FICHA DE UNIDADE CURRICULAR

Сomentários

Transcrição

FICHA DE UNIDADE CURRICULAR
FICHA DE UNIDADE CURRICULAR
2012/2013
Designação
Psicologia do Trabalho
Docente (s) (Indicar também qual o docente responsável pela U.C.)
Isabel Paredes
Creditação (ECTS)
6 ECTS
Funcionamento
6ª Feira, das 13 às 17h
Objetivos
- Adquirir e construir conhecimentos para compreender e explicar o comportamento e o desempenho das pessoas no trabalho,
aplicando teorias e métodos provenientes da Psicologia;
- Saber utilizar técnicas de análise do trabalho e das profissões para conhecer, compreender e descrever o conteúdo e o contexto
do trabalho e as exigências colocadas a quem o desempenha, de modo a possuir a informação necessária para resolver
problemas e intervir em todas as áreas da gestão das pessoas nas organizações;
- Adquirir atitudes favoráveis à atualização permanente dos conhecimentos sobre o trabalho e as profissões, e sobre o impacto que
o conteúdo e o contexto em que o trabalho é realizado tem nos comportamentos, nas competências, no bem-estar e na motivação
das pessoas que o realizam.
Competências a desenvolver
- Conhecimentos e compreensão dos temas nucleares da Psicologia do Trabalho e do seu impacto e aplicação na Gestão dos
Recursos Humanos nas Organizações;
- Capacidades de aplicação prática de algumas das teorias e métodos de recolha de dados estudados;
- Atitudes favoráveis à investigação e atualização nesta área;
- Capacidade de comunicação escrita e oral, competências para entrevistar e capacidade de iniciativa (competências transferíveis).
Pré-Requisitos (Precedências) *
Não se aplica
Conteúdos programáticos
1. A análise do trabalho ou das funções. A descrição das atividades e a análise das exigências profissionais. Perfis de
exigências/atributos e de competências. Diretórios de competências.
2. Os diversos tipos de sistemas de agrupamento das profissões. Critérios de organização e utilizações. A rede de informação sobre
as profissões.
3. O planeamento/"design" das funções.
4. A avaliação/qualificação das funções.
5. A ergonomia e a interação pessoa-máquina.
6. Avaliação do desempenho. Sistemas e critérios. Objetivos qualitativos, quantitativos e funcionais. A reunião/entrevista de
avaliação do desempenho.
7. Profissões e carreiras: Pessoas, organizações e economia. A demografia profissional. Políticas e programas de emprego.
Bibliografia
Anderson, N., Ones, D. S., Sinangil, H. K. & Viswesvaran, C., eds. (2005). Handbook of Industrial, Work and Organizational
Psychology. (2 Vols). London: Sage Publications.
Arnold, J. et al. (2010). Work Psychology, Understanding Human Behaviour in the Workplace (5th ed). Essex: Pearson Education Ltd.
Recursos online: www.pearsoned.co.uk/workpsych
Bain, N. & Mabey, B. (1999). The People Advantage. London: Macmillan Press Ltd.
Borman, W. C., Ilgen, D. R. & Klimoski, R. J. (2003). Industrial and Organizational Psychology. In I. B. Weiner (editor-in-chief),
Handbook of Psychology. (Vol. 12). New Jersey: John Wiley and Sons.
Brannick, M. T., Levine, E. L. & Morgeson, F. P. (2007). Job and Work Analysis, Methods, Research and Applications for Human
Resource Management. Los Angeles: Sage Publications.
Cartwright, S. & Cooper, C., eds. (2008). The Oxford Handbook of Personnel Psychology. New York: Oxford University Press.
Chmiel, N., ed. (2008). An Introduction to Work and Organizational Psychology, A European Perspective (2nd ed.). Oxford, UK:
Blackwell Publishing Ltd.
Doyle, C. E. (2004). Work and Organizational Psychology - An Introduction with Attitude. East Sussex, UK: Psychology Press.
Drenth, P., Thierry, H. & de Wolff, Ch., eds. (1998). Handbook of Work and Organizational Psychology ( 2nd ed). (Vol. I, Cap.1, Vol. II,
Caps. 3 e 7, Vol. III, Caps. 6, 7, 8 e 12, Vol. IV, Cap. 15). Hove: Psychology Press Ltd.
Flanagan, J. (1954). The Critical Incident Technique. Psychological Bulletin, 51, 327-358.
Holman, D., Wall, T. D., Clegg, Ch. W., Sparrow, P., Howard, A. (Eds.) (2005). The Essentials of the New Workplace – A Guide to the
Human Impact of Modern Working Practices. West Sussex, UK: John Wiley and Sons.
Matthewman, L., Rose, A. & Hetherington, A., eds. (2009). Work Psychology, An Introduction to Human Behaviour in the Workplace.
New York: Oxford University Press.
Recursos online: www.oxfordtextbooks.co.uk/orc/matthewman/
McCormick, E. J. (1979). Job Analysis: Methods and Applications. New York: Amacon.
McCormick, E. J., Ilgen, D. (1995). Industrial and Organizational Psychology (8th ed.). London: Routledge.
Neves, J., Garrido, M., Simões, E. (2006). Manual de Competências Pessoais, Interpessoais e Instrumentais. Lisboa: Edições
Sílabo.
Ployhart, R. I., Schneider, B., Schmitt, N. (2006). Staffing Organizations – Contemporary Practice and Theory. New Jersey: Lawrence
Erlbaum Associates.
Robertson, I. T., Callinan, M. & Bartram, D. (2002). Organizational Effectiveness – The Role of Psychology. West Sussex, UK: John
Wiley & Sons.
Spielberger, Charles D., editor-in-chief (2004). Encyclopedia of Applied Psychology. (4 Vols). Oxford, UK: Elsevier.
Métodos de ensino
Método expositivo, análise e discussão de textos e de temas, exercícios práticos individuais e de grupo, e trabalho de campo.
Modalidades de Avaliação (Regime Geral de Avaliação e/ou Regime Final Alternativo)
Regime Geral.
Elementos de Avaliação (Propostas de datas de avaliação, prazos de entrega de trabalhos, ponderação percentual de cada
elemento de avaliação)
A avaliação consiste em:
- Um trabalho prático individual (10 Páginas+Anexos): Elaboração de uma monografia profissional documental incluindo a análise de
um posto de trabalho – Nota mínima: 10 valores, peso de 50% na classificação final. Datas limites de entrega: 1ª Época – 7 de
Janeiro de 2013; 2ª Época – 28 de Janeiro de 2013; Época Especial – 4 de Setembro de 2013.
- Uma frequência ou exame final escrito – Nota mínima: 10 valores, peso de 50% na classificação final. Frequência: no último dia de
aulas (a aprovação na frequência dispensa o aluno do exame final). Exame - a realizar nas épocas de exames.
A participação nas aulas e a resposta às solicitações individuais e de grupo, como comentário de textos e apresentações orais, têm
um peso valorizador na nota final atribuída.
Regras relativas à melhoria de nota
Repetição do trabalho prático e/ou do exame final.
Exigências relativas à assiduidade *
Existe lista de presenças mas não existe limite de faltas. A assiduidade é um elemento a considerar para a atribuição da nota final.
Regras específicas relativas aos estudantes considerados em situação de excepção (estudantes-trabalhadores, atletas de alta
competição, alunos dirigentes associativos, alunos militares, pais e mães estudantes, alunos com necessidades educativas
especiais) *Não se aplica
Língua de ensino
Português
Bibliografia maioritariamente em língua Inglesa
* No caso de se aplicar

Documentos relacionados

Temas de Psicologia Social

Temas de Psicologia Social avaliação; (b) Exame com 4 secções de escolha múltipla que corresponde a 30% da avaliação; (c) Colaboração dos estudantes em dois estudos experimentais. Nota: Para os alunos que participarem no tra...

Leia mais

FICHA DE UNIDADE CURRICULAR 2015/2016

FICHA DE UNIDADE CURRICULAR 2015/2016 2) O segundo elemento de avaliação valoriza a presença e a participação nas sessões e contribui para os restantes 20% da avaliação do estudante. Elementos de Avaliação (Prazos de entrega de trabalh...

Leia mais