ATIVIDADES 8º ANO 1) a) Identifique no mapa abaixo, de acordo

Сomentários

Transcrição

ATIVIDADES 8º ANO 1) a) Identifique no mapa abaixo, de acordo
ATIVIDADES 8º ANO
1)
a) Identifique no mapa abaixo, de acordo com a regionalização da África, a região em amarelo
e a região representada em verde.
b) Aponte as principais diferenças (naturais e humanas) entre elas.
2) O ano de 2004 encerrou-se com o impacto das catástrofes causadas pelas "tsunamis",
principalmente na Ásia, que acarretaram mais de300 mil mortes. Porém, como o mapa e a
charge a seguir indicam, existem outras "tsunamis" que estão arrasando o continente africano,
há muito mais tempo. Mapa: "34 milhões de crianças órfãs na África subsaariana (porcentagem
estimada de crianças órfãs, no total de crianças dos países africanos, 2001).
Utilizando como referência as imagens apresentadas, identifique e explique duas outras causas
que ampliam a devastação da população no continente africano, além da epidemia de AIDS.
3) Analise a imagem a seguir.
Caracterize o apartheid
4) Analise a imagem e as informações a seguir.
O genocídio que teve lugar em Ruanda, assim como a guerra civil em curso na República
Democrática do Congo, ou ainda o conflito em Darfur, no Sudão, revelam uma África
marcada pela divisão e pela violência. Esse estado de coisas deve-se, em parte,
a) às diferenças ideológicas que perpassam as sociedades africanas, divididas entre os
defensores do liberalismo e os adeptos do planejamento central.
b) à intolerância religiosa que impede a consolidação dos estados nacionais africanos,
divididos nas inúmeras denominações cristãs e muçulmanas.
c) aos graves problemas ambientais que produzem catástrofes e aguçam a desigualdade ao
perpetuar a fome, a violência e a miséria em todo o continente.
d) à herança do colonialismo, que introduziu o conceito de Estado-nação sem considerar as
características das sociedades locais.
e) às potências ocidentais que continuam mantendo uma política assistencialista, o que faz
com que os governos locais beneficiem-se do caos.
5) A África é exposta constantemente na mídia por conta de suas tragédias sociais e naturais.
Imagine um turista com intenção de visitar o continente e que se depara com as seguintes
manchetes de jornais:
“No ano de 2005, no mínimo 30 milhões de pessoas sofreram com as secas na África."
“O continente africano apresenta incapacidade de atrair investimentos estrangeiros que se
dirigem a outras regiões menos desenvolvidas do globo onde a mão-de-obra é mais
qualificada.”
“Várias pessoas ficaram feridas ontem em Goma, no leste do Zaire, ao ser pisoteadas quando
os rebeldes tutsis dispararam para o alto na tentativa de impedir cerca de mil pessoas de se
apoderar das últimas reservas de alimento num armazém da ONU.”
“Mais uma vez a África é sacudida por conflitos internos.”
Escreva uma carta à esse turista convencendo-o de que, apesar dos problemas, vale a pena
conhecer o continente.
6) A África Subsaariana apresenta os piores indicadores quanto a infectados e novos casos de
Aids. Quais as razões desses indicadores?
7) África: Um Continente Esquecido Por Deus
Quando eu falo da África,
Falo de sofrimento.
Quando eu cito a África,
Cito o esquecimento.
Continente pilhado, dividido
E ocupado pelos países Europeus.
Milhões de africanos escravizados,
Parece que foi esquecido por Deus.
Genocídio em Ruanda.
Ebola no Gabão.
Tirania em Uganda,
Fome e guerra civil no Sudão.
Rivalidades étnicas, lutas coloniais.
HIV devastadora, diamantes, grupos rebeldes,
Falta de prosperidade e paz.
Pobre continente africano!
Pilhado, dividido, ocupado
E arrasado pelos Europeus.
Criancinhas morrendo de fome,
Parece que foi esquecido por Deus.
Autor: Sérgio Ricardo Dos Santos Gomes
a) De que forma a colonização europeia provocou mudanças na sociedade e na geografia
africana?
b) Quais problemas existem na África citados pelo autor?
c) Comente o último verso escrito pelo autor: "Parece que foi esquecido por Deus".
8) Os mapas a seguir apresentam diferenças nas fronteiras políticas e étnicas da África.
Aponte e comente uma consequência dessas diferenças.
9) (FGV) De 1948 a 1991, vigorou na África do Sul o regime denominado apartheid. A esse
respeito é correto afirmar:
10) A repercussão negativa ao regime político racial instalado na África do Sul envolveu a
maioria da população local (negros) e organismos internacionais como, por exemplo, a
Organização das Nações Unidas (ONU). Várias manifestações foram realizadas contra o
apartheid, sendo o principal líder desses movimentos:
a) Mahatma Gandhi
b) Frederick de Klerk
c) Thabo Mbeki
d) Nelson Mandela
11) Quinze anos depois do genocídio que vitimou mais de 800 mil pessoas, visitar Ruanda
ainda é uma espécie de jogo de adivinhação – a cada rosto que passa tenta-se descobrir quem
foi vítima e quem foi algoz na tragédia de 1994. O governo do país recorre à união do povo. O
censo e as carteiras de identidade étnicas não existem mais, todos agora são apenas
considerados ruandeses. O esforço do presidente Paul Kagame em evitar um novo conflito é
tão grande que chamar alguém de “tutsi” ou “hutu” de maneira ofensiva é crime, com pena que
pode chegar a 14 anos.
(Marta Reis)
Quais fatores históricos nos ajudam a explicar os conflitos entre os hutus e os tutsis durante as
últimas décadas?
12) Sobre o continente africano, é falso afirmar que :
a) na maioria dos países da África subsaariana, a pobreza é uma herança do colonialismo.
b) as crises agudas de fome que vêm atingindo países africanos nas últimas décadas
coincidiram com circunstâncias climáticas (secas prolongadas) ou políticas adversas (guerras
civis ou conflitos separatistas), ou com uma combinação das duas.
c) a difusão descontrolada da AIDS (pessoas portadoras do vírus do HIV) na África, funciona
como uma bomba social: destrói os núcleos familiares que desempenham funções vitais na
reprodução das sociedades.
d) as receitas decrescentes das exportações e as necessidades de importações cada vez
maiores, geram desequilíbrios profundos na balança comercial das nações africanas.
e) o endividamento externo diminui em todo o continente africano.
13) Assim como a América Latina, o continente africano é marcado pelo subdesenvolvimento.
As terras africanas, divididas e redivididas entre os países europeus, depois da 2ª Guerra
Mundial, passaram por um processo de descolonização que deu origem à atual divisão política.
Analise:
1- A independência política desses países não correspondeu, necessariamente, à
independência econômica.
2- A política do APARTHEID demonstrou ser o caminho da paz, da liberdade e da igualdade
sócio-econômica para os países africanos.
3- Alguns países são muito ricos em recursos naturais, mas a maior parte de seus habitantes é
muito pobre.
4- A África Subsaariana vem sofrendo limitações no desenvolvimento de sua produção local,
devido ao fato de estar fora das prioridades dos mercados mundiais.
5- O clima, em todos os países africanos, é quente e árido, e a população em todos eles, é
predominantemente negra.
Quais estão corretas?
14) Sudão do sul, independente e vulnerável
No sábado 9, o mundo ganhou um novo país: o Sudão do Sul. A nação, maior que a Bahia,
nasce carregando o título do Estado mais pobre do mundo, onde três dos estimados nove
milhões de habitantes precisam de ajuda humanitária para se alimentar e 90% vivem com até
50 centavos de dólar por dia (cerca de 0,80 centavos de reais).
Em
relação
à
geografia
do
novo
país,
está
correto
afirmar:
a) Localizado na África Austral, as ricas jazidas de ferro e cobre apresentam-se como
oportunidades futuras em melhores dias para amenizar o alto índice de miséria existente.
b) Localizado entre a África Oriental e Central, e de maioria cristã e animista em oposição ao
norte islâmico, o Sudão do Sul vê no petróleo as melhores perspectivas futuras.
c) Localizado na África Ocidental, o novo país tem nas áreas de plantation a base da economia
exportadora
de
gêneros
tropicais,
como
cacau
e
açúcar.
d) O conflito étnico entre tutsis e hutus levou a um genocídio nesse novo país da África
Oriental, cuja separação em duas partes pareceu ser a única solução possível.
e) O novo país de maioria islâmica localiza-se na África Setentrional e o clima mediterrâneo
favorece o cultivo de videiras e oliveiras, os principais produtos de exportação.

Documentos relacionados

UM CONTINENTE POBRE E COBIÇADO

UM CONTINENTE POBRE E COBIÇADO Pelo Petróleo - Soldados do Sudão do Sul comemoram a retomada da cidade de Malakal, rica em petróleo, em março de 2014: ela fora tomada pelos guerrilheiros Crédito: Ivan Lieman/AFP Mais jovem nação...

Leia mais