Tendências atuais da cirurgia estética

Сomentários

Transcrição

Tendências atuais da cirurgia estética
Caderno Comercial | Edição NORTE
Segunda-feira 28 de dezembro de 2015
PARA ANUNCIAR www.ocasiao.pt | 800 200 226 (chamada grátis) | [email protected] | ENCONTRE EM www.lojadojornal.pt | A LOJA MAIS PERTO DE SI.
VEÍCULOS
ENSINO
CASAS
EMPREGO
DIVERSOS
RELAX
Tendências atuais
da cirurgia estética
[ grupo trofa saúde ]
N
os últimos anos, a
cir u rgia estética
passou de um luxo
inacessível e controverso a uma opção
viável e cada vez mais procurada e
aceite socialmente. Esta tendência
deve-se a vários fatores. Por um
lado, existe uma maior divulgação da importância da estética no
bem-estar e na saúde do indivíduo.
Cuidar de si não passa apenas por
comer bem e fazer desporto. Passa
por atrasar os sinais precoces de
envelhecimento e tratar aquilo que
nos deixa inseguros e descontentes no reflexo que encontramos
quando nos vemos ao espelho.
É uma preocupação legítima e faz
parte de um conceito de bem-estar
abrangente.
A tendência cada vez maior
para produzir resultados naturais
com o recurso a técnicas cirúrgicas
que tratam do detalhe e procuram
o resultado ponderado e subtil fazem com que os pacientes confiem
cada vez mais nos seus cirurgiões
plásticos.
Entre as cirurgias estéticas mais
comuns contam-se o aumento mamário, a rinoplastia, a lipoaspiração
e a blefaroplastia. É curioso notar o
crescimento sustentado do número
de cirurgias estéticas da face, nos
últimos anos. As opções não cirúrgicas no tratamento estético da face
são igualmente uma arma poderosa
na prevenção dos sinais de envelhecimento e na obtenção de resultados
subtis, sendo muitas vezes complementares de tratamentos cirúrgicos mais complexos. Os conceitos
de equilíbrio e harmonia na análise
da face são essenciais para um tratamento eficaz: aquele que produz
uma face mais jovem, sem sinais de
que a/o paciente foi submetida/o a
qualquer cirurgia. É importante dominar todas as técnicas disponíveis
e aplicá-las de acordo com a indicação própria. Aqueles resultados que
denunciam o tratamento e acabam
por produzir faces pouco naturais
são muitas vezes produto da não
observância deste princípio.
A cirurgia plástica é, dentro
das áreas médicas, uma das que
assenta de forma mais essencial
na relação de confiança médicopaciente. Sendo um tratamento
opcional, a decisão deve ser consciente, as expectativas corretamente ajustadas, as indicações devidamente esclarecidas e os riscos
ponderados. Em última análise,
deve assentar no reconhecimento da competência e confiança no
gosto estético de quem trata e na
seleção do paciente, que de facto
irá beneficiar com o tratamento
selecionado. Esta relação dura bem
para além do momento em se dá o
último ponto da cirurgia.
Outro sinal de mudança positiva dentro da cirurgia plástica é
o número crescente de pacientes
que se submetem a reconstrução
mamária após tratamento do cancro da mama. O número crescente
destes procedimentos é um sinal de
que a qualidade de vida neste grupo de pacientes é um aspeto cada
vez mais valorizado. A mama é um
dos elementos mais importantes
na identidade da mulher e a sua reconstrução é um fator de satisfação
Dr. Mário Mendanha, Cirurgião Plástico no Hospital Privado da Trofa, Grupo Trofa
Saúde
e elevação da autoestima que não
pode ser negligenciado.
Se o homem assenta nos pilares
físico, emocional, mental e espiritu-
al, a cirurgia plástica tem evoluído
como meio de fortalecimento dos
dois primeiros, na estrutura fundamental de cada um de nós. //

Documentos relacionados

Rita Valença Filipe, Drª

Rita Valença Filipe, Drª Estudante de Doutoramento, Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (em colaboração com a FEUP e Instituto de Ciência e Inovação em Engenharia Mecânica e Engenharia Industrial)

Leia mais