Recomendações nutricionais para Doença Diverticular

Сomentários

Transcrição

Recomendações nutricionais para Doença Diverticular
Recomendações nutricionais para Doença Diverticular
Preferir:
Na fase aguda (geralmente no ambiente hospitalar): inicialmente dieta zero
(intestino em repouso), posteriormente dieta sem resíduos, evoluindo para
dieta rica em fibra com hortaliças cozidas e subdivididas (cenoura, abóbora,
batata, inhame) e finalmente alimentos crus e cozidos (couve, bertalha,
agrião, aipim, cenoura crua, tomate sem semente, cereais integrais, frutas
com casca);
Mastigar lentamente;
Refeições de 3 em 3 horas;
Leite fermentado, iogurte;
Mínimo de 2 litros de água ou sucos por dia = 8 copos de 200 ml;
Peixe magro (namorado, badejo, congro-rosa), peito de frango e carne
bovina magra (coxão-duro e patinho);
Margarina com até 40% de lipídeos;
Temperos naturais como alho, orégano, salsa, coentro;
Cereais: milho, gérmen de trigo, arroz integral, aveia em flocos, pão
integral, farelo de trigo;
Frutas: laranja, abacaxi, mamão, manga e melão.
Evitar:
Sementes de alimentos (pães e biscoitos com gergelim, quiabo, tomate,
goiaba, abobrinha, pepino, uva, kiwi, maxixe, berinjela, abobrinha, jiló,
maracujá, vagem, melancia);
Alto consumo de gorduras (contração do músculo liso do cólon):
leite/iogurtes integrais, creme de leite, queijo prato, parmesão, manteiga,
margarina 80% de lipídeos, frituras, biscoitos recheados, temperos prontos
(cubos concentrados ou em pó), lingüiça, mortadela, salame, massas ao molho
branco e com queijo, maionese;
Alimentos flatulentos: brócolis, couve-flor, cebola, couve-de-bruxelas,
feijões, lentilha, pepino, repolho, pimentão, abacate, melancia, melão e uva;
Açúcares e doces concentrados;
Alimentos que causem cólicas ou desconforto.
_______________________
Nutricionista