Nada muda na Caixa - Sindicato dos Bancários da Bahia

Сomentários

Transcrição

Nada muda na Caixa - Sindicato dos Bancários da Bahia
Edição Diária
4491
Terça-feira
8/9/2009
Diretor Presidente
Euclides Fagundes
Bradesco,
campeão em
assédio
Página 2
CAMPANHA SALARIAL
Nada muda
na Caixa
João Ubaldo
Após mais
uma rodada de
negociação, na
sexta-feira, os
empregados
continuam sem
boas notícias.
O banco não se
posicionou sobre
nenhum item
das cláusulas de
saúde e segurança.
Amanhã, o
Comando Nacional
dos Bancários
volta a sentar com
a Fenaban para
discutir condições
de trabalho e
questões sociais
O Sindicato reforça atividades nas agências com performance teatral para conquistar apoio da população
Páginas 3 e 4
www.bancariosbahia.org.br
www.bancariosbahia.org.br
ASSÉDIO MORAL
Bancários têm de denunciar
Correr atrás dos direitos e colocar a
boca no trombone. Para o funcionário
do Bradesco e portador de LER/Dort Ilton Reis Fahning, essa é a forma de os
empregados lutarem contra o assédio
moral. O depoimento revela sintonia
com a entrevista concedida a O Bancário
pelo procurador do Ministério Público
do Trabalho, Manoel Jorge e Silva Neto,
que recebeu inúmeras denúncias relacionadas a essa prática no banco.
Resultado de ação movida pelo Sindicato, o Bradesco foi condenado a pagar
multa diária de R$ 100 mil e a fazer ações
internas e externas de combate ao assédio
nas unidades. O procurador afirmou que
a luta por relações de trabalho mais humanizadas é de todos, não somente do Sindi-
cato ou do Ministério Público. Ao denunciar, o bancário se solidariza com outras
vítimas e as encoraja a fazer o mesmo.
Silva Neto ressaltou que gravações de
conversas que comprovem assédio moral
e sexual podem ser utilizadas na Justiça.
O Sindicato lançou cartilha tratando
do assédio moral, a qual está disponível no
site do Sindicato.
Assembléia do
Itaú Unibanco
Perpetuação na volta ao trabalho
O BANCÁRIO
O bancário lesionado, quando
volta ao trabalho, pena duplamente. Além de ter de se readaptar, ainda ouve piadas e sofre com a transferência indiscriminada de setor. Ilton
Reis Fahning, funcionário do Bradesco, passou por isso. No banco desde
1981, é mais uma vítima das LER/
Dort. Após o retorno do afastamento,
foi chamado de lerdo e ficou em setores isolados. Situação bastante recorrente no sistema financeiro.
Em relato dado para o jornal O Bancário, Reis contou o retorno traumático
ao Bradesco em 2006, que culminou com
um novo afastamento em 2007. A falta de
sensibilidade foi percebida, porque não há
programa de acompanhamento que ajude
o bancário lesionado e os colegas na volta
ao trabalho, de forma saudável.
O movimento sindical condena as
diversas retaliações que demonstram
clara e covarde tentativa de fazer o trabalhador doente se demitir.
Para debater a proposta de
Acordo Coletivo do PCR (Programa da Participação Complementar nos Resultados) deste
ano, funcionários do grupo Itaú
Unibanco se reúnem, hoje, em assembléia, às 19h, no Sindicato dos
Bancários da Bahia, nas Mercês,
em Salvador.
A proposição analisada é fruto de
muita pressão do movimento sindical, que após duas rodadas de negociação conseguiu melhorar o PCR,
cujo valor ficará entre R$ 1,5 mil e
R$ 2 mil, de acordo com o lucro obtido pela empresa no final do ano.
Na sexta-feira, os empregados
receberam a antecipação do benefício, no valor de R$ 700,00. A proposta do Itaú Unibanco era pagar
PCR de R$ 1,1 mil, com antecipação de R$ 500,00, mas foi rejeitada
pelos empregados.
Outro avanço importante é a extensão do pagamento a todos os trabalhadores, inclusive os do Unibanco.
Seguro por acidente de trabalho
O Ministério da Previdência anunciou na quinta-feira que até o dia 30 deste
mês será publicado o novo fator acidentário de prevenção, no qual 80% das empresas que pagam o seguro por acidente
de trabalho em suas áreas terão o valor
reduzido em 50%, a partir de 2010.
O número de empresas que apresentarem índice inferior à média do ramo
em que atuam será levado em conta na
mudança, enquanto as que ultrapassarem a média pagarão 0,75 ponto porcentual a mais. Com o seguro, o governo recolhe, por ano, aproximadamente
R$ 8 bilhões.
Informativo do Sindicato dos Bancários da Bahia. Editado e publicado sob a responsabilidade da diretoria da entidade - Presidente: Euclides Fagundes Neves. Diretor de Imprensa e Comunicação: Adelmo Andrade.
2
Fundado em 1º de
dezembro de 1989
Endereço: Avenida Sete de Setembro, 1.001, Mercês, Centro, Salvador-Bahia. CEP: 40.060-000 - Fone: (71) 3329-2333 - Fax: 3329-2309 - www.bancariosbahia.org.br - [email protected]
Jornalista responsável: Rogaciano Medeiros - Reg. MTE 879 DRT-BA. Repórteres: Maiana Brito - Reg. MTE 2.829 DRT-BA e Eliane Costa - Reg. MTE 2.209 DRT-BA. Estagiárias em jornalismo: Nadja Pereira e Renata Andrade. Projeto
gráfico: Márcio Lima. Diagramação: Danilo lima. Impressão: Muttigraf. Tiragem: 10 mil exemplares.
Os textos assinados são de inteira responsabilidade dos autores.
Fundado em 4 de
fevereiro de 1933
Os lucros bilionários obtidos pelos banqueiros não inibem o abuso
nas tarifas cobradas à clientela. Cobrando as maiores juros do mundo,
fica fácil para os bancos chegarem
ao lucro líquido de R$ 14,3 bilhões
no primeiro semestre desse ano.
Somente com receitas de prestação de serviços, os cofres de sete organizações financeiras em atividade
no Brasil engordaram R$ 46 bilhões
em 2008. Por isso, o combate às altas
taxas bancárias é uma das bandeiras
da campanha salarial dos bancários.
Outro descaso recorrente com
os clientes são as filas intermináveis, que geram inconvenientes e
são um desrespeito à cidadania.
CAMPANHA SALARIAL
Na pauta, saúde e
condições de trabalho
Bancários e banqueiros voltam a
se reunir amanhã, em São Paulo.
Saúde, condições de trabalho e
outras cláusulas sociais serão os temas discutidos com a Fenaban durante a quarta rodada de negociação
da campanha salarial 2009.
A expectativa é muito grande
para o encontro, pois até o momento
os bancos não deram nenhuma resposta à pauta de reivindicações dos
funcionários, com o argumento de
apresentação de proposta única após
a reunião de quarta-feira.
O Sindicato da Bahia mantém a
mobilização nas agências com manifestações em diversas áreas dacidade.
O objetivo é levar para o maior
número de bancários e clientes as
demandas da campanha salarial, que
inclui aumento real de salário, mudanças no cálculo da participação
nos lucros e resultados, valorização
do piso, fim da pressão por metas e
do assédio moral.
Na sexta-feira, acontecem ainda
rodadas de negociação das pautas específicas dos empregados do Banco
do Brasil e da Caixa.
www.bancariosbahia.org.br
Prejuízos para
os clientes
Manoel Porto
Encontro Nacional da CTB este mês
Entre os dias 24 e 26 de setembro,
cerca de 1.500 delegados sindicais de
todo o país devem se reunir em São
Paulo, no Encontro Nacional da CTB
(Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil). O momento
mais importante é a eleição da nova
direção nacional.
A principal luta dos trabalhadores
atualmente é a garantia do emprego,
mas durante os três dias serão debatidos o plano de lutas e o enfrentamento
às conjunturas nacional e internacional. Terão destaque também projetos
de lei em tramitação na Câmara Federal, como redução da jornada de trabalho para 40 horas semanais, fim do fator previdenciário e terceirização.
Outra questão importante é o Encontro Internacional das Centrais Sindicais, que acontece de 22 a 24 de setembro. Cerca de 120 delegados de
outros países vão participar do evento,
para discutir como dinamizar o sindicalismo internacional, para que os operários sejam cada vez mais protagonistas nos discursos políticos.
O BANCÁRIO
Com as manifestações nas agências, o Sindicato mostra para os clientes que a campanha salarial dos bancários beneficia toda a sociedade
3
www.bancariosbahia.org.br
CAMPANHA SALARIAL
Negociação com a
Caixa sem novidade
A rodada de negociação de sexta-feira
entre a Comissão Executiva dos Empregados e a direção da Caixa não produziu novidade. As discussões giraram sobre temas
como saúde, segurança bancária e Saúde
Caixa, no entanto o banco não se posicionou sobre nenhum.
Os empregados questionaram a participação da empresa no custeio do Saúde Caixa, por não cumprir com o aporte financeiro como deveria. O banco está devendo e a
Executiva quer o levantamento integral do
débito, a fim de que as providências sejam
tomadas e seja evitado aumento no plano.
No item segurança bancária, a Executiva reafirmou os riscos a que estão expostos clientes e funcionários e defendeu um
novo mobiliário, inclusive com a colocação
de vidro na bateria de caixa.
No tema saúde, os empregados debateram
com os representantes do banco a sobrecarga
de serviço a que os empregados têm sido submetidos e o funcionamento das CIPAs (Comissão Interna de Prevenção de Acidente).
Fenae
No ataque
O presidente da Assembléia Legislativa, Marcelo Nilo (sem partido), meteu
bala no ninho tucano, onde estava hospedado até pouco tempo, em entrevista ao site Bahiapolítica, do radialista
Jutan Araújo. Disse que se arrependeu
por ter apoiado Antônio Imbassahy
na eleição municipal do ano passado,
chamou a vice-prefeita de Camaçari,
Tereza Giffoni, de “política sem voto”,
afirmou que o PSDB se rendeu ao carlismo e virou um apêndice do DEM.
Em extinção
Amanhã, o pleno do Tribunal de Justiça
da Bahia analisa e vota o texto do anteprojeto de extinção do Ipraj (Instituto
Pedro Ribeiro de Administração Judiciária), a ser encaminhado para apreciação na Assembléia Legislativa. A decisão
foi tomada pelo TJ na sexta-feira e atende recomendação feita pelo CNJ (Conselho Nacional de Justiça).
Haja polêmica
As propostas apresentadas pelo senador
Cristovam Buarque (PDT-DF) para a
reforma eleitoral vão gerar muita polêmica e servir de pretexto para a mídia
usar e abusar. Ele defende a troca do
nome vereador para “conselheiro municipal”, o fim da remuneração para os integrantes do Legislativo nos municípios
e a suspensão em definitivo do segundo
turno nas eleições para prefeito. O próprio senador reconhece que suas proposições estão “contra a corrente”.
Sob suspeita
O BANCÁRIO
A negociação de sexta entre a Executiva dos Empregados e a Caixa mais uma vez não deu em nada
4
Inscrições até o dia 30
O Festival de Música continua com
o papel de incentivar a produção musical da categoria. As inscrições estão
abertas até o dia 30 de setembro. Nesta edição, os bancários podem inscrever até duas músicas inéditas com temática e estilo livres.
A grande novidade deste ano é que
os bancários podem participar apenas
como compositores, tendo como intérpretes de suas músicas não bancários. As
finais ocorrem no Raul Seixas – Espaço
Cultural entre os meses de outubro e novembro. O regulamento e a ficha de inscrição estão disponíveis no site do Sindicato. Mais informações pelos telefones
(71) 3329-2333/7169 ou pelo endereço
[email protected]
Rastreamento feito pelo governo americano descobriu que o banqueiro Daniel
Dantas é o dono dos US$ 242 milhões
depositados em 2002 na conta bancária
denominada Tiger Eye, em Nova York
(EUA). o montante é resultado de pagamentos feitos pelo Opportunity Fund,
nas ilhas Cayman, relativos ao resgate de
cotas que estavam em nome de empresas
controladas por Dantas. O rastreamento
levanta dúvidas sobre patrimônio e origem de recursos. A informação consta do
documento anexado pelo Departamento de Justiça americano ao processo que
tramita na Justiça em Washington.
Lula Sarkozy
Contratos na área de segurança militar e a
compra dos caças franceses Rafale dominaram as conversas entre os presidentes
brasileiro, Lula, e francês, Nicolas Sarkozy, que juntos assistiram, ontem, o desfile pelo 7 de Setembro, Independência do
Brasil. Lula considera a França o país mais
flexível para a transferência de tecnologia.

Documentos relacionados

Coisa de maluco - Sindicato dos Bancários da Bahia

Coisa de maluco - Sindicato dos Bancários da Bahia DEMOCRACIA  Do ex-ministro José Dirceu, sobre mais uma decisão meramente midiática do relator do mensalão no STF (Supremo Tribunal Federal), Joaquim Barbosa, cada vez mais parecido um ator global, ...

Leia mais

Enrolação é a marca registrada

Enrolação é a marca registrada Informativo do Sindicato dos Bancários da Bahia. Editado e publicado sob a responsabilidade da diretoria da entidade - Presidente: Euclides Fagundes Neves. Diretor de Imprensa e Comunicação: Adelmo...

Leia mais

Baixe a versão em PDF

Baixe a versão em PDF o processo, pode ocorrer a redução de remuneração básica, tendo em vista a reclassificação. Para garantir a irredutibilidade negociada na campanha salarial, a empresa propôs a criação do mecanismo ...

Leia mais

Baixe a versão em PDF - Sindicato dos Bancários da Bahia

Baixe a versão em PDF - Sindicato dos Bancários da Bahia dos Bancários reuniu mais de 650 atletas no sábado, no bairro do Costa Azul, em Salvador. Pontualmente às 8h, o diretor de Esporte do Sindicato dos Bancários da Bahia, Agnaldo Santana, deu a largad...

Leia mais

Baixe a versão em PDF - Sindicato dos Bancários da Bahia

Baixe a versão em PDF - Sindicato dos Bancários da Bahia onde o números de explosões é bem maior do que em Salvador, tem preocupado. Depois de sucessivos ataques, por exemplo, o BB fechou para atendimento ao público as agências de Coronel João Sá e Irama...

Leia mais

Tensão no Santander - Sindicato dos Bancários da Bahia

Tensão no Santander - Sindicato dos Bancários da Bahia Informativo do Sindicato dos Bancários da Bahia. Editado e publicado sob a responsabilidade da diretoria da entidade - Presidente: Euclides Fagundes Neves. Diretor de Imprensa e Comunicação: Adelmo...

Leia mais