SC - SC - EDIÇÃO IMPRESSA

Сomentários

Transcrição

SC - SC - EDIÇÃO IMPRESSA
EG ATENDE À IMPSA
A Notícia - SC - SC - EDIÇÃO IMPRESSA - 09/06/2011
A Weg fechou contrato e, em tempo rápido, vai fornecer solução integrada com
42 transformadores para a Usina Aquibatã Energia Eólica, em Água Doce, na
serra catarinense. A informação é de João Junqueira, diretor de engenharia e
operações da Impsa. Foram construídas pequenas casas de alvenaria próximo às
torres para instalar os equipamentos. Este foi o primeiro fornecimento da
metalúrgica jaraguaense para um parque de energia eólica. Também foram
entregues à Aquibatã três transformadores 40/50 MVA. A usina gera 123 mil kW
de potência, o suficiente para abastecer 100 mil casas, ou 500 mil pessoas.
Para tentar driblar a falta de mão de obra na região de Joinville, a Gati está
encabeçando grupo de trabalho que, em parceria, movimenta dezenas de
empresas de software da cidade. A Gati também estrutura uma unidade em São
Bento do Sul. O projeto está em fase de instalação e contratação de pessoal.
Saúde
A operadora Amil tem interesse em entrar no mercado catarinense de saúde
privada. Como os negócios no setor ainda têm dimensão pequena no Estado, a
lógica passa pela compra de hospitais nas grandes cidades ou pela aquisição de
operadora concorrente já instalada. A análise é do presidente Tércio Kasten, da
Federação dos Hospitais de Santa Catarina. A assessoria da empresa diz
desconhecer a intenção.
Planos da SCGás
O plano plurianual de negócios da SCGás para o período 2011-2015 contempla 18
projetos. A meta é chegar a 72 municípios atendidos com gás natural. Até
dezembro do ano passado, a companhia já tinha investido R$ 935 milhões em 53
projetos de empresas espalhadas por todo o Estado. Do total, R$ 732,3 milhões
foram aplicados na expansão de dez empreendimentos industriais, que
receberam gás natural para operarem com custos menores. A empresa fechou
maio com 2.393 clientes. A ampliação do atendimento a residências explica o
crescimento desse segmento, que já representa quase 80% dos clientes da
companhia, com consumo superior a 77% do volume total em relação ao mês de
janeiro. Há 54 cidades atendidas.
Reciclável
A Polpatek, uma indústria de calços industriais de polpa moldada, vai se instalar
em São Bento do Sul. Produz, a partir de matérias-primas recicladas (papel),
produto final também reciclável e ecologicamente sustentável. Utiliza papel velho
em seu processo produtivo e substitui o isopor. A sede industrial está em fase
final de acabamento. Terá um galpão com 6 mil m² na rodovia SC-301. Embarca
as máquinas no final deste mês. A tecnologia do maquinário é chinesa. Os
investimentos somam R$ 4 milhões e pode ser aplicado mais R$ 1,5 milhão até o
início das operações. A capacidade instalada é de 200 toneladas/mês. Serão
contratados cem empregados.
Indústria desacelera
As vendas reais (descontada a inflação) da indústria catarinense fecharam abril
com queda de 8,8% em comparação com março. Em relação a abril de 2010, a
diferença é de 4,1%. O resultado negativo afetou 15 das 16 atividades industriais
ouvidas pela Federação das Indústrias (Fiesc). O único setor que registrou
crescimento foi o de máquinas e equipamentos: alta de 3,9%. O levantamento
mostra que a queda do faturamento no período se deve a menor demanda,
menos dias trabalhados e o desempenho ruim das exportações em função da
taxa cambial.
Radar estratégico
Não é de hoje que os clientes da Tupy incentivam o estabelecimento de
fornecedores nas mesmas regiões em que operam. E a Tupy não é exceção à
regra. Nesse contexto, a companhia, que tem substancial participação nas
exportações para empresas do setor automotivo, precisa estar atenta a
oportunidades que possam auxiliar o crescimento de seu portfólio de negócios.
Neste ambiente, faz sentido os pedidos de clientes para a empresa ter unidades
fora do Brasil. Estas solicitações são reconhecimento da tecnologia e qualidade
dos produtos e serviços que entrega. Mesmo assim, as discussões “estão em
nível estratégico e não há nada de concreto por ora”. E completa o presidente
Luiz Tarquínio: “Internacionalizada a Tupy já é, embora não possua manufatura
no exterior”. É o que está faltando.
Ajuda
Vice-presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária, Valdir Colatto
(PMDB/SC) sugeriu a criação de grupo para discutir os problemas relacionados ao
vinho, durante audiência na terça-feira na Comissão de Agricultura, em Brasília.
Em SC, das 85 cantinas, a maioria não tem condições de cumprir as exigências
legais. Entre os problemas estão a dificuldade de registrar a vinícola, a
implantação da nota eletrônica e a obtenção do selo da Receita. As alternativas
que restam são parar de produzir vinho e vender uva. Ou trabalhar na
clandestinidade.
A BR Malls, dona de fatia minoritária do Mueller Joinville, quer aumentar sua
participação no País via aquisições. No Brasil, há 421 shoppings. A companhia
tem em caixa R$ 730 milhões apurados junto ao mercado.
IMÓVEIS
A Construtora Thá (PR) expande negócios em SC. Está construindo dois empreendimentos em Itajaí. O Aloha Home Resort, na Praia Brava, e o Residencial
Essence, no bairro Fazenda.
VISITA
Ex-governador de SP, José Serra é o convidado especial do Almoço de Ideias que
a ADVB/SC realiza dia 13 no Teatro Carlos Gomes, em Blumenau. O tucano fará
uma palestra sobre O desenvolvimento econômico do Brasil e seus problemas.
ALERTA
Informe Planeta Vivo 2010, da ONG World Wildlife Fund, revela que a Terra
ultrapassou em 30% a sua capacidade de reposição dos recursos necessários
para as demandas humanas. O alerta consta em publicação da Mexichem
(proprietária da Amanco).
LUXO
Pesquisa realizada pelo GfK, em parceria com a MCF Consultoria, mostra que em
2010 o mercado brasileiro de luxo faturou cerca deUS$ 8,9 bilhões. Em 2006, o
setor movimentou US$ 3,9 bilhões. Houve crescimento de 129% no período.
Barcos e joias exclusivas estão na lista de itens desejados pelos ricos.