slides 1-50

Сomentários

Transcrição

slides 1-50
Caravaggio
Michelangelo Merisi da Caravaggio
Milão, 29-IX-1571 – Porto Ercole, Roma, 18-VII-1610
Lionello Venturi
(Modena, 1885 – Roma, 1961)
Nos setenta anos da edição de
PARA COMPREENDER A PINTURA...
O sucesso do livro Para compreender a Pintura. De
Giotto a Chagall (1945) , e o compromisso social do
seu autor, são o triunfo da própria autonomização da
História da Arte nas suas vertentes de alta divulgação, e
a valorização de um método: o relativismo histórico na
tradição de Riegl e de Wolfflin, aliado a um renovado
formalismo, a crítica objectiva de julgar as formas e o
poder imaginativo dos criadores.
Lionello Venturi destacou na sua obra a famosa tela
Vocação de São Mateus de Caravaggio justamente
pelo seu pendor anti-maneirista e a sua abertura ao
realismo, contrário à beleza ideal e a favor de uma
maior presença viva do quotidiano e dos modelos
populares, através de uma nova relação entre as
figuras e o espaço.
A iluminação, fantástica, delimita com rigor a forma,
enquanto que os violentos contrastes de luz-sombra
desenham os valores plásticos.
Este naturalismo lumínico é novidade absoluta na
História da Pintura e acentua os efeitos de vibração
da luz, congelando gestos e poses e destacando
assim a grandiosa carga espiritual da representação.
Vocação de São Mateus (pormenor)
1599-1600
Cappella Cantarelli
San Luigi dei Francesi, Roma
Ammirate l’altissimo Pittore,
ch’a quanti pria ne furo passa avanti;
a celebrarlo vengha almo scrittore,
degno ben di gran pregi, e sommi vanti.
Stupisce il mondo, e viene a fargli honore
Con l’ingegni sublimi tutti quanti.
Felice secol nostro, in cui si vede
Quel che d’antica età si scrive, e crede
(poema de Marzio Milesi sobre Caravaggio)
 Io non mi meraviglio che il Caravaggio abbia tanti
lodatori e protettori perchè la stravaganza del suo
carattere e del suo dipingere sono più che bastanti a
partorire questi effetti; ed i nostri signori [...]
giudicano bello tutto ciò che ha un'aria di novità ed è
fatto per sorprendere...

(carta de Federico Zuccaro sobre Caravaggio)
Nasceu em 29 de Setembro de 1571 perto de Milão, na Lombardia, filho do
arquitecto Fermo Merisi, ao serviço do Marquês de Caravaggio, e de Luisa
Aratori. A família muda-se em 1576, devido à peste que assolou Milão, para
a vila de Caravaggio. Em 1584, o jovem Michelangelo entra na oficina de
Simone Peterzano (1540-1596), recebendo a influência deste, e também
do estudo que faz da obra de Giorgione, que admira em viagem a Veneza.
Estuda também a arte de Moretto e de Savoldo.
Simone Peterzano de
Bergamo, Auto-Retrato e
Figura de Velha
Desdentada,1590.
. Ignora-se ainda a sua actividade precoce. Mortos os pais, enfrenta
problemas económicos e no Verão de 1592 chega a Roma, pobre e sem
meios de subsistência. Entra no círculo de Pandolfo Pucci da Recanati,
mordomo da casa de Camila Peretti, irmã de Sisto V. Conhece o pintor
Tarquinio Ligustri, de Viterbo.
Segundo o seu biógrafo Giulio Mancini, frequenta a oficina de Giuseppe
Cesari, o Cavaleiro d’Arpino (1560-1640), pintor do papa Clemente VIII,
para quem pintou quadros de flores e frutos. Cedo entra em conflito com o
estilo tardo-maneirista do seu mestre romano, cujo atelier deixa em Janeiro
de 1594, após oito meses, optando de modo decisivo por uma nova
linguagem de vibrante naturalismo e de abertura ao realismo.
Vincenzo Giustiniani é um dos coleccionadores de quadros de flores e
frutos que jovem Merisi pinta nestes anos. Faz amizade com o pintor
Prospero Orsi, o poeta Mario Minitti, e o arquitecto Onorio Longhi, e recebe
o apoio mecenático do Cardeal Francesco María Del Monte..
TARQUINIO LIGUSTRI (1564-1621), fresco na Sala Regia
do Palazzo Comunale di Viterbo, 1587.
Cavaleiro d’Arpino, Túlio Hostílio derrota o exército proveniente de Veros
e Fidenes, c. 1601. Paris, Petit Palais.
, Caravaggio,
Jovem com
cesto de frutas,
c. 1593. Óleo
sobre tela,
67 x 53 cm.
Roma, Galleria
Borghèse.
A Boa Ventura (Roma, Pinacoteca Capitolina) data de 1594-1595, do período em que
Caravaggio estadeia na oficina do Cavalier d'Arpino. Uma radiografia da tela (1977)
mostrou que cobre uma composição abandonada de Arpino para S. Maria in Vallicella.
Foi comprada pelo Cardeal Del Monte, que abrigou Merisi após deixar Arpino.
Caravaggio, Os Músicos.
Metropolitan Museum, New York.
Pintado para o Cardeal Francesco Maria Del Monte, segundo atesta o seu
biógrafo e rival Giuseppe Baglione, este belíssimo quadro data de cerca de
1594-1595 e é uma das primeiras obras identificadas de Caravaggio.
Trata-se, segundo Friedlaender, de uma alegoria do Amor e da Música,
tendo-se já sugerido, também, que se trate de uma exaltação homoerótica,
sabendo-se, por vários autores coevos, da homossexualidade de Merisi e
do impacto que esta tem na sua obra. A representação inspira-se nos
concorridos madrigais que, segundo as fontes, eram tocados na casa do
seu protector Cardeal Del Monte.
Tocador de Alaúde, tela, c 1595, 94x119 cm,
Hermitage, São Petersburgo
Tocador de alaúde, tela
coleção privada, Nova York
, Caravaggio, Jogadores
de Cartas, c. 1594.Óleo
sobre tela, 107 x 99 cm.
Texas, Kimbell Art
Museum, Fort Worth.
Caravaggio, Madalena arrependida,
c. 1595. Roma, Doria Pamphilj.
Caravaggio, Rapaz mordido por um
lagarto. Cª 1595. Col. particular.
Segundo Giovanni Baglione, pintorescritor que conheceu Caravaggio, uma
das suas primeiras obras, feita para o
cardeal Del Monte c. 1595, foi ‘BACO
CON ALGUNOS RACINOS DE UVAS
DIVERSOS ‘ (Roma, Galleria Borghèse).
O pintor retomou em 1597 o tema no
quadro dos Uffizi (Florença).
CARAVAGGIO, Baco, c.
1597. Florença, Uffizi.
Caravaggio, Natureza Morta com flores
e frutos, c. 1599, tela, 31 x 47 cm.
Milão, Ambrosiana .
Marta e Maria Madalena, tela, c 1595, 97,8x132,7 cm, Institute of Arts, Detroit.
Narciso, c. 1595,
tela, 110x92 cm, Galleria
Nazional dell'Arte Antica, Roma
Medusa,de
Caravaggio.
c. 1596.
Uffizi, Florença.
São Francisco em êxtase, tela, c 1595, 92,5x128,4 cm.
Wadsworth Atheneum, Hartford, Connecticut
Repouso na fuga para o Egipto, tela,
c.1596-1597, 133,5x166,5 cm
Galleria Doria-Pamphili, Roma
Michelangelo Caravaggio, Sacrifício de Isaac, c.1597-98.
Lawrenceville, The Barbara Piasecka Johnson Collection.
Caravaggio, Santa Catarina de
Alexandria, c. 1598 , Madrid,
Museo Thyssen-Bornemisza.
Caravaggio, Judith e Holofernes, c. 1598.
Roma, Galleria Nazionale d’Arte Antica.
Pintado para o banqueiro Ottavio Costa.
Orazio Borgianni (Roma, 1574-1616)
Artemisia Gentileschi (1593-c.1653)
Artemisia Gentileschi (1593-c.1653)
Auto-retratos
Caravaggio, David e Golias
óleo sobre tela, 1599-1600,
110x91 cm
Museo del Prado, Madrid
A Cappella Contarelli em San
Luigi dei Francesi, 1599-1600.
Fruto do patronato do Cardeal Del Monte, o artista
recebe o encargo, em 1599, de executar as telas da
Cappella Contarelli, onde pinta a célebre Vocação de
São Mateus e o Martírio de São Mateus, aclamadas
pelo seu ousado realismo e alvo de acesa discussão
entre os prosélitos do academismo tardo-maneirista
(como Federico Zuccaro e o Cavaleiro d’Arpino) e uma
nova geração entuaismada de poetas e artistas, todos
eles adeptos desse novo e fresco realismo, doravante
designado de caravagesco.