Full text the PDF

Сomentários

Transcrição

Full text the PDF
Daily Pilgrins
Em todas as grandes cidades do mundo encontramos estes indícios, estes
sinais do tempo que vivemos – estes neons, estes entardeceres, esta agitação
de corpos, de máscaras e de olhares. A cidade contemporânea faz-se
fotograficamente abrindo ou mostrando as brechas da inquietação da sua
disciplina.
As fotografias, que nos oferecem uma sugestão de realidade, são fragmentos
imprecisos de totalidades ausentes; é o nosso olhar cultural que reconstitui o
sentido do cenário, que lhe empresta ruído e significado num inequívoco
consenso de memórias e desejos: um fotógrafo é predador, sabe utilizar as
argúcias de um predador.
Mas cada cidade tem também a sua atmosfera, a sua história colectiva, a luz e
cor que esclarecem sobre os gestos e os sorrisos. Virgílio Ferreira aprisiona
esses quase invisíveis que o sobressaltam no transitório urbano, as
especificidades de cada lugar branqueadas no multiculturalismo do progresso:
estas são cidades que se aproximam do Pacífico, que dizemos do Japão, da
China ou da Tailândia, mas que são também lugares de trânsito da
globalização, flutuações em movimento contínuo. O fotógrafo, que sabe
inventar a cor a partir de processos tradicionais, (ópticos e químicos pois não
utiliza a mínima manipulação digital) e um enquadramento feito da evolução de
processamentos pessoais, levou consigo um conceito sociológico e soube
destacar, aqui e ali, em contextos e atitudes, a singularidade que sempre
persiste na população universal dos peregrinos do quotidiano urbano.
Maria do Carmo Serén, 2007.

Documentos relacionados

Esta é uma cidade que já não é “a Oriente”, essa expressão só

Esta é uma cidade que já não é “a Oriente”, essa expressão só aqui em Beijing a trilharem qualquer torre de Babel para atingirem o céu? O que impele o fotógrafo a terminar a sua série com um regresso a uma Natureza de papel de prata, fluindo para a jovem que ...

Leia mais

INSTANTES Se pudesse viver novamente minha vida na próxima

INSTANTES Se pudesse viver novamente minha vida na próxima Se pudesse viver novamente minha vida na próxima trataria de cometer mais erros, não tentaria ser tão perfeito, me relaxaria mais, seria mais bobo do tenho sido. Tomaria muito poucas coisas com ser...

Leia mais