Game On: O Jogo Começou

Сomentários

Transcrição

Game On: O Jogo Começou
international enterprises
Game On
CCBB, Brasilia
Brazil
27 January 2012 - 26 February 2012
Game On: O Jogo Começou
A partir de 27 de janeiro, os visitantes que forem ao CCBB poderão conferir “Game On: O Jogo
Começou”, a exposição que apresenta um panorama da cultura dos jogos eletrônicos desde os
primeiros arcades (fliperamas) até as plataformas atuais, além de artes ligadas ao videogame.
Data: 27 de Janeiro a 26 de Fevereiro.
Hora: Terça a domingo, de 9h às 21h.
Local: CCBB Brasília - Setor de Clubes Sul, trecho 2.
Sobre
A mostra foi idealizada e desenvolvida pelo Barbican Centre, o maior centro de artes da Europa
que contou com a colaboração da City of London Corporation. A exposição já passou por mais
de dez países
como EUA, China, Austrália, Inglaterra, Holanda e França.
O público terá acesso a mais de 120 títulos, incluindo os mais antigos, como Pachinko, Space
Wars e Computer Space, além das mais novas tecnologias em realidade virtual (Halo 3, Wii
Sports Resort, Rock Band etc). Visitantes não só terão a oportunidade de conhecer os games
como também poderão jogá-los nas 11 seções da exposição.
Ingressos
Entrada franca.
Mais Informações
•
•
Telefone: (61) 3045-4434 / 3045-6434
Classificação: Livre.
Atenção
Para sua segurança, antes de adquirir o ingresso verifique junto à empresa promotora do evento
quais são as características e as suas garantias. O DeBoa.com limita-se tão somente à divulgação das informações distribuídas pelas empresas promotoras de eventos.
Deboa.com
CCBB recebe exposição ‘Game On: O Jogo Começou’
dinho18df dezembro 09, 2011 Acontece Brasília - A revista de eletrônica de cultura da capital
Apartir de 26 de janeiro, reta final das férias escolares, os brasilienses queforem ao CCBB poderão conferir Game On: O Jogo Começou, exposição que apresenta um panorama da cultura
dos jogos eletrônicos desde os primeiros arcades (fliperamas) até as plataformas atuais, além de
artesligadas ao videogame.
A mostrafoi idealizada e desenvolvida pela Barbican Centre, o maior centro de artesda Europa
que contou com a colaboração da City of London Corporation. A exposição já passou por mais
dedez países (como EUA, China, Austrália, Inglaterra, Holanda e França).
GameOn: O Jogo Começou chega à Brasília depois de cumprir temporada noMuseu da Imagem e
do Som, na capital paulista. Oobjetivo é apresentar um panorama sobre a cultura, história e futuro
dosvideogames.
O públicoterá acesso a mais de 120 títulos, incluindo os mais antigos, como Pachinko, Space
Wars e Computer Space, além das mais novastecnologias em realidade virtual (Halo 3,Wii Sports
Resort, Rock Band etc).Visitantesnão só terão a oportunidade de conhecer os gamescomo também poderão jogá-los nas 11 seções da exposição.
Algumas delas serão: kids (com uma seleção dos jogosfavoritos das crianças), trilha sonora para
jogos, novas tendências, cultura dovideogame em diferentes países, multiplayergames (em que
vários participantes podem jogar ao mesmo tempo), personagensmarcantes, história das revistasespecializadas em games, entreoutros. “Estarão expostos todos os tipos de videogames. Até
mesmo aqueles que,em princípio, não gostam de games, poderão encontrar algo interessante”,
afirmaPatrick Moran, consultor da mostra.
Segundo ele, o ambiente da exposiçãoé bastante adequado para famílias. “Além de ser um espaço em que pessoas quenunca tiveram contato com games terão todo o apoio dos consultores
para testarpela primeira vez, também tomamos o cuidado de não mostrar jogos violentos”, ressalta.
Um dos destaques fica por conta da réplica de Space War,game criado por Steve ‘Slug’ Russelcom sua equipe, em 1962, utilizando o caríssimo computador PDP-1, do MIT (MassachusettsInstitute of Technology). Além deapresentar alguns dos mais interessantes arcadegames (fliperamas), consoles e gamesportáteis produzidos nos últimos 50 anos, a exposição também destaca
Acontece Brasilia 1/2
Decxember 2011
o trabalhodos criadores envolvidos nessa indústria, como projetistas, artistas, músicos eprogramadores. O espaço dedicado aos primórdios dos videogames é outro pontoalto da mostra, com
jogos de fliperama como Pac-Man,Defender e Donkey Kong, além de consoles antigos, criados a
partir de 1972.
A partir dos diversos materiaispresentes em Game On: O Jogo Começou é possível aproximar o
público de um universoamplo de criação comparável ao da música, do cinema e das artes visuais.
Anota aí!
Game On: O Jogo Começou
De 26 dejaneiro a 26 de fevereiro 2012
Local:CCBB (SCES Trecho 2, conjunto 22 – Brasília/DF)
Tel: 61 3108-7600
E-mail: [email protected]
site: www.bb.com.br/cultura | www.twitter.com/ccbb_df
Entradafranca
Classificaçãoindicativa: livre
Acontece Brasilia 2/2
Decxember 2011
A partir de 26 de janeiro, reta final das férias escolares, os brasilienses que forem ao CCBB poderão
conferir Game On: O Jogo Começou, exposição que apresenta um panorama da cultura dos jogos
eletrônicos desde os primeiros arcades (fliperamas) até as plataformas atuais, além de artes ligadas ao
videogame. A mostra foi idealizada e desenvolvida pela Barbican Centre, o maior centro de artes da Europa que contou com a colaboração da City of London Corporation. A exposição já passou por mais de
dez países (como EUA, China, Austrália, Inglaterra, Holanda e França). O Game On: O Jogo Começou
chega à Brasília depois de cumprir temporada no Museu da Imagem e do Som, na capital paulista. O
objetivo é apresentar um panorama sobre a cultura, história e futuro dos videogames. O público terá
acesso a mais de 120 títulos, incluindo os mais antigos, como Pachinko, Space Wars e Computer
Space, além das mais novas tecnologias em realidade virtual (Halo 3, Wii Sports Resort, Rock Band
etc). Visitantes não só terão a oportunidade de conhecer os games como também poderão jogá-los nas
11 seções da exposição. Algumas delas serão: kids (com uma seleção dos jogos favoritos das crianças),
trilha sonora para jogos, novas tendências, cultura do videogame em diferentes países, multiplayer
games (em que vários participantes podem jogar ao mesmo tempo), personagens marcantes, história
das revistas especializadas em games, entre outros. “Estarão expostos todos os tipos de videogames.
Até mesmo aqueles que, em princípio, não gostam de games, poderão encontrar algo interessante”,
afirma Patrick Moran, consultor da mostra. Um dos destaques fica por conta da réplica de Space War,
game criado por Steve Slug Russel com sua equipe, em 1962, utilizando o caríssimo computador PDP1, do MIT (Massachusetts Institute of Technology). Além de apresentar alguns dos mais interessantes
arcade games (fliperamas), consoles e games portáteis produzidos nos últimos 50 anos, a exposição
também destaca o trabalho dos criadores envolvidos nessa indústria, como projetistas, artistas, músicos
e programadores. O espaço dedicado aos primórdios dos videogames é outro ponto alto da mostra, com
jogos de fliperama como Pac-Man, Defender e Donkey Kong, além de consoles antigos, criados a partir
de 1972.
Dica:
Game On: O Jogo Começou
De 26 de janeiro a 26 de fevereiro 2012
Local: CCBB (SCES Trecho 2, conjunto 22 - Brasília/DF)
Tel: 61 3108-7600
E-mail: [email protected]
site: www.bb.com.br/cultura | www.twitter.com/ccbb_df
Entrada franca
Classificação livre
CCBB disponibiliza ônibus gratuito, identificado com a marca do Centro Cultural. O transporte funciona
de terça a domingo, saindo do Teatro Nacional a partir das 11h.
Dicasdacapital.com
11 Dec 2011
Número 1
A história do videogame
Redação Jornal da Comunidade
Está em cartaz, em Brasília, a mostra interativa Game On: O jogo começou – História, cultura e futuro
do videogame. Atração para toda a família, a exposição fez sucesso durante temporada no Museu da
Imagem e do Som, em São Paulo. Idealizada e desenvolvida pela Barbican Centre, o maior centro
de artes da Europa, a mostra passou também por países como Estados Unidos, China, Austrália,
Inglaterra, Holanda e França.
O público tem acesso a 120 títulos, desde os mais antigos, como Pachinko e Computer Space, até as
novas tecnologias em realidade virtual, como Halo 3, Wii Sports Resort, Rock Band, etc. Os visitantes
têm também a oportunidade de conhecer e jogar novos games nas 11 sessões da mostra. “Trata-se
de uma grande exposição interativa, onde 80% das máquinas podem ser utilizadas. Nossa intenção
é mostrar o game como cultura”, destaca Rodolfo de Athayde, coordenador da exposição. “Game
On contará com uma equipe socioeducativa que irá desenvolver todo um programa de apoio para os
visitantes da exposição, a fim de que o público possa curti-la com mais detalhes”, completa Rodolfo.
Entre os destaques da mostra estão a réplica de Space War – jogo criado por Steve ‘Slug’ Russel
em 1962 –, alguns dos mais interessantes arcade games (fliperamas), consoles e jogos portáteis
produzidos nos últimos 50 anos.
Até 26 de fevereiro, de terça a domingo, das 9h às 21h, no CCBB (SCES, Trecho 2). LIVRE PARA
TODOS OS PÚBLICOS
Jornal da Comunidade
January 2012
Notícias >> Programe-se >>
Programe-se
23/01/2012
Confira os eventos culturais que vão
agitar a cidade nesta semana
Videogame no museu
A história do videogame será contada a partir de sexta no
Centro Cultural Banco do Brasil (SCES, Tc. 2), com a exposição Game On: O jogo começou — História, cultura e futuro do videogame. Nas 11 seções montadas, os visitantes
terão a oportunidade de conhecer 120 jogos — desde os
mais antigos, como Pachinko, aos mais novos, como Rock
Band—, os personagens marcantes dos games, suas trilhas
sonoras e as novas tendências. A mostra interativa também
permitirá que algumas das máquinas expostas sejam utilizadas. Até 26 de fevereiro. De terça a domingo, das 9h às
21h. Entrada franca. Informações: 3108-7600. Classificação
indicativa livre.
Correio Braziliense
23 Jan 2012
A partir de 27 de janeiro, reta final das férias escolares, os brasilienses que forem ao CCBB poderão conferir Game On: O Jogo Começou – História, Culturae Futuro do Vídeo Game, exposição
que apresenta um panorama da cultura dos jogos eletrônicos desde os primeiros arcades (fliperamas) até as plataformas atuais, além de artes ligadas ao vídeo game.
Game On: O Jogo Começou – História, Cultura e Futuro do Vídeo Game será exibida na cidade
depois de cumprir temporada no Museu da Imagem e do Som (MIS), em São Paulo. Idealizada
e desenvolvida pela Barbican Centre – o maior centro de artes da Europa – a exposição contou
com a colaboração da City of London Corporation e já passou por mais de dez países (como EUA,
China, Austrália, Inglaterra, Holanda e França). Na capital federal, a mostra contará com mais material na parte dos desenhos criativos.
A exposição chega a Brasília para apresentar ao público todo o universo lúdico do vídeo game,
mas também promove uma reflexão sobre o impacto dos jogos na cultura contemporânea e de que
forma eles influenciam no comportamento da sociedade, na sua mobilidade e no uso pedagógico.
Será apresentado um panorama sobre a cultura, história e futuro dos games. “Trata-se de uma
grande exposição interativa, onde 80% das máquinas poderão ser utilizadas. Nossa intenção é
mostrar o game como cultura”, destaca Rodolfo de Athayde, coordenador da exposição.
O público terá acesso a 120 títulos, incluindo os mais antigos, como Pachinko, Space Wars e Computer Space, além das mais novas tecnologias em realidade virtual (Halo 3, Wii Sports Resort,
Rock Band e etc). Visitantes não só terão a oportunidade de conhecer os gamescomo também
poderão jogá-los nas 11 seções da mostra.
Algumas delas serão: kids (com uma seleção dos jogos favoritosdas crianças), trilha sonora para
jogos, novas tendências, cultura do vídeo game em diferentes países, multiplayer games (em que
vários participantes podem jogar ao mesmo tempo), personagens marcantes, história das revistas
especializadas em games, entre outros. “Estarão expostos todos os tipos de vídeo games. Até
mesmo aqueles que, em princípio, não gostam de games, poderão encontrar algo interessante”,
afirma Patrick Moran, consultor da mostra.
Estupendo! 1/3
8 Jan 2012
Segundo ele, o ambiente da exposição é bastante adequado para famílias. “Além de ser um espaço em que pessoas que nunca tiveram contato com games terão todo o apoio dos consultores
para testá-los pela primeira vez, também tomamos o cuidado de não mostrar jogos muitos violentos”, ressalta. Rodolfo de Athayde acrescenta: “Game On contará com uma equipe socioeducativa que irá desenvolver todo um programa de apoio para os visitantes da exposição, para que o
público possacurti-la com mais detalhes”.
Um dos destaques fica por conta da réplica de Space War, game criado por Steve ‘Slug’ Russel
com sua equipe, em 1962, utilizando o caríssimo computador PDP-1, do MIT (Massachusetts
Institute of Technology). Além de apresentar alguns dos mais interessantes arcade games (fliperamas), consoles e games portáteis produzidos nos últimos 50 anos, a exposição também destaca
o trabalho dos criadores envolvidos nessa indústria, como projetistas, artistas, músicos e programadores. O espaço dedicado aos primórdios dos vídeo games é outro ponto alto da mostra, com
jogos de fliperama como Pac-Man, Defender e Donkey Kong, além de consoles antigos, criados
a partir de 1972.
A partir dos diversos materiaispresentes em Game On: O Jogo Começou História, Cultura e Futuro do Vídeo Game é possível aproximar o público de um universo amplo de criação comparável
ao da música, do cinema e das artes visuais.
Programação paralela – Dentro das atividades previstas para acontecer durante a mostra está
uma mesa-redonda, cujo objetivo é refletir sobre a relação entre games e educação. Compõem a
mesa Lynn Alves, Francisco Velasquez, Kao Tokio e Carla Castanho.
Lynn é pedagoga, mestre e doutora em Educação e Comunicação pela Universidade Federal da
Bahia (UFBA) . Atua há mais de dez anos na área de Educação e Tecnologia como professora,
pesquisadora, assessora de projetos de implantação de laboratórios e coordenadora de cursos
de extensão e pós-graduação. É professora da Universidade do Estado da Bahia nos cursos de
Comunicação, Pedagogia e no Mestrado de Educação e Contemporaneidade.Atua no Mestrado
de Modelagem Computacional e Tecnologia Industrial do SENAI-CIMATEC e atualmente coordena o projeto de pesquisa e desenvolvimento “Búzios: ecos da liberdade”.
Já Francisco Velasquez é mestrando em Educação pela UFRJ, graduado em História (Licenciado/
Bacharelado), e também professor de História da Secretaria Municipal de Educação e Secretaria
Estadual de Educação do Rio de Janeiro, onde atua como revisor na Educopédia, uma plataforma
online colaborativa de aulas digitais, que permite aos alunos e professores acessar atividades
autoexplicativas de forma lúdica e prática, de qualquer lugar e a qualquer hora.
Estupendo! 1/3
8 Jan 2012
O terceiro convidado, Kao Tokio, é professor de Design de Games e Diretor de Eventos da
ACIGAMES – Associação Comercial, Industrial e Cultural de Games. É formado em Educação
Artística e Artes Cênicas, com especialização em Mídias Interativas pela Faculdade SENAC –
São Paulo.
Por fim, a quarta participante é a professora Carla Castanho. Ela atua no ensino do desenvolvimento de games no curso de Ciência da Computação, na Universidade de Brasília (UnB), instituição onde trabalha desde 2005. Na ocasião, ela compartilhará sua experiência na formação de
alunos nesta área, tendo em vista o grande interesse dos jovens em games.
O encontro será aberto ao público e acorrerá no dia 8 de fevereiro, às 19h, no auditório do
CCBB. A entrada é gratuita. Para participar, basta retirar senha que será distribuída uma hora
antes do início da mesa-redonda. Classificação: livre.
Programa Educativo – Devido à característica da exposição, que é super interativa, a Palavra
Chave Arte e Cultura, empresa responsável pelo Programa Educativo do CCBB, está produzindo
um “caderninho” onde as crianças e o público geral serão estimulados a fazer anotações sobre
curiosidades e sua relação com o que eles já conhecem do universo de games. Esse material
será utilizado na mesa-redonda, com intuito de trocar experiências e informações sobre a visita.
Também será criado um mural onde poderá ser construído , aos poucos , um “Centro de troca de
informações sobre games” elaborado pelos bilhetes dos próprios visitantes, reforçando o caráter
de interação que a exposição oferece.
Serviço
Game On: O Jogo Começou
De 27 de janeiro a 26 de fevereiro de 2012
De terça a domingo, das 9h às 21h
Local: CCBB (SCES Trecho 2, conjunto 22 – Brasília/DF)
Tel: 61 3108-7600
Entrada franca
Classificação indicativa: livre
O CCBB disponibiliza ônibus gratuito, identificado com a marca do Centro Cultural. O transporte
funciona de terça a domingo, saindo do Teatro Nacional a partir das 11h.
.
Estupendo! 1/3
8 Jan 2012

Documentos relacionados

Game On - Barbican

Game On - Barbican chegar ao Brasil, e fica em cartaz em São Paulo até 8 de janeiro. Game On toma todo o espaço expositivo do MIS. A mostra é dividida em 11 seções, entre elas kids, com uma seleção dos games favorito...

Leia mais