Voir l`information

Сomentários

Transcrição

Voir l`information
Bons Ventos
VILA NOVA DE GAIA
Douro affair
Numa altura em que o
Porto é notícia como melhor
destino de férias na Europa
segundo o guia Lonely
Planet, a Graham’s abriu
mais uma janela, na outra
margem, para o admirar a
pretexto do vinho, da boa
mesa e da tradição.
A vista para o Porto, a partir da margem de
Gaia, não chega a ser tão ampla como a que se
desfruta dos terraços do vizinho hotel vínico da
família Yeatman, mas impressiona. Sobretudo
porque o grande público, até à abertura do
restaurante e bar de vinhos Vinum no passado
mês de março, desconhecia a existência de tão
excelente miradouro. Propriedade dos Symington, família de origem britânica estabelecida
em terras durienses há mais de três séculos
e detentora de marcas bem conhecidas como
a Dow’s, a Martinez (nos vinhos do Porto) ou
até a Blandy’s (nos vinhos da Madeira), as
caves da Graham’s, com uma média anual de
cinquenta a sessenta mil visitantes (cada vez
mais russos, brasileiros e chineses), passaram
por uma remodelação substancial a tempo de
assinalar os 130 anos do clã como produtores
de vinho. Fundadas em 1890, as caves viraram
uma importante página na sua história, que
passa agora a ser contada no Graham’s Port
Lodge com recurso aos objetos de sempre
(entre a memorabilia, diários, mapas, fotografias e até um relógio Patek Philippe que pertenceu à rainha D. Amélia) mas com uma disposição e layout adequados ao presente.
E mantém-se o ritual das visitas e das provas,
sempre acompanhadas de um guia (são 12 as
nacionalidades representadas, falando cada
guia quatro a cinco idiomas) – nem de outro
modo poderia ser. Com diferentes propostas
e preços, as provas mais acessíveis têm lugar
na sala principal e as mais exclusivas na sala
Vintage com vinhos do Porto de topo (como os
32
vintage e os tawnies da Graham’s). Mas a grande novidade, e surpresa, acaba mesmo por ser
o novo Vinum. Instalado numa antiga sala de
banquetes das caves, ele faz as vezes de bar
de vinhos com carta de tapas e de restaurante
com serviço à la carte, menus para grupos e
menus executivos durante a semana ao almoço (25 euros por pessoa). A decoração tira
proveito da imponência das paredes de granito centenárias, pintadas de branco, e exibe em
paredes e vitrinas de vidro objetos e pipas ligados à produção do vinho. No prolongamento,
o Atrium, uma sala coberta com acesso ao já
mencionado terraço panorâmico debruçado
sobre o Douro. Em tempos foi cais de cargas
e depois esplanada; agora é um novo chamariz
até para as gentes do Porto e de Gaia, que
constituem já cerca de cinquenta por cento da
clientela. Gerido pelo grupo basco Sagardi,
especializado em restauração e presente em
diversos países, mas com uma equipa de cozinheiros portugueses, o Vinum não quer ser
só um cartão turístico – quer ser uma referência gastronómica a norte, a gosto das pessoas
do Norte. Daí uma ementa de base regional
inspirada no receituário tradicional do Douro,
de Trás-os-Montes, do Minho e do Atlântico (o
prato-emblema da casa é o costeletão de vaca
velha à transmontana). E os vinhos, claro, são
o fio condutor. Na carta, que exibe na capa a
fotografia de Emílio, um dos sete tanoeiros da
Graham’s, há vinho de mesa a copo a partir de
2,50 euros e Portos vintage do dia a 10 euros o
copo, mas interessante mesmo é fazer harmonizações entre o que se come e o que se bebe
percorrendo os vários itens listados de forma
muito pessoal: os vinhos dividem-se entre os
que são produzidos pela família Symington e
os que são colheita de produtores amigos de
outras regiões vinícolas a nível nacional e internacional. O que é um princípio tão legítimo
como qualquer outro. JMS
Vinum-Restaurant & Wine Bar
Rua do Agro, n.º 141 (Graham’s Port Lodge)
vinumatgrahams.com
Volta ao Mundo julho 2013

Documentos relacionados

Vinum - Restaurant e Wine Bar

Vinum - Restaurant e Wine Bar Chegados a este ponto, e já depois da passagem pela loja, das duas uma: ou se dá por terminada a visita ou segue-se para o Vinum, o restaurante que complementa “a experiência” que a Graham''s quer ...

Leia mais

news

news O universo que o espaço, pensado pelo arquitecto Luís Loureiro e onde antes existiam barricas, retrata é o do vinho e esta cultura está por todo o lado. Basta dizer que o restaurante é contíguo às ...

Leia mais