AHBS-apresentação da EDP

Сomentários

Transcrição

AHBS-apresentação da EDP
CNAI’10
Visita Técnica
Baixo Sabor, 21de Outubro de 2010
INVESTIMENTOS HÍDRICOS DO GRUPO EDP
Amarante
01 de Julho 2010
Aproveitamento Hidroeléctrico do Baixo Sabor
PGAI
Plano de Gestão Ambiental Integrado do Vale do Sabor e Região
Circundante
•
Medidas Compensatórias - 11
•
Medidas de Minimização - 17
•
Programas de Monitorização - 12
1
Aproveitamento Hidroeléctrico do Baixo Sabor
Medidas Compensatórias
Envolvente Alargada
MC8 – Protecção e valorização do Lobo ibérico no
Nordeste Transmontano e Beira Alta
Proporcionar condições de criação e disponibilização de espécies que reforcem a cadeia
alimentar do lobo
2
2
Aproveitamento Hidroeléctrico do Baixo Sabor
Medidas Compensatórias
Envolvente Alargada
MC5 – Recuperação e criação de
abrigos e habitats para Morcegos
Aumento da disponibilidade de habitats e
abrigos para diferentes espécies de morcegos
MC9 - Protecção e valorização da
Avifauna no Nordeste Transmontano
Proporcionar condições de criação e
disponibilização de espécies que reforcem a
cadeia alimentar das aves rupículas
p
MC10 - Protecção e valorização de
Répteis, Anfíbios e Invertebrados no
Vale do Sabor
Caracterização e actualização da
informação
ç
existente acerca dos Répteis,
p
Anfíbios e Invertebrados
3
3
Aproveitamento Hidroeléctrico do Baixo Sabor
Medidas Compensatórias
Albufeiras e sua envolvente próxima
MC2 – Valorização
i
ã e Recuperação
ã de Habitats
i
de ribeiras
i i
afluentes
f
ao rio
i Sabor
MC3 – Valorização do corredor ripícola no Médio e Alto Sabor e no rio Maçãs
MC4 – Programa de Protecção e Valorização de Habitats Prioritários
MC6 – Programa de Conservação da Lontra
MC7 - Programa de Conservação da Toupeira-de-água
4
4
Aproveitamento Hidroeléctrico do Baixo Sabor
Medidas Compensatórias
Local
MC1 – Habitat de Compensação da Vilariça
MC11 – Centro de Interpretação
p
ç
Ambiental e Recuperação
p
ç
Animal ((CIARA))
5
5
Aproveitamento Hidroeléctrico do Baixo Sabor
Medidas de Minimização
Medidas de Minimização
Áreas de Intervenção: 1. Áreas a inundar e sua envolvente próxima
2. Local
MM2 – Desmatação e desarborização das áreas das albufeiras
MM3 – Programa
g
de Emergência
g
p
para animais feridos,, debilitados ou crias ((PEAFDC))
MM7 – Plano de Salvaguarda de Património (PSP)
Inclui realização de estudos e de registos detalhados de todas as ocorrências patrimoniais, de acordo
com as várias cronologias (pré-história, romanização, medieval, etc.) identificadas e ainda por identificar
em toda a área a inundar
MM12 – Preservação in situ de imóveis de valor arquitectónico
MM13 – Preservação in situ de maciços rochosos com arte rupestre
MM16 – Plano de Ordenamento das Albufeiras
6
6
Aproveitamento Hidroeléctrico do Baixo Sabor
Medidas de Minimização
Áreas a inundar e sua envolvente próxima
MM14
Restabelecimento de Comunicações
EN 216 e
EN 217
Caminho
florestal rib.
Calvário
Caminho
rural S. Pedro
- rib. Medal
EN 315
Caminho florestal acesso
à Qta do Travelo
Estrada
Felgar / Larinho
7
7
Aproveitamento Hidroeléctrico do Baixo Sabor
Medidas de Minimização
Local
MM1 – Minimização do efeito-barreira nas comunidades piscícolas (exploração)
MM5 – Plano de Gestão Ambiental de Obra (PGAO)
MM4 – Plano de Medidas Ambientais a aplicar em obra (PMAAO)
MM6 – Plano de Gestão de Resíduos (PGR)
MM8 – Plano da Pedreira (PEP)
MM9 – Plano de Emergência Ambiental (PEA)
MM15 – Integração
t
ã e Recuperação
ã Paisagística
i
í ti
MM17 – Plano de Realojamento dos Moradores da Quinta de S. Gonçalo
8
8
Aproveitamento Hidroeléctrico do Baixo Sabor
Medidas de Minimização
Local
MM4 – Plano de Medidas Ambientais a aplicar em obra (PMAAO)
Conjunto de 108 medidas que orientam o Plano de Gestão Ambiental da Obra (PGAO):
Barreiras de Controlo de Sedimentos
9
Qualidade da Água/Ecossistemas Aquáticos
Aproveitamento Hidroeléctrico do Baixo Sabor
Medidas de Minimização
Local
MM4 – Plano de Medidas Ambientais a aplicar em obra (PMAAO)
P
Preservação
ã da
d Vegetação
V
t ã
Protecção de Valores Patrimoniais
Qualidade da Água/Ecossistemas Aquáticos
10
O PGAO inclui também 12 Planos de Monitorização:
10
10
Aproveitamento Hidroeléctrico do Baixo Sabor
Medidas de Minimização
Planos de Monitorização
PM1 – Ruído – Local
PM2 –Qualidade do Ar – Local
PM3 – Qualidade da Água
Á
– Áreas
Á
a inundar e envolvente próxima
PM4 – Ecossistemas Aquáticos – Áreas a inundar e envolvente próxima
g
ç
e Habitats – Áreas a inundar e envolvente p
próxima
PM5 – Flora,, Vegetação
PM6 – Fauna – Áreas a inundar e envolvente próxima
PM7 – Socioeconomia – Áreas a inundar e envolvente próxima
PM8 – Ord.
Od d
do TTerritório
itó i e Uso
U do
d Solo
S l – Áreas
Á
a inundar
i
d e envolvente
l
t próxima
ó i
PM9 – Paisagem (PMP) - Local
PM10 – Gestão de Resíduos (PMGR) - Local
PM11 – Património (PMP) – Áreas a inundar e envolvente próxima
PM12 – Prog. Piloto Caracterização Microclimática – Áreas a inundar e envolvente próxima
11
11
Aproveitamento Hidroeléctrico do Baixo Sabor
Implementação do PGAI
DONO DE OBRA: EDP – Gestão da Produção de Energia, SA
Supervisão Ambiente: 5 técnicos
FISCALIZAÇÃO: Consulgal – Consultores de Engenharia e Gestão, SA
Departamento Ambiente: 6 técnicos
Responsável Ambiental da Fiscalização 1
Nº TOTAL TÉCNICOS DE AMBIENTE
Técnicos de Ambiente 2
Técnicos de Arqueologia 2
Bióloga 1
142
EMPREITEIRO: BAIXO SABOR – ACE
Departamento de Ambiente: 131 técnicos
Responsável Ambiental da Empreitada 1
Técnicos de Ambiente 3
Equipas de Monitorização 66
Equipa de Coordenação do Património 10
Arqueólogos e Assistentes 45
Historiadores, Antropólogos, Engenheiros Civis e Arquitectos 6
12
Aproveitamento Hidroeléctrico do Baixo Sabor
Acompanhamento da Construção
• Comissão de Acompanhamento Ambiental da Construção (CAAC)
 Coordenada pela CCDR-N - inclui representantes de vários organismos (ICNB, IGESPAR,
DRCN, INAG, ARH-N, APA, Ass. Mun. Baixo Sabor, ONGA’s, DR Economia e EDP)
 Reuniões
Re niões Trimestrais
• Entidades
 IGESPAR e DRCN – Acompanhamento
A
h
t regular
l em obra
b
 ICNB
• Supervisão (PISA) - Porto
 Com apoio especializado na área do Património e dos Valores Ecológicos
 Deslocações semanais à obra
 Análise de projectos, na vertente ambiental
• Fiscalização – em permanência no local
Com apoio especializado na área da Biologia e do Património
13
13
Aproveitamento Hidroeléctrico do Baixo Sabor
Custos Ambientais
INVESTIMENTO
(€)
MANUTENÇÃO/
/MONITORIZAÇÃO (€)
TOTAL
(€)
MEDIDAS COMPENSATÓRIAS (MC)
7.793.401
30.330.000
38.123.401
MEDIDAS DE MINIMIZAÇÃO (MM)
28.514.541
157.500
28.672.041
PLANOS DE MONITORIZAÇÃO (PM)
NA
3.861.136
3.861.136
TOTAL
36.307.942
34.348.636
70.656.578
14
OBRIGADO PELA VOSSA ATENÇÃO
INVESTIMENTOS HÍDRICOS DO GRUPO EDP
Amarante
01 de Julho 2010

Documentos relacionados