CONCERTO de MÚSICA - Hospital Prof. Doutor Fernando Fonseca

Сomentários

Transcrição

CONCERTO de MÚSICA - Hospital Prof. Doutor Fernando Fonseca
CONCERTO
de MÚSICA
NO HOSPITAL FERNANDO FONSECA
Dia 1 de Outubro às 12 horas no Auditório
CONCERTO DE MÚSICA NO HOSPITAL FERNANDO FONSECA
1 de Outubro de2010
EURUS
QUARTET
JEAN AROUTIOUNIAN > 1º violino
CARLA AROUTIOUNIAN > 2º violino
JOHANN VELISLAV H. PEREIRA > viola
CARLOS COSTA > violoncelo
PROGRAMA
A MÚSICA E O HOSPITAL
W. A. Mozart > Divertimento I in D. KV 136
> Allegro
> Andante
> Presto
Este concerto tem por objectivo celebrar, no Dia Mundial da Música, esta efémera arte
num contexto diferente do das salas de concerto. Desta vez são os músicos que se deslocam ao nosso local de trabalho onde todos os dias vidas nascem e vidas terminam e se
luta incansavelmente pelo valor inestimável da Saúde.
P. Tchaikovsky > Quarteto nº1, op.11 - Andante Cantabile
Handel / Halvorsen > Passacaglia, para Violino e Viola
S. Aslamazyan / Komitas > Canções sobre temas tradicionais da Arménia
A grande arte é o resultado de um trabalho árduo de composição e execução. Do mesmo
modo, ao proporcionarmos este concerto aos colaboradores, podemos estar a ajudar a
nutrir as grandes ideias e os grandes feitos que marcarão o futuro deste Hospital, estimulando a exigência e a criatividade.
A música não precisa de tradutores. É um diálogo universal entre o intérprete, que faz
renascer a partitura latente, e o ouvinte. Diálogo porque este também comunica, embora
de forma menos directa, através da atitude de escuta. E na Medicina, a escuta é a chave
para a cura.
João Graça (Médico Interno do Internato Complementar de Psiquiatria)
Carlos Magno (Director Financeiro)
01
02
CONCERTO DE MÚSICA NO HOSPITAL FERNANDO FONSECA
OS MÚSICOS
DO EURUS QUARTET
JEAN AROUTIOUNIAN
Violino
Nascido em Erevan (Arménia), inicia os seu estudos em violino com 5 anos de idade com o seu
pai, professor Gareguin Aroutiounian. Aos 9 anos de idade já tinha conquistado o primeiro prémio
no concurso Jovens Talentos da Arménia e no Concurso Jovens Intérpretes, estudando na classe
do conceituado professor Villi Mokatsian, na Escola Profissional de Tchaikovsky.
Em 1990, vai viver para Portugal, onde concluiu o Conservatório Nacional de Música de Lisboa.
Em 2005 termina a licenciatura em Violino na Escola Superior de Música de Lisboa na classe
da professora Alexandra Mendes. Ao longo do seu percurso como aluno, estuda com professores
como Zakhar Bron, Boris Belkin, Rudolf Barshai.
Realizou vários recitais e concertos em Portugal e ex União Sovietica.
Foi um dos membros da Orquestra de Câmara Seculo XVIII , convidado na Orquestra Juvenil
de Paris e frequentemente colabora com a Orquestra Gulbenkian e Orquestra Sinfonieta de Lisboa. É músico efectivo da Orquestra de Câmara Portuguesa, onde já desempenhou o papel de
concertino principal.
É um dos professores fundadores do Projecto Orquestra Geração e professor de violino e
coordenador da classe de cordas da Academia de Amadores de Música.
Actualmente frequenta o Mestrado em Pedagogia de Instrumento no Instituto Piaget sob a
orientação do professor Bin Chao. Toca com o violino, Luigi Bajoni, Milão, 1854.
CARLA AROUTIOUNIAN
Violino
Carla Aroutiounian iniciou os seus estudos musicais aos 6 anos de idade, em piano. Aos 12
ingressou na Escola Profissional de Arte e Música de Mirandela, na classe da professora Anna
Kratochvilová em violino.
Durante a sua formação frequentou vários estágios de Orquestras Nacionais sob a direcção
dos maestros Maciel Matos, Roberto Pérez, Max Rabinovitsj, Oliver Diaz Suarez, António Baptista,
Vasco Pearce de Azevedo, Ernest Schelle.
Participou em Master Classes e cursos de aperfeiçoamento musical com os professores Max
Rabinovitsj e Sergey Kravchenko, David Lefèvre.
03
1 de Outubro de2010
Em 2008 termina a Licenciatura em Violino, na Escola Superior de Música de Lisboa, onde
estuou com o professor Aníbal Lima e com a professora Alexandra Mendes.
Foi primeiro violino do Grupo de Música Contemporânea da Escola Superior de Música de
Lisboa, com o qual participou em vários festivais de música contemporânea: “Peças Frescas” e
“Música Viva/Entr’Artes”. Durante quatro anos foi membro do quarteto de cordas Eirene, orientado pela professora Irene Lima com o qual, participou em vários festivais e recitais de música
de câmara e em simultâneo foi convidado a tocar em programas da Rádio Difusão Portuguesa
(RDP). Ainda na vertente de música de câmara, em 2005 estreia o quarteto para flauta e cordas
“O pássaro que salvou o mundo” do maestro António Vitorino D’Almeida. Como orquestrante,
desde 2004, colabora com várias orquestras profissionais (Orquesta de Câmara Cascais OeirasO.C.C.O., Orquestra Câmara Portuguesa-OCP, Sinfonieta de Lisboa) sob direcção de maestros
como Pedro Neves, Nikolay Lalov, Vasco Pearce de Azevedo, Susana Pescetti, Pedro Carneiro,
entre outros.
Actualmente é professora de violino, naipe e orquestra no projecto Orquestra Geração e no Conservatório de Cascais e Oeiras.
JOHANN VELISLAV H. PEREIRA
Viola
Nasceu em Sófia, Bulgária. Em 1989 vai viver para Portugal, onde inicia os seus estudos
musicais na especialidade de violino com o Professor Rui Gonçalves e posteriormente com o seu
irmão Emilian Petrov.
Desde 2004 tem integrado diversos agrupamentos tais como: Dueto com Emilian Petrov;
“Ensemble Petrov” (concertos com a banda de Rock Algarvia “Íris”); Ensemble Tetraktis; Grupo de
Música de Câmara “Novas Vozes do Algarve”, Nova Orquestra de Lisboa sob a direcção do maestro
Henrique Piloto; “Orquestra A2M” sob a direcção do maestro Pedro Figueiredo e o maestro JeanSébastian Béreau; Camerata de Lisboa sob a direcção do maestro Osvaldo Ferreira, Orquestra do
Tejo sob a direcção do maestro Alberto Roque, Orquestra Académica Metropolitana sob a direcção
do maestro Jean-Marc Burfin.
Participou também em vários Estágios de Orquestra onde trabalhou com os conceituados
maestros Jean-Sébastian Béreau, Osvaldo Ferreira e Michael Zilm.
Frequentou diversos master classes com Professores como Martin von der Nahmer, Peter
Dvries , Gilles Apap e na área do jazz e improvisação com Pedro Moreira e João Moreira (viola).
Em 2006 ingressa no Instituto Superior (ISEIT) Jean Piaget, para o Curso de Viola na classe da
Professora Maia Kouznetsova e em 2009 integra, no mesmo Instituto, o Mestado em Pedagogia
do Instrumento na classe da Professora Maia Kouznetsova. Em 2008 participou no 7º Concorso di
Musica “Citta di Caserta Belvedere di San Leucio” em Itália, no qual ganhou dois 1ºs Prémios: na
categoria de “Viola d’Arco” e de “canto” como membro do quinteto do Grupo de Música de Câmara
“Novas Vozes do Algarve” sob a direcção da maestrina Ivelina Kavrakova-Pereira. Actualmente
lecciona na Academia de Amadores de Música as disciplinas de Violino, Viola d’Arco e Orquestra.
04
CONCERTO DE MÚSICA NO HOSPITAL FERNANDO FONSECA
CARLOS COSTA
Violoncelo
Carlos Costa nasceu em Moçambique em 1974. Iniciou os estudos musicais com 5 anos, tendo
o piano como primeiro instrumento. Estudou piano até aos 12 anos mas acabou por descobrir no
violoncelo a sua grande vocação.
No Conservatório de Música de Lisboa estudou com os violoncelistas Miguel Ivo Cruz, Michael
Milackovitch e Luís Sá Pessoa com o qual terminou o curso de violoncelo com a classificação de
19 valores. Após terminar o curso, estudou com os violoncelistas Irene Lima e Levon Mouradian.
Ingressa na Orquestra Sinfónica Juvenil onde desempenhou funções de Chefe de naipe tendo
actuado a solo por todo o território nacional.
Tocou com a Orquestra de Câmara Robert Schuman de Dusseldorf em 1994 e 1995. Foi
bolseiro da Fundação Calouste Gulbenkian durante 5 anos.
Frequentou Master classes com os violoncelistas Jeoren Reuling, Elias Arizcuren e Márcio
Carneiro.
Leccionou a disciplina de violoncelo na Academia de Música de Santa Cecília e Conservatório
de Música de Setúbal.
Fundou o Quarteto de cordas Corvos, com o qual actuou por todo o país e estrangeiro durante 8
anos com o qual gravou para as Editoras Valentim de Carvalho e Zona Música, tendo sido um dos
produtores do Álbum - Corvos 3.
Actualmente é músico Solista e Chefe de naipe na Banda Sinfónica da Guarda Nacional Republicana. Como músico convidado, actua regularmente com a Orquestra Sinfónica Portuguesa e
Orquestra Gulbenkian.
1 de Outubro de2010
W.A.Mozart
Divertimento I in D. KV 136 – Allegro, Andante, Presto
O Divertimento é uma forma musical muito popular durante o século XVIII, composta para um
reduzido número de instrumentos mostrando um estilo desenfadado e alegre.
Escrito por W.A.Mozart com 16 anos de idade (em 1772), o Divertimento in D é o primeiro de
um grupo de trabalhos conhecidos como “Sinfonias de Salzburgo”. Claramente influenciado pelas
suas visitas a Italia, Mozart inspirou-se na forma dos Concerti Grossi, compondo o Divertimento
somente por três andamentos (em vez dos quatro andamentos habituais).
O primeiro andamento da obra é um Allegro, vívo e com a forma de sonata simples. Segue-se um
encantador Andante, e para finalizar, um Presto brilhante.
P. Tchaikovsky
Quarteto nº1, op.11 - Andante Cantabile
O Quarteto de cordas nº 1, op. 11, foi escrito pelo compositor Piotr I. Tchaikovsky em fevereiro de
1871. Teve a sua estréia em Moscovo (Rússia), em 28 de março de 1871, e foi dedicado a Sergei
Rachinsky. O segundo movimento, Andante Cantabile, inspirado numa melodia popular, tornou-se
famoso pela sua beleza simplicidade e melancolia.
Handel / Halvorsen
Passacaglia, para Violino e Viola
A Passacaglia é um estilo de composição musical baseada num tema, que é repetido constantemente no baixo, e em variações sobre esse tema na melodia principal. A forma da passacaglia
é tema e variação. Esta forma musical amplamente utilizada no Barroco, caiu em desuso até o
século XX, quando alguns compositores voltaram a utilizá-la.
Composta pelo compositor norueguês Johan Halvorsen, a Passacaglia é baseada num tema de
Handel e escrita em forma de dueto para violino e viola. É considerado um dos duetos instrumentais mais populares devido à sua profundidade, energia e virtuosidade.
S. Aslamazyan / Komitas
Canções sobre temas tradicionais da Arménia
S. Aslamazyan foi violoncelista e membro fundador do ilustre quarteto Komitas. Estudou no conservatório de Moscovo. Em 1925 fundou o quarteto de cordas do conservatório de Moscovo, e
mais tarde o quarteto Komitas. Nos primeiros anos do quarteto efectuou um notável trabalho de
transcrição de canções e danças famosas do compositor arménio Komitas. Aslamazyan efectuou
arranjos para quarteto e mais tarde para orquestra de cordas.
05
06
Informações
Morada: IC 19, 2720-276 Amadora
Telefone Geral: 21 434 82 00 | Fax: 21 434 55 66
www.hff.min-saude.pt
Organização