óxido de magnésio - Faculdades Oswaldo Cruz

Сomentários

Transcrição

óxido de magnésio - Faculdades Oswaldo Cruz
Rev. Abril/2003
ÓXIDO DE MAGNÉSIO
1
0
1
1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO
Nome químico: óxido de magnésio
Fórmula química: MgO
Sinônimos: magnésia; magnésia calcinada.
CAS: 7791-18-6
2. COMPOSIÇÃO E INFORMAÇÃO SOBRE INGREDIENTES
Número CAS: 7791-18-6
> 98%
PERIGOSO
3. IDENTIFICAÇÃO DOS PERIGOS
PODE CAUSAR IRRITAÇÃO AOS OLHOS E TRATO RESPIRATÓRIO.
EFEITOS POTENCIAIS PARA A SAÚDE
• Por inalação: pode causar irritação ao trato respiratório, tosse, dispnéia, possibilidade de
edemas de diversas gravidades em função da concentração e do tempo de exposição.
• Por ingestão: pode causar irritação às vias digestivas, náuseas, vômito, hipermotilidade
intestinal, diarréia.
• Contato com a pele: pode causar irritação.
• Contato com os olhos: pode causar irritação.
• Exposição aguda: efeito agudo corresponde à exposição a fumos de vapores metálicos, com
aumento da temperatura corpórea, dor muscular e prostração. A presença de uma grande
quantidade de magnésio no organismo após uma elevada exposição por via ingestiva ou
inalatória pode determinar um fenômeno característico de intoxicação por hipermagnesemia. A
sintomatologia compreende: vermelhidão cutânea e hipotensão por causa da vasodilatação
periférica, estado de confusão, perda de reflexos, fraqueza muscular, depressão respiratória,
arritmia e colapso cardíaco.
4. MEDIDAS DE PRIMEIROS SOCORROS
CONTATO COM A PELE: Lave a pele com água abundante e sabão.
INALAÇÃO: Leve a vítima para um local arejado. Se a vítima não estiver respirando, faça
respiração artificial. Se a vítima apresentar dificuldade respiratória dê oxigênio. Imediatamente
encaminhe ao hospital.
CONTATO COM OS OLHOS: Lave com água durante 15 minutos no lava-olhos. Se ocorrer
irritação encaminhe ao atendimento medico.
INGESTÃO: Faça bochechos com água, sem engolir. Não provoque o vômito.
5. MEDIDAS DE COMBATE A INCÊNDIO
Não é inflamável nem combustível. Chamas quando envolvem este material podem ser extintas
com dióxido de carbono, spray de água, espuma ou pó químico.
6. MEDIDAS DE CONTROLE PARA DERRAMAMENTO E VAZAMENTO
Ventile a área do vazamento. Recolha o produto para reuso, se for possível. Aspiração pode ser
usada para evitar dispersão de poeira. Se o produto for líquido, absorvê-lo com material poroso
inerte. Encaminhe os resíduos para aterro classe 1.
7. MANUSEIO E ARMAZENAMENTO
Ao manusear este produto use avental de manga longa, óculos de segurança e máscara contra pó
P2. Mantenha o produto em vasilhame bem fechado. Proteja de danos físicos. Não misture com
ácidos fortes. Estoque em local frio, seco e arejado. Estoque na ÁREA VERDE do almoxarifado.
8. CONTROLE DE EXPOSIÇÃO E PROTEÇÃO INDIVIDUAL
Limites de Exposição Permitidos:
ACGHI: TLV: 10mg/m3 (TWA)
VESTIMENTA MÍNIMA RECOMENDADA: avental de manga longa e óculos de segurança
LUVAS: de borracha ou polietileno descartáveis
MÁSCARA RESPIRATÓRIA RECOMENDADA: máscara P2.
9. PROPRIEDADES FÍSICO-QUÍMICAS
Descrição física: pó fino branco
Odor: inodoro
Densidade relativa: 3,58g/mL
SOLUBILIDADE:
Água: insolúvel
Solventes orgânicos: insolúvel
Ponto de ebulição: 3600°C
Ponto de fusão: 2800°C
10. ESTABILIDADE E REATIVIDADE
Este composto é termicamente estável em condições normais de uso e estocagem.
11. INFORMAÇÕES TOXICOLÓGICAS
CARCINOGENICIDADE: nenhuma evidência
DADOS DE MUTAÇÃO: nenhuma evidência.
EFEITO REPRODUTIVIDADE: nenhuma evidência
12. INFORMAÇÕES ECOLÓGICAS
O produto provavelmente sedimenta inalterado.
Ecotoxicidade: não relevante.
13. CONSIDERAÇÕES SOBRE TRATAMENTO E DISPOSIÇÃO
Encaminhe para aterro classe 1.
14. INFORMAÇÕES SOBRE TRANSPORTE
Não regulamentado.
15. REGULAMENTAÇÕES
NFPA: Saúde: 1 Inflamabilidade: 0 Reatividade: 0
Rótulo: PODE CAUSAR IRRITAÇÃO AOS OLHOS E TRATO RESPIRATÓRIO.
BIBLIOGRAFIA
Guia de Seleção de Respiradores 3M. 2001.
http://sirio.bo.cnr.it/schede/IT/ce0192.htm
http://www.jtbaker.com/cgi-bin/msds-s.pl?searchdata=2476
ELABORADO E REVISADO PELA COORDENAÇÃO DE TRATAMENTO DE EFLUENTES –
PROFESSORA MARIA LUCILA UJVARI DE TEVES

Documentos relacionados

sulfato de magnésio - Faculdades Oswaldo Cruz

sulfato de magnésio - Faculdades Oswaldo Cruz • Contato com a pele: pode causar irritação. • Contato com os olhos: pode causar irritação. • Exposição aguda: efeito agudo corresponde à exposição a fumos de vapores metálicos, com aumento da temp...

Leia mais

bicarbonato de sódio - Faculdades Oswaldo Cruz

bicarbonato de sódio - Faculdades Oswaldo Cruz Estoque em local seco e arejado. Evite o contato com ácidos fortes. Estoque na ÁREA VERDE do almoxarifado. 8. CONTROLE DE EXPOSIÇÃO E PROTEÇÃO INDIVIDUAL

Leia mais

ácido acetilsalicílico - Faculdades Oswaldo Cruz

ácido acetilsalicílico - Faculdades Oswaldo Cruz Estoque em local seco e arejado. Evite o acúmulo de cargas eletrostáticas no local do armazenamento. Estoque na ÁREA VERDE do almoxarifado. 8. CONTROLE DE EXPOSIÇÃO E PROTEÇÃO INDIVIDUAL Limites de...

Leia mais

ácido succínico - Faculdades Oswaldo Cruz

ácido succínico - Faculdades Oswaldo Cruz recolhimento lave bem a superfície contaminada. Encaminhe os resíduos para incineração. 7. MANUSEIO E ARMAZENAMENTO Ao manusear este produto use a máscara P2, óculos de proteção e avental de manga ...

Leia mais

álcool isopropílico - Faculdades Oswaldo Cruz

álcool isopropílico - Faculdades Oswaldo Cruz Proteja de danos físicos. Armazene em local fresco, seco e bem ventilado, longe de fontes de ignição. Não fume no local. Estoque na ÁREA VERMELHA do almoxarifado. 8. CONTROLE DE EXPOSIÇÃO E PROTEÇÃ...

Leia mais

sulfito de sódio - Faculdades Oswaldo Cruz

sulfito de sódio - Faculdades Oswaldo Cruz Chamas quando envolvem este material podem ser extintas com spray de água, dióxido de carbono, espuma de álcool e pó químico seco. 6. MEDIDAS DE CONTROLE PARA DERRAMAMENTO E VAZAMENTO Ventile bem a...

Leia mais

acetato de amônio - Faculdades Oswaldo Cruz

acetato de amônio - Faculdades Oswaldo Cruz pH <7: >100mg/L/96h (Micropterus d.) pH >8: 1-10mg/L/96h (Micropterus d.) Biodegradabilidade: o produto pode ser metabolizado por algas. 13. CONSIDERAÇÕES SOBRE TRATAMENTO E DISPOSIÇÃO Incinerador ...

Leia mais

álcool isoamílico - Faculdades Oswaldo Cruz

álcool isoamílico - Faculdades Oswaldo Cruz Use máscara de segurança (F)(VO) e óculos de segurança, para manusear esse produto. PRECAUÇÕES NO ARMAZENAMENTO: Coloque em um lugar fresco, seco e ventilado. Separe de incompatíveis. Não fume na á...

Leia mais

bisulfito de sódio - Faculdades Oswaldo Cruz

bisulfito de sódio - Faculdades Oswaldo Cruz Guarde em frasco fechado, evitar choques físicos, guardar em local ventilado, longe de materiais incompatíveis e calor. Estocar na ÁREA VERDE do almoxarifado. 8. CONTROLE DE EXPOSIÇÃO E PROTEÇÃO IN...

Leia mais

sulfato de zinco - Faculdades Oswaldo Cruz

sulfato de zinco - Faculdades Oswaldo Cruz Poder irritante: padrão Draize: olho coelho: 420ug moderado CARCINOGENICIDADE: não conhecida. Investigado como tumorígeno. DADOS DE MUTAÇÃO: investigado como mutagênico EFEITOS NA REPRODUÇÃO: inves...

Leia mais

acetato de amonio

acetato de amonio Tratamento com excesso de cal extinta para recuperar amônio.

Leia mais