Voz V

Сomentários

Transcrição

Voz V
FICHA DA UNIDADE CURRICULAR
5º SEMESTRE - ANO LETIVO 2015 / 2016
1. DESIGNAÇÃO DA UNIDADE CURRICULAR - Nº CRÉDITOS ECTS 4
VOZ V
2. DOCENTE RESPONSÁVEL E RESPETIVA CARGA LETIVA NA UNIDADE CURRICULAR
(PREENCHER O NOME COMPLETO)
Maria de Lurdes de Barros Ribeiro Repas Gonçalves, 4+4= 8 horas/semana (2
turmas), 2 horas/semana (turmas subdivididas em 4 grupos, rotativamente), total de 10
horas/semana
3. OUTROS DOCENTES E RESPETIVAS CARGAS LETIVAS NA UNIDADE CURRICULAR
(PREENCHER O NOME COMPLETO)
António Manuel Neves da Silva, 2 horas/semana (turmas subdivididas em 4 e em
rotatividade semanal)
4. OBJETIVOS
DE APRENDIZAGEM (CONHECIMENTOS, APTIDÕES E COMPETÊNCIAS A
DESENVOLVER PELOS ESTUDANTES) (MÁX. 1000 CARACTERES)
Desenvolvimento e aprofundamento individualizado das técnicas adquiridas nos
módulos anteriores até ao nível da autonomia na sua utilização com o duplo objectivo
de uma aplicação criativa dos recursos individuais e de uma manutenção consciente e
eficaz da voz.
Correcção individual de lacunas ainda persistentes tanto no domínio técnico como no
interpretativo e nas áreas da voz falada e voz cantada.
Trabalho de apoio técnico/artístico sistemático à disciplina de interpretação.
Alargamento do reportório musical ao canto a solo, com trabalho individualizado
também nesta área, com acompanhamento ao piano.
5. CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS (MÁX. 1000 CARACTERES)
1.
Continuar o trabalho de exploração dos recursos vocais através de
improvisações, pesquisa de regionalismos, pronúncias e sotaques estrangeiros,
imitações de outras vozes, criação de ambientes sonoros com recurso à voz, no sentido
de continuar a desenvolver a versatilidade vocal e estabelecer um “corpo” individual
de recursos vocais experimentados e funcionais.
2.
Associar ao ponto anterior um estudo elementar de fonética que permita
sistematizar e analisar os regionalismos, pronúncias e sotaques.
3.
Trabalhar individualmente para corrigir alguns problemas de dicção,
articulação e leitura, utilizando exercícios específicos para cada caso.
4.
Aumentar o grau de dificuldade na realização de vocalizos sobretudo de
extensão e agilidade, e continuar a realizar música polifónica e a solo, de cuja prática
decorrerá maior segurança na realização de espectáculos com música.
6. DEMONSTRAÇÃO
DA COERÊNCIA DOS CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS COM OS
OBJETIVOS DA UNIDADE CURRICULAR (MÁX. 1000 CARACTERES)
As propostas dos conteúdos programáticos prevêem um trabalho que desenvolverá a
autonomia na manutenção e preparação diárias da voz. A audição e/ou visionamento
seguido de discussão, de obras musicais com relevância para a disciplina permitirão
um alargamento dos conceitos vocais e artísticos no léxico do quotidiano do futuro
actor.
O relacionamento de todo o trabalho desenvolvido na disciplina, na área da voz falada,
1
com o material das representações teatrais dos exercícios a realizar ao longo do ano,
assim como o aperfeiçoamento de todas as técnicas para a voz falada e cantada, com
particular incidência sobre os diversos tipos de respiração aplicados à criação de
personagens, a agilidade e virtuosismo de articulação e o suporte vocal associado a
situações de representação com grande exigência de esforço físico, permitirão um
desenvolvimento técnico artístico focado no trabalho do ator.
7. METODOLOGIAS DE ENSINO (AVALIAÇÃO INCLUÍDA) (1000 CARACTERES)
Trabalho prático individual e em grupo, com momentos de observação e reflexão e
discussão.
1- A avaliação será contínua, tendo em conta sobretudo os progressos realizados no
espaço do semestre, aplicados à disciplina de interpretação. Será observado o nível de
participação, assim como a assiduidade e pontualidade. Será realizada também uma
aula aberta para apresentação do repertório individual e coletivo musical preparado ao
longo do semestre (80% da avaliação).
2- O cumprimento dos pontos 1 e 2 do programa implica a apresentação oral do projeto
sobre regionalismos ou sotaques e escrita de 1 ensaio ou relatórios com pelo menos 3
páginas (1,5 espaços, letra12) justificativo do processo, cujo prazo de entrega será
acordado no início do módulo em causa (20% da avaliação).
8. DEMONSTRAÇÃO
DA COERÊNCIA DAS METODOLOGIAS DE ENSINO COM OS
OBJETIVOS DE APRENDIZAGEM DA UNIDADE CURRICULAR (MÁX. 3000 CARACTERES)
O trabalho de voz só é exequível pela via da prática e experimentação regular e ao
longo de um período considerável de tempo. As aquisições experimentadas e repetidas
são elevadas ao nível da consciência, precisando em seguida de reflexão individual e
colectiva, e a sua passagem à escrita permite perpetuar as aquisições e disponibiliza-las
para a futura prática profissional.
9. BIBLIOGRAFIA PRINCIPAL (MÁX. 1000 CARACTERES)
“Clear speech” – Malcolm Morrisson, A & C Black Publishers, Limited, ISBN 0325-00385-8
“Your voice and how to use it” – Cicely Berry, Virgin Publishing Ltd., ISBN 0-86369826-3
“Voice and the actor” – Cicely Berry, Simon & Schuster Macmillan Company, ISBN
0-02-041555-9
“Make your voice heard” – Chuck Jones, Backstage Books, Watson-Guptill
Publications, ISBN 0-8230-8333-0
“One voice” – Joan Melton, Heinemann, ISBN 0-325-00563“The actor sings” – Kevin Robinson, Heinemann, ISBN 0-32500177-4
“Ouvir falar” Introdução à fonética do português, Maria Raquel Delgado Martins,
Caminho, ISBN 972-21-0646-5
“The diagnosis and correction of vocal faults”, James C. Mckinney,Genevox Music
Group,Broadman Press 1982
10. OBSERVAÇÕES
2/2

Documentos relacionados

Voz VI

Voz VI são elevadas ao nível da consciência, precisando em seguida de reflexão individual e colectiva, e a sua passagem à escrita permite perpetuar as aquisições e disponibiliza-las para a futura prática ...

Leia mais

História da Arte III

História da Arte III FICHA DA UNIDADE CURRICULAR 3º SEMESTRE - ANO LETIVO 2015 / 2016 1. DESIGNAÇÃO DA UNIDADE CURRICULAR - Nº CRÉDITOS ECTS 3 História da Arte III 2. DOCENTE RESPONSÁVEL E RESPETIVA CARGA (PREENCHER O ...

Leia mais

1 FICHA DA UNIDADE CURRICULAR 1º SEMESTRE

1 FICHA DA UNIDADE CURRICULAR 1º SEMESTRE FICHA DA UNIDADE CURRICULAR 1º SEMESTRE - ANO LETIVO 2014 / 2015 1. DESIGNAÇÃO DA UNIDADE CURRICULAR - Nº CRÉDITOS ECTS 3 Teoria e Prática de Produção I 2. DOCENTE RESPONSÁVEL E RESPETIVA CARGA LET...

Leia mais

Design de Cena III

Design de Cena III FICHA DA UNIDADE CURRICULAR 4º SEMESTRE - ANO LETIVO 2015 / 2016 1. DESIGNAÇÃO DA UNIDADE CURRICULAR - Nº CRÉDITOS ECTS 6 Design de Cena 3 - Ramo Design de Cena 2º Ano 2º Semestre 2. DOCENTE RESPON...

Leia mais