Contratação de Promotores

Сomentários

Transcrição

Contratação de Promotores
GUIA DE MELHORES PRÁTICAS EM PROCUREMENT
Comitê de Sourcing
Contratação
de
Promotores
CatalogoPromotores_18_pag.indd 1
23/09/13 14:28
4
5
7
12
13
14
16
17
Introdução/Contratação de fornecedores
Briefing
Negociação/Orçamento
Contratação de mão de obra
Monitoramento da mão de obra
Avaliação do processo/Contrato jurídico
Formas de pagamento/Conclusão
Links úteis/Agradecimentos
2
CatalogoPromotores_18_pag.indd 2-3
23/09/13 14:28
INTRODUÇÃO
Sempre que uma equipe de promotores vai a campo, leva com ela mais
do que amostras de produtos, cupons de desconto, brindes ou folhetos
promocionais. Na verdade, estes profissionais carregam a responsabilidade
de propagar a imagem de marcas, produtos e serviços, exercendo uma
atividade cada vez mais relevante aos planos de comunicação das empresas.
Abordando os consumidores em lojas, shopping centers, supermercados,
bares, restaurantes, casas noturnas, cinemas, teatros, parques e em quaisquer
locais com grande concentração de público, seu espaço de atuação só não
é mais abrangente que o nível de complexidade envolvido nos processos
de seleção, contratação, treinamento e monitoramento destas equipes, razão
pela qual é prática do mercado delegar tais tarefas a operações especializadas
na área.
No entanto, embora esses prestadores de serviço tenham se capacitado
muito nos últimos anos, consolidando-se como uma verdadeira extensão das
células de trade marketing das empresas anunciantes, cabe ao procurement
identificar parceiros idôneos, engajados e competentes; analisar suas
ferramentas e modelos de gestão; bem como acompanhar cada etapa do
trabalho realizado.
Para ajudar nesse desafio, apresentamos a seguir as melhores práticas
na seleção dos fornecedores, desenvolvimento do briefing, análise de
orçamentos, elaboração do contrato jurídico, contratação de mão de obra e
monitoramento da equipe, entre outros pontos capazes de assegurar o êxito
de quaisquer ações executadas longe dos olhos do cliente – mas bem à vista
de seu público-alvo.
CONTRATAÇÃO DE FORNECEDORES
Existem dois tipos de prestadores de serviço capazes de auxiliá-lo na
viabilização da ação promocional: operações que se dedicam unicamente
à contratação de mão de obra terceirizada, indicadas nos casos em que
a contratante conta com uma área de trade marketing interna devidamente
4
CatalogoPromotores_18_pag.indd 4-5
estruturada; e empresas que prestam todo o suporte em trade marketing,
recomendadas quando a contratante não dispõe da estrutura necessária para
gerir a atividade.
Portanto, antes de firmar acordo com o fornecedor é preciso considerar sua
especialização, leque de serviços ofertados (inteligência de mercado, logística,
gestão da informação etc.), estrutura física e tecnológica, parceiros regionais
(agências coligadas), portfólio de clientes, histórico trabalhista (obtido junto ao
Ministério do Trabalho), bem como sua saúde financeira, fiscal e tributária. Além
disso, convém programar uma visita técnica, a fim de constatar pessoalmente
se as promessas da empresa são, de fato, cumpridas.
É prudente averiguar, ainda, se a empresa responsável pela contratação da
mão de obra possui a homologação necessária para ofertar trabalhos em
regime temporário e se está devidamente associada a um sindicato de classe,
como o SINDEEPRES (de São Paulo) ou equivalente.
Nos processos de concorrência, solicite aos participantes uma proposta
técnica, abarcando o planejamento da operação de trade marketing,
programas de treinamento de mão de obra, detalhamento dos encargos
trabalhistas, ferramentas disponíveis (como softwares de segmentação de
mercado, geomarketing, gerenciamento de negócios, roteirização eletrônica
etc.), sistemas e relatórios utilizados, estrutura operacional e, é claro, uma
proposta comercial, que deve ser cuidadosamente avaliada, considerando os
serviços previstos e a adequação ao job description.
BRIEFING
Todas as empresas integrantes do processo de concorrência devem receber
um briefing de igual teor e devidamente detalhado, sinalizando, entre outros
itens, o propósito e período da ação, mecânica operacional adotada, perfil
do target e do promotor, emprego de peças de merchandising, materiais de
apoio necessários, características do trade e número de lojas envolvidas (no
caso de promoções realizadas no PDV), bem como as expectativas quanto
ao retorno das informações apuradas em campo.
5
23/09/13 14:28
MODELO DE BRIEFING PARA AÇÕES DE PDV MO TEMPORÁRIA
Marca:
Produto
Tipo de Ação
Periodo da ação: Dias de Trabalho:
Carga Horária
Terá troca de lojas Quinzenal
Nº Quinzenas
Função
QuanAdade M.O
Definir Perfil
Na hipótese de um prestador de serviço participante da concorrência expressar
alguma dúvida em relação a determinado ponto do briefing, a resposta deve
ser encaminhada inclusive aos demais integrantes, iniciativa que garantirá maior
transparência ao processo.
ANEXAR GRADE DE LOJAS COM ENDEREÇO COMPLETO
Em quais Cidades deseja atuar? E quanAdades de M.O? -­‐ Caso tenha a grade de M.O por praça enviar no e-­‐mail.
Quanto mais rico em detalhes for o briefing, menores serão as
surpresas com custos extras.
Descrever a mecânica detalhadamente!
Brindes ou Materiais
QuanAdade
Responsabilidade de Produção
Responsabilidade de Transporte
NEGOCIAÇÃO / ORÇAMENTO
Embora a área de compras deva atuar em conjunto com a de marketing e trade
marketing, evitando dissonâncias na compreensão do projeto, recomenda-se
que durante a fase de negociação o procurement seja o único a tratar de custos
com os fornecedores, o que conferirá maior foco e objetividade a esta tarefa.
Degustação
Itens que envolvem a ação*
QuanAdade
QuanAdade
Responsabilidade de Produção
Responsabilidade de Produção
Responsabilidade de Transporte
Responsabilidade de Transporte
*Inserir todos os materiais/itens necessários para a ação,caso seja degustação com elaboração de uma receita, favor anexar.
Informações para apurar em campo:
Tanto a planilha de custos como o orçamento devem ser abertos, minuciosos
e transparentes, abarcando todos os itens direta e indiretamente envolvidos
na ação promocional – como remuneração da mão de obra contratada
(promotores e supervisores de campo), encargos trabalhistas e sociais,
programa de treinamento, uniformes, materiais de apoio, custos operacionais,
taxas de agência e de eventuais operações coligadas –, cada qual com o
maior nível de detalhamento possível.
Mantenha sempre um histórico de custos com valores referenciais
para apoiá-lo nas próximas negociações.
Modelo de Briefing sugerido pela MR Promoções e Eventos.
6
CatalogoPromotores_18_pag.indd 6-7
7
23/09/13 14:28
8
CatalogoPromotores_18_pag.indd 8-9
9
23/09/13 14:28
Salário Base
R$ -­‐ Coligada
M.O
Quinzenas
Salário Base
R$ -­‐
Encargos Sociais Sub total unitário
R$ -­‐
Encargos Sociais Sub total unitário
R$ -­‐
R$ -­‐
R$ -­‐
R$ -­‐
133
133
0
133
0
0
0
2
1
9
60
100
0
TOTALIZAÇÕES
#REF!
R$ -­‐ #REF!
R$ -­‐ R$ -­‐ TOTALIZAÇÕES
Custo total Custo total R$ -­‐ sugerido pela MR Promoções e Eventos
para Contratação Temporária
R$ -­‐ 55,20%
Detalhamento dos Encargos Trabalhistas (LEI 6.019/74)
#REF!
R$ -­‐ #REF!
R$ -­‐ R$ -­‐ R$ -­‐ R$ -­‐ 55,20%
Detalhamento dos Encargos Trabalhistas (LEI 6.019/74)
Modelo de Orçamento para Contratação Temporária sugerido pela MR Promoções e Eventos
IMPOSTOS
TAXA DE AGÊNCIA -­‐
Subtotal
INSUMOS E MATERIAIS
CUSTOS OPERACIONAIS
ESTRUTURA INTERNA
CUSTOS INDIRETOS
AJUDA DE CUSTO Modelo
de Orçamento
MÃO DE OBRA
IMPOSTOS
TAXA DE AGÊNCIA -­‐
TOTAL -­‐ ENCARGOS
Subtotal
INSUMOS E MATERIAIS
TOTAL -­‐ INSUMOS E MATERIAIS
Leite Condensado embalagem Tetra Pack MÃO DE OBRA
Colher para o brigadeiro -­‐ AJUDA DE CUSTO Panela anJaderente de aproximadmente 12 cm de altura
CUSTOS INDIRETOS
Pano de prato comum
ESTRUTURA INTERNA
Espátula para manteiga cabo de plasJco bege
CUSTOS OPERACIONAIS
Fogão de indução Esponja para Louça dupla face 3M
TOTAL -­‐ ENCARGOS
Detergente 500ml
Copo plásJco de café de 50ml para o brigadeiro de colher
TOTAL -­‐ INSUMOS E MATERIAIS
Saco de lixo 20 litros -­‐
Uniformes -­‐ layout 01
Touca de redinha preta
Flanela branca ou amarela
Luva Jpo cirurgica -­‐ Alcool Gel 500gr
Guardanapo pequeno -­‐ Cesta de Pães pequeno
Pão francês
Extensão 05 metros 2 polos
Chocolate em Pó -­‐ Toddy
Faca de Pão Claybom 500 gr
Espátula de Manteiga
Colher/espátula de silicone
Porta guardanapo de ferro
Colher de sobremesa para servir o brigadeiro nos copinhos -­‐ Inox
Lixeira com Tampa 10 Litros Compra de colher de sopa inox
Saco de lixo 20 litros -­‐
Copo plásJco de café de 50ml para o brigadeiro de colher
Touca de redinha preta
Detergente 500ml
Luva Jpo cirurgica -­‐ Esponja para Louça dupla face 3M
Guardanapo pequeno -­‐ Fogão de indução Pão francês
Leite Condensado embalagem Tetra Pack Chocolate em Pó -­‐ Toddy
Colher para o brigadeiro -­‐ Claybom 500 gr
Panela anJaderente de aproximadmente 12 cm de altura
Colher/espátula de silicone
Pano de prato comum
Colher de sobremesa para servir o brigadeiro nos copinhos -­‐ Inox
Espátula para manteiga cabo de plasJco bege
Compra de colher de sopa inox
R$ -­‐
R$ -­‐
R$ -­‐
86
43
R$ -­‐
R$ -­‐
43
R$ -­‐
R$ -­‐
R$ -­‐
R$ -­‐
R$ -­‐
R$ -­‐
R$ -­‐
R$ -­‐
R$ -­‐
R$ -­‐
R$ -­‐
R$ -­‐
R$ -­‐
R$ -­‐
R$ -­‐
R$ -­‐
R$ -­‐
R$ -­‐
R$ -­‐
R$ -­‐
R$ -­‐
R$ -­‐
R$ -­‐
R$ -­‐
R$ -­‐
R$ -­‐
R$ -­‐
R$ -­‐
R$ -­‐
R$ -­‐
R$ -­‐
R$ -­‐
R$ -­‐
R$ -­‐
R$ -­‐
R$ -­‐
R$ -­‐
R$ -­‐
159600
3990
43
43
86
159600
2660
100
2660
43
2660
86
320000
43
1330
43
998
43
122
43
86
43
43
43
86
2660
159600
2660
86
2660
43
320000
43
1330
3990
998
159600
122
43
86
86
43
43
86
R$ R$ -­‐-­‐
43
Lixeira com Tampa 10 Litros TOTAL -­‐ CUSTOS OPERACIONAIS
R$ -­‐
1
43
R$ -­‐
60
43
Manuais treinamento + planilhas de relatórios
Espátula de M
anteiga
Transporte de todos s materiais para as praças, IDA E VOLTA
Porta guardanapo de oferro
R$ -­‐
9
43
100
43
Lavagem dos uniformes
Faca de Pão R$ -­‐
R$ -­‐
R$ -­‐
R$ -­‐
R$ -­‐
R$ Valor e m R $ -­‐
Outros -­‐ Sedex ocumentações Extensão 05 mDetros 2 polos /carteira de trabalho ida e volta bases
TREINAMENTO / INSUMOS/ PRODUTOS
86
43
0
100
0
133
43
0
0
R$ -­‐
R$ R$ -­‐-­‐
R$ -­‐
R$ aguard. L js
-­‐
aguard. Ljs
R$ -­‐
R$ -­‐
R$ -­‐
R$ Valor e m R $ -­‐
R$ -­‐
R$ -­‐
aguard. Ljs
R$ -­‐
R$ -­‐
R$ -­‐
0
0
2
R$ -­‐
R$ -­‐
R$ -­‐
R$ -­‐
aguard. Ljs
R$ -­‐
R$ -­‐
R$ -­‐
R$ -­‐
R$ -­‐
Valor em R$ R$ -­‐
R$ -­‐
R$ -­‐
R$ -­‐
R$ -­‐
Valor em R$ 1
133 0
0
0
Implantação e pdequeno
esimplantação de balcões nas Lojas Cesta de Pães CUSTOS OPERACIONAIS
R$ -­‐ R$ -­‐ Assistente
Uniformes -­‐ layout 01
R$ -­‐ 1
1
1
1
Aj. Transporte Aj. Taxa de QTD. De Período 1
/ km
alimentação Coligada M.O
Mês/Dia
ESTRUTURA INTERNA
TREINAMENTO / INSUMOS/ PRODUTOS
Salário Base
R$ -­‐
27
133
133
133
133
27
133
27
1
Aj. Transporte Aj. Taxa de QTD. De Período / km
alimentação Coligada M.O
Mês/Dia
CUSTOS OPERACIONAIS
R$ -­‐ R$ -­‐ 1
1
133
27
1
133
Aj. Transporte / Taxa de QTD. De Período / Aj. alimentação km
Coligada
M.O
Quinzenas
ESTRUTURA INTERNA
R$ -­‐ R$ -­‐
Flanela b-­‐ ranca ou amarela
TOTAL ESTRUTURA INTERNA
R$ -­‐
Sub total unitário
R$ -­‐
MÃO DE OBRA
Encargos Sociais R$ -­‐ Coordenador
TOTAL -­‐ CUSTOS OPERACIONAIS
Alcool Gel 500gr
km
DETALHAMENTO D E R$ -­‐
R$ C
-­‐ USTOS R$ I NDIRETOS -­‐
R$ C
OM E
QUIPE
-­‐
Transporte de todos os mCargos ateriais as praças, IDA E VOLTA
/ pRara egiões
Manuais de treinamento + planilhas de relatórios
Lavagem dos uniformes
R$ -­‐
unitário
PLANILHA DE CUSTOS COM TOTAL DE QUINZENAS
R$ -­‐ Sociais DETALHAMENTO DE CUSTOS INDIRETOS COM EQUIPE
Outros s-­‐ imples Sedex Deocumentações carteira Xerox autenJcação /d
e docsde trabalho ida e volta bases
Implantação e desimplantação de balcões nas Lojas Curso Bom Preço
Exames Médicos para Varejista
Seguro ida
TOTAL d-­‐e EVSTRUTURA INTERNA
Assistente
PMSO
Coordenador
Cargos / Regiões
TOTAL -­‐ AJUDA DE CUSTO
Supervisores
SUPERVISORES -­‐ AJUDA DE CUSTO
Xerox simples e autenJcação de docs
TOTAL -­‐ MÃO DE OBRA
Exames Médicos ara Varejista
SUPERVISORES -­‐ p
SALÁRIO/ ENCARGOS Curso Bom Preço
Supervisores
Seguro de Vida
TOTAL -­‐ AJUDA DE CUSTO
DEMONSTRADORAS-­‐ AJUDA DE CUSTO
PMSO
Demonstradoras
TOTAL -­‐ AJUDA DE CUSTO
TOTAL -­‐ MÃO DE OBRA
DEMONSTRADORAS -­‐ SALÁRIO/ ENCARGOS Supervisores
Demonstradoras
SUPERVISORES -­‐ AJUDA DE CUSTO
TOTAL -­‐ MÃO DE OBRA
Cargos / Regiões
SUPERVISORES -­‐ SALÁRIO/ ENCARGOS TOTAL -­‐ AJUDA DE CUSTO
Tipo de Ação: Degustação PDV
TOTAL DE Vendas
OBRA
Objetivo-­‐ M
daÃO ação:
Período total ação: 04
quinzenas
DEMONSTRADORAS-­‐ AJUDA DE CUSTO
Dias da semana: 05 (terça a sábado)
Demonstradoras
Cidades / raio (km) de atuação: 30 Kms
Número do Job:
DEMONSTRADORAS -­‐ SALÁRIO/ ENCARGOS Resumo
da Ação
Demonstradoras
Supervisores
MÃO DE OBRA
PLANILHA DE CUSTOS COM TOTAL DE QUINZENAS
Planilha
de Orçamento /
Contratação
- / AÇÃO
COM
Encargos Temporária
Sub total Aj. Transporte Taxa dDEGUSTAÇÃO
e QTD. De Período / Cargos / Regiões
Salário Base
Aj. alimentação Tipo de Ação: Degustação PDV
Objetivo da ação: Vendas
Período total ação: 04 quinzenas
Dias da semana: 05 (terça a sábado)
Cidades / raio (km) de atuação: 30 Kms
Número do Job:
Resumo da Ação
Planilha de Orçamento / Contratação Temporária - AÇÃO COM DEGUSTAÇÃO
10
CatalogoPromotores_18_pag.indd 10-11
11
23/09/13 14:28
MODELO DE ORÇAMENTO PARA CONTRATAÇÃO FIXA SUGERIDO PELA POP TRADE MARKETING.
MODELO DE ORÇAMENTO PARA CONTRATAÇÃO FIXA SUGERIDO PELA POP TRADE MARKETING.
CONTRATAÇÃO DE MÃO DE OBRA
A legislação trabalhista brasileira reconhece apenas dois modelos de contratação
formal: pela CLT - Consolidação das Leis do Trabalho (com carteira assinada) e
por regime temporário (regido pela Lei 6019/74), ambos prevendo uma carga
de 44 horas semanais.
Além disso, a contratação de promotores requer atenção especial a outros
aspectos legais, como pagamento de horas extras, adicional por trabalho
noturno, taxa de insalubridade etc. Vale lembrar que no caso de afastamento
legal (por motivo de doenças ou licença maternidade), o período de ausência
previsto em lei deverá ser remunerado pelo tomador de serviços, que arcará,
ainda, com os custos gerados pela reposição da vaga.
O primeiro exige o cumprimento de todos os encargos básicos trabalhistas e
sociais, que podem ser pagos por meio de três sistemas: totalmente provisionado,
em que todos os encargos são proporcionalmente pagos a cada mês;
semiprovisionado, quando esses tributos também são pagos mensalmente,
exceto os referentes às rescisões contratuais (acertadas na ocasião de seu
vencimento legal); e não provisionado, que permite o pagamento dos custos
relativos às férias, 13º salário e verba de rescisão contratual até suas datas-limite.
O tomador de serviços deve manter em seu poder todas as cópias
autenticadas dos comprovantes de recolhimento dos encargos
trabalhistas e sociais ou acompanhar periodicamente o pagamento
desses tributos pelo prestador de serviços.
Além desses encargos, a empresa contratante pelo regime CLT deve atentar
aos benefícios instituídos pelos sindicatos aos profissionais da área (como valetransporte, vale-refeição, cesta básica e assistência médica) e considerar os
opcionais (previdência privada, assistência médica para dependentes, entre
outros), que justamente por não serem de caráter obrigatório configuram um
diferencial importante, tanto para a captação como para a retenção de mão de
obra qualificada, diminuindo o turnover.
Já na contratação por regime temporário – até 90 dias de trabalho, prazo que
poderá ser prorrogado, uma única vez, por mais 90 dias –, além dos encargos
trabalhistas serem menores (33% para demandas de até 14 dias corridos e
55,2% para períodos mais longos), os benefícios impostos abarcam apenas
transporte e alimentação.
Contudo, este modelo visa atender exclusivamente a necessidade transitória
de substituição de pessoal regular ou o acréscimo extraordinário e pontual de
serviços. Importante destacar, também, que toda e qualquer mão de obra
terceirizada – contratada por regime fixo ou temporário – jamais poderá ser
adotada para a atividade-fim (identificada pelo contrato social da empresa).
12
CatalogoPromotores_18_pag.indd 12-13
Resguarde-se juridicamente de eventuais reclamatórias trabalhistas,
especificando em contrato que o prestador de serviços isentará
totalmente a empresa contratante no caso de ações judiciais desta
natureza.
Não dê margem a passivos trabalhistas, evitando ordens diretas da
empresa anunciante para os promotores e estabelecendo claramente
a relação hierárquica entre as partes envolvidas. O próprio crachá
de identificação do promotor, indicando as empresas tomadora e
prestadora do serviço, poderá ser um bom instrumento para este fim.
MONITORAMENTO DA MÃO DE OBRA
Por se tratar de uma atividade externa, muitas vezes torna-se difícil controlar
a assiduidade e pontualidade dos promotores em campo e, ainda mais
complexo, monitorar o cumprimento da carga horária de trabalho e a prática
de eventuais horas extras.
13
23/09/13 14:28
Porém, além da indispensável supervisão presencial, é possível recorrer ao
suporte de algumas ferramentas que vêm se mostrando bastante eficazes
nesta tarefa, como o Relatório Diário de Atividades, assinado pelo supervisor;
a URA (Unidade de Resposta Audível), devidamente programada para esta
finalidade; a Foto Fachada (fotografia do profissional em seu posto de trabalho)
com o horário em que foi tirada; e o GPS (Sistema de Posicionamento Global),
que permite o rastreamento do funcionário, via celular.
CONTRATO JURÍDICO
O contrato com o fornecedor deverá ser elaborado pelo departamento jurídico
do cliente ou do próprio prestador de serviços e firmado antes da contratação
da mão de obra.
Observe todos os procedimentos legais para utilização das ferramentas
de controle de presença.
Este documento deverá especificar claramente a condição comercial, bem
como as responsabilidades da empresa prestadora de serviços, como seleção,
treinamento, fiscalização e remuneração dos profissionais contratados, de
forma a isentar o cliente do vínculo empregatício com a equipe terceirizada.
Minimize o turnover da equipe de promotores ofertando, sempre que
possível, além de uma remuneração compatível à função e qualificação
do profissional, planos de carreira e outras medidas motivacionais,
como programas de incentivo.
Para assegurar que a contratação se dará obedecendo rigorosamente os
princípios legais, recomenda-se também estabelecer a obrigatoriedade de
entrega (do prestador ao tomador de serviços) das cópias de todas as guias
de recolhimento dos encargos trabalhistas.
AVALIAÇÃO DO PROCESSO
Caso a agência seja remunerada pelo sistema de success fee ou penalty fee
(multas), convém ainda determinar em contrato os instrumentos formais e itens
de avaliação periódica (performance de sell-out e/ou índice de market share,
entre outros indicadores).
O trabalho executado em campo deverá ser sistematicamente avaliado – tanto
pelo cliente como pelo trade (PDV) – durante e após o término do período
contratual.
Para tanto, recomenda-se a adoção de critérios de avaliação diferenciados
para ações contínuas e pontuais, definidos conjuntamente entre as partes
envolvidas, sempre antes do início da ação.
Recorra a um contrato guarda-chuva, estabelecendo a condição
comercial, escopo de trabalho do fornecedor e cláusulas
salvaguardando o cliente no caso de eventuais problemas com a
equipe terceirizada, como os decorrentes de encargos trabalhistas,
acidentes etc.
É prudente, ainda, analisar o retorno sobre os investimentos injetados,
tanto no princípio do projeto (para estimar o potencial de resultados) como
em sua conclusão (quando será possível aferir se as metas previstas foram
devidamente cumpridas).
14
CatalogoPromotores_18_pag.indd 14-15
15
23/09/13 14:28
FORMAS DE PAGAMENTO
O prazo para pagamento é de livre negociação entre as partes envolvidas,
devendo ser estabelecido com o fornecedor ainda no período de contratação.
Uma vez acordado, este prazo deverá ser mantido tanto nas negociações
diretas com a empresa responsável pela contratação de mão de obra, como
nas intermediadas pelas agências de promoção / trade marketing.
Também é de responsabilidade do cliente mensurar o ROI, antes e depois
da realização do trabalho, e avaliar criteriosamente a performance em campo,
inclusive durante a ação promocional, medida que possibilitará a identificação de
eventuais falhas e, caso necessário, a redefinição de rotas. Até porque, cabe
ao procurement assegurar o melhor retorno possível em cada projeto, visando
ganhos efetivos tanto no aspecto financeiro como de imagem de marca.
CONCLUSÃO
LINKS ÚTEIS
Seja simplesmente para gerar conhecimento, favorecer a experimentação de
produtos e serviços, acelerar ou incrementar as vendas, seja para agregar valor
à marca e, até mesmo, para estimular a tão almejada fidelização, as ações
promocionais assumem um papel cada vez mais relevante no relacionamento
das marcas com seus públicos-alvo.
ABA - Associação Brasileira de Anunciantes
http://www.aba.com.br/
Porém, é imprescindível definir corretamente o conceito da promoção
com base nas necessidades mercadológicas do anunciante e, igualmente
importante, viabilizar a ação atentando a todos os aspectos que envolvem esta
tarefa – a começar pela seleção, contratação, treinamento e monitoramento
das equipes de promotores que irão a campo representar sua marca.
SINDEEPRES - Sindicato dos Empregados em Empresas de Prestação de
Serviços a Terceiros, Colocação e Administração de Mão de Obra, Trabalho
Temporário, Leitura de Medidores e Entrega de Avisos do Estado de São Paulo
http://www.sindeepres.org.br/
Devido à complexidade dessa empreitada, é prática do mercado delegar
tais serviços às agências de promoção / trade marketing ou diretamente às
empresas especializadas na contratação de profissionais terceirizados.
Em ambos os casos, o procurement deve conhecer o modus operandi do
fornecedor e acompanhar de perto cada etapa do processo, com especial
atenção aos aspectos legais inerentes à contratação de mão de obra
(detalhados neste Guia), sobretudo no caso de ações que demandam grande
volume de contratações e períodos extensos de execução.
AGRADECIMENTOS
16
CatalogoPromotores_18_pag.indd 16-17
Ampro - Associação de Marketing Promocional
http://www.ampro.org.br/
Agradecemos à MR Promoções e Eventos e à POP Trade Marketing
pelo suporte para a elaboração deste Guia.
17
23/09/13 14:28
18
CatalogoPromotores_18_pag.indd 18
23/09/13 14:28

Documentos relacionados