Newsletter Diária do Sindicato das Seguradoras no RS

Сomentários

Transcrição

Newsletter Diária do Sindicato das Seguradoras no RS
Edição 992 | 19 de Novembro de 2014 | Newsletter Eletrônica do Sindicato das Seguradoras no RS
SINDSEG RS na Revista Freeway
Abaixo, reprodução de página da edição deste mês da revista Freeway, distribuída nos pedágios da Concepa este mês. É a Ação
Seguro é Mais Cultura tomando corpo e levando informação e novidades da cena cultural gaúcha ao grande público. Com o apoio do
mercado segurador, a cada mês um novo autor gaúcho terá seu livro divulgado nos eventos do Sindicato, no Clube do Livro e aqui na
Newsletter.
Após Eduardo Krause (Pasta Senza Vino, livro atualmente divulgado), o próximo autor será Samir Machado de Machado, com seu
excelente Quatro Soldados, concorrente ao prêmio Açorianos de melhor narrativa longa de 2014.
Almoço de Confraternização da ACONSEG-RS
Nesta quarta feira, 19/11 a diretoria das Assessorias filiadas à Aconseg-rs recebem os executivos das Seguradoras que operam com
estas empresas no RS para o Almoço Anual de Confraternização no Espaço Gourmet da Aplub, a partir das 12 horas.
É uma oportunidade ímpar para troca de idéias e reconhecimento pela parceria entre as empresas ocorrida em 2014, bem como
traçar objetivos para o próximo ano.
A Aconseg-rs é composta por 20 Associadas que se propuseram a cumprir seu Código de Ética e entendem a importância da
organização da categoria que atende mais de 1.500 corretores gaúchos e propiciam mais de 150 empregos diretos.
Novidades importantes estão sendo preparadas para o ano de 2015, sempre visando a valorização e reconhecimento da nossa
atividade, afinal para nós, “Assessoria é um negócio, não um bico”.
Celso Azevedo
Presidente
____________________________________________________________________________________________________________________>>>
Allianz Seguros leva quatro brasileiros à Barcelona
A Allianz Seguros levou quatro brasileiros para uma viagem à Barcelona,
na Espanha. Realizada em parceria com a Rádio Jovem Pan, a ação conhecida
como “Barça Days” também foi organizada em outros países em que a seguradora
atua.
No Brasil, o concurso cultural somou mais de 1.500 imagens inscritas pelo
Facebook e pelo Instagram. Os interessados tiveram que tirar uma foto com um
amigo, mostrando que estão juntos com a Jovem Pan e a Allianz e depois postá-la
usando a hashtag #tamojuntoembarcelona. O rondoniense Cleyton Max Prioto, de
32 anos; e a paulista Jordana Borges dos Reis, de 29, foram os vencedores e
viajaram com um acompanhante cada para a cidade catalã.
Como parte da programação da viagem, os ganhadores conheceram as instalações do La Masia, centro de treinamento do clube
catalão. Uniformizados, foram treinados pela equipe técnica do clube nos gramados do CT. Os participantes conheceram ainda as instalações
do estádio oficial do Barcelona, o Camp Nou; e caminharam pelos corredores do campo esportivo.
Além disso, conferiram todos os troféus conquistados pelo clube no Museu de Futebol do Barcelona (Museo del Fútbol Club
Barcelona), localizado dentro do estádio catalão; e assistiram uma disputa contra o AFC Ajax pela Champions League, no estádio do time da
casa.
Fonte: Revista Apólice
____________________________________________________________________________________________________________________>>>
Orientações em caso de furto ou roubo de seu veículo
Em decorrência ao aumento de roubos e furtos de veículos em Porto Alegre e
região, a HDI Seguros, pensando no seu bem estar e do seu segurado, traz abaixo
algumas dicas importantes em caso de roubo ou furto:
- Jamais reaja! Oriente também os familiares;
- Mantenha a calma, na maioria dos casos os assaltantes são menores de 16
anos e estão sob efeito de drogas;
- Ligar imediatamente 190 ou 191;
- Não faça movimentos bruscos, para que não tenham a interpretação que esteja
reagindo;
- Evite deixar bolsa/mochila em cima do banco;
- Evite deixar seu celular em cima do banco, ele ajudará na comunicação posteriormente.
E não se esqueça: o bem mais valioso em risco é a sua vida!
Importante: compartilhe as dicas com os seus clientes!!!
____________________________________________________________________________________________________________________>>>
BB E MAPFRE oferece diversas vantagens aos segurados no mês de novembro
Por meio do Clube de Vantagens, clientes do Grupo BB E MAPFRE terão descontos na locação de carros e contratação de antivírus
para os seus computadores.
No mês de novembro, período do ano em que o orçamento das famílias está sobrecarregado com programação de férias e renovação
de matricula escolar, além das Festas, os segurados do Grupo Segurador BANCO DO BRASIL E MAPFRE terão à sua disposição descontos
exclusivos na locação de automóveis e instalação de antivírus para os seus computadores.
Na Locadora de Veículos AVIS, os segurados terão 5% de desconto na locação de qualquer automóvel e mais upgrade duplo na
‘categoria A’. Assim, se o cliente alugar um carro da ‘categoria A’ (veículo modelo básico), além do desconto ele receberá um carro na
categoria C (mais completo).
Para ter acesso ao desconto, o segurado deve entrar no site da empresa, no endereço http://www.avis.com.br, ou ligar para os
telefones (11) 2155-2847 (São Paulo) ou 0800-725-2847 (outras cidades) e informar o código H273300. A promoção é válida de 01 a 30 de
novembro nas cidades de São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Belo Horizonte, Recife, Salvador e Porto Alegre.
Já os segurados que precisarem de antivírus para o seu computador terão desconto na aquisição do serviço do UOL Antivírus. Por
essa promoção, os segurados pagarão R$ 0,99 no primeiro mês e terão 15% de desconto nas demais parcelas.
A contração está disponível para clientes do BB Seguros, por meio do site http://antivirus.uol.com.br/landing-pages/parceiros/bb, e da
MAPFRE Seguros, no site http://antivirus.uol.com.br/landing-pages/parceiros/mapfre.
“O Clube de Vantagens, mais que um portal de benefícios, é a forma de a empresa retribuir a confiança que os clientes depositam em
nossa empresa quando contrata uma de nossas apólices. Por isso, estamos sempre buscando parcerias que ofereçam serviços e produtos de
qualidade e que facilitem o dia-a-dia do cliente, em condições diferenciadas”, comenta Gilberto Lourenço, diretor geral de Marketing do Grupo
BB E MAPFRE.
As promoções estão disponíveis, também, nos sites das empresas BB Seguros (http://www.bbseguros.com.br) e MAPFRE Seguros
(http://www2.mapfre.com.br/clubmapfre <http://www2.mapfre.com.br/clubmapfre).
____________________________________________________________________________________________________________________>>>
Tokio Marine torna-se sócia do Clube de Seguros de Pessoas da Bahia
A Tokio Marine Seguradora é a mais nova sócia benemérita do Clube de
Seguros de Pessoas e Benefícios do Estado da Bahia (CSP-BAHIA). A iniciativa tem
como objetivos discutir o desenvolvimento do mercado e apoiar as ações da entidade
que contribuam para a qualificação dos profissionais do segmento e promovam a
cultura de seguros na sociedade. “Nossa meta é estar entre as cinco maiores
seguradoras independentes de Vida em Grupo do País em médio prazo e, para isso,
estamos adotando uma série de medidas, entre as quais o reforço do relacionamento
com as entidades de classe do mercado. Daí a importância da filiação ao Clube de
Seguros de Pessoas da Bahia”, afirma o Superintendente Comercial de Vida da Tokio
Marine, Marcos Kobayashi. Ainda como parte de sua estratégia de crescimento no
ramo, recentemente a Tokio Marine anunciou a contratação de Luiz Barsotti como
Consultor Executivo Exclusivo. Barsotti tem a missão de auxiliar a Companhia a dobrar
seu market share no Segmento de Pessoas em três anos. A seguradora também tem
investido no aperfeiçoamento de serviços e treinamento dos Parceiros de Negócios
para alcançar suas metas.
Fonte: Planin
Barreiras no acesso a informações dificulta venda de apólices a bancos
A barreira colocada pelos bancos e outras instituições financeiras no acesso a
informações delicadas da empresa, como fraudes ocorridas e dados estratégicos, dificulta
o avanço dos seguros no setor.
Para especialistas ouvidos pelo DCI em seminário promovido pela Escola
Nacional de Seguros sobre financial lines (linhas financeiras), a dificuldade de se obter
informações junto a essas companhias, que incluem corretoras e gestoras de fundos,
reduz a margem que as seguradoras possuem para analisar e precificar os riscos.
"A visão que eu tenho é que muitas vezes as instituições não querem divulgar
isso. Aí a gente não tem como trabalhar no mercado, gerar uma cotação, analisar o risco",
afirmou Rafael Domingues, diretor de linhas financeiras da ACE Seguros.
O presidente da subcomissão de linhas financeiras da Federação Nacional das Empresas
de Seguros e de Capitalização (Fenaseg), Gustavo Galrão, afirmou que o problema é
cultural: enquanto as empresas brasileiras tentam evitar a exposição da fraude, as
estrangeiras buscam minimizar os danos causados.
Responsabilidade
Os seguros financeiros servem, guardadas as peculiaridades de cada apólice, para cobrir os danos causados a clientes por conta de erros
ou falhas da empresa - que vão desde negligências até fraudes.
Segundo o coordenador de linhas financeiras da AIG Seguros, Flávio Sá, para se evitar violação de dados, a empresa deve cuidar de três
pilares fundamentais: tecnologia, processo e pessoas. "Muitos dos problemas acontecem por falhas humanas", explicou.
Dados da NetDiligence apontam que após invasões de hackers (22%) e perda de laptop (19%), falhas humanas são as principais causas de fraudes:
desonestidade de funcionário representa uma fatia de 10% das causas e erros humanos outros 7%.
A apólice que mais se propagou no Brasil foi a D&O, de responsabilidade civil para diretores e administradores - caso a empresa seja
processada e o nome de algum deles seja arrolado na ação, a seguradora cobre os custos, desde advogado até possíveis indenizações.
Preços
Os prêmios das financial lines variam de acordo com a importância segurada e podem ir desde R$ 30 mil por ano, para as empresas
menores, até mais de R$ 10 milhões, no caso das firmas mais complexas - o DCI apurou que um grande banco brasileiro contratou um seguro D&O,
recentemente, pelo valor de R$ 150 milhões.
Para algumas linhas, também há franquias. No caso do FIPI, segundo Domingues, o valor para acionar o seguro pode chegar a até R$ 1
milhão - a ideia é evitar que a apólice seja usada para ações corriqueiras, com valores pequenos.
Fonte: Revista Cobertura
_________________________________________________________________________________________________________________________>>>
O que fazer quando ex-funcionário leva sua carteira de clientes?
Conquistar um cliente leva tempo. Estabelecer com ele uma relação de
confiança pode levar muito tempo. Um belo dia você descobre que esse cliente
escolheu acompanhar aquele funcionário que o atendia tão bem na Corretora. E agora?
Quantas vezes ouviu histórias assim? É comum. De repente aquele
funcionário que você treinou se saiu tão bem, pegou gosto pelo negócio, e decidiu
estudar pra ser Corretor de Seguros e abrir a sua própria corretora. Ou mesmo decidiu
mudar de corretora e foi trabalhar em um concorrente. O detalhe é que ele levou alguns
clientes seus.
Bruno Kelly, professor da Escola Nacional de Seguros, lembra que do ponto
de vista técnico esse cliente é da corretora e não do funcionário que foi embora. “É essa
corretora que mantém uma estrutura e uma relação de contrato com esse cliente, mas
na prática isso é complicado porque aquele funcionário que o atendia, é quem tinha
uma relação mais próxima com o segurado”, diz. Ou seja, se esse funcionário, um dia
mudar de corretora ou abrir seu próprio escritório, o segurado pode optar por
acompanhá-lo. Afinal, não se pode esquecer que a escolha sobre quem vai cuidar dos
seus interesses é do cliente. Ele é soberano em sua decisão.
Mesmo que o atendimento seja feito por um funcionário, o Corretor deve estar presente na operação e investir no relacionamento e
atendimento. O Corretor deve entrar em contato com o cliente para saber se está satisfeito, é um controle de qualidade.
O professor da Escola Nacional de Seguros diz ainda que, dependendo da estrutura da Corretora ou do estilo de administração, para não
concentrar o atendimento em um único colaborador, é possível dividir por operação. Um funcionário faz a pré-venda, outro cuida da venda em si e
assim por diante. Ou ainda, dividir por carteira, mas o mais importante é que o Corretor esteja presente no atendimento ao cliente. Muitas
seguradoras, por exemplo, avisam quando o Segurado usa algum serviço. Quando isso acontecer, o Corretor pode entrar em contato com esse
cliente para saber se ele foi bem atendido, se precisa de mais alguma coisa.
Enfim, o Corretor deve estar atento a seu cliente, desde o primeiro contato. Atuar como um consultor indicando os produtos que mais se
encaixam em seu perfil, observar suas necessidades, indicar novos produtos e mostrar outras possibilidades de serviço. Assim esse cliente vai estar
satisfeito e continuará fazendo o Seguro na sua corretora.
Fonte: CQCS
_________________________________________________________________________________________________________________________>>>
Berkley cresce nas regiões Norte e Nordeste
Dados da Berkley Brasil apontam que, entre janeiro e outubro de 2014, a
Regional Norte/Nordeste da companhia registrou crescimento de 75,10% em
relação ao mesmo período de 2013. Entre os destaques estão os negócios da
área de Risco de Engenharia que geraram, de janeiro a setembro, crescimento de
16,5% na produção, enquanto o mercado não apresentou desenvolvimento
positivo nesta região, conforme comparativo da Susep (Superintendência de
Seguros Privados) com o mesmo período do ano passado.
Segundo números do órgão, o desempenho confere à companhia a
posição de 4ª maior seguradora na região nos meses avaliados. A produção da
área de Riscos de Garantia também foi positiva, tanto na região Norte, quanto na
Nordeste. Com crescimento de 159,2% em relação a 2013 (janeiro a outubro) e
market share de 13% (Fonte Susep – Jan a Set 2014), a companhia é a 3ª maior
seguradora da região no segmento.
De acordo com o superintendente comercial da Regional Norte/Nordeste, Felipe Cavalcante, os resultados estão diretamente ligados à
estruturação da companhia que passou a contar com um gerente comercial em Recife e um gerente comercial especializado em Seguro Garantia na
cidade de Salvador.
Fonte: Revista Apólice
_________________________________________________________________________________________________________________________>>>
É hoje a Sessão Solene em homenagem aos 50 Anos da Lei 4.594/64
Todos os corretores de seguros estão convidados para a Sessão Solene que a Câmara
dos Deputados promoverá em homenagem aos 50 Anos da promulgação da Lei 4.594/64, a qual
regula a profissão de Corretor de Seguros. O evento será realizado no Plenário Ulysses
Guimarães, nesta quarta-feira, dia 19 de novembro, às 10 horas.
Essa Sessão Solene foi originada do requerimento formulado pelo deputado Armando
Vergilio, presidente da FENACOR.
A comemoração do “Jubileu de Ouro” da referida Lei se justifica pela relevância desse marco
legal para uma categoria profissional de
inestimável importância para o mercado de seguros e seus consumidores.
A Lei 4.594 é o alicerce sobre o qual foi cimentada a trajetória meritosa dos Corretores
de Seguros, representantes legais dos segurados, a quem cabe a nobre missão de proteger a
vida, a saúde, a família, o patrimônio e o futuro dos cidadãos e das empresas brasileiras.
CONVITE:
essão Solene em Homenagem aos 50 Anos da Lei nº 4.594
Data: 19 de Novembro - Local: Plenário Ulysses Guimarães – Câmara Federal – Brasília (DF)
Horário: 10 horas
Fonte: FENACOR
_________________________________________________________________________________________________________________________>>>
Prudential do Brasil lança campanha em rádio para incentivar seguro de vida
A Prudential do Brasil lançará, no próximo dia 24, a campanha “Tudo o que você
precisa saber sobre seguros de vida”. Veiculada em rádio, a ação contará com programas
de um minuto que levarão informações sobre os benefícios de se adquirir um seguro, além
de responder dúvidas frequentes da população a respeito do tema. A campanha contará
com um mês de duração em todas as praças em que a seguradora tem operações (Rio de
Janeiro, São Paulo, Distrito Federal, Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Paraná).
“Com essa iniciativa falaremos sobre a importância da proteção familiar a cerca de 260 mil ouvintes diariamente. O objetivo é influenciar de
forma positiva a população para que compreendam a importância de se proteger como uma fonte de segurança para suas famílias e patrimônio”,
explica Fernando Pinto, vice-presidente de operações da Prudential.
Fonte: Revista Apólice
_________________________________________________________________________________________________________________________>>>
O novo cliente e os desafios da inovação
Navegar em um oceano azul é inovar e perseguir novas
oportunidades. Navegar em oceano vermelho é defender a posição atual. No
oceano azul, as empresas criam novos mercados. No vermelho, competem
em mercados existentes. Estes são alguns dos pontos levantados pelo
especialista em estratégia corporativa, Daniel Domeneghetti, durante o painel
“A empresa desbravando um Oceano Azul”, último do primeiro dia do
Insurance Meeting 2014.
E se não existe oceano azul sem inovação, não existe inovação
sem que o cliente esteja no contexto. Esse cliente que, segundo Daniel - e
muitos outros que passaram pelo evento em Angra – é, atualmente, muito
mais exigente, seletivo e bem informado, demandando uma nova atitude por
parte das empresas.
Nessa nova atitude, as empresas precisam, além de possuir um valor sustentável a longo prazo, utilizar inteligência e tecnologia para
conhecer melhor as particularidades de cada cliente, relacionando-se com este como se fosse único para melhor atender às suas demandas.
Outro consenso entre os participantes do Insurance Meeting é que os meios digitais permearão cada vez mais esse relacionamento. Tanto
que, de acordo com pesquisa apresentada pelo palestrante, 88% das seguradoras pretendem aumentar os investimentos em soluções digitais.
Investimentos que, em 2008 foram de R$ 350 milhões e, em 2014, devem chegar a R$ 1,23 bilhão, ainda segundo Daniel.
E esse interesse das seguradoras pelas soluções digitais também pode ser medido pelo número de empresas de tecnologia que
participaram do evento como expositoras, apresentando programas e aplicativos para as mais diversas necessidades, de gerenciamento de bancos
de dados a interfaces para registro de sinistros.
Fonte: CNseg
_________________________________________________________________________________________________________________________>>>
Lucro da Banestes Seguros cresce 18% no terceiro trimestre
A Banestes Seguros apresentou seus dados financeiros referentes
ao terceiro trimestre deste ano. Em comparação ao mesmo período de 2013,
o crescimento – somente nos meses de julho a setembro – foi de 18%, com
um lucro líquido de R$ 4,2 milhões.
No primeiro semestre de 2014, a companhia já havia registrado
números positivos, com uma alta de 15% no faturamento ante 2013 – o maior
resultado semestral da sua história.
Já no acumulado do ano até setembro, o aumento foi de 53% em
relação ao ano anterior, atingindo o valor de R$ 13,2 milhões. Ao fazer uma
análise do valor orçado, o lucro líquido aferido superou em mais de 20% o
objetivo da empresa.
“Aumentamos a visibilidade da nossa marca, realizamos diversas ações para motivação e aperfeiçoamento da nossa equipe e temos
colhido bons frutos, mesmo em um ano de instabilidade econômica”, afirma José Carlos Lyrio Rocha, diretor-presidente da seguradora.
Fonte: Revista Apólice
Divulgados os finalistas da edição 2014 do Prêmio da CNseg
A edição 2014 do Prêmio Antonio Carlos de Almeida Braga de Inovação em
Seguros, promovido pela CNseg, já tem os seus finalistas conhecidos. Levando em
conta os critérios de Inovação (peso de 40%), Relevância para o negócio (peso de
30%), Implementação (peso de 20%) e Conjunto do trabalho (peso de 10%), os
trabalhos selecionados são:
! Pagamento Direto de Sinistros a Terceiros
! Essencial Vida - Seguro de Vida Individual Flexível
! Estratégia Digital da Mongeral Aegon - um novo modelo de distribuição
! Gestão de Casos Complexos
! Carteira Digital Bradesco Seguros
! Loja de Seguros Itaú
! Plataforma do conhecimento - Educação Financeira
! Seguro DPVAT ao alcance de todos
! Sistema de Gestão de Performance dos Canais de Venda do AUTO-RE
A próxima fase é a defesa oral, por parte dos participantes, para a comissão julgadora, o que ocorrerá em 26 de novembro. Os
primeiro, segundo e terceiro lugares de cada uma das três categorias serão conhecidos, então, em 16 de dezembro, durante o almoço de
final de ano do mercado segurador, realizado no Copacabana Palace.
Para mais informações, visite o hotsite do Prêmio
Fonte: CNseg
Economia do Japão recua 1,6% no 3º trimestre
A economia do Japão registrou uma queda de 1,6% no terceiro trimestre deste ano em comparação com igual período do ano
passado, conforme informou neste domingo o governo japonês. O resultado surpreendeu os analistas consultados pela Dow Jones
Newswires, que aguardavam um crescimento de 2,25%.
Na comparação com o segundo trimestre deste ano, também houve recuo, de 0,4%, contrariando a previsão do mercado, que
esperava aumento de 0,5%. Especialistas acreditam que o fraco desempenho do Produto Interno Bruto (PIB) japonês nos três meses
encerrados em setembro ainda são uma consequência da elevação de imposto praticada em abril, que fez a alíquota sobre vendas saltar de
5% para 8%. No trimestre seguinte, de abril a junho, a economia recuou 7,3% na comparação anualizada.
Com os dados negativos, cresce a expectativa no mercado sobre um possível adiamento de um novo aumento do tributo, de 8%
para 10%, previsto inicialmente para outubro.
Muitos líderes empresariais estão divididos em relação a esse segundo aumento, com uma parte afirmando que é necessário elevar
o imposto para mostrar o compromisso do Japão em estabilizar suas finanças, e a outra parte alegando que esta não é a melhor hora para
frear o consumo, uma vez que a economia passa por dificuldades de demanda.
No terceiro trimestre, o consumo das famílias avançou 0,4% ante igual período do ano passado. Os gastos das empresas, por sua
vez, recuaram 0,2%.
Entenda o seguro residencial
Como a seguradora calcula o valor da indenização? (parte 2)
Você será indenizado até o valor máximo que contratou para cada cobertura.
Quando se tratar da reconstrução do imóvel, destruído por fogo, raio ou explosão, o cálculo será baseado no custo do metro
quadrado, conforme o padrão de construção.
A indenização, nesse caso, não inclui o custo do terreno, porque sobre este será refeita a sua residência.
Se houver perda total da sua residência e pertences, o limite máximo de indenização vai corresponder ao valor da avaliação do seu
imóvel, determinado na apólice.
Deduções
O cálculo da indenização vai levar em conta o custo de reposição ao preço corrente do dia e local do sinistro, diminuindo a
depreciação pelo uso, idade e estado de conservação do imóvel.
Alguns contratos preveem que o valor de avaliação do seu imóvel poderá ser pago integralmente, desde que seja superior ao custo
de reconstrução e reposição dos bens, além de a conclusão das despesas e obras acontecer no prazo de 180 dias.
As seguradoras limitam indenizações, sem aplicar os critérios de depreciação, anos de uso e localização, a duas vezes o valor de
novo do imóvel. Mas se o sinistro ocorrido no seu imóvel também atingir a residência de vizinhos e se você contratou o seguro de
responsabilidade civil, a indenização prevista para essa cobertura é independente do valor de avaliação da sua casa. Porém, a garantia de
responsabilidade civil depende da comprovação, como o nome diz, de que você foi responsável pelo dano ao imóvel alheio.
Ou seja, os danos causados à propriedade de outras pessoas serão pagos até o montante de indenização que você contratou.
Os danos aos bens materiais da sua casa que foram segurados são indenizados seguindo parâmetros semelhantes ao do imóvel, isto
é, mediante a aplicação de uma tabela de depreciação.
Exemplo de tabela de uma grande seguradora:
Se eu comprar dois seguros residenciais para minha casa, a indenização será maior
Você pode contratar duas apólices para um único imóvel, mas não quer dizer que vai receber dobrado, em caso de acidente. O
prejuízo continuará sendo um só e a indenização será paga por ambas as seguradoras, proporcionalmente.
Leia mais em: http://www.tudosobreseguros.org.br/sws/portal/

Documentos relacionados

Newsletter Diária do Sindicato das Seguradoras no RS

Newsletter Diária do Sindicato das Seguradoras no RS Edição Nº 1.096 | 29 de Abril de 2015 | Newsletter Eletrônica do Sindicato das Seguradoras no Rio Grande do Sul

Leia mais

Newsletter Diária do Sindicato das Seguradoras no RS

Newsletter Diária do Sindicato das Seguradoras no RS Vinte anos depois, a Generali ampliou seus serviços no mercado segurador brasileiro ao adquirir o controle acionário da Companhia de Seguros Mercúrio. Ainda na década de 50 a empresa inaugurou outr...

Leia mais

Newsletter Diária do Sindicato das Seguradoras no RS

Newsletter Diária do Sindicato das Seguradoras no RS Outros dados apontam que, em 2014, do total das indenizações pagas por morte e invalidez permanente, envolvendo mulheres, 39% eram motoristas, 20% pedestre e 41% passageiros, não tendo variação sig...

Leia mais