9 a 15 de Julho de 2012

Сomentários

Transcrição

9 a 15 de Julho de 2012
Política
S e m a n a
d e
9
a
1 5
d e
J u l h o
d e
2 0 1 2
Reconhecimento
Enaltecido desempenho PR
na protecção dos direitos humanos
O Presidente da República, José Eduardo dos Santos, depois de um
longo período muito conturbado (1975-2006), tem vindo a criar
condições necessárias para que Angola assuma um papel cada vez
mais activo na promoção e na protecção dos direitos humanos.
Esta afirmação é do secretário de Estado para os Direitos
Humanos,
António
Bento
Bembe, proferida (10/07), durante uma conferência de imprensa
que decorreu em Luanda, que
serviu para fazer um balanço do
estado do sector em Angola.
De acordo com o interlocutor,
os esforços do Executivo angolano para garantir esses direitos, sejam eles civis, políticos,
económicos, sociais, culturais e
ambientais são concretizados
por diferentes órgãos e instituições do estado e Organizações
da Sociedade civil sob liderança
do Presidente da República.
" Nesta apresentação destaca-se as acções realizadas pela
Secretaria de Estado e sua
interligação com diversos actores políticos e sociais que intervêm na problemática dos direitos
humanos", asseverou.Referiu
que este departamento do Executivo avalia também o estado
de implementação da política
do Estado angolano no contexto dos direitos hu-manos
em termos do impacto social,
especialmente os seus efeitos
multiplicadores para o desenvolvimento socioeconó-mico,
o combate à pobreza à execução social e à melhoria das
condições de vida dos cidadãos.
Afirmou que a Secretaria
de Estado para os direitos
Humanos enfatiza igualmente
a
responsabilidade
dos
actores sociais e perspectiva
os caminhos para efectivação
de uma vida condigna de
todos os angolanos.
Executivo tem
consolidado reformas
emsectores da
socie-dade angolana
O Executivo tem vindo a consolidar as diversas reformas iniciadas desde 1991 que abrangem a maioria dos sectores da
sociedade angolana.
Esta afirmação é do secretário de Estado para os Direitos
Humanos, António Bento Bembe, proferida (10/07), durante
uma conferência de imprensa
que decorreu em Luanda, que
Angola/Gabão
Mensagem de Ali Bongo
para José Eduardo dos
Santosentregue em Luanda
Uma mensagem para o Presidente angolano, Camarada José
Eduardo dos Santos, enviada pelo seu homólogo do Gabão, Ali
Bongo, que aborda aspectos atinentes à cooperação bilateral entre
os dois países foi entregue (10/07), em Luanda.
Uma mensagem para o Presidente
angolano, Camarada José Eduardo dos Santos,
enviada pelo seu homólogo do Gabão, Ali
Bongo, que aborda aspectos atinentes à cooperação bilateral entre os dois países foi entregue
(10/07), em Luanda.
Foi portador da missiva o ministro das
Relações Exteriores da República do Gabão,
INSCRITO NO
MINISTÉRIO DA
COMUNICAÇÃO
SOCIAL SOB O Nº:
129/B/96
Propriedade: MPLA
www.mpla.ao
Emmanuel Issoze-Ngondet, que procedeu à
entrega da mesma ao vice-presidente angolano,
Fernando da Piedade Dias dos Santos, durante
uma audiência que lhe foi concedida.
O diplomata gabonês efectuou uma visita de
48 horas à capital angolana, destinada ao
reforço das relações de amizade e cooperação
entre Angola e gabão.
Presidente JES e esposa
serviu para fazer um balanço do
estado do sector em Angola.
De acordo com o governante, graças a essas reformas
de carácter económico, social e
político, têm sido adoptadas, em
Angola políticas e medidas para
promover o desenvolvimento
sustentado, com vista a melhor
distribuição da riqueza, a melhoria da qualidade de vida e a satisfação crescente das necessidades espirituais e materiais dos
cidadãos.
"Para responder ao imperativo do conceito existencial de
liberdade, foi reafirmado o comprometimento de Angola com os
valores e princípios fundamentais da unidade do Estado
democrático de direito, do pluralismo de expressão e de organi-
zação política", asseverou.
Bento Bembe realçou que estes
pressupostos contemplam igualmente a separação e equilíbrio
de poderes dos órgãos de
soberania, do sistema económico de mercado e do respeito e
garantia dos direitos e liberdades
fundamentais do ser humano.
De acordo com o interlocutor, estes elementos constituem
as traves mestras que suportam e estruturam a Constituição da República de Angola.
Realçou que a temática dos
direitos humanos ganhou mais
clareza com a conquista da paz
definitiva em 4 de Abril de 2002,
completada em 1 de Agosto de
2006 com o Memorando de
Entendimento sobre a Província de Cabinda.
DIRECÇÃO - Director: Emanuel Mangueira, Administrador: Fernando Jaime ([email protected]), Chefe de Redacção:
Herminia Tiny ([email protected]) - REDACÇÃO - Reconstrução & Desenvolvimento: Estêvão S. Rodrigues (Editor);
Sociedade: Hermínia Tiny (Editora); Juventude, Mulher e Família: João Valente; Actualidade: Luzolo Maria; Cultura, Figuras &
Factos e Desporto: Ferraz Neto (Editor) - Fotografia: Joaquim Guilherme (Editor) e Hélder Neto - Concepção Gráfica e
Composição: Leonel Ganho (Editor) e António Pompílio - Secretário de Redacção: Joaquim Domingos. - ADMINISTRAÇÃO Contabilidade: Fátima Daniel, Relações Públicas e Marketing: Marisa de Oliveira (Chefe) e Ângelo Vunda, Distribuição e Vendas:
Augusto Paixão (Chefe) e José Mambo, Transportes: João Agostinho - CORRESPONDENTES - Benguela: António Gonçalves,
Cabinda: Vuvu Matualunda, Lunda-Sul: Francisco Memória, Uíge: Santos Kiala - DIRECÇÃO, ADMINISTRAÇÃO E REDACÇÃO:
Sede Nacional do MPLA - 3º andar/DIP/CC. - TELEFAX: 222 - 32 20 43; TELEFONE: 222 - 32 31 61; EMAIL:
[email protected]; CAIXA POSTAL: 936 - Luanda - AGÊNCIA DE NOTÍCIAS: ANGOP; RESPONSABILIDADE EDITORIAL:
Secretariado do Bureau Político do MPLA; TIRAGEM: 10.000 exemplares.
2
S e m a n a
d e
9
a
1 5
d e
J u l h o
d e
Política
2 0 1 2
MPLA apresenta Programa
do Governo às estruturas de base
O MPLA apresentará
(17/07), em Luanda,
às suas estruturas
de base, o programa
do governo para o
período 2012/2017
e o Manifesto
Eleitoral.
Segundo um memorando
do Partido, o acto será presidido pelo Presidente do Partido,
e Cabeça de Lista do MPLA
para as próximas eleições
gerais, o Camarada José Eduardo dos Santos.
O acto central de apresentação e divulgação do Programa de Governo do MPLA irá
decorrer no Centro de Conferências de Belas.
Neste acto será feita a apresentação e explicação pormenorizada do Programa de
Governo do MPLA para o
período 2012/2017.
Medicina tradicional em alta
A secretária
do Presidente
da República para
os Assuntos Sociais,
Rosa Pacavira,
assegurou (06/07),
no Huambo, que a
medicina tradicional
constitui um factor
de importância
transversal para
a vida de muitos
cidadãos, permitindo
a valorização
do terapeuta
e resgate
das tradições
do povo angolano,
como parte do seu
património cultural.
Segundo a responsável,
que intervinha no acto de abertura do fórum regional de política nacional de medicina tradicional e práticas complementares, que decorre desde
hoje nesta cidade, para tal, o
Executivo angolano pretende
criar mecanismos jurídicolegais necessários a promoção
de boas práticas, de modo a
garantir que o acesso seja
equitativo e que se assegure
autenticamente, com eficácia e
segurança, estas terapias.
Disse que a Constituição da
República estabelece como
tarefas fundamentais do Estado
a promoção de políticas que
permitem tornar universais e
gratuitas os cuidados primários
de saúde, propiciando, deste
modo, que outras políticas sejam enquadradas nas várias
tipologias universais de entendimento abrangente às populações, quer nas zonas rurais
como nos arredores das gran-
des cidades, onde, diariamente, já se promove a cura,
através da medicina tradicional.
"Em Angola, cerca de 27
porcento das espécies vegetais
são consideradas endémicas,
com interesse desde alimentares, oleaginosas a um levando
número de plantas com utilidade medicinal", avançou a
responsável, no seu decurso
de abertura do fórum que decorrer sob o lama "O resgate e
a valorização da medicina tradi-
3
cional segura ao serviço da
saúde".Realçou que a inexistência de uma política de
medicina tradicional e a falta de
articulação entre os diversos
praticantes, os serviços de
saúde e a investigação científica, tem provocado uma dispersão de iniciativas, não garantido, deste modo, a biossegurança, ética, bem como a eficácia na utilização de plantas.
Deste modo, Rosa Pacavira
sublinhou que o sucesso da
implementação da política
nacional de medicina tradicional exige um compromisso
do Governo em conjunto com
todos os quadros da sociedade
fazendo de forma responsável
e colectiva.
"É por isso importante que
todos os quadrantes sociais,
ongs, terapeutas, organizações
de camponeses, igrejas, universidades, sector empresarial,
organismos internacionais possam contribuir com comentários, sugestões e propostas
para a política nacional de
medicina tradicional", acrescentou.
No entanto, avançou, foi
constituída uma equipa técnica
de formulação composta por
representantes da Casa Civil
da Presidência da República,
dos ministérios da Agricultura,
Desenvolvimento Rural e
Pescas, da Saúde, do Ensino
Superior, Ciências e Tecnologia, Cultura, Comercio,
Indústria e da Educação.
Frisou que a Organização
Mundial da Saúde (OMS) tem
vindo a estimular o uso da
medicina tradicional, complementar e alternativa nos sistemas de saúde de forma
integrada as técnicas da medicina ocidental e moderna,
assim como preconiza o desenvolvimento de políticas que
observam os requisitos de
segurança, eficácia, qualidade
e uso racional.
Política
S e m a n a
d e
9
a
1 5
d e
J u l h o
d e
2 0 1 2
Sede Nacional do MPLA
Seminário sobre Eleições e Democracia
O Departamento para a Política de Quadros (DPQ) do
Comité Central do MPLA promoveu (13 e 14/07), ´um
seminário sob o tema "Eleições e Democracia",
destinado a dirigentes e quadros do Partido.
O referido seminário foi realizado na
Sede Nacional do Partido, em Luanda,
em colaboração com o PSD (Partido
Social Democrata) do Reino da Suécia e
com o Centro Internacional Olof Palm.
O orador principal do evento foi o
senhor Tomas Rudin, que conta com
uma carreira merecedora de registo.
Nasceu em 1965. Formou-se, pela
Universidade de Estocolmo, em
Ciências Políticas e Macro-económicas;
Esteve na liderança de três cooperativas
agrícolas, no período 1985-1990; Foi o
redactor das “comunicações oficiais” da
Confederação Sindical da Suécia, de
1990 a 1994; No período seguinte,
1994-1996, chefiou a Imprensa desta
Confederação SindicaL; 1996-2002
assumiu a pasta de director-geral da
Imprensa; Desempenhou as funções de
secretário regional do Partido, em
Estocolmo, nos sete anos seguintes; E,
de 2010 à presente data, é o vice-governador de Estocolmo pela oposição.
Os "sistemas eleitorais" e "partilha do
poder" foram, entre outros aspectos
ressaltados pelo prelector, alvo da
atenção dos participantes.
"Existem várias maneiras de pensar
sobre os sistemas parlamentares. Por
esta razão, é importante conhecer e
estudar a realidade de outros países,
como forma de impulsionar o desenvolvimento do Estado e promover
mudanças". Estes foram alguns dos
tópicos desenvolvidos por Tomas Rudin,
que não deixou de resumir a longa tra-
jectória da Suécia neste domínio e, feito
considerações positivas ao processo
político angolano e o papel decisivo do
MPLA.
Cacongo (Cabinda)
MPLA capacita delegados
de lista das assembleias de voto
O comité municipal de Cacongo do
MPLA promoveu neste
fim-de-semana, na localidade, um
ciclo de seminários de capacitação
dos cabos eleitorais e delegados de
lista das assembleias de voto, nas
três comunas do município.
Ao intervir no acto de abertura do ciclo de seminários, na vila de Lândana, o segundo secretário
municipal de Cacongo do MPLA, Alexandre Gomes,
realçou a importância do evento, tendo em conta as
eleições gerais de 31 de Agosto próximo.
Exortou os participantes sobre a necessidade de se
observar escrupulosamente os pressupostos da lei,
pondo em prática os conhecimentos adquiridos.
Dos temas abordados nos seminários destacam-se
"Funções dos delegados de lista das assembleias de
voto", "Procedimentos do acto de votação", "Composição das assembleias de voto", "Importância dos
cadernos eleitorais", dentre outros temas.
Participaram nas acções formativas militantes e
quadros do partido previamente seleccionados.
4
S e m a n a
d e
9
a
1 5
d e
J u l h o
d e
Otawa (Canadá)
Comité do MPLA apoia
candidatura do Presidente
Os militantes do MPLA, JMPLA e da
OMA residentes no Canadá, reunidos
na sua 3ª Conferencia Nacional,
aprovaram uma moção de apoio ao
Camarada Presidente, José Eduardo
dos Santos, como cabeça de lista do
Partido nas próximas eleições gerais a
ter lugar a 31 de Agosto próximo.
O Comité do Partido e as suas organizações sociais no Canadá, justificaram esse apoio por reconhecerem a
forma sábia e clarividente como o
Camarada Presidente, José Eduardo
dos Santos tem conduzido os destinos
da Nação e do povo angolano rumo à
consolidação da paz, da democracia,
reconciliação nacional, estabilidade
política, solidificação do Estado
democrático de direito e do posicionamento de Angola no conceito das
Nações.
Estiveram presentes nesta reunião,
o primeiro secretário do MPLA,
cda.Marco de Aragão, por parte da
JMPLA, cda.Diozandra Guimarães e ao
nível do núcleo dinamizador da OMA,
as cdas. Destina Almeida, Ivone
Gamboa e Hermínia Costa.
Política
2 0 1 2
Ndalatando (Cuanza Norte)
MPLA exorta à tolerância
e disciplina durante as eleições
Militantes do MPLA no Canadá
Benguela
Desportistas marcham em apoio
ao cabeça de lista do MPLA
Instantantâneo da marcha dos desportistas
O
itocentos e vinte atletas provenientes de
clubes sedeados na
província
de
Benguela
realizaram, neste final de semana, uma marcha de apoio ao
candidato José Eduardo dos
Santos, cabeça de lista do
MPLA às eleições gerais de 31
de Agosto de 2012.
Promovida pelo comité
municipal de desportistas da
JMPLA, a marcha iniciou-se no
largo 1º de Maio, percorreu a
avenida Dr.António Agostinho
Neto e terminou no pavilhão
gimnodesportivo do Estrela
Clube 1º de Maio de Benguela.
Falando à Angop, o primeiro
secretário daquele organismo
da JMPLA, Fidel da Silva, enalteceu a participação massiva
de atletas de clubes locais e
que praticam judo, karaté, taek-
5
Cda. Henrique André Júnior 1º sec. do CPP
O
s militantes do MPLA
na província do Kwanza Norte foram exortados (09/07) a assumirem uma
postura exemplar durante as
eleições gerais, a decorrer a 31
de Agosto próximo, por via da
observância da disciplina, tolerância e respeito pela diferença.
O apelo foi manifestado pela
direcção do Partido durante
uma reunião convocada pelo
comité provincial da organização destinada a capacitação e
esclarecimento dos militantes
sobre o conteúdo da lei
eleitoral, com destaque para a
lei orgânica sobre as eleições
gerais.
A actividade presidida pelo
primeiro secretário provincial do
MPLA no Kwanza Norte, camarada Henrique André Júnior,
serviu igualmente para o
reforço do apelo aos militantes
no sentido de conservarem os
cartões eleitorais, cuja finalidade única é a garantia da participação nas eleições e consequente exercício do direito do
voto.
Da actividade decorrida a
porta fechada, no centro cultural "Alda Lara" de Ndalatando,
participaram distintos membros
do comité provincial do partido
e mais de duas centenas de
militantes em representação
das várias organizações de
base do MPLA na província.
O MPLA no Kwanza Norte
controla actualmente um universo de mais de 120 mil militantes, distribuídos em 875
comités de acção, espalhados
pelos 10 municípios e 21 comunas que compõem a província.
wondo, futebol, futsal, andebol,
ginástica e basquetebol.
Apontou como objectivo da
marcha o apoio incondicional
do comité de desportistas em
face da candidatura do
Presidente do MPLA, José
Eduardo dos Santos, às
eleições gerais de 31 de Agosto
de 2012, de modo que sejam
alcançados resultados desejados.
Referiu que o comité está a
mobilizar atletas de clubes,
sejam federados ou não, para
que apoiem a campanha
eleitoral do MPLA, em especial
o candidato José Eduardo dos
Santos, nas eleições que se
avizinham.
No pavilhão do Estrela
Clube 1º de Maio, onde os atletas que participaram na marcha
demonstraram para os presentes as artes e técnicas das
suas modalidades desportivas,
houve um espectáculo musicocultural.
Política
S e m a n a
d e
9
a
1 5
d e
J u l h o
d e
2 0 1 2
MPLA na conferência do ANC
Uma comitiva angolana do MPLA encabeçada pelo membro do Comité Central, camarada Augusto José participou
de 26 à 29/06, na África do Sul, na IV Conferência Nacional do Congresso Nacional Africano (ANC).
Delegação com a cda Winne Mandela
A delegação do MPLA ao
referido evento foi integrada
pelo camarada Maquento Sebastião Lopes, Chefe de Divisão África e Médio Oriente do
Departamento das Relações
Internacionais do MPLA.
A sessão de abertura da
conferência contou com a participação de representantes do
Corpo Diplomático acreditado
na África do Sul, foi marcada
pela presença do camarada
Jacob Zuma, presidente da
República da África do Sul e do
ANC.
Jacob Zuma proferiu um
importante discurso no evento,
durante o qual apresentou em
linhas gerais as questões candentes que a conferência deveria abordar.
Outros destaques do discurso de abertura reforçam a necessidade de uma nova fase
política no desenvolvimento da
África do Sul.
Ainda durante a conferência
Jacob Zuma, considerou positivo o trabalho realizado pelos
governos sucessivos do ANC,
ao longo dos últimos dezoito
anos.
Considerou também ser
urgente acelerar as mudanças
mesmo que se tenha que recorrer à medidas radicais, "porque
muitos dos sul africanos que
esperavam por melhorias das
suas condições de vida após a
queda do apartheid continuam
a espera" - justificou.
Segundo o presidente Jacob Zuma, as mudanças não
cairão do céu e só poderão ser
o resultado das iniciativas do
governo do ANC.
A estratégia e tácticas, renovação organizacional e políticas sectoriais constaram dos
Encontro de trabalho com o Cda SG do ANC e Cda Tom Manuel
da FRELIMO e Augusto Jos+® do MPLA
Durante a conferencia politica do ANC
temas propostos na discussão
da quarta conferencia.
No que toca a políticas
sectoriais, os participantes
reflectiram sobre a transformação social, desenvolvimento rural e reforma agraria,
género, educação e saúde.Igualmente foram abordados temas relacionados a
Legislação e governação, Paz
e estabilidade, transformações económicas, comunicação bem como relações internacionais.
No que diz respeito a organização, os temas, estratégias
e tácticas, renovação organizacional, foram apresentados numa sessão plenária, antes de
se passar para as comissões
de trabalho onde se realizaram
os debates e se produziram as
recomendações.
A conferência teve onze
comissões de trabalho, produzindo cada uma as suas recomendações que uma equipa
de redacção se encarregou de
sintetizar e cada delegado escolheu a comissão do seu interesse.
A quarta conferência nacional política recomendou medidas de intervenção do estado
na economia, destacando-se a
regulamentação e controlo
financeiro incluído através de
um Banco do Estado, políticas
de salários e de rendimentos
que promovem o crescimento e
se preocupam com a pobreza e
as desigualdades,
As recomendações incluem
também as políticas progressivas competitivas que tenham
em conta os objectivos de desenvolvimento do país, programa dirigido e financiado pelo
Estado com vista a implemen-
6
Cda Maquento Lopes quando recebia comprimentos
tação de políticas de industrialização e de comércio do país, e
apropriação de empresas pelo
Estado incluindo a utilização
mais estratégica das empresas
estatais já existentes.
A conferência recomendou
ainda a implementação de políticas de promoção do empreendedorismo no seio das mulheres, e reafirmou a necessidade de cada vez mais recursos com vista a continuação da
implementação do programa
nacional de desenvolvimento
da juventude.
Jacob Zuma sublinhou que
uma organização sem disciplina interna está condenada a
desaparecer e que a esse respeito todos os militantes do
ANC são iguais perante as normas disciplinares.
No acto de encerramento,
em nome da IV conferencia o
presidente da África do Sul desejou feliz aniversário ao Presidente Nelson Mandela, que
celebra 94 anos de idade nos
próximos dias.
No final o grupo de delegados estrageiros tiveram a honra
de ter um encontro conjunto
com o Vice Presidente da República Sul-africana e com o
secretariado-geral do ANC, respectivamente camaradas Kgalema Motlanthe e Gwede Mantashe.
Participaram nesta conferência cerca de três mil militantes do ANC, provenientes de
diferentes estruturas de base
de todas as províncias do país,
representantes dos quadros e
das organizações sociais do
ANC, bem como representantes dos parceiros deste partido.
Joaquim Guilherme
S e m a n a
d e
9
a
1 5
d e
J u l h o
7
d e
2 0 1 2
Publicidade
Publicidade
S e m a n a
d e
8
9
a
1 5
d e
J u l h o
d e
2 0 1 2
S e m a n a
d e
9
a
1 5
d e
J u l h o
d e
Entrevista
2 0 1 2
Paulo Pombolo, ao Jornal ÉME:
Trabalhamos para que as eleições
decorram de forma cívica e ordeira
Poucos dias após as comemorações dos 95
anos da cidade do Uíge, realizadas de 01 a
07 do mês corrente, o primeiro secretário
do MPLA naquela província, camarada Paulo
Pombolo, falou-nos (05/07) sobre
a actividade do Partido e os progressos
alcançados pelo Executivo.
Entrevista: Plácido Morais Pinto
Jornal ÉME (JÉME): Tem a
destacar obras do Governo na
província que influenciaram na
melhoria da qualidade de vida da
população?
Paulo Pombolo: Em primeiro
lugar, o destaque vai para o programa presidencial de combate
à fome e à pobreza, que iniciámos em 2010. Este programa
tem vindo a melhorar a vida das
populações a nível dos municípios.
A atenção especial que o
Governo tem vindo a dar aos
municípios, na realidade impulsiona o desenvolvimento e também permite que sejam criadas
as condições básicas para atender várias necessidades, como
por exemplo a assistência médica e medicamentosa.
Outras obras estão em
curso. Estamos a construir casas
evolutivas para melhorar a vida
dos habitantes e a imagem de
alguns municípios. A isto adicionamos o programa agrícola a
que os camponeses recorrem
para a compra de materiais no
sentido de relançarem a agricultura nos municípios.
Há outras obras noutros
domínios. Por exemplo, estamos
com uma obra que vai atender o
ensino superior e as várias faculdades existentes na província.
Elas precisam de instalações
condignas.
Por outro lado, estamos a
reconstruir infraestruturas destruídas no tempo do conflito
armado para atender os serviços
administrativos, na sede do
Governo e nas administrações
municipais.
Estamos ainda a reabilitar
estradas para permitir a circulação de bens e pessoas.
´
JÉME: Como avalia a situação
política actual da província?
Paulo Pombolo: A situação
está calma e controlada, embora
existam ainda pessoas que confundem a democracia com a
confusão. Mas temos estado à
altura de controlar e chamar
atenção aos uigenses e à população da nossa região para que
coloquem o país em primeiro
plano e que sejam conscientes.
JÉME: Como avalia a actividade dos comités de acção do
Partido?
Paulo Pombolo: É positiva.
Estamos a trabalhar e envolvidos no processo eleitoral para
que as eleições do dia 31 de
Agosto decorram de forma cívica
e ordeira.
JÉME: Quais são as estatísticas relativamente ao crescimento
do MPLA na província?
Paulo Pombolo: Nós crescemos muito em 2011 e 2012. O
partido cresceu com mais de 42
mil militantes. Este é um processo corrente e nós tudo faremos
para que este crescimento continue a realizar-se todos os anos.
JÉME: Como avalia o trabalho
das organizações sociais do
Partido: OMA e JMPLA?
Paulo Pombolo: A OMA e a
JMPLA são as organizações
sociais que o Partido tem e, são
também veículos de informação
que o Partido tem quer para
juventude, quer para as mulheres.
A nossa avaliação em relação a estas organizações é
positiva, porque a OMA e a
JMPLA têm sido verdadeiros
sustentáculos para o desenvolvimento na província do Uíge.
Cda Paulo Pombolo Governador do Uíge
“A OMA e a JMPLA têm sido verdadeiros sustentáculos
para o desenvolvimento na província do Uíge”.
JÉME: Como decorre o trabalho de integração da juventude da
província nas tarefas socialmente
úteis?
Paulo Pombolo: Esta também é uma missão do Partido
através da JMPLA. Há um trabalho que está a ser feito para
que os jovens se formem
primeiro. Depois da formação
são logo absorvidos no mercado
de emprego.
Também há um esforço para
abertura de mais escolas profissionais. Isto tem permitido a
preparação técnica destes
jovens para facilitar e melhorar o
seu enquadramento e desempenho.
JÉME: Algo mais a dizer sobre
a actividade do MPLA na província?
Paulo Pombolo: A nossa principal actividade neste momento é preparar o Partido para a
campanha eleitoral tendo em
vista o pleito que se realizará
em 31 de Agosto, para que o
MPLA ganhe as eleições e,
torná-lo cada vez mais apto
para os grandes e vários
desafios do futuro.
Membros da JMPLA no Uíge
9
S e m a n a
d e
9
a
1 5
d e
J u l h o
d e
2 0 1 2
MULHER ANGOLANA
UNIDA PELA
IGUALDADE
E DESENVOLVIMENTO
Melhoria da saúde da mulher consta
da estratégia definida pela OMA
Para dar cumprimento ao Programa da
Saúde da Mulher e oferecer uma atenção
básica mais resolutiva e humanizada, a OMA
promove (22-24/07) na província do Kuando
Kubango, uma Jornada inserida no
"Programa Executivo da Saúde da Mulher".
O Programa Executivo da
Saúde da Mulher é operacionalizado mediante clínicas móveis
junto das comunidades com
equipes compostas por médicos, enfermeiros, auxiliares de
enfermagem e agentes comunitários de saúde.
Esse programa visa realizar
actividades tendentes à redução
da mortalidade materna e infantil
nas populações, particularmente
nas camadas mais vulneráveis.
O acto de abertura será presidido, pela secretária geral em
exercício da OMA, camarada
Albertina Teresa José .
A atenção básica á mulher é
um conjunto de acções de
saúde, no âmbito individual e
colectivo, que abrange a promoção e a protecção da saúde,
a prevenção, o diagnóstico, o
tratamento, a reabilitação e a
manutenção da saúde.
É a porta de entrada do sistema de saúde e se articula com
os outros níveis de atenção.
O objectivo é reduzir a mortalidade materna e infantil, combatendo a Sida e outras doenças
sexualmente transmissíveis. O
combate à malária também faz
parte deste programa que
assenta na promoção da educação e informação para a
saúde.
O comité de médicos do
MPLA colabora com o programa
e vai promover a informação, a
educação e comunicação sobre
a saúde da mulher e da criança,
divulgar o planeamento familiar,
como estratégia para a redução
da mortalidade materna e infantil.
No âmbito deste programa
também é prestada assistência
médica e medicamentosa nas
áreas sem cobertura sanitária.
Fazem parte dos planos de
acção o rastreio dos cancros da
mama, colo do útero, próstata e
seguimento
de
crianças
saudáveis. O programa é coordenado pelo secretariado executivo da OMA, que pretende
garantir o acesso à saúde, às
mulheres ao longo da vida.
Contam do programa elaborado pela OMA, serviços de
saúde adequados, acessíveis e
de boa qualidade, com prioridade à saúde sexual e reprodutiva, sensibilização de homens e
mulheres para os cuidados
primários da saúde e consultas
na comunidade, com destaque
para a prevenção de doenças
sexualmente transmissíveis,
Benguela
OMA mobiliza militantes em apoio
a José Eduardo dos Santos
A secretária provincial
adjunta da Organização da
Mulher Angolana (OMA) em
Benguela, camarada Maria
da Graça António, apelou,
neste final de semana,
para a mobilização das
militantes nasestruturas de
base da organização em
apoio a José Eduardo dos
Santos, cabeça de lista do
MPLA às eleições gerais
de 31 de Agosto deste ano.
A dirigente falava à propósito da visita
feita pela secretária provincial da OMA
em Benguela, camarada Leonor
Armando Joaquim, ao bairro Nossa
Senhora da Graça, no qual orientou um
encontro com militantes e avaliou o estado organizativo das secções de estruturas de base.
Maria da Graça António aponta o trabalho levado a cabo para o crescimento e
alargamento das fileiras da OMA nos
bairros periféricos do município de
Benguela como importante, tendo em
vista o apoio massivo ao candidato do
MPLA nas próximas eleições.
Para a responsável, torna-se importante que as militantes redobrem agora o
empenho no trabalho político voltado à
mobilização das demais mulheres à volta
do cabeça de lista do partido que concorre
às
eleições
gerais
do
país.Considera que o crescimento é das
tarefas mais importantes da OMA, para
aumentar a inserção de mulheres nas
fileiras da organização feminina do MPLA
e garantir os resultados pretendidos pelo
Partido no processo eleitoral.
Referiu ainda que a visita insere-se no
programa de ajuda e controlo do
Secretariado Executivo Provincial de
Benguela às secções afectas as estruturas de base da OMA, distribuídas pelo
bairro Nossa Senhora da Graça, na zona
F.
10
incluindo VIH, e a importância da
consulta pré-natal. O Programa
Saúde da Mulher foi lançado em
Nambu-angongo, na comuna de
Kana Kassala, pela OMA e é
extensivo às demais províncias
do país, sendo o Zaire (norte) a
próximas a beneficiar.
S e m a n a
d e
9
a
1 5
d e
J u l h o
d e
2 0 1 2
Controlo da base eleitoral
OMA
OMA- Reunião do Grupo de Acompanhamento
Uma reunião do Grupo de Acompanhamento
da OMA, a nível nacional, realizou-se
(13/07),em Luanda e contou com a participação de cerca de 40 representantes provinciais, incluindo as coordenadoras e as
respectivas secretárias provinciais adjuntas.
Após uma breve intervenção sobre o balanço da
Campanha Especial de Crescimento da OMA em saudação
ao 55º aniversário do MPLA,
que decorreu de 30 de Outubro
a 30 de Junho de 2012.
Constou ainda da ordem de
trabalhos a informação sobre a
responsabilidade dos Comités
de Acção do Partido, das secções da OMA e dos Núcleos da
JMPLA na organização e controlo dos militantes, simpatizantes e amigos do MPLA para
a participação no acto eleitoral.
Uma directiva do comité
nacional da OMA foi orientada
no sentido de que cada Comité
Provincial, durante a Campanha Especial crescesse à
razão de cada militante recrutar
no mínimo cinco militantes.
Esta directiva estabeleceu ainda a atribuição de menções
honrosas pelo Secretariado
Executivo Nacional, aos co-
mités que recrutassem mais
militantes.De realçar que
todos os Secretariados Provinciais da OMA realizaram
os actos políticos de massas
para o lançamento da campanha e foram acompanhados pelos membros dos Grupos de Acompanhamento do
Secretariado
Executivo
Nacional.
Seguiu-se uma descrição
aturada sobre o empenho de
cada província. Houve ainda
oportunidades para as participantes exporem as suas opiniões preliminares sobre o
relatório, sendo de salientar a
relevância atribuída às questões da organização, nomeadamente a estatística e outros
constrangimentos.
A preparação, a mobilização e o controlo das militantes
com vista à participação exitosa
no acto eleitoral, constou igualmente das análises efectuadas.
Campanha Especial
de Crescimento da OMA
Camarada Albertina considera positiva envolvência das mulheres
A secretária geral adjunta em exercício, camarada Albertina José apelou a
um envolvimento directo e permanente
das militantes e da OMA, no propósito
de agirem como verdadeiras estruturas
de mobilização eleitoral nos bairros
aldeias e povoações.
Ao falar durante um encontro com o
Grupo de Acompanhamento da OMA,
manifestou o agrado pelo empenho de
todas as estruturas intermédias da
organização em especial aos secretariados executivos "que com empenho e
dedicação, conseguiram recrutar novas
militantes".
Por isso considerou positivo o balanço da Campanha Especial de
Crescimento da OMA pelo que alertou
as militantes para o papel relevante que
a organização desempenha para a
vitória do Partido.
Reiterou que cada militante da organização deverá elucidar e apoiar as
restantes sobre a localização da sua
respectiva assembleia de voto, sobretudo aqueles que desconhecem qual a
Assembleia de voto que lhe foi atribuída. eleições e à necessidade de se
manter legislação específica para o
sector.
11
JMPLA
S e m a n a
d e
9
a
1 5
d e
J u l h o
d e
2 0 1 2
Caála (Huambo)
JMPLA mobiliza jovens para o voto certo
O secretariado
da JMPLA
no município
da Caála, a 23
quilómetros da
cidade do Huambo,
mobilizou (09/07)
durante
o fim-de-semana
560 jovens para
aderirem
voluntariamente
ao pleito eleitoral
marcado para
o dia 31 de Agosto.
O
facto foi dado a conhecer hoje (segundafeira) pelo 2º secretário
local desta organização juvenil
do MPLA, Pedro Isaac, tendo
explicado que os jovens mobilizados foram instruídos a
exercerem livremente e de
forma responsável o seu direito
de voto.
Disse terem orientado igualmente os jovens acerca da conduta que devem adoptar
durante as eleições, para contribuírem para o êxito do
processo. Pedro Isaac informou que o secretariado municipal da Caála pretende mobilizar até final deste mês 19.432
jovens.
Deu a conhecer que as
acções de mobilização iniciaram em Junho e desde o início
deste mês foram intensificadas
visando atingir o número de
jovens prognosticados.
Lubango (Huíla)
Director da Juventude quer
mobilização eleitoral dos jovens
O
Luena (Moxico)
Núncio Apostólico
exorta jovens católicos
a cultivarem bons hábitos
O
núncio Apostólico da Igreja Católica em Angola, dom
Novatus Rugambwa, exortou no Luena, os jovens
católicos a cultivarem bons hábitos que os ajudam a
formar e ter uma consciência sã e direita.
O prelado católico fez esta exortação no acto da reinauguração da Diocese do Luena, acrescentando que os fiéis católicos, sobretudo, os jovens, devem ser exemplar à sociedade,
capaz de discernir as formas da vida e de amor.
Novatus Rugambwa chamou ainda atenção da juventude a
primar pela verdade e preservação do bem comum, afastandose do mal e da mentira, actos que não dignificam o nome da
Igreja Católica no mundo.
Apontou a pedagogia missionária como actos que os
jovens de diferentes dioceses de Angola devem abraçar, única
via que ajudará a fortificar o Evangelho de Cristo. A Diocese do
Luena actualmente conta com 23 sacerdotes e mais de 500
paróquias espalhadas nos nove municípios da província do
Moxico.
Testemunharam o acto, o governador provincial da Lunda
Norte, Ernesto Muangala, o presidente do Tribunal de Contas,
Julião António e o vice-governador da Lunda Sul, Armando
Segunda, além de arcebispos e bispos das 18 províncias do
país, assim como membros do governo do Moxico, centenas
de fiéis católicos, entre outros convidados.
director provincial da
Juventude e Desportos, Francisco Barros, manifestou (09/07) no
Lubango (Huíla), a necessidade de se reforçar a mobilização da juventude para
participar activamente do
pleito eleitoral.
Ao falar à Angop, disse
que a juventude continua a
ser educada do ponto de vista
da sua aderência às mesas de
voto, com participação cívica
e moral, de modo a que as
eleições decorram em perfeita
harmonia com os pressupostos legais previamente estabelecidos na legislação angolana.
"A juventude em idade
eleitoral está consciencializada, sensibilizada e preparada
para participar de modo efectivo no processo que visa o fortalecimento da democracia em
Angola", asseverou o responsável.
Quanto as actividades realizadas no fim-de-semana, a
fonte disse ter-se congregado
milhares de jovens, quer ao
nível da palestra subordinada
ao tema "Importância do voto
para melhoria da qualidade de
vida da comunidade", do show
musical e do caldo dos Kambas, numa realização que visou
saudar o patrono do Movimento Nacional Espontâneo, José
Eduardo dos Santos, enquanto
cabeça de lista do MPLA.
Moxico
Membros da JMPLA no Luena
reúnem-se em sessão ordinária
O
s membros do Comité Provincial da
JMPLA no Moxico estão reunidos
(07/07) no Luena, na sua sétima sessão
ordinária, para fazerem o balanço das actividades desenvolvidas durante o primeiro semestre e aprovar outras para o período seguinte.
A reunião vai analisar também o grau de
cumprimento das recomendações saídas da
sessão anterior, o relatório de actividades do secretariado provincial e da comissão de auditoria e
disciplina, bem como serão informados sobre a
quotização e crescimento da organização. O
secretário para informação, Constantino Horácio
Sachamuaha, disse que prevê-se um balanço
positivo das actividades realizadas no período
referenciado.
Segundo o responsável da organização juvenil do MPLA, face ao momento que o país vive,
caracterizado pela aproximação das eleições
marcadas para 31 de Agosto, o encontro vai
12
servir igualmente para reforçar as estratégias de
mobilização e sensibilização dos jovens para sua
participação activa.
A sessão decorre sob orientação do primeiro
secretário provincial, Valeriano Tchimo Cassauié.
A JMPLA no Moxico controla 67 mil 93 militantes
distribuídos em mil 558 organizações de base e
164 comités locais.
S e m a n a
d e
9
a
1 5
d e
J u l h o
d e
JMPLA
2 0 1 2
Malanje
CNJ insta jovens a participarem
nas eleições gerais
O presidente do
Conselho Nacional
da Juventude,
Cláudio Aguiar,
instou (06/07) nesta
cidade, a juventude
de Malanje,
no sentido
de participar em
massa nas eleições
e a votar no partido
com melhor
programa eleitoral.
O
responsável que falava
durante o debate sobre
o código de conduta
eleitoral, sublinhou que 75 porcento da população eleitoral é
jovem, daí a necessidade desta
camada, participar no pleito, e
evitar abster-se, uma vez que o
futuro do país depende dos
mesmos.
Segundo o dirigente, a realização das eleições visa sobretudo reforçar a democracia, o
processo de paz, assim como
fortalece a unidade nacional e o
processo de reconciliação e de
unidade nacional.
Presidente do Conselho Nacional da Juventude, Cláudio Aguiar,
"O Conselho Nacional da Juventude, enquanto estrutura que
congrega todas as organizações
juvenis angolanas, deve passar
uma mensagem clara, de respeito e de unidade nacional, respeitando sempre a independência e a paz processos alcançados com muitos sacrifícios",
frisou.
Cláudio Aguiar disse ser
importante que a juventude neste processo apresente um rosto
alegre, por formas a não meterem em causa a paz e a unidade
nacional. Pediu aos responsáveis juvenis, no sentido de transmitirem mensagens positivas de
comportamento aos jovens, por
formas a se evitar excessos antes, durante e depois das eleições.
Participaram do debate, o
secretário executivo do conselho provincial da Juventude,
Manuel de Carvalho, assim
como duzentos jovens afectos
a várias organizações juvenis
sediadas na província.
Lubango (Huíla)
Diplomacia
ONU abre concurso
JMPLA privilegia
para admissão de jovens aperfeiçoamento
A
Organização das Nações Unidas vai abrir a
partir do dia 13 de
Julho deste mês um concurso
público para o recrutamento de
quadros angolanos e de outras
nacionalidades que pretendam
iniciar carreira profissional no
sistema das Nações Unidas.
Os candidatos devem possuir até 32 anos de idade a data de 31 de Dezembro de 2012,
falar fluentemente Inglês e/ou
Francês e ter no mínimo uma
licenciatura. O conhecimento
das seis línguas oficiais da
ONU (Espanhol, Russo, Árabe
e Chinês) pode constituir uma
mais-valia.
Estão disponíveis vagas
nas áreas da Arquitectura, Produtor de Rádio, Economia, Sistema e Tecnologia de Informação, Assuntos Políticos e Assuntos Sociais. As inscrições
estarão abertas até 12 de Setembro e o exame será feito no
dia 5 de Dezembro do ano corrente.
Os formulários de candidatura e outras informações detalhadas sobre o processo podem
ser obtidos nos seguintes sites:
http://careers.un.org/ (Inglês e
Francês),www.un.org/Depts/O
HRM/examin/exam.thm
( I n g l ê s )
ewww.un.org/french/Depts/OH
RM/examin/fexam.htm
(Francês).
Chicomba (Huíla)
Formação em matérias
de gestão de conflitos
L
íderes de associações
juvenis do município
de Chicomba, província da Huíla, começam
(06/07) a serem formados em
matérias de gestão e prevenção de conflitos, numa iniciativa da organização nãogovernamental Acção de
Solidariedade e Desenvolvimento (ASD).
Em declarações à Angop,
o coordenador do núcleo da
ASD, Matias Castro, disse que
a formação visa zelar pela
prevenção e gestão de conflitos, tendo em vista o momento político que o país vive.
Disse esperar que os formandos venham, de forma
mais eficaz, trabalhar na prevenção de distúrbios nas comunidades, de maneira a que
não se levantem factos inesperados durante, no decorrer e
após as eleições.
O coordenador apela a todos os líderes dos grupos sociais a participarem da formação,
visto que a paz é um bem cuja
manutenção depende do contributo de todos. Chicomba
dista a 220 quilómetros a norte
do Lubango, capital da província da Huíla, e tem cerca de
110 mil habitantes.
de execução política
O
primeiro secretário do comité municipal
da JMPLA para o ensino superior, Luís
Paulo Ndala, manifestou (06/07) no
Lubango (Huíla), a necessidade do seu organismo aperfeiçoar o modo de fazer e encarar a política, fazendo as palavras corresponderem aos
actos praticados.
Ao falar à juventude estudantil do ensino
superior, num encontro para reestruturação do
Comité da JMPLA para o Ensino Superior, onde
foi eleito, o líder juvenil apontou como premissa
do seu pelouro actuar de modo proactivo e rigoroso, com mostras de empenho e dedicação
dos jovens para mobilizar milhões de militantes à
causa juvenil do MPLA.
De acordo com a fonte, urge a promoção do
diálogo e a concertação social com uma vivência
sã e ordeira fundada na lei, tudo fazendo para se
ajudar o MPLA e a JMPLA a consolidarem o seu
objectivo, consubstanciado na construção de
uma sociedade de bem-estar social, democrática
e com justiça social.
Namibe
Professores
de Educação
Física e Desporto
recebem certificados
C
ento e 62 professores de educação física
e desportos, afectos à Direcção
Provincial da Educação no Namibe, receberam (06/07) os seus respectivos certificados,
que os habilitam a exercerem condignamente a
actividade de docência.
13
O responsável manifestou pré-disponibilidade
em dar continuidade ao trabalho deixado pelos
seus predecessores, assumindo o compromisso
conscientemente aceite baseado na força política, unidade, bem como riqueza cultural e espiritual, prometendo respeitar os princípios políticos
e morais.
Esta fidelidade estende-se para os objectivos
e métodos da organização e acção ora concebidos, tendo em conta as conquistas do MPLA e
as aspirações e tradições do povo angolano.
Foram eleitos 24 membros do comité, sendo
primeiro secretário Luís Paulo Ndala, segundo
Desidério Daujampo, secretários para informação, actividades e ambiente, coordenadores
para os núcleos do Instituto Superior de Ciências
da Educação (ISCED) e das faculdades afectas à
Universidade Mandume Ya Ndemufayo.
As universidades privadas viram também os
seus coordenadores serem eleitos para fazerem
parte do comité, no sentido de facilitarem a resolução dos problemas desta franja da comunidade estudantil.
O seminário promovido pelo comité executivo
nacional de estudo e revitalização e educação
física e desportos, decorreu durante o primeiro
semestre do ano em curso. Teve por objectivo
capacitar os profissionais do Ministério de
Educação em materiais ligada à educação física
e desportos.
A chefe do departamento para área social da
delegação provincial de Educação do Namibe,
Guilhermina Soma Taka, que falava no acto da
entrega dos certificados, afirmou que a educação
física é uma disciplina obrigatória, inserida no
currículo escolar com características próprias.
Por seu turno, a vice-governadora provincial
para área social e política, Maria dos Anjos
Mahove, exortou aos professores que acabam de
receber os seus certificados, a materializarem os
conhecimentos adquiridos.
Publicidade
S e m a n a
d e
14
9
a
1 5
d e
J u l h o
d e
2 0 1 2
S e m a n a
d e
9
a
1 5
d e
J u l h o
d e
Sociedade
2 0 1 2
Sambizanga
Confraternização em apoio
ao Cda. Presidente anima militantes
O primeiro-secretário
do MPLA do distrito
urbano do
Sambizanga, em
Luanda, camarada
Eduardo José dos
Reis apelou recentemente nesta cidade,
a todos os militantes
do Partido a redobrarem os esforços
para as etapas subsequentes, mormente a
mobilização de mais
membros.
JMPLA, secções e sociedade
civil, em homenagem ao Camarada Presidente José Eduardo dos Santos como Cabeça de
lista do MPLA.Para ele, este
encontro serviu também para
celebrar a maneira exitosa, no
desempenho do bom sucesso
de todas actividades relacionadas com o Partido e agradecer a
todos os militantes pelo desempenho no sucesso dos programas de actividades.
Neste almoço o Comité
Municipal do Sambizanga contou com a presença dos seus
militantes e dirigentes comunitários e lideranças estudantis e
de movimentos religiosos de
diversas denominações.
O acto foi abrilhantado pela
banda musical Sensação, e contou com actuações do grupo de
dança Njila ya Mwenhu e músicos locais.
Ema Mungala
O dirigente prestou estas
declarações quando intervinha
no acto político/cultural de confraternização com as direcções
dos Comités de Acção do
Partido (Cap), núcleos da
CNCS apresenta deliberação
sobre desempenho dos Mídia
Reunido em sessão plenária ordinária a 29 de Junho do corrente ano,
o Conselho Nacional de Comunicação Social (CNCS) apóspassar em revista os pontos constantes
da agenda, achou por bem aprovar e tomar pública a seguinte deliberação
1- Tomar nota das razões apresentadas pelo Chefe do Executivo para justificar a súbita interrupção do . mandato dos
primeiros Conselhos de
Administração da história da Televisão
Pública de Angola (TPA) e da Rádio
Nacional de Angola (RNA), uma vez
que elas estão relacionadas com a melhoria da qualidade do seu trabalho, mas
sobretudo porque com as novas
nomeações se pretendegarantir uma melhor pluralidade e objectividade aos referidos órgãos.
2- Sendo a primeira vez que o
Governo assume publicamente as críticas
que têm sido feitas de forma recorrente ao
desempenho editorial da RNA e da
TP A, o CNCS vê de algum modo satisfeitas as preocupações reiteradas em
várias das suas deliberações anteriores.
3- O CNCS aguarda, contudo, que os
novos gestores da média pública ora
nomeados imprimam uma dinâmica informativa substancialmente diferente daquela que tem vindo a ser seguida até ao
momento e, obviamente, mais de acordo
com as exigências específicas do período
eleitoral que o país está a viver.
4- Tendo em conta algumas posições
já assumidas, o Conselho julga pertinente
nesta altura voltar a chamar atenção da
comunicação social pública e privada
para certas questões legais que são de
princípio e de cuja bservância em muito
depende a melhor colocação dos médias
no panorama político actual como um
espaço democrático aberto a todas as
Membros do Conselho Nacional de Comunicação Social
ciativa de fazer campanha política ou de
apoiar este ou aquele candidato ou partido concorrente.
6- A legislação eleitoral interdita igualmente que as rádios, as televisões e a
imprensa escrita divulguem matérias com
carácter propagandístico e eleitoral de
qualquer candidatura fora dos respectivos
candidaturas em pé de igualdade.
5- Assim sendo e reconhecendo-se a
bondade do legislador cuja intenção
foi reduzir na medida do possível a
margem de conflitualidade que a própria
liberdade de imprensa proporciona, o
ordenamento jurídico angolano é taxativo
ao interditar que os médias tenham a ini-
15
tempos de antena. A legislação em vigor
proíbe ainda qualquer actividade de propaganda eleitoral fora do período da campanha.
7 - Na avaliação que fez da comunicação social durante o mês de Junho, o
CNCS concentrou as suas atenções
no desempenho da Rádio Despertar,
tendo como referências mais negativas os
programas "Debate Público" e "A Capela"
para além de outras que.- têm chegado a
este Conselho pela via de reclamações
informais de vários cidadãos.
8- De uma forma geral, o Conselho
considera preocupante o tipo de linguagem que a Rádio Despertar tem estado a utilizar caracterizada por um
excesso de agressividade no pior sentido a par de outras situações não menos
preocupantes relacionadas com o próprio
rigor da sua informação.
9- O CNCS entende que uma tal linguagem não se enquadra nos padrões
mínimos que a preservação da paz
social e o respeito pela dignidade da pessoa humana exigem, o que choca
frontalmente com a própria liberdade
de expressão, já que esta para ser
legítima deve ser exercida nos limites
estabelecidos pela Constituição.
10- O CNCS apela a Rádio
Despertar a entender da forma mais
construtiva esta avaliação e em consequência a introduzir as tão necessárias quanto urgentes correcções
à sua forma de comunicar e de fazer
jornalismo.
Sociedade
Vários grupos corais
juvenis das
congregações
religiosas sedeadas
na província de
Luanda
participaram
recentemente em
Luanda, num
festival de canções
religiosas que
decorreu
no pavilhão
principal da
Cidadela
Desportiva.
S e m a n a
d e
9
a
1 5
d e
J u l h o
d e
2 0 1 2
Grupos corais promovem festival de música Gospel
Gabinete da cidadania
apoia mensagem à favor da paz
grupos corais da Assembleia
de Deus Pentecostal, Igreja
Metodista, Igreja Baptista, entre
outras.Informou que a sua
organização vai promover nos
próximos dias iniciativas do
género no interior do país.
Por outro lado o Gabinete
de Cidadania e Sociedade Civil
do MPLA apoiou a iniciativa,
pelo papel da Igreja no processo de harmonização nacional e
na pacificação dos espíritos.
O
Gabinete
para
a
Cidadania e Sociedade Civil do
MPLA tem realizado em todo
país acções de promoção para
o resgate de valores cívicos .
Os resultados de encontro
com autoridades tradicionais e
a sociedade civil em todas as
províncias foram publicados
recentemente num livro que
define os desafios de mobilização social para o resgate de
valores cívicos e morais. A obra
contou com a contribuição de
vários actores sociais.
O coordenador provincial de
Luanda da Rede Angolana da
Juventude Religiosa, José
Henrique Pina, referiu que a
actividade teve como objectivo
passar a mensagem de paz,
tendo em conta o processo
eleitoral que o país está a viver.
Frisou que a juventude religiosa com a iniciativa pretendeu apelar aos intervenientes nas eleições gerais de
31 de Agosto do ano em curso,
a pautaram pelo civismo e
respeito mútuo para que
Angola seja um exemplo a
nível do mundo.Adiantou que
estiveram presentes no festival
Plácido Pinto
jovens na harmonização
da sociedade
A rede Angolana da Juventude
Religiosa, em colaboração com o
Gabinete para a Cidadania e
Sociedade Civil,
realizou recentemente na
Cidadela Desportiva, uma actividade de
carácter cultural e recreativo em
apoio
Ao falar à margem do evento, o representante
do Gabinete para a Cidadania e Sociedade civil,
cda. Ricardo Daniel, disse ao Jornal ÉME, que no
âmbito do programa de actividades para 2012, têm
vindo a realizar várias acções com diversos sectores da sociedade civil, com destaque para o trabalho com as autoridades tradicionais, instituições
religiosas, ONGS e associações.
"Na vertente do associativismo juvenil o GCSC
tem realizado várias actividades, nomeadamente,
seminários e palestras , que versam sobre temas
actuais, dirigido aos estudantes universitários",
referiu.
1. Segundo o cda. Ricardo Daniel o concerto
de música Gospel que "hoje assistimos está
enquadrado na temática ,Cidadania, Participação e
Solidariedade" , fundamentais para o fortalecimento da prática social em Angola.
Em sua opinião a actividade organizada pela
rede Angolana da Juventude Religiosa (RAJUR)
com o apoio do GCSC, demonstra bem a prioridade que MPLA confere as questões ligadas ao
reforço de estabelecimento de parcerias com o
objectivo de estreitar cada vez mais os laços de sol-
idariedade, "criando assim uma maior aproximação
entre o GCSC e as associações juvenis".
Outro carácter da actividade apontado pela
fonte foi o de envolver os cidadãos, particularmente
os jovens em actividades culturais organizadas pelo
Partido. Ao encorajar a igreja apelou para uma
maior harmonização familiar e a pacificação dos
espíritos.
"A música gospel é a mensagem do evangelho
pregada sob a forma de canto, capaz de transformar os nossos corações. São mensagens de amor,
de fraternidade, de salvação, do perdão, de reconciliação entre irmãos e com Deus. Se cada um fizer
a sua parte, no final teremos uma sociedade mais
coesa, harmoniosa e mais sã", apontou.
Ao falar sobre outras actividades similares realizadas pelo GCSC reiterou que continuarão a
apoiar as iniciativas das organizações da sociedade
civil "juntando os seus esforços aos de todos os
homens e mulheres de boa vontade, aos do nosso
Partido, do Executivo e do Camarada Presidente
José Eduardo dos Santos, a de todos que trabalham por uma Angola melhor, una e próspera".
Na vertente do Associativismo Juvenil o GCSC
tem feito muitas actividades, nomeadamente seminário e palestras sobre temas actuais, com estudantes universitário, tal como foi com os estudantes
da faculdade de Letras, Universidade Independente
de Angola (UNIA) e Instituto Superior de Ciências
de educação(ISCED).
O concerto da música gospel que hoje assistimos está en-quadrado na temática " Cida-dania,
Participação e Solidariedade". Esta actividade promovida pela A rede Angolana da Juventude
Religiosa (RAJUR), com o apoio do GCSC, demonstra bem a prioridade que o Gabinete confere ás
16
Juventude evangelizada garante a
continuidade na transmissão da fé
O coordenador provincial da
Rede Angolana da Juventude
Religiosa (Rajur), Domingos
António Lopes João, defendeu
que a juventude religiosa deve
pautar por um comportamento
social com civismo, moral e
ética.
Este evento foi uma demonstração de quanto a igreja se
preocupa e olha com carinho
para a juventude angolana.
A juventude, evangelizada e
organizada, garante a continuidade
na transmissão da fé. É de
máxima importância para a
paz, harmonia e solidariedade
social, apontou o pastor.
"Os jovens de hoje estão
abertos a crer e a praticar a fé,
eles buscam um sentido para
as próprias vidas e é em Cristo
onde encontram um porto
seguro para as suas vidas ",
acrescentou Domingos João.
Esta actividade concebida
com a ajuda do Gabinete da
Cidadania e Sociedade Civil,
Ministério da Juventude e
Desportos e com a Rajur permitiu sensibilizar particularmente os jovens na sua actuação nas eleições, referiu.
A associação foi fundada
aos 07 de Outubro de 2011 e
proclamada aos 16 de Dezembro do mesmo ano. Está constituída por 85 igrejas, legalizadas
pelo Governo Angolano, as outras são membros suplentes e
observadores.
S e m a n a
d e
9
a
1 5
d e
J u l h o
d e
Sociedade
2 0 1 2
Bolongongo (Cuanza Norte)
Reposto abastecimento de água à sede municipal
A sede municipal
do Bolongongo,
província do Cuanza
Norte, volta a beneficia
desde (09/07) do
fornecimento regular
de água canalizada,
após quatro meses
privado,
em consequência
da danificação
da principal conduta
de água que abastece
a circunscrição.
A
reposição do referido
serviço está a suscitar
enorme satisfação no
seio da população local, que
durante os últimos quatro meses via-se obrigada a percorrer
Terminou a falta de água potável
longas distâncias a pé em
busca de água ou a consumir a
água tirada directamente dos
rios ou cacimbas, com enormes
consequências para a saúde
humana.
A danificação de uma das
principais condutas de transporte de água foi provocada
pela empresa aquém foi adjudicada a obra de construção de
200 fogos habitacionais no vizinho município de Kiculungo.
O responsável dos serviços
comunitários da administração
municipal do Bolongongo, Sebastião Caboco, disse que depois de largos meses de trabalho por parte do executivo local
foi possível repor o abastecimento de água a região.
Com uma extensão territorial de mil e 16 quilómetros quadrados, os municípios do Bolongongo, localizado a 157 quilómetros a nordeste de Ndalatando, capital da província,
conta com uma população estima em cerca de nove mil habitantes.
Bailundo (Huambo)
Trabalhar para moralizar a sociedade
O
pároco da Igreja Católica no município do
Bailundo, Boaventura
Turibio, reafirmou (09/07), o
compromisso desta denominação religiosa continuar a trabalhar visando a moralização da
sociedade.
Em declarações à imprensa, nesta vila municipal localizada a 75 quilómetros a norte
da cidade do Huambo, o religioso informou que a moralização
da sociedade assenta no contributo da Igreja Católica no que
tange ao reforço da unidade nacional e da democracia, durante as eleições gerais marcadas
para 31 de Agosto.
Segundo o prelado, a pessoa humana, como ser social,
deve ser preparada psicologicamente no sentido de contribuir para a promoção da paz e
da reconciliação nacional, pautando por uma postura cívica e
democrática nos seus locais de
convívio.
"Acredito que todo angolano
é cristão, apesar de possuirmos
várias denominações religiosas. Todas elas fazem parte da
igreja de Jesus Cristo, motivo
pelo qual ao participarmos nestas eleições temos de contribuir
na sensibilização dos nossos
fiéis e da sociedade em geral,
visto que a comunidade internacional está muito atenta
sobre a forma como vai decorrer o pleito eleitoral de 31 de
Agosto", realçou.
Neste sentido, o padre Boaventura Turibio disse que o
mais importante neste momento é o contributo das igrejas na
sensibilização e fazer transparecer aquilo que é a mensagem de Jesus Cristo, fazendo
perceber que eleições é um
momento de escolher os dirigentes, liberdade esta que deve sair do fundo do coração de
toda pessoa humana.
Viana (Luanda)
Duzentos jovens
beneficiam
de kits profissionais
D
uzentos jovens beneficiaram (05/07), no
município de Viana, em
Luanda, de kits profissionais,
no âmbito do Programa Empreendedorismo na Comunidade, do Instituto Nacional de
Emprego e Formação Profissional (Inefop), do Ministério da
Administração Pública, Emprego e Segurança Social
(MAPESS).
Os jovens empreendedores,
que foram formados nos centros de formação do Inefop,
receberam kits profissionais
nas especialidades de carpin-
taria, culinária, alvenaria, electricidade, serralharia e beneficiaram igualmente de um micro
crédito do Banco Sol denominado "Sol Amigo", que vai dos
mil a cinco mil dólares americanos.
Durante a cerimónia de
entrega dos kits profissionais,
o director provincial da Administração Pública, Emprego e
Segurança Social, Venceslau
de Matos apelou aos beneficiários a trabalharem com
dedicação e demonstrarem
profissionalismo nas suas
actividades laborais.
Segundo o director, é necessário que os empreendedores saibam enfrentar os desafios que surgem, bem como
sair do sector informal, porque
o desejo do Executivo é que os
jovens estejam organizados e
entrem para o sector formal.
Acrescentou
igualmente
que os empreendedores devem criar emprego para os que
precisam, porque só assim é
que estarão a tornar-se em
pequenos empresários.
De acordo com a fonte, é
necessário que os beneficiários
dos kits profissionais estejam
inscritos na segurança social.
pagando as devidas contribuições, para que a velhice esteja
protegida.
"A segurança social é a
nossa protecção na velhice,
mas devemos estar inscritos e
contribuir", referiu.
17
Viana (Luanda)
Centro Piloto apresenta
desenho currículum de
reabilitação profissional II
O
Centro Piloto de Reabilitação Profissional,
do município de Viana,
em Luanda, apresentou os
aspectos teóricos e práticos do
trabalho curricular desenvolvido
na instituição, denominado "Desenho Curricular, Manual 2".
Segundo o documento desta instituição chegada (09/07),
os aspectos teóricos apresentam os princípios do desenho,
desenvolvimento e avaliação
curricular nas características e
formas de operar das 6 fases
de reabilitação profissional.
Refere ainda que os aspectos práticos mostram como foi
desenhado o curriculum actual
em desenvolvimento das actividades realizadas e a forma
como tem sido permanentemente avaliado e ajustado.
Frisa, por outro lado, que o
Manuel 2 e 1 é produto da reflexão, formação, planeamento,
execução e avaliação das actividades desenvolvidas no cen-
tro, portanto um material aberto
e sem permanente processo de
ajustamento, útil para a formação de indivíduos e equipas
envolvidas nos serviços de
reabilitação profissional.
"O desenho curricular apresenta desenho de programas
de reabilitação profissional, que
transmite uma informação sucinta e introdutória sobre a
elaboração dos programas de
educação e formação, critérios
básicos para a elaboração de
programas", lê-se no documento.
Consta ainda temas como:
Elaboração de programas e
processo, estrutura curricular,
projectos produtivos e programas de reabilitação profissional.
Adianta que os temas desenvolvidos no Manual 2 estão
intrinsecamente ligados com a
intenção de vincular a teoria
nos itens 1, 2 e 3 com a prática
no CPRP nos itens 4 a 8.
Sociedade
S e m a n a
d e
9
a
1 5
d e
J u l h o
d e
2 0 1 2
Katabola (Bié)
Governador satisfeito com acções sociais
O governador do Bié,
Álvaro de Boavida
Neto, considerou
(08/07), no município
de Katabola, cerca
de 50 quilómetros
a leste do Cuito,
positivas as acções
de impacto social
e económico,
realizadas no
primeiro semestre
do ano em curso ao
nível da província.
O
governante, que falava
à margem da XI reunião técnica do governo provincial com os administradores municipais, salientou
que, no cômputo, geral fez-se a
análise do primeiro semestre
do ano de 2012.
"Como seres sociais almejamos atingir outros patamares
para que o sentido de responsabilização parta dentro das
nossas estruturas, enquanto
elementos da administração
pública", disse.
Referiu que este processo
de avaliação de responsabilização metodológica serve de
espelho da acção do governo.
"Não estamos a procurar os
culpados no seio da administração, queremos que aquilo
que realizamos seja contado,
Casas sociais
Cda. Boavida Neto
palpável para que a população
sinta de bom grado o que estamos a fazer", sublinhou.
"O balanço que vamos fazer
do programa de impacto económico e social imediato vai
dar-nos indicadores, mas, ainda precisamos reformular o
nosso pensamento no sentido
de definirmos correctamente o
que é prioritário do ponto de
vista de impacto social", acrescentou.
Boavida Neto disse ter-se
dado uma resposta positiva às
orientações do Presidente da
República, José Eduardo dos
Santos, no que tange à repa-
Cazenga (Luanda)
Administrador apela vendedores
a exercerem actividades
em locais indicados
ração de estradas, construção
de habitações sociais, pois, segundo ele, o programa é contínuo e para o primeiro semestre o que foi executado satisfaz
porque corresponde aos objectivos traçados.
"Em termos percentuais
serão alcançados resultados
satisfatórios em todas reservas,
havendo mesmo algumas que
poderão atingir os 100 porcento", explicou.
Sublinhou que não obstante
a condicionante material para a
construção e a falta de mão-deobra qualificada, é notória a dedicação e o empenho de empreiteiros na sua qualidade de
parceiros sociais do governo.
"É verdade que um ou
outro que não está a corresponder com os pressupostos,
não pode tirar mérito dos
demais e eu acredito que o
que nos propusemos fazer
vamos conseguir e vamos
apresentar resultados satisfatórios" enfatizou.
Quanto à construção dos
balcões únicos do empreendedor (BUE), adiantou que o
esforço que foi feito em relação a este assunto dá indicadores de que até Agosto ou
Setembro todos serão contemplados com mais esta ferramenta que vai ajudar a
estruturar a economia a nível
da província, fundamentalmente a microeconómica.
"O que se pretende é ajudar
aqueles que se encontram no
mercado informal (sem documentação, sem controlo das
administrações) para que sejam controlados e se regularize
a situação deles do ponto de
vista formal e que no âmbito
dos esforços do PR de potenciar estes jovens empreendedores, possam então beneficiar
deste crédito", aclarou.
"Acredito que este programa vai satisfazer as aspirações
dos jovens e da população na
situação do emprego", concluiu.
O
administrador municipal
do Cazenga, em Luanda, Nataniel Narciso,
apelou (09/07), nesta localidade
aos vendedores e comerciantes
a exercerem as suas actividades
em locais estabelecidos para se
evitar distorção de valores e o
assédio dos fiscais que actuam
com má-fé.
De acordo com o responsável, existem agentes da fiscalização que agem à margem da lei,
cobrando dinheiro aos populares
e comerciantes, porque muito
destes exercem a actividade em
locais impróprios.
Sublinhou que vendendo em
locais apropriados, pagando
uma taxa que varia entre 100 a
150 Kwanzas/dia os vendedores
estão isentos de problema com
as autoridades locais.
No seu entender, os indivíduos que tiram dinheiro à popu-
Vendedores num mercado formal
Cda. Tani Narciso
lação de forma ilícita têm os dias
contados, porque o Executivo
esta a trabalhar no sentido de
estancar o "fenómeno gasoso" e
a venda em locais impróprios.
Assegurou que nos próximos
dias o município vai contar com
novos locais para o exercício da
actividade comercial, de formas
18
a acabar com a venda na via
pública.
Para a materialização deste
plano, o administrador pede a
colaboração de todos, no sentido de denunciarem os infractores, e terem consciência que a
zona está a ser requalificada e a
necessidade de se conservar a
boa imagem.
Disse ser lamentável a
imagem que se regista na avenida Ngola Kiluanje, onde milhares
de pessoas continuam a vender
e a produzir enormes quantidades de lixo que é colocado
junto dos separadores de ruas já
reabilitadas.
S e m a n a
d e
9
a
1 5
d e
J u l h o
d e
2 0 1 2
Sociedade
Luanda
Unidade Anti-Crime desmantela três grupos de marginais
A
Unidade Especial AntiCrime (UEAC) desmantelou (09/07), três
grupos de marginais, nos municípios do Cazenga e Cacuaco, em Luanda, no âmbito de
uma micro-operação, visando
garantir a segurança e tranquilidade das comunidades.
Trata-se de integrantes dos
grupos " O Dólares ", " Os Biradas" e " Rebentas", composto por 27 elementos e acusados da prática de roubos e furtos de valores monetários, artigos diversos na via pública e
interior de residências, posse e
uso de drogas (liamba).
O porta-voz do comando
provincial da Polícia Nacional,
inspector Nestor Bizi Goubel,
disse que em posse dos supostos criminosos foram apreendidas sete armas de fogo, sendo
seis Akm-47 e uma pistola,
bem como um instrumento
para romper portas de casas,
denominado pata cabra.
A acção policial esteve virada para os sectores do Pneu
Grande e Catumbela, segundo
o oficial da corporação, regiões
fronteiriços entre os dois municípios, propensas em actividade delituosas.
Fazem parte dos grupos
elementos com idades entre os
18 e 25 anos, muitos dos quais
reincidentes.
A referida unidade é formada por efectivos devidamente
seleccionados, aos quais
foram ministradas técnicas de
intervenção e auxílio à investigação criminal, acções de
busca e captura de indivíduos
em fuga, considerados perigosos e com historial de reincidência.
A Unidade Especial AntiCrime (UEAC) lançada recentemente tem como objectivo
auxiliar a manutenção da ordem pública e dar resposta
mais adequada a situação operativa na capital do país.
Unidade Operativa de Luanda
Dundo (Lunda Norte)
Uíge
Reinaugurada Delegação
Provincial da Angop
Executivo realça
progressos sociais
A
Delegação Provincial
da Agência Angola
Press, Angop-EP, foi
(04/07), reinaugurada em acto
presidido pela ministra da Comunicação Social, Carolina
Cerqueira. A reabertura inseriuse no plano estratégico da empresa, que visa a sua expansão.
A infra-estrutura, cuja reinauguração está igualmente incluída no quadro das comemorações dos 95 anos da cidade
do Uíge, foi totalmente reabilitada, ampliada e apetrechada
com computadores e outros
meios técnicos, que vão conferir dignidade e melhores condições de trabalho aos profissionais daquele órgão, para
servir a população com rigor e
isenção.
Após o corte da fita, Carolina Cerqueira e a sua delegação percorreram demoradamente as instalações da
Angop, na companhia do governador da província, Paulo
Pombolo.
Receberam
explicações
pormenorizadas do delegado
provincial da Angop, Santos
Garcia Kiala.
Falando à imprensa, no fim
da actividade, a governante
disse ser esforço do Executivo
expandir os serviços da Angop
e fazer com que a comunicação social em Angola seja moderna, actuante e factual, para
que possa responder aos anseios da população.
"A partir de agora, o Uíge
estará mais próximo não só de
Luanda e do país em geral,
mas também com todos os
cantos do mundo, através de
notícias de vocês, com inteligência, criatividade, sobretudo
com muito sentido de responsabilidade, para que as informações possam chegar além
das fronteiras do país. Gostaria
de animar-vos ou encorajo-vos
para continuarem a trabalhar
com disciplina, com muita responsabilidade e sobretudo com
muito amor e profissionalismo",
disse.
Pediu aos jornalistas para
saberem reflectir sobre o que
as populações querem e que
estão a ter neste preciso momento, fruto dos esforços do
Executivo angolano para o seu
benefício, cujo trabalho abrange as gerações presentes e
vindouras.
Como disse, são acções
concretas como estas que vão
levar Angola avante e a alcançar os desafios que todos angolanos almejam, com vista a
ser um exemplo para África e
para o mundo, assim como
mostrar às gerações vindouras
para orgulharem-se do trabalho
que está a ser feito para o bem
de todos.
Já o presidente do Conselho de Administração da
Angop-EP, Manuel da Conceição, disse que com a reinauguração desta instituição, os profissionais desta representação
da Angop na província do Uíge
vão dispor de melhores condições de trabalho.
19
O
Centralidade do Dundo - Vista parcial
Governo Provincial da
Lunda Norte informou
(04/07), que incrementou várias acções que contribuíram para o desenvolvimento da região, com a construção de várias infra-estruturas sociais.
De acordo com um comunicado distribuído aos órgãos
de comunicação social locais,
em alusão à efeméride, o progresso deve-se à construção
de escolas, centros e postos
médicos, programas de captação de água e de energia
eléctrica, assim como a reabi-
litação de estradas, a nível da
província.
Para tal, o executivo da
província apela à população a
celebrar esta efeméride com
entusiasmo, unidade e espírito
patriótico, por forma a garantir a
preservação da paz e democracia.
A província da Lunda Norte
ascendeu à categoria de
província no dia 4 de Julho, à
luz do decreto presidencial /78.
Conta com uma área de
103 mil quilómetros quadrados
e uma população estimada em
mais de um milhão de pessoas.
Publicidade
S e m a n a
d e
20
9
a
1 5
d e
J u l h o
d e
2 0 1 2
S e m a n a
d e
9
a
1 5
d e
J u l h o
d e
Sociedade
2 0 1 2
Luanda
Ministro defende projectos
que permitem ligações
transfronteiriças
Futuro da Nação -Prioridade absoluta
Londuimbali (Huambo)
Combate ao analfabetismo
nas prioridades da Administração
O
combate ao analfabetismo no seio da
população vai continuar a ser prioridade da administração do município do Londuimbali, a 97 quilómetros a
noroeste da cidade do Huambo, garantiu hoje, sexta-feira,
o seu administrador, Evaristo
Lucas Ulombe.
Evaristo Lucas Ulombe fez
esta afirmação durante a cerimónia de encerramento do seminário de capacitação dos alfabetizadores realizado (06/07)
naquela circunscrição.
"Estamos diante de um
grande desafio, onde qualquer
cidadão, de forma consciente,
deverá dar o seu contributo para
o desenvolvimento do país. Para
tal, devemos, no mínimo, saber
ler e escrever", sublinhou o
administrador do município do
Londuimbali.
Evaristo Lucas Ulombe
acrescentou que o município do
Londuimbali controla um elevado número de cidadãos que
ainda não sabe ler e escrever,
razão pela qual a aposta é, para
os próximos 12 anos, acabar
com o analfabetismo no seio das
comunidades.
Os participantes do seminário aprimoraram conhecimentos sobre as matérias ligadas à
apresentação do modulo1, 2 e 3,
historial da alfabetização, métodos sim eu posso, níveis
psicogénicos, constituição do
manual do modulo e psicologia
de ensinar o aluno adulto.
O município do Londuimbali
tem uma população estimada
em 93 mil habitantes que se
dedicam principalmente a agropecuária e pequenos negócios.
Cambambe (Cuanza Norte)
A
Exiguidade de fiscais
acelera fenómeno
de desflorestação
exiguidade de fiscais
com que se debate
actualmente a secção
do Instituto de Desenvolvimento Florestal (IDF) do município
de Cambambe, província do
Cuanza Norte, se afigura como
uma das principais causas do
alargamento do processo de
desflorestação na região, fruto
do abate indiscriminado de árvores para o fabrico de carvão.
A informação foi avançada
(06/07), pela responsável interina da instituição na região, Maria
de Fátima Pipa, esclarecendo
que o sector conta actualmente
com apenas dois técnicos encarregues da fiscalização de todo
território do município de Cam-
bambe, que conta com quatro
comunas e uma extensão de
5.212 quilómetros quadrados.
Para a cobertura plena, a
responsável disse serem necessários mais 32 fiscais e consequente atribuição de uma viatura
todo terreno, visando o melhor
controlo das zonas mais afectadas pela exploração ilegal de
carvão, algumas das quais situadas em áreas de difícil acesso.
Disse, por outro lado, que as
constantes queimadas anárquicas que o município tem sido
alvo inviabilizam o repovoamento florestal de forma natural,
situação que pode agravar o sistema ecológico da circunscrição.
Tal situação, acrescentou,
associa-se ao facto da instituição
laborar apenas com dois funcionários, contra os sete necessários, agravando ainda mais
o pleno exercício das suas
atribuições.
O IDF em Cambambe tem
actualmente licenciados apenas
15 concessionários para a exploração do carvão vegetal.
Adiantou que de Janeiro do
ano em curso a presente data,
os referidos exploradores alcançaram uma produção de
948.733 quilogramas de carvão,
revelando um aumento de 563
mil e 13 quilogramas em relação
ao idêntico período de 2011, sem
contudo revelar as receitas resultante da referida produção.
21
Augusto Tomás
O
ministro angolano dos
Transportes, Augusto
da Silva Tomás, defendeu (06/07), em Oshikango,
República da Namíbia, a execução de projectos exequíveis
e que tenham a perspectiva estratégica de instalação de uma
rede de transportes, onde se
pontifica a questão das ligações
transfronteiriças.
Augusto Tomás, de acordo
com uma nota do Ministério dos
Transportes, discursava durante a inauguração da segunda fase da extensão do Caminho-de-Ferro Ondangwa/Oshikango, em cerimónia presidida
pelo Chefe de Estado da República da Namíbia, Hifikepunye Pohamba, e assistida
pelo fundador da Nação namibiana, Sam Nujoma.
"A nível da reabilitação e
modernização das linhas-férreas existentes em Angola,
podemos dizer que o Caminhode-Ferro de Luanda já se encontra completamente operacional em toda a sua extensão
de cerca de 425 quilómetros,
atravessando as províncias de
Luanda, Bengo, Kwanza Norte
até Malanje", informou o ministro.
Quanto ao Caminho-deFerro de Benguela, disse, circula até ao Bié, passando pelas
províncias de Benguela e
Huambo, prevendo-se que em
Agosto próximo chegue ao
Moxico, e ao Luau no final do
ano, numa extensão de cerca
de 1348 quilómetros.
No que ao Caminho-deFerro de Moçamedes (CFM) diz
respeito, o programa estará
concluído em Agosto próximo,
atravessando as províncias do
Namibe, Huíla e do Cuando
Cubango, numa extensão de
974 quilómetros.
Deste modo, revelou que o
passo seguinte será a concepção e a implementação dos
projectos visando a interligação
com os países limítrofes, onde
se enquadra a ligação do CFM
à fronteira sul, eventualmente,
num futuro próximo, quando
forem reunidas as condições
técnicas, financeiras, humanas,
materiais e operacionais.
A integração da rede ferroviária a nível externo, avançou, prevê, por conseguinte, a
ligação das redes nacionais às
redes dos países limítrofes, e
através destas, as dos outros
países da sub-região, e a rede
transafricana que liga internamente os principais países do
continente.
O ministro defendeu igualmente que se articulem as ligações ferroviárias com as demais redes modais, nomeadamente, a rodovia, o transporte
aéreo, o transporte marítimo,
mediante adequados interfaces
e terminais intermodais e multimodais. Para Augusto Tomás, o
governo namibiano deu mais
um passo decisivo rumo à
integração regional, de tal
forma que está a se incrementar a circulação de pessoas e
mercadorias, permitir a fluidez
dos circuitos com a produção,
distribuição e consumo, elevar
a dinâmica do mercado de bens
e serviços, aumentando-se a
oferta de bens, reduzindo-se os
custos.
Sociedade
S e m a n a
d e
9
a
1 5
d e
J u l h o
d e
2 0 1 2
Luanda
Formação dos bolseiros demonstra
política de quadros do Governo
A formação
de jovens bolseiros
no estrangeiro,
como o caso
do grupo que chegou
da China,
"demonstra
a importância
da política
de formação
de quadros
implementa pelo
Governo angolano",
afirmou (09/07), em
Luanda, o secretário
de Estado
para Urbanismo
e Construção,
Joanes André.
O
responsável deu a conhecer que "a formação dos jovens é
uma demonstração da política
de formação de quadros do
governo, visto que um país sem
quadros não tem futuro", acrescentou.
Estudantes bolseiros
Para o engenheiro, a formação de tais elementos "é
uma mais-valia para o reforço
da capacidade técnica de
acompanhamento das obras,
podendo os referidos quadros
contribuir bastante para a
manutenção e realização de
projectos com empresas chinesas, tendo em conta a vantagem linguística desses licenciados".
Segundo o secretário, os 31
bolseiros angolanos obtiveram
o seu grau de licenciatura a 29
de Junho e agora estão no país
para mostrar que Angola vai
continuar a seguir o rumo certo,
na área de engenharia civil, e,
assim, o país obtém mais reforço técnico, daí que o ministério vai continuar a materializar
projectos do género a nível
nacional.
No mesmo âmbito, disse
Joanes André, a 29 de Junho,
entidades do Governo angolano e da China assinaram um
"memorando" no qual o programa prevê a superação técnica
e profissional de outros quadros nacionais do sector que
exercem já a sua actividade.
De acordo com o secretário de Estado para Urbanismo e Construção, um outro
grupo de cerca de 60 bolseiros angolanos, também adstritos ao Ministério das Obras
Públicas e Urbanismo encontra-se na China a efectuar a
licenciatura, formação que
esperam concluir dentro de
dois a três anos.
A cooperação com a China
no ramo, justificou, surge porque é um país de alta tecnologia, a segunda maior potência
mundial actual, com a qual
Angola mantém excelentes
laços de cooperação a vários
níveis, "daí a visão de se escolher o envio de jovens técnicos
médios para fazerem a formação na especialidade de
engenharia civil".
Entretanto, diante do avanço das novas tecnologias e a
necessidade de enquadrar os
técnicos nacionais no actual
desenvolvimento das ciências
a nível do mundo, o Ministério
das Obras Públicas e Urbanismo vai continuar a assinar
acordos com vista a dar formação superior e mais actualizada aos quadros angolanos
em vários países.
Uíge
Fórum recomenda divulgação
da medicina tradicional
Os participantes ao 3º Fórum Regional sobre Medicina Tradicional
e Práticas Complementares recomendaram (10/07), na cidade do Uíge,
a necessidade de criar uma cooperação estreita entre os meios
de comunicação social, particularmente as rádios comunitárias para
a divulgação de matérias ligadas à medicina tradicional.
O
comunicado final do
encontro explica que a
cooperação com os
mídias visará acabar com os
preconceitos, ainda existentes
quanto a eficácia da medicina
tradicional, utilizando as línguas nacionais.
A necessidade de promoção de acções de formação específicas dirigidas aos jornalistas com o objectivo de muni-los
de conhecimentos sobre a saúde, mormente a medicina tradicional para que possam abordar o tema com conhecimento
de causa, foi também recomendada no fórum decorrido segunda-feira na cidade do Uíge.
Igualmente,
recomendaram a necessidade da assinatura de um protocolo entre
as Universidades Kimpa Vita,
11 de Novembro e outras
Universidades.
Públicas e Privadas de Angola com a Faculdade de Medicina Júlio Trio Lopes de Cuba
e Instituto de Ecologia e
Sistemas de Academias de
Ciências de Cuba.
Os participantes recomendam ainda a investigação e
multiplicação de plantas muito
utilizadas e que estejam em
risco de extinção, bem como a
necessidade de criar, em cada
município, reservatórios de
plantas medicinais, no processo de concessão de terras.
O fórum, que terminou com
sucesso, debruçou-se sobre a
"integração da medicina tradicional e práticas complementa-
res ao sistema nacional de
saúde",, "incremento, diversificação e sustentabilidade na
produção das plantas com fins
medicinais e protecção da biodiversidade".
"Fomento da agro-indústria
para o processamento, transformação e comercialização de
fitoterápicos e outros produtos
naturais", "promoção de programas de comunicação social", "formação e capacitação
de recursos humanos em recursos humanos em medicina
tradicional", constam entre outros eixos abordados na reunião.
O fórum concluiu também a
necessidade de uma maior interacção entre os terapeutas e
a investigação científica para
22
Terapeutas tradicionais
uma maior eficácia e segurança da dosagem dos fitoperatios
a utilizar.No encontro, presidido
pelo Ministro da Saúde, José
Vieira Dias Van-Dúnem, estiveram também presentes os
vice-ministros da Comunicação
Social, Planeamento, Saúde,
Secretários do Estado da Agricultura, do Desenvolvimento
Rural, do Orçamento, Reitores
das Universidades Kimpa Vita,
11 de Novembro e Metodista de
Angola.Vice-governadores
provinciais, directores nacionais, administradores municipais, assim como entidades
tradicionais, religiosas, sociedade civil e demais convidados
marcaram também presença
no aludido fórum.
O mesmo que teve entre
outros objectivos, a integração
da medicina natural ao Sistema
Nacional de Saúde, decorreu
em sistema de palestras abordadas em quatro comissões de
trabalhos.
S e m a n a
d e
9
a
1 5
d e
J u l h o
23
d e
2 0 1 2
Publicidade
Cultura
S e m a n a
d e
9
a
1 5
d e
J u l h o
d e
2 0 1 2
Lubango (Huíla)
Estudante vence
V Festival Provincial
Infantil da canção
A
estudante Margarida
Laura, de 11 anos, venceu com 155 pontos,
nesta cidade, o 5º Festival
Provincial da Canção Infantil,
numa promoção da Organização do Pioneiro Angolano
(OPA), em parceria com a
Direcção Provincial da Cultura
da Huíla.
A vencedora, estudante da
6ª classe na escola do ensino
Primário e do 1º Ciclo, "1º de
Maio", no município do Lubango, interpretou a canção intitulada "Menina Mumuila".
Recebeu como prémio um
computador e uma viagem para a capital do país e participação confirmada no Festival
Nacional da Canção que acontecerá em Dezembro do corrente ano.
O jurado, composto por músicos da praça local, escolheu
para os 2º lugar, Emília Calandula, de 12 anos de idade, em
3º lugar Lídia Jacob, de 13
anos, enquanto que o 4º e 5º
lugar recaíram para Adriano
Mateus e Elizabeth Cipriano,
de dez e oito anos de idade,
respectivamente.
O festival da canção, 5ª
edição, que se enquadrou no
âmbito do programa cultural da
jornada da criança, contou com
a animação dos grupos infantis
de dança de diferentes instituições escolares e dos apresen-
tadores do programa radiofónico infantil "Canucos na Rádio"
da Rádio Huíla, do grupo RNA.
Em declarações à imprensa, Margarida Laura disse ter
trabalhado muito na criação da
canção, com a ajuda dos pais e
da sua guia, apesar de que todos deram o seu melhor. "Fiquei surpresa quando chamaram o meu nome", referiu. Dedicou o prémio aos familiares,
em particular ao país, e aos
colegas da OPA que também
deram muita força.
Por seu turno, a directora
provincial da Cultura, Marcelina Gomes, disse que todos os anos têm estado a trabalhar para a descoberta de
novas vozes, não só, de adultos, mas também nessa faixa
etária, pois muitos dos cantores em Angola começaram
de pequenos e hoje são
grandes músicos.
"As crianças também podem ser grandes músicos para
outras crianças e é preciso
educá-las para serem determinadas, assim como ajudar a
cultivar nelas um dom e uma
habilidade", continuou.
Considerou ser preciso cultivar, descobrir o que realmente
elas querem, não só na música, mas na dança, no teatro,
através do incentivo de que
estas actividades cheguem às
escolas.
Benguela
Kudurista Ady Lima
e Hézio animam show
O
s kuduristas angolanos
Ady Lima, Madruga
Yoyo e Hézio animaram em Benguela, perto de
duas mil pessoas durante um
mega show realizado no Cine
Kalunga.
Durante o show, realizado
por Lito Mau e Vany Produções, com o patrocínio de Camuco Vila, Ady Lima, Madruga
Yoyo e Hézio levaram ao palco
do Kalunga muita animação,
música e dança, tendo agradado ao público jovem, que acorreu ao local.
Os espectadores também
tiveram a oportunidade de
apreciar a actuação do "Os 3",
o quinteto "Os BDD", os dançarinos Fábio Dance, Home
Boyz Music, Soraya Cortês,
Chely, Dj Gaúcho, Maya e o
grupo as Foguentas.
Em declarações à Angop, o
produtor Ivan Tomás disse que
o dinheiro arrecadado da
venda dos ingressos para o
espectáculo será revertido a
favor de uma instituição de solidariedade que enfrente dificuldades.
O cantor Hézio, que está no
topo nas rádios graças à música "Dadão", foi convidado a
pedido do público benguelense. Considerou que a realização do show visou preencher o fim-de-semana da juventude e promover a interacção entre artistas locais e os
residentes em Luanda.
Actividade do género também se realizou na Casa do
Pessoal do Porto do Lobito,
com a participação dos mesmos artistas.
Efeméride
Kassav encerra em alta
festas da cidade da Uíge
A
16ª edição das Festas
da Cidade do Uíge
encerraram-se (09/07)
com um espectáculo animado
pelos Kassav, um dos grupos de
referência do zouk de Guadalupe e Martinica.
Ouvidos pela Angop, no final
do evento, vários cidadãos provenientes de diversos pontos do
país e não só afirmaram que a
actual edição estará marcada na
história, devido o alto nível de
organização e envolvimento das
estruturas locais.
O coordenador da clínica
móvel na Praça da Independência, Jorge Pedro, disse à Angop
que a organização e condições
criadas para os festejos condignamente nesta edição estiram à
altura.
"Nós trabalhamos à vontade
desta vez, porque a organização
esteve à altura. Mais de quatrocentas pessoas procuraram os
nossos serviços. Fizemos testes
de malária e aconselhamento no
CATV, tendo registado apenas
um caso positivo, que encaminhamos aos serviços correspondentes para os devidos efeitos e
acompanhamento.
Para o representante da
Ferpinta Angola, Luís Gomes,
participante à Feira Agropecuária do Uíge, o espaço foi
muito importante para a sua
empresa, porquanto permitiu
a troca de informações para
possíveis vendas, bem como
criar uma representação na
região.
"É a primeira vez que expomos nesta província e cidade,
mas foi muito bom. Fizemos
muitos contactos e há perspectivas positivas para que a nossa
firma possa estar representada
nesta região, bem como encontramos empresários interessados na compra dos nossos equipamentos.
António Manuel, que representou a Cuca e Nocal na Feira
do Uíge, no âmbito das festas, o
evento trouxe rendimento para
sua empresa, tendo em conta a
afluência dos clientes na compra
dos produtos no local.
Maria Madalena e Rosita,
proprietárias de barracas de
comes e bebes, assegurou que
as condições para os vendedores e público consumidor estiveram boas.
"Aqui nós vendemos bem,
desde o primeiro dia. A polícia e
outra tropa sempre mantiveram
o asseguramento da população
neste local. Não houve bandidos
e nós divertimo-nos à vontade",
expressou.
Entretanto, o governador da
província, Paulo Pombolo, manifestou a sua satisfação pela disciplina, ordem e zelo demonstrado pela juventude durante as
festas da cidade.
A cidade do Uíge festejou os
95 anos de sua existência e elevação à categoria da cidade, pelo capitão-mor Manuel José
Pereira e diversas actividades
educativas, culturas, desportivas
e recreativas foram desenvolvidas nessa semana.
Namibe
Miss terceira idade
anuncia visitas à instituições
A
"miss 3ª idade 2012",
Maria Natália Neves, vai
levar a cabo, a partir
(10/07) nesta cidade, um programa de actividades de carácter social, cultural e recreativa,
em parceria com a Direcção
Provincial da Assistência e
Reinserção Social, no âmbito do
seu mandato em curso.
Ao longo de sete dias, a miss
Maria Natália Neves vai inteirarse do funcionamento do centro
24
infantil "Tombwa", atecta a única
estação da Rádio do grupo
RNA, e a Maternidade Provincial
do Namibe.
Maria Natália vai igualmente
visitar o balcão do Banco Comercial de Angola (BCA), o Hospital Sanatório do Namibe e do
Mercado de Peixe, local que vai
marcar o ponto final do seu programa.
A miss 3ª idade 2012 foi eleita a 1 de Dezembro do ano tran-
sacto (2011), a luz das comemorações do Dia Nacional da Pessoa Idosa, cujo acto central nacional teve lugar nesta província,
presidido na altura pelo vice-ministro de Assistência e Reinserção Social, Mateus Ângelo
"Vietname". Com 81 anos de
idade, Maria Natália Neves, natural do Namibe, recebeu a coroa
da sua antecessora "miss 3ª idade 2011", da província do Uige,
Bernarda Raimundo.
S e m a n a
d e
9
a
1 5
d e
J u l h o
d e
Cultura
2 0 1 2
Yuri da Cunha considera
ser uma honra
cantar Artur Nunes
O
músico angolano Yuri
da Cunha considerou
(08/07) em Luanda,
ser um privilegiado por interpretar temas celebrizados no "music hall" nacional nas décadas
de 1970 e 1980 por Artur Nunes.
"Para qualquer músico da
nova geração que se preze e
dá valor a música angolana
feita naqueles anos, cantar temas de um monstro como Artur
Nunes é um enorme prazer e
privilégio. Eu não sou Artur
Nunes, porque era e é único,
mas ao fazer este trabalho procurei fazer com que me parecesse com ele. Sei que não
podia e nem posso cantar como ele, mas também sei que
não fiz uma má figura, porque
tenho recebido diversos elogios
pelo trabalho feito", disse Yuri
da Cunha em entrevista à
Angop. De acordo com Yuri da
Cunha músicas de Artur Nunes, David Zé, entre outras referências do "music hall" nacional, devem ser mantidas na mó
de cima, razão pela qual apostou na edição de um disco com
os referidos temas.
"São músicas que marcaram várias décadas e, particularmente para mim, pois passei parte da minha infância a
ouvir Artur Nunes e David Zé
em casa. Para homenageá-los
nada melhor do que trazê-los
mais uma vez a memória dos
fãs da música angolana", reforçou.
Sem entrar em detalhes relativamente a polémica sobre a
não autorização da família de
Artur Nunes para gravar os
seus temas, Yuri da Cunha
adiantou que tal facto não o vai
desmotivar para fazer novos
trabalhos com temas de outros
artistas. "Essa, felizmente, é
uma questão já ultrapassada e,
portanto, nada mais tenho a
dizer", disse.
Yuri da Cunha diz que a sua
satisfação é ainda maior quando, fruto do trabalho feito,
recebe convites de casas, por
exemplo, do Kilamba, para
recordar perante algumas centenas de fãs temas de Artur
Nunes e David Zé. "Só posso
estar satisfeito e feliz por as
pessoas reconhecerem que fiz
um trabalho que dignifica a
música angolana", rematou.
O disco intitulado "Yuri da
Cunha canta Artur Nunes" tem
nove faixas musicais, todas
cantadas em língua nacional
quimbundu. Na primeira edição
foram produzidas 18 mil cópias
do CD que foi gravado em
Angola, no estúdio Kriativa,
Huambo
Portugal (Andinos Estúdios) e
Estados Unidos da América
(Strange Weather Studio).
Participaram do álbum, os
artistas Joãozinho Morgado,
(congas), Zé Fininho (dikanza),
Dalú Roger (precursão ligeira),
Mias (viola baixo), Betinho Feijó
(guitarra ritmo), Zé Mweleputo
(guitarra solo), Mark Willams
(guitarra slide), Lito Graça,
Nelma e Geovanni (coros).
Os fãs podem recordar as
músicas de Artur Nunes, agora
cantadas por Yuri da Cunha,
como "Ku muxito", "Zinha",
"Mana", "Tia", "Mukila uami",
"Kalumba kami", Dituzu", Kizua
ki ngi fua" e "Njila ia kuaku".
Felisberto Ucuanhamba Feitos do PR são enaltecidos
em espectáculo musical
vence festival provincial
da canção infantil
A
Lubango (Huíla)
O
cantor
infantil
do
município do Huambo
Felisberto Ucuahamba
venceu (09/07) nesta cidade, a
IV edição do Festival Provincial
da Canção Infantil e vai representar a província no V festival
nacional, a ter lugar em Dezembro deste ano em Luanda.
O evento, da iniciativa do
Secretariado Executivo Provincial do Huambo da OPA, juntou
crianças dos 11 municípios,
numa acção que visa descobrir
novos talentos para a canção
infantil nesta região para o cancioneiro da região.
Em declarações à Angop, o
director provincial da OPA no
Huambo, José Albano Canombo Manuel, assegurou que o
secretariado realiza todos os
anos o Festival Provincial da
Canção Infantil, cujo vencedor
tem o direito de representar as
suas qualidades a nível nacional, já se regista muita disputa
para conquistar o primeiro lugar
ao nível dos petizes.
Por seu turno, o director
provincial da Cultura no Huam-
bo, Pedro Chissanga, enalteceu a iniciativa do secretariado
provincial da OPA em promover
a IV edição do festival provincial da canção infantil e parabenizou todos participantes do
evento, numa altura em que o
Governo vai criar condições para descobrir novos talentos
nesta região.
"Acreditamos que com estas iniciativas, a província terá
no futuro bons cantores que
vão contribuir na promoção da
música local. Parabenizamos o
Secretariado Executivo da OPA
e encorajamos no sentido de
melhorar a qualidade do evento
que junta cantores infantis dos
11 municípios da província",
destacou.
Pedro Chissanga assegurou que estas iniciativas contribuem na preparação dos
artistas para o futuro, realçando
que o Governo está disponível
a apoiar e colaborar na realização de eventos do género, para
ocupar os tempos livres dos
menores.
25
rtistas angolanos
homenagearam
domingo, no Lubango (Huíla), os feitos do
Camarada Presidente da
República, José Eduardo
dos Santos, para a melhoria
da qualidade de vida das
populações de todo país e
da classe artística em particular.
Durante as suas intervenções, aquando de um
espectáculo músico cultural,
denominado "Show das
Multidões", organizado pelo
Movimento Nacional Espontâneo (MNE), realizado na
Praça João Paulo II, os
músicos foram unânimes
em enaltecer o Presidente
da República como arquitecto da paz e reconciliação
nacional.
A kudurista Tuga A-gressiva referiu que José
Eduardo dos Santos é, sem
sombras de dúvidas, o desejo do voto, porque graças a
ele é que hoje se vêem melhorias significativas em programas propiciam a recuperação das vias rodoviárias,
energia e água, infra-estruturas
escolares
e
rodoviárias.
Por sua vez, a kudurista
Noite e Dia sublinhou que os
artistas devem continuar a
apoiar o estadista, porque
graça a ele é que o país hoje
está a trilhar caminhos bastantes significativos em
todos domínios.
"Hoje circulamos de
Cabinda ao Cunene e do
mar ao leste, de forma segura, e sem sombras de dúvidas, devemos ao arquitecto
da paz", ressaltou a cantora,
que aproveitou para incentivar outros artistas a participem activamente das
eleições de 31 de Agosto.
Os artistas Fly, Legalise,
Namayonga e Francisboy
expressaram igualmente
confiança na capacidade de
José Eduardo dos Santos,
de quem agradecem pelo
trabalho que vem fazendo
pela nação e pelos angolanos. O referido show
reuniu cerca de 15 mil pessoas e teve a duração de
seis horas.
Factualidades
S e m a n a
d e
9
a
1 5
d e
J u l h o
d e
2 0 1 2
Moda
Estilista guineense Barry Madiou
abre fashionabele Angola 2012
O
estilista
guineense
Barry Madiou abrirá a
edição
2012
do
"Fashionable Angola", um
espaço permanente de moda,
resultante de uma parceria
entre a agência Pangos e a
empresa Tamariz, no âmbito da
sua política de responsabilidade social a favor da moda
angolana.
De acordo com a Pangos,
em nota enviada hoje à Angop,
o "Fashionable Angola" tem
como objectivo principal contribuir na promoção regular da
moda angolana, tornando-o
numa referência obrigatória
para todos os profissionais
angolanos e estrangeiros de
moda, quer em Angola como
no exterior do país, incluindo
turistas, que reclamam por
eventos de moda mais regulares no país.
A festa de lançamento do
"Fashionable Angola" 2012, a
ter lugar a 19 de Julho, contará
com a apresentação de uma
colecção para a actual estação
de Cacimbo, para homens e
mulheres.
Avança que o "Fashionable
Angola" terá programação
semanal, prevendo desfiles de
colecções de outros estilistas
angolanos e estrangeiros,
incluindo Lucrécia Moreira,
Allex Kangala, Esmeralda
Sotto-Mayor, Indical Barbosa,
Ana Loyd, Nivaldo Thierry
(Moçambique), Luiz DeLaja
(África do Sul/Brasil), entre outros. O "Fashionable Angola"
tem como lema "A sua Vida é
uma Moda".
Espectáculo
Cantora Yola Araújo
honrada por partilhar
palco com Kassav
A
cantora angolana Yola
Araújo
reconheceu
(08/07), no Estádio da
Cidadela, estar "bastante" honrada em partilhar o palco os
Kassav, os fundadores do estilo
musical zouk.
Em declarações à imprensa, no final da sua apresentação no espectáculo "Le
Grande Mechant Zouk", onde
interpretou uma faixa, em
dueto com o cantor e guitarrista Jacob Desvarieux, a
artista referiu que o momento
é o culminar de um sonho que
se tornou realidade, ao partilhar e fazer um dueto com um
monstro da música mundial,
na presença de milhares de
angolanos.
Modelos da Fashionable em desfile
Música
Cantora Selda apresenta "Morena de Cá"
A
cantora angolana Guiselda Tainaira
Salgueiro Portelinha, de nome artístico
"Selda", vai apresentar no próximo sábado, dia 14 deste mês, em Luanda, a sua primeira
obra discográfica denominada "Morena de Cá".
De acordo com a contra, em declarações
(09/07) a Angop, a obra visa apresentar ao público em geral, a Comunicação Social e aos músicos da nossa praça, no sentido de dar a conhecer
o trabalho produzido por ela e a todos os elementos que transformaram este disco numa realidade. O disco conta com 12 faixas musicais, dos
quais quatro promocionais respectivamente,
Aquela Rua, Palavras Doces, Apaixonada e
Mufete, esta última homenageia o falecido músico André Minga.
Selda frisou que consta deste disco músicas
inéditas, com a composição de grandes músicos
da nossa praça como Felipe Zau, Felipe
Mukenka, Totó, Guiselda e compositor e crítico
Jomo Fortunato. Quanto à música angolana, esta
Segundo a artista, tal só
mostra o reconhecimento de um
trabalho árduo que tem estado a
fazer, onde procura sempre
aproximar-se da perfeição.
"Cantar com o Jacob mostra
que o meu trabalho está a ser
reconhecido e vamos trabalhar
cada vez mais, de forma a levar
o nome, através da cultura de
angolana no exterior do país",
acrescentou.
Participaram do show "Le
Grande Mechant Zouk", para
além de Yola Araújo, o grupo antilhano Kassav, Joceline Labye,
Eric Brouta, Frédéric Caracas,
Harry Diboula, Guilou Lafarge,
Warren, Dédé Saint Prix e Princess Lover, os angolanos Eduardo Paim e o kudurista W King.
26
salientou que tem-se notado muita diversidade
de estilos e dança, que contribuem para a diversidade na nossa cultura e não só, peço que daqui
há mais oito anos a música dará saltos significantes. Questionada sobre o estilo de música,
disse ser versátil, pelo facto de se rever em vários
estilos desde que estejam de momento, para este
disco conta com o estilo morna, boca nova,
massemba e jazz. Disse igualmente que o disco
foi gravado no Rio de Janeiro e contou com a participação de Paulo Matumina e Toty. Teve como
pordutor Chico Viegas. "Morena de Cá" vai ser
vendido e autografado nos dias 21 e 22 deste
mês no Parque da Independência, no Belas
Shopping e Hotel Calor Tropical.
A contora nasceu na província do Huambo,
mas foi a partir dos 12 anos, já na capital do país,
teve os primeiros contactos com a música, influenciada pelo avó que cantava fado, pelo pai que
foi Dj e free lance da RNA e o tio o músico Toy
Salgueiro.
S e m a n a
d e
9
a
1 5
d e
J u l h o
d e
2 0 1 2
Factualidades
Expo2012
Actriz Na Moon-Hui visita pavilhão
angolano na Expo2012
A actriz coreana de
televisão Na Moon-Hui
visitou (09/07) o pavilhão
de Angola na Expo 2012
Yeosu Korea.
De acordo com um comunicado de
imprensa da área de comunicação do
Pavilhão de Angola na EXPO 2012,
chegada hoje à Angop, a actriz fez uma
visita quase "secreta" ao local para conferir a Expo 2012 Yeosu Korea, onde
estão presentes 104 países e 10 organizações internacionais.
Na Moon Hui, acrescentou o documento, que esteve a visitar o pavilhão
angolano acompanhada da sua família,
assistiu com satisfação às imagens do
preshow e mainshow angolano que
apresentam diferentes documentários
sobre a costa do país, desde o deserto
do sul até às florestas do norte.
Seguidamente, a actriz foi recebida pelo
director do Pavilhão, Santos Virgílio, que
agradeceu a visita desta grande figura
emblemática do cinema coreano.
Com mais de 51 anos de carreira, Na
Moon Hui é um dos maiores talentos da
Coreia do Sul, tendo no seu curriculum
61 novelas, 19 filmes e 9 programas
musicais. Nomeada melhor actriz no 6º
prémio de drama em Seoul, é também
embaixatriz da Boa Vontade para os
assuntos sociais e meio infantil.
Actualmente, Na Moon Hui é a actriz
principal da novela coreana "Venha
ouro!!".
O pavilhão de Angola já recebeu 171
mil 756 visitantes dentre eles diferentes
individualidades diplomáticas internacionais, tais como o ministro do
Comércio e Indústria do Kenia, embaixador da Nigéria na República da Coreia,
delegação de ministros de Timor Leste,
governador da cidade de Yeosu,
embaixador da Mauritânia em Tókio,
entre outros.
Puto Lilas e Noite&Dia
Cantam no espectáculo
das Multidões
Viana (Luanda)
Músico Jorge Rosa
canta clássicos em Viana
O
O
s kuduristas Noite&Dia
e Puta Lilas animaram
(11/07) o show das multidões,
promovido
pelo
Movimento Nacional Espontâneo (MNE), no âmbito do
Projecto "Solidários com à
Pátria", a ter lugar na cidade do
Uíge.
De acordo com o coordenador nacional do MNE para o
evento cultural, Mário Adriano
João, foram igualmente convidados os músicos Legalize, Socorro, Maya Zuda, Gaucho, Balo
Januário, Vozes do Nambua,
Banda Volga e o trio movimento
(com as bailarinas Filomena,
Erina e Paula).
A fonte informou que o Uíge
será a sétima província a albergar o espectáculo, no qual a
coordenação geral e a local
estão a trabalhar para que não
seja diferente ao que já aconteceu nas outras províncias (participação efusiva da população).
O projecto "Solidários com à
Pátria" vai decorrer em todo o
país sob o lema "Angola, Minha
Terra, Meu País", no qual estão
previstas realizações de actividades (política, cultural e
desportiva), com destaque para
o debate do tema "Importância
do voto para a melhoria da qualidade de vida da comunidade".
O espectáculo das Multidões
já decorreu nas províncias do
Namibe, Kuando Kubango,
Lunda Sul, Malanje, Cabinda e
Huíla. O MNE é uma organização de utilidade pública destinada a contribuir na resolução de
problemas sociais das comunidades.
músico e intérprete
angolano Jorge Rosa
fechou (10/07) um
acordo com o Viana Restaurante & Casino, em Luanda,
para a vertente musical do
espaço ao longo do mês em
curso.
"Todas as sexta-feira do
mês de Julho o artista vai estar
presente na esplanada daquele
espaço para interpretar clássicos angolanos e interagir com o
público que já tem o espaço
como casa de eleição na diversão e lazer", informou Tiago
Vilela de Sousa, director de
marketing dos casinos de
Angola.
No seu plano de dinamização e aproximação de artistas
nacionais de referência ao
espaço, a Direcção de Marketing dos Casinos de Angola
considera este acordo uma
mais-valia, quer para o artista
quer para a casa.
De acordo com Tiago Vilela
de Sousa, em declarações à
Angop, mais do que levar Jorge
Rosa aos palcos do Viana
Restaurante & Casino pretendem mostrar aos jovens que se
têm deslocado ao espaço "as
relíquias da música angolana".
Bem ao seu estilo característico e com a capacidade
que tem em arrastar multidões,
o artista espera que o público
vá ao espaço e o acompanhe a
interpretar clássicos de artistas
27
como Artur Nunes, Sofia Rosa,
André Mingas, entre outros.
Inaugurado em Janeiro
deste ano, o Viana Restaurante
&Casino oferece ao seu público um espaço com gastronomia local, lazer, diversão e convívio entre amigos.
Com uma agenda cultural
rica, desde modelos e músicos,
o espaço tem como missão dar
uma oportunidade a artistas
nacionais na divulgação dos
seus talentos.
Jorge Rosa nasceu em
Luanda, no bairro da Samba, e
teve uma infância desenhada
por notas musicais tocadas e
viradas para vários ritmos.
Desde muito cedo sentiu-se
influenciado pela música popular angolana, através dos tios
Sofia Rosa e Ilda Rosa, e também de David Zé, Urbano de
Castro e Artur Nunes.
Como o próprio artista
descreve "a minha vida foi marcada por um "caldo" de cultura
de influências desde o fado
português a músicas brasileiras
e o jazz norte-americano".
As suas músicas hoje são
uma mistura de todos estes
estilos que tiveram uma influência positiva na sua carreira e
vida pessoal.
Desporto
S e m a n a
d e
9
a
1 5
d e
J u l h o
Futebol
Presidente da FAF afirma
que Ferrín trará ganho
O
presidente da Federação Angolana de
Futebol (FAF), Pedro Neto, mostrou-se
(08/07) crente que o novo seleccionador
nacional Gustavo Ferrín trará ganho sustentado à
selecção, sem pressão do imediatismo dos últimos anos.
O responsável federativo falava à Rádio 5
após assinatura sábado, em Lisboa (Portugal),
do contrato de dois anos com o uruguaio de 53
anos de idade. Disse ter encontrado características e qualidades no técnico que bem potenciadas podem resultar em bom trabalho.
O facto de ser um técnico cujas acções têm
sido voltadas ao futebol jovem teve influência na
decisão, comparativamente ao universo de outros profissionais candidatos ao cargo, de acordo
com o líder da FAF.
Em Abril deste, Pedro Neto havia afirmado à
imprensa que a FAF estava em contacto com técnicos do Uruguai, Brasil e ex - Jugoslávia.
Gustavo Ferrín será apresentado no próximo dia
20 em conferência de imprensa, em Luanda.
Deve estrear-se a 15 de Agosto em partida amistosa da data FIFA frente à selecção de
Moçambique.
O jogo oficial do substituto do angolano
Romeu Filemon realiza-se entre 7 e 9 de
Setembro diante do Zimbabwe, para a primeira
mão das qualificativas ao CAN2013 na África do
Sul.
d e
2 0 1 2
Futebol
Gustavo Ferrín
é o novo técnico
dos Palancas Negras
O
Pedro Neto-Presidente da FAF
Portugal
Mantorras despede-se
em jogo de solidariedade
O
futebolista angolano Pedro
Mantorras fará a sua despedida
oficial dos relvados a 18 deste
mês, durante uma partida de solidariedade entre o Benfica de Portugal e
uma selecção de antigas "estrelas" da
modalidade no mundo, a ser disputado
no Estádio da Luz, em Lisboa.
No entanto, Benfica e o ex-futebolista
Luís Figo apresentaram (10/07), em
Lisboa, o jogo de solidariedade denominado "um gesto contra à fome", que
servirá de despedida oficial da antiga
"estrela" benfiquista e dos "Palancas
Negras".
As receitas do desafio, cuja selecção
adversária será formada por amigos de
Figo, se reverterão para o apoio às crianças de países africanos.
Mantorras passa a ser o embaixador
do Benfica para os Países Africanos de
Língua Oficial Portuguesa (PALOP),
naquilo que o presidente do Benfica, Luís
Filipe Vieira, considera uma homenagem
"tão significativa e de enorme emoção e
relevância, para os benfiquistas e para o
povo angolano".
Entre os confirmados para a partida,
estão os brasileiros Ronaldo e Roberto
Carlos, Serginho, Belletti, Sonny
Anderson e Elber, além do italiano Fábio
Canavarro. O jogo, do qual são esperados mais de 60 mil espectadores, será
dirigido pelo ex-árbitro italiano Massino
Busacca, actualmente chefe do departamento de arbitragem da FIFA.
28
técnico uruguaio Gustavo Ferrín assinou
(10/07) contrato com a
Federação Angolana de Futebol (FAF) para treinar a
selecção nacional por dois
anos, confirmou hoje à Angop,
em Luanda, o vice-presidente
para relações internacionais
daquele órgão, João Lusevikueno.
O acordo foi celebrado em
Lisboa, Portugal, entre o presidente da FAF, Pedro Neto, e o
profissional do Uruguai de 53
anos de idade, em substituição
do angolano Romeu Filemon
que havia sido contratado
interinamente a 16 de Abril.
A Angop apurou que a apresentação oficial do novo líder
dos Palancas Negras acontece
no próximo dia 20 em conferência de imprensa, na capital do
país, 48 dias antes do embate
contra o Zimbabwe, referente à
primeira-mão das eliminatórias
para o CAN em Janeiro de
2013 na África do Sul.
De acordo com o sorteio da
última eliminatória realizado
sexta-feira em Joanesburgo,
angolanos e zimbabweanos
jogam entre 7 a 9 de Setembro
em Harare, mas a estreia de
Ferrín deve ser antes com num
amistoso diante de Moçambique a 15 de Agosto em data
FIFA.
Enquanto técnico interino
da selecção nacional, Romeu
Filemon, que acumulou funções com as de treinador do 1º
de Agosto, obteve dois empates, o primeiro a uma bola
diante do Uganda, a 3 de
Junho no estádio 11 de No-
vembro, em Luanda, e o
segundo sem golos na Libéria,
nas qualificativas para a Copa
do Mundo em 2014.
Namibe
Professores de Educação
Física recebem certificados
Cento e 62 professores de
educação física e desportos,
afectos à Direcção Provincial
da Educação no Namibe,
receberam (06/07) os seus
respectivos certificados, que
os habilitam a exercerem
condignamente a actividade
de docência.
O seminário promovido
pelo comité executivo nacional
de estudo e revitalização e
educação física e desportos,
decorreu durante o primeiro
semestre do ano em curso.
Teve por objectivo capacitar
os profissionais do Ministério
de Educação em materiais
ligada à educação física e
desportos. A chefe do departamento para área social da
delegação
provincial
de
Educação
do
Namibe,
Guilhermina Soma Taka, que
falava no acto da entrega dos
certificados, afirmou que a
educação física é uma disciplina obrigatória, inserida no
currículo escolar com características próprias.
Por seu turno, a vice-governadora provincial para
área social e política, Maria
dos Anjos Mahove, exortou
aos professores que acabam
de receber os seus certificados, a materializarem os
conhecimentos adquiridos.
S e m a n a
d e
9
a
1 5
Lubango
Movimento Espontâneo aposta
em preparar “Cassulinhas da Bola”
A
massificação desportiva no país, principalmente os escalões de
formação (caçulinhas) para
criação de "viveiro", base sustentável para melhoria da promoção do desporto em Angola,
é o grande do Movimento
Nacional Espontâneo (MNE),
disse (09/07) à Angop o
secretário-geral da instituição,
José Zeferino. Acrescentou que
o MNE está em busca de par-
ceiros para suportar as equipas
do Girabairro e avançou que
existem projectos para o
fomento desportivo pelo país.
De acordo com o interlocutor,
perspectiva-se a aquisição de
equipamentos e outros materiais, bem como o aumento do
número de equipas de caçulinhas. A massificação do
desporto constitui, entre outras
acções, uma das principais
áreas de actuação do MNE.
Benguela
Nove judocas
sobem de categoria
N
ove atletas angolanos
das academias de
judo Génesis, 1º de
Maio e Nacional de Benguela
ascenderam, (09/07) à categoria cinto negro, 1º Dan, numa
iniciativa da federação angolana da modalidade, para regularizar a situação dos praticantes nesta província. Em
declarações à Angop, o secretário-geral da Federação
Angolana de Judo (Fajudo),
António Alves, disse que os
atletas graduados ostentavam
o cinturão castanho e foram
submetidos a um estágio de
preparação em Abril deste ano,
em reconhecimento do trabalho na massificação da modalidade.
Ressaltou ter havido pouca
afluência aos exames de graduações, já que a expectativa
era de legalizar pelo menos 15
atletas junto ao órgão reitor da
modalidade no país, isto porque eles lidam com a gestão de
clubes de judo e com a formação de crianças.
António Alves considera de
grande responsabilidade o trabalho com crianças, por isso é
necessário atribuir graduações
1º Dan, cinto negro, a todos os
atletas nesta condição, para
que estejam habilitados a ensinar de acordo com as normas
em vigor. Reconheceu que a
classificação 1º Dan é importante para o desenvolvimento
do judo, em especial para as
pessoas já habilitadas a trabalhar nas direcções técnicas dos
clubes, de maneira que comecem uma carreira de mestre.
"Quando um judoca atinge
o cinto negro dá o primeiro
passo para se tornar num
mestre de judo", disse, frisando
ser importante dotá-los de uma
base técnica sólida em termos
de execução e de apresentação, de modo que estejam
aptos para ensinar.
Informou que as graduações vão continuar, para além
de Benguela, nas províncias de
Luanda e do Huambo, nas
quais têm estado a aumentar o
número de escolas nos municípios e de praticantes.
d e
J u l h o
d e
Desporto
2 0 1 2
Andebol
Ex-pivot Anica "sonha"
com medalha olímpica
A antiga pivot do
Petro de Luanda e
da selecção
nacional sénior
feminina de andebol
Anica Neto afirmou
(08/07) à Angop que
depois do
comportamento da
equipa angolana no
último Mundial
(2011) o país pode
sonhar alto e
acreditar em
medalha olímpica
dentro de quatro
anos.
Segundo a ex-andebolista,
tudo depende do investimento
que se fizer na modalidade a
seguir dos Jogos Olímpicos de
Londres 2012 e também da
entrega das praticantes, treinadores e sobretudo dos apoios na
preparação da equipa.
Para Anica Neto, a selecção
sénior feminina de Angola estaria em condições de lutar pelo
ouro olímpico se tivesse uma
preparação adequada e consistente, porque as outras participantes superam as campeãs
africanas só nos pormenores.
"Agora em Londres 2012 não
diria, porque um campeão não
29
se faz em meia dúzia de dias e
sim em pelo menos um ciclo
olímpico. Podemos pensar em
ser nos próximos Jogos Olímpicos se começarmos a preparar a equipa logo após Londres",
avançou.
Anica Neto sublinhou que o
trabalho para se atingir a esses
patamares deve ser incluído
numa perspectiva a curto e
médio prazo, pois "os treinadores angolanos têm potencial
para fazer mais e só ficam pelo
caminho por falta de outros complementos".
Referiu que a preparação
engloba uma série de factores,
nomeadamente boa alimentação e estabilidade emocional
das andebolistas. Defendeu que
o ensaio deve ser com as potências mundiais (Dinamarca e
Noruega), em ciclos regulares
de treinamento.
Sugeriu a melhoria das
condições de trabalho, considerando que as andebolistas
devem ser acarinhadas para
que nada falte sempre que
tiverem de treinar. "É o local
delas de trabalho e os meios
servem de motivação para lá
estarem".
Sobre a experiência olímpica, Anica Neto lembrou a sensação inigualável de fazer parte
do evento e confessou: "O
primeiro, em 1996, foi o melhor e
mais marcante, pelas surpresas
de ver tantos desportistas juntos
e simplicidade dos jogadores
que eu via como reis e rainhas
do desporto. É estar na elite do
desporto universal".
A antiga andebolista estreouse em Jogos Olímpicos aos 23
anos em Atlanta, tendo participado nas duas edições seguintes
(Sydney2000 e Atenas2004), e
jamais escondeu a satisfação de
vencer o primeiro encontro nestes eventos, contra as anfitriãs
norte-americanas por 24-23, nas
classificativas do sétimo lugar.
Anica Neto iniciou a carreira aos
11 anos de idade no Grupo
Desportivo da TAAG, hoje ASA,
em 1984. Transferiu-se mais
tarde para o Petro de Luanda,
clube com o qual conquistou
vários títulos nacionais e
africanos até abandonar a alta
competição em 2005. Conquistou cinco Africanos das Nações
e foi baptizada em Mundiais na
Noruega (93), sob orientação
técnica de Beto Ferreira.
Desde a estreia em Jogos
Olímpicos, em 1996, a selecção
nacional ganhou uma partida
nas três primeiras edições e saiu
sem vitória na última em Beijing
(2008), onde ocupou a lanterna
vermelha, depois de penúltima
em Atlanta, Sydney2000 e
Atenas2004.
Em 1996, derrotou nas classificativas do sétimo posto os
Estados Unidos (24-23), na Austrália para o nono lugar (Estados
Unidos, 26-18) e na Grécia
sobre a anfitriã (38-23). Na
China, Angola só somou derrotas e acabou na cauda (12ª),
tendo conseguido apenas empate (24-24) frente a Casaquistão na fase de grupos.
Publicidade
S e m a n a
d e
30
9
a
1 5
d e
J u l h o
d e
2 0 1 2
S e m a n a
d e
9
a
1 5
d e
J u l h o
d e
Optimismo protege
dos acidentes
vasculares cerebrais
Saiba porquê
Já se sabia que os optimistas têm um sistema
imunitário mais robusto, as suas feridas cicatrizam mais depressa e correm menos risco de
sofrer de doenças cardiovasculares.
Agora, um estudo publicado na revista Stroke
veio revelar que está também associado a um
risco mais baixo de se vir a sofrer um acidente
vascular cerebral (AVC). O que pode explicar
esta ligação?
Talvez o facto de as pessoas com uma postu-
ra optimista terem maior tendência para cuidar da
sua saúde. Mas também pode haver uma explicação biológica. Os investigadores crêem que se
a depressão impede o nosso organismo de funcionar, o optimismo poderá ter o efeito contrário.
Se não é um optimista militante eis o que
pode fazer para passar a ver o mundo com outros
olhos:
- A situação é realmente tão má como parece?
- Posso encarar o problema sob um prisma
diferente?
- O que posso aprender com esta situação
que me seja útil no futuro?
"Tudo em excesso na
vida atrapalha" - Zagallo
Mário Jorge Lobo
Zagallo é o único
tetracampeão
mundial de futebol.
As duas primeiras
conquistas (1958 e
1962) foram como
jogador. E as últimas
(1970 e 1994) foram
como treinador da
selecção. Por todos
os clubes que passou, actuando como
jogador ou técnico,
Zagallo conquistou
títulos. Actualmente,
é o treinador da
equipe de futebol do
Flamengo, e já conquistou a Taça
Guanabara, primeiro
turno do
Campeonato Carioca
de 2001.
O que você faz para manter
sua saúde?
Levo uma vida normal sem
estravagâncias. Jogo ténis até
oito horas por semana e de vez
em quando faço caminhada,
pelo menos quatro vezes por
semana, porque a pessoa deve
estar sempre em actividade e
nunca parar. Tomo vitamina E,
Centrum, um composto com
quase todas as vitaminas e
outro composto para afinar o
sangue. Ter uma vida regrada é
o importante, e nada impede
que socialmente tome um
uísque ou uma cerveja. Tudo
em excesso na vida atrapalha.
Tem o hábito de fazer exam-
quete, apesar de não estar ligado directamente, acompanho
tudo, pois faz parte da minha
vida.
Faz algum exercício mental
ou terapia para prevenir o
estresse do dia-a-dia?
es periódicos?
Até que sou um pouquinho
relaxado neste aspecto. Faço
exames de seis em seis meses
que determinam o colesterol
(em todos os requisitos), de
sangue, de próstata, de diabetes. Quanto ao check-up é
que sou relaxado, o electro,
não faço.
Você faz alguma dieta alimentar ou segue orientação de um
especialista?
Não faço dieta, tenho uma
alimentação sadia e mantenho
meu peso ideal. Quando cheguei aos 74 quilos, resolvi perder o excesso. Como um pouco
de tudo.
Que esportes pratica ou
gosta mais, além do futebol?
Pratico só ténis, mas estou
ligado em todos os esportes e
gosto de todos. Em se tratando
de representar o país fora, seja
o Guga no ténis, o vólei masculino, o feminino, ou o bas-
A minha profissão é um
pouco estressante, mas é uma
rotina à qual meu organismo já
se acostumou, é automático.
Sou uma pessoa que vive o
momento, sem desligar a tomada. Tenho meu autocontrole.
Se não se dedicasse ao
futebol, que outra carreira você
teria? Por quê?
Quando garoto, eu estudei
no internato São José, Colégio
Marista, me formei em
Contabilidade e minha idéia inicial era ser piloto, aviador, mas
tive astigmatismo e isto me
prejudicou. Depois pensei em
trabalhar com meu pai no
comércio, como representante,
mas o destino me levou ao
futebol. Meus pais não aceitaram, porque naquela época
jogador era sinónimo de
"vagabundo", mas meu irmão
mais velho interferiu e a coisa,
que começou como uma brincadeira, acabou dando certo.
O temperamento forte e a
emotividade são características
de sua personalidade no dia-adia, ou só afloram durante os
jogos?
Sou uma pessoa fácil de ser
levada, meu signo é Leão, se
souber me levar, você me tranca numa "jaula". Só não gosto
de injustiça, não pisa em mim
sem razão, porque vai levar o
troco. E eu sou muito franco e
verdadeiro, não falo por trás e
gosto que ajam da mesma
forma comigo.
31
Saúde
2 0 1 2
Factos e mitos sobre o café
10 coisas que precisa
saber antes
da próxima chávena
O café é uma das bebidas
preferidas por muitos angolanos
e uma das mais consumidas em
todo o mundo (apenas superada
pela água). Argumento social
por excelência que está associado a hábitos sociais e tradições, como traço distintivo da
cultura portuguesa. Para além
disso, o café (e o seu principal
composto, a cafeína) tem sido
amplamente estudado relativamente aos seus benefícios para
a saúde. No entanto, existe
ainda uma generalizada falta de
informação quanto a esses
benefícios, persistindo muitos
mitos e preconceitos sobre a
relação entre o consumo de
café.
Para dar resposta a esta
necessidade e ajudar a diferenciar os mitos dos factos, respondemos , com base em evidência
científica, às dez maiores dúvidas sobre café:
1. Um ou dois cafés por dia é
o consumo moderado aconselhado. MITO!
Beber café regularmente
deve fazer parte de uma dieta
saudável e equilibrada. Não
causa efeitos adversos para a
maioria dos adultos saudáveis e
traz benefícios terapêuticos.
Desta forma, com excepções
das grávidas e grupos específicos de doentes coronários e
sensíveis à cafeína, o consumo
médio indicado é de 3-4 chávenas diárias.
2. Beber café faz mal à
saúde. MITO!
Ao longo dos anos, têm
vindo a ser realizados e divulgados vários estudos que sustentam que o consumo regular e
moderado de café (3-4 chávenas/dia) pode prevenir o aparecimento de uma série de patologias, existindo uma evidência
consensual incontornável: a
ingestão moderada de café não
representa quaisquer riscos para
a saúde, apresentando mesmo
alguns benefícios. Segundo
estudos científicos, validados
pelo Centro de Estudos de
Medicina Baseada na Evidência,
da Faculdade de Medicina de
Lisboa (CEMBE), a cafeína
parece ter um efeito protector no
desenvolvimento cognitivo. Isto
significa que pode existir uma
relação entre o consumo de café
e a prevenção de determinadas
doenças, como a Diabetes tipo
2, Alzheimer, Parkinson e certos
tipos de cancro. As evidências
científicas mais recentes sugerem haver uma ligação entre o
consumo do café e a redução do
risco de AVC, combate à obesidade, à dor muscular pós-exercício, e ao aumento doe estado
de alerta e bom humor.
3. Beber café aumenta o
risco de doença cardiovascular.
MITO! O consumo moderado de
café não está associado a um
maior risco de problemas cardiovasculares (como doenças e
ataques cardíacos, arritmia ou
hipertensão). Pelo contrário,
vários estudos sugerem que o
café pode ajudar a reduzir este
tipo de patologia. Um dos últimos estudos divulgados demostrou que as pessoas que
possuem uma resposta hipertensiva à ingestão de café é
porque já têm tendência para a
patologia, ou são conhecidos
como metabolizadores lentos,
ou seja, reagem sempre como
se estivessem a beber café pela
primeira vez.
4. Grávidas não devem
beber café. MITO!
É comum a mulher grávida
ser aconselhada a cortar totalmente a ingestão de café
durante a gravidez. Isto acontece porque existe o receio da
cafeína provocar má formação
do feto e até aborto, no entanto,
não há evidência científica que
sustente estas teorias. A
recomendação é que as mulheres grávidas limitem a dose diária de cafeína para 75150mg/dia, o que não significa
eliminar o consumo. Desta
forma, não há qualquer inconveniente em ingerir duas chávenas
diárias de café.
5. Beber café aumenta o
desempenho
desportivo.
FACTO!
Os efeitos do consumo de
café no desempenho desportivo
estão directamente ligados à
cafeína (3-4mg/kg). Estudos
comprovam e relacionam a
ingestão de cafeína à performance, resistência e a uma
redução na percepção de
esforço. Numa das últimas
investigações divulgadas, foi
demonstrado que os atletas que
consumiram cafeína tiveram um
melhor desempenho do que os
que não ingeriram, independentemente da temperatura, frio ou
calor. O que prova que, apesar
do calor aumentar a dor muscular, a cafeína demonstrou ter
efeitos benéficos para aqueles
que praticam exercícios mesmo
em ambientes com temperaturas quentes.
S e m a n a
d e
9
a
1 5
d e
J u l h o
Publicidade
d e
2 0 1 2

Documentos relacionados

Pompi480_GANHO 426.qxd

Pompi480_GANHO 426.qxd MINISTÉRIO DA COMUNICAÇÃO SOCIAL SOB O Nº: 129/B/96 Propriedade: MPLA www.mpla.ao

Leia mais

outubro de 2015

outubro de 2015 Jaime; Chefe de Redacção: Hermínia Tiny ([email protected]) – REDACÇÃO – Política: Hermínia Tiny (Editora); Sociedade: João Valente (Editor); Reconstrução e Desenvolvimento: Joaquim Guilherme...

Leia mais

De 27 de Novembro a 4 de Dezembro de 2012

De 27 de Novembro a 4 de Dezembro de 2012 Sociedade: Hermínia Tiny (Editora); Juventude, Mulher e Família: João Valente; Actualidade: Luzolo Maria; Cultura, Figuras & Factos e Desporto: Ferraz Neto (Editor) - Fotografia: Joaquim Guilherme ...

Leia mais

23 a 29 de Julho de 2012

23 a 29 de Julho de 2012 Sociedade: Hermínia Tiny (Editora); Juventude, Mulher e Família: João Valente; Actualidade: Luzolo Maria; Cultura, Figuras & Factos e Desporto: Ferraz Neto (Editor) - Fotografia: Joaquim Guilherme ...

Leia mais