Marca Lourinhã

Сomentários

Transcrição

Marca Lourinhã
PUBLICIDADE
AD
C
D
E DE P EN
I
R
DO
BOMBA
R
Diretora Filipa F. Santos
Ano XXI - N.º 478 - 0,50€
IL
AL
Ã
H
V
IN
A
L O UR
VIL
DA
I
24 OUTUBRO 2014
A
C
L
L
VA
D O C AD A
VI
VI
LA
HE
PUBLICIDADE
DE
PORTUGAL
Ó BID
O
S
Publicações
Periódicas
SE TAVEIRO
Autorizado pelos CTT a circular em invólucro
fechado de plástico.
Autorização DE 01732004 DCC
www.areaoeste.com.pt
A
TAXA PAGA
Marca Lourinhã
Página 17
Cadaval
Bombarral
Óbidos
Peniche
Nova médica vem
contribuir para a
falta de médicos
Bombeiros
comemoraram 90º
Aniversário
Dragagem da
Lagoa vai ter
início
Mundial de Surf
voltou aos
Supertubos
Página 3
Publicidade
Página
9 Terceira Dimensão
Fotos:
Página 11
Página 21
2
Publicidade
SEXTA-FEIRA | 24 OUTUBRO | 2014
ÁREA OESTE
JORNAL REGIONAL
Cadaval
SEXTA-FEIRA | 24 OUTUBRO | 2014
ÁREA OESTE
JORNAL REGIONAL
3
Contribuindo para diminuir a falta de médicos no concelho
Município do Cadaval aloja médica de família
O Município do Cadaval procedeu recentemente ao alojamento, em habitação
municipal, de uma nova médica de Medicina Geral e Familiar, a laborar no Centro
de Saúde do Cadaval. A presente medida visa contribuir para a fixação de
médicos num concelho onde, a exemplo de outros, as respostas de médico de
família estão aquém das reais necessidades da população.
o sentido de minorar a carência de
médicos de família
no concelho, a autarquia
cadavalense deu resposta
positiva a uma proposta
emanada do Agrupamento
de Centros de Saúde Oeste
Sul. «Se o município assegurasse o alojamento, o
Centro de Saúde do Cadaval poderia passar a contar com mais uma médica a
tempo inteiro», revela José
Bernardo Nunes, presidente da Câmara Municipal
do Cadaval.
Assim, Chaveli Rodriguez, de 29 anos e originária de Cuba, encontrase, desde o passado dia 15
de setembro, alojada em
habitação cedida pelo
município.
Não está definido, por
parte da autarquia, qualquer período de cedência
da mencionada habitação,
«porque a ideia não é
limitar mas até favorecer a
N
vinda de mais médicos para
o concelho», explica José
Bernardo.
Por seu turno, a nova
médica de Medicina Geral e
Familiar do Centro de Saúde do Cadaval adianta que
a sua permanência em Portugal decorrerá por um
período de dois anos, altura
em que tenciona regressar
ao seu País de origem.
A sua estreia como profissional de saúde em
Portugal faz-se no Cadaval,
embora tenha já exercido
medicina em duas províncias da Bolívia – Cochabamba e La Paz.
Chaveli manifesta-se satisfeita com o acolhimento
que está a ter no concelho.
«Sinto-me cá bem. Gosto
da minha casa e gosto do
Cadaval, a sua gente é
amável», afirma a própria.
Fernanda
Lourenço,
coordenadora do Centro de
Saúde do Cadaval, reforça
a importância da iniciativa
justificando verificar-se no
concelho, a exemplo do
que se passa pelo País,
uma «grande carência» de
médicos de Medicina Geral
e Familiar.
«Chegámos a ter 12 médicos e, antes de entrar a
nova colega, estávamos
reduzidos a quatro. Neste
momento, contamos com
cinco profissionais, uma
vez que a Dra. Chaveli vai
funcionar com todas as
valências dos restantes médicos de família», explica a
responsável, acrescentando que não obstante os
médicos do Cadaval estarem a trabalhar mais horas, a resposta à população
mantém-se insuficiente.
Fernanda Lourenço vê
esta medida com bons
olhos, considerando a nova
profissional de saúde uma
mais-valia para o Cadaval e
desejando que pudessem
vir mais médicos para o
concelho.
A coordenadora reconhece «a grande ajuda»
proporcionada pela Câmara
Municipal, com o provimento das necessidades
habitacionais da nova
médica, que ficará com dois
mil utentes sob sua alçada.
Para além das necessidades de cariz humano, a
responsável do Centro de
Saúde não esquece a vertente material que «era
fundamental que estivesse
melhor», nomeadamente
no que respeita às instalações, onde labora há 29
anos.
«Mesmo a nível de enfermagem, chegámos a ter as
valências muito mais bem
preparadas do que temos
agora», salienta. «Tínhamos uma série de enfermeiros que eram dos
hospitais de Torres e de
Caldas que vinham aqui,
mas que tiveram de ir todos
embora por força da nova
lei.»
Pelo motivo exposto, há
valências a que o Centro de
Saúde do Cadaval deixou
de poder responder, nomeadamente a Saúde Materna e o Planeamento.
«Mesmo o tratamento de
Hipocoagulação, nem sempre o podemos fazer porque não temos material.
Também a consulta de
Diabetes teve de fechar
porque também não há enfermeiro», acrescenta.
Sem soluções à vista,
Fernanda Lourenço revela,
porém, estar prevista a vinda de uma enfermeira de
Saúde Materna e Planeamento Familiar, carência
que considera «muito importante» e que ficou de ser
colmatada.
Enquanto não se materializa o Centro de Mediação e Arbitragem Fundiária
Tribunal do Trabalho a funcionar provisoriamente no Cadaval
Enquanto prosseguem as diligências para a
implementação do Centro de Mediação e Arbitragem
Fundiária, o edifício do Palácio da Justiça do Cadaval, que
compreende também a conservatória concelhia, passou a
acolher provisoriamente, desde início de setembro, o
Tribunal do Trabalho de Torres Vedras. As restantes
matérias judiciais passaram, no mesmo dia, a ser tratadas
nas instâncias de Torres Vedras e Loures.
O antigo Tribunal de Trabalho de Torres Vedras,
atualmente designado de “2ª Secção do Trabalho da
Instância Local de Torres Vedras da Comarca Lisboa
Norte”, passou a funcionar, desde o passado mês de
setembro, e a título provisório, no edifício do Palácio da
Justiça do Cadaval.
A instância do Cadaval, tendo em conta o novo mapa
judiciário, pertence agora à designada “Comarca Lisboa
Norte”, que inclui ainda os núcleos de Loures, Torres
Vedras e Vila Franca de Xira e as instâncias locais de
Alenquer e Lourinhã.
Em paralelo com a transferência física dos processos do
Tribunal do Trabalho de Torres Vedras para o Cadaval,
também os processos genéricos da instância cadavalense
passaram, consoante o seu âmbito, para os núcleos de
Torres Vedras ou Loures.
Em Loures, encontram-se agora os processos
executivos, os processos de insolvência, os comuns
coletivos e as ações de valor superior a 50.000 euros.
Por seu turno, em Torres Vedras está localizado todo o
restante manancial de processos, relativos a: Tribunal de
Família e Menores, os designados “pequenos e médios
crimes” e as ações comuns de valor inferior a 50.000 euros.
Ali funciona também a secção do DIAP – Departamento de
Investigação e Ação Penal do Ministério Público. Para além
do Cadaval e de Torres, este núcleo de Torres Vedras
abrange ainda Lourinhã e Sobral de Monte Agraço.
Nas instalações cadavalenses do Tribunal do Trabalho
manteve-se em cinco o número de funcionários, embora
todos sejam agora residentes no concelho. Isto porque,
com a reestruturação ocorrida, duas funcionárias saíram do
Cadaval e foram trabalhar para o tribunal de Torres Vedras.
Em contrapartida, vieram para o Cadaval dois funcionários
de Torres Vedras que já eram residentes no Cadaval.
Refira-se, por último, que o número de processos
transferidos para o Cadaval foi de cerca de 800, todos
relacionados com Trabalho, mantendo-se a anterior área
de abrangência, ou seja: Sobral de Monte Agraço, Torres
Vedras, Lourinhã e Cadaval.
4
Cadaval
SEXTA-FEIRA | 24 OUTUBRO | 2014
ÁREA OESTE
JORNAL REGIONAL
Sofia Ribeiro foi a candidata coroada
Baile das Vindimas do Cadaval elegeu Rainha de 2014
A eleição da Rainha das Vindimas foi o ponto alto da reedição do tradicional Baile
das Vindimas, ocorrido no último sábado de setembro. Sofia Ribeiro,
representante da União de Freguesias do Cadaval e Pero Moniz, foi a grande
vencedora da glamorosa noite, levada a cabo pelo Clube Atlético do Cadaval com
o apoio do Município do Cadaval.
tradição cumpriu-se
e o emblemático
Baile das Vindimas
regressou à vila do Cadaval
numa noite revivalista que
se pretende tenha continuidade. Contando com
boa adesão popular, a festa
foi animada musicalmente
pela Banda Xeques Orquestra, com reportório a
condizer com o esplendor
do evento.
Num concurso onde a
votação esteve inteiramente do lado do público, Sofia
Ribeiro, 16 anos, representante da União de Freguesias do Cadaval e Pero
Moniz, foi eleita Rainha das
Vindimas 2014. A candidata
vencedora foi distinguida
com um fim de semana no
Algarve, oferecido por
“Equit’Ana” e ainda com um
A
prémio monetário no valor
de 100 euros, entre outras
ofertas. O título alcançado
confere-lhe, também, "passaporte" para integrar a
Eleição da Rainha das
Vindimas de Portugal no
próximo ano, concurso
promovido pela Associação
de Municípios Portugueses
do Vinho.
Eleita como 1ª Dama
ficou uma segunda representante da suprarreferida
União de Freguesias, de
seu nome Raquel Silva, 22
anos, premiada com uma
noite no empreendimento
“Artvilla” e um prémio pecuniário de 50 euros.
O título de 2ª Dama
coube a Rafaela Coate, 17
anos, representante da Freguesia da Vermelha, simbolicamente
distinguida
com um prémio de 25 euros.
Saliente-se a presença,
quer na assistência quer no
ato de entrega dos prémios,
do secretário de estado da
Administração Local, António Leitão Amaro, bem
como do deputado da
Assembleia da República,
Duarte Pacheco, para além
do presidente da Câmara
Municipal do Cadaval, José
Bernardo Nunes, entre
diversas outras entidades.
As doze candidatas, todas
elas representantes das freguesias concelhias, foram
gentilmente vestidas por
“Kuka Pazza”, penteadas
por “Filipa Robalo” e “Madlook” e maquilhadas por
“Farmácia Central”.
A organização agradece
a todos os patrocinadores e
apoiantes daquela que
constituiu a 51ª edição do
tradicional baile, esperando
poder vir a dar-lhe continuidade anual.
Recorde-se que o Baile
das Vindimas trata-se de
uma festa que remonta ao
ano de 1958, tendo chegado a 2001 (com algumas
interrupções e em moldes
diferentes) e assentando a
sua origem na celebração
do final da colheita da uva,
uma vez que a viticultura
assumia, na época, a principal atividade agrícola do
concelho.
Na noite festiva, os muitos convivas trajavam a rigor e enchiam o então pavilhão dos bombeiros de
graciosidade e boa disposição. A animação incluía,
invariavelmente, a tradicional eleição da Rainha das
Vindimas, concurso que,
curiosamente, na década
de 60, viria a distinguir
Manuela Moura Guedes,
conceituada figura televisiva.
Clube de Artes e Saberes” prossegue atividade
Universidade Sénior do Cadaval iniciou 4.º ano letivo
No início do presente mês de outubro, a Universidade
Sénior do Cadaval, “Clube de Artes e Saberes”, iniciou o
seu quarto ano letivo com a frequência de mais de 70
formandos, 10 formadores e duas novas disciplinas:
“Necessidades do Quotidiano” (pelo formador Nuno
Teixeira) e, no módulo de Artes, “Fusing – Trabalho em
vidro” (formadora Iolanda Carmo).
A USC conta, também, com um conjunto de módulos
que se mantêm do ano transato, nomeadamente: “Música”
(Paulo Henriques), “Informática – Competências
Básicas/Novas Tecnologias” (Ângelo Oliveira), “Natação”
(Amândio Caetano), “O gosto pelo teatro” (Ruy de Matos),
Artes: “Moldagem de Estanho” (Fernanda Lopes) e “Pintura
e Restauro” (Emília Silva), “Estudo da Língua Portuguesa”
(Maria João Pape) e “Inglês” (Susana Rodrigues).
Apesar de as aulas já terem iniciado, o “Clube de Artes
e Saberes” tem ainda disponíveis vagas nos seguintes
domínios: “Necessidades do Quotidiano”, “Inglês”, “O gosto
Publicidade
pelo teatro”, “Estudo da Língua Portuguesa” e Artes:
“Fusing – Trabalho em Vidro” e “Pintura e Restauro”.
As aulas estão a decorrer, a exemplo do anterior ano
letivo, em instalações da Escola Básica e Secundária do
Cadaval (cedidas pelo Agrupamento de Escolas do
Cadaval), à exceção do módulo de Natação, que tem lugar
na Piscina Municipal.
Os seniores interessados, a partir dos 55 anos, poderão
efetuar a sua pré-inscrição no Balcão Único da Câmara
Municipal (entre as 8h30 e as 16h00), ficando a mesma
sujeita a lista de espera, no caso de ser atingido o limite de
vagas.
Recorde-se que a frequência do “Clube de Artes e
Saberes” é de acesso gratuito aos formandos, que apenas
têm de suportar o seguro escolar.
De sublinhar que os formadores deste projeto lecionam
em regime de voluntariado (à exceção dos formadores de
Informática e de Natação, que são funcionários
municipais), estando, para tal, inscritos no Banco Local de
Voluntariado, com sede na Câmara Municipal.
Mais informações poderão ser obtidas contactando o
Serviço de Ação Social da Câmara Municipal do Cadaval,
pelo telefone 262 690 100 ou pelo correio eletrónico
[email protected]
Cadaval
SEXTA-FEIRA | 24 OUTUBRO | 2014
ÁREA OESTE
JORNAL REGIONAL
Ginasta da Casa do Povo do Cadaval
Margarida Pereira representa Portugal em Competição Mundial
Margarida Pereira, ginasta cadavalense da Casa do Povo do Cadaval desde
2008, vai representar Portugal na 23ª Competição Mundial por Grupo de Idades
(CMGI), na modalidade de Tumbling e no escalão etário de 15 a 16 anos. Este
ano a competição irá realizar-se nos Estados Unidos da América, em Daytona,
Florida, de 10 a 16 de novembro.
Competição Mundial por Grupo de
Idades é uma competição inserida no plano
da Federação Internacional
de Ginástica e visa a promoção das várias especialidades dos Trampolins,
na procura do aumento de
praticantes a nível mundial,
sendo considerada pelos
clubes de trampolins com
um dos pontos altos das
épocas desportivas dos
seus ginastas, cuja periodicidade é anual, com exceção dos anos em que ocorrem os Jogos Olímpicos.
Só os melhores ginastas
de trampolins têm oportunidade de participar na
CMGI e este ano a atleta
Margarida Pereira, residente no concelho do Cadaval
A
Publicidade
e ginasta da Casa do Povo
do Cadaval desde os 9
anos de idade, vai representar Portugal na
Competição Mundial a
ocorrer de 10 a 16 de
novembro nos EUA, em
Daytona,
Florida,
na
modalidade de Tumbling. A
categoria em que concorre
é no escalão etário dos 15 e
16 anos.
A participação de Margarida Pereira na CMGI,
campeã distrital de Tumblig
na época 2012-2013, será,
com certeza, um estímulo
muito importante no seu
trajeto de praticante e mais
um motivo de orgulho para
a Casa do Povo do Cadaval, que terá a sua jovem
ginasta a participar numa
prova de nível técnico
bastante competitivo de
âmbito mundial.
Recordando o percurso
de Margarida Pereira ao
longo da sua vida desportiva, destacam-se os
1.ºs lugares alcançados no
Campeonato Distrital de
Tumbling nas épocas de
2010-2011, 2011-2012 e
2012-2013. Ainda na época
de 2012-2013, Margarida
obteve o 2.º lugar na Taça
de Portugal, modalidade de
Tumbling, e o 2.º lugar no
Torneio Josef Sammer. Na
época de 2013-2014, Margarida conquistou o 1.º
lugar no Torneio António
Marques (Tumbling), o 4.º
lugar no Campeonato Nacional de Tumbling e o 8.º
lugar na Taça de Portugal,
na mesma modalidade.
Publicidade
5
Bombarral
6
SEXTA-FEIRA | 24 OUTUBRO | 2014
ÁREA OESTE
JORNAL REGIONAL
Grupo de Teatro Amador “Os Lendários” festejou aniversário
14º Aniversário celebrado com a peça “O Cinematografo”
No passado dia 4 de outubro, no palco do Clube Recreativo Delgadense, o Grupo
de Teatro Amador “Os Lendários” apresentou novamente a sua mais nova peça
de teatro, intitulada “Cinematógrafo”, uma divertida comédia do século XX, que
levou várias dezenas de pessoas ao local, para assim assistir à peça e celebrar
esta data especial.
onceição Brazão, encenadora do grupo, partilhou
com o Área Oeste a sua paixão pelo trabalho que
tem vindo a desenvolver:
C
Área Oeste – A peça que vão apresentar hoje, “O
Cinematografo”, de que consta a história?
Conceição Brazão – Trata-se de uma peça que data de
1900, é uma comédia, que retrata a história de um casal,
em que o marido tira umas fotografias, pensando que não
vão ser publicadas, mas são no Cinematografo e a esposa
descobre. É a partir daqui que se desenrola o enredo, pois
depois também aparece o sogro da esposa nas fotografias,
depois é um amigo, e assim a partir de uma fotografia do
Cinematografo é que o enredo da comédia se desenrola,
sendo esse o nome da peça.
Á.O. – Quem foi o encenador da peça de teatro?
Quantos atores participam nesta peça?
C.B. – Fui eu que encenei. Esta peça conta com 10 atores.
Quem quiser fazer parte do grupo de teatro, basta vir ter
connosco, às sextas-feiras, pelas 21.30h no Clube
Recreativo Delgadense, ou podem entrar em contacto com
algum dos atores que conheça, que nos estamos abertos à
entrada de novas pessoas.
Á.O. – Quanto tempo demorou a ensaiar esta peça?
C.B. - Esta peça demorou algum tempo a ensaiar, porque
o grupo foi solicitado pela Câmara Municipal do Bombarral,
para fazer recriações ao longo do centenário, o que fez
com que demorássemos mais tempo.
Porém, quando pegamos na peça mais a sério, levamos
Piedade Simões
9 meses a ensaiá-la.
Á.O. – O grupo tem já outra peça para ensaiar ou vão
agora fazer uma digressão com esta?
C.B. – O nosso objetivo agora é realizar uma digressão
com esta peça, já temos algumas datas agendadas, e
vários contactos realizados. Agora temos que criar estes
intercâmbios, e desenvolver esta peça, mas é claro que
enquanto os atores estão a desenvolver a peça e a mostrar
o trabalho deles, eu e outras pessoas já nos encontramos
a trabalhar noutra nova peça.
Á.O. – Já têm em mente alguma nova peça?
C.B. – Temos uma peça infantil para o natal, onde entram
atores mais novos.
Relativamente a novas peças, existem duas em mente,
mas ainda não sabemos quais são os atores que vão
querer ficar no grupo, se irão entrar novos atores, e são
estas as condições com que tenho que trabalhar. Uma vez
que esta peça estreou em agosto, ainda está em graça, ou
seja, ainda estamos a viver este nosso trabalho.
Gostaria de salientar que este trabalho foi ajudado, pelo
nosso grande amigo Alberto Morgado, que nos ajudou com
alguma da sua experiência, fez a adaptação do texto, pois
era uma peça passada no estrangeiro, e ele adaptou a
peça a Portugal. Apesar deste nosso amigo se ter afastado
continua sempre a trabalhar connosco, o que é sempre
uma mais-valia para nós enquanto grupo, vistos os
conhecimentos que ele tem.
Á.O. – Como é para si “despedir-se” de alguns atores e
receber novos?
C.B. – As vezes fico triste porque trabalhamos uma pessoa,
e quando ela está já meia trabalhada sai, mas é a lei da
vida. Todos nós temos que adaptar aos feitios uns dos
outros, e falo por mim que não sou por vezes fácil, mas
claro que fico triste com as saídas de membros.
Sinto-me gratificada porque quando chega a data do
nosso aniversário, existe um reencontro entre alguns dos
que por aqui já passaram, com os que atualmente fazem
parte do grupo de teatro e tudo isso me dá força para
continuar.
Gostaria de agradecer a todas as pessoas do
Bombarral, não é só as pessoas da Delgada, que nos
apoiam e vão ver as nossas peças, a todas as pessoas que
nos ajudaram, porque foi uma peça onde se gastou mais
dinheiro pois os atores tiveram que usar um guarda roupa
da época, e a todos aqueles que ao longo dos anos nos
têm acompanhado.
Ficha Técnica da Peça:
Encenação – Conceição Brazão; direção de atores –
Miguel Quintal; ponto – Paulo Domingues; contra-regra –
Vitória Barradas; cabeleireira – Lénia Correia;
maquilhagem – Catarina Gomes; luz/som – Steve Silva;
guarda-roupa – Aida Pedro; cenários – Joaquim Correia;
fotógrafo – Diniz Adelino; adereços – Magda Domingos e
Paula Carvalho.
Publicidade
Rua Mouzinho de Albuquerque, 12 C - Tel. 262 605 320 - Tm. 917 585 457
2540-127 BOMBARRAL
SEXTA-FEIRA | 24 OUTUBRO | 2014
ÁREA OESTE
JORNAL REGIONAL
Publicidade
7
8
Bombarral
SEXTA-FEIRA | 24 OUTUBRO | 2014
ÁREA OESTE
Dia Mundial do Coração
Bombarral assinalou efeméride
No passado dia 28 de setembro, o Município do
Bombarral associou-se às comemorações do
Dia Mundial do Coração, estimulando a
população para a prática de atividade física, pois
do programa constou inicialmente uma
concentração na Praça do Município, seguido
de um passeio BTT, uma caminhada e uma aula
de Zumba.
s participantes no
passeio de BTT,
foram os primeiros
a fazerem-se à estrada,
iniciativa levada a cabo
com o apoio do grupo
“Trilhos da Pera Rocha”,
dos Bombeiros Voluntários
do Bombarral.
Seguiu-se uma caminhada, que contou com a
participação de cerca de
três dezenas de pessoas,
entre as quais a vereadora
com o pelouro da saúde,
Norberta Santos, e o vicepresidente da autarquia,
Nuno Mota da Silva.
Por fim, os participantes
regressaram à Praça do
Município, onde teve lugar
uma aula de zumba, com a
Piedade Simões
O
Publicidade
instrutora Filipa Tiago, que
juntou cerca de duas
dezenas de participantes.
Ao longo da manhã,
quem passa-se na Praça,
tinha oportunidade de medir a tensão arterial e a diabetes, assim como receber
informação sobre os cuidados a seguir para ter um
coração saudável. Para os
mais pequenos a autarquia
disponibilizou vários tri-
ciclos e carros a pedais
para que os petizes também pudessem fazer exercício físico.
De salientar que os
Bombeiros Voluntários do
Bombarral e a Santa Casa
da Misericórdia do Bombarral se associaram à
iniciativa, disponibilizando a
unidade móvel de prevenção das doenças cardiovasculares.
JORNAL REGIONAL
Bombarral
SEXTA-FEIRA | 24 OUTUBRO | 2014
ÁREA OESTE
JORNAL REGIONAL
9
Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários do Bombarral
Comemorou o seu 90º aniversário
No passado dia 5 de outubro, a Associação
Humanitária dos Bombeiros Voluntários do
Bombarral, festejou mais um aniversário, onde o
programa oficial começou às 9.30h com o
hastear das Bandeiras, seguindo-se a
Romagem ao cemitério. Cerca das 16.15h o
Quartel acolheu a sessão solene com
condecorações, e para finalizar o dia realizaram
um lanche de confraternização.
de salientar que por
proposta da Direção
e Comando da Liga
dos Bombeiros Portugueses foram condecorados
com a Medalha de Dedicação 25 anos – Grau Ouro,
os seguintes elementos:
Luís Carlos Corvelo Ferreira; Francisco José Ribeiro Pereira; João Francisco Antunes, e António
Francisco Nunes da Silva.
Com a Medalha de Assiduidade 15 anos – Grau Ouro,
o Bombeiros João Miguel
Castanheira Silva.
Já a Medalha de Assiduidade 10 anos – Grau
Prata, foi atribuída a Ca-
É
Publicidade
tarina Isabel de Oliveira
Costa ; Jorge Miguel dos
Santos Frazoa; Patrícia
Alexandra Antunes Pinto, e
Alberto Jorge de Sousa
Ferreira.
Por fim, a Medalha de
Assiduidade 5 anos – Grau
Cobre, foi para os seguintes
Soldados da Paz: André
Daniel Santos Anastácio;
Hugo Manuel de Jesus
Sousa; Daniel José Ferreira
Miranda; Alexandre M. Martins Henriques; Diogo Leonel Pinto Duarte; João
Paulo Sousa Trincadeiro, e
João Pedro Ferreira da
Silva.
Relativamente aos Ór-
Piedade Simões
gãos Sociais, a Medalha de
Assiduidade 15 anos –
Grau Ouro, aos seguintes
elementos José Alexandre
da Fonseca, Presidente da
Assembleia geral; José
Fialho Ferreira, Suplente da
Assembleia Geral; e José
Jorge Pereira da Franca,
Presidente da Direção. Foi
promovida à categoria de
Bombeiro de 1ª, durante a
sessão solene, Rui Jorge
da Silva Gomes.
O “Curso de Instrução
Inicial do Bombeiro”, com a
duração de 250 horas, teve
aproveitamento
positivo
para os seguintes elementos: Mária Rita Ribeiro
Santos Gomes; Ivo Manuel
Simões Ferreira; Sandro
Afonso Martins; Vanessa
Alexandra Henriques dos
Santos e Hélder José
Sousa Rafael, que re-
ceberam um capacete e um
cinturão com machado, pelo bom aproveitamento.
Associação Bombarral Sustentável elucidou empresários
sobre os fundos comunitários
“Portugal 2020” com verba de
25 mil milhões de euros
O Auditório Municipal do Bombarral
acolheu no passado dia 26 de setembro
uma sessão de esclarecimento sobre a
temática dos fundos comunitários “Portugal
2020”. Promovida pela Associação
Bombarral Sustentável, a iniciativa teve por
finalidade esclarecer os empresários do
concelho acerca dos apoios que poderão
obter junto da União Europeia no período
entre 2014 e 2020.
A abertura da sessão coube ao presidente da Câmara Municipal do Bombarral,
José Manuel Vieira, que enalteceu a
iniciativa, destacando o importante papel da
associação no apoio às empresas.
Seguiu-se a intervenção do presidente
da Associação Bombarral Sustentável, que
começou por explicar o objectivo da sessão,
a qual teve por finalidade esclarecer os
empresários sobre os Fundos Europeus
Estruturais e de Investimento para o
período de 2014-2020.
José António Fonseca falou também sobre os primeiros meses da associação, criada a 14 de janeiro deste ano, frisando que
neste período a prioridade da direcção passou por “dar a conhecer a associação à população e mostrar o que podemos fazer”. “A
partir de outubro começaremos a contactar
com as pessoas no sentido de se tornarem
sócios da associação”, acrescentou.
Para falar sobre o “Portugal 2020”, a
Associação Bombarral Sustentável convidou Jaime Ramos Guerra, docente do
Instituto Politécnico de Leiria e CEO da JLM
– Consultores de Gestão, SA, e António
Ramos Guerra, consultor da mesma
empresa.
O primeiro orador abordou a importância
da estrutura financeira equilibrada e as
formas de financiamento, começando por
destacar a necessidade das empresas
estarem preparadas para se adaptar às
mudanças, uma vez que “os ciclos de vida
dos produtos ou dos serviços são cada vez
mais curtos”.
Jaime Ramos Guerra sublinhou igualmente a importância das empresas “saberem quem são os seus concorrentes e
acompanharem o que estes andam a
fazer”, defendendo que o mesmo deve
acontecer em relação aos clientes.
Sobre os fundos comunitários, o docente
salientou que “fazer uma investimento só
porque temos a possibilidade de nos
candidatar a um incentivo é um erro”. “Em
primeiro lugar pensamos em investir e só
depois é que verificamos se há incentivos”,
acrescentou.
Por sua vez, António Ramos Guerra
começou por recordar que apesar dos
“muitos milhões gastos” no âmbito dos
últimos quadros de apoio, os “resultados
obtidos acabaram por não ser os
esperados”. Nesse sentido, defende que
esta poderá ser a “última oportunidade para
investir e ter retorno”.
De seguida o consultor iniciou a explicação mais pormenorizada dos programas
de apoio do “Portugal 2020”, o qual terá
como prioridades o estímulo à produção de
bens e serviços transaccionáveis, o reforço
do investimento na educação, a integração
de pessoas em risco, a coesão e competitividade territoriais e a reforma do
Estado.
Como salientou António Ramos Guerra,
durante o período de 2014 e 2020 a União
Europeia irá disponibilizar, nos vários
programas, uma verba que ronda os 25 mil
milhões de euros, sendo 93% dos fundos
destinados especificamente para as
regiões norte, centro, alentejo e açores.
Após as intervenções dos oradores
convidados, os empresários que marcaram
presença no Auditório Municipal puderam
esclarecer as suas dúvidas e partilhar as
suas preocupações.
10
Óbidos
SEXTA-FEIRA | 24 OUTUBRO | 2014
ÁREA OESTE
JORNAL REGIONAL
Publicado despacho que aprova o projeto de execução rede de rega
Água para mil agricultores
Parece que finalmente a rede de rega vai ser
uma realidade. Òbidos vai contar com o seu
maior investimento público. O projecto
beneficiará também o concelho do Bombarral.
oi publicado em
Diário da República,
no passado dia 1 de
outubro, o despacho do Secretário de Estado das
Florestas e do Desenvolvimento Rural que aprova o
projeto de execução das
infraestruturas de beneficiação hidroagrícola do
aproveitamento
hidroagrícola das Baixas de
Óbidos, de que resulta a
fixação do perímetro de
rega. Segundo o despacho
de Gomes da Silva, o
“projeto de execução foi
aprovado por despacho de
5 de janeiro de 2010”,
tendo-se verificado que “tal
despacho não foi publicado
no Diário da República, em
cumprimento da formalidade que se encontra pre-
F
vista no regime jurídico das
obras nos aproveitamentos
hidroagrícolas”. E porque a
fixação do perímetro de
rega resulta apenas do
projeto de execução, este
despacho vem resolver
esta questão, até porque há
que atender “à necessidade
de proteção das áreas beneficiadas por aproveitamentos hidroagrícolas, nomeadamente para atividades não agrícolas, submetendo tais áreas, em sede
de ordenamento do território, a condicionantes de
utilização”, lê-se no despacho.
Recorde-se que a ministra da Agricultura e do
Mar esteve no passado dia
22 de julho, em Óbidos,
para a apresentação do
Adolfo João Pereira
projeto do regadio das Baixas de Óbidos, um investimento público de 22,2
milhões euros. “A água é
um fator crítico” para a
Agricultura e daí a aposta
do Governo em avançar
com este projeto, afirmou
Assunção Cristas.
Humberto Marques, presidente da Câmara Municipal de Óbidos, realçou, na
ocasião, o financiamento
“em condições ímpares”,
uma vez que é conseguido
ao abrigo do novo quadro
comunitário de apoio, mas
com as regras do anterior,
“permitindo Óbidos sonhar
e concretizar um investimento de 22 milhões de
euros”. Uma ideia também
sublinhada por Assunção
Cristas, que disse mesmo
que “o regadio de Óbidos é
o exemplo dessa transição:
regras antigas com dinheiro
novo”.
Tecnicamente, este é um
projeto ambicioso. Vai ser
construída uma estação
elevatória que vai permitir
fornecer água filtrada aos
agricultores, através de 50
quilómetros de tubagens e
cerca de 1,5 litros de água
por segundo, por hectare.
Serão disponibilizadas 400
tomadas de água, o que
perfaz 3 tomadas por hectare, aos quase mil agricultores abrangidos. Este é
o maior investimento público feito no concelho de
Óbidos.
Pode-se ler ainda no
documento jurídico: “O
aproveitamento hidroagrícola das Baixas de Óbidos
tem uma área beneficiada
que se desenvolve nos
concelhos de Óbidos e do
Bombarral”.
7.º Encontro Luso-Brasileiro da História da Matemática decorreu em Óbidos
História do Ensino da Matemática em Portugal
Óbidos recebeu historiadores da Matemática, de 15 a 19
de outubro, no 7.º Encontro Luso-brasileiro da História da
Matemática. Tratou-se de um encontro que juntou, na vila,
perto de duas centenas de participantes.
A sessão de abertura, teve lugar no auditório Municipal
da Casa da Música, e contou com a presença do
presidente da Câmara Municipal de Óbidos, de um
representante da Sociedade Portuguesa de Matemática,
de um representante da Comissão local, do presidente da
Sociedade Brasileira de História da Matemática e do
Coordenador Geral do Seminário Nacional de História da
Matemática.
Terá sido em Óbidos lecionada uma das primeiras
cadeiras de Matemática? A hipótese foi avançada no
passado dia 15 de outubro, pela vereadora da Cultura da
Câmara Municipal de Óbidos, no 7.º Encontro LusoBrasileiro da História da Matemática.
“Estamos em Óbidos com este Encontro da História da
Matemática e em Óbidos teria havido, segundo algumas
referências, a primeira cadeira de matemática no País”,
adiantou Celeste Afonso para a plateia. Esta é, no entanto,
apenas uma hipótese, “uma vez que a investigação ainda
está a decorrer”. Contudo, a autarca afirma que há
referência, nas “Memórias Históricas de Óbidos”, no
reinado de D. João III, “que em 1527 foi criada uma aula de
Matemática em Óbidos”. Para se ter a certeza é necessário
continuar com a investigação que o Município já está a
realizar. Celeste Afonso falava na sessão de abertura do 7.º
Encontro Luso-Brasileiro da História da Matemática, que
decorreu, em Óbidos, até ao dia 19 de outubro e que juntou
quase duas centenas de participantes.
Luís Saraiva, da Universidade Nova de Lisboa, citado no
sítio oficial do evento, na internet, recorda que,
“conscientes de importantíssimas lacunas no que dizia
respeito à divulgação e investigação em História da
Matemática no nosso País, e muito em especial no que
dizia respeito à Matemática Portuguesa, membros das
Universidades de Lisboa, Coimbra, Porto e Minho
decidiram criar uma estrutura adaptada às circunstâncias
que promovesse a elaboração de uma rede nacional de
contactos entre os interessados e investigadores em
História da Matemática, e simultaneamente promovesse a
colaboração e intervenção em temas nessa área. Não foi
esquecida a importante necessidade de integração na
comunidade internacional dos historiadores da
Matemática, evidenciada pela presença em todos os
Encontros Nacionais de investigadores de outros países.
Desde meados dos anos 90 o Seminário passou a
constituir uma secção da Sociedade Portuguesa de
Matemática”, explica o mesmo responsável. “Para além
dos Encontros Nacionais, desde 1993 o Seminário tem
mantido uma colaboração com os investigadores
brasileiros de História da Matemática, tendo conjuntamente
organizado seis Encontros Luso-Brasileiros de História da
Matemática”, concluí.
Informações e programa em:
http://encontrohistoriamatematicaobidos.com/.
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Aluga-se
T3
Zona da Escola Secundária
do Bombarral
A partir de Dezembro
Contactos: 916 915 941 | 914 260 975
Óbidos
SEXTA-FEIRA | 24 OUTUBRO | 2014
ÁREA OESTE
JORNAL REGIONAL
11
Contrato de Financiamento para as dragagens na Lagoa de Óbidos
“Isto não é apenas uma dragagem!”
Ministro do Ambiente, Ordenamento do Território
e Energia marca início da dragagem da Lagoa
de Óbidos. A cerimónia de assinatura teve lugar
à hora de almoço da passada sexta-feira, dia 17
de outubro, no Salão Nobre dos Paços do
Concelho de Óbidos.
Ministro do Ambiente,
Ordenamento do Território
e Energia, Jorge Moreira da
Silva, acompanhado pelo
Secretário de Estado do
Ambiente, Paulo Lemos,
presidiu, na passada sextafeira, dia 17 de outubro, à
Cerimónia de assinatura do
Contrato de Financiamento
entre o Programa Operacional Temático Valorização
do Território (POVT) e a
Agência Portuguesa do
Ambiente (APA), para um
conjunto de intervenções
na Lagoa de Óbidos, com
vista à sua proteção e
melhoria da qualidade ambiental.
O presidente da Câmara
Municipal de Óbidos afirmou que a assinatura deste
documento “simboliza aquilo que mais esperámos
nestes últimos anos, que é
a dragagem da Lagoa de
Óbidos”. Humberto Marques explicou que a tentativa de desassoreamento
O
da Lagoa de Óbidos tem
sido um “processo longo e
difícil, mas conseguimos
desembrulhar este novelo e
devolver a esperança àquele ecossistema”. O autarca
realçou que “a resolução
deste problema não é apenas uma questão ambiental
e turística”, sendo também
uma questão económica,
uma vez que os pescadores e mariscadores podem “augurar o aumento do
seu rendimento”, tendo a
Lagoa “um potencial enorme para o desenvolvimento
de projetos inovadores. Isto
não é apenas uma dragagem”, sublinhou.
Humberto Marques destacou ainda “a humildade”
que a tutela teve em “recuar
em algumas medidas que
estavam previstas neste
projeto de dragagem. Conseguimos fazer um acordo
entre as partes – Câmaras
Municipais das Caldas da
Rainha e Óbidos e a Secretaria de Estado do Am-
“LINHAS CRUZADAS” JUNTA TRADIÇÃO
COM MODERNIDADE
O Espaço Ó e a própria entrada da Vila de Óbidos vão ser
o palco de um evento que junta “o ontem e o hoje”. Este
projeto é uma iniciativa da Associação Bordar Óbidos que,
ao estar inserida no Espaço Ó e no Colab, se permitiu voar
mais alto e trouxe a preocupação em relação à conceção e
design dos seus atuais produtos. O Evento acontecerá no
dia 25 de outubro, sábado, pelas 21 horas. “Linhas
Cruzadas” pretende mostrar o que se consegue criar
quando se junta o saber-fazer à atualidade do design,
naquela que será uma profunda celebração da tradição,
arte, criatividade e transformação, através de
apresentações de produtos, desfile de moda, exposições
de arte e concertos. Esta ideia nasceu para dar
modernidade e contemporaneidade aos produtos
desenvolvidos pela Associação Bordar Óbidos, atribuindo-
Adolfo João Pereira
biente – para fazermos uma
alteração à DIA (Declaração de Impacte Ambiental), sobretudo no corpo
superior [da Lagoa] para a
deposição temporária dos
dragados”, que acontecerá
no território dos dois concelhos, recordou.
Tinta Ferreira, por seu
lado, explicou que “a Lagoa
de Óbidos é um elemento
de grande importância do
ponto de vista ambiental, ao
nível da pesca, com uma
importância económica local e do ponto de vista
turístico, nas suas mais
variadas vertentes”. “Por
tudo isto”, continua o presidente da Câmara Municipal das Caldas da
Rainha, “é preciso prolongar a sobrevivência da Lagoa, de combater a Natureza, para que ela possa
sobreviver durante muitos e
bons anos e possa continuar a proporcionar a atividade económica que hoje
proporciona”.
Moreira da Silva entende
que, depois da assinatura
deste contrato, há que
“passar rapidamente à ação
para resolver um dos problemas ambientais que, na
região, eram considerados
estruturais”. Para o Ministro
do Ambiente, este é um
“financiamento muito significativo de 6,5 milhões de
euros”, que terá “uma
sequência lógica. Não fazia
sentido que avançássemos
para uma intervenção deste
tipo, sem ter noção que
depois desta primeira fase
deveria ocorrer uma segunda fase. Fazemos este
investimento porque é devido às populações que
aqui vivem, e que há muitos
anos disso reclamam do
ponto de vista ambiental,
mas também porque isto
tem um retorno do ponto de
vista económico e social”,
rematou.
Recorde-se que está em
causa a empreitada de
abertura e aprofundamento
dos canais da zona inferior
da Lagoa de Óbidos, num
volume de 650 mil metros
cúbicos, com deposição
dos dragados no cordão
dunar litoral e na margem
da lagoa, de acordo com o
respetivo projeto de execução. Esta operação representa um investimento
de 6.550.993,44€ e terá um
prazo de execução de 10
meses.
Esta intervenção contribuirá para uma melhoria
nas condições de escoamento, redução do assoreamento, melhoria da qualidade da água e das condições de utilização da
lagoa (pesca, apanha de
bivalves, uso recreativo) e
da sua envolvente direta. A
intervenção contribuirá também para proteger a lagoa
da agitação marítima.
lhes uma nova imagem e utilidade. Servindo de ponto de
partida para o desenvolvimento de novos produtos, uns
mais artísticos, outros mais artesanais, explorando, deste
modo, a potencialidade da tradição, conferindo-lhes
atualidade, qualidade e valor comercial. Promovendo
simultaneamente o trabalho desenvolvido por artistas,
designers e artesãos que aliam a cultura, tradição e
contemporaneidade no redesenho dos Bordados de
Óbidos. Participam neste evento, a Associação Bordar
Óbidos, duas Designers de Moda, vários Artesãos,
Designers Gráficos, Criativos, uma Poeta Rendeira e todos
os colaboradores do Espaço Ó e do Colab. A beleza deste
evento emerge do enorme contributo da comunidade, uma
vez que conta com a participação de locais para o papel de
modelos, a Orquestra Ligeira de Óbidos e ainda um Grupo
de Violinos.
A VOZ ENVOLTA EM GUITARRA NA CASA DA MÚSICA
Óbidos recupera a programação de música erudita,
intitulada Temporada de Música. Os espetáculos terão
lugar, sensivelmente, uma vez por mês. Assim, no próximo
dia 25 de outubro, sábado, tem lugar o concerto “A voz
envolta em guitarra”, com Ana Paula Russo (soprano) e
Carlos Gutkin (guitarra). O espetáculo acontece no
auditório Municipal da Casa da Música, às 18 horas, sendo
o preço do bilhete de 7,50 euros. Para novembro estão já
agendadas duas iniciativas. No fim-de-semana de 1 e 2
decorre um Master Class de canto, organizado pelo Grupo
Coral Alma Nova, com os professores Rita Marques e
Leandro Silva. Dia 23 de novembro, domingo, o Santuário
do Senhor da Pedra acolhe, a partir das 18 horas, um
“Recital de Música Antiga: Influências Europeias”. Terá
Daniel Oliveira no cravo e Sara Afonso como soprano. O
bilhete custa 7,50 euros. Os bilhetes já se encontram à
venda, quer no Posto de Turismo de Óbidos, quer online,
através do www.obidos.pt. Os espetáculos são gratuitos
para os portadores do Cartão Via Verde para a Cultura, do
Município de Óbidos.
12
Lourinhã
SEXTA-FEIRA | 24 OUTUBRO | 2014
ÁREA OESTE
JORNAL REGIONAL
31 de Outubro a 2 de Novembro 2014
1º Festival da Abóbora
A Atalaia acolhe, de 31 outubro a 02 de novembro, o 1º Festival da
Abóbora, organizado pela União de Freguesias de Lourinhã e Atalaia, uma
vez que o concelho da Lourinhã é conhecido como o maior produtor de
abóboras da Região Oeste, sendo o Pavilhão Multiusos da Atalaia o local
escolhido para a realização do evento.
evento contará com três temáticas distintas, sendo
elas a componente da animação, com atividades
para os mais jovens, onde haverá pinturas faciais,
insufláveis e outras animações, atividades culturais, com a
presença de bandas, grupos tradicionais da Freguesia,
mostra de artesanato, atividades recreativas, como as
oficinas de decoração de abóboras, exposições e
concursos relacionados com o tema.
A parte dos concursos, relacionados com a abóbora,
passa pela decoração, pela doçaria e gastronomia.
Haverá colóquios com prestigiados oradores nacionais e
da região, seguidos de debates com o público, associados
à componente técnica da cultura da Abóbora e com visitas
a instalações de armazenamento e processamento póscolheita.
A organização pretende valorizar este fruto com este
evento, assim como os seus derivados, associados à
animação e às potencialidades e criatividades locais,
esperando assim uma grande adesão por parte de toda a
população, dinamizando o turismo nesta época.
Este é um festival é direcionado a toda a família, e
pretende mostrar as pontencialidades turisticas e
económicas da União de Freguesias de Lourinhã e Atalaia.
Pedro Margarido, Presidente da União de Freguesias da
Lourinhã e Atalaia falou do evento ao Área Oeste:
O
Publicidade
Piedade Simões
Área Oeste - Qual o vosso objetivo com este Festival
da abóbora?
Pedro Margarido - O concelho da Lourinhã é um dos
concelhos que produz mais abóboras a nível nacional.
Atendendo a essa situação nós queremos marcar a nossa
posição, em especial a freguesia da Lourinhã e Atalaia, que
é uma das freguesias do concelho que tem mais agricultores a produzir abóboras. Acreditamos que não conseguindo apoiar diretamente os agricultores, indiretamente
estamos ao lado deles na produção das abóboras, para
que seja uma mais-valia e o nome da abóbora seja falado.
A nossa função não é cultivar, mas sim dinamizar para que
o agricultor se sinta realizado, pois tem aqui na União de
Freguesias da Lourinhã e Atalia, um executivo de pessoas,
que também olham para a agricultura.
Á.O. - De onde surgiu a ideia?
P.M. - A ideia surgiu através do executivo da União de
Freguesias de Lourinhã e Atalaia. No nosso programa
eleitoral da nossa campanha em 2013, falamos na situação
da campanha da abobora e estamos a levar assim a
primeira edição do Festival da Abóbora, esperamos que
seja o primeiro de muitos a nível local.
O nosso objetivo é que as pessoas passem e provem
tudo o que diz respeito à abóbora, porque todas as
ementas têm de ter um ingrediente que é a abóbora.
De salientar que os Polos Escolares também estão a
colaborar connosco, a nível de enfeitarem o recinto com
abóbora, e esperamos que seja um sucesso este 1º
Festival.
Neste primeiro ano a entrada é gratuita e os expositores
também não pagam nada, o que é uma mais-valia porque
não é só tirar lucros, também temos que dar qualquer coisa
as pessoas na altura de crise em que estamos.
Como surpresa estamos a preparar uma torta de
abóbora com dimensões acima da média.
SEXTA-FEIRA | 24 OUTUBRO | 2014
ÁREA OESTE
JORNAL REGIONAL
Publicidade
13
14
Publicidade
SEXTA-FEIRA | 24 OUTUBRO | 2014
ÁREA OESTE
Este Natal a Ginja de Óbidos
OPPIDUM juntou os amigos um cabaz recheado de delícias
para toda a família.
- Conjunto de 3 garrafas OPPIDUM
(500mL ginja com elas + 500mL ginja
sem elas + 500mL ginja com Chocolate)
- 12 Copos de Chocolate
- Saco de beijinhos das Caldas
- Bombons com licor de Ginja Oppidum
- 2 Compotas (Jose Gourmet)
- Azeite com piri-piri (Jose Gourmet)
- Conjunto 4 conservas (Jose Gourmet)
- Tabuleiro de verga
Para mais informações sobre este e
OUTROS PRODUTOS:
[email protected]
JORNAL REGIONAL
SEXTA-FEIRA | 24 OUTUBRO | 2014
ÁREA OESTE
JORNAL REGIONAL
Publicidade
15
16
Publicidade
SEXTA-FEIRA | 24 OUTUBRO | 2014
ÁREA OESTE
JORNAL REGIONAL
Lourinhã
SEXTA-FEIRA | 24 OUTUBRO | 2014
ÁREA OESTE
JORNAL REGIONAL
17
A Lourinhã marca a excelência
Apresentação pública da “Marca Lourinhã”
No passado dia 14 de outubro, o Salão Nobre
dos Paços do Município acolheu a apresentação
oficial da “Marca Lourinhã” o símbolo de
excelência dos produtos, bens e serviços do
concelho, em que a utilização desta marca
representa a valorização dos produtos e
serviços das empresas, assim como para a
satisfação do consumidor. O Município da
Lourinhã desenvolveu a criação da “Marca
Lourinhã”, associando-a a um logótipo, que foi
objeto de registo no INPI (Instituto Nacional da
Propriedade Industrial).
esta forma, a autarquia
pretende
apoiar e carimbar
com um selo de excelência
os bens e serviços capazes
de diferenciar e elevar a
notoriedade do concelho,
protegendo todo o capital
concelhio, transmitindo ao
público-alvo uma imagem
de confiança, segurança e
qualidade.
A abertura da sessão foi
realizada pelo vereador
Fernando Oliveira, que contou na mesa com a presença do Presidente da
Câmara Municipal da Lourinhã, João Duarte Car-
D
Publicidade
valho, o coordenador de
Turismo e Competitividade
do Município, João Paulo
Mergulhão, pelo Instituto
Nacional de Propriedade
Industrial, José Maurício, e
André Macedo, secretário
executivo da OesteCIM.
A apresentação da “Marca Lourinhã” contou com a
presença de vários empresários, e ao longo da
sessão foi-lhes explicado
que enquanto proprietária
exclusiva da mesma, vai
selecionar, apoiar e carimbar com um selo de excelência os bens e serviços
capazes de diferenciar e
Piedade Simões
elevar a notoriedade do
concelho, expedindo ao
público uma imagem de
confiança, segurança e
qualidade.
O Município da Lourinhã
provou assim, que valoriza
e apoia, sem qualquer duvida, os investidores e
impulsionadores da economia local, que dirigem a sua
atividade pela qualidade
dos seus produtos, serviços
e bens.
Torna-se assim uma
mais-valia a atribuição da
”MarcaLourinhã”, pois beneficiam dela tanto os empresários e empreende-
dores, como também o
território, porque a Lourinhã
vai estar associada a um
logótipo que detém todo o
potencial para atravessar
fronteiras, criando confiança nos consumidores e
investidores. A Marca Lourinhã inscreve-se assim
numa estratégia global de
desenvolvimento económico para o concelho, na qual
também se enquadra a
incubadora de empresas
Start-Up Lourinhã e os Projetos de Interesse Municipal, entre outras iniciativas.
Os presentes puderam
assistir à apresentação de
José Maurício do Instituto
Nacional de Propriedade
Industrial, cuja comunicação constou sobre a
importância do registo das
Marcas, assim como André
Macedo, secretário executivo da OesteCIM, que
falou da inclusão das
marcas territoriais.
No evento foi explicado
aos presentes quais os
critérios necessários para
se candidatarem à atribuição da Marca, tendo
sido revelados todos os
procedimentos a seguir
para a utilização deste símbolo maior da excelência
concelhia.
A imagem da “Marca
Lourinhã”
O projeto para a criação
da marca Lourinhã surgiu
no âmbito da construção do
PEL - Plano Estratégico da
Lourinhã, tendo sido assumida a importância estratégica da utilização de uma
marca para a valorização
dos produtos/serviços da
empresa, bem como para a
satisfação do consumidor.
Seguidamente foi lançado um concurso de
ideias, para associar a marca a uma imagem, tendo a
designer Fernanda Isabel
Ribeiro, ganho com um
logótipo representativo das
características do concelho.
O símbolo da Marca
Lourinhã exalta os recursos
naturais, a gastronomia e o
património concelhios, tendo por base quatro pilares
fundamentais:
Lourinhã
verde e limpa; Lourinhã ciência e cultura, Lourinhã
segura e próxima e Lourinhã autêntica e pessoal.
As cores e os símbolos
utilizados remetem para o
território concelhio: o azul é
representativo da extensa
costa; o amarelo e o verde
são as cores da bandeira
da vila, do sol e ouro representados no brasão municipal; o verde é também
associado ao sector económico da agricultura, à
natureza, lazer, saúde e
bem-estar. O vermelho representa o conforto, a gastronomia e a História da
Lourinhã. A salientar está
também a pegada que simboliza a riqueza paleontológica do concelho.
No campo de ação do
processo de criação da
Marca, seguiu-se o registo
no INPI – Instituto Nacional
da Propriedade Industrial, e
a criação da proposta de
Regulamento Municipal de
Uso da Marca Lourinhã e
do respetivo Manual de
Utilização.
Por fim, após período de
apreciação e posterior
aprovação pela Câmara e
Assembleia Municipais, o
Regulamento entrou em
vigor, podendo os interessados apresentar a sua
candidatura à utilização da
Marca a partir do dia 15 de
outubro.
18
Lourinhã
SEXTA-FEIRA | 24 OUTUBRO | 2014
ÁREA OESTE
JORNAL REGIONAL
Chuva intensa e anormal provocou inundações
Intempérie assolou concelho da Lourinhã
Devido à chuva intensa e concentrada que caiu no passado dia 22
setembro, a vila da Lourinhã sofreu elevados estragos, bem como ao
corte dos principais acessos às artérias da vila da Lourinhã, com mais
incidência nas zonas historicamente vulneráveis, entre elas a zona do
antigo quartel dos Bombeiros e na Escola Básica do 1º Ciclo e Jardim de
Infância da Lourinhã.
lém das vias de acesso estarem cobertas de lama e
intransitáveis, os estabelecimentos comerciais
foram os mais afetados, bem como algumas
residências particulares.
Os trabalhos de limpeza decorreram, com o
empenhamento de 100 homens no terreno, entre os
serviços municipais e os bombeiros locais ajudados por 60
homens de corporações vizinhas.
É de salientar a articulação entre o Serviço Municipal de
Proteção Civil (SMPC), os Bombeiros Voluntários da
Lourinhã e a Guarda Nacional Republicana, que com o
acompanhamento sistemático do executivo municipal, na
pessoa do Presidente da Câmara, João Duarte Carvalho e
do Presidente da União de Freguesias da Lourinhã e
Atalaia, Pedro Margarido, de forma empenhada e
concertada dispuseram os meios e recursos humanos
necessários para atender a esta situação.
Pedro Margarido, Presidente da União de Freguesias da
Lourinhã e Atalaia falou com o Jornal Área Oeste acerca da
intempérie
A
Área Oeste – A Lourinhã foi assolada por uma
intempérie, a União de Freguesias participou nos
trabalhos?
Pedro Margarido – A nível da União de Freguesia da
Lourinhã e Atalaia, como se sabe foi uma das freguesias
mais afetadas, no concelho da Lourinhã. A União de
Freguesias em conjunto com os Bombeiros, com a Câmara
Municipal da Lourinhã, e com alguns particulares
conseguiram dar uma excelente resposta, para que tudo
ficasse normalizado o mais rapidamente possível.
Piedade Simões
A Vila da Lourinhã sofreu prejuízos graves, atendendo
que também existem algumas situações ao longo da União
de freguesias, desde casas e muros caídos, a casas
inundadas, não só dentro da vila, mas também nalgumas
zonas da Freguesia.
Á.O. – Quais foram as zonas mais afetadas?
P.M. – Portanto, foi a zona baixa da Vila da Lourinhã,
alguma parte na Rua Porto de Barcas em Atalaia, e na zona
da saída da Lourinhã, para quem vai para a Atalaia.
Á.O. – Quantos operacionais é que estiveram
envolvidos?
P.M. – A união de Freguesias reuniu sete pessoas, uma
retroescavadora, dois carros a colaborar com a Câmara
Municipal, a Proteção Civil e os Bombeiros.
Gostaria de realçar o empenho do Comando Distrital de
Lisboa que prontamente se deslocou à Lourinhã para uma
reunião, cerca da 1 da manhã do dia 22 de setembro, e que
nessa mesma noite apareceram Bombeiros de todo o
distrito de Lisboa, que colaboraram connosco, para que no
dia seguinte algumas partes da vila já estivessem
minimamente limpas.
Á.O. – Existem famílias desalojadas?
P.M. – Tivemos algumas situações, em que chovia dentro
da casa das pessoas, e nessa mesma noite a Câmara
Municipal conseguiu resolver essa situação, normalizaram
a situação e as pessoas voltaram às casas.
Á.O. – Em relação aos valores dos danos, tem uma
noção dos mesmos?
P.M. – Oficialmente não tenho valores. As companhias de
seguros dizem que só no concelho da Lourinhã, rondava os
800 mil euros. Contudo, também sei que existem pessoas
afetadas, que não têm seguro, e nessa situação não
conseguimos ainda contabilizar os prejuízos. Mas tenho a
certeza que ultrapassa em muito os 800 mil euros.
Á.O. – Ao nível da agricultura, também sofreu
prejuízos?
P.M. – Sim, aqui a zona baixa da Lourinhã e o Lugar da
Areia Branca quando o rio subiu e saiu das margens sofreu
grandes inundações. Estamos na altura da cultura das
couves, e a barria que saiu do rio tapou as fazendas todas.
Neste momento, temos que minimizar e nos salvaguardar
para que estas chuvas que vêm em proporções fora do
normal, até porque o mês de setembro foi um mês atípico
do normal de chuvas, há 85 anos que não havia um mês de
chuva tão forte como este ano.
Com este tipo de chuva não é fácil estar preparado para
o escoamento de águas tão forte que quando cai assim,
não existem condutas que consigam resolver atendendo
que, o rio está mais alto que a zona baixa da Lourinhã, mas
estamos a tentar que as linhas de água sejam limpas, a
engenharia militar esta a fazer a limpeza das linhas de
água.
Agradeço a boa vontade de todos os que colaboraram.
Grupo Desportivo, Cultural e Recreativo Zambujeira e Serra do Calvo conceberam um novo bolo
“Zambujeirinha” doce regional da Lourinhã
Esta queijada com o nome inspirado no local onde foi
concebida, trata-se de uma combinação de sabores, entre
eles coco, laranja, e amêndoa que levam a uma deliciosa
iguaria típica, elaborada pelos membros da associação.
Maria Matos, Presidente do Grupo Desportivo, Cultural e
Recreativo Zambujeira e Serra do Calvo, esteve à conversa
com o Área Oeste e explicou a origem deste bolo:
balcão na nossa Associação.
Á.O. – Quem estiver interessado em provar, onde pode
encontrar este bolo?
M.M. – A ideia desta queijada é também para promover a
terra, e onde nós vamos levamos este bolo para dar a
conhecer e provar, ou então deslocando-se até à
Associação, e assim também conhecerem este espaço.
Área Oeste – Qual é a história das queijadas
“Zambujeirinhas”?
Maria Matos- A história surgiu da seguinte forma, nós
sentimos necessidade de ter um doce da terra, e através de
um pasteleiro que deu formação na associação, acabou
por nos sugerir esta ideia. Nós, membros da associação
fomos fazendo experiências com os ingredientes, pedindo
opiniões, e foi assim que surgiu esta queijadinha.
Este é um bolo da associação, elaborado por cerca de
seis pessoas, e que acaba por ser da Zambujeira do Mar e
da Serra do Calvo, tendo em conta que a Associação
abrange as duas aldeias.
Á.O. – Futuramente pensam em colocar à venda
noutros locais?
M.M. – Vamos vendo como é que a ideia e o projeto vai
avançando. Por vezes em jeito de graça, os nossos
emigrantes dizem que nós temos que exportar as
queijadinhas, para os países onde eles se encontram. Aliás
durante o verão tivemos uma grande saída deste bolo
porque muitos dos nossos emigrantes acabam por querer
levar para a família e também dar a conhecer a outras
pessoas, nos sítios onde eles residem durante o ano.
Ainda estamos em desenvolvimento.
Á.O. – Há quanto tempo existe este bolo?
M.M. – Desde março de 2013. Depois acabamos por
adaptar o tema das marchas populares para promover a
“Zambujeirinha”, tanto que a letra da marcha é direcionada
à queijadinha. Onde vamos atuar acabávamos por levar e
vender esta iguaria.
Á.O. – Relativamente aos ingredientes, quais são?
M.M. – Os ingredientes são laranja, coco, amêndoa, e esta
mistura de sabores acaba por fazer uma boa combinação,
que só mesmo provando é que se têm noção da delícia que
são as “Zambujeirinhas”.
Depois é colocado numa caixinha própria, ou servido ao
Á.O. – O dinheiro angariado com as queijadas, é para a
Associação?
M.M. – Sim, para fins de desenvolvimento da Associação,
que passa pela parte recreativa, desportiva, cultural, e
social também.
Á.O. – A vossa Associação tem várias atividades,
quais?
M.M. – A nossa Associação tem 31 anos, as atividades que
temos desenvolvido passam pela parte recreativa, do
desporto, sendo o nosso desporto principalmente o Futsal.
O ano passado fomos campeãs no Futsal feminino, depois
temos a parte do atletismo, dos matraquilhos, que dá uma
certa dinâmica a nível desportivo à nossa associação.
Temos também um grupo coral de música portuguesa cuja
primeira atuação foi há cerca de um ano.
Este ano fomos premiados como Associação do ano, o
que acaba por ser uma afirmação do trabalho que nós
temos desenvolvido, que é fruto da dedicação de todos os
que passam pela direção, e pela população que acaba por
de alguma forma apoiar este projeto.
Desde janeiro/fevereiro alteramos os estatutos, que
passam pela área social, para criação de um centro de dia,
também com uma parte de ATL para crianças, que é um
dos nossos objetivos fulcrais para por de pé. Depois temos
uma vertente mais abrangente na área do desenvolvimento
local, e com determinados apoios permitem-nos
desenvolver de uma forma mais ampla as duas aldeias e a
própria associação que serve para as duas localidades.
De salientar que havia um mau estar entre as duas
aldeias, há cerca de 50 a 80 anos atras, principalmente na
altura das festas havia sempre lutas por causa das
raparigas, e a associação surgiu para fazer a paz e a união
entre estas duas aldeias, e temos vindo a viver de há uns
anos a esta parte como duas aldeias únicas.
Piedade Simões
Lourinhã
SEXTA-FEIRA | 24 OUTUBRO | 2014
ÁREA OESTE
JORNAL REGIONAL
19
Feira Franca levou centenas de pessoas a ajudar os comerciantes
Lourinhã Solidária
Após o mau tempo
que se fez sentir na
vila da Lourinhã, no
dia 22 de Setembro
de 2014, que largas
centenas de prejuízos
aos comerciantes da
localidade, a Paroquia
da Lourinhã, em
parceria com a União
de Freguesias da
Lourinhã e Atalaia,
Associação para o
desenvolvimento da
Lourinha (ADL) e a
Louricoop levaram a
cabo a Feira Franca.
Piedade Simões
sta iniciativa teve lugar no dia 5 de outubro, nas
instalações da Louricoop, com o objetivo de
angariar fundos através de um almoço convívio
solidário, com o valor da entrada de seis euros, que teve
como ementa, sopa de abóbora, feijoada, sarrabulho,
porco no espeto, grelhados, bebidas e pão à descrição, e
muita animação.
Outro dos objetivos da feira foi o dos comerciantes
venderem os produtos e outros artigos que estivessem algo
danificados, mas ainda em condições para o uso, a um
preço mais atrativo.
O Área Oeste falou com Pedro Quintans, Presidente da
ADL, que explicou toda a iniciativa:
E
Área Oeste – Esta ideia do almoço adveio por parte de
quem?
Pedro Quintans – Esta ideia surgiu por parte da paróquia
da Lourinhã. Numa reunião com a paroquia, surgiu a ideia
do almoço. A ideia do que se poderia fazer para ajudar, e
juntamente com um representante da Louricoop, que
também estava presente nessa reunião, e prontamente
ofereceu as instalações, avançou-se com a ideia. Depois
foi convidada a ADL e a União de Freguesias da Lourinhã
e Atalaia para integrar esta ideia.
Á.O. – O nome “Feira Franca” porquê?
P.Q. – Precisamente porque à partida as pessoas foram
vendendo os produtos que tinham embalagem estragadas
ou que estavam a precisar de ser limpos, tal como os
tapetes que foram vendidos mais baratos. A imagem que
queríamos dar, é que por lógica podiam comprar um pouco
mais barato, por isso, é que chamamos Feira Franca.
Relativamente à animação ficou a cargo de Produções
Costa & Sousa, Banda Made In Portugal, Banda Xeques
Orquestra, The Soul Dance, Inês Andrade, e João Rosa.
Á.O. – Quanto às limpezas, também foi uma ação de
voluntariado?
P.Q. – Nas limpezas foram as pessoas que se juntaram,
sem haver desafios de outras entidades, foram pessoas
que sentiram necessidade de ajudar e pegaram nas
vassouras e começaram a limpar.
Á.O. – Relativamente à comida do almoço, quem
confecionou?
P.Q. – A comida foram empresas e particulares que
ofereceram, basicamente foi tudo oferta, tirando a parte de
pratos e talheres descartáveis que tivemos que comprar,
posso afirmar que 90% dos produtos foram todos de oferta.
Gostaria de salientar que foram cerca de 30 nomes, a nível
de empresas e pessoas que contribuíram para este
almoço. O porco no espeto também foi oferta.
Toda a parte de confeção de cozinha e de servir o
almoço foi feito por voluntários, foram cerca de 100 que se
envolveram neste projeto também.
Á.O. – O dinheiro que foi conseguido com este almoço
como será gerido?
P.Q. – Este dinheiro, tal como estava no cartaz e na
divulgação que fizemos, é para ações de promoção de
natal e divulgação do comercio local.
Á.O. – Relativamente aos estabelecimentos afetados,
têm noção de quantos foram?
P.Q. – Estabelecimentos inventariados por nós como
afetados, são cerca de 30. É bom que se entenda o
seguinte, existem estabelecimentos que foram afetados e
que os produtos ficaram danificados, e que foram
diretamente para o lixo, em que nada se aproveitou e nada
havia a fazer. Depois existem outros estabelecimentos em
que os produtos puderam ser aproveitados, e esses ainda
conseguem escoar os seus stocks, e por fim existem outros
comerciantes que não foram diretamente prejudicados,
porque foi mais material como armários é que se
estragaram na parte do rodapé, e essas lojas estiveram
fechadas para limpeza, apesar de não terem produtos
danificados, tiveram prejuízos.
Á.O. – Estão a planear mais alguma ação?
P.Q. – De momento este grupo que se reuniu para fazer
este evento, vai continuar a fazer ações de dinamização,
mas não temos nada agendado.
Á.O. – Relativamente à feira que se encontrava fora do
recinto, tratava-se de donos de lojas que foram
fustigados pela intempérie?
P.Q. – Sim. Nós convidamos todos os comerciantes que
foram afetados pela intempérie a estarem presentes. Havia
comerciantes que tinham produtos para vender, e outros
comerciantes infelizmente não tinham nenhum produto
para vender.
Pedro Margarido, Presidente
da União de Freguesias da
Lourinhã e Atalaia
A.O. – No dia 5 de outubro realizaram um almoço
solidário, com o intuito de angariação de fundos, a
União de Freguesias Lourinhã e Atalaia fez parte
deste evento de que forma?
P.M. – Esse almoço, teve como principal impulsionador
a Paroquia da Lourinhã, bem como a Louricoop, a ADL,
a União de Freguesias Lourinhã e Atalaia e mais
algumas entidades que merecem o nosso
agradecimento, pois doaram alguns bens.
O almoço rondou as 700 pessoas, os lucros
revertem a favor de um reforço de animação de natal
para que os comerciantes fossem beneficiados com o
valor auferido.
Um dos objetivos desta organização é que o
dinheiro angariado seja todo direcionado para o
comércio local, e vamos reunir em breve para delinear
a estratégia que vamos optar.
Á.O. – Quanto é que conseguiram angariar?
P.M. – O lucro foi de 2500 euros, não foi muito porque
também tivemos que comprar algumas coisas, outras
foram dadas, mas esse dinheiro já tem onde ser
investido.
20
Lourinhã
SEXTA-FEIRA | 24 OUTUBRO | 2014
ÁREA OESTE
JORNAL REGIONAL
“Putos & Pulos”
Carolina Macieira concorrente no "The Voice Kids"
O Grupo musical
infantil “Putos &
Pulos” surgiu em
2005, sendo
composto por
crianças com idades
compreendidas entre
os 7 e 13 anos. Este
grupo teve como
referência outros
grupos infanto-juvenis
que marcaram as
décadas de 80 e 90, o
segundo CD chamase “Aquarela” e reúne
temas ao gosto da
pequenada.
Piedade Simões
Carolina Macieira, tem 11 anos, é moradora na
Lourinhã, e membro do grupo “Putos & Pulos”, é uma das
candidatas ao “The Voice Kids”, programa da RTP1 que é
um sucesso em mais de 15 países, um autêntico fenómeno
que dá a conhecer a nova geração de pequenos grandes
cantores.
O programa contará com surpreendentes “Provas
cegas” e as emocionantes “Batalhas” que culminam com 3
galas em direto onde o público irá eleger o melhor jovem
cantor português, e onde a Carolina Macieira participará, já
no próximo dia 26 de outubro.
O Jornal Área Oeste falou com Carolina Macieira, membro
do grupo “Putos & Pulos”, e concorrente do "The Voice
Kids":
Á.O. – Pertences aos “Putos & Pulos” há quanto
tempo?
Carolina Macieira – Pertenço aos “Putos & Pulos” há
cerca de um ano, e tenho gostado muito!
Á.O. - Quais os motivos que te levaram a integrar no
grupo?
C.M. - Eu gosto muito de cantar e já admirava o grupo
quando vi um cartaz deles com o número de telemóvel e
pedi á minha mãe para me inscrever fiz a Audição e entrei.
Á.O. – Neste momento és uma das concorrentes no
"The Voice Kids" da RTP1, o que significa para ti?
C.M. - Para mim isto significa uma experiência que me vai
dar mais conhecimentos e também que me vai enriquecer
a nível vocal.
C.M. - Sim, mas também gostava de fazer teatro e
apresentar programas de TV, espetáculo.
Á.O. – Quais são as tuas expectativas em relação ao
concurso?
C.M. - Não penso em ganhar mas vou dar o meu melhor,
tenho consciência que há lá vozes muito boas!
Á.O. – Gostavas de deixar uma mensagem aos jovens
que também gostam de cantar mas não estão inseridos
em nenhum grupo?
C.M. - Nunca desistam e já agora participem na audição
dos “Putos & Pulos”, mesmo que achem que não vão entrar
serve sempre para aprender coisas novas!
Á.O. – Pretendes continuar no mundo da música?
62º ANIVERSÁRIO DA FREGUESIA SANTA BÁRBARA
No passado dia 16 de Outubro a Freguesia de Santa
Bárbara festejou o 62º aniversário, que assinala a sua
inauguração. A cerimónia comemorativa iniciou-se pelas
20:00 horas com uma missa solene na Igreja Matriz
presidida pelo Padre Ricardo Franco e, por volta das 21:00,
as comemorações tiveram continuidade na histórica e
antiga Igreja, atual Centro Pastoral de Santa Bárbara.
Realizaram-se os discursos institucionais a cargo do
Presidente da Câmara da Lourinhã João Duarte Carvalho e
o Presidente da Junta de Freguesia de Santa Bárbara
Sérgio Ferreira que partilharam o soprar de velas do bolo
brindando ao futuro promissor da Freguesia de Santa
Bárbara. Antes deste acontecimento, houve ainda tempo
para uma pequena atuação do Coro Municipal da Lourinhã
que contagiou com alegria e diversidade de reportório que
incluiu os votos de parabéns de forma descontraída. A
comemoração terminou com um pequeno beberete
oferecido pela população local que não deixou de estar
presente, na sua maioria a mais antiga, que bem conhece
a história da freguesia, e que quis presentear a sua terra
com honra e orgulho do célebre acontecimento à 62 anos.
Eunice Carvalho
Peniche
SEXTA-FEIRA | 24 OUTUBRO | 2014
ÁREA OESTE
JORNAL REGIONAL
21
Estudo da ESTM analisou os impactos da edição 2013 do Rip Curl Pro Portugal
Quanto vale o mundial de Surf?
Numa altura em que decorre em Peniche a
única etapa portuguesa do Circuito Mundial de
Surf, a Escola Superior de Turismo e Tecnologia
do Mar de Peniche acaba de divulgar o relatório
final de um estudo que analisou os impactos do
evento na região e no País no ano 2013.
documento,
faz
uma síntese do estudo de avaliação
do Rip Curl Pro Portugal
2013, um estudo elaborado
pelo Núcleo de Investigação em Surfing/Surfing
Research Unit (NIS) do
Grupo de Investigação em
Turismo (GITUR), Instituto
Politécnico de Leiria e
resulta de uma parceria estabelecida entre a Câmara
Municipal de Peniche, a Rip
Curl Portugal e o GITUR/IPL.
De acordo com o coordenador do estudo, o Professor Doutor João Paulo
Jorge, o documento “tem o
intuito de caracterizar a
edição de 2013 do Rip Curl
Pro Portugal, em termos
sociodemográficos, ao nível
da estrutura dos gastos dos
visitantes e da estimativa
O
do impacto económico global do evento. O que se
pretende é contribuir para
um conhecimento mais
alargado e efectivo dos
recursos e das dinâmicas
socioeconómicas locais, regionais e nacionais decorrentes de um evento
internacional”, destaca o
docente da ESTM.
De acordo com o documento, o Rip Curl Pro
Portugal, etapa do circuito
mundial de surf, gerou em
Peniche 7,8 milhões de
euros de receitas em 2013,
mantendo os lucros da
edição anterior. O estudo,
elaborado por investigadores da ESTM concluiu
que, apesar da redução em
10% no orçamento do
evento, a economia local
obteve este lucro, superior
em 14 mil euros ao de
Luísa Inês
2012, durante nove dias.
"Verifica-se uma tendência
para a estabilização da
maior parte dos indicadores" estudados, refere o
documento que concluiu
que foi deixada uma receita
fiscal no País de 932 mil
euros, superior à de 2012
(922 mil euros). De referir
que o impacto económico
da última edição da prova é
estimado “tendo em conta
um conjunto de indicadores
como: a despesa média
individual durante o Rip
Curl Pro 2013, os gastos
por tipo de despesa, a estimativa do número de visitantes que assistiram ao
evento e a despesa total da
organização do evento”.
Segundo o relatório, o
evento foi visitado por 135
mil pessoas, um número
superior a 2012 (130 mil),
com uma média de idades
de 32 anos. Destes, 70,9%
são residentes em Portugal
e 29,1% oriundas do estrangeiro, sobretudo Espanha, Alemanha, Reino
Unidos e França. Os dados
indicam que 61% dos visitantes assistiram às edições anteriores do evento,
verificando-se uma redução
do número de estrangeiros.
O Rip Curl Pro Portugal
contribuiu para o aumento
das exportações, com a
venda de 2,7 milhões de
euros de serviços a estrangeiros, mais do que em
2012 (2,6 milhões). Em
termos de despesa média,
os estrangeiros que visitaram o evento gastaram
em Portugal mais de 4, 4
milhões de euros, entre
despesas de transporte,
alojamento, alimentação,
diversão, ou compras, entre
outras.
Este estudo agora divulgado foi baseado em in-
quéritos a 871 visitantes,
durante o evento (entre 8 e
17 de Outubro de 2013),
por elementos do núcleo de
investigação sobre a chamada 'indústria do surf'. O
núcleo foi criado no seio do
Grupo de Investigação em
Turismo da escola, GIRM
com o objectivo de investigar sobre a importância da
'fileira da onda' e propor à
economia do mar soluções
inovadoras para dinamizar
as zonas costeiras.
Peniche é a capital mundial do surf até dia 23
Gabriel Medina pode sagrar-se campeão mundial nos Supertubos
A praia dos Supertubos voltou a receber a “Aldeia do
Surf”, a estrutura que acolhe a sexta edição do Circuito
Mundial de Surf. A organização espera mais de 130 mil
visitantes para assistir à competição que decorre em
Peniche até dia 23. Dos 34 melhores surfistas do mundo,
apenas um é português, Tiago Pires, sendo esta quinta
presença de Saca na etapa portuguesa do World Tour, uma
vez que no ano passado falhou a presença em Peniche por
lesão. O sufista português procura alcançar a primeira
vitória no Moche Rip Curl Pro Portugal depois de nunca o
ter feito nas participações anteriores. E este ano a pressão
é ainda maior, uma vez que Tiago precisa de um bom
resultado para se manter na luta por um lugar no Tour de
2015.
Nomes como Mick Fanning, ou o 11 vezes campeão do
mundo, Kelly Slater estão de regresso aos Supertubos
atraindo milhares de fãs. A etapa de Peniche poderá, de
resto, ser decisiva para a consagração do novo campeão
mundial, com o brasileiro Gabriel Medina, muito bem
posicionado para conquistar, pela primeira vez, o título.
Durante este mês o nosso País assume o estatuto de
capital do Mundo do Surf, recebendo no total quatro
JORNAL ÁREA OESTE
MAGAZINE DE INFORMAÇÃO REGIONAL
Os artigos de opinião são da exclusiva responsabilidade do
autor, não expressando necessariamente a linha editorial do
Jornal “Área Oeste”.
Todos os anúncios deste jornal (particulares ou comerciais)
são propriedade do editor podendo apenas ser divulgados por
terceiros mediante autorização específica por escrito.
O Área oeste limita-se a publicar anúncios particulares e
comerciais confiante na boa fé de quem contrata este serviço.
Assim o Área Oeste não se responsabiliza pela veracidade ou
qualidade dos anúncios publicados.
eventos da modalidade, um dos quais em Peniche. Os
maiores nomes deste desporto, no masculino e no
feminino, estão em Portugal, com destaque para a etapa do
WCT que decorre em Peniche até ao próxim dia 23 com os
34 melhores surfistas do mundo na praia dos Supertubos.
Logo no início do mês, Cascais recebeu a elite mundial
do surf feminino e masculino,com a 9ª etapa do WWCT
(Women’s World Championship Tour), seguida do maior
evento prime do circuito mundial de qualificação, o
Billabong Cascais Pró.
No passado dia 12, arrancou o período de espera do
Moche Rip Curl Pro Portugal, em Peniche, a prova
considerada como a “fórmula 1” do surf mundial. Nesta
competição, 28 dos 34 surfistas do WCT estão inscritos na
prova prime. Entre eles Mick Fanning (três vezes campeão
do mundo), Taj Burrow, Adriano de Sousa, Jordy Smith,
Julian Wilson e John John Florence.
A fechar o mês, pela primeira vez Portugal prepara-se
para receber o campeonato mundial de Juniores, que terá
lugar na Ericeira. A prova será realizada entre 24 de
outubro e 3 de novembro.
As várias competições representam um investimento
directo de cerca de 3,2 milhões de euros (WWCT
800.000,00 euros; prime – 700.000,00 euros; e WCT
1.600.00,00 euros) para tornar possível a existência destes
eventos.
Luísa Inês
O seu, o meu, o
NOSSO JORNAL REGIONAL
Ficha Técnica
Propriedade, editor e composição PROMOESTE - Promoção e Publicidade, Lda. Pessoa Colectiva N.º 502 409 029 Depósito Legal N.º 299913/09 Registo no Ministério da Justiça N.º 116 608 Capital
Social: 5.000,00 euros Directora Filipa F. Santos Redacção Luisa Inês Adolfo Pereira Cláudia Fialho Colaboradores José Victor Silva Luís Pina Pinto de Carvalho
Ricardo Miguel João Reis Joana
Mendes Carlos Segadães Rute Correia João Carlos Barreiras Duarte José Levy Soeiro Tiago Gonçalves Nelson Rosa Rogério Cação Anabela Sá Adriano Cruz Marta Franco Tiago Ribeiro Departamento
Comercial José António Fernandes Margarida Alves Sede, Redacção e Publicidade Rua do Comércio, 30 - 1º Dtº Apartado 14 - 2540-076 Bombarral Telefone 262 604 659 Telefax 262 601 007 E-mail [email protected] Paginação Mário Antão Pereira Impressão FIG - Indústrias Gráficas, S.A.. Rua Adriano Lucas 3020-265 Coimbra Telefefone 239 499 922 Fax 239 499 981 Assinaturas 10 Euros - nacional - 15€
internacional (IVA incluído) Número Avulso 0,50 Euros (IVA incluído) Publicidade Preços de tabela Mensal Tiragem 6.000 média mensal
As opiniões expressas nos artigos são de inteira responsabilidade dos autores e podem não coincidir com as do Jornal “Área Oeste”
22
Peniche
SEXTA-FEIRA | 24 OUTUBRO | 2014
ÁREA OESTE
JORNAL REGIONAL
Medidas compensatórias rondam os 5 milhões de euros
Pesca da sardinha interdita desde o passado dia 19 de Setembro
Até ao último dia do ano, 31 de dezembro, as
traineiras portuguesas estão impedidas de
pescar sardinha. Na base da interdição está o
facto do sector ter atingido os limites máximos
de captura da espécie em Portugal e Espanha e
que, no caso de Portugal é de 13.500 toneladas.
medida entrou em
vigor no passado dia
19 de setembro e
implica
uma
paragem
superior a três meses o que
levou o Governo a aprovar
ajudas compensatórias para o sector superiores a
cinco milhões de euros.
Assim, as embarcações de
pesca de sardinha que
estejam paradas durante
um mínimo de 30 dias e um
máximo de 90 vão receber
compensações financeiras
correspondentes ao período de imobilização, de
acordo com o diploma publicado no Diário da República no passado dia 2.
Para ter acesso ao regime de apoio a embarcação terá de ser detentora
de licença de pesca para
A
artes de cerco, ter operado
pelo menos 45 dias em
2014 e apresentar um volume de descargas de sardinha não inferior a 7,5% do
pescado descarregado até
à data de encerramento da
pesca da sardinha. O período de paragem realizase após a entrada em vigor
da portaria (19 setembro) e
inicia-se obrigatoriamente
até 15 de outubro, inclusive, decorrendo por um
período mínimo de 30 dias
e máximo de 90 dias seguidos. Ainda de acordo
com o diploma, os dias
efetivos de paragem serão
comprovados por uma
declaração da capitania.
De acordo com o
Ministério da Agricultura e
Mar, o montante global das
Luísa Inês
ajudas deverá situar-se
“entre os cinco e os seis
milhões de euros”, acrescentando que o montante
atribuído a cada embarcação dependerá dos dias
de paragem que escolham
fazer já que a cessação
temporária é voluntária e da
respectiva arqueação.
Os subsídios a fundo
perdido serão pagos ao armador da embarcação,
sendo atribuída uma compensação financeira ao armador em função da dimensão da embarcação, e
uma compensação salarial
aos tripulantes no valor de
27 euros por dia para os
oficiais, 24 euros para
mestranças e 20 euros para
marinheiros/pescadores.
Se as embarcações
voltarem à pescar antes de
decorridos 30 dias terão de
devolver a totalidade do
dinheiro.
Nas últimas três décadas, o stock Ibérico de sardinha (Espanha e Portugal)
sofreu importantes variações de abundância e,
desde 2007, tem decrescido continuamente, levando à implementação de
fortes restrições à pesca
em Portugal. Estas restrições e a baixa abundância reflectiram-se numa
quebra acentuada dos desembarques portugueses
nos últimos dois anos.
Segundo os dados mais
recentes, a captura conjunta de Portugal e Espanha diminuiu 17% de
2012 para 2013. No entanto, as capturas aumentaram consideravelmente
na região sul do stock
(Algarve e Cádis), refletindo
um ligeiro aumento da
abundância do recurso
nesta região. O decréscimo
global dos desembarques
reflecte a redução drástica
da abundância de sardinha
na região norte do stock
(Cantábrico, Galiza e norte
de Portugal).
Município de Peniche distinguiu KELLY SLATER com a Chave de Ouro da Cidade
Campeão de Ouro
A “Capital da Onda”, palco da maior competição mundial
de Surf acaba de distinguir a lenda viva da modalidade: o
surfista Kelly Slater. No passado mês de setembro, a
Câmara Municipal de Peniche deliberou, por unanimidade,
atribuir o Galardão Honorífico “Chave de Ouro da Cidade”
ao surfista profissional Robert Kelly Slater. A cerimónia de
entrega decorreu no passado dia 14, durante a 1ª ronda da
10ª etapa do WCT de Peniche, que decorre na praia dos
Supertubos até dia 23.
António José Correia, presidente da autarquia, lembra
que, “a partir de 2009, Peniche ficou na rota da “formula 1”
do surf com a realização de uma etapa do circuito mundial
de surf, WCT – World Championship Tour”. Desde então,
destaca o autarca,
“Peniche muito deve a toda a comunidade do surf a
projeção mundial que alcançou através da onda dos
Supertubos. Uma projeção com impactos muito
significativos no desenvolvimento económico e social do
concelho e da região Oeste, para além da promoção que
Portugal alcançou internacionalmente”, considera o
presidente da Câmara Municipal de Peniche ao defender
que, “sem dúvida alguma que Kelly Slater personifica toda
essa comunidade” que, através dele, o Município de
Peniche pretende homenagear.
Nesse sentido, a autarquia destaca um conjunto de
razões para justificar esta homenagem ao cidadão do
mundo Robert Kelly Slater: Entre as várias razões
renumeradas pelo Município destaque para o facto de Kelly
Slater ser 11 vezes campeão do mundo e estar
actualmente na corrida para o 12º título; ter sido o vencedor
em da etapa do WCT em Peniche no ano 2010; acumular
seis participações na etapa de Peniche desde 2009.
Na deliberação, o executivo realça ainda a
“disponibilidade do atleta para estar presente em
conferências de imprensa de lançamento das nossas
provas, e sempre com palavras elogiosas relativamente a
Peniche; ter aceite associar o seu nome a um dos quartos
do Centro de Alto Rendimento aquando da respetiva
inauguração e constituir uma referência para a juventude
pela correção da sua longa carreira, numa postura de
trabalho e humildade”.
Natural da Florida, Estados Unidos da América, Robert
Kelly Slater, de 42 anos de idade é considerado o maior
surfista profissional da história do Desporto. No seu
palmarés desportivo, o 11 vezes campeão do mundo foi o
campeão mundial mais jovem da história, com apenas 20
anos de idade e, também, o mais velho, ao conquistar um
título mundial aos 39 anos de idade. Na sua vasta carreira,
Kelly Slater conta com mais de meia centena de vitórias e
na década de 90 conquistou cinco títulos mundiais
consecutivos. Neste momento, disputa mais um título
mundial na edição do WCT 2014, perseguindo assim o 12º
título mundial.
Novos órgãos sociais da ACISCP já tomaram posse
Uma jovem equipa para novos desafios
Um jovem empresário do ramo da restauração é o novo
presidente da direção da Associação Comercial, Industrial
e de Serviços do Concelho de Peniche. João Nuno Santos
foi eleito em assembleia-geral no passado dia 26 de
setembro para liderar uma nova equipa à frente desta
associação para os próximos três anos.
A cerimónia oficial de tomada de posse dos novos
órgãos sociais teve lugar no passado dia 4, na sede da
associação, numa passagem de testemunho presidida por
Rogério Cação que cessou funções à frente da
assembleia-geral da instituição. Com a entrada em funções
de João Nuno Santos, sai António Morais, o presidente
cessante que transita agora para o cargo de presidente da
assembleia-geral.
A nova direção, é constituída por uma equipa jovem e
assume os destinos da associação, numa altura difícil, em
período de crise, mas assume o desígnio de “trabalhar para
que a ACISCP volte a ser uma associação com um papel
preponderante no concelho de Peniche”, afirmou o novo
presidente no seu discurso de tomada de posse.
O novo presidente eleito afirmou, na tomada de posse
que a sua equipa “veio para este projeto com espírito de
servir”, contar com o apoio de todos os associados e
prometeu “dar o seu melhor no cumprimento deste projeto
que assumimos com coragem”, disse. João Nuno Santos
prometeu “tudo fazer para que a ACISCP volte a ser uma
associação com um papel preponderante no concelho,
numa instituição com várias décadas de história ao serviço
do concelho”, afirmou.
A encerrar a sessão, António José Correia que marcou
presença na cerimónia, reforçou a importância desta
instituição representativa do tecido empresarial e
económico do concelho e lembrou as boas relações
institucionais entre as duas entidades, referindo alguns
exemplos de parceria, nomeadamente o projeto de
regeneração urbana que permitiu à ACISCP ter uma nova
sede, um edifício inaugurado em 2010 na Avenida 25 de
Abril, em Peniche, a nova casa da instituição desde então.
O novo presidente da direcção, João Nuno Cruz Santos,
tem 32 anos e é natural e residente em Peniche. Casado e
com dois filhos, é empresário da restauração, onde
trabalha num negócio familiar. Militante e dirigente do CDSPP, desempenha actualmente funções de Presidente da
Comissão Política Concelhia do CDS em Peniche e foi o
candidato do partido de Paulo Portas nas últimas eleições
autárquicas disputadas em setembro de 2013, á
presidência da Câmara Municipal de Peniche. Um ano
depois, assume a presidência, mas da Associação
Comercial, Industrial e de Serviços do Concelho de
Peniche para um mandato de três anos.
Luísa Inês
Peniche
SEXTA-FEIRA | 24 OUTUBRO | 2014
ÁREA OESTE
JORNAL REGIONAL
23
Sessão solene decorreu no passado dia 15
ESTM comemorou 15º Aniversário
A Escola Superior de Turismo e Tecnologia do
Mar de Peniche, do Instituto Politécnico de
Leiria, acaba de celebrar 15 anos ao serviço do
Ensino Superior na região e no País. A sessão
solene evocativa decorreu no passado dia 15,
no auditório da escola e foi presidida pelo
Professor Doutor, Nuno Mangas, presidente do
IPL.
funcionar
deste
1999, numa primeira fase em instalações provisórias e, desde
2010 em novas instalações,
neste momento, a ESTM
ministra oito cursos de
licenciatura, oito cursos de
mestrado, vários cursos
CET e tem ainda dois
grupos de investigação, um
na área do Turismo
(GITUR) e outro na área da
investigação em Recursos
Marinhos (GIRM). De acordo Paulo Almeida, director
da ESTM, “esta é a escola
do IPL com mais docentes
doutorados na área”, o que
traduz a “excelência do seu
ensino”, referiu, elegendo a
“internacionalização” como
uma das grandes apostas
A
deste estabelecimento de
ensino superior público.
Neste ano letivo, a
ESTM tem cerca de 1.300
alunos, dos quais cerca de
300 frequentam o ensino
superior pela primeira vez.
Na sessão de acolhimento
ao novo estudante, a
escola convidou os caloiros
a “entrar na onda”. Perante
um auditório repleto de
novos alunos, a direcção da
ESTM constituída por Paulo
Almeida, Sérgio Leandro e
Sérgio Araújo, lembrou aos
jovens caloiros que “esta
será a vossa casa durante
os próximos cinco anos”
deixando o desafio a que os
novos estudantes de licenciatura escolham também
esta escola para prosseguir
Luísa Inês
os estudos e fazer o respectivo mestrado. Paulo
Almeida desejou ainda a
todos que “o percurso
académico que agora iniciam seja de sucesso, bem
como o posterior percurso
profissional”, numa escola
que aposta na internacionalização e que é já uma
referência para a região e
para o País”, afirmou este
responsável.
Na sessão de boas-vindas, o director da ESTM
explicou que o IPL tem
actualmente cinco Escolas
Superiores, uma das quais
a ESTM de Peniche,
acolhendo cerca de 11 mil
alunos, 900 docentes e 450
funcionários não docentes.
Aos novos alunos, a escola
apresentou um conjunto
diversificado de informação
sobre o funcionamento da
ESTM, desde os vários
órgãos com representantes
de estudantes (Conselho
Pedagógico,
etc),
os
diversos serviços como, por
exemplo o SAPE Serviço
de Apoio ao Estudante, um
serviço que tem por objetivo a integração dos alunos
em meio académico, ou o
Serviço de Acção Social
que dispõe de várias modalidades desde o desporto, saúde, alojamento,
alimentação, entre outras.
Neste âmbito, os responsá-
veis por cada um dos serviços do IPL foram convidados a fazer uma breve
apresentação aos novos
estudantes, contribuindo
assim para uma melhor integração destes jovens que
agora iniciam uma nova
etapa nas suas vidas académicas.
Neste ano letivo e no
que se refere ao Instituto
Politécnico de Leiria (IPLeiria) no conjunto das
suas cinco escolas superiores, foram colocados
1.265 novos estudantes
nas suas licenciaturas na
primeira fase do concurso
nacional de acesso ao
ensino superior, mais 115
que no ano anterior, o que
“representa um incremento
na taxa de preenchimento
de vagas na ordem dos
13%, passando de 54%
para 67%, valor que sobe
para 75% no que respeita
às vagas em regime diurno”.
O IPLeiria é a nona instituição, das 33 universidades e politécnicos, com
mais alunos colocados, e o
terceiro politécnico, a seguir ao do Porto e ao de
Lisboa.
Dois Atletas de Peniche em destaque no Badminton internacional
Fernando Silva conquistou a medalha de Ouro no Campeonato da
Europa de veteranos e Telma Santos venceu Open da Colômbia
Dois atletas de Peniche, na modalidade de Badminton
estão de parabéns. Fernando Silva conquistou a medalha
de ouro no Campeonato da Europa de veteranos (+40) de
Badminton ao vencer, na final, o espanhol Mário Carulla,
por 21-18 e 23-21. A final decorreu no passado dia 27 de
setembro nas Caldas da Rainha no CAR Centro de Alto
Rendimento.
No final da competição, o atleta penichense dedicou a
vitória “a todos os atletas que eu treino em Peniche, bem
como a muitas pessoas das Caldas da Rainha que
estiveram aqui a assistir ao meu jogo, a todos os meus
companheiros, porque foi com o apoio deles que eu
consegui este grande feito."
Recorde-se que Fernando Silva foi o primeiro atleta
olímpico português de Badminton a participar nos Jogos
Olímpicos de Barcelona em 1992) e é tio da consagrada
atleta olímpica Telma Santos
Entretanto, a atleta olímpica Telma Santos, também
natural de Peniche conquistou mais um título, ao vencer no
passado dia 28 de setembro o Open da Colômbia. A
competição disputou-se em Medellín, onde a atleta
penichense derrotou na final a peruana Daniela Macias,
com os parciais de 11-5, 11-6 e 11-3.
Telma Santos entrou no torneio como quinta cabeça de
série e não perdeu qualquer "set" nos jogos que disputou.
Destaque, além da final, para a vitória sobre a terceira
cabeça de série, a peruana Luz Maria Zorzona, nos quartos
de final (11-7, 11-2, 11-10), e sobre a segunda, a também
peruana Danica Nishimura, nas meias-finais (11-5, 11-7,
11-8).
Esta foi a quinta final consecutiva de Telma Santos em
competições de nível International Series e Future Series,
a primeira depois da operação a que foi sujeita ao seu
joelho. Desde há cerca de um mês que a atleta portuguesa
Publicidade
Publicidade
Arrenda-se
Moradia
ADÃO-LOBO
(Cadaval)
Contacto 934 240 703
Senhor Viúvo
com 51 Anos
Casa Própria.
Emprego Fixo
Procura companheira entre os 40
e os 55 anos para futura relação.
Contacto 918 011 703
passou a jogar pela equipa dinamarquesa Vendsyssel,
procurando regressar à melhor forma, para se apurar para
os Jogos Olímpicos Rio2016.
As recentes vitórias desportivas dos dois atletas
penichenses levaram a Câmara Municipal de Peniche a
aprovar em reunião do executivo, votos de felicitações a
Fernando Silva, pelo título de campeão europeu de
veteranos e a Telma Santos, pela vitória do Open da
Colômbia.
A proposta de votos de felicitações, aprovada por
unanimidade, foi apresentada pelo vice-presidente da
Câmara Municipal, Jorge Amador, responsável pelo
pelouro do Desporto, atribuindo ainda “saudações a todos
os agentes desportivos, equipas técnicas e dirigentes que
com o seu empenho, vontade e dedicação deram o seu
contributo para este excelente desempenho”, refere a
deliberação.
Luísa Inês
24
Comercialmente Falando/Horóscopo
SEXTA-FEIRA | 24 OUTUBRO | 2014
ÁREA OESTE
JORNAL REGIONAL
Hospital SOERAD
Cuidados Continuado Integrados
Unidades de Convalescença,
Reabilitação e Manutenção
O Hospital SOERAD dispõe de programas de Cuidados
Continuados adaptados especificamente às necessidades
de cada paciente, nomeadamente em situações de:
• Alta hospitalar precoce
• Reabilitação intensiva com vista à recuperação de
autonomia
• Necessidade de vigilância médica e de enfermagem
24h
• Apoio a doentes dependentes
• Programa especial para descanso do cuidador
Cuidados Continuados Integrados
Condições Disponíveis
• Existência de uma equipa médica e de enfermagem
24h/dia nas nossas instalações.
• Meios complementares de diagnóstico (laboratoriais e
de imagiologia).
• Nova unidade de Medicina Física e de Reabilitação
com avançadas infraestruturas, equipamentos topo de
gama e uma equipa multidisciplinar bem coordenada.
• Cuidados de higiene, conforto e alimentação adequados à situação clínica do paciente.
Como Decorre o Processo
• Conforme cada caso clínico, será feita uma avaliação
inicial por uma equipa multidisciplinar composta por
técnicos de saúde das áreas necessárias (Medicina
Interna, Fisiatria, Neurologia, Ortopedia, Cardiologia,
Pneumologia, etc.) para a elaboração de um plano de
cuidados personalizado para cada utente.
• Avaliação e identificação das necessidades de cada
paciente, sempre que possível com o seu envolvimento ativo, bem como da sua família.
• Desenvolvimento de um plano terapêutico e acom-
panhamento regular dos resultados.
• Direcionar os tratamentos para uma transição para o
regresso a casa (quando aplicável),nomeadamente no
sentido de minimizar disfunções, restaurar funções
perdidas e aumentar a autonomia e o bem-estar.
• Orientação dos cuidadores no apoio a prestar a estes
pacientes.
Infraestruturas
O projeto do novo edifício do Hospital SOERAD
contemplou desde logo a existência de infraestruturas
especificamente desenhadas para uma oferta diferenciada
em Cuidados Continuados.
Quartos Individuais ou Duplos
Temos ao dispor quartos duplos e individuais devidamente
equipados com wc privativo adaptado a mobilidade
condicionada, TV, ar condicionado, telefone e internet wi-fi
para o seu máximo conforto.
Piscina
Piscina de 3 níveis destinada a tratamentos de hidroterapia.
Rampa de acesso para pacientes com mobilidade condicionada.
Balneário com cacifos individuais.
2 Ginásios
Espaços amplos e devidamente preparados para treino
funcional, treino de equilíbrio e marcha, classes de
movimentos, treino em actividades de vida diária,
prevenção de quedas, etc., dispondo para isso de
equipamento de cardiofitness, barras paralelas, rampa de
treino e espaldar.
12 Boxes de Tratamento
12 boxes individuais de tratamento, nas quais cada
Outubro 2014 - 2ª Quinzena
Carneiro
Horóscopo Diário Ligue já! 760 10 77 31
Carta Dominante: O Louco, que significa
Excentricidade.
Amor: No que se refere ao amor, seja
responsável. Não faça alguém sofrer pela sua falta de atenção.
Saúde: Tenha mais cuidados consigo e com a sua saúde.
Dinheiro: Apesar de não dar muita importância aos bens materiais,
esforce-se por conseguir um aumento de salário. Se mostrar empenho
verá que consegue.
Números da Semana: 1, 3, 24, 29, 33, 36
Pensamento positivo: Vivo o presente com confiança!
Outubro 2014 - 2ª Quinzena
Caranguejo
Horóscopo Diário Ligue já! 760 10 77 34
Carta Dominante: 3 de Espadas, que significa
Amizade, Equilíbrio.
Amor: A sua cara-metade vai dar-lhe provas do
amor que tem por si. Vai sentir-se muito feliz, aproveite este período de
romance e amor.
Saúde: Poderão surgir alguns problemas relacionados com a coluna.
Dinheiro: Faça valer os seus pontos de vista de uma forma civilizada.
Não exija fazer prevalecer a sua opinião, saiba ouvir.
Números da Semana: 9, 11, 25, 27, 39, 47
Pensamento positivo: O Amor invade o meu coração.
Outubro 2014 - 2ª Quinzena
Balança
Horóscopo Diário Ligue já! 760 30 10 17
Carta Dominante: A Papisa, que significa
Estabilidade, Estudo e Mistério.
Amor: Poderá conhecer alguém que o deixará
completamente
apaixonado.
Avance
com
prudência, procure conhecer melhor a pessoa antes de se envolver.
Saúde: Evite alimentos demasiado salgados.
Dinheiro: Período de estabilidade financeira, contudo guarde algum
dinheiro porque pode vir a precisar.
Números da Semana: 1, 8, 42, 46, 47, 49
Pensamento positivo: Eu tenho força mesmo nos momentos mais
difíceis!
Outubro 2014 - 2ª Quinzena
Capricórnio
Horóscopo Diário Ligue já! 760 30 10 20
Carta Dominante: O Mágico, que significa
Habilidade.
Amor: Não se isole nem se feche dentro de si
mesmo. Abra as portas do seu coração ao amor. Mostre a pessoa
maravilhosa que é, e pode fazer alguém muito feliz.
Saúde: Tendência para o desgaste físico.
Dinheiro: Estabilidade financeira. Aproveite para fazer algumas
compras ou investir em melhoramentos para a sua casa.
Números da Semana: 7, 13, 17, 29, 34, 36
Pensamento positivo: Vivo de acordo com a minha consciência.
paciente poderá receber os tratamentos de:
• Crioterapia
• Termoterapia
• Eletroterapia (laser, ultra-sons e todas as formas de
corrente eléctrica terapêutica)
• Pressoterapia
• Parafinas
• Massagem manual
• Técnicas especiais de fisioterapia
Segurança
Dispomos de sistema de segurança Ekahau VisionTM, o
qual permite saber qual a localização de cada paciente em
tempo real, através da colocação de uma pulseira.
Contactos
• E-mail: [email protected]
• Site: www.soerad.com
• Telefone: 261 339650
• Fax: 261 311470
• Rua Cândido Reis, 30 - 2560-312 Torres Vedras
Outubro 2014 - 2ª Quinzena
Touro
Outubro 2014 - 2ª Quinzena
Gémeos
Horóscopo Diário Ligue já! 760 10 77 32
Carta Dominante: 7 de Copas, que significa
Sonhos Premonitórios.
Amor: Surpreenda o seu amor com uma viagem
que vos permitirá partilhar maior intimidade. Está
a fazer falta à vossa relação uma maior convivência a dois, sem
interferência de outras pessoas.
Saúde: Cuide da sua alimentação.
Dinheiro: Reconheça o seu verdadeiro valor. Não permita que o
subvalorizem nem que abusem da sua boa vontade.
Números da Semana: 7, 11, 18, 25, 47, 48
Pensamento positivo: Eu tenho pensamentos positivos e a Luz invade a
minha vida!
Horóscopo Diário Ligue já! 760 10 77 33
Carta Dominante: A Torre, que significa Convicções
Erradas, Colapso.
Amor: O seu par poderá exigir-lhe mais atenção.
Procure ser um pouco mais carinhoso. Por vezes está
tão embrenhado nos seus próprios projectos que se esquece de quem tanto lhe
quer.
Saúde: Tendência para as alergias. Previna-se antecipadamente.
Dinheiro: Poderá ter de reajustar a sua forma de trabalhar. Elabore uma estratégia
que lhe permita adaptar-se às novas realidades da sua empresa.
Números da Semana: 4, 6, 7, 18, 19, 33
Pensamento positivo: procuro ser compreensivo com todas as pessoas que me
rodeiam.
Outubro 2014 - 2ª Quinzena
Outubro 2014 - 2ª Quinzena
Leão
Horóscopo Diário Ligue já! 760 30 10 15
Carta Dominante: Valete de Copas, que significa
Lealdade, Reflexão.
Amor: Poderá sentir necessidade de fazer um
balanço da sua relação amorosa e perceber que
afinal não valeu a pena ter lutado tanto. Procure acima de tudo a sua
felicidade, seja com quem for.
Saúde: Pense mais em si e cuide da sua saúde.
Dinheiro: Período protegido profissionalmente. Apresente os seus
projectos com segurança.
Números da Semana: 10, 20, 36, 39, 44, 47
Pensamento positivo: Eu sei que posso mudar a minha vida.
Outubro 2014 - 2ª Quinzena
Escorpião
Horóscopo Diário Ligue já! 760 30 10 18
Carta Dominante: Rainha de Ouros, que
significa Ambição, Poder.
Amor: Esteja atento ao seu coração e siga a sua
intuição. Não fuja do amor, ele vai correr atrás de
si.
Saúde: Durante esta quinzena estará mais susceptível a sofrer pequenos
acidentes domésticos. Acautele-se.
Dinheiro: Boas oportunidades para iniciar um negócio na área do turismo.
Números da Semana: 4, 9, 11, 22, 34, 39
Pensamento positivo: Eu acredito que todos os desgostos são
passageiros, e todos os problemas têm solução.
Outubro 2014 - 2ª Quinzena
Aquário
Horóscopo Diário Ligue já! 760 30 10 21
Carta Dominante: 8 de Ouros, que significa
Esforço Pessoal.
Amor: Preocupe-se mais com o bem-estar
da sua família. Esteja mais presente.
Saúde: O bom humor e o optimismo pautarão a sua vida.
Dinheiro: Viverá um momento de prosperidade, no entanto procure
não emprestar dinheiro a alguém em quem não confie plenamente,
oiça a sua intuição.
Números da Semana: 7, 11, 19, 24, 25, 33
Pensamento positivo: O meu único Juiz é Deus.
Virgem
Horóscopo Diário Ligue já! 760 30 10 16
Carta Dominante: Ás de Espadas, que significa
Sucesso.
Amor: Poderá conhecer alguém que o fará pôr em
causa a sua actual relação amorosa. Pense bem
nas consequências dos seus actos antes de se lançar de cabeça na
paixão.
Saúde: Durante este período a tendência é para que tudo corra bem no
domínio físico.
Dinheiro: Defina os seus projectos e ponha-os em prática. O sucesso
financeiro está favorecido, por isso não tenha medo de arriscar.
Números da Semana: 7, 18, 19, 26, 38, 44
Pensamento positivo: Sou optimista, espero que me aconteça o melhor!
Outubro 2014 - 2ª Quinzena
Sagitário
Horóscopo Diário Ligue já! 760 30 10 19
Carta Dominante: 6 de Copas, que significa
Nostalgia.
Amor: Poderá sentir-se um pouco melancólico e
com saudades de um amor que o marcou muito no
passado. Seja mais optimista e concentre-se no que o presente lhe está a
oferecer.
Saúde: Período agitado e esgotante.
Dinheiro: Esteja atento à sua conta bancária e faça os possíveis por
controlar os gastos. Não estará com uma boa capacidade de gestão, por isso
peça ajuda nesse sentido a alguém da sua confiança.
Números da Semana: 1, 2, 8, 16, 22, 39
Pensamento positivo: O Amor enche de alegria o meu coração!
Outubro 2014 - 2ª Quinzena
Peixes
Horóscopo Diário Ligue já! 760 30 10 22
Carta Dominante: Rainha de Espadas, que
significa Melancolia, Separação.
Amor: Uma separação forçada poderá fazer
com que sinta falta do carinho e conforto da sua família. Procure ser
mais auto-confiante e seguro de si mesmo.
Saúde: Não faça esforços desnecessários.
Dinheiro: Poderá receber um convite para chefiar um departamento.
Pense bem se pretende tamanha responsabilidade.
Números da Semana: 5, 25, 33, 49, 51, 64
Dia mais favorável: quinta-feira
Pensamento positivo: Esforço-me por dar o meu melhor todos os dias.
Necrologia
SEXTA-FEIRA | 24 OUTUBRO | 2014
ÁREA OESTE
BOMBARRAL
BOMBARRAL
REGUEMGO GRANDE
Maria Augusta Figueiredo Pinto
José Manuel da Costa Melo
Sofia de Carvalho
N. 10.09.1943 - F. 23.09.2014
N. 27.07.1951 - F. 24.09.2014
N. 23.12.1926 - F. 30.09.2014
Agradecimento
Agradecimento
Agradecimento
Seu marido, filhos, nora, genro, netos e restante
família na impossibilidade de o fazer pessoalmente
vem por este meio, agradecer a todas as pessoas
que se incorporaram no funeral ou que de outra
forma manifestaram a sua amizade e pesar.
1964
2014
25
JORNAL REGIONAL
Agência Funerária S. Sebastião, Lda.
Praça José Pereira de Carvalho Nº 2
(Largo da Igreja) Bombarral - Telef. 262 604 986
1964
2014
Sua esposa, filhos, noras, netos e restante família
na impossibilidade de o fazer pessoalmente vem
por este meio, agradecer a todas as pessoas que
se incorporaram no funeral ou que de outra forma
manifestaram a sua amizade e pesar.
1964
2014
Agência Funerária S. Sebastião, Lda.
Praça José Pereira de Carvalho Nº 2
(Largo da Igreja) Bombarral - Telef. 262 604 986
1964
2014
Seus filhos, noras, netos e restante família na impossibilidade de o fazer pessoalmente vem por este meio,
agradecer a todas as pessoas que se incorporaram no
funeral ou que de outra forma manifestaram a sua
amizade e pesar. Em especial agradecem ao “Lar do
Reguengo Grande” todo o apoio e carinho prestados à
sua ente querida.
1964
2014
Agência Funerária S. Sebastião, Lda.
1964
2014
Praça José Pereira de Carvalho Nº 2
(Largo da Igreja) Bombarral - Telef. 262 604 986
BOMBARRAL
CHÃO DO SAPO
PORTELA
Ivone Pires
Maria Olívia Guerreiro Leal
Laura de Jesus Alexandre Ferreira
N. 08.03.1922 - F. 30.09.2014
N. 02.08.1951 - F. 07.10.2014
N. 01.02.1918 - F. 08.10.2014
Agradecimento
Agradecimento
Agradecimento
A família na impossibilidade de o fazer pessoalmente vem por este meio, agradecer a todas as
pessoas que se incorporaram no funeral ou que de
outra forma manifestaram a sua amizade e pesar.
A família na impossibilidade de o fazer pessoalmente vem
por este meio, agradecer a todas as pessoas que se
incorporaram no funeral ou que de outra forma manifestaram a sua amizade e pesar. Em especial agradecem ao
“Lar de Rocha Forte” todo o apoio e carinho prestados à
sua ente querida.
Seus filhos, noras, netos e restante família na
impossibilidade de o fazer pessoalmente vem por
este meio, agradecer a todas as pessoas que se
incorporaram no funeral ou que de outra forma
manifestaram a sua amizade e pesar.
Agência Funerária S. Sebastião, Lda.
1964
2014
Agência Funerária S. Sebastião, Lda.
Praça José Pereira de Carvalho Nº 2
(Largo da Igreja) Bombarral - Telef. 262 604 986
1964
2014
1964
2014
1964
2014
1964
2014
Agência Funerária S. Sebastião, Lda.
Praça José Pereira de Carvalho Nº 2
(Largo da Igreja) Bombarral - Telef. 262 604 986
1964
2014
VALE CÔVO
BARAÇAIS - BOMBARRAL
S. MAMEDE
Maria Conceição Ferreira Valentim
Maria Luísa Béco
José Matias
N. 11.04.1922 - F. 08.10.2014
N. 26.03.1930 - F. 18.10.2014
N. 14.03.1923 - F. 19.10.2014
Agradecimento
Agradecimento
A família na impossibilidade de o fazer pessoalmente vem
por este meio, agradecer a todas as pessoas que se
incorporaram no funeral ou que de outra forma manifestaram a sua amizade e pesar. Em especial agradecem ao
Lar “O Nosso Cantinho” (D. Isolina) da Vermelha, todo o
apoio e carinho prestados à sua ente querida.
1964
2013
Loja do Cadaval
Rua Dr. Rui Soares Branco nº22 - 262 698 426
Bombarral - Telef. 262 604 986
Agência Funerária S. Sebastião, Lda.
Praça José Pereira de Carvalho Nº 2
(Largo da Igreja) Bombarral - Telef. 262 604 986
1964
2013
Seus filhos, noras, netos e restante família na impossibilidade de o fazer pessoalmente vem por este meio,
agradecer a todas as pessoas que se incorporaram no
funeral ou que de outra forma manifestaram a sua
amizade e pesar. Em especial agradecem à “Santa Casa
da Misericórdia do Bombarral” todo o apoio e carinho
prestados à sua ente querida.
1964
2013
Agência Funerária S. Sebastião, Lda.
Praça José Pereira de Carvalho Nº 2
(Largo da Igreja) Bombarral - Telef. 262 604 986
1964
2013
Agradecimento
A família na impossibilidade de o fazer pessoalmente vem por este meio, agradecer a todas as
pessoas que se incorporaram no funeral ou que
de outra forma manifestaram a sua amizade e
pesar.
1964
2014
Agência Funerária S. Sebastião, Lda.
Praça José Pereira de Carvalho Nº 2
(Largo da Igreja) Bombarral - Telef. 262 604 986
AGÊNCIA FUNERÁRIA S. SEBASTIÃO, Lda.
1964
2014
1964
2014
49 anos de
Experiência
Funerais/Trasladações/Cremações
Tratamos de todos os assuntos referentes a subsídios de funeral
Preços sem concorrência - Facilidades de pagamento
LOURINHÃ: R. Almirante Reis, 5 (R. Grande) - Telef. 261 411 839 | BOMBARRAL: Praça José Pereira de Carvalho, Nº2 (Largo da Igreja)
Telef. 262 604 986 - Fax 262 608 271 - Tlms. 916 781 741 - 919 056 541 | CADAVAL - Rua Dr. Rui Soares Branco nº 22 - Telef. 262 698 426
Mail: [email protected]
www.funerariassebastiao.com
26
Necrologia
SEXTA-FEIRA | 24 OUTUBRO | 2014
ÁREA OESTE
JORNAL REGIONAL
SEXTA-FEIRA | 24 OUTUBRO | 2014
ÁREA OESTE
JORNAL REGIONAL
Publicidade
27
28
Publicidade
SEXTA-FEIRA | 24 OUTUBRO | 2014
ÁREA OESTE
JORNAL REGIONAL

Documentos relacionados

Agradecimento

Agradecimento da Assembleia da República, entre diversas outras entidades. A inauguração teve ainda a participação musical da Banda Filarmónica e Cultural do Cadaval O pavilhão de exposições e zona exterior do r...

Leia mais

Agradecimento

Agradecimento pelas Crianças do Pré-Escolar” No dia 11 de maio, foi inaugurada a exposição “O Património do Concelho visto pelas Crianças do Pré-Escolar”, que esteve patente no Museu Municipal do Bombarral até a...

Leia mais