HISTÓRIA DA ARTE

Сomentários

Transcrição

HISTÓRIA DA ARTE
HISTÓRIA DA ARTE
1ª QUESTÃO
São características da arte egípcia, EXCETO:
A) O uso exclusivo para finalidades religiosas.
B) A concepção cúbica da forma humana nas esculturas.
C) O convencionalismo, a frontalidade e a influência religiosa politeísta na
pintura.
D) A presença marcante de colunas em sua arquitetura.
E) A grande influência da crença na existência da vida depois da morte.
2ª QUESTÃO
A sequência de obras abaixo, que se refere apenas a construções colossais
em pedra, realizadas pelos egípcios, é
A)
B)
C)
D)
Pirâmides de Gisé, Vênus de Willendorf, Cromelech de Stonehenge.
Figuras de Pedra da Ilha de Páscoa, Esfinge de Gisé, Templo Erectheion.
Cromelech de Stonehenge, Templo de Luxor, Templo Erectheion.
Esfinge de Gisé, Pirâmide em degraus do rei Zozer (Sacaaá), templo
funerário de Hatshepsut (Deir-elBahari).
E) Dólmen de Carnac, Zigurate de Urnammu, Templo Branco.
3ª QUESTÃO
Sobre a arte grega, é INCORRETO afirmar:
A) A escultura plena arcaica grega é exemplificada pelos Kouroi e Korai,
trabalhados preferencialmente em pedra.
B) A arquitetura grega encontra-se expressa não apenas por templos, mas
também pela arquitetura civil pública e privada.
C) O contrapposto permitiu liberdade de movimento às esculturas plenas
gregas.
D) Os estilos da pintura grega de cerâmica restringem-se ao de figuras negras
e ao de figuras vermelhas.
E) As estátuas de pequenas dimensões, cuja temática variava da mitologia ao
cotidiano, foram uma das manifestações de arte características da escultura
helenística.
1
4ª QUESTÃO
Há pouca informação direta sobre o desenvolvimento da pintura na época
helenística. Os escassos exemplos que chegaram até nós permitem-nos, no
entanto, dizer que, nesse período, as maiores realizações da pintura se
resumem a
A) vasos de cerâmica, nos quais predominam cenas de mitologia.
B) relevos coloridos, que substituíram a pintura mural e os mosaicos.
C) cenas realistas, que confirmam o abandono da imitação de materiais e dos
efeitos ilusionistas, como o trompe l´oeil.
D) mosaicos com tesselas de vidro coloridas.
E) diversificação da temática da pintura, criação de novas técnicas e busca de
efeitos ilusionistas, como o trompe l´oeil.
5ª QUESTÃO
A afirmativa INCORRETA sobre a arte mesopotâmica é:
A) As estátuas dos adoradores, na arte suméria, visavam a substituir as
pessoas nos templos, apesar de sua aparência esquemática e simplificada.
B) As caçadas e as campanhas militares eram temas da escultura assíria.
C) O uso da pedra era predominante na arquitetura suméria.
D) A concepção da forma, na escultura suméria, utilizava o cone e o cilindro.
E) O templo e o zigurate constituíam a arquitetura religiosa da Suméria.
6ª QUESTÃO
A afirmativa CORRETA em relação à arte romana é
A) A pintura mural romana limitou-se às cópias de exemplos gregos, realizadas
sob a forma de mosaicos.
B) Os retratos em busto, vulto inteiro ou estátuas equestres constituem uma
das temáticas mais marcantes da escultura romana.
C) A presença do retrato, na arte romana, restringiu-se à escultura e muitas
vezes se manifestava de modo caricatural.
D) A arquitetura romana, caracterizada pela monumentalidade, pelo uso dos
arcos plenos e de colunas, enfatizou as construções religiosas em
detrimento de sua arquitetura civil.
E) Os baixos-relevos narrativos romanos encontravam-se inseridos em
medalhões de formato triangular, nos altares, colunas e arcos de triunfo.
2
7ª QUESTÃO
Os romanos revelaram habilidade e talento na arte de executar relevos em
arcos de triunfo, abóbadas, altares e frisos de templos, nos quais exaltaram
fatos históricos notáveis e conquistas de seus imperadores. Nesse sentido,
podemos afirmar que a Coluna de Trajano (Roma) consiste
A) no mais notável relevo do Mundo Antigo, que, pela gigantesca proporção
das figuras representadas, permite que o público visualize perfeitamente
todas as cenas referentes à queda do Império Romano.
B) em uma ambiciosa composição, em pormenores, número de figuras e
quantidade de cenas sobre a vitória do Imperador sobre os Dácios.
C) em um conjunto de mais de 500 episódios, narrando a Vitória do imperador
Trajano sobre Justiniano, o Grande.
D) em uma obra que permite ao observador visualizar perfeitamente todas as
imagens e acompanhar a narrativa sobre a vitória de Trajano sobre os
árabes.
E) em uma coluna retirada do templo de Dario I, pertencente à ordem toscana.
8ª QUESTÃO
Sobre a arte românica, é INCORRETO afirmar:
A) A arquitetura religiosa românica caracterizou-se pelo uso dos arcos de volta
perfeita e por paredes pesadas.
B) As igrejas de peregrinação não fazem parte dos tipos de construção
religiosa da arquitetura românica.
C) A escultura românica marca o ressurgimento da escultura monumental em
pedra e encontra-se voltada principalmente para sua temática religiosa.
D) O conjunto arquitetônico de Pisa (Itália), composto por catedral, batistério e
torre, é um exemplo de arquitetura românica toscana.
E) A pintura românica manifestou-se por meio não apenas da pintura mural,
mas também das miniaturas e iluminuras.
3
Observe a imagem 1 para responder à 9ª QUESTÃO.
Imagem 1 (Detalhe de Relevo, c. 1130-35. JANSON, H.W. História da Arte. 4. ed. Lisboa: Fundação Calouste
Gulbenkian, 1989, p. 291).
9ª QUESTÃO
Com base em atenta observação da imagem 1, pode-se afirmar:
A) Trata-se da cena da Expulsão do Paraíso, mosaico no interior da Basílica
de Santo Apolinário in Classe, de Ravena (Itália).
B) Refere-se a pormenor da cena do Juízo Final, da fachada da Catedral de
Autun (França).
C) Trata-se de cena de Sepultamento, na frontaria de um túmulo egípcio.
D) Refere-se à cena da Paixão de Cristo, na fachada da Biblioteca Laurentina,
em Roma (Itália).
E) Trata-se de cena referente ao nascimento da Virgem Maria (Espanha).
4
10ª QUESTÃO
Em relação à arte bizantina, a afirmativa INCORRETA é
A) A concepção da forma humana nas pinturas da arte bizantina produziu
figuras alongadas, com rostos ovais e olhos grandes, além de pés
pequenos, que parecem pendurados.
B) A arquitetura religiosa bizantina caracteriza-se por planta centrada e uso de
cúpula sobre pendentes.
C) A produção de imagens sagradas na escultura e na pintura bizantinas não
foi afetada pela iconoclastia que se manifestou no início do séc. VIII d.C.
D) O mosaico, a manifestação pictórica mais característica do Império
Bizantino, se apresenta rico em detalhes e com intensa policromia.
E) O uso dos pendentes na arquitetura bizantina permitiu construções com
cúpulas mais leves e mais altas, como em Hagia Sophia, cuja cúpula central
parece flutuar.
11ª QUESTÃO
Entre os principais complementos da arquitetura bizantina, pode-se considerar
A) as pinturas de grandes murais ou afrescos com ícones paleocristãos.
B) as pinturas de cenas do Antigo Testamento, nos tetos planos de madeira.
C) os grandes vitrais coloridos, com cenas referentes às cortes de Constantino
e Justiniano.
D) as pinturas murais que misturam elementos profanos e sacros, em trompe
l’oeil.
E) os mosaicos de tesselas de vidro coloridas, como os da Igreja de São Vital,
em Ravena.
12ª QUESTÃO
Sobre a arte renascentista italiana, é INCORRETO afirmar:
A) A arquitetura renascentista em Florença caracterizou-se pelo uso de
elementos clássicos, como as ordens arquitetônicas, as cornijas e os frisos,
além dos arcos plenos.
B) As esculturas produzidas no Renascimento italiano abordavam não apenas
uma
temática mitológica, mas também estátuas-retrato, alegorias e
imagens sacras.
C) Apesar da profusão de artistas e de pinturas no Renascimento italiano,
características comuns podem ser verificadas, como o uso da perspectiva,
de paisagem ao fundo e de esquemas compositivos simples.
D) O sfumato foi considerado uma das características mais marcantes da
pintura de Sandro Boticelli.
E) A escultura de Michelangelo foi influenciada pelas formas musculosas e
pela emoção, presentes nas esculturas helenísticas.
5
Observe as imagens 2, 3 e 4 para responder à 13ª QUESTÃO.
Imagem 2
(Cúpula da Igreja de S. Pedro – Roma, 1546-64. JANSON,
H.W. História da Arte. 4. ed. Lisboa: Fundação Calouste
Gulbenkian, 1989, p. 458.)
Imagem 3
(David, 1425-30. Bronze. Museu Nacional de
Florença, Itália. N.C., 2009. Inadvertentlyart
blogspot.com).
Imagem 4
(Fachada da Igreja de Il Gesù, 1575-84, Roma.
JANSON, H.W. História da Arte. 4. ed. Lisboa:
Fundação Calouste Gulbenkian, 1989, p. 476).
13ª QUESTÃO
São autores das obras mostradas nas imagens 2, 3 e 4, respectivamente:
A)
B)
C)
D)
E)
Michelangelo, Donatello, Brunelleschi.
Giacomo Della Porta, Verrochio, Michelangelo.
Alberti, Giacomo Dela Porta, Michelangelo.
Michelangelo, Donatello, Giacomo Della Porta.
Brunelleschi, Verrochio, Alberti.
6
Observe as imagens 5 e 6 para resolver a 14ª QUESTÃO.
Imagem 5 (ADÃO E EVA. JANSON, H.W. História
Imagem 6 (O Cavaleiro a Morte e o Diabo. JANSON,
da Arte. 4. ed.
Lisboa:
Gulbenkian, 1989, p. 489).
H.W. História da Arte. 4. ed. Lisboa: Fundação Calouste
Gulbenkian, 1989, p. 489)
Fundação Calouste
14ª QUESTÃO
As imagens 5 e 6, produzidas por meio de gravura, são obras do artista
renascentista
A)
B)
C)
D)
E)
Albrecht Dürer.
Leonardo da Vinci.
El Greco.
Pieter Bruegel.
Hans Holbein.
15ª QUESTÃO
A alternativa INCORRETA a respeito da arte gótica é:
A) As construções religiosas góticas caracterizavam-se por maior leveza em
relação às do Românico, devido a sua maior verticalidade e à ampliação
das janelas.
B) As esculturas que adornavam as fachadas das catedrais góticas
caracterizavam-se por formas alongadas, pela simetria e pela clareza.
C) Da escultura gótica na Inglaterra, a única que não sofreu destruição no
decorrer da Reforma foi a de temática funerária.
D) As imagens constantes dos vitrais góticos foram influenciadas pelas
esculturas arquiteturais.
E) Com o advento do vitral na arte gótica, as demais manifestações de pintura
desapareceram.
7
16ª QUESTÃO
Podemos apontar como características da arquitetura Gótica:
A) Torres pontiagudas, colunas e nervuras, botaréus, contrafortes e grandes
vitrais.
B) Fachadas lisas, destituídas de elementos decorativos, pequenas janelas.
C) Ambientes muito escuros e sombrios, horizontalidade e predominância dos
espaços cheios sobre os vazios, ausência de colunas.
D) Sobreposição de colunas na fachada e arcadas cegas.
E) Igrejas destituídas de torres, com fachadas desprovidas de ornamentação e
com cúpulas apoiadas em pendentes.
17ª QUESTÃO
No Século XIII, ocorreu marcante florescimento da Arte Gótica na Itália, onde a
pintura recebeu alguma influência do chamado estilo neobizantino (ou maniera
greca, como a chamavam os italianos). Entre os pintores italianos que
receberam de maneira mais evidente essa influência estavam
A)
B)
C)
D)
E)
Hubert e Jan Van Eyck, Pietro Perugino e Cimabue.
Roger Van der Weyden, Hieronymus Bosch e Duccio.
Cimabue, Giotto e Duccio.
Pietro Perugino, Roger Van der Weyden e Giotto.
Fra Angelico, Giotto e Hieronymus Bosch.
8
Observe as imagens 7, 8 e 9 para resolver a 18ª QUESTÃO.
Imagem 7 (Saleiro de François I. Kunsthistorisches
Imagem 8 (Figuras de estuque. Fontainebleau. JANSON,
Museum, Viena. JANSON, H.W. História da Arte. 4. ed.
Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 1989, p. 472).
H.W. História da Arte. 4.ed. Lisboa: Fundação Calouste
Gulbenkian, 1989, p. 472).
Imagem 9 (Rapto das Sabinas. Mármore, Loggia dei Lanzi, Florença. JANSON, H.W. História da Arte. 4. ed. Lisboa:
Fundação Calouste Gulbenkian, 1989, p. 473).
9
18ª QUESTÃO
Os exemplos de escultura mostrados nas imagens 7, 8 e 9 pertencem à arte
A)
B)
C)
D)
E)
barroca alemã.
renascentista italiana.
maneirista.
gótica.
barroca italiana.
19ª QUESTÃO
Em relação à arte barroca, a afirmativa INCORRETA é
A) O contexto no qual se manifestou a arte barroca envolveu não apenas um
catolicismo revigorado pela Contrarreforma, mas também um estado
absolutista.
B) O Barroco, no século XVII, esteve concentrado em Roma e contou com o
patrocínio da Igreja Católica, que visava tornar aquela cidade um símbolo
do Catolicismo.
C) Michelangelo Merisi, conhecido como Caravaggio, foi um dos pintores mais
importantes do Barroco Italiano, que tratava os temas católicos de forma
simples, como acontecimentos contemporâneos da população humilde
daquela época.
D) Bernini, um dos expoentes do Barroco Italiano, conseguiu, em seu trabalho,
uma perfeita interação entre arquitetura, escultura e pintura.
E) Francesco Borromini, arquiteto do Barroco Italiano, manteve-se fiel, em
seus projetos, a uma tradição clássica em que a arquitetura respeita os
padrões da ergonomia.
10
20ª QUESTÃO
Sobre a arte barroca, é INCORRETO afirmar:
A) Na Alemanha e na Áustria, o Barroco sofreu forte influência da obra de
Borromini e de Guarino Guarini, devido à presença de uma síntese entre
elementos do Gótico e do Renascimento no estilo desses artistas.
B) Além dos retratos individuais e de grupo, encomendados aos artistas, e de
cenas religiosas, a pintura barroca que se manifestou em Flandres e na
Holanda também retratou pessoas em atitudes cotidianas, as chamadas
cenas de gênero.
C) Na Espanha, principalmente por ser um país católico, o Barroco teve boa
acolhida, e, percebe-se, nas obras de muitos de seus pintores, o contraste
de luz e sombra, característico desse estilo, como nos trabalhos de Diego
Velásquez.
D) Na França o Barroco manifestou-se somente por meio da escultura e da
arquitetura, com ênfase na arquitetura civil que produziu palácios como o de
Versalhes e o Louvre.
E) Na Inglaterra, o Barroco teve, como uma das características, a forte
presença de elementos clássicos na arquitetura.
21ª QUESTÃO
Para Heinrich Wölfflin, o barroco italiano não pode ser entendido como um
estilo homogêneo, pois revela contrastes e diferenças nas diferentes cidades
ou regiões em que se desenvolveu. Foi em Roma que ele diz ter encontrado
maior assimetria ou falta de unidade, o que atribuiu a vários fatores. O mais
relevante deles é o que está expresso em
A) O Barroco foi pouco expressivo em Roma por ter adotado a linearidade do
Gótico.
B) O Barroco ocorreu tardiamente em Roma, sofrendo influência do
Romantismo e do Realismo.
C) O Barroco, em Roma, foi um estilo inteiramente novo, sem qualquer ligação
com o passado.
D) O Barroco, em Roma, resultou da transformação dos estilos da Alta Idade
Média.
E) O Barroco romano resultou de uma transformação radical e completa do
Renascimento.
11
22ª QUESTÃO
O Barroco exprimiu o espírito da Contrarreforma na Itália, tornando-se, em
seguida, um estilo internacional, tendo-se propagado, inclusive, nos países
protestantes. As características que traduzem o espírito da arte barroca são:
A) formas arredondadas, curvas e volutas, corpos maciços, movimento,
emoção e êxtase.
B) equilíbrio, calma e repouso, predominância das linhas horizontais e verticais
(cruz) sobre as curvas e diagonais.
C) leveza, estabilidade das linhas e formas fechadas (tectônicas), cores
suaves e luminosas.
D) contornos definidos, ações congeladas, fantasia, graciosidade e leveza das
linhas e massas.
E) formas arredondadas, contornos definidos e iluminação difusa.
23ª QUESTÃO
A predominância dos espaços vazios sobre os cheios, o que permitiu a
utilização de grandes janelas com vitrais coloridos contendo representações de
cenas bíblicas, são características da arte
A)
B)
C)
D)
E)
renascentista.
românica.
gótica.
barroca.
bizantina.
24ª QUESTÃO
O Maneirismo desenvolveu-se no intervalo entre o Renascimento Pleno e o
Barroco, revelando-se um estilo anticlássico por excelência, por romper o
equilíbrio entre o mundo ideal e o real, o que teve início com Rafael Sanzio e
Michelangelo. Os pintores maneiristas, de modo especial em Florença e Roma,
submeteram as formas a certos caprichos, exageros e distorções e, ao invés
de imitarem a realidade, voltaram-se para o subjetivismo, a fantasia e a quebra
da unidade espacial. Essa tendência marcou, em especial, a pintura de
A)
B)
C)
D)
E)
Parmigianino, Pontormo, Bronzino e Tintoretto.
Fra Angelico, Parmigianino Andrea Mantegna e El Greco.
Bronzino, Gionanni Bellini, Sandro Botticelli e Andrea Castagno.
Tintoretto, Sandro Boticelli, Filippo Brunelleschi e Bronzino.
Andrea Mantegna, Arcimboldo e Correggio.
12
25ª QUESTÃO
Identifique o autor das obras abaixo:
Imagem 10 (Êxtase de Santa Teresa (1645-52). Mármore.
Imagem 11 (Trono de São Pedro, 1657-66. Igreja de
Capela Cornaro, Igreja de Santa Maria della Vitoria, Roma.
JANSON, H.W. História da Arte. 4. ed. Lisboa: Fundação
Calouste Gulbenkian, 1989, p. 514).
São Pedro, Roma. JANSON, H.W. História da Arte. 4.
ed. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 1989, p.
515).
A)
B)
C)
D)
E)
Vignola
Bernini
Michelangelo
Alberti
Primaticcio
13
PRÁTICA DE MÚSICA
PARTE: EXECUÇÃO INSTRUMENTAL E SOLFEJO
1ª QUESTÃO
Executar uma peça musical de livre escolha.
2ª QUESTÃO
Escolha um sistema abaixo e execute-o fazendo a leitura dos acentos.
Utilize o corpo, voz e/ou instrumento musical.
14

Documentos relacionados

GRUPO 8 – PARTE B HISTÓRIA DA ARTE

GRUPO 8 – PARTE B HISTÓRIA DA ARTE C) As pirâmides de Gizé, exemplos de arquitetura funerária real, integravam-se à necrópole, na qual se encontrava a Grande Esfinge. D) A decoração dos túmulos estava expressa por baixos relevos pin...

Leia mais

BARROCO

BARROCO * Composição assimétrica, em diagonal - que se revela num estilo grandioso, monumental, retorcido, substituindo a unidade geométrica e o equilíbrio da arte renascentista. * Acentuado contraste de c...

Leia mais

1 HISTÓRIA DA ARTE

1 HISTÓRIA DA ARTE Com base na observação da Imagem 2, é CORRETO afirmar que se trata A) do interior de uma igreja românica, com a aplicação da abóbada de berço. B) da nave central de uma igreja gótica, com a presenç...

Leia mais

ARTE BIZANTINA E ROMÂNICA (apostila)

ARTE BIZANTINA E ROMÂNICA (apostila) A pintura gótica, uma das expressões da arte gótica, apareceu apenas em 1200 ou quase 50 anos depois do início da arquitetura e escultura góticas. A característica mais evidente da arte gótica é um...

Leia mais

GRUPO 9 HISTÓRIA DA ARTE

GRUPO 9 HISTÓRIA DA ARTE C) As pirâmides de Gizé, exemplos de arquitetura funerária real, integravam-se à necrópole, na qual se encontrava a Grande Esfinge. D) A decoração dos túmulos estava expressa por baixos relevos pin...

Leia mais