princípios da microcirurgia ocular

Сomentários

Transcrição

princípios da microcirurgia ocular
18/06/2012
PRINCÍPIOS
DA
MICROCIRURGIA OCULAR
Dr. João Alfredo Kleiner MV, MSc
Vetweb Oftalmologia Veterinária
www.vetweb.com.br
Magnificação
 Desde 1960 teve uma
enorme influência nos
avanços do ato cirúrgico
e instrumentação.
 Instrumentos menores e
mais precisos.
 Incisões e traumas
teciduais muito menores.
 Normal de 10x a 25x.
Postura
 Banqueta
microcirurgia.
 Apoio aos
cotovelos.
 Instrumental e
auxiliar
estrategicamente
posicionados.
1
18/06/2012
Instrumental Cirúrgico
 Diferem de acordo com o local operado:
 Órbita
 Pálpebras
 Conjuntiva e córnea
 Intraocular e catarata
 Vítreo e retina
Material


Aço inox

Mais pesados

Oxidam

Duram menos

Mais baratos.
Titânio

Mais leves

Manuseio melhor

Duram mais

Não oxidam

Mais caros.
2
18/06/2012
Manuseio
 Fixar o punho e apoiar os cotovelos;
 Movimentos delicados “girando”os
dedos.
 Visualizamos somente a ponta dos
instrumentos.
Limpeza e conservação
 Não utilizar escovas
 Usar Limpadoras ultrassônicas
 Detergente específico
 Não usar água da torneira
 Usar Água Destilada
 Remover BEM o excesso de detergente
 Esterilizar em Óxido de Etileno ou
Autoclave.
Blefaroestato
 Usado para retrair as
pálpebras, melhorando a
exposição do bulbo ocular.
 Deve ser leve para evitar
pressão excessiva no olho.
 Tamanho varia entre as
espécies.
3
18/06/2012
Barraquer
Castroviejo
Dilatador lacrimal
 Usado para dilatar as
punctas e canalículos
lacrimais nas cirurgias de
Epífora.
Porta Agulhas
 Formato, angulação,
ponteiras variadas.
 Funcionam com compressão
digital.
 Para fios agulhados de
calibres 7-0, 8-0, 9-0 e 10-0.
 Cada cirurgião se adapta a
um tipo.
4
18/06/2012
Pinça de Calázio
 Fixam tecido palpebral;
 Protegem a córnea;
 Usada em:
 Calázio
 Distiquíase
 Tumores palpebrais
Pinça de Conjuntiva
 Fixam tecido conjuntival;
 Usada em:
 Ressecção dermóides conj.
 Flaps
 Tumores conjuntivais.
Pinça de Córnea
 Fixam tecido corneano e
escleral;
 Usada em:
 Ressecção dermóides
 Sutura de córnea / esclera
 Transplantes
 Neoplasias
5
18/06/2012
Pinça de Pontos
 Usadas na microrrafia.
 Substituem os dedos para
manipular o material de
sutura.
 Fino e curto.
 Para o nó:
 Girar dois instrumentos.
Tesoura de Conjuntiva
 Usadas na mobilização de
tecido conjuntival em flaps.
 Cortar suturas na
microrrafia.
 Biópsias conjuntivais.
Tesoura de Córnea
 Usadas para ampliar a
incisão corneana depois
de feita com o bisturi.
 Pontas finas e anguladas
facilitam a entrada na
câmara anterior.
 Ceratoplastias.
6
18/06/2012
Bisturis
 Descartáveis.
 Safira
 Diamante
 Angulações e tamanhos
variados.
Porta giletes
 Usadas para segurar pedaços
de gilete cortados de acordo
com a necessidade cirúrgica.
 Procedimentos extraoculares.
7
18/06/2012
Ganchos de músculo
 Usados para rotacionar
o olho através da
fixação dos músculos
do bulbo ocular.
 Ex: Cirurgia de estrabismo.
Jameson
Arruga
Tesoura Vannas
 Mais delicadas que as
conjuntivais.
 Usadas em tecidos muito
delicados.
 Ex. Íris, cápsula anterior.
Anel de Thorton
 Usado para fixar o bulbo
para realizar incisões
corneanas e paracenteses.
8
18/06/2012
Pinça de Capsulorréxis
 Para a abertura curvilínea
e continua da cápsula
anterior antes de iniciada
a cirurgia de Faco.
Utrata
Inamura
Cânula de Hidroprocedimento
 Utilizada para fazer uma
clivagem com BSS entre
a cápsula anterior e o
núcleo opaco, soltando-o
da cápsula e facilitando a
rotação.
Pré-chopper de Akahoshi
 Usado para fragmentar o
núcleo da lente,
facilitando a conquista dos
fragmentos.
9
18/06/2012
Manipuladores de núcleo
 Usado para fixar
fragmentos da lente e
rotacionar o núcleo na
cirurgia de Faco.
Compasso (caliper) Castroviejo
 Usado para medir
estruturas e locais para
incisões e fixações mais
precisas.
Trépano de córnea
 Usado para retirar o
fragmento de córnea do
receptor.
 Ex: Transplantes.
10
18/06/2012
Punch córnea doador
 Usado para retirar o
fragmento a ser
transplantado (doador).
11