Programa

Сomentários

Transcrição

Programa
Arqueologia, ritual e religião no Egito antigo – Akhenaton e o período de Amarna Plano de aula Quinta aula: Das casas às tumbas; das tumbas aos templos: concepções funerárias em
Amarna (25/10)
André Luis Silva Effgen
Resumo: Este último encontro tratará da morte abordada arqueologicamente em Amarna.
Iniciaremos com uma apresentação teórica sobre a morte em Arqueologia e,
especificamente, no Egito antigo. A aula será dividida em duas partes, a primeira utilizará a
documentação iconográfica funerária anterior à reforma realizada pelo faraó Akhenaton,
especialmente os “Capítulos para sair à luz do dia” mais conhecidos como o livro egípcio
dos mortos, para discutir as concepções relacionadas à vida após a morte até então. A
segunda parte terá como enfoque a documentação proveniente das tumbas da elite de
Akhetaton, atual El-Amarna, onde serão enfatizadas as mudanças e permanências dos
conceitos de post-mortem relacionados diretamente à reforma Amarniana. Para tanto,
analisaremos a distribuição, construção, forma e decoração das tumbas de Amarna, bem
como ,de forma complementar, os textos contidos nesses monumentos, no que passa a ser
conhecido pelos egiptólogos como um “novo Vale dos Reis” idealizado por Akhenaton.
Programa
•
•
Primeira parte
o A morte no Egito antigo
o Concepções sobre o pós-morte
o O “Livro para sair à luz do dia”
! O mundo dos mortos: topografia do além
! A trajetória do morto
! O julgamento dos mortos
o Interações entre o mundo dos vivos e o mundo dos mortos
! Rituais funerários
• O banquete
! Festividades
! O culto aos ancestrais
Segunda parte
o A necrópole de Amarna
o As tumbas da elite
! Localização, forma, construção
! Repertório iconográfico
! Inscrições
! A “Janela das Aparições”
o
Mudanças e permanências: as concepções post-mortem da elite de Amarna
Bibliografia introdutória
ASSMANN, Jan (2005), Death and salvation in ancient Egypt, Ithaca, Cornell University
Press.
BRANCAGLION, Antonio (1999), O banquete funerário no Egito antigo, Tebas e
Saqqara: tumbas privadas do Novo Império (1570-1293 a. C.), Tese de Doutorado em
Antropologia Social, Universidade de São Paulo.
D'AURIA, Sue (1999), Preparing for eternity, in Rita Freed, Yvonne J. Markowitz and Sue
D'Auria eds., Pharaohs of the Sun: Akhenaten, Nefertiti, Tutankhamun, London,
Thames and Hudson, p. 162-175.
DAVIES, Norman de Garis (1903-1908), The rock tombs of el-Amarna, London, Egypt
Exploration Society.
EFFGEN, André Luís Silva (2011) A segunda morte de Osíris e o ocaso da reforma de
Amarna, Monografia, Vitória da Conquista, UESB.
HORNUNG, Erik (1999), Akhenaten and the religion of light, Ithaca, Cornell University
Press.
KEMP, Barry (2012), The city of Akhenaten and Nefertiti: Amarna and its people,
London,Thames and Hudson.
REDFORD, Donald B. (1984), Akhenaten: the heretic king, Princeton, Princeton
University Press.
MURNANE, William J. (1995), Texts from the Amarna Period in Egypt, Atlanta, Scholars
Press.
SILVA, Regina Coeli Pinheiro da (2009), Análise do painel das cenas de oferendas da
sala Alfa – Tumba Real de Amarna, Dissertação de Mestrado em Arqueologia, Museu
Nacional/UFRJ.

Documentos relacionados

Arqueologia, ritual e religião no Egito antigo – Akhenaton e

Arqueologia, ritual e religião no Egito antigo – Akhenaton e LEMOS, Rennan de Souza (2014), O pensamento egípcio do Reino Novo e o período de Amarna, in Giselle Martins Venancio et al., Diálogos com a História: trabalhos apresentados na Semana de História d...

Leia mais