litosfera: vivendo sobre rochas

Сomentários

Transcrição

litosfera: vivendo sobre rochas
LITOSFERA:
VIVENDO SOBRE
ROCHAS
LITOSFERA: VIVENDO SOBRE ROCHAS
As Camadas
da Terra
Litosfera
 ROCHA
Atmosfera
 AR
Hidrosfera
 ÁGUA
Biosfera
 VIDA
Desde sua origem, o planeta
está em constante alteração.
Há cerca de 4,6
bilhões de anos, a
Terra era uma massa
incandescente.
LITOSFERA: VIVENDO SOBRE ROCHAS
LITOSFERA: VIVENDO SOBRE ROCHAS
A história da
Terra é muito
longa e, por
isso, foi
dividida em
eras
geológicas, ou
seja, grandes
intervalos de
tempo
LITOSFERA: VIVENDO SOBRE ROCHAS
LITOSFERA: VIVENDO SOBRE ROCHAS
LITOSFERA: VIVENDO SOBRE ROCHAS
LITOSFERA: VIVENDO SOBRE ROCHAS
A Terra em camadas
As principais camadas
internas da Terra são: a
crosta terrestre, o manto e
o núcleo.
É impossível o ser humano chegar
ao interior da Terra: devido em
média, há elevação de 1°C para
cada 35 metros de profundidade,
chamamos de Grau Geotérmico.
LITOSFERA: VIVENDO SOBRE ROCHAS
Deriva Continental e
Tectônica de Placas
Os continentes e oceanos que conhecemos nem
sempre estiveram no mesmo lugar
Há mais de 200
milhões de anos, a
superfície da Terra
era formada por
um único bloco
continental
LITOSFERA: VIVENDO SOBRE ROCHAS
Conhecida como Teoria da Deriva
dos Continentes, formulada pelo
cientista alemão Alfred Wegener.
Afirmou ter existido na Terra uma
única e gigantesca massa continental.
Ele deu o nome de Pangeia ( do
grego, Pan= “toda”; gea= “terra”).
LITOSFERA: VIVENDO SOBRE ROCHAS
Fundamentou-se
em evidências
Semelhanças
geométricas
das bordas dos continentes
(América do Sul e a África)
Os fósseis encontrados no
Brasil e na África
LITOSFERA: VIVENDO SOBRE ROCHAS
Wegener não conseguiu explicar naquela época o
que fazia os continentes se moverem.
Década de 1950, os cientistas puderam atribuir às
correntes de convecção a causa dos movimentos das
placas tectônicas.
LITOSFERA: VIVENDO SOBRE ROCHAS
Na década de 1960, com aperfeiçoamento tecnológico,
foi elaborada a Teoria das Placas Tectônicas.
LITOSFERA: VIVENDO SOBRE ROCHAS
Limites das Placas
Convergentes:
as placas colidem
uma contra a outra;
Divergentes:
as placas se afastam
uma da outra;
Transformantes:
as placas se atritam,
passando uma ao
lado da outra.
LITOSFERA: VIVENDO SOBRE ROCHAS
Por não estarem fixas, as
placas tectônicas deslizam
sobre o magma,
afastando-se umas das
outras ou deslizando-se
lateralmente. As bordas
das placas são as áreas
mais instáveis.
CONSEQUÊNCIAS:
As cadeias de montanhas;
As erupções vulcânicas;
Os terremotos e tsunamis.
LITOSFERA: VIVENDO SOBRE ROCHAS
Vulcões: São aberturas na crosta terrestre por
onde o material incandescente (magma), que forma
o núcleo da Terra, passa e chega até a superfície.
LITOSFERA: VIVENDO SOBRE ROCHAS
Terremotos ou Abalos
Sísmicos: São vibrações na
crosta terrestre causadas
pelo movimento das placas
tectônicas.
LITOSFERA: VIVENDO SOBRE ROCHAS
LITOSFERA: VIVENDO SOBRE ROCHAS
Como medir um terremoto
O Sismógrafo é o aparelho
que mede a intensidade de
um terremoto através de
uma escala.
LITOSFERA: VIVENDO SOBRE ROCHAS
Incríveis cenas do tsunami no Japão
LITOSFERA:
VIVENDO SOBRE
ROCHAS

Documentos relacionados

2012 2ª prova substitutiva de geografia colégio xix de março

2012 2ª prova substitutiva de geografia colégio xix de março a) Ação das forças externas modificadas e modeladoras do relevo terrestre, através de processos erosivos; b) Deslizamentos laterais entre as Placas Tectônicas em função dos choques provocados pelas...

Leia mais

processos geodinamicos interno.

processos geodinamicos interno. Efeitos e modos de percepção: elevação ou rebaixamento do nível do mar local, mudanças na configuração da drenagem, variação no nível de base de erosão, terraceamento dos vales fluviais

Leia mais