Arte Africana - Apresentação Arquivo

Сomentários

Transcrição

Arte Africana - Apresentação Arquivo
Arte Africana
Segundo a arqueologia, o continente africano é o território
habitado a mais tempo no planeta. Assim como o Brasil, a história
africana é contada pelos colonizadores europeus , os viajantes,
missionários, dirigentes coloniais, são eles os responsáveis pelos
primeiros relatos registrados dessa cultura artística. Existem
esculturas em rochas que ainda conserva entalhes de 6.000 anos. Os
temas retratados nas obras remetem ao cotidiano, religião e os
aspectos naturais da região. Assim, esculpiam e pintavam mitos,
animais da floresta, cenas das tradições e etc.
Formas de expressão: "ARTE”
À arte é a forma de expressar um sentimento, seja pela
forma que for. Sendo assim, os africanos tem umas das mais
completas formas de se expressar. E são dadas através das:
- Esculturas
- Pinturas
- Máscaras
- Música e Dança
Esculturas
Nas esculturas, assim como em todas as formas da arte africana, a figura humana
representa a preocupação com valores étnicos , morais e religiosos. Os africanos utilizaram muito
as esculturas como forma de arte. O ouro, bronze e marfim eram matérias-primas utilizadas por
eles. A esculturas mais antigas que se tem registro são as esculturas Nok, cultura da Nigéria, 500
a.c.
Pinturas
A pintura foi e ainda é muito utilizada para retratar o
cotidiano africano, seja nas tribos, pessoas ou sobre paisagens.
Foram selecionados quatro pintores:
- Jan Wolshenk
- Walter Battiss
- Gerard Sekoto
- Esther Mahlangu
Jan Wolshenk
De 20 de agosto 1853 a 22 de janeiro de 1936, 83 anos. Jan pintor sul-africano,
conhecido por retratar majestosas paisagens. Filho de pais Holandeses, começou pintar quando
criança. Tinha um dom, o poder aguçado de observação para pintar!
Walter Battiss
De 6 de janeiro de 1906 a 20 de agosto de 1986, 76 anos. Considerado o mais
importante pintor abstrato da África.
Gerard Sekoto
De 09 de dezembro a 20 de março de 1993, 80 anos. Pioneiro na arte negra
urbana e do realismo social.
Esther Mahlangu
Nascida em 1935, hoje com 80 anos, Esther ficou mundialmente conhecida por pintar
em telas a arte Nbedele, até então, estas pinturas que eram feitas somente nas casas e muros da
comunidade Nbedele de Gauteng em Pretória.
Máscaras
As máscaras sempre foram as protagonistas da
cultura africana. Era uma forma de disfarce usada para
incorporar os espíritos e adquirir força mágica. As
máscaras tinham um significado místico e muito
importante na arte africana, sendo usada em rituais e
funerais. Elas eram feitas de barro, marfim, metal, mas a
madeira era mais utilizada na confecção. Para se manterem
puras e sagradas, eram modeladas em segredo na selva.
Dança
A dança surgiu na África como parte da essência da vida nas aldeias, quase
sempre executada em grupo. Homens, mulheres e crianças participavam dela. Todos os
acontecimentos eram comemorados com dança, seja um nascimento, morte, plantação,
colheita, nesse caso, era a forma de agradecer aos deuses por uma colheita farta. As
danças variam muito de região pra região, mas elas em sua maioria tinham
características em comum, dançar em filas ou em círculos, raramente dançavam
sozinhos ou em par. Algumas danças tinham 6 ritmos ao mesmo tempo e os dançarinos
usavam máscaras e pintavam seus corpos para tornar seus movimentos mais expressivos.
E é claro que quando se fala em dança, falamos de música também, não há
dança sem ritmo e essa mistura originou alguns ritmos que fizeram e fazem sucesso no
Brasil, por exemplo:
- Capoeira: Teve inicio no século 16, na época em que o Brasil era colônia de Portugal. A
mão de obra foi trazida da África e muitos desses escravos eram da região de Angola. A
capoeira foi a forma que esses escravos desenvolveram para se proteger da violência e da
repressão dos colonizadores brasileiros.
- Kuduro: É um gênero musical também originário da Angola, que foi influenciados por outros
gêneros como Sungura e o Rap. Ele surgiu no final dos anos 80, o nome da dança referia-se a um
movimento peculiar em que os dançarinos parecem ter a ‘’bunda dura’’, simulando uma forma
agressiva e agitada de dançar.
A arte é a libertade de expressão, seja através da música, da dança, escultura,
pintura...sendo assim, concluímos com esse trabalho que a cultura artística africana é uma
das mais ricas e diversas que se tem registro. Influenciando várias culturas por diversos
continentes, incluindo o Brasil com a vinda dos escravos africanos.
Um dos maiores cantores, compositores e poeta que o mundo conheceu, Bob
Marley, usava a África e seus problemas como a miséria, guerras e o domínio europeu para
compor suas músicas, por se tratar da terra sagrada dos rastafáris . Redemption Songcanção da redenção-fala sobre a época da escravidão, das dificuldades e preconceito contra
os negros africanos.
Mood Board
Etampa
Produtos

Documentos relacionados

Arte da África

Arte da África em um artigo sobre As influências da Arte Africana na Arte Moderna, o diálogo com as variadas formas africanas de expressar e representar o mundo e as expectativas sobrenaturais aparece bastante em...

Leia mais