1 Bases pra Incursões vikings: O Navio Solução para

Сomentários

Transcrição

1 Bases pra Incursões vikings: O Navio Solução para
Bases pra Incursões
vikings: O Navio
Solução para a ameaça
viking: O Senhor da
Terra. Descentralização
Política e Militar
[estagnação]
Incursões Sarracenas
no Mediterrâneo e
Itália
Incursões Magiares
[Húngaros] – Norte da
Itália, Gália e Germania
Carlos, o Simples e o
Acordo com o Viking
Rollo [911 d.C] –
Estabelecimento do
estado da
Normandia
Inglaterra: Invasões das tribos
teutônicas [séc. V e VI]
Incursões Vikings X Fortificações
Anglo-saxônicas [Séc. IX]; as Fyrds
Rei Alfred [871-901 d.C] Marinha
Inglesa e Barreira Defensiva.
Século XI Invasão Dinamarquesa –
Derrota Saxônica
Dane Cut (Canute) e os guardas do Rei
(Huscarles)
Harold Godwinson sucede Eduardo
o Confessor [1066 d.C]
Conflito com William o Bastardo
[Duque da Normandia] – 4000 cav
+ Infant.
Rei da Noruega [Tostig] Harold,
o Saxão  William, o Conquistador
[Envelopamento Estratégico]
Bretões [esq]; Normandos [Centro]
Frances e Flamengos [dir] arq, inf. e
cav em 3 linhas. Vitória Normanda
1150 d.C 1200 castelos na Ing.
Fortalezas, Cavalaria e Igreja –
estabilização da Europa e Natureza
Limitada da Guerra.
Arco Curto Besta [Proibição de uso
contra cristãos] Vantagem contra
Cavalaria Discussão: Guerras Justas ;
Excomunhão para combates entre
quinta e segunda; Código de Honra dos
Cavalheiros.
1095-1096 d.C Convocação de Urbano II para
as Crusadas [Perda de Jerusalém, ataques dos
turcos seljúcidas, ameaça ao Império
Bizantino; possibilidade de ganhos
econômicos, oportunismos]
1a. Crusada [1096-1099 d.C] Conde Raymond
VI de Toulose Derrota em Anatólia –
Ocupação de Antióquia, Jerusalém e Jaffa.
2a. Crusada [1147-1149] – Problemas:
Comando, Direção, Logística. Necessidade de
Mudanças Táticas [Inf. e Arq] Batalha de
Hattin [1187 d.C]
3a. Crusada: Barbarossa, Ricardo Coração de
Leão e Felipe II.
4a. [1202-1204] Secularização da Crusada
(Saque a Constantinopla)
1
427 d.C – Ostrogodos
controlam a Itália
496 d.C Clóvis I Reinado
Merovíngio [Católico]
520 d.C Francos absorvem os
reinos burgundos
526 d.C Morre Teodorico
Visigodos dominam a Ibéria até
século VIII d.C [Mouros]
554 d.C Casilnum e a
importância da Cavalaria
Armamentos: Francisca, Espada e
Adaga
Sem coordenação tática
Introdução do Estribo [séc.
VIII]
Charles Martel:
Luta contra Mouros [Batalha
de Tours – 732 d.C]
União com o Papado e a
Guerra contra os Lombardos
Fundação do Feudalismo:
Distribuição dos feudos aos
vassalos cedidos pela Igreja;
descentralização de força;
Importância da Cavalaria
[Alto Custo]
Sistema Político, Econômico e
de Valores
3 Estágios: Obrigações do
Vassalo com Suserano;
Vassalos acertam seus
direitos; balanceamento entre
as relações mútuas.
Carlos Magno [784-814 d.C]
Unificação dos reinados
teutônicos, excetuando-se
Principado Visigodo na Ibéria e a
Inglaterra.
779 d.C Proibiu a exportação de
byrnies
785 – 786 d.C Conquista Saxônia
786 d.C Modificou o serviço
militar – Lombardos cedem
cavalos, Saxôes cedem Infantaria;
Frisians se tornam cavalaria; uso
universal do arco [falha]; postos
fortificados
799 d.C Incursões Vikings
800-801 Coroado Imperador do
Sacro-Império Romano. Invasão
da Catalunha; Cerco a Barcelona
Luis, o Piedoso [814-840 d.C]
840 d.C Divisão do Império:
Guerras Francas [Aquitânia,
Lombardia e Bavária] – Novas
Invasões Nórdicas que duram até
900 d.C.
2
Fim de Roma: Cavalaria; Infantaria; Retorno a Falange
Diocleciano [284-305 d.C] –
exercitus comintatensis
Constantino [306-337 d.C] –
limitanei e comentatensis
Teodósio I [379-395 d.C] –
Prática do suborno; ameaças
persas e germânicas. Foederati
Invasão dos Visigodos [Saque
de Roma 410 d.C] Solução
Bizantina
Leo I [457-474 d.C] - contratação de germânicos e força naval
Zeno o Isauriano [474-491 d.C]
Justiniano [527-565 d.C] – Código Legal;
Controle sobre a Igreja.
Exército: 2 generais [cav. e inf.] depois 3
[Trácia; Illyria; Leste]
Arqueiros atingem preponderância.
Numeri [regular troops]; foederati; bucellari
[nobreza]. Cavlaria com lança e arco e
infantaria com lança e escudo.
Generais:Belissario e Narses
Adminstrador: João da Capadócia [531 d.C
sobretaxas Revolta de Nika]
Batalha de Dara [map 94]; Conquista da África
[Vândalos]; Guerras Góticas; Conquista de
Roma 536 d.C [suborno dos francos; A
Belisário é oferecida a coroa gótica]; Guerra
com a Pérsia [Ruses]
Narses – Batalha de Taginae [góticos] e
Batalha de Casilnum [Francos]
Instituições Militares: 1 Band [400 men]; 1 drunges [2-3 bands]; 1 Turma [3
drunges] ver map 99
Como lutar com os francos; magiares e sarracenos
Teoria: Strategicon de Maurice; Tactica de Leo
Equipamentos: map 100
Maurice [582-602 d.C]
Heraclius [610-641 d.C]
Temas, as forças
provinciais (soldierfarmers)
Leo VI [886-912 d.C]
950 d.C 15 Temas
Basil II [967-1025 d.C]
Declínio Bizantino
Século X (Uso de
Mercenários); Ataques dos
turcos seljúcidas [10631073 d.C] Ásia Menor;
Captura de Manzikert
(1071 d.C)
Controle da Pérsia,
Armênia e Ásia Menor
Auxílio de Veneza e
Genova [Século XIII]
Constantinopla cai em
1453 d.C
3

Documentos relacionados

A Guerra Santa e a participação da cavalaria nas Cruzadas no

A Guerra Santa e a participação da cavalaria nas Cruzadas no Dentre outras mudanças na natureza do poder carolíngio decorrentes da coroação, deve-se destacar o elemento cristão. Como sublinhou Jean Favier, a partir desse episódio tornou-se usual a utilização...

Leia mais