calendário fundadores - Teorias Sociológicas: Fundadores

Сomentários

Transcrição

calendário fundadores - Teorias Sociológicas: Fundadores
FCSH/UNL 2012/2013
Depto. De Sociologia
Teorias Sociológicas: Fundadores
Nuno Dias: [email protected]
Blog: Http://Osfundadores.Wordpress.Pt N. CALENDÁRIO DIA/MÊS SUMÁRIO MATERIAIS 1 18/9 Apresentação
2 20/9 Materiais e metodologias de trabalho. Discussão Campbell, Tom. 1981. Siete Teorias de la Sociedade. Madrid:
aprofundada sobre os conteúdos programáticos: uma Cátedra. (“Teorias de la Sociedad” 15-37)
proposta de parametrização da Teoria Social
3 25/9 Comte, Tocqueville e Spencer
4 27/9 Paradigmas e Temas Fundadores do Conhecimento Connell, R. W. 1997. “Why is Classical Theory Classical?”
Sociológico
American Journal of Sociology 102: 1511-1557.
5 2/10 A emergência e autonomização académica da
Sociologia.
Shills, Edward. 1980. “Tradition, ecology, and institution in the
history of sociology”. In The Calling of Sociology and Other
Essays on the Pursuit of Learning, Edward Shills, 165-257.
6 4/10 Os ‘Pais Fundadores’: Quem, porquê e como?
Shills, Edward. 1980. “Tradition, ecology, and institution in the
history of sociology”. In The Calling of Sociology and Other
Essays on the Pursuit of Learning, Edward Shills, 165-257.
7 9/10 Do Idealismo Hegeliano e Materialismo Kantiano ao
Materialismo Histórico: fundamentos da teoria
Marx, Karl. [1932] 1995. “A Ideologia Alemã”. In Teorias
Sociológicas. Os Fundadores e os Clássicos, ed. por M. Braga
Braga da Cruz, M. 2004. Teorias Sociológicas. Os Fundadores
e os Clássicos. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian.
marxista
da Cruz, 11-60. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian.
Giddens, Anthony. 1972. Capitalismo e Moderna Teoria
Social. Barcarena: Editorial Presença. (“O Materialismo
Histórico”, 48-68)
8 11/10 Conflito e Falsa Consciência: Classes, ideologia e
alienação
Bottomore, Tom 1978. “Marxismo e Sociologia”. In História da
Análise Sociológica, org. Por Tom Bottomore e Robert Nisbet,
166-204. Rio de Janeiro: Zahar.
9 16/10 A introdução do Marxismo em Portugal
Ventura, António. 2000. “O marxismo em Portugal no século
XX”. In (dir. Pedro Calafate), História do Pensamento
Filosófico Português, vol. V, O século XX (Tomo 2), Lisboa:
Caminho.
10 18/10 Mudança social e teoria marxista nas lutas operárias
do séc. XIX
Debate em torno de ‘How green was my valley’ (1941) de John
Ford
11 23/10 Para uma leitura crítica do Marxismo
Thomas, Paul. 1991. “Critical reception: Marx then and now”.
In The Cambridge Companion to Marx, ed. por Terrell Carver,
23-54. Cambridge: Cambridge University Press
12 30/10 Sociedades simples e complexas: a coesão social em
Durkheim
Silva, Augusto Santos. 1988. Entre a Razão e o Sentido.
Durkheim, Weber e a Teoria das Ciências Sociais. Porto:
Afrontamento. (“Émile Durkheim: a ciência natural da
sociedade” 11-44)
13 6/11 O facto social e a ordem no estudo das sociedades
modernas
Durkheim, Émile. 1995. As Regras do Método Sociológico.
Lisboa: Editorial Presença. (“Regras relativas à distinção entre
o normal e o patológico” 69-94)
14 8/11 A atomização social como factor de desintegração
Durkheim, Émile. [1897] 1995. “O suicídio e a anomia”. In
social e psicológica: uma leitura de ‘O Suicídio’
(1897)
Teorias Sociológicas. Os Fundadores e os Clássicos, ed. por
M. Braga da Cruz, 345-364. Lisboa: Fundação Calouste
Gulbenkian.
15 13/11 Da divisão social do trabalho
Giddens, Anthony. 1972. Capitalismo e Moderna Teoria
Social. Barcarena: Editorial Presença. (“O individualismo, o
socialismo e os ‘grupos profissionais’”, 144-155)
16 15/11 Simmel e o ‘impressionismo’ modernista
Frisby, David. 1997. “Georg Simmel: first sociologist of
modernity”. In The Classical Tradition in Sociology, ed. por
Raymond Boudon, Mohamed Cherkaoui e Jeffrey Alexander,
323-349. London: Sage Publications.
17 20/11 A sociologia Formal de Georg Simmel
Simmel, Georg. 1995. “A teoria do conhecimento da ciência
social”. In Teorias Sociológicas. Os Fundadores e os Clássicos,
ed. por M. Braga da Cruz, 533-550. Lisboa: Fundação Calouste
Gulbenkian.
18 22/11 Para uma sociologia do dinheiro e do valor
Turner, Bryan S. 1999. Classical Sociology. London: Sage
Publications. (“Georg Simmel and the sociology of Money”
147-163)
19 27/11 A sociologia interpretativa de Weber
Campbell, Tom. 1981. Siete Teorias de la Sociedade. Madrid:
Cátedra. (“Max Weber: una teoria de la accíon” 198-227)
20 29/11 Sociologia do Estado moderno: Poder, dominação,
burocracia e legitimidade
Weber, Max. 1995. “Tipos de dominação”. In Teorias
Sociológicas. Os Fundadores e os Clássicos, ed. por M. Braga
da Cruz, 681-724. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian.
21 4/12 O estudo das religiões e a racionalidade eurocêntrica:
Ray, Larry. 1987. “The protestant ethic debate”. In Classic
da ética protestante à espiritualidade comunitária
oriental
Disputes in Sociology, ed. por R. J. Anderson et al., 97-125.
London: Unwin Hyman.
22 6/12 Reinterpretar o debate sobre os clássicos: leituras
cruzadas.
Turner, Bryan S. 1999. Classical Sociology. London: Sage
Publications. (“The central themes of sociology: an
introduction” 3-29)
23 11/12 Apresentações
24 13/12 Apresentações
25 18/12 Discussão final em torno das propostas de arrumação
conceptual da Teoria Social.

Documentos relacionados

Fundamentos sociológicos da educação Objetivo Estudar as

Fundamentos sociológicos da educação Objetivo Estudar as educação e sociedade. Estudo das concepções teóricas sobre educação na obra dos principais autores clássicos contemporâneos. Estudo das principais correntes sociológicas atuais e as contribuições d...

Leia mais

Baixar este arquivo PDF

Baixar este arquivo PDF Palavras-chave: Sociedade, indivíduo, antinomias

Leia mais

Início á sociologia: Os pais fundadores – Auguste Comte e Émile

Início á sociologia: Os pais fundadores – Auguste Comte e Émile • Valorização do conhecimento racional: os homens passam a poder interpretar as escrituras sagradas e se relacionarem com Deus individualmente, sem a intermediação dos ministros da Igreja. C) As tr...

Leia mais