As sete maravilhas do mundo antigo, tamb

Сomentários

Transcrição

As sete maravilhas do mundo antigo, tamb
Autoria: Portal EducarBrasil
Titulo: As Sete Maravilhas do Mundo Antigo
Corpo do Texto:
As sete maravilhas do mundo antigo, também conhecidas comoas sete coisas dignas de serem vistas, são monumentos
construídos pelo homem durante a Antiguidade e que se destacam pela grandeza, pela importância histórica e pelas
dimensões.
Atribuem-se a dois gregos as origens da lista: o engenheiro chamado Philon de Bizâncio, 200 d.C., citou as construções
arquitetônicas em seu livro que servia como guia de viagem para os moradores da Grécia, e o poeta Antípatro de Sídon, 150
a.C., escreveu sobre os monumentos em um poema.
Pouco se sabe sobre os grandes monumentos, pois suas construções datam de antes de Cristo, e seis deles foram destruídos.
As informações são baseadas em lendas, relatos e alguns estudos científicos e arqueológicos, mas possuem suas
importâncias históricas, turísticas e, por isso, econômicas.
A Pirâmide de Quéops é a única das sete maravilhas que sobreviveu. Ela se localiza no Egito e foi construída em 2500 a.C.
Deveria servir de tumba para o Faraó Quéops, porém não foi encontrado nenhum corpo questionando sua função de sepultura.
Também é chamada de “a grande pirâmide”, pois compreende uma área de 54.000 m2, 140 metros de altura, possuindo 2,3
milhões de blocos, que, no total, somam 5,9 milhões de toneladas. Era a maior construção feita pelo homem na Antiguidade e
pode ser visualizada a quilômetros de distância.
Os Jardins Suspensos da Babilônia ficavam próximos à atual cidade de Bagdá, no Iraque. São poucas e não muito confiáveis
as informações a respeito dessa construção, não se sabendo, ao certo, quando foi destruída. Acredita-se que eram seis
terraços um sobre o outro, com mais ou menos 120 metros de altura. Irrigada pelo rio Eufrates, possuía flores, árvores e
palmeiras e foi construído para agradar à esposa do rei Nabucodonosor II. Um monumento gigantesco e com plantas tropicais
em plena região desértica era um exemplo do poder do império Babilônico.
AEstátua de Zeus, em Olímpia, foi construída na Grécia e dedicada ao principal deus grego. Foi erguida no século V a.C. para
uma homenagem durante os Jogos Olímpicos da Antiguidade. Possuía 12 metros de altura e era feita de marfim, ouro e pedras
preciosas. Em uma de suas mãos, Zeus possuía a estátua de Nike, deusa da vitória e, na outra, a representação de uma águia.
No ano de 462 d.C., foi destruída por um incêndio.
O Templo de Ártemis foi construído em Éfeso, atualmente Turquia, para homenagear a deusa. Era considerado um dos
maiores e mais bonitos templos da época. Possuía 127 colunas de 20 metros cada, e a obra de arte mais importante era a
estátua de Ártemis. Foi destruída por um incêndio e restaurada por Alexandre, O Grande. Porém, durante o século III d.C., foi
devastada pela invasão dos povos germânicos e por terremotos na região. Hoje, apenas uma pilastra resta no local, e algumas
relíquias estão expostas em um museu em Londres.
Halicarnasso era a capital do reino de Mausolo, localizado na Turquia. Lá se erguia o Mausoléu de Halicarnasso. O túmulo foi
construído pela rainha Artemísia, a fim de lembrar os restos mortais de seu marido. Ficava no topo de uma colina, onde era
avistado por toda a cidade, e possuía 1.200 m2de área, 45 m de altura e 36 colunas que ladeavam todo o edifício. Como era
uma obra magnífica, surgiu o nome mausoléu por causa do rei Mausolo para as tumbas luxuosas.
O Colosso de Rodes representa Apolo, deus do Sol. Era porta de entrada para a ilha grega de Rodes, no Mar Mediterrâneo.
Com 30 metros de altura e 70 toneladas, toda feita de bronze, o colosso foi esculpido entre 280 e 292 a. C. Cada pé de Apolo
ficava em uma margem do canal, obrigando as embarcações, que chegavam ao porto, a atravessar por baixo da estátua. Em
uma de suas mãos, havia uma tocha que servia de farol à noite. Foi destruída por um terremoto 55 anos depois de sua
construção.
Construído em 280 a. C. na Ilha de Faro, o Farol de Alexandria: no Egito, o farol era uma torre toda feita em mármore, de 150
metros de altura. Servia para indicar a direção correta aos navegantes. O farol era espelhado para que sua chama pudesse ser
avistada a mais de 50 quilômetros de distância, e, no topo, havia uma estátua de Poseidon, deus grego que controla os mares.
No século XIV, um terrível terremoto destruiu o farol, que, durante anos, foi uma das estruturas mais altas construídas pelos
homens.
Pontos Selecionados:
Iraque
Babilônia era uma das mais importantes cidades da Mesopotâmia, atualmente seria o território do Iraque e entorno. O
significado de sua importância pode ser visto nas histórias bíblicas da Torre de Babel e da construção dos Jardins Suspensos
da Babilônia, uma das setes maravilhas do mundo antigo.
Existem poucas referências sobre os jardins. Acredita-se que estavam localizados próximos à cidade de Bagdá, coordenadas
geográficas 33°18’ 56’’ N e 44°23’ 31’’ L, que hoje é a capital do Iraque. Como a região possui clima desértico, é difícil para os
arqueólogos confirmarem se as ruínas pertenciam aos jardins, pois as plantas não sobreviveram.
Curiosidades: http://www.mundi.com.br/Wiki-Iraque-231.html
Mapa:
http://maps.google.com.br/maps?hl=pt-br&biw=1291&bih=540&q=mapa+do+iraque&um=1&ie=UTF-8&hq=&hnear=Iraque&gl=b
r&ei=WgwrTZCiFISdlgem0I35AQ&sa=X&oi=geocode_result&ct=title&resnum=1&ved=0CBYQ8gEwAA
Bandeira:
Egito
O Egito, cuja capital é o Cairo, abriga duas das sete maravilhas do mundo antigo, a Pirâmide de Quéops, a única das sete
maravilhas que ainda existe, e o Farol de Alexandria. Quéops, coordenadas geográficas 29°58’ 43’’ N e 31°08’ 04’’ L, é a
maior de um grupo de três pirâmides que são importantes pontos turisticos para a região, por isso são fundamentais para a
economia.
Já o farol se localizava na cidade de Alexandria, segunda maior cidade do Egito e capital do país na Antiguidade. O porto, que
era iluminado pelo farol, coordenadas geográficas 31°12’ 41’’ N 29°54’ 08’’ L, continua sendo o principal porto do Norte do
Egito.
Curiosidades: http://www.egito-turismo.com/
Mapa:
http://maps.google.com.br/maps?hl=pt-br&gl=br&biw=1291&bih=540&q=mapa+do+egito&um=1&ie=UTF-8&hq=&hnear=Egito&
gl=br&ei=o_chTYLXEIbGlQey7f3BDA&sa=X&oi=geocode_result&ct=title&resnum=1&ved=0CBgQ8gEwAA
Bandeira:
Grécia
A lista das sete maravilhas do mundo antigo foi escrita e mencionada pelos gregos, porém apenas uma se encontrava na
Grécia, a Estátua de Zeus em Olímpia. É na antiga cidade de Olímpia, coordenadas geográficas 37° 34’ 10’’ N e 21° 36’ 00’’ L,
que se originaram os famosos jogos olímpicos, a partir de 776 a.C. Foi para homenagear o senhor do Olímpio, durante os
jogos, que os gregos construíram a estátua. Hoje só é possível encontrar as ruínas da cidade e da estátua de Zeus, porém o
local é um importante ponto econômico para a região, pois é visitado por turistas de todo o mundo.
Curiosidades: http://www.guiageo-grecia.com/
Mapa: http://www.guiageo-grecia.com/mapa-politico.htm
Bandeira:
Turquia
A Turquia abrigava duas das sete maravilhas do mundo antigo, o Templo de Ártemis, em Éfeso, e o Mausoléu de Halicarnasso.
Éfeso, coordenadas geográficas 37° 56’ 18’’ N e 27° 20’ 29’’ L, possuía o principal porto do mar Egeu. Além do Templo de
Ártemis, os outros pontos importantes na cidade são a Biblioteca de Celsius e o maior Anfiteatro da época, podendo comportar
até 25 mil pessoas.
Halicarnasso, coordenadas geográficas 36°37’ 03’’ N e 27°31’ 05’’ L, fica no Sul da Turquia e próximo às ilhas gregas.Era
capital de uma das províncias do antigo Império Persa. Hoje, ainda existem algumas ruínas do Mausoléu.
Curiosidades: http://www1.folha.uol.com.br/folha/turismo/noticias/ult338u5688.shtml
Mapa: http://www.guiageo-europa.com/mapas/turquia.htm
Bandeira:
Ilha de Rodes
Situada entre leste da Grécia e sudoeste da Turquia, Rodes é o maior de um grupo de ilhas da região. É importante para a
economia da Grécia, pois abrigava uma das sete maravilhas do mundo antigo, o Colosso de Rodes. É bastante visitada por
turistas de vários lugares. A estátua ligava as duas margens do porto de Mandraki, coordenadas geográficas 36° 26’ 56’’ N e
28° 13’ 35’’ L, maior porto da ilha na época. Hoje, o porto continua sendo um dos principais, e onde se encontrava o colosso
existem duas estátuas de cervos, uma de cada lado.
Curiosidades: http://www.guiageo-grecia.com/rodes.htm
Mapa:
http://maps.google.com.br/maps?hl=pt-br&biw=1308&bih=540&rlz=1R2SUNC_pt-BRBR375&q=mapa%20ilha%20de%20rodes
&um=1&ie=UTF-8&sa=N&tab=wl
Bandeira:
Questão Investigativa:
Quais são os pontos turísticos mais importantes de sua cidade? Por que eles são considerados pontos turísticos?
Competência e habilidade:
Competência:Entender a importância da cartografia para a Geografia, como também o processo geográfico de transformação
do mundo.
Habilidade: Compreender a estrutura dos mapas; Ler mapas; Usar Atlas Escolares como fonte de pesquisa; Colorir mapas,
tabelas, gráficos e colunas com o objetivo de perceber os usos destes materiais pela geografia; Usar diversos tipos de mapas;
Criar mapas sobre a escola, bairro, cidade.
Anexo: arquivo KMZ
Destaque:
http://www.brasilescola.com/historia/sete-maravilhas-mundo.htm
http://blogs.estadao.com.br/estadinho/2010/08/07/as-sete-maravilhas-do-mundo-antigo/
http://www.suapesquisa.com/pesquisa/sete_maravilhas.htm
http://educacao.uol.com.br/atualidades/teste/as-sete-maravilhas-do-mundo-moderno-marketing-turistico-ja-existia-na-antiguidad
e-classica.jhtm
http://www.infoescola.com/civilizacao-egipcia/piramide-de-queops/
Recursos recomendados:
●
●
●
●
Aula expositiva na sala de informática: O professor deverá levar os alunos para a sala de informática e mostrar figuras das
sete maravilhas do mundo, sua localização espacial e os Marcos Geográficos, para que os alunos conheçam as cidades
atuais onde se encontravam as sete maravilhas do mundo antigo.
Elaboração do guia turístico local: O professor deverá dividir a turma em sete grupos. Cada grupo será responsável pela
pesquisa de uma construção importante para a cidade ou estado. Depois com toda a sala reunida os alunos deverão montar
o guia turístico com as “sete maravilhas do estado”.
Vídeo: As Sete Maravilhas do Mundo Antigo. Disponível em http://www.youtube.com/watch?v=5moiZB-evWA
Filmografia: As Sete Maravilhas do Mundo Discovery Channel Parte 1 – Documentário dohistoriador e escritor John Romer,
percorrendo o mundo antigo para conhecer algumas das mais magníficas realizações da raça humana, feitos que, de tão
grandiosos, belos e significativos, ficarão através dos tempos como símbolos do poder do homem na Terra.
Atividades para estudantes:
Reúna-se com seus colegas e crie uma lista das maravilhas de sua cidade, estado ou país. Depois, discuta qual a importância
dessas construções para a cultura e para a história local.
Sugestão docente:
O professor poderá trabalhar com os alunos as funções que cada maravilha possuía para sua época. Discuta em sala de aula:
Por que as maravilhas foram construídas? Seu papel era apenas de ornamentação?
Depois, poderá trabalhar com os estudantes a importância das construções para a representação da cultura dos povos e da
soberania de reis e deuses.
Temas transversais:
Pluralidade Cultural
Referencias:
http://www.brasilescola.com/historia/sete-maravilhas-mundo.htm. Acesso em 16/09/2010.
http://blogs.estadao.com.br/estadinho/2010/08/07/as-sete-maravilhas-do-mundo-antigo/ .Acesso em 16/09/2010.
http://www.infoescola.com/civilizacao-egipcia/piramide-de-queops/.Acesso em 16/09/2010.
http://www1.folha.uol.com.br/folha/mundo/ult94u323202.shtml.Acesso em 16/09/2010.
http://www.historianet.com.br/conteudo/default.aspx?codigo=210.Acesso em 16/09/2010.
Resumo:
As sete maravilhas do mundo se constituíram durante a Antiguidade, porém, devido ao seu valor histórico, religioso, sua
grandiosidade e magnitude,continuam sendo pontos turísticos de extrema importância para a região e para estudos
arqueológicos.

Documentos relacionados

Autoria: Portal EducarBrasil Titulo: As sete maravilhas do mundo

Autoria: Portal EducarBrasil Titulo: As sete maravilhas do mundo dado a um dado objeto. Em que medida a demarcação desses marcos patrimoniais pode favorecer a economia dos países nos quais eles se localizam?

Leia mais