Relatório e Contas do 3º Trimestre de 2007

Сomentários

Transcrição

Relatório e Contas do 3º Trimestre de 2007
MOTA-ENGIL, SGPS, S.A.
RELATÓRIO DE GESTÃO E INFORMAÇÃO FINANCEIRA
CONSOLIDADA INTERCALAR DO 3º TRIMESTRE DE 2007
MOTA-ENGIL, SGPS, S.A.
SOCIEDADE ABERTA
CAPITAL SOCIAL: 204 635 695 EUROS
MATRICULADA NA CONSERVATÓRIA DO REGISTO
COMERCIAL DO PORTO COM O Nº 502 399 694
NIPC: 502 399 694
EDIFÍCIO MOTA
RUA DO REGO LAMEIRO, Nº 38
4300-454 PORTO
TEL: 351 22 5190300
FAX: 351 22 5190303
WWW.MOTA-ENGIL.PT
RUA MÁRIO DIONÍSIO, Nº 2
2796-957 LINDA-A-VELHA
TEL: 351 21 4158200
FAX: 351 21 4158688
RELATÓRIO DE GESTÃO E INFORMAÇÃO FINANCEIRA
CONSOLIDADA INTERCALAR DO 3º TRIMESTRE DE 2007
12 DE NOVEMBRO DE 2007
2
Destaques
•
Carteira de encomendas cresce 38% para mais de 2 mil milhões de euros
•
Resultado líquido de 92 milhões de euros
•
Margens EBITDA e EBIT de 17,9% e 11%
•
Volume de negócios aumenta 10% para 1.064 milhões de euros
•
Endividamento ascende a 1.794 milhões de euros, dos quais 931 milhões
de euros relativos a endividamento sem recurso
As contas que integram este Relatório intercalar não foram objecto de auditoria. Os dados próforma referem-se à consolidação do GRUPO MARTIFER pelo método da integração
proporcional.
RELATÓRIO DE GESTÃO E INFORMAÇÃO FINANCEIRA
CONSOLIDADA INTERCALAR DO 3º TRIMESTRE DE 2007
12 DE NOVEMBRO DE 2007
3
Índice
Destaques
2
Principais acontecimentos
4
Relatório de Gestão Consolidado Intercalar
Análise da performance económico-financeira
Análise por áreas de negócio
5
6
10
Informação Financeira Consolidada Intercalar
Demonstração dos Resultados Consolidados
Demonstração dos Resultados Consolidados Trimestrais
Balanço Consolidado
Demonstração das Alterações no Capital Próprio
Demonstração dos Fluxos de Caixa Consolidados
Anexo às Demonstrações Financeiras Consolidadas
15
16
17
28
19
20
21
Informação de acordo com o Regulamento nº4/2004 da CMVM
39
RELATÓRIO DE GESTÃO E INFORMAÇÃO FINANCEIRA
CONSOLIDADA INTERCALAR DO 3º TRIMESTRE DE 2007
12 DE NOVEMBRO DE 2007
4
Principais acontecimentos
•
Reforço da carteira de encomendas para um valor superior a dois mil
milhões de euros
•
Oferta Pública de Subscrição e consequente entrada em bolsa da
participada MARTIFER, SGPS, SA, da qual resultou um ganho de capital de
67 milhões de euros para a MOTA-ENGIL SGPS
•
Conclusão da Oferta Pública de Aquisição potestativa sobre a TERTIR, o que
garante à MOTA-ENGIL o controlo sobre a totalidade do capital da empresa
•
MARTIFER e a Suzlon passaram a controlar 86,5% da empresa Alemã
Repower Systems AG na sequência da Oferta Pública de Aquisição
•
Reforço da posição nos terminais portuários de Lisboa, através da aquisição
da MULTITERMINAL, SA, sociedade que detém 50% da SOTAGUS e 31,25% da
LISCONT
•
MOTA-ENGIL formou consórcio para se apresentar no concurso público
internacional, com vista à atribuição de quatro auto-estradas no México
RELATÓRIO DE GESTÃO E INFORMAÇÃO FINANCEIRA
CONSOLIDADA INTERCALAR DO 3º TRIMESTRE DE 2007
12 DE NOVEMBRO DE 2007
5
Relatório de Gestão Consolidado Intercalar
RELATÓRIO DE GESTÃO E INFORMAÇÃO FINANCEIRA
CONSOLIDADA INTERCALAR DO 3º TRIMESTRE DE 2007
12 DE NOVEMBRO DE 2007
6
Análise da performance económico-financeira
Vendas e Prestação de Serviços
Ebitda
1.100
200
1.000
160
900
120
800
80
700
40
600
0
2005
2006
2007
2005
2006
2007
O terceiro trimestre de 2007 manteve a boa performance atingida nos trimestres anteriores,
quer ao nível do volume de negócios, quer ao nível do resultado líquido.
As vendas e as prestações de serviços consolidadas ascenderam a 1.064 milhões de euros,
traduzindo-se num crescimento de 10% face a igual período do ano anterior (2006: 968 milhões
de euros).
Para esta evolução contribui a alteração do método de consolidação da área de negócios
concessões de transportes, passando do método de integração por equivalência patrimonial
para o método da integração proporcional.
Para além do contributo da área de concessões de transportes para a evolução das vendas e
prestação de serviços (78,1 milhões de euros), pesa também a evolução apresentada pela
área de ambiente e serviços (109%) e indústria e energia (58%).
Em termos de rentabilidade, as margens EBITDA e EBIT do GRUPO cresceram face a 2006,
proporcionando um incremento no EBITDA de 82,7 milhões de euros e no EBIT de 47,2
milhões de euros.
A evolução positiva da rentabilidade foi conseguida pelo forte contributo da área de concessões
de transportes que apresenta uma margem EBITDA de 91,4% e EBIT de 59,3%, e pelo
crescente peso da área de ambiente e serviços.
RELATÓRIO DE GESTÃO E INFORMAÇÃO FINANCEIRA
CONSOLIDADA INTERCALAR DO 3º TRIMESTRE DE 2007
12 DE NOVEMBRO DE 2007
7
Endividamento excluindo
sem recurso
Investimento
2005
2006
900
Co ncessõ es de
transpo rtes
18%
2007
800
700
Engenharia e
Co nstrução
41%
600
milhões de euros
500
400
300
Indústria e
Energia
25%
200
A mbiente e
Serviço s
16%
100
0
1t
2t
3t
4t
No final do terceiro trimestre o investimento ascendeu a cerca de 165 milhões de euros (2006:
105 milhões de euros). O investimento em imobilizado corpóreo nos primeiros nove meses de
2007 ascendeu a 135,8 milhões de euros (2006: 57 milhões de euros), enquanto o
investimento financeiro apresentava um valor de 29,4 milhões de euros (2006: 48 milhões de
euros).
Para o crescimento do investimento face a igual período do ano anterior pesou nomeadamente
o contributo da área de concessões de transportes, anteriormente consolidada pelo método da
equivalência patrimonial, e dos activos concessionados da área de ambiente e serviços (Portos
e Água).
Por outro lado face ao trimestre anterior, destacam-se os aumentos verificados na área de
indústria e energia (43,2 milhões de euros) e na área de engenharia e construção (70 milhões
de euros), que visam potenciar a entrada ou crescimento em novos mercados.
Ao nível dos investimentos financeiros, face ao trimestre passado não ocorreram alterações
relevantes, continuando a destacar-se a aquisição de participações em projectos imobiliários
na Europa Central por parte da área de engenharia e construção.
Este forte investimento tem sido financiado pelo recurso a endividamento, que atingiu um valor
de 1.794 milhões de euros no terceiro trimestre de 2007, dos quais 930,6 milhões de euros
sem recurso.
O endividamento com recurso ascendeu a 863,2 milhões de euros face a 594 milhões de euros
apresentados em período homólogo. O crescimento do GRUPO, quer ao nível da sua expansão
geográfica (novos países na Europa Central), quer ao nível da diversificação das áreas de
negócio (aquisições na área da logística) justificam esta evolução; no entanto a expectativa é a
que num futuro próximo esta expansão permita obter um elevado valor acrescentado.
RELATÓRIO DE GESTÃO E INFORMAÇÃO FINANCEIRA
CONSOLIDADA INTERCALAR DO 3º TRIMESTRE DE 2007
12 DE NOVEMBRO DE 2007
8
Resultado financeiro
Resultado líquido
-90
-80
90
-70
75
-60
-50
60
-40
45
-30
30
-20
15
-10
-0
2005
2006
2007
0
2005
2006
2007
O resultado financeiro deteriorou-se, apresentando um valor de 85 milhões de euros negativos
face a 20,4 milhões de euros negativos em período igual do ano anterior. Para além do
comportamento desfavorável das taxas de juro e do aumento do endividamento corporativo, a
deterioração dos resultados financeiros teve a contribuição decisiva da alteração do método de
consolidação das concessões rodoviárias.
Na sequência de diversos processos de reorganização societária internos, nomeadamente no
seio do GRUPO TERTIR e nas associadas da Polónia, foi possível neste trimestre optimizar a
rubrica de impostos sobre os lucros.
O resultado líquido atribuível ao GRUPO atingiu no terceiro trimestre de 2007 o valor de 92,1
milhões de euros, dos quais 67,4 milhões de euros resulta do valor obtido na oferta pública de
subscrição da MARTIFER ocorrida no trimestre anterior. No entanto, se anularmos este efeito,
verificamos que face a igual período do ano anterior o resultado líquido apresenta um melhoria
de aproximadamente um milhão de euros.
RELATÓRIO DE GESTÃO E INFORMAÇÃO FINANCEIRA
CONSOLIDADA INTERCALAR DO 3º TRIMESTRE DE 2007
12 DE NOVEMBRO DE 2007
9
Carteira de Encomendas
Construção
África & América
32%
2.100
1.800
Indústria e
Energia
11%
1.500
1.200
h õe
900
Construção
Europa Central
19%
600
Ambiente e
Serviços
10%
300
0
2005
2006 1T 07 2T07
3T07
Construção
Península Ibérica
28%
No terceiro trimestre de 2007, fruto de diversas adjudicações em Angola,no Malawi e na
Europa Central a carteira de encomendas cresceu para um valor superior a 2 mil milhões de
euros face aos 1,5 mil milhões de euros apresentados em Dezembro de 2006.
Conforme referido, para a evolução da carteira pesa o comportamento da área da engenharia e
construção com destaque para o mercado externo, atingindo na Europa Central um peso de
19% (2006, Dezembro: 17%), e nos países de África e América um peso de 32% (2006,
Dezembro: 29%).
Tal como se havia verificado ao longo do ano de 2006 a carteira de encomendas do GRUPO
continua a evidenciar uma evolução na sua composição no sentido do aumento do peso dos
contratos internacionais, fomentando a visão positiva que o GRUPO tem vindo a perspectivar
para a evolução da sua actividade nestes países.
No entanto, não podemos descurar o crescente peso que a área da indústria e energia tem
apresentado na carteira do GRUPO. Apresenta neste trimestre um peso de 11% face aos 3%
em Dezembro de 2006, apesar da redução na percentagem de consolidação de 50% para
37,5%.
No que respeita à área de ambiente e serviços, quando feita uma análise ao nível individual
verificamos que não se registaram decréscimos na carteira de encomendas das respectivas
empresas, contudo o seu peso para o GRUPO apresenta uma evolução negativa face a
Dezembro de 2006 (14%). De referir que esta carteira não inclui as concessões portuárias e de
água.
RELATÓRIO DE GESTÃO E INFORMAÇÃO FINANCEIRA
CONSOLIDADA INTERCALAR DO 3º TRIMESTRE DE 2007
12 DE NOVEMBRO DE 2007
10
Análise por áreas de negócio
Vendas e prestação de serviços
Ebitda
7%
10%
38%
37%
17%
66%
4%
Engenharia e Construção
Ambiente e Serviços
Indústria e Energia
Concessões de transportes
21%
Engenharia e Construção
Ambiente e Serviços
Indústria e Energia
Concessões de transportes
A composição das vendas e prestações de serviços é ainda fortemente dominada pela área de
engenharia e construção; no entanto, o volume de negócios apresenta uma evolução crescente
em todas as áreas de negócio com excepção da área de engenharia e construção.
Este comportamento traduz-se nos seguintes valores: engenharia e construção 720,6 milhões
de euros (2006: 803,3 milhões de euros), ambiente e serviços 180,6 milhões de euros (86,2
milhões de euros), indústria e energia 302,4 milhões de euros (2006: 189 millhões de euros),
concessões de transportes 78,1 milhões de euros.
O exercício de 2007 consubstancia a alteração de paradigma no que respeita à repartição da
rentabilidade das diversas área de negócio. Por um lado, a engenharia e construção deixa de
ser a área com maior contributo para o EBITDA, ascendendo a esse lugar a área de
concessões de transportes, enquanto por outro o ambiente e serviços ganha definitivamente
uma forte visibilidade neste indicador.
Seguidamente analisaremos a actividade desenvolvida por cada uma das áreas do GRUPO no
terceiro trimestre de 2007.
RELATÓRIO DE GESTÃO E INFORMAÇÃO FINANCEIRA
CONSOLIDADA INTERCALAR DO 3º TRIMESTRE DE 2007
12 DE NOVEMBRO DE 2007
11
Engenharia e Construção
Ebitda
Vendas e Prestação de Serviços
900
100
90
800
80
70
60
700
600
500
50
40
400
300
30
20
200
100
10
0
0
2005
2006
2007
2005
2006
2007
O volume de negócios da área de engenharia e construção ascendeu no terceiro trimestre de
2007 a 720,6 milhões de euros, que quando comparado com igual período do ano anterior se
traduz num decréscimo de 10% (2006: 803,3 milhões de euros).
Este comportamento justifica-se pela evolução negativa do volume de negócios quer no
mercado interno, quer na Europa Central quer nos Estados Unidos e Perú.
No que respeita ao mercado interno, apesar do esforço do GRUPO em combater o
abrandamento da procura interna, por via do investimento em áreas de negócio mais
especializadas (ferrovia, hidráulica e sinalização), não foi possível evitar o decréscimo do
volume de negócios.
O mercado da Europa Central continua a apresentar-se como o segundo mercado na área de
engenharia e construção, contudo o seu volume de negócios reduziu-se em 12% face a igual
período do ano anterior. No entanto pelo comportamento da carteira de encomendas deste
segmento, é previsível que esta tendência se venha a inverter já no próximo trimestre.
No que respeita ao mercado Angolano o esforço desenvolvido pelo GRUPO no sentido de
alcançar um número cada vez maior de adjudicações, quer no sector privado, quer no sector
público apresenta resultados positivos, traduzindo-se numa evolução positiva do volume de
negócios (2006: 76,9 milhões de euros; 2007 86,1 milhões de euros).
Quanto à rentabilidade operacional não foi possível manter a margem EBITDA, verificando-se
uma redução para 9,9% (2006: 10,5%) o mesmo ocorreu com a margem EBIT que sofreu
igualmente uma diminuição para 5,5% (2006: 7%). Assim, esta área de negócios apresenta
contribuições para o EBITDA de 71 milhões de euros (2006: 84,6 milhões de euros) e para o
EBIT de 39,7 milhões de euros (2006: 56,1 milhões de euros).
RELATÓRIO DE GESTÃO E INFORMAÇÃO FINANCEIRA
CONSOLIDADA INTERCALAR DO 3º TRIMESTRE DE 2007
12 DE NOVEMBRO DE 2007
12
Ambiente e Serviços
Ebitda
Vendas e Prestação de Serviços
200
40
180
160
140
30
120
100
20
80
60
10
40
20
0
0
2005
2006
2007
2005
2006
2007
A área de ambiente e serviços apresentou ao nível do volume de negócios uma performance
excelente face a igual período de 2006, pois de um volume de negócios de 86,2 milhões de
euros apresentados em Setembro de 2006, cresceu para um volume de negócios de 180,6
milhões de euros.
Com excepção do segmento de multi-serviços, todos os segmentos apresentaram um
comportamento positivo no volume das vendas e prestação de serviços, destacando-se o
contributo do segmento da logística com 98,6 milhões de euros, em resultado da integração do
GRUPO TERTIR.
O crescimento de 10% verificado no segmento da água não conta ainda com o contributo da
Indaqua Matosinhos, cujo arranque da concessão se encontra previsto para o final do ano.
No segmento dos resíduos o volume de negócios ascendeu a 63,2 milhões de euros (2006:
55,5 milhões de euros). Este crescimento espelha a maturidade de desenvolvimento deste
mercado em Portugal onde a recolha e tratamento de resíduos se reveste cada vez mais de
elevado interesse público. Neste sentido, perspectiva-se a continuação de uma evolução
positiva neste segmento.
O contributo da área para o EBITDA foi de 39,1 milhões de euros (2006: 22,5 milhões de
euros) e para o EBIT de 25,4 milhões de euros (2006: 13,4 milhões de euros).
RELATÓRIO DE GESTÃO E INFORMAÇÃO FINANCEIRA
CONSOLIDADA INTERCALAR DO 3º TRIMESTRE DE 2007
12 DE NOVEMBRO DE 2007
13
Concessões de transportes
Ebitda
Vendas e prestações de serviços
15%
19%
16%
18%
17%
17%
49%
Concessão Norte
49%
Costa de Prata
Beiras Litoral e Alta
Grande Porto
Concessão Norte
Costa de Prata
Beiras Litoral e Alta
O volume de negócios da área de concessões de transportes ascendeu a 78,1 milhões de
euros de contributo para o GRUPO, e o EBITDA atingiu cerca de 71,4 milhões de euros
correspondente a uma margem EBITDA de 91,4%.
Note-se que os valores acima apresentados referem-se ao contributo que a área de
concessões e transportes tem para o GRUPO uma vez que esta área é consolidado pelo método
de integração proporcional.
Uma vez que as concessões rodoviárias iniciaram a sua exploração no ano corrente não temos
termo de comparação face a igual período do ano anterior, contudo face ao trimestre passado
a área conseguiu um aumento do volume de negócios em cerca de 14%.
Ao nível individual é a concessão das BEIRAS LITORAL E ALTA que domina no valor apresentado
para o volume de negócios com 105,8 milhões de euros, mais do dobro do volume de negócios
apresentado por qualquer uma das outras concessões (concessão NORTE 32,5 milhões de
euros, concessão da COSTA DE PRATA 36,7 milhões de euros, concessão do GRANDE PORTO
40,6 milhões de euros).
Grande Porto
RELATÓRIO DE GESTÃO E INFORMAÇÃO FINANCEIRA
CONSOLIDADA INTERCALAR DO 3º TRIMESTRE DE 2007
12 DE NOVEMBRO DE 2007
14
Porto, 12 de Novembro de 2007
Eng. António Manuel Queirós Vasconcelos da Mota
Chief Executive Officer
Dr. Eduardo Jorge de Almeida Rocha
Chief Financial Officer
RELATÓRIO DE GESTÃO E INFORMAÇÃO FINANCEIRA
CONSOLIDADA INTERCALAR DO 3º TRIMESTRE DE 2007
12 DE NOVEMBRO DE 2007
15
Informação Financeira Consolidada Intercalar
MOTA-ENGIL, SGPS, S.A.
Demonstração dos Resultados Consolidados
para os períodos findos em 30 de Setembro de 2007 e 2006
Notas
Vendas e prestações de serviços
Outros proveitos
Custo das mercadorias e dos subcontratos
2
2007
Euro
2006
Euro
1.063.567.539
110.962.780
(606.971.076)
968.005.271
55.384.899
(566.215.104)
567.559.243
457.175.066
(180.896.414)
(197.353.419)
670.082
(167.521.410)
(174.003.507)
(8.398.253)
189.979.492
107.251.896
Amortizações
Provisões e perdas de imparidade
(68.796.556)
(4.484.265)
(37.267.488)
(474.062)
Resultado operacional
116.698.671
69.510.346
67.433.474
(84.947.082)
6.112.783
(6.758.668)
(28.525.561)
3.816.932
(16.387.955)
98.539.179
28.413.762
6.455.329
4.541.686
92.083.850
23.872.076
0,4704
0,1219
Resultado bruto
Fornecimentos e serviços externos
Custos com pessoal
Outros proveitos / (custos) operacionais
Ganho de capital na Martifer
Resultado financeiro
Ganhos / (perdas) em empresas associadas
Imposto sobre o rendimento
8
4
Resultado consolidado líquido
Atribuível:
a interesses minoritários
ao Grupo
Resultado por acção
Para ser lido com o anexo às demonstrações financeiras consolidadas
16
MOTA-ENGIL, SGPS, S.A.
Demonstração dos Resultados Consolidados
para os trimestres de 1 de Julho a 30 de Setembro de 2006 e 2007
3T - 2007
Euro
3T - 2006
Euro
379.896.290
47.669.047
(224.241.955)
362.583.171
12.253.932
(198.163.605)
Resultado bruto
203.323.382
176.673.498
Fornecimentos e serviços externos
Custos com pessoal
Outros proveitos / (custos) operacionais
(69.976.091)
(67.978.507)
(3.166.812)
(67.830.543)
(58.835.490)
(9.573.910)
62.201.972
40.433.555
(22.631.629)
(1.288.281)
(12.213.448)
(169.886)
38.282.062
28.050.221
(32.739.763)
3.490.551
5.291.508
(8.152.270)
2.052.147
(7.707.619)
14.324.357
14.242.479
2.817.285
11.507.072
1.920.698
12.321.781
0,0604
0,0631
Vendas e prestações de serviços
Outros proveitos
Custo das mercadorias e dos subcontratos
Amortizações
Provisões e perdas de imparidade
Resultado operacional
Ganho de capital na Martifer
Resultado financeiro
Ganhos / (perdas) em empresas associadas
Imposto sobre o rendimento
8
Resultado consolidado líquido do trimestre
Atribuível:
a interesses minoritários
ao Grupo
Resultado por acção:
Para ser lido com o anexo às demonstrações financeiras consolidadas
17
MOTA-E NGIL, SGPS, S.A.
Balanços Consolidados em 30 de Setembro de 2007 e 31 de Dezembro de 2006
Notas
Activo
Não corrente
Goodwill
Imobilizado incorpóreo
Imobilizado concessionado
Imobilizado corpóreo
Investimentos financeiros em equivalência patrimonial
Investimentos financeiros disponíveis para venda
Propriedades de investimento
Clientes e outros devedores
Activos por impostos diferidos
Corrente
Existências
Clientes
Outros devedores
Outros activos correntes
Derivados
Caixa e seus equivalentes sem recurso
Caixa e seus equivalentes com recurso
7
7
Passivo
Não corrente
Endividamento sem recurso
Endividamento com recurso
Credores diversos
Provisões
Outros passivos não correntes
Passivos por impostos diferidos
Corrente
Endividamento sem recurso
Endividamento com recurso
Fornecedores
Credores diversos
Outros passivos correntes
Total do Passivo
Capital Próprio
Capital
Reservas
Resultado consolidado líquido do período
Capital próprio atribuível ao Grupo
Interesses minoritários
Total do Capital Próprio
2007
Euro
182.009.121
7.710.813
1.113.763.202
438.982.530
38.022.835
101.333.032
32.407.420
69.004.970
27.960.066
56.935.679
3.516.578
25.491.864
341.797.009
81.061.035
89.358.210
35.537.113
98.172.122
26.872.139
2.011.193.989
758.741.749
222.289.283
564.690.414
188.372.725
235.951.826
6.966.901
120.625.478
69.400.309
160.500.796
513.869.238
120.561.275
114.951.961
2.457.191
1.451.746
62.457.628
1.408.296.936
976.249.835
3.419.490.925
1.734.991.584
1.024.611.926
653.698.431
137.646.396
29.341.565
62.241.322
18.170.823
12.876.506
479.734.749
67.953.839
24.047.700
4.396.751
20.405.792
1.925.710.463
609.415.337
26.654.484
278.943.072
335.100.607
233.745.613
235.909.596
1.052.302
134.774.443
323.864.150
177.747.142
184.343.413
1.110.353.372
821.781.450
3.036.063.835
1.431.196.787
204.635.695
43.699.723
92.083.850
204.635.695
46.104.909
32.205.403
340.419.268
282.946.007
43.007.822
20.848.790
383.427.090
303.794.797
3.419.490.925
1.734.991.584
Para ser lido com o anexo às demonstrações financeiras consolidadas
18
2006
Euro
19
MOTA-ENGIL, S.G.P.S., S.A.
Demonstração dos Fluxos de Caixa Consolidados
para os períodos findos em 30 de Setembro de 2007 e 2006
2007
Euro
2006
Euro
1.092.441.305
(835.419.159)
(164.306.254)
92.715.892
1.090.100.022
(837.955.121)
(159.711.724)
92.433.177
(17.756.285)
241.395
75.201.002
(11.777.398)
189.461
80.845.240
81.405.520
5.849.932
5.947.669
1.908.199
95.111.320
8.340.358
3.506.823
4.602.204
853.248
17.302.633
Notas
ACTIVIDADES OPERACIONAIS
Recebimentos de clientes
Pagamentos a fornecedores
Pagamento ao pessoal
Fluxos gerados pelas operações
Pagamento/Recebimento de imposto sobre o rendimento
Outros recebimentos/pagamentos de actividades operacionais
Fluxos das actividades operacionais (1)
ACTIVIDADES DE INVESTIMENTO
Recebimentos provenientes de:
Investimentos financeiros
Imobilizações corpóreas
Juros e proveitos similares
Dividendos
8
Pagamentos respeitantes a:
Investimentos financeiros
Imobilizações corpóreas
Imobilizações incorpóreas
Outros
Fluxos das actividades de investimento (2)
(36.137.408)
(141.611.832)
(636.782)
(742.669)
(179.128.691)
(84.017.371)
(56.612.851)
(56.616.577)
(55.427)
(315.213)
(113.600.068)
(96.297.435)
979.197.413
52.650
979.250.063
968.107.603
169.012
968.276.615
(839.809.362)
(11.427.224)
(38.577.679)
(21.795.924)
(846.382)
(912.456.571)
66.793.492
(844.476.802)
(8.502.713)
(32.138.262)
(19.653.151)
(511.193)
(905.282.121)
62.994.494
ACTIVIDADES DE FINANCIAMENTO
Recebimentos provenientes de:
Empréstimos obtidos
Subsídios e doações
Pagamentos respeitantes a:
Empréstimos obtidos
Amortizações de contratos de locação financeira
Juros e custos similares
Dividendos
Outros
Fluxos das actividades de financiamento (3)
Variação de caixa e seus equivalentes (4)=(1)+(2)+(3)
Variações decorrentes de alterações de perímetro
Caixa e seus equivalentes no início do exercício
Caixa e seus equivalentes no fim do período
7
57.977.123
68.139.290
63.909.374
190.025.787
Para ser lido em conjunto com o anexo às demonstrações financeiras consolidadas
20
47.542.299
(45.571.078)
67.445.599
69.416.820
MOTA-ENGIL, S.G.P.S., S.A.
Anexo às demonstrações financeiras consolidadas
30 de Setembro de 2007
Nota Introdutória
A Mota–Engil, S.G.P.S., S.A. (“MOTA-ENGIL SGPS” ou “EMPRESA”), e empresas participadas
(“GRUPO”), têm como actividade principal as empreitadas de obras públicas e privadas e actividades
com elas conexas.
Todos os montantes apresentados nestas notas explicativas são apresentados em Euro, salvo se
expressamente referido em contrário.
1. Políticas Contabilísticas
As demonstrações financeiras consolidadas do GRUPO MOTA-ENGIL são preparadas no pressuposto
da continuidade das operações, a partir dos livros e registos contabilísticos das empresas que
constituem o GRUPO, de modo a que as demonstrações financeiras consolidadas estejam de acordo
com as Normas Internacionais de Relato Financeiro ("IAS/IFRS") emitidas pelo International
Accounting Standards Board ("IASB") em vigor em 1 de Janeiro de 2005, data que corresponde ao
início do período da primeira aplicação pela Empresa dos IAS/IFRS.
As demonstrações financeiras consolidadas do GRUPO MOTA-ENGIL são elaboradas de acordo com as
políticas contabilísticas adoptadas pelo GRUPO apresentadas no Relatório e Contas Consolidadas de
2006.
2. Vendas e prestações de serviços
As vendas e prestações de serviços dos períodos findos em 30 de Setembro de 2007 e 2006
distribuem-se da seguinte forma:
2007
Vendas de mercadorias
Vendas de produtos
Prestações de serviços:
Obras públicas
Construção civil
Concessões de serviços públicos
Outras
2006
46.165.841
116.606.994
40.041.713
114.002.964
387.352.903
229.394.822
229.779.049
54.267.929
473.636.672
228.205.698
48.533.066
63.585.158
1.063.567.539
968.005.271
3. Segmentos de negócio
O GRUPO serve-se da sua organização interna para efeitos de gestão como base para o seu reporte
da informação por segmentos de negócio.
O GRUPO está organizado em quatro áreas de negócio principais – Engenharia e Construção,
Indústria e Energia, Ambiente e Serviços e Concessões de transportes - as quais são coordenadas e
apoiadas pela MOTA-ENGIL SGPS e pela MESP. O segmento “Engenharia e Construção” inclui as
actividades de construção, obras públicas e promoção imobiliária. O segmento “Indústria e Energia”
inclui as actividades da metalomecânica e da produção de energia e de equipamentos energéticos. O
segmento “Ambiente e Serviços” engloba, basicamente, as empresas de recolha e tratamento de
resíduos sólidos urbanos, de água e saneamento básico, e de gestão portuária. O segmento
“Concessões de transportes” inclui as empresas que detêm as concessões de auto-estradas. Os
valores relativos à MOTA-ENGIL SGPS, a MESP e às sociedades do GRUPO da área do Turismo estão
incluídos na linha “Outros, eliminações e intragrupo”, a qual inclui também os montantes relativos aos
fluxos e saldos entre os segmentos de negócio.
21
MOTA-ENGIL, S.G.P.S., S.A.
Anexo às demonstrações financeiras consolidadas
30 de Setembro de 2007
As vendas e prestações de serviços podem ser analisadas como segue:
Vendas e prestações de serviços
2007
2006
Engenharia e Construção
Indústria e Energia
Ambiente e Serviços
Concessões de transportes
Outros, eliminações e intragrupo
720.609.102
302.403.972
180.622.918
78.058.470
803.264.820
188.983.251
86.236.284
(218.126.923)
(110.479.084)
1.063.567.539
968.005.271
Os resultados operacionais antes de amortizações e perdas de imparidade (EBITDA) e os resultados
operacionais (EBIT) podem ser analisados como segue:
EBITDA
2007
Engenharia e Construção
Indústria e Energia
Ambiente e Serviços
Concessões de transportes
71.022.020
19.764.827
39.142.805
71.370.025
Outros, eliminações e intragrupo
EBIT
2006
84.613.545
17.205.027
19.374.824
(1.295.303)
(11.320.185)
(12.646.197)
189.979.492
107.251.896
2007
2006
39.726.912
13.300.356
25.385.193
46.261.029
56.136.055
12.164.373
13.388.113
(1.310.715)
(7.974.819)
(10.867.480)
116.698.671
69.510.346
4. Resultados financeiros
O resultado financeiro nos trimestres findos em 30 de Setembro de 2007 e 2006, tem a seguinte
composição:
2007
2006
Proveitos e ganhos financeiros
Juros obtidos
Rendimentos de participações de capital
Diferenças de câmbio favoráveis
Descontos de pronto pagamentos obtidos
Outros proveitos e ganhos financeiros
7.746.397
1.885.646
11.099.823
792.930
10.092.905
3.407.700
299.733
13.029.889
1.115.250
1.315.752
31.617.701
19.168.324
83.172.468
740.005
18.040.001
13.886
14.598.423
25.480.860
15.350.531
212.814
6.649.680
116.564.783
(84.947.082)
47.693.885
(28.525.561)
Custos e perdas financeiras
Juros suportados
Ajustamentos de aplicações financeiras
Diferenças de câmbio desfavoráveis
Descontos de pronto pagamento concedidos
Outros custos e perdas financeiros
Resultados financeiros
Os juros obtidos e os juros suportados incluem os montantes de Euro 2.638.655 e Euro 41.580.610,
respectivamente, relativos a endividamento sem recurso.
22
MOTA-ENGIL, S.G.P.S., S.A.
Anexo às demonstrações financeiras consolidadas
30 de Setembro de 2007
5. Goodwill
Na sequência da primeira consolidação das empresas que compõem o GRUPO TERTIR, o GRUPO
encontra-se a proceder à avaliação das demonstrações financeiras com o objectivo de identificar os
activos e passivos alvo de reavaliação. Nesse sentido, o valor atribuido a goodwill será ajustado até
31 de Dezembro de 2007.
6. Alteração de perímetro
As demonstrações financeiras consolidadas do GRUPO foram elaboradas tendo em conta a alteração
do método de consolidação da área de negócios das concessões de transportes do método da
integração por equivalência patrimonial para o método da integração proporcional, na sequência do
acordo estabelecido com o Grupo BES, que permite o controlo partilhado com esta entidade.
Não são apresentados os efeitos nas principais rubricas do balanço e da demonstração dos
resultados, uma vez que, caso o GRUPO tivesse utilizado o método da integração proporcional no
período findo em 30 de Setembro de 2006, estas rúbricas apresentariam valores próximos aos
resultantes do método utilizado, uma vez que, a esta data a maioria das concessões não tinha
iniciado a fase de exploração.
7. Caixa e seus equivalentes
Caixa e seus equivalentes pode ser analisado como segue:
Sem recurso
30.09.07
31.12.06
Títulos negociáveis
Depósitos bancários e caixa
Depósitos bancários
Caixa
Com recurso
30.09.07
31.12.06
7.415.375
130.643
25.743.400
5.420.676
113.087.938
122.165
120.625.478
1.318.085
3.018
1.451.746
40.596.990
3.059.919
69.400.309
54.527.062
2.509.890
62.457.628
8. Ganhos de capital
Em 29 de Junho de 2007, o GRUPO realizou um ganho de capital de Euro 67.433.474, exclusivamente
imputável à Oferta Pública de Subscrição da sua participada MARTIFER, SGPS, SA, valor que
corresponde à diferença entre:
a) o valor contabilístico da sua participada de 50%, antes do aumento do capital social, e
b) o valor contabilístico da sua participada de 37,5% após o aumento do capital social da MARTIFER,
SGPS,SA, e consequente reforço dos capitais próprios desta em 199 milhões de euros.
Embora diga respeito a um ganho não recorrente, e extra actividade operacional, este afecta, de
forma bastante significativa, quer o Resultado Líquido Consolidado, e por essa via os Capitais
Próprios Consolidados, quer os Fluxos de Caixa Consolidados.
23
MOTA-ENGIL, S.G.P.S., S.A.
Anexo às demonstrações financeiras consolidadas
30 de Setembro de 2007
9. Empresas incluídas na consolidação
Empresas incluídas na consolidação pelo Método da Consolidação Integral
As empresas incluídas na consolidação pelo método integral, respectivas sedes, proporção do capital
detido, actividade, data de constituição e data de aquisição das participações financeiras, são as
seguintes:
Sede
Percentagem
Efectiva da
Participação
Actividade
Data de
Constituição
Data de
Aquisição
Mota Engil, SGPS, S.A., sociedade aberta (" Mota Engil SGPS")
Porto
-
SGPS
Ago-90
-
MESP- Mota Engil , Serviços Partilhados, Administrativos e de Gestão,
S.A. (“MESP”)
Porto
100,00
Serviços Administrativos
Dez-02
-
Largo do Paço – Investimentos Turísticos e Imobiliários, Lda. (“Largo do
Paço”)
Através da MEIT
Amarante
100,00
Promoção Imobiliária
-
Out-01
RTA - Rio Tâmega, Turismo e Recreio, S.A. (“RTA”)
Através da MEIT
Amarante
100,00
100,00
Imobiliário e turismo
-
Mai-00
SGA – Sociedade do Golfe de Amarante, S.A. (“SGA”)
Através da RTA
Através da Mota-Engil Engenharia
Amarante
97,17
96,89
0,28
Prática e comercialização de
golfe e actividades relacionadas
Dez-00
-
Amarante
100,00
Execução de obras e compra e
venda de imóveis
-
Dez-00
Porto
100,00
Promoção Imobiliária
Dez-93
-
Designação
Empresa - Mãe do Grupo e Actividade Conexas
100,00
Área de Negócio - Engenharia e Construção
Mota-Engil Engenharia e Construção, S.A. (“Mota-Engil Engenharia”)
Aurimove – Utilidades, Equipamentos e Investimentos Imobiliários, Lda.
(“Aurimove”)
Através da MEIT
Bouncer, a.s. (" Bouncer")
Através da M-Invest
100,00
Rep. Checa
100,00
100,00
Promoção Imobiliária
Dez-06
#N/A
Porto
100,00
Promoção Imobiliária
-
Set-00
Construções e trabalhos
portuários
-
Jul-02
Construções estudos e
realizações imobiliárias
-
Nov-00
Calçadas do Douro - Sociedade Imobiliária, Lda. (“Calçadas do Douro”)
Através da MEIT
100,00
Companhia Portuguesa de Trabalhos Portuários e Construções, S.A.
(“CPTP”)
Através da Mota–Engil Engenharia
Lisboa
Corgimobil - Empresa Imobiliária das Corgas, Lda. ("Corgimobil")
Cascais
100,00
100,00
97,47
Através da Mota–Engil Engenharia
70,17
Através da MEIT
25,30
Edifício Mota - Viso – Soc. Imobiliária, Lda.(“Mota Viso”)
Através da MEIT
Porto
100,00
100,00
Promoção Imobiliária
Jun-94
-
Edipainel – Utilidades, Equipamentos e Investimentos Imobiliários, Lda.
(“Venimove”)
Através da MEIT
Porto
100,00
Promoção Imobiliária
Mar-02
-
Promoção Imobiliária
Jul-94
-
Concepção, construção, gestão e
exploração de lugares de
estacionamentos
Dez-00
-
Emocil – Empresa Moçambicana de Construção Imobiliária (“Emocil”)
70,00
Moçambique
(Maputo)
Através da Mota–Engil Engenharia
Através da Indimo
EMSA – Empreendimentos e Exploração de Estacionamentos, S.A.
(“EMSA”)
Através da Mota–Engil Engenharia
Engil 4i – SGPS, S.A. (“Engil 4I”)
Através da Mota–Engil Engenharia
Ferrovias e Construções, S.A. (“Ferrovias”)
Através da Mota–Engil Engenharia
75,00
50,00
25,00
Cascais
100,00
100,00
Porto
100,00
100,00
SGPS
Dez-02
-
Linda-a-Velha
100,00
100,00
Construção e manutenção de
caminhos de ferro
Abr-88
Set-94
24
MOTA-ENGIL, S.G.P.S., S.A.
Anexo às demonstrações financeiras consolidadas
30 de Setembro de 2007
Percentagem
Efectiva da
Participação
Actividade
Amarante
100,00
100,00
God Project Development ("God")
Através da Mota-Engil Magyarország
Hungria
(Budapeste)
Jasz-Vasut, Kft ("Jasz-Vasut")
Através da Mota-Engil Magyarország
Através da Ferrovias
Data de
Constituição
Data de
Aquisição
Construção e exploração de
pedreiras
Abr-88
Mar-90
Jun-00 / Dez-00
100,00
100,00
Execução de obras públicas
Dez-06
-
Hungria
(Budapeste)
70,00
50,00
20,00
Execução de obras públicas
Out-06
-
Kordylewskiego Project Development Sp. z o.o. ("Kord")
Através da M-Invest Polska
Polónia (Cracóvia)
100,00
100,00
Promoção Imobiliária
Fev-05
-
Kilinskiego Sp. z o.o. ("Kilin")
Através da M-Invest Polska
Polónia (Cracóvia)
100,00
100,00
Promoção Imobiliária
Ago-07
-
Kozielska Sp. z o.o. ("Kozielska")
Através da M-Invest Polska
Polónia (Cracóvia)
55,00
55,00
Promoção Imobiliária
Ago-07
-
Maprel – Empresa de Pavimentos e Materiais Pré-esforçados, Lda
(“Maprel”)
Através da Mota–Engil Engenharia
Vila Nova de Gaia
100,00
Fabrico de materiais préesforçados
Jan-60
Fev-87
Maprel - Nelas, Indústria de Pré- Fabricados, S.A. (“Maprel Nelas”)
Porto
Fabrico de materiais préesforçados
Jan-01
-
Designação
Geogranitos – Pedreiras de Amarante, Lda. (“Geogranitos”)
Através da Mota–Engil Engenharia
Sede
100,00
Através da Maprel
ME-Investitii AV s.r.l. (“MEINVESTII”)
Através da Mota-Engil Engenharia
MEITS, Mota-Engil Imobiliário e Turismo, S.A. (“MEIT”)
Metroepszolg, RT(“Metroepszolg”)
Através da Mota-Engil Magyarorszag
Mil e Sessenta – Sociedade Imobiliária, Lda. (“Mil e Sessenta")
100,00
100,00
Roménia
99,00
99,00
Promoção Imobiliária
-
Set-07
Porto
100,00
Set-01
-
Hungria
(Budapeste)
99,77
99,77
Gestão de participações
financeiras
Execução de obras públicas
-
Dez-00
Porto
100,00
Promoção Imobiliária
-
Jul-01
Através da MEIT
100,00
M-Invest Bohdalec, A.S. (“Bohdalec”)
Através da M-Invest
Rep. Checa (Praga)
100,00
100,00
Promoção Imobiliária
Set-03
-
M-Invest Devonska, s.r.o. ("M-Invest Devonska")
Através da M-Invest
Rep. Checa (Praga)
100,00
100,00
Promoção Imobiliária
Nov-06
-
Rep. Checa
(Jihlava)
100,00
100,00
Promoção Imobiliária
Fev-04
-
Rep. Checa (Praga)
95,00
95,00
Promoção Imobiliária
Set-00
Dez-00
Polónia (Cracóvia)
100,00
80,00
20,00
Promoção Imobiliária
Jun-05
-
M-Invest Jihlavska, A.S. (“Jihlavska”)
Através da M-Invest
M-Invest Jeremiasova, A.S. ("Jeremiasova")
Através da M-Invest
M-Invest Polska, Sp. z.o.o. (“M-Invest Polska”)
Através da Mota–Engil Engenharia
Através da Mota–Engil Polska
25
MOTA-ENGIL, S.G.P.S., S.A.
Anexo às demonstrações financeiras consolidadas
30 de Setembro de 2007
Designação
Sede
Percentagem
Efectiva da
Participação
Actividade
Data de
Constituição
Data de
Aquisição
M-Invest Portugalia, s.r.o. ("Portugalia")
Através da M-Invest
Rep. Checa (Praga)
90,00
90,00
Promoção Imobiliária
-
Set-07
M-Invest, sro (“M-Invest”)
Através da Mota–Engil Engenharia
Rep. Checa (Praga)
100,00
80,00
Promoção Imobiliária
Mar-98
Dez-00
M-Invest Slovakia, s.r.o. ("M-Invest Slovakia")
Através da M-Invest
Eslováquia
(Bratislava)
100,00
100,00
Promoção Imobiliária
Jun-06
-
MI 2 Spółka z ograniczoną odpowiedzialnością ("MI 2")
Através da M-Invest Polska
Polónia
(Cracóvia)
55,00
55,00
Promoção Imobiliária
Jun-07
Moravian Partner Constructors, sro (“Moravian”)
Através da Sefimota
Rep. Checa
(Jihlava)
97,00
97,00
Construção civil e obras públicas
Nov-00
Dez-00
Mota-Engil Magyarorszag, Rt (“Mota-Engil Magyarorszag”)
Através da Mota–Engil Engenharia
Hungria
100,00
100,00
Execução de obras públicas
Jan-96
-
(Budapeste)
Promoção Imobiliária
Jul-05
-
Através da Sefimota
Mota-Engil Real Estate Hungary ("Merehun")
Através da Mota-Engil Magyarorszag
Através da Mota-Engil Engenharia
Mota-Engil Polska, S.A. ("Mota-Engil Polska")
Através da Tabella Holding
Mota-Engil Slovakia, a. s. ("Mota-Engil Eslováquia")
Através da Sefimota
Através da Mota-Engil Engenharia
20,00
Hungria
100,00
(Budapeste)
20,00
80,00
Polónia
100,00
100,00
Execução de obras
Fev-53
Mar-99
100,00
80,00
20,00
Execução de obras
Ago-04
-
100,00
95,00
5,00
Execução de obras
#N/A
#N/A
(Cracóvia)
Eslováquia
(Bratislava)
Motadómus, Lda. ("Motadómus")
Através da Aurimove
Através da MEIT
MKContructors, LLC (“MKC”)
Através da Mota–Engil Engenharia
EUA
(Miami)
50,50
50,50
Promoção Imobiliária
Mar-02
-
Mota Internacional – Comércio e Consultadoria Económica, Lda (“Mota
Através da Mota–Engil Engenharia
Funchal
100,00
100,00
Gestão de participações
financeiras
Set-97
Dez-98
Rep. Checa
(Praga)
100,00
100,00
Promoção Imobiliária
Jun-98
Dez-00
Lisboa
100,00
100,00
Promoção Imobiliária
-
Out-01
Porto
100,00
100,00
Promoção Imobiliária
Dez-00
-
Mota Real Estate, sro (“Mota Real Estate”)
Através da M-Invest
Nortedómus, Lda. (“Nortedómus”)
Através da Mota–Engil Engenharia
Planinova – Sociedade Imobiliária, S.A. (“Planinova”)
Através da MEIT
26
MOTA-ENGIL, S.G.P.S., S.A.
Anexo às demonstrações financeiras consolidadas
30 de Setembro de 2007
Sede
Percentagem
Efectiva da
Participação
Polónia
(Cracóvia)
Actividade
Data de
Constituição
Data de
Aquisição
100,00
100,00
Promoção Imobiliária
Jan-05
-
Porto
100,00
SGPS
Jun-97
-
ALMAQUE - Serviços Técnicos, S.A. ("Almaque")
Através da Manvia
Setúbal
58,50
58,50
Transportes e aluguér de
máquinas
-
Jul-06
Beiratir - Terminais da Covilhã, Lda. ("Beiratir")
Através da Tertir
Covilhã
92,24
92,24
Exploração de Terminais
-
Out-06
Linda- a- Velha
100,00
70,00
30,00
Serviços de transporte de
mercadorias por via ferroviária e
rodoviária
Set-06
-
Sertã
73,91
Comércio e recolha de óleos
usados
Set-88
Fev-00
Agentes de navegação
-
Out-06
Designação
Wilenska Project Development Sp. z.o.o. (“Wilenska”)
Através da M-Invest Polska
Área de Negócio - Ambiente e Serviços
Mota-Engil, Ambiente e Serviços, SGPS, S.A. (“Mota-Engil Ambiente e
Serviços”)
Cargorail Transportes de Mercadorias, S.A. ("Cargorail")
Através da Mota Engil Ambiente e Serviços
Através da Ferrovias
Correia & Correia, Lda.(“Correia & Correia”)
Através da Enviroil
Através de Quotas Próprias
E.A.Moreira - Agentes de Navegação, S.A. ("E.A. Moreira")
59,13
14,78
Matosinhos
Através da Tertir
Através da Ternor
97,54
81,88
15,66
Ecolatlântica de Portugal, Lda. ("Ecolatlântica")
Através da Suma
Coimbra
61,50
61,50
Controle de poluição
-
Dez-06
Ekosrodowisko Sp. Z.o.o. ("Ekosrodowisko")
Através da Mota-Engil Srodowisko
Polónia
80,00
80,00
Resíduos sólidos urbanos
-
Dez-05
Engeglobo, Soc. de Engenharia e Projectos, S.A. ("Engeglobo")
Lisboa
58,43
Reparação e Manutenção de
Contentores
Jul-07
Através da Multiterminal
Enviroil – Resíduos e Energia, Lda. (“Enviroil”)
Através da Mota-Engil Ambiente e Serviços
GT - Investimentos Internacionais SGPS, SA ("GTSGPS")
Através da Tertir
Através da Liscont
Através da RL, SGPS
Liscont - Operadores de Contentores, S.A. ("Liscont")
Através da Sadomar
58,43
Matosinhos
73,91
73,91
Comércio e recolha de resíduos
industriais
Nov-97
-
Porto
85,50
41,27
34,23
10,00
Promoção, gestão e exploração
de parques empresariais
tecnológicos e industriais
Out-06
-
Lisboa
80,54
50,20
Operadores de contentores
-
Out-06
Consultores portuários
-
Out-06
Manutenção e exploração de
instalações
-
Jun-98
Resíduos sólidos urbanos
Dez-05
-
Gestão de projectos
Dez-03
-
Através da Multiterminal
Lisprojecto - Consultoria e Soluções Informáticas, S.A. ("Lisprojecto")
30,34
Lisboa
Através da Liscont
68,46
Manvia - Manutenção e Exploração de Instalações e Construção, S.A.
("Manvia")
Através da Mota–Engil Ambiente e Serviços
Lisboa
Mota-Engil Srodowisko, Sp. z.o.o. ("Mota-Engil Srodowisko")
Polónia
90,00
90,00
Através da Mota-Engil Ambiente e Serviços
Mota-Engil II, Gestão, Ambiente, Energia e Concessões de Serviços, S.A.
("MEASII")
Através da Mota-Engil Ambiente e Serviços
68,46
100,00
100,00
Porto
100,00
100,00
27
MOTA-ENGIL, S.G.P.S., S.A.
Anexo às demonstrações financeiras consolidadas
30 de Setembro de 2007
Designação
Mota-Engil, Tecnologias de Informação, S.A. (“METI”)
Através da Mota-Engil Ambiente e Serviços
Multiterminal - Soc. De Estiva e tráfego, S.A. ("Multiterminal")
Percentagem
Efectiva da
Participação
Actividade
Porto
100,00
100,00
Lisboa
95,16
Sede
Através da Tertir
Norcargas - Cargas e Descargas, Lda. ("Norcargas")
Através da E.A. Moreira
Operport - Sociedade Portuguesa de Operadores Portuários, Lda.
("Operport")
Através da Tertir
Politerminal - Parq. e Rep. De Contentores, Lda ("Politerminal")
Desenvolvimento de aplicações
informáticas de gestão
Dez-03
-
Exploração de Terminais
-
Out-06
Matosinhos
97,54
97,54
Cargas e descargas
-
Out-06
Lisboa
97,10
Operações portuárias
-
Out-06
Vila Franca de Xira
92,13
Exploração de Terminais
-
Out-06
Promoção gestão e exploração
de parques empresariaais
tecnológicos e industriais
Out-06
-
97,10
67,97
24,16
Porto
76,00
24,00
26,00
Através da Mota–Engil Engenharia
PTT - Parque Tecnológico do Tâmega ("PTT")
Através da Proempar
Através da Promoquatro
Através da Mota-Engil Ambiente e Serviços
Através da Mota–Engil Engenharia
Data de
Aquisição
95,16
Através da Tertir
Através da Liscont
Proempar - Promoção e Gestão de Parques Empresariais e Tecnológicos,
S.A. ("Proempar")
Através da Promoquatro
Através da Mota-Engil Ambiente e Serviços
Data de
Constituição
26,00
Felgueiras
68,10
45,60
5,00
10,00
10,00
Promoção e gestão de
acolhimento empresarial
tecnológico
Dez-06
-
Resilei – Tratamento de Resíduos Industriais, Lda ("Resilei")
Através da STL
Leiria
30,75
30,75
Tratamento de resíduos
industriais
-
Jun-03
Rima – Resíduos Industriais e Meio Ambiente, S.A. (“Rima”)
Lousada
59,32
Tratamento de resíduos
industriais
-
-
Através da Suma
Através da Tratoser
R.L. - Soc. Gestora de Particip. Sociais ("RL, SGPS")
59,26
0,0615
Matosinhos
Através da Mota-Engil Ambiente e Serviços
100,00
Abr-07
Logística
100,00
Sealine - Navegação e Afretamentos ("Sealine")
Através da Socarpor Aveiro
Aveiro
62,82
62,82
Agentes de navegação
-
Out-06
Sadomar - Ag. de Naveg. e Trânsitos, S.A. ("Sadomar")
Através da Tertir
Lisboa
97,10
97,10
Agentes de navegação
-
Out-06
Matosinhos
61,50
Recolha de resíduos sólidos
urbanos
Dez-00
-
Murça
61,50
Recolha de resíduos sólidos
urbanos
Dez-00
Dez-00
Recolha de resíduos sólidos
urbanos
Dez-00
-
Serviços Portuários
-
Out-06
Serurb (Matosinhos) Serviços Urbanos, S.A. (“Serurb Matosinhos”)
Através da Serurb
Serurb (Douro) Serviços Urbanos, Lda. (“Serurb Douro”)
61,50
Através da Serurb
55,35
Através da Suma
6,15
Serurb (Esposende) Serviços Urbanos, Lda.(“Serurb Esposende”)
Esposende
61,50
Através da Serurb
55,35
Através da Suma
6,15
Socarpor - Soc. Cargas Port. (Douro e Leixões), S.A. ("Socarpor D/L")
Matosinhos
Através da Tertir
58,39
58,39
28
MOTA-ENGIL, S.G.P.S., S.A.
Anexo às demonstrações financeiras consolidadas
30 de Setembro de 2007
Designação
Socarpor - Soc. Cargas Port. (Aveiro), S.A. ("Socarpor Aveiro")
Sede
Percentagem
Efectiva da
Participação
Actividade
Data de
Constituição
Data de
Aquisição
Aveiro
62,82
Port services
-
Out-06
Terminal de contentores
-
Através da Socarport D/L
Através da Operport
Sotagus - Terminal de Contentores de Santa Apolónia, S.A. ("Sotagus")
51,43
11,40
Lisboa
Através da Tertir
Através da Multiterminal
97,10
48,55
48,55
STL – Sociedade de Transportes e Limpeza, Lda. (“STL”)
Através da Suma
Através da UTIL
Ourém
61,50
30,75
30,75
Recolha de resíduos sólidos
urbanos
-
Jun-03
Suma – Serviços Urbanos Meio Ambiente, S.A. (“Suma”)
Através da Mota-Engil Ambiente e Serviços
Lisboa
61,50
61,50
Recolha de resíduos sólidos
urbanos
Jun-94
-
TCL - Terminal de Contentores de Leixões, S.A. ("TCL")
Através da Socarport D/L
Porto
50,83
22,05
Serviços portuários
-
Serviços Portuários
-
Out-06
Exploração de terminais
-
Out-06
Exploração de terminais
-
Out-06
Através da Norcargas
8,96
Através da TEN
TEN - Tráfego e Estiva do Norte, SA ("TEN")
19,82
Matosinhos
Através da Tertir
Ternor - Sociedade de Exploração de Terminais, S.A. ("Ternor")
97,10
Matosinhos
Através da RL, SGPS
Através da E.A. Moreira
0,26
3,71
Matosinhos
Através da MEAS
Através da Tertir
Transitex - Trânsitos Extremadura, SL ("Transitex")
Através da Liscont
Vibeiras – Sociedade Comercial de Plantas, S.A. (“Vibeiras”)
Através da Mota-Engil Ambiente e Serviços
99,90
92,41
3,52
Através da Tertir
Através da MEAS
Tertir - Terminais de Portugal, S.A. ("Tertir")
Através da RL, SGPS
Através da Ternor
Através da Liscont
97,10
97,10
36,30
31,63
2,13
26,78
0,26
Badajoz
68,45
68,45
Operadores de contentores
Torres Novas
66,67
66,67
Espaços verdes
Jul-88
Out-98
Lisboa
100,00
Concessões de transportes
Jan-03
-
Área de Negócio - Concessões de Transportes
Mota-Engil Concessões de Transportes, SGPS, S.A. (“MECT”)
29
MOTA-ENGIL, S.G.P.S., S.A.
Anexo às demonstrações financeiras consolidadas
30 de Setembro de 2007
Empresas consolidadas pelo Método da Consolidação Proporcional
As empresas incluídas na consolidação pelo método proporcional, respectivas sedes, proporção do
capital detido, actividade, data de constituição e data de aquisição das participações financeiras, são
as seguintes:
Sede
Percentagem
Efectiva da
Participação
Actividade
Data de
Constituição
Data de
Aquisição
Angola
49,00
Execução de obras
Nov-80
-
(Luanda)
49,00
Espanha
(Pontevedra)
50,00
50,00
Construção
-
Set-07
Hifer Construccion Conservación e Servicios, S.A. (“Hifer”)
Através da Ferrovias
Espanha
(Madrid)
50,00
50,00
Construção e manutenção de
caminhos de ferro
Nov-03
Out-05
Icer – Indústria de Cerâmica, Lda. (“Icer”)
Através da Mota-Engil Engenharia
Angola
(Luanda)
50,00
50,00
Indústria cerâmica
Nov-91
-
M-Invest Slovakia Mierova , s.r.o. ("Mierova")
Através da M-Invest Slovakia
Eslováquia
(Bratislava)
50,00
50,00
Promoção Imobiliária
Jun-06
-
M-Invest Slovakia Trnavska, s.r.o. ("Trnavska")
Através da M-Invest Slovakia
Eslováquia
(Bratislava)
50,00
50,00
Promoção Imobiliária
Jun-06
-
Probigalp Ligantes Betuminosos, S.A. (“Progalp”)
Através da Mota-Engil Engenharia
Através da Probisa
Amarante
50,00
25,00
25,00
Fabrico de produtos betuminosos
Abr-98
-
Oliveira de Frades
37,50
37,50
Gestão de participações
financeiras
Out-04
-
Prio Agricultura, s.r.l. (“Agromart”)
Através da Prios, SGPS
Roménia
(Bucareste)
20,06
20,06
Agricultura
Mar-05
-
Agromec Balaciu S.A. ("AgromecB")
Através da Prio Agricultura
Roménia
(Bucareste)
17,44
17,44
Agricultura
-
Fev-07
Prio Biocombustibil, s.r.l. ("Biomart")
Através da Prios, SGPS
Através da Prio Agricultura
Roménia
(Bucareste)
20,06
20,06
0,18
Refinaria de Biodisel
Mar-05
-
Oliveira de Frades
20,06
20,06
Refinaria de Biodisel
Fev-06
-
Polónia
22,50
22,50
Produção, comercialização e
distribuição de energia
-
Jun-07
(Gliwice)
Suécia
(Gotemburgo)
18,75
18,75
Produção de energia electrica
-
Mar-07
Designação
Área de Negócio - Engenharia e Construção
Empresa de Terraplenagem e Pavimentações – Paviterra, SARL (Angola)
(“Paviterra”)
Através de Mota Internacional
Construcciones CRESPO, SA ("Crespo")
Através da Mota-Engil Engenharia
Área de Negócio - Indústria e Energia
Martifer - SGPS, S.A. ("Marfifer SGPS")
Através da Mota–Engil Engenharia
Prio Biocombustíveis S.A. ("Biocomb")
Através da Prios, SGPS
Bukowsko Wind Energy ("Bukowsko")
Através da Eviva SA
Clean Enery Solutions ("Ces")
Através da Eviva SGPS
30
MOTA-ENGIL, S.G.P.S., S.A.
Anexo às demonstrações financeiras consolidadas
30 de Setembro de 2007
Sede
Percentagem
Efectiva da
Participação
Actividade
Eurocab FV 1 S.L. ("Eurocab1")
Através da Eviva Energias Renovables, S.A.
Espanha
(Madrid)
37,50
37,50
Eurocab FV 2 S.L. ("Eurocab2")
Através da Eviva Energias Renovables, S.A.
Espanha
(Madrid)
Eurocab FV 3 S.L. ("Eurocab3")
Através da Eviva Energias Renovables, S.A.
Data de
Constituição
Data de
Aquisição
Produção, comercialização e
distribuição de energia
-
Jun-07
37,50
37,50
Produção, comercialização e
distribuição de energia
-
Jun-07
Espanha
(Madrid)
37,50
37,50
Produção, comercialização e
distribuição de energia
-
Jun-07
Eurocab FV 4 S.L. ("Eurocab4")
Através da Eviva Energias Renovables, S.A.
Espanha
(Madrid)
37,50
37,50
Produção, comercialização e
distribuição de energia
-
Jun-07
Eurocab FV 5 S.L. ("Eurocab5")
Através da Eviva Energias Renovables, S.A.
Espanha
(Madrid)
37,50
37,50
Produção, comercialização e
distribuição de energia
-
Jun-07
Eurocab FV 6 S.L. ("Eurocab6")
Através da Eviva Energias Renovables, S.A.
Espanha
(Madrid)
37,50
37,50
Produção, comercialização e
distribuição de energia
-
Jun-07
Eurocab FV 7 S.L. ("Eurocab7")
Espanha
37,50
Jun-07
(Madrid)
37,50
Produção, comercialização e
distribuição de energia
-
Através da Eviva Energias Renovables, S.A.
Eurocab FV 8 S.L. ("Eurocab8")
Através da Eviva Energias Renovables, S.A.
Espanha
(Madrid)
37,50
37,50
Produção, comercialização e
distribuição de energia
-
Jun-07
Eurocab FV 9 S.L. ("Eurocab9")
Através da Eviva Energias Renovables, S.A.
Espanha
(Madrid)
37,50
37,50
Produção, comercialização e
distribuição de energia
-
Jun-07
Eurocab FV 10 S.L. ("Eurocab10")
Através da Eviva Energias Renovables, S.A.
Espanha
(Madrid)
37,50
37,50
Produção, comercialização e
distribuição de energia
-
Jun-07
Eurocab FV 11 S.L. ("Eurocab11")
Através da Eviva Energias Renovables, S.A.
Espanha
(Madrid)
37,50
37,50
Produção, comercialização e
distribuição de energia
-
Jun-07
Eurocab FV 12 S.L. ("Eurocab12")
Através da Eviva Energias Renovables, S.A.
Espanha
(Madrid)
37,50
37,50
Produção, comercialização e
distribuição de energia
-
Jun-07
Eurocab FV 13 S.L. ("Eurocab13")
Através da Eviva Energias Renovables, S.A.
Espanha
(Madrid)
37,50
37,50
Produção, comercialização e
distribuição de energia
-
Jun-07
Eurocab FV 14 S.L. ("Eurocab14")
Através da Eviva Energias Renovables, S.A.
Espanha
37,50
37,50
Produção, comercialização e
distribuição de energia
-
Jun-07
(Madrid)
Eurocab FV 15 S.L. ("Eurocab15")
Através da Eviva Energias Renovables, S.A.
Espanha
(Madrid)
37,50
37,50
Produção, comercialização e
distribuição de energia
-
Jun-07
Eurocab FV 16 S.L. ("Eurocab16")
Através da Eviva Energias Renovables, S.A.
Espanha
(Madrid)
37,50
37,50
Produção, comercialização e
distribuição de energia
-
Jun-07
Eurocab FV 17 S.L. ("Eurocab17")
Através da Eviva Energias Renovables, S.A.
Espanha
(Madrid)
37,50
37,50
Produção, comercialização e
distribuição de energia
-
Jun-07
Eurocab FV 18 S.L. ("Eurocab18")
Através da Eviva Energias Renovables, S.A.
Espanha
(Madrid)
37,50
37,50
Produção, comercialização e
distribuição de energia
-
Jun-07
Eurocab FV 19 S.L. ("Eurocab19")
Através da Eviva Energias Renovables, S.A.
Espanha
(Madrid)
37,50
37,50
Produção, comercialização e
distribuição de energia
-
Jun-07
Designação
31
MOTA-ENGIL, S.G.P.S., S.A.
Anexo às demonstrações financeiras consolidadas
30 de Setembro de 2007
Designação
Eviva Agrighiol SRL (" EVAGIRO")
Através da M Wind Energy
Através da Prio Agricultura
Sede
Eviva Nalbant SRO ("Eviva Nalbant")
Através da M Wind Energy
Através da Prio Agricultura
Eviva Energias Renovables, S.A. ("Eviva ER Espanha")
Através da Eviva
Eviva Hidro SRL ("Eviva Hidro")
Através da Martifer SGPS, S.A.
Data de
Constituição
Data de
Aquisição
22,47
22,27
0,20
Gestão de participações
financeiras
-
-
Áustria
(Viena)
37,50
37,50
Gestão de participações em
sociedades
-
Jul-07
Roménia
22,47
22,27
0,20
Produção, comercialização e
distribuição de energia
Dez-06
-
Roménia
(Bucareste)
22,47
22,27
0,20
Produção, comercialização e
distribuição de energia
Dez-06
-
Polónia
22,50
22,50
Gestão de participações
financeiras
-
-
Oliveira de Frades
37,50
37,50
Gestão de participações sociais
Dez-06
-
Espanha
(Madrid)
37,50
37,50
Produção, comercialização e
distribuição de energia
Mai-07
-
Roménia
(Bucareste)
24,75
24,75
Produção de energia a partir de
mini-hidricas
Dez-06
-
Polónia
(Gliwice)
22,50
22,50
Produção, comercialização e
distribuição de energia
-
Jun-07
Jun-07
(Bucareste)
Eviva Spólka Akcyjna sp z.o.o. (" Eviva Polónia")
Através da M Wind SGPS
Eviva SGPS, S.A. ("Eviva")
Através da Martifer SGPS, S.A.
Actividade
Roménia
(Bucareste)
EVIVA Beteiligungsverwaltungs GmbH ("Eviva GMBH")
Através da Eviva SGPS
Eviva Casimcea SRO ("EVCASRO")
Através da M Wind Energy
Através da Prio Agricultura
Percentagem
Efectiva da
Participação
Eviva Drzeżewo Sp. Zo.o. ("EvivaDrze")
Através da Eviva SA
Eviva Gać Sp. Zo.o. ("EvivaGac")
Polónia
22,50
(Gliwice)
22,50
Produção, comercialização e
distribuição de energia
-
Através da Eviva SA
Eviva Mepe ("EvivaMepe")
Através da Eviva SGPS, S.A.
Atenas
37,50
37,50
Produção, comercialização e
distribuição de energia
Mai-07
Eviva Zębowo Sp. Zo.o. ("EvivaZebo")
Através da Eviva SA
Polónia
(Gliwice)
22,50
22,50
Produção, comercialização e
distribuição de energia
-
Jun-07
Ilhavo
18,75
18,75
Fabricação de caixas
multiplicadoras para
aerogeradores
Jun-06
-
Oliveira de Frades
37,50
Promoção, gestão e
comercialização de centros
comerciais
-
Jun-07
Produção, comercialização e
distribuição de energia
-
Jan-05
Gebox S.A. ("Gebox")
Através da Martifer SGPS, S.A.
Global Shopping, S.A. ("Global Shopping")
Através da Martifer SGPS, S.A.
37,50
Inwestycje Wiatr Projekt Sp. z o.o. ("IWP")
Polónia
22,50
Através da Eviva SA
(Gliwice)
22,50
Mtal SGPS, S.A. ("Mtal SGPS")
Através da Martifer Indústria
Oliveira de Frades
20,63
20,63
Gestão de participações sociais
Ago-06
-
Martifer - Alumínios ,S.A. (“Martifer Alumínios”)
Através da Mtal SGPS
Oliveira de Frades
20,63
20,63
Caixilharias
Set-90
Abr-99
32
MOTA-ENGIL, S.G.P.S., S.A.
Anexo às demonstrações financeiras consolidadas
30 de Setembro de 2007
Sede
Percentagem
Efectiva da
Participação
Martifer - Aluminios S.A. ("MTAL Espanha")
Através da Mtal SGPS
Espanha
(Madrid)
Martifer Aluminium Sp. Z.o.o. ("Martifer Aluminium")
Através da Mtal SGPS
Martifer - Construções Metálicas Angola, S.A. ("Martifer Angola")
Designação
Actividade
Data de
Constituição
Data de
Aquisição
20,63
20,63
Caixilharias
Jan-07
-
Polónia
(Gliwice)
20,63
20,63
Caixilharias
Dez-04
-
Luanda
21,80
Actividade comercial e apoio às
direcções de obras
Mar-07
-
Através da MTAL SGPS
7,73
Através da Martifer SGPS
Através da Martifer, Construções Metalomecânicas
13,69
0,38
Martifer Beteiligungsverwaltungs GmbH (“Martifer GMBH”)
Através da Martifer SGPS
Áustria
(Viena)
37,50
37,50
Gestão de participação em
sociedades
-
Jul-07
Roménia
(Bucareste)
37,50
37,50
Actividade comercial e apoio às
direcções de obras
Mar-05
-
Martifer Construcciones Metalicas España, S.A. (“Martifer Espanha”)
Espanha
37,50
Actividade comercial e apoio às
direcções de obras
Nov-99
-
Através da Martifer Indústria
(Madrid)
37,50
Oliveira de Frades
37,50
37,50
Actividade comercial e apoio às
direcções de obras
Feb-90
-
Martifer CZ, S.R.O. ("Martifer CZ")
Através da Sefimota
Através da Martifer SGPS
Rep. Checa
(Praga)
30,00
12,00
30,00
Actividade comercial e apoio às
direcções de obras
Mar-05
-
Martifer Deutschland, GmbH ("Martifer Deutsch")
Através da Martifer Polska
Alemanha
(Berlim)
37,50
37,50
Actividade comercial e apoio às
direcções de obras
Out-05
-
Martifer Energy Systems SGPS, S.A. ("MT Energy Systems")
Através da Martifer SGPS, S.A.
Oliveira de Frades
37,50
37,50
Gestão de participações sociais
Dez-06
-
Martifer Energia - Equipamentos para Energia, S.A. ("Martifer Energia")
Oliveira de Frades
37,50
Produção de torres eólicas
Fev-04
-
Martifer Constructii, s.r.l. (“Martifer Constructii”)
Através da Martifer SGPS
Martifer – Construções Metalomecânicas, S.A. (“Martifer”)
Através da Martifer SGPS
Através da Martifer SGPS
Martifer Energia RO SRL ("EnergiaRO")
Através da Martifer SGPS
Através da Martifer Energia SA
Martifer Gestão de Investimentos, S. A. ("Martifer Gestão de
Investimentos")
Através da Martifer SGPS
Martifer Inc. ("Martifer Inc")
Através da Martifer SGPS, S.A.
37,50
Roménia
(Bucareste)
37,50
37,13
0,38
Construção de equipamentos
para energia
Ago-07
-
Oliveira de Frades
37,50
Investimentos imobiliários
Mai-00
-
37,50
EUA
(San Francisco)
37,50
37,50
Consultoria, investigação e
desenvolvimento
Jun-07
-
Martifer Indústria SGPS, S.A. ( "Martifer Indústria")
Através da Martifer SGPS
Oliveira de Frades
37,50
37,50
Gestão de participações sociais
Dez-06
-
Martifer Inovação e Gestão, S.A. ("Martifer Inovação")
Oliveira de Frades
37,50
Actividade de consultoria,
investigação, desenvolvimento
Jan-07
-
Através da Martifer SGPS
37,50
33
MOTA-ENGIL, S.G.P.S., S.A.
Anexo às demonstrações financeiras consolidadas
30 de Setembro de 2007
Sede
Percentagem
Efectiva da
Participação
Martifer Konstrukcje, Sp. Z.o.o. ("Martifer Konstrukcje")
Através da Martifer SGPS
Polónia
(Gliwice)
Martifer Polska SP Z.o.o. ("Martifer Polska")
Através da Martifer
Actividade
Data de
Constituição
Data de
Aquisição
37,50
37,50
Gestão geral de obras
Abr-05
-
Polónia
(Gliwice)
37,50
37,50
Construções Metalomecânicas
Fev-07
-
Martifer Retail & Warehousing SRL ("Martifer Retail")
Através da Martifer SGPS
Roménia
(Bucareste)
18,75
18,75
Imobiliária
Jul-07
-
Martifer Slovakia Sro ("Martifer Slovakia")
Através da Martifer SGPS
Através da Martifer Polska
Eslováquia
(Bratislava)
37,50
30,00
7,50
Actividade comercial e apoio às
direcções de obras
Mar-05
-
20,63
18,56
2,06
Equipamentos para produção de
energia
Jun-06
-
15,47
15,47
Equipamentos para produção de
energia
Dez-06
-
Designação
Martifer Solar, S.A. ("Martifer Solar")
Através da Martifer SGPS
Através da Mtal SGPS
Oliveira de Frades
Martifer Solar Angola ("MT Solar Angola")
Através da Mtal SGPS
Luanda
Martifer Solar Sistemas Solares, S.A. ("MT Solar Espanha")
Espanha
20,63
-
(Madrid)
20,63
Equipamentos para produção de
energia
Fev-07
Através da Mtal SGPS
Oliveira de Frades
29,63
29,63
Construção de equipamentos
para energia
Mar-07
-
Sever do Vouga
28,13
Construções em aço inox
Mai-96
Ago-98 / Out-98
Martifer Wood Pellets, S.A. ("Wood Pellets")
Através da Martifer SGPS
Martins & Coutinho, Construções em Aço Inox, Lda. (“Martifer II Inox”)
Através da Martifer Indústria
28,13
Megajoule, SGPS, SA ("Megajoule")
Através da Eviva SGPS
Oliveira de Frades
37,50
37,50
Gestão de participações sociais
-
Ago-07
M Energy, S.A. ("Eviva Energy")
Através da Eviva
Oliveira de Frades
37,50
37,50
Produção, distribuição e
comercialização de energia
Out-05
-
Mondefin Combustíveis, S.A. ("Mondefin")
Através da Prio Advanced Fuels, S.A.
Coimbra
20,06
20,06
Comercialização de
Combustíveis
-
Jun-07
M Wind Energy SRL ("Eviva Energy SRL")
Através da M WInd SGPS
Roménia
(Bucareste)
22,50
22,50
Produção, distribuição e
comercialização de energia
Mar-05
-
Oliveira de Frades
37,50
37,50
Gestão de participações sociais
Dez-06
-
Produção, distribuição e
comercialização de energia
Set-06
-
Produção, distribuição e
comercialização de energia
Set-06
-
Promoção Imobiliária
Mar-05
-
M Wind SGPS ("M Wind SGPS")
Através da Eviva SGPS
M Wind SRO ("Eviva SRO")
Eslováquia
22,50
Através da M WInd SGPS
(Bratislava)
22,50
MW Topolog SRL ("MW Topolog")
Através da M WInd Energy
Nagatel Viseu, Promoção Imobiliária S.A. ("Nagatel Viseu")
Através da Martifer Gestão de Investimentos
Roménia
22,27
(Bucareste)
22,27
Oliveira de Frades
18,75
18,75
34
MOTA-ENGIL, S.G.P.S., S.A.
Anexo às demonstrações financeiras consolidadas
30 de Setembro de 2007
Sede
Percentagem
Efectiva da
Participação
Nova Eco LLC ("Nova Eco")
Através da Ces
Ucrânia
(Kiev)
Park Logistyczny Biskupice ("Biskupice")
Através da Martifer Konstrukcje, Sp. Z. O. O.
Designação
Parque Eólico do Cabeço Norte, SA "(Parque Eólico Cabeço Norte")
Actividade
Data de
Constituição
Data de
Aquisição
18,75
18,75
Produção de energia eléctrica
-
Mar-07
Polónia
(Gliwice)
37,50
37,50
Imobiliária
-
Mai-07
Lisboa
12,33
Desenvolvimento, construção e
exploração de parques eólicos
Set-07
-
Desenvolvimento, construção e
exploração de parques eólicos
Set-07
-
Desenvolvimento, construção e
exploração de parques eólicos
Set-07
-
Através da Ventinveste Eólica, SGPS
12,33
Parque Eólico do Douro Sul, SA "(Parque Eólico Douro Sul")
Lisboa
Através da Ventinveste Eólica, SGPS
12,33
12,33
Parque Eólico do Pinhal Oeste, SA "(Parque Eólico Pinhal Oeste")
Lisboa
Através da Ventinveste Eólica, SGPS
12,33
12,33
Parque Eólico do Planalto, SA "(Parque Eólico Planalto")
Através da Ventinveste Eólica, SGPS
Lisboa
12,33
12,33
Desenvolvimento, construção e
exploração de parques eólicos
Set-07
-
Parque Eólico da Serra do Oeste, SA "(Parque Eólico Serra Oeste")
Lisboa
12,33
Desenvolvimento, construção e
exploração de parques eólicos
Set-07
-
Desenvolvimento, construção e
exploração de parques eólicos
Set-07
-
Desenvolvimento, construção e
exploração de parques eólicos
Set-07
-
Desenvolvimento, construção e
exploração de parques eólicos
Set-07
-
Através da Ventinveste Eólica, SGPS
12,33
Parque Eólico de Torrinheiras, SA "(Parque Eólico Torrinheiras")
Lisboa
Através da Ventinveste Eólica, SGPS
12,33
12,33
Parque Eólico de Vale do Chão, SA "(Parque Eólico Vale Chão")
Lisboa
Através da Ventinveste Eólica, SGPS
12,33
12,33
Parque Eólico de Vale Grande, SA "(Parque Eólico Vale Grande")
Lisboa
Através da Ventinveste Eólica, SGPS
12,33
12,33
Power Blades, S.A. ("Power Blades")
Através da Martifer Energia SA
Oliveira de Frades
37,50
37,50
Fabricação de pás para torres
eólicas
Fev-06
-
Prio SGPS, S.A. ("Prio SGPS")
Através da Martifer SGPS
Oliveira de Frades
20,06
20,06
Gestão de participações sociais
Mar-05
-
Prio Advanced Fuels, S.A. ("Prio Ad. Fuels")
Através da Prio SGPS
Oliveira de Frades
20,06
20,06
Comercialização de
Combustíveis
Out-06
-
20,06
Prio Agricultura e Extração, Lda ("Prio Extract")
S. Luís do
Maranhão
Esmagamento e extracção de
óleos e sementes
Nov-06
-
20,06
Polónia
(Gliwice)
20,06
20,06
Agricultura e armazenamento de
cereais e óleos
Nov-06
-
Oliveira de Frades
20,06
20,06
Actividade de consultoria de
negócios e gestão
Mai-07
-
Prio Agricultura Ialomita SRL ("PrioIalom")
Através da Prio Agricultura, s.r.l.
Através da Prio Biocombustibil, s.r.l.
Roménia
(Bucareste)
20,06
15,05
5,01
Agricultura
Jun-07
-
Prio Agro Facaieni SRL ("PrioFacai")
Através da Prio Agricultura, s.r.l.
Através da Prio Biocombustibil, s.r.l.
Roménia
(Bucareste)
20,06
15,05
5,01
Agricultura
Jun-07
-
Através da Prio SGPS
Prio Biopaliwa, SP Z.o.o. ("Prio Biopaliwa")
Através da Prio SGPS
Prio Gestão Trading e Logística, SA ("Prio GTL")
Através da Prio SGPS
35
MOTA-ENGIL, S.G.P.S., S.A.
Anexo às demonstrações financeiras consolidadas
30 de Setembro de 2007
Designação
Sede
Percentagem
Efectiva da
Participação
Actividade
Data de
Constituição
Data de
Aquisição
Prio Agromart SRL ("PrioAgro")
Através da Prio Agricultura, s.r.l.
Através da Prio Biocombustibil, s.r.l.
Roménia
(Bucareste)
20,06
15,05
5,01
Agricultura
Jun-07
-
Prio Balta SRL ("PrioBalta")
Através da Prio Agricultura, s.r.l.
Através da Prio Biocombustibil, s.r.l.
Roménia
(Bucareste)
20,06
15,05
5,01
Agricultura
Jun-07
-
Agricultura
Jun-07
-
Prio Rapita SRL ("PrioRapit")
Através da Prio Agricultura, s.r.l.
Através da Prio Biocombustibil, s.r.l.
Prio Terra Agricola SRL ("PrioTerra")
Através da Prio Agricultura, s.r.l.
Através da Prio Biocombustibil, s.r.l.
Prio Turism Rural SRL ("PrioTuris")
Através da Prio Agricultura, s.r.l.
Através da Prio Biocombustibil, s.r.l.
Promoquatro, Investimentos Imobiliários Lda. ("Promoquatro")
Roménia
20,06
(Bucareste)
15,05
5,01
Roménia
20,06
15,05
5,01
Agricultura
Jun-07
-
Roménia
(Bucareste)
20,06
15,05
5,01
Agricultura
Jun-07
-
Oliveira de Frades
18,75
Promoção Imobiliária
Dez-01
Jun-05
Fabricação de componentes
para equipam. de produção de
energias renováveis
Produção de aerogeradores
Set-07
-
Jun-05
-
Estudos em energia eólica
-
Ago-07
Serrações de Madeira
-
Jul-07
Construção de parques solares
Ago-07
-
Promoção de parques solares
Ago-07
-
Comercialização de caixas
multiplicadoras para
aerogeradores
Produção Energética
Mai-07
-
Set-07
-
(Bucareste)
Através da Martifer Gestão de Investimentos
18,75
Reblades, S.A. ("Reblades")
Através da Ventinveste Indústria SGPS
Oliveira de Frades
12,33
12,33
Repower Portugal - Sistemas Eólicos S.A. ("Repower Portugal")
Oliveira de Frades
18,75
Através da Martifer Energia
Através da Repower Systems
RPMI - Energia Eólica, Lda ("RPMI")
9,37
9,37
Oliveira de Frades
Através da Eviva SGPS
Através da Megajoule
Sociedade de Madeiras do Vouga, SA ("Madeiras do Vouga")
37,50
2,25
35,25
Albergaria-a-Velha
Através da Martifer SGPS
37,50
37,50
Solar Parks Construccion Parques Solares ETVE SA "(Solar Parks")
Espanha
10,31
Através da Martifer Solar Espanha
(Madrid)
10,31
Solar Planet Promocion de Parques Solares ETVE S.A. "(Solar Planet")
Espanha
28,13
Através da Martifer Solar Espanha
(Madrid)
28,13
Oliveira de Frades
12,50
12,50
Lisboa
12,33
9,38
1,88
0,38
0,38
0,23
0,09
WPT - Wind Power Transmission, S.A. "(Wind Power")
Através da Gebox
Ventinvest, S.A. "(Ventinvest")
Através da M Energy
Através da Martifer
Através da Martifer Energia
Através da Power Blades
Através da Repower Portugal
Através da Repower Systems
36
MOTA-ENGIL, S.G.P.S., S.A.
Anexo às demonstrações financeiras consolidadas
30 de Setembro de 2007
Designação
Ventinveste Indústria, SGPS "(Ventinvest Industria")
Através da Ventinvest SA
Sede
Percentagem
Efectiva da
Participação
Actividade
Data de
Constituição
Data de
Aquisição
Oliveira de Frades
12,33
12,33
Gestão de participações sociais
Set-07
-
Lisboa
12,33
12,33
Gestão de participações sociais
Set-07
-
Oliveira de Frades
12,33
12,33
Fabricação de motores e
turbinas
Set-07
-
Ambigere, SA ("Ambigere")
Através da Suma
Portugal
30,75
30,75
Recolha de resíduos sólidos
urbanos
Jul-07
-
Areagolf ("Areagolf")
Através da Vibeiras
Portugal
43,33
43,33
Espaços verdes
Jul-07
-
Matosinhos
42,86
42,86
Exploração e gestão de sistemas
de água e saneamento
Jun-94
-
Fafe
42,79
Exploração e gestão de sistemas
de água e saneamento
Dez-95
-
Exploração e gestão de sistemas
de água e saneamento
Mar-99
Ventinvest Eólica, SGPS, SA "(Ventinvest Eólica")
Através da Ventinvest, SA
Ventipower SA "(Ventipower")
Através da Ventinveste Indústria SGPS
Área de Negócio - Ambiente e Serviços
Indáqua – Indústria e Gestão de Águas, S.A. (“Indáqua”)
Através da Mota-Engil Ambiente e Serviços
Indáqua Fafe – Gestão de Águas de Fafe, S.A. (“Indáqua Fafe”)
Através da Indáqua
42,79
Indáqua Feira - Indústria de Águas de Santa Maria da Feira, S.A. (“Indáqua Sta. Maria da Feira
Feira”)
Através da Indáqua
Através da Mota-Engil Engenharia
40,72
1,00
Indáqua Santo Tirso – Gestão de Águas de Santo Tirso, S.A. (“Indáqua St.
Tirso”)
Através da Indáqua
Santo Tirso
Setúbal
Linda-a-Velha
Através da Mota-Engil Ambiente e Serviços
TTRM, Transferência e Triagem de Resíduos da Madeira ACE ("TTRM")
42,86
-
Exploração e gestão de sistemas
de água e saneamento
Dez-98
-
40,00
40,00
Operador portuário de terminais
-
-
50,00
Operador portuário de terminais
Out-05
Recolha de resíduos sólidos
urbanos
Jul-07
42,86
Sadoport - Terminal Marítimo do Sado, S.A. ("Sadoport")
Através da SLPP
SLPP - Serviços Logísticos de Portos Portugueses, S.A. ("SLPP")
41,72
50,00
Porto Santo
Através da Suma
15,38
-
15,38
-
Área de Negócio - Concessões de Transportes
Aenor – Auto-Estradas do Norte, S.A. (“Aenor”)
Através da MECT
Matosinhos
35,11
35,11
Concessão Rodoviária
Jun-99
-
LusoLisboa AE da Grande Lisboa, S.A. ("LusoLisboa")
Através da MECT
Lisboa
36,09
36,09
Concessão Rodoviária
Dez-06
-
Lusoscut – Auto-Estradas das Beiras Litoral e Alta, S.A. (“Lusoscut BLA”)
Viseu
36,09
Concessão Rodoviária
Mar-01
-
Concessão Rodoviária
Mar-00
-
Concessão Rodoviária
Jul-02
-
Operação e manutenção de autoestradas
Dez-06
-
Operação e manutenção de autoestradas
Mar-01
-
-
Através da MECT
36,09
Lusoscut – Auto-Estradas da Costa de Prata, S.A. (“Lusoscut CP”)
Aveiro
Através da MECT
Lusoscut – Auto Estradas do Grande Porto, S.A. (“Lusoscut GP”)
36,09
36,09
Matosinhos
Através da MECT
36,09
36,09
Operadora GL - Op. e Manut. de Auto-Estradas, SA ("Operadora
LusoLisboa")
Através da LusoLisboa
Lisboa
36,09
Operadora Lusoscut BLA – Operação e Manutenção de Auto Estradas,
S.A. (“Operadora Lusoscut BLA”)
Através da Lusoscut BLA
Viseu
Operadora Lusoscut CP – Operação e Manutenção de Auto Estradas, S.A.
Através da Lusoscut CP
Aveiro
36,09
36,09
Operação e manutenção de auto-
Mar-00
Operadora Lusoscut GP – Operação e Manutenção de Auto Estradas, S.A.
Através da Lusoscut GP
Matosinhos
36,09
36,09
Operação e manutenção de auto-
Jul-02
Operanor – Operação e Manutenção de Auto Estradas, S.A. (“Operanor”)
Através da Aenor
Matosinhos
35,11
35,11
Operação e manutenção de auto-
Jun-99
36,09
36,09
36,09
37
MOTA-ENGIL, S.G.P.S., S.A.
Anexo às demonstrações financeiras consolidadas
30 de Setembro de 2007
Empresas consolidadas pelo Método da Equivalência Patrimonial
As empresas incluídas na consolidação pelo método da equivalência patrimonial são as
seguintes:
Sede
Percentagem
Efectiva da
Participação
Ambilital – Investimentos Ambientais no Alentejo, EIM. (“Ambilital”)
Portugal
30,14
Asinter – Comércio Internacional, Lda. (“Asinter”)
Portugal
30,00
Auto Sueco Angola, S.A. (“Auto Sueco Angola”)
Angola
25,50
Portugal
50,00
Cimertex Angola – Sociedade de Máquinas e Equipamentos, Lda. (“Cimertex Angola”)
Angola
44,90
Citrup – Centro Integrado de Resíduos, Lda. (“Citrup”)
Portugal
18,45
Ecolezíria - Empresa Intermunicipal para o Tratamento de Resíduos Sólidos, E. I. M. ("Ecolezíria")
Portugal
15,07
Jardimaia - Jardins, Decoração e Animais, Limitada ("Jardimaia")
Portugal
35,00
Piastowska Project Development Sp. z o.o. ("Piastowska")
Polónia
49,00
Portus Indico ("PORTUSIND")
Portugal
19,53
SolService - Angola ("SolsAngola")
Angola
30,60
Sonauta-Sociedade de Navegação, Lda. (“Sonauta”)
Angola
83,00
Tersado - Terminais Portuários do Sado, S.A. ("Tersado")
Portugal
25,00
TMB - Terminal Multiusos de Beato, S.A. ("TMB")
Portugal
34,23
Turalgo-Sociedade de Promoção Imobiliária e Turística do Algarve, S.A. (“Turalgo”)
Portugal
51,00
Designação
Cimertex & Companhia- Comércio Equipamentos e Serviços Técnicos, Lda. (“Cimertex & Companhia”)
38
RELATÓRIO DE GESTÃO E INFORMAÇÃO FINANCEIRA
CONSOLIDADA INTERCALAR DO 3º TRIMESTRE DE 2007
12 DE NOVEMBRO DE 2007
39
Informação de acordo com o Regulamento nº4/2004
da CMVM
RELATÓRIO DE GESTÃO E INFORMAÇÃO FINANCEIRA
CONSOLIDADA INTERCALAR DO 3º TRIMESTRE DE 2007
12 DE NOVEMBRO DE 2007
40
Rubricas do Balanço
Individual
Set-06
(POC)
Set-07
(POC)
Var. (%)
Consolidada
Dez-06
(IAS)
Set-07
(IAS)
Var. (%)
ACTIVO
Activos fixos tangíveis
106.360
188.045
Goodwill
Activos fixos intangíveis
0
Investimentos em associadas
384.741.146
0
320.714.380
1.552.745.732
367.288.873
322,76%
182.009.121
56.935.679
219,67%
7.710.813
3.516.578
119,27%
81.061.035
(53,09%)
38.022.835
Instr. financeiros detidos até à maturidade
0
0
Activos financeiros disponíveis para venda
101.333.032
89.358.210
13,40%
Contas a receber terceiros (activ.comercial)
753.063.139
634.430.513
18,70%
CAPITAL PRÓPRIO
Valor do Capital social
Nº acções ordinárias
(1)
204.635.695
204.635.695
0,00%
204.635.695
204.635.695
0,00%
204.635.695
204.635.695
0,00%
204.635.695
204.635.695
0,00%
14.661.678
1.148.767
1176,30%
14.661.678
11.107.385
32,00%
8.738.722
1.134.181
670,49%
8.738.722
8.103.971
7,83%
43.007.822
20.848.790
106,28%
0,00%
29.341.565
24.047.700
22,01%
Nº acções de outra natureza
Valor das Acções próprias
Nº acções com voto
(2)
Nº acções pref. sem voto
Ajustamentos incl. no cap. próprio
Interesses Minoritários
PASSIVO
Provisões
0
Contas a pagar terceiros (activ. Comercial)
Outros passivos financeiros
TOTAL DO ACTIVO (líquido)
TOTAL DO CAPITAL PRÓPRIO
(3)
TOTAL DO PASSIVO
0
1.876.263
614.104
706.492.616
569.565.131
254.612.369
186.603.806
36,45%
1.983.907.913
628.438.000
215,69%
550.018.754
416.612.471
32,02%
3.419.490.925
1.734.991.584
97,09%
288.806.050
226.826.262
27,32%
383.427.090
303.794.797
26,21%
261.212.705
189.786.209
37,64%
3.036.063.835
1.431.196.787
112,13%
Individual
Rubricas da Demonstração de Resultados
Réditos
Variação da produção
Custo das vendas e dos Serviços prestados
Consolidada
Set-06
(POC)
Set-07
(POC)
Var. (%)
6.822.195
1.543.715
0
0
341,93%
Set-07
(IAS)
Set-06
(IAS)
1.063.567.539
968.005.271
10.633.397
18.151.183
Var. (%)
9,87%
0
0
(606.971.076)
(566.215.104)
(7,20%)
6.822.295
1.543.715
341,94%
567.559.243
457.175.066
24,14%
Resultados antes de gastos financeiros,
impostos, depreciações e amortizações
(2.254.123)
(3.645.253)
38,16%
189.979.492
107.251.896
77,13%
Gastos financeiros (líquido)
91.605.963
26.376.842
247,30%
(84.947.082)
(28.525.561)
(197,79%)
(35.324)
(26.028)
(35,72%)
(6.758.668)
(16.387.955)
58,76%
6.455.329
(4.541.686)
242,14%
Resultados brutos
Gastos de imposto
Interesses Minoritários
Resultado líquido ao trimestre
Resultado líquido ao trimestre por acção
básico
Resultado líquido ao trimestre por acção
diluído
(1)
Acções de 1€
(2)
Acções de 1€; direito de voto inibido;
(3)
Inclui Interesses Minoritários
89.254.534
22.620.766
294,57%
92.083.850
23.872.076
285,74%
0,4556
0,1112
309,73%
0,4704
0,1219
285,88%
0,4556
0,1112
309,73%
0,4704
0,1219
285,88%
MOTA-ENGIL, SGPS, S.A.
SOCIEDADE ABERTA
CAPITAL SOCIAL: 204 635 695 EUROS
MATRICULADA NA CONSERVATÓRIA DO REGISTO
COMERCIAL DO PORTO COM O Nº 502 399 694
NIPC: 502 399 694
EDIFÍCIO MOTA
RUA DO REGO LAMEIRO, Nº 38
4300-454 PORTO
TEL: 351 22 5190300
FAX: 351 22 5190303
WWW.MOTA-ENGIL.PT
RUA MÁRIO DIONÍSIO, Nº 2
2796-957 LINDA-A-VELHA
TEL: 351 21 4158200
FAX: 351 21 4158688

Documentos relacionados

Relatório e Contas do 1º Trimestre de 2007

Relatório e Contas do 1º Trimestre de 2007 Resultado operacional Resultado financeiro Ganhos / (perdas) em empresas associadas Imposto sobre o rendimento

Leia mais