
3,3
4,9
1,1
0,5
8,2
2,2
46,2
3,4
6,8
1,3
1,9
0,4
0,2
3,2
0,9
18,1
% sobre RO % sobre RL
0,1
0,1
0,5
0,3
0,2
0,1
0,3
0,1
1,1
0,6
63,7
31,2
64,8
31,8
% sobre RO % sobre RL
-
-
-
-
-
-
40,002
0,5
0,3
22.774
0,2
0,1
40,002
0,5
0,3
22.774
0,2
0,1
) não possui metas
) cumpre de 0 a 50%
) cumpre de 51 a 75%
) cumpre de 76 a 100%
5) Indicadores do corpo funcional
Nº de empregados(as) ao final do período
Nº de admissões durante o período
Nº de empregados(as) terceirizados(as)
Nº de estagiários(as)
Nº de empregados(as) acima de 45 anos
Nº de mulheres que trabalham na empresa
% de cargos de chefia ocupados por mulheres
Nº de negros(as) que trabalham na empresa
% de cargos de chefia ocupados por
negros(as)
Nº de portadores(as) de deficiência ou
necessidades especiais
2008
86.622
12.648
8.207
832
9.070
41.754
44,5
13.374
14,4
1.285
6) Informações relevantes quanto ao exercício
da cidadania empresarial
Relação entre a maior e a menor remuneração na
empresa
2009
20
Número total de acidentes de trabalho
Os projetos sociais e ambientais desenvolvidos
pela empresa foram definidos por:
% sobre
FPB
R$ mil
1.106
( ) direção
( x ) direção e ( ) todos(as)
gerências
empregados
(as)
(
(
(
(
) não possui metas
) cumpre de 0 a 50%
) cumpre de 51 a 75%
) cumpre de 76 a 100%
2009
85.072
5.097
8.815
774
10.252
41.095
44,7
15.989
18,0
1.581
Metas 2010
N/A
Conscientização do quadro de
funcionários para evitar acidentes de
trabalho
( ) direção
( x ) direção e ( ) todos(as)
gerências
empregados
(as)
98
BRADESCO CONSOLIDADO
Os padrões de segurança e salubridade no
ambiente de trabalho foram definidos por:
Quanto à liberdade sindical, ao direito de
negociação coletiva e à representação interna
dos(as) trabalhadores(as), a empresa:
Capítulo 2 – Responsabilidade Socioambiental
( ) direção
( x ) não se
envolve
A previdência privada contempla:
( ) direção
A participação dos lucros ou resultados
contempla:
( ) direção
( ) todos(as)
empregados
(as)
( ) segue as
normas da
OIT
(x)
todos(as)
+ Cipa
( ) incentiva
e segue a
OIT
( x) todos(as)
( ) direção e
empregados
gerências
(as)
(x)
( ) direção e todos(as)
gerências
empregados
(as)
( ) direção
( x ) não se
envolve
( ) direção
( ) direção
( ) todos(as)
empregados(
as)
( ) segue as
normas da
OIT
( x) todos(as)
+ Cipa
( ) incentiva e
segue a OIT
( x ) todos(as)
( ) direção e
empregados
gerências
(as)
( ) direção e ( x ) todos(as)
gerências
empregados
(as)
Na seleção dos fornecedores, os mesmos
padrões éticos e de responsabilidade social e
ambiental adotados pela empresa:
Quanto à participação de empregados(as) em
programas de trabalho voluntário, a empresa:
( ) não são ( ) são
considerados sugeridos
( x ) são
exigidos
( ) não são ( ) são
considerados sugeridos
( ) não se
envolve
( x ) organiza
e incentiva
Número total de reclamações e críticas de
consumidores(as):
na empresa: no Procon:
4.077
4.381
% de reclamações e críticas solucionadas:
na empresa:
100%
( ) não se
( x ) organiza
( ) apoia
envolve
e incentiva
Preparar e conscientizar nossos
colaboradores e com isso reduzir o
número de reclamações
na empresa: no Procon:
na Justiça:
100%
100%
100%
(2)
2008
R$ 18.015.906
19,0% Governo 35,8% Colaboradores
42,5% Acionistas 2,7% Retido
Valor adicionado total a distribuir (em R$ mil):
Distribuição do Valor Adicionado (DVA):
( ) apoia
na Justiça:
175.513
no Procon:
na Justiça:
100%
69,9%
2009
R$ 23.270.651
33,4% Governo 29,8% Colaboradores
34,4% Acionistas 2,4% Retido
(x ) são
exigidos
7) Outras informações
As informações incluídas neste Balanço Social foram revisadas pela PricewaterhouseCoopers Auditores Independentes.
(*) Os valores não incluem os recursos aplicados pela Fundação Bradesco (um dos controladores do Bradesco).
(1) Considera-se Receita Líquida (RL) o Resultado Bruto da Intermediação Financeira.
(2) As rubricas de 2008 foram reclassificadas conforme foi divulgado ao mercado em 3.7.2009.
N/A - Não Aplicável
99
BRADESCO CONSOLIDADO
Capítulo 3 – Empresas Operacionais
3 – Empresas Operacionais
100
BRADESCO CONSOLIDADO
Capítulo 3 – Empresas Operacionais
• Bradesco Consórcios
Administradora
Balanço Patrimonial – R$ milhões
2008
Setembro Dezembro
Ativo
Circulante e Realizável a Longo Prazo
Títulos e Valores Mobiliários
Outros Créditos
Permanente
Total
Passivo
Circulante e Exigível a Longo Prazo
Valores a Ressarcir de Grupos Encerrados
Outras Obrigações
Patrimônio Líquido
Total
2009
Setembro
Dezembro
522
511
11
14
536
540
522
18
17
557
699
679
20
22
721
773
748
25
23
796
143
20
123
393
536
98
29
69
459
557
268
42
226
453
721
290
50
240
506
796
Demonstração do Resultado – R$ milhões
3º Trim.
Receitas de Prestação de Serviços
83
Impostos Incidentes
(9)
Receitas Financeiras
15
Despesas Administrativas (inclusive Pessoal)
(8)
Despesas Comerciais
(12)
Outras Receitas/Despesas Operacionais
2
Resultado antes de Impostos e
71
Contribuições
Impostos e Contribuições sobre o Lucro
(24)
Lucro Líquido
47
2008
4º Trim.
84
(8)
16
(12)
(12)
2
Exercício
318
(33)
52
(34)
(42)
6
3º Trim.
91
(10)
13
(10)
(10)
3
2009
4º Trim.
95
(10)
14
(11)
(11)
4
Exercício
351
(38)
55
(39)
(36)
17
70
267
77
81
310
(22)
48
(89)
178
(26)
51
(27)
54
(103)
207
Balanço Patrimonial – R$ milhões
2008
Setembro Dezembro
2009
Setembro Dezembro
Ativo
Circulante e Realizável a Longo Prazo
Compensação
Total
3.751
18.563
22.314
3.935
19.001
22.936
4.594
20.956
25.550
4.816
21.885
26.701
Passivo
Circulante e Exigível a Longo Prazo
Compensação
Total
3.751
18.563
22.314
3.935
19.001
22.936
4.594
20.956
25.550
4.816
21.885
26.701
Contexto Operacional
A entrada da Organização Bradesco no mercado de consórcios, em janeiro de 2003, faz parte de uma
estratégia que visa oferecer o mais completo conjunto de produtos e serviços aos mais de 53 milhões de
clientes. Neste contexto, a Organização pretende disponibilizar cotas de consórcios acessíveis a todas as
classes da sociedade, atendendo à carência do mercado.
Para comercializar os planos de consórcios, a empresa conta com a Rede de Agências do Banco Bradesco, do
Bradesco Vida e Previdência (grande responsável pela posição de destaque) e agora também com as
parcerias com a Bradesco Seguros e Bradesco Promotora. A variedade de planos disponibilizados, somados à
101
BRADESCO CONSOLIDADO
Capítulo 3 – Empresas Operacionais
capilaridade, à segurança e à seriedade com que são comercializados, associados à marca Bradesco, são
vantagens importantes para expansão das vendas.
Mercado
A confiança e credibilidade do Sistema de Consórcios e da Lei nº 11.795/08, que entrou em vigor em fevereiro
de 2009, resultou no crescimento de vendas de novas cotas nos diversos segmentos, além da redução do IPI,
que alavancou o crescimento nas vendas de Automóveis zero KM.
De acordo com as informações divulgadas pelo site da ABAC (Associação Brasileira das Administradoras de
Consórcios), os ativos das administradoras, que refletem sua solidez, mostraram um crescimento superior a
44% de junho de 2006 até junho de 2009. Há três anos estes ativos somavam R$ 50 bilhões, no entanto,
recentemente, atingiram R$ 72 bilhões.
O Bradesco manteve seu market share nos segmentos de Imóvel e Automóvel e ampliou no segmento de
Caminhões / Tratores, conforme gráficos a seguir:
Market Share – Consórcio de Imóveis – em percentuais
Outras
Administradoras
24,20%
Itaú
1,65%
Bradesco
26,92%
FHE
1,56%
Ademilar
1,70%
ABN
1,92% Herval
2,02%
Embracon
3,11%
Administradoras
Bradesco
Caixa
Porto Seguro
Rodobens
Embracon
Herval
ABN
Ademilar
Itaú
FHE
Outras
Total
Porto Seguro
8,68%
Caixa Federal
21,86%
Rodobens
6,38%
Outubro 2008
27,52
21,30
8,51
6,55
2,73
1,59
2,20
2,12
27,48
100,00
Outubro 2009
26,92
21,86
8,68
6,38
3,11
2,02
1,92
1,70
1,65
1,56
24,20
100,00
Fonte: Banco Central do Brasil.
Obs.: não foi divulgado o market share do Ademilar e FHE de outubro de 2008.
Os dados acima referem-se às últimas informações disponíveis – outubro.
102
BRADESCO CONSOLIDADO
Capítulo 3 – Empresas Operacionais
Market Share – Consórcio de Automóveis – em percentuais
Bradesco
23,42%
Outras
Administradoras
32,08%
HSBC
1,97%
BB Consórcios SA
9,43%
Rodobens
2,20%
Chevrolet
2,28%
ABN
2,55%
Administradoras
Bradesco
Banco do Brasil
Volkswagen
Disal
Fiat
Itaú
ABN
General Motors
Rodobens
HSBC
Outras
Total
Itaú FIAT
2,65% 7,11%
Disal
7,88%
Outubro 2008
23,25
9,68
9,15
7,91
6,38
2,24
3,29
2,99
2,33
2,55
30,23
100,00
Volkswagen
8,43%
Outubro 2009
23,42
9,43
8,43
7,88
7,11
2,65
2,55
2,28
2,20
1,97
32,08
100,00
Fonte: Banco Central do Brasil.
Os dados acima referem-se às últimas informações disponíveis – outubro.
103
BRADESCO CONSOLIDADO
Capítulo 3 – Empresas Operacionais
Market Share – Consórcio de Caminhões, Tratores e Implementos Agrícolas – em percentuais
Outras
Administradoras
24,71%
Bradesco 14,60%
Scania 11,48%
Valtra 3,42%
Randon 10,90%
Volvo 3,57%
Massey 7,50%
Conseg 5,27%
Portobens 5,79%
Gaplan 6,91%
Rodobens 5,85%
Administradoras
Bradesco
Scania
Randon
Massey Ferguson
Gaplan
Rodobens
Portobens
Conseg
Volvo
Valtra
Outras
Total
Outubro 2008
12,67
12,32
10,73
7,30
7,38
6,25
7,06
4,91
3,87
27,51
100,00
Outubro 2009
14,60
11,48
10,90
7,50
6,91
5,85
5,79
5,27
3,57
3,42
24,71
100,00
Fonte: Banco Central do Brasil.
Obs.: não foi divulgado o market share da Valtra de outubro de 2008.
Os dados acima referem-se às últimas informações disponíveis – outubro.
Liderança
Conforme estratégia definida pela Organização, a Bradesco Consórcios buscou posicionar-se como líder nos
segmentos em que atua: Imóveis, Automóveis e Caminhões / Tratores.
A consolidação da liderança nos três segmentos é fruto do trabalho determinado e muito bem planejado,
conquistado em razão do entusiasmo, da força da Rede de Agências Bradesco e da equipe da Bradesco Vida
e Previdência, juntamente com as parcerias com a Bradesco Seguros e Bradesco Promotora.
Cabe ressaltar as diversas ações que a Bradesco Consórcios realiza continuamente para aprimorar cada vez
mais seus serviços. Como exemplos, é possível citar os investimentos muito expressivos ao longo de todo o
ano na capacitação de funcionários, seguindo um forte programa que busca manter a equipe muito bem
treinada e atualizada e, ainda, o investimento em um sistema próprio.
104
BRADESCO CONSOLIDADO
Capítulo 3 – Empresas Operacionais
Segmentação
Visando atender plenamente as pretensões de seus clientes, a Bradesco Consórcios sempre buscou adaptarse às necessidades. Desta forma, promoveu diversas alterações em seus produtos, tais como: ampliação do
prazo de planos de consórcio de imóveis, de 120 para 144 meses, e de 60 para 72 meses o prazo para os
planos de automóveis, sem alteração nas taxas vigentes. Com isso, o produto tornou-se ainda mais atrativo, já
que, ao aumentar o prazo, o valor das parcelas foi reduzido. Além disso, houve alteração nas faixas de crédito
de imóveis oferecidas, que passou de R$ 30 mil para R$ 300 mil, proporcionando mais opções aos
interessados.
Desempenho Operacional
A forma diferenciada de negociação dos produtos proporcionou o crescimento no resultado de 11,4% no 4°
trimestre de 2009, comparado ao mesmo período do exercício anterior.
Com o intuito de fornecer aos clientes informações relevantes, a Bradesco Consórcios disponibiliza um site
que, nos últimos anos, figura entre os mais visitados neste segmento de mercado, com mais de 10 milhões de
acessos. Oferece também uma central de atendimento (call center) específica, onde o consorciado pode obter
todos os dados referentes ao seu grupo e à sua cota de consórcio.
Uma das principais características da Bradesco Consórcios é a liberdade de optar pelo bem que preferir no
momento da contemplação, de acordo com o valor da carta de crédito.
O Banco Central, órgão fiscalizador e controlador das atividades das Administradoras, para normatizar
aspectos específicos, emitiu a Circular nº 3.432/09, de 3.2.2009, em cumprimento a Lei nº 11.795/08, que
entrou em vigor a partir de 6.2.2009, trazendo muitas oportunidades e, principalmente, maior transparência nos
direitos de todos os participantes dos Grupos, ativos ou excluídos, agregando vários benefícios.
A Bradesco Consórcios, adaptando-se à Lei, convocou todos os consorciados ativos de grupos em andamento
para a Assembleia Geral Extraordinária (AGE), estendendo os benefícios da lei, dentre os quais destacamos:
• Possibilidade de utilizar a carta de crédito para quitação de financiamento de bens móveis ou imóveis,
desde que seja da mesma titularidade, independente da instituição financeira, cuja garantia oferecida
deverá ser do respectivo segmento do bem inicialmente contratado.
• Para os Grupos de Imóveis, os consorciados poderão adquirir empreendimento imobiliário (imóvel na
planta), mediante a indicação de outro imóvel de propriedade do consorciado.
• O consorciado excluído (cancelado) participará de sorteio nas Assembleias mensais, para devolução dos
percentuais pagos, com aplicação das demais disposições previstas no Regulamento. O critério para
contemplar o consorciado excluído será o mesmo para o consorciado ativo, ou seja, extração da Loteria
Federal, com o objetivo de contemplar, por sorteio um consorciado ativo e um consorciado excluído.
O Conselho Curador do FGTS editou a Resolução nº 616, de 15.12.2009, publicada no D.O.U de 18.12.2009,
que estabelece critérios para utilização do saldo da conta vinculada do FGTS para amortização extraordinária,
liquidação de saldo devedor e pagamento de parte das prestações no âmbito do Sistema de Consórcio
Imobiliário.
Esta deliberação do Conselho Curador agregará ainda mais benefícios aos nossos clientes e poderá contribuir
para um aumento na procura de planos de imóveis da Bradesco Consórcios, já que torna o produto ainda mais
atrativo no mercado.
No 4º trimestre de 2009, foram inaugurados 113 grupos e comercializadas 47.519 mil cotas de consórcio, num
total de 2.086 grupos em andamento, um crescimento de 32,8% em relação ao mesmo período do ano anterior.
Portanto, tais resultados possibilitaram à Bradesco Consórcios registrar um faturamento acumulado superior a
R$ 18,6 bilhões e 268 mil contemplações, que, por sua vez, resultou em 218,4 mil bens entregues no valor
superior a R$ 5,8 bilhões.
No último trimestre de 2009, a Bradesco Consórcios recebeu do Instituto Nacional de Educação do Consumidor
e do Cidadão (INEC) e da revista Consumidor Teste – análises, estatísticas, cenários, a Certificação Top
105
BRADESCO CONSOLIDADO
Capítulo 3 – Empresas Operacionais
Consumidor 2009, ficando entre as Empresas que possuem Excelência no Atendimento e Respeito ao
Consumidor. Essa certificação tem como principal objetivo reconhecer o esforço de empresas que, uma vez
existindo eventuais insatisfações nas relações com seus consumidores, tenham práticas reconhecidas de
condução satisfatória desses problemas. Mais uma vez a Bradesco Consórcios comprova a sua qualidade no
atendimento, na busca constante pelo aprimoramento de suas competências em bem servir e mantendo
diversos canais de atendimento à disposição dos clientes, para dúvidas, sugestões ou reclamações.
Quantidade de Cotas Ativas de Consórcios
Cotas Ativas - Setembro de 2008
Cotas Ativas - Dezembro de 2008
Caminhões
18.244
Caminhões
22.288
Automóveis
181.377
Imóveis
140.049
Cotas Ativas - Dezembro de 2009
Cotas Ativas - Setembro de 2009
Caminhões
23.475
Imóveis
140.467
Automóveis
183.840
Imóveis
139.841
Caminhões
23.618
Imóveis
146.201
Automóveis
216.941
2008
Setembro Dezembro
181.377
183.840
140.049
139.841
18.244
22.288
339.670
345.969
Automóveis
Imóveis
Caminhões e Tratores
Total de Cotas
Automóveis
225.792
2009
Setembro Dezembro
216.941
225.792
140.467
146.201
23.475
23.618
380.883
395.611
Quantidade de Cotas Comercializadas de Consórcios
Cotas Com ercializadas - 3º Trim estre 2008
Caminhões
e Tratores
4.452
Caminhões
e Tratores
5.057
Imóveis
13.600
Cotas Com ercializadas - 4º Trim estre 2008
Automóveis
21.068
Cotas Com ercializadas - 3º Trim estre 2009
Caminhões
e Tratores
Imóveis
1.954
13.748
Automóveis
36.994
Automóveis
17.467
Imóveis
13.871
Cotas Com ercializadas - 4º Trim estre 2009
Caminhões
e Tratores
1.548
Imóveis
16.451
Automóveis
29.520
106
BRADESCO CONSOLIDADO
Capítulo 3 – Empresas Operacionais
3º Trim.
21.068
13.600
5.057
39.725
Automóveis
Imóveis
Caminhões e Tratores
Total de Cotas
2008
4º Trim.
17.467
13.871
4.452
35.791
Exercício
86.024
53.792
25.278
165.094
3º Trim.
36.994
13.748
1.954
52.696
2009
4º Trim.
29.520
16.451
1.548
47.519
Exercício
125.347
55.429
7.979
188.755
Quantidade de Cotistas ativos das dez maiores administradoras de consórcios do segmento imóveis
RELAÇÃO DAS 10 MAIORES ADMINISTRADORAS SEGMENTO IMÓVEIS
Bradesco
143.048
Caixa Econ.Federal
116.174
Porto Seguro
46.138
33.896
Rodobens
Embracon
16.522
Herval
10.717
ABN
10.222
Ademilar
9.022
Itaú
8.794
FHE
8.302
Administradoras
Bradesco
Caixa
Porto Seguro
Rodobens
Embracon
Herval
ABN
Ademilar
Itaú
FHE – Fundação Hab. Exército
Outubro 2008
141.037
109.157
43.606
33.573
13.968
8.130
11.258
10.853
-
Outubro 2009
143.048
116.174
46.138
33.896
16.522
10.717
10.222
9.022
8.794
8.302
Fonte: Banco Central do Brasil.
Obs.: não foi divulgado o market share da Ademilar e FHE de outubro de 2008.
Os dados acima referem-se às últimas informações disponíveis – outubro.
107
BRADESCO CONSOLIDADO
Capítulo 3 – Empresas Operacionais
Quantidade de Cotistas ativos das dez maiores administradoras de consórcios do segmento
automóveis
RELAÇÃO DAS 10 MAIORES ADMINISTRADORAS
SEGMENTO AUTOMÓVEIS
Bradesco
222.843
Banco do Brasil
89.671
80.185
Volkswagen
74.931
Disal
67.631
Fiat
Itaú
25.235
ABN
24.245
General Motors
21.699
Rodobens
20.908
HSBC
18.780
Administradoras
Bradesco
Banco do Brasil
Volkswagen
Disal
Fiat
Itaú
ABN
General Motors
Rodobens
HSBC
Outubro 2008
181.163
75.405
71.289
61.663
49.678
17.463
25.622
23.276
18.122
19.831
Outubro 2009
222.843
89.671
80.185
74.931
67.631
25.235
24.245
21.699
20.908
18.780
Fonte: Banco
Central do Brasil.
Os dados acima referem-se às últimas informações disponíveis – outubro.
Quantidade de Cotistas ativos das dez maiores administradoras de consórcios do segmento
caminhões/ tratores
RELAÇÃO DAS 10 MAIORES ADMINISTRADORAS SEGMENTO CAMINHÕES,
TRATORES E IMPLEMENTOS AGRÍCOLAS
23.700
Bradesco
18.634
Scania
17.703
Randon
12.172
Massey Fergunson
11.221
Gaplan
9.498
Rodobens
9.409
Portobens
8.554
Conseg
Volvo
Valtra
5.794
5.554
108
BRADESCO CONSOLIDADO
Capítulo 3 – Empresas Operacionais
Administradoras
Bradesco
Scania
Randon
Massey Ferguson
Gaplan
Rodobens
Portobens
Conseg
Volvo
Valtra
Outubro 2008
20.249
19.697
17.152
11.670
11.795
9.996
11.288
7.855
6.184
-
Outubro 2009
23.700
18.634
17.703
12.172
11.221
9.498
9.409
8.554
5.794
5.554
Fonte: Banco Central do Brasil.
Obs.: não foi divulgado o market share da Valtra de outubro de 2008.
Os dados acima referem-se às últimas informações disponíveis – outubro.
• Banco Bradesco Financiamentos
Balanço Patrimonial Consolidado – R$ milhões
2008
Setembro
Dezembro
2009
Setembro
Dezembro
Ativo
Circulante e Realizável a Longo Prazo
Disponibilidades
Aplicações Interfinanceiras de Liquidez
Títulos e Valores Mobiliários e Instrum. Financ. Derivativos
Relações Interfinanceiras
Operações de Crédito e de Arrendamento Mercantil
Provisão para Créditos de Liquidação Duvidosa
Outros Créditos e Outros Valores e Bens
Permanente
Total
50.843
3
16.455
371
20
32.017
(1.715)
3.692
78
50.921
62.326
110
32.207
381
3
28.038
(1.755)
3.342
83
62.409
61.226
1
28.769
444
45
30.349
(2.388)
4.006
70
61.296
60.929
2
31.524
472
4
27.733
(2.365)
3.559
69
60.998
Passivo
Circulante e Exigível a Longo Prazo
Depósitos a Prazo e Interfinanceiros
Relações Interfinanceiras
Outras Obrigações
Resultados de Exercícios Futuros
Patrimônio Líquido(1)
Total
38.689
36.608
5
2.076
43
12.189
50.921
39.793
37.976
1.817
70
22.546
62.409
38.165
35.509
2.656
57
23.074
61.296
37.700
35.303
2.397
54
23.244
60.998
(1) A AGE de 5.11.2008 deliberou aumento de capital no valor de R$ 10 bilhões.
Demonstração Consolidada do Resultado – R$ milhões
Receitas da Intermediação Financeira
Despesas da Intermediação Financeira
Margem Financeira
Despesas com Provisão para Créditos de
Liquidação Duvidosa
Resultado Bruto da Intermediação
Financeira
Outras Receitas/Despesas Operacionais
Resultado Operacional
Resultado não Operacional
Resultado antes de Impostos e
Contribuições
Impostos e Contribuições sobre o Lucro
Lucro Líquido
2008
3º Trim. 4º Trim.
2.072
3.673
(974)
(2.440)
1.098
1.233
(427)
(391)
Exercício
10.230
(5.848)
4.382
3º Trim.
2.234
(1.004)
1.230
2009
4º Trim.
2.119
(1.023)
1.096
Exercício
9.097
(4.184)
4.913
(1.679)
(472)
(386)
(2.067)
671
842
2.703
758
710
2.846
(340)
331
(50)
(389)
453
(95)
(1.639)
1.064
(260)
(353)
405
(98)
(385)
325
(81)
(1.426)
1.420
(355)
281
358
804
307
244
1.065
(95)
186
(122)
236
(270)
534
(108)
199
(72)
172
(362)
703
109
BRADESCO CONSOLIDADO
Capítulo 3 – Empresas Operacionais
Perfil
O Banco Bradesco Financiamentos oferece linhas de financiamento de crédito direto ao consumidor para
aquisição de veículos de passeio, de transporte e outros bens e serviços, além de operações de leasing e de
empréstimos consignados, atuando como a financeira do Bradesco. O segmento de Veículos é comercializado
pelo Bradesco Financiamentos e o de Empréstimos Consignados pela Bradesco Promotora.
Segmento Veículos (Bradesco Financiamentos)
Especializado em oferecer aos clientes e não clientes Bradesco linhas de financiamento e de arrendamento de
veículos, com soluções de CDC e Leasing, com recursos próprios ou de repasses. Os serviços são oferecidos
em sua extensa Rede conveniada com 22.639 parceiros em todo o País, formada por Revendas e
Concessionárias de veículos leves, de motos e de veículos de transporte.
Segmento Empréstimos Consignados (Bradesco Promotora)
Especializado em empréstimos consignados para aposentados e pensionistas do INSS, bem como em folha de
pagamento de empresas do Setor Público Federal, Estadual e Municipal e a funcionários de empresas do Setor
Privado.
Atua por meio de correspondentes não bancários na captação de clientes para a concessão de empréstimos
consignados, tanto no mercado quanto em agências do Banco Bradesco, e em folhas de pagamento de
empresas do Setor Privado, particularmente em parceria com os segmentos Bradesco Empresas e Corporate.
Estratégia de Atuação
Estes segmentos atuam de maneira diferenciada, principalmente em parceria com Revendas e
Correspondentes e complementam a rede de distribuição de produtos financeiros da Organização Bradesco.
As operações de CDC e Leasing do Bradesco Financiamentos são prospectadas por meio das 55 filiais da sua
Promotora de Vendas, instaladas em todo o território nacional.
Para operação de Empréstimos Consignados, a Bradesco Promotora conta com uma equipe comercial
especializada que atua na prospecção de oportunidades no mercado. Atualmente, opera com 670
Correspondentes cuja distribuição abrange todos os Estados brasileiros.
Desempenho Operacional
Segmento Veículos (Bradesco Financiamentos)
Em dezembro de 2009, incorporando o saldo atual das operações cedidas, a carteira total da Bradesco
Financiamentos somou R$ 27,511 bilhões em carteira de Financiamentos/Leasing, com queda de 1,97% sobre
o mesmo período de 2008.
Segmento Empréstimos Consignados (Bradesco Promotora)
No 4º trimestre de 2009, o segmento somou R$ 4,740 bilhões, em carteira de empréstimos com crescimento de
74,4% sobre o mesmo período de 2008, resultado da estratégia e de estruturação de equipe dedicada ao
atendimento de convênios junto ao INSS, Órgãos Públicos e Empresas Privadas, com consequente aumento
na concessão de recursos nessa modalidade.
A produção de novos negócios nas carteiras de consignados passou, em média, de R$ 188,3 milhões/mês no
4º trimestre de 2008, para R$ 277,7 milhões/mês, no mesmo período de 2009, com crescimento de 47,5%.
Durante o exercício, ocorreram cessões de operações de créditos consignados no montante de R$ 180,5
milhões. Em dezembro de 2009, o valor presente das operações de crédito cedidas era de R$ 471,6 milhões.
Incorporando essas operações, o montante da carteira de crédito é de R$ 5,212 bilhões.
110
BRADESCO CONSOLIDADO
Capítulo 3 – Empresas Operacionais
Resultados
O resultado societário do exercício de 2009 foi de R$ 703,3 milhões e o Patrimônio Líquido de R$ 23,244
bilhões.
• Bradesco S.A. Corretora de Títulos e Valores Mobiliários
Balanço Patrimonial – R$ milhões
2008
Setembro
Dezembro
2009
Setembro
Dezembro
Ativo
Circulante e Realizável a Longo Prazo
Disponibilidades
Aplicações Interfinanceiras de Liquidez
Títulos e Valores Mobiliários
Outros Créditos e Outros Valores e Bens
Permanente
Total
689
56
239
394
117
806
560
1
180
182
197
120
680
906
170
328
408
124
1.030
695
1
90
316
288
120
815
Passivo
Circulante e Exigível a Longo Prazo
Outras Obrigações
Patrimônio Líquido
Total
515
515
291
806
380
380
300
680
688
688
342
1.030
503
503
312
815
Demonstração do Resultado – R$ milhões
Receitas da Intermediação Financeira
Resultado Bruto da Intermediação
Financeira
Outras Receitas/Despesas Operacionais
Resultado Operacional
Resultado Não Operacional(*)
Resultado antes de Impostos e
Contribuições
Impostos e Contribuições sobre o Lucro
Lucro Líquido
3º Trim.
12
2008
4º Trim.
12
Exercício
39
3º Trim.
11
2009
4º Trim.
10
Exercício
44
12
12
39
11
10
44
8
20
-
12
24
-
46
85
23
13
24
(2)
26
36
-
58
102
(2)
20
24
108
22
36
100
(7)
13
(8)
16
(37)
71
(8)
14
(10)
26
(33)
67
(*) Em 2008, refere-se a resgate de ações preferenciais pela Bovespa Holding.
A Bradesco Corretora encerrou o exercício de 2009 na 11ª posição no ranking acumulado dos mercados da
BM&FBovespa, dentre as 92 corretoras participantes. No trimestre, a Corretora ocupou a 14º posição no
ranking, atendendo 39.386 investidores e executando 825.133 ordens de compra e venda de ações, o que
resulta em um volume financeiro de R$ 22.513 milhões no período.
Observamos que os novos investidores demonstram, cada vez mais, interesse em conhecer o mercado de
ações e a Internet é principal e mais prático canal de acesso a este mercado, com menor custo.
O Bradesco Home Broker, que permite ao cliente a compra e venda de ações pela Internet, obteve a cifra de
R$ 8.629 milhões de volume negociado no Mercado à Vista da BM&FBovespa no 4º trimestre de 2009, com o
total de 1.206.730 ordens recebidas. Destas, 561.652 foram executadas, permanecendo na 5ª posição no
ranking anual das corretoras Home Broker nos mercados da BM&FBovespa. A base de clientes nesse trimestre
totalizou 200.493 internautas, com evolução de 3,32% em relação ao último trimestre, representando aumento
de 6.438 novos cadastros. No 4º trimestre de 2009, a equipe de atendimento recebeu 52.381 ligações, 3.218
contatos por meio do Chat e ainda recebeu, neste mesmo período, 19.767 e-mails.
No acumulado do ano, a Bradesco Corretora negociou 4.185.128 contratos nos mercados futuros da
BM&FBovespa, com volume financeiro de R$ 364.238 milhões, classificando-se na 23ª posição no ranking das
111
BRADESCO CONSOLIDADO
Capítulo 3 – Empresas Operacionais
69 corretoras participantes. No trimestre, a Corretora negociou 1.008.089 contratos, ocupando a 21ª posição no
ranking, com volume financeiro de R$ 90.165 milhões.
Pioneira no atendimento a clientes estrangeiros que operam com derivativos brasileiros, a Bradesco Corretora
foi a primeira no roteamento de ordens CME/Globex para a BM&FBovespa, serviço implantado no 2º semestre
de 2008.
Com mais de 40 anos de tradição e eficiência no mercado de capitais, a Bradesco Corretora também foi a
primeira no mercado a colocar à disposição de seus clientes o DMA – Direct Market Access (Acesso Direto ao
Mercado). O DMA é um serviço pioneiro de roteamento de ordens pelo computador, que permite ao cliente
investidor a realização de operações de compra e venda de ativos diretamente nos mercados da BM&F, com
toda comodidade e segurança, sem sair de sua casa ou escritório.
Por meio da disponibilização do DMA, a Bradesco Corretora passou a proporcionar também:
• Mais autonomia na hora de investir, ou seja, o próprio cliente controla a execução de suas ordens, sem
intermediários e com total confidencialidade;
• Rapidez e agilidade, com a confirmação automática das ordens executadas; e
• Acompanhamento on-line do mercado, que possibilita a identificação imediata e melhor aproveitamento das
boas oportunidades de negócios.
E a BM&FBovespa, por meio do seu Programa de Qualificação Operacional, concedeu em 2009, os 5 Selos de
Qualificação (Segmento BM&F) à Bradesco Corretora, que confirmam a excelência e a segurança oferecidas
em suas operações em mercados futuros. São eles:
9 Agro Broker: Foco em operações com derivativos agropecuários. Bons canais de distribuição e forte
interação com a cadeia produtiva.
9 Carrying Broker: Forte especialização em hospedagem de posição, capacidade de liquidação e controle
de risco.
9 Execution Broker: Volume, agilidade e eficiência na execução e na confirmação de ordens de clientes
institucionais, como bancos e fundos de investimentos.
9 Retail Broker: Alta capacidade de captação e distribuição. Preocupação com aspectos educacionais,
Consultoria e Research.
9 Web Broker: Pioneira no acesso direto de clientes pessoas físicas ou empresas não financeiras aos
mercados futuros pela Internet, com facilidade e capilaridade.
No 4º trimestre de 2009, a Área de Varejo da Bradesco Corretora deu sequência ao processo de qualificação
do atendimento a clientes Pessoas Físicas interessados em produtos de Renda Variável, promovendo o
constante aumento do quadro de colaboradores, treinamento de pessoal e investimentos nos sistemas que
subsidiam as suas atividades.
Dando continuidade à expansão do Projeto das Salas de Ações, visando uma atuação em todo o território
nacional, a Bradesco Corretora inaugurou neste período uma nova Sala no bairro do Gonzaga em Santos/SP,
totalizando, assim, 21 Salas de Ações em pleno funcionamento.
A Bradesco Corretora também tem intensificado as ações que objetivam proporcionar melhores condições de
atendimento e um melhor preparo técnico a todos os profissionais da Rede de Agências e Segmentos da
Organização. Nesse sentido, destacamos as seguintes ações no 4º trimestre de 2009:
− Fornecimento permanente de informações à Rede de Agências por meio de Relatórios confeccionados pela
experiente equipe de Analistas e Economistas da Bradesco Corretora;
− Realização de 14 treinamentos voltados aos profissionais dos Segmentos Prime e Varejo. Esses
treinamentos são coordenados pelo Departamento de Treinamento-Matriz;
− Realização de 36 Eventos direcionados a Clientes Prime e Varejo com a participação constante de Analistas
de Investimento e Economistas da Bradesco Corretora; 83 Comitês realizados com Gerentes de Agências e
113 teleconferências também direcionadas a Gerentes e profissionais de Agências; e
− Apoio aos Gerentes de todos os Segmentos com a presença de nossos profissionais em 165 visitas a
Clientes, proporcionando, assim, grande assertividade na captação de novos recursos e fidelização dos
investidores.
112
BRADESCO CONSOLIDADO
Capítulo 3 – Empresas Operacionais
Neste período, a Bradesco Corretora também participou da Feira Jovens Investidores na FEA USP (4 e
5.11.2009) e da Expo Money – Edição Rio de Janeiro (11 e 12.11.2009).
No 4º trimestre de 2009, a Bradesco Corretora continuou sua expansão no trabalho com Clubes de
Investimento, ampliando o número em 3 novos Clubes registrados na BM&FBovespa, totalizando 39 Clubes
de Investimento, em 31 de dezembro de 2009.
A Bradesco Corretora também coloca à disposição de seus clientes o Programa Tesouro Direto, que permite
ao investidor pessoa física adquirir Títulos Públicos Federais pela Internet, sendo necessário apenas o
cadastro no site www.bradesco.com.br, seção Investimentos.
As atividades internacionais, conduzidas por meio das mesas de operações de Nova York e Londres,
apresentaram aumento significativo no número de clientes institucionais ativos, configurando um incremento na
participação de mercado do Bradesco junto aos investidores globais. Desenvolvemos uma intensa agenda de
Road Shows com Analistas e com empresas de capital aberto, organizando reuniões com investidores
institucionais nos principais centros financeiros dos Estados Unidos e Europa, incluindo Nova York, Boston,
Washington, Chicago, Los Angeles, Londres, Edimburgo, Frankfurt e Paris, entre outros.
A Bradesco Corretora oferece a seus clientes um serviço completo de análise de investimento com cobertura
dos principais setores e empresas do mercado brasileiro. Nossa equipe de dezenove analistas é composta por
especialistas setoriais (analistas seniores e assistentes) que divulgam suas opiniões aos clientes de modo
equitativo, por meio de relatórios de acompanhamento e guias de ações, com ampla base de projeções e
múltiplos de comparação. Além de contar com análises da equipe de economistas do Banco Bradesco, a
Corretora conta com uma equipe própria de economistas dedicada às demandas específicas dos seus clientes,
focando o mercado de ações.
O Lucro Líquido do 4º trimestre de 2009 foi de R$ 26 milhões. O Patrimônio Líquido, em dezembro de 2009,
atingiu R$ 312 milhões, equivalente a 38,3% dos ativos totais, que somaram R$ 815 milhões.
Negócios na BM&FBovespa
3º Trim.
2008
4º Trim.
25ª
1.061
82.280
19ª
1.404
127.043
23ª
4.523
359.177
22ª
1.089
87.921
21ª
1.008
90.165
23ª
4.185
364.238
Mercados – Bovespa
Posição no Ranking
Quantidade de Investidores Atendidos
Quantidade de Ordens Executadas
Volume Financeiro (R$ milhões)
15ª
44.258
684.470
15.488
12ª
40.576
169.861
14.990
12ª
96.333
611.539
71.430
11ª
38.287
889.260
20.233
14ª
39.386
825.133
22.513
11ª
161.867
3.466.477
77.809
Mercados Bovespa – Home Broker
Posição no Ranking
Quantidade de Clientes Cadastrados
Quantidade de Ordens Executadas
Volume Financeiro (R$ milhões)
2ª
163.565
534.427
5.342
3ª
173.895
712.141
5.607
2ª
173.895
2.554.061
24.434
5ª
194.055
562.909
7.487
8ª
200.493
566.932
8.629
5ª
200.493
2.349.404
28.160
Mercados – BM&F
Posição no Ranking
Quantidade de Contratos Negociados (mil)
Volume Financeiro (R$ milhões)
Exercício
3º Trim.
2009
4º Trim.
Exercício
113
BRADESCO CONSOLIDADO
Capítulo 3 – Empresas Operacionais
• Banco Bradesco BBI
Balanço Patrimonial – R$ milhões
2008
Setembro
Dezembro
Ativo
Circulante e Realizável a Longo Prazo
Aplicações Interfinanceiras de Liquidez
Títulos e Valores Mobiliários e Instrumentos Financeiros
Derivativos
Outros Créditos e Outros Valores e Bens
Permanente
Total
Passivo
Circulante e Exigível a Longo Prazo
Depósitos a Prazo
Captações no Mercado Aberto
Instrumentos Financeiros Derivativos
Outras Obrigações
Patrimônio Líquido
Total
2009
Setembro
Dezembro
6.711
5.629
6.515
5.220
5.111
4.000
5.419
4.035
954
1.146
991
1.089
128
1.401
8.112
149
1.396
7.911
120
1.401
6.512
295
(1)
1.353
6.772
2.527
1.807
253
325
142
5.585
8.112
2.303
1.867
333
103
5.608
7.911
597
184
219
194
5.915
6.512
622
188
207
227
6.150(1)
6.772
(1) Incorporação da totalidade das ações da Abaeté Holdings Ltda. e aumento de Capital no valor de R$ 88,9 milhões,
conforme Instrumento de Protocolo e Justificação de Incorporação de 30.11.2009 e AGE de 11.12.2009.
Demonstração do Resultado – R$ milhões
Receitas da Intermediação Financeira
Despesas da Intermediação Financeira
Resultado Bruto da Intermediação
Financeira
Outras Receitas/Despesas
Resultado Operacional
Impostos e Contribuições sobre o Lucro
Lucro Líquido
3º Trim.
188
(60)
2008
4º Trim.
268
(64)
Exercício
561
(191)
3º Trim.
104
(19)
2009
4º Trim.
86
(4)
Exercício
469
(125)
128
23
151
(46)
105
204
(110)
94
(28)
66
370
(24)
346
(92)
254
85
28
113
(35)
78
82
89
171
(36)
135
344
244
588
(175)
413
O Banco Bradesco BBI S.A. é a empresa responsável pelo desenvolvimento de operações nos segmentos de
Renda Variável, Renda Fixa, Operações Estruturadas, Fusões e Aquisições e Financiamento de Projetos.
Renda Variável
O Bradesco BBI realiza a coordenação e colocação de ofertas públicas de ações no mercado de capitais local
e internacional, além de intermediar OPAs. Em 2009, Participamos com destaque de diversas Ofertas Públicas
Iniciais (IPOs) e Ofertas Públicas Subsequentes (Follow-ons) de ações de nossos clientes. Em dezembro de
2009, de acordo com o ranking Anbima – Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiros e de
Capitais, o Bradesco BBI ocupa o 5º lugar por volume distribuído em renda variável, com participação de
mercado de 10,6% e volume de R$ 3,4 bilhões e o 5° lugar em número de operações.
O Bradesco BBI foi premiado pela revista LatinFinance no ranking Deals of the Year 2009 na categoria “Best
Primary Equity Issue”, com o IPO da Visanet.
Destacamos algumas operações realizadas no período:
• Coordenador Líder, Global Coordinator e Joint Bookrunner da maior oferta pública inicial de ações da
história do Brasil: o IPO da Companhia Brasileira de Meios de Pagamento (“Visanet”, atual “Cielo”), no
montante de R$ 8,4 bilhões;
• Coordenador e Joint Bookrunner do IPO da Tivit Terceirização de Processos, Serviços e Tecnologia S.A.,
no montante de R$ 575 milhões;
• Coordenador e Joint Bookrunner do Follow-on da Rossi Residencial S.A., no montante de R$ 928 milhões;
114
BRADESCO CONSOLIDADO
Capítulo 3 – Empresas Operacionais
• Coordenador e Joint Bookrunner do Follow-on da Gol Linhas Aéreas Inteligentes S.A., no montante de R$
1,0 bilhão;
• Coordenador e Joint Bookrunner do Follow-on da Brookfield Incorporações S.A., no montante de R$ 664
milhões;
• Coordenador e Joint Bookrunner do IPO da Cetip S.A. – Balcão Organizado de Ativos e Derivativos, no
montante de R$ 772 milhões;
• Coordenador e Joint Bookrunner do Follow-on da Cyrela Brazil Realty S.A. Empreendimentos e
Participações, no montante de R$ 1,2 bilhão;
• Coordenador Líder, Sole Global Coordinator e Joint Bookrunner do Follow-on da Marfrig Alimentos S.A., no
montante de R$ 1,5 bilhão;
• Coordenador Líder, Global Coordinator e Joint Bookrunner do Follow-on da EDP – Energias do Brasil S.A.,
no montante de R$ 441 milhões; e
• Coordenador Líder, Global Coordinator e Joint Bookrunner do IPO da Fleury S.A., no montante de R$ 630
milhões.
Renda Fixa
Durante o ano de 2009, o BBI figurou entre os principais players no mercado de renda fixa, atingindo a 2°
posição no ranking de Originação e Distribuição da Anbima divulgado em dezembro de 2009 por volume, em
renda fixa no mercado doméstico. Importantes transações foram realizadas com sucesso, somando-se mais de
R$ 7,0 bilhões em volumes de transações, com aproximadamente 19,0% de participação de mercado, dentre
as quais podemos destacar:
• Debêntures da Telemar Norte Leste S.A., no montante de R$ 2,5 bilhões;
• Debêntures da Ultrapar Participações S.A., no montante de R$ 1,2 bilhão;
• Duas operações de Notas Promissórias da Concessionária do Rodoanel Oeste S.A., no montante de R$
460 milhões e R$ 650 milhões, respectivamente;
• Debêntures da Multiplan Empreendimentos Imobiliários S.A., no mercado local de renda fixa, sendo a 1ª
emissão com base na nova Instrução da CVM nº 476/09;
• Debêntures do BNDES participações S.A. - BNDESPAR, para varejo, no volume de R$ 1,25 bilhão;
• Distribuição Primária e Secundária de Cotas do RB Capital Renda I Fundo de Investimento Imobiliário – FII,
no valor de R$ 132,0 milhões;
• Debêntures da Camargo Corrêa S.A, no volume de R$ 1,0 bilhão;
• Primeira emissão local de renda fixa da Amil Participações S.A., no valor de R$ 300,0 milhões; e
• A nova emissão de Debêntures da Ampla S.A., no valor de R$ 250,0 milhões.
Além do mercado local, o BBI também atua no mercado de capitais internacional, originando e estruturando
operações de dívida (notes ou bonds) para colocação junto a investidores estrangeiros. Em 2009, destacamos:
• Bonds da Telemar Norte Leste S.A., no montante de US$ 750 milhões, operação premiada na categoria
“Best Corporate Bond” pela revista LatinFinance, no ranking Deals of the Year 2009;
• Bonds da CCL Finance Limited, garantidos pela Cosan Combustíveis e Lubrificantes S.A., no montante de
US$ 350 milhões;
• Bonds do BES Investimento do Brasil S.A. – Banco de Investimento, no montante de US$ 150 milhões;
• Bonds subordinados Tier 2 do Banco Bradesco S.A., no montante de US$ 750 milhões; e
• Bonds do Banco Panamericano, no montante de US$ 200 milhões.
Operações Estruturadas
O Bradesco BBI desenvolve estruturas para segregação de riscos de crédito, por meio de securitização,
utilizando SPEs, Cessões de Créditos com risco compartilhado e Financiamento de Médio e Longo Prazos,
estruturados com base em recebíveis e/ou outras garantias. Adicionalmente, o Bradesco BBI ocupa posição de
destaque no financiamento para aquisição de empresas (Acquisition Finance).
Em 2009 destacamos as seguintes transações:
• Financiamento estruturado para a Concessionária do Rodoanel Oeste S.A. por meio de debêntures no
montante de R$ 750 milhões, parte fundamental do pacote do Project Financing que totalizou US$ 940
milhões. Essa operação foi vencedora de duas importantes premiações: i) Transport Global Deal of the Year
pela PFI (Project Finance International), publicação editada pela Thomson Reuters e; ii) prêmio de Latin
115
BRADESCO CONSOLIDADO
Capítulo 3 – Empresas Operacionais
America Transport Deal of the Year concedida pela Project Finance Magazine, publicação editada pela
Euromoney;
• Operações de financiamento de aquisição, tais quais: VBC Energia S.A. pelo Grupo Camargo Corrêa e a
Unidade de Negócios de Rodas Fumagalli pela Iochpe Maxion S.A.; e
• Financiamentos estruturados, tais como: Camargo Corrêa Desenvolvimento Imobiliário S.A., Cosan S.A.,
Trisul S.A., Concessionária de Rodovias do Oeste de São Paulo – Viaoeste S.A., S.A. “O Estado de S.
Paulo”.
Fusões e Aquisições
O BBI assessora importantes clientes em operações de fusões, aquisições, venda de ativos, formação de joint
ventures, reestruturações societárias e privatizações. É a empresa líder do setor, estando classificado em 1°
lugar nos rankings de número de transações fechadas e de número e volume de transações de Operações de
Reestruturações Societárias (OPA) anunciadas no Brasil de janeiro a setembro de 2009, segundo a Anbima.
Destacamos algumas transações anunciadas no ano de 2009:
• Assessoria à Sadia S.A. na fusão com a Perdigão S.A., criando a BRF – Brasil Foods S.A. por R$ 25,3
bilhões;
• Assessoria à VCP Papel e Celulose S.A. e seu comitê independente na transação de incorporação da
Aracruz Celulose S.A., que totalizou R$ 6,8 bilhões;
• Assessoria à Abyara Planejamento Imobiliário S.A., à Agra Empreendimentos Imobiliários S.A. e à Klabin
Segall S.A. na integração de suas atividades para criação da Agre Empreendimentos Imobiliários S.A.,
transação que montou o total de R$ 3,5 bilhões.
• Assessoria à CEMIG - Companhia Energética de Minas Gerais S.A. na aquisição das participações da AG
Concessões e PCP na Light S.A. por R$ 2,4 bilhões;
• Assessoria à Marfrig Group na aquisição de 100% da Seara Alimentos S.A. por R$ 1,6 bilhão;
• Assessoria ao Banco Bradesco S.A. na aquisição do controle acionário do Banco Ibi S.A. por R$ 1,4 bilhão;
• Assessoria à Bradesco Seguros e Previdência na fusão da Bradesco Dental com a Odontoprev, transação
que totalizou R$ 1,3 bilhão;
• Assessoria à Agra Empreendimentos Imobiliários S.A. na aquisição de 57,8% do capital da Klabin Segall
S.A. por R$ 506 milhões;
• Assessoria à Companhia Melhoramentos de São Paulo na venda da Melhoramentos Papéis Ltda. e outros
ativos à CMPC Tissue por R$ 450 milhões;
• Assessoria à Sompo Japan Insurance Inc. na aquisição de 50% do controle acionário da Marítima Seguros
S.A. por R$ 328 milhões; e
• Assessoria à Telemig Celular S.A. e seus comitês independentes na incorporação da Vivo Participações
S.A. e da Telemig Celular Participações S.A..
Financiamento de Projetos
O Bradesco BBI possui um sólido histórico como assessor e estruturador financeiro para diversos projetos nas
modalidades Project e Corporate Finance, buscando sempre a melhor solução de financiamento para projetos
de diversos setores da economia. Possui excelente relacionamento com diversos organismos de fomento como
o BNDES, BNB, BID e IFC.
No 4º trimestre de 2009, o Bradesco BBI atuou como co-estruturador para usina termoelétrica Porto do Itaqui
(“UTE Itaqui” ou “Projeto”), com 360 MW de capacidade instalada, patrocinada pela MPX Energia S.A. O
Projeto, que faz parte do Programa de Aceleração de Crescimento (“PAC”), está localizado a 5 km do Porto de
Itaqui, Estado do Maranhão, e conta com investimentos de aproximadamente R$ 2,1 bilhões. O
Empreendimento contou com recursos de longo prazo do BNDES e do BNB. Ainda neste período, o Bradesco
BBI firmou novos mandatos de assessoria para importantes players no setor de transmissão de energia.
Adicionalmente, o Bradesco BBI deu continuidade aos mandatos de assessoria e/ou estruturação financeira
para diversos projetos, com destaque para os complexos portuários patrocinados pela LLX Logística na região
sudeste do País.
116
BRADESCO CONSOLIDADO
Capítulo 3 – Empresas Operacionais
• Bradesco Arrendamento Mercantil - Leasing
Em 31 de dezembro, a Organização Bradesco possuía as seguintes empresas de arrendamento mercantil:
Bradesco Leasing S.A. Arrendamento Mercantil, Zogbi Leasing S.A. Arrendamento Mercantil e Bankpar
Arrendamento Mercantil S.A., além das carteiras de leasing do Banco Bradesco S.A., Banco Bradesco
Financiamentos S.A. e Banco Alvorada S.A., que são apresentadas diretamente em suas demonstrações
financeiras.
Balanço Patrimonial Aglutinado – R$ milhões
2008
Setembro
Dezembro
2009
Setembro
Dezembro
Ativo
Circulante e Realizável a Longo Prazo
Aplicações Interfinanceiras de Liquidez
Títulos e Valores Mobiliários e Instrumentos Financeiros Derivativos
Operações de Arrendamento Mercantil
Provisão para Créditos de Liquidação Duvidosa
Outros Créditos e Outros Valores e Bens
Permanente
Total
46.510
36.197
1.229
8.199
(252)
1.137
54
46.564
47.385
39.088
1.275
6.212
(237)
1.047
59
47.444
50.797
41.262
1.272
7.420
(454)
1.297
57
50.854
51.532
43.612
1.433
6.036
(426)
877
55
51.587
Passivo
Circulante e Exigível a Longo Prazo
Captações no Mercado Aberto e Recursos de Emissão de Títulos
Obrigações por Empréstimos e Repasses
Dívidas Subordinadas
Outras Obrigações
Patrimônio Líquido
Total
43.271
41.286
676
316
993
3.293
46.564
44.093
42.458
647
988
3.351
47.444
47.325
45.521
521
1.283
3.529
50.854
47.937
46.334
507
1.096
3.650
51.587
(*) Em dezembro/09, a Bradesco Leasing e o Banco Alvorada firmaram instrumento particular de cessão de contratos de
arrendamento mercantil, no qual o Banco Alvorada assumiu direitos no montante de R$ 1,624 bilhões.
Demonstração Aglutinada do Resultado – R$ milhões
Receitas da Intermediação Financeira
Despesas da Intermediação Financeira
Margem Financeira
Despesas com Provisão para Créditos de
Liquidação Duvidosa
Resultado Bruto da Intermediação Financeira
Outras Receitas/Despesas Operacionais
Resultado Operacional
Resultado não Operacional
Resultado antes de Impostos e Contribuições
Impostos e Contribuições sobre o Lucro
Lucro Líquido
2008
3º Trim. 4º Trim.
2.353
2.446
(2.173) (2.250)
180
196
Exercício
8.321
(7.656)
665
3º Trim.
2.080
(1.867)
213
2009
4º Trim.
2.006
(1.811)
195
Exercício
8.296
(7.485)
811
(56)
14
(108)
(58)
24
(196)
124
178
302
18
320
(110)
210
210
210
(3)
207
(71)
136
557
164
721
13
734
(251)
483
155
(13)
142
(6)
136
(57)
79
219
45
264
(5)
259
(80)
179
615
11
626
(18)
608
(223)
385
117
BRADESCO CONSOLIDADO
Capítulo 3 – Empresas Operacionais
Desempenho das Operações de Leasing – Bradesco Aglutinado
As operações de arrendamento mercantil são realizadas por intermédio da Bradesco Leasing S.A.
Arrendamento Mercantil e do Banco Bradesco Financiamentos S.A.
Em 31 de dezembro de 2009, as operações de arrendamento mercantil aglutinadas, a valor presente,
totalizavam R$ 21,5 bilhões(*). As carteiras de arrendamento mercantil do Banco Bradesco S.A. e Banco
Bradesco Financiamentos S.A. são compostas, basicamente, por operações com veículos para pessoa física.
De acordo com a Associação Brasileira das Empresas de Leasing – ABEL, as empresas de Arrendamento
Mercantil da Organização Bradesco estão entre as líderes do setor, com 20,36% do mercado (base: novembro
de 2009). Esse bom desempenho é reflexo da forma de atuação plenamente integrada com a Rede de
Agências e da manutenção da estratégia de diversificação dos negócios nos vários segmentos do mercado.
Vale ressaltar a implementação de acordos operacionais com grandes fabricantes, principalmente nos setores
de veículos de transportes e de máquinas e equipamentos.
(*) Inclui operações de Arrendamento Mercantil do Banco Bradesco Financiamentos, Banco Bradesco e Banco Alvorada.
Carteira por Tipo de Bem
Bem
Veículos
Máquinas/ Equipamentos
Equipamentos Eletrônicos
Outros
Total
2008
Setembro
Dezembro
88,0%
88,6%
9,5%
9,2%
2,0%
1,8%
0,5%
0,4%
100,0%
100,0%
2009
Setembro
Dezembro
88,5%
88,3%
9,6%
10,1%
1,5%
1,3%
0,4%
0,3%
100,0%
100,0%
118
BRADESCO CONSOLIDADO
Capítulo 4 – Relatório dos Auditores Independentes
4 – Relatório dos Auditores
Independentes
119
BRADESCO CONSOLIDADO
Capítulo 4 – Relatório dos Auditores Independentes
• Relatório dos Auditores Independentes sobre a Revisão Limitada das Informações
Contábeis Suplementares incluídas no Relatório de Análise Econômica e Financeira
Ao Conselho de Administração
Banco Bradesco S.A.
1. Em conexão com nossos exames das demonstrações financeiras do Banco Bradesco S.A. e empresas
controladas (consolidado) em 31 de dezembro de 2009 e de 2008, cujo parecer foi emitido, sem ressalvas,
datado de 27 de janeiro de 2010, procedemos à revisão das informações contábeis suplementares incluídas no
Relatório de Análise Econômica e Financeira . Essas informações suplementares foram elaboradas pela
administração do Banco com o objetivo de possibilitar uma análise adicional, sem contudo fazerem parte das
demonstrações financeiras.
2. Nossos trabalhos foram efetuados de acordo com as normas específicas estabelecidas pelo IBRACON Instituto dos Auditores Independentes do Brasil, em conjunto com o Conselho Federal de Contabilidade, com o
objetivo de revisarmos as informações contábeis suplementares mencionadas no primeiro parágrafo, e
consistiram, principalmente, em: (a) indagação e discussão com os administradores responsáveis pelas áreas
contábil, financeira e operacional do Banco, quanto aos principais critérios adotados na elaboração dessas
informações suplementares e (b) revisão das informações relevantes e dos eventos subsequentes que tenham,
ou possam vir a ter, efeitos relevantes sobre a posição financeira e as operações do Banco e empresas
controladas.
3. Baseados em nossa revisão, não temos conhecimento de qualquer modificação relevante que deva ser
procedida nas informações suplementares acima referidas, para que elas estejam apresentadas
adequadamente, em todos os aspectos relevantes, em relação às demonstrações financeiras tomadas em
conjunto, referidas no primeiro parágrafo.
São Paulo, 27 de janeiro de 2010
Pricewaterhouse Coopers
Auditores Independentes
CRC 2SP000160/O-5
Washington Luiz Pereira Cavalcanti
Contador
CRC 1SP172940/O-6
120
Para mais informações, favor contatar:
Diretoria Executiva
Domingos Figueiredo de Abreu
Diretor Vice-Presidente e Diretor de RI
Tel.: (11) 3681-4011
[email protected]
Departamento de Relações com o Mercado
Tel.: (11) 2178-6201
Fax: (11) 2178-6215
Av. Paulista, 1.450 – 1° andar
CEP 01310-917 – São Paulo-SP
Brasil
www.bradesco.com.br/ri
121

Documentos relacionados