Hoje na Economia - Sulamerica Investimentos

Сomentários

Transcrição

Hoje na Economia - Sulamerica Investimentos
Hoje na Economia
Edição 1375
09/10/2015
Predomina entre os mercados um claro clima de otimismo. Motivado menos pela certeza quanto
à robustez do ambiente econômico global e mais pela expectativa de que os principais bancos
centrais manterão a liquidez internacional elevada.
O Fed deixou claro na ata da reunião do Fomc de setembro que não tem pressa em subir os
juros. Europa, Japão e UK estão entre os que, se não vão ampliar, pelo menos manterão os
atuais programas de estímulo econômico. Mercados de risco, em especial ações, fazem a festa!
Na Ásia, bolsas fecharam em alta. O índice MSCI Asia Pacific apurou valorização de 1,9% no dia
de hoje, acumulando ganho de 5,8% na semana. Em Tókio, o índice Nikkei avançou 1,64%,
enquanto em Xangai, o índice Composto subiu 1,27%. Em Hong Kong, o índice Hang Seng
subiu 0,46%. No mercado de câmbio, o dólar é negociado a 120,18 ienes nesta manhã,
ligeiramente acima de 119,77 ienes observado no dia de ontem.
Na Europa, bolsas locais mantém a trajetória de alta observada nos últimos dias. O índice de
ações pan-europeu STOXX600 opera com ganho de 0,71%, no momento. Demais praças
mostram mesma tendência: Londres +0,75%; Paris +0,91% e Frankfurt +1,04%. O euro é
cotado a US$ 1,1337, com valorização de 0,54%.
No mercado americano, os futuros dos principais índices de ações operam em direções
distintas. O índice S&P 500 registra queda de 0,11%, enquanto o D&J opera com alta de
1,37%. No mercado de juros, o yield do T-Bond de 10 anos encontra-se em 2,086% ao ano. A
percepção de que a normalização da política monetária americana ficará para 2016 enfraquece
o dólar frente às moedas em geral. Diante das principais moedas recua 0,42% no momento,
segundo o dólar índex. As moedas emergentes encerraram a melhor semana dos anos recentes.
O índice Bloomberg, que segue 20 moedas de países emergentes, acumulou alta de 3,3%,
nesta semana. Destaque para a rúpia da Indonésia; rublo russo e ringgit da Malásia.
As commodities também se favorecem desse ambiente de maior liquidez. O índice Bloomberg
de Commodity sobe 1,50% nesta manhã. O petróleo tipo WTI é negociado a US$ 50,43/barril,
com alta de 2,02%.
O clima de otimismo que toma conta dos mercados internacionais, levando a busca por ativos
de risco, deve favorecer a Bovespa, impulsionada pelo bom desempenho de commodities e
petróleo. No mercado de câmbio, o dólar pode abrir em queda ante o real, influenciado pelo
cenário externo. No entanto, as turbulências políticas domésticas podem alterar o rumo das
cotações ao longo da sessão. A curva de juros futuros, por sua vez, ficará na dependência da
evolução do dólar, dada a fraca agenda econômica interna.
Superintendência de Economia
SulAmérica Investimentos
Sulamericainvestimentos.com.br

Documentos relacionados

Hoje na Economia 2016_07_26

Hoje na Economia 2016_07_26 Unidos, o índice futuro de ações S&P 500 flutua em torno da estabilidade, no momento. O dólar recua frente às principais moedas (índice DXY situa-se em 96,950, com queda de 0,36%), enquanto o juro ...

Leia mais

Hoje na Economia 2015_05_21

Hoje na Economia 2015_05_21 Frankfurt perde 0,47%. O euro troca de mãos a US$ 1,1165 ante US$ 1,1095 de ontem à tarde. Os futuros das principais bolsas de ações dos EUA também operam no vermelho: S&P -0,21% e D&J -0,29%. O dó...

Leia mais