simulado UERJ qualify 2008.p65

Сomentários

Transcrição

simulado UERJ qualify 2008.p65
LINGUAGENS, CÓDIGOS E SUAS TECNOLOGIAS
COM BASE NO TEXTO ABAIXO, RESPONDA ÀS QUESTÕES DE NÚMEROS 01 A 05.
Uma pena sem sentido
O tema, mais que recorrente, é permanente. Aparece quando a violência parece sufocar de forma insuportável. A evidência do sufoco está no fato de que o
crime se organiza melhor do que o Estado e nós somos
tomados por um medo asfixiante. O Estado é ineficaz,
ineficiente, permeado pelo próprio crime. A pena de
morte surge como panacéia a prometer um basta para a
violência, a "justa vingança", como se houvesse vingança justa. A carga de ódio e de paixão presente no
sentimento de revolta é incompatível com a racionalidade
com que a lei deve se expressar e o Estado deve punir.
Não há ato de violência mais exacerbado do que o crime de morte praticado sob a forma de execução de pena,
perpetrado pela consciência e participação de muitas
vontades, premeditado e friamente engendrado, numa
seqüência de gestos da maior crueldade e de sadismo
altamente criminógeno.
Evito a discussão ética e moral a respeito do poder da vontade humana sobre a vida de um semelhante.
Quero preservar o direito e o dever de considerar que
os criminosos, todos eles, devem ser punidos com o rigor proporcional à intensidade de sua intenção, à sua
periculosidade.
Reflitamos sobre a eficácia da pena como instrumento garantidor da ordem e da paz. Se a pena tem o
efeito de castigar, no sentido etimológico de tornar puro
("castum agere"), a pena de morte é inócua: matando
não se obtém o efeito educativo - em vez de ser educado, foi morto.
Mas se o efeito educativo tem o caráter exemplar
para terceiros, a verdade é que a prática demonstra que
os crimes graves não deixam de ocorrer pelo agravamento da sanção penal. Quando se criou a figura do
crime hediondo na nossa legislação, absolutamente não
se sentiram desalentados os criminosos em continuar a
praticar tais condutas. Bem ao contrário, malefícios
causou tal modificação legislativa na execução da pena,
tirando dos réus o estímulo da progressão.
Se sua eficácia objetiva é inibir o impulso criminoso, é indiscutível que o perigo é o desafio para a
violência. O criminoso há de temer mais a reação violenta do que a longínqua perspectiva do corredor da
morte. O delinqüente não o teme pois com a morte se
confronta no cotidiano, enfrentando a polícia e as diversas facções do crime. Por certo não irá deixar de
praticar um ato só pela conjectura de que será conduzido ao corredor da morte.
A eficácia da pena se amarra na necessidade de
defesa social, guardando parâmetros e reservas éticas
e morais. Não se aceita, ao menos por aqui, a amputação da mão de quem rouba. É para reservar nossos direitos que se definem condutas contrárias ao bem comum e de gravidade tal que exigem punição se outras
formas forem ineficientes para restabelecer a ordem. E
vai daí que a prisão é também das piores das soluções,
ineficaz no sentido ressocializante, mas muitas vezes necessária para garantir a exclusão social temporária de
um indivíduo.
Pensar na pena de morte é optar por opção retrógrada, rejeitada hoje pela esmagadora maioria dos
países. Por exemplo, todos os Estados-membros da União
Européia rejeitam a pena de morte, e tal decisão é condição indispensável para o ingresso na UE. De todos
os países do mundo, cerca de 122 são abolicionistas da
pena de morte. No chamado Primeiro Mundo, somente
os EUA e o Japão persistem em adotar a pena capital.
Em nosso país, existe a previsão legal da pena de morte
para crime em tempo de guerra. Durante a ditadura,
vigorou a pena de morte de 69 a 79. Houve uma condenação que veio a ser reformada. Isso não quer dizer
que não tem havido no correr de nossa história muitas
execuções sumárias.
A execução de pena de morte praticada contra o
fazendeiro Manoel Mota Coqueiro, em 1855, pelo assassinato de uma família de colonos foi tida, durante
muito tempo, como a última execução de pena de morte
no Brasil. A matéria é tratada e desvendada a verdade
por Luís Francisco Carvalho Filho em resenha histórica publicada na revista n° 33 do Instituto Brasileiro de
Ciências Criminais, "Mota Coqueiro - O Erro em torno
do Erro". É desse belo opúsculo que reproduzo receita
de um famoso advogado norte-americano, Clarence
Darrow, para ajudar uma decisão sobre o que dizer e
pensar a respeito da pena de morte: "É questão de saber como você se sente. Está tudo dentro de você. Se
você gosta da idéia de alguém sendo morto, então você
é a favor. Se você detesta a idéia de alguém sendo morto, então você é contra". Procurem-se horizontes para
combater a violência, mas que não seja a violência do
Estado contra um ser sem destino, com o risco de constituir um erro judiciário de irremediável solução, como
tantos que já aconteceram, como registra a história.
(DIAS, José Carlos. “O Brasil deve adotar a pena de morte?” In: Folha de S. Paulo, 26 de agosto de 2007.)
Simulado UERJ MV1
1
LINGUAGENS, CÓDIGOS E SUAS TECNOLOGIAS
questão
01.
01
Que alternativa abaixo, na visão do autor, deve caracterizar a lei e o Estado na punição do criminoso?
(A)
(B)
(C)
(D)
A consciência.
A participação de muitas vontades.
A exacerbação da punição.
A racionalidade.
questão
02.
02
De que ponto de vista o autor discute o tema pena de morte?
(A)
(B)
(C)
(D)
Da eficácia na garantia da ordem e da paz.
Do poder da vontade humana sobre a vida do outro.
Da exclusão temporária do indivíduo.
Do erro judiciário.
questão
03.
03
Qual, de acordo com o autor, NÃO deve ser o efeito esperado da punição dos criminosos?
(A)
(B)
(C)
(D)
Castigar, no sentido etimológico de tornar puro.
Vingar com justiça.
Educar pelo exemplo.
Inibir o impulso criminoso.
questão
04.
04
Qual dos enunciados abaixo NÃO constitui argumento do autor contra a pena de morte?
(A)
(B)
(C)
(D)
A prisão é ineficaz no sentido ressocializante.
A pena de morte é inócua: matando não se obtém o efeito educativo - em vez do delinqüente ser educado, é morto.
A prática demonstra que os crimes graves não deixam de ocorrer pelo agravamento da sanção penal.
O criminoso não irá deixar de praticar um ato só pela conjectura de que será conduzido ao corredor da morte.
questão
05.
05
Qual das alternativas abaixo NÃO expressa uma caracterização da pena de morte adotada pelo autor?
(A)
(B)
(C)
(D)
Panacéia a prometer um basta para a violência.
Ato de violência premeditado e friamente engendrado.
Antídoto às execuções sumárias.
Violência do Estado contra um ser sem destino.
COM BASE NO TEXTO ABAIXO, RESPONDA ÀS QUESTÕES DE NÚMEROS 06 A 10.
Vivemos numa cultura marcada pelo individualismo afetivo e prático. Vivemos sob um sistema
socioeconômico globalizado que prioriza o lucro e a produtividade em prejuízo das pessoas. As conseqüências
são sentidas por todos nós, e mais duramente pelos pobres.
A lógica do mercado decreta friamente que eles são um estorvo, não deveriam ter filhos e melhor seria se
simplesmente não existissem. Seus rostos famintos nos incomodam, seus filhos miseráveis nos revoltam.
(MIRANDA, Mário. “Promover a vida.” In: O Globo, 12 de dezembro de 2002.)
2
Simulado UERJ MV1
LINGUAGENS, CÓDIGOS E SUAS TECNOLOGIAS
questão
06.
06
O advérbio, "simplesmente" (l. 5) exprime um ponto de vista ou julgamento a respeito dos fatos relatados.
Quanto ao seu uso, no texto, é correto afirmar que indica uma:
(A)
(B)
(C)
(D)
Atitude de inconformismo.
Solução definitiva.
Postura de compaixão pelo modo de vida simples.
Reprovação às coisas simples de qualquer natureza.
questão
07.
07
Nos dois últimos períodos do texto, verifica-se um movimento de progressão textual que reitera a idéia de que os
pobres "são um estorvo".
Essa progressão está caracterizada pela repetição do seguinte procedimento lingüístico:
(A)
(B)
(C)
(D)
Estrutura sintática em paralelismo.
Pontuação com efeito retórico.
Construção frasal em ordem indireta.
Rima como recurso fonológico.
questão
08.
08
"Seus rostos famintos nos incomodam, seus filhos miseráveis nos revoltam" (l. 5)
Na frase acima, a pontuação assume um papel fundamental para a compreensão do que está dito. Esta importância
verifica-se no uso da vírgula, que está empregada para:
(A) Marcar elipse de uma conjunção.
(B) Explicitar uma enumeração.
(C) Separar o sujeito do verbo.
(D) Marcar inversão das orações.
questão
09.
09
No texto, a argumentação do autor se estrutura a partir de um raciocínio que pode ser caracterizado como:
(A)
(B)
(C)
(D)
silogístico
dedutivo
dialético
indutivo
questão
10.
10
"...globalizado que prioriza o lucro..."(l. 2)
"...decreta friamente que eles são..."(l. 4)
Observando as duas ocorrências do vocábulo QUE pode-se afirmar que:
(A)
(B)
(C)
(D)
Apresentam funções idênticas na estrutura do texto.
O segundo QUE retoma outro vocábulo.
O primeiro QUE retoma palavra anteriormente enunciada.
Não funcionam como elemento de ligação.
Simulado UERJ MV1
3
LINGUAGENS, CÓDIGOS E SUAS TECNOLOGIAS
COM BASE NO TEXTO ABAIXO, RESPONDA ÀS QUESTÕES DE NÚMEROS 11 E 12.
A ARTE DA LITERATURA
Como acontece com as outras artes, todas as
sociedades, todas as culturas, em todos os tempos e
lugares, produziram literatura em sua forma oral ou
escrita. Por quê? Que atributos específicos teria a literatura para se mostrar tão importante para homens
e mulheres desde sempre?
Há muitas respostas possíveis para essa pergunta, mas o fato de ter sido produzida por culturas e em
tempos tão diferentes nos permite concluir que a literatura cumpre funções muito importantes nas sociedades humanas.
A palavra "função" aqui se refere ao papel que
a literatura desempenha nas sociedades; um papel que
se configurou, em grande parte, a partir daquilo que
o público leitor reconheceu como valor nessa arte ao
longo da história da leitura. Foram os leitores, portanto, que atribuíram um papel à produção literária e
que a mantêm viva até hoje.
De fato, a literatura nos faz sonhar. Ou seja, os
textos têm o poder de transportar o leitor, provocar
alegria ou tristeza, divertir ou emocionar. Em outras
palavras, a literatura nos permite "viver" outras vidas, sentir outras emoções e sensações. Nesse sentido,
a literatura nos oferece um descanso dos problemas
cotidianos, quando nos descortina o espaço do sonho
e da fantasia.
Além disso, a literatura provoca nossa reflexão.
Será que os textos literários têm o poder de transformar a realidade, ou existem apenas para nos aliviar o
peso da vida cotidiana? Veja o que pensa José
Saramago,escritor português contemporâneo, em entrevista concedida ao jornal O Globo, em 20 de março
de 2004:
O Globo: O senhor crê que a literatura tem alguma capacidade de provocar mudanças no mundo? [...]
SARAMAGO: A resposta está na pergunta. Pretendo tocar os leitores, criar polêmicas, estimular discussões. Mas
isto não significa que a literatura tenha poder para mudar o
mundo. Já não é pouco que seja capaz de exercer influência sobre algumas pessoas. O mundo é demasiado grande,
somos mais de sete bilhões os que habitamos neste planeta, e o poder real está nas mãos das grandes multinacionais
que evidentemente não nasceram para ser agentes da nossa
felicidade.
A literatura não tem o poder de modificar a realidade, como reconhece Saramago, mas certamente é
capaz de fazer com que as pessoas reavaliem a própria vida e mudem de comportamento. Se esse efeito é
alcançado, o texto literário desempenha um importante papel transformador, ainda que de modo indireto.
Pela resposta de Saramago, podemos dizer que
a literatura pode provocar a reflexão e responder, por
meio de construções simbólicas, a perguntas que inquietam os seres humanos.
(ABAURRE, Maria Luiza e PONTARA, Marcela. Literatura Brasileira: tempos, leitores e leituras. São Paulo: Moderna, p. 9)
questão
11.
11
Conforme as idéias desenvolvidas no texto, um dos papéis fundamentais da literatura é:
(A)
(B)
(C)
(D)
Possibilitar a produção da arte pelo uso da língua escrita.
Modificar a realidade pelo seu poder, direto, de provocar mudanças.
Favorecer o acesso a informações acerca de outras culturas e de outros tempos.
Representar simbolicamente a realidade e promover o sonho e a fantasia.
questão
12.
12
Os autores iniciam o texto dizendo: "Como acontece com as outras artes, todas as sociedades, todas as culturas, em
todos os tempos e lugares, produziram literatura em sua forma oral ou escrita."
Por esse segmento, os autores chamam a atenção para o fato de que a literatura é:
(A)
(B)
(C)
(D)
4
Uma criação universal.
Um empreendimento didático.
Um meio de comunicação.
Um material lingüístico.
Simulado UERJ MV1
LINGUAGENS, CÓDIGOS E SUAS TECNOLOGIAS
COM BASE NO TEXTO ABAIXO, RESPONDA ÀS QUESTÕES DE NÚMEROS 13 E 14.
Os principais problemas da agricultura brasileira referem-se muito mais à diversidade dos impactos causados pelo caráter truncado da modernização, do que à persistência de segmentos que dela teriam ficado imunes. Se
hoje existem milhões de estabelecimentos agrícolas marginalizados, isso se deve muito mais à natureza do próprio
processo de modernização, do que à sua suposta falta de abrangência.
(VEIGA, José Elida. “Uma visão histórica do desenvolvimento agrícola”. São Paulo: Edusp, 1991)
questão
13.
13
Segundo o texto, os problemas da agricultura resultam:
(A)
(B)
(C)
(D)
do processo de modernização que deve tornar-se mais abrangente.
do impacto causado pela modernização progressiva do setor.
da inadequação do processo de modernização do setor.
da recusa de segmentos na adoção de processos de modernização.
questão
14.
14
No trecho "à persistência de segmentos que dela teriam ficado imunes” (ℓ. 2), a expressão "teriam ficado" exprime:
(A)
(B)
(C)
(D)
a hipótese de que esse fato tenha ocorrido.
o desejo de que esse fato não tenha ocorrido.
a certeza de que a imunidade à modernização é própria de estabelecimentos agrícolas marginalizados.
a certeza de que esse fato realmente não ocorreu.
COM BASE NOS QUADRINHOS ABAIXO, RESPONDA À QUESTÃO DE NÚMERO 15.
(Extraído de http://www.fmi.uni-passau.de/~goettlin/nph.proxy.cgi/000111A/http/www.gocomics.com/thepinkpanther)
questão
15.
15
A comicidade da tirinha acima está no fato de:
(A)
(B)
(C)
(D)
a pantera exibir um cartaz com uma oferta pior do que a apresentada pelo treinador de memória.
a pantera usar um barbante no dedo e vendê-lo bem barato.
a pantera dizer, com o barbante no dedo, que o treinador de memória não tem memória.
a pantera apresentar, para memória, uma solução mais barata e mais prática.
Simulado UERJ MV1
5
LINGUAGENS, CÓDIGOS E SUAS TECNOLOGIAS |INGLÊS|
COM BASE NO TEXTO ABAIXO, RESPONDA ÀS QUESTÕES DE NÚMEROS 16 A 19.
Dengue fever: Millions at risk as a new outbreak of dengue
fever sweeps Latin America
Apr 19, 2007 - There is no vaccine. There is also
no good way to treat it -just fluids and the hope that
the fever will break. At first it seems
like a case of severe flu, but then the
fever rises, accompanied by
headaches, excruciating joint pain,
nausea and rashes. In its most serious
form, known as dengue hemorrhagic
fever (DHF), it involves internal and
external bleeding and can result in
death. Fuelled by climate change, dengue fever is on the rise again throughout the developing
world, particularly in Latin America.
According to the World Health Organization, dengue is now endemic in more than 100 tropical and subtropical countries around the world, affecting some 50
million people a year, mostly in urban or semi-urban
areas. A further 2.5 billion, two-fifths of the world's
population, are considered "at risk". About 500,000
people, many of them children, are believed each year
to develop a form of DHF serious enough to require
treatment in hospital. Worldwide, 2.5% of DHF cases
die; without proper care, the proportion can exceed 20%.
Anyone who survives an infection by one of the
four viruses that cause the disease gains lifelong
immunity from that virus. But subsequent infection by
another variant increases the risk of developing DHF,
which is becoming much more common in Latin America.
In Mexico, for example, just one in 50 cases was
hemorrhagic six years ago, says José Ángel Córdoba
Villalobos, Mexico's secretary of health.
Now one in five is.
Last year just over 500,000 cases
of dengue were reported in Latin
America, including more than 14,000
hemorrhagic cases, 187 of which resulted
in death. This year nearly 200,000 dengue cases have already been reported,
including 2,693 cases of DHF. At least
37 people have died, including 11 in Paraguay and 17 in
Brazil.
The dengue viruses are transmitted to humans
through the bite of a female Aedes mosquito, which
acquires the viruses while feeding, normally on the blood
of an infected person. Given that there is no known
preventive treatment or anti-viral cure, the only practical
way to prevent the viruses' spread is to eliminate the Aedes
mosquitoes by preventing them from breeding.
In Mexico, the house-to-house programme
mounted by the government to get people during the
rainy season to remove rubbish and standing water
where mosquitoes breed has been extended year-round
– with some success. The number of dengue cases
reported this year is well down on last year, but the rainy
season - the main breeding time for the mosquitoes –
has yet to come.
(The Economist, 19 de abril de 2007)
16.
questão
16
De acordo com o texto, os sintomas iniciais da dengue são:
(A)
(B)
(C)
(D)
febre alta, dor na nuca e vômito intermitente.
dores nas juntas devido a pequenas hemorragias.
semelhantes aos de uma gripe forte.
passíveis de tratamento com ingestão de líquidos e anti-térmicos.
questão
17.
17
Segundo a OMS, a população mundial que corre o risco de contrair dengue é de:
(A)
(B)
(C)
(D)
50 milhões de pessoas
2,5 bilhões de pessoas
50 mil de pessoas
20% da população de 100 países
18.
questão
18
According to the text, which fact about dengue fever is true?
(A)
(B)
(C)
(D)
6
It may be caused by four variants of virus.
It presents a higher incidence in rural and scarcely populated areas.
It is endemic mainly among people who live near rivers.
It does not have an efficiente vaccine, but there are some preventive treatments.
Simulado UERJ MV1
LINGUAGENS, CÓDIGOS E SUAS TECNOLOGIAS |INGLÊS|
questão
19.
19
There are many ways to prevent Aedes mosquitoes from breeding.
The house-to-house programme developed by mexican government includes:
(A)
(B)
(C)
(D)
Increasing the number of doctors at hospitals.
Distribution of fluids extensively for infected people.
Protecting the children from the mosquito.
Removing trash and standing water.
COM BASE NO TEXTO ABAIXO, RESPONDA ÀS QUESTÕES DE NÚMEROS 20 E 21.
Parasitic prevalence
A parasite is an organism that lives on or within
another organism, called the host, and gains its
sustenance from that host. Parasites occur among all
the major groups of living things. Parasitic fish, such as
the lamprey, attach themselves to other fish and suck
their body fluids. Fleas, lice, biting flies, and mosquitoes
are parasitic insects. Most people are familiar with
parasitic worms, such as tapeworm and hookworm, and
heartworm in dogs. Some of these parasites live in their
host's digestive tract and live off the flood that passes
through, while others attach to the intestinal wall and
suck the host's blood. Trichinosis, caused by eating
improperly cooked foods, enters the host through the
digestive tract and burrows into the tissues of the entire
body.
Both bacteria and fungi are parasitic. Parasitic
bacteria are responsible for diseases ranging from acne
and tooth decay to major plagues, such as the Black Death.
Viruses are all parasitic. They are the smallest
of the parasites, and may enter the host through the
respiratory system or through sexual contact.
Various factors determine a parasite's effect on its
host. Many hosts can carry a light parasite burden. In
other words, they can support a small number of parasites
and suffer no ill effects. A heavy parasite burden, however,
may cause severe injury to the host. The ability of the
hosts' natural defenses to destroy the parasites often plays
a major role. Large parasite populations that are able to
develop unchecked may severely harm very young, old
or weak hosts with limited defenses.
An organism that transmits a parasite is called a
vector. Vectors don't always spread parasites by biting
- in fact, some vectors transmit parasites when the hosts
eat them.
Viral parasites that cause measles, mumps, and
chickenpox can spread rapidly in crowded school
environments. Where sanitation is poor, parasites are
commonly spread by ingesting fecal-contaminated food
and water. Where housing is inadequate, parasitic
insects may be common. Even in areas with good
housing and good sanitation, parasites may spread.
(From “Devour Disease with Shark Liver Oil”, by Peter T. Puglieses, M.D. adapted)
questão
20.
20
Parasites may spread:
(A)
(B)
(C)
(D)
exclusively in crowded school environments.
only in inadequate housing arrangement.
where virus populations develop unchecked.
in place with good or poor sanitation.
questão
21.
21
Parasites can be found in all the following circumstances, except:
(A)
(B)
(C)
(D)
among most living things.
in food adequately cooked.
in people's digestive tracts.
in rivers and sea water.
Simulado UERJ MV1
7
LINGUAGENS, CÓDIGOS E SUAS TECNOLOGIAS |ESPANHOL|
COM BASE NO TEXTO ABAIXO, RESPONDA ÀS QUESTÕES DE NÚMEROS 16 A 19.
questão
16.
16
Observando el título se infiere que:
(A)
(B)
(C)
(D)
Hay una deuda con relación a lo que recibe Paraguay.
Hay una confusión con relación a lo que cobra Paraguay.
Hay una discusión con relación a lo que recibe Paraguay.
Hay una discusión con relación a lo que paga Paraguay.
questão
17.
17
De acuerdo con lo leído, la construcción de la hidrelétrica tuvo inicio en el gobierno paraguayo de:
(A)
(B)
(C)
(D)
8
Julio de Vido
Strossner
Perón
Carlos Menem
Simulado UERJ MV1
LINGUAGENS, CÓDIGOS E SUAS TECNOLOGIAS |ESPANHOL|
questão
18.
18
"Hace 4 años, el gobierno de Kirchner retomó las negociaciones con Paraguay y el EBY se hizo cargo de la obra, en
reemplazo de un consorcio privado."
Lo subrayado equivale semánticamente a:
(A)
(B)
(C)
(D)
sustitución
locomoción
evaluación
discusión
questão
19.
19
Se puede clasificar el texto como:
(A)
(B)
(C)
(D)
chistoso
literario
anedóctico
periodístico
COM BASE NO TEXTO ABAIXO, RESPONDA ÀS QUESTÕES DE NÚMEROS 20 E 21.
20.
questão
20
Son condiciones indispensables para la publicación del libro, excepto:
(A)
(B)
(C)
(D)
archivo PDF
ponerlo en Bubok
tener al menos 30 páginas
copiar el video explicativo
questão
21.
21
“Sencillo y rápido" , lo subrayado significa:
(A)
(B)
(C)
(D)
sincero
simples
comum
sensível
Simulado UERJ MV1
9
CIÊNCIAS DA NATUREZA, MATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS
questão
22.
22
Você é o que você come... E também quanto e como você come. Os alimentos podem ajudar ou prejudicar sua
saúde, mas não é recomendável sentar-se à mesa como se vai a uma farmácia ou lançar-se a excessos como um
condenado em sua última refeição. O prazer do equilíbrio é a chave de tudo.
(BUCHALLA, Anna Paula. “Você é o que você come.” In: Revista VEJA, Abril 2008. São Paulo: Ed. Abril)
Ao ler a matéria acima, o professor "Tô gordinho, mas tô legal ", decidiu mudar radicalmente seus hábitos alimentares. No restaurante à quilo no qual almoça, são servidos seis tipos de saladas distintas, três tipos de pratos de
carne, cinco tipos de suco e três tipos de guarnição.
Assim sendo, as maneiras possíveis do professor "Tô gordinho, mas tô legal", montar um almoço onde entre uma
salada, um prato de carne, um tipo de suco e um tipo de guarnição é:
(A)
(B)
(C)
(D)
23
17
270
180
questão
23.
23
Vamos caminhar, pois é o melhor para sua saúde...
No quarteirão abaixo, que é um quadrado perfeito, o professor "Tô gordinho, mas tô legal", que ministra a disciplina de Física, resolveu caminhar pelas ruas de seu quarteirão, como se cada rua fosse um vetor de comprimento ℓ
(lado do quadrado).
Qual foi, então, o percurso realizado pelo professor "Tô gordinho, mas tô legal", ao percorrer o caminho
?
(A) 2ℓ
(B)
(C)
(D)
10
Simulado UERJ MV1
CIÊNCIAS DA NATUREZA, MATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS
24.
questão
24
Big Body Brasil
Os corpos incharam e o sedentarismo deu a tônica à oitava edição do reality show.
O apresentador Pedro Bial contou uma verdade incômoda aos participantes do BBB 8. Ao comentar como eles
engordaram em quase três meses de confinamento, chamou-os de "balofos". Em sua etapa final, de fato seria mais
adequado rebatizar o programa de "Big Body Brasil" ("Corpanzil Brasil").
(Fonte: Revista Veja, 26 de março de 2008.)
Sendo G, M e N as massas dos três logo que saíram do BBB 8, o percentual de aumento da massa acumulada pelos
três (G + M + N), em relação à massa total dos três inicialmente, foi de:
(A)
(B)
(C)
(D)
7,40%
9,30%
10,30%
13,40%
questão
25.
25
Suponha que a produção diária de petróleo da Arábia Saudita se
estabilize em 10,26 milhões de barris e que o Brasil alcance sua
auto-suficiência em 2008, com 1,9 milhões de barris por dia.
Se, depois de 2008, o Brasil tiver um crescimento constante de
2% ao ano em sua produção diária, ela alcançará a produção diária
da Arábia Saudita em aproximadamente:
(A)
(B)
(C)
(D)
6 anos
54 anos
82 anos
108 anos
Adote: log1,02 = 0,009
log 2 = 0,301
log3 = 0,477
Fonte: Revista ISTO É - Especial sobre a PETROBRAS.
Simulado UERJ MV1
11
CIÊNCIAS DA NATUREZA, MATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS
26.
questão
26
Uma placa decorativa, como na figura a seguir, tem todas as circunferências menores com o mesmo raio R e os
centros das circunferências que tocam a circunferência maior são vértices de um quadrado.
Sendo a e b as áreas indicadas na figura, podemos afirmar que a razão
é igual a:
(A)
(B)
(C) 1
(D)
O ENUNCIADO A SEGUIR REFERE-SE ÀS QUESTÕES 27 E 28.
Um aluno simplesmente sentado numa sala de aula na prova do vestibular dissipa uma quantidade de energia equivalente à de uma lâmpada de 100W. O valor energético da gordura é de 9,0kcal/g. Para simplificar,
adote 1 cal = 4,0J.
questão
27.
27
Qual o mínimo de quilocalorias que o aluno deve ingerir por dia para repor a energia dissipada?
(A)
(B)
(C)
(D)
120
100
90
80
questão
28.
28
Quantos gramas de gordura um aluno queima cada hora de prova?
(A)
(B)
(C)
(D)
20g
10g
40g
80g
questão
29.
29
A massa total estimada de água existente na Terra é cerca de 1021 kg. Admitindo-se que a energia total anual
consumida pela humanidade no planeta seja da ordem de 1022 J, se pudéssemos aproveitar, de alguma maneira,
um quarto da quantidade de calor liberado devido à diminuição da temperatura da massa de água em 1°C, poderíamos suprir o consumo energético da humanidade por, aproximadamente:
(A)
(B)
(C)
(D)
12
1 mês
1 ano
10 anos
100 anos
Considere :
Calor específico da água = 1 cal/g.C
1 cal = 4J
Simulado UERJ MV1
CIÊNCIAS DA NATUREZA, MATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS
questão
30.
30
Três carros A, B, e C, trafegando numa avenida reta, estão lado a lado, quando o semáforo a 55 metros à frente fecha.
Sabendo-se que o gráfico a seguir mostra a variação da velocidade dos veículos a partir desse momento, é correto
afirmar que irá(ão) ultrapassar o sinal somente o(s) carro(s):
(A)
(B)
(C)
(D)
A
B
AeB
AeC
questão
31.
31
Leia a tirinha a seguir:
O fato de Calvin e Haroldo sentirem as sensações de calor e de frio sugere que a situação se passa:
(A)
(B)
(C)
(D)
de manhã, e o calor específico da areia é maior do que o da água.
à tarde, e o calor específico da areia é maior do que o da água.
de manhã, e o calor específico da areia é menor do que o da água.
à tarde, e o calor específico da areia é igual ao da água.
Simulado UERJ MV1
13
CIÊNCIAS DA NATUREZA, MATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS
questão
32.
32
Úlceras pépticas são causadas por ácidos gástricos e enzimas do estômago. A maioria das úlcera pépticas ocorre
no duodeno (úlceras duodenais) enquanto que algumas delas ocorrem no próprio estômago (úlceras gástricas).
Por que as úlceras pépticas são encontradas no duodeno e não no jejuno ou no íleo?
(A) O duodeno possui uma mucosa mais sensível à acidez do suco gástrico, além de ser o trecho mais longo do
intestino delgado.
(B) No jejuno são lançados o suco pancreático que possui uma função protetora da mucosa em relação à acidez do
suco gástrico.
(C) O duodeno é a primeira parte do intestino delgado a ser exposta aos ácidos gástricos e às enzimas.
(D) No jejuno-íleo vamos encontrar uma camada de queratina que vai proteger a mucosa quanto à ação destruidora dos ácidos gástricos.
questão
33.
33
APRENDENDO COM A SALAMANDRA
Quando um membro pequenino da salamandra sofre uma amputação, os vasos sanguíneos no coto remanescente prontamente se contraem, reduzindo o sangramento ao mínimo, e uma camada de células epiteliais rapidamente recobre a
superfície do local da amputação. Nos primeiros dias após o ferimento essa repidermização se transforma em uma
camada de células sinalizadoras, chamadas capa epitelial apical (AEC, sigla em inglês) que é indispensável para a
recuperação do órgão. Após um determinado tempo proliferam o blastema - agregado de células semelhantes a célulastronco, que atuarão como genitoras de um novo membro.
(Scientific American - maio de 2008)
Há muito os humanos questionam como o animal consegue esse feito. Esse processo é chamado de:
(A)
(B)
(C)
(D)
Sublimação
Regeneração
Amputação
Brotamento
questão
34.
34
CIENTISTAS IDENTIFICAM SUBSTÂNCIAS QUE PROTEGEM GENE ANTICÂNCER
Molécula poderá ser usada em novos medicamentos.
Cientistas das Universidades de St. Andrew e Dundee, na Escócia, descobriram um grupo de substâncias que podem
proteger um dos mais importantes genes que combatem e previnem o câncer.
Os cientistas batizaram as substâncias de tenovinas e descobriram que elas formam um escudo protetor em volta do gene
p53, que é "desligado" ou "prejudicado" em alguns casos de câncer. O gene p53 paralisa o crescimento de células
danificadas desencadeando a morte destas células ou estimulando o reparo do DNA. "Nossas descobertas indicam que
as tenovinas têm o potencial para paralisar tumores", disse Sonia Lain, chefe da pesquisa.
A melhor definição de gene é:
(A)
(B)
(C)
(D)
14
Segmento de DNA responsável pela formação de uma proteína.
Segmento de RNA responsável pela formação de uma proteína.
Molécula inteira de um DNA contido em uma cromatina.
Segmento de DNA responsável pela formação de um carboidrato.
Simulado UERJ MV1
CIÊNCIAS DA NATUREZA, MATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS
questão
35.
35
Os X-Men são mutantes: humanos que, como resultado de um súbito salto evolucionário, nasceram com habilidades super-humanas latentes, que geralmente se manifestam na puberdade. Consequentemente, em suas histórias, vários homens comuns têm um intenso medo e/ou desconfiança dos mutantes (cientificamente chamados
de Homo superior), que são vistos pelos cientistas, em geral, como o novo degrau da evolução humana.
Os X-Men são super heróis de histórias em quadrinhos, da Marvel Comics, ou seja, uma ficção. Caso esses super
heróis fossem reais seria correto afirmar que evolutivamente os seres humanos sofreram:
(A) modificações devido ao uso excessivo de determinadas habilidades, processo que está de acordo com a teoria
de Lamarck.
(B) modificações devido ao uso excessivo de determinadas habilidades, processo que está de acordo com a teoria
de Darwin.
(C) mutações e posteriormente seleção natural, processo que está de acordo com a teoria de Lamarck.
(D) mutações e posteriormente seleção natural, processo que está de acordo com a teoria sintética da evolução
(neo-darwinismo).
questão
36.
36
Numa região, modificações ambientais podem criar barreiras biogeográficas que isolam, por exemplo, dois
grupos de uma determinada população. Seria mesmo possível que, após algum tempo, esses dois grupos originassem espécies diferentes, na qual sobrevivência e especiação ocorreriam devido a:
(A)
(B)
(C)
(D)
variabilidade genética e diferentes pressões ambientais.
capacidade de sofrer mutações para ajustamento às novas condições ambientais.
modificações do metabolismo e escolha do novo ambiente.
adaptações individuais ao novo ambiente e sua transmissão hereditária.
Simulado UERJ MV1
15
CIÊNCIAS DA NATUREZA, MATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS
questão
37.
37
EVITAR O EFEITO ESTUFA PODE GERAR CRESCIMENTO
A estabilização das emissões de gases que causam o efeito estufa em níveis equivalentes a uma margem que
vai de 445 e 535 (ppm) partes de dióxido de carbono (CO2 ) por milhão, valores considerados aceitáveis pela
maioria dos políticos e por alguns cientistas, teria um custo anual de cerca de 0,12 ponto percentual do PIB
global. Na prática, isso significa uma retração do crescimento econômico pouco significativa em vista dos benefícios que podem ser gerados em termos de redução da velocidade de aumento da temperatura terrestre. E mais,
reduções ainda mais significativas nas emissões de gases poluentes, que podem ser desencadeadas desde já,
podem até estimular o crescimento econômico.
(Flora Holzman em www.terra.com.br/mercado-carbono)
Através da análise do texto e de acordo com seus conhecimentos sobre o assunto, indique a alternativa incorreta:
(A) O efeito estufa é um fenômeno natural fundamental para a manutenção da temperatura do nosso planeta e
consequentemente fundamental para a manutenção da vida.
(B) Os Estados Unidos da América não assinaram o tratado de Kyoto, alegando que esse ato estaria indo de encontro aos seus interesses econômicos.
(C) De acordo com o texto, os Estados Unidos estão certos em não assinar o tratado de Kyoto, pois realmente sua
economia ficará comprometida a curto e longo prazo.
(D) Independente do prejuízo econômico que pode ser causado, é obrigação de todos os países a diminuição de
suas taxas de emissão de poluentes para que não haja a destruição do nosso planeta.
questão
38.
38
Ainda hoje é muito comum a utilização das moringas (vasilhames de barro ou cerâmica não esmaltada) para
conservar a água em uma temperatura menor que a do ambiente.
Isso ocorre porque as moringas:
(A)
(B)
(C)
(D)
Isolam a água do ambiente.
Contém em sua composição substância que possui o poder de gelar a água.
Permitem, em função da porosidade do barro, a evaporação de parte da água nelas contidas.
São recipientes adiabáticos.
questão
39.
39
Uma das substâncias mais comuns em nosso dia-a-dia é o sal conhecido como bicarbonato de sódio, cuja solução
aquosa, além de outras aplicações, pode ser usada no tratamento de queimaduras provocadas por ácidos.
Sabendo que este sal pode receber também as nomenclaturas de hidrogenocarbonato de sódio e carbonato
ácido de sódio, identifique sua fórmula molecular:
(A)
(B)
(C)
(D)
16
Na2CO 3
NaHCO3
NaH 2CO 3
NaH 2CO 2
Simulado UERJ MV1
CIÊNCIAS DA NATUREZA, MATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS
questão
40.
40
Para medir a unidade relativa do ar foi utilizada a seguinte aparelhagem:
Inicialmente, o recipiente continha 2 litros de H2SO4 2 mol/L. Após a experiência, verificou-se que a solução apresentava concentração de 1,6 mol/L.
A quantidade de H2O absorvida pelo H2SO4, em mL, foi, aproximadamente:
(A)
(B)
(C)
(D)
250
500
750
1250
questão
41.
41
Outra maneira de se impedir a proliferação do mosquito transmissor da dengue é dissolver em água um sal
bastante comum nas residências, que é o hipoclorito de sódio, cuja solução para uso doméstico é chamada de
água sanitária ou água de lavanderia pois também possui ação alvejante.
A fórmula molecular deste sal é:
(A)
(B)
(C)
(D)
NaCℓO
NaCℓO 2
NaCℓO 3
NaCℓO 4
Simulado UERJ MV1
17
CIÊNCIAS DA NATUREZA, MATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS
questão
42.
42
O composto abaixo é muito utilizado como anti-séptico, na fabricação de medicamentos e de corantes.
Seu nome é derivado da essência de benjoim, da qual foi obtido pela primeira vez.
O nome do composto em questão e sua respectiva função orgânica é:
(A)
(B)
(C)
(D)
Ácido butírico; cetona.
Ácido fenil-metanóico; ácido carboxílico.
Fenil-metanona; cetona.
Fenil-metanoato de benzila; éster.
questão
43.
43
Cetonas macrocílicas são usadas em perfumes porque possuem intenso cheiro de almíscar e retardam a evaporação de constituintes mais voláteis.
Indique qual das estruturas abaixo pode ser usada como perfume:
(A)
(B)
(C)
(D)
18
Simulado UERJ MV1
CIÊNCIAS HUMANAS E SUAS TECNOLOGIAS
questão
44.
44
O ano de 1968 foi marcado por uma série de revoltas da juventude em várias partes do mundo. No Rio de Janeiro,
cerca de cem mil pessoas foram às ruas protestar contra o assassinato do estudante Edson Luís, pela polícia.
A reação do governo do general Costa e Silva ( 1967 -1969) foi a decretação do Ato Institucional n° 5 (AI-5), que
estabelecia:
(A)
(B)
(C)
(D)
a suspensão do direito de habeas corpus
o aumento das vagas nas universidades públicas
o fim da repressão policial às manifestações populares
a liberdade de expressão para os meios de comunicação
45.
questão
45
"Longe dos tempos dos primeiros descobridores, que atravessaram o oceano para encontrar riqueza e glória em
terras americanas, agora era a própria dinastia de
Bragança que fugia (na visão de alguns), evitava sua dissolução ( na visão de outros), ou empreendia uma política audaciosa, escapando da posição humilhante a que
Napoleão vinha relegando as demais monarquias."
(Lilia Moritz Schwarcz. O dia em que Portugal fugiu para o Brasil.
Revista de História. Ano 1 n° 1. Julho de 2005. p.20-27)
Fonte: Revista de História. Ano 3 - Nº 28. Janeiro de 2008 p. 84
O texto acima rompe com a visão estereotipada e caricata que o senso comum tem do papel que D.João na
História do Brasil. O bicentenário da chegada da família real traz a luz sobre sua importância, no que tange as
diversas contribuições nos planos: econômico, social, político e cultural. Para garantir o controle sobre as capitanias, D. João construiu uma série de estradas, permitindo o comércio entre as regiões distantes e ampliando os
laços entre a população.
No plano político, essas ações ajudaram:
(A)
(B)
(C)
(D)
a rápida industrialização e ascensão burguesa após a independência
a adoção da autonomia para as capitanias, base do nosso federalismo
a evitar que o Brasil se desintegrasse como aconteceu com a América espanhola
a extinguir o do trabalho escravo no Rio de Janeiro, arruinando a influência dos grandes proprietários rurais
Simulado UERJ MV1
19
CIÊNCIAS HUMANAS E SUAS TECNOLOGIAS
questão
46.
46
Com a morte de
Vargas, a população tomou as
ruas. No Rio de
Janeiro, depredações de sedes de
jornais e empresas
foram registradas
pela imprensa.
No dia 24 de agosto de 1954, horas depois do suicídio de Vargas, a capital da República foi palco de intensas
agitações que tomaram conta das ruas próximas ao Palácio do Catete, descambando para a violência contra os
segmentos antigetulistas. A ameaça pairava contra a sede dos jornais Tribuna da Imprensa e O Globo e da embaixada americana.
Durante o segundo governo Vargas, ocorreu uma forte oposição interna e externa à sua política nacionalista,
através do(a):
(A)
(B)
(C)
(D)
PTB - Argentina
UNE - Alemanha
UDN - Estados Unidos
PCB - União Soviética
questão
47.
47
QUANDO AS CIRCUNSTÂNCIAS PERMITEM
– Moço, moço, este bonde passa na Rua da Constituição?
– Às vezes.
A trajetória política de Getúlio Vargas foi ambígua, combinando momentos de reformas sociais e atitudes francamente ditatoriais.
A charge acima, de J. Carlos, foi publicada em 1950, quando Vargas tentava voltar à presidência pelo voto popular.
Com relação à ambigüidade da política varguista durante o Estado Novo (1937-45), esta pode ser demonstrada
através do(a):
(A)
(B)
(C)
(D)
20
aliança com Hitler e medidas econômicas de caráter socialista
sua simpatia com o fascismo e a entrada do Brasil na guerra ao lado dos aliados
apoio econômico à União Soviética e perseguição aos partidários do salazarismo
manutenção no governo de auxiliares como Luis Carlos Prestes (comunismo) e Filinto Müller (fascismo)
Simulado UERJ MV1
CIÊNCIAS HUMANAS E SUAS TECNOLOGIAS
questão
48.
48
"Se você disser que eu desafino, amor,
Saiba que isso em mim provoca imensa dor
Só privilegiados têm ouvido igual ao teu.
Eu possuo apenas o que Deus me deu
Se você insiste em classificar
Meu comportamento de antimusical.
Eu mesmo mentindo devo argumentar
Que isto é bossa nova
Que isto é muito natural".
Com Desafinado (Tom Jobim e Newton Mendonça), verdadeiro manifesto do movimento, João Gilberto lançou
um grito de guerra a favor da revolução musical que o país começava a viver no fim dos anos 50. Passados 50 anos,
a Bossa Nova ainda motiva algumas polêmicas, pois para alguns críticos, não seria um ritmo musical genuinamente nacional, devido à influencia do jazz americano.
Sobre um aspecto, porém, há consenso em relação ao significado deste movimento. Assinale-o:
(A)
(B)
(C)
(D)
significou um retorno a música popular mais tradicional
representou uma aproximação estética com o rock-and-roll
manifestou uma crítica à realidade sócio-econômica nacional
expressou os anseios da juventude de classe média da zona sul carioca
49.
questão
49
Lima Barreto
"O que mais a impressionou no passeio foi a miséria geral, a falta de cultivo, a pobreza das casas (...). Educada na cidade, ela tinha dos
roceiros idéia de que eram felizes, saudáveis e alegres. Havendo tanto barro, tanta água, por que as casas não eram de tijolos e não tinham
telhas? Era sempre aquele sapé sinistro (...) que deixava ver a trama de varas. Por que, ao redor dessas casas, não havia culturas, uma horta,
um pomar? (...) Não podia ser preguiça só ou indolência. (...) 'Terra não é nossa [explicou-lhe um trabalhador] (...) Nós não 'tem' ferramenta...
isso é bom para italiano ou 'alemão', que o Governo dá tudo... Governo não gosta de nós...' E a terra não era dele? Mas de quem era então,
tanta terra abandonada que se encontrava por aí? Ela vira até fazendas fechadas, com as casas em ruínas... Por que esse acaparamento, esses
latifúndios inúteis e improdutivos?"
(Os conflitos entre os ideais de justiça e a realidade, em Triste Fim de Policarpo Quaresma, 1910.)
A obra de Machado de Assis, como no caso de Dom Casmurro, penetrava sutilmente a alma humana, desvendando
suas ambigüidades e contradições. Em contrapartida, Lima Barreto, destacava-se como um autor de cunho social
crítico. O texto acima denuncia uma questão sem solução até os dias de hoje.
Essa problemática sócio-econômica vem a ser:
(A)
(B)
(C)
(D)
a crescente favelização da capital
a marginalização do elemento imigrante
a concentração fundiária e a especulação imobiliária
o empobrecimento arquitetônico do centro do Rio de Janeiro
Simulado UERJ MV1
21
CIÊNCIAS HUMANAS E SUAS TECNOLOGIAS
questão
50.
50
Em novembro de 2007, o PSDB foi à TV e disse que ele tinha feito o Plano Real e lançado os genéricos.Em entrevista
realizada em 10 de março de 2008, um ex-presidente da República desmentiu a peça publicitária.
Na verdade ambos foram realizações do governo de:
(A)
(B)
(C)
(D)
José Sarney
Itamar Franco
Fernando Collor
Fernando Henrique Cardoso
questão
51.
51
No dia 6 de janeiro de 1963, o povo brasileiro foi convocado a votar num plebiscito para optar pelo presidencialismo ou parlamentarismo. Em 1993, como estava previsto pela Constituição de 1988, foi realizado um plebiscito
para a escolha da forma e do sistema de governo no Brasil.
Em ambos os casos a consulta popular preferiu:
(A)
(B)
(C)
(D)
monarquia absolutista
república presidencialista
república parlamentarista
monarquia parlamentar e constitucional
questão
52.
52
Depois de perpetuar-se durante 49 anos no poder, Fidel Castro renunciou à chefia do governo, iniciando um novo
período histórico em Cuba. Numa carta dirigida ao povo cubano - já que nos últimos dois anos e sete meses, ele
não apareceu em público -, Fidel anunciou que não aceitará ser indicado para novo mandato de presidente.
A saída de cena de Fidel Castro alimenta a possibilidade do país livrar-se da estagnação econômica e financeira
em que se encontra, apesar de expressivos dados sociais.
A principal razão apontada para a derrocada econômica e financeira cubana é:
(A)
(B)
(C)
(D)
22
Embargo econômico imposto pelos Estados Unidos.
Suspensão da ajuda dada pela União Soviética em 1985.
Queda no principal produto de exportação do país, o petróleo.
Isolamento político imposto pelos chefes de governo do continente.
Simulado UERJ MV1
CIÊNCIAS HUMANAS E SUAS TECNOLOGIAS
questão
53.
53
ALTA NOS PREÇOS DOS ALIMENTOS PROVOCA CRISES NO MUNDO
Segundo a Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO), 37 países têm problemas com a
alta dos preços dos alimentos. Veja alguns exemplos no mapa:
FONTES: RC Consultores, FAO, Consultoria Céleres e USDA
O Globo, 20/04/2008
A alta dos preços dos alimentos atinge mais os países pobres e acaba por trazer à tona o pensamento catastrofista
do demógrafo inglês, Robert Malthus que, em 1798, profetizou a falta de comida em quantidade suficiente para
todos. Sua teoria não se confirmou, mas volta e meia assusta.
Entre os diversos fatores responsáveis pela alta dos preços dos alimentos, aquele que aparece corretamente está
apontado em:
(A)
(B)
(C)
(D)
Produção de biocombústiveis nos países da União Européia.
Fim dos subsídios concedidos aos produtores nos países desenvolvidos.
Aumento de consumo em alguns países emergentes como China, Índia e Brasil.
Falta de chuvas que reduziu a colheita de grãos nos maiores produtores de alimentos.
54.
questão
54
O caminho da degradação nas águas da Baía.
Folha de São Paulo, 18/11/2007
O poeta inglês Richard Flecknoe não resistiu, ao entrar na Baía de Guanabara, em 1655: "Deparamos com a mais
sedutora paisagem do mundo: um lago, com umas 20 milhas de extensão, todo salpicado de ilhas verdejantes de
diversos tamanhos". Hoje, longe do olhar inspirador de poetas, a Baía preocupa apenas aqueles que vivem dela, já
que são obrigados a conviver com lama, esgoto e lixo, ao lado de favelas e indústrias.
Um dos fatores responsáveis pelo tortuoso caminho do paraíso ao inferno percorrido pela Baía em nome do
progresso é apontado corretamente em:
(A) Construção do Canal do Mangue, hidrovia que liga a Zona Norte ao Centro.
(B) Aterros feitos para a construção do Porto do Rio e do aeroporto Tom Jobim.
(C) Funcionamento da Refinaria Duque de Caxias que polui todas as praias da Baía.
(D) Estações de Tratamento de Esgoto (ETE) em número insuficiente e mal equipadas.
Simulado UERJ MV1
23
CIÊNCIAS HUMANAS E SUAS TECNOLOGIAS
questão
55.
55
CRISE DO SUBPRIME
O Globo, 06/04/2008
"Os cortes nos juros americanos depois de Setembro de 2001 levaram a uma explosão do financiamento imobiliário, que se abriu para pessoas com um histórico ruim de crédito. Quando o Fed (Banco Central Americano)
voltou a subir as taxas, a partir de 2004, um grande número de mutuários passou a ter dificuldade de pagar suas
hipotecas. Em meados de 2007, o calote disparou, levando várias financeiras à insolvência."
Com os desdobramentos da crise financeira americana cada vez mais evidentes nos dados de produção e emprego dos Estados Unidos, virou lugar-comum entre analistas comparar a turbulência atual com a forte queda da
bolsa de valores em 1929, que precedeu a Grande Depressão dos anos 1930.
Os dois momentos vividos pelos Estados Unidos estão evidenciados corretamente em:
(A) Perda de empregos somente para os mais pobres em 1929.
(B) Desvalorização de preços de bens de consumo na crise atual.
(C) Surpreendente valorização do dólar em relação às demais moedas.
(D) Crise imobiliária com os confiscos de imóveis de mutuários inadimplentes.
56.
questão
56
Fonte: Revista da Semana,
Edição nº 30
Editora Abril.
O início da caminhada da tocha olímpica com destino a Pequim foi marcado por protestos contra a repressão
chinesa no Tibete e a violação dos direitos humanos no país que receberá os Jogos. O Dalai Lama, líder espiritual
e político tibetano, exilado na Índia, tornou-se figura central a cinco meses das Olimpíadas. Cresce o movimento
internacional de boicote à cerimônia de abertura.
A China e o Tibete estão envolvidos em disputas há 50 anos, mas os protestos que ocorrem a poucos meses da
abertura dos Jogos Olímpicos levantam uma discussão internacional. A principal razão desta discussão é:
(A)
(B)
(C)
(D)
24
Apoio ocidental à política pacifista do Dalai Lama.
Insistência da China em manter a anexação do Tibete.
Desejo dos tibetanos em integrar o seu território a Índia.
Forte nacionalismo tibetano que rejeita toda presença estrangeira.
Simulado UERJ MV1
CIÊNCIAS HUMANAS E SUAS TECNOLOGIAS
questão
57.
57
As descobertas no pré-sal
Revista Época, 21/04/2008
"A Petrobras encontrou petróleo de alta qualidade em quatro áreas. Só a Tupi tem reservas estimadas oficialmente em 5 bilhões a 8 bilhões de barris."
(Época, 12/11/2007)
"A Petrobras anunciou a descoberta de uma área com reservas estimadas em 33 bilhões de barris, batizada de
Carioca, que poderia se tornar o terceiro maior campo de petróleo em produção no mundo."
(Época, 21/04/2008)
Num momento em que o mundo todo vive uma transição energética do petróleo para fontes alternativas, as
recentes descobertas feitas pela Petrobras podem redesenhar completamente o panorama da energia nacional.
Uma das conseqüências para o país no setor energético com essas descobertas é:
(A)
(B)
(C)
(D)
Desativação das usinas nucleares.
Predomínio do uso de derivados de petróleo.
Interrupção da produção de biocombústiveis.
Fim da dependência do gás natural da Bolívia.
58.
questão
58
A brasileira Janaina Agostinho, de 27 anos, está retida desde a última segunda-feira no aeroporto de Barajas, em Madri,
cidade na qual pretendia passar três semanas para conhecer a família de seu namorado, que é espanhol. A informação é
da agência de notícias Efe, que entrevistou a jovem nesta sexta-feira (14).
A jovem de Natal (RN) - que apresentou comprovante de reserva de hotéis já pagos, seguro, passagem de volta e 500
euros em dinheiro - contou que a polícia espanhola alega que faltam documentos para a autorização de sua entrada no
país.
"Está sendo uma experiência muito desagradável, sinto-me humilhada. Só queria vir à Espanha para conhecer a família
do meu namorado. Acho que nunca vou esquecer isto, é uma situação horrível", desabafou.
Janaina só poderá retornar ao Brasil no próximo domingo, quando completará quase uma semana no aeroporto espanhol.
(Fonte: G1 - Mundo/Noticias 14/03/2008.)
A matéria retrata o drama de vários brasileiros que tentam desembarcar na Espanha e encontram dificuldades.
São vários os barrados, neste mundo "sem fronteiras", como prega o processo de globalização econômica.
Sobre o movimento migratório observado no mundo, a partir da década de 80, pode-se afirmar que:
(A) Uma crescente emigração dirige-se, sobretudo, para os países ricos e tem como causas o agravamento dos
conflitos internacionais e os problemas econômicos.
(B) O chamado mundo subdesenvolvido apresenta elevado número de imigrantes, o que tende a provocar um
excedente de população em idade produtiva.
(C) O aumento da migração internacional tem provocado fortes reações de nacionalismo nas áreas pobres, que
têm perdido população jovem em idade produtiva.
(D) Uma profunda aversão aos latino-americanos tem reduzido drasticamente o fluxo migratório deste continente para as áreas ricas do hemisfério Norte.
Simulado UERJ MV1
25
CIÊNCIAS HUMANAS E SUAS TECNOLOGIAS
59.
questão
59
Demorou, mas chegou. Finalmente, o Brasil entra no grupo de alto desenvolvimento humano. A lista é liderada
por Islândia e o nosso país aparece em 70º lugar.
O Dia, 28/11/2007
O Brasil foi o país que teve melhores resultados no Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) entre os Brics bloco de nações emergentes cujas economias têm potencial para dominar o mercado mundial em meados deste
século.
Apesar dos progressos obtidos, o país ainda enfrenta problemas como:
(A)
(B)
(C)
(D)
Pobreza, evasão escolar e prostituição infantil.
Baixa expectativa de vida, mortalidade materna e desigualdade.
Extrema pobreza, trabalho desregulamentado e avanço da informalidade.
Analfabetismo funcional, saneamento básico precário e mortalidade infantil.
questão
60.
60
"A dengue no Rio revela a covardia das autoridades - Em
meio à mais grave epidemia em muitos anos, os políticos
discutem se o mosquito é municipal, estadual ou federal"
A dengue ficou erradicada no Rio, quase por completo, durante décadas, graças à ação conjunta do governo federal e
da prefeitura (não havia Estado) quando a cidade era capital da República.
O ressurgimento da doença na cidade tem explicação apontada em:
(A) Desconhecimento da população sobre a doença.
(B) Ausência de saneamento básico em quase todos os
bairros.
(C) Descaso das autoridades, em todos os níveis, com a
saúde pública.
(D) Longos períodos chuvosos que favorecem a proliferação do mosquito.
Revista da Semana, Edição Nº 30
26
Simulado UERJ MV1
CIÊNCIAS HUMANAS E SUAS TECNOLOGIAS
Simulado UERJ MV1
27
SIMULADO UERJ MV1
VESTIBULAR 2009
SIMULADO UERJ MV1
07/06/20 08
Neste caderno você encontrará um conjunto de 27 (vinte e sete) páginas numeradas seqüencialmente, contendo
60 (sessenta) questões das seguintes áreas: Linguagens, Códigos e suas Tecnologias; Ciências da Natureza,
Matemática e suas Tecnologias; Ciências Humanas e suas Tecnologias.
Não abra o caderno antes de receber autorização.
INSTRUÇÕES
1. CARTÃO DE RESPOSTAS
Preencha com atenção os campos do Cartão de Respostas colocando:
Código: O seu IBM
Prova: Simulado UERJ MV1
Local: AND (Anderson) - PAR (Pareto) - SGO (S. Gonçalo) - ICA (Icaraí) - ILH (Ilha) - MAC (Macedo)
Nome: Completo em letra de forma
Assine o verso do cartão de respostas com caneta. Exceto sua assinatura, nada além da marcação das respostas
deve ser escrito ou registrado no cartão, que não pode ser dobrado, amassado, rasurado ou manchado.
2. CADERNO DE QUESTÕES
Ao receber autorização para abrir este caderno, verifique se a impressão, a paginação e a numeração das questões
estão corretas.
Caso ocorra qualquer erro, notifique o fiscal.
As questões de números 16 a 21 da área de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias deverão ser respondidas de
acordo com a sua opção de Língua Estrangeira: Espanhol ou Inglês.
A Tabela Periódica encontra-se na página 27.
3. MARCAÇÃO DAS RESPOSTAS
Leia com atenção as questões e escolha a alternativa que melhor responde a cada uma delas. Marque sua
resposta cobrindo totalmente o espaço que corresponde à letra a ser assinalada; utilize caneta preta,
preferencialmente, ou azul, conforme o exemplo abaixo:
01
A
B
C
D
As respostas em que houver falta de nitidez ou marcação de mais de uma letra não serão registradas.
INFORMAÇÕES GERAIS
O tempo disponível para fazer a prova, incluindo a marcação do cartão de respostas, é de 4 (quatro) horas.
Ao terminar a prova, entregue ao fiscal este caderno e o cartão de respostas.
Será eliminado do Simulado UERJ MV1 o candidato que, durante a prova, utilizar máquinas ou relógios de calcular,
aparelhos de reprodução de som ou imagem, com ou sem fones de ouvido, telefones celulares ou fontes de
consulta de qualquer espécie.
Será também eliminado o candidato que se ausentar da sala de prova levando consigo este caderno ou o cartão
de respostas.
BOA PROVA!
SIMULADO UERJ MV1
VESTIBULAR 2009
SIMULADO UERJ MV1
07/06/20 08
Neste caderno você encontrará um conjunto de 27 (vinte e sete) páginas numeradas seqüencialmente, contendo
60 (sessenta) questões das seguintes áreas: Linguagens, Códigos e suas Tecnologias; Ciências da Natureza,
Matemática e suas Tecnologias; Ciências Humanas e suas Tecnologias.
Não abra o caderno antes de receber autorização.
INSTRUÇÕES
1. CARTÃO DE RESPOSTAS
Confira se seu cartão traz o seu nome e IBM / inscrição corretos.
Caso o seu cartão não seja personalizado, preencha com atenção os campos do Cartão de Respostas colocando:
Código: O seu IBM
Prova: Simulado UERJ MV1
Local: AND (Anderson) - PAR (Pareto) - SGO (S. Gonçalo) - ICA (Icaraí) - ILH (Ilha) - MAC (Macedo)
Nome: Completo em letra de forma
Assine o verso do cartão de respostas com caneta. Exceto sua assinatura, nada além da marcação das respostas
deve ser escrito ou registrado no cartão, que não pode ser dobrado, amassado, rasurado ou manchado.
2. CADERNO DE QUESTÕES
Ao receber autorização para abrir este caderno, verifique se a impressão, a paginação e a numeração das questões
estão corretas.
Caso ocorra qualquer erro, notifique o fiscal.
As questões de números 16 a 21 da área de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias deverão ser respondidas de
acordo com a sua opção de Língua Estrangeira: Espanhol ou Inglês.
A Tabela Periódica encontra-se na página 27.
3. MARCAÇÃO DAS RESPOSTAS
Leia com atenção as questões e escolha a alternativa que melhor responde a cada uma delas. Marque sua
resposta cobrindo totalmente o espaço que corresponde à letra a ser assinalada; utilize caneta preta,
preferencialmente, ou azul, conforme o exemplo abaixo:
01
A
B
C
D
As respostas em que houver falta de nitidez ou marcação de mais de uma letra não serão registradas.
INFORMAÇÕES GERAIS
O tempo disponível para fazer a prova, incluindo a marcação do cartão de respostas, é de 4 (quatro) horas.
Ao terminar a prova, entregue ao fiscal este caderno e o cartão de respostas.
Será eliminado do Simulado UERJ MV1 o candidato que, durante a prova, utilizar máquinas ou relógios de calcular,
aparelhos de reprodução de som ou imagem, com ou sem fones de ouvido, telefones celulares ou fontes de
consulta de qualquer espécie.
Será também eliminado o candidato que se ausentar da sala de prova levando consigo este caderno ou o cartão
de respostas.
BOA PROVA!

Documentos relacionados

simulado UERJ qualify 2007.p65

simulado UERJ qualify 2007.p65 A luta que os alunos enfrentam com relação à produção de textos escritos é muito especial. Em geral, eles não apresentam dificuldades em se expressar através da fala coloquial. Os problemas começam...

Leia mais